Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 3 o ano Disciplina: Física Óptica Geométrica. Mecanismos do Eclipse

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 3 o ano Disciplina: Física Óptica Geométrica. Mecanismos do Eclipse"

Transcrição

1 Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 3 o ano Disciplina: Física Óptica Geométrica 01 - (PUC RJ) A uma certa hora da manhã, a inclinação dos raios solares é tal que um muro de 4,0 m de altura projeta, no chão horizontal, uma sombra de comprimento 6,0 m. Uma senhora de 1,6 m de altura, caminhando na direção do muro, é totalmente coberta pela sombra quando se encontra a quantos metros do muro? a) 2,0 b) 2,4 c) 1,5 d) 3,6 e) 1, (IFSP) Leia atentamente o texto a seguir. Mecanismos do Eclipse A condição para que ocorra um Eclipse é que haja um alinhamento total ou parcial entre Sol, Terra e Lua. A inclinação da órbita da Lua com relação ao equador da Terra provoca o fenômeno da Lua nascer em pontos diferentes no horizonte a cada dia. Se não houvesse essa inclinação, todos os meses teríamos um Eclipse da Lua (na Lua Cheia) e um Eclipse do Sol (na Lua Nova). (www.seara.ufc.br/astronomia/fenomenos/eclipses.htm Acesso em: ) Abaixo vemos a Lua representada, na figura, nas posições 1, 2, 3 e 4, correspondentes a instantes diferentes de um eclipse. 1

2 As figuras a seguir mostram como um observador, da Terra, pode ver a Lua. Numa noite de Lua Cheia, ele vê como na figura I. Assinale a alternativa em que haja correta correspondência entre a posição da Lua, a figura observada e o tipo de eclipse. a) b) c) d) e) Lua na posição Figura observada III II I IV V Tipo de eclipse Solar parcial Lunar parcial Solar total Lunar total Lunar parcial 03 - (UFRN) Numa projeção de filme, o projetor foi colocado a 12m de distância da tela. Isto fez com que aparecesse a imagem de um homem com 3m de altura. Numa sala menor, a projeção resultou na imagem de um homem com apenas 2m de altura. Nessa nova sala, a distância do projetor em relação à tela era de a) 18m. b) 8m. c) 36m. d) 9m (UFT TO) Após descobrir a distância da Terra à Lua, uma criança pergunta ao seu pai qual seria o tamanho da Lua. Para responder a pergunta, o pai pede ao filho que lhe empreste uma moeda de um Real, sabendo que o diâmetro da moeda é igual a 2,7cm. Fixando a moeda ao vidro de uma janela o pai pede ao filho que feche um dos olhos e ande para trás até ver a Lua ser ocultada pela moeda e, neste instante o avise para medir a distância dos olhos do filho ao centro da moeda. O pai informa ao filho que o resultado da medida é igual a 2,97m e pede ao filho que descubra o diâmetro da Lua. Considere a distância entre o olho da criança e o centro da lua igual a km. 2

3 O resultado CORRETO obtido pelo filho para o diâmetro da Lua é igual a: a) km b) km c) km d) km e) km 05 - (UNESP) Os gatos 1 e 2 encontram-se parados em um ambiente iluminado apenas por duas lâmpadas puntiformes penduradas no teto. O único obstáculo existente nesse ambiente é uma mesa opaca de tampo horizontal, apoiada no solo, também horizontal e opaco. Os gatos estão em um mesmo plano vertical (o plano da figura), que contém as lâmpadas e que passa pelo centro da mesa. Desconsiderando a reflexão da luz em qualquer superfície e efeitos de difração nas bordas da mesa, pode-se afirmar que os gatos 1 e 2 encontram-se, respectivamente, em regiões de a) sombra e de penumbra. b) sombra e de sombra. c) sombra e iluminada pelas duas lâmpadas. d) penumbra e iluminada pelas duas lâmpadas. e) penumbra e de penumbra (UNESP) Para que alguém, com o olho normal, possa distinguir um ponto separado de outro, é necessário que as imagens desses pontos, que são projetadas em sua retina, estejam separadas uma da outra a uma distância de 0,005 mm. Adotando-se um modelo muito simplificado do olho humano no qual ele possa ser considerado uma esfera cujo diâmetro médio é igual a 15 mm, a maior distância x, em metros, que dois pontos luminosos, distantes 1 mm um do outro, podem estar do observador, para que este os perceba separados, é a) 1. 3

4 b) 2. c) 3. d) 4. e) (PUCCAMP SP) Uma pessoa se coloca na frente de uma câmara escura, a 2 m do orifício dessa câmara e a sua imagem que se forma no fundo da mesma tem 6 cm de altura. Para que ela tenha 4 cm de altura, essa pessoa, em relação à câmara, deve a) afastar-se 1 m. b) afastar-se 2 m. c) afastar-se 3 m. d) aproximar-se 1 m. e) aproximar-se 2 m (UNIFOR CE) O esquema representa o alinhamento do Sol, d Terra e da Lua no momento de um eclipse. T E R R A L U A S O L A Neste instante, uma pessoa situada no ponto A observará um eclipse: a) parcial da Lua b) total da Lua c) anular do Sol d) parcial do Sol e) total do Sol 09 - (UNIFOR CE) Considere as afirmações acerca das cores dos objetos. I. A cor não é uma característica própria de um objeto, pois depende da luz que o ilumina. II. Um objeto branco sob luz solar é visto vermelho quando iluminado com luz vermelha. III. Um objeto que absorva as radiações luminosas recebidas torna-se preto. Dentre as afirmações, a) somente I é correta. b) somente I e II são corretas. c) somente I e III são corretas. d) somente II e III são corretas. e) I, II e III são corretas (UFF RJ) Para determinar a que altura H uma fonte de luz pontual está do chão, plano e horizontal, foi realizada a seguinte experiência. Colocou-se um lápis de 0,10 m, perpendicularmente sobre o 4

5 chão, em duas posições distintas: primeiro em P e depois em Q. A posição P está, exatamente, na vertical que passa pela fonte e, nesta posição, não há formação de sombra do lápis, conforme ilustra esquematicamente a figura. H P Q ' Na posição Q, a sombra do lápis tem comprimento 49 (quarenta e nove) vezes menor que a distância entre P e Q. A altura H é, aproximadamente, igual a: a) 0,49 m b) 1,0 m c) 1,5 m d) 3,0 m e) 5,0 m 11 - (UFMG) A figura mostra a bandeira do Brasil de forma esquemática. Sob luz branca, uma pessoa vê a bandeira do Brasil com a parte I branca, a parte II azul, a parte III amarela e a parte IV verde. Se a bandeira for iluminada por luz monocromática amarela, a mesma pessoa verá, provavelmente, a) a parte I amarela e a II preta. b) a parte I amarela e a II verde. c) a parte I branca e a II azul. d) a parte I branca e a II verde (UEFS BA) Uma bandeira do Brasil é colocada em um ambiente completamente escuro e iluminada com luz monocromática verde. Nessa situação, ela será vista, por uma pessoa de visão normal, nas cores: a) verde e amarela b) verde e branca c) verde e preta d) verde, preta e branca e) verde, a,amarela e branca 5

6 13 - (UFES) Um objeto amarelo, quando observado em uma sala iluminada com luz monocromática azul, será visto: a) amarelo b) azul c) preto d) violeta e) vermelho 14 - (FEI SP) Um dos métodos para medir o diâmetro do Sol consiste em determinar o diâmetro de sua imagem nítida, produzida sobre um anteparo, por um orifício pequeno feito em um cartão paralelo a este anteparo, conforme ilustra a figura. Em um experimento realizado por este método foram obtidos os seguintes dados: I. diâmetro da imagem = 9,0 mm II. distância do orifício até a imagem = 1,0m III. distância do Sol á Terra = 1, m Qual é, aproximadamente, o diâmetro do Sol medido por este método? S o l I m a g e m o r i f í c i o a) 1, m b) 1, m c) 2, m d) 1, m e) 1, m 15 - (UFAL) Na figura abaixo, F é uma fonte de luz extensa e A um anteparo opaco. Pode-se afirmar que I, II e III são, respectivamente, regiões de: F A a) sombra, sombra e penumbra. b) penumbra, sombra e sombra. c) sombra, penumbra e sombra. d) penumbra, sombra e penumbra. e) penumbra, penumbra e sombra. I I I I I I 6

7 16 - (PUC) Um pedaço de tecido vermelho, quando observado numa sala iluminada com luz azul, parece: a) preto b) branco c) vermelho d) azul e) amarelo 17 - (FCC) Uma sala é iluminada por uma única fonte de luz. A sombra de um objeto projetada na parede apresenta uma região de penumbra. Esta observação permite concluir que a fonte de luz: a) tem dimensões maiores que as do objeto; b) tem dimensões menores que as do objeto; c) não é elétrica; d) não é monocromática; e) não é pontual (FUVEST) Num dia sem nuvens, ao meio-dia, a sombra projetada no chão por ume esfera de 1,0cm de diâmetro é bem nítida se ela estiver a 10cm do chão. Entretanto, se a esfera estiver a 200cm do chão, sua sombra é muito pouco nítida. Pode-se afirmar que a causa principal do efeito observado é que: a) o Sol é uma fonte extensa de luz; b) o índice de refração do ar depende da temperatura; c) a luz é um fenômeno ondulatório; d) a luz do Sol contém diferentes cores; e) a difusão da luz no ar "borra" a sombra (FEI) Um dos métodos para medir o diâmetro do Sol consiste em determinar o diâmetro de sua imagem nítida, produzida sobre um anteparo, por um orifício pequeno feito em um cartão paralelo a este anteparo, conforme ilustra a figura. Em um experimento realizado por este método foram obtidos os seguintes dados: I. diâmetro da imagem = 9,0mm II. distância do orifício até a imagem = 1,0m III. distância do Sol à Terra = 1, m 7

8 Qual é, aproximadamente, o diâmetro do Sol medido por este método? a) 1, m b) 1, m c) 2, m d) 1, m e) 1, m 20 - Com relação aos "eclipses" está correta a afirmativa: I. São fenômenos celestes de desaparecimento total ou parcial de uma estrela, temporariamente, por interposição do Sol. II. Quando a Lua está alinhada entre o Sol e a Terra, dá-se eclipse do Sol, pois a sombra da Lua se projeta na Terra, ocorrendo a ocultação parcial, ou total, do Sol. III. O eclipse da Lua ocorre quando a Terra se interpõe entre o Sol e a Lua. Com esse alinhamento, a sombra da Terra se projeta na Lua, tornando-a invisível. Assinale o item cuja resposta esteja correta: a) Apenas a afirmativa I. b) Apenas a afirmativa II. c) Somente as afirmativas I e II. d) Somente as afirmativas II e III. e) Todas as afirmativas (FCC - LONDRINA) Num instante t 0, a Lua se interpõe entre a Terra e o Sol. Três observadores p, s e ise encontram na superfície da Terra, todos no hemisfério voltado para o Sol, respectivamente nas regiões de penumbra, de sombra e iluminada. Assim, no instante t 0 : a) s observa eclipse total, p observa eclipse parcial e i não percebe eclipse do Sol; b) p e s observam eclipse total do Sol, enquanto i não; c) p observa eclipse parcial do Sol, s observa eclipse total da Lua e i não percebe eclipse; d) todos percebem eclipse total do Sol; e) p observa eclipse parcial do Sol, s observa eclipse total do Sol e i observa eclipse parcial da Lua. 8

9 22 - (UNICAMP) O efeito das fases da Lua pode ser atribuído essencialmente à: a) Reflexão da luz do Sol na Lua. b) Refração da luz do Sol na Lua. c) Reflexão da luz do Sol na Terra. d) Refração da luz do Sol na Terra. e) Sombra da Terra sobre a Lua (UFPB) As folhas de uma árvore, quando iluminadas pela luz do Sol, mostram-se verdes porque: a) refletem difusamente a luz verde do espectro solar; b) absorvem somente a luz verde do espectro solar; c) refletem difusamente todas as cores do espectro solar, exceto o verde; d) difratam unicamente a luz verde do espectro solar; e) a visão humana é mais sensível a essa cor (UEFS) Uma bandeira do Brasil é colocada em um ambiente completamente escuro e iluminada com luz monocromática verde. Nessa situação, ela será vista, por uma pessoa de visão normal, nas cores: a) verde e amarela b) verde e branca c) verde e preta d) verde, preta e branca e) verde, amarela e branca (UFES) Um objeto amarelo, quando observado em uma sala iluminada com luz monocromática azul, será visto: a) amarelo b) azuls c) preto d) violeta e) vermelho 9

10 01 - A 02 - E 03 - A 04 - D 05 - D 06 - A 07 - A 08 - A 09 - C 10 - C GABARITO: 1) Gab: D 2) Gab: D 3) Gab: B 4) Gab: C 5) Gab: A 6) Gab: C 7) Gab: A 8) Gab: E 9) Gab: E 10) Gab: E 11) Gab: A 12) Gab: C 13) Gab: C 14) Gab: D 15) Gab: D 16) Gab: A 17) Gab: E 18) Gab: A 10

11 19) Gab: D 20) Gab: D 21) Gab: A 22) Gab: A 23) Gab: A 24) Gab: C 25) Gab: C 11

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física - Óptica geométrica. Mecanismos do Eclipse

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física - Óptica geométrica. Mecanismos do Eclipse Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física - Óptica geométrica 01 - (PUC RJ) A uma certa hora da manhã, a inclinação

Leia mais

Extensivo noite - Aulas 01 e 02

Extensivo noite - Aulas 01 e 02 1. (Unesp 2011) A figura 1 mostra um quadro de Georges Seurat, grande expressão do pontilhismo. De forma grosseira podemos dizer que a pintura consiste de uma enorme quantidade de pontos de cores puras,

Leia mais

Professora Florence. h =? 2m. 14m

Professora Florence. h =? 2m. 14m 1. Estabeleça a diferença entre os seguintes conceitos: a) Corpos luminosos e corpos iluminados. b) Meio transparente, meio translucido e meio opaco. c) Luz monocromática e luz policromática. 2. Determine

Leia mais

Óptica Básica. www.nsaulasparticulares.com.br Página 1 de 14

Óptica Básica. www.nsaulasparticulares.com.br Página 1 de 14 Óptica Básica 1. (Pucrj 2013) A uma certa hora da manhã, a inclinação dos raios solares é tal que um muro de 4,0 m de altura projeta, no chão horizontal, uma sombra de comprimento 6,0 m. Uma senhora de

Leia mais

3º Bimestre. Física II. Autor: Geraldo Velazquez

3º Bimestre. Física II. Autor: Geraldo Velazquez 3º Bimestre Autor: Geraldo Velazquez SUMÁRIO UNIDADE I Óptica Geométrica... 4 1 Natureza Da Luz... 4 2 Conceitos Preliminares... 5 2.1 Raios e Feixes... 5 2.2 Fontes De Luz... 6 2.3 MEIOS ÓPTICOS... 6

Leia mais

Física. Resolução das atividades complementares. F7 Introdução à Óptica geométrica

Física. Resolução das atividades complementares. F7 Introdução à Óptica geométrica Resolução das atividades complementares 3 Física F7 Introdução à Óptica geométrica p. 10 1 (FMTM-MG) O princípio da reversibilidade da luz fica bem exemplificado quando: a) holofotes iluminam os atores

Leia mais

Física B Extensivo V. 1

Física B Extensivo V. 1 Física B Extensivo V. 1 Exercícios 01) 38 01. Falsa. f Luz > f Rádio 02. Verdadeira. Todas as ondas eletromagnéticas são transversais. 04. Verdadeira. Do tipo secundária. 08. Falsa. Do tipo secundária.

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 2ª SÉRIE

LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 2ª SÉRIE LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES FÍSICA - A - 2012 ALUNO: TURMA: CARTEIRA: MATRÍCULA: DATA: / / Unidade 01 - Introdução à Óptica Geométrica Unidade 02 - Reflexão da Luz REFAZER OS EXERCÍCIOS DO LIVRO:

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS: CURSO: ALUNO:

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS: CURSO: ALUNO: INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS: CURSO: ALUNO: DISCIPLINA: FÍSICA II PROFESSOR: EDSON JOSÉ LENTES ESFÉRICAS 1. (FGV/2012) Uma estudante usou uma lupa para pesquisar a formação

Leia mais

Eclipse. (www.seara.ufc.br/astronomia/fenomenos/eclipses.htm. Acesso em: 03.10.2012.)

Eclipse. (www.seara.ufc.br/astronomia/fenomenos/eclipses.htm. Acesso em: 03.10.2012.) Eclipse 1. (G1 - ifsp 2013) Mecanismos do Eclipse A condição para que ocorra um Eclipse é que haja um alinhamento total ou parcial entre Sol, Terra e Lua. A inclinação da órbita da Lua com relação ao equador

Leia mais

ALUNO: Nº SÉRIE: DATA: / / PROF.: VICTOR GERMINIO EXERCÍCIOS DE REVISÃO II UNIDADE FÍSICA 3º ANO ENSINO MÉDIO

ALUNO: Nº SÉRIE: DATA: / / PROF.: VICTOR GERMINIO EXERCÍCIOS DE REVISÃO II UNIDADE FÍSICA 3º ANO ENSINO MÉDIO ALUNO: Nº SÉRIE: DATA: / / PROF.: VICTOR GERMINIO EXERCÍCIOS DE REVISÃO II UNIDADE FÍSICA 3º ANO ENSINO MÉDIO 1) Em uma atividade de um engenheiro civil, o mesmo precisa determinar a altura de um edifício.

Leia mais

Valores eternos. MATÉRIA PROFESSOR(A) ---- ----

Valores eternos. MATÉRIA PROFESSOR(A) ---- ---- Valores eternos. TD Recuperação ALUNO(A) MATÉRIA Física II PROFESSOR(A) Fernando ANO SEMESTRE DATA 2º 1º Julho/2013 TOTAL DE ESCORES ESCORES OBTIDOS ---- ---- 1. Considere a figura ao lado. Com base no

Leia mais

2. (UFAL) O esquema a seguir representa o eixo principal (r) de um espelho esférico, um objeto real O e sua imagem i conjugada pelo espelho.

2. (UFAL) O esquema a seguir representa o eixo principal (r) de um espelho esférico, um objeto real O e sua imagem i conjugada pelo espelho. 1. (UNESP) Isaac Newton foi o criador do telescópio refletor. O mais caro desses instrumentos até hoje fabricado pelo homem, o telescópio espacial Hubble (1,6 bilhão de dólares), colocado em órbita terrestre

Leia mais

Luz e Visão. Capítulo 8 8º ano - CSA

Luz e Visão. Capítulo 8 8º ano - CSA Luz e Visão Capítulo 8 8º ano - CSA 2014 Afinal, o que é luz? Luz é uma forma de transmissão de energia pelo espaço. Como a luz se propaga? Propagação da luz Corpos luminosos: emitem a própria luz. São

Leia mais

FÍSICA ÓPTICA GEOMÉTRICA FÍSICA 1

FÍSICA ÓPTICA GEOMÉTRICA FÍSICA 1 2014_Física_2 ano FÍSICA Prof. Bruno ÓPTICA GEOMÉTRICA FÍSICA 1 1. (Uftm 2012) Uma câmara escura de orifício reproduz uma imagem de 10 cm de altura de uma árvore observada. Se reduzirmos em 15 m a distância

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2015. ALUNO(a): LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA 4BI L1

GOIÂNIA, / / 2015. ALUNO(a): LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA 4BI L1 GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: Fabrízio Gentil Bueno DISCIPLINA: FÍSICA SÉRIE: 2 o ALUNO(a): NOTA: No Anhanguera você é + Enem LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA 4BI L1 01 - (UDESC) João e Maria estão a 3m de

Leia mais

MÓDULO DE RECUPERAÇÃO

MÓDULO DE RECUPERAÇÃO DISCIPLINA Física II 2º ANO ENSINO MÉDIO MÓDULO DE RECUPERAÇÃO ALUNO(A) Nº TURMA TURNO Manhã 1º SEMESTRE DATA / / 01- A figura representa um feixe de raios paralelos incidentes numa superfície S e os correspondentes

Leia mais

PROVA DE FÍSICA 1 o TRIMESTRE DE 2014

PROVA DE FÍSICA 1 o TRIMESTRE DE 2014 PROVA DE FÍSICA 1 o TRIMESTRE DE 2014 PROF. VIRGÍLIO NOME N o 1 a SÉRIE A compreensão do enunciado faz parte da questão. Não faça perguntas ao examinador. A prova deve ser feita com caneta azul ou preta.

Leia mais

O que é LUZ? SENAI - Laranjeiras. Espectro Eletromagnético. Fontes de luz 14/01/2013. Luminotécnica 40h

O que é LUZ? SENAI - Laranjeiras. Espectro Eletromagnético. Fontes de luz 14/01/2013. Luminotécnica 40h SENAI - Laranjeiras Luminotécnica 40h O que é LUZ? A luz, como conhecemos, faz parte de um comprimento de onda sensível ao olho humano, de uma radiação eletromagnética pulsante ou num sentido mais geral,

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 1ª SÉRIE

LISTA DE EXERCÍCIOS 1ª SÉRIE 1. (Uemg 2014) Em uma aula sobre Gravitação, o professor de Física resolveu escrever um poema e mostrá-lo a seus alunos: O Sol e a Lua num balé em torno da Terra. Ora a Lua está entre o Sol e a Terra.

Leia mais

Semelhança de Triângulos

Semelhança de Triângulos Semelhança de Triângulos 1. (Pucrj 2013) O retângulo DEFG está inscrito no triângulo isósceles ABC, como na figura abaixo: Assumindo DE = GF =12, EF = DG = 8 e AB =15, a altura do triângulo ABC é: a) 35

Leia mais

II- Quanto mais próximo está um objeto de um espelho plano, mais distante está sua imagem do espelho.

II- Quanto mais próximo está um objeto de um espelho plano, mais distante está sua imagem do espelho. Professor: DUDU (óptica geométrica e espelhos planos) 1ºLista de exercícios física 1-Considere a figura a seguir que representa uma caixa cúbica que tem, em uma de suas faces, um espelho plano com a face

Leia mais

Exercícios de Óptica Conceitos básicos

Exercícios de Óptica Conceitos básicos COLÉGIO TIRADENTES DA POLÍCIA MILITAR BARBACENA MG POLÍCIA MILITAR DE MINAS GERAIS Exercícios de Recuperação de Física 1ª prova DATA: SOESP: Profª. Eliane Ensino Médio Série 2º Turmas 201-202-203 1ª etapa

Leia mais

FÍSICA Questões de 1 a 20

FÍSICA Questões de 1 a 20 2ªSérieLISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA FÍSICA Questões de 1 a 20 1) (UFRN) Os carros modernos usam diferentes tipos de espelhos retrovisores, de modo que o motorista possa melhor observar os veículos que

Leia mais

INTRODUÇÃO À ÓPTICA GEOMÉTRICA 411EE

INTRODUÇÃO À ÓPTICA GEOMÉTRICA 411EE 1 T E O R I A 1. SOMBRA Define se sombra como uma região do espaço desprovida de luz. Uma sombra é produzida quando um objeto opaco impede que raios de luz provenientes de uma fonte luminosa iluminem uma

Leia mais

1 P r o j e t o F u t u r o M i l i t a r w w w. f u t u r o m i l i t a r. c o m. b r

1 P r o j e t o F u t u r o M i l i t a r w w w. f u t u r o m i l i t a r. c o m. b r Exercícios de Espelhos Planos 1-Um objeto amarelo, quando observado em uma sala iluminada com luz monocromática azul, será visto: a) amarelo. b) azul. c) preto. d) violeta. e) vermelho. 2-Ana Maria, modelo

Leia mais

3 - Um objeto de 1,8 m de altura foi colocado diante de uma câmara escura de orifício conforme o esquema a seguir.

3 - Um objeto de 1,8 m de altura foi colocado diante de uma câmara escura de orifício conforme o esquema a seguir. 1 - Num dia ensolarado, um aluno de 1,8 m mede a sua sombra, encontrando 1,2 m. Se, naquele mesmo instante, a sombra de outra pessoa ao lado dele é de 1,0m então podemos concluir que a altura dessa pessoa

Leia mais

EXERCÍCIOS 1ª SÉRIE ESPELHOS ESFÉRICOS

EXERCÍCIOS 1ª SÉRIE ESPELHOS ESFÉRICOS EXERCÍCIOS 1ª SÉRIE ESPELHOS ESFÉRICOS 1. (Uel 2011) Considere a figura a seguir. Com base no esquema da figura, assinale a alternativa que representa corretamente o gráfico da imagem do objeto AB, colocado

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 3 o ano Disciplina: Física - Óptica

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 3 o ano Disciplina: Física - Óptica Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 3 o ano Disciplina: Física - Óptica 01 - (PUC SP) Um objeto é inicialmente posicionado entre o foco

Leia mais

Refração da Luz Prismas

Refração da Luz Prismas Refração da Luz Prismas 1. (Fuvest 014) Um prisma triangular desvia um feixe de luz verde de um ângulo θ A, em relação à direção de incidência, como ilustra a figura A, abaixo. Se uma placa plana, do mesmo

Leia mais

LENTES ESFÉRICAS Fórmula de Gauss

LENTES ESFÉRICAS Fórmula de Gauss LENTES ESFÉRICAS Fórmula de Gauss. (Unicamp 203) Um objeto é disposto em frente a uma lente convergente, conforme a figura abaixo. Os focos principais da lente são indicados com a letra F. Pode-se afirmar

Leia mais

03.(UFMG) Observe a fi gura.

03.(UFMG) Observe a fi gura. 01.(FUVEST-SP) Adote: velocidade da luz = 3.10 8 m/s Um feixe de luz entra no interior de uma caixa retangular de altura L, espelhada internamente, através de uma abertura A. O feixe, após sofrer 5 refl

Leia mais

Física José Ranulfo (joranulfo@hotmail.com)

Física José Ranulfo (joranulfo@hotmail.com) 05. (UFPE 97/Fís. 3) Considere um raio de luz contido em um plano perpendicular aos dois espelhos planos, conforme a figura abaixo. O raio refletido formará o ângulo γ com o feixe incidente, cujo valor

Leia mais

ÓPTICA. Conceito. Divisões da Óptica. Óptica Física: estuda os fenômenos ópticos que exigem uma teoria sobre a natureza das ondas eletromagnéticas.

ÓPTICA. Conceito. Divisões da Óptica. Óptica Física: estuda os fenômenos ópticos que exigem uma teoria sobre a natureza das ondas eletromagnéticas. ÓPTICA Conceito A óptica é um ramo da Física que estuda os fenomenos relacionados a luz ou, mais amplamente, a radiação eletromagnética, visível ou não. A óptica explica os fenômenos de reflexão, refração

Leia mais

As divisões da óptica

As divisões da óptica ÓPTICA As divisões da óptica Óptica física : Estuda a natureza da luz. Óptica fisiológica: Estuda os mecanismos responsáveis pela visão. Óptica geométrica: Estuda os fenômenos relacionados à trajetória

Leia mais

Física Renato Av. Mensal 22/05/14 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO

Física Renato Av. Mensal 22/05/14 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 9º Física Renato Av. Mensal 22/05/14 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta prova contém

Leia mais

Esta figura ilustra o fenômeno óptico da

Esta figura ilustra o fenômeno óptico da 1. UFAL 93) Uma sala é iluminada por uma única fonte de luz. A sombra de um objeto projetada na parede apresenta uma região de penumbra. Esta observação permite concluir que a fonte de luz: a) não é puntual.

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 1º ANO ACADÊMICO PROF. FELIPE KELLER TURMAS: 1C01 a 1C10 Lista para a prova da 1UL

LISTA DE EXERCÍCIOS 1º ANO ACADÊMICO PROF. FELIPE KELLER TURMAS: 1C01 a 1C10 Lista para a prova da 1UL LISTA DE EXERCÍCIOS 1º ANO ACADÊMICO PROF. FELIPE KELLER TURMAS: 1C01 a 1C10 Lista para a prova da 1UL 1 (Unirio) Durante a final da Copa do Mundo, um cinegrafista, desejando alguns efeitos especiais,

Leia mais

MÓDULO 9. A luz branca, que é a luz emitida pelo Sol, pode ser decomposta em sete cores principais:

MÓDULO 9. A luz branca, que é a luz emitida pelo Sol, pode ser decomposta em sete cores principais: A COR DE UM CORPO MÓDULO 9 A luz branca, que é a luz emitida pelo Sol, pode ser decomposta em sete cores principais: luz branca vermelho alaranjado amarelo verde azul anil violeta A cor que um corpo iluminado

Leia mais

introdução à Óptica Geométrica

introdução à Óptica Geométrica PARTE II Unidade E capítulo 10 introdução à Óptica Geométrica seções: 101 Conceitos fundamentais 102 Princípios da Óptica Geométrica antes de estudar o capítulo Veja nesta tabela os temas principais do

Leia mais

Física 3 Professor: Rodolfo DATA: / /

Física 3 Professor: Rodolfo DATA: / / Física 3 Professor: Rodolfo DATA: / / 1. A condição para que ocorra um Eclipse é que haja um alinhamento total ou parcial entre Sol, Terra e Lua. A inclinação da órbita da Lua com relação ao equador da

Leia mais

Anglo/Itapira-Moji 1º Colegial Física 1

Anglo/Itapira-Moji 1º Colegial Física 1 Anglo/Itapira-Moji 1º Colegial Física 1 d) Determine a massa de 6 cm de álcool. SETOR A: Aulas 1 a 8: Capítulo 1 Eercícios: 1 a 12. Capítulo 2 Eercícios: 1 a 2. SETOR B: Aulas 1 a 8: Capítulo 11 Eercícios

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web 1. (Unesp 2014) Uma pessoa está parada numa calçada plana e horizontal diante de um espelho plano vertical E pendurado na fachada de uma loja. A figura representa a visão de cima da região. Olhando para

Leia mais

CONCEITOS GERAIS 01. LUZ. c = km/s. c = velocidade da luz no vácuo. Onda eletromagnética. Energia radiante

CONCEITOS GERAIS 01. LUZ. c = km/s. c = velocidade da luz no vácuo. Onda eletromagnética. Energia radiante CONCEITOS GERAIS 01. LUZ Onda eletromagnética Energia radiante c = 300.000 km/s c = velocidade da luz no vácuo (01) Um raio laser e um raio de luz possuem, no vácuo, a mesma velocidade OBSERVAÇÕES Todas

Leia mais

Física Legal.NET - O seu site de Física na Internet

Física Legal.NET - O seu site de Física na Internet 11. (Fei 97) A luz solar se propaga e atravessa um meio translúcido. Qual das alternativas a seguir representa o que acontece com a propagação dos raios de luz? 12. (Fuvest 93) A luz solar penetra numa

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Disciplina: Física - Vetores

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Disciplina: Física - Vetores Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Disciplina: Física - Vetores 01 - (FGV) Um avião decola de um aeroporto e voa 100 km durante

Leia mais

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DISCIPLINA: FÍSICA SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO

Leia mais

LENTES ESFÉRICAS (LEI DE GAUSS)

LENTES ESFÉRICAS (LEI DE GAUSS) LENTES ESFÉRICAS (LEI DE GAUSS) 1. Um objeto real é colocado perpendicularmente ao eixo principal de uma lente convergente, de distância focal f. Se o objeto está a uma distância 3 f da lente, a distância

Leia mais

Física. Óptica Geométrica parte 2. Prof. César Bastos. Óptica Geométrica prof. César Bastos 1

Física. Óptica Geométrica parte 2. Prof. César Bastos. Óptica Geométrica prof. César Bastos 1 Física Óptica Geométrica parte 2 Prof. César Bastos Óptica Geométrica prof. César Bastos 1 Óptica Geométrica Reflexão em superfícies curvas Antes de estudar a formação de imagens em espelhos esféricos

Leia mais

Nascemos a ver ou aprendemos a ver?

Nascemos a ver ou aprendemos a ver? Nascemos a ver ou aprendemos a ver? A visão é uma função essencialmente aprendida pelos organismos superiores. Podemos dizer que o processo de visão compreende a sensação e a percepção. A sensação consiste

Leia mais

Ciências E Programa de Saúde

Ciências E Programa de Saúde Governo do Estado de São Paulo Secretaria de Estado da Educação Ciências E Programa de Saúde 19 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE SP Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de

Leia mais

DEFIJI Semestre2014-1 10:07:19 1 INTRODUÇÃO

DEFIJI Semestre2014-1 10:07:19 1 INTRODUÇÃO 1 DEFIJI Semestre2014-1 Ótica Lentes Esféricos Prof. Robinson 10:07:19 1 O ÍNDICE DE REFRAÇÃO INTRODUÇÃO Quando a luz passa de um meio para outro, sua velocidade aumenta ou diminui devido as diferenças

Leia mais

1- Fonte Primária 2- Fonte Secundária. 3- Fonte Puntiforme 4- Fonte Extensa

1- Fonte Primária 2- Fonte Secundária. 3- Fonte Puntiforme 4- Fonte Extensa Setor 3210 ÓPTICA GEOMÉTRICA Prof. Calil A Óptica estuda a energia denominada luz. 1- Quando nos preocupamos em estudar os defeitos da visão e como curá-los, estamos estudando a Óptica Fisiológica. Estudar

Leia mais

Título: Professor: Turma: 2ª Lista de Física II Tadeu 2ª Ano. Questão 1. Questão 4

Título: Professor: Turma: 2ª Lista de Física II Tadeu 2ª Ano. Questão 1. Questão 4 Título: Professor: Turma: 2ª Lista de Física II Tadeu 2ª Ano Questão 1 Um raio luminoso emitido por um laser de um ponto F incide em um ponto I de um espelho plano. O ponto F está a uma distância b do

Leia mais

FOTO = luz GRAFIA = escrever

FOTO = luz GRAFIA = escrever Iluminação FOTO = luz GRAFIA = escrever Joseph Nicéphore Niépce - 1826 Por definição, fotografia é, essencialmente, a técnica de criação de imagens por meio de exposição luminosa, fixando esta em uma superfície

Leia mais

Curso Wellington - Física Óptica Espelhos Planos Prof Hilton Franco

Curso Wellington - Física Óptica Espelhos Planos Prof Hilton Franco 1. Considere um objeto luminoso pontual, fixo no ponto P, inicialmente alinhado com o centro de um espelho plano E. O espelho gira, da posição E 1 para a posição E 2, em torno da aresta cujo eixo passa

Leia mais

Lista de Exercícios de Física II Refração Prof: Tadeu Turma: 2 Ano do Ensino Médio Data: 03/08/2009

Lista de Exercícios de Física II Refração Prof: Tadeu Turma: 2 Ano do Ensino Médio Data: 03/08/2009 Lista de Exercícios de Física II Refração Prof: Tadeu Turma: 2 Ano do Ensino Médio Data: 03/08/2009 1. Na figura a seguir, está esquematizado um aparato experimental que é utilizado para estudar o aumento

Leia mais

Lista de Revisão Óptica na UECE e na Unifor Professor Vasco Vasconcelos

Lista de Revisão Óptica na UECE e na Unifor Professor Vasco Vasconcelos Lista de Revisão Óptica na UECE e na Unifor Professor Vasco Vasconcelos 0. (Unifor-998. CE) Um objeto luminoso está inicialmente parado a uma distância d de um espelho plano fixo. O objeto inicia um movimento

Leia mais

a) 0,49 m b) 1,0 m c) 1,5 m d) 3,0 m e) 5,0 m

a) 0,49 m b) 1,0 m c) 1,5 m d) 3,0 m e) 5,0 m 1) (UFRJ) No dia 3 de novembro de 1994 ocorreu o último eclipse total do Sol deste milênio. No Brasil, o fenômeno foi mais bem observado na Região Sul. A figura mostra a Terra, a Lua e o Sol alinhados

Leia mais

SETOR A. d) azul, preta, verde e azul. e) preta, preta, preta e preta.

SETOR A. d) azul, preta, verde e azul. e) preta, preta, preta e preta. ALUNO(a): Nº: SÉRIE: 2ª TURMA: UNIDADE: VV JC JP PC DATA: / /2015 Obs.: Esta lista deve ser entregue apenas ao professor no dia da aula de Recuperação Valor: 20,0 SETOR A 1. (G1 - ifce 2012) Uma bandeira

Leia mais

Lista 2 Espelhos Planos Construções Extensivo Noite

Lista 2 Espelhos Planos Construções Extensivo Noite 1. (Fuvest 2007) A janela de uma casa age como se fosse um espelho e reflete a luz do Sol nela incidente, atingindo, às vezes, a casa vizinha. Para a hora do dia em que a luz do Sol incide na direção indicada

Leia mais

a) Calcule a que distância desse espelho retrovisor estará a imagem do carro que vem atrás.

a) Calcule a que distância desse espelho retrovisor estará a imagem do carro que vem atrás. 1. (Ufrj 99) Um espelho côncavo de 50cm de raio e um pequeno espelho plano estão frente a frente. O espelho plano está disposto perpendicularmente ao eixo principal do côncavo. Raios luminosos paralelos

Leia mais

Interbits SuperPro Web Física XIII Paulo Bahiense, Naldo, Wilson e Ausgusto

Interbits SuperPro Web Física XIII Paulo Bahiense, Naldo, Wilson e Ausgusto 1. (Unesp 015) Em um experimento de eletrostática, um estudante dispunha de três esferas metálicas idênticas, A, B e C, eletrizadas, no ar, com cargas elétricas 5Q, 3Q e Q, respectivamente. Utilizando

Leia mais

Campo Magnético gerado por um condutor (fio) reto

Campo Magnético gerado por um condutor (fio) reto Campo Magnético gerado por um condutor (fio) reto 1. (Unesp 2015) Dois fios longos e retilíneos, 1 e 2, são dispostos no vácuo, fixos e paralelos um ao outro, em uma direção perpendicular ao plano da folha.

Leia mais

Espelhos Planos. Parte I. www.soexatas.com Página 1. = 3 m e entre os espelhos fixo e giratório é D = 2,0 m.

Espelhos Planos. Parte I. www.soexatas.com Página 1. = 3 m e entre os espelhos fixo e giratório é D = 2,0 m. Parte I Espelhos Planos 1. (Unesp 2014) Uma pessoa está parada numa calçada plana e horizontal diante de um espelho plano vertical E pendurado na fachada de uma loja. A figura representa a visão de cima

Leia mais

ÓPTICA GEOMÉTRICA PREGOLINI

ÓPTICA GEOMÉTRICA PREGOLINI ÓPTICA GEOMÉTRICA PREGOLINI ÓPTICA GEOMÉTRICA É a parte da Física que estuda os fenômenos relacionados com a luz e sua interação com meios materiais quando as dimensões destes meios é muito maior que o

Leia mais

05) (MACK) 12) (FUVEST)

05) (MACK) 12) (FUVEST) LISTA DE EXERCÍCIOS 01 Goiânia, 03 de Fevereiro de 2015 Série: 3º ano e Curso Turma: Aluno(a): Disciplina: Física Professor: Caçu e-mail: manoel.fisica@gmail.com 01) (FGV) O professor pede aos grupos de

Leia mais

RADIAÇÃO ELETROMAGNÉTICA. Daniel C. Zanotta 23/03/2015

RADIAÇÃO ELETROMAGNÉTICA. Daniel C. Zanotta 23/03/2015 RADIAÇÃO ELETROMAGNÉTICA Daniel C. Zanotta 23/03/2015 O QUE É A REM? A radiação eletromagnética é uma oscilação, em fase, dos campos elétricos e magnéticos. As oscilações dos campos magnéticos e elétricos

Leia mais

o oxigênio comporta-se B como um gás ideal de massa molar M = 32 g, calcule a temperatura T do sistema.

o oxigênio comporta-se B como um gás ideal de massa molar M = 32 g, calcule a temperatura T do sistema. Lista de Exercícios de Recuperação do 3 Bimestre Instruções gerais: Resolver os exercícios à caneta e em folha de papel almaço ou monobloco (folha de fichário). Copiar os enunciados das questões. Entregar

Leia mais

FÍSICA LISTA 3 LENTES E ÓPTICA DA VISÃO LENTES

FÍSICA LISTA 3 LENTES E ÓPTICA DA VISÃO LENTES FÍSICA Prof. Bruno Roberto LISTA 3 LENTES E ÓPTICA DA VISÃO LENTES 1. (Unicamp 2013) Um objeto é disposto em frente a uma lente convergente, conforme a figura abaixo. Os focos principais da lente são indicados

Leia mais

Nosso objetivo será mostrar como obter informações qualitativas sobre a refração da luz em um sistema óptico cilíndrico.

Nosso objetivo será mostrar como obter informações qualitativas sobre a refração da luz em um sistema óptico cilíndrico. Introdução Nosso objetivo será mostrar como obter informações qualitativas sobre a refração da luz em um sistema óptico cilíndrico. A confecção do experimento permitirá também a observação da dispersão

Leia mais

Sala de Estudos FÍSICA - Lucas 1 trimestre Ensino Médio 1º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº

Sala de Estudos FÍSICA - Lucas 1 trimestre Ensino Médio 1º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos FÍSICA - Lucas 1 trimestre Ensino Médio 1º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos: Fenômenos Ópticos e Espelhos Planos 1. (Pucrj 2013) A uma certa hora da manhã, a inclinação dos

Leia mais

LISTA EXTRA ESPELHOS PLANOS 1ª SÉRIE

LISTA EXTRA ESPELHOS PLANOS 1ª SÉRIE 1. (Udesc 2014) Recentemente, um grupo de astrônomos brasileiros da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) em parceria com o Observatório Europeu do Sul

Leia mais

Amarelo. 2b) (0,5 ponto) Pinte (de qualquer cor) a figura abaixo que melhor representa a forma da Terra.

Amarelo. 2b) (0,5 ponto) Pinte (de qualquer cor) a figura abaixo que melhor representa a forma da Terra. Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) - Agência Espacial Brasileira (AEB) VIII Olimpíada Brasileira de Astronomia e de Astronáutica - 2005 Gabarito da Prova do nível 2 (para alunos da 3ª à 4ª série) Questão

Leia mais

Espelhos Esféricos Gauss 2013

Espelhos Esféricos Gauss 2013 Espelhos Esféricos Gauss 2013 1. (Unesp 2012) Observe o adesivo plástico apresentado no espelho côncavo de raio de curvatura igual a 1,0 m, na figura 1. Essa informação indica que o espelho produz imagens

Leia mais

Física: Óptica. c) preto. d) violeta. e) vermelho. Resp.: c. Questões de treinamento para a banca Cesgranrio elaborada pelo prof.

Física: Óptica. c) preto. d) violeta. e) vermelho. Resp.: c. Questões de treinamento para a banca Cesgranrio elaborada pelo prof. Física: Óptica Questões de treinamento para a banca Cesgranrio elaborada pelo prof. Alex Regis Questão 01 Com relação às afirmações: I. A luz amarelada e a luz verde têm a mesma freqüência. II. No interior

Leia mais

As Fases da Lua iluminado pela luz do Sol A fase da lua representa o quanto dessa face iluminada pelo Sol está voltada também para a Terra

As Fases da Lua iluminado pela luz do Sol A fase da lua representa o quanto dessa face iluminada pelo Sol está voltada também para a Terra As Fases da Lua À medida que a Lua viaja ao redor da Terra ao longo do mês, ela passa por um ciclo de fases, durante o qual sua forma parece variar gradualmente. O ciclo completo dura aproximadamente 29,5

Leia mais

a) côncavo. b) convexo. c) plano. d) anatômico. e) epidérmico.

a) côncavo. b) convexo. c) plano. d) anatômico. e) epidérmico. ESPELHOS ESFÉRICOS 1. (Unioeste - ADAPTADO) Sob influência de seu pai Armando se tornou um ótimo fabricante de espelhos esféricos. A figura abaixo representa um espelho esférico côncavo montado por Arnaldo

Leia mais

Como Vemos as Coisas? Uma proposta para o ensino de Óptica e Visão no Ensino Fundamental

Como Vemos as Coisas? Uma proposta para o ensino de Óptica e Visão no Ensino Fundamental Como Vemos as Coisas? Uma proposta para o ensino de Óptica e Visão no Ensino Fundamental Valéria Rangel Soares Uma pergunta antiga que desde a Antiguidade despertou a curiosidade do homem. Como Vemos as

Leia mais

Apostila 2 Capítulo 8. Página 305. Reflexões. Gnomo

Apostila 2 Capítulo 8. Página 305. Reflexões. Gnomo Apostila 2 Capítulo 8 Página 305 Reflexões Fenômenos Ópticos Reflexão Refração Absorção Tipos de Reflexão Reflexão Especular Reflexão Difusa Na reflexão especular os raios de luz que entram paralelos são

Leia mais

Teste de Avaliação 3 B - 08/02/2013

Teste de Avaliação 3 B - 08/02/2013 E s c o l a S e c u n d á r i a d e A l c á c e r d o S a l Ano letivo 2012/2013 Ciências Físico-químicas 8º an o Teste de Avaliação 3 B - 08/02/2013 Nome Nº Turma 1. A figura mostra um feixe de luz muito

Leia mais

Introdução à Óptica Luz

Introdução à Óptica Luz Introdução à Óptica Luz A luz é uma forma de energia que se propaga nos meios materiais e também no vácuo. A luz emitida pelo Sol estrela mais próxima da Terra chega a nós em 8 minutos e 20 segundos, percorrendo

Leia mais

Roteiro de estudo Recuperação Final. Física. Professor Geraldo Barbosa

Roteiro de estudo Recuperação Final. Física. Professor Geraldo Barbosa Roteiro de estudo Recuperação Final Física Professor Geraldo Barbosa 1 Ano Assuntos: 1. Espelho Plano Lista 01 2. Espelho esférico Lista 02 3. Leis da refração Lista 03 4. Reflexão e refração Lista 04

Leia mais

Como n lente = n meioa, não há refração. Ou seja, o sistema óptico não funciona como lente.

Como n lente = n meioa, não há refração. Ou seja, o sistema óptico não funciona como lente. 01 Como n lente = n meioa, não há refração. Ou seja, o sistema óptico não funciona como lente. Como n lente < n meiob, a lente de bordas finas opera como lente divergente. Resposta: A 1 02 A gota de água

Leia mais

No manual da webcam, ele descobriu que seu sensor de imagem tem dimensão total útil de 2

No manual da webcam, ele descobriu que seu sensor de imagem tem dimensão total útil de 2 1. (Ufsc 2015) Fotografar é uma arte que se popularizou com os celulares e se intensificou com as redes sociais, pois todos querem postar, publicar os seus registros, suas selfies. Talvez alguns celulares

Leia mais

ÓPTICA GEOMÉTRICA 9º ANO E.F. Professor Gustavo H.

ÓPTICA GEOMÉTRICA 9º ANO E.F. Professor Gustavo H. ÓPTICA GEOMÉTRICA 9º ANO E.F. Professor Gustavo H. ÓPTICA GEOMÉTRICA (Conceitos básicos) FONTE DE LUZ PRIMÁRIA OU CORPO LUMINOSO Emite luz própria. Exemplos: estrelas, Sol, lâmpada acesa. FONTE

Leia mais

Exercícios de Óptica

Exercícios de Óptica Exercícios de Óptica PROFESSOR WALESCKO 22 de dezembro de 2005 Sumário 1 Exercícios 1 2 UFRGS 11 3 Gabarito 24 1 Exercícios 1. A figura abaixo representa um raio de luz que incide no espelho plano E e

Leia mais

Série 3ª SÉRIE ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO 3º BIMESTRE / 2013

Série 3ª SÉRIE ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO 3º BIMESTRE / 2013 Disciplina FÍSICA Curso ENSINO MÉDIO Professor ANDRÉ ITO Série 3ª SÉRIE ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO 3º BIMESTRE / 2013 Aluno (a): Número: 1 - Conteúdo: Espelhos esféricos e lentes; 2 -

Leia mais

Construção Geométrica com Espelhos Esféricos

Construção Geométrica com Espelhos Esféricos Construção Geométrica com Espelhos Esféricos 1. (Ufsm 2012) A figura de Escher, Mão com uma esfera espelhada, apresentada a seguir, foi usada para revisar propriedades dos espelhos esféricos. Então, preencha

Leia mais

Galileu e as primeiras descobertas com um telescópio. Guião para Stellarium

Galileu e as primeiras descobertas com um telescópio. Guião para Stellarium Galileu e as primeiras descobertas com um telescópio Guião para Stellarium Carlos Brás 14-11-2011 Galileu e as primeiras descobertas com um telescópio Esta é uma actividade com recurso ao Stellarium. Deve

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA DO 9º ANO

LISTA DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA DO 9º ANO COLÉGIO FRANCO-BRASILEIRO NOME: N : TURMA: PROFESSOR(A): ANO: 9º DATA: / / 2014 LISTA DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA DO 9º ANO 1. Em uma aula sobre Gravitação, o professor de Física resolveu escrever um poema

Leia mais

ÓPTICA GEOMÉTRICA MENU DE NAVEGAÇÃO LENTES ESFÉRICAS. LENTES CONVERGENTES Elementos

ÓPTICA GEOMÉTRICA MENU DE NAVEGAÇÃO LENTES ESFÉRICAS. LENTES CONVERGENTES Elementos LENTES ESFÉRICAS ÓPTICA GEOMÉTRICA MENU DE NAVEGAÇÃO Clique em um item abaixo para iniciar a apresentação LENTES CONVERGENTES Elementos Propriedades Construção Geométrica de Imagens LENTES DIVERGENTES

Leia mais

Colégio Paula Frassinetti Atividade de Física 3º ano do Ensino Médio - / /2012 Prof. Luciano Soares Pedroso

Colégio Paula Frassinetti Atividade de Física 3º ano do Ensino Médio - / /2012 Prof. Luciano Soares Pedroso 1. (Ufrj) Uma criança segura uma bandeira do Brasil como ilustrado na figura 1. A criança está diante de dois espelhos planos verticais A e B que fazem entre si um ângulo de 60. A figura 2 indica seis

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 3 o ano Disciplina: Física Eletrostática. Pré Universitário Uni-Anhanguera 01 - (MACK SP)

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 3 o ano Disciplina: Física Eletrostática. Pré Universitário Uni-Anhanguera 01 - (MACK SP) Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 3 o ano Disciplina: Física Eletrostática 01 - (MACK SP) Fixam-se as cargas puntiformes q 1 e q 2, de

Leia mais

Espelho Plano. www.nsaulasparticulares.com.br Página 1 de 21

Espelho Plano. www.nsaulasparticulares.com.br Página 1 de 21 Espelho Plano 1. (Fuvest 2013) O telêmetro de superposição é um instrumento ótico, de concepção simples, que no passado foi muito utilizado em câmeras fotográficas e em aparelhos de medição de distâncias.

Leia mais

3ª Série de Problemas Mecânica e Ondas MEBM, MEFT, LMAC, LEGM

3ª Série de Problemas Mecânica e Ondas MEBM, MEFT, LMAC, LEGM 3ª Série de Problemas Mecânica e Ondas MEBM, MEFT, LMAC, LEGM 1. Um cientista está no seu moinho, no topo de uma falésia junto à costa marítima, apontando o seu pequeno radiotelescópio para uma estrela

Leia mais

Exercícios: Óptica Professor: Alexandre De Maria

Exercícios: Óptica Professor: Alexandre De Maria Exercícios: Óptica Professor: Alexandre De Maria 01 - (UNESP) Cor da chama depende do elemento queimado Por que a cor do fogo varia de um material para outro? A cor depende basicamente do elemento químico

Leia mais

O aluno deverá refazer os seguintes exercícios propostos pelo livro adotado:

O aluno deverá refazer os seguintes exercícios propostos pelo livro adotado: O aluno deverá refazer os seguintes exercícios propostos pelo livro adotado: Capítulo 10. Páginas do livro adotado: Exercícios propostos de Introdução ao estudo da Óptica; 310, 311, 317, 318, 321. No estudo

Leia mais

PROVA MULTIDISCIPLINAR I

PROVA MULTIDISCIPLINAR I Página1 COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II SEÇÃO TÉCNICA DE ENSINO PROVA MULTIDISCIPLINAR I Matemática, CFB, Filosofia, Arte 3º bimestre de 2013 6º ano Ensino Fundamental Aluno: Série: 6º ANO Turma: Data: 21

Leia mais

Lançamento Horizontal

Lançamento Horizontal Lançamento Horizontal 1. (Ufsm 2013) Um trem de passageiros passa em frente a uma estação, com velocidade constante em relação a um referencial fixo no solo. Nesse instante, um passageiro deixa cair sua

Leia mais