UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC CURSO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL URBANO E RURAL ROBERTO CORRÊA DA SILVA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC CURSO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL URBANO E RURAL ROBERTO CORRÊA DA SILVA"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC CURSO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL URBANO E RURAL ROBERTO CORRÊA DA SILVA Plano Diretor como Indicador de Políticas Públicas para o Desenvolvimento do Município de São Bento do Sul CANOINHAS SC 2008

2 ROBERTO CORRÊA DA SILVA Plano Diretor como Indicador de Políticas Públicas para o Desenvolvimento do Município de São Bento do Sul Projeto de pesquisa para a Dissertação de Mestrado em Desenvolvimento Regional apresentado à Banca Examinadora na Universidade do Contestado - UnC Campus Canoinhas SC, sob orientação do Prof. Dr. Reinaldo Knorek CANOINHAS SC 2008

3 LISTA DE ILUSTRAÇÕES Figura 01 Mapa de Santa Catarina da localização de São Bento do Sul...13 Figura 02 Mapa da microrregião do planalto norte...14 Figura 03 Mapa da descentralização de Santa Catarina...17 Figura 04 Vista aérea da igreja matriz no centro de São Bento do Sul...19 Figura 05 - Vista aérea do centro de São Bento do Sul...19 Figura 06 Apresentação do plano diretor de São Bento do Sul na câmara de vereadores...70 Figura 07 Apresentação do plano diretor de são bento do sul para a toda população...71 Figura 08 Planejamento da comunidade para o plano diretor de Figura 09 Votação da comunidade nos bairros da proposta estrutura elaborada do plano diretor de Figura 10 Apresentação nos bairros da proposta para aprovação da comunidade da estrutura simplificada do plano diretor de Figura 11 Estrutura simplificada do plano diretor de Figura 12 Separação das áreas temáticas, juntamente com a revisão do planejamento estratégico...78 Figura 13 Núcleos individuais para tratar temas específicos...80 Figura 14 amostra das propostas de cada núcleo / comitê temático...80 Figura 15 - Indicadores de desenvolvimento econômico...83 Figura 16 - Escolhas das maiores necessidades de cada bairro...83 Figura 17 - Votação das propostas...84 Figura 18 - Reunião conselho municipal do plano diretor, audiência pública de aprovação das propostas Figura 19 A cidade desejada pela população Figura 20 - Mapa de zoneamento, bairros, área urbana e área de expansão urbana...106

4 LISTA DE SIGLAS FETEP Fundação de Ensino, Tecnologia e Pesquisa. IBGE Instituto Brasileiro de Geografia Estudos. PMSBS Prefeitura Municipal de São bento do Sul. SERFHAU Serviço Federal de Habitação e Urbanismo. Univille Universidade de Joinville. Acisbs Associação Comercial de São Bento do Sul.

5 LISTA DE TABELAS Tabela 01 Distância das principais cidades...14 Tabela 02 Censo populacional total e discriminado por sexo e localidade...15 Tabela 03 Evoluções do processo de planejamento urbano no Brasil...49 Tabela 04 População municipal, população urbana e população rural...67 Tabela 05 - Concentração urbana relação da população citadina para o total...67 Tabela 06 - Crescimento da população...67 Tabela 07 - Audiências pública para receber sugestões para a revisão do plano diretor do município e divulgação do temário e datas da conferência municipal das cidades de São Bento do Sul SC...79 Tabela 08 População total por bairro (homens x mulheres) Tabela 09 Divisão área urbana x rural Tabela 10 Metodologia e tipo de pesquisa Tabela 11 Tabulação dos dados coletados na questão n Tabela 12 Tabulação dos dados coletados na questão n Tabela 13 Tabulação dos dados coletados na questão n Tabela 14 Tabulação dos dados coletados na questão n Tabela 15 Tabulação dos dados coletados na questão n Tabela 16 Tabulação dos dados coletados na questão n Tabela 17 Ranking do grau de importância da questão n Tabela 18 Tabulação dos dados coletados na questão n

6 LISTA DE GRÁFICOS Gráfico 01 População entre os anos 70 até Gráfico 02 Deficiência geral dos bairros...71 Gráfico 03 Melhorias geral dos bairros...72 Gráfico 04 Dados coletados da questão n Gráfico 05 Dados coletados da questão n Gráfico 06 Dados coletados da questão n Gráfico 07 Dados coletados da questão n Gráfico 08 Dados coletados da questão n Gráfico 09 Dados coletados da questão n

7 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO TEMA CONTEXTUALIZAÇÃO DO TEMA HISTÓRICO DO MUNICÍPIO PROBLEMA HIPÓTESES DE TRABALHO JUSTIFICATIVA OBJETIVOS CONCEPÇÕES DE DESENVOLVIMENTO REFERENCIAL TEÓRICO A REVOLUÇÃO URBANA O CRESCIMENTO URBANO NO BRASIL O FUTURO DAS CIDADES O ESPAÇO URBANO O que é o Espaço Urbano A Dinâmica do Espaço Urbano Quem Produz o Espaço Urbano A QUESTÃO DA URBANIZAÇÃO O PODER PÚBLICO HISTÓRIA DO PLANO DIRETOR O QUE É PLANEJAMENTO E PORQUE PLANEJAR ETAPAS DO PROCESSO DE PLANEJAMENTO INSTRUMENTOS LEGAIS PARA O PLANEJAMENTO MUNICIPAL O QUE É UM PLANO DIRETOR O ESTATUTO DA CIDADE QUEM DEVE FAZER O SEU PLANO DIRETOR LEIS QUE REGEM A PRODUÇÃO DO ESPAÇO URBANO PLANO DIRETOR DE PLANO DIRETOR 2006 E SEU PROCESSO DE ELABORAÇÃO O PROCESSO DO DESENVOLVIMENTO DA REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE SÃO BENTO DO SUL SC O DIAGNÓSTICO DA REALIDADE DO MUNICÍPIO DE SÃO BENTO DO SUL...ç Leitura Comunitária As Plenárias ANÁLISE DOS RESULTADOS DA LEITURA DA CIDADE/COMUNITÁRIA PLANEJAMENTO DE CONSTRUÇÃO COLETIVA DE PROPOSTAS E DIRETRIZES METAS TRAÇADAS E PRINCIPAIS DESTAQUES NO PLANO DIRETOR CONGRESSO DA CIDADE AUDIÊNCIA PÚBLICA DE APROVAÇÃO DAS DIRETRIZES E PROPOSTAS DO PLANO DIRETOR Perfil do município PROJETO DE LEI DO PLANO DIRETOR PROPOSTA A CIDADE DESEJADA...101

8 2.22 METODOLOGIA, MATERIAL E MÉTODOS APRESENTAÇÃO E ANÁLISE DOS DADOS ANÁLISE CRÍTICA E A EVOLUÇÃO DOS PLANOS DIRETORES DE 1974 E CONCLUSÕES REFERÊNCIAS ANEXOS...130

9 RESUMO O trabalho reconstrói o processo de elaboração e implementação do Plano Diretor de São Bento do Sul, de 1974 e 2006, a partir das propostas e práticas desenvolvidas na Prefeitura Municipal de São Bento do Sul, para elaboração do Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado. Desenvolveu-se o trabalho primeiro a partir da contextualização do município com sua inserção regional, estratégica, o segundo com uma discussão teórica sobre as concepções de desenvolvimento, espaço urbano e poder público. As análises levam em consideração os aspectos de planejamento aplicação das leis e as possibilidades de intervenções. Quanto ao processo de elaboração e implantação do Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado, mostra-se que os planos diretores de 1974 e 2006 utilizaram a metodologia adotada pelo Serviço Federal de Habitação e Urbanismo - SERFHAU, que privilegiava um diagnóstico dos problemas urbanos e racionalidade na elaboração do Plano. O impacto da reestruturação administrativa da Prefeitura e das ações implementadas não pode ser considerada desprezível, como a criação da Fundação de Ensino, Tecnologia e Pesquisa FETEP (início 1974, reativada realmente com a implantação da incubadora tecnológica do alto vale do rio negro em 2006). Verificamos que o diagnostico, levava em conta as condições urbanas locais. Os planos estabeleceram um conjunto de compromissos do governo municipal e de suas elites industriais para a expansão, controle do espaço urbano e da cidade desejada. Aquilo que se propunha os Planos Diretores, como infra-estrutura geral da cidade, em relação ao sistema viário, aos locais para instalação de indústrias e comércio, era o que o capital industrial necessitava para sua acumulação e expansão, o que motivou sua defesa e aplicação pelos setores dominantes locais, garantindo mesmo com a descontinuidade administrativa a consolidação de uma estrutura de planejamento na prefeitura. Palavras-chave: Plano Diretor, desenvolvimento, planejamento e políticas públicas.

10 RESUMEN El trabajo reconstruye el proceso de elaboración y ejecución del Plan Maestro de São Bento do Sul en 1974 y 2006, de las propuestas y prácticas desarrolladas en la ciudad de São Bento do Sul, para la elaboración del Plan Maestro para el Desarrollo Integral. Trabajamos desde el primer cuadro de la ciudad con su integración regional, estratégico, el segundo con un debate teórico sobre los conceptos de desarrollo, en zonas urbanas y poder público. El análisis tiene en cuenta los aspectos de la planificación de la aplicación de la ley y las posibilidades de intervención. Como para el desarrollo y el despliegue de Desarrollo Integrado del Plan Maestro, se muestra que el plan de 1974 y 2006 utilizó la metodología adoptada por la Oficina Federal de Vivienda y Desarrollo Urbano - SERFHAU que a favor de un diagnóstico de los problemas urbanos y la racionalidad en la redacción del plan. El impacto de la reestructuración administrativa de la Prefectura y aplicación de acciones no puede considerarse insignificante, como la creación de la Fundación para la Educación, la Tecnología y la Investigación FETEP (a principios de 1974, reactivada en realidad con el despliegue de la Incubadora Tecnológica do Alto Vale do Rio Negro en 2006). Nos parece que el diagnóstico, se tuvieron en cuenta las zonas urbanas. Los planes han establecido una serie de compromisos de los gobiernos locales y sus elites industrial para la ampliación, el control del espacio urbano y la ciudad quiere. Cuál es la propuesta de Plan Maestro, como la infraestructura general de la ciudad, sobre el sistema de carreteras, los lugares para la instalación de industrias y el comercio, que era la capital industrial necesarios para su acumulación y expansión, lo que motivó su defensa y aplicación por parte dominante de las industrias locales, asegurándose de que la discontinuidad con la consolidación de una estructura administrativa para la planificación en el gobierno de la ciudad. Palabras clave: Master Plan, el desarrollo, la planificación y las políticas públicas

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

61

62

63

64

65

66

67

68

69

70

71

72

73

74

75

76

77

78

79

80

81

82

83

84

85

86

87

88

89

90

91

92

93

94

95

96

97

98

99

100

101

102

103

104

105

106

107

108

109

110

111

112

113

114

115

116

117

118

119

120

121

122

123

124

125

126

127

128

129

130

131

132

133

134

MEDIADORES TECNOLÓGICOS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. CARTOGRAFIA DE UM CASO FRENTE AOS DESAFIOS NO CONTEXTO AMAZÔNICO

MEDIADORES TECNOLÓGICOS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. CARTOGRAFIA DE UM CASO FRENTE AOS DESAFIOS NO CONTEXTO AMAZÔNICO MEDIADORES TECNOLÓGICOS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. CARTOGRAFIA DE UM CASO FRENTE AOS DESAFIOS NO CONTEXTO AMAZÔNICO Jucimara Canto Gomes, Zeina Rebouças Corrêa Thomé Universidade Federal do Amazonas jucimaracanto@hotmail.com

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Fórum Social Mundial 2006: Desafios e possibilidades de um fórum mundial policêntrico I. Justificativa

Leia mais

Planejamento estratégico

Planejamento estratégico espaço ibero-americano espacio iberoamericano Planejamento estratégico Quem somos, onde queremos ir e como chegaremos lá são indagações necessárias em todas as escolas Como qualquer empresa, instituições

Leia mais

DISSERTATIVA. D06 Professor. Espanhol CADERNO DE PROVA. Instruções. Atenção!

DISSERTATIVA. D06 Professor. Espanhol CADERNO DE PROVA. Instruções. Atenção! CADERNO DE PROVA DISSERTATIVA Prefeitura de Florianópolis Secr. Mun. de Educação/Secr. Mun. da Administração Concurso Público Edital n o 009/05 http://educa05.fepese.org.br D06 Professor Espanhol Instruções

Leia mais

Proyecto de Ciclovía Recreativa de Belo Horizonte Minas Gerais - Brasil

Proyecto de Ciclovía Recreativa de Belo Horizonte Minas Gerais - Brasil Proyecto de Ciclovía Recreativa de Belo Horizonte Minas Gerais - Brasil Autor: Ricardo Lott e Isabel Cristina Cardoso BHTRANS - Belo Horizonte/MG Brasil dezembro/2009 Características de la CIUDAD Población:

Leia mais

Segui buscando en la Red de Bibliotecas Virtuales de CLACSO http://biblioteca.clacso.edu.ar

Segui buscando en la Red de Bibliotecas Virtuales de CLACSO http://biblioteca.clacso.edu.ar Educação do campo e democratização da educação superior no Brasil Titulo Barbosa, Lia Pinheiro - Autor/a; Autor(es) Buenos Aires Lugar CLACSO Editorial/Editor 2014 Fecha Colección Universidades; Educação

Leia mais

Projetos compartilhados

Projetos compartilhados espaço ibero-americano espacio iberoamericano Projetos compartilhados OEI inicia o Programa Arte-educação, Cultura e Cidadania e o Projeto Ibero-americano de Teatro Infantojuvenil A aprendizagem da arte

Leia mais

INDUSTRIALIZAÇÃO EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, SP: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES ECONÔMICAS DO DISTRITO INDUSTRIAL DO CHÁCARAS REUNIDAS

INDUSTRIALIZAÇÃO EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, SP: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES ECONÔMICAS DO DISTRITO INDUSTRIAL DO CHÁCARAS REUNIDAS INDUSTRIALIZAÇÃO EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, SP: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES ECONÔMICAS DO DISTRITO INDUSTRIAL DO CHÁCARAS REUNIDAS Gustavo Andreiev Nunes Serra 1, Adriane Aparecida Moreira de Souza 2 Universidade

Leia mais

Prof. Dr. Emilio Merino

Prof. Dr. Emilio Merino Prof. Dr. Emilio Merino INDICE 1. Objetivo MOVIMAN-POA 2. Aspectos Institucionales 3. Aspectos Funcionales 4. Proceso de la elección de la área de estudio 5. Proceso de difusión y formación de parcerias

Leia mais

A GESTÃO DEMOCRÁTICA NOS MUNICÍPIOS ALAGOANOS: AVANÇOS E DESAFIOS

A GESTÃO DEMOCRÁTICA NOS MUNICÍPIOS ALAGOANOS: AVANÇOS E DESAFIOS A GESTÃO DEMOCRÁTICA NOS MUNICÍPIOS ALAGOANOS: AVANÇOS E DESAFIOS Isabela Macena dos Santos 1 Edna Cristina do Prado 2 Eixo temático 17: Currículo Escolar, Cultura, Gestão, Organização do trabalho pedagógico

Leia mais

La República Argentina y la República Federativa del Brasil, en adelante, las Partes;

La República Argentina y la República Federativa del Brasil, en adelante, las Partes; Protocolo Adicional al Acuerdo de Cooperación para el Desarrollo y la Aplicación de los Usos Pacíficos de la Energía Nuclear en Materia de Reactores, Combustibles Nucleares, Suministro de Radioisótopos

Leia mais

População residente, por situação do domicílio Brasil, 2000 Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2000 Resultados do Universo

População residente, por situação do domicílio Brasil, 2000 Fonte: IBGE, Censo Demográfico 2000 Resultados do Universo Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2012 Prova bimestral 3o Bimestre 5o ano Geografia Data: / / Nível: Escola: Nome: 1. Leia os dados e o gráfico do censo do

Leia mais

NECESSIDADES HABITACIONAIS EM SÃO LOURENÇO DO OESTE: PMHIS COMO INSTRUMENTO DE TRANSFORMAÇÃO

NECESSIDADES HABITACIONAIS EM SÃO LOURENÇO DO OESTE: PMHIS COMO INSTRUMENTO DE TRANSFORMAÇÃO NECESSIDADES HABITACIONAIS EM SÃO LOURENÇO DO OESTE: PMHIS COMO INSTRUMENTO DE TRANSFORMAÇÃO Giane Roberta Jansen Paula Batistello Docente, Mestre em Engenharia Ambiental, Curso de Arquitetura e Urbanismo

Leia mais

Discapacidad Argentina, Brasil y Paraguay

Discapacidad Argentina, Brasil y Paraguay Prueba Piloto Conjunta sobre Discapacidad Argentina, Brasil y Paraguay Comitê do Censo Demográfico, IBGE Brasil Taller de Cierre y Conclusiones del Grupo de Trabajo Ronda Censos 2010 de la CEA-CEPAL CEPAL

Leia mais

Elaboração de materiais para um curso de espanhol via MOODLE

Elaboração de materiais para um curso de espanhol via MOODLE Elaboração de materiais para um curso de espanhol via MOODLE Chris Royes Schardosim Guilherme Gili Maba (IFC/Ibirama - Cnpq) Resumo Dentro do NUBE (Núcleo Universal de Brasileños Españolizados), que iniciou

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA 01/2013

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA 01/2013 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA 01/2013 OBJETIVO: O objetivo do EDITAL DE CHAMADA 01/2013 é apoiar através de provimento de Infraestrutura física, de apoio tecnológico e a gestão de negócios, até 04 (quatro)

Leia mais

Em quanto tempo o investimento em geoprocessamento retorna para uma empresa ou órgão público?

Em quanto tempo o investimento em geoprocessamento retorna para uma empresa ou órgão público? Em quanto tempo o investimento em geoprocessamento retorna para uma empresa ou órgão público? Cual es período de retorno de una inversión en geoprocesamento por parte de una administración pública? Xavier

Leia mais

CLIPPING 03 /07/2013

CLIPPING 03 /07/2013 CLIPPING 03 /07/2013 Fonte: Site UFCSPA Seção: Página: Data:03/07/2013 Secretário Nacional de Políticas sobre Drogas visita VIVAVOZ-132 Qua, 03 de Julho de 2013 12:48 O novo titular da Secretaria Nacional

Leia mais

A INSERÇÃO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL NA MODERNIZAÇÃO DA AGRICULTURA BRASILEIRA

A INSERÇÃO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL NA MODERNIZAÇÃO DA AGRICULTURA BRASILEIRA A INSERÇÃO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL NA MODERNIZAÇÃO DA AGRICULTURA BRASILEIRA Jodenir Calixto Teixeira _ CPNA/UFMS jodenir@nin.ufms.br RESUMO A partir da década de 1960 o país passou por importantes

Leia mais

Instrumentos Internacionais contra a Corrupção e o Crime Organizado Transnacional. Convenção contra o Crime Organizado Transnacional

Instrumentos Internacionais contra a Corrupção e o Crime Organizado Transnacional. Convenção contra o Crime Organizado Transnacional A Cooperação Internacional e o Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas Brasília, maio / 2012 Instrumentos Internacionais contra a Corrupção e o Crime Organizado Transnacional Convenção contra o Crime Organizado

Leia mais

PLANO DE MARKETING: UMA PROPOSTA PARA A AGÊNCIA DE VIAGENS COM FOCO NO PÚBLICO SÊNIOR DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR (RS)

PLANO DE MARKETING: UMA PROPOSTA PARA A AGÊNCIA DE VIAGENS COM FOCO NO PÚBLICO SÊNIOR DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR (RS) PLANO DE MARKETING: UMA PROPOSTA PARA A AGÊNCIA DE VIAGENS COM FOCO NO PÚBLICO SÊNIOR DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR (RS) RESUMO: O objetivo deste trabalho é apresentar um Plano de Marketing para uma agência

Leia mais

Alfabetizar letrando... Letrar alfabetizando: por quê? Como?

Alfabetizar letrando... Letrar alfabetizando: por quê? Como? Alfabetizar letrando... Letrar alfabetizando: por quê? Como? Patrícia Moura Pinho 1 Resumo: O presente texto trata da questão da alfabetização e as discussões teóricas e didáticas acerca da mesma, principalmente

Leia mais

SISTEMA DE INDICADORES OTALEX (SIO)

SISTEMA DE INDICADORES OTALEX (SIO) SEMINARIO FINAL DEL PROYECTO SEMINÁRIO FINAL DO PROJETO 4 de junio de 2013 / 4 de junho de 2013 Palacio de Congresos y Exposiciones de Mérida Dirección General de Transportes, Ordenación del Territorio

Leia mais

FAMÍLIA E ESCOLA: uma participação interativa no contexto da Educação Infantil RESUMO

FAMÍLIA E ESCOLA: uma participação interativa no contexto da Educação Infantil RESUMO Revista Eventos Pedagógicos v. 2, n. 1 (2. ed. rev. e aum.), p. 42-49, jan./jul. 2011 FAMÍLIA E ESCOLA: uma participação interativa no contexto da Educação Infantil Anne Kelly Hetzel de Araújo Anastácio

Leia mais

Segui buscando en la Red de Bibliotecas Virtuales de CLACSO http://biblioteca.clacso.edu.ar

Segui buscando en la Red de Bibliotecas Virtuales de CLACSO http://biblioteca.clacso.edu.ar Estado de exceção e ações diretas em busca da democracia no Brasil em 2013 Titulo Tavares, Ana Claudia Diogo - Autor/a; Vieira, Fernanada Maria da Costa - Autor/a; Autor(es) Quintans, Mariana Trotta Dallalana

Leia mais

Dimensão social. Habitação

Dimensão social. Habitação Dimensão social Habitação Indicadores de desenvolvimento sustentável - Brasil 2004 235 39 Adequação de moradia Este indicador expressa as condições de moradia através da proporção de domicílios com condições

Leia mais

Sistema de Gestão Integrado. La herramienta presenta una tendencia más fuerte hacia:

Sistema de Gestão Integrado. La herramienta presenta una tendencia más fuerte hacia: Descripción de herramientas 15 SGI Sistema de Gestão Integrado I Breve descripción 1. Nombre de la herramienta Sistema de Gestão Integrado- Integração das normas ISO-9001,9002,14001 e OHSAS 18001. 2. Objetivo

Leia mais

ENTRE LA CASA DA AMÉRICA LATINA Y

ENTRE LA CASA DA AMÉRICA LATINA Y ENTRE LA CASA DA AMÉRICA LATINA Y La CASA DA AMÉRICA LATINA, es una institución de derecho privado sin ánimo de lucro, con sede en la Avenida 24 de Julho, número 1188, en Lisboa, Portugal, representada

Leia mais

26º. Encontro Técnico AESABESP DIAGNÓSTICO DAS CONDIÇÕES DE SANEAMENTO AMBIENTAL NO MUNICÍPIO DE MACAPÁ- AP.

26º. Encontro Técnico AESABESP DIAGNÓSTICO DAS CONDIÇÕES DE SANEAMENTO AMBIENTAL NO MUNICÍPIO DE MACAPÁ- AP. 26º. Encontro Técnico AESABESP Izanilde Barbosa da Silva Elivania Silva de Abreu DIAGNÓSTICO DAS CONDIÇÕES DE SANEAMENTO AMBIENTAL NO MUNICÍPIO DE MACAPÁ- AP. São Paulo-SP INTRODUÇÃO O Brasil é um pais

Leia mais

O Brasil que você procura. El Brasil que buscas. Negócios e Eventos. Negocios y Eventos

O Brasil que você procura. El Brasil que buscas. Negócios e Eventos. Negocios y Eventos O Brasil que você procura El Brasil que buscas Negócios e Eventos Negocios y Eventos Oportunidades de negócios esperam por você no Brasil. Cidades equipadas com infraestrutura hoteleira de qualidade, grandes

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital 16/2015 Campus São João del-rei

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital 16/2015 Campus São João del-rei Tema 01: GÊNERO E TIPOLOGIA TEXTUAL Para Luiz Antônio Marcuschi (2002), os gêneros textuais são artefatos culturais construídos historicamente pelo ser humano, textos materializados que usamos em nosso

Leia mais

A OFERTA DE EJA EM SANTA CATARINA: UM OLHAR PARA A CONSTRUÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS

A OFERTA DE EJA EM SANTA CATARINA: UM OLHAR PARA A CONSTRUÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO/ MET. DE ENSINO AGENDA TERRITORIAL DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS A OFERTA DE EJA EM SANTA CATARINA: UM OLHAR PARA A CONSTRUÇÃO DE

Leia mais

I Jornadas Internacionais Descobrindo Culturas em Língua Portuguesa Universidad Nacional de Córdoba - Facultad de Lenguas

I Jornadas Internacionais Descobrindo Culturas em Língua Portuguesa Universidad Nacional de Córdoba - Facultad de Lenguas I Jornadas Internacionais Descobrindo Culturas em Língua Portuguesa Universidad Nacional de Córdoba - Facultad de Lenguas Comunicação Intercultural e Língua Portuguesa 12, 13 e 14 de novembro de 2012 1.

Leia mais

Revista Linh@ Virtu@l QUAL O PAPEL DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NO CONTEXTO DA UNIVERSIDADE DO CONTESTADO: O QUE FAZ O TUTOR?

Revista Linh@ Virtu@l QUAL O PAPEL DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NO CONTEXTO DA UNIVERSIDADE DO CONTESTADO: O QUE FAZ O TUTOR? QUAL O PAPEL DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NO CONTEXTO DA UNIVERSIDADE DO CONTESTADO: O QUE FAZ O TUTOR? Nauria Inês Fontana 1 RESUMO: Este artigo pretende mostrar qual o papel da tutoria, comparando o que está

Leia mais

-Esta apresentação foi realizada no âmbito do projeto Moradia é Central durante a Oficina 3 - Financiamento para habitação social em Centros.

-Esta apresentação foi realizada no âmbito do projeto Moradia é Central durante a Oficina 3 - Financiamento para habitação social em Centros. -Esta apresentação foi realizada no âmbito do projeto Moradia é Central durante a Oficina 3 - Financiamento para habitação social em Centros. -Data: 05/12/2008 -Local: Instituto Pólis MORADIA É CENTRAL

Leia mais

O Cemitério de Indústrias e a História que virou Turismo: Histórias de uma Capital Sertaneja em uma região de incentivos fiscais.

O Cemitério de Indústrias e a História que virou Turismo: Histórias de uma Capital Sertaneja em uma região de incentivos fiscais. Ensaio Fotográfico O Cemitério de Indústrias e a História que virou Turismo: Histórias de uma Capital Sertaneja em uma região de incentivos fiscais. Felipe Fróes Couto, Lorena Fonseca Silva 1 Resumo Ensaio

Leia mais

Educação do Campo: Um olhar panorâmico

Educação do Campo: Um olhar panorâmico Educação do Campo: Um olhar panorâmico Eliene Novaes Rocha (1) Joana Célia dos Passos ( 2) Raquel Alves de Carvalho (3) 1) Contextualização histórica do debate da Educação do Campo Embora o Brasil sendo

Leia mais

Parceria Asociación. Escola Empresa Escuela Enpresa

Parceria Asociación. Escola Empresa Escuela Enpresa Parceria Asociación Escola Empresa Escuela Enpresa FIEC - Empresas A FIEC em parceria com empresas da cidade e região que participam da atualização do conteúdo programático, capacitação do corpo docente

Leia mais

MATRIZ BÁSICA DO REFERENCIAL CURRICULAR DE BETIM 1 CICLO- GEOGRAFIA

MATRIZ BÁSICA DO REFERENCIAL CURRICULAR DE BETIM 1 CICLO- GEOGRAFIA PREFEITURA MUNICIPAL DE BETIM SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMED DIVISÃO PEDAGÓGICA 2010 MATRIZ BÁSICA DO REFERENCIAL CURRICULAR DE BETIM 1 CICLO- GEOGRAFIA 06 ANOS 07 ANOS 08 ANOS COMPETÊNCIAS HABILIDADES

Leia mais

CP 013/14 Sistemas Subterrâneos. Questões para as distribuidoras

CP 013/14 Sistemas Subterrâneos. Questões para as distribuidoras CP 013/14 Sistemas Subterrâneos Questões para as distribuidoras 1) Observa-se a necessidade de planejamento/operacionalização de atividades entre diversos agentes (distribuidoras, concessionárias de outros

Leia mais

Futebol para Desenvolvimento - FpD

Futebol para Desenvolvimento - FpD Projeto Futebol para Desenvolvimento - FpD O que é? Não há definição única, acadêmica, certa nem no Aurélio, na Wikipedia ou no Google! Há inúmeras experiências ao redor do mundo algumas muito pequenas

Leia mais

BRASÍLIA DF IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO POR COMPETÊNCIA RESUMO

BRASÍLIA DF IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO POR COMPETÊNCIA RESUMO BRASÍLIA DF 2010 IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO POR COMPETÊNCIA RESUMO O processo de formação de pessoas é bastante complexo e difícil, pois normalmente os Lideres responsáveis pela transmissão do conhecimento,

Leia mais

30 GOVERNANÇA DO TERRITÓRIO PERSPECTIVAS MULTIDISCIPLINARES

30 GOVERNANÇA DO TERRITÓRIO PERSPECTIVAS MULTIDISCIPLINARES 30 GOVERNANÇA DO TERRITÓRIO PERSPECTIVAS MULTIDISCIPLINARES Klaus Frey O conceito de governança tem ganhado importância crescente em diversas áreas de conhecimento sem ter se cristalizado uma acepção única

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DO PLANEJAMENTO E COORDENAÇÃO (SEPLAN) Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE)

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DO PLANEJAMENTO E COORDENAÇÃO (SEPLAN) Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE) GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DO PLANEJAMENTO E COORDENAÇÃO (SEPLAN) Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE) NOTA TÉCNICA Nº 17 UMA COMPARAÇÃO DA COBERTURA PREVIDENCIÁRIA

Leia mais

BIBLIOTECA DE SANTIAGO: Uma experiência de encontro com a leitura

BIBLIOTECA DE SANTIAGO: Uma experiência de encontro com a leitura BIBLIOTECA DE SANTIAGO: Uma experiência de encontro com a leitura Um pouco de história Em 1999, DIBAM / DAE 11 de novembro de 2005: Inauguração Inauguração Zona envolvente Localização cêntrica, perto de

Leia mais

IRINEU OZIRES CUNHA JORGE COSTA FILHO LUIZ RODRIGO LARSON CARSTENS O CONTROLE EXTERNO DA POLÍCIA ESTADUAL DE CICLO COMPLETO : PERSPECTIVAS FUTURAS

IRINEU OZIRES CUNHA JORGE COSTA FILHO LUIZ RODRIGO LARSON CARSTENS O CONTROLE EXTERNO DA POLÍCIA ESTADUAL DE CICLO COMPLETO : PERSPECTIVAS FUTURAS IRINEU OZIRES CUNHA JORGE COSTA FILHO LUIZ RODRIGO LARSON CARSTENS O CONTROLE EXTERNO DA POLÍCIA ESTADUAL DE CICLO COMPLETO : PERSPECTIVAS FUTURAS Trabalho Técnico-Científico, apresentado por exigência

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Planejamento de Marketing. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Planejamento de Marketing. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Reconstruindo o Conceito de Moradia: A Experiência do Plano Local de Habitação de Interesse Social em Paiçandu

Reconstruindo o Conceito de Moradia: A Experiência do Plano Local de Habitação de Interesse Social em Paiçandu Beatriz Fleury e Silva bfsilva@iem.br Msc. Engenharia Urbana. Docente curso de arquitetura Universidade Estadual de Maringá Reconstruindo o Conceito de Moradia: A Experiência do Plano Local de Habitação

Leia mais

MEMÓRIA VISUAL DO VELHO OESTE PAULISTA: REGISTRO HISTÓRICO E PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO DA VANGUARDA CAFEEIRA

MEMÓRIA VISUAL DO VELHO OESTE PAULISTA: REGISTRO HISTÓRICO E PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO DA VANGUARDA CAFEEIRA MEMÓRIA VISUAL DO VELHO OESTE PAULISTA: REGISTRO HISTÓRICO E PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO DA VANGUARDA CAFEEIRA MEMORIA VISUAL DEL VIEJO OESTE PAULISTA: HISTÓRICO Y PRESERVACIÓN DE ACCIONISTAS DE VANGUARDIA

Leia mais

A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COMO AUXÍLIO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES

A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COMO AUXÍLIO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COMO AUXÍLIO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES Fernanda A. Ponticelli * Andreia M. Zucolotto ** Alexandre Beluco *** Resumo: É fato a necessidade de aumentar o número de professores com

Leia mais

A PRÁTICA DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

A PRÁTICA DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO A PRÁTICA DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO François E. J. de Bremaeker Luiz Estevam Gonçalves Rio de Janeiro fevereiro de 2015 A PRÁTICA DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO François E. J. de Bremaeker Economista e Geógrafo,

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO (Anexo 1)

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO (Anexo 1) Prezado(a) Professor(a), Visando orientar e otimizar as informações que deverão constar no projeto, elencamos, abaixo, os itens imprescindíveis para compreensão e apresentação da sua proposta ao Prêmio

Leia mais

5 / LAS ASOCIACIONES PÚBLICO-PRIVADAS

5 / LAS ASOCIACIONES PÚBLICO-PRIVADAS 5 / LAS ASOCIACIONES PÚBLICO-PRIVADAS LAS ASOCIACIONES PÚBLICO-PRIVADAS - Globalización - Neoliberalismo - Plan Estratégico - APP - El Estado asume la mayoría del riesgo, el sector privado toma la mayoría

Leia mais

Formação de cuidadores de idosos: avanços e retrocessos na política pública de cuidados no Brasil

Formação de cuidadores de idosos: avanços e retrocessos na política pública de cuidados no Brasil Formação de cuidadores de idosos: avanços e retrocessos na política pública de cuidados no Brasil Daniel Groisman dgroisman@fiocruz.br Introdução Caso 1: Dona Felicidade, de Belém do Pará A crise no cuidado

Leia mais

Vocabulário e frases chave

Vocabulário e frases chave Vocabulário e frases chave la tradición La sociedad moderna tiende a desvincularse de las tradiciones. a tradição A sociedade moderna tende a se afastar das tradições. la cultura Las distintas culturas

Leia mais

Pisani Plásticos BR 116 - Km 146,3 - Nº 15.602 - C.P. 956-95059-520 - Caxias do Sul - RS - Brasil Fone: 55 54 2101.8700 - Fax: 55 54 2101.

Pisani Plásticos BR 116 - Km 146,3 - Nº 15.602 - C.P. 956-95059-520 - Caxias do Sul - RS - Brasil Fone: 55 54 2101.8700 - Fax: 55 54 2101. Pisani Plásticos BR 116 - Km 146,3 - Nº 15.602 - C.P. 956-95059-520 - Caxias do Sul - RS - Brasil Fone: 55 54 2101.8700 - Fax: 55 54 2101.8743 FILIAIS: Pindamonhangaba - SP e Recife - PE www.pisani.com.br

Leia mais

PLANEJAMENTO E GESTÃO. Renato De Marchi

PLANEJAMENTO E GESTÃO. Renato De Marchi PLANEJAMENTO E GESTÃO Renato De Marchi Processo de Trabalho e Eficiência Produtiva Com o avanço da divisão do trabalho, a ocupação da maior parte daqueles que vivem do trabalho, isto é, da maioria da população,

Leia mais

Exemplos Internacionais Boas Práticas Sustentabilidade

Exemplos Internacionais Boas Práticas Sustentabilidade . AMAZÔNIA PERUANA TURISMO DE BASE COMUNITÁRIA TURISMO RURAL: ESTRATÉGIAS DE MERCADO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Exemplos Internacionais Boas Práticas Sustentabilidade . BRASIL RURAL - Operadora de Experiência

Leia mais

ANEXO - Roteiro para elaboração dos projetos

ANEXO - Roteiro para elaboração dos projetos ANEXO - Roteiro para elaboração dos projetos Os projetos a serem apresentados deverão obedecer ao roteiro proposto. Deverão ser executados no prazo máximo de 12 (doze) meses, contados a partir da data

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Planejamento Estratégico. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Planejamento Estratégico. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

El desempeño de las cuentas públicas participativas en Chile como mecanismo de participación ciudadana

El desempeño de las cuentas públicas participativas en Chile como mecanismo de participación ciudadana El desempeño de las cuentas públicas participativas en Chile como mecanismo de participación ciudadana 1 Rafael Araya Bugueño Introducción El Programa de Naciones Unidas para el Desarrollo (PNUD) propuso

Leia mais

Experiências legislativas da Espanha na luta contra a poluição sonora. Eng. Juan Frias Pierrard

Experiências legislativas da Espanha na luta contra a poluição sonora. Eng. Juan Frias Pierrard Experiências legislativas da Espanha na luta contra a poluição sonora Eng. Juan Frias Pierrard Sumario Vizinhança Urbanismo Locais de atividade Edificação Legislação Ruído Urbano Obras Veículos Atividades

Leia mais

A INCLUSÃO DA LÍNGUA ESPANHOLA NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

A INCLUSÃO DA LÍNGUA ESPANHOLA NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA A INCLUSÃO DA LÍNGUA ESPANHOLA NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA Tassiana Quintanilha de Souza (G CLCA UENP/CJ) Denise da Silva de Oliveira (Orientadora CLCA UENP/CJ) RESUMO: Este artigo visa discorrer sobre a formatação

Leia mais

Convocatoria: envío de trabajos al próximo número de la Revista Académica PROCOAS AUGM Año 2013

Convocatoria: envío de trabajos al próximo número de la Revista Académica PROCOAS AUGM Año 2013 Convocatoria: envío de trabajos al próximo número de la Revista Académica PROCOAS AUGM Año 2013 ISSN 1852 8538 El Comité de Procesos Cooperativos y Asociativos - PROCOAS -, de la Asociación de Universidades

Leia mais

Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará. Eixo Temático Educação Infantil

Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará. Eixo Temático Educação Infantil Documento Base do Plano Estadual de Educação do Ceará Eixo Temático Educação Infantil Ceará, 2015 1 Socioeconômico Diagnóstico Para compreender a situação da educação no estado do Ceará é necessário também

Leia mais

El transporte de mercancías por carretera

El transporte de mercancías por carretera El transporte de mercancías por carretera El transporte de mercancías por carretera regresaba a la normalidad tras dos días de paro. Anoche, la Confederación Nacional de Transporte de Mercancías (CNTM)

Leia mais

JOVEM ÍNDIO E JOVEM AFRODESCENDENTE/JOVEM CIGANO E OUTRAS ETNIAS OBJETIVOS E METAS

JOVEM ÍNDIO E JOVEM AFRODESCENDENTE/JOVEM CIGANO E OUTRAS ETNIAS OBJETIVOS E METAS JOVEM ÍNDIO E JOVEM AFRODESCENDENTE/JOVEM CIGANO E OUTRAS ETNIAS OBJETIVOS E METAS 1. Assegurar com políticas públicas e programas de financiamento o direito dos jovens índios, afrodescendentes, camponeses

Leia mais

JOGO DRAGÃO DA PAZ: UMA METODOLOGIA PARA A CONSTRUÇÃO DA JUVENTUDE CIDADÃ DENTRO DAS ESCOLAS.

JOGO DRAGÃO DA PAZ: UMA METODOLOGIA PARA A CONSTRUÇÃO DA JUVENTUDE CIDADÃ DENTRO DAS ESCOLAS. JOGO DRAGÃO DA PAZ: UMA METODOLOGIA PARA A CONSTRUÇÃO DA JUVENTUDE CIDADÃ DENTRO DAS ESCOLAS. Emanuelly Ferreira de Oliveira Universidade Federal do Ceará emanuellyoliveira@hotmail.com Resumo: O presente

Leia mais

Subasta Electrónica Inversa. Micro y Pequeñas Empresas

Subasta Electrónica Inversa. Micro y Pequeñas Empresas Subasta Electrónica Inversa Micro y Pequeñas Empresas Ana Maria Vieira Neto Secretária de Logística y Tecnologia de la Información agosto de 2013 Estructura de la SLTI / MP Órgano Central del SISG Órgano

Leia mais

Relatório da Pessoa Idosa

Relatório da Pessoa Idosa Relatório da Pessoa Idosa 2012 O Relatório da Pessoa Idosa 2012, com base nos dados de 2011, se destina à divulgação dos dados de criminalidade contra a pessoa idosa (idade igual ou superior a 60 anos),

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO - UnC

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO - UnC UNIVERSIDADE DO CONTESTADO - UnC CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE MAFRA PROJETO PARA IMPLANTAÇÃO DA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE COOPERATIVAS POPULARES DA UnC ITCP/UnC MAFRA-SC/AGOSTO 2007 TÍTULO: PROJETO PARA IMPLANTAÇÃO

Leia mais

ANEXO II RESOLUÇÃO/CD/FNDE Nº 22, DE 20 DE ABRIL DE 2006. ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO PEDAGÓGICO

ANEXO II RESOLUÇÃO/CD/FNDE Nº 22, DE 20 DE ABRIL DE 2006. ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO PEDAGÓGICO ANEXO II RESOLUÇÃO/CD/FNDE Nº 22, DE 20 DE ABRIL DE 2006. ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO PEDAGÓGICO Estas orientações têm por objetivo nortear a elaboração do Plano Pedagógico, que será apresentado

Leia mais

DEMANDA E OFERTA DE ESPORTE E LAZER PARA A JUVENTUDE NO MUNICÍPIO DE NOVO HAMBURGO/RS* RESUMO

DEMANDA E OFERTA DE ESPORTE E LAZER PARA A JUVENTUDE NO MUNICÍPIO DE NOVO HAMBURGO/RS* RESUMO 1 DEMANDA E OFERTA DE ESPORTE E LAZER PARA A JUVENTUDE NO MUNICÍPIO DE NOVO HAMBURGO/RS* Elenara Jahn Victoria dos Anjos das Neves Gustavo Roese Sanfelice Universidade Feevale - Novo Hamburgo - RS - Brasil

Leia mais

O Mercado de Trabalho nas Atividades Culturais no Brasil, 1992-2001

O Mercado de Trabalho nas Atividades Culturais no Brasil, 1992-2001 1 Ministério da Cultura Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) Data de elaboração da ficha: Ago 2007 Dados das organizações: Nome: Ministério da Cultura (MinC) Endereço: Esplanada dos Ministérios,

Leia mais

A AGRICULTURA URBANA COMO MANIFESTAÇÃO DA RURALIDADE NA CIDADE DE ALFENAS

A AGRICULTURA URBANA COMO MANIFESTAÇÃO DA RURALIDADE NA CIDADE DE ALFENAS A AGRICULTURA URBANA COMO MANIFESTAÇÃO DA RURALIDADE NA CIDADE DE ALFENAS Deywison Tadeu Resende Gonçalves deywisont@hotmail.com Bolsista PIBIC/CNPq Geografia UNIFAL-MG Ana Rute do Vale ana.vale@unifal-mg.edu.br

Leia mais

II Jornadas Internacionales Sociedades Contemporáneas, Subjetividad y Educación. 9, 10 y 11 de abril de 2014 ISBN 978-987-3617-11-9

II Jornadas Internacionales Sociedades Contemporáneas, Subjetividad y Educación. 9, 10 y 11 de abril de 2014 ISBN 978-987-3617-11-9 A PERCEPÇÃO DO GESTOR SOBRE OS PROFISSIONAIS DAS SALAS DE RECURSOS MULTIFUNCIONAIS DOURADOS/MS. PERCEPCIÓN DEL GESTOR DE LOS PROFESIONALES DE LAS CLASES RECURSOS MULTIFUNCIONALES EN DOURADOS/MS. Autores:

Leia mais

A Organização da Atenção Nutricional: enfrentando a obesidade

A Organização da Atenção Nutricional: enfrentando a obesidade A Organização da Atenção Nutricional: enfrentando a obesidade Introdução Há cerca de 20 anos, a Secretaria de Saúde de um grande município começou a desenvolver e implantar iniciativas relacionadas à Alimentação

Leia mais

elo Diálogos em Extensão

elo Diálogos em Extensão Promoção da saúde, qualidade de vida e envelhecimento - A experiência do projeto "Em Comum-Idade: uma proposta de ações integradas para a promoção da saúde de idosos das comunidades de Viçosa-MG" elo Diálogos

Leia mais

GESTÃO DEMOCRÁTICA: UMA EXPERIÊNCIA NUMA ESCOLA PÚBLICA DE EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL - ANOS INICIAIS DO MUNICÍPIO DE LAGOA SECA-PB

GESTÃO DEMOCRÁTICA: UMA EXPERIÊNCIA NUMA ESCOLA PÚBLICA DE EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL - ANOS INICIAIS DO MUNICÍPIO DE LAGOA SECA-PB GESTÃO DEMOCRÁTICA: UMA EXPERIÊNCIA NUMA ESCOLA PÚBLICA DE EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL - ANOS INICIAIS DO MUNICÍPIO DE LAGOA SECA-PB Janice Anacleto Pereira dos Reis-UFCG janiceanacletols@gmail.com

Leia mais

Aula5 POPULAÇÃO E DEMOGRAFIA NO BRASIL. Debora Barbosa da Silva

Aula5 POPULAÇÃO E DEMOGRAFIA NO BRASIL. Debora Barbosa da Silva Aula5 POPULAÇÃO E DEMOGRAFIA NO BRASIL META Refletir sobre as características da população brasileira como fundamento para a compreensão da organização do território e das políticas de planejamento e desenvolvimento

Leia mais

ESCUELAS INTERCULTURALES BILINGUES DE FRONTERA: UNA MIRADA HACIA LA FORMACIÓN DOCENTE

ESCUELAS INTERCULTURALES BILINGUES DE FRONTERA: UNA MIRADA HACIA LA FORMACIÓN DOCENTE ESCUELAS INTERCULTURALES BILINGUES DE FRONTERA: UNA MIRADA HACIA LA FORMACIÓN DOCENTE Fabiana Perpétua Ferreira Fernandes Universidade Federal de Goiás brasucaya@yahoo.com.br A partir del primer semestre

Leia mais

VIABILIDADE DE UM SISTEMA DE INDICADORES DE MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL NO BRASIL E EM PORTUGAL

VIABILIDADE DE UM SISTEMA DE INDICADORES DE MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL NO BRASIL E EM PORTUGAL PLURIS 2005 257 Apresentação Oral VIABILIDADE DE UM SISTEMA DE INDICADORES DE MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL NO BRASIL E EM PORTUGAL Marcela da Silva COSTA Doutoranda Departamento de Transportes Escola

Leia mais

COMITÉ ACADÉMICO DE ENERGÍA

COMITÉ ACADÉMICO DE ENERGÍA COMITÉ ACADÉMICO DE ENERGÍA PROGRAMA GENERAL REUNIÓN DEL COMITÉ ACADÉMICO DE ENERGÍA E XV SEMINARIO INTERNACIONAL DE ENERGÍA Y BIOCOMBUSTIBLES ORGANIZACIÓN: LOSE LABORATÓRIO DE OTIMIZAÇÃO DE SISTEMAS ENERGÉTICOS

Leia mais

Hospitales seguros frente a los desastres HOSPITAIS SEGUROS. Introdução à estratégia

Hospitales seguros frente a los desastres HOSPITAIS SEGUROS. Introdução à estratégia Hospitales seguros frente a los desastres HOSPITAIS SEGUROS Introdução à estratégia O que é um Hospital Seguro? Hospitales seguros frente a los desastres Estabelecimento de saúde (grande, pequeno, rural,

Leia mais

Globalização: características mais importantes.

Globalização: características mais importantes. Globalização: características mais importantes. Resumo MARIA INÊS RAMOS ABÍLIO Vice-coordenadora do curso de Engenharia de Produção da FSMA. O objetivo deste artigo é apresentar o conceito de Globalização,

Leia mais

Proposta de Projeto do Curso de Extensão: ORGANIZAÇÃO CURRICULAR NA EDUCAÇÃO BÁSICA CATARINENSE

Proposta de Projeto do Curso de Extensão: ORGANIZAÇÃO CURRICULAR NA EDUCAÇÃO BÁSICA CATARINENSE ESTADO DE SANTA CATARINA Secretaria de Estado da Educação Diretoria de Educação Superior - DIES Rua Antônio Luz, 111 Centro Fpolis/SC CEP 88010-410 Proposta de Projeto do Curso de Extensão: ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais - ACAFE / Relatório de demanda de cursos - Preliminar

Associação Catarinense das Fundações Educacionais - ACAFE / Relatório de demanda de cursos - Preliminar UNIPLAC - UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE Campus: UNIPLAC - Campus Lages 0015 DIREITO NOTURNO 40 27 0,68 0992 ENGENHARIA CIVIL MATUTINONOTURNO 40 36 0,90 1068 ENGENHARIA DE PRODUÇÃO NOTURNO 40 14

Leia mais

O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL (PDI) COMO INSTRUMENTO DE CONSTRUÇÃO COLETIVA DO FUTURO DA UNIVERSIDADE

O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL (PDI) COMO INSTRUMENTO DE CONSTRUÇÃO COLETIVA DO FUTURO DA UNIVERSIDADE Poder Executivo Ministério da Educação Universidade Federal do Amazonas Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL (PDI) COMO INSTRUMENTO DE CONSTRUÇÃO

Leia mais

Análise da cobertura vegetal em Natal:

Análise da cobertura vegetal em Natal: V.3 - N.3 - Agosto de 2015 21 Análise da cobertura vegetal em Natal: Elementos para a Sustentabilidade Urbana W. Júnior Fernando Antonio Carneiro de Medeiros Engenheiro Civil do Parque da Cidade Estudar

Leia mais

Prova Escrita de Espanhol

Prova Escrita de Espanhol EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/04, de 26 de Março Prova Escrita de Espanhol 12.º ano de Escolaridade Iniciação trienal Prova 747/2.ª Fase 5 Páginas Duração da Prova: 1 minutos.

Leia mais

Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial e aos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial - 1

Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial e aos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial - 1 Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial e à sua agenda de trabalho expressa nos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial 1. Considerando que a promoção da igualdade

Leia mais

ATIVIDADES DE ASSISTÊNCIA E INCLUSÃO SOCIAL PRATICADAS PELO NÚCLEO DE PRÁTICA CONTÁBIL A GRUPOS VULNERÁVEIS

ATIVIDADES DE ASSISTÊNCIA E INCLUSÃO SOCIAL PRATICADAS PELO NÚCLEO DE PRÁTICA CONTÁBIL A GRUPOS VULNERÁVEIS ATIVIDADES DE ASSISTÊNCIA E INCLUSÃO SOCIAL PRATICADAS PELO NÚCLEO DE PRÁTICA CONTÁBIL A GRUPOS VULNERÁVEIS por GABRIELA BARRETO HENRIQUE TINOCO VALÉRIA SANTOS ACTIVIDADES DE ASISTENCIA E INCLUSIÓN SOCIAL

Leia mais

Pessoas com Deficiência nos Censos Demográficos Brasileiros

Pessoas com Deficiência nos Censos Demográficos Brasileiros Pessoas com Deficiência nos Censos Demográficos Brasileiros Alicia Bercovich IBGE VI Fórum Senado Debate Brasil Convenção da ONU sobre os direitos das pessoas com deficiência Painel 2: Quem são, onde estão,

Leia mais

Freixinho & Raizman a d v o g a d o s

Freixinho & Raizman a d v o g a d o s Freixinho & Raizman a d v o g a d o s www.freixinho.adv.br Freixinho & Raizman a d v o g a d o s Freixinho & Raizman a d v o g a d o s A Empresa Freixinho e Raizman Advogados tem o objetivo de prover

Leia mais

PESCA EM NOVO AIRÃO (AM) E SUAS TERRITORIALIDADES EM CONFLITO.

PESCA EM NOVO AIRÃO (AM) E SUAS TERRITORIALIDADES EM CONFLITO. PESCA EM NOVO AIRÃO (AM) E SUAS TERRITORIALIDADES EM CONFLITO. Fúlvia Maria Gomes Rodrigues Bolsista do Laboratório de Estudos Sociais (LAES), Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia INPA/CNPq, fulvia2006@hotmail.com

Leia mais

Internacional de. Ensino da Saúde. Segurança e Saúde Ocupacional. www.estescoimbra.pt WWW.ESTESCOIMBRA.PT

Internacional de. Ensino da Saúde. Segurança e Saúde Ocupacional. www.estescoimbra.pt WWW.ESTESCOIMBRA.PT WWW.ESTESCOIMBRA.PT Certificado A Excelência no Internacional de Ensino da Saúde Segurança e Saúde Ocupacional 2 Coimbra Health School - Certificação NEBOSH O que é a ESTeSC - Coimbra Health School? Somos

Leia mais

VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: ESTUDO EXPLORATÓRIO E REFLEXIVO NO CREAS DO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE PRUDENTE SP

VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: ESTUDO EXPLORATÓRIO E REFLEXIVO NO CREAS DO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE PRUDENTE SP Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 385 VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: ESTUDO EXPLORATÓRIO E REFLEXIVO NO CREAS DO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE

Leia mais

INSTITUIÇÃO: UNIFIEO/ CENTRO UNIVERSITÁRIO FIEO SP PROGRAMA DE MESTRADO ACADEMICO EM PSICOLOGIA

INSTITUIÇÃO: UNIFIEO/ CENTRO UNIVERSITÁRIO FIEO SP PROGRAMA DE MESTRADO ACADEMICO EM PSICOLOGIA INSTITUIÇÃO: UNIFIEO/ CENTRO UNIVERSITÁRIO FIEO SP PROGRAMA DE MESTRADO ACADEMICO EM PSICOLOGIA GRANDE ÁREA: PSICOLOGIA EDUCACIONAL ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: PSICOPEDAGOGIA LINHA DE PESQUISA:INTERVERÇÃO PSICOPEDAGOGICA

Leia mais

Necessidade e construção de uma Base Nacional Comum

Necessidade e construção de uma Base Nacional Comum Necessidade e construção de uma Base Nacional Comum 1. O direito constitucional à educação é concretizado, primeiramente, com uma trajetória regular do estudante, isto é, acesso das crianças e jovens a

Leia mais

http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/noticia_impressao.ph...

http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/noticia_impressao.ph... Page 1 of 6 Comunicação Social 29 de novembro de 2010 Resultados do Censo 2010 Censo 2010: população do Brasil é de 190.732.694 pessoas Após cerca de quatro meses de trabalho de coleta e supervisão, durante

Leia mais