Veículo: Jornal da Comunidade Data: 07/02/2009 Seção: Viva Melhor Pág.: 06 e 07

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Veículo: Jornal da Comunidade Data: 07/02/2009 Seção: Viva Melhor Pág.: 06 e 07"

Transcrição

1 Veículo: Jornal da Comunidade Data: 07/02/2009 Seção: Viva Melhor Pág.: 06 e 07 Perigos do ar-condicionado Capaz de proporcionar alívio nos dias quentes, o aparelho de ar-condicionado necessita de limpeza periódica, a fim de não prejudicar a qualidade do ar e, consequentemente, a saúde LUCIANA AMARAL COM CATHARINE ROCHA Danicléia Tavares trabalha numa sala com vários colegas e fica gripada facilmente em ambientes climatizados: Começo a espirrar ainda no corredor Entrar num local climatizado após uma caminhada sob um sol escaldante certamente proporciona um grande alívio. A razão para esse bem-estar é o sistema de ar-condicionado do prédio. No entanto, o uso destes aparelhos não provoca apenas impressões agradáveis. O equipamento sujo ou malconservado pode contribuir para agravar ou servir de fonte a algumas doenças. No Brasil, por ser um país tropical, o uso de aparelhos de ar-condicionado é um hábito. Eles estão por todos os lugares, climatizando ambientes fechados e até mesmo os automóveis. Curiosamente, o aparato não foi criado para proporcionar conforto, mas desumidificar, segundo explica o técnico em arcondicionado Francisco Lima. Uma biblioteca que tinha sérios problemas com mofo motivou estudos e a criação do aparelho, conta. Ainda, segundo Francisco Lima, essa engenhoca, em um processo contínuo,

2 insufla e puxa o ar quente do ambiente até que este chegue à temperatura desejada. E na continuidade desse procedimento acaba por sujar os filtros e até mesmo a desenvolver fungos e bactérias dentro do aparelho. Sendo assim, é imprescindível que os equipamentos sejam limpos frequentemente, para que o ar resfriado não volte sujo ao ambiente. Manifestação de doenças A secretária Danicléia Tavares já sentiu efeitos adversos quando a empresa onde trabalhava mudou-se para outro local, com ambiente climatizado. Passei a trabalhar no subsolo e a dividir minha sala com quase 30 pessoas. Depois disso, notei que, ao menos uma vez por mês, eu ficava gripada. Hoje, fico no terceiro andar, mas quando chego e o ar está ligado começo a espirrar ainda no corredor, relata. Para evitar alergias como a de Danicléia, ou até mais graves, é preciso usar o equipamento com cautela e mantê-lo sempre limpo, segundo diz o pneumologista Paulo Feitosa. É importante ressaltar que o ar é foco de fungos e bactérias, por isso o aparelho deve ser limpo regularmente, sustenta. De pequenas crises alérgicas a pneumonias bacterianas De acordo com Paulo Feitosa, ao inalar o ar contaminado, as pessoas ficam mais predispostas a doenças, que podem variar desde pequenas crises alérgicas a pneumonias bacterianas. Nos casos mais simples, as crises podem ser desencadeadas em função do ar frio. A solução, nessas ocasiões, é prática: tome banho frio para se adequar. Caso a pessoa venha a desenvolver uma pneumonia grave, o tratamento será mais complicado, observa. O técnico em informática Rafael Arcuro tem problemas no aparelho respiratório desde a infância, mas, depois que ingressou em seu atual emprego, seu quadro clínico piorou significativamente, levando-o a se submeter a duas cirurgias, uma no nariz e a outra na adenoide. Sempre tive alergia à poeira, ácaros etc. Entretanto, de uns tempos para cá, o ar-condicionado começou a me incomodar mais. Sempre que chegava perto, meu nariz entupia. Então, tive de passar por dois procedimentos e, hoje, já não sofro tanto, revela.

3 Ar-condicionado nos automóveis Presente em cerca de 42% dos veículos da frota nacional, o ar- condicionado criado por Willis Carrier em 1902 tornou-se acessório indispensável nos automóveis na época do calor. Além de aliviar a temperatura interna do carro, para maior conforto do motorista e do passageiro, o ar-condicionado tem, ainda, função desembaçadora, o que mostra sua utilidade também nos períodos chuvosos. O equipamento, porém, assim como o convencional, requer alguns cuidados, a fim de não prejudicar a saúde. O consultor do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos Autorizados do Distrito Federal (Sincodiv-DF) e gerente técnico de uma das concessionárias do DF, Edvaldo Souza Oliveira, alerta para alguns pontos sobre o uso do ar-condicionado. O sistema aumenta consideravelmente o consumo de combustível em carros nacionais. Nos veículos importados, essa característica é pouco perceptível, diz. Já aqueles equipados com climatização digital precisam de uma potência menor do motor para manter o equipamento funcionando, pois o sistema de injeção reconhece a temperatura interna e externa do ambiente, por meio de sensores existentes dentro do veículo. Lembre-se de trocar o filtro de ar periodicamente, cujo período varia de acordo com o automóvel e as condições de uso. Carros que costumam passar por muitas estradas de terra têm de trocar o filtro com menos tempo de uso. Problemas respiratórios possíveis pelo uso do ar-condicionado podem ser evitados ao abrir as janelas e deixar ocorrer a troca de ar, tirando o ar viciado que é prejudicial à saúde. Mas, segundo o empresário e geólogo Flavio Augusto Bonfá, proprietário da

4 Restaura Car rede de lava-jatos ecológicos que não utilizam água, outros fatores também devem ser levados em consideração. As pessoas se preocupam muito com os ácaros presentes em bichinhos de pelúcia e carpetes; daí, gastam muito dinheiro para tornar a casa e o escritório ambientes saudáveis. Entretanto, esquecem que o automóvel é um enorme bicho de pelúcia, compara. O clima úmido e quente torna o carro um verdadeiro caldo de cultura para ácaros e mofo. Pele descamada, restos de alimentos e pelos de animais também são verdadeiros alimentos para esses micro-organismos. O ar condicionado, por sua vez, absorve os agentes patogênicos, que colonizam os dutos de ventilação, de acordo com o empresário. Ao ligar o aparelho, o motorista e os passageiros são contaminados, alerta Bonfá, acrescentando que sua empresa disponibiliza um sistema bactericida e fungicida para purificar o ambiente interno dos automóveis. Recentemente, o empresário contratou a Sabinbiotec para, se o cliente assim desejar, emitir um laudo técnico com a contagem de micro-organismos mesófilos aeróbios e fungos presentes no veículo. Minha próxima iniciativa é contratar um farmacêutico, a fim de que ele crie biocidas específicos para os maiores contaminantes. O que usamos hoje ainda é de largo espectro, afirma. Bonfá, inclusive, informa um jeito prático e simples, para não deixar o arcondicionado refém dos agentes patogênicos. Uma vez por mês, ligue o ar na temperatura mais quente e deixe por 10 minutos. Com isso, é possível matar boa parte das colônias presentes nos dutos, conclui.

5 Análise apurada do ar deve ser feita a cada semestre Honorina de Sousa: A cada 15 dias, a pessoa, por conta própria, deve retirar o filtro do ar e limpá-lo A vendedora de ar-condicionado Honorina de Sousa salienta que é comum indivíduos chegarem à loja e reclamarem de irritações causadas pelo equipamento de ar-condicionado, mas adverte que a maioria não toma os cuidados necessários. É preciso fazer uma limpeza a cada seis meses com uma empresa de manutenção e, a cada 15 dias, a pessoa, por conta própria, deve retirar o filtro do ar e limpá-lo, ensina. Criada por iniciativa dos sócio-proprietários do Laboratório Sabin de Análises Clínicas, o Sabinbiotec presta serviços a empresas para análise da qualidade de alimentos e também do ar. Segundo informa Elisa Goulart, gerente da qualidade da Sabinbiotec, o ideal é realizar, a cada semestre, uma avaliação físico-química e microbiológica do ar ambiente. O objetivo é evitar a proliferação de agentes patogênicos nos dutos do aparelho de ar-condicionado. Nosso trabalho consiste em enviar um amostrador ao local indicado, que faz a coleta e, posteriormente, envia o material à equipe técnica do laboratório, para a devida análise e identificação dos micro-organismos, como fungos, bactérias e vírus, explica Elisa, acrescentando que a bactéria Legionella pneumophyla é considerada a mais perigosa à saúde.

6 Paulo Feitosa avalia chapas de pulmões infectados por micro-organismos Legionelose Ao contrário do que muita gente imagina, tal bactéria não surge unicamente em decorrência do ar condicionado. Na realidade, ela se forma na água retida nos dutos de resfriamento, explica a especialista. Pode também ser encontrada em banheiras de hidromassagem, umidificadores e chuveiros com aquecimento solar. O nome Legionella deve-se ao fato de ter sido identificado pela primeira vez em 1976, durante uma convenção na Filadélfia (EUA) de veteranos de guerra chamados legionários, que foram infectados com a bactéria no hotel onde estavam hospedados. Mais de 200 participantes foram hospitalizados e 34 morreram. O mesmo agente patogênico, aliás, levou a óbito o ex-ministro das Comunicações Sérgio Motta, em Inalação de aerossóis ou contato direto da água contaminada com os pulmões são as formas mais comuns de transmissão. A bactéria causa a chamada legionelose, que pode se manifestar de duas formas: Doença do Legionário tipo grave de pneumonia tratado com antibióticos, com sintomas como febre, calafrios, tosse seca ou purulenta, dores musculares, dores de cabeça, entre outros e Febre de Pontiac, semelhante a uma gripe, com tratamento feito à base de antitérmicos.

7 Maurício Vasconcelos dá orientações na limpeza do ar-condicionado Síndrome do Edifício Doente A Organização Mundial da Saúde (OMS) já havia cunhado, em 1982, o termo Síndrome do Edifício Doente (SED), responsável por atingir cerca de 20% de ocupantes de ambientes fechados. Esses indivíduos normalmente são acometidos por problemas respiratórios, como sinusite, faringite, rinite, bronquite, entre outros. Preocupado com as consequências da má qualidade do ar, Maurício Vasconcelos de Carvalho, administrador do condomínio do edifício Alberto Simonsen, no Setor Bancário Norte, resolveu contratar os serviços da Sabinbiotec para análise microbiológica do ar. A cada seis meses, é emitido um laudo técnico, que mostra se o trabalho feito pela empresa de manutenção do ar-condicionado está sendo bem executado, diz. Aqui, fazemos limpezas diárias no sistema, mas intensificamos nos finais de semana.

RESPIRE SAÚDE SANITIZAÇÃO para aparelhos de AR-CONDICIONADO

RESPIRE SAÚDE SANITIZAÇÃO para aparelhos de AR-CONDICIONADO RESPIRE SAÚDE SANITIZAÇÃO para aparelhos de AR-CONDICIONADO QUALIDADE DE Somos a primeira em no seguimento de pre limpeza, higienização aparelhos de ar-condi a remoção. Sim, nossa ra possibilita a realiz

Leia mais

INVESTIGAÇÃO DE FOCOS DE LEGIONELA NO SISTEMA DE AR CONDICIONADO EM DOIS HOSPITAIS DA GRANDE FLORIANÓPOLIS - SC

INVESTIGAÇÃO DE FOCOS DE LEGIONELA NO SISTEMA DE AR CONDICIONADO EM DOIS HOSPITAIS DA GRANDE FLORIANÓPOLIS - SC I CONGRESSO BAIANO DE ENGENHARIA AMBIENTAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental INVESTIGAÇÃO DE FOCOS DE LEGIONELA NO SISTEMA DE AR CONDICIONADO EM DOIS

Leia mais

Bactéria que causou infecção em jovem é encontrada em ar-condicionado

Bactéria que causou infecção em jovem é encontrada em ar-condicionado Veículo: Tribuna do Brasil Data: 02/02/2009 Seção: Brasil Pág.: 10 Nutricionista continua internada com infecção Bactéria que causou infecção em jovem é encontrada em ar-condicionado A nutricionista Aline

Leia mais

www.cpsol.com.br TEMA 003 CONHEÇA E PREVINA AS DOENÇAS DO INVERNO

www.cpsol.com.br TEMA 003 CONHEÇA E PREVINA AS DOENÇAS DO INVERNO TEMA 003 CONHEÇA E PREVINA AS DOENÇAS DO INVERNO 1/8 O inverno chegou e junto com ele maiores problemas com as doenças respiratórias entre outras Isso não ocorre por acaso já que pé nesta estação onde

Leia mais

ALERGIA RESPIRATÓRIA POEIRA DOMICILIAR PERGUNTAS E RESPOSTAS

ALERGIA RESPIRATÓRIA POEIRA DOMICILIAR PERGUNTAS E RESPOSTAS ALERGIA RESPIRATÓRIA POEIRA DOMICILIAR PERGUNTAS E RESPOSTAS A poeira domiciliar provoca alergia mesmo em casa bem limpa? Sim. A poeira domiciliar desencadeia crises de coriza aquosa, nariz entupido, coceira

Leia mais

Ar Condicionado. Tipos de aparelhos

Ar Condicionado. Tipos de aparelhos Ar Condicionado As pessoas passam, porventura, até cerca de 90 % das suas vidas nos espaços confinados, seja nas suas residências, no trabalho, nos transportes ou mesmo em espaços comerciais. A questão

Leia mais

Influenza. João Pedro Marins Brum Brito da Costa (Instituto ABEL) Orientador: André Assis (UFRJ Medicina)

Influenza. João Pedro Marins Brum Brito da Costa (Instituto ABEL) Orientador: André Assis (UFRJ Medicina) Influenza João Pedro Marins Brum Brito da Costa (Instituto ABEL) Orientador: André Assis (UFRJ Medicina) O que éinfluenza Também conhecida como gripe, a influenza éuma infecção do sistema respiratório

Leia mais

LEGIONELLA COMO MINIMIZAR RISCOS. Marcos d Avila Bensoussan SETRI Consultoria em Sustentabilidade

LEGIONELLA COMO MINIMIZAR RISCOS. Marcos d Avila Bensoussan SETRI Consultoria em Sustentabilidade LEGIONELLA COMO MINIMIZAR RISCOS Marcos d Avila Bensoussan SETRI Consultoria em Sustentabilidade SUSTENTABILIDADE PESSOAS PLANETA - PRODUTIVIDADE Ter práticas sustentáveis, também é prover menos riscos

Leia mais

Gripe: o que você pode fazer. Cuidados em casa

Gripe: o que você pode fazer. Cuidados em casa Gripe: o que você pode fazer Cuidados em casa Para mais informações, confira: www.mass.gov/dph/flu Gripe: o que você pode fazer Cuidados em casa ÍNDICE: O que é a gripe? 2 Prevenção da gripe 6 Cuidados

Leia mais

Qualidade do Ar Interior

Qualidade do Ar Interior Qualidade do Ar Interior A realidade nacional A Integração da Qualidade do Ar Interior e da Eficiência Energética em Edifícios Ana Rita Antunes Lisboa, 20 de Fevereiro de 2014 Quercus - ANCN 2 Associação

Leia mais

Construção, Decoração e Ambientes Volume II Ar Condicionado

Construção, Decoração e Ambientes Volume II Ar Condicionado Construção, Decoração e Ambientes um Guia de Copyright, todos os direitos reservados. Este Guia Tecnico não pode ser reproduzido ou distribuido sem a expressa autorizacao de. 2 Índice Conceito básico...3

Leia mais

QUALIDADE DO AR INTERIOR

QUALIDADE DO AR INTERIOR QUALIDADE DO AR INTERIOR POR DIA OS NOSSOS PULMÕES FILTRAM CERCA DE 13. 000 LITROS DE AR! A POLUIÇÃO EM AMBIENTES FECHADOS É UMA DAS PRINCIPAIS CAUSAS DE DOENÇAS RESPIRATÓRIAS A maior parte das nossas

Leia mais

-.BORDETELOSE CANINA "TOSSE DOS CANIS"

-.BORDETELOSE CANINA TOSSE DOS CANIS -.BORDETELOSE CANINA "TOSSE DOS CANIS" A bactéria Bordetella bronchiséptica é a causa primária da traqueobronquite infecciosa canina (tosse dos canis).embora a tosse dos canis seja a manifestação clínica

Leia mais

em ambientes climatizados RE-09 Bióloga Maria José Silveira Especialista em Microbiologia CRBio 18.098-01

em ambientes climatizados RE-09 Bióloga Maria José Silveira Especialista em Microbiologia CRBio 18.098-01 Contaminantes Microbiológicos em ambientes climatizados RE-09 Bióloga Maria José Silveira Especialista em Microbiologia CRBio 18.098-01 Como podemos avaliar a qualidade do ar ambiental Como avaliar se

Leia mais

Programa RespirAr. Asma e bronquite sem crise. RespirAr

Programa RespirAr. Asma e bronquite sem crise. RespirAr Programa RespirAr. Asma e bronquite sem crise. RespirAr Prevenir é o melhor remédio para uma boa saúde, evitando-se as doenças e suas complicações. Problemas respiratórios, por exemplo, podem se tornar

Leia mais

CARTILHA ELETRÔNICA INFLUENZA A (H1N1) INFORMAÇÃO E PREVENÇÃO PARA AS ESCOLAS

CARTILHA ELETRÔNICA INFLUENZA A (H1N1) INFORMAÇÃO E PREVENÇÃO PARA AS ESCOLAS CARTILHA ELETRÔNICA INFLUENZA A (H1N1) INFORMAÇÃO E PREVENÇÃO PARA AS ESCOLAS ORIENTAÇÃO AOS PEDAGOGOS Todas as informações constantes nesta cartilha devem ser levadas ao conhecimento de todos os alunos,

Leia mais

A pneumonia é uma doença inflamatória do pulmão que afecta os alvéolos pulmonares (sacos de ar) que são preenchidos por líquido resultante da

A pneumonia é uma doença inflamatória do pulmão que afecta os alvéolos pulmonares (sacos de ar) que são preenchidos por líquido resultante da 2 A pneumonia é uma doença inflamatória do pulmão que afecta os alvéolos pulmonares (sacos de ar) que são preenchidos por líquido resultante da inflamação, o que dificulta a realização das trocas gasosas.

Leia mais

Ass. de Comunicação www.ptexto.com.br. Veículo: Correio Braziliense Data: 17/04/2011 Seção: Trabalho Pág.: 3 Assunto: Great Place to Work

Ass. de Comunicação www.ptexto.com.br. Veículo: Correio Braziliense Data: 17/04/2011 Seção: Trabalho Pág.: 3 Assunto: Great Place to Work Veículo: Correio Braziliense Data: 17/04/2011 Seção: Trabalho Pág.: 3 Assunto: Great Place to Work Veículo: Correio Braziliense Data: 17/04/2011 Seção: Saúde Pág.: 27 Assunto: Amados mas perigosos Veículo:

Leia mais

LIMPEZA ROBOTIZADA DE DUTOS DE AR REFRIGERADO

LIMPEZA ROBOTIZADA DE DUTOS DE AR REFRIGERADO LIMPEZA ROBOTIZADA DE DUTOS DE AR REFRIGERADO ÍNDICE 1.0 - A SÍNDROME DO EDIFÍCIO DOENTE (SED) 2.0 - A LIMPEZA DOS DUTOS 2.1 - MÉTODOS TRADICIONAIS 2.2 - MÉTODO ROBOIIN 3.0 - REPORTAGENS 3.1 - TELEVISÃO

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2011

PROJETO DE LEI Nº, DE 2011 PROJETO DE LEI Nº, DE 2011 (Do Sr. Washington Reis) Dispõe sobre limpeza e inspeção de ar condicionado central, na forma que menciona. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º É obrigatória a realização anual

Leia mais

Gripe H1N1, o que a Escola precisa saber!

Gripe H1N1, o que a Escola precisa saber! 1 Gripe H1N1, o que a Escola precisa saber! O que é a gripe H1N1? A gripe H1N1, também conhecida como gripe A, é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito,

Leia mais

Principais Sintomas. Medidas de Prevenção

Principais Sintomas. Medidas de Prevenção A gripe é uma doença causada pelo vírus da Influenza, que ocorre predominantemente nos meses mais frios do ano. Esse vírus apresenta diferentes subtipos que produzem a chamada gripe ou influenza sazonal.

Leia mais

GRIPE sempre deve ser combatida

GRIPE sempre deve ser combatida GRIPE sempre deve ser combatida Aviária Estacional H1N1 SAZONAL suína GRIPE = INFLUENZA Que é a INFLUENZA SAZONAL? É uma doença própria do ser humano e se apresenta principalmente durante os meses de inverno

Leia mais

HOSPITAL DE CLÍNICAS UFPR

HOSPITAL DE CLÍNICAS UFPR HOSPITAL DE CLÍNICAS UFPR HC UFPR COMITÊ DE INFLUENZA SUÍNA 27 de abril DIREÇÃO DE ASSISTÊNCIA SERVIÇO DE EPIDEMIOLOGIA INFECTOLOGIA CLÍNICA - ADULTO E PEDIÁTRICA SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR

Leia mais

Gripe Suína ou Influenza A (H1N1)

Gripe Suína ou Influenza A (H1N1) Gripe Suína ou Influenza A (H1N1) Perguntas e respostas 1. O que é Gripe Suína ou Influenza A (H1N1)? 2. A gripe causada pelo Influenza A (H1N1) é contagiosa? 3. Quem pode adoecer pela nova gripe causada

Leia mais

Ocorrências de casos humanos de influenza suína no México e EUA Informe do dia 26.04.09, às 13h

Ocorrências de casos humanos de influenza suína no México e EUA Informe do dia 26.04.09, às 13h Ministério da Saúde Gabinete Permanente de Emergências em Saúde Pública ALERTA DE EMERGÊNCIA DE SAÚDE PÚBLICA DE IMPORTÂNCIA INTERNACIONAL Ocorrências de casos humanos de influenza suína no México e EUA

Leia mais

'FORTALEZA CAMARA MUNICIPAL DE REQUERIMENTO N O5 3 9 / 2 O 1 3

'FORTALEZA CAMARA MUNICIPAL DE REQUERIMENTO N O5 3 9 / 2 O 1 3 CAMARA MUNICIPAL DE 'FORTALEZA REQUERIMENTO N O5 3 9 / 2 O 1 3 Requer a transcrição da reportagem do Jornal "O Estado"" do dia 20 de fevereiro de 2013, intitulada "Chuvas trazem risco de contágio de doenças"

Leia mais

um inimigo que se respira A LEGIONELOSE: PROCESSO DE CONTAMINAÇÃO

um inimigo que se respira A LEGIONELOSE: PROCESSO DE CONTAMINAÇÃO DOENÇA DOS LEGIONÁRIOS Leg ionela um inimigo que se respira É hóspede indesejável dos sistemas de climatização, duches e outras fontes de vapor de água ou de aerossol, mas apenas é detectada em casos graves.

Leia mais

Saiba mais sobre Condicionadores de AR.

Saiba mais sobre Condicionadores de AR. Saiba mais sobre Condicionadores de AR. O ar-condicionado está na vida das pessoas: em casa, no carro e no trabalho. Apesar de ser um alívio contra o calor, este equipamento pode ser um meio de disseminação

Leia mais

FUNÇÕES DO CLIMATIZADOR

FUNÇÕES DO CLIMATIZADOR Representação: FUNÇÕES DO CLIMATIZADOR O sistema de Climatização utiliza o princípio de termodinâmica, isto é, retira o calor do ar através da evaporação, garantindo que a massa de ar quente do ambiente

Leia mais

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II Módulo IV Aula 01 1. Introdução Vamos estudar as torres de refrigeração que são muito utilizadas nas instalações de ar condicionado nos edifícios, na

Leia mais

Síndrome dos Edifícios Doentes em Recintos com Ventilação e Climatização Artificiais: Revisão de Literatura

Síndrome dos Edifícios Doentes em Recintos com Ventilação e Climatização Artificiais: Revisão de Literatura Síndrome dos Edifícios Doentes em Recintos com Ventilação e Climatização Artificiais: Revisão de Literatura Dimas Barbosa Teixeira Universidade Federal Fluminense Mestrado em Sistemas de Gestão LATEC /

Leia mais

Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR?

Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR? Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR? O NÚMERO DE PESSOAS AFETADAS POR DOENÇAS RESPIRATÓRIAS EVITÁVEIS NÃO PÁRA DE AUMENTAR. AS CRIANÇAS E OS MAIS VELHOS SÃO OS MAIS ATINGIDOS. SÃO DOENÇAS

Leia mais

Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico

Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico Gripe Perguntas Frequentes Perguntas frequentes sobre a gripe sazonal O que é a

Leia mais

Conheça alguns mitos e verdades sobre a tosse

Conheça alguns mitos e verdades sobre a tosse Uol - SP 28/04/2015-12:43 Conheça alguns mitos e verdades sobre a tosse Da Redação Tosse pode ser transmitida de pessoa para pessoa. VERDADE: porém, isso só é possível se a tosse for causada por um agente

Leia mais

SANITIZAÇÃO DE AMBIENTES. Guilherme Francisco Botana

SANITIZAÇÃO DE AMBIENTES. Guilherme Francisco Botana Curso - Higienização em sistemas de ar condicionado e ambientes SANITIZAÇÃO DE AMBIENTES Guilherme Francisco Botana Fontes de Contaminação Ambientes Climatizados Fonte Primária Fonte Secundaria Fonte Terciária

Leia mais

VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO

VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO Perguntas frequentes sobre a gripe sazonal O que é a gripe? É uma doença infecciosa aguda das vias respiratórias, causada pelo vírus da gripe. Em

Leia mais

Bactérias que fazem mal à saúde e indicam falta de higiene foram detectadas nas maçanetas de banheiros analisados pelo Laboratório Bioqualitas

Bactérias que fazem mal à saúde e indicam falta de higiene foram detectadas nas maçanetas de banheiros analisados pelo Laboratório Bioqualitas ! %DQKHLURV" # # TX FD Bactérias que fazem mal à saúde e indicam falta de higiene foram detectadas nas maçanetas de banheiros analisados pelo Laboratório Bioqualitas Viviane Barreto Sem estar armado com

Leia mais

Podem ser portadores e formar uma rede de transmissão. Não, porque contêm químicos e está clorada.

Podem ser portadores e formar uma rede de transmissão. Não, porque contêm químicos e está clorada. Influenza A H1N1 /GRIPE SUÍNA PERGUNTAS E RESPOSTAS: PERGUNTA 1. Quanto tempo o vírus da gripe suína permanece vivo numa maçaneta ou superfície lisa? 2. O álcool em gel é útil para limpar as mãos? 3. Qual

Leia mais

Quais são os ambientes internos saudáveis? Programas e certificações de ambientes saudáveis.

Quais são os ambientes internos saudáveis? Programas e certificações de ambientes saudáveis. Passamos mais de 80% do nosso tempo em ambientes fechados, aspirando o ar que tem poluentes duas a cinco vezes mais do que o ar exterior (em alguns casos, 100 vezes mais). Dadas estas estatísticas, é surpreendente

Leia mais

Informativo Empresarial Especial

Informativo Empresarial Especial Informativo Empresarial Especial Gripe Suína Plano de Contingência Empresarial A Gripe Influenza A H1N1 e o Transporte Rodoviário A gripe que ficou conhecida como gripe suína é causada por vírus que se

Leia mais

Para a obtenção de informações complementares, poderá ainda consultar os seguintes links da Direcção Geral de Saúde: A AICOPA LINHA DE SAÚDE AÇORES

Para a obtenção de informações complementares, poderá ainda consultar os seguintes links da Direcção Geral de Saúde: A AICOPA LINHA DE SAÚDE AÇORES Diversos Circular n.º 72/2009 15 de Julho de 2009 Assunto: Gripe A (H1N1) Algumas considerações importantes. Caro Associado: Considerando a nova estirpe de vírus da Gripe A (H1N1), e perante o seu risco

Leia mais

Gripe H1N1 ou Influenza A

Gripe H1N1 ou Influenza A Gripe H1N1 ou Influenza A A gripe H1N1 é uma doença causada por vírus, que é uma combinação dos vírus da gripe normal, da aviária e da suína. Essa gripe é diferente da gripe normal por ser altamente contagiosa

Leia mais

Introdução. O objectivo desta apresentação:

Introdução. O objectivo desta apresentação: Prevenção da Gripe A Introdução O objectivo desta apresentação: Consiste num conjunto de medidas e acções que deverão ser aplicadas oportunamente, de modo, articulado, em cada fase da evolução da pandemia.

Leia mais

A Legionella e seus riscos

A Legionella e seus riscos A Legionella e seus riscos O tema sob três pontos de vista: acadêmico, jurídico e do avaliador de risco Fernando Henrique Bensoussan Pinto da Fonseca e Prof. Dr. Dario Simões Zamboni: investigando os riscos

Leia mais

Bichos que a gente não vê

Bichos que a gente não vê Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2012 Projetos temáticos 5 o ano Data: / / Nível: Escola: Nome: Bichos que a gente não vê Justificativa O projeto Bichos que

Leia mais

GUIA DE CONTRATAÇÃO DE EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS EM CONTROLE DE QUALIDADE DE AR DE INTERIORES.

GUIA DE CONTRATAÇÃO DE EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS EM CONTROLE DE QUALIDADE DE AR DE INTERIORES. GUIA DE CONTRATAÇÃO DE EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS EM CONTROLE DE QUALIDADE DE AR DE INTERIORES. Volume I - Guia nº 01 2003 GUIA DE CONTRATAÇÃO DE EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS EM CONTROLE DE QUALIDADE

Leia mais

99% de redução de micro-organismos em superfícies e no ar. Eficácia na eliminação de bactérias, esporos, fungos, protozoários, leveduras e vírus.

99% de redução de micro-organismos em superfícies e no ar. Eficácia na eliminação de bactérias, esporos, fungos, protozoários, leveduras e vírus. INIBIÇÃO DA AÇÃO DE MICRO-ORGANISMOS Equipamento- Foto UV-C de Superfície Portátil As infecções hospitalares são consideradas as principais causas de doenças e de mortalidade, além de aumentarem o tempo

Leia mais

Sistema de Chamada de Enfermeira sem fio

Sistema de Chamada de Enfermeira sem fio Sistema de Chamada de Enfermeira sem fio Central de Chamada Sem Fio (fixar na parede) Simples Apertar de um Botão Livre de instalação elétrica, Praticidade no atendimento, Comodidade para o paciente, Sistema

Leia mais

PURIFICADOR E UMIDIFICADOR DE AR - MODELO P1

PURIFICADOR E UMIDIFICADOR DE AR - MODELO P1 PURIFICADOR E UMIDIFICADOR DE AR - MODELO P1 7 estágios de limpeza e estetização do ar. 3 níveis de vazão do ar. Filtro HEPA. Filtro de Carvão ativado. Filtro Fotocatalítico. Tecnologia ultravioleta (UVC).

Leia mais

P100520.1.2. Manual de Instruções. Manual de Instruções. O mais Testado e Seguro do Mundo

P100520.1.2. Manual de Instruções. Manual de Instruções. O mais Testado e Seguro do Mundo P100520.1.2 Manual de Instruções Manual de Instruções O mais Testado e Seguro do Mundo Platinum Platinum 100 100 O seu Airfree foi projectado com a melhor e mais avançada tecnologia existente para a redução

Leia mais

Orientações para cuidado em casa com pessoas suspeitas ou confirmadas de Gripe por Influenza A H1N1(Gripe A)

Orientações para cuidado em casa com pessoas suspeitas ou confirmadas de Gripe por Influenza A H1N1(Gripe A) Orientações para cuidado em casa com pessoas suspeitas ou confirmadas de Gripe por Influenza A H1N1(Gripe A) Essas são recomendações do CDC (Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos) sobre o tempo

Leia mais

CIRCULAR. ASSUNTO: Prevenção da Gripe A Orientações para a concepção de um plano de contingência

CIRCULAR. ASSUNTO: Prevenção da Gripe A Orientações para a concepção de um plano de contingência CIRCULAR N/ REFª: 68/2009 DATA: 27/07/09 ASSUNTO: Prevenção da Gripe A Orientações para a concepção de um plano de contingência Exmos. Senhores, Junto se remete documento sobre o assunto em epígrafe distribuído,

Leia mais

Medidas de Prevenção e Controlo em Meio Escolar. Informação para alunos e Pais

Medidas de Prevenção e Controlo em Meio Escolar. Informação para alunos e Pais Medidas de Prevenção e Controlo em Meio Escolar Informação para alunos e Pais O que éo vírus da Gripe A(H1N1)v? O vírus A(H1N1)v é um novo vírus da gripe, que afecta os seres humanos. Esta nova estirpe,

Leia mais

Sinais de alerta perante os quais deve recorrer à urgência:

Sinais de alerta perante os quais deve recorrer à urgência: Kit informativo Gripe Sazonal A gripe Sazonal é uma doença respiratória infeciosa aguda e contagiosa, provocada pelo vírus Influenza. É uma doença sazonal benigna e ocorre em todo o mundo, em especial,

Leia mais

Doença dos Legionários: Avaliação de riscos e a problemática hospitalar

Doença dos Legionários: Avaliação de riscos e a problemática hospitalar Doença dos Legionários: Avaliação de riscos e a problemática hospitalar O presente artigo incide sobre os principais aspectos associados à avaliação de risco associado à ocorrência da bactéria do género

Leia mais

Apresentação do Guia da CS04/IPQ Prevenção e Controlo de Legionella nos sistemas de água

Apresentação do Guia da CS04/IPQ Prevenção e Controlo de Legionella nos sistemas de água Apresentação do Guia da CS04/IPQ Prevenção e Controlo de Legionella nos sistemas de água Ana Luisa Fernando Universidade Nova de Lisboa/FCT 1 Guia Preparado pela Comissão Sectorial para Água, CS/04 Ministério

Leia mais

As causas das doenças

As causas das doenças CAPÍTULO 2 As causas das doenças As pessoas têm maneiras diferentes de explicar a causa duma doença. Um bebé está com diarreia. Mas porquê? Em certas comunidades, talve digam que isso aconteceu porque

Leia mais

Fique atento ao abuso de antibióticos na pediatria

Fique atento ao abuso de antibióticos na pediatria Fique atento ao abuso de antibióticos na pediatria Criado em 22/04/15 10h50 e atualizado em 22/04/15 11h27 Por Sociedade Brasileira de Pediatria Para se ter sucesso no tratamento da criança alérgica ou

Leia mais

aktron RESOLUÇÃO 9/2003 DA ANVISA: TUDO QUE O PROFISSIONAL DE SEGURANÇA DO TRABALHO PRECISA SABER SOBRE QUALIDADE DO AR AMBIENTE

aktron RESOLUÇÃO 9/2003 DA ANVISA: TUDO QUE O PROFISSIONAL DE SEGURANÇA DO TRABALHO PRECISA SABER SOBRE QUALIDADE DO AR AMBIENTE RESOLUÇÃO 9/2003 DA ANVISA: TUDO QUE O PROFISSIONAL DE SEGURANÇA DO TRABALHO PRECISA SABER SOBRE QUALIDADE DO AR AMBIENTE Resolução 9/2003 da ANVISA: tudo que o profissional de Segurança do Trabalho precisa

Leia mais

Medidas de Precaução

Medidas de Precaução Medidas de Precaução INFLUENZA A (H1N1) Gerência-Geral de Tecnologia em Serviços de Saúde GGTES/Anvisa Medidas de Precaução Precaução Padrão Precauções Baseadas na Transmissão: contato gotículas aerossóis

Leia mais

Agir contra a Gripe A

Agir contra a Gripe A Agir contra a Gripe A O papel dos estabelecimentos de educação e ensino Maria Neto Responsável pela área funcional da Promoção e Protecção da Saúde Responsável pelo Programa Nacional de Saúde Escolar na

Leia mais

P800520.2.8. Manual de Instruções. Manual de Instruções. O mais Testado e Seguro do Mundo. Airfree Allergien. Airfree Allergien

P800520.2.8. Manual de Instruções. Manual de Instruções. O mais Testado e Seguro do Mundo. Airfree Allergien. Airfree Allergien P800520.2.8 Manual de Instruções Manual de Instruções O mais Testado e Seguro do Mundo Airfree Allergien Airfree Allergien O seu Airfree foi projectado com a melhor e mais avançada tecnologia existente

Leia mais

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! Use canetas coloridas ou escreva palavras destacadas, para facilitar na hora de estudar. E capriche! Não se esqueça

Leia mais

CONDICIONADOR DE AR LG. Climatizando com arte. Setembro/05

CONDICIONADOR DE AR LG. Climatizando com arte. Setembro/05 CONDICIONADOR DE AR LG Climatizando com arte Setembro/05 CONDICIONADOR DE AR LG O toque perfeito para decoração de interiores. ART COOL Mirror ART COOL Panel ART COOL Wide 02 03 O condicionador de ar LG

Leia mais

PROJETO FINAL 2014-2. Alunos: Turma: Sistema de condicionamento de ar central residencial PIC Projeto de Instalações de Condicionamento de Ar

PROJETO FINAL 2014-2. Alunos: Turma: Sistema de condicionamento de ar central residencial PIC Projeto de Instalações de Condicionamento de Ar MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA - CAMPUS SÃO JOSÉ Projetos de Instalação de Ar Condicionado

Leia mais

Inovação e qualidade é o que move a we wash

Inovação e qualidade é o que move a we wash Inovação e qualidade é o que move a we wash Inovação e qualidade: eis o que move a We Wash. A We Wash oferece excelência em serviços de limpeza e tratamentos automotivos. Proporcionamos uma experiência

Leia mais

PREVENÇÃO DA GRIPE A(H1N1)V

PREVENÇÃO DA GRIPE A(H1N1)V PREVENÇÃO DA GRIPE A(H1N1)V Gripe A(H1N1)v Quais os sintomas? Os sintomas são semelhantes aos da gripe sazonal: RECOMENDAÇÕES Qual o modo de contágio? Pessoa a pessoa através de gotículas quando tosse

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DIRETORIA DE VIGILÂNCIA EM SAÙDE

PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DIRETORIA DE VIGILÂNCIA EM SAÙDE PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS DIRETORIA DE VIGILÂNCIA EM SAÙDE Ensaio para Controle das Doenças Respiratórias Agudas Graves PROTOCOLO PARA VIGILÂNCIA MICROBIOLÓGICA DA QUALIDADE DO AR Protocolo

Leia mais

AR CONDICIONADO. Componentes

AR CONDICIONADO. Componentes AR CONDICIONADO AR CONDICIONADO Basicamente, a exemplo do que ocorre com um refrigerador (geladeira), a finalidade do ar condicionado é extrair o calor de uma fonte quente, transferindo-o para uma fonte

Leia mais

Diante da pandemia de influenza A (H1N1) e com base no conhecimento atual sobre a disseminação mundial deste novo vírus, o Comitê Estadual de

Diante da pandemia de influenza A (H1N1) e com base no conhecimento atual sobre a disseminação mundial deste novo vírus, o Comitê Estadual de Diante da pandemia de influenza A (H1N1) e com base no conhecimento atual sobre a disseminação mundial deste novo vírus, o Comitê Estadual de Enfrentamento da Influenza A H1N1 elaborou esta cartilha com

Leia mais

Objectivos Pedagógicos

Objectivos Pedagógicos Programa de Ciências da Natureza 6º Ano Tema: Ambiente de Vida Capítulo II- Agressões do meio e integridade do organismo 1) Os Micróbios No Capítulo 1.3, Micróbios Nocivos, são apresentadas várias situações

Leia mais

Utilizando o Guia de Avaliação de Hotel e Pousada

Utilizando o Guia de Avaliação de Hotel e Pousada Utilizando o Guia de Avaliação de Hotel e Pousada Para auxiliá-lo no correto preenchimento do Guia de Avaliação, seguem alguns esclarecimentos: O guia é composto por campos de preenchimento por extenso,

Leia mais

Aula 12: Doenças do sistema respiratório

Aula 12: Doenças do sistema respiratório Aula 12: Doenças do sistema respiratório Doenças do sistema respiratório Doenças respiratórias são aquelas que atingem órgãos do sistema respiratório (pulmões, boca, faringe, fossas nasais, laringe, brônquios,

Leia mais

INFLUENZA A (H1N1) CARTILHA DE RECOMENDAÇÕES Para empresas, repartições públicas e comércio em geral

INFLUENZA A (H1N1) CARTILHA DE RECOMENDAÇÕES Para empresas, repartições públicas e comércio em geral INFLUENZA A (H1N1) CARTILHA DE RECOMENDAÇÕES Para empresas, repartições públicas e comércio em geral Diante da pandemia de influenza A (H1N1) e com base no conhecimento atual sobre a disseminação mundial

Leia mais

Influenza A (H1N1): Perguntas e Respostas

Influenza A (H1N1): Perguntas e Respostas Influenza A (H1N1): Perguntas e Respostas Para entender a influenza: perguntas e respostas A comunicação tem espaço fundamental na luta contra qualquer doença. Um exemplo é o caso do enfrentamento da influenza

Leia mais

Prevenção da Gripe A(H1N1)v

Prevenção da Gripe A(H1N1)v Prevenção da Gripe A(H1N1)v Recomendações DSD Departamento da Qualidade na Saúde Quais os Sintomas? Os sintomas são semelhantes aos da gripe sazonal: Febre de início súbito (superior a 38ºC) Tosse Dores

Leia mais

Competências Técnicas

Competências Técnicas Missão Atender bem os clientes, com bons produtos, da maneira mais rápida possível, sempre com muita atenção, com os menores preços possíveis, em um local agradável e limpo. Competências Técnicas Formar

Leia mais

FINAL HONEYWELL.indd 3 07/07/13 18:02

FINAL HONEYWELL.indd 3 07/07/13 18:02 C l i m a t i z a d o r e s FINAL HONEYWELL.indd 3 07/07/13 18:02 Como um Climatizador fu Resfriamento Eficiência Su O climatizador é um modo natural de resfriar o ambiente, assim como uma brisa de cachoeira.

Leia mais

Vacinação para o seu filho do 6º ano do ensino básico (P6) Portuguese translation of Protecting your child against flu - Vaccination for your P6 child

Vacinação para o seu filho do 6º ano do ensino básico (P6) Portuguese translation of Protecting your child against flu - Vaccination for your P6 child Proteger o seu filho da gripe Vacinação para o seu filho do 6º ano do ensino básico (P6) Portuguese translation of Protecting your child against flu - Vaccination for your P6 child Proteger o seu filho

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia de Viseu INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU

Escola Superior de Tecnologia de Viseu INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU Escola Superior de Tecnologia de Viseu INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU informação Gripe A (H1N1)v Fonte http://www.dgs.pt/ 2009/09/07 Gripe A(H1N1)v O vírus A(H1N1)v é um novo vírus da gripe, que afecta

Leia mais

GRIPE A (H1N1) v Medidas de Prevenção e Controlo em Meio Escolar

GRIPE A (H1N1) v Medidas de Prevenção e Controlo em Meio Escolar GRIPE A (H1N1) v Medidas de Prevenção e Controlo em Meio Escolar Informação para Professores Agosto de 2009 Direcção-Geral da Saúde (www.dgs.pt) Direcção de Serviços de Promoção e Protecção da Saúde Gripe

Leia mais

MEDIDAS DE PREVENÇÃO E CONTROLE PARA A COMUNIDADE ESCOLAR. INFLUENZA A H1N1 junho de 2011

MEDIDAS DE PREVENÇÃO E CONTROLE PARA A COMUNIDADE ESCOLAR. INFLUENZA A H1N1 junho de 2011 CENTRO ESTADUAL DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE MEDIDAS DE PREVENÇÃO E CONTROLE PARA A COMUNIDADE ESCOLAR INFLUENZA A H1N1 junho de 2011 Medidas de prevenção: Higienizar as mãos com água e sabonete/sabão antes

Leia mais

Um robô que gosta de limpeza e trabalha em prol da saúde

Um robô que gosta de limpeza e trabalha em prol da saúde 15 Rio Pesquisa - nº 4 - Ano I Robô desperta a curiosidade de alunos do ensino fundamental durante exibição em evento de tecnologia INOVAÇÃO Um robô que gosta de limpeza e trabalha em prol da saúde Depois

Leia mais

FEBRE AMARELA: Informações Úteis

FEBRE AMARELA: Informações Úteis FEBRE AMARELA: Informações Úteis Quando aparecem os sintomas? Os sintomas da febre amarela, em geral, aparecem entre o terceiro e o sexto dia após a picada do mosquito. Quais os sintomas? Os sintomas são:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CARTILHA DO PESCADOR ARTESANAL Boas Práticas na Manipulação dos Produtos da Pesca Artesanal Carmelita de Fátima Amaral Ribeiro Oriana Trindade de Almeida Sérgio Luiz de Medeiros

Leia mais

INFLUENZA. Cinthya L Cavazzana Médica Infectologista COVISA/CCD

INFLUENZA. Cinthya L Cavazzana Médica Infectologista COVISA/CCD INFLUENZA Cinthya L Cavazzana Médica Infectologista COVISA/CCD GRIPE x RESFRIADO Resfriado: é uma doença do trato respiratório superior. É geralmente causada por um vírus, mais freqüentemente um rhinovirus

Leia mais

Gripe A (H1N1) de origem suína

Gripe A (H1N1) de origem suína Gripe A (H1N1) de origem suína A gripe é caracterizada como uma doença infecciosa com alto potencial de contagio causado pelo vírus Influenza. Este vírus apresenta três tipos, sendo eles o A, B e C. Observam-se

Leia mais

Fórmula ideal para a economia e alto desempenho. Economia em alta temperatura.

Fórmula ideal para a economia e alto desempenho. Economia em alta temperatura. A FASTERM Economia em alta temperatura. A Fasterm tem uma linha de soluções de aquecimento da água para o banho que garante até 75% de economia. Você instala e testa por 60 dias sem pagar nada por isso.

Leia mais

Glossário GLOSSÁRIO. O Ambiente Interior e a Saúde dos Ocupantes de Edifícios de Habitação. 223

Glossário GLOSSÁRIO. O Ambiente Interior e a Saúde dos Ocupantes de Edifícios de Habitação. 223 Glossário GLOSSÁRIO O Ambiente Interior e a Saúde dos Ocupantes de Edifícios de Habitação. 223 224 Catarina Fabíola Cardoso Abreu Glossário GLOSSÁRIO Admissão de ar - Embora possa ser feita pela própria

Leia mais

TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS. CONFORTO AMBIENTAL Aula 10

TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS. CONFORTO AMBIENTAL Aula 10 TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS CONFORTO AMBIENTAL Aula 10 PSICROMETRIA PSICROMETRIA PSICROMETRIA CARTA PSICROMÉTRICA ESTUDOS CLÁSSICOS Olgyay Givoni, Fanger PREOCUPAÇÃO COM O EDIFÍCIO E SEU DESEMPENHO

Leia mais

VIGILÂNCIA EM SAÚDE AMBIENTAL CIEVS- Centro de Informações Estratégicas em Saúde

VIGILÂNCIA EM SAÚDE AMBIENTAL CIEVS- Centro de Informações Estratégicas em Saúde VIGILÂNCIA EM SAÚDE AMBIENTAL CIEVS- Centro de Informações Estratégicas em Saúde Boletim de Alerta do VIGIAR Palmas 09 de setembro de 2014 RECOMENDAÇÕES PARA ENFRENTAR SITUAÇÕES DE A BAIXA UMIDADE RELATIVA

Leia mais

Inmetro - Qualidade do Ar em Estabelecimentos de Uso Público e Coletivo#conclus...

Inmetro - Qualidade do Ar em Estabelecimentos de Uso Público e Coletivo#conclus... Página 1 de 7.: Qualidade do Ar em Estabelecimentos de Uso Público e Coletivo :. Metodologia de Análise, Ensaios Realizados e Resultados Obtidos As equipes que visitaram os estabelecimentos eram compostas

Leia mais

Boletim Epidemiológico Volume 01, Nº 2, 04 de Julho 2013.

Boletim Epidemiológico Volume 01, Nº 2, 04 de Julho 2013. Boletim Epidemiológico Volume 0, Nº 2, 04 de Julho 20. Influenza O controle da Influenza no país continua sendo feito por monitoramento - vigilância de Síndrome Gripal (SG) e da Síndrome Respiratória Aguda

Leia mais

Arraiá do Sunset vem aí

Arraiá do Sunset vem aí Sorocaba, Junho de 2011. Informativo gratuito do Residencial Sunset Bimestral Ano I Nº 05 DESTAQUES Portaria de serviços funcionará aos fins de semana para atender visitantes e moradores Pág. 03 Dengue

Leia mais

GRIPE. em suas mãos. A prevenção está. Adelmo LeãoPT. Deputado Estadual. Mandato. Participativo Mandato Participativo do Deputado Adelmo Carneiro Leão

GRIPE. em suas mãos. A prevenção está. Adelmo LeãoPT. Deputado Estadual. Mandato. Participativo Mandato Participativo do Deputado Adelmo Carneiro Leão GRIPE A prevenção está em suas mãos. Adelmo LeãoPT Mandato Deputado Estadual Participativo Cuide bem da sua saúde! Apesar de serem doenças de origem viral, transmitidas por meio de gotículas de saliva

Leia mais

ASSUNTO: Ponto de Situação da Gripe A (H1N1) em Portugal

ASSUNTO: Ponto de Situação da Gripe A (H1N1) em Portugal Lisboa, 27 de Julho de 2009 CIRCULAR Nº 59/2009 (SF) RF/MS/RC ASSUNTO: Ponto de Situação da Gripe A (H1N1) em Portugal Caro Associado, Junto enviamos memorandum elaborado no seguimento da reunião do Conselho

Leia mais