hardwarecar.com.br 1 Tecla para acionamento do freio de largada e Reset dos cronômetros e Mapas. 4 Teclas para navegação e programações.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "hardwarecar.com.br 1 Tecla para acionamento do freio de largada e Reset dos cronômetros e Mapas. 4 Teclas para navegação e programações."

Transcrição

1

2 Tecla para acionamento do freio de largada e Reset dos cronômetros e Mapas. 4 Teclas para navegação e programações. A saída do chicote esta localizada na parte traseira ou inferior do. hardwarecar.com.br 1

3 . Ao ligar o equipamento mostra na tela a apresentação do produto. Em seguida abre e fica na tela do Computador de bordo. ST = Estágio do modo selecionado Veloc = Velocidade Km/h TPS = Abert. Borbol. Em Vcc RPM = Rotação do Motor Nesta Linha mostra em tempo real os 3 valores de: -Velocidade -Abert. Do Borboleta -Rotação do Motor Nesta Linha mostra os Máximos dos 3 valores. Cronômetro 1 Neste Cronômetro mostra o tempo dos 60 pés. Cronômetro 2 Neste Cronômetro mostra o tempo dos 100m. Cronômetro 3 Neste Cronômetro mostra o tempo dos 201m. Importante: Para mostrar no computador de bordo a Velocidade, e os tempos nos três cronômetros tem que ter o sensor na roda não Tracionada. hardwarecar.com.br 2

4 Índice: Computador de Bordo:...2 Informações Técnicas:...4 Funcionamento do Nitro Ativo:...5 Configuração dos Sensores:...6 Configurações do Nitro:...7 Segurança na injeção do Nitro:...8 Injeção de Nitro por MODO selecionado:...9 e 10 Correção do Nitro por Destracionamento:...11 Ativação e Desativação do Freio:...12 e 13 Instalação Line Lock :...14 Acionamento do Para Quedas:...15 Mecanismo do Para Quedas:...16 Sensores de Velocidade:...16 Aquecimento de Pneus:...17 Preparando-se para Arrancar:...17 Parando o Carro Após a Arrancada:...18 Descrição do Chicote:...19 Diagrama de instalação Elétrica:...20 e 21 hardwarecar.com.br 3

5 Informações Técnicas Funções: -Frear o carro no alinhamento para arrancada -Mapear o Acionamento do Nitro: -Por velocidade (a cada 10Km/h até 300Km/h, sendo 30 Estágios) -Por pulso (5 Estágios) -Por Marcha (5 Estágios) -Por Tempo (a cada 500mS até 15 seg. sendo 30 Estágios) -Por RPM (a cada 200RPM de 2000 até 8000RPM) -Alterar a injeção de Nitro para corrigir o destracionamento. -Disparar abertura automática de para quedas. -Computador de Bordo -Informa a Velocidade instantânea e máxima -Informa Abertura da Borboleta instantânea e máxima -Informa Rotação do Motor instantânea e máxima -Informa tempo de 60 pés, 100m, 201m e 402m (4 cronômetros) Botão no painel do equipamento: -Ativa o freio -Reset para os cronômetros -Reset para os Mapas -Aciona o Two Step. Sensor na roda tracionada: -Libera o freio na largada -Dispara os 4 cronômetros -Dispara o cronômetro da contagem do Mapa de injeção de Nitro por tempo -Informa Velocidade da roda para comparativo do controle de tração Sensor na roda não tracionada -Mede a distância percorrida para Mapa injeção de Nitro por velocidade -Mede a distância percorrida para os 4 cronômetros -Mede a velocidade da roda para velocímetro e para comparativo do controle de tração -Mede a distância percorrida e velocidade para disparo da abertura do Para Quedas Interruptor externo 1 (Fio BR, mais detalhes na pag. 12) -Ativa ou libera o freio da arrancada (caso não utilize o sensor de Velocidade). -Dispara o cronômetro por tempo (caso não utilize o sensor de Velocidade). Interruptor externo 2 (Fio BR/AZ) -Muda os estágios de Injeção de Nitro por pulsos (5 estágios ). -Muda os estágios de Injeção de Nitro por Marchas (5 marchas ). hardwarecar.com.br 4

6 Funcionamento do Nitro Ativo. Largada Através das Válvulas solenóides do Nitro O injeta para largada valor que foi selecionado com o freio ativado, após a largada ele entra no modo selecionado e vai alterando a Injeção de Nitro conforme os valores setados. Acionamento do freio para largada Vou dar dois exemplos mais comuns: Exemplo 1: -Instalar um solenóide de passagem na saída do cilindro mestre (Line Lock pág. 14). -Este solenóide tem passagem direta (N/A) do fluido de freio, isso indica que o freio irá funcionar normalmente. -Ao pisar no freio o fluido vai para a pinça ou cilindro de roda e freia a roda. -Ao pressionar com um toque o botão no painel do ou segurar pressionado um interruptor instalado no volante, este aciona uma saída que fecha a passagem do fluido pelo solenóide, mesmo soltando o pedal do freio o fluido não retorna e a roda fica freada. A liberação do freio é automática e pode ser de Três maneiras: 1-Através do sensor da roda Tracionada (que é a primeira que se movimenta). 2-Através de um sensor ou interruptor que é acionado ao soltar o pedal da embreagem 3- Soltando o interruptor instalado no volante (veja mais explicações na pág. 12). Exemplo 2: -Uma solenóide de tração Mecânica puxando o cabo do freio de mão e freando a roda. A liberação do freio é a mesma do exemplo 1: hardwarecar.com.br 5

7 Configuração dos Sensores das Rodas. -Observe a tela abaixo, a seta esta apontando para Config. Vel. -Com a tecla da Direita você entra na configuração de velocidade das rodas. -Para voltar tecla da esquerda. -Se clicar na tecla da direita entra na configuração de velocidade, aqui é configurado os dados da Roda Tracionada e não tracionada. -Com as teclas pra cima e pra baixo seleciona-se Tracionada ou não tracionada. Tecla direita entra na configuração da roda selecionada. -Para voltar tecla da esquerda. -Tecla direita seleciona os itens da tela abaixo -Com as Teclas pra cima e pra Baixo você altera os valores. -No campo Perímetro [m] deve ser digitada a distância que o Pneu percorre em uma volta completa (essa medida é em metros). -No campo N Dentes deve ser digitada a quantidade de dentes que irá passar na frente do sensor durante uma volta do pneu. -Para voltar tecla da esquerda. Repetir o procedimento acima para Roda tracionada, pois cada uma delas pode ter pneus de tamanhos diferentes e quantidade de dentes diferentes por volta. Importante comentar que independente do numero de dentes estes devem ter exatamente a mesma distância um do outro podendo ser configurado de 29 a 50 dentes, e, 1.50m a 2.50m a distância percorrida em uma volta do Pneu. hardwarecar.com.br 6

8 Configurações do Nitro. -Com as Teclas pra cima e pra Baixo seleciona-se uma das opções. -Observe a tela abaixo, a seta esta apontando para Config. Controle. -Com a tecla da Direita você entra na configuração do Nitro... -Para sair desta tela tecla da esquerda. -Se clicar na tecla da direita entra no ajuste inicial do Nitro -Com as teclas pra cima e pra baixo seleciona-se uma das opções. -Para voltar tecla da esquerda. -Com a tecla da direita selecione uma das opções abaixo. -Com as Teclas pra cima e pra Baixo você altera os valores. -O primeiro item NITRO B. On (Break On, Injeção de Nitro com o freio ativado). -Aqui é ajustado o valor de de injeção de Nitro na largada. -O segundo item Controle Por é selecionado de que modo será injetado o Nitro: -Por Velocidade com 30 estágios, um a cada 10 até 300Km/h. -Por Tempo com 30estágios, uma cada 500mS. -Por Pulso com 5 estágios, um a cada pulso. -Por Marcha com 5 estágios, um a cada troca de marcha. -Por Rotação com 30 estágios, um a cada 200RPM. -No Terceiro item selecione a quantidade de cilindros do Motor. Veja nas próximas páginas os exemplos... hardwarecar.com.br 7

9 Segurança para Injetar o Nitro somente numa Situação Definida Com as Teclas pra cima e pra Baixo seleciona-se uma das opções. -Observe a tela abaixo, a seta esta apontando para Ativação. -Com a tecla da Direita você entra na função que esta selecionada... -Para sair desta tela tecla da esquerda. -Com a tecla da direita selecione uma das opções abaixo. -Com as Teclas pra cima e pra Baixo você altera os valores. -O primeiro item TPS > (Vcc) Ajuste aqui um valor de Tensão do TPS, o Nitro será acionado somente acima deste Valor. -O segundo item Rotação Min Ajuste aqui um valor de Rotação, o Nitro será acionado acima desta Rotação. -O Terceiro item Rotação Max Ajuste aqui um valor de Rotação, o Nitro será Desligado acima desta Rotação. Importante: Para acontecer o acionamento do Nitro tem que abrir a borboleta até o valor definido no TPS, mas mesmo assim só irá acionar se a rotação estiver dentro da faixa definida, ou seja, tem que haver o cruzamento dos valores selecionados, isso também é valido para a arrancada com freio ativado. hardwarecar.com.br 8

10 Injeção de Nitro por Modo selecionado. Importante: O estagio do modo selecionado é mostrado na tela principal do. -Com as teclas pra cima e pra baixo seleciona-se uma das opções. -Se clicar na tecla da direita entra no ajuste da injeção de Nitro com o modo selecionado anteriormente -Para voltar tecla da esquerda. Injeção de Nitro por Velocidade -Com as teclas da direita e esquerda seleciona-se a Velocidade de 10 a 300Km/h. -Com as teclas sobe e desce altera-se o valor da injeção de Nitro a cada 10Km/h. -Para Sair desta tela mantenha pressionada a tecla da esquerda. Deste Modo o Nitro vai Injetando conforme a velocidade do carro e o valor do mapa. Injeção de Nitro por Tempo -Com as teclas da direita e esquerda seleciona-se o tempo de 0 a 15seg. -Com as teclas sobe e desce altera-se o valor da injeção de Nitro para cada 0,5 segundos (500mS). -Para Sair desta tela mantenha pressionada a tecla da esquerda. Deste Modo o Nitro vai Injetando conforme o Tempo de pista e o valor do mapa. hardwarecar.com.br 9

11 Injeção de Nitro por Pulso (Interruptor no volante Fio BR/AZ) -Com as teclas da direita e esquerda seleciona-se cada um dos 5 Estágios. -Com as teclas sobe e desce altera-se o valor da injeção de Nitro para cada Estagio. -Para Sair desta tela mantenha pressionada a tecla da esquerda. Deste Modo o Nitro vai Injetando conforme o acionamento do interruptor e o valor do mapa. Injeção de Nitro por Marcha ( 1 Interruptor de pressão na alavanca Fio BR/AZ) -Com as teclas da direita e esquerda seleciona-se cada uma das 5 marchas. -Com as teclas sobe e desce altera-se o valor da injeção de Nitro para cada Marcha. -Para Sair desta tela mantenha pressionada a tecla da esquerda. Deste Modo o Nitro vai Injetando conforme o acionamento do interruptor e o valor do mapa, sendo que é somente um interruptor, na posição da primeira marcha. Exemplo: -Ao engrenar a primeira marcha o interruptor deve estar pressionado (neste momento pressionar com um toque a Tecla do Freio no painel do ou manter pressionado o interruptor na direção(fio BR), isso zera o, aciona o freio e deixa-o em posição de largada). -Assim que puxar a alavanca ela libera o interruptor e muda para o segundo estágio, quando fizer a terceira marcha o interruptor é pressionado novamente e aciona o terceiro estágio, e quando puxa a alavanca ela libera novamente o interruptor e aciona o quarto estágio, quando fizer a quinta marcha o interruptor é pressionado novamente e aciona o quinto estágio. Injeção de Nitro por RPM -Com as teclas da direita e esquerda seleciona-se a Rotação de 2000 a 8000 RPM. -Com as teclas sobe e desce altera-se o valor da injeção de Nitro para a Rotação. -Para Sair desta tela mantenha pressionada a tecla da esquerda. Deste modo o nitro é acionado conforme a rotação do motor e o valor do mapa. hardwarecar.com.br 10

12 Correções do Nitro Por Destracionamento. -Com as Teclas pra cima e pra Baixo seleciona-se uma das opções. -Observe a tela abaixo, a seta esta apontando para Correção aut. -Com a tecla da Direita você entra na correção do Nitro... -Para sair desta tela tecla da esquerda. -Com a tecla da direita seleciona-se uma das opções. -Com as teclas sobe e desce altera-se o valor da opção selecionada. -Para Sair desta tela tecla da esquerda. Vamos ver item por item da tela (acima) de correção do Nitro Dest Perm = Destracionamento Máximo Permitido (5 a 200%). Aqui se ajusta o valor máximo permitido de escorregamento da roda Tracionada em relação à roda não tracionada. Exemplo: Em quanto o valor ajustado aqui não for ultrapassado não haverá nenhuma correção na injeção do Nitro, e o valor injetado irá obedecer o mapa que você montou, mas quando esse valor for ultrapassado inicia-se a correção da injeção do Nitro, o vai diminuir a injeção de Nitro para controlar o destracionamento, vejamos abaixo... Passo = Quanto altera a injeção de Nitro a cada correção (0 a 10 %). Esse valor determina em quanto % da injeção será diminuída por vez. Exemplo: Se o valor for 5% a cada correção feita a injeção será ajustada 5%. Atuação Máx = Valor máximo que você permite para ser diminuido da injeção de Nitro para corrigir o destracionamento (0 a 80%). Neste valor Limita-se até quanto da injeção de Nitro você permite que o controle diminua. Exemplo: Se o valor for 30%, mesmo que o Destracionamento continue maior que o valor permitido o só irá diminuir 30% da injeção de Nitro, aqui é o seu controle, você determina quanto que o pode diminuir na injeção do Nitro. Freqüência = quantidade de correções por segundo (5 a 30). Aqui determina-se quantas vezes por Segundo você quer que o controle seja feito Exemplo: Se o Valor é 10 HZ, vai fazer 10 correções em um Segundo, se a cada correção ele tira 3%, pode diminuir 30% em um segundo, sugerimos 10 HZ. hardwarecar.com.br 11

13 Ativação e Desativação do Freio. -Com as Teclas pra cima e pra Baixo seleciona-se uma das opções. -Observe a tela abaixo, a seta esta apontando para Line Lock. -Com a tecla da Direita você entra no ajuste do acionamento e liberação do freio. -Para sair desta tela tecla da esquerda. Importante: O freio pode ser acionado através da tecla de freio no painel do ou através do fio BR no chicote, este fio BR tem uma configuração, veja abaixo: -Com as teclas sobe e desce altera-se a opção. -Libera pressionando ou libera soltando (vela explicação a baixo). -Para Sair desta tela tecla da esquerda. Se deixar selecionado Libera Pressionando: 1-O freio só é ativado com um toque na tecla do freio no painel do. 2-O estagio do modo selecionado é zerado e os cronômetros são zerados também. 2-O freio será liberado e os cronômetros começam a contar ao movimentar a roda tracionada (se for instalado o sensor) ou, ao pressionar o interruptor ligado ao fio BR. Se deixar selecionado Libera Soltando: 1- O freio é ativado com um toque na tecla do freio no painel do, e também é ativado mantendo pressionado o interruptor do fio BR, que também zera o estagio do modo selecionado e os cronômetros. 2-O freio será liberado ao movimentar a roda tracionada (se for instalado o sensor) ou soltando o interruptor ligado ao fio BR. Continua na próxima página. hardwarecar.com.br 12

14 Essa é a tela principal... Ao pressionar com um toque a tecla do freio no painel do ou mantendo pressionado o interruptor na Direção (Fio BR veja pág. Anterior) irá: 1-Zerar os cronômetros 2-Ativar o freio 3-Zerar o estagio do modo de controle que foi definido 4-Controlar a injeção de Nitro para largada (NITRO B. On, ver pág. 7) 5-Ativar o Two Step. Lembre-se: Sempre que o freio for ativado, o Two Step pode ser ativado e desativado de modo automático, para fazer isso utilize o fio CZ que sai do pino 87 do relé do freio.neste fio sai positivo para acionar o Two Step das injeções Hardware. Simplicidade: Desta forma o piloto pode controlar varias funções com apenas um interruptor na Direção do carro. hardwarecar.com.br 13

15 Diagrama de instalação da válvula do freio. Saída do Cilindro Mestre Válvula Solenóide do Freio para Largada. Pinça de freio ou cilindro da roda Não Tracionada. A válvula solenóide do freio de arrancada é ligada em série (deve ser interrompido o cano do freio), ela interrompe a linha de passagem do fluido. Este sistema deixa o carro parado após o alinhamento. hardwarecar.com.br 14

16 Acionamento Automático do Para Quedas. -Com as Teclas pra cima e pra Baixo seleciona-se uma das opções. -Observe a tela abaixo, a seta esta apontando Para quedas. -Com a tecla da Direita você entra no ajuste para acionar o disparo do para quedas. -Para sair desta tela tecla da esquerda. -Com a tecla da direita seleciona-se uma das opções. -Com as teclas sobe e desce altera-se o valor da opção selecionada. -Para Sair desta tela tecla da esquerda. Disparo em 000m Digite a distância percorrida para acionar o disparo da abertura do para quedas. Velocidade sup 000 Km/h Digite aqui um valor de velocidade mínima para disparo da abertura do para quedas. Desativado / Ativado Se você vai utilizar esse recurso deve selecionar Ativado. Importante: O disparo do Para Quedas só acontecerá no cruzamento dos 3 valores: Exemplo: No momento que a Distância percorrida atingir o valor ajustado em metros... e a Velocidade for igual ou superior ao valor ajustado... e o sistema estiver ativado, será acionado o disparo de abertura. O sistema manual com alavanca deve continuar existindo no veículo, pois o piloto poderá precisar abrir o para quedas em situações diferentes, esse disparo pelo piloto pode ser elétrico ligado em paralelo com o. >2seg Testa Selecione essa função e mantenha pressionada a tecla da direita para acionar a saída e testar a abertura automática do Para Quedas. hardwarecar.com.br 15

17 Mecanismo para disparo Automático do Para Quedas. Solenóide de tração com capacidade para puxar ou empurrar a alavanca de abertura. Alavanca de abertura, deve continuar instalada. Este mecanismo é acionado pelo, ele também pode ser instalado perto do para quedas, use sua imaginação e desfrute deste recurso. Lembre-se, o para quedas é um componente de segurança do piloto, portanto faça com total perfeição a instalação do mecanismo e na ligação elétrica do Solenóide. Sensores de Velocidade 1-Usa-se um sensor atrás e um na frente. 2-A preferência é sempre utilizar os sensores originais do ABS, porque já está tudo pronto. 3-Mas é possível instalar sensores não sendo originais, veja o exemplo ao lado, nós fornecemos o sensor e o conversor, e você faz a instalação e adaptação. 4-A roda fônica pode ser feita na borda do disco de freio ou do tambor de freio, deve ter de 29 a 50 dentes divididos na mesma distância um do outro. 5-O suporte do sensor deve ser forte para não vibrar. 6-A folga entre o sensor e o dente da roda fônica é de 0,5 a 0,7mm. 7-Atenção, se a roda fônica for pequena, observe que a distância entre um dente e outro deve ser maior que o Diâmetro do sensor. hardwarecar.com.br 16

18 Aquecimento de Pneus pelo BURNOUT Sabemos que o corrige o destracionamento diminuindo automaticamente o nitro injetado para evitar o escorregamento do pneu, devido a isso você não consegue fazer o aquecimento de pneu, mas criamos uma função especial para este caso: 1-Mantenha pressionada a tecla pra Cima e pressione também a tecla do Freio... 2-Irá mostrar a tela abaixo... 3-Neste momento o sistema de injeção de nitro vai atuar conforme o modo selecionado, porem esta desativado o sistema de controle de tração, e desta forma o aquecimento de pneus pode ser feito normalmente... 4-Para desativar esta função pressione a tecla da esquerda. Preparando-se para Arrancar. 1- Alinhar o carro: Quando ascender as duas lâmpadas de alinhamento pisar forte no freio e pressionar com um toque a tecla no painel do ou manter pressionado o interruptor instado no volante (ver pág. 12): 1- Nesse momento o freio é acionado e mantém o carro parado. 2- Os Resets são ativados. 3-O corte para arrancada é ativado de modo automático (ver diagrama). 2- Largada: Você esta pronto para largada após o TPS e a Rotação do motor atingirem os valores ajustados inicia a injeção de nitro na largada (caso foi configurado B. On, ver pág. 7) e o limitador de giro também pode estar sendo ativado para segurar o motor numa rotação definida. 1- Quando a Luz verde ascender é hora de largar. 2-O freio será liberado (pelo sensor na roda Tracionada, ou pelo interruptor na embreagem ou soltando o interruptor no volante, isso você define ao fazer a instalação e ajuste do ). 3-O Corte de giro para arrancada será desativado de modo automático. 4-Inicia-se a contagem dos cronômetros (se tiver sensor na Roda não tracionada). 5-Inicia-se o controle da injeção do Nitro pelo modo que foi definido. 6- Inicia-se a contagem da Distância e Velocidade para disparo automático do para quedas (se tiver sensor na Roda não tracionada). 3- Após o carro arrancar : 1-O entra no mapa de injeção de nitro que foi definido e vai alterando a quantidade de Nitro conforme o valor ajustado em cada posição do mapa. 2-Fica monitorando o Destracionamento e conferindo com o valor permitido de Destracionamento, assim que esse valor for ultrapassado ele baixa a quantidade de Nitro para evitar perda de velocidade por escorregamento. hardwarecar.com.br 17

19 Parando o Carro após a Largada. Freada: O disparo automático do para quedas foi acionado (se foi habilitado e tiver sensor na roda não tracionada). Você passou a reta acelerando e agora pode ver os seguintes valores no computador de bordo (detalhes na pag. 2). 1-Estagio do modo selecionado 2-Velocidade Máxima 3-Abertura Máxima da Borboleta 4-Tempo dos 60 pés 5-Tempo dos 100m 6-Tempo dos 201m 7-Tempo dos 402m Detalhe: Mantenha pressionada a tecla pra cima e pressione também a tecla pra baixo, irá mostrar os quatro Cronômetros conforme a imagem abaixo. hardwarecar.com.br 18

20 Descrição do Chicote. Pino 1 = VM Alimentação positiva pós chave. Pino 2 = PT Alimentação Negativa do circuito. Pino 3 = BR Ativação e Liberação do freio e disparo dos cronômetros: Esse fio branco quando recebe positivo tem duas funções (ver pág. 12). Pino 4 = VM Cabo blindado entrada de sinal de velocidade da roda não tracionada. Pino 5 = VM Cabo blindado entrada de sinal de velocidade da roda tracionada. Pino 6 = PT Negativo flutuante para os sensores de velocidade indutivos e originais do freio ABS. Esse negativo não pode e não deve ser aterrado, não pode ser utilizado para nenhuma outra finalidade, deve ser ligado somente no sensor indutivo do freio ABS. Pino 7 = AM Entrada de sinal do TPS, ligar não sinal do TPS. Pino 8 = BR/AZ Entrada de pulso positivo para acionamento dos estágios de injeção de Nitro: A mudança de estágios feita por esta entrada é mostrada na tela principal com a sigla ST. Essa entrada só deve ser utilizada: -Se for selecionado injeção de Nitro por Marcha, um interruptor na alavanca de marcha. Exemplo: Ao engrenar a primeira marcha o interruptor deve estar pressionado, neste momento pressionar a Tecla do Freio no painel do, assim que puxar a alavanca ela libera o interruptor e muda para o segundo estágio, quando fizer a terceira marcha o interruptor é pressionado novamente e aciona o terceiro estágio, e quando puxa a alavanca ela libera novamente o interruptor e aciona o quarto estágio, quando fizer a quinta marcha o interruptor é pressionado novamente e aciona o quinto estágio. -Se for selecionado por Pulso, o interruptor será numa posição para ser acionado manualmente pelo piloto. A Injeção de Nitro vai se alterando conforme o acionamento do interruptor e o valor do mapa. Pino 9 = PT Negativo de potência. Pino 10 = VD Saída negativa para acionar as válvulas Solenóides do Nitro. Pino 11 = LJ Saída negativa para acionar o Relé do disparo da abertura do Para Quedas. Pino 12 = Sem ligação Pino 13 = CZ Saída negativa para acionar o Relé do acionamento do freio. Pino 14 = VD Entrada de sinal de Rotação do Motor. hardwarecar.com.br 19

21 DIAGRAMA DE INSTALAÇÃO DO SMART NITRO Com sensor de aproximação adaptado Saída positiva para acionar o Two Step RELÉ DO FREIO RELÉ DO PARAQUEDAS + PÓS CHAVE - VM BAT LIBERA FREIO - BR VÁLVULA DO FREIO ESTÁGIOS - BOOSTER BR/AZ CZ PT BR SENSOR RODA TRACIONADA VM - SINAL DEIXAR ISOLADO 5 CONVERSOR VD VM SOLENÓIDE NITRO AM - SINAL DE TPS BR SENSOR RODA NÃO TRACIONADA VM - SINAL DEIXAR ISOLADO 4 CONVERSOR VD - SINAL DE ROTAÇÃO SOLENÓIDE PARAQUEDAS PT LJ 20

22 DIAGRAMA DE INSTALAÇÃO DO SMART NITRO Com sensor indutivo original do freio ABS do veículo Saída positiva para acionar o Two Step RELÉ DO FREIO RELÉ DO PARAQUEDAS + PÓS CHAVE - VM BAT LIBERA FREIO - BR VÁLVULA DO FREIO ESTÁGIOS BOOSTER - BR/AZ CZ PT SENSOR RODA TRACIONADA BR - NEGATIVO VM - SINAL 5 VD VM SOLENÓIDE NITRO AM - SINAL DE TPS SENSOR RODA NÃO TRACIONADA BR - NEGATIVO VM - SINAL 4 VD - SINAL DE ROTAÇÃO SOLENÓIDE PARQUEDAS PT LJ 21

1 TERMOS DE USO. Página 5

1 TERMOS DE USO. Página 5 Página 1 SUMÁRIO 1 TERMOS DE USO... 5 2 INTRODUÇÃO:... 6 3 CORES E FUNÇÕES DOS FIOS DO CONECTOR 20 VIAS... 7 4 DIAGRAMA BÁSICO DE LIGAÇÃO DO EBC-PRO... 8 5 CONFIGURAÇÕES DO BOOSTER... 9 5.1 Troca de Estágio:

Leia mais

Manual de Instruções Nav Totem

Manual de Instruções Nav Totem Manual de Instruções Nav Totem Navegação comparada 1. Apresentação...2 2. Como funciona a navegação usando um NAV Totem...2 3. Aplicativos...2 4. Histórico das versões...2 5. Acessando Menu de Funções...3

Leia mais

Controle as suas emoções que Hardware Car controla a Potência do seu motor.

Controle as suas emoções que Hardware Car controla a Potência do seu motor. Controle as suas emoções que controla a Potência do seu motor. Tecla para acionamento do freio de largada e Reset dos cronômetros e Mapas. 4 Teclas para navegação e programações. A saída do chicote esta

Leia mais

LASERTECK LTA450 MANUAL DE USO

LASERTECK LTA450 MANUAL DE USO LASERTECK LTA450 MANUAL DE USO 2014 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 INFORMAÇÕES TÉCNICAS... 3 3 CALIBRAGEM DOS MÓDULOS LASER (AFERIÇÃO E TEMPORIZAÇÃO)... 3 3.1 AFERIÇÃO DO LASER PONTO LONGITUDINAL...3 3.2

Leia mais

Manual do Usuário ICCTAB 705B/W/P

Manual do Usuário ICCTAB 705B/W/P Manual do Usuário ICCTAB 705B/W/P 1. Introdução ao Tablet PC 1.1 Diagrama geral do Tablet PC Diagrama Frontal: Figura 1-1. Diagrama Lateral: Figura 1-2 Diagrama Traseiro: Figura 1-3 1.2 Tablet PC - Uso

Leia mais

Manual de Treinamento

Manual de Treinamento Para módulos ASPRO Turbo e Aspirado Manual de Treinamento Scanner Aspro Acessa diretamente todos os dados, configurações e valores do motor, isso permite que você acesse ou altere qualquer valor do módulo

Leia mais

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br R O B Ó T I C A Sensor Smart Ultrassom Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13 Sensor Smart Ultrassom 1. Introdução Os sensores de ultrassom ou ultrassônicos são sensores que detectam

Leia mais

CSR/Instruções de inspeção para Técnicos

CSR/Instruções de inspeção para Técnicos INSTRUÇÕES DE INSPEÇÃO Carregadeiras sobre rodas CSR/Instruções de inspeção para Técnicos Esta instrução é um recurso técnico informal. Para obter especificações e procedimentos corretos, refira-se sempre

Leia mais

como a DT200 da Yamaha.

como a DT200 da Yamaha. Para os iniciantes, é melhor optar por uma moto de menor potência, como a 125cc, porque elas são mais leves e dão mais chances. As 250cc são mais violentas e qualquer erro pode causar um tombo. Para o

Leia mais

FUNCIONAMENTO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO:

FUNCIONAMENTO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO: FUNCIONAMENTO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO: 1 - EMBREAGEM 2 - CÂMBIO 3 - DIFERENCIAL 4 - REDUÇÃO FINAL Luiz Atilio Padovan Prof. Eng. Agrônomo 1 EMBREAGEM LOCALIZAÇÃO 1 EMBREAGEM LOCALIZAÇÃO 1 EMBREAGEM LOCALIZAÇÃO

Leia mais

Manual de Instrução do Medidor Interno da Balança de Carga

Manual de Instrução do Medidor Interno da Balança de Carga !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Manual de Instrução do Medidor Interno da Balança de Carga Panorama Geral de Instalação A instalação da balança

Leia mais

Painel de Mensagens TXT 010556 TXT 010764 TXT 020764. Manual do Usuário

Painel de Mensagens TXT 010556 TXT 010764 TXT 020764. Manual do Usuário Painel de Mensagens TXT 010556 TXT 010764 TXT 020764 Manual do Usuário A GPTRONICS está capacitada a fabricar produtos de excelente qualidade e oferecer todo o suporte técnico necessário, tendo como objetivo

Leia mais

MOVIMENTADOR PARA PORTAS DE ENROLAR

MOVIMENTADOR PARA PORTAS DE ENROLAR MOVIMENTADOR PARA PORTAS DE ENROLAR www.mastertec.ind.br 1 ÍNDICE 1. Recursos:... 3 2. Condições de funcionamento:... 3 3. Características técnicas:... 3 4. Características construtivas:... 3 5. Diagrama

Leia mais

Hamtronix CONTROLE REMOTO DTMF. CRD200 - Manual de Instalação e Operação. Software V 2.0 Hardware Revisão B

Hamtronix CONTROLE REMOTO DTMF. CRD200 - Manual de Instalação e Operação. Software V 2.0 Hardware Revisão B Hamtronix CRD200 - Manual de Instalação e Operação Software V 2.0 Hardware Revisão B INTRODUÇÃO Índice...01 Suporte On-line...01 Termo de Garantia...01 Em Caso de Problemas (RESET)...01 Descrição do Produto...02

Leia mais

TS-300BR. CAPACIDADE DO GUINDASTE 30.000 kg à 2,5 m

TS-300BR. CAPACIDADE DO GUINDASTE 30.000 kg à 2,5 m TADANO GUINDASTE HIDRÁULICO SOBRE RODAS CATÁLOGO DE ESPECIFICAÇÕES N TS-300BR TS-300BR DADOS GERAIS CAPACIDADE DO GUINDASTE 30.000 kg à 2,5 m LANÇA 4 seções, 9,8 m - 31,0 m DIMENSÕES GERAIS Comprimento

Leia mais

Teste de Sensores e Atuadores do sistema de Injeção Eletrônica de Motocicletas

Teste de Sensores e Atuadores do sistema de Injeção Eletrônica de Motocicletas Teste de Sensores e Atuadores do sistema de Injeção Eletrônica de Motocicletas 2 - Índice: - Introdução. 3 - Acessórios Utilizados. 4 - Funções: - Teste de Polaridade. 5 - Teste de Tensão Contínua: 1,5v

Leia mais

(a) a aceleração do sistema. (b) as tensões T 1 e T 2 nos fios ligados a m 1 e m 2. Dado: momento de inércia da polia I = MR / 2

(a) a aceleração do sistema. (b) as tensões T 1 e T 2 nos fios ligados a m 1 e m 2. Dado: momento de inércia da polia I = MR / 2 F128-Lista 11 1) Como parte de uma inspeção de manutenção, a turbina de um motor a jato é posta a girar de acordo com o gráfico mostrado na Fig. 15. Quantas revoluções esta turbina realizou durante o teste?

Leia mais

PROGRAMAÇÃO BÁSICA DE CLP

PROGRAMAÇÃO BÁSICA DE CLP PROGRAMAÇÃO BÁSICA DE CLP Partindo de um conhecimento de comandos elétricos e lógica de diagramas, faremos abaixo uma revisão para introdução à CLP. Como saber se devemos usar contatos abertos ou fechados

Leia mais

Bem vindo à... Treinamento para Injeção Aspro RF 4

Bem vindo à... Treinamento para Injeção Aspro RF 4 Bem vindo à......e muito obrigado por utilizar nossos equipamentos. Informações nos dias atuais é a principal arma, é matéria prima para o produto, é a ferramenta para o trabalho, esse manual foi feito

Leia mais

ITALWIN Prestige Smart

ITALWIN Prestige Smart Guia do Usuário 1 ITALWIN COMPONENTES MOTOR 250W /36V - Dianteiro BATERIAS - Lítio -Ion - 36 Volts/09 AmpéresHora RECARREGADOR - Recarregador inteligente com display em LED VELOCIDADE - 25 km/h (depend.

Leia mais

Manual de instalação

Manual de instalação Manual de instalação Índice Condições do motor...2 Retirada do chicote original...2 Colocação do chicote novo...2 Identificação do chicote novo...3 Ligação do chicote na parte do motor...4 Fixação dos

Leia mais

Sumário Serra Fita FAM

Sumário Serra Fita FAM Sumário Serra Fita FAM 1 Componentes... 1 Painel de controle... 1 Sensores de segurança... 2 Especificações... 2 Instalação... 3 Condições Gerais do Local... 3 Rede Elétrica... 3 Instalação da Tomada...

Leia mais

BOMBA DE VACUO MANUAL KA-056

BOMBA DE VACUO MANUAL KA-056 Certificado de Garantia. Modelo Controle Kitest Equipamentos Automotivos KA-056 Nº Manual do Usuário A Kitest Equipamentos Automotivos garante o equipamento adquirido contra possíveis defeitos de fabricação

Leia mais

Qual gráfico expressa as intensidades das forças que a Terra exerce sobre cada satélite em função do tempo?

Qual gráfico expressa as intensidades das forças que a Terra exerce sobre cada satélite em função do tempo? 1. (Enem 2013) A Lei da Gravitação Universal, de Isaac Newton, estabelece a intensidade da força de atração entre duas massas. Ela é representada pela expressão: F G mm d 1 2 2 onde m1 e m2 correspondem

Leia mais

Obs.: O processo irá se repetir enquanto durar o disparo do alarme.

Obs.: O processo irá se repetir enquanto durar o disparo do alarme. pág. 9 DISCADOR T-430 Aplicação: Equipamento desenvolvido a fim de realizar automaticamente discagens telefônicas para aviso de alarme. Podendo ser implementado praticamente à todos os sistema de alarme.

Leia mais

TR-350XL. CAPACIDADE DO GUINDASTE 31.800 kg a 3,0 m

TR-350XL. CAPACIDADE DO GUINDASTE 31.800 kg a 3,0 m TADANO GUINDASTE HIDRÁULICO SOBRE RODAS CATÁLOGO DE ESPECIFICAÇÕES N.º TR-350XL-3-00101/EX-10 TR-350XL DADOS GERAIS CAPACIDADE DO GUINDASTE 31.800 kg a 3,0 m LANÇA 4 seções, 9,95 m - 32,0 m DIMENSÕES GERAIS

Leia mais

MANUAL Piggyback Fuel Controller 50.111.40. Instalação e Utilização

MANUAL Piggyback Fuel Controller 50.111.40. Instalação e Utilização MANUAL Piggyback Fuel Controller 50.111.40 Instalação e Utilização INFORME IMPORTANTE LEITURA OBRIGATÓRIA Estes produtos não estão homologados para o uso em estradas e vias públicas. Seu uso é de inteira

Leia mais

Atenção ainda não conecte a interface em seu computador, o software megadmx deve ser instalado antes, leia o capítulo 2.

Atenção ainda não conecte a interface em seu computador, o software megadmx deve ser instalado antes, leia o capítulo 2. Atenção ainda não conecte a interface em seu computador, o software megadmx deve ser instalado antes, leia o capítulo 2. Interface megadmx SA Firmware versão 1, 2 e 3 / software megadmx 2.000 (Windows/MAC

Leia mais

Manual do Usuário Bicicleta elétrica VERDE BIKE

Manual do Usuário Bicicleta elétrica VERDE BIKE Manual do Usuário Bicicleta elétrica VERDE BIKE Modelo JACARANDA VBX14 Os Direitos autorais pertencem a VB IMPORTAÇAO LTDA proibindo a reprodução sem previa autorização Obrigado por escolher a VERDE BIKE.

Leia mais

CRONÔMETRO MICROPROCESSADO

CRONÔMETRO MICROPROCESSADO O equipamento possui um display de alta resolução e 6 botões: CRONÔMETRO MICROPROCESSADO www.maxwellbohr.com.br (43) 3028-9255 LONDRINA PR 1 - Introdução O Cronômetro Microprocessado é um sistema destinado

Leia mais

CENTRAL DE ALARME BRISA 4 PLUS

CENTRAL DE ALARME BRISA 4 PLUS CENTRAL DE ALARME BRISA 4 PLUS Parabéns, Você acaba de adquirir uma central de alarme modelo Brisa 4 Plus produzida no Brasil com a mais alta tecnologia de fabricação. 1- PAINEL FRONTAL Led REDE: Indica

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO AP6 Central de Alarme Particionada www.compatec.com.br 2 www.compatec.com.br 3 4. Dimensões do produto... 5. Conhecendo o seu produto... 7 5.1 Conhecendo as funções da central...

Leia mais

Manual de Instruções Aplicativo Nav Totem Sensor. Modo Navegador com hodômetro por Sensor Blue Estilo Colosso EVO

Manual de Instruções Aplicativo Nav Totem Sensor. Modo Navegador com hodômetro por Sensor Blue Estilo Colosso EVO Manual de Instruções Aplicativo Nav Totem Sensor Modo Navegador com hodômetro por Sensor Blue Estilo Colosso EVO 1. NavTotemSensor Aplicativo que executa várias funções...2 2. Apresentação Nav Totem NAVEGADOR

Leia mais

23. SISTEMAS DE IGNIÇÃO

23. SISTEMAS DE IGNIÇÃO 23. SISTEMAS DE INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 23-1 DIAGNÓSTICO DE DEFEITOS 23-1 DESCRIÇÃO DO SISTEMA 23-4 VELA DE 23-9 TESTE DE FAÍSCA 23-10 PONTO DE 23-11 BOBINA DE 23-12 SISTEMA CDI 23-13 SISTEMA DE TRANSISTORIZADA

Leia mais

NX-MAX6 MANUAL DO USUARIO V1.1

NX-MAX6 MANUAL DO USUARIO V1.1 MANUAL DO USUARIO V1.1 NEVEX Tecnologia Ltda. Copyright 2015- Todos os direitos Reservados Atualizado em: 21/05/2015 IMPORTANTE Máquinas de controle numérico são potencialmente perigosas. A Nevex Tecnologia

Leia mais

MANUAL SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO

MANUAL SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO 2015 MANUAL SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO Passo 1: O primeiro passo é determinar qual versão do Sensor de Ângulo foi incluído no seu kit. Existe uma versão Direita

Leia mais

Inspiron 14. Manual de serviço. 5000 Series. Modelo do computador: Inspiron 5448 Modelo normativo: P49G Tipo normativo: P49G001

Inspiron 14. Manual de serviço. 5000 Series. Modelo do computador: Inspiron 5448 Modelo normativo: P49G Tipo normativo: P49G001 Inspiron 14 5000 Series Manual de serviço Modelo do computador: Inspiron 5448 Modelo normativo: P49G Tipo normativo: P49G001 Notas, avisos e advertências NOTA: uma NOTA indica informações importantes que

Leia mais

Manual Do Usuário BVM - 8000. Certificado de Garantia. Modelo Controle BVM-8000 Nº. PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda

Manual Do Usuário BVM - 8000. Certificado de Garantia. Modelo Controle BVM-8000 Nº. PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda Certificado de Garantia. Modelo Controle BVM-8000 Nº Manual Do Usuário A Planatc Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda garante o equipamento adquirido contra possíveis defeitos de fabricação pelo período

Leia mais

Balança Especial tipo Silo para ensaque de Big- Bag Suspenso 0007-EV-00-M

Balança Especial tipo Silo para ensaque de Big- Bag Suspenso 0007-EV-00-M Balança Especial tipo Silo para ensaque de Big- Bag Suspenso 0007-EV-00-M MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Revisão 1.0 Alfa Instrumentos Eletrônicos Ltda R. Cel. Mário de Azevedo, 138 São Paulo - SP 02710-020

Leia mais

NX- USB MANUAL DO USUARIO V1.2

NX- USB MANUAL DO USUARIO V1.2 NX- USB MANUAL DO USUARIO V1.2 NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2014 - Todos os direitos Reservados Atualizado em: 24/09/2014 IMPORTANTE Máquinas de controle numérico são potencialmente perigosas. A Nevex

Leia mais

Manual de operações e instruções

Manual de operações e instruções Manual de operações e instruções Transmissor e Indicador de Vazão de Ar TIVA Com display LCD Rua Cincinati, 101 - São Paulo -SP Tel. / Fax (011) 5096-4654 - 5096-4728. E-mail: vectus@vectus.com.br Para

Leia mais

www.modelix.com.br Página 01

www.modelix.com.br Página 01 OBJETIVO Este guia tem como objetivo a capacitação ao uso dos componentes mais específicos e o entendimento de seus modos de funcionamento. A Modelix está disponibilizando este guia junto a uma vasta gama

Leia mais

Originalmente elaborado por Carlos Brancaglione Neto - 17/10/2003 Revisado por Igor Temmler e Diogo França (Kadett Clube PR) - 03/04/2010

Originalmente elaborado por Carlos Brancaglione Neto - 17/10/2003 Revisado por Igor Temmler e Diogo França (Kadett Clube PR) - 03/04/2010 Faça você mesmo: Instalação do Painel Digital no Kadett / Monza Originalmente elaborado por Carlos Brancaglione Neto - 17/10/2003 Revisado por Igor Temmler e Diogo França (Kadett Clube PR) - 03/04/2010

Leia mais

Temporizador NT240. TEMPORIZADOR PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0x A INTRODUÇÃO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SAÍDAS DO TEMPORIZADOR

Temporizador NT240. TEMPORIZADOR PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0x A INTRODUÇÃO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SAÍDAS DO TEMPORIZADOR TEMPORIZADOR PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0x A INTRODUÇÃO O temporizador programável tem como função básica monitorar o tempo e acionar sua saída de acordo com programação previamente realizada

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO WCV EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS ALAMEDA DOS ANAPURUS,1939 MOEMA SÃO PAULO BRASIL

MANUAL DE OPERAÇÃO WCV EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS ALAMEDA DOS ANAPURUS,1939 MOEMA SÃO PAULO BRASIL MANUAL DE OPERAÇÃO WCV EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS ALAMEDA DOS ANAPURUS,1939 MOEMA SÃO PAULO BRASIL TEL/FAX: (11) 535-7200 / 531-5945 / 531-8784 wcvtools@uol.com.br INDÍCE PRÓLOGO 4 REQUERIMENTO DO SISTEMA

Leia mais

Evolução Constante GUIA RÁPIDO ELETRODRIVE

Evolução Constante GUIA RÁPIDO ELETRODRIVE Evolução Constante GUIA RÁPIDO ELETRODRIVE STARA S.A. - INDÚSTRIA DE IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS AV. STARA, 519 CEP 99470-000 - Não-Me-Toque/RS - Brasil Telefone/Fax: (54) 3332-2800 e-mail: stara@stara.com.br

Leia mais

DEPARTAMENTO DE QUALIDADE GRUPO C&M GUIA RÁPIDO SOBRE PRINCIPAIS FUNÇÕES DO APLICATIVO ME APPEGO.

DEPARTAMENTO DE QUALIDADE GRUPO C&M GUIA RÁPIDO SOBRE PRINCIPAIS FUNÇÕES DO APLICATIVO ME APPEGO. 1-Recursos da Tela Principal: Visão geral e funcionalidades. Gostaríamos primeiramente de apresentar a tela inicial do aplicativo Me Appego. Posição atual do dispositivo. Ícones da Tela. Menu de opções.

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Departamento de Matemática e Física Coordenador da Área de Física LISTA 03. Capítulo 07

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Departamento de Matemática e Física Coordenador da Área de Física LISTA 03. Capítulo 07 01 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Departamento de Matemática e Física Coordenador da Área de Física Disciplina: Física Geral e Experimental I (MAF 2201) LISTA 03 Capítulo 07 1. (Pergunta 01) Classifique

Leia mais

GUIA DE CONFIGURAÇÃO RÁPIDA

GUIA DE CONFIGURAÇÃO RÁPIDA GUIA DE CONFIGURAÇÃO RÁPIDA PJ-6/PJ-63/ PJ-66/PJ-663 Impressora portátil Para obter mais informações sobre como usar esta impressora, certifique-se de ler o Manual do Usuário da Pocket Jet, fornecido no

Leia mais

Microsoft PowerPoint XP. Módulo I I

Microsoft PowerPoint XP. Módulo I I FUNCICI MG ESCOLA TÉCNICA DE FORMAÇÃO GERENCIAL DE CONTAGEM CURSO TÉCNICO AMBIENTAL E DE SEGURANÇA APOSTILA BÁSICA: Microsoft PowerPoint XP Módulo I I Elaborada por: Walter Santos 2007 2 S U M Á R I O

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2. N de Homologação: 1702-09-2791. Versão 1.00

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2. N de Homologação: 1702-09-2791. Versão 1.00 MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2 N de Homologação: 1702-09-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação TETROS MOTO V2 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 3 3. Conhecendo o equipamento...

Leia mais

Manual de instalação. Competition instruments

Manual de instalação. Competition instruments Manual de instalação Competition instruments ÍNDICE 1. Descrição do produto...1 2. Apresentação...2 3. Instalação...3 4. Operação e programação...4 5. Manutenção...7 6. Ligação...8 7. Exemplos de instalação,

Leia mais

Manutenção Elétrica. Entre os elementos de processamento de sinais podemos citar:

Manutenção Elétrica. Entre os elementos de processamento de sinais podemos citar: Manutenção Elétrica Elementos de Processamento de Sinais Os componentes de processamento de sinais elétricos são aqueles que analisam as informações emitidas ao circuito pelos elementos de entrada, combinando-as

Leia mais

DINÂMICA 1 DE UM KART 2 Bob Bondurant (tradução de Eduardo Moreira)

DINÂMICA 1 DE UM KART 2 Bob Bondurant (tradução de Eduardo Moreira) DINÂMICA 1 DE UM KART 2 Bob Bondurant (tradução de Eduardo Moreira) Se você fizer uma lista de cada componente de seu kart cada parafuso, porca, peça do motor, componente do chassi, cabo, fio e, então,

Leia mais

TREINAMENTO DE CERTIFICAÇÃO QTEK Bomber

TREINAMENTO DE CERTIFICAÇÃO QTEK Bomber TREINAMENTO DE CERTIFICAÇÃO QTEK Bomber O QTEK Bomber é um dispositivo de separação de camada independente, projetado para remover ou adicionar camadas de produtos sobre um palete. O Bomber também pode

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Temporizador Automático / Relógio Programador de Horário Para Acionamento Automático de Sirenes e Outros Equipamentos Código: AFKITPROG 2 O REGISTRADOR ELETRÔNICO DE PONTO REP O Relógio Acionador Automático

Leia mais

MANUAL TÉCNICO POTENZA ANALÓGICA. Rev. 0

MANUAL TÉCNICO POTENZA ANALÓGICA. Rev. 0 Rev. 0 MANUAL TÉCNICO POTENZA ANALÓGICA ÍNDICE INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA Instruções importantes de segurança...3 Características técnicas...4 Ferramentas necessárias para instalação...5 Instalação

Leia mais

Sistema Inversor. Modelos Tipo Parede. Localização e reparação de erros

Sistema Inversor. Modelos Tipo Parede. Localização e reparação de erros Sistema Inversor Modelos Tipo Parede Localização e reparação de erros 1- Quando a unidade apresenta algum problema (a lâmpada de operação e Timer não irá acender) 2- A função autodiagnóstico (a lâmpada

Leia mais

CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO MODOS DE OPERAÇÃO DOS BOTÕES PROTEÇÃO ANTIESMAGAMENTO MODO FAIL

CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO MODOS DE OPERAÇÃO DOS BOTÕES PROTEÇÃO ANTIESMAGAMENTO MODO FAIL CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO Os módulos da linha TOTALSAFE PRO foram desenvolvidos para agregar além de conforto, segurança total na automação dos vidros elétricos. Essa linha de produtos oferece

Leia mais

Conversor flex para 4 injetores + sistema de partida a frio

Conversor flex para 4 injetores + sistema de partida a frio Tflex4 APRESENTAÇÃO E CARACTERÍSTICAS Os Conversores Flex TFLEX4full, TFLEX4full + e TFLEX4full ++ são módulos eletrônicos desenvolvidos para serem aplicados em veículos com injeção eletrônica de combustível

Leia mais

* Acesso à programação protegido por senha; * Alimentação: 90 a 240Vca (Fonte chaveada).

* Acesso à programação protegido por senha; * Alimentação: 90 a 240Vca (Fonte chaveada). PROGRAMADOR HORÁRIO MANUAL DE INSTRUÇÕES MTZ622R - 90~240VCA - P504 VERSÃO.0 ABRIL/202 * Acesso à programação protegido por senha; * Alimentação: 90 a 240Vca (Fonte chaveada). 3.2 DIMENSÕES PLACA IHM:

Leia mais

Guia de Dicas e Informações

Guia de Dicas e Informações Guia de Dicas e Informações DICAS PARA A CONFEÇÃO DE CHICOTES Aterramento Os fios negativos dos chicotes são chamados de Terras. Os equipamentos FuelTech tem dois tipos de terras, um deles é o fio preto,

Leia mais

CONVERSOR DE TORQUE PRINCIPIO DE FUNCIONAMENTO

CONVERSOR DE TORQUE PRINCIPIO DE FUNCIONAMENTO CONVERSOR DE TORQUE PRINCIPIO DE FUNCIONAMENTO Em matérias anteriores, conhecemos algumas noções básicas do funcionamento de uma transmissão automática, com seus componentes principais, informando ao técnico

Leia mais

AMPLIFICADOR HD 1600 HD 2200 HD 2800 MANUAL DE INSTRUÇÕES INTRODUCÃO INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO - 1 - 1 CANAL - CLASSE D - 2 Ohms

AMPLIFICADOR HD 1600 HD 2200 HD 2800 MANUAL DE INSTRUÇÕES INTRODUCÃO INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO - 1 - 1 CANAL - CLASSE D - 2 Ohms INTRODUCÃO AMPLIFICADOR MANUAL DE INSTRUÇÕES HD 1600 HD 2200 HD 2800 Nós da HURRICANE agradecemos pela escolha dos nossos produtos. Nossos amplificadores são projetados para oferecer a mais alta performance.

Leia mais

Uno Mille Electronic/ELX

Uno Mille Electronic/ELX Uno Mille Electronic/ELX Controle das Emissões Resumo Neste artigo é analisado o funcionamneto do sistema eletropneumático de controle de emissões do veículo UNO Mille. Em parte, tal sistema é controlado

Leia mais

dígitos. altura (mm) 10

dígitos. altura (mm) 10 ±,QVWDODomR Este equipamento é de fixação em, por meio de duas presilhas, cujo aperto é realizado por parafuso. As dimensões para a abertura são indicadas na figura1. O esquema de ligação é mostrado na

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DEMARCADOR RODOVIÁRIO

MANUAL DE INSTRUÇÕES DEMARCADOR RODOVIÁRIO MANUAL DE INSTRUÇÕES DEMARCADOR RODOVIÁRIO MDMR-3P/III 1 Equipamento Fabricado por: SENSORES INDUSTRIAIS MAKSEN LTDA Rua José Alves, 388 Mogi Guaçu - SP CNPJ 04.871.530/0001-66 I.E. 455.095.131.110 www.maksen.com.br

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MÁQUINA DE COSTURA

MANUAL DE INSTRUÇÕES MÁQUINA DE COSTURA MANUAL DE INSTRUÇÕES MÁQUINA DE COSTURA Modelo: GF1000 (Bivolt) Leia atentamente este Manual, antes de usar sua Máquina de Costura. Guarde-o em local seguro, para futuras consultas. SAC: (11) 5660.2600

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada AP4/AP4 D

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada AP4/AP4 D MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Central de Alarme Particionada AP/AP D Índice 1.Apresentação... 2.Características... 3.Características Técnicas... 5.Status de Bips... 5 5.Status dos Led s... 5 6.Conhecendo

Leia mais

DRIVER DA TELA SENSÍVEL AO TOQUE MANUAL DE OPERAÇÃO

DRIVER DA TELA SENSÍVEL AO TOQUE MANUAL DE OPERAÇÃO MONITOR LCD DRIVER DA TELA SENSÍVEL AO TOQUE MANUAL DE OPERAÇÃO para Mac Versão 1.0 Modelos aplicáveis PN-L802B/PN-L702B/PN-L602B Conteúdo Introdução...3 Requisitos do sistema...3 Configuração do computador...4

Leia mais

APLICATIVOS RENAULT. Siemens/Fênix 5

APLICATIVOS RENAULT. Siemens/Fênix 5 CAPÍTULO 11 APLICATIVOS RENAULT Siemens/Fênix 5 MEGANE 2.0 F3R 750/751 1996 em diante LAGUNA 1.8 F3P B670/S724 1996 em diante LAGUNA 2.0 F3R 722/723 1996 em diante LAGUNA 2.0 16V N7Q 700 1996 em diante

Leia mais

Manual de utilização do módulo NSE METH 3E4RL

Manual de utilização do módulo NSE METH 3E4RL INSTALAÇÃO 1 - Baixe o arquivo Software Configurador Ethernet disponível para download em www.nse.com.br/downloads-manuais e descompacte-o em qualquer pasta de sua preferência. 2 - Conecte a fonte 12Vcc/1A

Leia mais

T.D.B. do Brasil Indústria e Comércio Ltda.

T.D.B. do Brasil Indústria e Comércio Ltda. TDB CAMINHÃO - GUINDASTE 30 TONELADAS MÉTRICAS T.D.B. do Brasil Indústria e Comércio Ltda. Rua Doutor Djalma Pinheiro Franco, n 829 Vila Santa Catarina São Paulo SP CEP: 04368-000. Telefone: ( 0xx11 )

Leia mais

Guia rápido de uso do FULL TEMP

Guia rápido de uso do FULL TEMP Guia rápido de uso do FULL TEMP Descrição Destinado a medir a temperatura dos gases de escapamento de veículos originais e preparados este aparelho conta com 4 canais possibilitando a leitura de até 4

Leia mais

CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO MODOS DE OPERAÇÃO DOS BOTÕES PROTEÇÃO ANTIESMAGAMENTO ALÍVIO DE PRESSÃO INTERNA

CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO MODOS DE OPERAÇÃO DOS BOTÕES PROTEÇÃO ANTIESMAGAMENTO ALÍVIO DE PRESSÃO INTERNA CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO Os módulos da linha TOTALSAFE PRO foram desenvolvidos para agregar além de conforto, segurança total na automação dos vidros elétricos. Essa linha de produtos oferece

Leia mais

1. A corrida de vetores numa folha de papel.

1. A corrida de vetores numa folha de papel. 1. A corrida de vetores numa folha de papel. desenhando a pista. o movimento dos carros. o início da corrida. as regras do jogo. 2. A corrida no computador. o número de jogadores. o teclado numérico. escolhendo

Leia mais

MANUAL DE SERVIÇO. Processador Master Smart RI7743. Smart Process Control. INFORMAÇÕES DO PRODUTO Voltagem

MANUAL DE SERVIÇO. Processador Master Smart RI7743. Smart Process Control. INFORMAÇÕES DO PRODUTO Voltagem Processador Master Smart RI7743. MANUAL DE SERVIÇO INFORMAÇÕES DO PRODUTO Voltagem Consumo Rotações Recursos Acessórios Segurança : 110V ou 220V : 500W : espremedor = 6.000 rpm : liquidificador = 23.000

Leia mais

PORTUGUES - BR INTRODUÇÃO

PORTUGUES - BR INTRODUÇÃO 1 Obrigado por adquirir o BBZ252 Carro RC Bluetooth da BEEWI. Por favor, leia as seguintes instruções para aprender a configurar e utilizar de forma mais eficaz o seu produto. INTRODUÇÃO O BBZ252 Carro

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO SC 203

GUIA DE INSTALAÇÃO SC 203 GUIA DE INSTALAÇÃO SC 203 1. Instalação do equipamento 1. Fixação placa de montagem Retire uma Estação de Controle de Acesso, desmontar o parafuso entre o corpo da máquina e placa de montagem até que ele

Leia mais

SEGURANÇA. Segurança... 1. Corpo Do Skate... 2. Como Ligar... 3. Ligar as Luzes... 3. Para Acelerar e Freiar... 4. Mudar a Velocidade...

SEGURANÇA. Segurança... 1. Corpo Do Skate... 2. Como Ligar... 3. Ligar as Luzes... 3. Para Acelerar e Freiar... 4. Mudar a Velocidade... Skate Elétrico 800W Segurança... 1 Corpo Do Skate... 2 Como Ligar... 3 Ligar as Luzes... 3 Para Acelerar e Freiar... 4 Mudar a Velocidade... 4 Instalando os Foot Straps (Tira para os pés)... 4 Recarga

Leia mais

Laboratório de Física Engª Telecomunicações e Informática ISCTE 2010/2011. Movimento Linear

Laboratório de Física Engª Telecomunicações e Informática ISCTE 2010/2011. Movimento Linear Laboratório de Física Engª Telecomunicações e Informática ISCTE 2010/2011 Movimento Linear Nome: Nome: Nome: Nome: Nº: Nº: Nº: Nº: Leia com atenção a totalidade deste enunciado antes de começar, e responda

Leia mais

rev. 1.1 pág. 1/7 MANUAL DO OPERADOR Av. Alcântara Machado, 3008, Brás, São Paulo / SP vendas@fip.com.br (11) 2292-5388

rev. 1.1 pág. 1/7 MANUAL DO OPERADOR Av. Alcântara Machado, 3008, Brás, São Paulo / SP vendas@fip.com.br (11) 2292-5388 rev. 1.1 pág. 1/7 MANUA DO OERADOR rev. 1.1 pág. 2/7 ORIENTAÇÃO BÁSICA O CRONOTACÔMETRO foi desenvolvido sob orientação direta do INMETRO/DIME, para ser utilizado pelos fiscais dos IEMs, quando estes necessitarem

Leia mais

- -Pressionando essa tecla podemos diminuir os valores a serem ajustados no menu de programação.

- -Pressionando essa tecla podemos diminuir os valores a serem ajustados no menu de programação. Apresentação 1 Display LCD 2 Tecla + (aumentar) 3 Tecla Seleção 4 Tecla (diminuir) 5 Tecla Motor manual 6 Tecla Reset contador 7 Led Indica painel ligado 8 Led resistência ligada 9 Led Prensa ligada 10

Leia mais

Signet 3-0250 Ferramenta de Configuração/ Diagnóstico USB-para-S 3 L

Signet 3-0250 Ferramenta de Configuração/ Diagnóstico USB-para-S 3 L Signet -0250 Ferramenta de Configuração/ Diagnóstico -para-s L -022.090 Portuguese -0250.090-CD Rev. B 10/07 Portuguese A ferramenta de confi guração/diagnóstico -para-s L, modelo -0250, fornece uma interface

Leia mais

PS 9100. Contadora e Classificadora de Moedas

PS 9100. Contadora e Classificadora de Moedas Contadora e Classificadora de Moedas ÍNDICE 1 Identificação : 2 Instalação: 2.1 Conteúdo: 2.2 Desembalagem : 2.3 Instruções de Instalação : 3 Documentos : 3.1 Especificações das Moedas : 3.2 Condições

Leia mais

Manual de Instruções. Bicicleta Profissional - 359-359E - 360

Manual de Instruções. Bicicleta Profissional - 359-359E - 360 Manual de Instruções Bicicleta Profissional - 359-359E - 360 PREZADO CLIENTE Parabéns pela escolha! Você acaba de adquirir um equipamento EMBREEX, produzido dentro do mais rigoroso padrão de qualidade!

Leia mais

Manual; Módulo de Alarme com Sirene Piezo Elétrica Dedicada; Dois Transmissores com Bateria; Chicote de Potência.

Manual; Módulo de Alarme com Sirene Piezo Elétrica Dedicada; Dois Transmissores com Bateria; Chicote de Potência. COMPOSIÇÃO DO SISTEMA DE ALARME Manual; Módulo de Alarme com Sirene Piezo Elétrica Dedicada; Dois Transmissores com Bateria; Chicote de Potência. INFORMAÇÕES AO PROPRIETÁRIO 1. OPERAÇÕES BÁSICAS DO ALARME

Leia mais

Central de Alarme de Oito Zonas

Central de Alarme de Oito Zonas Central de Alarme de Oito Zonas R02 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS GERAIS:... 3 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS:... 3 CONHECENDO A CENTRAL:... 4 COMO A CENTRAL FUNCIONA:... 4 COMO APAGAR A MEMÓRIA DA CENTRAL:... 4 COMO

Leia mais

Guia do Instalador & MANUAL DO USUÁRIO. AlbaLED Cores Piscina

Guia do Instalador & MANUAL DO USUÁRIO. AlbaLED Cores Piscina Guia do Instalador & MANUAL DO USUÁRIO AlbaLED Cores Piscina Copyright G2N Automação Indústria e Comércio Ltda. 2009. AlbaLED Cores Piscina Este Guia do Instalador e Manual do Usuário foi publicado pela

Leia mais

3.1.2 CONTROLE REMOTO * Alimentação: 12V - 1 pilha A23. * Alcance: 15 metros sem obstáculos.

3.1.2 CONTROLE REMOTO * Alimentação: 12V - 1 pilha A23. * Alcance: 15 metros sem obstáculos. 1. CARACTERÍSTICAS CONTROLADOR DE TEMPERATURA PARA AQUECIMENTO SOLAR E AUTOMAÇÃO DE PISCINA MTZ621R - 90~240VCA - P551 MANUAL DE INSTRUÇÕES VERSÃO 1.2 - JAN/2014 2.2 CONTROLE REMOTO 3.3 SENSOR DE TEMPERATURA

Leia mais

MANUAL BÁSICO DE INSTRUÇÕES

MANUAL BÁSICO DE INSTRUÇÕES MANUAL BÁSICO DE INSTRUÇÕES ANTES DE LIGAR O DISPOSITIVO, AJUSTE A CHAVE SELETORA DE TENSÃO, LOCALIZADA NA PARTE INTERNA DO APARELHO, CONFORME ILUSTRAÇÃO 13. 1 O display informa hora/minuto intercalado

Leia mais

Central de alarme ANM 2004 MF / ANM 2008 MF

Central de alarme ANM 2004 MF / ANM 2008 MF Central de alarme ANM 2004 MF / ANM 2008 MF Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. A central de alarme ANM 2004/2008 MF é compacta e de fácil programação, possui

Leia mais

AOM-7694 MONITOR DE OBSERVAÇÃO COLORIDO TELA PLANA DE 7 POLEGADAS MANUAL DO PROPRIETÁRIO. Características do modelo AOM-7694: www.asaelectronics.

AOM-7694 MONITOR DE OBSERVAÇÃO COLORIDO TELA PLANA DE 7 POLEGADAS MANUAL DO PROPRIETÁRIO. Características do modelo AOM-7694: www.asaelectronics. MONITOR DE OBSERVAÇÃO COLORIDO TELA PLANA DE 7 POLEGADAS MANUAL DO PROPRIETÁRIO Características do modelo AOM-7694: Painel de LCD colorido padrão automotivo de alto desempenho de 7 polegadas Entrada A/V

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO

MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO 1 1. AVISOS Leia este manual cuidadosamente antes de instalar e operar o equipamento. A operação da máquina deve estar de acordo com as instruções

Leia mais

Beats Pill. Conheça a Beats Pill

Beats Pill. Conheça a Beats Pill Beats Pill Conheça a Beats Pill Não seja escravo do seu aparelho de som Ambiente Externos e Viagens Negócios Lar Você pode levar a Pill nas próximas férias para poder amplificar suas músicas favoritas.

Leia mais

NX-PLASMA MANUAL DO USUARIO V1.2

NX-PLASMA MANUAL DO USUARIO V1.2 MANUAL DO USUARIO V1.2 NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2014 - Todos os direitos Reservados Atualizado em: 23/10/2014 IMPORTANTE Máquinas de controle numérico são potencialmente perigosas. A Nevex Tecnologia

Leia mais

Instruções de Operação. Instruções importantes e avisos de advertência estão retratados na máquina por meio de símbolos:

Instruções de Operação. Instruções importantes e avisos de advertência estão retratados na máquina por meio de símbolos: 1 Instruções de Operação Instruções importantes e avisos de advertência estão retratados na máquina por meio de símbolos: Antes de começar a trabalhar, leia o manual de instruções da máquina. Trabalhe

Leia mais

Lista de Exercícios para Recuperação Final. Nome: Nº 1 º ano / Ensino Médio Turma: A e B Disciplina(s): Física LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO - I

Lista de Exercícios para Recuperação Final. Nome: Nº 1 º ano / Ensino Médio Turma: A e B Disciplina(s): Física LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO - I Lista de Exercícios para Recuperação Final Nome: Nº 1 º ano / Ensino Médio Turma: A e B Disciplina(s): Física Data: 04/12/2014 Professor(a): SANDRA HELENA LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO - I 1. Dois móveis

Leia mais

1. Introdução a Microsoft Excel

1. Introdução a Microsoft Excel Introdução a Microsoft Excel 1. Introdução a Microsoft Excel 1.1. O que é Microsoft Excel Microsoft Excel é um software de planilha eletrônica produzido pela Microsoft Corporation, para o sistema operacional

Leia mais