COREIA DO NORTE, DE NOVO NO NEGÓCIO DE OBTENÇÃO DE AJUDAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COREIA DO NORTE, DE NOVO NO NEGÓCIO DE OBTENÇÃO DE AJUDAS"

Transcrição

1 2012/03/10 COREIA DO NORTE, DE NOVO NO NEGÓCIO DE OBTENÇÃO DE AJUDAS A história repete-se. A Coreia do Norte vai receber toneladas de ajuda alimentar (sob a forma de suplementos nutritivos) contra o compromisso de observar uma moratória na realização de testes nucleares e de mísseis de longo alcance e de suspender as atividades de enriquecimento de urânio na central de Yongbyon, sob supervisão da AIEA. Não é a primeira vez, nem a segunda, que recebe incentivos para dar passos concretos no caminho da desnuclearização que depois não cumpre, abandonando as negociações. A última vez que isto sucedeu foi em abril de 2009, para logo a seguir fazer um teste de lançamento de um míssil e o segundo teste nuclear. Para o Congresso americano, em face do ocorrido em 2009, não deveria voltar a haver ajuda sem avanços específicos no prosseguimento das conversações a seis tendo em vista o abandono do programa nuclear, o que, de facto, a Coreia do Norte nunca chegou a admitir. Malgrado nada estar garantido, a administração americana decidiu considerar que a disponibilidade da Coreia do Norte para os dois compromissos atrás referidos era um passo suficientemente importante, embora modesto, para prosseguir com o acordo. Até que ponto pode esta situação ser um sinal de que algo vai mudar na Coreia do Norte é o que interessaria saber. Não obstante a imprevisibilidade inerente à extrema opacidade do regime, as expectativas, em qualquer caso, são baixas. Continuam em aberto diversos pontos importantes. Por exemplo, não se sabe se a Coreia do Norte está também disponível para retomar as negociações a seis, que tem procurado substituir por conversações bilaterais com os EUA, o que estes não têm aceitado. Não existe qualquer indicação de que a Coreia do Norte se disponha a pôr de lado a retórica extremamente agressiva de que tem feito uso ultimamente contra a Coreia do Sul, para além de continuar a não reconhecer as agressões que cometeu no passado recente (o afundamento da corveta Cheonam e o bombardeamento da ilha Yeonpyeong). Não se sabe se a liderança de Kim Jong Un vai introduzir alguma nova orientação ao relacionamento internacional, uma vez que o atual acordo vem de negociações empreendidas ainda no tempo de seu pai, Kim Jong Il, e como tal não pode ser interpretado como da iniciativa do novo líder. Este, preocupado em tornar clara a sua autoridade e satisfazer os velhos generais do regime pode optar por manter uma postura agressiva de provocações que o Sul não quererá continuar a ignorar. Kim Jong Il ficou conhecido como o único líder mundial capaz de fazer tremer os chineses aproveitando-se dos receios de Pequim quanto ao impacto de um eventual colapso da Coreia do Norte (êxodo da população para o território chinês e perda do efeito de tampão que a Coreia do Norte proporciona em relação à presença americana na Coreia do Sul). Não é provável que esta estratégia venha a ser mudada pelo novo líder. Dito por outras palavras, a Coreia do Norte vai continuar, nos tempos mais próximos, a ser uma ameaça á paz e estabilidade no mundo e uma evidência da incapacidade da comunidade internacional se entender para pôr fim a um regime desumano e indecente; mais uma vez sob a responsabilidade quase exclusiva da China. 72 TEXTOS RELACIONADOS: 2012/08/12 OUTRA ESTRATÉGIA PARA CONTER O IRÃO? 2012/04/28 A POSTURA NUCLEAR DA NATO. DA CIMEIRA DE LISBOA PARA CHICAGO

2 2012/04/15 COMO SAIRÁ A COREIA DO NORTE DA HUMILHAÇÃO POR QUE PASSOU? 2012/03/25 ISRAEL, EM PREPARATIVOS PARA UMA GUERRA CONTRA O IRÃO? 2012/01/25 O IRÃO AMEAÇA ENCERRAR O ESTREITO DE ORMUZ! 2012/01/08 QUE CURTO PRAZO PARA A COREIA DO NORTE? 2011/12/09 O ABATE (OU QUEDA) DE UM UAV NO IRÃO. ACIDENTE OU OPERAÇÃO CLANDESTINA? 2011/11/16 QUE DEVE SER FEITO EM RELAÇÃO AO IRÃO? 2011/08/05 COREIA DO NORTE. O QUE A TRAZ DE NOVO AO NOTICIÁRIO INTERNACIONAL? 2011/01/25 A CIMEIRA EUA/CHINA 2011/01/20 QUE FAZER COM O IRÃO? 2010/12/13 O IMBRÓGLIO COREANO 2010/11/29 O ENIGMA DA COREIA DO NORTE 2010/11/26 O REGRESSO DO NUCLEAR E A ALIANÇA ATLÂNTICA (II PARTE) Francisco Proença Garcia[1] 2010/11/25 O REGRESSO DO NUCLEAR E A ALIANÇA ATLÂNTICA (I PARTE) Francisco Proença Garcia[1] 2010/09/05 O IRÃO E A RETIRADA AMERICANA DO IRAQUE 2010/08/26 DA DEFESA ANTI-MÍSSIL DE TEATRO PARA A DEFESA ANTI-MÍSSIL DA EUROPA 2010/07/25 OS CAMINHOS ERRÁTICOS DA COREIA DO NORTE 2010/06/10 CONFERÊNCIA DO TNP - EMPATE COM GOSTO DE VITÓRIA

3 Rubens Diniz[1] (Brasil) 2010/06/02 O ACORDO DE TEERÃO Oliveiros S. Ferreira (Brasil) 2010/05/24 A MEDIAÇÃO BRASILEIRA NO CONFLITO COM O IRÃO 2010/05/06 ISRAEL E A REVISÃO DO TRATADO DE NÃO PROLIFERAÇÃO NUCLEAR 2010/04/24 O NOVO TRATADO START: NECESSÁRIO MAS ESTRATEGICAMENTE INSUFICIENTE Maria Francisca Saraiva[1] 2010/04/16 DISSUASÃO SEM ARMAS NUCLEARES? 2010/03/29 O SONHO DO DESARMAMENTO NUCLEAR E A PRÓXIMA REVISÃO DO TRATADO DE NÃO PROLIFERAÇÃO 2010/03/12 OS PROGRAMAS NUCLEARES DO BRASIL E DO IRÃO: PONTOS DE TANGÊNCIA E AFASTAMENTO Marcos Machado da Silva[1](Brasil) 2010/03/08 O IRÃO E A QUESTÃO NUCLEAR André Pereira Matos[1] 2010/02/08 AS OPÇÕES DOS EUA EM RELAÇÃO AO IRÃO 2009/11/29 BRASIL, NOVO PARTICIPANTE NA DISCUSSÃO DO PROBLEMA NUCLEAR DO IRÃO? 2009/11/12 O CAMINHO NUCLEAR DO IRÃO 2009/09/30 O 1 DE OUTUBRO E AS CONVERSAÇÕES EM QUE NINGUÉM ACREDITA 2009/09/27 A UTÓPICA LIÇÃO DE M IKAIL GORBATCHEV E A PRESENTE RESOLUÇÃO DE BARAK OBAMA CONTRA A PROLIFERAÇÃO NUCLEAR Gilberto Barros Lima[1] (Brasil) 2009/08/22 A CHINA E A SOLUÇÃO DO PROBLEMA NORTE-COREANO 2009/06/15 PORQUE QUER A COREIA DO NORTE SER UMA POTÊNCIA NUCLEAR? QUAL A DIMENSÃO DA SUA AMEAÇA? 2009/06/14 REDUÇÃO DE ARSENAIS NUCLEARES: UM DILEMA RUSSO-NORTE-AMERICANO Marcelo Rech[1](Brasil) 2009/06/09

4 AS HIPÓTESES DE NEGOCIAR COM A COREIA DO NORTE 2009/05/10 ARSENAIS NUCLEARES: UMA CHANCE PARA O MUNDO Marcelo Rech[1] (Brasil) 2009/04/27 COMBATE AO BIOTERRORISMO. PRIORIDADE NACIONAL?[1] 2008/07/20 O IMPASSE IRANIANO 2008/07/08 A COREIA DO NORTE UMA BAIXA NO EIXO DO M AL? 2008/06/09 A DEMISSÃO DO SECRETÁRIO E DO CHEFE DO ESTADO M AIOR DA USAF 2008/01/18 A SEGURANÇA NUCLEAR NO PAQUISTÃO 2007/12/06 UMA NOVA OPORTUNIDADE PARA O IRAQUE E PARA O IRÃO 2007/09/27 O MISTERIOSO RAID ISRAELITA (II) 2007/09/22 O MISTERIOSO RAID ISRAELITA 2007/08/14 PODERÁ O IRÃO SER UMA POTÊNCIA REGIONAL? 2007/07/19 COREIA DO NORTE - NUMA ESTRATÉGIA DE MUDANÇA? 2007/07/03 QUE FAZER COM O IRÃO? 2007/05/15 OS OBJETIVOS REAIS DO SISTEMA ANTIMÍSSIL NORTE-AMERICANO NA EUROPA Marcelo Rech [1] 2007/04/19 DEVE O IRÃO SER APAZIGUADO?[1] Francisco Jorge Gonçalves[2] 2007/03/09 UMA NOVA GUERRA FRIA? 2007/03/04 A DEFESA ANTIMÍSSIL DOS EUA ENCONTRA RESISTÊNCIAS NA EUROPA Marcelo Rech[1] 2007/02/28

5 UM BOM PRIMEIRO PASSO? 2006/12/27 O FUTURO DAS ARMAS NUCLEARES 2006/12/11 A LÓGICA DA POSSE DE ARMAS NUCLEARES [1] 2006/12/03 O TRATADO DE NÃO PROLIFERAÇÃO DE ARMAS NUCLEARES (TNP)[1] 2006/12/01 OS ANTECEDENTES DO ACTUAL REGIME DE NÃO PROLIFERAÇÃO DE ARMAS NUCLEARES[1] 2006/10/19 O 2º TESTE NUCLEAR DA COREIA DO NORTE 2006/10/09 O ANIVERSÁRIO DE KIM JONG II 2006/08/28 O QUE FAZER COM O IRÃO? 2006/06/27 A COREIA DO NORTE - ENTRE O LANÇAR DE UM MÍSSIL INTERCONTINENTAL E RECEBER AJUDA ALIMENTAR. 2006/05/25 COMO RESOLVER O PROBLEMA IRANIANO? 2006/03/29 O IRÃO PERANTE O CONSELHO DE SEGURANÇA DAS NAÇÕES UNIDAS 2006/03/11 ÍNDIA. OS CUSTOS E VANTAGENS DA PARCERIA COM OS EUA 2006/02/20 O PROBLEMA IRANIANO. CRISE OU FASE CRÍTICA? 2006/02/02 COREIA DO NORTE. ALGUMA ESPERANÇA? 2005/08/10 UM IMPASSE QUE ESTÁ PARA DURAR 2005/05/25 A REVISÃO DO TRATADO DE NÃO PROLIFERAÇÃO NUCLEAR 2005/05/02 A QUESTÃO NUCLEAR DA COREIA DO NORTE

6 2005/02/15 UMA NOVA POTÊNCIA NUCLEAR? 2004/03/10 O MERCADO NEGRO NUCLEAR 2004/03/08 O TRATADO DE NÃO PROLIFERAÇÃO NUCLEAR

A UTÓPICA LIÇÃO DE M IKAIL GORBATCHEV E A PRESENTE RESOLUÇÃO DE BARAK OBAMA CONTRA A

A UTÓPICA LIÇÃO DE M IKAIL GORBATCHEV E A PRESENTE RESOLUÇÃO DE BARAK OBAMA CONTRA A 2009/09/27 A UTÓPICA LIÇÃO DE M IKAIL GORBATCHEV E A PRESENTE RESOLUÇÃO DE BARAK OBAMA CONTRA A PROLIFERAÇÃO NUCLEAR Gilb erto Barros Lima[1] (Brasil) Muitas atitudes políticas nasceram espontaneamente

Leia mais

O ENIGMA DA COREIA DO NORTE

O ENIGMA DA COREIA DO NORTE 2010/11/29 O ENIGMA DA COREIA DO NORTE Ninguém consegue perceber o que a Coreia do Norte afinal pretende com a escalada de sucessivos desafios ao precário equilíbrio na península coreana[1]. Presume-se

Leia mais

UMA NOVA GUERRA FRIA?

UMA NOVA GUERRA FRIA? 2007/03/09 UMA NOVA GUERRA FRIA? Nunca houve um verdadeiro equilíbrio entre os arsenais nucleares das duas superpotências durante a Guerra Fria; os EUA sempre mantiveram alguma vantagem e não só no campo

Leia mais

EGIPTO. DA PRIMAVERA ÁRABE PARA A PRIMAVERA ISLÂMICA

EGIPTO. DA PRIMAVERA ÁRABE PARA A PRIMAVERA ISLÂMICA 2012/08/26 EGIPTO. DA PRIMAVERA ÁRABE PARA A PRIMAVERA ISLÂMICA O processo de transição egípcio para uma democracia, tal como preparado pelo Conselho Supremo das Forças Armadas (CSFA), nunca seguiu o trajeto

Leia mais

IRAQUE: UM ATOLEIRO DE PROBLEMAS

IRAQUE: UM ATOLEIRO DE PROBLEMAS 2008/02/07 IRAQUE: UM ATOLEIRO DE PROBLEMAS Atualmente a força de ocupação dos Estados Unidos no Iraque registra a presença de 162 mil homens. Até Julho de 2008, está prevista a retirada de três brigadas

Leia mais

ISRAEL E SÍRIA: DO ATAQUE AÉREO DE 2007 A UM ACORDO DE PAZ EM 2008?

ISRAEL E SÍRIA: DO ATAQUE AÉREO DE 2007 A UM ACORDO DE PAZ EM 2008? 2008/05/04 ISRAEL E SÍRIA: DO ATAQUE AÉREO DE 2007 A UM ACORDO DE PAZ EM 2008? Quando a 6 de Setembro de 2007, os israelitas bombardearam uma infraestrutura no norte da Síria, perto da fronteira com a

Leia mais

O IRÃO E A RETIRADA AMERICANA DO IRAQUE

O IRÃO E A RETIRADA AMERICANA DO IRAQUE 2010/09/05 O IRÃO E A RETIRADA AMERICANA DO IRAQUE Apareceu uma nova vaga de rumores a referir a possibilidade de o Irão sofrer um ataque aéreo às suas instalações nucleares. As pessoas interrogam-se sobre

Leia mais

A COREIA DO NORTE UMA BAIXA NO EIXO DO M AL?

A COREIA DO NORTE UMA BAIXA NO EIXO DO M AL? 2008/07/08 A COREIA DO NORTE UMA BAIXA NO EIXO DO M AL? A Coreia do Norte, ao entregar um relatório sobre as suas actividades nucleares, deu mais um passo para cumprir os compromissos assumidos no acordo

Leia mais

Conferência. Os Estados Unidos e a Ordem Internacional. 30 Setembro a 01 Outubro 2004. Auditório da FLAD, Lisboa

Conferência. Os Estados Unidos e a Ordem Internacional. 30 Setembro a 01 Outubro 2004. Auditório da FLAD, Lisboa Conferência Os Estados Unidos e a Ordem Internacional 30 Setembro a 01 Outubro 2004 Auditório da FLAD, Lisboa Os Limites da Esperança: Kerry e a Política Externa dos Estados Unidos João Marques de Almeida

Leia mais

OBAMA E O TESTE DAS HONDURAS. 1. Em quatro escassos meses, Barack Obama tem estado a

OBAMA E O TESTE DAS HONDURAS. 1. Em quatro escassos meses, Barack Obama tem estado a OBAMA E O TESTE DAS HONDURAS por Mário Soares 1. Em quatro escassos meses, Barack Obama tem estado a revolucionar, pacificamente, a América e o Mundo. Isto é, está a mudar radicalmente as políticas norte-americanas,

Leia mais

Tema: Salvaguardas ao Irã

Tema: Salvaguardas ao Irã Tema: Salvaguardas ao Irã Comitê: Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) País: República Bolivariana da Venezuela Não queremos guerra, mas alertamos sobre as consequências nefastas que uma agressão

Leia mais

Três factos que explicam a importância do petróleo na crise no Iraque

Três factos que explicam a importância do petróleo na crise no Iraque Três factos que explicam a importância do petróleo na crise no Iraque Brad Plumer Incêndio em campos petrolíferos em Kirkuk, no Iraque, 13 de Setembro de 2007. (Ian Terry/Flickr) Desde há meses, militantes

Leia mais

Nova parceria entre China e Rússia

Nova parceria entre China e Rússia Nova parceria entre China e Rússia Análise Segurança / Integração Regional Economia e Comério Carolina Dantas Nogueira 24 de março de 2006 Nova Parceria entre China e Rússia Análise Segurança / Economia

Leia mais

Frente contra as guerras e intervenções imperialistas

Frente contra as guerras e intervenções imperialistas Pelo Socialismo Questões político-ideológicas com atualidade http://www.pelosocialismo.net Publicado em: http://inter.kke.gr/news/news2011/2011-05-04-eliseo-artho Tradução do inglês de MF Colocado em linha

Leia mais

Guerra da Coréia (1950 1953): Prof. ALEX MENDES. Risco de guerra atômica. Sem vencedores. Crianças refugiadas da Guerra da Coréia.

Guerra da Coréia (1950 1953): Prof. ALEX MENDES. Risco de guerra atômica. Sem vencedores. Crianças refugiadas da Guerra da Coréia. Guerra da Coréia (1950 1953): Coréia do Norte (Com.) X CHI + URSS pró norte. Coréia do Sul (Cap.) EUA + ONU pró sul. Prof. ALEX MENDES Risco de guerra atômica. Sem vencedores. Crianças refugiadas da Guerra

Leia mais

Estratégias adotadas pelas empresas para motivar seus funcionários e suas conseqüências no ambiente produtivo

Estratégias adotadas pelas empresas para motivar seus funcionários e suas conseqüências no ambiente produtivo Estratégias adotadas pelas empresas para motivar seus funcionários e suas conseqüências no ambiente produtivo Camila Lopes Ferreir a (UTFPR) camila@pg.cefetpr.br Dr. Luiz Alberto Pilatti (UTFPR) lapilatti@pg.cefetpr.br

Leia mais

A COLOCAÇÃO DE ESCRITÓRIOS PODE VOLTAR AOS 150 MIL/170 MIL M2 EM 2009

A COLOCAÇÃO DE ESCRITÓRIOS PODE VOLTAR AOS 150 MIL/170 MIL M2 EM 2009 OJE 3 de Dezembro 2008 (1/5) A COLOCAÇÃO DE ESCRITÓRIOS PODE VOLTAR AOS 150 MIL/170 MIL M2 EM 2009 O take-up de ESCRITÓRIOS vai regredir em 2009 para o nível dos anos de 2004 e 2005, embora o preço das

Leia mais

Práticas de. Responsabilidade Social. nas Organizações da. Economia social. Pós-Graduação Gerir Projectos em Parceria. Lucinda Maria Pereira Lopes

Práticas de. Responsabilidade Social. nas Organizações da. Economia social. Pós-Graduação Gerir Projectos em Parceria. Lucinda Maria Pereira Lopes Práticas de Responsabilidade Social nas Organizações da Economia social Pós-Graduação Gerir Projectos em Parceria Lucinda Maria Pereira Lopes A responsabilidade social das empresas é, essencialmente, um

Leia mais

ISRAEL E A REVISÃO DO TRATADO DE NÃO PROLIFERAÇÃO NUCLEAR

ISRAEL E A REVISÃO DO TRATADO DE NÃO PROLIFERAÇÃO NUCLEAR 2010/05/06 ISRAEL E A REVISÃO DO TRATADO DE NÃO PROLIFERAÇÃO NUCLEAR A conferência para revisão do Tratado de Não Proliferação Nuclear, iniciada a 3 de Maio na sede das Nações Unidas[1], não teve uma abertura

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org CLIPPING FSM 2009 AMAZÔNIA Jornal: CARTA MAIOR Data: 31/01/09 http://www.cartamaior.com.br/templates/materiamostrar.cfm?materia_id=15558

Leia mais

LIDERANÇA, ÉTICA, RESPEITO, CONFIANÇA

LIDERANÇA, ÉTICA, RESPEITO, CONFIANÇA Dado nos últimos tempos ter constatado que determinado sector da Comunidade Surda vem falando muito DE LIDERANÇA, DE ÉTICA, DE RESPEITO E DE CONFIANÇA, deixo aqui uma opinião pessoal sobre o que são estes

Leia mais

China e Japão e a Segurança no Leste Asiático

China e Japão e a Segurança no Leste Asiático China e Japão e a Segurança no Leste Asiático Geraldo Lesbat Cavagnari Filho Texto disponível em www.iea.usp.br/artigos As opiniões aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor, não refletindo

Leia mais

*** PROJETO DE RECOMENDAÇÃO

*** PROJETO DE RECOMENDAÇÃO PARLAMENTO EUROPEU 2009-2014 Comissão da Indústria, da Investigação e da Energia 21.6.2012 2012/0048(NLE) *** PROJETO DE RECOMENDAÇÃO referente à proposta de decisão do Conselho relativa à assinatura e

Leia mais

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projeto de Lei n.º 52/XIII/1ª

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projeto de Lei n.º 52/XIII/1ª Projeto de Lei n.º 52/XIII/1ª Proíbe os bancos de alterar unilateralmente taxas de juro e outras condições contratuais Exposição de motivos Entre os bancos e os respetivos clientes há uma forte assimetria

Leia mais

SEMINÁRIO 'AS NOVAS FRONTEIRAS E A EUROPA DO FUTURO' (24.11.2006) Braga

SEMINÁRIO 'AS NOVAS FRONTEIRAS E A EUROPA DO FUTURO' (24.11.2006) Braga 24.11.2006 SEMINÁRIO 'AS NOVAS FRONTEIRAS E A EUROPA DO FUTURO' (24.11.2006) Braga 'A EUROPA DO FUTURO NAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS' A Europa cada vez é mais requisitada no mundo em todos os domínios: cooperação

Leia mais

China e seu Sistemas

China e seu Sistemas China e seu Sistemas Em 1949, logo depois da revolução chinesa, a China possuía 540 milhões de habitantes, e se caracterizava por ser predominantemente rural, neste período o timoneiro Mao Tsetung, enfatizava

Leia mais

China e seu Sistemas

China e seu Sistemas China e seu Sistemas Em 1949, logo depois da revolução chinesa, a China possuía 540 milhões de habitantes, e se caracterizava por ser predominantemente rural, neste período o timoneiro Mao Tsetung, enfatizava

Leia mais

Liberalização da escolha «medida inevitável» para uns, «ratoeira» para outros

Liberalização da escolha «medida inevitável» para uns, «ratoeira» para outros Liberalização da escolha «medida inevitável» para uns, «ratoeira» para outros Médicos debatem situação actual do sector da Saúde A liberalização da escolha do doente e as medidas a adotar nesse sentido,

Leia mais

"Brasil é um tipo de país menos centrado nos EUA"

Brasil é um tipo de país menos centrado nos EUA "Brasil é um tipo de país menos centrado nos EUA" Neill Lochery, pesquisador britânico, no seu livro Brasil: os Frutos da Guerra mostrou os resultados da sua investigação histórica de um dos períodos mais

Leia mais

Prova Escrita de História A

Prova Escrita de História A EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Prova Escrita de História A 12.º ano de Escolaridade Prova 623/2.ª Fase 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

O que são Direitos Humanos?

O que são Direitos Humanos? O que são Direitos Humanos? Técnico comercial 4 (1º ano) Direitos Humanos são os direitos e liberdades básicas de todos os seres humanos. O principal objetivo dos Direitos Humanos é tratar cada indivíduo

Leia mais

DIMENSÃO DE CONSTRUÍDO

DIMENSÃO DE CONSTRUÍDO Ano letivo 2013-2014 Programa de Apoio à Avaliação do Sucesso Académico DIMENSÃO DE CONSTRUÍDO (Avaliação Formativa) REFERENCIAL IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO ESCOLAR Agrupamento de Escolas D. Sancho I

Leia mais

João Novaes: China avança na Ásia e provoca contra-ataque dos EUA

João Novaes: China avança na Ásia e provoca contra-ataque dos EUA João Novaes: China avança na Ásia e provoca contra-ataque dos EUA Portal Vermelho - SP - MUNDO - 20/01/2012 Impulsionada por um crescimento econômico elevado e constante na última década, a China busca

Leia mais

ESTADOS UNIDOS versus ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS: UMA RELAÇÃO DE FORÇA, PODER E INTERESSE

ESTADOS UNIDOS versus ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS: UMA RELAÇÃO DE FORÇA, PODER E INTERESSE ESTADOS UNIDOS versus ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS: UMA RELAÇÃO DE FORÇA, PODER E INTERESSE Micheli Lima de Fontes, 5º período A Organização das Nações Unidas (ONU) foi criada baseada na jusfilosofia

Leia mais

METODOLOGIA PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS DE CASOS

METODOLOGIA PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS DE CASOS METODOLOGIA PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS DE CASOS 1 O Método do Caso e o Ensino em Administração O uso do Método do Caso nas escolas de administração no Brasil é relativamente recente, embora não haja

Leia mais

Projeto de Resolução n.º 270/XII/1.ª

Projeto de Resolução n.º 270/XII/1.ª PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar Projeto de Resolução n.º 270/XII/1.ª Pela modernização e reabertura do troço Covilhã-Guarda e prestação de um serviço público de transporte ferroviário de

Leia mais

PENAS ALTERNATIVAS E O DIREITO PENAL MILITAR

PENAS ALTERNATIVAS E O DIREITO PENAL MILITAR PENAS ALTERNATIVAS E O DIREITO PENAL MILITAR MARIA FERNANDA DE LIMA ESTEVES [1] Desde o início da história, a humanidade depara-se com o cometimento das mais diversas infrações, e, ao lado delas, surge

Leia mais

PROCESSO SELETIVO NOVO CURSO 2011

PROCESSO SELETIVO NOVO CURSO 2011 ª Questão As imagens abaixo ilustram o intenso processo de URBANIZAÇÃO e INDUSTRIALIZAÇÃO ocorrido na região da Grande Vitória nas últimas décadas. Camburi (Década de 0 e 00) Mapa Estrutura Portuária e

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Novembro 2012 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO - PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS- GRADUADOS

Leia mais

Relatório. Palestra com Embaixador Clodoaldo Hugueney

Relatório. Palestra com Embaixador Clodoaldo Hugueney Relatório Palestra com Embaixador Clodoaldo Hugueney São Paulo, 22 de março de 2013 Agradecemos a BRF pelo apoio na organização deste evento. Embaixador Clodoaldo Hugueney 2 Embaixador Sergio Amaral e

Leia mais

SUB12 Campeonato de Resolução de Problemas de Matemática Edição 2009/2010

SUB12 Campeonato de Resolução de Problemas de Matemática Edição 2009/2010 SUB12 Campeonato de Resolução de Problemas de Matemática Edição 2009/2010 Problema 2 Bouquets de flores a 6 euros Na florista da Dona Libânia estão à venda ramos de flores por 6 euros. Os vários bouquets

Leia mais

PORTUGAL. ASSI FICADO OCUMENTOS SECRETOS NORTE- A M E RiM#0

PORTUGAL. ASSI FICADO OCUMENTOS SECRETOS NORTE- A M E RiM#0 PORTUGAL ASSI FICADO OCUMENTOS SECRETOS NORTE- A M E RiM#0 ÍNDICE PREFÁCIO 7 INTRODUÇÃO 11 1. KISSINGER E O 25 DE ABRIL «Como diabo íamos nós conseguir prever o golpe?» 15 Kissinger: Por que diabo tínhamos

Leia mais

POSSÍVEL IMPACTO DE UMA EDUCAÇÃO DISCRIMINADORA NAS PERSPECTIVAS DE FUTURO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

POSSÍVEL IMPACTO DE UMA EDUCAÇÃO DISCRIMINADORA NAS PERSPECTIVAS DE FUTURO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES POSSÍVEL IMPACTO DE UMA EDUCAÇÃO DISCRIMINADORA NAS PERSPECTIVAS DE FUTURO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES 2013 Trabalho utilizado como requisito parcial da disciplina Métodos de Pesquisa em Psicologia André

Leia mais

Encontro Nacional de Instaladores

Encontro Nacional de Instaladores Encontro Nacional de Instaladores 8 de Julho de 2010 Exposalão Batalha 2 - não querer fechar (contratar) a todo o custo; - não aceitar toda e qualquer cláusula contratual; - procurar obter garantias de

Leia mais

BANCO DE BOAS PRÁTICAS DE GESTÃO

BANCO DE BOAS PRÁTICAS DE GESTÃO BANCO DE BOAS PRÁTICAS DE GESTÃO Prática ADOLESCENTES INFRATORES: APOIO PARA REINSERÇÃO À COMUNIDADE. Área de Atuação: Políticas Sociais e Cidadãos Responsáveis: José Alexandre dos Santos e Franciely Priscila

Leia mais

PARTE V ADMINISTRAÇÃO DE CONFLITOS

PARTE V ADMINISTRAÇÃO DE CONFLITOS PARTE V ADMINISTRAÇÃO DE CONFLITOS Ganhar, nem sempre. Amadurecer, sempre. Prof. Glauber Santos glauber@justocantins.com.br www.justocantins.com.br Introdução É impossível imaginar uma empresa onde não

Leia mais

Os privilégios creditórios em especial a sua influência no concurso de credores

Os privilégios creditórios em especial a sua influência no concurso de credores Os privilégios creditórios em especial a sua influência no concurso de credores I Traços gerais da figura do privilégio creditório (art.ºs 733.º a 753.º do Código Civil) 1. Espécies: em função da natureza

Leia mais

Development Co-operation Report 2010. Relatório de Desenvolvimento e Cooperação 2010. Summary in Portuguese. Sumário em Português

Development Co-operation Report 2010. Relatório de Desenvolvimento e Cooperação 2010. Summary in Portuguese. Sumário em Português Development Co-operation Report 2010 Summary in Portuguese Relatório de Desenvolvimento e Cooperação 2010 Sumário em Português O relatório de Desenvolvimento e Cooperação, emitido pelo Comité de Ajuda

Leia mais

Energia e Ambiente Seminário: A Diversidade como Valor: Energia e Ecossistemas

Energia e Ambiente Seminário: A Diversidade como Valor: Energia e Ecossistemas Energia e Ambiente Seminário: A Diversidade como Valor: Energia e Ecossistemas Fernando Caetano Universidade Aberta fcaetano@univ-ab.pt As necessidades actuais 85% da energia consumida mundialmente, provém

Leia mais

industrial têm mercado na Colômbia"

industrial têm mercado na Colômbia Empresas ENTREVISTA AO EMBAIXADOR DA COLÔMBIA EM PORTUGAL "Tecnologias, arquitectura e design industrial têm mercado na Colômbia" Há projectos de investimentos portugueses na Colômbia de mais de 800 milhões

Leia mais

Regras de procedimento para a implementação e cumprimento do Plano de Contingência ARC/COP2/D010.2211_13. Segunda Conferência das Partes da ARC

Regras de procedimento para a implementação e cumprimento do Plano de Contingência ARC/COP2/D010.2211_13. Segunda Conferência das Partes da ARC Regras de procedimento para a implementação e cumprimento do Plano de Contingência ARC/COP2/D010.2211_13 Segunda Conferência das Partes da ARC Quénia 26-28 de Novembro de 2013 Antecedentes O Acordo de

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES TRABALHOS DA COMISSÃO

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES TRABALHOS DA COMISSÃO TRABALHOS DA COMISSÃO A Comissão Permanente de Economia reuniu no dia 28 de Fevereiro de 2014, na Delegação da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, na cidade de Ponta Delgada e por videoconferência

Leia mais

Carta Aberta do Conselho da Paz dos EUA Para Todos Os Nossos Amigos e Camaradas Do Movimento Pela Paz

Carta Aberta do Conselho da Paz dos EUA Para Todos Os Nossos Amigos e Camaradas Do Movimento Pela Paz Carta Aberta do Conselho da Paz dos EUA Para Todos Os Nossos Amigos e Camaradas Do Movimento Pela Paz Caros Amigos e Camaradas da Paz, Como é do vosso conhecimento, o nosso mundo encontra-se numa conjuntura

Leia mais

Exmo. Senhor Presidente do Pelouro do Trabalho da Confederação das Associações Económicas de Moçambique,

Exmo. Senhor Presidente do Pelouro do Trabalho da Confederação das Associações Económicas de Moçambique, Senhores Membros do Conselho de Ministros Excelências, Exmo. Senhor Presidente do Pelouro do Trabalho da Confederação das Associações Económicas de Moçambique, Exmo Senhor Secretário-geral da Organização

Leia mais

Técnicas de Vendas de Produtos e Serviços financeiros no setor bancário: planejamento, técnicas; motivação para vendas. Professora Renata Lourdes.

Técnicas de Vendas de Produtos e Serviços financeiros no setor bancário: planejamento, técnicas; motivação para vendas. Professora Renata Lourdes. Técnicas de Vendas de Produtos e Serviços financeiros no setor bancário: planejamento, técnicas; motivação para vendas. Professora Renata Lourdes. Administração de Vendas Planejamento, direção e controle

Leia mais

O CRESCIMENTO PACÍFICO DA CHINA

O CRESCIMENTO PACÍFICO DA CHINA 2007/01/30 O CRESCIMENTO PACÍFICO DA CHINA A polémica sobre o crescimento pacífico da China não só está para durar como até se pode agudizar; principalmente, agora, que recebeu o contributo importante

Leia mais

Identificação do projeto

Identificação do projeto Seção 1 Identificação do projeto ESTUDO BÍBLICO Respondendo a uma necessidade Leia Neemias 1 Neemias era um judeu exilado em uma terra alheia. Alguns dos judeus haviam regressado para Judá depois que os

Leia mais

mudanças e a alterar realidade dos Censos

mudanças e a alterar realidade dos Censos Crise está a acelerar mudanças e a alterar realidade dos Censos RESULTADOS Menos de dois anos depois, a crise já contribuiu para desatualizar alguns números dos últimos Censos, apresentados ontem. ATUAL

Leia mais

Resenha. Mestrando em Política Científica e Tecnológica no Instituto de Geociências da UNICAMP. E-mail: renandoliveira@yahoo.com.br.

Resenha. Mestrando em Política Científica e Tecnológica no Instituto de Geociências da UNICAMP. E-mail: renandoliveira@yahoo.com.br. Resenha NOVAES, Henrique Tahan (Org.). O Retorno do Caracol à Sua Concha: alienação e desalienação em associações de trabalhadores. São Paulo: Expressão Popular, 2011. Renan Dias Oliveira O livro de Henrique

Leia mais

ESTRATÉGIAS CORPORATIVAS COMPARADAS CMI-CEIC

ESTRATÉGIAS CORPORATIVAS COMPARADAS CMI-CEIC ESTRATÉGIAS CORPORATIVAS COMPARADAS CMI-CEIC 1 Sumário Executivo 1 - A China em África 1.1 - Comércio China África 2 - A China em Angola 2.1 - Financiamentos 2.2 - Relações Comerciais 3 - Características

Leia mais

Nova ordem mundial Mundo multipolar Prof. Rafael Souza

Nova ordem mundial Mundo multipolar Prof. Rafael Souza Disciplina de Geografia Área de ciências humanas Nova ordem mundial Mundo multipolar Prof. Rafael Souza Porto Alegre 2014 Com o final da União Soviética, a queda do Muro de Berlim, sabemos que apenas um

Leia mais

PROF PIMENTEL PRÉ-PROVA CENTRAL DE CURSOS. www.profpimentel.com.br PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO

PROF PIMENTEL PRÉ-PROVA CENTRAL DE CURSOS. www.profpimentel.com.br PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO PRÉ-PROVA SUMÁRIO 8h30 - Português - Heliane Miscali...Pág. 03 8h50 - Matemática - Rogério Pizza...Pág. 09 9h10 - Informática - Francis David...Pág. 19 9h30 - Atualidades

Leia mais

MENSAGEM DE NATAL PM

MENSAGEM DE NATAL PM MENSAGEM DE NATAL PM Boa noite, Como todos sabemos, os últimos 3 anos foram fortemente marcados pela resposta ao colapso financeiro de 2011. Todos sentimos no nosso dia-a-dia as dificuldades e como nos

Leia mais

Comentários ao relatório Uma década para Portugal promovido pelo PS

Comentários ao relatório Uma década para Portugal promovido pelo PS Comentários ao relatório Uma década para Portugal promovido pelo PS Ao definir uma estratégia de crescimento económico sustentado, centrada em propostas políticas concretas, o relatório Uma década para

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS Trabalho Individual Área / UFCD

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS Trabalho Individual Área / UFCD 1 de 6 Comunidade Global Tema Direitos fundamentais do : Declaração Universal dos Direitos do OBJECTIVO: Participa consciente e sustentadamente na comunidade global 1. Leia, com atenção, a Declaração Universal

Leia mais

Entrevista com GVA-Consultimo. Maria Inácia Reynolds Oliveira. Diretora Geral. Com quality media press para LA VANGUARDIA & Expresso

Entrevista com GVA-Consultimo. Maria Inácia Reynolds Oliveira. Diretora Geral. Com quality media press para LA VANGUARDIA & Expresso Entrevista com GVA-Consultimo Maria Inácia Reynolds Oliveira Diretora Geral Com quality media press para LA VANGUARDIA & Expresso O sector imobiliário em Portugal: análise evolução recente O sector Imobiliário

Leia mais

A ESTRATÉGIA DO HEZBOLLAH NA GUERRA CONTRA ISRAEL

A ESTRATÉGIA DO HEZBOLLAH NA GUERRA CONTRA ISRAEL 2006/08/02 A ESTRATÉGIA DO HEZBOLLAH NA GUERRA CONTRA ISRAEL Não é possível saber-se que avaliação faziam as Forças Armadas israelitas sobre as capacidades militares do Hezbollah, quando o Primeiro Ministro

Leia mais

Eduardo Branco, presidente da APAN. É preciso. regressar. ao consumo. Pág. 30

Eduardo Branco, presidente da APAN. É preciso. regressar. ao consumo. Pág. 30 Eduardo Branco, presidente da APAN É preciso regressar ao consumo Pág. 30 Fátima de Sousa jornalista fs@briefing.pt "A quadratura do círculo é sermos mais eficientes, ou seja, conseguirmos fazer mais com

Leia mais

Buscando cooperação no mundo pós-crise: DECLARAÇÃO CONJUNTA

Buscando cooperação no mundo pós-crise: DECLARAÇÃO CONJUNTA 3 º Encontro Empresarial Brasil-UE Buscando cooperação no mundo pós-crise: DECLARAÇÃO CONJUNTA Estocolmo, 6 de outubro de 2009 A Confederação de Empresas Suecas (SN), O BUSINESSEUROPE e a Confederação

Leia mais

Capitalismo na China é negócio de Estado e no Brasil é negócio de governo*

Capitalismo na China é negócio de Estado e no Brasil é negócio de governo* Capitalismo na China é negócio de Estado e no Brasil é negócio de governo* Carlos Sidnei Coutinho** Cenário Mundial na primeira década do século XXI Os Estados soberanos se destacam como garantidores,

Leia mais

Discurso do Comissário Hahn, Lisboa, 11/4/2014. Senhor Presidente, senhor Primeiro-Ministro, senhores Ministros, caros amigos,

Discurso do Comissário Hahn, Lisboa, 11/4/2014. Senhor Presidente, senhor Primeiro-Ministro, senhores Ministros, caros amigos, Discurso do Comissário Hahn, Lisboa, 11/4/2014 Senhor Presidente, senhor Primeiro-Ministro, senhores Ministros, caros amigos, Portugal venceu a tormenta. Portugal atravessou a pior crise financeira da

Leia mais

A Comunicação Estratégica. no âmbito da Mudança Organizacional

A Comunicação Estratégica. no âmbito da Mudança Organizacional A Comunicação Estratégica no âmbito da Mudança Organizacional Entrevista 1 Organização A Caracterização da Organização e Entrevistado Tipo ORGANIZAÇÃO - A Instituição Particular de Solidariedade Social,

Leia mais

ASSUNTO: ESTÁGIOS PROFISSIONAIS DECRETO LEI N.º 66/2011

ASSUNTO: ESTÁGIOS PROFISSIONAIS DECRETO LEI N.º 66/2011 Lisboa, 02 de Junho de 2011 CIRCULAR Nº 48 / 2011 (G) RF/MS/RC ASSUNTO: ESTÁGIOS PROFISSIONAIS DECRETO LEI N.º 66/2011 Caro Associado, Foi publicado o Decreto lei n.º 66/2011, de 1 de Junho que regula

Leia mais

PESQUISA DE MERCADO. Prof. Líslei Rosa de Freitas

PESQUISA DE MERCADO. Prof. Líslei Rosa de Freitas PESQUISA DE MERCADO Prof. Líslei Rosa de Freitas Pontos importantes Todas as decisões sobre novos empreendimentos contêm um certo grau de incerteza, tanto em relação à informação nas quais estão baseadas,

Leia mais

Infor quer ser alternativa à SAP

Infor quer ser alternativa à SAP TECNOLOGIAS Infor quer ser alternativa à SAP e Oracle Págs. 28 e 29 NOVA ESTRATÉGIA PREVÊ AINDA A "MICROVERTICALIZAÇAO" DOS PRODUTOS Infor quer ser alternativa à SAP e Oracle Charles Phillips, CEO e o

Leia mais

Recurso extraordinário para fixação de jurisprudência. Juízes: Song Man Lei (Relatora), Sam Hou Fai e Viriato Manuel Pinheiro de Lima

Recurso extraordinário para fixação de jurisprudência. Juízes: Song Man Lei (Relatora), Sam Hou Fai e Viriato Manuel Pinheiro de Lima Processo n.º 78/2015 Recurso extraordinário para fixação de jurisprudência Recorrente: A Recorrido: Ministério Público Data da conferência: 13 de Janeiro de 2016 Juízes: Song Man Lei (Relatora), Sam Hou

Leia mais

Como IDENTIFICAr AS oportunidades E CoNqUISTAr o ClIENTE

Como IDENTIFICAr AS oportunidades E CoNqUISTAr o ClIENTE Como IDENTIFICAr AS oportunidades E CoNqUISTAr o ClIENTE A abertura de empresas tem uma grande importância na sociedade em que vivemos, pois gera diversos benefícios, como empregos e riquezas para o país.

Leia mais

Partido Popular CDS-PP. Grupo Parlamentar. Projecto de Lei nº 575/X

Partido Popular CDS-PP. Grupo Parlamentar. Projecto de Lei nº 575/X Partido Popular CDS-PP Grupo Parlamentar Projecto de Lei nº 575/X Alteração ao Decreto Lei n.º 220/2006, de 3 de Novembro, reforça os mecanismos de fiscalização e controlo do subsídio de desemprego e reforça

Leia mais

País europeu, Portugal é também um país atlântico. Pequena potência, semiperiférica

País europeu, Portugal é também um país atlântico. Pequena potência, semiperiférica p o l í t i c a e x t e r n a p o r t u g u e s a Breve ensaio sobre a política externa portuguesa Nuno Severiano Teixeira País europeu, Portugal é também um país atlântico. Pequena potência, semiperiférica

Leia mais

Seminário Energia e Cidadania 23 de Abril de 2009 Auditório CIUL

Seminário Energia e Cidadania 23 de Abril de 2009 Auditório CIUL Seminário Energia e Cidadania 23 de Abril de 2009 Auditório CIUL Começo por agradecer a todos terem vindo a este seminário. Em especial à Senhora Secretária de Estado que muito nos honra com a sua presença

Leia mais

Senado Federal Comissão de Relações Exteriores Maio/2011. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Universidade Estadual da Paraíba

Senado Federal Comissão de Relações Exteriores Maio/2011. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Universidade Estadual da Paraíba A INFLUÊNCIA DA CHINA NA ÁFRICA SETENTRIONAL E MERIDIONAL Senado Federal Comissão de Relações Exteriores Maio/2011 Henrique Altemani de Oliveira Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Universidade

Leia mais

Notas sobre a Fórmula de Taylor e o estudo de extremos

Notas sobre a Fórmula de Taylor e o estudo de extremos Notas sobre a Fórmula de Taylor e o estudo de etremos O Teorema de Taylor estabelece que sob certas condições) uma função pode ser aproimada na proimidade de algum ponto dado) por um polinómio, de modo

Leia mais

Processo de Negociação Geral Anual: Negociação Geral para a Administração Pública em 2009: Princípios Orientadores e Proposta Negocial

Processo de Negociação Geral Anual: Negociação Geral para a Administração Pública em 2009: Princípios Orientadores e Proposta Negocial Processo de Negociação Geral Anual: Negociação Geral para a Administração Pública em 2009: Princípios Orientadores e Proposta Negocial 5ª Reunião 12 de Novembro de 2008 A reunião teve início pelas 12h

Leia mais

ASSOCIAÇÃO ACADÉMICA DE COIMBRA

ASSOCIAÇÃO ACADÉMICA DE COIMBRA COMUNICADO As razões que nos trazem hoje aqui entristecem-nos. Contudo, no seguimento de uma série de eventos que têm ocorrido, esta tornou-se na única resposta possível aquilo que sentimos como uma afronta

Leia mais

NERSANT Torres Novas. Apresentação e assinatura do contrato e-pme. Tópicos de intervenção

NERSANT Torres Novas. Apresentação e assinatura do contrato e-pme. Tópicos de intervenção G ABINETE DO M INISTRO NERSANT Torres Novas Apresentação e assinatura do contrato e-pme Tópicos de intervenção Senhor Secretário de Estado Adjunto da Indústria e Inovação, António Castro Guerra Senhor

Leia mais

Processo de Bolonha. Regime de transição na FCTUC

Processo de Bolonha. Regime de transição na FCTUC Processo de Bolonha Regime de transição na FCTUC Aprovado na Comissão Coordenadora do Conselho Pedagógico a 20 de Setembro de 2006, na Comissão Coordenadora do Conselho Científico a 22 de Setembro de 2006,

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 609/XI/2.ª

PROJECTO DE LEI N.º 609/XI/2.ª Grupo Parlamentar PROJECTO DE LEI N.º 609/XI/2.ª Cria o Gabinete de Apoio ao Aluno e à Família Exposição de motivos A Escola defronta-se hoje com uma multiplicidade de tarefas a que a sociedade e principalmente

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 0 2014 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FUNDAÇÃO EDUCACIONAL CLAUDINO FRANCIO FACULDADE CENTRO MATO-GROSSENSE SORRISO/MT Portaria Nº 004/2015 Dispõe sobre Relatório Apresentado pela Comissão Própria

Leia mais

Famílias falidas esquecem-se do perdão do resto da dívida

Famílias falidas esquecem-se do perdão do resto da dívida Famílias falidas esquecem-se do perdão do resto da dívida ENDIVIDAMENTO DAS FAMÍLIAS Tem meio ano para pedir insolvência Nem sempre é fácil perceber quando se entra em insolvência. Raul Gonzalez dá um

Leia mais

O Acordo Nuclear do Irã: consequências para o Brasil e Argentina?

O Acordo Nuclear do Irã: consequências para o Brasil e Argentina? O Acordo Nuclear do Irã: consequências para o Brasil e Argentina? Por Leonam Guimarães Dia 14 de julho de 2015, o grupo de potências mundiais E3/UE+3 (China,EUA e Rússia, juntamente com três membros da

Leia mais

A QUESTÃO BOLIVIANA E AS RELAÇÕES EXTERNAS DO BRASIL

A QUESTÃO BOLIVIANA E AS RELAÇÕES EXTERNAS DO BRASIL A QUESTÃO BOLIVIANA E AS RELAÇÕES EXTERNAS DO BRASIL O Sr. Feu Rosa/PP-ES pronuncia o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados. Os acontecimentos ocorridos na Bolívia, de desapropriação,

Leia mais

Maternidade, Paternidade e Família dos Trabalhadores

Maternidade, Paternidade e Família dos Trabalhadores Maternidade, Paternidade e Família dos Trabalhadores A empresa tem de respeitar os direitos dos trabalhadores em matérias relativas à maternidade e paternidade e a outras relações familiares. Desta forma,

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR. Comércio Mundial: histórico, transformações e conceituação. Leidiane Santos

COMÉRCIO EXTERIOR. Comércio Mundial: histórico, transformações e conceituação. Leidiane Santos COMÉRCIO EXTERIOR Comércio Mundial: histórico, transformações e conceituação Leidiane Santos COMÉRCIO MUNDIAL: HISTÓRICO, TRANSFORMAÇÕES E CONCEITUAÇÃO Questões iniciais Conceito e evolução do comércio;

Leia mais

O Banco Mundial e a Agricultura uma discussão crítica do RDM 2008

O Banco Mundial e a Agricultura uma discussão crítica do RDM 2008 O Banco Mundial e a Agricultura uma discussão crítica do RDM 2008 Carlos Nuno Castel-Branco 1 Diferentemente do que se diz na introdução do RDM 2008, este não é o segundo, mas em vez disso é o terceiro,

Leia mais

O BRASIL NO MUNDO PÓS-CRISE #

O BRASIL NO MUNDO PÓS-CRISE # O BRASIL NO MUNDO PÓS-CRISE # José Augusto Guilhon Albuquerque * O título desta apresentação deveria ser: missão impossível. Falar sobre o Brasil no mundo pós-crise em 12 minutos implicaria falar sobre

Leia mais

CONSULTA FUNDAMENTAÇÃO. Quanto às obrigações do médico plantonista ou médico de guarda, o nosso Código de Ética Médica orienta que é vedado ao médico:

CONSULTA FUNDAMENTAÇÃO. Quanto às obrigações do médico plantonista ou médico de guarda, o nosso Código de Ética Médica orienta que é vedado ao médico: PARECER CREMEB Nº 33/12 (Aprovado em Sessão Plenária de 23/10/2012) EXPEDIENTE CONSULTA Nº. 214.608/11 ASSUNTO: Implicações éticas da conduta profissional de médico, único plantonista da unidade, quanto

Leia mais

NOTA INFORMATIVA. 3. Como se constata, as modificações introduzidas reconduzem-se aos seguintes aspectos:

NOTA INFORMATIVA. 3. Como se constata, as modificações introduzidas reconduzem-se aos seguintes aspectos: NOTA INFORMATIVA Face às notícias que tem vindo a ser publicadas na imprensa, relacionadas com alegadas dificuldades na obtenção da isenção de Imposto sobre Veículos (ISV) pelas pessoas portadores de deficiência,

Leia mais

As decisões intermédias na jurisprudência constitucional portuguesa

As decisões intermédias na jurisprudência constitucional portuguesa As decisões intermédias na jurisprudência constitucional portuguesa MARIA LÚCIA AMARAL * Introdução 1. Agradeço muito o convite que me foi feito para participar neste colóquio luso-italiano de direito

Leia mais

O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS.

O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS. O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS. Fernando Toledo Ferraz - ferraz@cybernet.com.br Departamento de Engenharia de Produção Myriam Eugênia R.

Leia mais

Se já dispõe dum contrato Platts, não perca a oportunidade de melhorá-lo

Se já dispõe dum contrato Platts, não perca a oportunidade de melhorá-lo Bem-vindo A Platts é a principal fonte líder mundial de avaliações de referência de preços nos mercados de energia e produtos petroquímicos no mundo, a Mundopetróleo é distribuidor oficial autorizado da

Leia mais