APRESENTAÇÃO. ASSOCIAÇÃO LATINO-AMERICANA DE SISTEMAS INTEGRADOS E BRT - SIBRT Por um Transporte Público de Alta Qualidade para Todos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "APRESENTAÇÃO. ASSOCIAÇÃO LATINO-AMERICANA DE SISTEMAS INTEGRADOS E BRT - SIBRT Por um Transporte Público de Alta Qualidade para Todos"

Transcrição

1 APRESENTAÇÃO ASSOCIAÇÃO LATINO-AMERICANA DE SISTEMAS INTEGRADOS E BRT - SIBRT Por um Transporte Público de Alta Qualidade para Todos 24 cidades Latino-Americanas de 8 países 26 milhões de passageiros diários 850 km de corredores exclusivos 38,000 unidades de transporte Membros Atualmente conta com 18 Associados Plenos: BHTRANS de Belo Horizonte, CMTC de Goiânia, SPTRANS de São Paulo e URBS de Curitiba, no Brasil; MEGABUS de Pereira, METROCALI/MIO de Cali, METROLÍNEA de Bucaramanga, TRANSMETRO de Barranquilla, METROPLÚS de Medellín e TRANSMILENIO de Bogotá, na Colômbia; TRANSANTIAGO de Santiago, no Chile; EPQ de Quito e METROVÍA de Guayaquil, no Equador; MACROBÚS de Guadalajara, METROBÚS da Cidade do México e OPTIBUS de León de Guanajuato, no México; PROTRANSPORTE/METROPOLITANO de Lima, no Peru e TRANSMETRO da Cidade da Guatemala, na Guatemala. 6 Associados Observadores: METROBUS Pya e Porã de Assunção, no Paraguai, AREQUIPA BUS de Arequipa, no Peru, TRANSCARIBE, Cartagena,, na Colômbia, BELÉM e NATAL, no Brasil e TUZOBUS no México. Associados Aderentes Operadores: CISA Operadora do Corredor de Insurgentes S.A. - México. SOMOS k S.A. Empresa Colombiana que presta de transporte massivo de passageiros desde 2004 como operador do Sistema Transmilenio Colômbia. Indústria: SCANIA LATIN AMERICA - Empresa Sueca fornecedora de chassis reconhecidos pela excelente economia operacional. SISTEMA BEA Empresa fornecedora de tecnologia de arrecadação que integra eletrônica, informática e gestão administrativa para o transporte sustentável.

2 GOALSYSTEMS Empresa dedicada à fabricação e implementação de softwares integrados para o planejamento, programação e controle de operações em órgãos públicos e privados de todos os setores, com destaque ao setor de transporte Espanha. Atualmente a SIBRT está em processo de incorporação de empresas líderes de Operadores e da indústria do transporte público e outros setores da América Latina. Quem somos SIBRT é uma entidade sem fins lucrativos, constituída por iniciativa dos entes gestores dos mais avançados sistemas de transporte público da América Latina, como a melhor alternativa de união para prestar colaboração mútua e intercâmbio de conhecimento e melhores práticas. A Associação, através de sua Assembleia Geral, realizada no dia 05 de junho de 2013, na cidade de Belo Horizonte, Brasil, decidiu por incorporar o setor privado com maior sentido inovador e responsabilidade social como Associados Aderentes, baixo a constatação de que não é possível trabalhar por serviços de alta qualidade para todos sem a contribuição direto de todos aqueles atores que convergem na prestação de serviço, como é o setor privado, tanto empresas de operadores, que estão na linha de frente do serviço, quanto dos fornecedores da indústria, os quais promovem os meios de produção de instrumentos e insumos para dar vida ao serviço. Objetivos (i) Facilitar a cooperação no âmbito profissional, tecnológico, científico, financeiro e institucional, para elevar substantivamente a qualidade do serviço dos sistemas de transporte público, bem como, fortalecer a capacidade e efetividade de seus Associados; (ii) Apoiar o desenvolvimento do setor de serviços de transporte urbano coletivo eficiente e competitivo em aliança com todos os atores envolvidos, dando suporte aos sistemas integrados de transporte e BRT, atuais e futuros, e ao setor privado; (iii) Contribuir com soluções factuais e sustentáveis aos graves problemas de mobilidade que enfrentam as populações das cidades latino-americanas, com o intuito de melhorar a saúde, a qualidade de vida e o desenvolvimento das mesmas.

3 Categorias de Associados Associados Plenos Gestores públicos de sistemas avançados de transporte público urbano (TPU) em funcionamento e operação Associados Observadores Gestores públicos de sistemas avançados de TPU em implementação com financiamento aprovado Os Associados Observadores se convertem em Associados Plenos quando os sistemas que estão gerindo entrarem em etapa de operação. Associados Aderentes Empresas privadas operadoras e fornecedores da indústria de sistemas avançados de TPU. Cota dos Associados O valor da cota anual é definido em Assembleia Geral. - US$ 10,000 (dez mil dólares) para Plenos e Aderentes. - US$ (cinco mil dólares) para Observadores. Comitê Executivo PRESIDENTE URBS, Curitiba Brasil VICE-PRESIDENTES METROBUS, Cidade do México - México METROCALI, Cali - Colômbia PROTRANSPORTE, Lima - Peru BHTRANS, Belo Horizonte - Brasil SECRETÁRIO GERAL, Luis Gutiérrez Aparicio EMBARQ PRESIDENTE HONORÁRIO Jaime Lerner ASSOCIADOS HONÁRARIOS Luis Gutiérrez Aparicio, Secretário Geral da SIBRT

4 Mónica Vanegas, ex Gerente da MEGABUS Pereira Colômbia. Fernando Páez, ex Gerente da TRANSMILENIO S.A. Bogotá Colômbia. Pilares de ação Benchmarking e Inovação: indicadores e estudos que proveem o conhecimento técnico e organizacional necessário para o melhoramento permanente da qualidade do serviço do transporte urbano em toda a região. SIBRT atualmente está focada nas seguintes áreas: (i) Qualidade de Serviço e Satisfação dos Usuários; (ii) Segurança Viária e Saúde; (iii) Financiamento de Sistemas Integrados de Transporte. A Base de Dados Benchmarking e a publicação Panorama SIBRT são seus principais veículos de divulgação. Comunicação e Imagem: Trata o usuário da mobilidade urbana como um cliente que deve estar satisfeito através dos serviços de qualidade da rede única multimodal de transporte público. Usa todos os meios de Comunicação para chegar aos tomadores de decisão. Oferece a transformação cultural da população para que opte por um transporte sustentável. Divulga as vantagens do transporte público de qualidade em termos de saúde, qualidade de vida, eficiência e competitividade urbana. SIBRT tem uma página web () e um boletim de notícias, está presente em todas as redes sociais, realiza inúmeros workshops e webinars, e organiza anualmente o Congresso de Melhores Práticas ( Consolidação da Indústria do Transporte Público: Articula iniciativas e projetos de agências públicas, operadores privados e fornecedores da indústria para acelerar o processo de transformação e modernização do transporte público da América Latina, mediante planejamento estratégico, capacitação, investimento em inovação e desenvolvimento, aplicação de normas de qualidade e custo-benefício, homologação e certificação de qualidade, e aumento significativo em relação ao transporte individual. SIBRT dispõe de um portfólio priorizado de projetos. Alianças Estratégicas: Iniciativas de relacionamento com diferentes grupos de interesse, como governos, bancos de desenvolvimento nacionais e multilaterais, bancos privados, fundos mútuos, seguradoras, construtoras, desenvolvedores urbanos, meios de comunicação, centros acadêmicos e entidades da sociedade civil, para impulsionar políticas públicas e alocação de recursos em favor de soluções integrais aos problemas de mobilidade urbana como as que são promovidas pela SIBRT.

5 Alianças Acadêmicas SIBRT trabalha em aliança e cooperação com a Rede EMBARQ e o Centro de Excelência ALC-BRT ( O Centro de Excelência é um consorcio financiado pela Fundação Volvo de Pesquisa e Educação VREF (por sua sigla em inglês), integrado por pesquisadores da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Santiago do Chile, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), de Instituto Técnico Superior da Universidade Técnica de Lisboa, do Instituto de Transporte e Estudos Logísticos da Universidade de Sidney e da Rede EMBARQ. Benefícios a.1 TRABALHO ASSOCIATIVO E COLABORATIVO: a) Participar de um ambiente de colaboração e intercâmbio de informação entre os associados e atores do setor de transporte. b) Receber apoio necessário para a materialização de projetos de desenvolvimento de novos SIT e BRT que se encontram em etapa de planejamento, implementação, operação e expansão. c) Ser representado e acompanhado pela SIBRT frente os diversos atores, autoridades e instâncias do setor, ajudando o fortalecimento destes sistemas e, por conseguinte, dos serviços de transporte urbano massivo e coletivo; d) Receber apoio na gestão de políticas públicas e mecanismos institucionais e financeiros para o fortalecimento dos sistemas. e) Sem membros dos Capítulos SIBRT Nacionais e participar das cooperações técnicas entre os Associados. a.2. SISTEMA DE INFORMAÇÃO E CONHECIMENTO COMPARTILHADO: a) Acesso ao uso de informes atualizados de tendências do Mercado do Transporte Público Urbano na América Latina e no mundo. b) Acesso e uso de estudos e pesquisas que geralmente realiza SIBRT ou em aliança com associados acadêmicos para dinamizar o mercado do transporte urbano de passageiros. c) Acesso à biblioteca de documentos online com relatórios, manuais, contratos, memórias e fichas de documentos técnicos gerados pela Associação, por alianças ou terceiros. d) Acesso ao conhecimento compartilhado atualizado de melhores práticas internacionais. e) Acesso às notícias relevantes do setor.

6 f) Participar de workshops e discussões técnicas online. g) Fazer consultas técnicas a outros associados e aliados acadêmicos da SIBRT. h) Acesso à formatos, instrumentos, parâmetros e indicadores de gestão que ajudam a estruturação de sistemas, otimização e homologação de manuais e formatos de contratos. i) Participar da construção de indicadores de desempenho. j) Participar de pesquisas, estudos e projetos especiais, assim como, do portfólio de serviços. (Ver anexo No. 1) a.3. PROJETOS ESPECIAIS E PORTFÓLIO DE SERVIÇOS SIBRT tem previsto realizar estudos e projetos técnicos com base no interesse e necessidades identificadas por seus Associados. Estas publicações e/ou estudos serão realizados segundo as prioridades da SIBRT e conforme as possibilidades financeiras da mesma, de maneira direta ou por meio de aliados. a. 4. EVENTOS a) Participar das Assembleias Gerais. b) Assistir e participar de Congressos, conferências, workshops e eventos acadêmicos organizados diretamente por SIBRT ou por alianças com outros órgãos e entidades internacionais. c) Receber bolsas em eventos quando possível. d) Propor a realização de eventos e atividades. a. 5. REDE DE RELACIONAMENTO a) Interação interna facilitada pela SG entre os associados. b) Participar e propiciar diálogo e relacionamento entre as agências associadas. c) Beneficiar-se da rede e base de dados dos associados da SIBRT e do networking da Associação. d) Fazer parte do Diretório Oficial da Associação. a.6 IMAGEM E COMUNICAÇÃO a) Exposição de imagem e marca em nível internacional. b) Difusão do Associado através da página web SIBRT e de todos os meios de comunicação da Associação. c) Presença de Marca nos eventos SIBRT. d) Participar de entrevistas e coletivas de imprensa em eventos ou meios de comunicação da SIBRT.

7 Equipe da Secretaria Geral da SIBRT A equipe da Secretaria Geral da SIBRT está à disposição para atender todos os requerimentos dos Associados e a oferecer sua capacidade profissional: Secretário Geral: Luis Ricardo Gutierrez Aparicio Washington, D.C. Gerente de Desenvolvimento e Relações Estratégicas: Martha Lucía Gutiérrez Echeverri Celular: Bogotá Colômbia Especialista em Benchmarking: André Jacobsen Skype: andrecja Celular: Porto Alegre - Brasil Coordenador de Comunicação: Fagner Zbignef Glinski Skype: fagner.glinski Telefone: Curitiba - Brasil Luis Ricardo Gutiérrez Secretário Geral da SIBRT

18 cidades Latino-Americanas 20 milhões de passageiros diários. 700 km de linhas exclusivas. 30.000 unidades de transporte SECRETARIA EXECUTIVA

18 cidades Latino-Americanas 20 milhões de passageiros diários. 700 km de linhas exclusivas. 30.000 unidades de transporte SECRETARIA EXECUTIVA 18 cidades Latino-Americanas 20 milhões de passageiros diários 700 km de linhas exclusivas 30.000 unidades de transporte SECRETARIA EXECUTIVA SIBRT ASSOCIADOS PLENOS A Associação Latino-Americana de Sistemas

Leia mais

Quem somos. Objetivos

Quem somos. Objetivos Ser membro da SIBRT, a associação dos sistemas de transporte público urbano mais avançados da América Latina, significa participar de um processo de cooperação ativa para elevar os padrões de qualidade

Leia mais

CONGRESSO AS MELHORES PRÁTICAS SI BRT NA AMÉRICA LATINA GUAYAQUIL 2011 DE 25 A 28 DE ABRIL HOTEL HILTON COLÓN

CONGRESSO AS MELHORES PRÁTICAS SI BRT NA AMÉRICA LATINA GUAYAQUIL 2011 DE 25 A 28 DE ABRIL HOTEL HILTON COLÓN CONGRESSO AS MELHORES PRÁTICAS SI BRT NA AMÉRICA LATINA Um evento GUAYAQUIL 2011 DE 25 A 28 DE ABRIL HOTEL HILTON COLÓN Co-organizadores: Apoio: WWW.SIBRTGUAYAQUIL2011.COM GUAYAQUIL ESTÁ ECANTADA EM RECEBER

Leia mais

DECLARAÇÃO DE GUAYAQUIL CONSIDERANDO QUE:

DECLARAÇÃO DE GUAYAQUIL CONSIDERANDO QUE: DECLARAÇÃO DE GUAYAQUIL Os representantes dos órgãos gestores de Sistemas Integrados de Transporte Público e Sistemas Rápidos de Ônibus (BRT), reunidos na cidade de Guayaquil, no dia 28 de abril de 2011,

Leia mais

CONVÊNIO DE CONSTITUÇÃO E FUNCIONAMENTO DA REDE PILA REDE DE PROPRIEDADE INTELECTUAL E INDUSTRIAL NA AMÉRICA LATINA

CONVÊNIO DE CONSTITUÇÃO E FUNCIONAMENTO DA REDE PILA REDE DE PROPRIEDADE INTELECTUAL E INDUSTRIAL NA AMÉRICA LATINA CONVÊNIO DE CONSTITUÇÃO E FUNCIONAMENTO DA REDE PILA REDE DE PROPRIEDADE INTELECTUAL E INDUSTRIAL NA AMÉRICA LATINA INSTITUIÇÕES PARTICIPANTES NO ATO FUNDADOR: Fundación General de la Universidad de Alicante

Leia mais

Chegou a hora de impulsionar a inovação tecnológica em sua empresa

Chegou a hora de impulsionar a inovação tecnológica em sua empresa Chegou a hora de impulsionar a inovação tecnológica em sua empresa 10 Motivos para você ser um associado Anpei Inovação tecnológica como estratégia competitiva A missão da Anpei é: Estimular a Inovação

Leia mais

Fanor - Faculdade Nordeste

Fanor - Faculdade Nordeste Norma 025: Projeto de Avaliação Institucional Capítulo I Disposições Gerais A avaliação institucional preocupa-se, fundamentalmente, com o julgamento dos aspectos que envolvem a realidade interna e externa

Leia mais

COLÔMBIA. Carteira 1,695 Risco soberano 988 Risco privado 707. Milhões de USD 2009 2005-2009. Milhões de USD 2009

COLÔMBIA. Carteira 1,695 Risco soberano 988 Risco privado 707. Milhões de USD 2009 2005-2009. Milhões de USD 2009 COLÔMBIA O Túnel Segundo Centenário-La Línea, que cruza a Cordilheira Central, conta com 8,8 quilômetros de comprimento, o que permitirá a integração da atividade econômica entre o oriente e o ocidente

Leia mais

(MAPAS VIVOS DA UFCG) PPA-UFCG RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA UFCG CICLO 2006-2008 ANEXO (PARTE 2) DIAGNÓSTICOS E RECOMENDAÇÕES

(MAPAS VIVOS DA UFCG) PPA-UFCG RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA UFCG CICLO 2006-2008 ANEXO (PARTE 2) DIAGNÓSTICOS E RECOMENDAÇÕES 1 PPA-UFCG PROGRAMA PERMANENTE DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA UFCG CICLO 2006-2008 ANEXO (PARTE 2) DIAGNÓSTICOS E RECOMENDAÇÕES (MAPAS VIVOS DA UFCG) 2 DIMENSÃO MISSÃO E PDI MAPAS VIVOS DE

Leia mais

Fundo Brasileiro para a Biodiversidade

Fundo Brasileiro para a Biodiversidade TERMO DE REFERÊNCIA nº 013/2015 Contratação na Área de Projetos Especiais Responsável: Leonardo Geluda Setor: Área de Projetos Especiais Rio de Janeiro, 2 de junho de 2015 1. Identificação Recrutamento

Leia mais

DECRETO Nº 1.211, DE 3 DE AGOSTO DE 1994.

DECRETO Nº 1.211, DE 3 DE AGOSTO DE 1994. DECRETO Nº 1.211, DE 3 DE AGOSTO DE 1994. Promulga o Tratado Geral de Cooperação e Amizade e o Acordo Econômico Integrante do Tratado Geral de Cooperação e Amizade, entre a República Federativa do Brasil

Leia mais

Para cumprir com esse fim, o Artigo 4 dos mesmos estatutos apontam as seguintes atividades:

Para cumprir com esse fim, o Artigo 4 dos mesmos estatutos apontam as seguintes atividades: www.auip.org APRESENTAÇÃO No Artigo 3 dos Estatutos vigentes foi estabelecido como finalidade da Associação a promoção e o desenvolvimento dos estudos de pós-graduação e doutorado contribuindo para a formação

Leia mais

Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre. Anexo V Diretrizes Futuras para o Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus do Município de Porto Alegre

Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre. Anexo V Diretrizes Futuras para o Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus do Município de Porto Alegre Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre Anexo V Diretrizes Futuras para o Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus do Município de Porto Alegre Anexo V Diretrizes Futuras para o Sistema de Transporte

Leia mais

EDITAL DE INTERCÂMBIO REGULAMENTO

EDITAL DE INTERCÂMBIO REGULAMENTO EDITAL DE INTERCÂMBIO Programa IberCultura Viva I EDIÇÃO 2015 O Programa IberCultura Viva, iniciativa intergovernamental para o fortalecimento das culturas e das comunidades da região ibero-americana criado

Leia mais

TRANSPORTE COLETIVO SISTEMAS INTEGRADOS DE TRANSPORTE URBANO

TRANSPORTE COLETIVO SISTEMAS INTEGRADOS DE TRANSPORTE URBANO SISTEMAS INTEGRADOS DE TRANSPORTE URBANO TRANSPORTE COLETIVO M. Eng. André Cademartori Jacobsen Especialista em Benchmarking Associação Latino-americana de Sistemas Integrados e BRT (SIBRT) 28/Nov/2012

Leia mais

Planejamento Estratégico 2014-2023. Autores Diretoria da Anpcont com base em consulta aos Programas Associados

Planejamento Estratégico 2014-2023. Autores Diretoria da Anpcont com base em consulta aos Programas Associados Planejamento Estratégico 2014-2023 Autores Diretoria da Anpcont com base em consulta aos Programas Associados Objetivos Clarificar as novas diretrizes e objetivos da Associação, face aos crescentes desafios

Leia mais

GESPÚBLICA. Brasília ǀ 25 de Setembro de 2012

GESPÚBLICA. Brasília ǀ 25 de Setembro de 2012 GESPÚBLICA Brasília ǀ 25 de Setembro de 2012 Resultados Decisões Estratégicas Informações / Análises O PROCESSO DE GESTÃO ESTRATÉGICA Ideologia Organizacional Missão, Visão,Valores Análise do Ambiente

Leia mais

Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização Núcleo Maranhão

Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização Núcleo Maranhão 1 INTRODUÇÃO Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização Núcleo Maranhão Este documento tem como objetivo relatar ao Diretor do Departamento de Desenvolvimento e Desempenho Institucional (DDI/SEGEP)

Leia mais

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio Página 1 NORMA ISO 14004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio (votação 10/02/96. Rev.1) 0. INTRODUÇÃO 0.1 Resumo geral 0.2 Benefícios de se ter um Sistema

Leia mais

Engenharia de segurança viária salva vidas! Brenda Medeiros Coordenadora de Projetos de Transporte

Engenharia de segurança viária salva vidas! Brenda Medeiros Coordenadora de Projetos de Transporte Engenharia de segurança viária salva vidas! Brenda Medeiros Coordenadora de Projetos de Transporte IMPORTÂNCIA DA ESCOLHA MODAL PARA A SEGURANÇA VIÁRIA Source: ANTP Tendência no Brasil 65 TI 35 TC Divisão

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO EM RESPONSABILIDADE SOCIAL UNIVERSITÁRIA

GRUPO DE TRABALHO EM RESPONSABILIDADE SOCIAL UNIVERSITÁRIA GRUPO DE TRABALHO EM RESPONSABILIDADE SOCIAL UNIVERSITÁRIA GRUPO DE TRABALHO SOBRE RESPONSABILIDADE SOCIAL UNIVERSITÁRIA (RSU) Criado em Setembro de 2012 por Despacho do Reitor do ISCTE- Composição: Carla

Leia mais

Oficina de Treinamento em Planejamento e Gestão Portuária

Oficina de Treinamento em Planejamento e Gestão Portuária Organização Oficina de Treinamento em Planejamento e Gestão Portuária Realização Introdução Este Workshop de Planejamento e Gestão Portuária foi criada pela PwC e organizada pela Port Finance International

Leia mais

REGULAMENTO 5º PRÊMIO APEX-BRASIL DE EXCELÊNCIA EM EXPORTAÇÃO O BRASIL QUE INSPIRA O MUNDO

REGULAMENTO 5º PRÊMIO APEX-BRASIL DE EXCELÊNCIA EM EXPORTAÇÃO O BRASIL QUE INSPIRA O MUNDO REGULAMENTO 5º PRÊMIO APEX-BRASIL DE EXCELÊNCIA EM EXPORTAÇÃO O BRASIL QUE INSPIRA O MUNDO 1 DO PRÊMIO 1.1 Fica estabelecido o 5º Prêmio Apex-Brasil de Excelência em Exportação O Brasil que inspira o mundo,

Leia mais

POLÍTICA DE RELACIONAMENTO CORPORATIVO COM GRANDES CLIENTES

POLÍTICA DE RELACIONAMENTO CORPORATIVO COM GRANDES CLIENTES POLÍTICA DE RELACIONAMENTO CORPORATIVO COM GRANDES CLIENTES CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA CNI DIRETORIA DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA SESI, SENAI E IEL GERÊNCIA EXECUTIVA DE RELAÇÕES COM O MERCADO BRASÍLIA,

Leia mais

Educação, Colaboração e Inovação em BPM

Educação, Colaboração e Inovação em BPM Educação, Colaboração e Inovação em Preocupado com o rumo da Gestão por Processos na sua Organização? Conheça o Lab! 1ª Rede social BRASILEIRA focada em GERAR e DISSEMINAR conhecimentos em gestão por processos,

Leia mais

DECRETO Nº 55.461, DE 29 DE AGOSTO DE 2014

DECRETO Nº 55.461, DE 29 DE AGOSTO DE 2014 Secretaria de Documentação Equipe de Documentação do Legislativo DECRETO Nº 55.461, DE 29 DE AGOSTO DE 2014 Institui a Política Municipal de Estímulo à Inovação e ao Desenvolvimento de Startups na Cidade

Leia mais

Projeto AL-LAs CONSULTA MULTIATORES METODOLOGIA

Projeto AL-LAs CONSULTA MULTIATORES METODOLOGIA Projeto AL-LAs CONSULTA MULTIATORES METODOLOGIA Aliança euro-latino americana de cooperação entre cidades Financiado pela União Europeia Objetivo de fortalecer suas relações internacionais para melhorar

Leia mais

POLÍTICA DE PROMOÇÃO E COOPERAÇÃO EM PRODUÇÃO E CONSUMO SUSTENTÁVEIS NO MERCOSUL

POLÍTICA DE PROMOÇÃO E COOPERAÇÃO EM PRODUÇÃO E CONSUMO SUSTENTÁVEIS NO MERCOSUL MERCOSUL/CMC/DEC. N 26/07 POLÍTICA DE PROMOÇÃO E COOPERAÇÃO EM PRODUÇÃO E CONSUMO SUSTENTÁVEIS NO MERCOSUL TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto, as Decisões N 02/01, 03/02,

Leia mais

Edital de seleção para formação em gestão de Organizações da Sociedade Civil Fundação Tide Setubal 2011

Edital de seleção para formação em gestão de Organizações da Sociedade Civil Fundação Tide Setubal 2011 Edital de seleção para formação em gestão de Organizações da Sociedade Civil Fundação Tide Setubal 2011 INTRODUÇÃO A Fundação Tide Setubal nasce em 2005 para ressignificar e inovar o trabalho pioneiro

Leia mais

GT de Economia Criativa

GT de Economia Criativa GT de Economia Criativa Santa Maria, 02 de outubro de 2012 Pauta da reunião 1) Ações após a 1ª reunião do GT 2) Apresentação do Projeto de Mapeamento Georreferenciado da Economia Criativa 3) Apresentação

Leia mais

Composição Orçamentária ISAGS 2015(*) Natureza Valor Anual (US$) Porcentagem (%) Projetos 709.278,97 35,48% Pessoal 822.

Composição Orçamentária ISAGS 2015(*) Natureza Valor Anual (US$) Porcentagem (%) Projetos 709.278,97 35,48% Pessoal 822. Composição Orçamentária ISAGS 2015(*) Natureza Valor Anual (US$) Porcentagem (%) Projetos 709.278,97 35,48% Pessoal 822.543,34 41,14% Gastos Operacionais 467.445,69 23,38% TOTAL 1.999.268,00 100% 100%

Leia mais

Produtos do Inmetro - Metodologia dos Eixos Estruturantes do Grupo de Trabalho Permanente do Mdic (GTP APL)

Produtos do Inmetro - Metodologia dos Eixos Estruturantes do Grupo de Trabalho Permanente do Mdic (GTP APL) Produtos do - Metodologia dos Eixos Estruturantes do Grupo de Trabalho Permanente do Mdic (GTP APL) EIXO FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO Categoria Instituições Instrumento Descrição Como Acessar Formação (1) Formação

Leia mais

Caderno Virtual de Turismo E-ISSN: 1677-6976 caderno@ivt-rj.net Universidade Federal do Rio de Janeiro Brasil

Caderno Virtual de Turismo E-ISSN: 1677-6976 caderno@ivt-rj.net Universidade Federal do Rio de Janeiro Brasil E-ISSN: 1677-6976 caderno@ivt-rj.net Universidade Federal do Rio de Janeiro Brasil Siems Forte, Ana Maria A C, vol. 3, núm. 3, 2003, pp. 7-13 Universidade Federal do Rio de Janeiro Río de Janeiro, Brasil

Leia mais

Política de Eficiência Energética

Política de Eficiência Energética Política de Eficiência Energética março 2010 Política de Eficiência Energética Política de Eficiência Energética 5 I. O público-alvo O Público-alvo ao qual se destina esta Política de Eficiência Energética

Leia mais

PROJETO DA REDE SOCIAL BRASILEIRA POR CIDADES JUSTAS E SUSTENTÁVEIS

PROJETO DA REDE SOCIAL BRASILEIRA POR CIDADES JUSTAS E SUSTENTÁVEIS PROJETO DA REDE SOCIAL BRASILEIRA POR CIDADES JUSTAS E SUSTENTÁVEIS 1 Índice I. Problema e Oportunidade...03 II. Objetivo geral e específicos...05 III. Resultados esperados e meios de sua verificação...07

Leia mais

O Uso da Inteligência Competitiva e Seus Sete Subprocessos nas Empresas Familiares

O Uso da Inteligência Competitiva e Seus Sete Subprocessos nas Empresas Familiares O Uso da Inteligência Competitiva e Seus Sete Subprocessos nas Empresas Familiares O uso da Inteligência Competitiva como processo para monitorar tecnologias, legislação, ambiente regulatório, concorrência,

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org documento inicial Portal do Fórum Social Mundial introdução Entendemos que um site como do Fórum

Leia mais

Logo do Alto Tietê, subcomitê e do 5 Elementos. Título do projeto em outra capa

Logo do Alto Tietê, subcomitê e do 5 Elementos. Título do projeto em outra capa Logo do Alto Tietê, subcomitê e do 5 Elementos Título do projeto em outra capa Bacia Hidrográfica do Alto Tietê com destaque para a Sub-bacia Pinheiros-Pirapora Fortalecimento do Subcomitê Pinheiros-Pirapora

Leia mais

Planejamento do CBN 2008. Política Nacional de Normalização. Processo de produção de normas. Antecedentes. Objetivo. Propor a

Planejamento do CBN 2008. Política Nacional de Normalização. Processo de produção de normas. Antecedentes. Objetivo. Propor a Objetivo Planejamento do CBN 2008 Propor a Política Nacional de Normalização. Processo de produção de normas Antecedentes Normas nacionais devem ser: necessárias e demandadas utilizadas acordadas o mais

Leia mais

João Bosco Senra. MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE - Brasil Secretaria de Recursos HídricosH

João Bosco Senra. MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE - Brasil Secretaria de Recursos HídricosH Fevereiro de 2007 Proposta de Estratégia Comum entre os Países da América Latina e Caribe para o Gerenciamento da Água João Bosco Senra MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE - Brasil Secretaria de Recursos HídricosH

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA MODALIDADE PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA MODALIDADE PRODUTO TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA MODALIDADE PRODUTO Título do Projeto Função no Projeto Resultado Atividades Antecedentes (breve histórico justificando a contratação) DADOS DA

Leia mais

Política de Eficiência Energética das empresas Eletrobras

Política de Eficiência Energética das empresas Eletrobras Política de Eficiência Energética das empresas Eletrobras dezembro 2012 Política de Eficiência Energética das empresas Eletrobras Política de Eficiência Energética das empresas Eletrobras 5 I. O público-alvo

Leia mais

A verticalização como estratégia de gestão: viabilidade, problemas e implicações

A verticalização como estratégia de gestão: viabilidade, problemas e implicações A verticalização como estratégia de gestão: viabilidade, problemas e implicações!! O que está sendo chamado de verticalização Operadoras montando hospitais e outros serviços próprios: Embora o fenômeno

Leia mais

ENFRENTANDO OS DESAFIOS DA POBREZA E APERFEIÇOANDO AS AÇÕES SOCIAIS NAS AMÉRICAS

ENFRENTANDO OS DESAFIOS DA POBREZA E APERFEIÇOANDO AS AÇÕES SOCIAIS NAS AMÉRICAS ENFRENTANDO OS DESAFIOS DA POBREZA E APERFEIÇOANDO AS AÇÕES SOCIAIS NAS AMÉRICAS Explorando Novas Opções para o Incremento da Doação de Fundos e Re-canalização da Dívida Apresentado pela Agência Inter-Americana

Leia mais

Novos formatos para a venda direta

Novos formatos para a venda direta Canais Novos formatos para a venda direta A tecnologia é aliada da consultora para ganhar agilidade, aprofundar o relacionamento e ampliar as vendas Imagem da campanha de lançamento do Você Conect@ para

Leia mais

DECLARAÇÃO DA CIDADE DE SALVADOR, BAHIA, 2007 PRIMEIRO ENCONTRO IBERO-AMERICANO DE MUSEUS

DECLARAÇÃO DA CIDADE DE SALVADOR, BAHIA, 2007 PRIMEIRO ENCONTRO IBERO-AMERICANO DE MUSEUS DECLARAÇÃO DA CIDADE DE SALVADOR, BAHIA, 2007 PRIMEIRO ENCONTRO IBERO-AMERICANO DE MUSEUS PREÂMBULO Durante os dias 26, 27 e 28 de junho de 2007 realizou-se o I Encontro Ibero-Americano de Museus, na Cidade

Leia mais

Política de Responsabilidade Corporativa

Política de Responsabilidade Corporativa Política de Responsabilidade Corporativa Índice 1. Introdução...04 2. Área de aplicação...04 3. Compromissos e princípios de atuação...04 3.1. Excelência no serviço...05 3.2. Compromisso com os resultados...05

Leia mais

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I DAS DEFINIÇÕES

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I DAS DEFINIÇÕES PROJETO DE LEI N o, DE DE DE 2010 Dispõe sobre a Política Nacional de Economia Solidária, cria o Sistema Nacional de Economia Solidária e o Fundo Nacional de Economia Solidária, e dá outras providências.

Leia mais

BRT MANAUS TRANSPORTE PÚBLICO MASSIVO: BRT MANAUS

BRT MANAUS TRANSPORTE PÚBLICO MASSIVO: BRT MANAUS TRANSPORTE PÚBLICO MASSIVO: BRT MANAUS CLAUDEMIR JOSÉ ANDRADE Arquiteto e Urbanista Membro da Comissão Executiva de Planejamento e Gestão de Projetos Manaus Sede da Copa do Mundo de 2014. BUS RAPID TRANSIT?

Leia mais

Programa Membros Principais

Programa Membros Principais Programa Principais Financiamento e Gestão de Megaprojetos de Metrôs Comitês Técnicos ALAMYS 5-8 Julho 2015, Medellín DOMINGO 5 DE JULHO Assembleia Geral. 1. Sessão de Abertura Boas vindas do Anfitrião

Leia mais

Graduação Executiva Feita para o seu momento.

Graduação Executiva Feita para o seu momento. Você, que trabalha e sabe o valor do tempo e do dinheiro, nós temos o que falta para sua formação. Graduação Executiva Feita para o seu momento. Otimizando seu tempo, ampliando suas chances. Por que estudar

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE GESTÃO, ARTICULAÇÃO E PROJETOS EDUCACIONAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE GESTÃO, ARTICULAÇÃO E PROJETOS EDUCACIONAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE GESTÃO, ARTICULAÇÃO E PROJETOS EDUCACIONAIS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA - CONSULTOR POR PRODUTO

Leia mais

Conferência sobre Administração Executiva para a América Latina e Caribe

Conferência sobre Administração Executiva para a América Latina e Caribe Conferência sobre Administração Executiva para a América Latina e Caribe Setor Público e Setor Privado: o que devem fazer para trabalhar na mesma Direção? Fernando Antonio Brito Fialho Diretor-Geral da

Leia mais

Informativo SAI. 21 de junho

Informativo SAI. 21 de junho 21 de junho Informativo SAI 2012 Informativo com notícias sobre avaliação e regulação extraídas da mídia e de sítios eletrônicos de entidades da área educacional. Volume 13 Com 65 universidades, Brasil

Leia mais

INFORMAÇÃO ORGÂNICA COMO INSUMO DO PROCESSO DE TOMADA DE DECISÃO EMPRESARIAL

INFORMAÇÃO ORGÂNICA COMO INSUMO DO PROCESSO DE TOMADA DE DECISÃO EMPRESARIAL INFORMAÇÃO ORGÂNICA COMO INSUMO DO PROCESSO DE TOMADA DE DECISÃO EMPRESARIAL 1 LOUSADA, Mariana marianalousada@hotmail.com 2 VALENTIM, Marta Lígia Pomim valentim@marilia.unesp.br Resumo: O foco desta pesquisa

Leia mais

Regulamento da 1ª Edição do StartupGov: o Desafio do Serviço Público

Regulamento da 1ª Edição do StartupGov: o Desafio do Serviço Público Regulamento da 1ª Edição do StartupGov: o Desafio do Serviço Público 1. SOBRE O STARTUPGOV: O StartupGov: O Desafio do Serviço Público é um espaço para debate com o objetivo de aproximar o governo de especialistas

Leia mais

CAPÍTULO 25 COERÊNCIA REGULATÓRIA

CAPÍTULO 25 COERÊNCIA REGULATÓRIA CAPÍTULO 25 COERÊNCIA REGULATÓRIA Artigo 25.1: Definições Para efeito deste Capítulo: medida regulatória coberta significa a medida regulatória determinada por cada Parte a ser objeto deste Capítulo nos

Leia mais

PRÊMIO ASSESPRO-RJ MELHORES EMPRESAS EDIÇÃO 2015 EDITAL DE RETIFICAÇÃO

PRÊMIO ASSESPRO-RJ MELHORES EMPRESAS EDIÇÃO 2015 EDITAL DE RETIFICAÇÃO PRÊMIO ASSESPRO-RJ MELHORES EMPRESAS EDIÇÃO 2015 EDITAL DE RETIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 31 de julho de 2015. www.assespro-rj.org.br/premioempresas Praça Pio X, 55/ 9º andar - Centro 20.070-900 Rio de Janeiro,

Leia mais

Plano de Trabalho ADEMI e a Sustentabilidade 2012-2014

Plano de Trabalho ADEMI e a Sustentabilidade 2012-2014 Plano de Trabalho ADEMI e a Sustentabilidade 2012-2014 Objetivos e Premissas do Plano Objetivos do Plano 1 Aperfeiçoar a condução das ações relativas ao tema sustentabilidade na ADEMI 2 - Guiar (instrumento

Leia mais

GABINETE DO PREFEITO

GABINETE DO PREFEITO Autor: Poder Executivo. LEI N 1.328/2016. CRIA O CONSELHO E FUNDO MUNICIPAL E POLÍTICAS SOBRE DROGAS DO MUNICÍPIO DE ARIPUANÃ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. EDNILSON LUIZ FAITTA, Prefeito Municipal de Aripuanã,

Leia mais

1. Os desafios para implementação de APPs 2. O apoio do BID para a Região

1. Os desafios para implementação de APPs 2. O apoio do BID para a Região 1. Os desafios para implementação de APPs 2. O apoio do BID para a Região Programas de APPs bem sucedidos precisam solucionar aspectos estruturais para serem capazes de atrair investimentos privados de

Leia mais

Oficina de Integração Aérea Sulamericana

Oficina de Integração Aérea Sulamericana Oficina de Integração Aérea Sulamericana 10 e 11 de setembro de 2014 Rio de Janeiro, Brasil OBJETIVOS DA OFICINA: Analisar o sistema de rede de aeroportos (passageiros e carga) e as tendências operacionais

Leia mais

DIAGNÓSTICO DA GESTÃO DOS PROCESSOS DE PROJETOS DE ARQUITETURA E ENGENHARIA: ESTUDO DE CASO EM EMPRESAS DE SÃO CARLOS-SP

DIAGNÓSTICO DA GESTÃO DOS PROCESSOS DE PROJETOS DE ARQUITETURA E ENGENHARIA: ESTUDO DE CASO EM EMPRESAS DE SÃO CARLOS-SP DIAGNÓSTICO DA GESTÃO DOS PROCESSOS DE PROJETOS DE ARQUITETURA E ENGENHARIA: ESTUDO DE CASO EM EMPRESAS DE SÃO CARLOS-SP Raquel Ragonesi Permonian (UFSCAR) raquelrpermonian@hotmail.com Jose da Costa Marques

Leia mais

Graduação Executiva. Feita para o seu momento Venha para a única graduação exclusiva para adultos a partir dos 24 anos

Graduação Executiva. Feita para o seu momento Venha para a única graduação exclusiva para adultos a partir dos 24 anos Graduação Executiva Feita para o seu momento Venha para a única graduação exclusiva para adultos a partir dos 24 anos Graduação Graduação em Administração Duração: 4 anos Carga Horária Total: 3.040 horas/aula

Leia mais

Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 30, DE 26 DE JANEIRO DE 2016

Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 30, DE 26 DE JANEIRO DE 2016 Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 30, DE 26 DE JANEIRO DE 2016 Amplia o Programa Idiomas sem Fronteiras. O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso da atribuição que lhe confere o art.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2783 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO DE SELEÇÃO - EDITAL Nº

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2783 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO DE SELEÇÃO - EDITAL Nº Impresso por: ANGELO LUIS MEDEIROS MORAIS Data da impressão: 21/11/2013-18:05:16 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2783 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO

Leia mais

Lei Complementar LEI COMPLEMENTAR Nº 1049, DE 19 DE JUNHO DE 2008

Lei Complementar LEI COMPLEMENTAR Nº 1049, DE 19 DE JUNHO DE 2008 DOE 20/06/2008, Seção I, Pág. 1/3 Lei Complementar LEI COMPLEMENTAR Nº 1049, DE 19 DE JUNHO DE 2008 Dispõe sobre medidas de incentivo à inovação tecnológica, à pesquisa científica e tecnológica, ao desenvolvimento

Leia mais

perfis de investimento

perfis de investimento perfis de investimento Índice 3 Apresentação 3 Como funciona a gestão de investimentos da ELETROS? 5 Quais são os principais riscos associados aos investimentos? 6 Como são os investimentos em renda fixa?

Leia mais

SECRETARIA DE FAZENDA DO TOCANTINS PROJETO DE MODERNIZAÇÃO FISCAL DO ESTADO DO TOCANTINS - PMF-TO (PROFISCO-TO). PLANO DE COMUNICAÇÃO SEFAZ-TO

SECRETARIA DE FAZENDA DO TOCANTINS PROJETO DE MODERNIZAÇÃO FISCAL DO ESTADO DO TOCANTINS - PMF-TO (PROFISCO-TO). PLANO DE COMUNICAÇÃO SEFAZ-TO SECRETARIA DE FAZENDA DO TOCANTINS SEFAZ-TO PROJETO DE MODERNIZAÇÃO FISCAL DO ESTADO DO TOCANTINS - PMF-TO (PROFISCO-TO). PLANO DE COMUNICAÇÃO 10 de Outubro de 2013 LISTA DE ILUSTRAÇÕES 2 Quadro 1- Matriz

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA OFICINA DA INOVAÇÃO

APRESENTAÇÃO DA OFICINA DA INOVAÇÃO APRESENTAÇÃO DA OFICINA DA INOVAÇÃO DIRETORIA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO. OFICINA DA INOVAÇÃO Página 1 de 10 ÍNDICE DO PORTFOLIO Apresentação dos serviços da Oficina da Inovação... 3 Consultoria...

Leia mais

Sessão 4: Avaliação na perspectiva de diferentes tipos de organizações do setor sem fins lucrativos

Sessão 4: Avaliação na perspectiva de diferentes tipos de organizações do setor sem fins lucrativos Sessão 4: Avaliação na perspectiva de diferentes tipos de organizações do setor sem fins lucrativos Avaliação Econômica como instrumento para o aprimoramento da gestão das ações sociais 26/09/2013 Fundação

Leia mais

EDITAL Nº 01/2016 PROTEC/UFAM

EDITAL Nº 01/2016 PROTEC/UFAM Poder Executivo Ministério da Educação Universidade Federal do Amazonas Pró-Reitoria de Inovação Tecnológica Programa Institucional de Bolsas de Desenvolvimento Tecnológicoe Inovação PIBITI EDITAL Nº 01/2016

Leia mais

Três exemplos de sistematização de experiências

Três exemplos de sistematização de experiências Três exemplos de sistematização de experiências Neste anexo, apresentamos alguns exemplos de propostas de sistematização. Estes exemplos não são reais; foram criados com propósitos puramente didáticos.

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE GRAVATAÍ

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE GRAVATAÍ FACULDADE DE TECNOLOGIA DE GRAVATAÍ REGIMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO Atualização do Regimento de 2012 Porto Alegre, março de 2015 Faculdade de Tecnologia de Porto Alegre Av. Julio de Castilhos,

Leia mais

Prefeitura Municipal de Catanduva Banco Interamericano de Desenvolvimento. Programa de Desenvolvimento Urbano Integrado de Catanduva

Prefeitura Municipal de Catanduva Banco Interamericano de Desenvolvimento. Programa de Desenvolvimento Urbano Integrado de Catanduva Prefeitura Municipal de Catanduva Banco Interamericano de Desenvolvimento Programa de Desenvolvimento Urbano Integrado de Catanduva ESTRUTURA DE ORGANIZACIONAL DO PROGRAMA O esquema organizacional do Programa,

Leia mais

Legitimação dos conceitos face as práticas organizacionais; Oportunizar reflexão sobre as competências em desenvolvimento;

Legitimação dos conceitos face as práticas organizacionais; Oportunizar reflexão sobre as competências em desenvolvimento; 1 MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS INTEGRADORES CURSO SUPERIORES DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA (LOGÍSTICA) SÃO PAULO 2009 2 Introdução A prática pedagógica dos Cursos Superiores de Graduação

Leia mais

Pelas lentes de Cyber Security

Pelas lentes de Cyber Security Pelas lentes de Cyber Security 2015 Global Audit Committee Survey kpmg.com/br/cyber O que a pesquisa de 2015 nos conta Os problemas no radar de um Comitê de Auditoria não mudam radicalmente de um ano para

Leia mais

E- Marketing - Estratégia e Plano

E- Marketing - Estratégia e Plano E- Marketing - Estratégia e Plano dossier 2 http://negocios.maiadigital.pt Indíce 1 E-MARKETING ESTRATÉGIA E PLANO 2 VANTAGENS DE UM PLANO DE MARKETING 3 FASES DO PLANO DE E-MARKETING 4 ESTRATÉGIAS DE

Leia mais

MENSAGEM N.º 594, DE 2015 (Do Poder Executivo)

MENSAGEM N.º 594, DE 2015 (Do Poder Executivo) CÂMARA DOS DEPUTADOS MENSAGEM N.º 594, DE 2015 (Do Poder Executivo) Aviso nº 682/2015 - C. Civil Texto da Decisão nº 10/12 do Conselho de Chefes de Estado e de Governo da União das Nações Sul-Americanas

Leia mais

GUIA DE BENEFÍCIOS ASSOCIADOS ABTG

GUIA DE BENEFÍCIOS ASSOCIADOS ABTG GUIA DE BENEFÍCIOS ASSOCIADOS ABTG w w w. ab t g. o r g. b r Você está recebendo o guia de benefícios e serviços oferecidos aos associados ABTG. Se a sua empresa já é associada aproveite e utilize o maior

Leia mais

Fundo Brasileiro para a Biodiversidade

Fundo Brasileiro para a Biodiversidade TERMO DE REFERÊNCIA nº 004/2016 Contratação na Área de Projetos Especiais Responsável: Leonardo Geluda Setor: Área de Projetos Especiais Rio de Janeiro, 25 de fevereiro de 2016 1. Identificação Recrutamento

Leia mais

Preparação do país para a Copa do Mundo 2014 e a herança para

Preparação do país para a Copa do Mundo 2014 e a herança para Code-P0 Preparação do país para a Copa do Mundo 2014 e a herança para a engenharia brasileira O Mundial e o Desenvolvimento Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) Manaus, 30 de março de 2012 Code-P1

Leia mais

MODELO DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL UNIVERSITÁRIA

MODELO DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL UNIVERSITÁRIA MODELO DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL UNIVERSITÁRIA O Projeto El-Gate Portal de Cooperação Universitária Europa-América Latina (EUROPEAID/126-821/C/ACT/RAL), é uma iniciativa financiada pela União Europeia

Leia mais

Conheça as propostas formuladas nos eventos preparatórios em todo o estado de SP

Conheça as propostas formuladas nos eventos preparatórios em todo o estado de SP Proposta: Propor mudanças nas leis que regem a publicação, desenvolvimento e divulgação dos testes no Brasil, de forma que se padronizem e ofereçam subsídios do alcance e limites dos testes. Proposta:

Leia mais

PROJETO INTEGRAÇÃO DOS CENTROS DE INFORMAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PAULISTA

PROJETO INTEGRAÇÃO DOS CENTROS DE INFORMAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PAULISTA PROJETO INTEGRAÇÃO DOS CENTROS DE INFORMAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PAULISTA São Paulo Julho/2008 Projeto Integração dos Centros de Informação da Administração Paulista SUMÁRIO 1. Sumário executivo...

Leia mais

Escola Regional MOST/UNESCO Programa Gestão das Transformações Sociais

Escola Regional MOST/UNESCO Programa Gestão das Transformações Sociais Escola Regional MOST/UNESCO Programa Gestão das Transformações Sociais 7 a 12 de outubro de 2013 Brasília, Brasil CONVOCATÓRIA Juventude, Participação e Desenvolvimento Social na América Latina e Caribe

Leia mais

Política de Governança

Política de Governança José Alves Rocha Presidente do Conselho Deliberativo Silvoney Sales de Almeida Vice-Presidente do Conselho Deliberativo Carlos Sérgio Sampaio Falcão Presidente do Conselho Diretor Epifânio Carneiro Vice-Presidente

Leia mais

Bota pra Fazer: Negócios de Alto Impacto.

Bota pra Fazer: Negócios de Alto Impacto. Bota pra Fazer: Negócios de Alto Impacto. Instituto Educacional BM&FBOVESPA e Endeavor: Negócios de Alto Impacto. Com reconhecida experiência, o Instituto Educacional BM&FBOVESPA, a Escola de Negócios

Leia mais

LAN e TAM investem mais de US$100 milhões em tecnologias digitais para tornaro atendimento aos passageiros mais rápido e eficiente

LAN e TAM investem mais de US$100 milhões em tecnologias digitais para tornaro atendimento aos passageiros mais rápido e eficiente LAN e TAM investem mais de US$100 milhões em tecnologias digitais para tornaro atendimento aos passageiros mais rápido e eficiente As companhias apresentaram oito produtos e soluções tecnológicas que aumentam

Leia mais

Malala Yousafzai - Nascida em 12/07/1997, no Paquistão, filha de um ativista educacional. - Começou a pronunciar-se publicamente sobre o direito das mulheres à educação já em 2008. - Após um edito do Talibã

Leia mais

TÍTULO: UTILIZAÇÃO DA INTELIGÊNCIA COMPETITIVA NA GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS

TÍTULO: UTILIZAÇÃO DA INTELIGÊNCIA COMPETITIVA NA GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS TÍTULO: UTILIZAÇÃO DA INTELIGÊNCIA COMPETITIVA NA GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE CENECISTA DE SETE LAGOAS

Leia mais

PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA

PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA Proposta de Marketing Digital Design inox Marketing de Resultados A PlusPixel vem oferecendo seus serviços desde o início da internet, isso nos

Leia mais

ESTRUTURA ORGÂNICA CONSELHO DE REPRESENTANTES DIRETORIA PRESIDENTE CAMARAS TEMÁTICAS

ESTRUTURA ORGÂNICA CONSELHO DE REPRESENTANTES DIRETORIA PRESIDENTE CAMARAS TEMÁTICAS ESTRUTURA ORGÂNICA CONSELHO DE REPRESENTANTES DIRETORIA PRESIDENTE CONSELHOR CONSULTIVO CONSELHO FISCAL CAMARAS TEMÁTICAS COMÉRCIO VAREJISTA ALIMENTAÇÃO SAÚDE HABITAÇÃO SERVIÇOS TURISMO E HOSPITALIDADE

Leia mais

CONNECT AMERICAS: REDE SOCIAL EMPRESARIAL

CONNECT AMERICAS: REDE SOCIAL EMPRESARIAL CONNECT AMERICAS: REDE SOCIAL EMPRESARIAL DAS AMÉRICAS Washington D. C - março 2014 NOME CLASSIFICAÇÃO CATEGORIA TEMA PALAVRAS-CHAVE REDE SOCIAL EMPRESARIAL : CONNECT AMERICAS PRÁTICA INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

LEI Nº 15.853 DE 11 DE OUTUBRO DE 2011.

LEI Nº 15.853 DE 11 DE OUTUBRO DE 2011. LEI Nº 15.853 DE 11 DE OUTUBRO DE 2011. 1 Dispõe sobre a criação do Conselho Municipal de Economia Solidária e o Fundo Municipal de Fomento à Economia Solidária e dá outras providências. O Prefeito Municipal

Leia mais

17 a 20 de agosto de 2010, Rio de Janeiro. Projeto Web Grupo Águas do Brasil Flavia Garcia

17 a 20 de agosto de 2010, Rio de Janeiro. Projeto Web Grupo Águas do Brasil Flavia Garcia 17 a 20 de agosto de 2010, Rio de Janeiro Projeto Web Grupo Águas do Brasil Flavia Garcia Sites Corporativos São a vitrine da sua empresa. É a imagem do seu negócio para o mundo; Clientes e parceiros examinam

Leia mais

FAPERJ CNPQ. EDITAL MCT/CNPq Nº066/2010 Objetivo:

FAPERJ CNPQ. EDITAL MCT/CNPq Nº066/2010 Objetivo: FAPERJ EDITAL FAPERJ Nº22/2010-PROGRAMA APOIO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO REGIONAL NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO-2010 Apoiar o desenvolvimento científico e tecnológico no Estado do Rio de

Leia mais

PLANO OPERACIONAL ANUAL E ORÇAMENTO DETALHADO 2013

PLANO OPERACIONAL ANUAL E ORÇAMENTO DETALHADO 2013 PLANO OPERACIONAL ANUAL E ORÇAMENTO DETALHADO 2013 1 Composição Orçamentária ISAGS - 2013 (*) Natureza Valor anual (US$) Percentual Projetos 42,6% 1.001.200,00 Pessoal 37,9% 892.958,00 Gastos Operacionais

Leia mais

AUXÍLIO TRANSPORTE TUDO QUE VOCÊ PRECISA PARA MOSTRAR O SEU TALENTO.

AUXÍLIO TRANSPORTE TUDO QUE VOCÊ PRECISA PARA MOSTRAR O SEU TALENTO. AUXÍLIO TRANSPORTE TUDO QUE VOCÊ PRECISA PARA MOSTRAR O SEU TALENTO. ÍNDICE APRESENTAÇÃO...04 MISSÃO E VISÃO DO SISTEMA FIEB... 06 VALORES... 08 OBJETIVOS DO PROGRAMA... 12 APROVEITAMENTO INTERNO... 14

Leia mais

2º PRÊMIO REDE DIÁSPORA BRASIL O TALENTO BRASILEIRO QUE INSPIRA O MUNDO

2º PRÊMIO REDE DIÁSPORA BRASIL O TALENTO BRASILEIRO QUE INSPIRA O MUNDO Regulamento 2º PRÊMIO REDE DIÁSPORA BRASIL O TALENTO BRASILEIRO QUE INSPIRA O MUNDO 1. DOS OBJETIVOS DO PRÊMIO 1.1. A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), com o apoio da Agência Brasileira

Leia mais