RECADO AOS PROFESSORES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RECADO AOS PROFESSORES"

Transcrição

1 RECADO AOS PROFESSORES Caro professor, As aulas deste caderno não têm ano definido. Cabe a você decidir qual ano pode assimilar cada aula. Elas são fáceis, simples e às vezes os assuntos podem ser banais para muitos de nós, mas para outras pessoas, são assuntos interessantes. Todas essas aulas foram ministradas na Escola Municipal Sérgio de Oliveira Aguiar, por mim, no período de 2005 a Algumas foram adaptadas e melhoradas. Essas mesmas aulas também já foram ministradas no ensino médio para adolescentes. Logo, fica muito difícil para eu dizer para qual ano deve ser tal aula. Você, caro professor, conhece seus alunos e vai saber se eles gostarão, compreenderão e irão querer mais aulas assim. Quanto a indicação do filósofo ao qual estudei para criar a aula, algumas delas não têm citação porque foram criadas da minha própria experiência com os meus alunos e as suas ansiedades. Esse é o meu recadinho. Espero que as aulas possam proporcionar um bom pensar aos alunos e um bom trabalho para vocês. Abraços,.

2 AULA DE FILOSOFIA Nº 01 As aparências enganam Ele vestia terno e gravata Calçava sapatos de couro Tinha sorriso bonito Anel de ouro nos dedos Mas não tinha o valor de um besouro Por dentro era medíocre Vazio até de si mesmo. Exercícios para compreensão textual. 1 O que você compreendeu do texto? 2 Por que as aparências do homem não combinam com ele? 3 O que a autora quis dizer vazio até de si mesmo? Exercícios para um bom pensar. 1 Por que não podemos julgar as pessoas pela aparência? 2 De que adianta tanta beleza por fora se a beleza interior não existe? 3 Como criarmos a nossa beleza interior? 4 Por que as pessoas se deixam enganar pela beleza física? 5 Para você o que é a verdadeira beleza? Caro professor, mostre aos seus alunos que ter uma boa aparência é muito importante, claro. Cuidar do corpo, dos dentes, dos cabelos, manter-se limpo e bem trajado é sempre necessário. Mas isso não significa que seja tudo na vida de uma pessoa, porque enquanto cuidamos da beleza exterior esquecemos da beleza da alma, de dentro de nós, de cuidar da aparência das nossas atitudes, gestos, sentimentos e palavras. As duas

3 coisas devem andar juntas. É preciso saber respeitar o outro, mostrar uma aparência de pessoa responsável com os problemas alheios e seus, vestir-se conforme suas condições financeiras e preparar as aparências da alma para uma vida melhor, para o respeito ao ser humano e a si mesmo. Não adianta olhar-se no espelho e encontrar um belo rosto se por dentro existe um coração cheio de rancor. As aparências podem enganar, muitas vezes. Cite exemplos comuns que podem ser encontrados em revistas e jornais. Converse com os alunos e peça-lhes para criar uma pequena frase sobre o que pensam das aparências internas, poder parecer ser bom é justo ou justo é dá a certeza de que somos bons de verdade? Parecer carinhoso aos olhos de uma pessoa querida pode ser maravilhoso, mas logo em seguida reagimos com palavras grosseiras e agora? Parecer engana muito, por isso é melhor ser exatamente como somos.

4 AULA DE FILOSOFIA Nº 02 A realidade Do Dicionário de Filosofia Abbagnano Adaptado por Tudo o que existe é real. Eu sou real e você também. Não há duas realidades. Existe apenas uma realidade e essa é a que constitui tudo o que existe. Não sei, tem horas que eu gostaria de não existir, ser inexistente, não ser real, mas se eu deixar de existir vou perder o bolo de chocolate do aniversário de Maria Luíza. Exercícios para compreensão textual. 1 O que é a realidade? 2 Por que não há mais de uma realidade? 3 Podemos deixar de está na realidade e existir? Exercícios para o bom pensar. 1 Você já duvidou da realidade? Justifique. 2 O que nos garante que tudo existe? 3 Por que as coisas existem? 4 Como surgem as coisas? 5 O que dá movimento a realidade? Caro professor, esta é uma aula introdutória ao curso de filosofia. Ela pode ser dada em qualquer ano. Uma aula simples e de fácil assimilação. Explique ao seu aluno o que é a realidade, mostrando para ele que só há uma realidade, pois ela é tudo o que existe. Diferencie realidade de verdade, muitos alunos têm mania de dizer a minha realidade é assim quando deviam dizer a minha verdade é assim ou a minha vida é assim. Mostre para eles a importância que as coisas existentes têm para nós, o mundo é tão perfeito que cada coisa tem seu destino e sua importância.

5 AULA DE FILOSOFIA Nº 03 A physis Do Dicionário de Filosofia Abbagnano Adaptado por Mãêêêê? Você sabia que a physis é a realidade em movimento, constantes mudanças. Segundo a physis tudo o que nasce está destinado a ser o que deve ser e não a outra coisa. É a realidade, mãe. Eu nasci para me realizar em algo, mãe, você sabe disso. Faço parte da realidade, mesmo que você me peça para ficar parado, estarei em movimento e destinado a ser um menino bem quietinho, prometo, mãe. Exercícios para compreensão textual. 1 Como é a realidade segundo o texto? 2 O que vem a ser physis? 3 Para que serve a physis? Exercícios para o bom pensar. 1 O que é a realidade? 2 Se nascemos flores podem mudar nosso destino? Por quê? 3 Por que as coisas mudam? 4 O que muda a realidade? 5 Pesquise sobre a physis e escreva aqui o que achou mais interessante e o porquê. Caro professor, esta é uma aula introdutória ao curso de filosofia. Ela pode ser dada em qualquer ano. Uma aula simples e de fácil assimilação. Explique ao seu aluno o termo physis, antes disso, converse com seus alunos sobre a realidade, o movimento da matéria, o Universo, as mudanças ocorridas no nosso planeta. O destino de cada coisa, a realização do nosso ser, como podemos obter mudanças e se elas interferem no nosso destino e na realidade. Levante argumentos sobre o que você pensa das coisas ao seu redor, do mundo, das estrelas e da realidade.

6 AULA DE FILOSOFIA Nº 04 A arché Do Dicionário de Filosofia Abbagnano Adaptado por Tudo tem um início, um meio e um fim. As coisas não estão no mundo assim do nada. Elas devem vir de algum lugar, está em algum lugar e servir para alguma coisa, não é, mãe? Pois bem, mãe, para esse princípio, esse existir vou chamar de arché. Tá, mãe? Arché princípio das coisas, não esquece, viu mãe? Exercícios para compreensão textual. 1 O que as coisas têm segundo o texto? 2 O que significa arché? 3 Para que serve a arché? Exercícios para o bom pensar. 1 Por que as coisas precisam de um princípio? 2 E se não existisse o princípio? 3 Onde fica esse princípio? 4 Como é constituído o princípio? 5 Pesquise sobre a arché e escreva aqui o que achou mais interessante e o porquê. Caro professor, esta é uma aula introdutória ao curso de filosofia. Ela pode ser dada em qualquer ano. Uma aula simples e de fácil assimilação. Explique ao seu aluno o termo arché, antes disso, converse com seus alunos sobre o princípio das coisas, o início, o que faz com que as coisas estejam aqui e para quê, por que há tantas coisas no mundo, como surgem assim de repente ou há algo que explique essa existência? Faça com que os seus alunos perguntem, levante argumentos sobre o que você pensa das coisas ao seu redor, do mundo, do Universo.

7 AULA DE FILOSOFIA Nº 05 Meu admirável mundo Do Dicionário de Filosofia Abbagnano (espanto, admiração, curiosidade, investigação) Adaptado por Acordo pela manhã ainda com preguicinha! Huuumm! Me estico toda! Abro a janela e lá está um arco-íris por trás das montanhas! Que lindo! Fico admirada com aquela beleza, espantada com as cores do arco-íris, curiosa para saber se é verdade o que vovó diz que quem passa por debaixo dele vira homem e se for homem vira mulher. Huuum! Acho que vou atrás dele só para investigar se tudo isso é verdade. Exercícios para compreensão textual. 1 Qual a diferença de admiração para espanto? 2 O que é curiosidade? 3 Que tipo de investigação a menina está se referindo no texto? Exercícios para o bom pensar. 1 Que coisas provocam admiração em você? Por quê? 2 O que mais espanta você? Por quê? 3 Por que somos tão curiosos? 4 O que acontece com as pessoas curiosas? 5 Como podemos fazer uma boa investigação? Caro professor, esta é uma aula introdutória ao curso de filosofia. Ela pode ser dada em qualquer ano. Uma aula simples e de fácil assimilação. O texto acima fala de um mundo belo visto pelo olhar de uma menina. Pergunte aos seus alunos como eles veem o mundo, se eles têm admiração por alguma coisa, o que causa curiosidade neles, como surge o espanto e quais meios podemos utilizar para fazer uma investigação. Apresente aos seus alunos pessoas influentes que com a curiosidade desenvolveram coisas que mudaram a história do nosso planeta, até que ponto a curiosidade é saudável. Por que necessitamos da admiração? E mais ainda mostre para eles que investigar significa pesquisar, aprofundar-se num conhecimento, buscar o saber.

8 AULA DE FILOSOFIA Nº 06 Da minha idade Os anos vão se passando Vamos trocando de anos Fazendo uma nova idade E dentro da gente Cidades são construídas Ou demolidas com esse passar De tempo que não devia ter tempo Ser só vida eterna em tudo linda! Exercícios para compreensão textual. 1 Sobre o que a autora discute no texto? 2 Por que ela diz cidades são construídas ou demolidas com o passar dos anos? 3 Você concorda com a autora que a vida deveria ser eterna e em tudo linda? Por quê? Exercícios para um bom pensar. 1 O que significa para você fazer aniversário? 2 Muda muita coisa na gente quando trocamos de idade? 3 Para você como deveria ser a vida? 4 Por que é tão difícil lidarmos com o passar dos anos? 5 Se pudesse voltar no tempo você gostaria de ser criança outra vez? Por quê? Caro professor, o texto Da minha idade é pequeno como todos os outros, porque seu objetivo é ser uma leitura rápida que proporcione uma assimilação rápida, também, de forma que o aluno vá se acostumando aos poucos a gostar da leitura. Este é um texto

9 para ser discutida a questão do nosso aniversário, por que mudamos de anos, por que não ficamos para sempre com a mesma idade, qual foi a melhor idade que a gente já teve. A mudança de idade para muitos é uma festa com bastante alegria, mas algumas pessoas não se sentem assim, procure saber o porquê conversando com os seus alunos. Discuta com eles todo o ritual de uma festa de aniversário, diga-lhes que o fato de não ter festa de aniversário não é motivo para se comemorar uma data tão especial, pois comemoração pode ser feita com uma conversa entre amigos ou um sorriso no rosto. Peça aos seus alunos, sempre que puderem a se olhar no espelho, a aprender a gostar deles, a tentar descobrir o que mudou de ontem para hoje, encontrar-se no espelho é bom para descobrir nossos erros e acertos, por isso mudamos de ano para nos aperfeiçoar. Pergunte se eles achariam melhor nascer velhos e tornarem-se crianças, o contrário do que ocorre e peça-lhes para escreverem como seria um mundo governado por crianças. Seria mais justo? Bem, o texto acima é tema para vários tipos de diálogos, uma coisa puxa a outra. Aproveite! Boas aulas!

10 AULA DE FILOSOFIA Nº 07 O menino que tinha sono Do livro Ensaios de Montaigne, livro I, ensaio Do sono Adaptado por Psiu! Silêncio, gente, o menino está em sono profundo, no momento, enquanto todos da casa estão preocupados em como lhe darão a notícia de que seu gato desapareceu de verdade. Ele também está aflito, mas nem por isso deixou de dormir. Sabia que era bom para si próprio ter uma boa noite de sono, pois no outro dia acordaria disposto para procurar pelo seu gato, e se não dormisse bem não teria coragem sequer para levantar um dedo. Exercícios para compreensão textual. 1 O que fazia o menino do texto? 2 Por que ele sabia que dormir faz bem? 3 Por que o menino sabia que era bom ter uma boa noite de sono? Exercícios para o bom pensar. 1 Você dorme bem? 2 Em poucas palavras, explique o que é o sono para você? 3 O que tira o seu sono? 4 Por que algumas vezes perdemos o sono? 5 Você já perdeu o sono alguma vez no meio da madrugada? Caro professor, para orientá-lo melhor, a partir de hoje colocarei o nome da obra e do filósofo de onde adaptei meu texto para as aulas. O texto O menino que tinha sono é uma história, aqui está apenas parte dela. É um bom texto para discutir entre os alunos, porque muitos deles, preocupados, perdem noites de sonos ou até mesmo passam noites em baladas. Uma noite de sono perdida ou mal dormida consome muito das nossas

11 energias físicas e mentais, no outro dia não temos condições de estudar ou de aprender coisa alguma. É bom que aprendamos a dormir bem. Pergunte aos seus alunos se alguém tem pesadelos à noite, procure ajudá-los. Pergunte também se alguém tem medo de dormir no escuro ou se há um outro tipo de medo na hora de dormir. Conheça seus alunos e suas ansiedades, esse é o objetivo das minhas aulas.

12 AULA DE FILOSOFIA Nº 08 A lenda da filosofia Do Dicionário de Filosofia Abbagnano Adaptado por Eles nasceram distantes um do outro. Philo morava no sul e Sophia no norte. Um dia, os dois foram passear pela floresta e eis que Philo encontra Sophia. Desse encontro nasceu um lindo amor que gerou, após alguns meses, uma filha curiosa, admiradora e cheia de perguntas que Pitágoras, amigo do casal, deu-lhe o nome de Philosophia que em português escreve-se Filosofia. A menina Filosofia cresceu e passou a ser amiga do saber, ou melhor, tem amor pelo saber. Exercícios para compreensão textual. 1 Segundo o texto como você acha que aconteceu o encontro de Philo com Sophia? 2 O que foi gerado desse amor? 3 O que significa FILOSOFIA segundo o texto? Exercícios para o bom pensar. 1 Você se sente parecido com Filosofia? 2 O que é filosofia para você? 3 Por que ter curiosidade é importante? 4 O que nos faz ficarmos admirados? 5 Elabore cinco perguntas com a palavra POR QUE sobre curiosidades que você tem. Caro professor, esta é uma aula introdutória ao curso de filosofia. Ela pode ser dada em qualquer ano. Uma aula simples e de fácil assimilação. Explique ao seu aluno a importância da filosofia no mundo de hoje, diga para ele que, na verdade, isso é apenas uma lenda e que a palavra filosofia foi criada pelo filósofo Pitágoras. Explique ao aluno

13 a origem do termo PHILOSOPHIA. Se eles quiserem saber mais sobre quem foi Pitágoras, por favor, tenha em mãos um pequeno resumo da vida dele, você pode encontrar esse material em qualquer livro de filosofia.

14 AULA DE FILOSOFIA Nº 09 Um penteado legal Hoje decidi usar meu cabelo De uma forma bem legal Nem de lado nem pra frente Mas pra cima feito espinho Me olhei no espelho E pra mim estava belo No entanto, muita gente Achou que eu era um velho Um gambá ou um estranho! Exercício para compreensão textual. 1 Como você acha que era o penteado do jovem do texto? 2 Por que ele precisou se olhar no espelho? 3 Por que pensaram que ele era um estranho? Exercício para o bem pensar. 1 Você gosta do seu penteado? Por quê? 2 Se pudesse você modificaria o seu penteado? Por quê? 3 Por que é importante ter um belo penteado? 4 O penteado de algum ídolo influencia adolescentes. Como é que você vê isso? 5 Você se sente influenciado por outras pessoas?

15 Professor, essa aula não é para discutir o penteado de um determinado aluno, mas os penteados em geral. Ninguém pode se sentir ofendido, ao contrário, deve ser alimentada a autoestima. Explore os penteados dos reis e princesas de antigamente, faça perguntas sobre o que eles acham dos penteados de antes e os de hoje. Pergunte o que eles acham de algumas pessoas rasparem as cabeças, outras pintarem os cabelos e aquelas que usam apetrechos neles. Por que é importante cuidar do cabelo? E quando não se tem cabelo? A questão da influência também é muito importante ser discutida, questione se eles usam o cabelo do jeito que é porque gostam ou porque os pais não querem que mudem. Fale das perucas que algumas pessoas usam, explore as diferenças de alguns: uns com tantos cabelos e outros com muitos.

16 AULA DE FILOSOFIA Nº 10 O beijo Eu beijei Foi meu primeiro beijo Não teve gosto de nada E teve gosto de tudo Foi assim meio melequeiro Língua com língua Depois, fiquei a pensar No beijo que sempre quis dar. Exercícios para compreensão. 1 Como é o beijo do texto? 2 O que é um beijo melequeiro? 3 No texto, a autora deixa alguma lamentação? Exercícios para o pensar. 1 O que representa para você o beijo? 2 Você gosta de beijar ou de ser beijado? 3 Na sua infância você recebeu muitos beijos? 4 De quem você recebe mais beijos na sua família? 5 Há quanto tempo você recebeu um beijo gostoso? Professor, o texto O beijo deve ser lido e discutido em sala de aula. Esse texto tem o intuito de fazer o adolescente pensar no amor que tem ou não da sua família e se esse amor foi confundido com uma paixão.

17 Pode-se discutir também como são os laços familiares atualmente, como os pais tratam os filhos, o que os filhos gostariam de receber como forma de carinho dos pais e amigos também. Para isso, deixe bem claro que o senhor(a) é um amigo em sala de aula, e que a partir do momento que se dispõe a questionar o amor com eles é porque ama o que faz, logo deseja aprender a amá-los com todos os defeitos que eles podem dizer que têm e que nunca foram amados por esses defeitos. Se possível peça para um dos alunos da sala falar do beijo que ele nunca esqueceu e dizer o motivo, veja que depois outros também irão querer falar. Deixe-os dizer o que pensam, não interfira, e tenha o cuidado de fazer as anotações importantes.

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

Mostra Cultural 2015

Mostra Cultural 2015 Mostra Cultural 2015 Colégio Marista João Paulo II Eu e as redes sociais #embuscadealgumascurtidas Uma reflexão sobre a legitimação do eu através das redes sociais. Iago Faria e Julio César V. Autores:

Leia mais

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava O Príncipe das Histórias Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava histórias. Ele gostava de histórias de todos os tipos. Ele lia todos os livros, as revistas, os jornais, os

Leia mais

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER Atividades Lição 5 NOME: N º : CLASSE: ESCOLA É LUGAR DE APRENDER 1. CANTE A MÚSICA, IDENTIFICANDO AS PALAVRAS. A PALAVRA PIRULITO APARECE DUAS VEZES. ONDE ESTÃO? PINTE-AS.. PIRULITO QUE BATE BATE PIRULITO

Leia mais

Casa Templária, 9 de novembro de 2011.

Casa Templária, 9 de novembro de 2011. Casa Templária, 9 de novembro de 2011. Mais uma vez estava observando os passarinhos e todos os animais que estão ao redor da Servidora. Aqui onde estou agora é a montanha, não poderia ser outro lugar.

Leia mais

Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação.

Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação. Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação. 1.1 Conteúdos: Apresentação do Plano Didático Pedagógico; Classificação das orações coordenadas sindéticas e inferência. 1.1 Habilidade:

Leia mais

10 segredos para falar inglês

10 segredos para falar inglês 10 segredos para falar inglês ÍNDICE PREFÁCIO 1. APENAS COMECE 2. ESQUEÇA O TEMPO 3. UM POUCO TODO DIA 4. NÃO PRECISA AMAR 5. NÃO EXISTE MÁGICA 6. TODO MUNDO COMEÇA DO ZERO 7. VIVA A LÍNGUA 8. NÃO TRADUZA

Leia mais

DOCE BALANÇO. Novela de Antonio Figueira. Escrita por. Antonio Figueira. Personagens deste capítulo: DIANA PADRE MARCOS D. SANTINHA BEATA 1 BEATA 2

DOCE BALANÇO. Novela de Antonio Figueira. Escrita por. Antonio Figueira. Personagens deste capítulo: DIANA PADRE MARCOS D. SANTINHA BEATA 1 BEATA 2 DOCE BALANÇO Novela de Antonio Figueira Escrita por Antonio Figueira Personagens deste capítulo: DIANA PADRE MARCOS D. SANTINHA BEATA 1 BEATA 2 DOCE BALANÇO CAPÍTULO 10 PÁGINA 1 DOCE BALANÇO CAPÍTULO 10

Leia mais

Anexo II - Guião (Versão 1)

Anexo II - Guião (Versão 1) Anexo II - Guião (Versão 1) ( ) nº do item na matriz Treino História do Coelho (i) [Imagem 1] Era uma vez um coelhinho que estava a passear no bosque com o pai coelho. Entretanto, o coelhinho começou a

Leia mais

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha Ensino Fundamental Turma: PROJETO INTERPRETA AÇÂO (INTERPRETAÇÃO) Nome do (a) Aluno (a): Professor (a): DISCIPLINA:

Leia mais

Desafio para a família

Desafio para a família Desafio para a família Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da espiritualidade. O sonho de Deus para a família é que seja um

Leia mais

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães 2 Era domingo e o céu estava mais azul que o azul mais azul que se pode imaginar. O sol de maio deixava o dia ainda mais bonito

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Eu, Você, Todos Pela Educação

Eu, Você, Todos Pela Educação Eu, Você, Todos Pela Educação Um domingo de outono típico em casa: eu, meu marido, nosso filho e meus pais nos visitando para almoçar. Já no final da manhã estava na sala lendo um livro para tentar relaxar

Leia mais

O menino e o pássaro. Rosângela Trajano. Era uma vez um menino que criava um pássaro. Todos os dias ele colocava

O menino e o pássaro. Rosângela Trajano. Era uma vez um menino que criava um pássaro. Todos os dias ele colocava O menino e o pássaro Era uma vez um menino que criava um pássaro. Todos os dias ele colocava comida, água e limpava a gaiola do pássaro. O menino esperava o pássaro cantar enquanto contava histórias para

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM RECUPERAÇÃO DE IMAGEM Quero que saibam que os dias que se seguiram não foram fáceis para mim. Porém, quando tornei a sair consciente, expus ao professor tudo o que estava acontecendo comigo, e como eu

Leia mais

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário epílogo O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário do rebuliço que batia em seu peito. Quase um ano havia se passado. O verão começava novamente hoje, ao pôr do sol, mas Line sabia que,

Leia mais

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus Ensino - Ensino 11 - Anos 11 Anos Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus História Bíblica: Mateus 3:13 a 17; Marcos 1:9 a 11; Lucas 3:21 a 22 João Batista estava no rio Jordão batizando as pessoas que queriam

Leia mais

12:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo

12:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo 2:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo Amados de Deus, a paz de Jesus... Orei e pensei muito para que Jesus me usasse para poder neste dia iniciar esta pregação com a

Leia mais

Aquecimento inespecífico: Os participantes devem andar pela sala não deixando nenhum espaço vazio, andando cada um no seu ritmo.

Aquecimento inespecífico: Os participantes devem andar pela sala não deixando nenhum espaço vazio, andando cada um no seu ritmo. DINÂMICA DO ESPELHO Embrulha o espelho com papel de presente, mas dentro o espelho deve ser embrulhado com outro papel e colado a seguinte frase: Há pessoas que querem ser bonitas pra chamar a atenção,

Leia mais

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe?

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Trecho do romance Caleidoscópio Capítulo cinco. 05 de novembro de 2012. - Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Caçulinha olha para mim e precisa fazer muita força para isso,

Leia mais

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno.

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno. Meu lugar,minha história. Cena 01- Exterior- Na rua /Dia Eduardo desce do ônibus com sua mala. Vai em direção a Rose que está parada. Olá, meu nome é Rose sou a guia o ajudara no seu projeto de história.

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo São Paulo-SP, 20 de outubro de 2004 Meus queridos companheiros e minhas queridas companheiras

Leia mais

Disciplina: Matemática Data da realização: 24/8/2015

Disciplina: Matemática Data da realização: 24/8/2015 Ficha da semana 4º ano A/B/C. Instruções: 1. Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue à professora no dia seguinte. 2. As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno

Leia mais

Manifeste Seus Sonhos

Manifeste Seus Sonhos Manifeste Seus Sonhos Índice Introdução... 2 Isso Funciona?... 3 A Força do Pensamento Positivo... 4 A Lei da Atração... 7 Elimine a Negatividade... 11 Afirmações... 13 Manifeste Seus Sonhos Pág. 1 Introdução

Leia mais

DANIEL EM BABILÔNIA Lição 69. 1. Objetivos: Ensinar que devemos cuidar de nossos corpos e recusar coisas que podem prejudicar nossos corpos

DANIEL EM BABILÔNIA Lição 69. 1. Objetivos: Ensinar que devemos cuidar de nossos corpos e recusar coisas que podem prejudicar nossos corpos DANIEL EM BABILÔNIA Lição 69 1 1. Objetivos: Ensinar que devemos cuidar de nossos corpos e recusar coisas que podem prejudicar nossos corpos 2. Lição Bíblica: Daniel 1-2 (Base bíblica para a história e

Leia mais

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem.

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem. Pais e filhos 1º cena: música ambiente (início da música pais e filhos legião urbana - duas pessoas entram com um mural e começam a confeccionar com frases para o aniversário do pai de uma delas (Fátima),

Leia mais

A CURA DE UM MENINO Lição 31

A CURA DE UM MENINO Lição 31 A CURA DE UM MENINO Lição 31 1 1. Objetivos: Mostrar o poder da fé. Mostrar que Deus tem todo o poder. 2. Lição Bíblica: Mateus 17.14-21; Marcos 9.14-29; Lucas 9.37-43 (Leitura bíblica para o professor)

Leia mais

O dia em que parei de mandar minha filha andar logo

O dia em que parei de mandar minha filha andar logo O dia em que parei de mandar minha filha andar logo Rachel Macy Stafford Quando se está vivendo uma vida distraída, dispersa, cada minuto precisa ser contabilizado. Você sente que precisa estar cumprindo

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

História Para as Crianças. A menina que caçoou

História Para as Crianças. A menina que caçoou História Para as Crianças A menina que caçoou Bom dia crianças, feliz sábado! Uma vez, do outro lado do mundo, em um lugar chamado Austrália vivia uma menina. Ela não era tão alta como algumas meninas

Leia mais

5 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades Extraclasse Complementares de Língua Portuguesa Nome: SER FILHO É PADECER NO PURGATÓRIO

5 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades Extraclasse Complementares de Língua Portuguesa Nome: SER FILHO É PADECER NO PURGATÓRIO 5 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades Extraclasse Complementares de Língua Portuguesa Nome: Leia este texto com atenção: SER FILHO É PADECER NO PURGATÓRIO 1 Psssiu, psssiu. Eu? virou-se Juvenal

Leia mais

POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE?

POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE? POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE? Rafael chegou em casa um tanto cabisbaixo... Na verdade, estava muito pensativo. No dia anterior tinha ido dormir na casa de Pedro, seu grande amigo, e ficou com a cabeça

Leia mais

Coleção: Encantando a Gramática. Autora: Pâmela Pschichholz* palavras que existem no mundo. Lá, várias famílias vivem felizes.

Coleção: Encantando a Gramática. Autora: Pâmela Pschichholz* palavras que existem no mundo. Lá, várias famílias vivem felizes. Coleção: Encantando a Gramática Autora: Pâmela Pschichholz* Um lugar diferente Em um vilarejo chamado classes Gramaticais moram todas as palavras que existem no mundo. Lá, várias famílias vivem felizes.

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Carnaval 2014 A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Nesta noite vamos fazer uma viagem! Vamos voltar a um tempo que nos fez e ainda nos faz feliz, porque afinal como

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

meu jeito de dizer que te amo

meu jeito de dizer que te amo Anderson Cavalcante meu jeito de dizer que te amo Dedicatória A Tabata, minha esposa, mulher, amante e melhor amiga, que com muito charme, carinho e um pouco de paciência compartilha comigo as descobertas

Leia mais

Quem tem boca vai a Roma

Quem tem boca vai a Roma Quem tem boca vai a Roma AUUL AL A MÓDULO 14 Um indivíduo que parece desorientado e não consegue encontrar o prédio que procura, aproxima-se de outro com um papel na mão: - Por favor, poderia me informar

Leia mais

UMA ESPOSA PARA ISAQUE Lição 12

UMA ESPOSA PARA ISAQUE Lição 12 UMA ESPOSA PARA ISAQUE Lição 12 1 1. Objetivos: Ensinar que Eliézer orou pela direção de Deus a favor de Isaque. Ensinar a importância de pedir diariamente a ajuda de Deus. 2. Lição Bíblica: Gênesis 2

Leia mais

Vivendo e aprendendo em família

Vivendo e aprendendo em família Vivendo e aprendendo em família VERSÍCULO BÍBLICO Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

A.C. Ilustrações jordana germano

A.C. Ilustrações jordana germano A.C. Ilustrações jordana germano 2013, O autor 2013, Instituto Elo Projeto gráfico, capa, ilustração e diagramação: Jordana Germano C736 Quero-porque-quero!! Autor: Alexandre Compart. Belo Horizonte: Instituto

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 14 Discurso: em encontro com professores

Leia mais

coleção Conversas #11 - agosto 2014 - n a h u e s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #11 - agosto 2014 - n a h u e s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #11 - agosto 2014 - Não quero s o a negra a m e pr s s eu e n ta min Respostas r pais. So perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. h u a n ra a m cis o t r a a?

Leia mais

Músicas Para Casamento

Músicas Para Casamento Músicas Para Casamento 01. Você e Eu - Eliana Ribeiro 7M 7M C#m7 F#7/5+ F#7 Bm7 Quero estar com você, / Lembrar de cada momento bom; C#m7 m7 C#m7 #m7 Em7 7/9 Reviver a nossa história, nosso amor. 7M #m7/5-

Leia mais

Coisas de pais. partes I e II Língua Portuguesa e Matemática. texto 1. Você pode utilizar o verso de todas as folhas e a última página como rascunho.

Coisas de pais. partes I e II Língua Portuguesa e Matemática. texto 1. Você pode utilizar o verso de todas as folhas e a última página como rascunho. Você pode utilizar o verso de todas as folhas e a última página como rascunho. partes I e II Língua Portuguesa e Matemática texto 1 Coisas de pais Eu estudava em um colégio bom, ele tinha uma ótima localização.

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Encontros de vida que se faz vivendo.

Encontros de vida que se faz vivendo. Encontros de vida que se faz vivendo. Thatiane Veiga Siqueira 1 A menina do coração de chocolate. Juliana tem nove anos, é uma menina de olhos esbugalhados, com sorriso fácil, ao primeiro olhar já se vê

Leia mais

DESAFIOS CRIATIVOS E FASCINANTES Aula de Filosofia: busca de valores humanos

DESAFIOS CRIATIVOS E FASCINANTES Aula de Filosofia: busca de valores humanos DESAFIOS CRIATIVOS E FASCINANTES Aula de Filosofia: busca de valores humanos Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br Eu queria testar a metodologia criativa com alunos que eu não conhecesse. Teria de

Leia mais

Nada de telefone celular antes do sexto ano

Nada de telefone celular antes do sexto ano L e i n º1 Nada de telefone celular antes do sexto ano Nossos vizinhos da frente estão passando uma semana em um cruzeiro, então me pediram para buscar o jornal e a correspondência todos os dias, enquanto

Leia mais

Page 1 of 7. Poética & Filosofia Cultural - Roberto Shinyashiki

Page 1 of 7. Poética & Filosofia Cultural - Roberto Shinyashiki Page 1 of 7 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Filosofia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Poética & Filosofia

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

DIAS 94. de Claudio Simões (1990 / 94)

DIAS 94. de Claudio Simões (1990 / 94) DIAS 94 de Claudio Simões (1990 / 94) 2 PERSONAGENS São cinco personagens identificadas apenas por números. Não têm gênero definido, podendo ser feitas por atores ou atrizes. As frases em que falam de

Leia mais

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012.

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. MALDITO de Kelly Furlanetto Soares Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. 1 Em uma praça ao lado de uma universidade está sentado um pai a

Leia mais

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Autora: Tell Aragão Personagens: Voz - não aparece mendigo/pessoa Nervosa/Ladrão faz os três personagens Menina 1 Menina 2 Voz: Era uma vez, duas irmãs que ganharam dois

Leia mais

Quem tem medo da Fada Azul?

Quem tem medo da Fada Azul? Quem tem medo da Fada Azul? Lino de Albergaria Quem tem medo da Fada Azul? Ilustrações de Andréa Vilela 1ª Edição POD Petrópolis KBR 2015 Edição de Texto Noga Sklar Ilustrações Andréa Vilela Capa KBR

Leia mais

Obedecer é sempre certo

Obedecer é sempre certo Obedecer é sempre certo Obedecer. Palavra fácil de entender, mas muitas vezes difícil de colocar em prática. Principalmente quando não entendemos ou concordamos com a orientação dada. Crianças recebem

Leia mais

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No.

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No. COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No. Trabalho Avaliativo Valor: 30 % Nota: Minhas Férias Eu, minha mãe, meu pai, minha irmã (Su) e meu cachorro

Leia mais

Festa da Avé Maria 31 de Maio de 2009

Festa da Avé Maria   31 de Maio de 2009 Festa da Avé Maria 31 de Maio de 2009 Cântico Inicial Eu era pequeno, nem me lembro Só lembro que à noite, ao pé da cama Juntava as mãozinhas e rezava apressado Mas rezava como alguém que ama Nas Ave -

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

- Mas eu, gosto. Feliz aniversário! Luis já estava com uma nova namorada, e Cecília já estava pensando em ir embora, quando encontrou Nilo.

- Mas eu, gosto. Feliz aniversário! Luis já estava com uma nova namorada, e Cecília já estava pensando em ir embora, quando encontrou Nilo. NILO Esta história que vou lhes contar é sobre paixões. A paixão acontece, não se sabe quando nem porquê, e não podemos escolher os protagonistas da história. Seria tão bom se mandássemos no coração! Mas

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Copenhague-Dinamarca, 01 de outubro de 2009 Bem, primeiro dizer a vocês da alegria de poder estar

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

Coleção Amigos da Floresta. Festa na Floresta. Patrícia Engel Secco. Ilustrações Maria Eugênia

Coleção Amigos da Floresta. Festa na Floresta. Patrícia Engel Secco. Ilustrações Maria Eugênia Coleção Amigos da Floresta Festa na Floresta Patrícia Engel Secco Ilustrações Maria Eugênia Coleção Amigos da Floresta Festa na Projeto Folclore, Alegria e Tradição Coleção Amigos da Floresta Floresta

Leia mais

O Tomás, que não acreditava no Pai Natal

O Tomás, que não acreditava no Pai Natal O Tomás, que não acreditava no Pai Natal Era uma vez um menino que não acreditava no Pai Natal e fazia troça de todos os outros meninos da escola, e dos irmãos e dos primos, e de qualquer pessoa que dissesse

Leia mais

Dicas para investir em Imóveis

Dicas para investir em Imóveis Dicas para investir em Imóveis Aqui exploraremos dicas de como investir quando investir e porque investir em imóveis. Hoje estamos vivendo numa crise política, alta taxa de desemprego, dólar nas alturas,

Leia mais

www.rockstarsocial.com.br

www.rockstarsocial.com.br 1 1 Todos os Direitos Reservados 2013 Todas As Fotos Usadas Aqui São Apenas Para Descrição. A Cópia Ou Distribuição Do Contéudo Deste Livro É Totalmente Proibida Sem Autorização Prévia Do Autor. AUTOR

Leia mais

14 segredos que você jamais deve contar a ele

14 segredos que você jamais deve contar a ele Link da matéria : http://www.dicasdemulher.com.br/segredos-que-voce-jamais-deve-contar-aele/ DICAS DE MULHER DICAS DE COMPORTAMENTO 14 segredos que você jamais deve contar a ele Algumas lembranças e comentários

Leia mais

ALEGRIA ALEGRIA:... TATY:...

ALEGRIA ALEGRIA:... TATY:... ALEGRIA PERSONAGENS: Duas amigas entre idades adolescentes. ALEGRIA:... TATY:... Peça infanto-juvenil, em um só ato com quatro personagens sendo as mesmas atrizes, mostrando a vida de duas meninas, no

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

INDICE Introdução 03 Você é muito bonzinho 04 Vamos ser apenas amigos dicas para zona de amizade Pg: 05 Evite pedir permissão

INDICE Introdução 03 Você é muito bonzinho 04 Vamos ser apenas amigos dicas para zona de amizade Pg: 05 Evite pedir permissão 1 INDICE Introdução... Pg: 03 Você é muito bonzinho... Pg: 04 Vamos ser apenas amigos dicas para zona de amizade... Pg: 05 Evite pedir permissão... Pg: 07 Não tenha medo de ser você mesmo... Pg: 08 Não

Leia mais

Para alcançar o Sucesso é preciso que você tenha a plena convicção de que nossos produtos e nossa Oportunidade podem realmente transformar a vida das

Para alcançar o Sucesso é preciso que você tenha a plena convicção de que nossos produtos e nossa Oportunidade podem realmente transformar a vida das Querida Estrela do Bem, Aqui estão alguns Passos para aplicarmos no dia a dia São passos diários para o sucesso do seu negócio MK. Faça o Plano das 100 CARITAS em 4 semanas com todas as Consultoras de

Leia mais

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada.

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Cláudia Barral (A sala é bastante comum, apenas um detalhe a difere de outras salas de apartamentos que se costuma ver ordinariamente: a presença de uma câmera de vídeo

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Abril2014

Atividades Pedagógicas. Abril2014 Atividades Pedagógicas Abril2014 III A JOGOS DIVERTIDOS Fizemos dois campeonatos com a Turma da Fazenda, o primeiro com o seguinte trajeto: as crianças precisavam pegar água em um ponto e levar até o outro,

Leia mais

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA Uma Aventura na Serra da Estrela Coleção UMA AVENTURA Atividades Propostas Leitura em voz alta de um ou dois capítulos por aula. Preenchimento das fichas na sequência

Leia mais

claudia houdelier - maternidade maternidade

claudia houdelier - maternidade maternidade claudia houdelier - maternidade maternidade dedicatória para alexandre, meu único filho. de fora para dentro Tudo começa no ventre materno com certeza, a nossa história começa aqui. Uma história de uma

Leia mais

O Livro de informática do Menino Maluquinho

O Livro de informática do Menino Maluquinho Coleção ABCD - Lição 1 Lição 1 O Livro de informática do Menino Maluquinho 1 2 3 4 5 6 7 8 Algumas dicas para escrever e-mails: 1. Aprender português. Não adianta fi car orgulhoso por mandar um e-mail

Leia mais

Este testemunho é muito importante para os Jovens.

Este testemunho é muito importante para os Jovens. Este testemunho é muito importante para os Jovens. Eu sempre digo que me converti na 1ª viagem missionária que fiz, porque eu tinha 14 anos e fui com os meus pais. E nós não tínhamos opção, como é o pai

Leia mais

Amy : Se crianças desescolarizadas não vão a escola, então, como elas aprendem?

Amy : Se crianças desescolarizadas não vão a escola, então, como elas aprendem? Unschooling Life Podcast #2 Por que desescolarizar? Amy : Se crianças desescolarizadas não vão a escola, então, como elas aprendem? Eu fui em busca de pais que desescolarizam seus filhos para fazer essa

Leia mais

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO HISTÓRIA BÍBLICA: Mateus 18:23-34 Nesta lição, as crianças vão ouvir a Parábola do Servo Que Não Perdoou. Certo rei reuniu todas as pessoas que lhe deviam dinheiro.

Leia mais

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro Histórias do Velho Testamento 3 a 6 anos Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro O Velho Testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015

1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015 1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015 JESUS ESTÁ COMIGO QUANDO SOU DESAFIADO A CRESCER! OBJETIVO - Saber que sempre que são desafiados a crescer ou assumir responsabilidades, Jesus está com

Leia mais

Lista de Diálogo - Cine Camelô

Lista de Diálogo - Cine Camelô Lista de Diálogo - Cine Camelô Oi amor... tudo bem? Você falou que vinha. É, eu tô aqui esperando. Ah tá, mas você vai vir? Então tá bom vou esperar aqui. Tá bom? Que surpresa boa. Oh mano. Aguá! Bolha!

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

A PSICOTERAPIA ANALÍTICO FUNCIONAL (FAP)

A PSICOTERAPIA ANALÍTICO FUNCIONAL (FAP) A PSICOTERAPIA ANALÍTICO FUNCIONAL (FAP) Casos Maringá 2011 Instituto de Psicoterapia e Análise do Comportamento tel/fax: (43) 3324-4740 fconte@sercomtel.com.br Erros podem ajudar. Ex. T atendia sempre

Leia mais

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível).

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível). , Luiz Inácio Lula da Silva, durante a inauguração da República Terapêutica e do Consultório de Rua para Dependentes Químicos e outras ações relacionadas ao Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack São

Leia mais

Rica. Eu quero ser... Especial ???????? Luquet. Um guia para encontrar a rota da prosperidade. Apoio: por Mara. Elas&Lucros

Rica. Eu quero ser... Especial ???????? Luquet. Um guia para encontrar a rota da prosperidade. Apoio: por Mara. Elas&Lucros ???????? Apoio: Rica Eu quero ser... Um guia para encontrar a rota da prosperidade por Mara Luquet 81 Era uma vez... Era uma vez uma princesa, dessas que passeiam pelos campos e bosques e são muito bonitas

Leia mais

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa O PASTOR AMOROSO Alberto Caeiro Fernando Pessoa Este texto foi digitado por Eduardo Lopes de Oliveira e Silva, no Rio de Janeiro, em maio de 2006. Manteve-se a ortografia vigente em Portugal. 2 SUMÁRIO

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Cristina Soares. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Cristina Soares. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Cristina Soares Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Quando decidi realizar meu processo de coaching, eu estava passando por um momento de busca na minha vida.

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

Construindo uma comunicação com uma adolescente com atitudes interpretativas. Ernesto René Sang 1

Construindo uma comunicação com uma adolescente com atitudes interpretativas. Ernesto René Sang 1 Construindo uma comunicação com uma adolescente com atitudes interpretativas. Ernesto René Sang 1 O propósito desta comunicação é contribuir com alguns elementos do material clínico do atendimento terapêutico

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO

CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO COLÉGIO ARNALDO 2015 CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA Aluno (a): Turma: 2º Ano Professora: Data de entrega: Valor: 20 pontos CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Leitura e interpretação de textos

Leia mais

Entrevistado por Maria Augusta Silva. Entrevista realizada na ocasião em que recebeu o Prémio Nacional de Ilustração.

Entrevistado por Maria Augusta Silva. Entrevista realizada na ocasião em que recebeu o Prémio Nacional de Ilustração. ANDRÉ LETRIA Entrevistado por Maria Augusta Silva Entrevista realizada na ocasião em que recebeu o Prémio Nacional de Ilustração. Um traço sinónimo de qualidade. Desenho e cor para a infância. Aos 26 anos

Leia mais

Perdão. Fase 7 - Pintura

Perdão. Fase 7 - Pintura SERM7.QXD 3/15/2006 11:18 PM Page 1 Fase 7 - Pintura Sexta 19/05 Perdão Porque, se vocês perdoarem as pessoas que ofenderem vocês, o Pai de vocês, que está no Céu também perdoará vocês. Mas, se não perdoarem

Leia mais