SISTEMA BRASILEIRO DE CLASSIICAÇÃO (SBCLASS) E AS ALTERNATIVAS DO MERCADO PROPOSTA DOS ESTUDANTES DE HOTELARIA DO CEUNSP (2013)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SISTEMA BRASILEIRO DE CLASSIICAÇÃO (SBCLASS) E AS ALTERNATIVAS DO MERCADO PROPOSTA DOS ESTUDANTES DE HOTELARIA DO CEUNSP (2013)"

Transcrição

1 SISTEMA BRASILEIRO DE CLASSIICAÇÃO (SBCLASS) E AS ALTERNATIVAS DO MERCADO PROPOSTA DOS ESTUDANTES DE HOTELARIA DO CEUNSP (2013) Bruna C. Mendes 1 RESUMO: Percebe-se nos últimos anos a profissionalização e melhoria dos serviços prestados pela hotelaria brasileira. Contudo, diante da estratificação que o mercado apresenta torna-se árdua a tarefa da escolha de um meio de hospedagem em detrimento de outro. Diante disso, foi instituído o Sistema Brasileiro de Classificação, pela Portaria nº 100, de 16 de junho de 2011, visando orientar o consumidor pelos critérios estabelecidos pelo SBCLASS. Porém, como são diversos os critérios assim como a a variedade dos meios de hospedagem contemplados, aliando-se ao caráter da adesão não obrigatória ao sistema, muitos hotéis sentem-se isolados nessa classificação, procurando meios alternativos para valorização e divulgação de seus serviços. Aproveitando-se desse caráter, como desafio a estudantes ingressantes do curso de Hotelaria do Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio, foi proposto que os discentes formassem grupos e que cada um realizasse uma análise do setor hoteleiro da cidade de Itu, propondo sistemas de classificação mais próximos à realidade do município. O objetivo do estudo foi desenvolver o lado crítico dos futuros profissionais do setor, assim como permitir uma análise mais profunda do Sistema Brasileiro de Classificação (SBCLASS) e seus critérios, finalizando com criatividade e aplicabilidade da teoria da disciplina em questão. PALAVRAS-CHAVE: Sistema Brasileiro de Classificação. Sistema Alternativo. Critérios. INTRODUÇÃO Nos últimos anos ocorreu um crescimento intenso do setor da Hospitalidade, consolidando-se nos últimos anos como uma das áreas que mais geram empregos, melhora da qualidade de vida, aumento do fluxo de circulação de receitas e elevação da renda per-capita e de divisas (CYPRIANO, 2012). Segundo a OMT, tais atividades características do turismo são responsáveis pela geração de 6% a 8% do total de 1 Mestre em Hospitalidade (UAM), Especialista em Docência no Ensino Superior (UNIMEP), em Gestão Mercadológica do Turismo e Hotelaria (USP), e pós-graduada em Administração (FGV). Atua como docente do Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio no eixo da Hospitalidade.

2 2 empregos no mundo. Ainda de acordo com a OMT, o mercado de viagens internacionais representa 30% das exportações mundiais de serviços e equivale a 6% do valor total dessas exportações. Essas magnitudes lhe conferem o quarto lugar no ranking das atividades geradoras de receitas cambiais, atrás apenas das indústrias de combustíveis, de produtos químicos e automobilística (apud MELLO; GOLDENSTEIN, s/a). Os mesmos autores ainda destacam que no Brasil, em pesquisa publicada no ano de 2009, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) concluiu que o conjunto das chamadas atividades características do turismo representou, em 2006, 3,6% do valor adicionado da economia brasileira, montante gerado por 6,1% do total das pessoas ocupadas, que receberam 3,2% dos salários e demais remunerações pagas no país. Os serviços de alimentação destacaram-se como responsáveis por 40,9% do valor agregado por essas atividades, cabendo aos serviços de transporte rodoviário 17,7% e às atividades recreativas, culturais e esportivas 13,8%. Apesar dos avanços, pesquisa do Fórum Econômico Mundial divulgada em março de 2011 posicionou o Brasil em 52º lugar no ranking de competitividade no turismo, entre 139 países analisados. Entre os 14 quesitos avaliados, as infraestruturas de transporte terrestre e aeroportuário, a violência e a mão de obra qualificada foram os principais responsáveis pela mediana posição brasileira (MELLO; GOLDENSTEIN, s/a). Acredita-se que as características do setor como a presença significativa de micro e pequenas empresas, principalmente nas atividades de gastronomia e hospedagem, agenciamento de viagens, consultoria, conforme destacam Gorini e Mendes (2005), contribuam para essa análise do turismo nacional. Em todo o mundo o desempenho do setor hoteleiro está fortemente relacionado ao desempenho da indústria do turismo. Entretanto, uma das atividades mais difíceis consiste em estabelecer precisamente a definição de turismo. Nos tempos atuais, o turismo não está necessariamente associado à realização de atividades de lazer e entretenimento. Pelo contrário, cada vez mais a realização de atividades profissionais são reportadas como objetivo principal da viagem (turismo de negócios) (FREITAS; MARINHO; MARGEM, 2005) Concentrando-se no setor hoteleiro, destaca-se a variedade do mesmo, já que os principais agentes da hotelaria são os proprietários dos bens imóveis explorados comercialmente como meios de hospedagem e as empresas operadoras, responsáveis pela administração e gerenciamento dos empreendimentos (GORINI; MENDES, 2005).

3 3 Os autores ainda destacam que cada localidade combinada a uma categoria de hospedagem forma um segmento particular, sendo que cada cidade constitui um mercado diferente dos demais, mercado esse fragmentado em distintos subsegmentos hoteleiros que não competem ou pouco competem entre si. O Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem reflete esse fracionamento ao adotar uma tipologia que os categoriza em sete diferentes grupos: hotel, hotel histórico, hotel fazenda, resort, flat/apart-hotel, pousada e cama & café. Mesmo nesses grupamentos, há diferentes segmentos de mercado, como o de hotéis de uma e duas estrelas e o de hotéis cinco estrelas (GORINI; MENDES, 2005). Entretanto, apesar do sistema atual de classificação ser bastante amplo no sentido de abranger diversas dimensões e critérios intrínsecos à atividade hoteleira, este sistema inicialmente aparenta atingir somente os estabelecimentos de hospedagem de maior porte. Mais especificamente, observa-se que o nível de detalhamento dos aspectos a serem verificados nos estabelecimentos e também os custos associados ao processo de avaliação representam alguns dos fatores que inibem ou desmotivam os estabelecimentos de menor porte a aderirem ao novo sistema de classificação (FREITAS; MARINHO; MARGEM, 2005). Considerando, portanto, as dificuldades apontadas pelos autores acima, acreditase que muitos meios de hospedagem preferem buscar meios alternativos de classificação, procurando um sistema que seja mais próximo de sua realidade. Assim, destacam-se o grupo Roteiros de Charme, focado em empreendimentos que apresentem características únicas, em destinos turísticos; como também o The Leading Hotels, focado em empreendimentos de alto luxo. Partindo do pressuposto descrito acima, como desafio a estudantes ingressantes do curso de Hotelaria do Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio, foi proposto que cada grupo realizasse uma análise do setor hoteleiro da cidade de Itu 2, propondo sistemas de classificação mais próximos à realidade da cidade, sendo os resultados expostos nas linhas abaixo. O objetivo do estudo era desenvolver o lado crítico dos futuros profissionais do setor, assim como permitir uma análise mais profunda do Sistema Brasileiro de Classificação (SBCLASS) e seus critérios, finalizando com criatividade e aplicabilidade da teoria da disciplina em questão. Após a 2 Trabalho proposto para a disciplina de Tipologia de Meios de Hospedagem no 01º semestre de 2013, sob supervisão da professora Bruna C. Mendes, utilizando-se das pesquisas realizadas para a disciplina de Análise do Mercado Hoteleiro I, sob supervisão da professora Karina Manelli.

4 4 estruturação dos critérios de classificação, cada grupo deveria escolher dez empreendimentos hoteleiros da cidade e avalia-los segundo o novo sistema sugerido, garantindo, assim, uma visão do mercado hoteleiro de Itu. SISTEMA BRASILEIRO DE CLASSIFICAÇÃO SBCLASS Com o objetivo de organizar o mercado e facilitar a orientação para os consumidores, surgem os mecanismos de classificação hoteleiro. Segundo Wanderley (2004), até abril de 2002 existiam no Brasil dois sistemas principais de classificação de meios de hospedagem: a classificação oficial, instituída pelo Instituto Brasileiro de Turismo (EMBRATUR) e a classificação realizada por entidades privadas e representada pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH). A classificação dos meios de hospedagem pelo sistema da EMBRATUR era realizada através da verificação da adequação e da conformidade dos itens existentes no estabelecimento quando comparados aos padrões definidos nas Matrizes de Classificação, compostas por padrões gerais e específicos adequados aos diferentes tipos de meios de hospedagem. Os estabelecimentos hoteleiros deveriam então atender aos padrões exigidos para a sua categoria através da verificação de diversos itens. Por outro lado, a classificação pelo sistema da ABIH era realizada pelo próprio estabelecimento hoteleiro, através da verificação da conformidade do estabelecimento em relação a padrões pré-estabelecidos (FREITAS; MARINHO; MARGEM, 2005). Entretanto, destacam os autores supracitados, através da Deliberação Normativa n. 429 da EMBRATUR (2004), a EMBRATUR e a ABIH instituíram o atual sistema de classificação dos meios de hospedagem. Este novo sistema também utilizava Matrizes de Classificação compostas por padrões de adequação aos diversos tipos de meios de hospedagem e extensivamente detalhadas em itens e aspectos que devem ser observados nos estabelecimentos O quadro 01, exposto abaixo, contempla o processo classificatório existente até 2002, além das mudanças realizadas a partir desta data, após a união entre Embratur e ABIH conforme descritos acima. Destaca-se, porém, que os critérios continuavam confusos, subordinados a conceitos subjetivos de qualidade, prejudicando a avaliação e sofrendo intensas variações, dependendo do profissional que avaliava o meio de hospedagem na época. Essa classificação agrupava os hotéis em seis categorias, avaliando indicadores referentes à gestão do empreendimento e à qualidade dos serviços

5 5 e instalações (GORINI; MENDES, 2005). Destaca-se que a adesão a esse sistema era um ato voluntário dos meios de hospedagem interessados em fazer parte de um referencial informativo de cunho oficial, destinado a orientar os mercados turísticos interno e externo, enfatizam os autores supracitados. Quadro 01: Categorias de hospedagem segundo os sistemas de classificação até 2010 Fonte: (FREITAS; MARINHO; MARGEM, 2005 Contudo, no âmbito da indústria hoteleira, atualmente existe uma grande diversificação de tipos de estabelecimentos de hospedagem (hotéis, pousadas, flats, resorts, etc.), embora a Deliberação Normativa n. 429 da EMBRATUR (2004) defina as condições necessárias para tais estabelecimentos serem considerados Meios de Hospedagem. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis - ABIH (2004) esta diversificação e também a evolução do mercado turístico motivaram a criação do Sistema de Classificação dos Meios de Hospedagem que está em vigor oficialmente (FREITAS; MARINHO; MARGEM, 2005). Em 16 de junho de 2011 foi baixada a Portaria nº 100, com o objetivo de regular o processo e os critérios de classificação hoteleira no Brasil, estabelecendo a estrutura do sistema; os tipos passíveis de classificação; as categorias de cada tipo; os requisitos de infraestrutura e serviços; os critérios de classificação; além dos processos de verificação e monitoramento. Destaca-se, contudo, que pelo artigo 5º, a adesão ao SBCLASS e sua adoção continuam sendo de natureza voluntária, cabendo ao Ministério do Turismo a exclusão dos utentes que estiverem em desacordo com os preceitos desta Portaria. O novo Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem (SBCLASS) foi elaborado de forma participativa, por meio de uma ampla parceria entre o Ministério do Turismo, o Inmetro, a Sociedade Brasileira de Metrologia SBM e a sociedade civil, e adotado como estratégia para o país, aumentando a competitividade

6 6 do setor (grifo nosso), tornando-se um instrumento de divulgação de informações, sendo um importante mecanismo de comunicação, possibilitando uma concorrência justa entre os meios de hospedagem do país e auxiliando turistas, brasileiros e estrangeiros, em suas escolhas (MTUR, 2013). TIPOLOGIA CLASSIFICAÇÂO Hotel Variação entre 01 a 05 estrelas Hotel Histórico Variação entre 03 a 05 estrelas Hotel Fazenda Variação entre 01 a 05 estrelas Pousada Variação entre 01 a 05 estrelas Resort Variação entre 04 a 05 estrelas Cama e Café Variação entre 01 a 04 estrelas Flat & Apart Hotel Variação entre 03 a 05 estrelas Quadro 02: Sistema Brasileiro de Classificação (SBCLASS) Fonte: adaptado do MTUR (2013) O objetivo inicial foi manter o conceito de estrelas, já disseminado no território nacional facilitando assim a compreensão dos futuros consumidores. Porém, após uma breve análise dos critérios, verificam-se alguns empecilhos para a adesão total dos meios de hospedagem em território nacional, tais como: a) A adesão continua a ser voluntária, e como os meios de hospedagem precisam pagar pela visita e avaliação do fiscal (do Inmetro), acredita-se que pequenos hoteleiros não investirão nesse diferencial; b) Na tentativa de criar um sistema classificatório de âmbito nacional, ocorreu um processo de generalização intenso, o que desconsidera as particularidades de regiões e cidades; c) Manter estrelas para as sete tipologias contempladas gera duvidas para o consumidor final, pois o mesmo não conseguirá entender que um hotel fazenda três estrelas é diferente de um hotel três estrelas (essa diferenciação é mais presente aos profissionais da área) d) Há exigências de sustentabilidade e interação com a sociedade local, não possíveis de serem realizados pelos pequenos meios de hospedagem.

7 7 Além dos quatro destaques supracitados, há outros pontos que mereciam destaques, não sendo esse, porém, o objetivo do estudo. O foco principal do trecho acima foi destacar que na necessidade de se criar um sistema válido para todos os meios de hospedagem brasileiros, perdeu-se a particularidade de cada região, sendo que a hotelaria reflete o tipo de turismo local. Essa situação abre espaço para sistemas alternativos, conforme destacados abaixo. PROPOSTAS DOS DISCENTES I. ROTEIRO DOS EXAGEROS Essa classificação foi criada pelas discentes Andréia Oliveira; Jéssica Rocha; Letícia Cesaroni e Valquiria Oliveira, com o objetivo de homenagear a cidade de Itu, conhecida como a Cidade dos Exageros, título conquistado graças ao Simplício, comediante ituano nascido no ano de 1916, que em um programa humorístico da televisão, sempre destacava o tamanho desproporcional de legumes, frutas e demais itens originários de Itu. A cidade de Itu realmente necessita de um sistema de classificação hoteleiro, para assim, conhecemos os serviços oferecidos e qualidade do meio de hospedagem, seja do atendimento ou da infraestrutura do estabelecimento. Na nomenclatura, o Roteiro é inspirado no Semáforo Gigante, que se encontra na Praça Padre Miguel, a mesma Praça do Orelhão de Itu, diante da Igreja Matriz Nossa Senhora da Candelária. Criado originalmente na década de 1970, o Semáforo Gigante passou por uma reforma no final dos anos 80 e mantém-se em funcionamento até hoje. Apesar do tamanho exagerado, fazendo alusão à fama do município, o Semáforo Gigante serve de fato como sinalização de trânsito, devendo ser respeitado pelos motoristas e pedestres. Inspirando-se nesse ponto em particular, o Roteiro dos Exageros classifica os Meios de Hospedagem de acordo com as cores do semáforo: O Vermelho Luxo, Amarelo Midscale e Verde Econômico, utilizando-se como logo a figura exposta abaixo. Para a classificação dos meios de hospedagem, foram estabelecidos critérios, como de infraestrutura; serviços e sustentabilidade. No primeiro quesito foram considerados os conjuntos estruturais que compõem um determinado local e ajuda no desenvolvimento de um modo geral, sendo considerados aspectos como quarto com

8 8 banheira; bar; cama king size; piscina; SPA; Sauna; Estrutura Esportiva; Salas de Convenções/Eventos; Estacionamento cortesia; Escritório na UH; Lavanderia e Restaurante. Figura 01: Logo da Classificação Roteiros dos Exageros Fonte: Andréia Oliveira; Jéssica Rocha; Letícia Cesaroni e Valquiria Oliveira No quesito sobre serviços foram considerados como a união de atividades que traz satisfação aos hóspedes. Um serviço bem prestado é necessário considerar como critério, pois pode criar hóspedes habitues, ou seja, aqueles que sempre voltam, algo que é importante na hotelaria. Porém, se haver falha nos serviços, o hóspede pode, através do Marketing, ferramenta considerada mais importante para a divulgação, comunicar com conhecidos sobre os problemas que teve no meio de hospedagem, levando assim, um prejuízo para o mesmo. Por esse motivo, é necessário oferecer um serviço de qualidade. Entretanto, os critérios considerados como avaliação foram os serviços de Recepção; Mensageiro; Recreação; a oferta de Meia Pensão / Room Service; Troca de enxoval; Amenities; Climatização; TV por assinatura / TV á Cabo; Internet / Wi-Fi; Facilidades para bebês; Salão de Jogos; Cofre; Fitness Center. O terceiro quesito envolve o conceito de sustentabilidade, ou seja, medidas sustentáveis para beneficiar e gerar uma economia para o Meio Ambiente. Atualmente, é o maior tema em discussão por entidades do mundo todo. Os critérios considerados para avaliação foram Reaproveitamento de Materiais e Recursos (Luz Solar); Serviços para Tratamento de Resíduos; Serviço de Reciclagem e o Sistema de Bloqueio de Cartão para economia de Água e Luz. Assim, considerando-se os critérios primordiais para o sucesso da classificação proposta, o grupo construiu o seu Sistema, conforme exposto na tabela 01. Posteriormente, o grupo selecionou dez empreendimentos da cidade, procurando informações sobre os mesmos e aplicando os critérios pré-estabelecidos aos

9 9 selecionados, garantindo o conhecimento sobre a oferta hoteleira na cidade e a aplicabilidade da teoria. CLASSFICICAÇÃO INFRAESTRUTURA SERVIÇOS SUSTENTABILIDADE VERMELHO LUXO AMARELO MIDSCALE VERDE ECONÔMICO UH com banheira, bar, cama king size, piscina, SPA e sauna, estrutura esportiva, sala de convenção e eventos, estacionamento cortesia, escritório na UH, lavanderia e restaurante; Bar, Restaurante, cama padrão, sala de convenção e eventos, estacionamento cortesia, escritório na UH, lavanderia e restaurante; Cama padrão, estacionamento cortesia e escritório na UH; Recepção 24 horas, mensageiro, recreação, serviço de café da manhã, almoço, e jantar completo, Room Service, troca de roupa de cama e toalhas diariamente, quatro amenities, limatização, tv por assinatura, internet, facilidades para bebês, salão de jogos, cofre e fitness Center; Recepção 24 horas, serviço de café da manhã, troca de roupa de cama e toalhas em dias alternados, três amenities, climatização, TV por assinatura nas UH, internet e cofre; Recepção 12 horas troca de roupa de cama e toalhas somente á pedido do hóspede, internet, dois amenities, tv á cabo e cofre; Serviços para tratamento de Resíduos ou reaproveitamento de materiais, serviço de reciclagem, usode luz solar, cartão nas UH para economia de luz e água nas UH's. Serviços de reciclagem, serviços para tratamento de Resíduos e cartão nas UH para economia de luz e água. Serviços de reciclagem e tratamento de resíduos. Tabela 01: Sistema de Classificação Roteiros dos Exageros Fonte: Andréia Oliveira; Jéssica Rocha; Letícia Cesaroni e Valquiria Oliveira Destaca-se que os critérios utilizados pelo grupo consideraram as principais diretrizes do SBCLASS, como sustentabilidade, infraestrutura e serviços.

10 10 II. COFFEE CLASS Esse sistema de classificação foi criado pelas discentes Tammy Lopes Berto e Nina Nascimento, considerando-se o crescimento que a cidade de Itu apresentou nos últimos anos, mas sem esquecer-se do seu lado histórico. A Estância Turística de Itu possui rica história, desde os tempos de colônia, com a preservação das características estruturais das casas do centro e de alguns prédios tombados, aliando-se ao turismo de negócios, aspecto crescente nos últimos anos. Assim, com a chegada de novos turistas e aumento do fluxo, iniciaram-se a construção de novos empreendimentos hoteleiros, ofertando hoje mais de 30 opções, dividas próximas ao centro, além das redondezas da cidade e na parte rural. O Sistema Coffee Class abrange hotéis do eixo histórico, localidades afastadas do centro em 30 km e meios de hospedagem no âmbito rural campings e fazendas, destacando a história de Itu, sendo que para tal utilizou-se do café, desde o seu cultivo inicial até a comercialização, permitindo uma união com a atualidade, já que essa é uma as bebidas mais consumidas no mundo. Com base nisso, foi criado um novo sistema de classificação, combinando a história da cidade, o café e a hotelaria, permitindo que juntos possam exercer o bem receber da hospitalidade e fidelização de clientes, voltando e divulgando a cidade como um todo. A Coffee Class é um instrumento que visa divulgar informações de modo claro e objetivo sobre os meios de hospedagem, onde torna-se um importante mecanismos para realizar a comunicação com o mercado e a forma mais adequada para o consumidor escolher quais os meios de hospedagem desejará utilizar. Podendo considerar que cada um reflete práticas diferentes de mercado e expectativas diferentes para cada tipo de turista a Coffee Class criou categorias para cada tipo. Dentre todas as combinações hoje encontradas no consumo da bebida, destacamos quatro, que se adéquam ao estilo de hotelaria que se encontra na cidade, e que atendem as necessidades de todos os tipos de público que seja ou esteja nela, destacados na tabela 02. Para aderir ao Sistema Coffee Class, e obter uma dessas classificações, o meio de hospedagem deve entrar em contato e solicitar uma visita agendada em seu estabelecimento para ser analisado e avaliar a possível classificação do mesmo, dentro dos critérios estabelecidos.

11 11 CLASSIFICAÇÃO CARACTERÌSTICAS CRITÉRIOS ESPRESSO MACCHIATO CAPPUCCINO FRAPE Tabela 02: Sistema de Classificação Coffee Class Fonte: Tammy Lopes Berto e Nina Nascimento Simples e rápido é o tipo mais tradicional na cultura brasileira e mais consumido por empresários que não dispensam uma energia a mais nos intervalos das reuniões. Café expresso com pequenas doses de leite e espuma. Para um público vindo a negócios, mas que procura um conforto a mais quando necessita prolongar sua estadia, e no tempo que sobra deseja descansar e sair da rotina. Bebida clássica e muito saborosa, o cappuccino conta com o gostoso café, adicionado ao doce do chocolate em pó, e requinte da canela e envolvido com o toque do leite quente com espuma. Ideal para o hóspede que procura conforto, serviços diferenciados, com tempo para descansar e relaxar com a família; mas que possa contar com sala de convenções e realização de eventos se necessário. Drink batido e gelado, uma mistura de sabores, feito com café expresso, leite condensado e gelo, finalizado e decorado com chantilly e cobertura de chocolate. Ótimo para um dia de calor, destinado ao público que busca lazer e quer aproveitar toda a infraestrutura e serviços que o meio de hospedagem ofereça para sair completamente da rotina e não se preocupar com o stress do trabalho. Suas unidades habitacionais são bem simples, sendo nula a oferta de lazer, oferecendo apenas café da manhã. Os quartos são completos (com ar condicionado, ventilador, TV e frigobar), sendo que na área social tem a opção do restaurante, estacionamento e centro de convenções. A área de lazer quase não é contemplada. Suas unidades habitacionais são completas, assim como o espaço de lazer, sendo que nas áreas sociais possui bar, restaurante, internet, além de um centro de eventos. Possui algumas opções de lazer, como piscinas e salas de jogos, Quartos com ventilador e frigobar, com café da manhã, área de restaurante e centro de eventos.

12 12 A hotelaria de Itu é em sua maioria independente, o que torna mais difícil ter um padrão. Apesar de ter na cidade um hotel pertencente a uma rede, é também, como a maioria dos hotéis independentes despreparada para receber o público. Possui hotéis com uma ótima estrutura e qualidade. Um de seus pontos fortes é ter meios de hospedagem que atenda os mais diversos tipos de público, que vão desde os hotéis mais voltados para os hóspedes de negócios quanto os que atendam mais os de lazer, e também aqueles que conseguem mesclar os dois. Seu ponto mais fraco é a falta do padrão que classifique e estruture esses meios de hospedagem sem que eles percam suas características e também por serem em sua maioria independentes, possuem em sua característica o despreparo. A razão principal para a criação da nova classificação foi poder dar a oportunidade aos donos dos empreendimentos de ter ao seu alcance uma forma de classificação que valorize seus pontos principais, e não uma classificação que cobre coisas que eles não podem cumprir, ou se cumprem perdem sua essência, com isso eles acabam se classificando por conta própria. Para realizar a classificação, os públicos foram divididos em quatro categorias: negócios, lazer, negócios mais lazer e lazer mais negócios, onde os critérios para realizar a avaliação foram divididos em: recursos básicos que as UH s possuem, o que as áreas sociais oferecem, as formas de lazer e a área de eventos que o meio de hospedagem possui. Os meios de hospedagem foram selecionados para ser analisados pois mesmo alguns deles sendo muito simples, são bons e possuem uma estrutura capaz de demonstrar melhor a classificação que foi escolhida pelo grupo. III. AROMAS DE ITU Esse projeto foi desenvolvido pelas discentes Fernanda Amoroso, Franciellen Luiz, Lucia de Fátima Richena e Marina Leite Ferrante, criando-se os critérios após analisarem 18 meios de hospedagem da cidade, apontando alguns aspectos físicos, serviços oferecidos, opções de lazer e possibilidades de grandes eventos. As informações foram obtidas através de sites de informações, fotos e contato telefônico, sendo considerados na classificação: a localização, a infraestrutura do hotel, serviços auxiliares e condições de atendimento, sempre levando em consideração a hospitalidade em geral interna e externa, conforme destacado na tabela 03. O que diferencia cada grupo de Hotéis, é o conjunto de todas as atividades, permitindo que através da

13 13 comparação, o hóspede terá a possibilidade de escolher aquele hotel que mais irá se adequar a sua necessidade. CLASSIFICAÇÃO ORQUÍDEA CRITÉRIOS * Hotéis localizados próximos ou dentro de centros urbanos * Aspectos arquitetônicos modernos * UH s com banheiro, TV á cabo e acesso á internet WI-FI, mini refrigerador, ar condicionado e aquecedor. * Facilidade para pessoas portadoras de deficiência física * 3 á 5 serviços auxiliares * Recepção aberta no período de 12 horas * Agilidade de atendimento e conhecimento de todos os colaboradores ás demais áreas, facilitando esclarecimento de dúvidas aos hóspedes. VIOLETA ROSA * Hotéis onde a simplicidade junto com seus espaços generosos faz o seu conjunto arquitetônico. * UH s com banheiro, cama Box spring, TV á cabo e acesso á internet WI- FI, mini refrigerador, ar condicionado e aquecedor. * Facilidade para pessoas portadoras de deficiência física * 6 á 9 serviços auxiliares * Recepção aberta no período de 18 horas * 2 á 3 amenities * Agilidade de atendimento e conhecimento de todos os colaboradores ás demais áreas, facilitando esclarecimento de dúvidas aos hóspedes. * Hotéis com localização privilegiada, fora de centros urbanos, com decoração que remeta a tranqüilidade, a natureza e a rusticidade. * UH s com banheiro, cama Box Spring, TV com acesso á cabo e acesso á internet WI-FI, mini refrigerador, ar condicionado, aquecedor, serviço de abertura de cama e banheira. * Facilidade para pessoas portadoras de deficiência física. * Recepção aberta no período de 24 horas * Mínimo 10 serviços auxiliares * Acima de 4 amenities * Room Service * Opções de lazer e monitoria de recreação para crianças * Agilidade de atendimento e conhecimento de todos os colaboradores ás demais áreas, facilitando esclarecimento de dúvidas aos hóspedes. Tabela 03: Sistema de Classificação Aromas de Itu Fonte: Fernanda Amoroso, Franciellen Luiz, Lucia de Fátima Richena e Marina Leite Ferrante

14 14 A escolha do tema ocorreu pela natureza exuberante de Itu, onde a flora está presente de forma harmônica, podendo ser encontrada nas fazendas históricas, nos parques e praças da cidade. A opção pelas flores ocorreu porque as mesmas são símbolos de beleza, requinte e hospitalidade em qualquer ambiente. Rosa é considerada a rainha das flores e simboliza beleza, pureza e perfeição. Já a Orquídea é símbolo de delicadeza, nobreza, luxo, enquanto a Violeta, é uma flor popular que simboliza o amor, a fertilidade e a simplicidade. Existem inúmeras opções de hospedagem na cidade. Se tratando de uma Estância Turística, abranger na classificação hoteleira, pequenas coisas fazem extrema diferença no momento da escolha de onde se hospedar. Se tratando de clientes cada vez mais exigentes, buscamos nessa classificação garantir ao hóspede, serviços com agilidade e excelência no atendimento e facilidades únicas em determinados hotéis, determinando assim sua verdadeira identidade, fidelizando clientes com sua hospitalidade e buscando novos hóspedes e novos turistas para a cidade. Contudo, finalizamos a classificação com um objetivo único: Usar a hospitalidade e as facilidades simples de um meio de hospedagem como ferramenta crucial para atender a demanda de hóspedes com conforto e bem estar. CONSIDERAÇÕES FINAIS Era importante, nesse trabalho, desenvolver o lado crítico dos discentes, destacando as potencialidades e fraquezas do mercado hoteleiro nacional. Porém, desenvolver um trabalho interdisciplinar não é simples, pois envolve conhecimento dos docentes das diferentes disciplinas, como também interação entre as matérias. Contudo, o objetivo com os trabalhos citados foi plenamente alcançado, permitindo que os discentes obtivessem uma visão clara do sistema hoteleiro de Itu, como também avaliassem o Sistema Brasileiro de Classificação e desenvolvessem um raciocínio crítico para a elaboração do sistema de classificação por grupo. Percebe-se que no início os discentes apresentaram pequenas dificuldades, principalmente por ser ingressantes no curso de hotelaria, mas com o avançar das disciplinas, foram se envolvendo e criando um trabalho com bases acadêmicas e empíricas. Destaca-se um padrão entre os critérios dos grupos, principalmente por se basearem no SBCLASS, com ênfase nas áreas de sustentabilidade, localização e infraestrutura. Os resultados destacaram desde equipamentos nas unidades habitacionais, estacionamento, até a quantidade de amenities disponíveis. Além,

15 15 focaram na acessibilidade e hospitalidade, assim como estacionamento e preocupação com o meio ambiente, utilizando-se do reaproveitamento dos recursos naturais. Apesar das docentes das disciplinas estarem conscientes sobre a dificuldade do trabalho proposto, termina-se a análise destacando o ótimo resultado alcançado pelo grupo, atingindo plenamente os objetivos projetados para o estudo em questão. Acredita-se, que assim, teremos profissionais mais do que qualificados para um mercado que se apresenta em ampla expansão. REFERÊNCIAS CYPRIANO, Pedro dos Santos. Desarollo Hotelero en Brasil: Panorama de mercado y perspectivas. Dissertação de Mestrado (Direcionamento e Planejamento em Turismo) Instituto Universitário de Investigações Turísticas, da Universidade de Alicante. Alicante, FREITAS, Andre Luis; MARINHO, Maria Angelica Barbosa; MARGEM, Frederico. Emprego do método ELECTRE TRI na classificação de hotéis. IN: VII Simpósio de Administração da Produção, Logística e Operações Internacionais, GORINI, Ana Paula Fontenelle; MENDES, Eduardo da Fonseca. Setor de turismo no Brasil: segmento de hotelaria. BNDES Setorial, Rio de Janeiro, n.22, p , set MELLO, Gustavo; GOLDENSTEIN, Marcelo. Perspectivas na Hotelaria no Brasil.. BNDES Setorial, Rio de Janeiro, n.33, p.5-42, s/a. ROMAO, Kátia. Sistema de Gestão da Qualidade na hotelaria: um estudo comparativo da ISO 9000 com os modelos de classificação no Brasil. Dissertação (Mestrado em Ciências em Engenharia de Produção) Universidade Potiguar, WANDERLEY, H. A percepção dos hóspedes quanto aos atributos oferecidos pelos hotéis voltados para o turismo de negócios na cidade de São Paulo Dissertação de mestrado (Escola Politécnica da Universidade de São Paulo)

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO. Coordenação Geral Rosiane Rockenbach

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO. Coordenação Geral Rosiane Rockenbach MINISTÉRIO DO TURISMO Ministro do Turismo Luiz Eduardo Barretto Filho Secretaria Executiva Secretaria Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Diretor

Leia mais

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO. Coordenação Geral Rosiane Rockenbach

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO. Coordenação Geral Rosiane Rockenbach MINISTÉRIO DO TURISMO Ministro do Turismo Luiz Eduardo Barretto Filho Secretaria Executiva Secretaria Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Diretor

Leia mais

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO. Coordenação Geral Rosiane Rockenbach

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO. Coordenação Geral Rosiane Rockenbach MINISTÉRIO DO TURISMO Ministro do Turismo Luiz Eduardo Barretto Filho Secretaria Executiva Secretaria Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Diretor

Leia mais

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO MINISTÉRIO DO TURISMO Ministro do Turismo Pedro Novais Lima Secretário Executivo Frederico Silva da Costa Secretário Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo Colbert Martins da Silva Filho Secretária

Leia mais

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO MINISTÉRIO DO TURISMO Ministro do Turismo Pedro Novais Lima Secretário Executivo Frederico Silva da Costa Secretário Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo Colbert Martins da Silva Filho Secretária

Leia mais

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO. Coordenação Geral Rosiane Rockenbach

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO. Coordenação Geral Rosiane Rockenbach MINISTÉRIO DO TURISMO Ministro do Turismo Luiz Eduardo Barretto Filho Secretaria Executiva Secretaria Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Diretor

Leia mais

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO. Coordenação Geral Rosiane Rockenbach

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO. Coordenação Geral Rosiane Rockenbach MINISTÉRIO DO TURISMO Ministro do Turismo Luiz Eduardo Barretto Filho Secretaria Executiva Secretaria Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Diretor

Leia mais

POUSADAS E SUAS CARACTERÍSTICAS ESPECÍFICAS DE ACORDO COM A NOVA CLASSIFICAÇÃO DOS MEIOS DE HOSPEDAGEM NO BRASIL.

POUSADAS E SUAS CARACTERÍSTICAS ESPECÍFICAS DE ACORDO COM A NOVA CLASSIFICAÇÃO DOS MEIOS DE HOSPEDAGEM NO BRASIL. POUSADAS E SUAS CARACTERÍSTICAS ESPECÍFICAS DE ACORDO COM A NOVA CLASSIFICAÇÃO DOS MEIOS DE HOSPEDAGEM NO BRASIL. ROIM, Talita Prado Barbosa. Bacharel em Turismo Faculdade de Ciências Humanas FAHU/ACEG

Leia mais

(Melhor visualização em Tela cheia) Av. Rui Barbosa, s/nº - Itaparica - Bahia Brasil

(Melhor visualização em Tela cheia) Av. Rui Barbosa, s/nº - Itaparica - Bahia Brasil (Melhor visualização em Tela cheia) A Ilha de Itaparica está localizada em uma das mais belas ilhas do litoral brasileiro. Única estância hidromineral à beira-mar das Américas. Possui 146 km 2 de superfície

Leia mais

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO MINISTÉRIO DO TURISMO Ministro do Turismo Pedro Novais Lima Secretário Executivo Frederico Silva da Costa Secretário Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo Colbert Martins da Silva Filho Secretária

Leia mais

Bourbon Hotéis & Resorts

Bourbon Hotéis & Resorts Bourbon Hotéis & Resorts O jeito brasileiro de hospedar Mais que um conceito, é a principal filosofia da Bourbon Hotéis & Resorts. Desde 1963 administrando empreendimentos hoteleiros, conta atualmente

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA- UNESP Prof. Msc. Francisco Nascimento Curso de Turismo 5º Semestre Disciplina Meios de Hospedagem.

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA- UNESP Prof. Msc. Francisco Nascimento Curso de Turismo 5º Semestre Disciplina Meios de Hospedagem. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA- UNESP Prof. Msc. Francisco Nascimento Curso de Turismo 5º Semestre Disciplina Meios de Hospedagem 1º Semestre 2013 O Cadastur Registro Hotel, Hotel histórico, hotel de lazer/resort,

Leia mais

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO MINISTÉRIO DO TURISMO Ministro do Turismo Pedro Novais Lima Secretário Executivo Frederico Silva da Costa Secretário Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo Colbert Martins da Silva Filho Secretária

Leia mais

SETOR DE HOTÉIS NO BRASIL

SETOR DE HOTÉIS NO BRASIL SETOR DE HOTÉIS NO BRASIL Previsão de abertura de hotéis no Brasil por região (422) (2014-2016) 10% 7% Sudeste Nordeste 11% Sul 13% 59% Centro- Oeste Norte FONTES: JLL Jones Lang LaSalle/FOHB/BSH Travel

Leia mais

QUALIDADE EM HOSPEDAGEM AO LADO DO AEROPORTO INTERNACIONAL AFONSO PENA

QUALIDADE EM HOSPEDAGEM AO LADO DO AEROPORTO INTERNACIONAL AFONSO PENA QUALIDADE EM HOSPEDAGEM AO LADO DO AEROPORTO INTERNACIONAL AFONSO PENA Idealizada há mais de 50 anos pela família Vezozzo, a Bourbon Hotéis & Resorts consolida sua atuação no mercado da América Latina,

Leia mais

QUALIDADE DE ATENDIMENTO PARA UMA HOSPEDAGEM DE ALTO PADRÃO

QUALIDADE DE ATENDIMENTO PARA UMA HOSPEDAGEM DE ALTO PADRÃO QUALIDADE DE ATENDIMENTO PARA UMA HOSPEDAGEM DE ALTO PADRÃO Idealizada há mais de 50 anos pela família Vezozzo, a Bourbon Hotéis & Resorts consolida sua atuação no mercado da América Latina, como um grupo

Leia mais

TÉCNICO EM HOSPEDAGEM

TÉCNICO EM HOSPEDAGEM Imagens para explicar que às vezes o turista quer um lugar simples, no meio da natureza para descansar, basta estar limpo, asseado e arejado, nem todos querem luxo, existe vários perfis de clientes.(grifo

Leia mais

FÁCIL ACESSO ÀS MELHORES OPÇÕES DA CIDADE

FÁCIL ACESSO ÀS MELHORES OPÇÕES DA CIDADE FÁCIL ACESSO ÀS MELHORES OPÇÕES DA CIDADE Idealizada há mais de 50 anos pela família Vezozzo, a Bourbon Hotéis & Resorts consolida sua atuação no mercado da América Latina, como um grupo internacional

Leia mais

O SISTEMA BRASILEIRO DE CLASSIFICAÇÃO DE MEIOS DE HOSPEDAGEM E A HOTELARIA NO BRASIL

O SISTEMA BRASILEIRO DE CLASSIFICAÇÃO DE MEIOS DE HOSPEDAGEM E A HOTELARIA NO BRASIL O SISTEMA BRASILEIRO DE CLASSIFICAÇÃO DE MEIOS DE HOSPEDAGEM E A HOTELARIA NO BRASIL Anna Carolina do Carmo Castro Larissa Mongruel Martins de Lara RESUMO: O presente estudo tem por objetivo explicar a

Leia mais

Bourbon Hotéis & Resorts

Bourbon Hotéis & Resorts Bourbon Hotéis & Resorts O jeito brasileiro de hospedar Mais que um conceito, é a principal filosofia da Bourbon Hotéis & Resorts. Desde 1963 administrando empreendimentos hoteleiros, conta atualmente

Leia mais

Bourbon Hotéis & Resorts

Bourbon Hotéis & Resorts Bourbon Hotéis & Resorts O jeito brasileiro de hospedar Mais que um conceito, é a principal filosofia da Bourbon Hotéis & Resorts. Desde 1963 administrando empreendimentos hoteleiros, conta atualmente

Leia mais

Bourbon Hotéis & Resorts

Bourbon Hotéis & Resorts Bourbon Hotéis & Resorts O jeito brasileiro de hospedar Mais que um conceito, é a principal filosofia da Bourbon Hotéis & Resorts. Desde 1963 administrando empreendimentos hoteleiros, conta atualmente

Leia mais

COMO ABRIR UM HOTEL/POUSADA

COMO ABRIR UM HOTEL/POUSADA COMO ABRIR UM HOTEL/POUSADA Viviane Santos Salazar 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 O mercado Crescimento da demanda por hospedagem Copa do Mundo Olimpíadas Qual a representatividade

Leia mais

BOLETIM 02 INFORMAÇÕES SOBRE HOSPEDAGEM

BOLETIM 02 INFORMAÇÕES SOBRE HOSPEDAGEM XVIII CONGRESSO ESCOTEIRO NACIONAL XIX ASSEMBLÉIA ESCOTEIRA NACIONAL XVII FÓRUM NACIONAL DE JOVENS LÍDERES 27 A 29 DE ABRIL DE 2012 SÃO LUIS MARANHÃO BOLETIM 02 INFORMAÇÕES SOBRE HOSPEDAGEM Sempre com

Leia mais

hotel Nada disso é diferente para quem precisa de um espaço confortável para o trabalho. O Hotel dispõe de toda a infraestrutura necessária para o

hotel Nada disso é diferente para quem precisa de um espaço confortável para o trabalho. O Hotel dispõe de toda a infraestrutura necessária para o hotel CONFORTO E EXCELÊNCIA PARA QUE NÃO FALTE NADA AOS HÓSPEDES Indicado três vezes pelo Guia 4 Rodas, o compromisso com o conforto do cliente e a excelência de seus serviços conferem ao Hotel Marbor

Leia mais

O Infinity Blue reúne uma série de opções em entretenimento, aventura, gastronomia, lazer e descanso tanto para os hóspedes quanto para os

O Infinity Blue reúne uma série de opções em entretenimento, aventura, gastronomia, lazer e descanso tanto para os hóspedes quanto para os O Infinity Blue reúne uma série de opções em entretenimento, aventura, gastronomia, lazer e descanso tanto para os hóspedes quanto para os visitantes. Em frente ao mar e cercado de natureza exuberante,

Leia mais

COMO SE COMPORTAM OS HÓSPEDES?

COMO SE COMPORTAM OS HÓSPEDES? COMO SE COMPORTAM OS HÓSPEDES? INTRODUÇÃO Como uma consultoria em gestão hoteleira, a Mapie acredita no conhecimento como a principal ferramenta de desenvolvimento para empresas e profissionais do setor.

Leia mais

Bourbon Hotéis & Resorts

Bourbon Hotéis & Resorts Bourbon Hotéis & Resorts O jeito brasileiro de hospedar Mais que um conceito, é a principal filosofia da Bourbon Hotéis & Resorts. Desde 1963 administrando empreendimentos hoteleiros, conta atualmente

Leia mais

TRADIÇÃO E QUALIDADE DE SERVIÇOS NO CHARMOSO CENTRO DE HISTÓRICO DE SÃO PAULO

TRADIÇÃO E QUALIDADE DE SERVIÇOS NO CHARMOSO CENTRO DE HISTÓRICO DE SÃO PAULO TRADIÇÃO E QUALIDADE DE SERVIÇOS NO CHARMOSO CENTRO DE HISTÓRICO DE SÃO PAULO Idealizada há mais de 50 anos pela família Vezozzo, a Bourbon Hotéis & Resorts consolida sua atuação no mercado da América

Leia mais

UGE Unidade de Gestão Estratégica Área de Estudos e Pesquisas

UGE Unidade de Gestão Estratégica Área de Estudos e Pesquisas Pesquisa Setorial Meios de Hospedagem Sebrae em em Goiás Goiás Conselho Deliberativo Conselho Deliberativo Marcelo Baiocchi Carneiro Marcelo Baiocchi Carneiro Presidente Presidente Diretoria Executiva

Leia mais

12º ENAFAVE ENCONTRO NACIONAL DOS FABRICANTES DE VELAS. Dias: 19, 20 e 21 de Novembro Hotel: Jatiúca Hotéis & Resorts Maceió - AL

12º ENAFAVE ENCONTRO NACIONAL DOS FABRICANTES DE VELAS. Dias: 19, 20 e 21 de Novembro Hotel: Jatiúca Hotéis & Resorts Maceió - AL 12º ENAFAVE ENCONTRO NACIONAL DOS FABRICANTES DE VELAS Dias: 19, 20 e 21 de Novembro Hotel: Jatiúca Hotéis & Resorts Maceió - AL Agenda do do Evento 19/11 Quarta-Feira 19:00 19:00-19:30 19:30 Credenciamento

Leia mais

Enotel Quinta do Sol - Madeira

Enotel Quinta do Sol - Madeira OCEANO ATLÂNTICO Porto Moniz Porto Santo Ponta do Pargo São Jorge MADEIRA Arieiro Porto da Cruz Panto da Serra Ponto do Sol Monte Funchal Airport Palheiro Camara de Lobos FUNCHAL ENOTEL QUINTA DO SOL Enotel

Leia mais

Bourbon Hotéis & Resorts

Bourbon Hotéis & Resorts Bourbon Hotéis & Resorts O jeito brasileiro de hospedar Mais que um conceito, é a principal filosofia da Bourbon Hotéis & Resorts. Desde 1963 administrando empreendimentos hoteleiros, conta atualmente

Leia mais

ENOTEL ACQUA CLUB FICHA TÉCNICA

ENOTEL ACQUA CLUB FICHA TÉCNICA GCOM 00113/2013 ENOTEL ACQUA CLUB FICHA TÉCNICA INTRODUÇÃO: ENOTEL ACQUA CLUB Surge o mais novo resort, na mais bela praia do Brasil, em Porto de Galinhas. Um paraíso à beira-mar com extensa praia de areias

Leia mais

Completo para hóspedes e visitantes: Entretenimento Aventura Gastronomia Lazer Descanso

Completo para hóspedes e visitantes: Entretenimento Aventura Gastronomia Lazer Descanso Completo para hóspedes e visitantes: Entretenimento Aventura Gastronomia Lazer Descanso APARTAMENTOS 122 apartamentos Quatro categorias (Superior, Luxo, Super Luxo e Suíte Máster) Pensão Completa Superior

Leia mais

Hotel Pousada. Nosso Hotel possui os seguintes tipos de apartamentos:

Hotel Pousada. Nosso Hotel possui os seguintes tipos de apartamentos: Hotel Pousada Onde tudo começou! O Hotel Pousada está localizado no interior do complexo, em local mais que privilegiado entre o Parque das Fontes e a entrada do Hot Park. É o local perfeito para aproveitar

Leia mais

O hotel pertence ao seleto grupo do The Leading Hotels of the World, organização que

O hotel pertence ao seleto grupo do The Leading Hotels of the World, organização que Site: http://www.ilpalazzovenezia.com Visão geral O Bauer il Palazzo é um hotel boutique 5 estrelas, de alto luxo e com localização totalmente privilegiada em Veneza, pois está a dois minutos a pé da Piazza

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE O SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2000 E O SISTEMA OFICIAL DE CLASSIFICAÇÃO DE MEIOS DE HOSPEDAGEM.

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE O SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2000 E O SISTEMA OFICIAL DE CLASSIFICAÇÃO DE MEIOS DE HOSPEDAGEM. ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE O SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2000 E O SISTEMA OFICIAL DE CLASSIFICAÇÃO DE MEIOS DE HOSPEDAGEM. Gerson Luís Russo Moysés, M. Sc. SENAC-SP, Av. Frei Orestes Girardi-3549,

Leia mais

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO. Coordenação Geral Rosiane Rockenbach

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO. Coordenação Geral Rosiane Rockenbach MINISTÉRIO DO TURISMO Ministro do Turismo Luiz Eduardo Barretto Filho Secretaria Executiva Secretaria Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Diretor

Leia mais

CABEÇALHO IDENTIFICAÇÃO

CABEÇALHO IDENTIFICAÇÃO Página 1 de 7 UF CABEÇALHO REGIÃO TURÍSTICA MUNICÍPIO DISTRITO TIPO SUBTIPO 1 - NOME IDENTIFICAÇÃO 1.1 NOME FANTASIA/COMERCIAL: 1.2 NOME JURÍDICO/ RAZÃO SOCIAL: 1.3 NOME DA REDE/HOLDING: 1.4 CNPJ: 1.5

Leia mais

* Respectivamente, gerente, administradora e engenheiro da Gerência Setorial 4 do BNDES.

* Respectivamente, gerente, administradora e engenheiro da Gerência Setorial 4 do BNDES. HOTEL DE NEGÓCIOS Mary Lessa Alvim Ayres Ilka Gonçalves Daemon Paulo Cesar Siruffo Fernandes* Resumo Muito têm-se falado de hotéis de negócios: oportunidades de investimentos, grupos estrangeiros alardeando

Leia mais

Bourbon Hotéis & Resorts

Bourbon Hotéis & Resorts Bourbon Hotéis & Resorts O jeito brasileiro de hospedar Mais que um conceito, é a principal filosofia da Bourbon Hotéis & Resorts. Desde 1963 administrando empreendimentos hoteleiros, conta atualmente

Leia mais

todos hóspedes neste planeta! verthoteis.com.br

todos hóspedes neste planeta! verthoteis.com.br Ramada Plaza Ramada Hotel e Suítes Encore Somos Sentido todos hóspedes neste planeta! e.suítes ícone W O R L D W I D E verthoteis.com.br B Hotelaria essencial para os clientes Sustentabilidade para o planeta

Leia mais

Hotel Plananlto. Equipe. Estrutura

Hotel Plananlto. Equipe. Estrutura Hotel Plananlto O Hotel Planalto reconhece as necessidade de seus hóspedes e dos empresários locais. Por isso, além de confortáveis acomodações, possuímos auditórios adaptados para eventos sociais e corporativos.

Leia mais

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO MINISTÉRIO DO TURISMO Ministro do Turismo Pedro Novais Lima Secretário Executivo Frederico Silva da Costa Secretário Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo Colbert Martins da Silva Filho Secretária

Leia mais

SEGMENTAÇÃO DO PUBLICO PARA UMA ECOPOUSADA EM IBIRAMA SC

SEGMENTAÇÃO DO PUBLICO PARA UMA ECOPOUSADA EM IBIRAMA SC SEGMENTAÇÃO DO PUBLICO PARA UMA ECOPOUSADA EM IBIRAMA SC 1 INTRODUÇÃO Alice Mecabô 1 ; Bruna Medeiro 2 ; Marco Aurelio Dias 3 O turismo é uma atividade que hoje é considerada um dos meios econômicos que

Leia mais

Por que Investir em Caldas Novas-GO? E Por que o Mirante da Serra?

Por que Investir em Caldas Novas-GO? E Por que o Mirante da Serra? Por que Investir em Caldas Novas-GO? E Por que o Mirante da Serra? Grupo Di Roma investe R$ 147 milhões em Caldas Novas --------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

aconchego, luxo e sabor

aconchego, luxo e sabor Pousada Chateau La Villete aconchego, luxo e sabor Cuidadosamente decorada com muito amor, luxo e aconchego. A Pousada Chateau La Villette promove uma sensação incomparável, elevando a admiração pelo bem

Leia mais

Emprego do método ELECTRE TRI na classificação de hotéis

Emprego do método ELECTRE TRI na classificação de hotéis Emprego do método ELECTRE TRI na classificação de hotéis André Luís Policani Freitas, UENF, policani@uenf.br Maria Angélica Barbosa Alves Marinho, CEFET CAMPOS/UENF, malves@cefetcampos.br Frederico Muylaert

Leia mais

CONFORTO E O MELHOR SERVIÇO NO CORAÇÃO DA CIDADE DAS FLORES

CONFORTO E O MELHOR SERVIÇO NO CORAÇÃO DA CIDADE DAS FLORES CONFORTO E O MELHOR SERVIÇO NO CORAÇÃO DA CIDADE DAS FLORES Idealizada há mais de 50 anos pela família Vezozzo, a Bourbon Hotéis & Resorts consolida sua atuação no mercado da América Latina, como um grupo

Leia mais

Pousada Mirante do Café Santo Antônio do Leite - Minas Gerais - Brasil

Pousada Mirante do Café Santo Antônio do Leite - Minas Gerais - Brasil Pousada Mirante do Café Santo Antônio do Leite - Minas Gerais - Brasil Um descanso para os olhos e a alma A Pousada Cercada por um mar de montanhas, a 1.100 m de altitude, a Pousada Mirante do Café é um

Leia mais

R$ 159,08 R$ 80,12 (4 a 12 anos) Plano Família. R$ 1.545,30 R$ 778,26 Standard Plano Família Com Vista para o Mar

R$ 159,08 R$ 80,12 (4 a 12 anos) Plano Família. R$ 1.545,30 R$ 778,26 Standard Plano Família Com Vista para o Mar Vila Galé Eco Resort do Cabo ENDEREÇO: Avenida Beira Mar, 750 Suape Recife/PE CONTATO: Sra. Debora Nascimento FONE: (0XX81)3527-7000 fax: (0xx81)3527-7050 VALIDADE DAS TARIFAS: 09 DE MARÇO A 20 DE DEZEMBRO

Leia mais

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO MINISTÉRIO DO TURISMO Ministro do Turismo Pedro Novais Lima Secretário Executivo Frederico Silva da Costa Secretário Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo Colbert Martins da Silva Filho Secretária

Leia mais

Autores: ANNARA MARIANE PERBOIRE DA SILVA, MARIA HELENA CAVALCANTI DA SILVA

Autores: ANNARA MARIANE PERBOIRE DA SILVA, MARIA HELENA CAVALCANTI DA SILVA RELAÇÕES ENTRE A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O SETOR DE HOSPITALIDADE: um estudo de caso aplicável ao curso Técnico de Hospedagem Secretaria de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Pernambuco Autores: ANNARA

Leia mais

XIV Simpósio Internacional de Cirurgia Plástica. SHERATON WTC HOTEL ***** Hotel Oficial do Evento Av. das Nações Unidas, 12.559 Brooklin Novo - SP.

XIV Simpósio Internacional de Cirurgia Plástica. SHERATON WTC HOTEL ***** Hotel Oficial do Evento Av. das Nações Unidas, 12.559 Brooklin Novo - SP. XIV Simpósio Internacional de Cirurgia Plástica Tarifas de hospedagem - Participantes SHERATON WTC HOTEL ***** Hotel Oficial do Evento Av. das Nações Unidas, 12.559 Brooklin Novo - SP. Tipo de apartamento:

Leia mais

Tarifários especiais Vestibular Medicina - Petrópolis

Tarifários especiais Vestibular Medicina - Petrópolis Tarifários especiais Vestibular Medicina - Petrópolis Hostel 148 End.: Rua Alberto Torres nº 148 - Centro (24) 2246-5848 contato@hostel148.com.br www.hostel148.com.br Tarifas em dormitório coletivo: 02

Leia mais

FICHA TECNICA. vila selvagem

FICHA TECNICA. vila selvagem FICHA TECNICA vila selvagem H Ô T E L C O N T E M P O R Â N E O vila selvagem H O T E L C O N T E M P O R Â N E O LOCALIZAÇÃO Em uma vasta extensão de areias virgens e dunas, onde a natureza ainda é a

Leia mais

PROJETO BÁSICO SERVIÇO DE HOSPEDAGEM E ALIMENTAÇÃO PARA OS EVENTOS CULTURAIS

PROJETO BÁSICO SERVIÇO DE HOSPEDAGEM E ALIMENTAÇÃO PARA OS EVENTOS CULTURAIS PROJETO BÁSICO SERVIÇO DE HOSPEDAGEM E ALIMENTAÇÃO PARA OS EVENTOS CULTURAIS ANEXO I PROJETO BÁSICO 2/9 1. DADOS DA INSTITUIÇÃO ORGÃO / ENTIDADE PROPONENTE SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA CGC / C.P.F:

Leia mais

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DE TURISMO NA SERRA DA IBIAPABA 1

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DE TURISMO NA SERRA DA IBIAPABA 1 ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DE TURISMO NA SERRA DA IBIAPABA 1 1. Localização (discriminação): Municípios de Viçosa do Ceará, Ipú, Tianguá, Ubajara, São Benedito, Carnaubal e Guaraciaba do Norte. (Total de

Leia mais

Tarifário Grupo Caju 2013 Clube Turismo

Tarifário Grupo Caju 2013 Clube Turismo Fevereiro/2013 Tarifário Grupo Caju 2013 Clube Turismo Clube Turismo Matriz Av. Pres. Epitácio Pessoa, 724, Torre CEP 58040-000 João Pessoa / PB www.clubeturismo.com.br TARIFÁRIO DE BAIXA TEMPORADA OPERADORA

Leia mais

HOTÉIS EM SÃO PAULO HOTEL HOLIDAY INN PARQUE ANHEMBI

HOTÉIS EM SÃO PAULO HOTEL HOLIDAY INN PARQUE ANHEMBI HOTÉIS EM SÃO PAULO HOTEL HOLIDAY INN PARQUE ANHEMBI É o maior hotel do Brasil, faz parte de complexo Parque Anhembi e oferece aos seus hóspedes áreas de eventos, lazer, restaurante internacional e uma

Leia mais

alto padrão de qualidade em hotéis econômicos parece algo

alto padrão de qualidade em hotéis econômicos parece algo Case-study Hotéis econômicos com alto padrão de qualidade F alar em alto padrão de qualidade em hotéis econômicos parece algo paradoxal afirma Roland de Bonadona, diretor geral da Accor Hospitality, no

Leia mais

Emanuel Barros Roma Graduando em Geografia - UEPB mano_dui@yahoo.com.br

Emanuel Barros Roma Graduando em Geografia - UEPB mano_dui@yahoo.com.br TURISMO E EXCLUSÃO SOCIOESPACIAL: relato de experiência acerca do Hotel Resort Garden e Centro de Convenções Raymundo Asfora no município de Campina Grande-PB Emanuel Barros Roma Graduando em Geografia

Leia mais

BLUE TREE HOTELS AOKI, ÁRVORE AZUL. Na Blue Tree Hotels, tudo gira em torno da Arte das Possibilidades. Para

BLUE TREE HOTELS AOKI, ÁRVORE AZUL. Na Blue Tree Hotels, tudo gira em torno da Arte das Possibilidades. Para BLUE TREE HOTELS AOKI, ÁRVORE AZUL Na Blue Tree Hotels, tudo gira em torno da Arte das Possibilidades. Para nós, tudo é possível se o objetivo é encantar e exceder as expectativas dos clientes, hóspedes,

Leia mais

Tarifas ( diárias ) válidas de domingo a quinta feira, incluindo café da manhã, Exceto Feriados Nacionais e Alta Temporada

Tarifas ( diárias ) válidas de domingo a quinta feira, incluindo café da manhã, Exceto Feriados Nacionais e Alta Temporada - BAIXA TEMPORADA - Obrigada pelo seu interesse no Rio do Rastro Eco Resort. Será um imenso prazer recebê-la em "nossa casa"! Em anexo descritivo de atividades. Estamos localizados no alto do Planalto

Leia mais

Próximo Destino. São Bento do Sapucaí - SP. www.pousadadoquilombo.com.br. São Bento do Sapucaí - SP

Próximo Destino. São Bento do Sapucaí - SP. www.pousadadoquilombo.com.br. São Bento do Sapucaí - SP Próximo Destino São Bento do Sapucaí-SP - São Bento do Sapucaí é uma estância climática distante apenas 2h30 da capital de SP, onde você encontra ar puro, silêncio e integração com a natureza. A cultura

Leia mais

Hotel Green Hill, tudo para sua felicidade num só lugar!

Hotel Green Hill, tudo para sua felicidade num só lugar! Apresentação Você está prestes a conhecer a mais completa e inovadora proposta de hospedagem, lazer, entretenimento e eventos da região. Com estrutura diversificada e qualidade de atendimento, o Hotel

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem Usuário Meio de Hospedagem

Manual do Usuário. Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem Usuário Meio de Hospedagem Manual do Usuário Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem Usuário Meio de Hospedagem Julho de 2011 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. Siglas... 3 3. Descrição do Sistema... 3 4. Como utilizar

Leia mais

ANEXO I - TERMO DE PARCERIA COMERCIAL

ANEXO I - TERMO DE PARCERIA COMERCIAL ANEXO I - TERMO DE PARCERIA COMERCIAL FOTOS DO HOTEL/POUSADA INFORMAÇÕES CADASTRAIS: Empresa: Titular/Gerente: Endereço: Número: Bairro: Chalé Suíço de Campos do Jordão Henrique Alves de Oliveira Av. Irineu

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 100, DE 16 DE JUNHO DE 2011

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 100, DE 16 DE JUNHO DE 2011 GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 100, DE 16 DE JUNHO DE 2011 Institui o Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem (SBClass), estabelece os critérios de classificação destes, cria o Conselho

Leia mais

Mais de 50 anos de tradição e excelência, criando um Bourbon para cada momento da sua vida.

Mais de 50 anos de tradição e excelência, criando um Bourbon para cada momento da sua vida. Mais de 50 anos de tradição e excelência, criando um Bourbon para cada momento da sua vida. Bourbon Hotéis & Resorts Idealizada há mais de 50 anos pela família Vezozzo, a Bourbon Hotéis & Resorts consolida

Leia mais

Conforto + Praticidade = Sucesso Absoluto.

Conforto + Praticidade = Sucesso Absoluto. 1 2 2 3 Conforto + Praticidade = Sucesso Absoluto. O melhor custo-benefício transformado num diferencial único. Construtora Souza Maria No mercado desde 2001, a Construtora Souza Maria atua nos segmentos

Leia mais

Universidade. Estácio de Sá. Turismo, Hotelaria e Gastronomia

Universidade. Estácio de Sá. Turismo, Hotelaria e Gastronomia Universidade Estácio de Sá Turismo, Hotelaria e Gastronomia A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades

Leia mais

Delegação Oficial Automechanika Frankfurt 2010 - APAREM / SINDIMOTOR

Delegação Oficial Automechanika Frankfurt 2010 - APAREM / SINDIMOTOR Delegação Oficial Automechanika Frankfurt 2010 - APAREM / SINDIMOTOR A Automechanika Frankfurt é uma das maiores Feiras Automotivas do mundo com destaque no setor de autopeças e acessórios, onde serão

Leia mais

hotéis econômicos com alto padrão de qualidade

hotéis econômicos com alto padrão de qualidade Central de Cases GRUPO ACCOR: hotéis econômicos com alto padrão de qualidade www.espm.br/centraldecases Central de Cases GRUPO ACCOR: hotéis econômicos com alto padrão de qualidade Preparado pela Profª

Leia mais

Eventos Bourbon Mais de 26.000 m 2 em área de convenções

Eventos Bourbon Mais de 26.000 m 2 em área de convenções Eventos Bourbon Mais de 26.000 m 2 em área de convenções Com 14 empreendimentos na América Latina, possui a maior estrutura de convenções em hotéis no Brasil com mais de 12.000 m 2, e é gestora do maior

Leia mais

EVENTOS CORPORATIVOS

EVENTOS CORPORATIVOS EVENTOS CORPORATIVOS EVENTOS CORPORATIVOS A Riviera de São Lourenço A Riviera de São Lourenço é um bairro 100% planejado, a apenas 120 km da Capital do Estado de São Paulo. O Empreendimento conta com o

Leia mais

6.00.00.00-7 CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS TURISMO 6.13.00.00-4

6.00.00.00-7 CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS TURISMO 6.13.00.00-4 6.00.00.00-7 CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS TURISMO 6.13.00.00-4 QUALIDADE E EXCELÊNCIA DISNEY, UM EXEMPLO PARA HOTÉIS DE TODO O MUNDO Fábio Ricardo Barros da Silva Acadêmico do Curso de Turismo e Hotelaria

Leia mais

HOTELARIA DE CURITIBA: UM GOL DE PLACA NA COPA 2014

HOTELARIA DE CURITIBA: UM GOL DE PLACA NA COPA 2014 HOTELARIA DE CURITIBA: UM GOL DE PLACA NA COPA 2014 INDUSTRIA HOTELEIRA EM CURITIBA Curitiba e região possui atualmente 18 mil leitos, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH).

Leia mais

A FORÇA DA BHG. * Dados de 2010.

A FORÇA DA BHG. * Dados de 2010. PORQUE INVESTIR? Belo Horizonte tem o quarto maior PIB entre os municípios brasileiros; Minas Gerais é o segundo pólo turístico do Brasil; Localização estratégica. A Savassi é ponto nobre e estratégico

Leia mais

CONFORTO E PRATICIDADE NO MELHOR ENDEREÇO DE ALPHAVILLE

CONFORTO E PRATICIDADE NO MELHOR ENDEREÇO DE ALPHAVILLE CONFORTO E PRATICIDADE NO MELHOR ENDEREÇO DE ALPHAVILLE Idealizada há mais de 50 anos pela família Vezozzo, a Bourbon Hotéis & Resorts consolida sua atuação no mercado da América Latina, como um grupo

Leia mais

A CLASSIFICAÇÃO HOTELEIRA E SUA IMPORTÂNCIA PARA A QUALIDADE DOS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS MEIOS DE HOSPEDAGEM.

A CLASSIFICAÇÃO HOTELEIRA E SUA IMPORTÂNCIA PARA A QUALIDADE DOS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS MEIOS DE HOSPEDAGEM. A CLASSIFICAÇÃO HOTELEIRA E SUA IMPORTÂNCIA PARA A QUALIDADE DOS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS MEIOS DE HOSPEDAGEM. ROIM, Talita Prado Barbosa. Bacharel em Turismo Faculdade de Ciências Humanas FAHU/ACEG Garça

Leia mais

O HOTEL DAS ESTRELAS NA CAPITAL DO PARAGUAI

O HOTEL DAS ESTRELAS NA CAPITAL DO PARAGUAI O HOTEL DAS ESTRELAS NA CAPITAL DO PARAGUAI Idealizada há mais de 50 anos pela família Vezozzo, a Bourbon Hotéis & Resorts consolida sua atuação no mercado da América Latina, como um grupo internacional

Leia mais

www.redeadm.com.br Fortaleza-CE

www.redeadm.com.br Fortaleza-CE www.redeadm.com.br Fortaleza-CE 03 Conhecendo a RAH. Seu hotel, flat ou condomínio em ótimas mãos. Com a RAH Rede Administradora Hoteleira, você tem à sua disposição uma empresa que garante a melhor administração

Leia mais

HOSPEDAGENS PARA O SIMPÓSIO SLAMTB

HOSPEDAGENS PARA O SIMPÓSIO SLAMTB HOSPEDAGENS PARA O SIMPÓSIO SLAMTB **Hotel HOTEL CONTINENTAL oficial do Evento** CANELA RS O do Sul com Continental suas belezas Canela naturais está localizado - a Serra Gaúcha. em um dos cenários privilegiados

Leia mais

NOVOS ASSOCIADOS DO MÊS DE MAIO

NOVOS ASSOCIADOS DO MÊS DE MAIO Junho de 2009 NOVOS ASSOCIADOS DO MÊS DE MAIO JET STREAM Segmento: Agências de Viagens, Turismo e Receptivo Agência conceituada ha 24 anos no mercado, pela expertise nas viagens de negócios e lazer. Com

Leia mais

Uxuá Casa Hotel Praça São João (Quadrado) Trancoso, BA

Uxuá Casa Hotel Praça São João (Quadrado) Trancoso, BA Uxuá Casa Hotel Praça São João (Quadrado) Trancoso, BA Diárias incluem café da manhã com toques da cozinha baiana, Reserva de sofá no UXUA Praia Bar, Wi-Fi, Fitness Center e Estacionamento concedidos em

Leia mais

Conquistando o Cliente : Um estudo de caso no Aldebarã Hotel

Conquistando o Cliente : Um estudo de caso no Aldebarã Hotel Conquistando o Cliente : Um estudo de caso no Aldebarã Hotel Danilo Assugeni BONFIM 1 Danilo Henrique BELINE¹ Karen Aline KONTI¹ Edson Leite Lopes GIMENEZ 2 Resumo Este trabalho pretende mostrar um pouco

Leia mais

ATUALIZAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TURISMO - PDTur. Prefeitura Municipal de Mairiporã

ATUALIZAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TURISMO - PDTur. Prefeitura Municipal de Mairiporã ATUALIZAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TURISMO - PDTur Prefeitura Municipal de Mairiporã Secretaria de Meio Ambiente e Turismo Departamento de Turismo - DeTur Apresentação Um Plano Diretor de Turismo é uma ferramenta

Leia mais

Construindo do seu jeito

Construindo do seu jeito Construindo do seu jeito Editorial Construindo do seu jeito Qual o seu estilo de viver? Com liberdade ou prefere exclusividade? Preza pela comodidade, tecnologia, estética ou funcionalidade? Não precisa

Leia mais

Invista no hotel certo

Invista no hotel certo Invista no hotel certo O QUE VOCÊ PROCURA EM UM INVESTIMENTO HOTELEIRO ESTÁ AQUI. A economia de minas gerais cresce acima da média nacional: 5,15% no 1º trim./2011. Fonte: Informativo CEI-PIB MG _Fundação

Leia mais

Por que temos um Estudo de Competitividade?

Por que temos um Estudo de Competitividade? Por que temos um Estudo de Competitividade? Criação de índices nos ajuda a conhecer as dificuldades do destino turístico. O estudo proporciona informações para a elaboração de planos de ação mais objetivos.

Leia mais

AEROPORTOS CAPITAIS DO NORDESTE

AEROPORTOS CAPITAIS DO NORDESTE AEROPORTOS CAPITAIS DO NORDESTE Perfil da Amostra Especificações Técnicas Objetivo Levantar o perfil sócio demográfico, origem-destino e atitudinal em relação a turismo de negócios e de lazer. Buscou também

Leia mais

ALOJAMENTO AXIS PORTO BUSINESS & SPA HOTEL 59,00 65,00

ALOJAMENTO AXIS PORTO BUSINESS & SPA HOTEL 59,00 65,00 AXIS PORTO BUSINESS & SPA HOTEL O Axis Porto Business & SPA Hotel, é o novo hotel de 4 estrelas do Grupo AXIS, situado em pleno pólo universitário, numa das zonas de melhor acessibilidade à Invicta, junto

Leia mais

Investimentos no Brasil: Hotéis & Resorts

Investimentos no Brasil: Hotéis & Resorts Investimentos no Brasil: Hotéis & Resorts 2013 Realização: INVESTIMENTOS NO BRASIL: HOTÉIS & RESORTS 2013 O relatório a seguir foi realizado pela BSH Travel Research, divisão estatística da BSH International

Leia mais

R$ 167,00 R$ 189,00 R$ 200,00 Fone: (091) 4009-2400 Atendimento: Marta e Brito

R$ 167,00 R$ 189,00 R$ 200,00 Fone: (091) 4009-2400 Atendimento: Marta e Brito OPÇÕES DE HOTÉIS EXTRA PACOTE Observações Importantes: Os hotéis abaixo relacionados não integram o Pacote oferecido pela ValeVerde Turismo (Agência Oficial do evento), que exime-se de responsabilidades

Leia mais

ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO

ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO MTUR/DEAOT/CGQT Campinas, 20 de março de 2010 ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO POLÍTICAS DE INCENTIVO AO TURISMO NORMATIZAÇÃO DE CAMPINGS COPA DO MUNDO E OLIMPÍADAS REGISTRO

Leia mais

Estamos enviando abaixo o nosso tarifário. Apartamento Executivo Individual R$ 90,00 Duplo R$ 130,00 Triplo R$ 150,00 Quádruplo R$ 160,00

Estamos enviando abaixo o nosso tarifário. Apartamento Executivo Individual R$ 90,00 Duplo R$ 130,00 Triplo R$ 150,00 Quádruplo R$ 160,00 Será um prazer ajudar a organizar sua viagem e é com muita satisfação que recebemos seu e-mail. Para conhecer um pouco mais do nosso hotel você pode visitar nosso site www.hotelconcord.com.br. Agradecemos

Leia mais