Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador"

Transcrição

1 Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador 2015

2 TUTORIAL SIGAMAZÔNIA Desenvolvido por: FAPESPA LABES-UFPA

3 Sumário Sumário... 3 CADASTRO NO SISTEMA... 5 FAZENDO LOGIN NO SIGAMAZÔNIA... 5 MENU INICIAL... 6 MENU DADOS PESSOAIS... 7 CORREIO... 8 TABELAS... 9 CRIANDO UMA PROPOSTA PARA UM EDITAL ABERTO ACOMPANHAMENTO DE PROPOSTA ÁREA DE PROJETO CONTRATADO INFORMAÇÕES TÉCNICAS INFORMAÇÕES JURÍDICAS INFORMAÇÕES FINANCEIRAS BOLSAS SOLICITAÇÃO DE ALTERAÇÃO EM PROJETO MEMBROS ITENS DIÁRIAS MATERIAL DE CONSUMO (EXEMPLO DE REMANEJAMENTO ENTRE RUBRICAS) PASSAGENS SERVIÇOS DE TERCEIROS MATERIAL PERMANENTE HOSPEDAGEM - ALIMENTAÇÃO BOLSAS JUSTIFICATIVA ORÇAMENTO CONSOLIDADO DETALHAMENTO DA SOLICITAÇÃO COORDENADOR ATIVIDADES PRESTAÇÃO DE CONTAS INFORMAÇÕES ADMINISTRATIVAS PRORROGAÇÃO DE PROJETOS... 91

4 GESTÃO DE DOCUMENTOS FERRAMENTAS... 94

5 CADASTRO NO SISTEMA Caso o pesquisador não tenha cadastro no SIGFAPESPA / SIGAMAZONIA é necessário fazer cadastro no sistema SIGAMAZONIA. Click em Não sou Cadastrado preencha o formulário com os seus dados de acordo com os passos a seguir: Ação: Não Sou cadastrado >> preencher dados. FAZENDO LOGIN NO SIGAMAZÔNIA Entre com o seu CPF (usuário) e senha (criada no ato do cadastro), conforme apresentado na figura abaixo.

6 Caso o cadastro esteja desatualizado, após o login, aparecerá a tela abaixo com a opção de atualizar o cadastro. MENU INICIAL Ao entrar no sistema é possível visualizar as seguintes opções: Avisos onde são dispostas todas as informações de pendências, quando houver, e notificações. Últimas mensagens on se encontram as novas mensagens do correio interno (sistema de notificação interna ao SigAMAZÔNIA). Editais Aberto, possibilitam a criação de proposta para o edital que for de seu interesse. Em Minhas Bolsas é possível verificar as bolsas ao qual pertence o pesquisador. Bolsistas que Oriento nesta opção serão listados os bolsistas de projetos que o pesquisador coordena (para isso, é necessário ter a bolsa cadastrada no sistema). Na opção Minhas Propostas/ Inscrição e Edição, é possível visualizar as propostas que o pesquisador coordena e que estejam em edição e propostas da qual o pesquisador faz parte (como membro). Na tela inicial também é possível acessar as opções de Dados Pessoais, Correio, Arquivos, Tabelas, que serão descritas mais a frente, neste tutorial.

7 Mais abaixo, na tela inicial, também é possível acessar: Minhas Propostas/Inscrição em Andamento/Concluídas são listados os projetos dos quais o usuário é o coordenador. Minhas Propostas/Inscrições Submetidas são apresentadas as propostas enviadas pelo pesquisador as quais serão avaliadas pelos Técnicos da FAPESPA. Propostas/Inscrições das quais faço parte da equipe são listadas as propostas as quais o pesquisador faz parte. MENU DADOS PESSOAIS No Menu Dados Pessoais o pesquisador terá a opção de atualizar os seus dados selecionando a opção Atualizar Cadastro, onde será visualizada a tela de alteração de dados. É muito importante que o pesquisador mantenha seus dados pessoais, como e telefone, pois a FAPESPA, em muitas ocasiões, necessita acionar o pesquisador para notificar pendências, necessidade de assinar documentos, entre outros. Selecionando a opção Plataforma Lattes o pesquisador será redirecionado para a página do CNPq no caminho É importante, que o link de seu currículo Lattes esteja definido corretamente. A figura abaixo mostra qual link da Plataforma Lattes você deve cadastrar na página.

8 Na opção Altera Senha o pesquisador poderá realizar a alteração de sua senha cadastrada anteriormente no sistema. Fornecendo sua senha atual e a nova senha junto a sua confirmação, e após selecionar a opção Alterar. Como mostra a figura abaixo. Na opção de Envio de Documentos Pessoais, o pesquisador pode anexar documentos pessoais em formato PDF. Esses dados podem auxiliar em contratações de projetos. CORREIO No menu CORREIO, o pesquisador possui a opção de Redigir Mensagem. Com isso, o pesquisador pode criar mensagem e enviar para um determinado técnico da FAPESPA selecionando o Destino, e preenchendo o campo Assunto e Mensagem e ao final selecionando a opção Enviar. Caso o pesquisador deseje cancelar o antes de enviar, deverá selecionar a opção Cancelar.

9 A opção Ver Todos permite visualizar as mensagens arquivadas, enviadas e recebidas. Além de oferecer a opção para criar nova mensagem. TABELAS No menu Tabelas o link Diárias - Nacional lista os valores de diárias nacionais.

10 O link Diárias - Internacional apresenta o link do site do CNPq, apresentado na figura abaixo, para acompanhamento de valores de diárias internacionais. CRIANDO UMA PROPOSTA PARA UM EDITAL ABERTO É sempre bom que o pesquisador tenha um conhecimento prévio do edital, para que visualize as restrições ou se sua Titulação se encaixa no perfil exigido pelo edital. Antes que um edital seja aberto à submissão de propostas, fica aproximadamente uma semana acessível através do site da Fundação, para que o pesquisador faça o download do edital e leia com atenção antes de submeter sua proposta. Uma vez escolhido o Edital é possível criar propostas. Ação: Clicar no edital (por exemplo, Até /2014 ), logo será aberta uma janela com a finalidade do edital, vigência e modalidade e abaixo à direita 3 botões que indicam Criar proposta, Informações e Fechar janela respectivamente. O sistema mostra um alerta com algumas recomendações, click em qualquer parte da janela para que ela não seja suprimida.

11 Preenchimento da proposta: O menu do lado direito da tela, mostra todas as etapas do preenchimento de proposta. O formulário varia dependendo do tipo de edital aberto (projeto, bolsa, entre outros). A seguir serão mostrados alguns campos como exemplo, porém dependendo do edital os campos podem variar, o sistema trata como erro os campos obrigatórios, sem estes a proposta, não será submetida. As telas seguintes mostram as informações gerais da proposta, fazendo parte do item principal do menu. Conforme mostra a figura, preencha os campos do formulário (os campos com * são obrigatórios). Em seguida é possível anexar os arquivos a serem enviados com a proposta. No entanto, os arquivos terão que respeitar os limites de tamanho especificados no edital em questão. A cada item do menu acessado são solicitadas mais informações. A figura abaixo apresenta o Plano de Apresentação, que possui vários campos necessários para descrever a proposta.

12 A abrangência, apresentada na figura abaixo, permite informar quais municípios serão foco da proposta. A figura abaixo apresenta a tela para inserção dos membros da proposta. Para inserção de um membro é necessários que este esteja cadastrado no sistema. Para cada membro inserido, um convite é enviado via sistema. Para a proposta ser submetida é necessário que todos os membros inseridos aceitem os convites de participação. Para aceitar um convite para se tornar membro de uma proposta, o pesquisador deve logar com seu CPF e senha no sistema. A tela abaixo apresenta um exemplo de convite pendente. Para aprovar é necessário clicar na opção.

13 A opção de cadastro de cronograma é apresentada na figura abaixo. Nesse caso, é possível criar as atividades, atrelando-as aos membros da proposta. A qualquer momento o pesquisador poderá rever o que já foi feito, bastando clicar no item de menu que desejar. Isto, porém só poderá ser feito enquanto a proposta ainda não for submetida, ou seja, estiver em edição. O orçamento da proposta também segue algumas etapas, que deverão ser seguidas conforme determinado no edital. O primeiro passo é a Diária (como informado anteriormente, os passos podem variar de acordo com o edital).

14 É possível também inserir os materiais de consumo. Deve-se observar o edital, pois é possível que sejam determinados os possíveis itens de material de consumo. Outro item possível diz respeito às passagens. A figura abaixo apresenta a tela de cadastro de passagens previstas para a proposta.

15 Os serviços de terceiros devem ser cadastrados, quando necessário. Nesse caso, é possível cadastrar serviços para pessoas jurídicas e pessoas físicas. A figura abaixo apresenta de cadastro de materiais permanentes, tais como equipamentos.

16 Quando o Edital exige contrapartidas e/ou quando existem outras fontes para executar a proposta é possível cadastrá-las de acordo com a figura abaixo. A tela abaixo apresenta os recursos solicitados, de acordo com o que foi especificado nas opções anteriores.

17 O orçamento consolidado apresenta uma visão resumida dos recursos solicitados para o projeto. Caso o pesquisador informe valores em dólares é necessário informar a cotação do Dólar no período da submissão. A figura abaixo apresenta a cotação do Dólar.

18 Antes de enviar as propostas é importante verificar as pendências, pois uma vez submetida à proposta, não é possível editá-la novamente. No entanto, o sistema informa caso existam erros que impedem a submissão. A seguir é apresentada a figura com a verificação das pendências. Para encontrar o erro basta clicar nas opções de Erro. ACOMPANHAMENTO DE PROPOSTA Após o envio de uma proposta o coordenador pode fazer o acompanhamento na opção Minhas Propostas/Inscrições Submetidas, onde sua proposta entra na situação de Sob Enquadramento e será avaliada pelos técnicos da FAPESPA.

19 Em seguida a proposta pode assumir duas situações Proposta de Projeto Não Enquadrada e Proposta de Projeto Enquadrada. Caso a proposta seja enquadrada, os técnicos da FAPESPA enviam a proposta para consultores Ad-Hoc avaliarem, e a situação entra no estado de Sob Avaliação dos consultores Ad-Hoc. Se a avaliação do consultor Ad-Hoc concluir que o projeto precisa ser ajustado, o mesmo entra na adequação orçamentária, o consultor solicita a alteração para o coordenador e o status se transforma para Sob Adequação Orçamentária Proponente. Desde que o coordenador faça as alterações necessárias e seja aprovado pelo consultor Ad-Hoc, o status da proposta passa para Projeto Aprovado em fase de Contratação, posteriormente com o projeto contratado à situação pode entrar nas situações: Em Andamento, Concluído, Cancelado e Não Concluído. Somente se o status estiver Em Andamento que o coordenador poderá realizar solicitações de alteração no projeto, solicitação de bolsas e caso o projeto tenha bolsistas o coordenador pode realizar alteração em bolsas. Selecionando a opção de Minhas Propostas/ Inscrições em Andamento/Concluídas no menu inicial, o coordenador visualizará o seu projeto. Nesta tela o coordenador pode realizar as seguintes ações ( Informações do projeto, Informações sobre o Edital e Fechar a aba). Selecionando a opção de informações do projeto, o coordenador entra na área de projeto contratado. ÁREA DE PROJETO CONTRATADO

20 Na Área de Projeto Contratado o coordenador visualizará a tela de resumo do projeto, que apresenta as principais informações do projeto. O coordenador pode utilizar as seguintes funcionalidades de: Impressão de Comprovante de Envio de Projeto, Informações do Parecer, Visualizar Proposta Original, Visualizar Projeto Aprovado, Visualização do Projeto Contratado e Imprimir. INFORMAÇÕES TÉCNICAS Na opção de Informações Técnicas, o pesquisador visualiza o resumo do projeto.

21 No link Relatórios/Prest. de Contas é observado a identificação do projeto, e são listados os relatórios de prestação de contas de envio obrigatório pelo coordenador de acordo com o seu edital, clicando na opção clique aqui é possível preencher o relatório. Na tabela do relatório é visualizado os campos: data prevista para envio, data de envio, situação, tipo e Form. (Visualiza formulário enviado). INFORMAÇÕES JURÍDICAS Na opção Informações Jurídicas, acessando o link Termo Original o coordenador pode visualizar as informações do Termo Original como: N ICAAF, N SIAFEM, BBPesquisa, Código da Unidade Administrativa, Data de publicação no Diário Oficial e Vigência do projeto. Caso ocorra aditivo no valor do projeto, a opção Termos Aditivos permite visualizar os aditivos incluídos.

22 INFORMAÇÕES FINANCEIRAS Em Informações Financeiras o link Cronograma de Desembolso apresenta informações sobre o cronograma de valores a serem recebidos ao longo do projeto, de acordo com a Natureza de Despesa, Tipo de Parcela (Inicial ou única) e o Valor Total. No link Notas de Empenho podem ser observadas as notas de empenho sobre os pagamentos da FAPESPA ao projeto do coordenador.

23 O link Valores Liquidados apresenta os valores onde o coordenador já prestou contas a FAPESPA. O link Valores Pagos lista os valores que já foram pagos pela FAPESPA, porém, que não foram prestados conta. No link de Valores Recolhidos pode ser visualizado os valores recolhidos pela FAPESPA, ao longo do andamento do projeto.

24 O link Informações Bancárias é listado as informações bancárias como: Nome do Banco, Agência e Conta Corrente, dos bolsistas, e para as operações de Desembolso de Recursos, Recolhimento Bancário, e Taxa Bancada. BOLSAS A opção Bolsas possibilita ao coordenador realizar a requisição de uma nova bolsa, cancelamento, substituição, edição de uma bolsa em andamento, acompanhamento da solicitação e gerência de bolsas.

25 No link Requisição o coordenador poderá solicitar uma nova bolsa. Para criar uma solicitação de nova bolsa, o coordenador deve clicar em Requisição e após selecionar a funcionalidade Criar Nova Requisição de Bolsa, a tela de formulário da figura abaixo abrirá contendo: Plano de Atividades, Objetivos e Metas e Métodos. O coordenador deve preencher este formulário com as informações da nova bolsa.

26 Após preencher o Plano de Atividades, o coordenador deve criar atividade(s) para a nova bolsa, selecionando a opção Criar/Editar Atividades. Após abrirá uma tela para o coordenador preencher o nome da atividade, e selecionar a opção Salvar para confirma a ação.

27 Em seguida, é necessário criar o cronograma para cada atividade criada selecionando a opção Criar/Editar Cronograma, e clicar em Salvar Cronograma para confirmar a ação. Posteriormente, o coordenador deve preencher os objetivos e metas, métodos e processo seletivo utilizado para contratação do bolsista. Caso haja necessidade o coordenador pode enviar o formulário para o bolsista preencher os seus dados na opção Encaminhar ao Bolsista.

28 O bolsista pode ter acesso ao formulário de requisição de bolsa no seu perfil no sistema, no Menu Inicial na opção Minhas Bolsas, clicando na opção Plano de Atividade.

29 Após o bolsista preencher os seus dados, este envia novamente ao coordenador para finalizar o preenchimento da solicitação de requisição de bolsa, selecionando a opção Submeter Requisição. Para o coordenador realizar o cancelamento de uma bolsa, deve ser selecionada a opção Cancelamento, em seguida selecionar a opção Criar Nova Requisição de Cancelamento de Bolsa. Na tela de Nova Requisição de Cancelamento de Bolsa o coordenador deve selecionar o bolsista que irá ser substituído, em seguida deve descrever sua justificativa, e clicar na opção Salvar para confirmar a ação. O coordenador pode solicitar uma substituição de bolsa, clicando na opção Substituição e em seguida selecionar o bolsista que deve ser substituído na opção Substituir o Bolsista, e

30 após optar por um novo bolsista na opção Bolsista Substituto, ao final deve preencher a justifica, e clicar na opção Salvar para confirmar a ação. A opção Em Edição possibilita ao coordenador Editar ou Excluir as solicitações em alterações em bolsas, que ainda não foram submetidas. Para o coordenador solicitar a renovação de uma bolsa, deve ser selecionada a opção Renovação, em seguida selecionar a opção Criar Nova Requisição de Renovação de Bolsa.

31 Na tela de Nova Requisição de Renovação de Bolsa o coordenador deve selecionar a bolsa que irá ser renovada, em seguida deve selecionar a opção Gerar Plano. Em seguida, o coordenador visualiza o plano da bolsa e deve preencher as informações solicitadas na tela e ao final pode submeter a requisição clicando na opção Submeter Requisição. Caso haja necessidade o coordenador pode enviar o formulário para o bolsista preencher os seus dados na opção Encaminhar ao Bolsista.

32 O acompanhamento de Requisições de Bolsa pode ser observado pelo coordenador na opção Acompanhamento, onde são listados os tipos de requisições de bolsa realizadas com: Nome

33 do Bolsista, Data de Envio, Data de Início, Data de Término, Valor, e Situação que se encontra a requisição. SOLICITAÇÃO DE ALTERAÇÃO EM PROJETO Para realizar a solicitação em alteração em projeto, o projeto deve esta no status Em Andamento. Na Área de projeto Contratado a opção Gerenciar Solicitações permite ao pesquisador realizar uma solicitação de alteração em: Membros do projeto, Itens (Diárias, Material de Consumo, Passagens, Serviços de Terceiros, Material Permanente, Parcerias/Contrapartida, Pessoal, Encargos, Hospedagem/ Alimentação e Bolsas), Coordenador e Atividades. MEMBROS Caso seja realizada uma solicitação de alteração em membros, até o final do processo de solicitação não será possível realizar outro tipo de solicitação de alteração, a não ser solicitação de itens, pois este não impacta nos membros do projeto. Para efetuar uma solicitação de alteração de membros do projeto, é necessário selecionar a opção Alteração de Membros no menu lateral e clicar no link Criar Nova Solicitação.

34 Ao selecionar o link Criar Nova Solicitação o coordenador terá possibilidade de incluir um novo membro no projeto clicando na opção Incluir Novo Membro. Em seguida o coordenador deve selecionar o link Selecionar Pesquisador.

35 No próximo passo realizar-se a busca do pesquisador, que se deseja incluir, preenchendo os campos de filtros opcionais: Nome, Sexo, Estado, Munícipio, Instituição, Unidade. Em seguida é necessário selecionar a opção Buscar, com o resultado da busca é preciso clicar no botão Selecionar.

36 Após a seleção do novo membro é necessário selecionar sua função na opção Função do Membro, e marcar a atividade vinculada ao novo membro no campo Atividades do Projeto. Para confirmar a ação é importante clicar na opção Incluir, ou cancelar na opção Cancelar. Na tabela Novos Membros, apresentada na figura abaixo, o coordenador pode visualizar: Nome, Link para o curriculum lattes do pesquisador, Tipo de alteração realizada, Situação da solicitação (que se encontra como Pendente de Convite devido ao convite ainda não ser enviado para o novo pesquisador), Função do novo membro, e Ações onde o coordenador terá a opção de Enviar convite ao pesquisador, Editar ou Excluir membro respectivamente nos botões a seguir:.. Para adicionar um membro em um projeto é necessário que o mesmo aceite um convite. Nesse sentido, somente após o aceite do convite será possível submeter a solicitação de alteração. Para que o pesquisador receba o convite o coordenador deve selecionar o botão Enviar Convite, e confirmar a ação selecionando Sim na tela de confirmação.

37 O pesquisador receberá o convite na sua conta na página de Avisos, do Menu Inicial. E poderá aceitar ou recusar o convite, além de visualizar o projeto. Respectivamente nos botões a seguir:. A tela abaixo apresenta a pendência solicitando o aceite na página principal do pesquisador. Caso o pesquisador aceite o convite de participação no projeto, à situação da inclusão de um novo membro será igual a Convite Aceito. E não poderá ser mais realizado edição neste membro. No entanto, é possível removê-lo da alteração antes da submissão. Na tabela Membros Atuais do projeto, apresentada na tabela abaixo, o coordenador poderá editar as funções e atividades dos membros do projeto, ou excluir membros. Nessa tela não é possível remover o coordenador, pois existe uma solicitação de alteração específica para substituição de coordenador. No entanto, é possível editar as atividades configuradas para o coordenador. A clicar na opção editar, figura acima, é possível alterar a função do membro ou substituir um pesquisador, figura abaixo. Para substituir o pesquisador é necessário clicar na opção Alterar Pesquisador.

38 Ao excluir membros do projeto a tabela Membros Atuais Excluídos, apresentada na figura abaixo, lista o(s) membro(s) excluído(s). Em seguida deverá ser preenchida uma justificativa para a solicitação de alteração em membros, com no mínimo 30 palavras. Selecionando a opção Justificativa. Para salvar a justificativa é necessário selecionar o link Salvar.

39 Selecionando o botão Próximo Passo ou o link Detalhamento de Solicitação, a tela de detalhamento da solicitação apresenta: Detalhamento dos membros a serem INCLUÍDOS no projeto, Detalhamento dos membros a serem ECCLUÍDOS do projeto, Detalhamento dos membros a serem ALTERADOS do projeto (com informações atuais, que apresenta o não alterado e informações novas, que apresenta o projeto com a solicitação de alteração) e justificativa. Prosseguindo no botão Próximo Passo ou no link Verificar Pendências/Submeter Solicitação, o coordenador poderá visualizar as pendências na solicitação caso existam, e caso haja pendências será informado pelo sistema. Se a verificação de pendências apresentar Há 0

40 erros na sua solicitação, portanto ela pode ser Submetida, o coordenador poderá submeter clicando no botão Submeter Solicitação, conforme figura abaixo. O sistema solicitará a confirmação da ação do coordenador, clicando Sim para confirmar e Não para cancelar o envio da solicitação. Se o coordenador confirma o envio da solicitação, será apresentada uma tela de confirmação de submissão de proposta. ITENS Caso seja realizada uma solicitação de alteração em itens (Diárias, Material de Consumo, Passagens, Serviços de Terceiros, Material Permanente, Parcerias/Contrapartida, Pessoal, Encargos, Hospedagem/ Alimentação e Bolsas) até a finalização do processo de solicitação não será possível realizar nova solicitação de alteração em coordenador.

41 DIÁRIAS Para dar início ao processo de solicitação de alteração de Itens, é necessário selecionar a opção Alteração de Itens, e após clicar no link Criar Nova Solicitação. Após selecionar o link Criar Nova Solicitação o coordenador visualiza os valores de custeio e capital do projeto, e o valor alocado para a rubrica de Diária. Para solicitar uma solicitação de alteração de Diárias o coordenador deve clicar no link Diárias, e selecionar o botão Incluir Novo Item.

42 Para realizar uma solicitação de alteração em item, é necessário realizar alocação de valor para poder incluir o item. Ao informar o valor e clicar nó ícone rubrica, como mostra a figura abaixo. você está alocando o valor à Com isso, um valor é disponibilizado para a rubrica diárias e pode ser adicionado a itens já cadastrados ou a um novo item. Por exemplo, em seguida é cadastrado um novo item para a rubrica diárias.

43 Nesse caso, o coordenador deve selecionar a localidade ao qual deseja solicitar Diária, clicando no link Preencher abaixo do campo Localidade. A tela a seguir deve ser preenchida. Em seguida é necessário preencher os demais campos: N de Diárias, Custo Unitário (o valor informado na imagem é meramente ilustrativo, o CNPQ disponibiliza os valores corretos em seu site), Moeda, Data (mês). Se o valor da diária incluído for menor que o valor alocado para o item, o coordenador poderá desalocar a sobra no botão para que seja utilizada em outras rubricas. Para confirmar a ação deve-se clicar no botão Salvar.

44 Na tabela de Novas Diárias é observada a solicitação realizada, porém ainda não submetida para análise dos técnicos da FAPESPA, é possível realizar as ações de edição e exclusão respectivamente antes do envio. Na tabela Diárias Disponíveis são listadas as Diárias disponíveis ao projeto e as ações para o coordenador são de: visualizar solicitação de Diárias, editar, e excluir. E na tabela Diárias Excluídas são listadas as Diárias excluídas pelo coordenador, e as ações disponíveis são de: visualização da solicitação, e cancelamento da exclusão que retorna a solicitação para o estado de disponível.

45 Os passos para as demais solicitações de itens seguem este padrão. MATERIAL DE CONSUMO (EXEMPLO DE REMANEJAMENTO ENTRE RUBRICAS) Desta forma, é possível realizar o remanejamento de valores de um item para outro. Por exemplo, de Material de Consumo para Hospedagem / Alimentação. Primeiro deve-se selecionar a opção Material de Consumo no Menu Lateral. Os Materiais de Consumo Disponíveis são apresentados. Deve-se selecionar o botão de editar em Materiais de Consumo Disponíveis. A tela abaixo é apresentada. Neste caso, é possível ao coordenador desalocar sobras de valores alocados em uma rubrica. Na tela abaixo não há sobra, mas é possível liberar um valor, por exemplo, reduzindo a quantidade de itens ou o valor do mesmo.

46 Neste exemplo foi reduzido o valor do item de material de consumo de ,00 para ,00. Resultou em uma sobra de (Mil reais) na rubrica. Este valor pode ser desalocado deste item selecionando o botão Disponibilizar este valor para outros itens. O valor desalocado pode ser observado na tabela de Valor Não Alocado em Custo (figura abaixo). Para confirmar a ação é necessário clicar no botão Salvar.

47 Para incluir uma solicitação de alteração de Hospedagem / Alimentação o coordenador deve clicar no link Hospedagem / Alimentação, e selecionar o botão Incluir Novo Item. Para adicionar nova Hospedagem / Alimentação ao projeto é necessário alocar um valor para este item. O coordenador deve alocar o valor não alocado das demais rubricas, observado na tabela de Valor Não alocado em Custeio.

48 Deve-se informar o valor total que se deseja alocar ao item (neste exemplo o valor de R$ 1.000,00), preenchendo o campo Alocar Valor ao Item e selecionando o botão. A sobra é disponibilizada à rubrica, que pode ser alocado a um determinado item já existente ou a um novo item. A figura abaixo apresenta o valor inserido para Hospedagem / Alimentação. Ainda é necessário criar o item para alocar este valor.

49 Em seguida deve ser realizado o preenchimento dos campos: Localidade, Especificação, Quantidade, Custo Unitário, Tipo de Moeda e Data (Mês). Para confirmar a ação é necessário clicar no botão Salvar. Na tela a seguir é possível observar a nova hospedagem na tabela Novas Hospedagens. Com o nome da Cidade, Estado e País, bem como demais informações da Hospedagem.

50 PASSAGENS Para solicitar uma solicitação de alteração de Passagens o coordenador deve clicar no link Passagens, e selecionar o botão Incluir Novo Item.

51 Para realizar uma solicitação de alteração em item, é necessário realizar alocação de valor para poder incluir o item. Ao informar o valor e clicar nó ícone você está alocando o valor à rubrica, como mostra a figura abaixo. Neste exemplo o valor alocado é: R$1.000,00. Com isso, um valor é disponibilizado para a rubrica passagem e pode ser adicionado a itens já cadastrados ou a um novo item. Por exemplo, em seguida é cadastrado um novo item para a rubrica passagem. Para confirmar a ação deve-se clicar no botão Salvar.

52 Após, na tabela de Novas Passagens é observada a solicitação realizada, porém ainda não submetida para análise dos técnicos da FAPESPA, é possível realizar as ações de edição e exclusão respectivamente antes do envio.

53 SERVIÇOS DE TERCEIROS Para realizar uma solicitação de alteração de Serviço de Terceiros o coordenador deve clicar no link Serviço de Terceiros, e selecionar o botão Incluir Novo Item. Inicialmente é necessário realizar alocação de valor para poder incluir o item. Ao informar o valor e clicar nó ícone você está alocando o valor à rubrica, como mostra a figura abaixo. Neste exemplo o valor alocado é: R$2.500,00.

54 Com isso, um valor é disponibilizado para a rubrica serviços de terceiros e pode ser adicionado a itens já cadastrados ou a um novo item. Por exemplo, em seguida é cadastrado um novo item para a rubrica serviços de terceiros. Para confirmar a ação deve-se clicar no botão Salvar. Após, na tabela de Serviços de Terceiros Novos é observada a solicitação realizada, porém ainda não submetida para análise dos técnicos da FAPESPA, é possível realizar as ações de edição e exclusão respectivamente antes do envio.

55 MATERIAL PERMANENTE Para realizar uma solicitação de alteração de material permanente o coordenador deve clicar no link Material Permanente, e selecionar o botão Incluir Novo Item. Nesta rubrica é necessário que esteja disponível rendimento de capital. Inicialmente é necessário realizar alocação de valor para poder incluir o item. Ao informar o valor e clicar nó

56 ícone você está alocando o valor à rubrica, como mostra a figura abaixo. Neste exemplo o valor alocado é: R$5.000,00. Com isso, um valor é disponibilizado para a rubrica material permanente e pode ser adicionado a itens já cadastrados ou a um novo item. Por exemplo, em seguida é cadastrado um novo item para a rubrica material permanente. Para confirmar a ação deve-se clicar no botão Salvar.

57 Após, na tabela de Materiais Permanentes Novos é observada a solicitação realizada, porém ainda não submetida para análise dos técnicos da FAPESPA, é possível realizar as ações de edição e exclusão respectivamente antes do envio.

58 HOSPEDAGEM - ALIMENTAÇÃO Para realizar uma solicitação de alteração de hospedagem/alimentação o coordenador deve clicar no link Hospedagem/Alimentação, e selecionar o botão Incluir Novo Item. Inicialmente é necessário realizar alocação de valor para poder incluir o item. Ao informar o valor e clicar nó ícone você está alocando o valor à rubrica, como mostra a figura abaixo. Neste exemplo o valor alocado é: R$500,00.

59 A partir deste momento um valor é disponibilizado para a rubrica hospedagem/alimentação e pode ser adicionado a itens já cadastrados ou a um novo item. Por exemplo, em seguida é cadastrado um novo item para a rubrica hospedagem/alimentação. Para confirmar a ação deve-se clicar no botão Salvar.

60 Após, na tabela de Novas Hospedagens é observada a solicitação realizada, porém ainda não submetida para análise dos técnicos da FAPESPA, é possível realizar as ações de edição e exclusão respectivamente antes do envio.

61 BOLSAS Para realizar uma solicitação de alteração de bolsas o coordenador deve clicar no link Bolsas, e selecionar o botão Incluir Novo Item. Inicialmente é necessário realizar alocação de valor para poder incluir o item. Ao informar o valor e clicar nó ícone você está alocando o valor à rubrica, como mostra a figura abaixo. Neste exemplo o valor alocado é: R$1.500,00.

62 A partir deste momento um valor é disponibilizado para a rubrica bolsas e pode ser adicionado a itens já cadastrados ou a um novo item. Por exemplo, em seguida é cadastrado um novo item. Para confirmar a ação deve-se clicar no botão Salvar.

63 Após, na tabela de Bolsas Novas é observada a solicitação realizada, porém ainda não submetida para análise dos técnicos da FAPESPA, é possível realizar as ações de edição e exclusão respectivamente antes do envio.

64 JUSTIFICATIVA Em seguida as alterações o coordenador deve preencher uma justificativa na opção Justificativa, com o mínimo de 30 palavras (O texto apesentado abaixo é meramente ilustrativo, devem-se utilizar as informações reais para garantir que o remanejamento seja aceito pela FAPESPA). Para salvar a solicitação o coordenador pode optar por clicar no link Salvar. Em seguida é possível visualizar os detalhes da solicitação, verificar pendências e submeter. ORÇAMENTO CONSOLIDADO Nesta tela, o coordenador tem acesso às informações do orçamento consolidado, onde estão contidas as despesas de custeio e capital.

65 DETALHAMENTO DA SOLICITAÇÃO Na tela de Detalhamento da Solicitação o coordenador terá disponíveis as informações de Remanejamento de Rubrica, Detalhamento dos Itens a serem INCLUÍDOS no Orçamento Atual do Projeto, Detalhamento dos Itens a serem EXCLUÍDOS no Orçamento Atual do Projeto, Detalhamento dos Itens a serem ALTERADOS no Orçamento Atual do Projeto e JUSTIFICATIVA. O primeiro detalhamento diz respeito ao Remanejamento de Rubrica, que possui: Despesa sem Alteração na cor cinza, Despesa Reduzida na cor vermelha, Despesa Aumentada na cor verde. E o capital disponível em rubrica, na tabela Capital.

66 No Detalhamento dos Itens a serem INCLUÍDOS no Orçamento Atual do Projeto são apresentadas informações sobre os itens a serem incluídos no projeto. Em Detalhamento dos Itens a serem EXCLUÍDOS no Orçamento Atual do Projeto são listados os itens a serem excluídos do projeto. No item de Detalhamento dos Itens a serem ALTERADOS no Orçamento Atual do Projeto são apresentados os itens alterados do projeto. Ao final é apresentada a justificativa preenchida pelo coordenador do projeto. No próximo passo, a tela de Verificação de Pendências apresenta pendências relacionadas à solicitação, caso ocorram, será exibido ao coordenador Avisos e Erros a serem sanados.

67 Para finalizar a solicitação o coordenador deve clicar no botão Submeter Solicitação, para confirmar a ação é necessário selecionar a opção Sim. Com isso, a situação da solicitação será igual a Submetida. COORDENADOR É possível, também, solicitar a alteração do coordenador. Para isso, outra solicitação de alteração (Membros, Itens, Coordenador, Atividade) não pode estar em andamento.

68 É necessário selecionar a opção Alteração de Coordenador. Em seguida deve-se clicar no link Criar Nova Solicitação. A tela de solicitação de mudança é aberta apresentando o nome do coordenador atual. Para inserir o novo coordenador é necessário clicar no botão Selecionar Pesquisador, o novo coordenador deve está cadastrado no sistema.

69 Para selecionar o pesquisador devem ser preenchidos os filtros de busca observados na imagem abaixo, e clicar no botão Buscar. No resultado da busca é preciso clicar no botão Selecionar. Ao selecionar um pesquisador automaticamente são preenchidos os campos com as informações do novo coordenador. Na tabela Situação do Antigo Coordenador a opção Retirar Antigo Coordenador do Projeto retira o antigo coordenador do projeto, e transfere as suas atividades e bolsas para o novo coordenador.

70 A opção Permanecer antigo coordenador no projeto com outra função mantém o antigo coordenador no projeto, e aplica para este nova função e atividade. Selecionando Próximo Passo>>, a opção Arquivos apresenta o botão de anexo de arquivos obrigatórios para está solicitação (os anexos variam conforme o edital). Para anexar os arquivos deve-se clicar no botão Anexar Arquivo. Em seguida deve-se escolher o arquivo no botão Escolher Arquivo, figura abaixo, e selecionar o tipo de arquivo no botão. Por fim, deve-se clicar no botão Inserir para confirmar.

71 O coordenador terá a opção de realizar edição, download, e exclusão do arquivo. O coordenador deve preencher uma justificativa na opção Justificativa, com o mínimo de 30 palavras. Para salvar a solicitação o coordenador deve clicar no link Salvar no menu Submeter Solicitação.

72 Em seguida, na opção Detalhamento da Solicitação é possibilitado ao coordenador visualizar as informações dos dados pessoais e profissionais do novo coordenador, arquivos obrigatórios anexados e sua justificativa na solicitação. Na tela de Verificar Pendências/ Submeter Solicitação serão listados os erros e avisos, caso ocorram. É preciso o coordenador enviar o convite para o novo coordenador participar do projeto, clicando no botão Enviar Convite.

73 Enquanto o novo coordenador não aceitar este convite de participação no projeto, não poderá ser submetida a solicitação de alteração de coordenador. Ao sanar os problemas é possível submeter a solicitação. ATIVIDADES Para ser realizada uma solicitação de alteração de atividade, outras solicitações de alteração de membros, e coordenador não podem estar em andamento. É necessário selecionar a opção Alteração de Atividade e clicar no link Criar Nova Solicitação.

74 São apresentadas na tela abaixo as informações das novas atividades na tabela Atividades Novas, atividades atuais na tabela Atividades Atuais, e atividades excluídas na tabela Atividades Atuais Excluídas. Neste caso, ainda não existem atividades cadastradas. Ao selecionar o link Criar Nova Solicitação o coordenador terá possibilidade de incluir uma nova atividade no projeto clicando na opção Incluir Nova Atividade. A seguir, deverão ser preenchidos os campos: Descrição, Mês de início, Duração, Carga Horária e Responsável. No quadro Vincular Membros a esta Atividade é possibilitado ao coordenador vincular vários membros a uma atividade, selecionando os membros disponíveis, e em seguida clicar na opção, para vincular membros a uma atividade. Para confirmar a ação é necessário clicar no botão Salvar.

75 No próximo passo, o coordenador deve preencher uma justificativa com o mínimo de 30 palavras. E após, para salvar a justificativa é essencial clicar no link Salvar no menu Submeter Solicitação. Na tela de Detalhamento da Solicitação, o coordenador tem disponíveis as informações de: Atividades a serem incluídas no projeto, Atividades a serem excluídas do projeto, Atividades a serem alteradas do projeto, e a Justificativa preenchida.

76 A tela de Cronograma Geral do Projeto é apresentado o cronograma da atividade inserida no projeto. No próximo passo, a tela de Verificação de Pendências apresenta pendências relacionadas à solicitação, caso ocorram, será exibido ao coordenador Avisos e Erros a serem sanados. Para finalizar a solicitação o coordenador deve clicar no botão Submeter Solicitação, para confirmar a ação é necessário selecionar a opção Sim.

77 Processo de submissão de proposta de solicitação Enviado! A situação da solicitação será igual a Submetida. PRESTAÇÃO DE CONTAS 1. Acessar Área do Projeto Contratato Ao acessar a área do Projeto Contratado, serão exibidas informações gerais do projeto. Na direita existe um menu lateral com várias opções de ações. Para realizar a Prestação de Contas, deve-se cadastrar uma solicitação de Prestação de Contas: 2. Acessar relatórios / Prestação de contas: Informações técnicas >> Relatórios/Prest. De Contas

78 3. Clicar em Clique aqui abaixo da tabela Prestação de Contas Financeiras

79 4. Preencher a data prevista para Entrega da Prestação, selecionar Prestação Final ou não, e depois selecionar o botão Inserir 5. Após a inserção dos dados, clicar em Salvar Caso a prestação de contas encontre-se em atraso, será exibida na área do pesquisador uma alerta de pendência de prestação de contas.

80 Ao clicar no nome Prestação de Contas o pesquisador será redirecionado para a área dos Relatórios de Prestação de Contas.

81 Ao selecionar um formulário e clicar em novo será aberto um formulário para preenchimento conforme a opção selecionada: Recibo de Colaborador Eventual O Recibo de Colaborador Eventual é gerado automaticamente a partir da criação do Anexo II Lançamento de Despesas, quando se lança uma Despesa da Rubrica Serviços de Terceiro - Pessoa Física. Para Visualizar este formulário deve-se: o Selecionar Prestação de Contas >> Editar Formulários o Selecionar opção Recibo de Colaborador Eventual e clicar no formulário o Ao abrir o formulário, deve-se preencher todas as informações e selecionar Enviar

82 Anexo X Termo de Depósito O Anexo X Termo de Depósito é gerado automaticamente a partir do Anexo III Relação de Bens, quando se seleciona o item e a opção Gerar Termo de Depósito.

83 Para visualizar este formulário deve-se: o Selecionar Prestação de Contas >> Editar Formulários o Selecionar opção Anexo X Termo de Depósito e clicar no formulário o Ao abrir o formulário, deve-se selecionar Enviar Anexo I Relação de Pagamentos Este formulário é gerado a partir de outros formulários, quando se lança o pagamento de despesas. Para Visualizar este formulário deve-se: o Selecionar Prestação de Contas >> Editar Formulários o Selecionar opção Anexo I Relação de Pagamentos e clicar no formulário

84 o Ao abrir o formulário, deve-se preencher o período da Relação de Pagamentos, observações se necessário, e selecionar Enviar Anexo IV Despesas com Diárias O formulário Anexo IV Despesas com Diárias deve ser preenchido para realização da prestação de contas dos gastos com diárias quando o pesquisador realizar alguma viagem. O Pesquisador deve preencher todas as informações exibidas nas figuras abaixo e selecionar a opção Enviar.

85

86 Anexo II Lançamento de Notas Este formulário deve ser preenchido para se prestar contas das despesas das seguintes rubricas: Material de Consumo, Passagem, Material Permanente, Serviços de Terceiro Pessoa Física, Serviços de Terceiro Pessoa Jurídica, e Bolsas. O Pesquisador deve preencher todas as informações exibidas nas figuras abaixo e selecionar a opção Salvar.

87 Anexo VIII Conciliação Bancária Este formulário deve ser preenchido para se prestar contas da conciliação bancária entre as receitas apoiadas pelo projeto e as despesas gastas com as atividades do projeto. O Pesquisador deve preencher todas as informações exibidas nas figuras abaixo e selecionar a opção Enviar.

88 Tabela de Custos Referente à Parcela Este formulário deve ser preenchido para se prestar contas do que foi solicitado como apoio do projeto e o que foi gasto de fato na realização do projeto. Este formulário deve ser preenchido após lançar todas as notas de despesas do projeto e de diárias, já que o mesmo coleta informações preenchidas em outros formulários. O Pesquisador deve preencher todas as informações exibidas nas figuras abaixo e selecionar a opção Enviar.

Manual do Usuário SisFAPERJ

Manual do Usuário SisFAPERJ Manual do Usuário SisFAPERJ SisFAPERJ - Manual do Usuário Página 1 Sumário Manual do Usuário... 1 SisFAPERJ... 1 1. Tela inicial Login... 3 1.1. Este é meu 1º acesso... 3 1.2. Esqueci minha senha... 4

Leia mais

PATRONAGE - ADMINISTRAÇÃO DE BOLSAS E AUXÍLIOS FAPEMA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO Rua

PATRONAGE - ADMINISTRAÇÃO DE BOLSAS E AUXÍLIOS FAPEMA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO Rua 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 1 COMO ACESSAR O PATRONAGE... 4 2 INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO... 5 3 PRESTAÇÃO DE CONTAS... 8 3.1 Execução do projeto... 8 3.2 Autorização de recursos (remanejamento de recurso,

Leia mais

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Manual de Utilização Perfil Beneficiário 1. 2. Objetivo do Manual... 2 Siglas e Abreviações... 2 3. Perfil do Usuário... 2 4. Descrição Geral do Sistema...

Leia mais

Eventos Anulação e Retificação

Eventos Anulação e Retificação MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Eventos Anulação e Retificação

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Perfil Convenente

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Perfil Convenente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Ajuste do Plano de Trabalho, Termo Aditivo e Prorroga de Ofício Perfis de Convenente e Concedente.

Portal dos Convênios SICONV. Ajuste do Plano de Trabalho, Termo Aditivo e Prorroga de Ofício Perfis de Convenente e Concedente. MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Ajuste do Plano de Trabalho, Termo

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Inclusão e Envio de Proposta Manual

Leia mais

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário 70040-020 Brasília - DF SAC Manual do Usuário Sumário Assunto PÁGINA 1. Objetivos do Manual 3 2. Perfil do Usuário 3 2.1 Coordenador Institucional 3 3. Acesso ao Sistema SAC 3 3.1 Endereço de acesso 3

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PROPOSTAS VERSÃO 1.1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/11/2011 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 07/01/2013 1.1 Atualização do

Leia mais

Sistema de Prestação de Contas Siprec

Sistema de Prestação de Contas Siprec Sistema de Prestação de Contas Siprec Manual de Utilização Perfil Beneficiário Versão 1.3.4 Agosto de 2013 1 SUMÁRIO Manual do Usuário... 3 1. Objetivo do manual... 3 2. Sobre o sistema... 3 3. Quem deve

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS DIVULGAÇÃO DE COMPRAS COTAÇÃO ELETRÔNICA MANUAL DO USUÁRIO

Leia mais

Fundap. Programa de Estágio. Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio. Plano de Estágio

Fundap. Programa de Estágio. Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio. Plano de Estágio Fundap Fundação do Desenvolvimento Administrativo Programa de Estágio Programa de Estágio Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio Plano de Estágio Julho de 2008 SABE - Sistema

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Ajuste do Plano de Trabalho, Termo Aditivo e Prorroga de Ofício Perfis de Convenente e Concedente.

Portal dos Convênios SICONV. Ajuste do Plano de Trabalho, Termo Aditivo e Prorroga de Ofício Perfis de Convenente e Concedente. MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Ajuste do Plano de Trabalho, Termo

Leia mais

MANUAL SISTEMA DE GERENCIAMENTO WWW.REDERENALI.COM.BR

MANUAL SISTEMA DE GERENCIAMENTO WWW.REDERENALI.COM.BR MANUAL SISTEMA DE GERENCIAMENTO WWW.REDERENALI.COM.BR MANUAL SISTEMA GERENCIAMENTO RENALI- Versão 3 Maio 2012 WWW.REDERENALI.COM.BR INTRODUÇÃO ACESSO VISÃO GERAL VISÃO DO PROJETO FORMULÁRIOS CADASTRO DE

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA CADASTRO DE AÇÃO DE EXTENSÃO DO LOGIN AO FORMULÁRIO DE CADASTRO... 3

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA CADASTRO DE AÇÃO DE EXTENSÃO DO LOGIN AO FORMULÁRIO DE CADASTRO... 3 TUTORIAL SIEX ORIENTAÇÕES GERAIS PARA CADASTRO DE AÇÃO DE EXTENSÃO DO LOGIN AO FORMULÁRIO DE CADASTRO... 3 1. Como acessar ao formulário de inscrição de proposta... 3 2. Quais os passos de preenchimento

Leia mais

Antes de começar, o Solicitante e outros envolvidos dentro do projeto (Orientador, Coordenador ou outro Responsável Técnico) devem verificar:

Antes de começar, o Solicitante e outros envolvidos dentro do projeto (Orientador, Coordenador ou outro Responsável Técnico) devem verificar: SOLICITAÇÃO DE FOMENTO on-line MANUAL DO USUÁRIO 1 CONTATOS... 2 2 ANTES DE COMEÇAR... 2 3 ENTRAR NO SISTEMA INFAPERJ... 3 3.1 ACESSO AO SISTEMA...3 3.2 LOGIN...4 4 APRESENTAÇÃO GERAL DA INTERFACE... 5

Leia mais

Inclusão e Envio de Propostas

Inclusão e Envio de Propostas MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios - SICONV Abertura Automática de contas

Leia mais

WEB COLABORADOR. Envio e Recebimento de arquivos de consignação

WEB COLABORADOR. Envio e Recebimento de arquivos de consignação TUTORIAL Envio e Recebimento de arquivos de consignação Para acessar o Web Colaborador e transferir arquivos de consignação, entre com os dados de CNPJ, usuário e senha, nos campos correspondentes. Regras

Leia mais

Módulo de Extensão SIGAA. Cadastro de Cursos

Módulo de Extensão SIGAA. Cadastro de Cursos Módulo de Extensão SIGAA Cadastro de Cursos ÍNDICE Instruções gerais Pg. 04 Recomendações Pg. 04 Acessibilidade ao sistema Pg. 04 Acesso ao SIGAA Pg. 04 Acesso ao módulo Pg. 05 Acesso ao tipo de extensão

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED Esta parte do sistema como descrito anteriormente neste manual permite que seus agentes tenham acesso á uma área exclusiva para acessar informações pessoais como: Meu Extrato

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv. Execução - Licitação, Contrato, Documento de Liquidação, Pagamento, Ingresso de Recursos e Relatórios

Portal dos Convênios - Siconv. Execução - Licitação, Contrato, Documento de Liquidação, Pagamento, Ingresso de Recursos e Relatórios MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Execução - Licitação, Contrato,

Leia mais

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município Após receber a confirmação de aceite do Credenciamento via e-mail já é possível efetuar o login no sistema

Leia mais

Manual de utilização do Relatório de Viagens

Manual de utilização do Relatório de Viagens Manual de utilização do Relatório de Viagens Os Módulos do Sistema de Relatório de Viagens foram criados tendo com base a Regulamentação de Viagem da MGS - Minas Gerais Administração e Serviços S/A (RG/AD/02/10ª).

Leia mais

SIASP SISTEMA DE ADMINISTRAÇÃO DE ALMOXARIFADO SERVIÇOS E PATRIMÔNIO MANUAL DO USUÁRIO

SIASP SISTEMA DE ADMINISTRAÇÃO DE ALMOXARIFADO SERVIÇOS E PATRIMÔNIO MANUAL DO USUÁRIO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA SIASP SISTEMA DE ADMINISTRAÇÃO DE ALMOXARIFADO

Leia mais

Material de apoio. Portaria SNJ nº 252, de 27/ 12/ 12, publicada no D.O.U. de 31/ 12 /12. Manual do usuário. Manual da nova comprovação de vínculo.

Material de apoio. Portaria SNJ nº 252, de 27/ 12/ 12, publicada no D.O.U. de 31/ 12 /12. Manual do usuário. Manual da nova comprovação de vínculo. Material de apoio Material de apoio Portaria SNJ nº 252, de 27/ 12/ 12, publicada no D.O.U. de 31/ 12 /12. Manual do usuário. Manual da nova comprovação de vínculo. Informações Gerais O sistema CNES/MJ

Leia mais

Rendimento de Aplicação

Rendimento de Aplicação MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO DEPARTAMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO Portal dos Convênios SICONV Rendimento de Aplicação Perfil Convenente /

Leia mais

Manual. Objetivo: resumir as informações fornecidas durante o treinamento do SIGAA.

Manual. Objetivo: resumir as informações fornecidas durante o treinamento do SIGAA. Manual Objetivo: resumir as informações fornecidas durante o treinamento do SIGAA. Informações importantes: a) O SIGAA é um sistema desenvolvido pela UFRN e adquirido em cooperação pela UFPA. Ele visa

Leia mais

Projeto SIGA-EPT. Manual do usuário Módulo Requisição de Almoxarifado SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA

Projeto SIGA-EPT. Manual do usuário Módulo Requisição de Almoxarifado SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA Projeto SIGA-EPT Manual do usuário Módulo Requisição de Almoxarifado SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA Versão setembro/2010 Requisição de Almoxarifado Introdução Requisição é uma solicitação feita

Leia mais

Coordenação de Estágio Integrado. Instruções para o cadastro da contratação de estágio pelo Aluno

Coordenação de Estágio Integrado. Instruções para o cadastro da contratação de estágio pelo Aluno Coordenação de Estágio Integrado Instruções para o cadastro da contratação de estágio pelo Aluno 7 de Novembro de 04 Acesso ao SGE Ao efetuar o login no Sistema de Gestão Acadêmico (SGA), acesse a aba

Leia mais

PASSO A PASSO PARA INSCRIÇÃO NA CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 03/2013

PASSO A PASSO PARA INSCRIÇÃO NA CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 03/2013 PASSO A PASSO PARA INSCRIÇÃO NA CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 03/2013 Para se inscrever na CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 03/2013, clique em http://ancine.brde.com.br/ancine/login.asp Utilize preferencialmente

Leia mais

FUNDAÇÃO DE MEDICINA TROPICAL DOUTOR HEITOR VIEIRA DOURADO (FMT-HVD) DEPARTAMENTO DE PESQUISA

FUNDAÇÃO DE MEDICINA TROPICAL DOUTOR HEITOR VIEIRA DOURADO (FMT-HVD) DEPARTAMENTO DE PESQUISA 2012 / 2013 FUNDAÇÃO DE MEDICINA TROPICAL DOUTOR HEITOR VIEIRA DOURADO (FMT-HVD) DEPARTAMENTO DE PESQUISA PAIC PROGRAMA DE APOIO A INICIAÇÃO CIENTÍFICA (2015/2016) GUIA DO USUÁRIO Versão web 1.1 Abril

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Inclusão e Envio de Proposta Manual

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS. Versão 1.0

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS. Versão 1.0 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS Versão 1.0 SUMÁRIO 1. Descrição do Local de Acesso... 1 2. Módulo Registrar Diárias... 3 3. Módulo Aprovar Diárias... 11 4. Registrar Prestação de Contas...

Leia mais

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL. CERBERUS Manual do sistema Versão 1.0

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL. CERBERUS Manual do sistema Versão 1.0 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL CERBERUS Manual do sistema HISTÓRICO DA REVISÃO Data Versão Descrição Autor 07/08/2014 1.0 Criação do documento Antonio Rogério da Costa Silva LISTA DE FIGURAS

Leia mais

DIRETRIZES DE USO DA MATRIZ DE SISTEMATIZAÇÃO DE INFORMAÇÕES

DIRETRIZES DE USO DA MATRIZ DE SISTEMATIZAÇÃO DE INFORMAÇÕES Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turístico Coordenação Geral de Regionalização PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO Roteiros do Brasil

Leia mais

Instruções para preenchimento

Instruções para preenchimento Instruções para preenchimento Submissão de Projetos de Pesquisa (via Internet) http://www3.mackenzie.com.br/mackpesqsol/login.php Observações: 1) O projeto poderá ser cadastrado aos poucos, porém deverá

Leia mais

Material de apoio. Disponível no site: : www.justica.gov.br, no link: Entidades Sociais >> CNES.

Material de apoio. Disponível no site: : www.justica.gov.br, no link: Entidades Sociais >> CNES. Material de apoio Disponível no site: : www.justica.gov.br, no link: Entidades Sociais >> CNES. Material de apoio Disponível no site: : www.justica.gov.br, no link: Entidades Sociais >> CNES. Portaria

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DA LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE

MANUAL DO USUÁRIO DA LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE MANUAL DO USUÁRIO DA LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE Introdução: Esporte é saúde. As pessoas que praticam esporte vivem melhor e mais. Esporte previne e combate doenças do corpo e da mente, torna as pessoas

Leia mais

Manual do usuário. v1.0

Manual do usuário. v1.0 Manual do usuário v1.0 1 Iniciando com o Vivo Gestão 1. como fazer login a. 1º acesso b. como recuperar a senha c. escolher uma conta ou grupo (hierarquia de contas) 2. como consultar... de uma linha a.

Leia mais

PASSO A PASSO PARA INSCRIÇÃO NA CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 04/2013 - LABORATÓRIOS

PASSO A PASSO PARA INSCRIÇÃO NA CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 04/2013 - LABORATÓRIOS PASSO A PASSO PARA INSCRIÇÃO NA CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 04/2013 - LABORATÓRIOS Para se inscrever na CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 04/2013, clique em http://ancine.brde.com.br/ancine/login.asp

Leia mais

Pagamento - Fornecedor

Pagamento - Fornecedor Pagamento - Fornecedor MT-212-00137 - 1 Última Atualização 30/08/2014 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: Carregar Documentos Fiscais Verificar o status de envio dos documentos

Leia mais

PASSO A PASSO PARA INSCRIÇA O IC VOLUNTA RIO

PASSO A PASSO PARA INSCRIÇA O IC VOLUNTA RIO PASSO A PASSO PARA INSCRIÇA O IC VOLUNTA RIO Para ser voluntario em uma pesquisa é necessário: Encontrar um orientador que faça parte de um projeto inscrito na Plataforma de Apoio a Gestão Estratégica

Leia mais

MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento

MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento SEBRAE-GO 1 Sumário Introdução... 3 1) Acesso ao Sistema... 4 1.1. LOGIN... 4 1.2. ALTERAR SENHA... 7 1.3. RECUPERAR SENHA...

Leia mais

Incluir Usuário/Definir Perfil, Elaborar e Enviar Proposta/Plano de Trabalho para análise do Concedente

Incluir Usuário/Definir Perfil, Elaborar e Enviar Proposta/Plano de Trabalho para análise do Concedente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO DEPARTAMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO Portal dos Convênios SICONV Incluir Usuário/Definir Perfil, Elaborar e Enviar

Leia mais

Manual Sistema Proac Editais. Dúvidas Frequentes

Manual Sistema Proac Editais. Dúvidas Frequentes Manual Sistema Proac Editais Dúvidas Frequentes Conteúdo 1. Acesso ao sistema... 3 1.1. Como efetuar Login... 3 1.2. Como recuperar a Senha... 3 1.3. Como fazer um Novo Cadastro de Proponente... 4 1.4.

Leia mais

Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão

Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão NOVOSIS 3ª Versão Conteúdo Introdução... 3 Principais recursos:... 4 Para o cidadão:... 4 Para os órgãos públicos:... 4 Como Utilizar o SIC...

Leia mais

Manual do Almoxarifado SIGA-ADM

Manual do Almoxarifado SIGA-ADM Manual do Almoxarifado SIGA-ADM DIRETORIA DE GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO(DGTI) MARÇO/2012 Requisição de Almoxarifado Requisições O sistema retornará a tela do menu de Administração. Nela selecione

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO MODULO ALMOXARIFADO SUAP

MANUAL DO USUÁRIO MODULO ALMOXARIFADO SUAP MANUAL DO USUÁRIO MODULO ALMOXARIFADO SUAP Pouso Alegre MG 2013 SUMÁRIO 1. Introdução.... 6 2. Efetuar Entrada de Material.... 8 2.1. Entrada de Material por Compra.... 8 2.1.1. Cadastro de Empenho...

Leia mais

Manual do Usuário Novembro/2012

Manual do Usuário Novembro/2012 Manual do Usuário Novembro/2012 Sumário 1. Objetivos...3 2. Informações Operacionais...4 3. Configurações Recomendadas...7 4. Preparação do Sistema...8 4.1 Solicitando acesso ao Sisu...8 4.2 Autorização

Leia mais

❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE

❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE ❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE a) Checagem de Estoque - Verifique o estoque dos produtos desejados. b) Listar produtos com a quantia de estoque mínimo atingido: ESTOQUE / RELATÓRIO / ALERTA DE COMPRA

Leia mais

SISTEMA UNIMED HRP: MÓDULO WEBSAÚDE MANUAL DE UTILIZAÇÃO

SISTEMA UNIMED HRP: MÓDULO WEBSAÚDE MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA UNIMED HRP: MÓDULO WEBSAÚDE MANUAL DE UTILIZAÇÃO Departamento de Tecnologia da Informação tecnologia@unimeditabira.com.br 31 3839-771 3839-7713 Revisão 03 Itabira Setembro 2015 Sumário 1. Acessando

Leia mais

SIGA Sistema de Gestão de Almoxarifado

SIGA Sistema de Gestão de Almoxarifado SIGA Sistema de Gestão de Almoxarifado Como acessar O acesso ao Sistema se faz através da página da SEPLAG Clicando no Link destacado Clicar no Link destacado e será exibida a tela de login do Guardião.

Leia mais

Contrato de Longo Prazo (LTA) para Agência de Viagens

Contrato de Longo Prazo (LTA) para Agência de Viagens Contrato de Longo Prazo (LTA) para Agência de Viagens Contratos de Longo Prazo (LTA) são tipos especiais de acordos firmados entre o PNUD e um fornecedor com o objetivo de garantir o fornecimento de um

Leia mais

Pagamentos MT-212-00137-6 Última Atualização 06/01/2015

Pagamentos MT-212-00137-6 Última Atualização 06/01/2015 Pagamentos MT-212-00137-6 Última Atualização 06/01/2015 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: Carregar Documentos Fiscais Verificar o status de envio dos documentos fiscais Consultar

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Prestação de Contas - Convenente. Manual do Usuário. Versão 2-26/11/2010

Portal dos Convênios - SICONV. Prestação de Contas - Convenente. Manual do Usuário. Versão 2-26/11/2010 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Prestação de Contas - Convenente

Leia mais

Chamada MCTI/CNPq Nº 09/2015 - Auxílio Promoção de Eventos Científicos, Tecnológicos e/ou de Inovação - ARC. Perguntas Mais Frequentes

Chamada MCTI/CNPq Nº 09/2015 - Auxílio Promoção de Eventos Científicos, Tecnológicos e/ou de Inovação - ARC. Perguntas Mais Frequentes Chamada MCTI/CNPq Nº 09/2015 - Auxílio Promoção de Eventos Científicos, Tecnológicos e/ou de Inovação - ARC Perguntas Mais Frequentes 1) Onde encontro o Formulário Online de Propostas? O formulário Online

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB 0 Sumário Introdução... 2 Funcionalidades... 2 Requisitos Necessários... 2 Faturamento Web... 3 Faturamento Simplificado... 4 Faturamento Detalhado... 9 Faturamento

Leia mais

TUTORIAL. Dúvidas? Entre em contato com edunp@unp.br

TUTORIAL. Dúvidas? Entre em contato com edunp@unp.br TUTORIAL MENU (clique sobre uma das opções) 1. CADASTRO DE LEITORES/AUTORES/AVALIADORES 2. SUBMISSÃO DE TEXTO 3. REENVIO DE TEXTO NA AVALIAÇÃO 4. REENVIO DE TEXTO NA EDIÇÃO Dúvidas? Entre em contato com

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria Operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Passo a Passo - Convenente

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria Operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Passo a Passo - Convenente Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria Operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Passo a Passo - Convenente Sumário 01 O que é OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias)...2

Leia mais

Manual do usuário. Acesso ao GEFAU

Manual do usuário. Acesso ao GEFAU Manual do usuário Acesso ao GEFAU Fev/2015 GEFAU PORTAL DO EMPREENDEDOR Conteúdo Introdução... 2 1. Acesso ao GEFAU... 3 2. Cadastro de empreendimentos... 5 2.1. Consulta aos empreendimentos do usuário...

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D A NFS-e NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NOTA NATALENSE ÍNDICE INFORMAÇÕES GERAIS...4 1. Acesso ao Portal do Sistema...7

Leia mais

PRODAV 05/2014 Passo a passo para inscrição do projeto

PRODAV 05/2014 Passo a passo para inscrição do projeto PASSO A PASSO PARA INSCRIÇÃO NA CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 05/2014 Para se inscrever na CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 05/2014, clique em http://ancine.brde.com.br/ancine/login.asp ou através do

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 Atendente... 3 1. Abrindo uma nova Solicitação... 3 1. Consultando Solicitações... 5 2. Fazendo uma Consulta Avançada... 6 3. Alterando dados da

Leia mais

ÍNDICE. Página 2 de 21

ÍNDICE. Página 2 de 21 Página 1 de 21 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 3 2. MINHA CONTA... 3 2.1. Introdução... 3 2.2. Telas do Menu Minha Conta... 4 2.2.1. Tela de Dados Cadastrais... 4 2.2.2. Tela Gerenciar Contatos... 5 2.2.3. Tela

Leia mais

Sistema de Bilhetagem Eletrônica

Sistema de Bilhetagem Eletrônica GUIA DE REFERÊNCIA SIB Sistema de Bilhetagem Eletrônica Projeto Sistema de Bilhetagem Eletrônica Documento MR (17/Maio/2011) Tabela 1 Histórico das alterações no documento Data Versão Autor Descrição 09/11/2010

Leia mais

Sumário: Fluxo Operacional... 3 Contatos... 4. Agenda Online... 10. Reservas de Salas... 26. Tarefas... 42

Sumário: Fluxo Operacional... 3 Contatos... 4. Agenda Online... 10. Reservas de Salas... 26. Tarefas... 42 Sumário: Fluxo Operacional... 3 Contatos... 4 Passo a passo para visualização de contatos... 5 Passo a passo para filtragem da lista de contatos... 6 Como ordenar a lista de contatos... 7 Como gerar uma

Leia mais

SIE Manual da aplicação Gestão de Bolsas

SIE Manual da aplicação Gestão de Bolsas 1. CADASTRO DE BOLSAS Esta aplicação tem como objetivo realizar os cadastros das modalidades ou programas de bolsa. Será possível também, incluir e localizar uma bolsa, sendo que após localizar uma bolsa

Leia mais

Universidade Federal de Mato Grosso. Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação. SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL

Universidade Federal de Mato Grosso. Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação. SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL Universidade Federal de Mato Grosso Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL Versão 2.1 2013 Cuiabá MT Sumário Usuários do SISCOFRE... 3 Fases

Leia mais

MANUAL DO CNPq PARA GESTORES INSTITUCIONAIS DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS

MANUAL DO CNPq PARA GESTORES INSTITUCIONAIS DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS MANUAL DO CNPq PARA GESTORES INSTITUCIONAIS DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS MANUAL DO CNPq PARA GESTORES INSTITUCIONAIS DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS O presente manual tem por objetivo orientar

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 2. Tela Inicial... 2 3. Abrindo uma nova Solicitação... 3 4. Acompanhando as solicitações abertas... 4 5. Exibindo Detalhes da Solicitação... 6 6.

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA Sistema Nota Fiscal Eletrônica Sil Tecnologia LTDA SUMÁRIO INTRODUÇÃO 4 1. CONHECENDO OS COMANDOS DO SISTEMA 5 1.1 Tela Inicial do Sistema 5 1.2 Navegador de registros 6 1.3 Filtro de Registros 6 2. TELA

Leia mais

Tutorial contas a pagar

Tutorial contas a pagar Tutorial contas a pagar Conteúdo 1. Cadastro de contas contábeis... 2 2. Cadastro de conta corrente... 4 3. Cadastro de fornecedores... 5 4. Efetuar lançamento de Contas à pagar... 6 5. Pesquisar Lançamento...

Leia mais

Prefeitura de Rio Verde GO. SEFAZ - Secretaria da Fazenda. DMS e Emissão de Notas Fiscais Eletrônicas

Prefeitura de Rio Verde GO. SEFAZ - Secretaria da Fazenda. DMS e Emissão de Notas Fiscais Eletrônicas Prefeitura de Rio Verde GO SEFAZ - Secretaria da Fazenda DMS e Emissão de Notas Fiscais Eletrônicas DMS e Notas Fiscais Eletrônicas Rio Verde, GO, setembro 2009 1 Sumário INTRODUÇÃO... 03 LEGISLAÇÃO...

Leia mais

Elaborado por SIGA-EPT. Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado

Elaborado por SIGA-EPT. Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado Elaborado por SIGA-EPT Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado Versão Dezembro - 2009 Sumário 1 Introdução 5 1.1 Entrando no sistema e repassando as opções................... 5 1.2 Administração......................................

Leia mais

WF Processos. Manual de Instruções

WF Processos. Manual de Instruções WF Processos Manual de Instruções O WF Processos é um sistema simples e fácil de ser utilizado, contudo para ajudar os novos usuários a se familiarizarem com o sistema, criamos este manual. Recomendamos

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões URI Pró-Reitoria de Pesquisa, Extensão e Pós-Graduação PROPEPG Manual de Utilização Sistema de Projetos URI Módulo Projetos Versão 1 - Revisão

Leia mais

APLICAÇÕES WEB GUIA DO USUÁRIO

APLICAÇÕES WEB GUIA DO USUÁRIO Parte:...................................... Gabarito Assunto:............................ Atualização: Original........................ Página: 1 SIA 7.5 - Sistema Integrado de Arrecadação APLICAÇÕES

Leia mais

Manual de Navegação Básica. Siga Relacionamento Sou Abrasel - Site

Manual de Navegação Básica. Siga Relacionamento Sou Abrasel - Site Manual de Navegação Básica Siga Relacionamento Sou Abrasel - Site 1 Conteúdo Iniciando a implantação:... 3 para o treinamento no encontro de executivos... 3 Siga Relacionamento... 4 O que é Unidade de

Leia mais

Manual da Nota Fiscal Eletrônica

Manual da Nota Fiscal Eletrônica Manual da Nota Fiscal Eletrônica Memory Informática Tabela de Conteúdos Meu Usuário Meu Perfil --------------------------------------------------------- 4 Minha Empresa Configurar Minha Empresa -------------------------------------

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA. Módulo Regime Especial Internet

SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA. Módulo Regime Especial Internet SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA Módulo Regime Especial Internet ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO GERAL... 3 2 INTRODUÇÃO AO MÓDULO REGIME ESPECIAL... 3 2.1 SEGURANÇA... 3 2.2 BOTÕES... 3 2.3 PREENCHIMENTO...

Leia mais

Controle de Almoxarifado

Controle de Almoxarifado Controle de Almoxarifado Introdução O módulo de Controle de Almoxarifado traz as opções para que a empresa efetue os cadastros necessários referentes a ferramentas de almoxarifado, além do controle de

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Acompanhamento e Fiscalização Concedente, Instituição Mandatária e Convenente. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Acompanhamento e Fiscalização Concedente, Instituição Mandatária e Convenente. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios - SICONV Acompanhamento e Fiscalização

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gestão de Documentos Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário Os Módulos do Gerenciador de NFe: Informações Básicas Primeiro Acesso: Requisitos Acesso ao Drive Contábil Nasajon

Leia mais

Índice. http://www.gosoft.com.br/atualiza/gosoftsigadmservico.pdf Versão 4.0

Índice. http://www.gosoft.com.br/atualiza/gosoftsigadmservico.pdf Versão 4.0 Índice I ENVIO DE BOLETOS POR E-MAIL... 2 APRESENTAÇÃO... 2 ALTERAÇÕES NO SIGADM CONDOMÍNIO... 4 ALTERAÇÕES NO SIGADM IMÓVEIS... 6 ALTERAÇÕES NO SIGADM CONCILIAÇÃO BANCÁRIA... 8 ALTERAÇÕES NO SIGADM CONDOMÍNIO

Leia mais

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Compra Direta - Guia do Fornecedor PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis referências a web sites, estão sujeitas

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE CREDENCIADOS - SGC MANUAL DO CANDIDATO CREDENCIADOS. 0800 570 0800 / www.sebrae.com.br

SISTEMA DE GESTÃO DE CREDENCIADOS - SGC MANUAL DO CANDIDATO CREDENCIADOS. 0800 570 0800 / www.sebrae.com.br SISTEMA DE GESTÃO DE - SGC MANUAL DO CANDIDATO SISTEMA DE GESTÃO DE - SGC PESSOA JURÍDICA SISTEMA DE GESTÃO DE - SGC Identificação do Edital Para fazer a inscrição, o candidato (Representante Legada da

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

Guia rápido de utilização. Controle de Chamados. Nuubes.com

Guia rápido de utilização. Controle de Chamados. Nuubes.com Guia rápido de utilização Controle de Chamados Nuubes.com Este é um tutorial rápido que tem por objetivo ensinar em poucos passos como utilizar o sistema Nuubes.com. O sistema Nuubes ( www.nuubes.com )

Leia mais

ÍNDICE 1. SEJA BEM-VINDO... 2 SOBRE O SISTEMA... 3 2. FUNCIONALIDADES DO SISTEMA... 4

ÍNDICE 1. SEJA BEM-VINDO... 2 SOBRE O SISTEMA... 3 2. FUNCIONALIDADES DO SISTEMA... 4 ÍNDICE 1. SEJA BEM-VINDO... 2 1.1 Seja Bem-Vindo!... 2 SOBRE O SISTEMA... 3 1.2 Sobre o sistema... 3 1.3 Navegação... 3 2. FUNCIONALIDADES DO SISTEMA... 4 2.1 Efetuar Login Internet... 4 2.1.1 Efetuar

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Prestação de Contas - Convenente. Manual do Usuário. Versão 1-12/07/2010

Portal dos Convênios - SICONV. Prestação de Contas - Convenente. Manual do Usuário. Versão 1-12/07/2010 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Prestação de Contas - Convenente

Leia mais

SAGRES LICITAÇÕES MANUAL

SAGRES LICITAÇÕES MANUAL SAGRES LICITAÇÕES MANUAL Sumário 1 - Objetivo...5 2 - Instrução Normativa 003/2014-TCE/RR...5 3 - A quem se destina o...5 4 - Perfis dos usuários do...5 5 - Regras de cadastro de usuários...6 6 - Acesso

Leia mais

Grupo de Apoio Manual de Usuário 09/05/2011 FAPESP

Grupo de Apoio Manual de Usuário 09/05/2011 FAPESP Grupo de Apoio Manual de Usuário FAPESP Conteúdo Introdução... 3 Manutenção de usuários de apoio... 3 Acesso à funcionalidade... 3 Inclusão de novo usuário... 4 Exclusão de usuários... 8 Acompanhar PC...

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA SISTEMA IMASUL DE REGISTROS E INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DO MEIO AMBIENTE MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA Manual Operacional para uso exclusivo do módulo do Sistema Estadual de

Leia mais

Guia Rápido para Acesso, Preenchimento e Envio Formulário de Cadastro da Empresa e Formulário de Projeto

Guia Rápido para Acesso, Preenchimento e Envio Formulário de Cadastro da Empresa e Formulário de Projeto EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA MCTI/AEB/FINEP/FNDCT Subvenção Econômica à Inovação Transferência de Tecnologia do SGDC 01/2015 Transferência de Tecnologia Espacial no Âmbito do Decreto nº 7.769 de 28/06/2012

Leia mais