GUIA PRÁTICO DA VERSÃO 5.80

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GUIA PRÁTICO DA VERSÃO 5.80"

Transcrição

1 WINTOUCH GUIA PRÁTICO DA VERSÃO 5.80 ROAD-MAP PARA O SEU UPGRADE. ÚLTIMA REVISÃO:

2 ÍNDICE O que devo saber?... 3 Comunicação dos elementos de facturação à AT... 3 Factura Simplificada... 3 Documentos de Facturas... 4 Contas de Mesa... 4 Quem tem direito a esta versão?... 5 Como actualizar?... 6 Cenários de actualização... 7 Cenário 1: Usar o conversor e trabalhar com a Cenário 2: instalação da versão 5.80 e conversão imediata Cenário 3: Usar o conversor e continuar a trabalhar com a versão Utilização do conversor com o dia Aberto Geração do ficheiro SAF-T Geração do SAF-T no Frontoffice Operações wsir Terminais portáteis Operações wpos Exportação de talões no SAF-T Adiantamentos Como configurar os novos adiantamentos? Exemplo SAFT Automatismos na emissão da Factura Reforço da validação dos dados das facturas Validação do SAFT Alterações wges Alterações whotel Como actualizar um cliente? Alterações wges POCKET Outras correcções... 30

3 O QUE DEVO SABER? Na sequência de um conjunto de alterações fiscais publicadas durante o ano de 2012, os utilizadores de soluções informáticas deverão proceder à actualização das mesmas de forma a cumprir as novas regras fiscais. Os decretos em relevo são: Decreto-lei 197/2012, o qual determina a obrigatoriedade da emissão de factura em todas as transacções, estabelecendo ao mesmo tempo a possibilidade da emissão de um novo tipo de documento: Factura Simplificada Decreto-lei 198/2012, o qual impõe a comunicação obrigatória da emissão de facturas e documentos de transporte à Autoridade Tributária e Aduaneira as quais entram em vigor a partir de Janeiro de 2013 Portaria 382/2012, que define o novo formato do SAF-T, a entrar em vigor a partir de 1 de Maio de 2013 A versão 5.80 pretende ir ao encontro deste novo conjunto de obrigatoriedades. Ressalve-se que, embora o diploma 198/2012 determine a entrada em vigor da comunicação prévia dos documentos de transporte a partir de Janeiro 2013, tal obrigatoriedade apenas entrará em vigor a partir de Maio de 2013 COMUNICAÇÃO DOS ELEMENTOS DE FACTURAÇÃO À AT Esta comunicação deve ser efectuada até ao dia 8 do mês 1 seguinte ao qual os elementos dizem respeito. Assim, por exemplo, qualquer factura emitida entre 1 de Janeiro e 31 de Janeiro, deverá ser comunicada até 8 de Fevereiro. No caso de um elevado volume de facturação, está prevista e é permito o envio fraccionado dos elementos em vários ficheiros (um ficheiro por cada semana, por exemplo). FACTURA SIMPLIFICADA A factura simplificada é um novo tipo de documentos que vem, na sua essência, substituir o talão de venda (o qual passa a ser proibido como meio de suporte de uma transacção). A factura simplificada tem como principais características: Deve ter mencionado de forma explícita a sua natureza. O layout de impressão deverá ter assim indicado (por exemplo, no cabeçalho) Factura Simplificada É um documento com série própria, não podendo por isso partilhar numeração com uma factura (normal). Não necessita de qualquer identificação do cliente, podendo no entanto, caso este o peça, ser incluído o número de contribuinte. Estão previstos alguns limites para a emissão de facturas simplificadas: o 1000,00 para transmissão de bens a sujeitos não passivos. o 100,00 para outras transmissão de bens (sujeitos passivos) e prestações de serviços. Nota: Acima destes valores, deverá ser emitida uma factura. 1 Segundo as informações mais recentes, e não confirmadas, esta data poderá ter passado para 25 de cada mês.

4 DOCUMENTOS DE FACTURAS Os documentos de Venda deverão ser exclusivamente denominados Facturas. Vendas a dinheiro, Talões, Factura/Recibo deixam de ser permitidos. Notas de débito, podem continuar a ser utilizadas mas apenas como documentos rectificativos, não podendo ser usados na transmissão de bens ou serviços. CONTAS DE MESA As contas de mesa continuam a ser permitidas, continuando a ter o tratamento anterior. Acontece no entanto que ao fechar as mesas, por ser sempre emitida uma Factura, as Contas de mesa serão sempre marcadas como Anuladas.

5 QUEM TEM DIREITO A ESTA VERSÃO? Poderão actualizar para esta versão clientes que tenham contrato de actualização com data posterior a 1 de Janeiro de A exportação do SAF-T, no novo formato enquadrado na portaria 382/2012, está disponível para clientes com contrato de actualização válido em 1 de Maio de Quem tiver uma licença sem contrato ou expirado nessa data, apenas poderá exportar o formato anterior, o qual poderá não ser aceite pela AT.

6 COMO ACTUALIZAR? Para actualizar a aplicação, e caso tenha uma versão 5.60 ou superior poderá utilizar o Setup Parcial disponível na nossa página. Pode também, obviamente, utilizar o Setup Completo equivalente (32 ou 64 bits).

7 CENÁRIOS DE ACTUALIZAÇÃO Como se sabe, dado o fornecimento tardio de documentação sobre estas alterações fiscais (situação totalmente imputável à AT), o parceiro poderá não ter o tempo suficiente para actualizar todos os seus clientes durante o mês de Dezembro. Apresentamos assim alguns cenários possíveis para a actualização. CENÁRIO 1: USAR O CONVERSOR E TRABALHAR COM A No setup, é disponibilizado um conversor (WINTOUCH.TOOLS.DOCSUPDATE.EXE), o qual é utilizador pelos FrontOffices (WSIR e WPOS) para proceder à compatibilização das bases de dados, criando novos tipos de documentos. Este conversor, à semelhança de conversores anteriores, pode ser usado em duas fases: Preparação e Conversão. Nota: O conversor funcionar com a base de dados indicada no wintouch.config utilizando apenas o setting por defeito Preparação Na preparação, deverão ser indicados os novos documentos a serem criados (recomendamos a criação de novos tipos de documentos para Facturas e Facturas Simplificadas) Nota: neste exemplo, vemos que o conversor sugeriu automaticamente a alteração das denominações Venda a Dinheiro para Factura. Pode no entanto alterar as designações sugeridas. Apenas serão mostrados documentos do tipo Factura e Venda a Dinheiro. E serão também criados novos layouts, desdobrando os CFD s actuais:

8 Do lado esquerdo, são mostrados todos os CFD s que se encontram actualmente em utilização pelos documentos que foram mostrados no passo anterior. Ao seleccionar cada documento, são mostrados do lado direito os dois formatos propostos para a Factura e para a Factura Simplificada. Estes layouts deverão ser alterados de forma a cumprir o estipulado no decreto-lei 197/2012. Para ajudar esta operação, a Wintouch disponibiliza um conjunto de layouts pré-definidos e que cumprem o disposto no decreto-lei. Esses layouts são iguais aos que passam a ser distribuídos no setup e podem ser acedidos com a opção Carregar formatos sugeridos pela Wintouch : São apresentados alguns layouts típicos quer para a Factura quer para a Factura Simplificada.

9 Pode agora seleccionar a opção usar estes 2 modelos para os carregar para o ecrã anterior, ou copiar apenas as partes do texto relevantes (caso pretenda manter o layout anterior, adaptado com as modificações relevantes) Nota: À semelhança do que sempre acontece com os nossos setups, os CFD s nunca são substituídos pelo setup, prevendo assim eventuais customizações por parte dos clientes. Assim, a correcção dos layouts deve ser feita de forma manual. Proceda à modificação de cada um dos layouts, verificando se cumprem os requisitos legais. Poderá então avançar para a fase final do Conversor. Nota: Os layouts ficarão guardados na pasta de Mapas, sendo criadas cópias com os sufixos N e S, para facturas e Facturas Simplificadas respectivamente. Por exemplo, ao converter o layout wsir.fac.cfd, serão criados wsir.fac-n.cfd e wsir.fac-s.cfd. Esses dois layouts seriam automaticamente associados aos novos documentos entretanto criados. O ecrã final apresenta já a fase de Conversão. Pode agora optar por Actualizar de imediato (seleccionando a opção com o mesmo nome) ou sair do Conversor e executá-lo quando for entendido como conveniente (em 1 de Janeiro de 2013, por exemplo). Numa nova execução, é apresentando imediatamente o ecrã de Conversão:

10 Adicionalmente é apresentada a opção Reconfigurar, que permite alterar as configurações feitas anteriormente. Após seleccionar a opção Actualizar, os documentos serão criados, associados a cada um dos postos, ficando a base de dados apta para funcionar com a versão Nota: ao iniciar o wsir ou wpos, na versão 5.80, caso não tenha sido realizada a conversão, o conversor será executado automaticamente a partir de 1 de Janeiro de No caso do wsir, e até 1 de Janeiro de 2013, caso não tenha sido efectuada a conversão, a aplicação funcionará como se de uma 5.70 se tratasse. CENÁRIO 2: INSTALAÇÃO DA VERSÃO 5.80 E CONVERSÃO IMEDIATA. Este é o cenário aconselhado, pois o cliente fica imediatamente a funcionar com os dados convertidos e sem necessidade do processo manual em Janeiro. Instale a versão 5.80, execute o conversor e converta de imediato os dados. CENÁRIO 3: USAR O CONVERSOR E CONTINUAR A TRABALHAR COM A VERSÃO 5.70 Este cenário tem dois objectivos: Permitir que os clientes possam, a partir de Janeiro de 2013, continuar a trabalhar com a versão 5.70, mesmo que de forma limitada. Permitir instalar a versão 5.80, mantendo a v5.70 até final do ano. Usar o conversor com a versão 5.70 Na primeira situação, o parceiro poderá por manifesta falta de tempo (devido aos constantes atrasos por parte da AT na disponibilização desta informação), não possa actualizar todos os seus clientes, poderá no entanto colocar (até de forma remota) o Conversor mostrado anteriormente. No dia 1 de Janeiro, deverá o cliente proceder (de forma manual) a Actualização das Bases de dados, seleccionado a opção com o mesmo nome no conversor.

11 O que acontece então? O documento anteriormente conhecido como Venda a Dinheiro é substituído por uma Factura Simplificada, passando o cliente a factura nessa série. Não ficará no entanto disponível a Factura. Caso haja necessidade da emissão de Facturas, poderão ser utilizadas as Facturas a Crédito (Facturas de Conta Corrente). Recomendamos esta situação apenas para clientes que emitiam basicamente talões de caixa. Para além desta substituição do tipo de documento, alguns parâmetros vão ser automaticamente activados/desactivados: Imprime Sempre factura (activo), Em Conta Corrente emite Talão (desactivo), Desta forma, e embora de forma precária, o cliente fica a emitir os tipos de documentos correctos (assumidos depois quando for feito o upgrade para a versão 5.80) e não corre o risco de emitir talões não permitidos por lei. Nota: Como é evidente, este método não é de todo recomendado, e precisará sempre o upgrade para a v5.80, assim que for possível. Coexistência da versão 5.70 e 5.80 No setup da versão 5.80, são instalados também os respectivos executáveis da versão 5.70, numa subpasta com o mesmo nome. O parceiro pode, após a instalação da versão 5.80, não proceder de imediato à conversão para essa versão, podendo continuar a funcionar com a v5.70, e com os mesmos documentos até final do ano. Deverá: Executar o conversor, preparando-o para a conversão dos dados em 1 de Janeiro de 2013 Criar um conjunto de atalhos para a versão 5.80 (que o cliente deverá utilizar apenas m 2013) Criar um conjunto de atalhos para a versão 5.70 (mover os ficheiros para a pasta principal, com um nome diferente) permitindo manter o funcionamento da 5.70 até final do ano. Esta situação permite assim um upgrade não disruptivo, pois mesmo após ter colocado a versão 5.80, o cliente pode continuar a trabalhar com a versão 5.70 Esta solução deve ser usada apenas como último recurso. A edição com a versão 5.80 do wges e utilização de FrontOffices da v5.70 pode levar à limpeza de alguns parâmetros dos postos. Caso precise mesmo desta configuração, mantenha numa directoria separada a instalação anterior para as edições de wges na v5.70. De qualquer forma, recomendamos fortemente que esta configuração não seja utilizada. UTILIZAÇÃO DO CONVERSOR COM O DIA ABERTO. Devido a serem criados novos documentos a Conversão da base de dados não pode ser efectuada com o dia Aberto (a Preparação não tem qualquer limitação). Caso necessite converter a base de dados de imediato tenha o dia aberto, feche primeiro o dia, e só depois converta os dados.

12 GERAÇÃO DO FICHEIRO SAF-T. A obrigatoriedade da comunicação das facturas até dia 8 de cada mês, passa a ser uma obrigatoriedade para todos os sujeitos passivos. Foram criados mecanismos na versão 5.80 que visam facilitar este processo. Passamos a permitir gerar o ficheiro directamente a partir dos FrontOffice s, facilitando a vida a utilizadores com maiores dificuldades no manuseio de computadores. GERAÇÃO DO SAF-T NO FRONTOFFICE. Este processo é semelhante para o wsir e wpos. Aceda às opções administrativas do posto (99). Localize a opção Envio AT Nota: É possível parametrizar a disponibilidade desta opção por categoria de funcionário. No entanto, por defeito, após o upgrade, a opção está DISPONÍVEL. Após seleccionar a opção, aparece o seguinte ecrã

13 O mesmo permite, de uma forma muito intuitiva, seleccionar o mês a exportar. Para gerar o ficheiro, seleccione Confirmar. O ficheiro será gerado na directoria pré-definida. Pré-definição da geração nos FrontOffice. Para poder indicar em que local irá ser gerado o ficheiro, deve proceder à pré-definição desta opção. Pode fazê-lo de 3 formas: Executa a opção indicada anteriormente. O sistema detectará que não se encontra configurado e mostrará o configurador. Execute o ficheiro Wintouch.Tools.AT-Gateway.exe, localizado na directoria da aplicação. Execute a opção disponível no wges, em configurações Em qualquer uma das situações terá o seguinte ecrã: Um dos aspectos importantes desta opção é, para alem da possibilidade de gerar o ficheiro com um simples click no ecrã, poder também enviá-lo para um pré-definido. Será um caso comum, ter que facultar a alguém (técnico de contas? Parceiro?) o ficheiro SAF-T para ser submetido, pois o cliente não terá essa capacidade. Com o envio por , automatiza-se o processo, recebendo a entidade responsável pela submissão o ficheiro, sem qualquer esforço (excepto talvez o telefonema que terá que fazer cada mês a lembrar ao cliente a necessidade de gerar o ficheiro!...) Acreditamos assim ter disponibilizado uma forma que irá resolver um dos principais problemas que encontrarão nos vossos clientes: a necessidade de terceiros procederem à geração do ficheiro SAF-T, por incapacidade do cliente.

14 OPERAÇÕES WSIR Embora o funcionamento das aplicações se mantenha no essencial igual a versões anteriores, existem duas opções que sofrem ligeiras modificações: Ecrã de Pagamentos e Ecrã de Divisão não Detalhada. Podemos ver o primeiro nesta imagem. Até à versão anterior, a indicação dos dados do cliente era feita quando se pressionava a tecla Factura. A partir desta versão, surge uma opção, no canto superior direito que nos permite, em qualquer momento, indicar os dados do cliente. Os botões de fecho do documento, com os símbolos Ft e Fs, permitem a emissão da Factura e Factura Simplificada, respectivamente. Existem alguns pontos importantes a reter: Se já tiverem sido indicados os dados do cliente, estes não são pedidos em qualquer uma das duas opções (Ft e Fs). Se não tiverem sido indicados os dados do cliente, ao seleccionar Ft, estes serão automaticamente pedidos, não permitindo a aplicação que seja emitida a Factura sem indicação de, pelo menos, Nome e Contribuinte. Se seleccionar a opção C, os elementos que tenham sido indicados, serão eliminados, tendo que ser introduzidos novamente. Após ter emitido uma Factura Simplificada, a reimpressão permite a indicação dos dados do cliente (pelo menos, o contribuinte). Nota: a aplicação passa a emitir SEMPRE Factura Simplificada ou Factura, ficando os talões apenas para Contas de Mesa, Consumos Internos e Ligações a Hotelaria. Para a identificação do cliente, o ecrã passa a contar também com algumas funcionalidades novas:

15 Podemos ver que a ordem dos campos foi alterada, passando a funcionar o contribuinte como chave de procura. Se o cliente existir na tabela de terceiros (com o contribuinte indicado pelo utilizador) os dados são automaticamente carregados. Se não existir, a aplicação irá procurar em documentos anteriormente emitidos, carregando também nesse caso, os dados do cliente. Tudo isto com o objectivo de acelerar a introdução dos dados dos clientes, visto esta operação passar a ser muito frequente. Outra opção que sofre algumas modificações é o ecrã de divisão de contas não detalhadas. Esta opção passa a contar com dois botões para selecção do tipo de documento a emitir (Fs e Ft, mais uma vez, e seguindo a mesma lógica do ecrã de pagamentos com os mesmos símbolos). Por defeito, as contas a serem criadas, serão do tipo Factura Simplificada (indicado pelo visto verde), sem dados do cliente. Caso pretenda indicar os dados do cliente numa das Facturas Simplificadas, seleccione o botão Fs da conta. Será mostrar o ecrã de personalização de factura já conhecido. Caso pretenda emitir uma Factura, seleccione o botão Ft. Em qualquer dos casos, após indicação dos dados do cliente, estes aparecem, no botão com o valor da conta (Contribuinte+Nome).

16 TERMINAIS PORTÁTEIS. Os terminais portáteis, pela sua natureza, apenas permitem a emissão de Facturas Simplificadas, sem contribuinte. Está prevista, no entanto, a disponibilização para início de 2013 de uma versão do wsir POCKET( Windows Mobile e Android) com possibilidade de indicação do contribuinte.

17 OPERAÇÕES WPOS O wpos partilha com o wsir a operação de envio do SAF-T (também disponível nas Operações Administrativas do Posto) O ecrã de pagamentos, foi alterado de forma a ter duas opções: Factura Simplificada e Factura (substituindo a opção Pagar Sem Imprimir) Os botões de fecho do documento, com os símbolos FT e FS, permitem a emissão da Factura e Factura Simplificada, respectivamente. Existem alguns pontos importantes a reter: Se já tiverem sido indicados os dados do cliente, estes não são pedidos em qualquer uma das duas opções. Se seleccionar a opção, os elementos que tenham sido indicados, serão eliminados, tendo que ser introduzidos novamente. Para a identificação do cliente, o ecrã passa a contar também com algumas funcionalidades novas:

18 Podemos ver que a ordem dos campos foi alterada, passando a funcionar o contribuinte como chave de procura. Se o cliente existir na tabela de terceiros (com o contribuinte indicado pelo utilizador) os dados são automaticamente carregados. Se não existir, a aplicação irá procurar por código de cliente (utilizando o valor indicado no campo Num. Contrib.), carregando os dados no caso do código ser válido. Tudo isto com o objectivo de acelerar a introdução dos dados dos clientes, visto esta operação passar a ser muito frequente. EXPORTAÇÃO DE TALÕES NO SAF-T Como está determinado por lei, a partir de Janeiro de 2013, os talões deixam de poder ser entregues aos clientes como documento comprovativo da venda. Optamos no entanto por manter a possibilidade de incluir talões na geração do SAFT. Principais motivos: Deverá ser possível a emissão do ficheiro SAF-T relativo a um período anterior a Janeiro de Nesse caso, os talões devem ser incluídos. No caso do cliente não ter feito o upgrade em Janeiro de 2013 e ter continuado (indevidamente) a gerar talões, os mesmos devem ser reportados como receita fiscal e, por esse motivo, incluídos no SAF-T A exportação simples (e automática, a partir dos FrontOffices), não inclui talões de venda, nem consumos internos.

19 ADIANTAMENTOS Opção disponível em versões ou superior A partir de 1 de Janeiro de 2013, deixam de ser permitidos Adiantamentos de Clientes, devendo ser emitida uma Factura relativa ao pagamento efectuado. Os adiantamentos devem gerar de imediato uma factura. Deverá ser feito à posteri o acerto do valor em dívida no lançamento das facturas subsequentes. Isto, desde logo, coloca um problema às empresas, na medida em que a gestão dos adiantamentos e os próprios automatismos permitidos pelos adiantamentos e documentos de regularização fica comprometido. A possibilidade de lançar a última factura e a aplicação calcular automaticamente o valor em falta de forma automática, era uma comodidade que seria importante reter. A Wintouch optou por uma abordagem híbrida a esta questão: Os adiantamentos, embora continuando a funcionar da mesma forma, passam a ser incluídos no SAFT (Os adiantamentos de clientes eram já certificados em versões anteriores, daí ter sido relativamente simples esta implementação). O abate dos valores em falta será feito através do lançamento automático de um (ou mais artigos), de acordo com as taxas. Mais à frente, será mostrado um exemplo, onde ficará mais claro este funcionamento. COMO CONFIGURAR OS NOVOS ADIANTAMENTOS? Para trabalhar com este novo método, deverá em primeiro lugar criar um artigo (do tipo Serviço) na tabela de Artigos. Este artigo deverá ser usado única e exclusivamente para este efeito. Atenção: Não faça lançamentos manuais usando este artigo, pois arrisca-se a que aplicação modifique de forma não desejada os seus documentos Após ter criado o artigo, seleccione-o como Artigo de Adiantamentos, opção disponível nos Parâmetros/Contas Correntes. Assegure-se que os seus documentos de Adiantamento têm a designação correcta ( Recibo de Adiantamento, por exemplo, deve ser substituído por Factura de Adiantamento ) É tudo o que necessita configurar para o funcionamento a partir de 1 de janeiro de 2013 Segue-se um exemplo, para que se entenda melhor o mecanismo. EXEMPLO É lançado um adiantamento no valor de 100,00+IVA. Esse adiantamento é introduzido no editor documental que utilizava até agora:

20 Lance agora o valor pretendido: Este valor é considerado, a partir deste momento, como uma Factura, sendo discriminado no SAFT e nos mapas de IVA (ver imagens mais à frente). Vamos agora demonstrar o que acontece aquando do lançamento da factura. Introduza os valores pretendidos:

21 Partimos do princípio de que o valor total a pagar (sem qualquer adiantamento) seria de 1000,00. Cabe agora à aplicação verificar o que já foi Regularizado (o que pode não ser evidente para o utilizador nesta fase). Seleccione Gravar. Surge a opção de Regularizações, à semelhança do que já acontecia anteriormente. E é neste momento que surge a grande diferença: Serão feitos lançamentos automáticos no documento, de forma a ser abatido o valor correspondente a esta regularização. Podemos ver o resultado desse processo nesta imagem:

22 Desta forma, o utilizador obtém o controlo sobre os adiantamentos já efectuados, mantendo ao mesmo tempo o cumprimento das obrigações legais. Vejamos o resultado em termos de IVA: E em termos de extractos: Deve ser desde já ressalvado que, embora o Adiantamento de Cliente, do ponto de vista Fiscal tenha uma natureza Devedora, do ponto de vista de Extractos, continua a ter natureza Credora. O mecanismo pelo qual obtemos o balanceamento dos valores, passa por incluir na listagem os valores da Regularizações, que irão saldar os valores dos Adiantamentos (já que não podem saldar por via das Facturas Emitidas). O wpos funciona de maneira semelhante, usando o mesmo artigo definido para o wges para o lançamento automático das linhas.

23 É obviamente possível não utilizar este mecanismos e factura directamente os valores. Nesse caso, os adiantamentos deverão ser lançados directamente no ecrã de facturação. O valor das facturas subsequentes deverá ser no entanto calculado manualmente. SAFT Os documentos de adiantamento passam a ser incluídos no SAFT. Como estes documentos funcionam segundo uma lógica orientada a Rubricas e não a produtos, poderá ser necessário definir um prefixo para que as rúbricas existentes na respectiva tabela não colidam com códigos de produtos já existentes (lógica semelhante ao que já acontecia com os encargos no whotel). Pode configurar esse prefixo, na opção de exportação do SAFT, seleccionando Opções.

24 AUTOMATISMOS NA EMISSÃO DA FACTURA Opção disponível em versões ou superior De forma a automatizar a emissão da factura no caso em que a transacção ultrapassa os limites definidos pelas regras de facturação, foi criada a seguinte opção, disponível no Centro de Controlo de Postos. O utilizador poderá definir se a factura é emitida automaticamente a partir de 100,00 (para empresas que prestam serviços ou Restauração) ou a partir de 1000,00 (para outros retalhistas). Pode ainda aplicar uma validação automática para o caso da factura estar a ser emitida a um sujeito passivo. Com estas opções activas, no caso do utilizador ter seleccionado a opção Factura Simplificada, e se verificar uma das regras acima, a aplicação comuta automaticamente para Factura (devendo neste caso estar garantido o preenchimento dos campos obrigatórios, situação validada pela aplicação)

25 REFORÇO DA VALIDAÇÃO DOS DADOS DAS FACTURAS Opção disponível em versões ou superior As facturas, embora tenha definido no artigo 40º do CIVA regras precisas sobre os dados que devem estar presentes no documento, tinham até agora alguma liberdade. Neste momento, as aplicações Wintouch (com especial destaque para wges, wpos, wsir; whotel e wclínicas) obrigam a que, nas facturas, estejam preenchidos os seguintes campos: NIF, Nome e Domicílio (podendo este ser a Morada, o Código Postal ou a Localidade). A falta de um destes elementos impede a gravação do documento. Isto garante que o ficheiro SAFT tenha o mínimo de possibilidades de vir a ser rejeitado por faltarem dados considerados obrigatórios nos documentos exportados. Esta validação, por defeito, está activa. Pode no entanto desactivá-la colocando o parâmetro no Wintouch.Config config/validate_invoice_info=0

26 VALIDAÇÃO DO SAFT Opção disponível em versões ou superior Foi incluída uma opção na geração do SAFT que permite validar o ficheiro gerado usando os schemas fornecidos para AT para garantir o respeito do formato antes de submeter o ficheiro.

27 ALTERAÇÕES WGES Opção disponível em versões ou superior O wges passa a contemplar a possibilidade de emitir Facturas Simplificas, surgindo como nova classe de documento na tabela de Documentos: Estes documentos podem ser lançados na opção de Movimentos/Vendas. Note que estes documentos respeitam as mesmas regras de validação de limites implementadas para os pontos de venda (na opção Configuração/Centro de Controlo de Postos/Factura Simplificada). Assim, caso o documento não respeite o limite definido, não será possível a gravação, devendo optar por uma Factura:

28 ALTERAÇÕES WHOTEL Opção disponível em versões ou superior Todas as referências a VD, Vendas a dinheiro ou correspondentes substituídas por FTP, Facturas a pronto ou equivalentes; Todas as referências a Recibos de depósitos, de adiantamentos e devoluções de recibos de depósitos ou correspondentes substituídas por Facturas de depósitos, de adiantamentos e/ou equivalentes; Ao criar documentos de vendas com data igual ou superior a 1/1/2013 numa versão certificada, é mostrado aviso por cima do Tipo de documento, caso este contenha descrições não permitidas pelas novas regras; Adiantamentos e Depósitos passam a ser Facturas de Adiantamentos e Facturas de Depósitos e serão certificados a partir de 1 de Janeiro de 2013; Acrescentada validação às facturas certificadas (a pronto, a crédito e/ou de adiantamentos/depósitos e de devoluções), em que o Contribuinte, Nome e Morada passam a ser obrigatórios; No SAFT-T de 2013 passam a ser incluídos Facturas de depósitos e de adiantamentos do whotel (antigos recibos), assim como devoluções de facturas de depósito. COMO ACTUALIZAR UM CLIENTE? Criar novos tipos de documento para facturas de adiantamentos e depósitos, podendo ser parametrizados e utilizados de imediato; Criar novos tipos de documento para facturas a pronto, podendo ser parametrizados e utilizados de imediato; Foi necessário ajustar os reports de documentos do whotel distribuídos, quer de recibos quer de vendas. No entanto, só será obrigatório actualizar os reports específicos de Vendas (whot.movvnd rpt) nos cliente que fizerem ou venham a fazer Adiantamentos de Clientes>Contas correntes (Backoffice) e respectivas regularizações através de facturas do whotel. Para os outros casos, fizeram-se alguns ajustes nos reports de facturas de depósito/adiantamento (fórmula com texto de certificação maior e maior destaque à moeda do documento, que só aparecia no valor extenso), pelo que apenas se recomenda a actualização dos reports específicos;

29 ALTERAÇÕES WGES POCKET wgespocket Possibilidade de emitir Notas de crédito/devoluções com origem em documentos de venda Para gerar documentos de devolução com referência a facturas origem, devem abrir a factura a devolver (total ou parcialmente) e seleccionar a opção Novo, respondendo que quer criar novo documento com base no actual. Para que os novos documentos dêem indicação de que são referentes a um original devem acrescentar uma linha semelhante à seguinte nos CFD s: a: <TipoDocOr, 20, T,<>''''>/<#SerieDocOr, 4, T>/<#DocOriginal, 11, T> As novas tags disponíveis são: De cabeçalho (comuns com o wpos) <TipoDocOr> < #SerieDocOr> < #DocOriginal> De detalhe <TipoDocOri> <SerieDocOri> <NumDocOri> <LinDocOri>

30 OUTRAS CORRECÇÕES Versões ou superiores Setup parcial não criava a pasta com os executáveis da v5.70 wsir. o o wpos. o Os consumos internos e os lançamentos em hotelaria, no módulo de mesas, geravam uma factura simplificada em vez de um talão de controlo. A divisão de conta não detalhada, não estava a gravar o código do meio de pagamento. Alterado o talão de oferta de forma a permitir gerar Factura ou Factura Simplificada (obrigava a gerar Factura Simplificada.

GIGrecibos. Sistema de Emissão de Recibos de Donativos. Para Igrejas. Produzido e distribuído por: VIBISinfor Rua Nova, 10 7490-250 MORA

GIGrecibos. Sistema de Emissão de Recibos de Donativos. Para Igrejas. Produzido e distribuído por: VIBISinfor Rua Nova, 10 7490-250 MORA wgig GIGrecibos Sistema de Emissão de Recibos de Donativos Para Igrejas Produzido e distribuído por: VIBISinfor Rua Nova, 10 7490-250 MORA tel: 266403273 www.vibis.com 1 Conteúdo wgig... 1 Avisos legais...

Leia mais

B2S SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, LDA. RUA ARTILHARIA UM, Nº 67 3º FRT. 1250-038 LISBOA TEL: 21 385 01 09 - FAX: 21 012 52 25 E-MAIL B2S@B2S.

B2S SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, LDA. RUA ARTILHARIA UM, Nº 67 3º FRT. 1250-038 LISBOA TEL: 21 385 01 09 - FAX: 21 012 52 25 E-MAIL B2S@B2S. Procedimentos Abertura/Fecho Ano Primavera V750 B2S SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, LDA. RUA ARTILHARIA UM, Nº 67 3º FRT. 1250-038 LISBOA TEL: 21 385 01 09 - FAX: 21 012 52 25 E-MAIL B2S@B2S.PT MCRC LISBOA 11492

Leia mais

Relatório de alterações efectuadas no sistema NetBusiness 2.0

Relatório de alterações efectuadas no sistema NetBusiness 2.0 Net Business Soluções de Software Standard * Contabilidade Geral, Analítica e Orçamental * Salários e Gestão de Recursos Humanos * Gestão de Imobilizado * Gestão de Contas Correntes * Gestão de Stocks

Leia mais

Gestix 5.0. Enquadramento. Comunicação documentos de transporte

Gestix 5.0. Enquadramento. Comunicação documentos de transporte Comunicação documentos de transporte Enquadramento De acordo com o disposto no Decreto-Lei n.º 198/2012 de 24 de agosto, os sujeitos passivos de IVA têm de comunicar os documentos de transporte emitidos

Leia mais

GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO. (Módulo da Entidade Parceira Exclusivamente Financiadora)

GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO. (Módulo da Entidade Parceira Exclusivamente Financiadora) ACÇÃO 4.2.2 REDES TEMÁTICAS DE INFORMAÇÃO E DIVULGAÇÃO GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO (Módulo da Entidade Parceira Exclusivamente Financiadora) União Europeia FEADER PRODER 1 INSTRUÇÕES PARA UMA CORRECTA

Leia mais

Facturação Guia do Utilizador

Facturação Guia do Utilizador Facturação Guia do Utilizador Facturação Como se utiliza 2 1 Como se utiliza Todas as opções do sistema estão acessíveis através do menu: ou do menu: O Menu caracteriza-se pelas seguintes funcionalidades:

Leia mais

PAINEL DE ADMINISTRADOR

PAINEL DE ADMINISTRADOR PAINEL DE ADMINISTRADOR IMPORTANTE: O Painel de administrador APENAS deverá ser utilizado pelo responsável do sistema. são: Nesta aplicação, poderá configurar todo o sistema de facturação. As opções do

Leia mais

OBRIGAÇÕES PARA DIA 1 DE JANEIRO DE 2013

OBRIGAÇÕES PARA DIA 1 DE JANEIRO DE 2013 WORKSHOP NOVAS REGRAS DE FACTURAÇÃO OBRIGAÇÕES PARA DIA 1 DE JANEIRO DE 2013 Marco Rodrigues Servicontabil Serviços de Contabilidade e Informática, Lda Ricardo Rodrigues Espaço Digital Informática e Serviços,

Leia mais

Sistema de Gestão WINTOUCH. Boletim técnico v2011

Sistema de Gestão WINTOUCH. Boletim técnico v2011 Sistema de Gestão WINTOUCH Boletim técnico v2011 Pág. 2 CERTIFICAÇÃO Pág. 3 De modo ir ao encontro das disposições definidas na Portaria 363/2010 de 23 de Junho, a versão 2011 incorpora um conjunto de

Leia mais

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6 MANUAL DO UTILIZADOR A informação contida neste manual, pode ser alterada sem qualquer aviso prévio. A Estratega Software, apesar dos esforços constantes de actualização deste manual e do produto de software,

Leia mais

JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas

JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas JURINFOR JURIGEST Facturação e Mapas Índice Índice 1. Facturação...1 1.1. Gestão de Notas de Honorários...2 1.1.1. Emitir uma Nota de Honorários...3 1.1.2. Consultar Notas de Honorários Emitidas... 18

Leia mais

Manual do Utilizador. Manual do Utilizador Modelo10 no sisgep. Data última versão: 16.02.2007 Versão : 1.2. Data criação: 26.02.

Manual do Utilizador. Manual do Utilizador Modelo10 no sisgep. Data última versão: 16.02.2007 Versão : 1.2. Data criação: 26.02. Manual do Utilizador Modelo10 no sisgep Manual do Utilizador Modelo10 no sisgep Data última versão: 16.02.2007 Versão : 1.2 Data criação: 26.02.2004 Faro R. Dr. José Filipe Alvares, 31 8005-220 FARO Telf.

Leia mais

Manual Upgrade para a Versão 8

Manual Upgrade para a Versão 8 Manual Upgrade para a Versão 8 Gabinete de Manutenção Informática Unipessoal, Lda. Rua Rui de Pina, 1B 2805-241 Almada Tel. 21 274 34 41 Fax. 21 274 34 43 www.gmi.co.pt * geral@gmi.mail.pt -1- Conteúdo

Leia mais

Manual Upgrade para a Versão 6

Manual Upgrade para a Versão 6 Manual Upgrade para a Versão 6 Gabinete de Manutenção Informática Unipessoal, Lda. Rua Rui de Pina, 1B 2805-241 Almada Tel. 21 274 34 41 Fax. 21 274 34 43 www.gmi.co.pt * geral@gmi.mail.pt -1- Conteúdo

Leia mais

Tudo o que precisa de saber

Tudo o que precisa de saber Pág. 1 de 10 Com a publicação, no passado mês de Agosto, dos Decretos-Lei n. os 197/2012 e 198/2012, várias e (bastante) substanciais foram as alterações introduzidas em matéria de regras a observar ao

Leia mais

Certificação AT Portaria 22-A/2012 Página 2 de 9

Certificação AT Portaria 22-A/2012 Página 2 de 9 Certificação AT Portaria 22-A/2012 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1 APLICABILIDADE... 4 1.2 IMPACTO DA INTRODUÇÃO DA LICENÇA CERTIFICADA EM SISTEMAS NÃO CERTIFICADOS... 4 1.3 ASSINATURA DE DOCUMENTOS EMITIDOS PELO

Leia mais

1. Introdução... 3 2. Principais pontos de Impacto das novas imposições Legais para 2013:... 3

1. Introdução... 3 2. Principais pontos de Impacto das novas imposições Legais para 2013:... 3 1. Introdução... 3 2. Principais pontos de Impacto das novas imposições Legais para 2013:... 3 3. Alterações por imposição legal ao funcionamento da aplicação WINOPT:... 3 3.1. Alertas / Avisos... 3 3.2.

Leia mais

Introdução. A comunicação dos elementos dos documentos de transporte pode ser realizada através de serviço telefónico automático, nos seguintes casos:

Introdução. A comunicação dos elementos dos documentos de transporte pode ser realizada através de serviço telefónico automático, nos seguintes casos: Introdução O novo regime de bens em circulação entrará em vigor no dia 1 de julho de 2013. A Portaria nº 161/2013, publicada a 23 de abril no Diário da República, veio regulamentar o modo de cumprimento

Leia mais

2) Em Configurações Designação dos Documentos poderá visualizar os tipos de documentos, antes e após a aplicação do Decreto-lei n.

2) Em Configurações Designação dos Documentos poderá visualizar os tipos de documentos, antes e após a aplicação do Decreto-lei n. GESTWARE Vendas \ Pontos de Venda 1) Devem ser criados novos Locais de Venda (tantos quantos os necessários para substituírem os actuais) tendo o cuidado de assinalar a opção [x] Documentos de acordo com

Leia mais

MDI Facturação Alterações Fiscais DL 197 e 198 de 24 de agosto de 2012

MDI Facturação Alterações Fiscais DL 197 e 198 de 24 de agosto de 2012 Introdução O conteúdo deste documento, por não ser uma descrição exaustiva, não invalida a consulta dos decretos-lei mencionados ou de qualquer informação complementar. Alterações fiscais Com efeito a

Leia mais

ZSRest. Manual Configuração. Permissões Empregados. V2011 - Certificado

ZSRest. Manual Configuração. Permissões Empregados. V2011 - Certificado Manual Configuração Permissões Empregados V2011 - Certificado 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Permissões Empregados/Operadores... 3 2 2. Introdução O presente manual foi criado com o objectivo de ajudar

Leia mais

Sumário. Obrigações e enquadramento fiscal decorrentes do exercício duma actividade empresarial. (síntese)

Sumário. Obrigações e enquadramento fiscal decorrentes do exercício duma actividade empresarial. (síntese) Obrigações e enquadramento fiscal decorrentes do exercício duma actividade empresarial (síntese) Sumário 1. Início de actividade 2. Enquadramento em sede de IRS 3. Enquadramento em sede de IVA 4. Obrigações

Leia mais

1. Passo-a-passo para validar as despesas no E-fatura. A partir deste ano, o contribuinte pode consultar on-line todas as deduções que

1. Passo-a-passo para validar as despesas no E-fatura. A partir deste ano, o contribuinte pode consultar on-line todas as deduções que Guia IRS 2015 E-Factura 1. Passo-a-passo para validar as despesas no E-fatura A partir deste ano, o contribuinte pode consultar on-line todas as deduções que vão constar no seu IRS referente ao ano de

Leia mais

Alteração do POC (Decreto de Lei nº. 35/2005) no sispoc

Alteração do POC (Decreto de Lei nº. 35/2005) no sispoc DOSPrinter Manual do Utilizador Alteração do POC (Decreto de Lei nº. 35/2005) no sispoc Data última versão: 20.03.2006 Versão : 1.1 Data criação: 01.03.2006 Faro R. Dr. José Filipe Alvares, 31 8005-220

Leia mais

Manual do utilizador da aplicação. MaisCondominio

Manual do utilizador da aplicação. MaisCondominio da aplicação MaisCondominio Este software destina-se a ser usado tanto por quem administra, apenas, um condomínio, como pelos profissionais, que administram vários condomínios. O MaisCondominio caracteriza-se

Leia mais

Relatório SHST - 2003

Relatório SHST - 2003 Relatório da Actividade dos Serviços de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho Relatório SHST - 2003 Programa de Recolha da Informação Manual de Operação Versão 1.0 DEEP Departamento de Estudos, Estatística

Leia mais

CIRCULAR DE 2011. Numa segunda parte chamaremos a atenção para alguns aspectos de índole contabilística. Aspectos de natureza fiscal

CIRCULAR DE 2011. Numa segunda parte chamaremos a atenção para alguns aspectos de índole contabilística. Aspectos de natureza fiscal CIRCULAR DE 2011 Das constantes alterações implementadas, tanto a nível fiscal como legal, através de circulares, fomos dando conhecimento, pelo menos, das que de uma forma directa ou indirectamente afectem

Leia mais

Quando extrair o ficheiro SAFT

Quando extrair o ficheiro SAFT Conheça o seu ficheiro SAFT Quando extrair o ficheiro SAFT A partir de Janeiro de 2014 muitas empresas que não eram obrigadas a utilizar software de faturação certificado passaram a ser, tendo assim de

Leia mais

PHC POS BENEFÍCIOS. _Fácil adaptação dos utilizadores, fácil aprendizagem. _Controlo total sobre valores e stocks da loja

PHC POS BENEFÍCIOS. _Fácil adaptação dos utilizadores, fácil aprendizagem. _Controlo total sobre valores e stocks da loja Com a solucão de POS da PHC, além de deter o controlo total sobre a actividade da loja, consegue que os utilizadores se adaptem rapidamente à solucão, dada a facilidade de utilizacão. PHC POS Controle

Leia mais

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação?

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Índice Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Como efectuar uma operação de confirmação de estimativas? Como aceder ao Serviço de Certificação

Leia mais

Termos e Condições da One.com v.09 Os seguintes termos são aplicáveis na One.com a partir de 1 de Setembro de 2015. 1. Subscrição:

Termos e Condições da One.com v.09 Os seguintes termos são aplicáveis na One.com a partir de 1 de Setembro de 2015. 1. Subscrição: Termos e Condições da One.com v.09 Os seguintes termos são aplicáveis na One.com a partir de 1 de Setembro de 2015. 1. Subscrição: Uma subscrição de um espaço web da One.com oferece acesso aos servidores

Leia mais

Avaliação do Desempenho do. Pessoal Docente. Manual de Utilizador

Avaliação do Desempenho do. Pessoal Docente. Manual de Utilizador Avaliação do Desempenho do Pessoal Docente Manual de Utilizador Junho de 2011 V6 Índice 1 ENQUADRAMENTO... 4 1.1 Aspectos gerais... 4 1.2 Normas importantes de acesso e utilização da aplicação... 4 1.3

Leia mais

Actualização. Versão 5.3.1

Actualização. Versão 5.3.1 Actualização Versão 5.3.1 Janeiro 2011 2 JURINFOR Rua de Artilharia 1, Nº 79 3º Dtº - 1250-038 LISBOA PORTUGAL 1 Índice 2 Facturação Certificada Conformidade de procedimentos... 4 2.1 Documentos Certificados...

Leia mais

As novas regras de Facturação para 2013 e o sistema PHC FX

As novas regras de Facturação para 2013 e o sistema PHC FX Perguntas mais frequentes sobre As novas regras de Facturação para 2013 e o sistema PHC FX Quais as empresas que estão obrigadas a enviar os elementos das Facturas à AT? As pessoas, singulares ou colectivas,

Leia mais

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES PARA 2013

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES PARA 2013 PRINCIPAIS ALTERAÇÕES PARA 2013 Índice CERTIFICAÇAO DOS PROGRAMAS DE FATURAÇAO... 3 DECRETO-LEI Nº 197/2012... 4 FATURAS... 5 PRAZO PARA EMISSÃO DAS FATURAS:... 5 ELEMENTOS E MENÇÕES EXIGÍVEIS NAS FATURAS...

Leia mais

Software-Global 1/11

Software-Global 1/11 Não esquecer que a senha do Administrador é ADMIN Botões do programa: Acesso ao Programa: O Acesso ao programa deve ser feito através do utilizador ADMINISTRADOR, que tem todas as permissões para gerir

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011 Manual Avançado Gestão de Stocks Local v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest FrontOffice... 4 4. Produto... 5 b) Activar gestão de stocks... 5 i. Opção: Faz gestão de stocks... 5 ii.

Leia mais

IBM SmartCloud para Social Business. Manual do Utilizador do IBM SmartCloud Engage e IBM SmartCloud Connections

IBM SmartCloud para Social Business. Manual do Utilizador do IBM SmartCloud Engage e IBM SmartCloud Connections IBM SmartCloud para Social Business Manual do Utilizador do IBM SmartCloud Engage e IBM SmartCloud Connections IBM SmartCloud para Social Business Manual do Utilizador do IBM SmartCloud Engage e IBM SmartCloud

Leia mais

FAQ s para os Administradores do Sistema

FAQ s para os Administradores do Sistema FAQ s para os Administradores do Sistema Este documento disponibiliza FAQ s sobre vários temas. Clique sobre o tema que lhe interessa para aceder às respetivas FAQ s. FAQ s sobre a credenciação do Administrador

Leia mais

Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano

Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano ÍNDICE PASSAGEM DE DADOS / FECHO DE ANO... 1 Objectivo da função... 1 Antes de efectuar a Passagem de dados / Fecho de Ano... 1 Cópia de segurança da base de

Leia mais

INSTRUÇÕES VERSÃO 7.01

INSTRUÇÕES VERSÃO 7.01 GESTWARE Administrador do Sistema Nº Série / Código de Activação passam a ser 6 grupos de 7 caracteres ('0' a '9' e 'A' a 'Z' excepto 'B', 'O', 'Q' e 'U') As aplicações apenas correm se devidamente licenciadas.

Leia mais

Novo Regime dos Bens em Circulação. Teresa Lima e Pedro Veiga Inspetores Tributários Direção de Finanças de Viana do Castelo. 21 de maio de 2013

Novo Regime dos Bens em Circulação. Teresa Lima e Pedro Veiga Inspetores Tributários Direção de Finanças de Viana do Castelo. 21 de maio de 2013 Novo Regime dos Bens em Circulação Ação Promovida pela AEPL 21 de maio de 2013 Teresa Lima e Pedro Veiga Inspetores Tributários Direção de Finanças de Viana do Castelo Regime dos Bens em Circulação (RBC)

Leia mais

ZSRest. Manual de Configuração ZSPDA. V2011-Certificado

ZSRest. Manual de Configuração ZSPDA. V2011-Certificado Manual de Configuração ZSPDA V2011-Certificado 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Pré-requisitos... 3 a) Base de dados... 3 b) Firewall... 3 c) Licença... 3 d) Rede sem fios... 3 e) PDA... 4 4. ZSPDA Interface...

Leia mais

As novas regras de facturação para 2013 Novidades no Software PHC CS. Principais alterações em todas as gamas da versão 2013 do PHC CS.

As novas regras de facturação para 2013 Novidades no Software PHC CS. Principais alterações em todas as gamas da versão 2013 do PHC CS. As novas regras de facturação para 2013 Novidades no Software PHC CS Principais alterações em todas as gamas da versão 2013 do PHC CS. Índice 1. Documentos que deixam de ser utilizados... 3 2. Factura

Leia mais

IFFIRE. Ifthen Software Rua S. José, 757 4535-404 Sta Maria Lamas. tel +351 227 459 324 fax +351 227 459 006

IFFIRE. Ifthen Software Rua S. José, 757 4535-404 Sta Maria Lamas. tel +351 227 459 324 fax +351 227 459 006 IFFIRE Instruções para envio de ficheiro SAFT-PT versão 1.0 Ifthen Software Rua S. José, 757 4535-404 Sta Maria Lamas tel +351 227 459 324 fax +351 227 459 006 info@ifthensoftware.com suporte@ifthensoftware.com

Leia mais

Documento de actualização funcional. Refª JURI-DEV-20121221-v1

Documento de actualização funcional. Refª JURI-DEV-20121221-v1 Documento de actualização funcional Refª JURI-DEV-20121221-v1 21 de Dezembro de 2012 Índice 1 Certificação com envio de ficheiro SAFT-PT para AT... 3 1.1 Sobre a Certificação... 3 1.2 Novas regras para

Leia mais

Alterações ao Gestor de Documentos

Alterações ao Gestor de Documentos Procuraremos neste documento descrever algumas das alterações mais significativas implementadas na versão 3.5 do Gestor de Documentos, principalmente no que respeita às modificações a implementar por força

Leia mais

Regime de IVA de Caixa

Regime de IVA de Caixa Regime de IVA de Caixa Versão 1.4 maio de 2014 (Última atualização a 05.05.2014) Índice Índice... 2 Introdução... 3 Notas prévias... 4 Configurações Gerais... 4 Administrador...4 ERP PRIMAVERA...8 Perfis

Leia mais

GeoMafra SIG Municipal

GeoMafra SIG Municipal GeoMafra SIG Municipal O projecto GeoMafra constitui uma ferramenta de trabalho que visa melhorar e homogeneizar a qualidade dos serviços prestados pela autarquia. O seu novo ambiente de trabalho optimiza

Leia mais

Depois de instalado o software Gestix 5.0 Certificado AT o sistema fica pronto para comunicar as guias de transporte.

Depois de instalado o software Gestix 5.0 Certificado AT o sistema fica pronto para comunicar as guias de transporte. Comunicação documentos de transporte Gestix 5.0 Depois de instalado o software Gestix 5.0 Certificado AT o sistema fica pronto para comunicar as guias de transporte. É Facil e rapido. Comunicação dos Documentos

Leia mais

PRIMAVERA EXPRESS: Funcionalidades do Produto

PRIMAVERA EXPRESS: Funcionalidades do Produto PRIMAVERA EXPRESS: Funcionalidades do Produto Como efetuo a mudança de ano do Ponto de Venda? No Programa Express aceda a Tabelas Pontos de Venda Postos de Venda abrir o separador Movimentos Caixa e: -

Leia mais

Para aceder ao Portal das Finanças e validar ou confirmar as facturas deverão seguir o seguinte caminho:

Para aceder ao Portal das Finanças e validar ou confirmar as facturas deverão seguir o seguinte caminho: Dedução de despesas IRS 2015 A partir de 2015 as despesas dedutíveis à colecta de IRS, que agregam as despesas com todos os membros do agregado familiar, incluindo os filhos, exigem uma observância rigorosa

Leia mais

Comunicação documentos de transporte AT via Webservice Singest Sistema Integrado de Gestão. 22-05-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software

Comunicação documentos de transporte AT via Webservice Singest Sistema Integrado de Gestão. 22-05-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software Comunicação documentos de transporte AT via Webservice 22-05-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software I. Índice I. Índice... 1 II. Introdução... 2 III. Configuração de documentos de transporte...

Leia mais

Janeiro 2013 v1.2/dbg

Janeiro 2013 v1.2/dbg DBGEP Alteraço es para 2013 Janeiro 2013 v1.2/dbg Introdução... 3 Faturação... 4 Alterações legislativas... 4 Alterações no software... 5 A Subsídios e Propinas... 5 F - Faturação... 7 Processamento de

Leia mais

Certificação facturação

Certificação facturação NOVAS REGRAS DE FACTURAÇÃO Formador: Maria Mestra Carcavelos, Janeiro de 2013 SEDE AVª General Eduardo Galhardo, Edificio Nucase, 115 2775-564 Carcavelos tel. 214 585 700 fax. 214 585 799 www.nucase.pt

Leia mais

Rentabilize a sua assistência pós-venda e, em simultâneo, surpreenda os seus clientes com o seu profissionalismo

Rentabilize a sua assistência pós-venda e, em simultâneo, surpreenda os seus clientes com o seu profissionalismo PHC Suporte CS DESCRITIVO O PHC Suporte CS permite a qualquer empresa com assistência a clientes pós-venda, gerir todo o seu parque instalado, a actividade de suporte ao público e a performance e produtividade

Leia mais

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest/ZSPos FrontOffice... 4 4. Produto... 5 Activar gestão de stocks... 5 5. Armazém... 7 a) Adicionar Armazém... 8 b) Modificar Armazém... 8 c)

Leia mais

GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO. GESTÃO DA MEDIDA 511 Assistência Técnica FEADER

GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO. GESTÃO DA MEDIDA 511 Assistência Técnica FEADER GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO GESTÃO DA MEDIDA 511 Assistência Técnica FEADER Outubro 2010 INSTRUÇÕES PARA UMA CORRECTA UTILIZAÇÃO DO FORMULÁRIO Funcionamento genérico Os formulários estão disponíveis

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: nº 14 do art. 29º; 36º. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: nº 14 do art. 29º; 36º. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA nº 14 do art. 29º; 36º Auto Facturação - Facturas elaboradas pelo adquirente dos bens e/ou serviços, em nome e por conta do fornecedor. Processo: nº 2791,

Leia mais

CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 14 1999 27

CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 14 1999 27 CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 14 1999 27 3 - MANUAL DO UTILIZADOR Diogo Mateus 3.1. REQUISITOS MÍNIMOS * Computador Pessoal com os seguintes Programas * Microsoft Windows 95 * Microsoft Access 97 A InfoMusa

Leia mais

Manual Atualização 4.2 Singest Restauração. 15-10-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software, Lda

Manual Atualização 4.2 Singest Restauração. 15-10-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software, Lda Singest Restauração 15-10-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software, Lda Introdução A versão 4.2 do Singest foi lançada de forma a responder às obrigatoriedades legais impostas pelo Decreto-lei 71/2013,

Leia mais

Gestix Manual de Utilizador

Gestix Manual de Utilizador Gestix Manual de Utilizador Gestix.com Aceder ao menu Gestix Para abrir o programa utilize o atalho no menu Programas/Aplicativos do seu computador. Para aceder aos menus de operação do Gestix é necessário

Leia mais

MANUAL DE FUNDO DE MANEIO

MANUAL DE FUNDO DE MANEIO MANUAL DE FUNDO DE MANEIO REV01/2014 ÍNDICE I. Apresentação... 3 II. Enquadramento legal... 3 III. Fundo de Maneio - Notas Explicativas... 4 IV. Criação de Fundo de Maneio... 6 V. Reposição de Fundo de

Leia mais

Alterações fiscais Julho 2013. Boletim técnico

Alterações fiscais Julho 2013. Boletim técnico Alterações fiscais Julho 2013 Boletim técnico ÍNDICE Conteúdo ÍNDIC E... 2 Introdução... 3 Pré-requisitos... 3 Recomendações... 3 PORTAL DAS FIN ANÇAS... 4 WGES... 5 Configuração... 5 Envio dos documentos...

Leia mais

Manual Atualização 4.2 Singest POS Touch. 15-10-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software, Lda

Manual Atualização 4.2 Singest POS Touch. 15-10-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software, Lda 15-10-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software, Lda Introdução A versão 4.2 do Singest foi lançada de forma a responder às obrigatoriedades legais impostas pelo Decreto-lei 71/2013, que regulamenta

Leia mais

Princalculo Contabilidade e Gestão

Princalculo Contabilidade e Gestão COMUNICAÇÃO EXTERNA Junho/2013 REGIME DOS BENS EM CIRCULAÇÃO A obrigação é a partir de quando? 1 de Julho de 2013 Quem está obrigado? Os que no ano anterior tiveram um volume de negócios superior a 100.000

Leia mais

VERTENTE GESTÃO GLOBAL DE FICHEIROS E ADC S

VERTENTE GESTÃO GLOBAL DE FICHEIROS E ADC S VERTENTE GESTÃO GLOBAL DE FICHEIROS E ADC S PROCEDIMENTOS INICIAIS Opção Utilitários/Selecção de Empresas Em primeiro lugar deverá seleccionar e parametrizar quais as Empresas que irão utilizar o aplicativo.

Leia mais

Manual de candidatura por via electrónica

Manual de candidatura por via electrónica 2 Concursos de Pessoal Docente regulados pelo Decreto Legislativo Regional n.º /2009/M de de Junho. Ano Escolar 2009/2010 Manual de candidatura por via electrónica É essencial que leia este manual antes

Leia mais

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária)

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) http://curriculum.degois.pt Março de 2012 Versão 1.5 1 Introdução O objectivo deste guia é auxiliar o utilizador

Leia mais

Migração para a versão 4.3.0. Português

Migração para a versão 4.3.0. Português Migração para a versão 4.3.0 Português Contents Migração para a versão 4.3.0... 3 1. Actualização da aplicação... 3 1.1- Para actualizar o Backoffice devem ser copiados/substituídos os seguintes ficheiros:

Leia mais

Adenda ao Manual. Versão 3.90

Adenda ao Manual. Versão 3.90 Adenda ao Manual Versão 3.90 Copyright Esta adenda foi elaborada pela itbase soluções informáticas S.A., ( itbase ), tendo sido redigido ao abrigo do novo acordo ortográfico. Esta adenda é entregue aos

Leia mais

Avisos do Banco de Portugal. Aviso nº 2/2007

Avisos do Banco de Portugal. Aviso nº 2/2007 Avisos do Banco de Portugal Aviso nº 2/2007 O Aviso do Banco de Portugal nº 11/2005, de 13 de Julho, procedeu à alteração e sistematização dos requisitos necessários à abertura de contas de depósito bancário,

Leia mais

www.sysdevsolutions.com Driver Eticadata Versão 1.0 de 07-03-2011 Português

www.sysdevsolutions.com Driver Eticadata Versão 1.0 de 07-03-2011 Português Driver Eticadata Versão 1.0 de 07-03-2011 Português Índice Configuração dos documentos no Backoffice.... 3 Driver ERP Eticadata... 5 Configurações principais... 5 Configurações do vendedor... 6 Configurações

Leia mais

Nota introdutória. Glossário

Nota introdutória. Glossário Nota introdutória Este documento propõe-se ser uma ferramenta com instruções e informação, que permitam aos beneficiários, conhecer os encargos que foram apurados para a declaração de IRS, no seguimento

Leia mais

1. Lançamento em Contas Bancárias Liquidação de Clientes

1. Lançamento em Contas Bancárias Liquidação de Clientes Título: MÓDULO DE GESTÃO DE BANCOS & CONTROLO LETRAS Pag.: 1 Módulo Gestão Contas Bancárias O módulo Gestão de Contas Bancárias, tem como principal objectivo, permitir ao utilizador saber num exacto momento,

Leia mais

Conheça o seu ficheiro SAFT

Conheça o seu ficheiro SAFT Conheça o seu ficheiro SAFT Quando extrair o ficheiro SAFT A partir de 2013, passa a ser obrigatória a transmissão periódica do ficheiro SAFT às Finanças. Antes de 2013, a Lei exigia o SAFT para fins de

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR

MANUAL DO UTILIZADOR ÁREA RESERVADA MANUAL DO UTILIZADOR OUTUBRO 2015 Manual INDICE Introdução 5 Âmbito 4 Acesso Página Inicial Menu Encomenda Submenu Encomenda de Produtos TOP Produtos da Semana Pesquisa de Produtos Adição

Leia mais

Salários Ver 3.6. - Criação de um novo Tipo de Desconto - I.R.S. Sobretaxa Extraordinária (cálculo de 2013)

Salários Ver 3.6. - Criação de um novo Tipo de Desconto - I.R.S. Sobretaxa Extraordinária (cálculo de 2013) Salários Ver 3.6 Em virtude das alterações à legislação decorrentes do orçamento de estado para 2013 a Cigest e a MTC Informática produziram uma nova versão do sistema de salários que contempla essas alterações.

Leia mais

Pré-Analisador SAFT-PT EnterpriseSnap

Pré-Analisador SAFT-PT EnterpriseSnap Pré-Analisador SAFT-PT EnterpriseSnap Tendo em conta que a grande maioria das aplicações Enterprisesnap contém dados com anos de histórico e existindo hoje regras de obrigatoriedade que não se aplicavam

Leia mais

SAFT para siscom. Manual do Utilizador. Data última versão: 07.11.2008 Versão: 1.01. Data criação: 21.12.2007

SAFT para siscom. Manual do Utilizador. Data última versão: 07.11.2008 Versão: 1.01. Data criação: 21.12.2007 Manual do Utilizador SAFT para siscom Data última versão: 07.11.2008 Versão: 1.01 Data criação: 21.12.2007 Faro R. Dr. José Filipe Alvares, 31 8005-220 FARO Telf. +351 289 899 620 Fax. +351 289 899 629

Leia mais

Perguntas e Respostas via WebCast Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC

Perguntas e Respostas via WebCast Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas e Respostas via WebCast Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC PERGUNTAS VIA WEB CAST: Dado que vamos ter necessariamente durante o período de transição que efectuar lançamentos manuais na contabilidade,

Leia mais

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET MANUAL DO UTILIZADOR WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET 1. 2. PÁGINA INICIAL... 3 CARACTERÍSTICAS... 3 2.1. 2.2. APRESENTAÇÃO E ESPECIFICAÇÕES... 3 TUTORIAIS... 4 3. DOWNLOADS... 5 3.1. 3.2. ENCOMENDAS (NOVOS

Leia mais

Guia de Utilização Gestão de Mensagens Fornecedor Janeiro 2010 PLATAFORMA ELECTRÓNICA VORTAL

Guia de Utilização Gestão de Mensagens Fornecedor Janeiro 2010 PLATAFORMA ELECTRÓNICA VORTAL Guia de Utilização Gestão de Mensagens Fornecedor Janeiro 2010 PLATAFORMA ELECTRÓNICA VORTAL Índice Novo Serviço de Gestão de Mensagens... 3 Criar Mensagens... 4 Layout Criar Mensagens... 4 Processo Criar

Leia mais

Manual do Fénix. Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso. Candidatura Online para o 2.

Manual do Fénix. Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso. Candidatura Online para o 2. Manual do Fénix Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso Candidatura Online para o 2. º Ciclo SI (Versão 1.0) Maio 2011 Este manual tem como objectivo auxiliar na

Leia mais

Manual do Utilizador GESTFOR Gestão da Formação

Manual do Utilizador GESTFOR Gestão da Formação Manual do Utilizador GESTFOR Gestão da Formação 1. INTRODUÇÃO...1 2. MÓDULO DE GESTÃO...2 2.1. ENTIDADES...3 2.1.1. TERCEIROS...4 2.1.1.1. CONSULTAR OS TERCEIROS...4 2.1.1.2. CRIAR UM TERCEIRO...5 2.1.1.3.

Leia mais

Migração da Versão 4.0 para a Versão 4.1 do MSS. Versão 1.0 de 08-03-2012. Português

Migração da Versão 4.0 para a Versão 4.1 do MSS. Versão 1.0 de 08-03-2012. Português Versão 1.0 de 08-03-2012 Português www.sysdevsolutions.com Migração da versão 4.0 para a versão 4.1 do MSS NOTA: Antes de executar qualquer operação, é aconselhado que faça a exportação de todos os documentos

Leia mais

APOSTILA DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER

APOSTILA DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER APOSTILA DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER A integração de dados do Controller com a contabilidade, seja com o sistema Contábil ou com qualquer outro sistema, é feita através de lotes. Os lançamentos seguem a estrutura

Leia mais

GUIA RÁPIDO SUBMISSÃO DO FICHEIRO SAF-T PT

GUIA RÁPIDO SUBMISSÃO DO FICHEIRO SAF-T PT GUIA RÁPIDO SUBMISSÃO DO FICHEIRO SAF-T PT GUIA DE APOIO À SUBMISSÃO DO FICHEIRO SAF-T PT (STANDARD AUDIT FILE FOR TAX PURPOSES PORTUGUESE VERSION) ATRAVÉS DO PORTAL DAS FINANÇAS / E-FACTURA DATA DE ELABORAÇÃO:

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PLATAFORMA DE INSCRIÇÕES ONLINE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PLATAFORMA DE INSCRIÇÕES ONLINE A época de 2012/2013 terá um novo recurso para a Filiação e Inscrições em Provas para os Clubes, Equipas e Agentes Desportivos, tendo sido criada para o efeito uma nova Plataforma de Inscrições Online.

Leia mais

Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC

Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas do RoadShow Mais PHC O novo SNC O que é necessário para produzir a demonstração de fluxos de caixa pelo método directo (único aceite a

Leia mais

Certidão Permanente. Manual de Procedimentos

Certidão Permanente. Manual de Procedimentos Certidão Permanente Manual de Procedimentos Procedimentos da Certidão Permanente On-line Sim 2. Elaborar Pedido de Subscrição 1. Autenticar apresentante / Login 1.1. Subscrição da Certidão? 4. Efectuar

Leia mais

ASSUNTO: Certificação de Organizações de Formação do pessoal do controlo de tráfego aéreo, prevista na Lei n.º 6/2009, de 29 de Janeiro

ASSUNTO: Certificação de Organizações de Formação do pessoal do controlo de tráfego aéreo, prevista na Lei n.º 6/2009, de 29 de Janeiro INSTITUTO NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL, I.P. C I R C U L A R D E I N F O R M A Ç Ã O A E R O N Á U T I C A PORTUGAL INFORMAÇÃO AERONÁUTICA Aeroporto da Portela / 1749-034 Lisboa Telefone: 21 842 35 02 / Fax:

Leia mais

PHC Pessoal BENEFÍCIOS. _Automatização total de processos. _Mapas legais e obrigatórios. _Simulação de vencimentos. _Tratamento de recibos verdes

PHC Pessoal BENEFÍCIOS. _Automatização total de processos. _Mapas legais e obrigatórios. _Simulação de vencimentos. _Tratamento de recibos verdes PHCPessoal DESCRITIVO O módulo de Pessoal contempla totalmente as necessidades relativas à gestão de funcionários, processamento de vencimentos, férias, faltas e mapas legais, e está acompanhado de inúmeras

Leia mais

Enquadramento Fiscal dos Advogados em. sede de IRS, IVA e segurança social

Enquadramento Fiscal dos Advogados em. sede de IRS, IVA e segurança social Enquadramento Fiscal dos Advogados em sede de IRS, IVA e segurança social Fiscalidade IVA / IRS / Segurança social Março 2015 1 IAE -Instituto dos Advogados de Empresa da Ordem dos Advogados 1 Formas de

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento

Leia mais

HOTELARIA SOLUÇÃO PARA O CONTROLO DA LEGISLAÇÃO. Destinatários. Benefícios

HOTELARIA SOLUÇÃO PARA O CONTROLO DA LEGISLAÇÃO. Destinatários. Benefícios HOTELARIA Destinatários Todas as empresas de Hotelaria e Turismo Empresas certificadas ( ISO 9001 ) Todas as empresas que actuam na fileira do Turismo (Restauração e Bebidas, Habitação Periódica, Animação

Leia mais

Manual técnico da Registadora SAM4S SPS-530. Versão: 1.0.1 Nº de actualizações: 1

Manual técnico da Registadora SAM4S SPS-530. Versão: 1.0.1 Nº de actualizações: 1 Manual Técnico da Registadora SAM4S SPS-530 Manual técnico da Registadora SAM4S SPS-530 Versão: 1.0.1 Nº de actualizações: 1 2 Índice 3 Configuração de dispositivos... 4 SAM4S Mux... 6 SAM4S Gaveta...

Leia mais

GUIA DO UTILIZADOR Cartão BPI Prémio

GUIA DO UTILIZADOR Cartão BPI Prémio GUIA DO UTILIZADOR Cartão BPI Prémio Índ ce 1. O Cartão BPI Prémio... 2 2. Precauções a ter com o seu Cartão BPI Prémio... 2 3. O que fazer em caso de perda, furto, roubo ou extravio do cartão... 3 4.

Leia mais

IVA. Esclarecimentos sobre o Preenchimento do Modelo 106. e respetivos anexos. Perguntas frequentes:

IVA. Esclarecimentos sobre o Preenchimento do Modelo 106. e respetivos anexos. Perguntas frequentes: IVA Esclarecimentos sobre o Preenchimento do Modelo 106 e respetivos anexos Perguntas frequentes: PERG: O que é o novo modelo 106? RESP: É a declaração periódica mensal que demonstra o valor acrescentado

Leia mais

Manual Atualização 4.2 Singest Faturação. 04-10-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software, Lda

Manual Atualização 4.2 Singest Faturação. 04-10-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software, Lda Singest Faturação 04-10-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software, Lda Introdução A versão 4.2 do Singest foi lançada, de forma a responder às obrigatoriedades legais impostas pelo decreto de lei 71/2013,

Leia mais