SOFTWARE DE AUTOMAÇÃO EM NUVEM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SOFTWARE DE AUTOMAÇÃO EM NUVEM"

Transcrição

1 Descrição: Aquisição de solução de gestão de ambiente em nuvem. A solução deverá ser composta pelos seguintes itens descritos abaixo, podendo ou não ser do mesmo fabricante, desde que haja integração plena entre os itens descritos nesta especificação, sem a necessidade de custos adicionais para a CONTRATANTE: 1 SOFTWARE HYPERVISOR (VIRTUALIZADOR) 1.1 Deverá permitir a utilização de recursos de virtualização embarcados (Intel-VT ou AMD-V) caso a implantação de virtualização seja em servidores físicos com esta tecnologia; 1.2 Permitir a instalação em equipamentos que utilizem microprocessadores com a tecnologia "Hyperthreading"; 1.3 Permitir a instalação em equipamentos que utilizem microprocessadores com a tecnologia multi-core (Dual-Core, Quad-Core ou mais); 1.4 Deverá Permitir o uso de até 4 processadores Hexa-Core ou Deca-core (24 ou 40 núcleos); 1.5 Deverá Permitir o uso de até 1 TB de memória RAM, no mínimo; 1.6 Ser instalável nativamente no servidor, não necessitando de Sistema Operacional antes de sua instalação; 1.7 Permitir a criação de partições lógicas (máquinas virtuais) com, pelo menos, os seguintes sistemas operacionais: Windows NT 4.0 Server and Enterprise Edition (sp6a); Windows 2000 Professional, Server ou Advanced Server (sp3); Windows server 2003 (32 & 64-bit) Standard, Enterprise e Web; Windows Server 2008 (32 & 64-bit) Standard, Enterprise e Web; Red Hat Linux a partir da versão 3.0; Red Hat Enterprise Linux (AS) 2.1, 3.0 (32 & 64-bit) e 4,0 (32 & 64- bit) ; Red Hat 7.2,7.3,8.0 e 9.0; 1 / 15

2 1.7.8 Suse Linux 8.2 e Suse Linux Enterprise Server 8.0 ; Suse Linux SLES8 (32 & 64-bit) e SLES9 (32 & 64-bit); 1.8 Deverá permitir o compartilhamento dos recursos do servidor físico entre as máquinas virtuais, com a possibilidade de definir a quantidade máxima de CPU, memória, banda de disco e banda de rede para cada maquina virtual, garantindo os níveis de serviço; 1.9 Possibilitar a criação de máquinas virtuais com até 4 processadores virtuais (máquinas virtuais multiprocessadas) e até 64GB de RAM quando houver suporte do sistema operacional instalado; 1.10 Permitir que o hypervisor reconheça e utilize (leitura e gravação) discos externos, inclusive ligados a uma SAN (Storage Area Network) via placa HBA Fibre Channel ou Ethernet (iscsi); 1.11 Deverá permitir a criação de snapshots de máquinas virtuais a quente, ou seja, sem qualquer parada da maquina virtual, interferência ou reconfiguração do ambiente; 1.12 Permitir que as licenças do software de virtualização possam ser migradas entre servidores físicos de fabricantes distintos sem nenhum tipo de ônus a Dataprev; 2 GERENCIADOR DO AMBIENTE VIRTUALIZADO Sistema de Gerenciamento integrado dos Hypervisors adquiridos na solução através de ponto único de controle, possuindo as seguintes funcionalidades: 2.1 Deverá permitir a criação de novas máquinas virtuais a partir de modelos já criados e prontos para serem instalados em qualquer Hypervisor que componha o ambiente de servidores virtualizados; 2.2 Deverá permitir a instalação de máquinas virtuais de forma automatizada em qualquer servidor físico que componha o ambiente de virtualização; 2.3 Implementar a funcionalidade de migração das máquinas virtuais entre hospedeiros distintos sem a parada das mesmas, ou seja à quente ; 2 / 15

3 2.4 Deverá permitir que a citada migração ocorra tanto de forma manual quanto de forma automatizada, realizando o balanceamento automático das máquinas virtuais para o melhor aproveitamento possível dos recursos físicos; 2.5 Integração direta com rede SAN, permitindo armazenar uma máquina virtual a partir de storage; 2.6 Permitir criação de HBA virtual; 2.7 Permitir a criação de modelos de máquinas virtuais com configurações pré definidas; 2.8 Permitir a criação rápida de uma nova maquina virtual usando como modelo uma outra existente; 2.9 Deverá possuir recurso de gerenciamento avançado de memória, proporcionando maior consolidação de máquinas virtuais por servidor físico Deverá permitir a realização do monitoramento da utilização de CPU, memória, performance do Host e dos outros Servidores Virtuais; 2.11 Deverá monitorar o comportamento dos servidores virtuais, baseados em suas predefinições, alocando recursos e garantindo a continuidade do negócio; 2.12 Permitir a funcionalidade de migração de uma máquina virtual de um storage para outro storage; 2.13 Possuir funcionalidades de detecção de falha do sistema operacional de uma máquina virtual, procedendo, sua ativação automaticamente após um período pré definido; 2.14 Permitir que os sistemas operacionais sejam adicionados ou mudados sem precisar particionar o disco rígido, tendo em vista que eles deverão funcionar em uma camada de virtualização; 2.15 Deverá permitir a criação de uma ou mais placas de redes virtuais para cada máquina virtual, cada um com IP e MAC próprios; 2.16 Deverá permitir a criação de VLANs; 2.17 Permitir tecnologias para melhoria de desempenho de rede como jumbo frames e TCP Segment Offload; 3 / 15

4 2.18 Permitir o gerenciamento de recursos como CPU, memória, disco e largura de banda para as máquinas virtuais ativas; 2.19 Permitir balanceamento de carga e tolerância a falhas das placas de rede virtuais; 2.20 Permitir a utilização de múltiplos adaptadores de rede ativos e em stand-by; 2.21 Permitir a identificação e filtragem do tráfego de rede em VLANs; 2.22 Deverá permitir o isolamento total das máquinas virtuais impedindo a comunicação entre elas a não ser pelo ambiente de rede em que serão inseridas, evitando assim que o uso de uma maquina virtual interfira na segurança ou estabilidade de outra; 2.23 A ferramenta de gerenciamento deverá possuir controle de acesso granular aos seus recursos, permitindo a criação de grupos e políticas de restrição de acesso a determinados recursos, integrando-se ao sistema de diretórios OLDAP (Open LDAP) para inclusão de usuários de grupos de acessos. Como alternativa, será aceita ferramenta de integração do OLDAP com o serviço de diretório utilizado pela solução (baseado em protocolo LDAP), desde que esta seja totalmente transparente para manutenção da mesma e o gerenciamento dos usuários e grupos sejam realizados diretamente pelo OLDAP; 2.24 Monitorar e otimizar a utilização dos recursos de hardware não utilizados pelo sistema de virtualização; 2.25 Possibilitar parar, iniciar, suspender (stand-by), reiniciar máquinas virtuais; 2.26 Deverá permitir a monitoração e notificação de alertas parametrizados através de , traps SNMP v.3 ou scripts; 2.27 Deverá permitir o agendamento de tarefas referentes a máquinas virtuais; 2.28 Configurar em interface gráfica e CLI (command line interface) a associação de uma ou mais placas de rede a uma máquina virtual permitindo a distribuição de carga entre as placas de rede e configuração de tolerância a falhas; 2.29 Possuir interface remota de linha de comando; 2.30 A console de gerenciamento deverá permitir no mínimo a granularidade de acesso por usuário, para as seguintes ações: 4 / 15

5 Ligar uma ou mais máquinas virtuais Desligar uma ou mais máquinas virtuais Criar máquinas virtuais Remover máquinas virtuais Mover máquinas virtuais entre servidores Criar templates de máquinas virtuais Criação de cluster de máquinas virtuais Adicionar e remover um servidor físico a console de gerenciamento Criar grupos de permissão e associar a usuários Criar e apagar alarmes de monitoração O gerenciamento deverá ocorrer de forma remota, com utilização de software fornecido pela CONTRATANTE (sem necessidade de licença adicional) ou com uso de interface web e tráfego criptografado via SSL (Secure Sockets Layer); 3 ALTA DISPONIBILIDADE E BALANCEAMENTO A solução deverá possuir recursos avançados para garantir a alta disponibilidade e balanceamento de recursos entre os Hypervisors e máquinas virtuais, com as seguintes funcionalidades: 3.1 A solução deverá permitir a criação de Clusters de máquinas virtuais independente da localização física (Hypervisor) das mesmas; 3.2 Deverá permitir a criação de ambiente de alta disponibilidade entre as máquinas virtuais, com possibilidade de adoção de salvaguardas que impeçam que máquinas virtuais em cluster estejam no mesmo servidor físico; 3.3 Deverá permitir a implantação de gestão de recursos das máquinas virtuais e Hypervisors, com possibilidade de adoção de regras automatizadas de migrações de máquinas virtuais entre os Hypervisors em caso de sobrecarga de recursos dos mesmos. 5 / 15

6 3.4 No caso de indisponibilidade de um servidor de virtualização, a solução deverá: Caso a disponibilidade seja planejada, indicar os servidores para onde deverá ser feita a migração sem interrupção das máquinas virtuais afetadas, sendo a sugestão confirmada ou não pelo operador; Caso a indisponibilidade seja imprevista, reiniciar automaticamente em outros servidores adequados a carga de trabalho as máquinas virtuais porventura afetadas; 3.5 Permitir a funcionalidade de balanceamento de carga automático entre os servidores físicos fazendo a realocação das máquinas virtuais entre as máquinas físicas de acordo com o consumo de recursos físicos, sendo que a migração dessas máquinas deverá ser sem nenhum tipo de parada das mesmas; 3.6 Deverá garantir alta disponibilidade realocando automaticamente os servidores virtuais em outro recurso quando ocorrer uma parada de um servidor físico. 4 CONVERSÃO DE MÁQUINAS VIRTUAIS A solução deverá fornecer uma ferramenta que permita conversão de máquinas virtuais possuindo as seguintes funcionalidades: 4.1 Permitir a conversão ilimitada de uma máquina virtual existente em um servidor com outra versão de Hypervisor para uma outra máquina virtual com a versão atualizada do Hypervisor da Solução adquirida (V2V); 4.2 Possuir ferramenta de Conversão Automática de Servidores Físicos para Servidores Virtuais (P2V); 4.3 Permitir conversão total de máquinas virtuais padrão VMware Vsphere 3.x, 4.x e 5.x para uma outra máquina virtual com a versão atualizada do Hypervisor da Solução. 5 FERRAMENTA DE RECUPERAÇÃO DE MÁQUINAS VIRTUAIS 6 / 15

7 A ferramenta adquirida deverá realizar recuperação das máquinas virtuais em caso de inconsistência ou perda das mesmas, contendo as seguintes funcionalidades: 5.1 Criação e gerenciamento dos backups e recuperação diretamente na ferramenta de gerenciamento do ambiente virtual; 5.2 A ferramenta deverá realizar a salvaguarda de todas as máquinas virtuais, em uma área apartada dos repositórios onde estas se encontram, permitindo a recuperação integral da máquina virtual, podendo ser indicado como destino a mesma localização original ou não; 5.3 Monitorar os processos automatizados de cópia e alertar usuários de possíveis falhas através de traps SNMP V.3 ou envio de ; 5.4 Permitir realização de testes de integridade das cópias efetuadas, através da console de gerenciamento do ambiente virtual. 6 PROTEÇÃO DE BORDA PARA O PERÍMETRO VIRTUALIZADO Solução para proteção do perímetro dos ambientes virtuais, utilizando os recursos do gerenciador, eliminando a necessidade de hardware especializado para garantir a segurança na comunicação entre os hospedeiros. A solução deverá possuir as seguintes funcionalidades: 6.1 Firewall perimetral (camada 3), sem a necessidade de utilização de NAT; 6.2 Regras de controle de conexão de entrada e saída baseadas nos seguintes parâmetros: Endereço IP origem/destino; Portas origem/destino; Protocolo tipo (TCP ou UDP); NAT tradução do endereço de rede; 6.3 Mascaramento dos endereços IPs do ambiente virtual para localidades não confiáveis; 6.4 Configuração dos parâmetros como: pool de endereços IP, tempo de empréstimo e endereços IP dedicados; 6.5 IPSEC VPN com suporte a autenticação por certificado digital, bem como chave compartilhada baseada no protocolo IKE; 6.6 Estatísticas de fluxo de borda; 7 / 15

8 6.7 Console de gerenciamento de políticas que permita aos administradores selecionar regulamentações de mercado predefinidas para controle de conformidades do ambiente; 6.8 Relatórios que identifiquem se os recursos analisados contém dados que violam as regulamentações de conformidade; 6.9 Ser capaz de isolar as máquinas virtuais infectadas em quarentena Proteções devem ser configuradas de acordo com a rede (VLAN), porta da aplicação, tipo de protocolo (TCP, UDP) ou tipo de aplicação; 6.11 Monitoração do fluxo; 6.12 Permitir que administradores visualizem atividades de rede entre as máquinas virtuais ajudando na definição e refinamento das políticas de firewall, identificando gargalos e processos de segurança dos negócios através de relatórios detalhados do tráfego da aplicação (aplicações, sessões e bytes) através de uma console centralizada via interface web; 6.13 Permitir a definição de regras de negócios, agrupando máquinas virtuais através da placa de rede virtual. 7 PORTAL DE ENTREGA DE SERVIÇOS A solução deverá: 7.1 Permitir o acesso a solução através de uma console web amigável (interface de fácil gerenciamento); 7.2 Permitir criação de ofertas de níveis de serviços de infraestrutura e gerenciar sua performance, capacidade e disponibilidade; 7.3 Permitir redução dos números de silos computacionais ou ilhas de recursos, consolidando a infraestrutura computacional em pools lógicos isolados; 7.4 Permitir criação de datacenters virtuais que incluam capacidades de recursos computacionais, storage e rede possibilitando a completa separação entre o consumo dos serviços de infraestrutura e a camada de hardware; 7.5 Permitir, de forma simplificada, a entrega de endereços IP de um pool previamente definido à máquina virtual; 8 / 15

9 7.6 Permitir que usuários finais escolham o storage apropriado, de acordo com o nível de serviço (SLA); 7.7 Permitir que usuários finais consigam de forma autônoma provisionar máquinas virtuais com Sistemas Operacionais básicos a partir de um catálogo (menu) de opções; 7.8 Permitir que os usuários finais consigam criar seus serviços especializados de infraestrutura como serviço baseado em imagens padrões providas pela equipe técnica da CONTRATANTE, a partir de um catálogo de serviço; 7.9 Permitir que o usuário final gerencie o ciclo de vida de suas próprias aplicações virtuais (ligar, desligar, criar, apagar) com a liberação e retomada automática dos recursos, sem o envolvimento da equipe de sustentação da infraestrutura de TI (Tecnologia da Informação); 7.10 Permitir o acesso as máquinas virtuais, através de um navegador web sem a necessidade de uma solução especializada de serviço de terminal; 7.11 Permitir o controle da quantidade de recursos computacionais (processador e memória) e armazenamento alocado ao usuário final com o modelo de alocação apropriado ( pagar pelo uso, alocado ou reservado); 7.12 Permitir que se tenha visibilidade dos recursos sendo consumidos pelos usuários; 7.13 Ser totalmente compatível com as soluções de virtualização VMware vsphere 4.x e 5.x e com a solução de virtualização ofertada, sem necessidade de licenças adicionais, permitindo a utilização dos recursos computacionais, funcionalidades e máquinas virtuais da plataforma sem a necessidade de customização de ferramentas e ambientes; 7.14 Permitir criar Aplicativos Virtuais, onde será considerado Aplicativo Virtual o objeto que encapsule os componentes, seja de hardware, sistema operacional e a aplicação, necessários ao funcionamento de um serviço qualquer; 7.15 Console de monitoramento que permita monitorar o uso dos recursos da nuvem; 9 / 15

10 7.16 A solução deve suportar os seguintes bancos de dados: MS SQL Server e Oracle; 7.17 Permitir conexões de nuvens através de túneis site to site IPSEC-VPN; 7.18 Permitir a criação de organizações Multi-Inquilinos: agrupar usuários em organizações que representam qualquer política de grupo como uma unidade de negócio, departamento, empresa filiada ou empresa externa. Cada organização possui seus recursos virtuais isolados, autenticação através de LDAP, políticas de controles específicas bem como catálogo único; 7.19 Permitir a emissão de relatórios de alocação dos recursos e exportação de dados em, no mínimo, 03 (três) formatos compatíveis com padrão e-ping. 8 PROVISIONAMENTO DE SERVIDORES E APLICAÇÕES Permitir o provisionamento, movimentação ou redefinição de servidores baseando-se em picos de demandas (esperados ou não). 9 ORQUESTRAÇÃO DE PROCESSOS 9.1 Possuir interface web amigável (interface de fácil gerenciamento) para usuários não-técnicos permitindo o provisionamento de servidores; 9.2 Permitir a criação e execução de políticas de automação de provisionamento de serviços; 9.3 Permitir disparar fluxos de trabalho de automação com base no status de demanda, utilização ou desempenho; 9.4 Disponibilizar informações de auditoria para os seguintes itens: acessos de usuários, administração de ambiente, provisionamentos e desprovisionamentos, permitindo a exportação dos dados em, no mínimo, 03 (três) formatos compatíveis com padrão e-ping. 10 CONTROLE E GESTÃO DE CUSTOS 10 / 15

11 A solução deverá: 10.1 Possuir interface web amigável (interface de fácil gerenciamento); 10.2 Permitir a criação de hierarquias de cobranças customizadas definindo como as máquinas virtuais e hospedeiros serão associados e compartilhados entre diferentes departamentos, centros de custos ou unidades de negócios; 10.3 Permitir criar templates de custos reutilizáveis; 10.4 Permitir criar políticas de cobranças flexíveis, tais como: custo fixo, baseado em alocação, baseado em utilização ou a combinação desses; 10.5 Permitir criar custos não variáveis possibilitando endereçar a realidade do datacenter, sendo: Custos fixos: adicionar custos fixos à hierarquia contabilizando atributos não computacionais (ex: licenças de software, energia/refrigeração, custos customizados); Fatores de multiplicação (peso): Contabilizar pelo uso de servidores ou storage high-end ou altos níveis acordo de serviço (SLA); Custos pontuais: cobrar por custos pontuais como overhead na criação de uma máquina virtual; Taxas de excesso: permitir que os usuários utilizem mais do que a capacidade contratada aplicando cobranças diferenciadas; Distribuição de custos: compartilhar custos de uma máquina virtual em diferentes departamentos; Seleção de moeda: permitir selecionar a moeda local e demais moedas para cobranças globais; 10.6 Permitir visibilidade de custos da infraestrutura gerenciada através da análise e geração de relatórios simplificados, listados abaixo: Relatórios de custos: relatórios de resumo e comparação dos custos e utilização dos recursos para um período específico; Templates de relatórios customizados: customização do cabeçalho, rodapé, logo, entre outros; 11 / 15

12 Entrega dos relatórios: arquivar, agendar, enviar por e permitir a exportação dos dados em, no mínimo, 03 (três) formatos compatíveis com padrão e-ping. Visualizar, também, os relatórios através de uma interface web; Relatórios das máquinas virtuais mais caras: entender os grandes consumidores do datacenter; 10.7 Permitir contabilizar consumo de usuários finais no ambiente de nuvem, sendo: Medir recursos gerenciados pela solução de nuvem descrita nesta especificação, integrando-se aos modelos de cobrança criados pela solução do portal de entregas de serviços adquirida; Permitir visualização imediata das organizações e datacenters virtuais criados pela solução com a criação automática das hierarquias de custos; 10.8 Permitir que a interface de gerenciamento integre com as seguintes soluções: VMware vsphere 4.x e 5.x e com a solução de virtualização ofertada, sem necessidade de licenças adicionais Permitir criar regras e permissões customizadas de acesso. 11 CONTROLE E GOVERNANÇA PARA VIRTUALIZAÇÃO EM NUVEM A solução deverá: 11.1 Permitir automação da entrega de serviços no ambiente de nuvem; 11.2 Permitir, de forma integrada, prover um catálogo de requisição self service (autoatendimento), permitindo a construção de fluxos inteligentes, resolução de problemas proativo, gestão de mudança, configuração e de ativos simplificada e otimizada para nuvem; 12 / 15

13 11.3 Facilidade de autoprovisionamento com base em disponibilidade de serviço, criando novas instancias quando os níveis de utilização de memória, CPU, storage e esgotamento de banda atingirem níveis pré-definidos; 11.4 Gerenciar os Aplicativos Virtuais, servidores e o armazenamento virtual a partir de uma interface web; 11.5 Aprovisionar Aplicativos Virtuais de acordo com a demanda; 11.6 Gerenciar o ambiente de nuvem através de um ponto único; 11.7 Permitir tirar instantâneos (snapshots) dos Aplicativos Virtuais; 11.8 Permitir usar um catálogo com um conjunto de aplicativos virtuais previamente configurados e permitir sua personalização; 11.9 Permitir a criação de novos aplicativos virtuais a partir de um modelo do catálogo ou de uma imagem ISO; Prover gerenciamento de usuários e grupos; 12 INTEGRAÇÃO COM AMBIENTE LEGADO Todas as funcionalidades descritas dos itens 2 a 12 deverão funcionar, se integrar nativamente e gerenciar os seguintes recursos da solução de virtualização VMware (sem necessidade de licenças adicionais): 12.1 VMware vsphere 4.x e 5.x; 12.2 VMware vcenter 4.x e 5.x; 12.3 VMware vmotion; 12.4 VMware Virtual Distributed Switch; 12.5 VMware HA e DRS; 12.6 VMware Storage vmotion; 13 Não deve haver limite para criação e acessos concorrentes de usuários administradores para os módulos que compõem a solução. 13 / 15

14 14 Não deve haver limite para criação e acessos concorrentes de usuários finais para os módulos a que estes terão acesso na solução. 15 As licenças deverão ser correspondentes a última versão disponibilizada pelo fabricante no momento da assinatura do termo de aceite. 16 Aquisição de Treinamento Especializado na solução adquirida e todas as funcionalidades descritas neste edital, atendendo os seguintes requisitos: 16.1 Os treinamentos na localidade da CONTRATANTE serão requisitados para no mínimo 6 (Seis) alunos por curso O instrutor deverá ser certificado pela fabricante de cada componente da solução ofertada O material a ser fornecido no treinamento deverá ser o material certificado pelo próprio fabricante, não serão aceitos cópias de apostilas Toda a infraestrutura, os custos de material (apostilas, manuais, etc.), alimentação (coffee break), instrutor (deslocamento, hospedagem e vencimentos) ficará a cargo da CONTRATADA Deverá ser fornecido um 01 lanche (coffee break) para cada 4 horas de treinamento suficiente para todos os alunos Este treinamento deverá ser realizado em ambiente externo ao da CONTRATANTE, inclusive com os recursos para laboratórios (hands on) salvo em caso de necessidade e acordo entre CONTRATADA e CONTRATANTE Os cursos deverão ser realizados em horários e data a serem acordados pela CONTRATADA e CONTRATANTE A CONTRATADA deverá ofertar as instalações nas localidade da CONTRATANTE (a saber: Rio de Janeiro RJ; São Paulo SP; Brasília DF), para a realização dos treinamentos com os requisitos mínimos de infraestrutura de sala de treinamento. 17 DOCUMENTAÇÃO 14 / 15

15 A CONTRATADA deverá disponibilizar pelo menos 2 (dois) jogos completos dos manuais técnicos, em português do Brasil, de toda solução adquirida (em meio eletrônico). Não existindo manuais em português do Brasil serão aceitos, alternativamente, manuais em Inglês. A CONTRATANTE se reserva ao direito de reproduzir novos jogos de manuais técnicos na quantidade necessária a atender às demandas de uso interno. 18 INSTALAÇÃO DO AMBIENTE 18.1 A CONTRATADA deverá realizar o planejamento do ambiente de nuvem e validação dos parâmetros e requisitos técnicos; 18.2 A CONTRATADA deverá realizar a instalação e Atualização de toda infraestrutura de hardware necessária para suportar a implantação da solução ofertada Toda instalação e configuração da solução ofertada deverá ser realizada nos servidores indicados pela CONTRATANTE; 18.4 A CONTRATADA deverá realizar a validação e testes do ambiente implantado e realização de ajustes conforme a necessidade; 18.5 A CONTRATADA deverá fornecer toda documentação técnica do ambiente implantado A CONTRATANTE indicará, a seu critério, equipe de profissionais de seu quadro de empregados para acompanhar e executar, em conjunto com os profissionais da equipe da CONTRATADA, as etapas 1 a 4 acima. ====== 15 / 15

SOFTWARE DE AUTOMAÇÃO EM NUVEM

SOFTWARE DE AUTOMAÇÃO EM NUVEM Descrição: Aquisição de solução de gestão de ambiente em nuvem. A solução deverá ser composta pelos seguintes itens descritos abaixo, podendo ou não ser do mesmo fabricante, desde que haja integração plena

Leia mais

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE)

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) Possuir capacidade instalada, livre para uso, de pelo menos 5.2 (cinco ponto dois) TB líquidos em discos SAS/FC de no máximo 600GB 15.000RPM utilizando RAID 5 (com no

Leia mais

Virtualização e Criação de uma rede Virtual utilizando Virtual Box Professor: João Paulo de Brito Gonçalves

Virtualização e Criação de uma rede Virtual utilizando Virtual Box Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Virtualização e Criação de uma rede Virtual utilizando Virtual Box Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Anatomia de uma máquina virtual Cada máquina virtual é um sistema completo encapsulado em um

Leia mais

UNIFIED. A nova geração de arquitetura para proteger seus dados D TA. em ambientes físicos ou virtuais de forma unificada PROTECTION

UNIFIED. A nova geração de arquitetura para proteger seus dados D TA. em ambientes físicos ou virtuais de forma unificada PROTECTION UNIFIED A nova geração de arquitetura para proteger seus dados D TA em ambientes físicos ou virtuais de forma unificada PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO UNIFIED DATA PROTECTION Incentivadas pelo crescimento

Leia mais

Consolidação inteligente de servidores com o System Center

Consolidação inteligente de servidores com o System Center Consolidação de servidores por meio da virtualização Determinação do local dos sistemas convidados: a necessidade de determinar o melhor host de virtualização que possa lidar com os requisitos do sistema

Leia mais

CA Nimsoft Monitor para servidores

CA Nimsoft Monitor para servidores DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA Setembro de 2012 CA Nimsoft Monitor para servidores agility made possible CA Nimsoft para monitoramento de servidores sumário CA Nimsoft Monitor para servidores 3 visão geral da solução

Leia mais

JOF - JOINT OPERATIONS FACILITY

JOF - JOINT OPERATIONS FACILITY Anexo 1 Especificações Técnicas (com alterações) 1. OBJETO DA CONTRATAÇÃO Aquisição de equipamentos de informática. 2. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS LOTE 01 Item DESCRIÇÃO CARACTERÍSTICAS DO PRODUTO QTD 1 Servidor

Leia mais

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Sumário Introdução... 3 Windows Server 2008 R2 Hyper-V... 3 Live Migration... 3 Volumes compartilhados do Cluster... 3 Modo de Compatibilidade de Processador...

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE FITOTECA AUTOMATIZADA Substituição dos Silos Robóticos Storagetek 9310

ESPECIFICAÇÃO DE FITOTECA AUTOMATIZADA Substituição dos Silos Robóticos Storagetek 9310 Especificação Técnica 1. A Solução de Fitoteca ofertada deverá ser composta por produtos de Hardware e Software obrigatoriamente em linha de produção do fabricante, não sendo aceito nenhum item fora de

Leia mais

COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET

COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO DE ANTIVÍRUS MCAFEE PARA PLATAFORMA DE SERVIDORES VIRTUALIZADOS VMWARE DA REDE CORPORATIVA PRODAM Diretoria de Infraestrutura e Tecnologia-

Leia mais

FAMÍLIA EMC VPLEX. Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles

FAMÍLIA EMC VPLEX. Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles FAMÍLIA EMC VPLEX Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles GARANTINDO DISPONIBILIDADE CONTÍNUA E MOBILIDADE DE DADOS PARA APLICATIVOS ESSENCIAIS A infraestrutura de armazenamento

Leia mais

Online Help StruxureWare Data Center Expert

Online Help StruxureWare Data Center Expert Online Help StruxureWare Data Center Expert Version 7.2.7 Appliance virtual do StruxureWare Data Center Expert O servidor do StruxureWare Data Center Expert 7.2 está agora disponível como um appliance

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE Aquisição de Solução de Criptografia para Backbone da Rede da Dataprev ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE 1.1 Cada appliance deverá ser instalado em rack de 19 (dezenove) polegadas

Leia mais

Virtualização Avançada com VMware Sphere 5.0 (ESXi)

Virtualização Avançada com VMware Sphere 5.0 (ESXi) Virtualização Avançada com VMware Sphere 5.0 (ESXi) Treinamento Preparatório para Certificação O que é o Virtualização? É uma camada de gerenciamento entre o Hardware e Software, ou seja, é divisão de

Leia mais

Symantec Backup Exec 2014 V-Ray Edition

Symantec Backup Exec 2014 V-Ray Edition Visão geral O Symantec Backup Exec 2014 V-Ray Edition destina-se a clientes que possuem sistemas total ou parcialmente virtualizados, ou seja, que moveram os servidores de arquivos, servidores de impressão,

Leia mais

PANORAMA. O Panorama fornece gerenciamento centralizado de políticas e dispositivos em uma rede de firewalls de próxima geração da Palo Alto Networks.

PANORAMA. O Panorama fornece gerenciamento centralizado de políticas e dispositivos em uma rede de firewalls de próxima geração da Palo Alto Networks. PANORAMA O Panorama fornece gerenciamento centralizado de políticas e dispositivos em uma rede de firewalls de próxima geração da Palo Alto Networks. Exiba um resumo gráfico dos aplicativos na rede, os

Leia mais

Análise das soluções tecnológicas de Virtualização

Análise das soluções tecnológicas de Virtualização Análise das soluções tecnológicas de Virtualização Neste capitulo irá-se abordar algumas das soluções tecnológicas de virtualização existentes no mercado e quais as suas funcionalidades que oferecem vantagens

Leia mais

EMC UNIFIED INFRASTRUCTURE MANAGER

EMC UNIFIED INFRASTRUCTURE MANAGER EMC UNIFIED INFRASTRUCTURE MANAGER Facilite a transição para uma infraestrutura em nuvem privada ou híbrida nos Vblock Systems Crie um ambiente único e virtualizado Provisione como uma só infraestrutura

Leia mais

Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve

Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura

Leia mais

Positivo Network Manager 4

Positivo Network Manager 4 Positivo Network Manager 4 O gerenciamento eficiente de informações e de tecnologia da informação (TI) é um fator reconhecidamente crítico na maioria das organizações. As informações e as tecnologias que

Leia mais

Família Dell PowerVault MD. Armazenamento. modular. A família de storage Dell PowerVault MD

Família Dell PowerVault MD. Armazenamento. modular. A família de storage Dell PowerVault MD Família Dell PowerVault MD Armazenamento modular A família de storage Dell PowerVault MD Família Dell PowerVault MD A escolha acessível A família Dell PowerVault MD é uma escolha de armazenamento acessível

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL CLOUD SERVER

PROPOSTA COMERCIAL CLOUD SERVER PROPOSTA COMERCIAL CLOUD SERVER Sobre a AbsamHost A AbsamHost atua no mercado de hosting desde 2008, fornecendo infraestrutura de data center a diversas empresas no Brasil e no mundo. Focada em servidores

Leia mais

Resumo da solução de virtualização

Resumo da solução de virtualização Resumo da solução de virtualização A virtualização de servidores e desktops se tornou muito difundida na maioria das organizações, e não apenas nas maiores. Todos concordam que a virtualização de servidores

Leia mais

Visão Geral do Recurso Live Migration no Windows Server 2008 R2 Hyper-V. Versão: 1.0

Visão Geral do Recurso Live Migration no Windows Server 2008 R2 Hyper-V. Versão: 1.0 Visão Geral do Recurso Live Migration no Windows Server 2008 R2 Hyper-V Versão: 1.0 Publicado: 02 de Dezembro de 2008 Índice Visão Geral Visão Geral dos Recursos do Windows Server 2008 R2 Hyper-V... 3

Leia mais

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código)

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Roteiro Processos Threads Virtualização Migração de Código O que é um processo?! Processos são programas em execução. Processo Processo Processo tem

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO

NOTA DE ESCLARECIMENTO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SUPERINTENDÊNCIA ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES NOTA DE ESCLARECIMENTO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 02/2014 PROCESSO Nº 3778-01.00/13-0

Leia mais

Avaliação do sistema de armazenamento EMC CLARiiON AX4

Avaliação do sistema de armazenamento EMC CLARiiON AX4 Avaliação do sistema de armazenamento EMC CLARiiON AX4 Relatório elaborado sob contrato com a EMC Corporation Introdução A EMC Corporation contratou a Demartek para realizar uma avaliação prática do novo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA SANTA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CEP 33400-000 - ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA SANTA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CEP 33400-000 - ESTADO DE MINAS GERAIS ERRATA E REABERTURA PROCESSO LICITATÓRIO N 097/2011 MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL RP N 061/2011 OBJETO: AQUISIÇÃO DE SISTEMA DE ARMAZENAMENTO DE DADOS CENTRALIZADOS (STORAGE) E DE SISTEMA DE CÓPIA DE SEGURANÇA

Leia mais

Avaliação da plataforma de armazenamento multiprotocolo EMC Celerra NS20

Avaliação da plataforma de armazenamento multiprotocolo EMC Celerra NS20 Avaliação da plataforma de armazenamento multiprotocolo EMC Celerra NS20 Relatório elaborado sob contrato com a EMC Corporation Introdução A EMC Corporation contratou a Demartek para realizar uma avaliação

Leia mais

ARMAZENAMENTO E COMPUTAÇÃO

ARMAZENAMENTO E COMPUTAÇÃO EMC SCALEIO SAN de servidor convergente definida por software PRINCÍPIOS BÁSICOS Apenas software Arquitetura convergida de camada única Capacidade de expansão linear Desempenho e capacidade sob demanda

Leia mais

Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on

Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on Windows Server 2012 Virtualização Hyper-v Firewall Pfsense C o n t e ú d o d o c u r s o H a n d s - on 2 Sumário 1 Conteúdo Windows 2012... 3 2 Conteúdo Virtualização...

Leia mais

Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve

Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura

Leia mais

Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS. Prof. Victor Halla

Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS. Prof. Victor Halla Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS Prof. Victor Halla Conteúdo Arquitetura de Processadores: Modo Operacional; Velocidade; Cache; Barramento; Etc. Virtualização: Maquinas virtuais; Gerenciamento

Leia mais

SolarWinds Virtualization Manager

SolarWinds Virtualization Manager SolarWinds Virtualization Manager Gerenciamento potente e unificado da virtualização que não ultrapassa seu orçamento! A SolarWinds aprimorou a forma pela qual profissionais de TI de todo o mundo gerenciam

Leia mais

Especificação Técnica

Especificação Técnica Especificação Técnica Última atualização em 31 de março de 2010 Plataformas Suportadas Agente: Windows XP e superiores. Customização de pacotes de instalação (endereços de rede e dados de autenticação).

Leia mais

Sistemas de Monitoração de Rede. Resumo

Sistemas de Monitoração de Rede. Resumo Sistemas de Monitoração de Rede Roberto Majewski Especialização em Redes e Segurança de Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, novembro de 2009 Resumo Com o grande crescimento da

Leia mais

VMware vsphere. A melhor plataforma para infraestruturas em nuvem F O L H E T O

VMware vsphere. A melhor plataforma para infraestruturas em nuvem F O L H E T O A melhor plataforma para infraestruturas em nuvem F O L H E T O Resumo geral O VMware vsphere é a plataforma de virtualização líder do setor para criação de infraestruturas em nuvem. O vsphere permite

Leia mais

UNIFIED DATA PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO

UNIFIED DATA PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO UNIFIED DATA PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO arcserve UDP Impulsionadas pelo aumento no volume dos dados e os avanços da tecnologia como a virtualização, as arquiteturas atuais para proteção dos dados deixam

Leia mais

CA Server Automation. Visão geral. Benefícios. agility made possible

CA Server Automation. Visão geral. Benefícios. agility made possible FOLHA DE PRODUTOS: CA Server Automation agility made possible CA Server Automation O CA Server Automation é uma solução integrada de gerenciamento de data center que automatiza o provisionamento, a aplicação

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05 Prof. André Lucio Competências da aula 5 Backup. WSUS. Serviços de terminal. Hyper-v Aula 04 CONCEITOS DO SERVIÇO DE BACKUP

Leia mais

Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve

Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura maneiras

Leia mais

Configuração SERVIDOR.

Configuração SERVIDOR. REQUISITOS MINIMOS SISTEMAS FORTES INFORMÁTICA. Versão 2.0 1. PRE-REQUISITOS FUNCIONAIS HARDWARES E SOFTWARES. 1.1 ANALISE DE HARDWARE Configuração SERVIDOR. Componentes Mínimo Recomendado Padrão Adotado

Leia mais

Av. Nsa. Sra. de Copacabana, 583 Gr. 604 - Copacabana - Rio de Janeiro / RJ - 22050-002 Tel. / Fax: (021) 2255-3549 / 2236-2721 - E - MAIL:

Av. Nsa. Sra. de Copacabana, 583 Gr. 604 - Copacabana - Rio de Janeiro / RJ - 22050-002 Tel. / Fax: (021) 2255-3549 / 2236-2721 - E - MAIL: Perguntas Mais Freqüentes sobre Double-Take 1. Quais os sistemas operacionais suportados pelo Double-Take? O Double-Take suporta o sistema operacional Microsoft Windows nas seguintes versões: Licença DoubleTake

Leia mais

Termo de Referência. Anexo II - Especificações Técnicas - Requisitos Funcionais. Diretoria Técnica-Operacional. Gerência de Tecnologia da Informação

Termo de Referência. Anexo II - Especificações Técnicas - Requisitos Funcionais. Diretoria Técnica-Operacional. Gerência de Tecnologia da Informação Diretoria Técnica-Operacional Gerência de Tecnologia da Informação Termo de Referência Anexo II Especificação Técnica 1 - INTRODUÇÃO Página 2 de 9 do TR-007-3700 de Este anexo tem por objetivo detalhar

Leia mais

Symantec NetBackup 7 O que há de novo e tabela de comparação de versões

Symantec NetBackup 7 O que há de novo e tabela de comparação de versões Symantec 7 O que há de novo e tabela de comparação de versões O 7 permite a padronização das operações de backup e recuperação em ambientes físicos e virtuais com menos recursos e menos riscos, pois oferece

Leia mais

Apresentação resumida

Apresentação resumida New Generation Data Protection Powered by AnyData Technology Apresentação resumida Para obter apresentação completa ou mais informações ligue (11) 3441 0989 ou encaminhe e-mail para vendas@dealerse.com.br

Leia mais

Symantec Backup Exec.cloud

Symantec Backup Exec.cloud Proteção automática, contínua e segura que faz o backup dos dados na nuvem ou usando uma abordagem híbrida, combinando backups na nuvem e no local. Data Sheet: Symantec.cloud Somente 2% das PMEs têm confiança

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

Gerência de Redes. Introdução. filipe.raulino@ifrn.edu.br

Gerência de Redes. Introdução. filipe.raulino@ifrn.edu.br Gerência de Redes Introdução filipe.raulino@ifrn.edu.br Introdução Sistemas complexos com muitos componentes em interação devem ser monitorados e controlados. 2 Introdução A de gerência de redes surgiu

Leia mais

Gerenciador de sistemas Gerenciamento de dispositivo móvel com base em nuvem

Gerenciador de sistemas Gerenciamento de dispositivo móvel com base em nuvem Gerenciador de sistemas Gerenciamento de dispositivo móvel com base em nuvem Resumo O Gerenciador de sistemas da Meraki fornece gerenciamento centralizado em nuvem e pelo ar, diagnósticos e monitoramento

Leia mais

Veritas Storage Foundation da Symantec

Veritas Storage Foundation da Symantec Maximize a eficiência, a disponibilidade, a agilidade e o desempenho do armazenamento Data Sheet: Gerenciamento do armazenamento Visão geral O maximiza a eficiência do armazenamento, a disponibilidade

Leia mais

CASO DE SUCESSO MICROWARE

CASO DE SUCESSO MICROWARE CASO DE SUCESSO MICROWARE CLIENTE: Ortobom SEGMENTO: Indústria MAIOR INTEGRAÇÃO E FLUXO DE DADOS GARANTE RESULTADOS ÁREA DE ATUAÇÃO: Datacenter DEMANDA: A empresa buscava maior comunicação e integração

Leia mais

GUIA DE DESCRIÇÃO DO PRODUTO

GUIA DE DESCRIÇÃO DO PRODUTO GUIA DE DESCRIÇÃO DO PRODUTO EMC CLOUDARRAY INTRODUÇÃO Atualmente, os departamentos de TI enfrentam dois desafios de armazenamento de dados críticos: o crescimento exponencial dos dados e uma necessidade

Leia mais

CA Automation Suite for Data Centers

CA Automation Suite for Data Centers FOLHA DE PRODUTOS: CA Automation Suite for Data Centers CA Automation Suite for Data Centers agility made possible "A tecnologia ultrapassou a capacidade de gerenciamento manual em todas as grandes empresas

Leia mais

Rotina de Discovery e Inventário

Rotina de Discovery e Inventário 16/08/2013 Rotina de Discovery e Inventário Fornece orientações necessárias para testar a rotina de Discovery e Inventário. Versão 1.0 01/12/2014 Visão Resumida Data Criação 01/12/2014 Versão Documento

Leia mais

EXIN Cloud Computing Fundamentos

EXIN Cloud Computing Fundamentos Exame Simulado EXIN Cloud Computing Fundamentos Edição Maio 2013 Copyright 2013 EXIN Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser publicado, reproduzido, copiado ou armazenada

Leia mais

As ferramentas certas para a virtualização eficiente Ferramentas virtuais. Helmuth Castillo - www.sxc.hu. e não gerem trabalho ou preocupações

As ferramentas certas para a virtualização eficiente Ferramentas virtuais. Helmuth Castillo - www.sxc.hu. e não gerem trabalho ou preocupações As ferramentas certas para a virtualização eficiente Ferramentas virtuais CAPA As boas tecnologias já existem. Conheça agora as ferramentas mais adequadas para gerenciar cada solução de virtualização.

Leia mais

SolarWinds Kiwi Syslog Server

SolarWinds Kiwi Syslog Server SolarWinds Kiwi Syslog Server Monitoramento de syslog fácil de usar e econômico O Kiwi Syslog Server oferece aos administradores de TI o software de gerenciamento mais econômico do setor. Fácil de instalar

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ANEXO II Pregão nº 003/2014 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA A empresa CONTRATADA deverá ser comprovadamente qualificada para os itens ofertados, deve entregar toda a estrutura de hardware e software adquirida em

Leia mais

Documento: Treinamentos pfsense Versão do documento: 2014. Treinamentos pfsense. Página 1 de 10

Documento: Treinamentos pfsense Versão do documento: 2014. Treinamentos pfsense. Página 1 de 10 Treinamentos pfsense Página 1 de 10 Definições, Acrônimos e Abreviações Abreviação / Sigla WAN LAN UTM pfsense BGP Descrição Wide Area Network - Rede de longa distância (interface de rede para links de

Leia mais

Proteção de dados híbrida

Proteção de dados híbrida Proteção de dados híbrida Independentemente de estar protegendo o datacenter, escritórios remotos ou recursos de desktops, você precisa de uma solução que ajude a atender aos exigentes SLAs e às estratégias

Leia mais

AMBIENTES DE MISSÃO CRÍTICA ORACLE COM VMAX 3

AMBIENTES DE MISSÃO CRÍTICA ORACLE COM VMAX 3 AMBIENTES DE MISSÃO CRÍTICA ORACLE COM VMAX 3 PRINCÍPIOS BÁSICOS DE MISSÃO CRÍTICA Avançado Armazenamento híbrido com níveis de serviço com desempenho otimizado por flash em escala para cargas de trabalho

Leia mais

Cisco Intelligent Automation for Cloud

Cisco Intelligent Automation for Cloud Dados técnicos do produto Cisco Intelligent Automation for Cloud Os primeiros a adotarem serviços com base em nuvem buscavam uma economia de custo maior que a virtualização e abstração de servidores podiam

Leia mais

Symantec Backup Exec 2012

Symantec Backup Exec 2012 Melhor Backup para todos Data Sheet: Backup e recuperação após desastres Visão geral O é um produto integrado que protege ambientes físicos e virtuais, simplifica o backup e a recuperação após desastres

Leia mais

PROAPPS Security Data Sheet Professional Appliance / Apresentação

PROAPPS Security Data Sheet Professional Appliance / Apresentação O ProApps Security O ProApps Security é um componente da suíte de Professional Appliance focada na segurança de sua empresa ou rede. A solução pode atuar como gateway e como solução IDS/IPS no ambiente.

Leia mais

arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização

arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização Hoje a virtualização de servidores e desktops é uma realidade não só nas empresas, mas em todos os tipos de negócios. Todos concordam

Leia mais

Veritas Storage Foundation da Symantec

Veritas Storage Foundation da Symantec Veritas Storage Foundation da Symantec Gerenciamento de armazenamento heterogêneo on-line O Veritas Storage Foundation oferece uma solução completa para o gerenciamento de armazenamento heterogêneo on-line.

Leia mais

Cloud Computing. Andrêza Leite. andreza.lba@gmail.com

Cloud Computing. Andrêza Leite. andreza.lba@gmail.com Cloud Computing Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Roteiro O que é cloud computing? Classificação O que está 'por traz' da cloud? Exemplos Como montar a sua? O que é cloud computing? Cloud Computing O

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PGFN Departamento de Gestão Corporativa - DGC Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação - CTI CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Infraestrutura

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Cloud Server Pro. www.locaweb.com.br 1

PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Cloud Server Pro. www.locaweb.com.br 1 PROPOSTA COMERCIAL Produto: Cloud Server Pro www.locaweb.com.br 1 Sumário SOBRE A LOCAWEB 3 INFRAESTRUTURA DO DATA CENTER 4 SOLUÇÕES PROPOSTAS 5 BENEFÍCIOS DO CLOUD SERVER PRO LOCAWEB 6 SISTEMAS OPERACIONAIS

Leia mais

SOLUÇÃO DE STORAGE PROJETO X86 ARMAZENAMENTO. 1.2 Para efeito de cálculo do volume total em TB deverá ser considerado que 1KB = 1024 bytes.

SOLUÇÃO DE STORAGE PROJETO X86 ARMAZENAMENTO. 1.2 Para efeito de cálculo do volume total em TB deverá ser considerado que 1KB = 1024 bytes. SOLUÇÃO DE STORAGE PROJETO X86 ARMAZENAMENTO Características Técnicas: 1.1 Deverá ser ofertada Solução de Storage com capacidade mínima de 100 TB (cem Terabyte) líquido, sendo 80TB (oitenta Terabytes)

Leia mais

Recuperação de desastres entre sites da Microsoft

Recuperação de desastres entre sites da Microsoft Recuperação de desastres entre sites da Microsoft Soluções Soluções completas utilizando o Clustering Failover do Windows Server 2008, Hyper-V e Soluções de replicação de dados de parceiros Publicado:

Leia mais

ARQUITETURA TRADICIONAL

ARQUITETURA TRADICIONAL INTRODUÇÃO Atualmente no universo corporativo, a necessidade constante de gestores de tomar decisões cruciais para os bons negócios das empresas, faz da informação seu bem mais precioso. Nos dias de hoje,

Leia mais

Parceiro Oficial de Soluções Zabbix no Brasil

Parceiro Oficial de Soluções Zabbix no Brasil Apresentação A Vantage TI conta uma estrutura completa para atender empresas de todos os segmentos e portes, nacionais e internacionais. Nossos profissionais dedicam-se ao desenvolvimento e criação de

Leia mais

Winconnection 6. Internet Gateway

Winconnection 6. Internet Gateway Winconnection 6 Internet Gateway Descrição Geral O Winconnection 6 é um gateway de acesso à internet desenvolvido dentro da filosofia UTM (Unified Threat Management). Assim centraliza as configurações

Leia mais

NetMRI. Reduzir riscos e melhorar a eficiência da área de TI através de Configuração de rede automática e Gestão de mudança(s)

NetMRI. Reduzir riscos e melhorar a eficiência da área de TI através de Configuração de rede automática e Gestão de mudança(s) Benefícios para os Negócios Detecte e automatize mudanças de rede, e veja quem mudou o que, quando e onde, e monitore qual o impacto na condição e estabilidade da rede. Reduza as suposições com total descoberta,

Leia mais

CA Access Control for Virtual Environments

CA Access Control for Virtual Environments PERGUNTAS FREQUENTES for Virtual Environments Outubro de 2011 Dez principais perguntas 1. O que é o for Virtual Environments?... 2 2. Quais são os principais benefícios do for Virtual Environments?...

Leia mais

Microsoft Azure. Softmanager Soluções em TI. ModernBiz

Microsoft Azure. Softmanager Soluções em TI. ModernBiz Microsoft Azure Softmanager Soluções em TI ModernBiz Programação ModernBiz: seu caminho para a empresa moderna Visão geral do Microsoft Azure Principais soluções de negócios Hospede seus aplicativos na

Leia mais

Implantação do Zabbix para monitoramento de infraestrutura

Implantação do Zabbix para monitoramento de infraestrutura Implantação do Zabbix para monitoramento de infraestrutura Raphael Celuppi Curso de Especialização em Redes e Segurança de Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, Setembro 2009 Sumário

Leia mais

Aimetis Symphony. Software de vigilância inteligente por vídeo Gerenciamento de vídeo. Análise de vídeo. Em harmonia. www.aimetis.

Aimetis Symphony. Software de vigilância inteligente por vídeo Gerenciamento de vídeo. Análise de vídeo. Em harmonia. www.aimetis. Aimetis Symphony Software de vigilância inteligente por vídeo Gerenciamento de vídeo. Análise de vídeo. Em harmonia. www.aimetis.com Vigilância com vida útil prolongada Migre do CCTV analógico para vigilância

Leia mais

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView Sistema de Gerenciamento DmView O DmView é o Sistema de Gerência desenvolvido para supervisionar e configurar os equipamentos DATACOM, disponibilizando funções para gerência de supervisão, falhas, configuração,

Leia mais

A partir do XMon é possível:

A partir do XMon é possível: Monitoramento XMon É uma ferramenta para gerenciar o seu ambiente de TI de forma centralizada e constante, obtendo informações precisas da performance de todos os seus ativos e previna possíveis problemas

Leia mais

O EMC XTREMCACHE ACELERA O ORACLE

O EMC XTREMCACHE ACELERA O ORACLE White paper O EMC XTREMCACHE ACELERA O ORACLE EMC XtremSF, EMC XtremCache, EMC VNX, EMC FAST Suite, Oracle Database 11g O XtremCache estende o flash ao servidor O FAST Suite automatiza a inserção do armazenamento

Leia mais

Requisitos técnicos dos produtos Thema

Requisitos técnicos dos produtos Thema Requisitos técnicos dos produtos Thema 1 Sumário 2 Apresentação...3 3 Servidor de banco de dados Oracle...4 4 Servidor de aplicação Linux...4 5 Servidor de terminal service para acessos...4 6 Servidor

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul 1 ANEXO VII QUADRO DE QUANTITATIVOS E ESPECIFICAÇÕES DOS ITENS Item Produto Quantidade 1 Aparelhos IP, com 2 canais Sip, visor e teclas avançadas, 2 70 portas LAN 10/100 2 Servidor com HD 500G 4 GB memória

Leia mais

Características Básicas de Sistemas Distribuídos

Características Básicas de Sistemas Distribuídos Motivação Crescente dependência dos usuários aos sistemas: necessidade de partilhar dados e recursos entre utilizadores; porque os recursos estão naturalmente em máquinas diferentes. Demanda computacional

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 1 Conceitos da Computação em Nuvem A computação em nuvem ou cloud computing

Leia mais

Kaspersky Endpoint Security e o gerenciamento. Migração e novidades

Kaspersky Endpoint Security e o gerenciamento. Migração e novidades Kaspersky Endpoint Security e o gerenciamento. Migração e novidades Treinamento técnico KL 202.10 Treinamento técnico KL 202.10 Kaspersky Endpoint Security e o gerenciamento. Migração e novidades Migração

Leia mais

NUVEM NO DNA COM A. pág. 8 NASCIDO PARA NUVEM. FUTURO Sistema operacional vai além da virtualização convencional dos recursos dos servidores

NUVEM NO DNA COM A. pág. 8 NASCIDO PARA NUVEM. FUTURO Sistema operacional vai além da virtualização convencional dos recursos dos servidores NASCIDO PARA NUVEM. INFORME PUBLICITÁRIO Windows Server 2012 março de 2013 COM A NUVEM NO DNA WINDOWS SERVER 2012 É A RESPOSTA DA MICROSOFT PARA O NOVO CENÁRIO DOS DATACENTERS pág. 4 FUTURO Sistema operacional

Leia mais

O Datacenter Virtualizado e Definido por Software. Thiago Bessa Senior Systems Engineer tbessa@vmware.com

O Datacenter Virtualizado e Definido por Software. Thiago Bessa Senior Systems Engineer tbessa@vmware.com O Datacenter Virtualizado e Definido por Software Thiago Bessa Senior Systems Engineer tbessa@vmware.com Desafios de uma nova era Eras da tecnologia de TI Mainframe Cliente-servidor Nuvem-móvel Expectativas

Leia mais

EMC DATA DOMAIN OPERATING SYSTEM

EMC DATA DOMAIN OPERATING SYSTEM EMC DATA DOMAIN OPERATING SYSTEM Potencializando o armazenamento de proteção da EMC PRINCÍPIOS BÁSICOS Desduplicação dimensionável e de alta velocidade Desempenho de até 58,7 TB/h Reduz de 10 a 30 vezes

Leia mais

Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012

Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012 Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012 Apresentação Portfólio de Serviços e Produtos da WebMaster Soluções. Com ele colocamos à sua disposição a Tecnologia que podemos implementar em sua empresa.

Leia mais

Nova solução da VMware: vsphere with Operations Management (vsom)

Nova solução da VMware: vsphere with Operations Management (vsom) Nova solução da VMware: with Operations Management (vsom) Tiago Baeta System Manager Brazil 2013 VMware Inc. All rights reserved Objetivos desta sessão Conhecer a oferta mais recente da VMware, o VMware

Leia mais

Seja dentro da empresa ou na nuvem

Seja dentro da empresa ou na nuvem Arquitetura de próxima geração para recuperação garantida Seja dentro da empresa ou na nuvem PROVEDORES DE SERVIÇOS GERENCIADOS RESUMO DA SOLUÇÃO A plataforma de serviços Assured Recovery O mundo da proteção

Leia mais

Guia de vendas Windows Server 2012 R2

Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Por que Windows Server 2012 R2? O que é um servidor? Mais do que um computador que gerencia programas ou sistemas de uma empresa, o papel de um servidor é fazer com

Leia mais

Informe técnico: Virtualização de endpoints Symantec Endpoint Virtualization Suite Otimização dinâmica do espaço de trabalho

Informe técnico: Virtualização de endpoints Symantec Endpoint Virtualization Suite Otimização dinâmica do espaço de trabalho Informe técnico: Virtualização de endpoints Otimização dinâmica do espaço de trabalho Visão geral O é uma solução poderosa e flexível com foco na produtividade do usuário, independentemente dos equipamentos,

Leia mais

Aker Security Solutions

Aker Security Solutions Portfólio de Soluções Cybernet Computadores e Sistemas Ltda Agenda Um pouco sobre a Aker Aker Security Suite Aker Firewall Aker Secure Mail Gateway Aker Web Gateway Aker Monitoring Service Sobre a empresa

Leia mais

CATÁLOGO AUTOMATIZADO DE AUTOATENDIMENTO SOBRE SISTEMAS VBLOCK COM A CA TECHNOLOGIES

CATÁLOGO AUTOMATIZADO DE AUTOATENDIMENTO SOBRE SISTEMAS VBLOCK COM A CA TECHNOLOGIES VCE Word Template Sumário CATÁLOGO AUTOMATIZADO DE AUTOATENDIMENTO SOBRE SISTEMAS VBLOCK COM A CA TECHNOLOGIES Agosto de 2012 VCE: Autores da solução Maureen DeSena: Arquiteta de solução Peter Moon: Arquiteto

Leia mais