para alunos Deficientes Visuais

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "para alunos Deficientes Visuais"

Transcrição

1 Acessibilizando conteúdo e materiais para alunos Deficientes Visuais Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Rede Nacional de Pesquisa e Inovação em Tecnologias Digitais - RENAPI Projeto de Acessibilidade Virtual

2 Acessibilizando conteúdo e materiais para alunos DVs Este material tem por objetivo orientar os professores quanto às diversas formas que podem ser utilizadas para acessibilizar materiais impressos e digitais, fazendo com que os alunos DVs (deficientes visuais) tenham autonomia para realizar atividades rotineiras de estudante;

3 Acessibilizando conteúdo e materiais para alunos DVs Cada material a ser acessibilizado, digital ou impresso merece especial atenção. Estes slides trarão dicas básicas sobre como preparar os materiais para alunos DVs em editores de texto, planilhas eletrônicas e editores de apresentação; Tornar acessível um conteúdo para DVs pressupõe atenção às especificidades de cada um;

4 Acessibilizando conteúdo e materiais para alunos DVs Lembramos que o material a ser elaborado para um DV deve ser o mais simples possível facilitando, assim, sua leitura pelo Leitor de Telas; O professor deverá perceber as restrições de seu aluno para poder transmitir o conteúdo da melhor maneira possível, com criatividade e muito diálogo.

5 Acessibilizando imagens e figuras

6 Acessibilizando imagens e figuras Toda e qualquer figura em um material didático digital deve ser descrita, isto é, possuir equivalência textual, facilitando assim sua compreensão por parte do aluno deficiente visual. Abaixo temos alguns exemplos de imagem sem e com equivalência textual: Imagem sem Equivalência textual Imagem com Equivalência textual Casal feliz dividindo um guardachuva, em dia chuvoso Fonte:

7 Acessibilizando imagens e figuras No caso de slides que serão apenas apresentados pelo professor durante uma aula e não disponibilizados a posteriori para o aluno, o próprio professor poderá fazer oralmente a descrição das imagens; Tratam-se de pequenos detalhes que fazem a diferença na elaboração de materiais para DVs;

8 Acessibilizando imagens e figuras A imagem abaixo nos mostra uma figura devidamente descrita. Para nós normo-visuais, sua descrição está clara e objetiva;

9 Acessibilizando imagens e figuras Mas para os DVs, que necessitam do auxílio de um software Leitor de Telas para realizar a leitura, a descrição da imagem no slide anterior não ajudaria muito, pois a mesma faz parte da figura, tudo faz parte de uma mesma imagem. Na imagem abaixo temos uma caixa de texto com borda e a descrição da mesma, dentro da caixa, é lida pelo Leitor de Telas. Casal feliz dividindo um guarda-chuva, em dia chuvoso.

10 Acessibilizando imagens e figuras Abaixo, visualizamos o logotipo que representa o programa Símbolo de Acessibilidade na WEB, e um exemplo de como seria sua descrição; Símbolo de Acessibilidade na WEB

11 Acessibilizando imagens e figuras A descrição da figura Símbolo de Acessibilidade na Web ficaria assim: a figura nos mostra um globo inclinado, com uma grelha sobreposta. Na sua superfície está recortado um buraco de fechadura, esta imagem é o símbolo da acessibilidade na web.

12 Acessibilizando vídeos

13 Acessibilizando vídeos Quando for necessário utilizar um link de vídeo na internet, por exemplo, o melhor seria fazer o download do vídeo e disponibilizar o arquivo. Tela inicial de um vídeo do site Youtube.com, nela vemos árvores na beira de um rio, em um dia nublado

14 Dicas Gerais

15 Dicas Gerais Acessibilizando Cabeçalhos e Rodapés Como citado no slide de apresentação, o material a ser elaborado deve ser o mais simples possível, então o recomendável é não utilizar Notas de Cabeçalho, nem de Rodapé. Estes, como estarão presentes em todas as páginas do arquivo, confundirão o Leitor de Telas, fazendo com que sua leitura interprete os mesmos como parte integrante do conteúdo;

16 Acessibilizando Tabelas Dicas Gerais Os Leitores de Telas realizam a leitura de tabelas, desde que elas estejam linearizadas, ou seja, sem linhas ou colunas mescladas. Dessa forma os DVs que fazem uso do Leitor de Telas sabem que a leitura é realizada de forma linear, mas podem interpretar algumas informações de maneira errada. Para tentar evitar que isto aconteça algumas medidas são recomendadas:

17 Dicas Gerais Não utilizar linhas ou colunas mescladas, ou seja, linhas ou colunas que quando agrupadas formam uma só; Se a tabela estiver em formato de imagem, como aquelas escaneadas ou copiadas da internet, é preciso que haja a descrição da mesma; Em documentos de texto, o Leitor de Telas não realiza a leitura do conteúdo inserido em Cabeçalhos e Rodapés.

18 Dicas Gerais Exemplo: Tabela de cadastro de funcionários Numero do Funcionário Nome Data de Admissão Função 063 Ana Paula Vargas 24/02/2007 Assistente de RH 035 Daniel de Abreu 10/03/2009 Eletricista 045 Marcelo Silva 06/10/2007 Soldador 069 Pedro Ramos 25/09/2009 Auxiliar de compras Agora vamos exemplificar os dados da tabela de forma linear, esta é a maneira que o Leitor de Telas realiza a leitura, sequencialmente, uma célula depois da outra.

19 Dicas Gerais Descrição da tabela Cadastro de funcionários : A tabela segue a ordem: - Nº do Funcionário Nome Data de Admissão Função Ana Paula Vargas 24/02/2007 Assistente de RH Daniel de Abreu 10/03/ Eletricista Marcelo Silva 06/10/ Soldador Pedro Ramos 25/09/2009 Auxiliar de compras.

20 Acessibilizando arquivos de texto

21 Acessibilizando arquivos de texto Quando escanear um material, páginas de um livro por exemplo, sempre selecione a opção Salvar em formato texto, para que o Leitor de Telas consiga efetuar a leitura. Caso contrário, ele interpretará o material escaneado como uma imagem, que consequentemente não estará acessível. Depois de escanear o material desejado, salve seu arquivo com extensão.txt ou.doc no editor de textos. No próximo slide temos como exemplo a imagem da página de um livro escaneada.

22 Acessibilizando arquivos de texto Página de um livro scaneada

23 Acessibilizando materiais em Editores de textos

24 Editores de texto Sobre a utilização de Caixas de texto Caixas de texto são comumente utilizadas na elaboração de materiais didáticos. Muitas vezes auxiliam na melhor compreensão de um texto, chamando a atenção para um determinado assunto no decorrer do mesmo; Para inserir uma Caixa de texto em seu arquivo.doc, ou seja, arquivo gerado pelo aplicativo Word, basta acessar o menu Inserir e clicar em Caixa de texto ;

25 Editores de texto Já no aplicativo BrOffice Writer, as Caixas de texto são chamadas de Quadros, sendo assim, para inserir um Quadro no BrOffice Writer é preciso acessar o menu Inserir e clicar em Quadro ; No entanto alguns cuidados devem ser tomados na utilização de Caixas de texto, pois estas podem prejudicar o desempenho dos Leitores de Tela, fazendo com que não leiam o conteúdo inserido dentro delas. Vejamos alguns exemplos:

26 Editores de texto Vamos analisar dois exemplos elaborados em um Editor de textos. Visualmente eles são iguais, mas para um DV que faz uso de um Leitor de Telas, não é tão simples assim. No Exemplo 1 foi inserida uma Caixa de texto, que não é reconhecida pelo Leitor de Telas, isto é, ele não realiza a leitura do conteúdo. Exemplo 1 Caixa de texto A expressão acessibilidade, presente em diversas áreas de atividade, tem também na informática um importante significado. Representa para o nosso usuário não só o direito de acessar a rede de informações, mas também o direito de eliminação de barreiras arquitetônicas, de disponibilidade de comunicação, de acesso físico, de equipamentos e programas adequados, de conteúdo e apresentação da informação em formatos alternativos.

27 Editores de texto No Exemplo 2, foi inserida uma borda no texto, no visual o efeito de marcação é o mesmo, e para o Leitor de Telas a borda não influencia em sua leitura. Para inserir uma borda em um texto no Word Office 2007, siga os passos descritos no próximo slide. Exemplo 2 Borda A expressão acessibilidade, presente em diversas áreas de atividade, tem também na informática um importante significado. Representa para o nosso usuário não só o direito de acessar a rede de informações, mas também o direito de eliminação de barreiras arquitetônicas, de disponibilidade de comunicação, de acesso físico, de equipamentos e programas adequados, de conteúdo e apresentação da informação em formatos alternativos.

28 Editores de texto Primeiro você precisa selecionar o parágrafo, palavra ou frase desejados; depois localize e clique no menu Layout de Página. Nesse Menu, no grupo Plano de Fundo da Página, clique em Bordas de Página e na aba Bordas, selecione a borda desejada; No BrOffice Writer 2.2 você também pode inserir uma borda. Para isso selecione o parágrafo, palavra ou frase desejados; no menu Inserir clique em Quadro e na aba Bordas, selecione a borda desejada.

29 Acessibilizando Apresentações de slides

30 Acessibilizando apresentações de slides Opte por utilizar layouts de slides do Editor de apresentações para a digitação de todo o texto ou então utilize caixas de texto em todo o slide, ou seja: não misture layouts de slides e Caixas de texto em um mesmo slide; Trabalhe com o texto em tópicos. Isto facilita a compreensão por parte do deficiente visual, além de manter uma ordem linear, uma sequência;

31 Acessibilizando apresentações de slides Garanta um bom contraste entre fundo e fonte; Mantenha um padrão do início ao fim da apresentação; Quanto à formatação, para o Leitor de Telas não tem diferença, mas para quem possui Baixa Visão, algumas dicas são importantes, como utilizar fontes sem serifas;

32 Acessibilizando apresentações de slides As serifas são os pequenos traços e prolongamentos que ocorrem no fim das hastes das letras. As famílias tipográficas sem serifas são conhecidas como sans-serif (do francês, sem serifa). Os textos serifados são usados em blocos de texto, como em um romance, pois as serifas tendem a guiar o olhar através do texto (WIKIPÉDIA, 2007);

33 Acessibilizando apresentações de slides O ser humano lê palavras ao invés de letras individuais, assim as letras serifadas parecem juntar-se devido aos seus prolongamentos, unindo as palavras. Já as fontes sem-serifa costumam ser usadas em títulos e chamadas, pois valorizam cada palavra individualmente e tendem a ter maior peso e presença para os olhos, chamando a atenção, já que parecem mais limpas (WIKIPÉDIA, 2007); A fonte Arial é uma boa opção de fonte sem serifa.

34 Acessibilizando mapas, gráficos e fórmulas

35 Acessibilizando Mapas No exemplo abaixo observamos a imagem de um mapa. Como o Leitor de Telas não realizará a leitura, pois se trata de uma imagem, sugerimos, neste caso, a seguinte descrição como exemplo: Mapa do Brasil

36 Acessibilizando Mapas Descrição do mapa anterior: O mapa refere-se às 5 regiões brasileiras, no qual a região Norte encontra-se na parte superior do mapa (Acre, Amazonas, Rondônia, Roraima, Amapá, Pará e Tocantins); ao lado está a região Nordeste (Maranhão, Piauí, Bahia, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe), na parte central está a região Centro-Oeste (Mato Grosso, Mato Grosso o Sul, Goiás e Distrito Federal), ao lado desta está a região Sudeste (Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo) e por fim a região Sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul).

37 Acessibilizando Mapas Abaixo visualizamos a imagem do Mapa do Brasil. Trata-se de um mapa que foi transferido para o papel. Nele foram utilizados materiais com diferentes texturas e codificação braile. Mapa do Brasil - feito em papel com demarcações em alto relevo e braile

38 Acessibilizando Gráficos Da mesma forma que as Tabelas e os Mapas, os Gráficos também devem ser descritos, vamos observar o exemplo abaixo. Gráfico Segurança na Internet Fonte:

39 Acessibilizando Gráficos Descrição do gráfico anterior: O gráfico do slide anterior representa o percentual relacionado ao local onde usuários de Internet tiveram problemas de segurança, sendo que 36% relataram ter tido problemas no seu domicílio e 66% fora de seu domicílio.

40 Acessibilizando Organogramas

41 Acessibilizando Organogramas Da mesma forma que na descrição de imagens e tabelas, é necessário também descrever as informações que estão no organograma; Também podem ser utilizados recursos táteis, onde cada linha poderá ser representada por uma textura diferente e os textos poderão estar em Braille; No próximo slide observaremos a imagem de um organograma com sua descrição:

42 Acessibilizando Organogramas Organograma representando as relações hierárquicas de uma escola A descrição ficaria assim: o organograma mostra as relações hierárquicas de uma escola onde, na parte superior, encontra-se o departamento de ensino, logo abaixo deste estão, de forma linear: a secretaria escolar, a coordenação pedagógica, a orientação educacional e a psicóloga.

43 Acessibilizando Fórmulas O exemplo a seguir refere-se à descrição de uma fórmula para que o Leitor de Telas possa realizar a leitura. Exemplo: b(x,y) = 6 x²y - 7y Descrição: b abre parênteses x vírgula y fecha parênteses = 6 X ao quadrado vezes y menos 7y

44 Acessibilizando Fórmulas Observação: Sinais e símbolos matemáticos devem ser descritos (>:maior; <:menor; -:menos; : pi; alfa; infinito; dentre outros). Os números que possuem expoente também devem ser descritos (2²: 2 ao quadrado; 45³: 45 ao cubo; 34¹²: 34 elevado a potência 12 ou 34 com expoente 12; e assim por diante). Evitar também o uso de muitas abreviaturas (etc, cm, m). Se possível escrevê-las por extenso.

45 Veja mais: Site do IF RS - Campus BG (site acessível): Site modelo de Acessibilidade Virtual: Download de manuais de Tecnologia Assistiva e Software Educativo: Referências: WIKIPÉDIA. A Enciclopédia Livre. Tipografia Design Gráfico Disponível em < Acesso em jun 2007.

Pró-Reitoria de Educação a Distância. Manual do Ambiente Virtual de Aprendizagem para alunos

Pró-Reitoria de Educação a Distância. Manual do Ambiente Virtual de Aprendizagem para alunos Pró-Reitoria de Educação a Distância Manual do Ambiente Virtual de Aprendizagem para alunos Como acessar o ambiente 1. Entre no Ambiente Virtual de Aprendizagem localizado na página principal do Portal

Leia mais

OFICINA DE POWER POINT

OFICINA DE POWER POINT OFICINA DE POWER POINT Barra de Ferramentas Padrão Barra de Ferramentas Formatação Barra de Menus Modos de Visualização Painéis de Tarefas Barra de Ferramentas Desenho Profª. Maria Adelina Raupp Sganzerla

Leia mais

MANUAL DA SECRETARIA

MANUAL DA SECRETARIA MANUAL DA SECRETARIA Conteúdo Tela de acesso... 2 Liberação de acesso ao sistema... 3 Funcionários... 3 Secretaria... 5 Tutores... 7 Autores... 8 Configuração dos cursos da Instituição de Ensino... 9 Novo

Leia mais

NAPNE / SIEP. Acessibilidade de materiais para Deficientes Visuais

NAPNE / SIEP. Acessibilidade de materiais para Deficientes Visuais NAPNE / SIEP Acessibilidade de materiais para Deficientes Visuais Julho de 2009 2 Sumário Acessibilizando materiais para alunos DVs... 3 1 - Acessibilizando textos... 3 2 - Acessibilizando figuras, imagens

Leia mais

MANUAL DO ALUNO GRADUAÇÃO MODALIDADE SEMIPRESENCIAL

MANUAL DO ALUNO GRADUAÇÃO MODALIDADE SEMIPRESENCIAL MANUAL DO ALUNO GRADUAÇÃO MODALIDADE SEMIPRESENCIAL Prezado(a) aluno(a); Este material que você está começando a ler trata-se do manual do aluno, referente às disciplinas que serão ministradas através

Leia mais

FEMA Fundação Educacional Machado de Assis INFORMÁTICA Técnico em Segurança do Trabalho P OW ERPOI NT. Escola Técnica Machado de Assis Imprensa

FEMA Fundação Educacional Machado de Assis INFORMÁTICA Técnico em Segurança do Trabalho P OW ERPOI NT. Escola Técnica Machado de Assis Imprensa P OW ERPOI NT 1 INTRODUÇÃO... 3 1. Iniciando o PowerPoint... 3 2. Assistente de AutoConteúdo... 4 3. Modelo... 5 4. Iniciar uma apresentação em branco... 6 5. Modo de Exibição... 6 6. Slide Mestre... 7

Leia mais

Manual do Portal do Aluno

Manual do Portal do Aluno Manual do Portal do Aluno Setor de Tecnologia da Informação T.I. Escola Superior Batista do Amazonas Última revisão: 9/10/2012 Conteúdo 1. Acessando o Portal do Aluno... 3 2. Menu do Portal do Aluno...

Leia mais

FLUXO MANUTENÇÃO, REPARAÇÃO E INSTALAÇÃO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO MANUTENÇÃO, REPARAÇÃO E INSTALAÇÃO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO MANUTENÇÃO, REPARAÇÃO E INSTALAÇÃO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO MANUTENÇÃO, REPARAÇÃO E INSTALAÇÃO

Leia mais

Tutorial do Novo Sistema de Intimações da OAB SP

Tutorial do Novo Sistema de Intimações da OAB SP Tutorial do Novo Sistema de Intimações da OAB SP O sistema de intimações da OAB SP está de cara nova. Mais rápido, eficiente, organizado e cobrindo maior número de cadernos de diários oficiais, o serviço

Leia mais

Microsoft PowerPoint XP. Módulo I I

Microsoft PowerPoint XP. Módulo I I FUNCICI MG ESCOLA TÉCNICA DE FORMAÇÃO GERENCIAL DE CONTAGEM CURSO TÉCNICO AMBIENTAL E DE SEGURANÇA APOSTILA BÁSICA: Microsoft PowerPoint XP Módulo I I Elaborada por: Walter Santos 2007 2 S U M Á R I O

Leia mais

COM O BROFFICE IMPRESS

COM O BROFFICE IMPRESS Unidade Unidade 5 4 Preparando Compondo suas planilhas apresentações eletrônicas com com o BrOffice o BrOffice Impress Calc UNIDADE 5 PREPARANDO SUAS APRESENTAÇÕES COM O BROFFICE IMPRESS OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR ACESSANDO O PORTAL DO PROFESSOR Para acessar o portal do professor, acesse o endereço que você recebeu através da instituição de ensino ou acesse diretamente o endereço:

Leia mais

Editor de texto Writer

Editor de texto Writer Prefeitura de Volta Redonda Secretaria Municipal de Educação NTM Núcleo de Tecnologia Educacional Municipal Projeto de Informática Aplicada à Educação de Volta Redonda - VRlivre Editor de texto Writer

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES IMOBILIÁRIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES IMOBILIÁRIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Estados Norte 7.938 0,37 0 0,00-7.938 0,37

Leia mais

Documentos Digitais Acessíveis. Bruna Salton Projeto de Acessibilidade Virtual Pró-Reitoria de Extensão

Documentos Digitais Acessíveis. Bruna Salton Projeto de Acessibilidade Virtual Pró-Reitoria de Extensão Documentos Digitais Acessíveis Bruna Salton Projeto de Acessibilidade Virtual Pró-Reitoria de Extensão Como as pessoas com deficiência utilizam o computador e a Web? Vídeo: Como as pessoas com deficiência

Leia mais

Manual para acesso às disciplinas na modalidade EAD

Manual para acesso às disciplinas na modalidade EAD Manual para acesso às disciplinas na modalidade EAD Para acessar sua senha: 1. Entrar no portal Metodista online Acesse o site www.bennett.br. No lado superior direito aparecerá a janela da área de login,

Leia mais

Instruções para Construção dos Sites das Escolas Públicas Estaduais do Paraná

Instruções para Construção dos Sites das Escolas Públicas Estaduais do Paraná Instruções para Construção dos Sites das Escolas Públicas Estaduais do Paraná CRIAÇÃO: crteldna@gmail.com (43) 3371-1336 (43) 3371-1337 APOIO: ldagabrielmartins@seed.pr.gov.br (43) 3327-4141 Janeiro/2008

Leia mais

Para o OpenOffice Impress, assim como para vários softwares de apresentação, uma apresentação é um conjunto de slides.

Para o OpenOffice Impress, assim como para vários softwares de apresentação, uma apresentação é um conjunto de slides. OPENOFFICE IMPRESS 1. O QUE É UMA APRESENTAÇÃO Para o OpenOffice Impress, assim como para vários softwares de apresentação, uma apresentação é um conjunto de slides. Em cada slide podemos ter vários elementos

Leia mais

paradigma WBC Public - compra direta Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.0

paradigma WBC Public - compra direta Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.0 paradigma WBC Public - compra direta Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.0 agosto de 2007 As informações contidas neste documento, incluíndo quaisquer URLs e outras possíveis referências a

Leia mais

GUIA DE ACESSO E NAVEGAÇÃO NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM

GUIA DE ACESSO E NAVEGAÇÃO NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM GUIA DE ACESSO E NAVEGAÇÃO NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM BOAS VINDAS! Prezado (a) aluno (a), seja bem vindo (a) aos cursos na modalidade a distância. É com muita satisfação que o (a) recebemos neste

Leia mais

MANUAL DO PROFESSOR Portal LS Educação

MANUAL DO PROFESSOR Portal LS Educação MANUAL DO PROFESSOR Portal LS Educação MANTIDA FACULDADE CIDADE DE JOÃO PINHEIRO MANTENEDORA ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DE JOÃO PINHEIRO Olá Professor(a), este é um manual prático e resumido para acesso ao

Leia mais

SAMUEL INFORMÁTICA SEAP 11-02-2015. Curso Básico de MS Office Word 2010/BrOffice Writer

SAMUEL INFORMÁTICA SEAP 11-02-2015. Curso Básico de MS Office Word 2010/BrOffice Writer SEAP 11-02-2015 SAMUEL INFORMÁTICA Curso Básico de MS Office Word 2010/BrOffice Writer O MS-Word 2010 é um grande processador de texto onde realiza grande parte de serviços de escritórios, cartas, currículos

Leia mais

Gerenciamento de Tarefas

Gerenciamento de Tarefas Gerenciamento de Tarefas O objetivo deste módulo é ajudar a gerenciar de forma mais simples e eficiente todas as tarefas da empresa, relacionadas a contatos, projetos, propostas, contratos etc... Configuração

Leia mais

Themis Serviços On Line - Publicações

Themis Serviços On Line - Publicações Nome do documento Guia do Usuário Themis Serviços On Line - Publicações Sumário Introdução:... 3 1 - Cadastro dos Usuários do Themis Serviços On Line:... 3 2 - Acesso ao Sistema Themis Serviços On Line:...

Leia mais

Passo a Passo do Cadastro Funcionários no SIGLA Digital

Passo a Passo do Cadastro Funcionários no SIGLA Digital Passo a Passo do Cadastro Funcionários no SIGLA Digital Funcionários Página 1 de 12 O cadastro de funcionários permite cadastrar o usuário que vai utilizar o SIGLA Digital e também seus dados pessoais.

Leia mais

Sumário - Power Point

Sumário - Power Point Power Point Sumário - Power Point 1. INICIANDO O POWERPOINT... 116 2. APRESENTAÇÃO DA JANELA DO POWERPOINT... 117 3. CONCEITOS BÁSICOS DO POWERPOINT... 118 4. INICIANDO UMA APRESENTAÇÃO... 118 4.1 Autolayouts

Leia mais

Índice. Índice... 1. Apresentando o Nextsite... 3. Recursos... 4. Recursos Opcionais... 6. Componentes externos... 7. Gerenciando sua conta...

Índice. Índice... 1. Apresentando o Nextsite... 3. Recursos... 4. Recursos Opcionais... 6. Componentes externos... 7. Gerenciando sua conta... Índice Índice... 1 Apresentando o Nextsite... 3 Recursos... 4 Recursos Opcionais... 6 Componentes externos... 7 Gerenciando sua conta... 8 Visualização Geral... 9 Central de mensagens... 12 Minha conta...

Leia mais

Conectar diferentes pesquisas na internet por um menu

Conectar diferentes pesquisas na internet por um menu Conectar diferentes pesquisas na internet por um menu Pré requisitos: Elaboração de questionário Formulário multimídia Publicação na internet Uso de senhas na Web Visualização condicionada ao perfil A

Leia mais

MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA

MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MATO GROSSO Janeiro 2012 Conteúdo Elaboração do projeto... 3 1. Acesso ao Sistema... 4 2. Tipo de Certificado... 4 2.1. Navegador padrão para acessar

Leia mais

6. Enumere de acordo com a primeira: A. Minimizar diminui o aplicativo, deixando-o na Barra de Tarefas.

6. Enumere de acordo com a primeira: A. Minimizar diminui o aplicativo, deixando-o na Barra de Tarefas. LINUX EDUCACIONAL -Assinale a alternativa correta. 1. Para criar uma pasta devemos: Clicar no menu Exibir-Modo de Exibição Clicar com o botão direito onde gostaríamos de criá-la e em seguida Criar Novo

Leia mais

FLUXO FABRICAÇÃO DE MÁQUINAS, APARELHOS E MATERIAIS ELÉTRICOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO FABRICAÇÃO DE MÁQUINAS, APARELHOS E MATERIAIS ELÉTRICOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO FABRICAÇÃO DE MÁQUINAS, APARELHOS E MATERIAIS ELÉTRICOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DAPARAÍBA

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line Declaração On Line Manual de Apoio à Utilização do Sistema Manual do Usuário Versão 1.0 INTRODUÇÃO... 4 AUTENTICANDO-SE NO SISTEMA... 4 EM CASO DE ESQUECIMENTO DA SENHA... 5 ALTERANDO A SENHA DE ACESSO

Leia mais

Professor Paulo Lorini Najar

Professor Paulo Lorini Najar Microsoft PowerPoint O Microsoft PowerPoint é uma ferramenta ou gerador de apresentações, palestras, workshops, campanhas publicitárias, utilizados por vários profissionais, entre eles executivos, publicitários,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA Manual do Moodle- Sala virtual UNIFAP MACAPÁ-AP 2012 S U M Á R I O 1 Tela de Login...3 2 Tela Meus

Leia mais

PROGRAMA TERRITÓRIOS DA CIDADANIA. # Manual Operacional # Relatório de Execução - Data Base: 30/09/2012

PROGRAMA TERRITÓRIOS DA CIDADANIA. # Manual Operacional # Relatório de Execução - Data Base: 30/09/2012 PROGRAMA TERRITÓRIOS DA CIDADANIA # Manual Operacional # Relatório de Execução - Data Base: 30/09/2012 Para informar os dados da Execução de sua(s) ação(ões), você deve seguir os seguintes passos: 1 Acesse

Leia mais

Amostra OpenOffice.org 2.0 Writer SUMÁRIO

Amostra OpenOffice.org 2.0 Writer SUMÁRIO Amostra OpenOffice.org 2.0 Writer SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. INSERIR TEXTO 3. SALVAR UM DOCUMENTO 4. FECHAR UM DOCUMENTO 5. INICIAR UM NOVO DOCUMENTO 6. ABRIR UM DOCUMENTO 7. SELECIONAR TEXTO 8. RECORTAR,

Leia mais

Portal de Aprendizado Tutorial do Aluno

Portal de Aprendizado Tutorial do Aluno Portal de Aprendizado Tutorial do Aluno Índice 1 Acessando o Portal... 2 1.1 Verificação do Browser... 2 1.2 Entre em contato... 3 1.3 Portal Autenticado... 5 2 Meus Cursos... 6 2.1 Matriculando-se em

Leia mais

Como criar um blog. Será aberta uma janela onde você deverá especificar o título do blog, o endereço do blog, e o modelo.

Como criar um blog. Será aberta uma janela onde você deverá especificar o título do blog, o endereço do blog, e o modelo. Como criar um blog Criando o blog Vá em www.blogger.com. Entre com sua conta google (a mesma que você usa para acessar o gmail). Escolha um perfil. Na página seguinte, clique no botão novo blog. Será aberta

Leia mais

Escritório Virtual - Apresentação. Acesso ao Portal do Escritório Virtual

Escritório Virtual - Apresentação. Acesso ao Portal do Escritório Virtual Página2 Escritório Virtual - Apresentação O escritório Virtual visa uma aproximação entre o escritório e seus clientes, possibilitando encurtar caminhos para envio e recebimento de arquivos e informações

Leia mais

Questões de Informática 2011 - Editores de Texto

Questões de Informática 2011 - Editores de Texto 1. Existe uma operação específica no Word que serve para destacar um texto selecionado colocando uma moldura colorida em sua volta, como uma caneta "destaque" (iluminadora). Trata-se de a) "Cor da borda".

Leia mais

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO?

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO? Índice BlueControl... 3 1 - Efetuando o logon no Windows... 4 2 - Efetuando o login no BlueControl... 5 3 - A grade de horários... 9 3.1 - Trabalhando com o calendário... 9 3.2 - Cancelando uma atividade

Leia mais

CADERNOS DE INFORMÁTICA Nº 1. Fundamentos de Informática I - Word 2010. Sumário

CADERNOS DE INFORMÁTICA Nº 1. Fundamentos de Informática I - Word 2010. Sumário CADERNO DE INFORMÁTICA FACITA Faculdade de Itápolis Aplicativos Editores de Texto WORD 2007/2010 Sumário Editor de texto... 3 Iniciando Microsoft Word... 4 Fichários:... 4 Atalhos... 5 Área de Trabalho:

Leia mais

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Bom trabalho. Módulo Contabilidade Caixa e Contas Bancárias

Bom trabalho. Módulo Contabilidade Caixa e Contas Bancárias Sistema Pastoral Tecnologia a Serviço das Comunidades Help on line - acione a tecla F1 quando tiver dúvida. Este roteiro foi elaborado para servir de auxílio às pessoas que estão iniciando a utilização

Leia mais

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição SSE 3.0 Guia Rápido Módulo Secretaria Nesta Edição 1 Acessando o Módulo Secretaria 2 Cadastros Auxiliares 3 Criação de Modelos Definindo o Layout do Modelo Alterando o Layout do Cabeçalho 4 Parametrização

Leia mais

CURSO: Orientações. MÓDULOS: Orientações/Calendário/Links. Curso 3/3 2009. Contato com o suporte: Nome.: Empresa.: Data.: / / E-mail.

CURSO: Orientações. MÓDULOS: Orientações/Calendário/Links. Curso 3/3 2009. Contato com o suporte: Nome.: Empresa.: Data.: / / E-mail. CURSO: Orientações MÓDULOS: Orientações/Calendário/Links Curso 3/3 2009 Contato com o suporte: Tel.:11-3857-9007 ramal 4 Fax.: 11-3857-9007 ramal 211 Cellular: 11-9333-21 E-mail.: suporte@webcontabil.com.br

Leia mais

Q-Acadêmico. Módulo CIEE - Estágio. Revisão 01

Q-Acadêmico. Módulo CIEE - Estágio. Revisão 01 Q-Acadêmico Módulo CIEE - Estágio Revisão 01 SUMÁRIO 1. VISÃO GERAL DO MÓDULO... 2 1.1 PRÉ-REQUISITOS... 2 2. ORDEM DE CADASTROS PARA UTILIZAÇÃO DO MÓDULO CIEE... 3 2.1 CADASTRANDO EMPRESAS... 3 2.1.1

Leia mais

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML Observação: O arquivo XML da nota fiscal deve estar salvo em seu computador. Se o seu fornecedor não enviou o arquivo por e-mail, você pode obter o arquivo pela internet,

Leia mais

Aula 8 POWER POINT. Patrícia Soares de Lima. META Aprender a utilizar o Power Point como ferramenta pedagógica nas aulas de Química.

Aula 8 POWER POINT. Patrícia Soares de Lima. META Aprender a utilizar o Power Point como ferramenta pedagógica nas aulas de Química. Aula 8 POWER POINT META Aprender a utilizar o Power Point como ferramenta pedagógica nas aulas de Química. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: Discutir, de forma breve, a utilização deste software

Leia mais

Medical Office 2015 Instruções de Instalação e Configuração

Medical Office 2015 Instruções de Instalação e Configuração Medical Office 2015 Instruções de Instalação e Configuração 1) Faça o download do Medica Office através do nosso site www.medicaloffice.com.br opção do Download; 2) Após realizado o download do arquivo

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS. Versão 2.1

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS. Versão 2.1 NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS Versão 2.1 SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 1. INTRODUÇÃO... 3 2. LAYOUT DO ARQUIVO... 4 3. TRANSMITINDO O ARQUIVO... 5 4. CONSULTANDO

Leia mais

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA LEIAME APRESENTAÇÃO Nenhuma informação do TUTORIAL DO MICRO- SOFT OFFICE WORD 2003 poderá ser copiada, movida ou modificada sem autorização prévia e escrita do Programador Roberto Oliveira Cunha. Programador:

Leia mais

OpenOffice Calc Aula 4

OpenOffice Calc Aula 4 OpenOffice Calc Aula 4 Objetivos: Apresentar a criação de um gráfico no CALC, a partir dos dados em uma planilha Apresentar os diversos tipos de gráficos e suas aplicações (gráfico de coluna, de linha,

Leia mais

Para o PowerPoint, assim como para vários softwares de apresentação, uma apresentação é um conjunto de slides.

Para o PowerPoint, assim como para vários softwares de apresentação, uma apresentação é um conjunto de slides. POWERPOINT 1. O QUE É UMA APRESENTAÇÃO Para o PowerPoint, assim como para vários softwares de apresentação, uma apresentação é um conjunto de slides. Em cada slide podemos ter vários elementos ou objetos

Leia mais

FLUXO TELECOMINICAÇÕES COM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TELECOMINICAÇÕES COM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES COM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES COM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

Cobrança Bancária. Contas / Manutenção.

Cobrança Bancária. Contas / Manutenção. Cobrança Bancária Este tutorial objetiva auxiliar os usuários na configuração do sistema para que a emissão de cobrança bancária dos títulos a receber seja feita. Os processos a seguir consistem na geração

Leia mais

SIGA Manual -1ª - Edição

SIGA Manual -1ª - Edição SIGA Manual -1ª - Edição ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 4 2. MÓDULO DE PROCESSOS 4 3. ACESSO AO SISTEMA 4 3.1 Acessando o Sistema 4 3.2 Primeiro Acesso 5 3.3 Login do Fornecedor 5 o Teclado Virtual 5 o Máquina Virtual

Leia mais

NewAgent enterprise-brain

NewAgent enterprise-brain Manual NewAgent enterprise-brain Primeiro acesso Manual NewAgent enterprise-brain Este guia servirá para orientá-lo no uso das principais funções da NewAgent. Veja como realizar seu acesso, alterar seu

Leia mais

Superintendência Regional de Ensino de Ubá - MG Núcleo de Tecnologia Educacional NTE/Ubá. LibreOffice Impress Editor de Apresentação

Superintendência Regional de Ensino de Ubá - MG Núcleo de Tecnologia Educacional NTE/Ubá. LibreOffice Impress Editor de Apresentação Superintendência Regional de Ensino de Ubá - MG Núcleo de Tecnologia Educacional NTE/Ubá LibreOffice Impress Editor de Apresentação Iniciando o Impress no Linux Educacional 4 1. Clique no botão 'LE' no

Leia mais

40 dicas para tornar seu site mais eficiente e funcional

40 dicas para tornar seu site mais eficiente e funcional 40 dicas para tornar seu site mais eficiente e funcional Essas 40 dicas são ótimas e assino embaixo. Foram passadas para mim pelo amigo Luiz Rodrigues, aluno também do Curso Online de Design Web. A fonte

Leia mais

UNIPAMPA Universidade Federal do Pampa. Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI)

UNIPAMPA Universidade Federal do Pampa. Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) UNIPAMPA Universidade Federal do Pampa Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) Instruções para gerenciamento dos sites em Joomla (versão 1.5.3) Níveis: Editor e Administrador Junho/2008 Í N D I C E Usuários

Leia mais

Organização Deste TUTORIAL: Multiplicadoras: Adriana Sousa. Edna Maria Souza Rabelo. Soraia Campos Santos COORDENAÇÃO: Elmara Pereira de Souza

Organização Deste TUTORIAL: Multiplicadoras: Adriana Sousa. Edna Maria Souza Rabelo. Soraia Campos Santos COORDENAÇÃO: Elmara Pereira de Souza Software aplicado a Educação Tutorial HOT POTATOES NTE 16 VITÓRIA DA CONQUISTA 2007 1 Organização Deste TUTORIAL: Multiplicadoras: Adriana Sousa Cláudia Suely Pinheiro de Souza Edna Maria Souza Rabelo

Leia mais

UTILIZANDO RECURSOS E ATIVIDADES NO MOODLE

UTILIZANDO RECURSOS E ATIVIDADES NO MOODLE UTILIZANDO RECURSOS E ATIVIDADES NO MOODLE Luanna Azevedo Cruz Polyana Ribas Bernardes 2015 2015 1. INTRODUÇÃO Para utilizar as funcionalidades acesse o Moodle: http://moodle.ead.ufvjm.edu.br/ e clique

Leia mais

Manual do Aluno Moodle

Manual do Aluno Moodle Manual do Aluno Moodle Site: Moodle PUCRS Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Curso: Moodle PUCRS Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Livro: Manual do Aluno Moodle Impresso

Leia mais

REPÓRTER ADVFN - ARTIGOS

REPÓRTER ADVFN - ARTIGOS REPÓRTER ADVFN - ARTIGOS T E M P O E S T I M A D O P A R A C O N C L U S Ã O : 1 5 M I N U T O S REQUISIÇÕES MÍNIMAS Ter uma conta gratuita no portal ADVFN. Você poderá fazer isto através do link http://br.advfn.com/p.php?pid=register.

Leia mais

Guia do Usuário. idocs Content Server v.2.0-1 -

Guia do Usuário. idocs Content Server v.2.0-1 - Guia do Usuário idocs Content Server v.2.0-1 - 2013 BBPaper_Ds - 2 - Sumário Introdução... 4 Inicializando a aplicação... 6 Ambiente... 7 Alterando o ambiente... 8 Senhas... 10 Alterando senhas... 10 Elementos

Leia mais

FAQ. Erros, e dúvidas frequentes

FAQ. Erros, e dúvidas frequentes FAQ Erros, e dúvidas frequentes Sumário ERROS CONHECIDOS... 2 1. Botões da tela principal desabilitados... 2 2. Erro de cadastro... 3 3. Região Nordeste não encontrada no cadastro de obras;... 3 4. Célula

Leia mais

Astra LX Frases Codificadas Guia para o processo de Configuração de Frases Codificadas no Programa AstraLX.

Astra LX Frases Codificadas Guia para o processo de Configuração de Frases Codificadas no Programa AstraLX. 2011 www.astralab.com.br Astra LX Frases Codificadas Guia para o processo de Configuração de Frases Codificadas no Programa AstraLX. Equipe Documentação Astra AstraLab 24/08/2011 1 Sumário Frases Codificadas...

Leia mais

MANUAL DO PROFESSOR. Suporte: SISTEMA DE GESTÃO EDUCACIONAL VIRTUALCLASS. EMAIL: suporte@virtualclass.com.br Skype: suportetisoebras

MANUAL DO PROFESSOR. Suporte: SISTEMA DE GESTÃO EDUCACIONAL VIRTUALCLASS. EMAIL: suporte@virtualclass.com.br Skype: suportetisoebras SISTEMA DE GESTÃO EDUCACIONAL VIRTUALCLASS MANUAL DO PROFESSOR Suporte: EMAIL: suporte@virtualclass.com.br Skype: suportetisoebras Nas unidades: Departamento de Tecnologia e Informação DTI Responsáveis

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA COMITÊ DE INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE ORIENTAÇÕES PARA DOCENTES DE ESTUDANTES COM DEFICIÊNCIA VISUAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA COMITÊ DE INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE ORIENTAÇÕES PARA DOCENTES DE ESTUDANTES COM DEFICIÊNCIA VISUAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA COMITÊ DE INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE ORIENTAÇÕES PARA DOCENTES DE ESTUDANTES COM DEFICIÊNCIA VISUAL Leilane Bento de Araújo Meneses Andreza Aparecida Polia De acordo com

Leia mais

Guia de Acesso para os Cursos Online

Guia de Acesso para os Cursos Online Sumário Apresentação... 3 1. Como saber qual disciplina faz parte do meu Módulo?... 4 2. Como saber a ordem das aulas que devo assistir?... 6 3. Como faço para assistir aos vídeos e visualizar os materiais

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo

Universidade Federal do Espírito Santo Universidade Federal do Espírito Santo Núcleo de Tecnologia da Informação Gerenciamento do Conteúdo de Sítios Institucionais Versão 1.4 Atualizado em: 8/10/2015 Sumário Sumário................................................

Leia mais

OLÁ! Eldes saullo. Neste GUIA VISUAL você vai descobrir a maneira mais fácil de formatar seu livro e publicá-lo na Amazon e no Kindle.

OLÁ! Eldes saullo. Neste GUIA VISUAL você vai descobrir a maneira mais fácil de formatar seu livro e publicá-lo na Amazon e no Kindle. OLÁ! Neste GUIA VISUAL você vai descobrir a maneira mais fácil de formatar seu livro e publicá-lo na Amazon e no Kindle. O Guia está divido em duas partes: FORMATAÇÃO: como preparar seu arquivo antes de

Leia mais

Cadastro De Pessoas Físicas No Comut

Cadastro De Pessoas Físicas No Comut Ative o modo de tela cheia e use a barra de espaço para avançar. Cadastro De Pessoas Físicas No Comut solicitar artigos científicos por comutação bibliográfica Alexandre Nascimento de Almeida contato@selodigital.net

Leia mais

BLOG ESCOLAS. Após acessar o seu respectivo blog, você será direcionado a tela a seguir. Vamos conhecê-la um pouco melhor.

BLOG ESCOLAS. Após acessar o seu respectivo blog, você será direcionado a tela a seguir. Vamos conhecê-la um pouco melhor. 1 CONHECENDO A PÁGINA PRINCIPAL Após acessar o seu respectivo blog, você será direcionado a tela a seguir. Vamos conhecê-la um pouco melhor. PAGINAS- Mostras as paginas do blog LOCALIZADOR área de busca

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 Versão Preliminar 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...4 1.1 Apresentação...4 1.2 Organização e uso do manual...4 1.3 Dúvidas e canais de atendimento...4 2 VISÃO GERAL

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CENTRO DE EDUCAÇÃO CEDUC COLÉGIO DE APLICAÇÃO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA CURSO DE LINUX:

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CENTRO DE EDUCAÇÃO CEDUC COLÉGIO DE APLICAÇÃO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA CURSO DE LINUX: UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CENTRO DE EDUCAÇÃO CEDUC COLÉGIO DE APLICAÇÃO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA CURSO DE LINUX: * Nível Básico para Professores* *Impress* APRESENTAÇÃO Teresa Kátia Alves de Albuquerque

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE EAD (Educação a Distância) ÍNDICE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE EAD (Educação a Distância) ÍNDICE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE EAD (Educação a Distância) ÍNDICE FORMAS DE ACESSO AO AMBIENTE EAD... 2 O AMBIENTE EAD... 2 TERMO DE COMPROMISSO... 3 CONHECENDO A HOME PAGE DO TREINAMENTO EAD... 3 ETAPAS

Leia mais

Neo Solutions Manual do usuário Net Contábil. Índice

Neo Solutions Manual do usuário Net Contábil. Índice Manual Neo Fatura 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Configurando o software para importar dados de clientes... 3 3. Importando o cadastro de clientes... 4 4. Cadastro de Bancos... 5 5. Cadastro de Conta Correntes...

Leia mais

Criando documentos digitais acessíveis WORD, POWERPOINT E PDF

Criando documentos digitais acessíveis WORD, POWERPOINT E PDF Criando documentos digitais acessíveis WORD, POWERPOINT E PDF Criando documentos acessíveis Para que um maior número de pessoas possa ter acesso ao conteúdo de um documento digital, é necessário tomar

Leia mais

COMO ADICIONAR BANNER ROTATIVO Portal Ebserh Site dos Hospitais Universitários

COMO ADICIONAR BANNER ROTATIVO Portal Ebserh Site dos Hospitais Universitários COMO ADICIONAR BANNER ROTATIVO Portal Ebserh Site dos Hospitais Universitários Versão 1.1 Histórico de Alteração Versão Descrição Autor 1.0 Criação do documento Renata Rezio 1.1 Manuais Pág. 2 de 10 Manual

Leia mais

Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem

Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem Ambiente de Comunidades - Manual para Administradores do Sistema - Atualizado em 04/04/2011 LISTA DE FIGURAS FIGURA 1 PÁGINA DE ACESSO AO SIGRA... 7 FIGURA

Leia mais

... MANUAL DO MODERADOR SERVIÇOS DE WEB

... MANUAL DO MODERADOR SERVIÇOS DE WEB ... MANUAL DO MODERADOR SERVIÇOS DE WEB ÍNDICE 1. IMPLEMENTAÇÃO 4 1.1 PAINEL DE CONTROLE 4 1.2 SENHA 4 1.3 INSTALAÇÃO 4 1.3.1 INSTALAÇÃO PARA MODERADOR 4 1.3.2 INSTALAÇÃO PARA PARTICIPANTES 8 1.3.2.1 PELO

Leia mais

WEBGIS Sistema Informativo Territorial

WEBGIS Sistema Informativo Territorial PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA WEBGIS Sistema Informativo Territorial MANUAL DE UTILIZAÇÃO Autor: Rony Camargo de Brito Primeira edição: 20-06-2008 Atualizado: 08-10-2008 Todos os Direitos Reservados

Leia mais

MIT072 Manual de Operação do Portal - Professores

MIT072 Manual de Operação do Portal - Professores ACESSO AO PORTAL Para acessar o Portal, o professor deve entrar no site Https://meu.ifmg.edu.br/Corpore.Net/Logon.aspx. Na página apresentada será necessário fazer o login preenchendo os campos Usuário

Leia mais

MAIS CONTROLE SOFTWARE Controle Financeiro / Fluxo de Caixa (MCS Versão 2.01.99) Índice

MAIS CONTROLE SOFTWARE Controle Financeiro / Fluxo de Caixa (MCS Versão 2.01.99) Índice Item MAIS CONTROLE SOFTWARE Controle Financeiro / Fluxo de Caixa (MCS Versão 2.01.99) Índice Página 1.Apresentação... 4 2.Funcionamento Básico... 4 3.Instalando o MCS... 4, 5, 6 4.Utilizando o MCS Identificando

Leia mais

Site Fácil. Guia do Usuário. PROCERGS Divisão 5

Site Fácil. Guia do Usuário. PROCERGS Divisão 5 Site Fácil Guia do Usuário PROCERGS Divisão 5 Este documento foi produzido pela PROCERGS - Divisão 5. Praça dos Açorianos, s/n - CEP 90010-340 Porto Alegre, RS (051) 210-3100 http:\\www.procergs.com.br

Leia mais

LGTi Tecnologia. Manual - Outlook Web App. Soluções Inteligentes. Siner Engenharia

LGTi Tecnologia. Manual - Outlook Web App. Soluções Inteligentes. Siner Engenharia LGTi Tecnologia Soluções Inteligentes Manual - Outlook Web App Siner Engenharia Sumário Acessando o Outlook Web App (Webmail)... 3 Email no Outlook Web App... 5 Criar uma nova mensagem... 6 Trabalhando

Leia mais

MOODLE NA PRÁTICA PEDAGÓGICA

MOODLE NA PRÁTICA PEDAGÓGICA Carmen Mathias Agosto - 2009 I. CADASTRO 1. Acessar o site de treinamento (teste): http://moodle_course.unifra.br/ 2. Faça o login, clicando em acesso no lado direito superior da tela: 3. Coloque seu nome

Leia mais

Noções de Informática

Noções de Informática Noções de Informática Caderno 2 CONTEÚDO MS-Excel 2010: estrutura básica das planilhas, conceitos de células, linhas, colunas, pastas e gráficos, elaboração de tabelas e gráficos, uso de fórmulas, funções

Leia mais

Algumas dúvidas freqüentes com relação à suíte OpenOffice.

Algumas dúvidas freqüentes com relação à suíte OpenOffice. Prezados alunos: Algumas dúvidas freqüentes com relação à suíte OpenOffice. 1. Afinal, o que muda nesta nova versão? 2. Preciso, como aluno, ficar preocupado em obtê-la? 3. Qual versão será cobrada nas

Leia mais

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE 2 1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE ATENDIMENTO... 6 4 - A TELA AGENDA... 7 4.1 - TIPOS

Leia mais

Migrando para o Word 2010

Migrando para o Word 2010 Neste guia O Microsoft Word 2010 está com visual bem diferente, por isso, criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Leia-o para saber as partes principais da nova interface,

Leia mais

PROCEDIMENTO DO CLIENTE

PROCEDIMENTO DO CLIENTE PROCEDIMENTO DO CLIENTE Título: Plug-in Guia de Empresas Objetivo: Aprender a utilizar a ferramenta Guia de Empresas Onde: Empresa Quem: Cliente Quando: Início A ferramenta Guia de Empresas permite criar

Leia mais

Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I.

Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I. Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I. MILI S.A. - D.T.I. Índice 1 ACESSANDO O PORTAL IPEDIDOS... 3 1.1 Login...5 1.2 Tela Principal, Mensagens e Atendimento On-line...6 2 CADASTRAR... 10 2.1 Pedido...10

Leia mais

Advogado - Procurador

Advogado - Procurador Advogado - Procurador Conteúdo 1 Cadastro do Advogado 1.1 Verificar requisitos para o Cadastro 1.2 Orientação ao Advogado sobre os Links de instalações 1.3 Preencher o Formulário de Cadastro 1.4 Visualizar

Leia mais

Manual de utilização do EAD SINPEEM. EaD Sinpeem

Manual de utilização do EAD SINPEEM. EaD Sinpeem 2015 Manual de utilização do EAD SINPEEM EaD Sinpeem 2 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2. COMO ACESSAR UM CURSO... 3 3. COMO ALTERAR MINHA SENHA... 5 4. COMO EDITAR MEU PERFIL... 5 5. COMO ACESSAR O CURSO...

Leia mais

Manual do Usuário. Menus: Produtor Rural, Propriedade Rural e GTA Módulo: Produtor Rural. dezembro de 13

Manual do Usuário. Menus: Produtor Rural, Propriedade Rural e GTA Módulo: Produtor Rural. dezembro de 13 Manual do Usuário Menus: Produtor Rural, Propriedade Rural e GTA Módulo: Produtor Rural dezembro de 13 Este documento foi produzido por Praça dos Açorianos, s/n CEP 90010-340 Porto Alegre, RS (51) 3210-3100

Leia mais

Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site.

Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site. Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site. Atenção: Os dados que aparecem nas imagens abaixo, são meramente ilustrativos, naturalmente os dados que devem ser visualizados,

Leia mais