CONSERVAÇÃO DE ROTINA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONSERVAÇÃO DE ROTINA"

Transcrição

1 CONSERVAÇÃO DE ROTINA PARTE 3 Engº Pery C. G. de Castro Revisado em setembro/ CONSERVAÇÃO DE ROTINA Visa corrigir os defeitos que surgem no pavimento. Em alguns tipos de defeitos é possível dar duas soluções: uma definitiva e outro provisória, caso em que o defeito retorna. Todos os defeitos são reunidos: a)defeitos estruturais b) Defeitos associados à segurança e conforto do usuário Instabilidade Trincas Desagregação Deformações superficiais Superfícies derrapantes (úmidas) Sulcos Depressões Espelhamento Exsudação 2 1

2 INSTABILIDADE A instabilidade depende de 3 fatores: agregado / asfalto / vazios de ar que podem atuar isoladamente ou em conjunto. Solução temporária Solução permanente 3 INSTABILIDADE ALTERNATIVA A : para corrugações, ondulações e sulcos 1) Remoção dos ressaltos e superfícies elevadas por meio de, fresagem, patrolagem ou manual 2) Cobrir toda a superfície com uma camada de mistura asfáltica ALTERNATIVA B : para corrugações em camadas com 5cm ou menos de espessura - Aplainar a superfície com heater planer 4 2

3 INSTABILIDADE SOLUÇÃO PERMANENTE: corrugações, ondulações e sulcos 1) Remoção da camada asfáltica instável 2) Substituição a) Reciclagem b) Mistura nova estável 3) No caso das ondulações ocorridas com tratamentos superficiais: - Escarificar o revestimento e a base na espessura de 10cm, misturá-los e, compactar esta mistura; e - Colocar novo revestimento 5 TRINCAS São descontinuidades na forma de pequenas fendas que ocorrem em parte ou em toda espessura da camada. Há vários tipos e muitas causas, estruturais ou não: Trincas tipo couro de jacaré Trincas de escorregamento Trincas de bordo Trincas de alargamento Trincas longitudinais Trincas de reflexão Trincas de contração Trincas devido ao asfalto endurecido 6 3

4 TRINCAS COURO DE JACARÉ Resulta da fadiga do pavimento Solução permanente ou definitiva Solução provisória 7 TRINCAS COURO DE JACARÉ SOLUÇÃO PERMANENTE A) Recapeamento com espessura tal que reduza as deformações elásticas superficiais a um nível compatível com a camada, para áreas extensas. B) Remoção da estrutura do pavimento até e incluindo a camada responsável pelo defeito (para pequenas áreas). 8 4

5 TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO PERMANENTE OU DEFINITIVA - pequenas áreas a) Remoção do pavimento na área problema b) Pintura das faces verticais c) Estrutura de reposição sugerida d) Aplicação de uma pintura de imprimação e) Espalhamento e reguado da superfície do revestimento f) Compactação 9 PARA VÁRIOS TIPOS DE DEFEITOS TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO PERMANENTE OU DEFINITIVA - pequenas áreas Remoção da área trincada num formato de retângulo ou quadrado, cortando as bordas verticalmente e deixando sem material solto. 10 5

6 Espessura de escavação 70cm PARA VÁRIOS TIPOS DE DEFEITOS TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO PERMANENTE OU DEFINITIVA - pequenas áreas Imprimar as superfícies verticais com uma pintura asfáltica usando asfalto de cura rápida CR ou emulsão asfáltica RR. 11 TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO PERMANENTE OU DEFINITIVA Estrutura sugerida 0 10cm Mistura Asfáltica (concreto asfáltico) Base Granular 30cm Areia grossa ou base granular Fundo 12 6

7 TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO PERMANENTE OU DEFINITIVA - pequenas áreas Sobre a superfície da camada de base aplicar uma pintura asfáltica (imprimação) com aproximadamente 1,5l de CM 30 ou RC TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO PERMANENTE OU DEFINITIVA ESCAVAÇÃO e s = 1,25 e c RÉGUA MISTURA ASFÁLTICA ESPALHADA e c = ESPESSURA COMPACTADA DA MISTURA ASFÁLTICA 14 7

8 Para trincas maiores que 3mm TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO PERMANENTE OU DEFINITIVA Compactação do revestimento 15 TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO TEMPORÁRIA: visa a manter o pavimento com pouca conserva e em bom estado, por vários meses. A REMENDOS FINOS 1) Abertura valeta 2 x 4 cm 2) Fechamento das trincas com massa asfáltica 3) Compactação 4) Pintura de ligação 5) Espalhamento da massa asfáltica granulometria fina 6) Compactação B TRATAMENTO SUPERFICIAL (Capa selante) 1) Limpeza da área 2) Aplicação de asfalto líquido 3) Distribuição do agregado com tamanho de 6 a 12mm 4) Rolagem 5) Entrega ao tráfego C LAMA ASFÁLTICA 16 8

9 TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO TEMPORÁRA: remendo fino (pequenas áreas) Abrir valeta estreita e rasa (4 x 2cm), formando um quadrado, ou retângulo, abrangendo toda a área trincada. 17 TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO TEMPORÁRIA Colocar um pouco de massa asfáltica de granulometria fina sobre a área trincada; deslocar com vassourão a massa para que ela penetre nas trincas. 18 9

10 TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO TEMPORÁRIA Compactar a mistura com placa, ou rolo vibratório, para encher as trincas. 19 TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO TEMPORÁRIA: remendo fino Aplicar uma pintura de ligação com CR ou RR na taxa de 0,5l/m

11 TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO TEMPORÁRIA: remendo fino Colocação da massa asfáltica a quente, com pequena espessura, em toda a área e na valeta circundante eliminando as partículas maiores com ancinho. 21 TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO TEMPORÁRIA: remendo fino Compactação do remendo

12 TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO TEMPORÁRIA; tratamento superficial (áreas pequenas e juntas) a) Limpeza da superfície e juntas com vassourão; e b) Aplique uma pintura com RR ou RM numa taxa que depende do nível de trincamento, com objetivo de penetrar nas juntas. 23 TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO TEMPORÁRIA: tratamento superficial ASFALTO LÍQUIDO CAMADA CAP CAMADA TRINCA A importância de aplicar asfalto líquido é encher as trincas e colar os fragmentos de revestimento

13 TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO TEMPORÁRIA: tratamento superficial Aplicação do agregado com tamanho entre 6 e 2mm logo após a aplicação do asfalto. 25 TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO PERMANENTE OU DEFINITIVA Rolagem do agregado com rolo liso ou de pneus 26 13

14 TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO TEMPORÁRIA: tratamento superficial Evitar tráfego em cima do remendo até a cura total do asfalto. 27 TRINCAS COURO DE JACARÉ - (Fadiga) SOLUÇÃO TEMPORÁRIA : Lama asfáltica. Deve ser executada com os cuidados vistos na execução da lama asfáltica

15 VÁRIOS TIPOS DE TRINCAS O mesmo tratamento é aplicado aos seguintes tipos de trincas: Considerar: Trincas de bordo Trincas de alargamento de pista Trincas de junta longitudinal Trincas de reflexão Trincas resultantes de asfalto endurecido a) largura das trincas maiores que 3mm b) largura das trincas menores que 3mm 29 VÁRIOS TIPOS DE TRINCAS Com largura 3mm 1) Limpeza Tem por objetivo remover as partículas sólidas do interior da trinca. É feita com vassouras e as vezes com emprego de ar comprimido

16 VÁRIOS TIPOS DE TRINCAS Com largura 3mm 2) Enchimento da junta, ou trinca com emulsão asfáltica RL ou RM, 31 usando regador de bico fino. VÁRIOS TIPOS DE TRINCAS Com largura 3mm 2) Enchimento da trinca aplicando asfalto sob pressão

17 VÁRIOS TIPOS DE TRINCAS Com largura 3mm 3) Espalhamento e compressão do asfalto ao longo da junta com rodo em formato de U. 33 VÁRIOS TIPOS DE TRINCAS Com largura 3mm 4) Cobertura do asfalto aplicado na junta com agregado espalhado manualmente

18 VÁRIOS TIPOS DE TRINCAS Com largura < 3mm É o mesmo processo visto para trincas com largura maior que 3mm. Nas trincas estreitas é difícil o asfalto penetrar nelas; por isto se usa uma emulsão asfáltica RM ou RL diluídas em água na proporção de 1:1 35 TRINCAS DE ESCORREGAMENTO a) Corte do revestimento b) Remoção do revestimento e limpeza da área c) Aplicação da pintura de ligação d) Reenchimento com mistura asfáltica e) Reguagem da massa f) Compactação 36 18

19 TRINCAS DE ESCORREGAMENTO Ocorre em áreas restritas e com revestimentos finos. 1) Remover a área trincada no formato retangular, ou quadrado, fazendo nas bordas um corte vertical sem deixar partículas soltas. 37 TRINCAS DE ESCORREGAMENTO 2) Varrer a superfície onde será aplicado o remendo 38 19

20 TRINCAS DE ESCORREGAMENTO 3) Aplicação, na superfície e bordas, de uma pintura de ligação com asfalto CR 70 ou emulsão RR numa taxa de 0,5l/m TRINCAS DE ESCORREGAMENTO 4) Colocação da mistura asfáltica à quente

21 TRINCAS DE ESCORREGAMENTO 5) Emparelhamento da superfície da mistura asfáltica. 41 TRINCAS DE ESCORREGAMENTO 6) Compactação do remendo 42 21

22 TRINCAS DE CONTRAÇÃO a) Remover todo o material solto da trinca e da superfície circundante do pavimento com vassouras; b) Umedecer as faces das trincas e superfície adjacente do pavimento c) Aplicar pintura de ligação com emulsão diluída em partes iguais com água. A taxa de emulsão depende do nível do trincamento; d) Espalhar lama asfáltica com agregado fino, nas trincas, com rodo; e e) Complete após a ruptura da emulsão, aplicando sobre toda a superfície lama asfáltica ou tratamento superficial 43 DESAGREGAÇÃO Remoção das partículas do revestimento asfáltico ou pavimento. Apresenta três tipos: Desagregação superficial Desagregação em linhas paralelas Panelas 44 22

23 DESAGREGAÇÃO Desgaste ou desagregação superficial A) Superfície sem aspereza ou sem irregularidades 1 - Limpeza 2 Tratamento superficial ou lama asfáltica B) Superfície áspera e irregular 1 - Limpeza 2 - Pintura de ligação 3 - Recapeamento fino 45 DESAGREGAÇÃO Em linhas paralelas a) Se forem áreas pequenas : remendar b) Se forem áreas extensas: 1) Escarificar 10cm 2) Misturar revestimento/ base 3) Compactar 4) Novo tratamento superficial 46 23

24 DESAGREGAÇÃO - Panelas a) Reparo permanente (1) Remoção das partes soltas em formato retangular ou quadrado; (2) Pintura do fundo e paredes com RR ou CR; (3) Enchimento com mistura asfáltica a quente e espalhamento; e (4) Compactação. b) Reparo emergencial (1) Limpar e secar o local; (2) Pintura de ligação; (3) Colocação da mistura; e (4) Compactação. 47 DESAGREGAÇÃO - Panelas Reparo permanente 48 24

25 DESAGREGAÇÃO - Panelas Reparo emergencial 1) Limpeza 49 DESAGREGAÇÃO - Panelas Reparo emergencial 2) Pintura de ligação 3) Colocação da mistura 50 25

26 4) Compactação DESAGREGAÇÃO - Panelas Reparo emergencial 51 DEFEITOS ASSOCIADOS AO CONFORTO E À SEGURANÇA DEFORMAÇÕES SUPERFICIAIS: Depressões 1) Definir a área da depressão; 2) Rebaixo de 2 a 3cm no limite da área. Esta etapa é eliminada no caso de usar micro revestimento; 3) Limpeza da área para remover o pó e partículas soltas.; 4) Aplicar na área e bordas uma pintura asfáltica com emulsão RR na taxa de 0,5l/m 2; 5) Distribuir e emparelhar a mistura asfáltica considerando a redução da espessura pela compactação; 6) Compactação da mistura; e 7) Na área corrigida aplicar uma pintura asfáltica na taxa de 1l/m 2 e cobrir com agregado

27 DEFEITOS ASSOCIADOS AO CONFORTO E À SEGURANÇA DEFORMAÇÕES SUPERFICIAIS: Depressões Esquema de conservação Limite da depressão Superfície deformada rebaixo 53 DEFORMAÇÕES SUPERFICIAIS: Depressões DEFEITOS ASSOCIADOS AO CONFORTO E À SEGURANÇA Esquema de conservação 54 27

28 DEFEITOS ASSOCIADOS AO CONFORTO E À SEGURANÇA DEFORMAÇÕES SUPERFICIAIS: Depressões Esquema de conservação 55 DEFEITOS ASSOCIADOS AO CONFORTO E À SEGURANÇA DEFORMAÇÕES SUPERFICIAIS: Ressaltos Remover os ressaltos por frezagem, patrolagem, ou manualmente, e, aplicar um tratamento adequado à superfície resultante

29 DEFEITOS ASSOCIADOS AO CONFORTO E À SEGURANÇA SUPERFÍCIES DERRAPANTES QUANDO ÚMIDAS DEFEITOS: Espelhamento e exsudação PROCESSO A 1) Aplicar camada de agregado uniforme a 180ºC 2) Rolagem 3) Remoção do excesso do agregado 4) Se necessário, aplicar um tratamento superficial PROCESSO B 1) Remover película superficial do asfalto usando heater planer 2) Aplicar um tratamento superficial ou recapeamento com massa asfáltica PROCESSO C 1) Espalhar camada de pré misturado aberto a quente 2) Rolagem 3) Cobertura com tratamento superficial, lama asfáltica ou concreto asfáltico. 57 DEFEITOS ASSOCIADOS AO CONFORTO E À SEGURANÇA SUPERFÍCIES DERRAPANTES QUANDO ÚMIDAS DEFEITOS: Espelhamento e exsudação Remoção do excesso de asfalto com heater - planer 58 29

30 EQUIPAMENTOS NORMALMENTE EMPREGADOS NA CONSERVAÇÃO 1) Caldeira rebocável para aquecimento e aplicação do asfalto 2) Distribuidor de asfalto rebocável 3) Placa vibratória manual 4) Rolo vibratório manual 5) Frezadora manual 59 CALDEIRA PARA AQUECIMENTO E APLICAÇÃO MANUAL DO ASFALTO 60 30

31 DISTRIBUIDOR DE ASFALTO REBOCÁVEL 61 PLACA VIBRATÓRIA 62 31

32 ROLO VIBRATÓRIO MANUAL

33 FRESADORA MANUAL 65 33

REMENDO SUPERFICIAL (RECOMPOSIÇÃO LOCALIZADA DE REVESTIMENTO BETUMINOSO)

REMENDO SUPERFICIAL (RECOMPOSIÇÃO LOCALIZADA DE REVESTIMENTO BETUMINOSO) 1 / 6 REMENDO SUPERFICIAL (RECOMPOSIÇÃO LOCALIZADA DE REVESTIMENTO BETUMINOSO) 1. DEFINIÇÃO O Remendo Superficial é um serviço que se destina a restaurar a camada de revestimento asfáltico, em pontos isolados

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. * escavação dos materiais constituintes do terreno natural até o greide de terraplenagem indicado no projeto;

MEMORIAL DESCRITIVO. * escavação dos materiais constituintes do terreno natural até o greide de terraplenagem indicado no projeto; MEMORIAL DESCRITIVO Município: Piratini/RS Local da obra: Rua 24 de Maio, Rua Princesa Isabel e Rua Rui Ramos. Área total: 12.057,36 m² 1) Introdução: O presente Memorial Descritivo tem por finalidade

Leia mais

RECUPERAÇÃO ASFÁLTICA DOS ACESSOS INTERNOS MEMORIAL DESCRITIVO

RECUPERAÇÃO ASFÁLTICA DOS ACESSOS INTERNOS MEMORIAL DESCRITIVO RECUPERAÇÃO ASFÁLTICA DOS ACESSOS INTERNOS MEMORIAL DESCRITIVO Concórdia, dezembro de 2008 1 - APRESENTAÇÃO Este projeto refere-se à recuperação da pavimentação asfáltica em CAUQ (Concreto Asfáltico Usinado

Leia mais

DEFEITOS, AVALIAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE PAVIMENTOS ASFÁLTICOS

DEFEITOS, AVALIAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE PAVIMENTOS ASFÁLTICOS DEFEITOS, AVALIAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE PAVIMENTOS ASFÁLTICOS DEFEITOS DE SUPERFÍCIE DE PAVIMENTOS ASFÁLTICOS Defeitos de superfície Os defeitos de superfície são os danos ou deteriorações na superfície dos

Leia mais

Prefeitura Municipal de Tramandaí / RS MEMORIAL DESCRITIVO. MUNICÍPIO: Tramandaí / RS RUAS DE PERFILAGEM SOBRE CALÇAMENTO IRREGULAR

Prefeitura Municipal de Tramandaí / RS MEMORIAL DESCRITIVO. MUNICÍPIO: Tramandaí / RS RUAS DE PERFILAGEM SOBRE CALÇAMENTO IRREGULAR MEMORIAL DESCRITIVO MUNICÍPIO: Tramandaí / RS RUAS DE PERFILAGEM SOBRE CALÇAMENTO IRREGULAR Local: Diversas Ruas Introdução: O presente Memorial Descritivo tem por finalidade expor de maneira detalhada

Leia mais

13 o Encontro Técnico DER-PR

13 o Encontro Técnico DER-PR 13 o Encontro Técnico DER-PR Imprimaduras Impermeabilizante e Ligante Osvaldo Tuchumantel Jr. Imprimadura ato ou efe ito de imprima r Impermeabilizante - Aplicação uniforme de material betuminoso sobre

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO BASE DE SOLO-CIMENTO Grupo de Serviço PAVIMENTAÇÃO Código DERBA-ES-P-07/01 1. OBJETIVO Esta especificação de serviço define os critérios que orientam a execução de base de solo-cimento,

Leia mais

/ RS MEMORIAL DESCRITIVO MUNICÍPIO:

/ RS MEMORIAL DESCRITIVO MUNICÍPIO: MEMORIAL DESCRITIVO MUNICÍPIO: Tramandaí / RS RUAS DE PERFILAGEM E CAPEAMENTO ASFÁLTICO Local: Diversas Ruas Introdução: O presente Memorial Descritivo tem por finalidade expor de maneira detalhada as

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Projeto: Capeamento asfáltico Município: Fontoura Xavier / RS

MEMORIAL DESCRITIVO. Projeto: Capeamento asfáltico Município: Fontoura Xavier / RS ANEXO IV MEMORIAL DESCRITIVO Projeto: Capeamento asfáltico Município: Fontoura Xavier / RS Local: Rua Pedro Azelin da Silva Trecho: Entre a Rua 09 de Julho e a Rua Ernesto Ferreira Maia Área: TRECHO 01:

Leia mais

Pavimentação - base de macadame hidráulico

Pavimentação - base de macadame hidráulico MT DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESTRADAS DE RODAGEM DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO IPR DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA Rodovia Presidente Dutra km 163 Centro Rodoviário, Parada de Lucas Rio de

Leia mais

APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM COMO CAMADA ANTI-PROPAGAÇÃO DE TRINCAS NA RODOVIA-386 TRECHO TABAÍ-CANOAS

APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM COMO CAMADA ANTI-PROPAGAÇÃO DE TRINCAS NA RODOVIA-386 TRECHO TABAÍ-CANOAS APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM COMO CAMADA ANTI-PROPAGAÇÃO DE TRINCAS NA RODOVIA-386 TRECHO TABAÍ-CANOAS Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Colaboração: Eng. Fernando Spinelli Alves AGOSTO 1997

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: Recapagem Asfáltica contrato 1018.097-09 - 2014. Responsável Técnico: Eng. Luciano Bernardon

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: Recapagem Asfáltica contrato 1018.097-09 - 2014. Responsável Técnico: Eng. Luciano Bernardon MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Recapagem Asfáltica contrato 1018.097-09 - 2014 Município: ESTAÇÃO/RS Responsável Técnico: Eng. Luciano Bernardon INTRODUÇÃO Tem este Memorial Descritivo por finalidade orientar

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: pavimentação asfáltica. Município: QUINZE DE NOVEMBRO

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: pavimentação asfáltica. Município: QUINZE DE NOVEMBRO MEMORIAL DESCRITIVO Obra: pavimentação asfáltica Município: QUINZE DE NOVEMBRO 1 - INTRODUÇÃO Tem este por finalidade orientar e especificar a execução dos serviços e empregos dos materiais que farão parte

Leia mais

PRÉ MISTURADOS. À FRIO (P.M.Fs) 15/06/02 Departamento Técnico

PRÉ MISTURADOS. À FRIO (P.M.Fs) 15/06/02 Departamento Técnico PRÉ MISTURADOS À FRIO (P.M.Fs) 15/06/02 Departamento Técnico Conteúdo Definição Usos Características da técnica Materiais: ligantes asfálticos/agregados Tipos de PMF s Composição da mistura Faixas granulométricas:

Leia mais

MEMÓRIA DE CALCULO E ESP.TECNICAS

MEMÓRIA DE CALCULO E ESP.TECNICAS MEMÓRIA DE CALCULO E ESP.TECNICAS 1 - INTRODUÇÃO Tem este por finalidade orientar e especificar a execução dos serviços e empregos dos materiais que farão parte das obras de Pavimentação Asfáltica de 3.511,00m

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCÉLIA Avenida Brasil, 1101 Centro CEP 17780-000 - Lucélia Estado de São Paulo Telefone (18) 3551-9200 pmluce@terra.com.

PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCÉLIA Avenida Brasil, 1101 Centro CEP 17780-000 - Lucélia Estado de São Paulo Telefone (18) 3551-9200 pmluce@terra.com. MEMORIAL DESCRITIVO Obra: RECAPEAMENTO ASFÁLTICO TIPO (C.B.U.Q.). Município: Lucélia S.P. Local: (RUA ARARAQUARA), Trecho entre a Rua Manoel Rodrigues e Rua Nemetala Audi. ÁREA = (7,00 m x 83,29 m) = 583,03

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES OBRA: ESTACIONAMENTOS DO COMPLEXO MULTIEVENTOS E CAMPUS DE JUAZEIRO CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES 1/5 PISOS EXTERNOS Pavimentação em Piso Intertravado de Concreto Conforme delimitado

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ÁGUA E ESGOTO DE BAGÉ DEPARTAMENTO DE PROJETOS MEMORIAL DESCRITIVO

DEPARTAMENTO DE ÁGUA E ESGOTO DE BAGÉ DEPARTAMENTO DE PROJETOS MEMORIAL DESCRITIVO DEPARTAMENTO DE ÁGUA E ESGOTO DE BAGÉ DEPARTAMENTO DE PROJETOS MEMORIAL DESCRITIVO REPAVIMENTAÇÃO EM PAVIMENTOS COM PEDRA IRREGULAR, PARALELEPÍPEDO, BLOCOS DE CONCRETO E CBUQ. 2015 APRESENTAÇÃO Trata o

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO AREIA ASFALTO A FRIO Grupo de Serviço PAVIMENTAÇÃO Código DERBA-ES-P-16/01 1. OBJETIVO Esta especificação de serviço define os critérios que orientam a execução de areia asfalto

Leia mais

DER/PR ES-P 31/05 PAVIMENTAÇÃO: FRESAGEM À FRIO

DER/PR ES-P 31/05 PAVIMENTAÇÃO: FRESAGEM À FRIO PAVIMENTAÇÃO: FRESAGEM À FRIO Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná - DER/PR Avenida Iguaçu 420 CEP 80230 902 Curitiba Paraná Fone (41) 3304 8000 Fax (41) 3304 8130 www.pr.gov.br/transportes

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO Pavimentação Asfáltica

MEMORIAL DESCRITIVO Pavimentação Asfáltica PREFEITURA MUNICIPAL DE GALVÃO ESTADO DE SANTA CATARINA MEMORIAL DESCRITIVO Pavimentação Asfáltica Rua Manoel Lustosa Martins Julho 2015 MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Execução de pavimentação asfáltica sobre

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA PROPONENTE: PREFEITURA PALMITINHO

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA PROPONENTE: PREFEITURA PALMITINHO OBRA: PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA PROPONENTE: PREFEITURA PALMITINHO MEMORIAL DESCRITIVO 1.0-OBJETO: O presente memorial tem por finalidade descrever as obras e serviços necessários para execução de Pavimentação

Leia mais

APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NO RECAPEAMENTO DA AVENIDA NOSSA SENHORA DA LUZ CURITIBA PR

APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NO RECAPEAMENTO DA AVENIDA NOSSA SENHORA DA LUZ CURITIBA PR APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NO RECAPEAMENTO DA AVENIDA NOSSA SENHORA DA LUZ CURITIBA PR Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Colaboração: Eng. Ivan Macedo JULHO 1998 Revisado JANEIRO 2011 - Departamento

Leia mais

ANEXO IV MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA BOA VISTA PROJETO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA URBANA

ANEXO IV MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA BOA VISTA PROJETO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA URBANA 1 ANEXO IV MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA BOA VISTA PROJETO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA URBANA LOCALIZAÇÃO: Avenida Jacob Wagner Sobrinho NOVA BOA VISTA / RS JUNHO DE 2013 1 2 1.0 INTRODUÇÃO

Leia mais

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS ES-P12 IMPRIMAÇÃO DOCUMENTO DE CIRCULAÇÃO EXTERNA 1 ÍNDICE PÁG. 1. OBJETO E OBJETIVO... 4 2. DESCRIÇÃO... 4 3. MATERIAIS... 4 3.1 MATERIAIS PARA IMPRIMAÇÃO IMPERMEABILIZANTE...

Leia mais

Os fatores que influem na dosagem das misturas, vinculadas com as propriedades que se busca atingir no conjunto são:

Os fatores que influem na dosagem das misturas, vinculadas com as propriedades que se busca atingir no conjunto são: Misturas Betuminosas As misturas asfálticas constituem sistemas plástico-elásticos cujos componentes tem características, composta de uma fase sólida, que é constituída pelos agregados pétreos de elevado

Leia mais

RECICLAGEM DE PAVIMENTO COM ESPUMA DE ASFALTO

RECICLAGEM DE PAVIMENTO COM ESPUMA DE ASFALTO RECICLAGEM DE PAVIMENTO COM ESPUMA DE ASFALTO Conteúdo Obra de Referência Objetivo Fresagem / Reciclagem O Processo A Execução Consumo de Materiais e Produção Estratégia de Abastecimento da Obra. Conteúdo

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NA RESTAURAÇÃO DO PAVIMENTO FLEXÍVEL DA RAMPA N6 DA PONTE RIO-NITERÓI

UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NA RESTAURAÇÃO DO PAVIMENTO FLEXÍVEL DA RAMPA N6 DA PONTE RIO-NITERÓI UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NA RESTAURAÇÃO DO PAVIMENTO FLEXÍVEL DA RAMPA N6 DA PONTE RIO-NITERÓI Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Colaboração: Eng. Gerson Dias da Cunha Eng. Marcos Galvão

Leia mais

/ RS MEMORIAL DESCRITIVO MUNICÍPIO:

/ RS MEMORIAL DESCRITIVO MUNICÍPIO: MEMORIAL DESCRITIVO MUNICÍPIO: Tramandaí / RS RUAS DE TAPA BURACO E MICROREVESTIMENTO Local: Diversas Ruas Introdução: O presente Memorial Descritivo tem por finalidade expor de maneira detalhada as normas

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO MACADAME SECO Grupo de Serviço PAVIMENTAÇÃO Código DERBA-ES-P-09/01 1. OBJETIVO Esta especificação de serviço define os critérios que orientam a execução de macadame seco em camadas

Leia mais

Pavimentação - imprimação

Pavimentação - imprimação MT - DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESTRADAS DE RODAGEM DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO - IPR DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA Rodovia Presidente Dutra km 163 - Centro Rodoviário, Parada de Lucas

Leia mais

PROJETO BÁSICO DE ENGENHARIA

PROJETO BÁSICO DE ENGENHARIA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE FONTOURA XAVIER SECRETARIA DO PLANEJAMENTO LOCAL: AVENIDA 25 DE ABRIL ASSUNTO: PROJETO DE CAPEAMENTO ASFÁLTICO ÁREA TOTAL: 4.935,75 m² PROJETO BÁSICO

Leia mais

XIV ENCONTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA Universidade de Fortaleza 20 a 24 de outubro de 2014

XIV ENCONTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA Universidade de Fortaleza 20 a 24 de outubro de 2014 XIV ENCONTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA Universidade de Fortaleza 20 a 24 de outubro de 2014 Identificação de Patologias em Pavimentação Asfáltica de Estacionamento do Campus da Unifor. Roberto Macambira

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA C.B.U.Q.

MEMORIAL DESCRITIVO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA C.B.U.Q. MEMORIAL DESCRITIVO DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA C.B.U.Q. Inter.: PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE CATANDUVA. 1. PESQUISA: Os logradouros contemplados com a pavimentação asfáltica deverão ser objeto de análise

Leia mais

SECRETARIA DE OBRAS PROJETO BÁSICO DE ENGENHARIA

SECRETARIA DE OBRAS PROJETO BÁSICO DE ENGENHARIA PREFEITURA MUNICIPAL DE GOIATUBA / GO SECRETARIA DE OBRAS PROJETO BÁSICO DE ENGENHARIA SOLUÇÃO 1 - APLICAÇÃO DE MICRO REVESTIMENTO E EXECUÇÃO DE TAPA BURACO GOIATUBA/GO JULHO/2013 1. INTRODUÇÃO A Prefeitura

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PARA OBRAS DE DRENAGEM PAVIMENTAÇÃO, OBRAS E SINALIZAÇÃO

MEMORIAL DESCRITIVO PARA OBRAS DE DRENAGEM PAVIMENTAÇÃO, OBRAS E SINALIZAÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO PARA OBRAS DE DRENAGEM PAVIMENTAÇÃO, OBRAS E SINALIZAÇÃO GENERALIDADES: O presente memorial tem por objetivo descrever os procedimentos que serão utilizados para a pavimentação asfáltica

Leia mais

ìiit PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA íinizé TRES DE MAIO RESTAURAÇÃO DA TRES DE MAIO. RS DIVERSAS RUAS MEMORIAL DESCRITIVO f l f Anexo I

ìiit PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA íinizé TRES DE MAIO RESTAURAÇÃO DA TRES DE MAIO. RS DIVERSAS RUAS MEMORIAL DESCRITIVO f l f Anexo I FI f l f l. Prefeitura MuniciPalde íinizé TRES DE MAIO ìiit Anexo I MEMORIAL DESCRITIVO RESTAURAÇÃO DA PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA DIVERSAS RUAS ^ TRES DE MAIO. RS Doe órgãos, doe sangue; Sa/ye vidas. Rua Minas

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DE SERVIÇO TRATAMENTO SUPERFICIAL DUPLO ( DAER-ES-P 15/11) CAPA SELANTE ( DAER-ES-P 21/11)

ESPECIFICAÇÕES DE SERVIÇO TRATAMENTO SUPERFICIAL DUPLO ( DAER-ES-P 15/11) CAPA SELANTE ( DAER-ES-P 21/11) SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA DEPARTAMENTO AUTONÔMO DE ESTRADAS DE RODAGEM CENTRO DE PESQUISAS RODOVIÁRIAS SPQ Superintendência de Pesquisas Rodoviárias ESPECIFICAÇÕES DE SERVIÇO TRATAMENTO

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES PARA FRESAGEM DO PAVIMENTO - Página 1 de 1 ESPECIFICAÇÕES PARA FRESAGEM DO PAVIMENTO

ESPECIFICAÇÕES PARA FRESAGEM DO PAVIMENTO - Página 1 de 1 ESPECIFICAÇÕES PARA FRESAGEM DO PAVIMENTO ESPECIFICAÇÕES PARA FRESAGEM DO PAVIMENTO - Página 1 de 1 ESPECIFICAÇÕES PARA FRESAGEM DO PAVIMENTO 1.0 DEFINIÇÃO A fresagem de um pavimento (base ou revestimento) com o emprego de equipamento próprio

Leia mais

Prof. Engº Pery C. G. de Castro. Revisado em outubro de 2009 PARTE - III PROJETO DA MISTURA RECICLADA A QUENTE

Prof. Engº Pery C. G. de Castro. Revisado em outubro de 2009 PARTE - III PROJETO DA MISTURA RECICLADA A QUENTE Prof. Engº Pery C. G. de Castro Revisado em outubro de 2009 PARTE - III PROJETO DA MISTURA RECICLADA A QUENTE 1 ORIENTAÇÃO PARA PROJETO DA MISTURA RECICLADA A QUENTE 1) Definição das porcentagens dos materiais;

Leia mais

ESTRADAS E TRANSPORTES 2

ESTRADAS E TRANSPORTES 2 MANUTENÇÃO DE PAVIMENTOS ESTRADAS E TRANSPORTES 2 Adaptado de Pavimentação Asfáltica Bernucci, L.B., Motta, L.M.G., Ceratti, J.A.P.,Soares, J. B. 1. Conceitos O desempenho adequado do conjunto de camadas

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vera Cruz MEMORIAL DESCRITIVO

Prefeitura Municipal de Vera Cruz MEMORIAL DESCRITIVO Prefeitura Municipal de Vera Cruz MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Infra-estrutura urbana Pavimentação Asfáltica, Micro-drenagem e Sinalização Horizontal/Vertical Município: Vera Cruz/RS Local da obra: Rua São

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAU

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAU PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAU SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO, FAZENDA E PLANEJAMENTO EDITAL N.01/2015 - Contribuição de Melhoria Branco, Lot. Girardi. Notifica os proprietários dos imóveis sobre

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Especificações para pavimentação

MEMORIAL DESCRITIVO. Especificações para pavimentação 1- Condição Geral MEMORIAL DESCRITIVO Especificações para pavimentação 1.1- A presente especificação faz parte integrante do EDITAL completando-o nos seus diversos capítulos. 1.2- Antes do início do trabalho,

Leia mais

ESP- 09/92 IMPRIMAÇÕES BETUMINOSAS

ESP- 09/92 IMPRIMAÇÕES BETUMINOSAS INTRODUÇÃO Especificações de serviços definem os critérios da utilização de imprimações betuminosas em camadas de pavimento, de obras sob a fiscalização da Prefeitura do Município de São Paulo. 1. DESCRIÇÃO

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vera Cruz MEMORIAL DESCRITIVO

Prefeitura Municipal de Vera Cruz MEMORIAL DESCRITIVO Prefeitura Municipal de Vera Cruz MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Infra-estrutura urbana Pavimentação Asfáltica, Micro-drenagem, e Rede água potável. Município: Vera Cruz/RS Local da obra: Rua Cipriano O presente

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES GERAIS PARA OBRAS RODOVIÁRIAS

ESPECIFICAÇÕES GERAIS PARA OBRAS RODOVIÁRIAS 1. DESCRIÇÃO PÁG. 01/17 A reciclagem profunda de pavimento com adição de espuma de asfalto tem como finalidade a obtenção de uma camada de pavimento reciclada, a partir do aproveitamento dos materiais

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES GERAIS PARA OBRAS RODOVIÁRIAS

ESPECIFICAÇÕES GERAIS PARA OBRAS RODOVIÁRIAS 1. DESCRIÇÃO PÁG. 01/14 A reciclagem profunda de pavimento com adição de cimento Portland tem como objeto a obtenção de uma camada de pavimento reciclada, com aproveito dos materiais existentes e introdução

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL

PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL DESCRIÇÃO DO MÉTODO DE EXECUÇÃO: 1. Condições para o início dos serviços A alvenaria deve estar concluída e verificada. As superfícies

Leia mais

É toda modificação na superfície ou na estrutura de um pavimento que altere negativamente seu desempenho

É toda modificação na superfície ou na estrutura de um pavimento que altere negativamente seu desempenho Eng Pery C. G. de Castro Revisado em: agosto 2009 CONCEITO É toda modificação na superfície ou na estrutura de um pavimento que altere negativamente seu desempenho 1 FATORES QUE ATUAM NEGATIVAMENTE SOBRE

Leia mais

OBTENÇÃO E PREPARAÇÃO do RAP e do RAM (*)

OBTENÇÃO E PREPARAÇÃO do RAP e do RAM (*) 38 PARTE IV OBTENÇÃO E PREPARAÇÃO do RAP e do RAM (*) 1. INTRODUÇÃO A reciclagem das camadas do pavimento pode ser executada na pista, ou em usina central ou fixa. Os processos de obtenção dos materiais

Leia mais

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS ES-P23-REPARAÇÃO DE PAVIMENTOS DANIFICADOS POR ABERTURA DE VALAS DOCUMENTO DE CIRCULAÇÃO EXTERNA 1 ÍNDICE PÁG. 1. OBJETO E OBJETIVO...3 2. S...3 3. RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS

Leia mais

Instruções de Instalação Pisos Vinílicos

Instruções de Instalação Pisos Vinílicos Instruções de Instalação Pisos Vinílicos LinhadePisosLaminadosemPVC 2,3mmeClick Recomendações e Responsabilidades Os serviços de colocação devem ser repassados a profissionais instaladores de pisos com

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA:

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: SERVIÇOS INICIAIS, CAPEAMENTO ASFÁLTICO, QUEBRA-MOLA, SINALIZAÇÃO E SERVIÇOS FINAIS E COMPLEMENTARES MUNICÍPIO: ALMIRANTE TAMANDARÉ DO SUL - RS LOCAL: RUA LUIZ GRAEF ÁREA: 427,20

Leia mais

CBUQ Concreto Betuminoso Usinado a Quente

CBUQ Concreto Betuminoso Usinado a Quente ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PROJETO DE (Recapeamento) CBUQ Concreto Betuminoso Usinado a Quente 0,931 KM Rua Paulo Corrêa Lopes (B. São Bernardo) Setor Técnico Autores: Engº. Civil IVAN CESAR DE MELLO PINHEIRO

Leia mais

APLICAÇÃO POLIKOTE 100 REVESTIMENTO EM SUBSTRATO DE CONCRETO

APLICAÇÃO POLIKOTE 100 REVESTIMENTO EM SUBSTRATO DE CONCRETO Sistema da Qualidade Páginas: 1 de 11 APLICAÇÃO POLIKOTE 100 REVESTIMENTO EM SUBSTRATO DE CONCRETO Sistema da Qualidade Páginas: 2 de 11 SUMÁRIO Página 1. OBJETIVO... 03 2. PREPARAÇÃO DAS SUPERFÍCIES...

Leia mais

PROJETO DE ENGENHARIA

PROJETO DE ENGENHARIA PROJETO DE ENGENHARIA Projeto de Recuperação e Pavimentação Asfáltica em diversas ruas da sede do município - Trechos: Café Bangu, Centro 01, Centro 02, e Circuito da Festa de Santana - localizadas na

Leia mais

33 a REUNIÃO ANUAL DE PAVIMENTAÇÃO FLORIANÓPOLIS/SC

33 a REUNIÃO ANUAL DE PAVIMENTAÇÃO FLORIANÓPOLIS/SC 33 a REUNIÃO ANUAL DE PAVIMENTAÇÃO FLORIANÓPOLIS/SC APLICAÇÃO DE RECICLAGEM A FRIO COM ESPUMA DE ASFALTO NA RESTAURAÇÃO DA BR-29 NO TRECHO ENTRE ELDORADO DO SUL E PORTO ALEGRE Marcelo Archanjo Dama 1 Fernando

Leia mais

PAVIMENTOS RODOVIÁRIOS

PAVIMENTOS RODOVIÁRIOS 2.º Seminário Engenharia Rodoviária TECNOLOGIAS DE CONSERVAÇÃO CORRENTE (preservação) DE PAVIMENTOS RODOVIÁRIOS MUNICIPAIS Silvino Capitão Silvino Capitão Prof Coordenador do ISEC (IP Coimbra) SUMÁRIO:

Leia mais

8. MISTURAS ASFÁLTICAS

8. MISTURAS ASFÁLTICAS 8. MISTURAS ASFÁLTICAS CONCEITUAÇÃO Produtos obtidos em usina, a quente ou a frio, envolvendo agregados e ligantes asfálticos, adequadamente. CLASSIFICAÇÃO Pré misturados a quente (PMQ) - Temperatura 121

Leia mais

APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NO RECAPEAMENTO ASFÁLTICO DA AVENIDA ÁGUA VERDE CURITIBA PR

APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NO RECAPEAMENTO ASFÁLTICO DA AVENIDA ÁGUA VERDE CURITIBA PR APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NO RECAPEAMENTO ASFÁLTICO DA AVENIDA ÁGUA VERDE CURITIBA PR Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Colaboração: Eng. André Fanaya SETEMBRO 1997 Revisado JANEIRO 2011-

Leia mais

CONSTRUÇÃO DA SUPERESTRUTURA Tipos de Serviços em Pavimentação

CONSTRUÇÃO DA SUPERESTRUTURA Tipos de Serviços em Pavimentação CONSTRUÇÃO DA SUPERESTRUTURA Tipos de Serviços em Pavimentação IMPRIMAÇÃO (Prime Coat) ADP Bases Granulares - Aumentar coesão superficial - Impermeabilização - Aderência com revestimento ADP: CM-30 e CM-70

Leia mais

PATOLOGIAS DO ASFALTO: PROCESSOS PARA PREVENIR E CORRIGIR DETERIORAÇÕES

PATOLOGIAS DO ASFALTO: PROCESSOS PARA PREVENIR E CORRIGIR DETERIORAÇÕES PATOLOGIAS DO ASFALTO: PROCESSOS PARA PREVENIR E CORRIGIR DETERIORAÇÕES Álvaro Urcelino Diniz Silva - alvaro.urcelino@yahoo.com.br Danielle Stéfany Pereira Nunes - danispnunes@hotmail.com Luciane Ruffato

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONTROLE DE REVISÕES ELABORADO: RODOLFO GASSEN MATRÍCULA: 12.420-61 RÚBRICA: REV. DESCRIÇÃO DATA RESPONSÁVEL MATRÍCULA RUBRICA

TERMO DE REFERÊNCIA CONTROLE DE REVISÕES ELABORADO: RODOLFO GASSEN MATRÍCULA: 12.420-61 RÚBRICA: REV. DESCRIÇÃO DATA RESPONSÁVEL MATRÍCULA RUBRICA TERMO DE REFERÊNCIA CONTROLE DE REVISÕES ELABORADO: RODOLFO GASSEN MATRÍCULA: 12.42061 RÚBRICA: VALIDADO: CLERALNO DE ANDRADE E SILVA MATRÍCULA: 15.58416 RÚBRICA: APROVADO: GERMANO VASCONCELOS ROCHA MATRÍCULA:

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS OBRA: Pavimentação Asfáltica em Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ) sobre revestimento existente. LOCAL: Rua Olímpio Maciel e Rua José Coelho. Fevereiro / 2010 1 SUMÁRIO

Leia mais

DNIT. Pavimentos asfálticos Fresagem a frio Especificação de serviço. Prefácio. Resumo

DNIT. Pavimentos asfálticos Fresagem a frio Especificação de serviço. Prefácio. Resumo DNIT Novembro/2011 NORMA DNIT 159/2011-ES Pavimentos asfálticos Fresagem a frio Especificação de serviço MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES DIRETORIA EXECUTIVA

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE GEOTÊXTIL BIDIM COMO CAMADA ANTI-REFLEXÃO DE TRINCAS NA RESTAURAÇÃO DA RODOVIA BR-392 PELOTAS RS

UTILIZAÇÃO DE GEOTÊXTIL BIDIM COMO CAMADA ANTI-REFLEXÃO DE TRINCAS NA RESTAURAÇÃO DA RODOVIA BR-392 PELOTAS RS UTILIZAÇÃO DE GEOTÊXTIL BIDIM COMO CAMADA ANTI-REFLEXÃO DE TRINCAS NA RESTAURAÇÃO DA RODOVIA BR-392 PELOTAS RS Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Distribuidor: Drenamac Consultoria e Rep. Ltda.

Leia mais

PAVIMENTAÇÃO Conceitos Básicos de Pavimento Definição

PAVIMENTAÇÃO Conceitos Básicos de Pavimento Definição - Conceitos Básicos de PAVIMENTO - Camadas do pavimento - Projeto de Pavimentação - Materiais para pavimentação - Dimensionamento de pavimentos flexíveis - Dimensionamento de pavimentos rígidos - Bases

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA

MEMORIAL DESCRITIVO PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA MEMORIAL DESCRITIVO É OBRIGATÓRIO A EXECUÇÃO DOS ENSAIOS DE CONTROLE TECNOLÓGICO DAS OBRAS DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA, SENDO INDISPENSÁVEL À APRESENTAÇÃO DO LAUDO TÉCNICO DE CONTROLE TECNOLÓGICO E DOS RESULTADOS

Leia mais

Errata Nº 02 Edital Nº 0364/2007-18 CONCORRÊNCIA PÚBLICA

Errata Nº 02 Edital Nº 0364/2007-18 CONCORRÊNCIA PÚBLICA Ministério dos Transportes Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL/DNIT/PI Errata Nº 02 Edital Nº 0364/2007-18 CONCORRÊNCIA PÚBLICA 1 LOTE 01: No QUADRO DE QUANTIDADES,

Leia mais

CAPÍTULO 2 RECICLAGEM DE PAVIMENTOS

CAPÍTULO 2 RECICLAGEM DE PAVIMENTOS CAPÍTULO 2 RECICLAGEM DE PAVIMENTOS 2.1 INTRODUÇÃO A reciclagem, desde o seu aparecimento, tem-se mostrado ao longo dos anos como uma boa alternativa de reabilitação de pavimentos. Têm-se desenvolvido

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NA RESTAURAÇÃO DO PAVIMENTO DA AVENIDA PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS BELO HORIZONTE MG

UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NA RESTAURAÇÃO DO PAVIMENTO DA AVENIDA PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS BELO HORIZONTE MG UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NA RESTAURAÇÃO DO PAVIMENTO DA AVENIDA PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS BELO HORIZONTE MG Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Colaboração: Eng. Leonardo de Carvalho Thimotti

Leia mais

FACULDADE DO VALE DO IPOJUCA - FAVIP ENGENHARIA CIVIL

FACULDADE DO VALE DO IPOJUCA - FAVIP ENGENHARIA CIVIL 1 FACULDADE DO VALE DO IPOJUCA - FAVIP ENGENHARIA CIVIL EXECUÇÃO DE CONCRETO ASFÁLTICO EM OBRAS DE PAVIMENTAÇÃO Vladimir de Souza Amorim Caruaru - 2010 2 FACULDADE DO VALE DO IPOJUCA - FAVIP ENGENHARIA

Leia mais

COMO INSTALAR : MATERIAIS: IMPORTANTE. O contra piso deve estar:

COMO INSTALAR : MATERIAIS: IMPORTANTE. O contra piso deve estar: COMO INSTALAR : Importante para uma perfeita instalação, obter o resultado especificado pela Revitech Pisos e esperado pelo cliente, a utilização das ferramentas corretas. Ferramentas como a desempenadeira,

Leia mais

Produtos Devcon. Guia do Usuário. Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo

Produtos Devcon. Guia do Usuário. Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo 1 Produtos Devcon Guia do Usuário Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo 2 Guia do Usuário Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo Prefácio 3 Preparação da

Leia mais

Revestimento epóxi autonivelante, argamassado e pintura de alta espessura para pisos

Revestimento epóxi autonivelante, argamassado e pintura de alta espessura para pisos Ficha de Produto Edição: 10/01/2014 Identificação n : 02 08 01 02 013 0 000002 Sikafloor -264 Sikafloor -264 Revestimento epóxi autonivelante, argamassado e pintura de alta espessura para pisos Descrição

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO TERRAPLENAGEM REMOÇÃO DE CAMADA SUPERFICIAL (0,20 M)

MEMORIAL DESCRITIVO TERRAPLENAGEM REMOÇÃO DE CAMADA SUPERFICIAL (0,20 M) MEMORIAL DESCRITIVO É OBRIGATÓRIA A APRESENTAÇÃO DE LAUDO TÉCNICO DE CONTROLE TECNOLÓGICO E OS RESULTADOS DOS ENSAIOS REALIZADOS EM CADA ETAPA DOS SERVIÇOS, CONFORME EXIGÊNCIAS DO DNIT Departamento Nacional

Leia mais

Manual do impermeabilizador

Manual do impermeabilizador 1 Manual do impermeabilizador Preparação e aplicação em superfícies cimenticia Índice INTRODUÇÃO PROJETO DE IMPERMEABILIZAÇÃO ESTATÍSTICAS NORMAS TÉCNICAS ELABORAÇÃO DO PROJETO DE IMPERMEABILIZAÇÃO NBR

Leia mais

RESTAURAÇÃO DO PAVIMENTO DA RODOVIA NACIONAL Nº5 E Nº7 COM UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM BUENOS AIRES ARGENTINA

RESTAURAÇÃO DO PAVIMENTO DA RODOVIA NACIONAL Nº5 E Nº7 COM UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM BUENOS AIRES ARGENTINA RESTAURAÇÃO DO PAVIMENTO DA RODOVIA NACIONAL Nº5 E Nº7 COM UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM BUENOS AIRES ARGENTINA Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Colaboração: Arq. Alberto Dal Farra Eng. Luiz

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.1.1 - LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO Os níveis marcados na Planta de Implantação deverão ser rigorosamente obedecidos.

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.1.1 - LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO Os níveis marcados na Planta de Implantação deverão ser rigorosamente obedecidos. MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO : Prefeitura Municipal de Irai OBRA : Construção de ponte em concreto armado de 4,50m de largura x 25,00m de vão total e 5,33m de altura total. LOCAL : Linha Corticeira

Leia mais

DER/PR ES-P 11/05 PAVIMENTAÇÃO: SOLO-CIMENTO E SOLO TRATADO COM CIMENTO

DER/PR ES-P 11/05 PAVIMENTAÇÃO: SOLO-CIMENTO E SOLO TRATADO COM CIMENTO PAVIMENTAÇÃO: SOLO-CIMENTO E SOLO TRATADO COM CIMENTO Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná - DER/PR Avenida Iguaçu 420 CEP 80230 902 Curitiba Paraná Fone (41) 3304 8000 Fax (41) 3304

Leia mais

ANEXO XIV ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ANEXO XIV ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO XIV ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS DE CONSERVAÇÃO EM VIAS PAVIMENTADAS COM REVESTIMENTO ASFÁLTICO, UTILIZANDO CAMINHÃO COM CAÇAMBA TÉRMICA, EM DIVERSOS LOGRADOUROS DO MUNICÍPIO

Leia mais

PAVIMENTAÇÃO ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PADRONIZADOS...

PAVIMENTAÇÃO ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PADRONIZADOS... 1/25 SUMÁRIO OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 11 RETIRADA DE PAVIMENTOS, GUIAS E SARJETAS... 2 12 EXECUÇÃO DE PAVIMENTOS, GUIAS E SARJETAS... 3 13 RECOMPOSIÇÃO DE

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO. Primeira linha em impermeabilizante acrílico. Rua Moisés Marx nº. 494 Vila Aricanduva, SP CEP 03507-000 -Fone / Fax : (11) 6191-2442

BOLETIM TÉCNICO. Primeira linha em impermeabilizante acrílico. Rua Moisés Marx nº. 494 Vila Aricanduva, SP CEP 03507-000 -Fone / Fax : (11) 6191-2442 1 SELOFLEX R Primeira linha em impermeabilizante acrílico BOLETIM TÉCNICO Como qualquer tipo de impermeabilização flexível, a estrutura deverá estar seca, mínimo de 7 dias após a regularização, limpa de

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE GEOTÊXTIL BIDIM COMO ELEMENTO RETARDADOR DE TRINCAS NA RESTAURAÇÃO DA RODOVIA DOS IMIGRANTES EM SÃO PAULO

UTILIZAÇÃO DE GEOTÊXTIL BIDIM COMO ELEMENTO RETARDADOR DE TRINCAS NA RESTAURAÇÃO DA RODOVIA DOS IMIGRANTES EM SÃO PAULO UTILIZAÇÃO DE GEOTÊXTIL BIDIM COMO ELEMENTO RETARDADOR DE TRINCAS NA RESTAURAÇÃO DA RODOVIA DOS IMIGRANTES EM SÃO PAULO Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Distribuidor: Ramalho Comercial Ltda.

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO PRODUTO

FICHA TÉCNICA DO PRODUTO FICHA TÉCNICA DO PRODUTO TOPECA, Lda Rua do Mosqueiro 2490 115 Cercal Ourém PORTUGAL Tel.: 00 351 249 580 070 Fax.: 00 351 249 580 079 geral@ topeca. pt www.topeca.pt topeca floor OUT Pág. 2 incolor ou

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO EXECUÇÃO DE PASSEIO PÚBLICO

MEMORIAL DESCRITIVO EXECUÇÃO DE PASSEIO PÚBLICO MEMORIAL DESCRITIVO EXECUÇÃO DE PASSEIO PÚBLICO AGUA BOA - MT AGROVILA SANTA MARIA Rua Projetada A - B - C Avenida Projetada - LD e LE 3.1 - CALÇADA 3.1.1- Introdução Calçamentos são elementos complementares

Leia mais

EXECUÇÃO DO REVESTIMENTO ARGAMASSA DE FACHADA DE P R O M O Ç Ã O

EXECUÇÃO DO REVESTIMENTO ARGAMASSA DE FACHADA DE P R O M O Ç Ã O EXECUÇÃO DO REVESTIMENTO DE FACHADA DE ARGAMASSA P R O M O Ç Ã O Início dos Serviços Alvenarias concluídas há 30 dias e fixadas internamente há 15 dias Estrutura concluída há 120 dias Contra marcos chumbados

Leia mais

BOLETIM DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS Revisão 006 Julho/2011

BOLETIM DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS Revisão 006 Julho/2011 1 - PRODUTO: Acrílico Standard mais rendimento Natrielli. 2 - DESCRIÇÃO: É uma tinta acrílica de alto rendimento apresenta um excelente acabamento em superfícies externas e internas de alvenaria, reboco,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DISTRITO DE CELINA/ALEGRE ES

MEMORIAL DESCRITIVO DISTRITO DE CELINA/ALEGRE ES MEMORIAL DESCRITIVO PAVIMENTAÇÃO E DRENAGEM DA RUA ANDRÉ MORELLI (PRINCIPAL) PAVIMENTAÇÃO E DRENAGEM DA RUA ANDRÉ MORELLI (CONTINUAÇÃO) PAVIMENTAÇÃO E DRENAGEM DA RUA PAULO AMITH PAVIMENTAÇÃO E DRENAGEM

Leia mais

A segurança de se sentir bem.

A segurança de se sentir bem. Catálogo de Cores Wetroom A segurança de se sentir bem. Crédito Equipotel 2010 - Arquiteta Jorgina Nello Eclipse Aquasafe (cor 036), Aquarelle Wall HFS (cor 025) Recomendado para os segmentos: SAÚDE Hotelaria

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DE PREÇOS E CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO

REGULAMENTAÇÃO DE PREÇOS E CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO DE PREÇOS E SUBGRUPO: 48.01.00 SERVIÇOS PRELIMINARES 48.01.01 Andaimes tubulares m 3 x mes Fornecimento, montagem e desmontagem de andaime tubular de base quadrada, como também a plataforma de serviços

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NO RECAPEAMENTO ASFÁLTICO DA AVENIDA PRESIDENTE JUSCELINO KUBITSCHEK JUIZ DE FORA MG

UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NO RECAPEAMENTO ASFÁLTICO DA AVENIDA PRESIDENTE JUSCELINO KUBITSCHEK JUIZ DE FORA MG UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NO RECAPEAMENTO ASFÁLTICO DA AVENIDA PRESIDENTE JUSCELINO KUBITSCHEK JUIZ DE FORA MG Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Colaboração: Luis Otávio de Pinho Tavares

Leia mais

E S P E C I F I C A Ç Õ E S T É C N I C A S

E S P E C I F I C A Ç Õ E S T É C N I C A S SUBGRUPO: 180100 PAVIMENTAÇÃO DE PASSEIOS FOLHA: SUMÁRIO 1. PASSEIO EM PEDRA PORTUGUESA...1 1.1 OBJETIVO E DEFINIÇÕES...1 1.2 MATERIAIS...1 1.3 EQUIPAMENTOS...1 1.4 EXECUÇÃO...1 1.5 CONTROLE...2 2. PASSEIO

Leia mais

Projeto para. Pavimentação de Calçamento. de Pedra Irregular. da Rua Cândida Correa Becker. dos Trechos Esquina Modesto Vargas. até Manoel Schumacker

Projeto para. Pavimentação de Calçamento. de Pedra Irregular. da Rua Cândida Correa Becker. dos Trechos Esquina Modesto Vargas. até Manoel Schumacker Projeto para Pavimentação de Calçamento de Pedra Irregular da Rua Cândida Correa Becker dos Trechos Esquina Modesto Vargas até Manoel Schumacker MONTE CARLO SC Janeiro de 2014 Proprietário: PREFEITURA

Leia mais

Cia/Seção: Cmt Pel Cnst

Cia/Seção: Cmt Pel Cnst GUIA DE TRABALHOS DE ENGENHARIA CHEFE DA EQUIPE DE CBUQ CAPÍTULO 04 Cia/Seção: Cmt Pel Cnst DATA EMISSÃO: 13/03/2012 ATUALIZADO: 24/05/2012 REVISÃO: 1. DEFINIÇÃO DE CBUQ A sigla (CBUQ) define o Concreto

Leia mais

BETUMINOSOS NO CONCELHO DE VIANA DO ALENTEJO 3.1 MEMÓRIA DESCRITIVA

BETUMINOSOS NO CONCELHO DE VIANA DO ALENTEJO 3.1 MEMÓRIA DESCRITIVA BETUMINOSOS NO CONCELHO DE VIANA DO ALENTEJO 3.1 MEMÓRIA DESCRITIVA 3.1.1 INTRODUÇÃO A Câmara Municipal de Viana do Alentejo pretende, com este projecto, proceder à construção/reparação/reforço do pavimento

Leia mais

COLEÇÃO 100% 18% 51% Reciclável Conteúdo Reciclado. Natural

COLEÇÃO 100% 18% 51% Reciclável Conteúdo Reciclado. Natural COLEÇÃO 51% Natural 100% 18% Reciclável Conteúdo Reciclado 3683032 3683033 3675040 3675044 COLEÇÃO SET 24025672 24025673 24025674 24024001 24024002 Base antiderrapante presente em todas as cores da coleção

Leia mais

Departamento de Estradas e Rodagem de Minas Gerais

Departamento de Estradas e Rodagem de Minas Gerais Departamento de Estradas e Rodagem de Minas Gerais Diretoria de Infra-Estrutura Manual de Fiscalização de Obras e Vias Rurais Rodovia: Contrato: Lista de Verificação das Principais Atividades do Eng. Fiscal

Leia mais

Parabond Zinco. Produto elástico para todo tipo de metais.

Parabond Zinco. Produto elástico para todo tipo de metais. Parabond Zinco Produto elástico para todo tipo de metais. Produto: Parabond Zinco é um elastómero de alta qualidade, de rápido endurecimento, permanentemente elástico, à base de MS polímero com elevada

Leia mais