DIREITO CIVIL: DIREITO DAS SUCESSÕES

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIREITO CIVIL: DIREITO DAS SUCESSÕES"

Transcrição

1 FACULDADE PITÁGORAS COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO AMARILDO ANTÔNIO BRIDI DIREITO CIVIL: DIREITO DAS SUCESSÕES TEIXEIRA DE FREITAS 2011

2 AMARILDO ANTÔNIO BRIDI DIREITO CIVIL: DIREITO DAS SUCESSÕES Projeto de Pesquisa apresentado ao Colegiado do Curso de Direito da Faculdade Pitágoras como requisito parcial para avaliação. Orientadora: Profº. Esp. Rosinete Cavalcante da Costa. TEIXEIRA DE FREITAS 2011

3 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MINAS GERAIS Número do processo: /001 (1) Relator: MÁRCIA DE PAOLI BALBINO Relator do Acórdão: MÁRCIA DE PAOLI BALBINO Data do Julgamento: 29/01/2009 Data da Publicação: 27/02/2009 Inteiro Teor: EMENTA: CIVIL - APELAÇÃO - PROCEDIMENTO DE JURISDIÇÃO VOLUNTÁRIA - IMÓVEL HAVIDO POR DOAÇÃO - CLÁUSULAS DE INCOMUNICABILIDADE E IMPENHORABILIDADE - MORTE DA DOADORA - EXTINÇÃO DO USUFRUTO VITALÍCIO - SUBSISTÊNCIA DAS CLÁUSULAS DE IMPENHORABILIDADE E INCOMUNICABILIDADE - PEDIDO DE CANCELAMENTO DOS GRAVAMES - IMPOSSIBILIDADE - Segundo as regras instituídas originalmente pelo artigo do CC/1926, e mantidas em sua essência no novo Código Civil (art ), as cláusulas restritivas de propriedade não se extinguem com a morte do doador, com exceção do usufruto vitalício, cuja vigência está adstrita ao período de vida do beneficiário doador. V.V-O art. 1911, do CCB/2002, estabeleceu que "a cláusula de inalienabilidade, imposta aos bens por ato de liberalidade, implica impenhorabilidade e incomunicabilidade", no entanto, a legislação não contemplou a situação inversa. APELAÇÃO CÍVEL Nº /001 - COMARCA DE BELO HORIZONTE - APELANTE (S): MARTHA ALVES PINTO - RELATORA: EXMª. SRª. DESª. MÁRCIA DE PAOLI BALBINO

4 [ ENTENDIMENTO DOUTRINÁRIO É o entendimento de Maria Helena Diniz quanto à cláusula de inalienabilidade: O testador pode impor aos bens deixados cláusula de inalienabilidade (art.1911 do CC) [..] impedindo assim que sejam, sob pena de nulidade, alienado, salvo e, caso de desapropriação por necessidade de utilidade pública, ou de sua alienação, por conveniência econômica do donatário, ou herdeiro, autorizada judicialmente. Em regra ao, a cláusula de inalienabilidade, imposta aos bens por ato de liberalidade, implica a sua impenhorabilidade e incomunicabilidade (CC, art , caput). Já se decidiu que a cláusula de inalienabilidade não impede a penhora de bem gravado por débitos, oriundo de tributos que lhe sejam referentes. Podese, ainda vender um bem clausulado, em caso de extinção de condomínio, sendo que o produto da venda converter-se-á em outros bens [...] Na esteira do entendimento de Carlos Roberto Gonçalves: As cláusulas de inalienabilidade, impenhorabilidade e incomunicabilidade, são admitidas somente em casos excepcionais, de justa causa declarada em testamento. Aceita a justificação deverão ser obedecidas [...] proibiu-se tais cláusulas, porém com a ressalva: salvo se houver justa causa, expressamente declarada no testamento. Não basta, todavia, que o testador aponte a sua causa, mas, que esta seja justa. Quanto à cláusula de incomunicabilidade, ainda na lição de Carlos Roberto Gonçalves: Cláusula de incomunicabilidade é a disposição pela qual o testador e determina que a legítima do herdeiro necessário, qualquer que seja origem de bens convencionado, não entrará na comunhão em virtude de casamento.

5 Inferências sobre a decisão jurisprudencial A decisão de reformar a sentença do juiz a quo foi acertada, pois se analisarmos certos princípio que norteiam o nosso ordenamento, o juiz não pode decidir modificando o que está previsto na legislação. Ainda mais que, deve-se fazer o interpretação de qual foi a intenção do testador em seu último ato de vontade. No caso em foco, depreende-se que a testadora ao deixar o imóvel gravado com a restrição de incomunicabilidade e impenhorabilidade, quis apenas proteger a beneficiária contra terceiros e não dela mesma. O nosso ordenamento admite que se alguém deseja beneficiar uma pessoa e quiser lhe doar um bem gravado com cláusulas restritivas de propriedade, este seu desejo é protegido pelo já citado ordenamento. Mas, este protege o que está estatuído expressamente como vontade e não abrangendo outras cláusulas que não estavam prevista pelo doador. Tal modalidade de benefício é também é abrangido em nosso direito sucessório. O que os desembargadores fizeram foi apenas aplicar o que está previsto na referida norma, qual seja, manter apenas as cláusulas que estavam previstas na averbação do registro do imóvel, cláusula de incomunicabilidade e impenhorabilidade do imóvel objeto da doação. Não constando na averbação do imóvel objeto da lide a proibição de a alienação do imóvel a terceiro. Logo, não havendo justo motivo para que não se liberasse a beneficiária de tal cláusula fantasma, pois era inexistente na averbação, mas, exigida a constatação pelo Cartório de Registro de Imóvel do cancelamento das cláusulas, inclusive desta inexistente.

6 REFERÊNCIAS (DINIZ, Maria Helena. Curso de Direito Civil Brasileiro 6. Direito das Sucessões. São Paulo. Editora Saraiva, 2010, p.249). (GONÇALVES, Carlos Roberto. Direito Civil Brasileiro 7. Direito das Sucessões. São Paulo. Editora Saraiva, 2011, p.212,213 e 214).

7

Dados Básicos. Ementa. Íntegra

Dados Básicos. Ementa. Íntegra Dados Básicos Fonte: 1.0016.12.004769-7/001 Tipo: Acórdão TJMG Data de Julgamento: 03/09/2013 Data de Aprovação Data não disponível Data de Publicação:12/09/2013 Estado: Minas Gerais Cidade: Alfenas Relator:

Leia mais

Julio Cesar Brandão. I - Introdução

Julio Cesar Brandão. I - Introdução DOAÇÃO: BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE A DOAÇÃO E AS CLÁUSULAS RESTRITIVAS DE INCOMUNICABILIDADE, INALIENABILIDADE E IMPENHORABILIDADE À LUZ DO NOVO CÓDIGO CIVIL Julio Cesar Brandão SUMÁRIO: I - Introdução.

Leia mais

EMENTA: PENHORA BEM DE FAMÍLIA EXCEÇÕES LEGAIS À IMPENHORABILIDADE INTERPRETAÇÃO RESTRITA.

EMENTA: PENHORA BEM DE FAMÍLIA EXCEÇÕES LEGAIS À IMPENHORABILIDADE INTERPRETAÇÃO RESTRITA. EMENTA: PENHORA BEM DE FAMÍLIA EXCEÇÕES LEGAIS À IMPENHORABILIDADE INTERPRETAÇÃO RESTRITA. - As exceções à impenhorabilidade do imóvel residencial próprio do casal, ou da entidade familiar, elencadas no

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0000.11.035953-6/000 Númeração 0359536- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Pereira da Silva Des.(a) Pereira da Silva 24/01/2012 03/02/2012 EMENTA:

Leia mais

Nº 70021504923 COMARCA DE PELOTAS ESTELA MARIA CIRNE MAGALHAES NOEMIA MARIA PINHEIRO CIRNE

Nº 70021504923 COMARCA DE PELOTAS ESTELA MARIA CIRNE MAGALHAES NOEMIA MARIA PINHEIRO CIRNE AGRAVO DE INSTRUMENTO. PARTILHA. REGIME DE BENS. INEXISTÊNCIA DE MEAÇÃO SOBRE BEM CLAUSULADO. REGIME DE SEPARAÇÃO TOTAL DE BENS. HERANÇA. CONCORRÊNCIA SUCESSÓRIA DO CÔNJUGE VIVO COM OS DESCENDENTES DO

Leia mais

TERCEIRA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO Nº 10985/2009 - CLASSE CNJ - 198 - COMARCA DE POXORÉO

TERCEIRA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO Nº 10985/2009 - CLASSE CNJ - 198 - COMARCA DE POXORÉO APELANTE: APELADO: FERTIPAR BANDEIRANTES LTDA. OFICIAL DO SERVIÇO DE REGISTRO DE IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS DA COMARCA DE POXORÉO Número do Protocolo: 10985/2009 Data de Julgamento: 29-6-2009 EMENTA

Leia mais

Direito Civil III Contratos

Direito Civil III Contratos Direito Civil III Contratos Doação Art. 538 à 564 Prof. Andrei Brettas Grunwald 2011.1 1 Conceito Artigo 538 Considera-se doação o contrato em que uma pessoa, por liberalidade, transfere do seu patrimônio

Leia mais

SENTENÇA ESTRANGEIRA DE DIVÓRCIO CONSENSUAL NÃO MAIS NECESSITA SER HOMOLOGADA PELO STJ APÓS NOVO CPC

SENTENÇA ESTRANGEIRA DE DIVÓRCIO CONSENSUAL NÃO MAIS NECESSITA SER HOMOLOGADA PELO STJ APÓS NOVO CPC SENTENÇA ESTRANGEIRA DE DIVÓRCIO CONSENSUAL NÃO MAIS NECESSITA SER HOMOLOGADA PELO STJ APÓS NOVO CPC INTRODUÇÃO *Letícia Franco Maculan Assumpção **Isabela Franco Maculan Assumpção O Novo Código de Processo

Leia mais

IV - APELACAO CIVEL 2000.02.01.024512-8

IV - APELACAO CIVEL 2000.02.01.024512-8 RELATOR APELANTE ADVOGADO APELADO ADVOGADO REMETENTE : DESEMBARGADOR FEDERAL POUL ERIK DYRLUND : INSTITUTO NACIONAL DE PROPRIEDADE INDUSTRIAL - INPI : NOREVALDO CARVALHO MOREIRA DE SOUZA E OUTROS : SIEMENS

Leia mais

Dados Básicos. Ementa. Íntegra

Dados Básicos. Ementa. Íntegra Dados Básicos Fonte: 1.0694.10.000510-7/001 Tipo: Acórdão TJMG Data de Julgamento: 08/03/2012 Data de Aprovação Data não disponível Data de Publicação:21/03/2012 Estado: Minas Gerais Cidade: Três Pontas

Leia mais

NOÇÕES GERAIS SOBRE O RECURSO DE AGRAVO. Ailza Santos Silva Estagiária em Direito

NOÇÕES GERAIS SOBRE O RECURSO DE AGRAVO. Ailza Santos Silva Estagiária em Direito NOÇÕES GERAIS SOBRE O RECURSO DE AGRAVO Ailza Santos Silva Estagiária em Direito O agravo, como bem conceitua o Prof. Humberto Theodoro Júnior, é o recurso cabível contra as decisões interlocutórias (art.

Leia mais

OBJETO: Fundações Patrimônio Fundacional Alienação de bem com Cláusula de Inalienabilidade.

OBJETO: Fundações Patrimônio Fundacional Alienação de bem com Cláusula de Inalienabilidade. CONSULTA N.º 25/2013 CAOP Fundações OBJETO: Fundações Patrimônio Fundacional Alienação de bem com Cláusula de Inalienabilidade. INTERESSADA: 2ª PROMOTORIA DE JUSTIÇA DO FORO REGIONAL DE PINHAIS DA COMARCA

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA GABINETE DO DESEMBARGADOR JOÃO ALVES DA SILVA ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 200.2011.007481-8/001 RELATORA : Vanda Elizabeth Marinho Juíza Convocada APELANTE : Adriano Damasceno

Leia mais

Dados Básicos. Ementa. Íntegra

Dados Básicos. Ementa. Íntegra Dados Básicos Fonte: 0024552-06.2012.8.26.0100 Tipo: Acórdão CSM/SP Data de Julgamento: 07/02/2013 Data de Aprovação Data não disponível Data de Publicação:02/04/2013 Estado: São Paulo Cidade: São Paulo

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0701.11.038426-3/001 Númeração 0384263- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Versiani Penna Des.(a) Versiani Penna 14/11/2013 25/11/2013 EMENTA: APELAÇÃO

Leia mais

AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 98089-52.2011.8.09.0000 (201190980894) COMARCA DE GOIÂNIA AGRAVANTE : ANNA CRISTINA TORRES FIUZA DE ALENCAR RELATOR : DES

AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 98089-52.2011.8.09.0000 (201190980894) COMARCA DE GOIÂNIA AGRAVANTE : ANNA CRISTINA TORRES FIUZA DE ALENCAR RELATOR : DES AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 98089-52.2011.8.09.0000 (201190980894) COMARCA DE GOIÂNIA AGRAVANTE : ANNA CRISTINA TORRES FIUZA DE ALENCAR RELATOR : DES. ALAN SEBASTIÃO DE SENA CONCEIÇÃO RELATÓRIO E VOTO Anna

Leia mais

Consignação em Pagamento: o meio indireto para a extinção de uma Obrigação. Alana Fagundes VALÉRIO 1

Consignação em Pagamento: o meio indireto para a extinção de uma Obrigação. Alana Fagundes VALÉRIO 1 Consignação em Pagamento: o meio indireto para a extinção de uma Obrigação. Alana Fagundes VALÉRIO 1 RESUMO: O artigo trata da Consignação em Pagamento, encontrado em nosso Código Civil, na Parte Especial,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO Registro: 2012.0000062539 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Agravo Regimental nº 0294279-14.2011.8.26.0000/50000, da Comarca de São Bernardo do Campo, em que são agravantes IVONICE

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 039.2010.001550-0/001 ORIGEM : Comarca de Teixeira.. RELATOR : Des. Romero

Leia mais

Dados Básicos. Ementa. Íntegra

Dados Básicos. Ementa. Íntegra Dados Básicos Fonte: 70048401335 Tipo: Acórdão TJRS Data de Julgamento: 30/08/2012 Data de Aprovação Data não disponível Data de Publicação:17/09/2012 Estado: Rio Grande do Sul Cidade: Capão da Canoa Relator:

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.072.988 - MG (2008/0153048-9) RELATOR : MINISTRO SIDNEI BENETI RECORRENTE : CATALÃO VEÍCULOS LTDA ADVOGADO : ANALUCIA COUTINHO MALTA E OUTRO(S) RECORRIDO : CLEUZA MARIA BORGES ADVOGADO

Leia mais

A extinção da personalidade ocorre com a morte, que pode ser natural, acidental ou presumida.

A extinção da personalidade ocorre com a morte, que pode ser natural, acidental ou presumida. Turma e Ano: Turma Regular Master A Matéria / Aula: Direito Civil Aula 04 Professor: Rafael da Mota Mendonça Monitora: Fernanda Manso de Carvalho Silva Personalidade (continuação) 3. Extinção da personalidade:

Leia mais

Aula 008 Da Sucessão Testamentária

Aula 008 Da Sucessão Testamentária Aula 008 Da Sucessão Testamentária 3.5 Disposições Testamentárias 3.5.1 Regras gerais 3.5.2 Espécies de disposições 3.5.2.1 Simples 3.5.2.2 Condicional 3.5.2.3 A Termo ou a prazo 3.5.2.4 Modal 3.5.2.5

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL Nº 434.737-5 - 19.08.2004

APELAÇÃO CÍVEL Nº 434.737-5 - 19.08.2004 -1- EMENTA: EMBARGOS DE TERCEIRO - PENHORA DE BEM IMÓVEL - INEXISTÊNCIA DE INTIMAÇÃO DO CÔNJUGE - NULIDADE DOS ATOS PROCESSUAIS POSTERIORES ART. 669, PARÁGRAFO ÚNICO DO CPC. Nos termos do art. 669, parágrafo

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO : Desembargadora Federal : SP125127 GIUSEPPE ALEXANDRE COLOMBO LEAL e outro RELATÓRIO A Excelentíssima Senhora Desembargadora Federal (Relatora):

Leia mais

APELAÇÃO SEM REVISÃO Nº 863.771-0/2 Mogi das Cruzes Apelante: Maurício Guina Pires Apelado: Arnaldo Rufino Lopes Parte: Wagner Alves da Silva

APELAÇÃO SEM REVISÃO Nº 863.771-0/2 Mogi das Cruzes Apelante: Maurício Guina Pires Apelado: Arnaldo Rufino Lopes Parte: Wagner Alves da Silva APELAÇÃO SEM REVISÃO Nº 863.771-0/2 Mogi das Cruzes Apelante: Maurício Guina Pires Apelado: Arnaldo Rufino Lopes Parte: Wagner Alves da Silva EMBARGOS À EXECUÇÃO. AÇÃO DE DESPEJO POR FALTA DE PAGAMENTO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.434.491 - MG (2012/0121695-4) RELATOR : MINISTRO PAULO DE TARSO SANSEVERINO RECORRENTE : LAPA INCORPORAÇÕES EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS E SERVIÇOS S/A ADVOGADO : RAIMUNDO FREITAS

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL N 272.739 - MINAS GERAIS (2000/0082405-4) EMENTA ALIENAÇÃO FÍDUCIÁRIA. Busca e apreensão. Falta da última prestação. Adimplemento substancial. O cumprimento do contrato de financiamento,

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça SENTENÇA ESTRANGEIRA CONTESTADA Nº 2.222 - US (2007/0038431-2) RELATOR : MINISTRO JOSÉ DELGADO REQUERENTE : C S L W ADVOGADO : GILBERTO RIBEIRO DOS SANTOS E OUTRO(S) REQUERIDO : J W ADVOGADO : ROBERTO

Leia mais

ACÓRDÃO. Apelação nº 0007757-63.2005.8.26.0101, da Comarca de. Caçapava, em que são apelantes APARÍCIO GALDINO

ACÓRDÃO. Apelação nº 0007757-63.2005.8.26.0101, da Comarca de. Caçapava, em que são apelantes APARÍCIO GALDINO Registro: 2013.0000354804 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0007757-63.2005.8.26.0101, da Comarca de Caçapava, em que são apelantes APARÍCIO GALDINO SBRUZZI FILHO, MARCO

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0024.02.806723-9/001 Númeração 8067239- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Dídimo Inocêncio de Paula null null 12/04/2006 EMENTA: APELAÇÃO - AÇÃO COMINATÓRIA

Leia mais

Dados Básicos. Ementa. Íntegra

Dados Básicos. Ementa. Íntegra Dados Básicos Fonte: 70048967012 Tipo: Acórdão TJRS Data de Julgamento: 14/08/2012 Data de Aprovação Data não disponível Data de Publicação:24/08/2012 Estado: Rio Grande do Sul Cidade: Novo Hamburgo Relator:

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 673.231 - SP (2004/0111102-8) RELATOR : MINISTRO HAMILTON CARVALHIDO RECORRENTE : OCTET BRASIL LTDA ADVOGADO : CARLOS HENRIQUE SPESSOTO PERSOLI E OUTROS RECORRIDO : JONH GEORGE DE CARLE

Leia mais

AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO

AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO E AÇÃO DE DEPÓSITO 1 Parte I AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO 2 1) O DIREITO MATERIAL DE PAGAMENTO POR CONSIGNAÇÃO a) Significado da palavra consignação b) A consignação

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO PARECER Nº 14.357. Senhora Procuradora-Geral:

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO PARECER Nº 14.357. Senhora Procuradora-Geral: PARECER Nº 14.357 Condomínio. Venda da coisa comum. Preferência do condômino. Será alienada em leilão a coisa comum indivisível ou que, pela divisão, se tornar imprópria ao seu destino, verificada previamente

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA PROVA ESCRITA DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL I - TURMA A

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA PROVA ESCRITA DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL I - TURMA A FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA PROVA ESCRITA DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL I - TURMA A REGENTE: PROF. DOUTOR MIGUEL TEIXEIRA DE SOUSA 27-02-2015 DURAÇÃO DA PROVA: 2H00 Alice, domiciliada

Leia mais

Nº 70028459576 COMARCA DE PORTO ALEGRE KELLY BORCHARDT GREGORIS CLARO DIGITAL S/A A CÓRDÃO

Nº 70028459576 COMARCA DE PORTO ALEGRE KELLY BORCHARDT GREGORIS CLARO DIGITAL S/A A CÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE CANCELAMENTO DE DÉBITO E INDENIZAÇÃO. TELEFONE MÓVEL. SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET. Não foi comprovado o satisfatório esclarecimento da consumidora sobre os termos da contratação,

Leia mais

QUINTA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO Nº 22290/2010 - CLASSE CNJ - 198 - COMARCA CAPITAL WANIA APARECIDA OLIVEIRA BRAGA - ME APELADO: BANCO ITAÚ S. A.

QUINTA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO Nº 22290/2010 - CLASSE CNJ - 198 - COMARCA CAPITAL WANIA APARECIDA OLIVEIRA BRAGA - ME APELADO: BANCO ITAÚ S. A. APELANTE: WANIA APARECIDA OLIVEIRA BRAGA - ME APELADO: BANCO ITAÚ S. A. Número do Protocolo: 22290/2010 Data de Julgamento: 9-6-2010 EMENTA APELAÇÃO CÍVEL - AÇÃO DECLARATÓRIA - CONSIGNAÇÃO EXTRAJUDICIAL

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO SOBRE TUTELA E CURATELA 1

ESTUDO DIRIGIDO SOBRE TUTELA E CURATELA 1 Universidade do Sul de Santa Catarina Campus Norte Curso: Direito Disciplina: Direito de Família Orientadora: MSc. Patrícia Fontanella Acadêmico: ESTUDO DIRIGIDO SOBRE TUTELA E CURATELA 1 BIBLIOGRAFIA

Leia mais

AGRAVANTES: ESPÓLIO DE OSENIO JOSÉ KROMANN E OUTROS

AGRAVANTES: ESPÓLIO DE OSENIO JOSÉ KROMANN E OUTROS AGRAVO DE INSTRUMENTO N.º 852.937-1, DA PRIMEIRA VARA CÍVEL DA COMARCA DE TOLEDO AGRAVANTES: ESPÓLIO DE OSENIO JOSÉ KROMANN E OUTROS AGRAVADA: RELATORA: FAZENDA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ DES.ª VILMA

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 37ª Câmara de Direito Privado

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 37ª Câmara de Direito Privado ACÓRDÃO Registro: 2014.0000726618 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1007380-59.2014.8.26.0554, da Comarca de Santo André, em que é apelante JOSÉ RIBEIRO, é apelado KOPLENO PRODUTOS

Leia mais

Direito Processual Civil II.» Contéudo programático.» Bibliografia Básica

Direito Processual Civil II.» Contéudo programático.» Bibliografia Básica Direito Processual Civil II» Contéudo programático» Bibliografia Básica» Aula 2 Conteúdo programático 1º. 1. Bimestre O Processo Objeto Natureza Jurídica Relação Jurídica Processual Formação Atos e termos

Leia mais

Aspectos Jurídicos da Recuperação de Crédito na Recuperação Judicial

Aspectos Jurídicos da Recuperação de Crédito na Recuperação Judicial Aspectos Jurídicos da Recuperação de Crédito na Recuperação Judicial 29 de Maio Instrutora: Cláudia Ribeiro Pereira Nunes Distinção entre a propriedade fiduciária e os demais direitos reais de garantia

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO AGRAVO LEGAL EM APELAÇÃO CÍVEL Nº 0000720-74.2007.4.03.9999/SP 2007.03.99.000720-4/SP RELATOR : Juiz Federal Convocado Silvio Gemaque APELANTE :

Leia mais

Turma e Ano: Turma Regular Master A. Matéria / Aula: Direito Civil Aula 19. Professor: Rafael da Mota Mendonça

Turma e Ano: Turma Regular Master A. Matéria / Aula: Direito Civil Aula 19. Professor: Rafael da Mota Mendonça Turma e Ano: Turma Regular Master A Matéria / Aula: Direito Civil Aula 19 Professor: Rafael da Mota Mendonça Monitora: Fernanda Manso de Carvalho Silva DIREITO DAS COISAS (continuação) (III) Propriedade

Leia mais

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 27/2013 (Alterado pelo Provimento Conjunto nº 38/2014)

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 27/2013 (Alterado pelo Provimento Conjunto nº 38/2014) Publicação: 21/10/13 DJE: 18/10/13 PROVIMENTO CONJUNTO Nº 27/2013 (Alterado pelo Provimento Conjunto nº 38/2014) Regulamenta o recolhimento e a destinação dos valores oriundos de prestações pecuniárias

Leia mais

ESTADO DO PIAUÍ PODER JUDICIÁRIO COMARCA DE PAULISTANA

ESTADO DO PIAUÍ PODER JUDICIÁRIO COMARCA DE PAULISTANA ESTADO DO PIAUÍ PODER JUDICIÁRIO COMARCA DE PAULISTANA AÇÃO CIVIL PÚBLICA PROCESSO Nº 00000064-20.2012.8.18.000064 AUTOR: MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PIAUI RÉUS: MUNICÍPIO DE PAULISTANA/PI e OUTRO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg na CARTA ROGATÓRIA Nº 3.198 - US (2008/0069036-9) RELATÓRIO MINISTRO HUMBERTO GOMES DE BARROS: Agravo interno contra exequatur concedido pelo eminente Ministro Marco Aurélio do STF. Em suma, a decisão

Leia mais

UMA SUSCINTA ANÁLISE DA EFICÁCIA DA AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO

UMA SUSCINTA ANÁLISE DA EFICÁCIA DA AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO UMA SUSCINTA ANÁLISE DA EFICÁCIA DA AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO Anne Karoline ÁVILA 1 RESUMO: A autora visa no presente trabalho analisar o instituto da consignação em pagamento e sua eficácia. Desta

Leia mais

DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA E BAIXA DE SOCIEDADE

DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA E BAIXA DE SOCIEDADE DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA E BAIXA DE SOCIEDADE É sabido - e isso está a dispensar considerações complementares - que a pessoa jurídica tem vida distinta da dos seus sócios e administradores.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO GABINETE DO JUIZ FRANCISCO CAVALCANTI

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO GABINETE DO JUIZ FRANCISCO CAVALCANTI AGRTE : JOSE MENDONCA BEZERRA ADV/PROC : MÁRCIO FAM GONDIM E OUTROS AGRDO : INSS - INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL REPTE : PROCURADORIA REPRESENTANTE DA ENTIDADE ORIGEM : 22ª VARA FEDERAL DE PERNAMBUCO

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL nº 458566/AL (2006.80.00.003230-6)

APELAÇÃO CÍVEL nº 458566/AL (2006.80.00.003230-6) APTE : UFAL - UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS REPTE : PROCURADORIA REPRESENTANTE DA ENTIDADE APDO : ROBSON ANTÔNIO AMORIM CARNEIRO ADV/PROC : FELIPE REBELO DE LIMA ORIGEM : 4ª VARA FEDERAL DE ALAGOAS (COMPETENTE

Leia mais

14/06/2013. Andréa Baêta Santos

14/06/2013. Andréa Baêta Santos Tema: DIREITO REGISTRAL IMOBILIÁRIO Questões de Registro de Imóveis 14/06/2013 1. Na certidão em relatório Oficial deve sempre se ater ao quesito requerente? formulado o pelo Não, pois sempre que houver

Leia mais

JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DE MINAS GERAIS

JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DE MINAS GERAIS Resolução nº RP/2/2011* Dispõe sobre entendimentos em matéria de Direito Empresarial submetida à Comissão Especial constituída através da Portaria n o P/106/2011 O Plenário da Junta Comercial do Estado

Leia mais

:: Portal da Justiça Federal da 4ª Região :: EMENTA

:: Portal da Justiça Federal da 4ª Região :: EMENTA Página 1 de 6 CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DO RGS - CRC/RS D.E. Publicado em 24/11/2010 EMENTA ADMINISTRATIVO. MULTA. CENSURA PÚBLICA. CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE. DECRETO-LEI Nº

Leia mais

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA ASSESSORIA JURÍDICA

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA ASSESSORIA JURÍDICA SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA ASSESSORIA JURÍDICA Parecer n. 549/2015 Processo SEI n. 22579/2015 Assunto: Divulgação de notícias no site do STJ sobre processos com publicidade restrita. Consulta. Publicações

Leia mais

decisão: "DERAM PROVIMENTO AO RECURSO. V. U.", de conformidade com o voto do Relator, que integra este acórdão. O julgamento teve a participação dos

decisão: DERAM PROVIMENTO AO RECURSO. V. U., de conformidade com o voto do Relator, que integra este acórdão. O julgamento teve a participação dos PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO/DECISÃO MONOCRÁTICA REGISTRADO(A) SOB N I mil um mi mi um mu mi mu m m *03040802* Vistos, relatados e

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GABINETE DO DESEMBARGADOR ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA APELAÇÃO CÍVEL N. 001.2008.

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GABINETE DO DESEMBARGADOR ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA APELAÇÃO CÍVEL N. 001.2008. Ntátuald, TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GABINETE DO DESEMBARGADOR ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA - APELAÇÃO CÍVEL N. 001.2008.012051-0/002, ORIGEM :Processo n. 001.2008.012051-0 da 3 a Vara

Leia mais

RESTITUIÇÃO DE PARCELAS APÓS O ENCERRAMENTO DO GRUPO CONSORCIAL-DECISÃO DA RECLAMAÇÃO 3.752/GO - INCIDIÊNCIA DOS JUROS MORATÓRIOS

RESTITUIÇÃO DE PARCELAS APÓS O ENCERRAMENTO DO GRUPO CONSORCIAL-DECISÃO DA RECLAMAÇÃO 3.752/GO - INCIDIÊNCIA DOS JUROS MORATÓRIOS RESTITUIÇÃO DE PARCELAS APÓS O ENCERRAMENTO DO GRUPO CONSORCIAL-DECISÃO DA RECLAMAÇÃO 3.752/GO - INCIDIÊNCIA DOS JUROS MORATÓRIOS Consórcio é uma reunião de pessoas, físicas e/ou jurídicas, em grupo fechado,

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 660.284 - SP (2004/0071142-4) RELATORA RECORRENTE RECORRIDO : MINISTRA NANCY ANDRIGHI : PANAMERICANO ARRENDAMENTO MERCANTIL S/A : MANUEL MAGNO ALVES E OUTROS : ALEXANDRE ALMADA DANTAS

Leia mais

VIGÉSIMA SÉTIMA CÂMARA CÍVEL / CONSUMIDOR AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 0001225-65.2014.8.19.0000 AGRAVANTE: TELEMAR NORTE LESTE S/A AGRAVADO: OCA

VIGÉSIMA SÉTIMA CÂMARA CÍVEL / CONSUMIDOR AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 0001225-65.2014.8.19.0000 AGRAVANTE: TELEMAR NORTE LESTE S/A AGRAVADO: OCA VIGÉSIMA SÉTIMA CÂMARA CÍVEL / CONSUMIDOR AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 0001225-65.2014.8.19.0000 AGRAVANTE: TELEMAR NORTE LESTE S/A AGRAVADO: OCA ORGANIZAÇÃO CULTURAL ALTERNATIVA RELATORA: DESEMBARGADORA TEREZA

Leia mais

DESTAQUES DO INVENTÁRIO 1

DESTAQUES DO INVENTÁRIO 1 DESTAQUES DO INVENTÁRIO 1 DO INVENTÁRIO EXTRAJUDICIAL A lei 11.441/2007 alterou os dispositivos do CPC, possibilitando a realização de inventário, partilha, separação consensual e divórcio consensual por

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DÉCIMA SEXTA CÂMARA CÍVEL

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DÉCIMA SEXTA CÂMARA CÍVEL TRIBUNAL DE JUSTIÇA DÉCIMA SEXTA CÂMARA CÍVEL Apelação Cível nº 2007.001.17272 Apelante 1: Milton de Oliveira Ferreira Apelantes 2: Kab Kalil Administração de Bens Ltda. e outro Apelados: os mesmos Relator:

Leia mais

LEI Nº 2.338/2012. O Prefeito Municipal de Santa Teresa, Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais;

LEI Nº 2.338/2012. O Prefeito Municipal de Santa Teresa, Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais; LEI Nº 2.338/2012 AUTORIZA DOAÇÃO DE LOTES E RESPECTIVAS UNIDADES HABITACIONAIS PARA FAMÍLIAS EM VULNERABILIDADE SOCIAL. O Prefeito Municipal de Santa Teresa, Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ISRAEL GÓES DOS ANJOS (Presidente sem voto), CARLOS ABRÃO E SERGIO GOMES.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ISRAEL GÓES DOS ANJOS (Presidente sem voto), CARLOS ABRÃO E SERGIO GOMES. Registro: 2013.0000253492 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0110059-40.2009.8.26.0002, da Comarca de São Paulo, em que é apelante/apelado OPÇÃO ENTREGAS RÁPIDAS LTDA, é

Leia mais

Art.. 30-A, Lei nº n 9.504/97)

Art.. 30-A, Lei nº n 9.504/97) REPRESENTAÇÃ ÇÃO O POR CAPTAÇÃ ÇÃO O E GASTOS ILÍCITOS DE RECURSOS (Art( Art.. 30-A, Lei nº n 9.504/97) 1. CAIXA DOIS Recursos não contabilizados de campanha eleitoral, que não transitam em conta bancária

Leia mais

Penhor, Hipoteca e Anticrese

Penhor, Hipoteca e Anticrese Penhor, Hipoteca e Anticrese Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Departamento de Direito Civil Professor Doutor Antonio Carlos Morato Classificação Direitos de Garantia Penhor (art. 1.225,

Leia mais

MATERIAL DE AULA LEI Nº 9.296, DE 24 DE JULHO DE 1996.

MATERIAL DE AULA LEI Nº 9.296, DE 24 DE JULHO DE 1996. MATERIAL DE AULA I) Ementa da aula Interceptação Telefônica. II) Legislação correlata LEI Nº 9.296, DE 24 DE JULHO DE 1996. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono

Leia mais

Processo nº 2004.61.05.004277-0 EMBDO: ELEKTRO, ANEEL E UNIÃO.

Processo nº 2004.61.05.004277-0 EMBDO: ELEKTRO, ANEEL E UNIÃO. Processo nº 2004.61.05.004277-0 EMBDO: ELEKTRO, ANEEL E UNIÃO. Chamo o feito à ordem, a fim de retificar a decisão proferida a fls. 234/239. Assim, onde se lê... das localidades sob a jurisdição desta

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARAÇU ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARAÇU ESTADO DE MINAS GERAIS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS/CONTRATO Nº004-B/2016 PROCESSO LICITATÓRIO Nº018/2016 MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL N 006/2016 VALIDADE: 12 (doze) meses O Município de Jaguaraçu, neste ato representado por seu

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5.ª REGIãO Gabinete do Desembargador Federal Marcelo Navarro

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5.ª REGIãO Gabinete do Desembargador Federal Marcelo Navarro APELAÇÃO CRIMINAL (ACR) Nº 11023/RN (0004472-39.2010.4.05.8400) APTE : MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL APDO : JARBAS CAVALCANTI DE OLIVEIRA ADV/PROC : JOSE ALEXANDRE SOBRINHO E OUTRO ORIGEM : 2ª VARA FEDERAL

Leia mais

Visão Jurídica do Planejamento Societário, Sucessório e Tributário. Fabio Pereira da Silva fabio@weigandesilva.com.br

Visão Jurídica do Planejamento Societário, Sucessório e Tributário. Fabio Pereira da Silva fabio@weigandesilva.com.br Visão Jurídica do Planejamento Societário, Sucessório e Tributário Fabio Pereira da Silva fabio@weigandesilva.com.br CONTEXTUALIZAÇÃO Riscos da atividade empresarial: Legislação Trabalhista e Passivo Laboral

Leia mais

CONSELHO DE CONTRIBUINTES DO ESTADO DE MINAS GERAIS. Acórdão: 21.722/15/3ª Rito: Sumário PTA/AI: 15.000025988-07 Impugnação: 40.

CONSELHO DE CONTRIBUINTES DO ESTADO DE MINAS GERAIS. Acórdão: 21.722/15/3ª Rito: Sumário PTA/AI: 15.000025988-07 Impugnação: 40. Acórdão: 21.722/15/3ª Rito: Sumário PTA/AI: 15.000025988-07 Impugnação: 40.010137950-31 Impugnante: Coobrigado: Proc. S. Passivo: Origem: EMENTA Tarcísio Resende Júnior CPF: 960.571.736-00 Tarcísio Resende

Leia mais

CONSELHO DE CONTRIBUINTES DO ESTADO DE MINAS GERAIS

CONSELHO DE CONTRIBUINTES DO ESTADO DE MINAS GERAIS Acórdão: 20.514/14/2ª Rito: Sumário PTA/AI: 15.000017859-30 Impugnação: 40.010135173-41 Impugnante: Proc. S. Passivo: Origem: EMENTA Daniel dos Santos Lauro CPF: 084.807.156-50 Karol Araújo Durço DF/Juiz

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO AMAZONAS

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO AMAZONAS ACÓRDÃO N. 14 AUTOS DE RECURSO ELEITORAL EM PRESTAÇÃO DE CONTAS PROCESSO N.: 544-82.2012.6.04.0022 CLASSE 25 22' ZONA ELEITORAL - SÃO PAULO DE OLIVENÇA - AM PROTOCOLO: 64501/2012 RECORRENTE(S): MINISTÉRIO

Leia mais

Conflito de Competência n. 2012.072258-1, de Timbó Relator: Des. Eládio Torret Rocha

Conflito de Competência n. 2012.072258-1, de Timbó Relator: Des. Eládio Torret Rocha Conflito de Competência n. 2012.072258-1, de Timbó Relator: Des. Eládio Torret Rocha CONFLITO NEGATIVO DE COMPETÊNCIA. AÇÃO DE DIVÓRCIO CUMULADA COM PEDIDO DE GUARDA, REGULAMENTAÇÃO DO DIREITO DE VISITAS

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal CONFLITO DE COMPETÊNCIA 7.572 DISTRITO FEDERAL RELATORA SUSTE.(S) ADV.(A/S) : MIN. ROSA WEBER :VASP - VIAÇÃO AÉREA SÃO PAULO S/A :MARCUS VINÍCIUS DE ALMEIDA RAMOS :SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA (RECLAMAÇÃO

Leia mais

PARECER/CONSULTA TC-038/2004 PROCESSO - TC-2840/2004 INTERESSADO - BANESTES S/A ASSUNTO - CONSULTA

PARECER/CONSULTA TC-038/2004 PROCESSO - TC-2840/2004 INTERESSADO - BANESTES S/A ASSUNTO - CONSULTA PROCESSO - TC-2840/2004 INTERESSADO - BANESTES S/A ASSUNTO - CONSULTA MANUTENÇÃO DE RECURSOS ADVINDOS DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE EM BANCO OFICIAL REGIONAL (BANESTES) - POSSIBILIDADE CONDICIONADA. Vistos,

Leia mais

Relator Desembargador PEDRO SARAIVA DE ANDRADE LEMOS

Relator Desembargador PEDRO SARAIVA DE ANDRADE LEMOS 1 TRIBUNAL DE JUSTIÇA 10ª CÂMARA CÍVEL Agravo de Instrumento n.º 0005250-24.2014.8.19.0000 Agravante: BAR E RESTAURANTE SIRIOCO LTDA. (Autor) Agravado: COMPANHIA ESTADUAL DE ÁGUAS E ESGOTOS - CEDAE (Ré)

Leia mais

Processos de Regularização de Imóveis

Processos de Regularização de Imóveis Processos de Regularização de Imóveis Prof. Weliton Martins Rodrigues ensinar@me.com www.vivadireito.net 5 5.1. Copyright 2013. Todos os direitos reservados. 1 2 A aquisição da propriedade é forma pela

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores EDUARDO GOUVÊA (Presidente) e MAGALHÃES COELHO. São Paulo, 5 de outubro de 2015

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores EDUARDO GOUVÊA (Presidente) e MAGALHÃES COELHO. São Paulo, 5 de outubro de 2015 fls. 187 Registro: 2015.0000741949 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Agravo de Instrumento nº 2166661-13.2015.8.26.0000, da Comarca de Carapicuíba, em que são agravantes MARCELO DOMINGUES

Leia mais

1008012-70.2013.8.26.0053 - lauda 1

1008012-70.2013.8.26.0053 - lauda 1 fls. 388 SENTENÇA Processo Digital nº: 1008012-70.2013.8.26.0053 Classe - Assunto Requerente: Requerido: Ação Civil Pública - Violação aos Princípios Administrativos 'MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO

Leia mais

ACÓRDÃO. 3.ª Câmara Cível Apelação Cível n.º 17841/06 Relator: Des. LUIZ FERNANDO RIBEIRO DE CARVALHO

ACÓRDÃO. 3.ª Câmara Cível Apelação Cível n.º 17841/06 Relator: Des. LUIZ FERNANDO RIBEIRO DE CARVALHO ACÓRDÃO CIVIL E PROCESSUAL CIVIL. REQUERIMENTO DE CUMPRIMENTO DE TESTAMENTO PÚBLICO. EXISTÊNCIA DE POSTERIOR TESTAMENTO PARTICULAR. SENTENÇA DE EXTINÇÃO DO FEITO, SOB O FUNDAMENTO DE QUE O ATO DE ÚLTIMA

Leia mais

PONTO 1: União estável PONTO 2: Alimentos. 1. União estável:

PONTO 1: União estável PONTO 2: Alimentos. 1. União estável: 1 PONTO 1: União estável PONTO 2: Alimentos 1. União estável: - Leis 8971/94 e 9278/96. - Lei 10.406/2002 e art. 1723 e seguintes. - Art. 226, 3 1, CF. União entre homem e mulher pública (notoriedade),

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Direito

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Direito (A) - o afastamento do menor autorizado a se casar contra a vontade dos pais é medida que tem natureza acautelatória. (B) - o protesto contra alienação de bens destina-se a obstar a alienação imaginada

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA SÉTIMA CÂMARA CÍVEL

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA SÉTIMA CÂMARA CÍVEL TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA SÉTIMA CÂMARA CÍVEL Agravo de Instrumento nº 0010478-77.2014.8.19.0000 Agravante: Othelo Fernando Schaefer Agravado: Levinda Fernandes de Souza Pinto

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO - 4ª REGIÃO RIO GRANDE DO SUL Fl. 1. 22ª Vara do Trabalho de Porto Alegre

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO - 4ª REGIÃO RIO GRANDE DO SUL Fl. 1. 22ª Vara do Trabalho de Porto Alegre Fl. 1 Autor: Ministério Público do Trabalho Réu: Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio Grande do Sul VISTOS, ETC. Ministério Público do Trabalho ajuíza ação trabalhista contra Sindicato

Leia mais

REGIME DE BENS NO NOVO CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO

REGIME DE BENS NO NOVO CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO 1 REGIME DE BENS NO NOVO CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO Cleiton Graciano dos Santos 1 RESUMO: Este artigo trata sobre o Regime de Bens no novo Código Civil brasileiro, apresentando os principais aspectos do assunto,

Leia mais

APELAÇÃO. SEPARAÇÃO. PARTILHA. DERAM PARCIAL PROVIMENTO. Nº 70048117212 COMARCA DE ERECHIM A C Ó R D Ã O

APELAÇÃO. SEPARAÇÃO. PARTILHA. DERAM PARCIAL PROVIMENTO. Nº 70048117212 COMARCA DE ERECHIM A C Ó R D Ã O APELAÇÃO. SEPARAÇÃO. PARTILHA. A partilha de cotas de empresa não pode tomar por base o valor do capital social e nem o valor do patrimônio líquido, mas sim o valor real que a participação confere ao sócio,

Leia mais

Dados básicos. Ementa: Íntegra

Dados básicos. Ementa: Íntegra Dados básicos Acórdão TJSP Fonte: 0008410-52.2009.8.26.0642 Julgamento: 26/07/2011 Aprovação: Não Disponível Publicação: 27/07/2011 Estado: São Paulo Cidade: Ubatuba Relator: Beretta da Silveira Legislação:

Leia mais

ESPÉCIES DE RENÚNCIA AO DIREITO HEREDITÁRIO E EFEITOS TRIBUTÁRIOS. Artur Francisco Mori Rodrigues Motta

ESPÉCIES DE RENÚNCIA AO DIREITO HEREDITÁRIO E EFEITOS TRIBUTÁRIOS. Artur Francisco Mori Rodrigues Motta ESPÉCIES DE RENÚNCIA AO DIREITO HEREDITÁRIO E EFEITOS TRIBUTÁRIOS Artur Francisco Mori Rodrigues Motta ESPÉCIES DE RENÚNCIA AO DIREITO HEREDITÁRIO E EFEITOS TRIBUTÁRIOS Artur Francisco Mori Rodrigues Motta

Leia mais

Nº 70053391546 COMARCA DE FELIZ CONSTRUTORA SC LTDA A C Ó R D Ã O

Nº 70053391546 COMARCA DE FELIZ CONSTRUTORA SC LTDA A C Ó R D Ã O APELAÇÃO CÍVEL. LICITAÇÃO. MULTA APLICADA EM RAZÃO DE ATRASO NA EXECUÇÃO DE OBJETO DO CONTRATO. NECESSIDADE DE ABERTURA DE PRAZO PARA DEFESA PRÉVIA. A imposição de qualquer das penalidades previstas nos

Leia mais

NA IMPORTAÇÃO POR NÃO CONTRIBUINTE DO IMPOSTO ESTADUAL APÓS A EMENDA CONSTITUCIONAL N. 33 DE 11.12.01, CONTINUA NÃO INCIDINDO O ICMS.

NA IMPORTAÇÃO POR NÃO CONTRIBUINTE DO IMPOSTO ESTADUAL APÓS A EMENDA CONSTITUCIONAL N. 33 DE 11.12.01, CONTINUA NÃO INCIDINDO O ICMS. NA IMPORTAÇÃO POR NÃO CONTRIBUINTE DO IMPOSTO ESTADUAL APÓS A EMENDA CONSTITUCIONAL N. 33 DE 11.12.01, CONTINUA NÃO INCIDINDO O ICMS. Elaborado em 07/2008 Gerson Tarosso Advogado. Sócio fundador do escritório

Leia mais

ACÓRDÃO. Rio de Janeiro, 15 / 04 / 2014. Des. Cristina Tereza Gaulia. Relator

ACÓRDÃO. Rio de Janeiro, 15 / 04 / 2014. Des. Cristina Tereza Gaulia. Relator 5ª CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº: 0004117-44.2014.8.19.0000 2ª VARA DE TRÊS RIOS Agravante: Município de Três Rios Agravado: Elimar Santos de Carvalho Juiz: Dra. Ana Carolina

Leia mais

RELATÓRIO O SR. DESEMBARGADOR FEDERAL PAULO ROBERTO DE OLIVEIRA LIMA (RELATOR):

RELATÓRIO O SR. DESEMBARGADOR FEDERAL PAULO ROBERTO DE OLIVEIRA LIMA (RELATOR): PROCESSO Nº: 0806690-65.2014.4.05.8400 - APELAÇÃO RELATÓRIO O SR. DESEMBARGADOR FEDERAL PAULO ROBERTO DE OLIVEIRA LIMA (RELATOR): Trata-se de apelação interposta pelo Conselho Regional de Corretores de

Leia mais

Dados Básicos. Ementa. Íntegra

Dados Básicos. Ementa. Íntegra Dados Básicos Fonte: 70043903145 Tipo: Acórdão TJRS Data de Julgamento: 15/09/2011 Data de Aprovação Data não disponível Data de Publicação:22/09/2011 Estado: Rio Grande do Sul Cidade: Santana do Livramento

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Apelação Cível n2 031.1999.000404-1/001 Origem : 1 Vara da Comarca de Princesa Isabel Relator : Desembargador Frederico Martinho da Nóbrega

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES FACELI CURSO DE DIREITO

FACULDADES INTEGRADAS DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES FACELI CURSO DE DIREITO FACULDADES INTEGRADAS DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES FACELI CURSO DE DIREITO PRATICA JURIDICA II : FASE DE POSTULAÇÃO AILTON SILVA ANTUNES NILSON DE OLIVEIRA JUNIOR TITO MARÇAL DE OLIVEIRA PEREIRA LINHARES-ES

Leia mais

Condições de Venda em Hasta Pública Unificada

Condições de Venda em Hasta Pública Unificada Condições de Venda em Hasta Pública Unificada ORIENTAÇÕES DO PREGÃO JUDICIAL Última atualização em Terça, 26 Agosto 2014 01. Para todas as Varas do Trabalho deste Regional, a Hasta Pública Unificada realizada,

Leia mais

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOS

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOS CONTRATO DE LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOS Pelo presente instrumento particular, de um lado denominada simplesmente locadora, Silene Maria Cunha 548.747.936-49 (Impacto Air Gun), pessoa jurídica de direito privado

Leia mais