Empreendedorismo. Tópico 1 O (a) Empreendedor (a)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Empreendedorismo. Tópico 1 O (a) Empreendedor (a)"

Transcrição

1 Empreendedorismo Tópico 1 O (a) Empreendedor (a)

2 Conteúdo 1. Objetivos do Encontro Introdução A formação do empreendedor Empreendedorismo nato ou desenvolvido? Características pessoais do empreendedor Síntese... 7 Referências... 8 Bibliografia Complementar... 8

3 Página 3 de 8 1. Objetivos do Encontro Refletir sobre a formação do empreendedor; Fomentar o desejo pelo estudo do comportamento característico de empreendedores de sucesso. 2. Introdução Esta é a primeiro tópico da disciplina Formação de Empreendedores. Todos os temas discutidos, ao longo desta disciplina, foram organizados a partir de premissas que são inerentes à discussão do empreendedorismo no Brasil e no mundo: a maior parte de postos de trabalho novos provêm de pequenas e médias novas empresas, ou seja, são as novas empresas que geram novos postos de trabalho; a ação de empreender é um desafio e uma alternativa viável para a manutenção da empregabilidade do profissional; o fracasso ainda atinge índices altos nos primeiros anos de vida de pequenas e médias empresas no mundo; os cursos superiores devem incorporar, em seus currículos, o desenvolvimento de competências relacionadas à formação de empreendedores; É nesse contexto que iniciamos as reflexões da disciplina Formação de Empreendedores. 3. A formação do empreendedor É possível formar um empreendedor? O espírito empreendedor é nato ou pode ser desenvolvido? Se afirmarmos que é possível desenvolver o espírito empreendedor, ainda teremos que responder a diversas outras perguntas: Quem desenvolve o espírito empreendedor em mim?

4 Página 4 de 8 Como, que caminhos percorrer para desenvolver esse espírito empreendedor? Essas questões, aparentemente simples, podem servir de problemática de estudos a diversas pesquisas nas áreas de Administração, Psicologia, Sociologia e outras áreas do conhecimento, ou seja, essas não são questões simples e necessitam de profundas reflexões a fim de podermos almejar o amadurecer de algum processo de desenvolvimento de competência em empreendedorismo. Vale ressaltar que essas questões irão nos acompanhar durante todo o curso de Formação de Empreendedores e esta professora autora espera que você, aluno, continue com elas ao longo de sua vida, aprimorando-se sempre na arte de empreender, ou seja, de sonhar e realizar. 4. Empreendedorismo nato ou desenvolvido? Vamos imaginar um exemplo clássico de empreendedor: sempre ouvimos dizer que um determinado empresário de sucesso, mesmo tendo nascido em família pobre, desde pequeno sabia negociar e imaginar novas formas e produtos para vender, comprar e trocar. Esse empreendedor nato tornou-se, após muitos anos de trabalho duro, com alguns fracassos e mudanças de percurso, um empresário de sucesso. Sua empresa tornou-se referência, nasceu pequena, cresceu de forma sólida e constante e superou crises. A empresa acompanha as grandes tendências da gestão atual, mas ainda é administrada pelo seu fundador, que, inclusive, está preparando-a para continuar existindo, mesmo após sua saída em decorrência do avanço da idade. Segundo Dolabela (1999, 34): O empreendedor é um ser social, produto do meio em que vive (época e lugar). Se uma pessoa vive em um ambiente em que ser empreendedor é visto como algo positivo, então terá mais motivação para criar o seu próprio negócio.[...] É um fenômeno regional, ou seja, existem cidades, regiões, países mais - ou menos - empreendedores do que outros. O perfil do empreendedor (fatores do

5 Página 5 de 8 comportamento e atitudes que contribuem para o sucesso) pode variar de um lugar para outro. Isso quer dizer que o empreendedor não nasce pronto, não há comprovação de herança genética que forme o empreendedor. Por que, então, há regiões mais empreendedoras que outras, há famílias mais empreendedoras que outras? A resposta é simples e podemos recorrer a um ditado popular para ilustrá-la: Dize-me com quem andas e direis quem és, ou seja, a convivência, as relações familiares e sociais, os modelos de comportamento são importantes na formação do empreendedor. Dolabela (1999, p.33) afirma: empreendedores que nascem prontos, não é por razões genéticas, mas sim porque o nível primário de relações o influenciou. Da mesma forma que podemos aprender a administrar e a ser bons líderes, podemos aprender a ser empreendedores de sucesso. 4.1 Características pessoais do empreendedor Dolabela (1999, p. 34) apresenta um resumo das principais características dos empreendedores: o empreendedor tem um modelo, uma pessoa que o influencia; tem iniciativa, autonomia, autoconfiança, otimismo, necessidade de realização; trabalha sozinho; tem perseverança e tenacidade; o fracasso é considerado um resultado como outro qualquer. O empreendedor aprende com os resultados negativos, com os próprios erros; tem grande energia. É um trabalhador incansável. Ele é capaz de se dedicar intensamente ao trabalho e sabe concentrar os seus esforços para alcançar resultados;

6 Página 6 de 8 sabe fixar metas e alcançá-las. Luta contra padrões impostos. Diferencia-se. Tem a capacidade de ocupar um espaço não ocupado por outros no mercado, descobrir nichos; tem forte intuição. Como no esporte, o que importa não é o que se sabe, mas o que se faz; tem sempre alto comprometimento. Crê no que faz; cria situações para obter feedback sobre seu comportamento e sabe utilizar tais informações para o seu aprimoramento; sabe buscar, utilizar e controlar recursos; é um sonhador realista. Embora racional, usa também a parte direita do cérebro; é líder. Cria um sistema próprio de relações com os empregados. É comparado a um líder de banda, que dá liberdade a todos os músicos, extraindo deles o que têm de melhor, mas conseguindo transformar o conjunto em algo harmônico, seguindo uma partitura, um tema, um objetivo; é orientado para resultados, para o futuro, para o longo prazo; aceita o dinheiro como uma das medidas do seu desempenho; tece redes de relações (contatos, amizades) moderadas, mas utilizadas intensamente como suporte para alcançar os seus objetivos. A rede de relações interna (com sócios, colaboradores) é mais importante que a externa; o empreendedor de sucesso conhece muito bem o ramo em que atua; cultiva a imaginação e aprende a definir visões; traduz seus pensamentos em ações; define o que deve aprender (a partir do não definido) para realizar as suas visões. É pró-ativo diante daquilo que deve saber: primeiramente define o que quer, aonde quer chegar, depois busca o conhecimento que lhe permitirá atingir o objetivo. Preocupa-se em aprender a aprender, porque sabe que, no seu dia-adia, será submetido a situações que exigem a constante apreensão de conhecimentos que não estão nos livros. O empreendedor é um fixador de metas; cria um método próprio de aprendizagem. Aprende a partir do que faz. Emoção e afeto são determinantes para explicar seu interesse. Aprende indefinidamente;

7 Página 7 de 8 tem alto grau de internalidade, o que significa a capacidade de influenciar as pessoas com as quais lida e a crença de que pode mudar algo no mundo. A empresa é um sistema social que gira em torno do empreendedor. Ele acha que pode provocar mudanças nos sistemas em que atua; o empreendedor não é um aventureiro, assume riscos moderados. Gosta do risco, mas faz tudo para minimizá-lo. É inovador e criativo (a inovação é relacionada ao produto. É diferente da invenção, que pode não dar conseqüência a um produto); tem alta tolerância à ambigüidade e à incerteza e é hábil em definir a partir do indefinido; mantém um alto nível de consciência do ambiente em que vive, usando-a para detectar oportunidades de negócios. 5. Síntese Iniciamos, nesto tópico, a disciplina Formação de Empreendedores. Discutimos o perfil do empreendedor e a viabilidade de se desenvolver um programa de formação de empreendedores, refletindo sobre as características pessoais do empreendedor e os caminhos a serem percorridos para se desenvolver as competências inerentes ao espírito empreendedor. No próximo tópico, iremos aprofundar nossa reflexão sobre o conceito de empreendedorismo. Até lá.

8 Página 8 de 8 Referências DRUCKER, P. F. Inovação e Espírito Empreendedor - Prática e Princípios. Rio de Janeiro: Pioneira, DOLABELA, Fernando. O Segredo de Luísa uma idéia, uma paixão e um plano de negócios: como nasce o empreendedor e se cria uma empresa. São Paulo: Cultura Editores Associados, 1999 Bibliografia Complementar GLOBAL ENTERPREUNERSHIP CONSORTIUN. Disponível em: SEBRAE. Disponível em:

A empresa, o empresário rio e o empreendedor no contexto do moderno direito empresarial MARIA BERNADETE MIRANDA

A empresa, o empresário rio e o empreendedor no contexto do moderno direito empresarial MARIA BERNADETE MIRANDA A empresa, o empresário rio e o empreendedor no contexto do moderno direito empresarial MARIA BERNADETE MIRANDA Direito Empresarial Direito Empresarial é um ramo do direito privado, que regula a atividade

Leia mais

planodenegocioapostilaempreendedorismo_exerc.doc Empreendedorismo EXERCÍCIO DE NIVELAMENTO PERGUNTAS E RESPOSTAS

planodenegocioapostilaempreendedorismo_exerc.doc Empreendedorismo EXERCÍCIO DE NIVELAMENTO PERGUNTAS E RESPOSTAS EXERCÍCIO DE NIVELAMENTO PERGUNTAS E RESPOSTAS 1) Qual o conceito de empreendedor?...empreendedor é um indivíduo que imagina, desenvolve e realiza visões. Ele está sempre buscando novas idéias e criando

Leia mais

Gerando idéias de negócio

Gerando idéias de negócio NEGÓCIO CERTO COMO CRIAR E ADMINISTRAR BEM SUA EMPRESA Gerando idéias de negócio Manual Etapa 1/Parte 2 Bem-vindo! É um prazer ter você na segunda parte da Etapa 1 do Programa de Auto- Atendimento Negócio

Leia mais

Empreendedores em Informática

Empreendedores em Informática Empreendedores em Informática Introdução Existem riscos e custos para um programa de ação. Mas eles são bem menores que os riscos e custos de longo alcance de uma acomodação confortável. John F. Kennedy

Leia mais

Empreendedorismo. Curso de Formação Pós-Graduada. para a criação de empresas de sucesso. 3 ª Edição ( 51 Horas)

Empreendedorismo. Curso de Formação Pós-Graduada. para a criação de empresas de sucesso. 3 ª Edição ( 51 Horas) Curso de Formação Pós-Graduada factor-chave para a criação de empresas de sucesso Empreendedorismo Organização Apoios 3 ª Edição ( 51 Horas) 2 out > 26 nov > 2014 Sede da Ordem dos Farmacêuticos SEG. e

Leia mais

O PROCESSO MENTAL POR TRÁS DE UM BUSINESS PLAN

O PROCESSO MENTAL POR TRÁS DE UM BUSINESS PLAN O PROCESSO MENTAL POR TRÁS DE UM BUSINESS PLAN A Concepção de um Negócio O MODELO MENTAL Percepção de oportunidade de negócio e visão preliminar de como será o negócio A IDEIA E O CONCEITO ORIGINAL Qual

Leia mais

ASPECTOS PRINCIPAIS SOBRE

ASPECTOS PRINCIPAIS SOBRE ASPECTOS PRINCIPAIS SOBRE EMPREENDEDORISMO Empreendedorismo A Administração da revolução O empreendedorismo é uma revolução silenciosa, que será para o século 21 mais do que a revolução industrial foi

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: IDENTIFICANDO OPORTUNIDADES

EMPREENDEDORISMO: IDENTIFICANDO OPORTUNIDADES Sueli da Silva Cruz Graduanda em Administração de Negócios pela Faculdade Vale do Ipojuca (FAVIP). E-mail: sscruz18@hotmail. com. EMPREENDEDORISMO: IDENTIFICANDO OPORTUNIDADES R e s u m o Este artigo trata

Leia mais

DEFINIÇÕES E CARCTERISTICAS DO EMPREENDEDORISMO

DEFINIÇÕES E CARCTERISTICAS DO EMPREENDEDORISMO DEFINIÇÕES E CARCTERISTICAS DO EMPREENDEDORISMO CIRLANNE TONOLI ROSANY SCARPATI RIGUETTI ADMINISTRAÇÃO GERAL FACULDADE NOVO MILÊNIO RESUMO:O texto tem como objetivo apresentar algumas características sobre

Leia mais

(Re)Empreendedorismo

(Re)Empreendedorismo (Re)Empreendedorismo A escolha é nossa Empreendedorismo Processo de criar algo diferente e com valor, dedicando tempo e o esforço necessários, assumindo os riscos financeiros, psicológicos e sociais correspondentes

Leia mais

Empreendedorismo e comportamento empreendedor: como transformar gestores em profissionais empreendedores

Empreendedorismo e comportamento empreendedor: como transformar gestores em profissionais empreendedores Empreendedorismo e comportamento empreendedor: como transformar gestores em profissionais empreendedores Ana Maria Bueno (CEFETPR/PG) ana@pg.cefetpr.br Dr ª. Magda L.G. Leite (CEFETPR/PG) magda@pg.cefetpr.br

Leia mais

NASCER BEM 2/44. Foto: Stock.Schng

NASCER BEM 2/44. Foto: Stock.Schng 2/44 Foto: Stock.Schng NASCER BEM OBJETIVOS: Fase 1: * Fornecer informações e orientações para empreendedores que pretendem iniciar um negócio, sobretudo na elaboração do Plano de Negócio. 3/44 Foto: Stock.Schng

Leia mais

TÍTULO: ANÁLISE DA TRAJETÓRIA EMPREENDEDORA DE SILVIO SANTOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

TÍTULO: ANÁLISE DA TRAJETÓRIA EMPREENDEDORA DE SILVIO SANTOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: ANÁLISE DA TRAJETÓRIA EMPREENDEDORA DE SILVIO SANTOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo 1/44. Foto: Stock.Schng

EMPREENDEDORISMO. Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo 1/44. Foto: Stock.Schng EMPREENDEDORISMO Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo Foto: Stock.Schng 1/44 CONCEITO Empreendedorismo é o estudo voltado para o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à criação de

Leia mais

II UNIDADE : O ESPÍRITO EMPREENDEDOR

II UNIDADE : O ESPÍRITO EMPREENDEDOR 1. 1 CURSO: ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA: EMPREENDEDORISMO PROFESSOR (A): NAZARÉ FERRÃO ACADÊMICO (A):------------------------------------------------ TURMAS: 5- ADN-1 DATA: / / II UNIDADE : O ESPÍRITO EMPREENDEDOR

Leia mais

PARTE VI ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA. Prof. Glauber Santos glauber@justocantins.com.br www.justocantins.com.br

PARTE VI ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA. Prof. Glauber Santos glauber@justocantins.com.br www.justocantins.com.br PARTE VI ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA REFLEXÃO O que leva uma pessoa a ser empresário? A realidade de ser empresário. Nem tudo são flores, os espinhos sempre estão juntos... BRASIL Um país Empreendedor

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Maria Alice Wernesbach Nascimento Rosany Scarpati Riguetti Administração Geral Faculdade Novo Milênio

EMPREENDEDORISMO. Maria Alice Wernesbach Nascimento Rosany Scarpati Riguetti Administração Geral Faculdade Novo Milênio EMPREENDEDORISMO Maria Alice Wernesbach Nascimento Rosany Scarpati Riguetti Administração Geral Faculdade Novo Milênio RESUMO: O trabalho visa abordar o que vem a ser empreendedorismo e iconoclastas, bem

Leia mais

Você gostaria de atingir os objetivos que traçou para sua vida de maneira mais consistente e sustentável? Gostaria de melhorar o seu aproveitamento, trabalhar menos pressionado ou estressado, e ainda aumentar

Leia mais

Uma trufa e... 1000 lojas depois!

Uma trufa e... 1000 lojas depois! Uma trufa e... 1000 lojas depois! Autor: Alexandre Tadeu da Costa. Aluna: Lays Roberta Caçandro. Turma: 1º Ciências Contábeis. Venda Nova do Imigrante, Maio de 2012. Qual o principal assunto do livro.

Leia mais

Manifeste Seus Sonhos

Manifeste Seus Sonhos Manifeste Seus Sonhos Índice Introdução... 2 Isso Funciona?... 3 A Força do Pensamento Positivo... 4 A Lei da Atração... 7 Elimine a Negatividade... 11 Afirmações... 13 Manifeste Seus Sonhos Pág. 1 Introdução

Leia mais

O que é Empreendedorismo Fatos e Características

O que é Empreendedorismo Fatos e Características Administração Fatos e Características Empreendedorismo Prof. José Roberto Apresentação Prof. José Roberto Barbosa de Oliveira ( Jota Erre ) Formado em Administração Pós-Graduado em Finanças Mestrando em

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÂO TECNOLÓGICA DO ESPÍRITO SANTO EMPREENDEDORISMO

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÂO TECNOLÓGICA DO ESPÍRITO SANTO EMPREENDEDORISMO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÂO TECNOLÓGICA DO ESPÍRITO SANTO PROF. Edson Costa Aildefonso EMPREENDEDORISMO 1. O que significa o termo empreendedorismo? É uma livre tradução que se faz da palavra entrepreneurship.

Leia mais

Empreendedorismo: ideias de negócio e desenvolvimento local

Empreendedorismo: ideias de negócio e desenvolvimento local Empreendedorismo: ideias de negócio e desenvolvimento local Ivone Junges João Antolino Monteiro Thais Tonon Grupo de Pesquisas em Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas Definições dos Termos

Leia mais

Empreendedorismo COMPETÊNCIAS HABILIDADES

Empreendedorismo COMPETÊNCIAS HABILIDADES Empreendedorismo Curso de Moda e Estilismo Graduação em Administração de Empresas Especialização em Marketing Empreendedorismo COMPETÊNCIAS Conhecer o processo de empreender utilizando as estruturas, as

Leia mais

UM NOVO MODELO DE ADMINISTRAÇÃO: O EMPREENDEDOR CORPORATIVO 1

UM NOVO MODELO DE ADMINISTRAÇÃO: O EMPREENDEDOR CORPORATIVO 1 UM NOVO MODELO DE ADMINISTRAÇÃO: O EMPREENDEDOR CORPORATIVO 1 Daniela Pires Teixeira de Souza 2 Flávia Silveira Serralvo 3 RESUMO O empreendedorismo é considerado hoje um fenômeno global, dada a sua força

Leia mais

BEM-VINDA!! WWW.BOLSADEIDEASDENEGOCIO.COM

BEM-VINDA!! WWW.BOLSADEIDEASDENEGOCIO.COM BEM-VINDA!! Meu nome é Ives Lopes e eu sou a autora deste guia 22 ideias de negócios para começar já. Vê essa foto? Sou eu em minha Esmalteria, a Eva Nail Club. Foi um sucesso enquanto durou, mas infelizmente

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Moreira, Alessandro Messias. Empreendedorismo / Alessandro Messias Moreira. Varginha, 2015. 44 slides; il.

EMPREENDEDORISMO. Moreira, Alessandro Messias. Empreendedorismo / Alessandro Messias Moreira. Varginha, 2015. 44 slides; il. EMPREENDEDORISMO Moreira, Alessandro Messias. M835e Empreendedorismo / Alessandro Messias Moreira. Varginha, 2015. 44 slides; il. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader Modo de Acesso: World Wide Web

Leia mais

Empreendedorismo. O perfil empreendedor

Empreendedorismo. O perfil empreendedor Empreendedorismo O perfil empreendedor Empreendedorismo O perfil empreendedor O Empreendedor É uma pessoa capaz de transformar um sonho, um problema ou uma oportunidade de negócios em uma solução viável.

Leia mais

GUIA PRÁTICO PARA PROFESSORES

GUIA PRÁTICO PARA PROFESSORES GUIA PRÁTICO PARA PROFESSORES (Des)motivação na sala de aula! Sugestões práticas da: Nota introdutória Ser professor é ter o privilégio de deixar em cada aluno algo que este possa levar para a vida, seja

Leia mais

EMPREENDEDORISMO DANIELA FREIRE COUTINHO ROSANY SCARPATI RIGUETTI TECNOLÓGO EM GESTAO FINANCEIRA FACULDADE NOVO MILENIO

EMPREENDEDORISMO DANIELA FREIRE COUTINHO ROSANY SCARPATI RIGUETTI TECNOLÓGO EM GESTAO FINANCEIRA FACULDADE NOVO MILENIO EMPREENDEDORISMO DANIELA FREIRE COUTINHO ROSANY SCARPATI RIGUETTI TECNOLÓGO EM GESTAO FINANCEIRA FACULDADE NOVO MILENIO RESUMO: Este artigo contém citações de alguns dos mestres do empreendedorismo e também

Leia mais

Empreendedorismo. Curso de Formação Pós-Graduada. para a criação de empresas de sucesso. 2 ª Edição ( 51 Horas)

Empreendedorismo. Curso de Formação Pós-Graduada. para a criação de empresas de sucesso. 2 ª Edição ( 51 Horas) Curso de Formação Pós-Graduada factor-chave para a criação de empresas de sucesso Empreendedorismo 2 ª Edição ( 51 Horas) 10 out > 28 nov > 2013 Sede da Ordem dos Farmacêuticos TER. e QUI. das 19h30 às

Leia mais

PREPARANDO-SE PARA EMPREENDER

PREPARANDO-SE PARA EMPREENDER PREPARANDO-SE PARA EMPREENDER C. Bringhenti, M. Eng.* E. M. Lapolli, Dra.** G. M. S. Friedlaender, M. Eng* * Doutorandos do Curso de Pós Graduação em Engenharia de Produção. Universidade Federal de Santa

Leia mais

Faculdade Sagrada Família

Faculdade Sagrada Família Faculdade Sagrada Família DISCIPLINA: Gestão Escolar 4º período de Pedagogia Prof Ms. Marislei Zaremba Martins Texto: Equipe da Área de Educação Formal - Instituto Ayrton Senna A gestão da educação precisa

Leia mais

Empreendedorismo na prática

Empreendedorismo na prática Empreendedorismo na prática Autor: José Carlos Assis Dornelas Aluno: Douglas Gonzaga; Diana Lorenzoni; Paul Vogt; Rubens Andreoli; Silvia Ribeiro. Turma: 1º Administração Venda Nova do Imigrante, Maio

Leia mais

Análise Histórica. Análise Histórica

Análise Histórica. Análise Histórica Análise Histórica A palavra empreendedor (entrepreneur) tem origem francesa e quer dizer aquele que assume riscos e começa algo de novo. Século XVII: Os primeiros indícios de relação entre assumir riscos

Leia mais

A COMUNICAÇÃO ENTRE O ORIENTADOR DE MONOGRAFIAS E O ORIENTANDO DE PÓS-GRADUAÇÃO NOS AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM

A COMUNICAÇÃO ENTRE O ORIENTADOR DE MONOGRAFIAS E O ORIENTANDO DE PÓS-GRADUAÇÃO NOS AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM A COMUNICAÇÃO ENTRE O ORIENTADOR DE MONOGRAFIAS E O ORIENTANDO DE PÓS-GRADUAÇÃO NOS AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM Resumo ANDRADE, VALTER ZOTTO DE FAEL valterzotto@uol.com.br Eixo temático: Comunicação

Leia mais

O PERFIL DAS MULHERES EMPREENDEDORAS

O PERFIL DAS MULHERES EMPREENDEDORAS O PERFIL DAS MULHERES EMPREENDEDORAS EMPREENDEDORISMO NO BRASIL 1. Popularizou-se a partir da década de 1990. 2. Fortalecimento 2007 Lei Geral da Micro e Pequena Empresa 2008 Lei do Microempreendedor Individual

Leia mais

LEITURA E LITERATURA NA FORMAÇÃO DA CRIANÇA

LEITURA E LITERATURA NA FORMAÇÃO DA CRIANÇA LEITURA E LITERATURA NA FORMAÇÃO DA CRIANÇA Suellen Lopes 1 Graduação Universidade Estadual de Londrina su.ellen23@hotmail.com Rovilson José da Silva 2 Universidade Estadual de Londrina rovilson@uel.br

Leia mais

O PERFIL DO COLABORADOR PARTICIPATIVO TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

O PERFIL DO COLABORADOR PARTICIPATIVO TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS O PERFIL DO COLABORADOR PARTICIPATIVO RUBLINA PEREIRA DA ROCHA ROSANY SCARPATI RIGUETTI TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS FACULDADE NOVO MILÊNIO RESUMO: O texto apresenta uma questão que envolve

Leia mais

RELATÓRIO MESA DEVOLVER DESIGN (EXTENSÃO) Falta aplicação teórica (isso pode favorecer o aprendizado já que o aluno não tem a coisa pronta)

RELATÓRIO MESA DEVOLVER DESIGN (EXTENSÃO) Falta aplicação teórica (isso pode favorecer o aprendizado já que o aluno não tem a coisa pronta) 1ª RODADA RELAÇÃO PRÁTICA E TEORIA Pouca teoria, muitas oficinas Matérias não suprem as necessidades de um designer Falta aplicação teórica (isso pode favorecer o aprendizado já que o aluno não tem a coisa

Leia mais

Empreendedorismo. Prof. Lucas Pacheco lucapachecos@hotmail.com

Empreendedorismo. Prof. Lucas Pacheco lucapachecos@hotmail.com Empreendedorismo Prof. Lucas Pacheco lucapachecos@hotmail.com "Olhar é uma coisa, ver o que se olha é outra, entender o que se vê é uma outra, aprender o que você entende é uma coisa a mais, mas agir sobre

Leia mais

Gestão dos Pequenos Negócios

Gestão dos Pequenos Negócios Gestão dos Pequenos Negócios x Rangel Miranda Gerente Regional do Sebrae Porto Velho, RO, 20 de outubro de 2015 A Conjuntura Atual Queda na produção industrial Desemprego Alta dos juros Restrição ao crédito

Leia mais

Empreendedorismo. Tópico 4 Plano de Negócios: Visão Geral

Empreendedorismo. Tópico 4 Plano de Negócios: Visão Geral Empreendedorismo Tópico 4 Plano de Negócios: Visão Geral Conteúdo 1. Objetivos do Encontro... 3 2. Introdução... 3 3. Planejar. Por quê?... 3 4. O Plano é produto do empreendedor... 4 5. Estrutura do Plano

Leia mais

III ENCONTRO PROGRAMA DE BOLSA AUXÍLIO RESULTADO QUESTIONÁRIO BOLSISTAS

III ENCONTRO PROGRAMA DE BOLSA AUXÍLIO RESULTADO QUESTIONÁRIO BOLSISTAS III ENCONTRO PROGRAMA DE BOLSA AUXÍLIO 1. Há quanto tempo você participa do Programa de bolsa-auxílio do Instituto Girassol? Até 1 ano 3 De 1 a 2 anos 8 De 2 a 3 anos 3 De 2 a 3 anos 21% Até 1 ano 22%

Leia mais

O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS.

O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS. O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS. Fernando Toledo Ferraz - ferraz@cybernet.com.br Departamento de Engenharia de Produção Myriam Eugênia R.

Leia mais

Carla Priscila da Silva Senac Campinas

Carla Priscila da Silva Senac Campinas Carla Priscila da Silva Senac Campinas Atitude é um conceito da Psicologia Social que refere ao modo como as pessoas se colocam frente a um objeto. Guilford (1954) considera atitude como uma disposição

Leia mais

A MOTIVAÇÃO INFLUENCIA NO DESEMPENHO DAS PESSOAS NAS ORGANIZAÇÕES? INFLUENCE MOTIVATION PERFORMANCE OF PERSONS IN ORGANIZATIONS?

A MOTIVAÇÃO INFLUENCIA NO DESEMPENHO DAS PESSOAS NAS ORGANIZAÇÕES? INFLUENCE MOTIVATION PERFORMANCE OF PERSONS IN ORGANIZATIONS? A MOTIVAÇÃO INFLUENCIA NO DESEMPENHO DAS PESSOAS NAS ORGANIZAÇÕES? INFLUENCE MOTIVATION PERFORMANCE OF PERSONS IN ORGANIZATIONS? Ana Carolina Gimenes Figueiredo Graduanda em Administração - Universidade

Leia mais

O guia do profissional de Recursos Humanos. Como melhorar o desenvolvimento da equipe

O guia do profissional de Recursos Humanos. Como melhorar o desenvolvimento da equipe O guia do profissional de Recursos Humanos Como melhorar o desenvolvimento da equipe 1 Introdução 03 Conhecendo as dores do seu time 05 Investir nos colaboradores! 08 Estabelecendo metas 11 A meditação

Leia mais

EMPREENDEDORISMO DE. Professor Victor Sotero

EMPREENDEDORISMO DE. Professor Victor Sotero EMPREENDEDORISMO DE NEGÓCIOS COM INFORMÁTICA Professor Victor Sotero 1 EMPREENDEDOR POR NECESSIDADE Por falta de oportunidade de trabalho, cria seu próprio negócio; Trabalhador informal, não possui técnicas

Leia mais

21 sacadas para levar o seu negócio para o próximo nível

21 sacadas para levar o seu negócio para o próximo nível Para quem é este livro? Este livro é para todas aquelas pessoas que fazem o que amam em seu trabalho mas não estão tendo o retorno que gostariam. Este mini guia com 21 sacadas é um resumo dos atendimentos

Leia mais

Verificando a viabilidade do negócio

Verificando a viabilidade do negócio NEGÓCIO CERTO COMO CRIAR E ADMINISTRAR BEM SUA EMPRESA Verificando a viabilidade do negócio Manual Etapa 2/Parte 1 Bem-vindo! Olá, caro empreendedor! É um prazer ter você na Etapa 2 do Programa de Auto-Atendimento

Leia mais

APL (Avaliação de Potencial para Liderança)

APL (Avaliação de Potencial para Liderança) APL (Avaliação de Potencial para Liderança) Relatório para: Suzanne Example Data concluida: 14 de junho de 2012 14:41:14 2012 PsychTests AIM Inc. Índice analítico Índice analítico 1/13 Índice analítico

Leia mais

Como transformar a sua empresa numa organização que aprende

Como transformar a sua empresa numa organização que aprende Como transformar a sua empresa numa organização que aprende É muito interessante quando se fala hoje com profissionais de Recursos Humanos sobre organizações que aprendem. Todos querem trabalhar em organizações

Leia mais

SUMÁRIO O QUE É COACH? 2

SUMÁRIO O QUE É COACH? 2 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO...3 O COACHING...4 ORIGENS...5 DEFINIÇÕES DE COACHING...6 TERMOS ESPECÍFICOS E SUAS DEFINIÇÕES...7 O QUE FAZ UM COACH?...8 NICHOS DE ATUAÇÃO DO COACHING...9 OBJETIVOS DO COACHING...10

Leia mais

É POSSÍVEL EMPREENDER MEU SONHO? Vanessa Rosolino People Coaching & Desenvolvimento Organizacional

É POSSÍVEL EMPREENDER MEU SONHO? Vanessa Rosolino People Coaching & Desenvolvimento Organizacional É POSSÍVEL EMPREENDER MEU SONHO? Vanessa Rosolino People Coaching & Desenvolvimento Organizacional Empreendedores são aqueles que entendem que há uma pequena diferença entre obstáculos e oportunidades

Leia mais

Empreender. A chave para o sucesso profissional. José Dornelas. www.josedornelas.com. www.josedornelas.com

Empreender. A chave para o sucesso profissional. José Dornelas. www.josedornelas.com. www.josedornelas.com Empreender A chave para o sucesso profissional José Dornelas Empreendedorismo = Criar Empresa? SIM NÃO Por que empreendedorismo? Geração de emprego e renda Desenvolvimento econômico Desenvolvimento local

Leia mais

5 DICAS DE GESTÃO EM TEMPOS DE CRISE. Um guia prático com 5 dicas primordiais de como ser um bom gestor durante um período de crise.

5 DICAS DE GESTÃO EM TEMPOS DE CRISE. Um guia prático com 5 dicas primordiais de como ser um bom gestor durante um período de crise. 5 DICAS DE GESTÃO EM TEMPOS DE CRISE Um guia prático com 5 dicas primordiais de como ser um bom gestor durante um período de crise. INTRODUÇÃO Gerir uma empresa não é uma tarefa fácil, mas em tempos de

Leia mais

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores Sumário Liderança para potenciais e novos gestores conceito Conceito de Liderança Competências do Líder Estilos de Liderança Habilidades Básicas Equipe de alta performance Habilidade com Pessoas Autoestima

Leia mais

PERFIL DO CORRETOR DE IMÓVEIS:

PERFIL DO CORRETOR DE IMÓVEIS: PERFIL DO CORRETOR DE IMÓVEIS: O QUE É PRECISO PARA SER UM CORRETOR DE SUCESSO gerenciador e site imobiliário Introdução O perfil do corretor de imóveis de sucesso Aprimorando os pontos fracos Conclusão

Leia mais

EMPREENDEDORISMO GINA CELSO MONTEIRO RECEPUTE ROSANY SACARPATI RIGUETTI ADMINISTRAÇÃO GERAL FACULDADE NOVO MILÊNIO

EMPREENDEDORISMO GINA CELSO MONTEIRO RECEPUTE ROSANY SACARPATI RIGUETTI ADMINISTRAÇÃO GERAL FACULDADE NOVO MILÊNIO EMPREENDEDORISMO GINA CELSO MONTEIRO RECEPUTE ROSANY SACARPATI RIGUETTI ADMINISTRAÇÃO GERAL FACULDADE NOVO MILÊNIO RESUMO: Este artigo tem como objetivo abordar o tema empreendedorismo, suas características,

Leia mais

1 Apresentação. Liderança Autêntica: Inspirar, Mobilizar e Transformar. Essência. Powerpoint. Apresentação Powerpoint Imp. 24/0 leaderconsulting.

1 Apresentação. Liderança Autêntica: Inspirar, Mobilizar e Transformar. Essência. Powerpoint. Apresentação Powerpoint Imp. 24/0 leaderconsulting. 1 Apresentação Liderança Autêntica: Inspirar, Mobilizar e Transformar. Essência 2 Apresentação A Nova Organização FASES ASPECTOS ERA DA AGRICULTURA SOCIEDADE INDUSTRIAL SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO TECNOLOGIA

Leia mais

Empreendedorismo, transformando idéias em negócios. (pessoas e processos)

Empreendedorismo, transformando idéias em negócios. (pessoas e processos) Empreendedorismo, transformando idéias em negócios (pessoas e processos) Prof. José Carlos Alves Roberto, Msc. Mitos sobre o empreendedor Mito 1: Empreendedores são natos, nascem para o sucesso Realidade:

Leia mais

MULHER EMPREENDEDORA

MULHER EMPREENDEDORA MULHER EMPREENDEDORA Mara Angélica Schutze Voigt 1 Albertina de Souza Prust 2 Centro Universitário Leonardo da Vinci UNIASSELVI Curso Gestão Comercial (GCO 0070) Prática do Módulo II 13/05/2013 RESUMO

Leia mais

Evolução da Disciplina. Modelo de Gestão CONTEXTUALIZAÇÃO. As Funções Gerenciais e as Mudanças. As Funções Gerenciais

Evolução da Disciplina. Modelo de Gestão CONTEXTUALIZAÇÃO. As Funções Gerenciais e as Mudanças. As Funções Gerenciais Evolução da Disciplina Modelos de Gestão Aula 1: Principais Modelos das Teorias da Administração Aula 2: Origem, Evolução, Classificação e Tipologia das Organizações Aula 3: Termos comuns às Organizações;

Leia mais

Motivações e Competências Pessoais

Motivações e Competências Pessoais O PERFIL EMPREENDEDOR Motivações e Competências Pessoais A criação e a consolidação de empresas bem sucedidas num mercado competitivo depende de um conjunto de factores que não podem ser reduzidos à personalidade

Leia mais

Sumário. Introdução - O novo hábito... 1. Capítulo 1 - Pra que serve tudo isso?... 3. Sobre o vocabulário... 4. Benefícios... 7

Sumário. Introdução - O novo hábito... 1. Capítulo 1 - Pra que serve tudo isso?... 3. Sobre o vocabulário... 4. Benefícios... 7 Sumário Introdução - O novo hábito... 1 Capítulo 1 - Pra que serve tudo isso?... 3 Sobre o vocabulário... 4 Benefícios... 7 Perguntas Frequentes sobre o Orçamento Doméstico... 10 Capítulo 2 - Partindo

Leia mais

Empreender na Aposentadoria

Empreender na Aposentadoria Empreender na Aposentadoria A Terceira Idade Produtiva Profª Carla Rufo Instituto Federal de São Paulo campus São Carlos profcarla_r@hotmail.com Parece filme de terror... O Brasil possui atualmente 17,9

Leia mais

EMPREENDEDOR DE SUCESSO. Cassiano Bringhenti Gilda M. Friedlaender

EMPREENDEDOR DE SUCESSO. Cassiano Bringhenti Gilda M. Friedlaender EMPREENDEDOR DE SUCESSO Cassiano Bringhenti Gilda M. Friedlaender EMPREENDEDOR DE SUCESSO Histórico Definições Básicas Características Perfil Histórico O termo empreendedorismo teve sua origem na França

Leia mais

ENCONTRO DE INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO PROJETO DE ORGANIZAÇÃO

ENCONTRO DE INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO PROJETO DE ORGANIZAÇÃO ENCONTRO DE INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO PROJETO DE ORGANIZAÇÃO Tema Anual: Startups no Rio de Janeiro. Objetivos Gerais: O objetivo principal deste projeto é avaliar o conhecimento teórico adquirido durante

Leia mais

COMECE A TRABALHAR COM A INTERNET

COMECE A TRABALHAR COM A INTERNET COMECE A TRABALHAR COM A INTERNET Comece a trabalhar com a internet Trabalhar na internet se tornou um dos principais focos das pessoas nos dias atuais devido a possibilidade de operar em mercados distintos

Leia mais

Olhar ver entender aprender agir

Olhar ver entender aprender agir Empreendedorismo "Olhar é uma coisa, ver o que se olha é outra, entender o que se vê é uma outra, aprender o que você entende é uma coisa a mais, mas agir sobre o que você aprende, é tudo que realmente

Leia mais

Análise do Ensino do Empreendedorismo nos Cursos de Graduação em Administração em cinco Regiões do Estado do Rio de Janeiro

Análise do Ensino do Empreendedorismo nos Cursos de Graduação em Administração em cinco Regiões do Estado do Rio de Janeiro Análise do Ensino do Empreendedorismo nos Cursos de Graduação em Administração em cinco Regiões do Estado do Rio de Janeiro Tayná Bernardes Miguel¹, Rayanne Sartorio Stoduto Almeida¹, Julianne Alvim Milward-de-Azevedo

Leia mais

O que veremos. O que tudo mundo quer? Liderança para aumentar a renda! 08/12/2015

O que veremos. O que tudo mundo quer? Liderança para aumentar a renda! 08/12/2015 Liderança para aumentar a renda! Iniciaremos em breve! Quero você me acompanhando porque as informações de hoje são extremamente vitais para seu sucesso! O que veremos 1 -Aprenda o que a liderança pode

Leia mais

ANÁLISE DE VIABILIDADE PARA A ABERTURA DE UMA GELATERIA ITALIANA

ANÁLISE DE VIABILIDADE PARA A ABERTURA DE UMA GELATERIA ITALIANA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CEPEAD CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS ANDREA LEGITTIMO ANÁLISE DE VIABILIDADE PARA A ABERTURA DE UMA GELATERIA

Leia mais

Governança Corporativa ao Alcance de Todos

Governança Corporativa ao Alcance de Todos Autor: Charles Holland* Governança Corporativa ao Alcance de Todos Segundo o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa IBGC, governança corporativa são as práticas e os relacionamentos entre acionistas/quotistas,

Leia mais

QUE TIPO DE PESSOA QUERO EM MINHA EQUIPE? Crédito da Apresentação: Diretora Milene Nader

QUE TIPO DE PESSOA QUERO EM MINHA EQUIPE? Crédito da Apresentação: Diretora Milene Nader QUE TIPO DE PESSOA QUERO EM MINHA EQUIPE? Crédito da Apresentação: Diretora Milene Nader VOCÊ CONHECE ALGUÉM QUE: Quer ganhar dinheiro; Quer uma renda extra; Deseja conhecer pessoas e fazer novas amizades;

Leia mais

Empreendedorismo, Identidade e Educaçao SEBRAE, Sao Paulo, 11 de novembro de 2014

Empreendedorismo, Identidade e Educaçao SEBRAE, Sao Paulo, 11 de novembro de 2014 Empreendedorismo, Identidade e Educaçao SEBRAE, Sao Paulo, 11 de novembro de 2014 L. J. Filion Rogers - J. A. Bombardier Chair of Entrepreneurship HEC Montreal Parte 1 Uma breve introdução ao empreendedorismo

Leia mais

Guia do Facilitador. Aprendizagem Baseada em Projetos. http://www.intel.com/educacao. Série Elementos Intel Educar Aprendizagem Baseada em Projetos

Guia do Facilitador. Aprendizagem Baseada em Projetos. http://www.intel.com/educacao. Série Elementos Intel Educar Aprendizagem Baseada em Projetos Série Elementos Intel Educar Guia do Facilitador http://www.intel.com/educacao Copyright 2010 Intel Corporation. Página 1 de 19 Termos de Uso para o Guia do Facilitador da Série Elementos Intel Educar

Leia mais

jac.cruz@uol.com.br Profº José Alves da Cruz - 01

jac.cruz@uol.com.br Profº José Alves da Cruz - 01 Profº José Alves da Cruz - 01 GESTÃO EMPREENDEDORA José Alves da Cruz Tsunami Katrina Judeus x Judeus = Faixa de Gaza Vanderley Maratonista Cadê o emprego PT Torres Americanas Maluf na prisão China Médicos

Leia mais

Capítulo 15: TÉCNICAS PARA UMA ENTREVISTA DE TRABALHO

Capítulo 15: TÉCNICAS PARA UMA ENTREVISTA DE TRABALHO Capítulo 15: TÉCNICAS PARA UMA ENTREVISTA DE TRABALHO 15.1 Como se Preparar para as Entrevistas É absolutamente essencial treinar-se para as entrevistas. Se você não praticar, poderá cometer todos os tipos

Leia mais

OBJETIVO DESENVOLVER UM MELHOR CONHECIMENTO DE SI MESMO E

OBJETIVO DESENVOLVER UM MELHOR CONHECIMENTO DE SI MESMO E TRABALHO EM EQUIPE: SUPERANDO DESAFIOS OBJETIVO DESENVOLVER UM MELHOR CONHECIMENTO DE SI MESMO E DOS OUTROS. ANALISAR, ESTUDAR E DISCUTIR AS RELAÇÕES INTERPESSOAIS EXISTENTES NA EQUIPE DE TRABALHO, VISANDO

Leia mais

UNIDADE 3 Identificação de oportunidades

UNIDADE 3 Identificação de oportunidades UNIDADE 3 Identificação de oportunidades Provavelmente seja um dos maiores mitos sobre as novas idéias para negócios: a idéia deve ser única. Na realidade pouco importa se a idéia é única ou não, o que

Leia mais

Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report

Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report Avaliação de: Sr. José Exemplo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: 11/06/2014 Perfil Caliper Gerencial e Vendas

Leia mais

Marketing Pessoal. Prof. Me. Richard Allen de Alvarenga

Marketing Pessoal. Prof. Me. Richard Allen de Alvarenga Marketing Pessoal Prof. Me. Richard Allen de Alvarenga Estratégia de Marketing Pessoal De que forma se pode autopromover? O que é fundamental para alcançar os objetivos próprios? Qual a importância de

Leia mais

O GESTOR E A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO

O GESTOR E A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR GERÊNCIA DE FORMAÇÃO PERMANENTE O GESTOR E A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO Gestão de Pessoas Profa. Patrícia Vendramini Departamento de Administração

Leia mais

5 Passos para vender mais com o Instagram

5 Passos para vender mais com o Instagram 5 Passos para vender mais com o Instagram Guia para iniciantes melhorarem suas estratégias ÍNDICE 1. Introdução 2. O Comportamento das pessoas na internet 3. Passo 1: Tenha um objetivo 4. Passo 2: Defina

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. RESUMO: O presente artigo vem por meio de referenciais teóricos definir,

EMPREENDEDORISMO. RESUMO: O presente artigo vem por meio de referenciais teóricos definir, EMPREENDEDORISMO WESCLEY RANGEL ROSANY SCARPATI RIGUETTI ADMINISTRAÇÃO GERAL FACULDADE NOVO MILÊNIO RESUMO: O presente artigo vem por meio de referenciais teóricos definir, caracterizar e por meio de citações

Leia mais

Inteligência. Emocional

Inteligência. Emocional Inteligência Emocional Inteligência Emocional O que querem os empregadores?? Atualmente, as habilitações técnicas específicas são menos importantes do que a capacidade implícita de aprender no trabalho

Leia mais

UNIDADE I OS PRIMEIROS PASSOS PARA O SURGIMENTO DO PENSAMENTO FILOSÓFICO.

UNIDADE I OS PRIMEIROS PASSOS PARA O SURGIMENTO DO PENSAMENTO FILOSÓFICO. UNIDADE I OS PRIMEIROS PASSOS PARA O SURGIMENTO DO PENSAMENTO FILOSÓFICO. PARTE 1 O QUE É FILOSOFIA? não é possível aprender qualquer filosofia; só é possível aprender a filosofar. Kant Toda às vezes que

Leia mais

meses e de ganhos financeiros muito maiores do que quando se é empregado é um erro comum. Além disso, a idéia de não ter chefe é extremamente

meses e de ganhos financeiros muito maiores do que quando se é empregado é um erro comum. Além disso, a idéia de não ter chefe é extremamente DICAS PARA ABRIR UM ESCRITÓRIO CONTÁBIL Começar um empreendimento requer coragem. Estar preparado para esse momento é fundamental, pois não vale, em hipótese alguma, aplicar o seu dinheiro no desconhecido.

Leia mais

DICIONÁRIO DO EMPREENDEDOR. Tenha na ponta da língua os termos que não podem faltar no vocabulário de quem almeja alcançar o sucesso ESPECIAL

DICIONÁRIO DO EMPREENDEDOR. Tenha na ponta da língua os termos que não podem faltar no vocabulário de quem almeja alcançar o sucesso ESPECIAL DICIONÁRIO DO EMPREENDEDOR DICIONÁRIO DO EMPREENDEDOR Tenha na ponta da língua os termos que não podem faltar no vocabulário de quem almeja alcançar o sucesso 54 TEXTO MARIA BEATRIZ VACCARI ARTE IVAN VOLPE

Leia mais

Para demonstrar melhor essa relação dos descontroles, abaixo destacaremos os fatores importante de que trataremos nesta etapa de finanças pessoais:

Para demonstrar melhor essa relação dos descontroles, abaixo destacaremos os fatores importante de que trataremos nesta etapa de finanças pessoais: FINANÇAS PESSOAIS Finanças na corda bamba Muitas vezes o desequilíbrio financeiro não está ligado necessariamente a aspectos financeiro, mas sim a aspectos psicológicos, ou seja, você até elabora seus

Leia mais

ANEXO I-A FICHA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO GRUPO GERENCIAL ANO: 1. Identificação AVALIADO Nome: Matrícula: Cargo: AVALIADOR Nome: Matrícula: Cargo:

ANEXO I-A FICHA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO GRUPO GERENCIAL ANO: 1. Identificação AVALIADO Nome: Matrícula: Cargo: AVALIADOR Nome: Matrícula: Cargo: ANEXO I-A FICHA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO GRUPO GERENCIAL ANO: 1. Identificação AVALIADO Unidade de Lotação: Local de Trabalho: AVALIADOR 2. Realização da avaliação 3. Período da Avaliação Pela chefia imediata

Leia mais

Plano de Negócios (PN): uma visão geral. O que é e para que serve

Plano de Negócios (PN): uma visão geral. O que é e para que serve Plano de Negócios (PN): uma visão geral. O que é e para que serve 6 PLANO DE NEGÓCIOS (PN): UMA VISÃO GERAL. O QUE É E PARA QUE SERVE Objetivo específico - Ao concluir este módulo, você vai ser capaz de

Leia mais

Desejamos a você um completo sucesso, construindo sua verdadeira riqueza.

Desejamos a você um completo sucesso, construindo sua verdadeira riqueza. PROGRAMA MASTER 72h MASTER 72h Prezado Consultor, Nós da família Hinode preparamos esse material com muito carinho para você, pois temos um sonho de fazer desse mundo, um mundo melhor. Nosso objetivo é

Leia mais

ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE NEGÓCIOS PARA UMA EMPRESA DE TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS 1

ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE NEGÓCIOS PARA UMA EMPRESA DE TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS 1 ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE NEGÓCIOS PARA UMA EMPRESA DE TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS 1 Jéssica Schreiber Boniati 2, Eusélia Pavéglio Vieira 3. 1 Trabalho de conclusão de curso apresentado ao curso

Leia mais

O PAPEL EMPREENDEDOR NO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE * PALAVRAS-CHAVE: Sistema de Gestão da Qualidade. Representante da Diretoria. ISO 9001.

O PAPEL EMPREENDEDOR NO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE * PALAVRAS-CHAVE: Sistema de Gestão da Qualidade. Representante da Diretoria. ISO 9001. O PAPEL EMPREENDEDOR NO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE * Adalberto Luiz de Souza ** RESUMO: Este texto tem por finalidade descrever o papel do representante da direção, referente ao atendimento de requisito

Leia mais

PCC PROFESSIONAL COACH CERTIFICATION

PCC PROFESSIONAL COACH CERTIFICATION 1. Valores individuais 1. Dignidade 2. Respeito por si próprio 3. Respeito pela natureza e pelo meio ambiente 4. Respeito pelo próximo 5. Igualdade 6. Liberdade 7. Amor 8. Conexão com o próximo ou interdependência

Leia mais

Unidade: Comunicação e Liderança como Fator Motivacional. Unidade I:

Unidade: Comunicação e Liderança como Fator Motivacional. Unidade I: Unidade: Comunicação e Liderança como Fator Motivacional Unidade I: 0 Unidade: Comunicação e Liderança como Fator Motivacional http://pro.corbis.com/enlarge ment/enlargement.aspx?id=4 2-22634984&caller=search

Leia mais