Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ""

Transcrição

1

2

3

4

5

6 FGV Target Prof. Dr. Jose Carlos Abreu

7 FGV Ipatinga MG

8 Finanças Comportamentais e o Mercado Financeiro

9 Finanças Comportamentais

10 Insegurança, Medo? Ser diferente? Ser igual? Efeito Manada Panico de ficar sozinho Certezas e crenças Pré conceitos e Generalizações Conhecer e Desconhecer

11 Uma das principais características das Finanças Comportamentais é o uso da intuição para tomada de decisão

12 O problema é que a intuição nos engana

13 Como a intuição nos engana? A intuição proporciona BASES equivocadas para nossas decisões. Pois a intuição nos induz a escolher o mais conhecido, o mais confortavel, o mais oportuno

14 Como a intuição nos engana? Por exemplo Os empresarios demoraram ANOS para perceber que ter QUALIDADE custa muito menos que não ter qualidade!!!

15 Decisões de Investimentos em bases equivocadas Mitos Eventos contra intuitivos Idéias erradas Conceitos trocados

16 CHINA

17 Mitos com NEGÓCIOS na CHINA 1) Companhias americanas investem na China exportam empregos e importam os produtos Fato = 96% das empresas americanas registradas no USC-BC informam que suas operações na China atendem fundamentalmente o mercado interno Chines.

18 Mitos com NEGÓCIOS na CHINA 2) Negócios com a China estão causando declinio nas industrias americanas Fato = O valor real adicionado pelas industrias americanas tem crescido todos os anos desde (só houve queda nas recessões americanas de 1991 e 2001)

19 Mitos com NEGÓCIOS na CHINA 3) O mercado chines é fechado as empresas americanas Fato = China e Hong Kong combinados representam o terceiro maior mercado exportador para as empresas localizadas na America.

20 Mitos com NEGÓCIOS na CHINA 4) A entrada da China para a WTO foi um péssimo negócio para as empresas americanas. Fato = Exportações da América para a China cresceram 300% desde a China se juntou a WTO (world trade organization)

21 Mitos com NEGÓCIOS na CHINA 5) O governo chines não permite que empresas estrangeiras operem com lucratividade na China. Fato = Mais de 80% das empresas estrangeiras que operam na China reportaram lucros em seus balanços no ano de A maioria informa que seus lucros estão crescendo.

22 Mitos com NEGÓCIOS na CHINA 6) A moeda chinesa YUAN, sub-valorizada cria um deficit no balanço externo e desta forma não permitem que empresas estrangeiras vendam na China. Fato = O YUAN tem se valorizou mais de 20% desde Entretanto, é claro, ainda existe espaço para maiores reajustes.

23 Mitos com NEGÓCIOS na CHINA 7) A China impõe desvantagens por obrigar companhias estrangeiras a fazerem joint ventures com empresas chinesas. Fato = Aproximadamente 75% das empresas estrangeiras que operam na China em regime de joint venture onde são majoritários.

24 Finanças Comportamentais A INTUIÇÃO E A LÓGICA DO GESTOR / INVESTIDOR

25 Os eventos cotidianos no mundo empresarial são muitas vezes contra-intuitivos Vejamos..

26 Excesso de confiança Há provas de que, quando se pede a alguém para apostar em CARA ou COROA, a maioria aposta um valor maior se a moeda ainda não foi lançada. Se a moeda já foi lançada mas o resultado não revelado, as pessoas apostam valores menores. Agem como se seu envolvimento, de alguma maneira, afetasse o resultado.

27 Como o excesso de confiança afeta as decisões Investir é um processo difícil. Envolve coletar informações, analisa-las e com base nisto, tomar uma decisão. Contudo o excesso de confiança nos faz interpretar erroneamente a precisão das informações e superestimar nossa habilidade de analisa-las.

28 Ilusão da informação mal interpretada Ao jogar um dado temos 1/6 de chance acertar. Porem se nas ultimas tiver saído o numero 4 e jogarmos o dado de novo, que numero sairá? As chances continuam sendo 1/6, a informação adicional não aumenta nossa capacidade de prever o próximo resultado. Porem, muitos acreditam que o numero 4 terá maiores chances e outros acreditam que o numero 4 terá menores chances. Essas pessoas acreditam que sua capacidade de previsão são maiores do que realmente são.

29 Ilusão do controle Fazer uma escolha ativa induz ao controle. Quem escolhe seus próprios números de loteria acredita ter mais chances de ganhar do que quem receber uma combinação de números já pronta.

30 Sucessos passados Adquire-se excesso de confiança com as experiências de sucesso. Quando tomamos uma decisão que se prova certa, atribuímos o resultado a nossa capacidade. Quando tomamos a decisão errada tendemos a acreditar que foi falta de sorte. Mesmo quando o fator for puramente a sorte.

31 Efeito dinheiro dos outros Depois de ter realizado um ganho (ou lucro) as pessoas sentem-se inclinadas a assumir riscos maiores. Após uma perda financeiras as pessoas estão menos dispostas a aceitar novos riscos. Independente das chances reais.

32 Memória e Decisões de Investimentos A memória humana é mais uma recordação de emoções e sentimentos do que uma recordação de fatos. Isto pode fazer com que gestores recordem eventos reais com imprecisão e ignorem informações úteis porem que lhes causem sentimentos desagradáveis.

33 Contabilidade Mental não é integrada A empresa JJ já guardou 150 mil para comprar uma nova maquina que custa $500 mil daqui 3 anos. Estão aplicadas a 14% ao ano. A JJ acaba de comprar um caminhão novo por 110 mil financiado em 2 anos a uma taxa de 22% ao ano.

34 Efeito do custo incorrido O gestor Ronaldo Silva pagou $500,00 por um ingresso para o desfile de carnaval. No dia do desfile uma tromba dagua abateu-se sobre a cidade. O que é mais provável? Ronaldo ir ao desfile se tiver pago $500,00 pelo ingresso ou se os tivesse ganho como cortesia? Na realidade o custo da compra é irrelevante

35 Bons investimentos X Boas empresas Boas empresas são as que geram bons resultados. Bons investimentos são ações cujos preços sobem mais que o das outras.

36 Bom X Mau humor e a subjetividade das decisões Pessoas de bom humor acreditavam ter 84% de chance de fecharem bons negócios, no espaço de 1 ano. Para as pessoas de mau humor a chance seria de 51%. Quem esta de bom humor vê o futuro de maneira diferente de quem não esta.

37 Qual é a visão dos acionistas em 2011? A duração media dos principais executivos das grandes empresas em seus cargos caiu de 12 anos na década de 70 para 3,5 anos nos últimos anos (2005 a 2009). Conclusão: Acionistas com direito a voto estão cada vez mais impacientes com resultados medíocres.

38 Mercado Financeiro e de Capitais

39 O Mercado de Capitais Fundamentalmente, temos os seguintes TIPOS de operações nos mercados Financeiros e de Capitais: Operações de Investimento Operações de Especulação Operações de Arbitragem Operações de Manipulação (é ilegal, é fora da lei)

40 Tipos de Operações Investidor: O investidor compra porque deseja ser sócio, participar nos lucros e no crescimento. O Objetivo é maximizar valor para os acionistas. Não obrigatoriamente o lucro, mas sim a riqueza dos investidores. O valor é focalizado com as decisões de investimento, quais projetos, como são financiados e como é a política de dividendos.

41 Tipos de Operações Especulador: Não quer o ativo. Não está preocupado com valor. O especulador acredita que os preços serão corrigidos (para cima ou para baixo), e quer obter vantagem dessa correção de preços. A partir de sua certeza (ou esperança) investe tomando então a ponta de compra ou de venda.

42 Tipos de Operações Arbitrador: O Arbitrador não deve ser considerado um investidor. O arbitrador não esta preocupado com valor nem com qualquer outra forma de avaliação, posto que está apenas interessado em "travar" uma posição de lucro certo, sem risco e sem investimento.

43 Tipos de Operações Manipulador: Atividade criminosa onde o manipular, distorce, manipula e interfere nas informações, de forma a enganar compradores e vendedores sobre a real situação de determinado bem. Visa obter lucro às custas de subsidiar decisões enganosas aos outros.

44 O Mercado de Capitais Fundamentalmente, temos duas divisões no marcado de Capitais: Mercado de Renda Fixa Mercado de Renda Variável

45 Mercado de Renda Fixa

46 Mercado de Renda Fixa RENDA FIXA: Títulos Pré Fixados Com Cupom; Títulos Pré Fixados Sem Cupom (valor presente dado); Títulos Pré Fixados Sem Cupom (valor futuro dado); Títulos Pós Fixados sem Cupom; Títulos Pós Fixados com pagamento periódico de juros e CM (com Cupom).

47 Mercado de Renda Fixa Títulos Pré Fixados Com Cupom Um titulo é lançado hoje e custa $1.000,00. Este título paga uma taxa de juros pré fixadas de 10% ao ano, com pagamentos periódicos dos juros (com cupom), e com prazo de vencimento de 4 anos. O perfil de pagamentos deste titulo é T=0 t=1 t=2 t=3 t=

48 Mercado de Renda Fixa Títulos Pré Fixados Sem Cupom (valor presente dado) Um titulo é lançado hoje e custa $1.000,00. Este título paga uma taxa de juros pré fixadas de 10% ao ano, sem pagamentos periódicos dos juros (sem cupom), e com prazo de maturidade (vencimento) de 4 anos. Este título paga ao investidor no final do prazo de maturidade o valor de face mais os juros acumulados do período. O perfil de pagamentos deste titulo é T=0 t=1 t=2 t=3 t= ,10

49 Mercado de Renda Fixa Títulos Pré Fixados Sem Cupom (valor futuro dado) Um título com valor de resgate $1.000,00 paga uma taxa de juros pré fixadas de 10% ao ano, sem pagamentos periódicos dos juros (sem cupom), e com prazo de vencimento de 4 anos. Colocação do título no mercado na data do seu lançamento é com desconto. É deste desconto no pagamento inicial que vem o retorno do investidor. O perfil de pagamentos deste titulo é T=0 t=1 t=2 t=3 t=4-683,

50 Mercado de Renda Fixa Títulos Pós Fixados sem Cupom Um título é lançado hoje e custa $1.000,00. Este título paga uma taxa de juros de 8% ao ano, mais correção monetária pelo IGP, sem pagamentos periódicos dos juros (sem cupom), e com prazo de maturidade (vencimento) de 4 anos. Este título paga ao investidor no final do prazo de maturidade o valor de face mais os juros acumulados do período e mais a correção monetária. Os juros e a correção monetária são capitalizados anualmente. Considere que a taxa de inflação medida pelo IGP foi de: Ano 1 6% Ano 2 5,7% Ano 3 5,2% Ano 4 5,5% O perfil de pagamentos deste titulo é: T=0 t=1 t=2 t=3 t= ,78

51 Mercado de Renda Fixa Títulos Pós Fixados, com pagamento periódico juros/cm (com Cupom) Um título é lançado hoje e custa $1.000,00. Este título paga uma taxa de juros de 8% ao ano, mais correção monetária pelo IGP, anualmente e com prazo de maturidade (vencimento) de 4 anos. Este título paga ao investidor no final do prazo de maturidade o valor de face mais os juros acumulados do período e mais a correção monetária. Os juros e a correção monetária são capitalizados anualmente. Considere que a taxa de inflação medida pelo IGP foi de: Ano 1 6% Ano 2 5,7% Ano 3 5,2% Ano 4 5,5% O perfil de pagamentos deste titulo é: T=0 t=1 t=2 t=3 t= ,80 141,56 136, ,40

52 Mercado de Renda Variável

53 Mercado de Renda Váriavel Ações

54 Mercado de Ações Uma ação representa uma parcela do capital de uma empresa (sociedade por ações) As ações podem ser: Ordinárias, com direito a voto; Preferenciais, com preferencial na distribuição dos lucros.

55 Mercado de Ações O mercado de ações é dividido em dois segmentos: Mercado Primário; ações novas emitidas pela primeira vez da empresa para o investidor; Mercado Secundário; ações já anteriormente emitidas são negociadas entre investidores.

56 Mercado de Ações O preço de negociação de uma ação no pregão de uma bolsa de valores é fruto das condições do mercado, oferta e demanda. Estas condições de mercado refletem a economia, o setor onde opera a empresa e, principalmente, a própria empresa. Normalmente, o preço das ações traduz a expectativa dos agentes econômicos em relação às perspectivas do país, da economia, do setor e da empresa.

57 Mercado de Ações As tendências dos preços das ações são estudadas por duas escolas: Escola Gráfica (ou escola Técnica) Escola Fundamentalista

58 Escola Gráfica (ou escola Técnica) Baseia-se na análise gráfica, quer seja pelo método de barras ou pontos, tendo como base os volumes e os preços pelos quais foram comercializadas as ações nos pregões anteriores. Tem como premissa que o gráfico representa a soma de todos os conhecimentos, esperanças e expectativas sobre uma determinada ação.

59 Escola Gráfica (ou escola Técnica) Ele reflete quanto o mercado está disposto a pagar (naquele momento) por uma ação. E através de suas técnicas indica a tendência futura. O método grafista é muito usado para determinar o melhor momento, market timing, para comprar ou vender ação de determinada empresa.

60 Análise Técnica Definição: Análise Técnica é o estudo do movimento do mercado, principalmente através do uso de gráficos, com o propósito de prever a tendência futura dos preços. John J. Murphy

61 Análise Técnica Princípios Básicos O movimento do mercado reflete tudo. Os preços movem-se dentro de uma tendência e a tendência persiste Os movimentos do mercado se repetem.

62 Análise Técnica Tendência: O movimento do mercado é caracterizado por uma série de zig-zags. Esses zigzags assemelham-se com uma série de sucessivas ondas com picos e vales bem definidos. A direção desses picos e vales se constituem na tendência do mercado.

63 tendência de alta tendência de baixa acumulação ou mercado sem tendência

64 Escola Fundamentalista Baseia-se nos resultados setoriais e específicos de cada empresa, dentro do contexto da economia nacional e internacional. A escola fundamentalista é importante para, stock picking, determinar a empresa cuja ação deve ser adquirida.

65 Escola Fundamentalista A escola fundamentalista se baseia na análise cuidadosa dos indicadores da empresa, das análises das demonstrações financeiras, das projeções futuras de negociações, contratos, vendas e preços.

66 Mercado de Ações O Pregão: É o recinto onde se reuniam (antigamente) os operadores da bolsa de valores para executar fisicamente as ordens de compra e venda dadas pelos investidores a suas respectivas corretoras. Era o pregão Viva Voz na BOVESPA. A tecnologia da informática permite hoje que sejam realizados pregões totalmente automatizados, sem interferência de operadores. Agora é o pregão eletrônico, MEGABOLSA, na BOVESPA. Esta tecnologia permitiu em 1999 ser criado o Home Broker, negociação via internet.

67 A Revolução no Mercado de Ações Home Broker e After Market Devido à Internet e às novas tecnologias da Internet, foi criado em 1999 no Brasil, os conceitos de Home Broker e do After Market. O pequeno investidor ganha acesso irrestrito aos mercados

68 Mercado de Ações Home Broker e After Market Devido à Internet e às novas tecnologias da Internet, foi criado em 1999 no Brasil, os conceitos de Home Broker e do After Market.

69 Mercado de Ações Home Broker Os clientes operam eletronicamente, via Internet, através dos sites das corretoras de valores. After Market Estende-se o horário do pregão eletrônico, que passa a funcionar após as 18 horas, até às 22 horas, para atender o Home Broker.

70 Mercado de Ações Principais tipos de ORDEM de Compra e Venda: Ordem à Mercado Ordem Administrada Ordem Limitada Ordem Casada Ordem de Financiamento

71 Mercado de Ações Ordem à Mercado: Quando o investidor especifica à corretora a quantidade de ações de uma empresa que deseja vender, SEM FIXAR o preço. A sua execução deve ser imediata na cotação que o mercado estiver praticando na hora para aquele papel. Ordem Administrada: Quando o investidor especifica à corretora a quantidade de ações de uma empresa que deseja vender, SEM FIXAR o preço e deixa à critério da corretora aguardar o melhor momento para realizar a operação.

72 Mercado de Ações Ordem Limitada: Quando o investidor especifica à corretora a quantidade de ações de uma empresa que deseja vender, FIXANDO o preço. A operação somente vai ocorrer se o preço atingir o valor fixado pelo investidor, ou preço melhor. Ordem Casada: Quando o investidor quer mudar de posição vendendo ações de uma empresa e comprando ações de outras empresa. A ordem somente será executada se ambas puderem ser executadas simultaneamente.

73 Mercado de Ações Ordem de Financiamento: Quando o investidor especifica à corretora uma ordem de comprar de um título em uma data e a venda de outro título de mesmo tipo em outra data.

74 Mercado de Ações DIREITOS E PROVENTOS DE UMA AÇÃO: Dividendos Juros sobre capital próprio Subscrição Bonificação Desdobramento ou SPLIT Agrupamento ou INPLIT

75 Dividendos: Mercado de Ações É a distribuição dos lucros ou parte dos lucros de uma empresa. Por lei, no mínimo 25% dos lucros devem ser distribuídos. Juros sobre capital próprio: A empresa está autorizada a remunerar o capital do acionista até o valor da TJLP. O valor pago como juros pode ser descontado do IR da empresa. Este valor é imputado no total dos dividendos para efeitos da distribuição mínima de 25%.

76 Mercado de Ações Subscrição: Direitos aos acionistas de adquirir novas ações por aumento de capital, com preço e prazos determinados. Bonificação: Distribuição gratuita de novas ações aos acionistas como aumento de capital por incorporação de reservas.

77 Mercado de Ações Desdobramento ou SPLIT: Distribuição gratuita de novas ações aos acionistas, pela diluição do capital com o objetivo de dar maior liquidez aos títulos no mercado. Agrupamento ou INPLIT: Concentração do capital em um número menor de ações com consequente aumento do valor das ações no mercado. Serve para valorizar a sua imagem no mercado.

78 Conclusão Renda Fixa = Menor rentabilidade e Menor Risco Renda Variável = Maior rentabilidade e Maior Risco

79 Conclusão Será o seu perfil de investidor que vai ditar qual o melhor investimento: Seu grau de tolerância ao risco Seu prazo de retorno O volume de recursos Seu objetivo de Renda periódica ou não

80 Conclusão Será a analise das OPÇÕES de investimentos que vai ditar qual investimento: Analisar os Balanços das Empresas Analisar e entender o momento economico Analisar a melhor diversificação Analisar os ricos envolvidos

81 Regras de Ouro nos Investimentos

82 Warren Buffett Com 75 anos de idade e um patrimônio superior a U$ 50 bilhões, Warren Buffett é o maior investidor do mundo. Avesso à tecnologia, como ele mesmo afirma, Buffett estima que, desde 1995, tenha obtido um retorno médio anual de 31% em sua carteira de ações.

83 Warren Buffett Ignore o mercado, ele não instrui o mercado é imprevisivel e, a curto prazo, influenciado por notícias e boatos. No longo prazo, o preço das ações reflete os seus resultados, independentemente do mercado Não se esqueça do que é uma ação - foque nas empresas, pois o preço da ação será uma conseguencia disso Entenda o negócio no qual está investindo não invista em empresa de tecnologia, pois não são previsiveis invista em empresas com diferencial competitivo, marcas fortes e gestão eficiente

84 Competência "se não tiver condições para analisar as empresas a fundo, procure alguém que o faça e acompanhe de perto" Warren Buffett Empresas que estejam abaixo do preço justo só investe em empresas onde previamente tenha feito um valuation e saiba o seu preço justo. Diversificação Limitada - ponha os ovos em uma cesta que você conhece muito bem e vigie essa cesta de perto"

85 Regras de Ouro nos Investimentos Maximize seus lucros e não a quantidade de operações

86 Regras de Ouro nos Investimentos Seja paciente para aproveitar as melhores oportunidades

87 Regras de Ouro nos Investimentos Seja paciente para evitar sair de uma operação lucrativa antes do tempo

88 Regras de Ouro nos Investimentos Não se apegue a sua 1º opinião em relação a um investimento. Tenha a mente aberta

89 Regras de Ouro nos Investimentos Antes de entrar no mercado delimite um nível de stop loss

90 Regras de Ouro nos Investimentos Se você errou na escolha dos seus investimentos, não insista em recuperar o prejuizo, volte aos investimentos com fundamentos.

91 Regras de Ouro nos Investimentos Não coloque todos os seus investimentos e um só lugar. Diversifique!

92 Regras de Ouro nos Investimentos Faça você mesmo seus planos de investimentos.

93 Regras de Ouro nos Investimentos Sua forma de operar deverá estar em sintonia com o seu perfil

94 Regras de Ouro nos Investimentos Você é o único responsável pelos resultados dos seus investimentos. Não coloque a culpa no mercado, amigos, corretoras e etc

95 Onde Adquirir estes Conhecimentos e esta Competência para sair na FRENTE?

96 Onde Adquirir estes Conhecimentos e esta Competência para sair na FRENTE? O modo mais rápido? O modo mais eficiente, eficaz, seguro? O modo mais barato?

97 Onde Adquirir estes Conhecimentos e esta Competência para sair na FRENTE? O modo mais rápido? O modo mais eficiente, eficaz, seguro? O modo mais barato? Aprendendo com quem FAZ!!!

98 Onde Adquirir estes Conhecimentos e esta Competência para sair na FRENTE? O modo mais rápido? O modo mais eficiente? O modo mais barato? É fazendo o MBA na FGV!

99 Bibliografia Livros da Serie FGV Management A Lógica do Mercado Nofsinger John Editora Fundamento Educacional Relatórios e pesquisas do site do SEBRAE A Arte da Guerra Sun Tzu USCBC US China Busines Council www uschina org WTO World Trade Organization

100

CONHECIMENTOS BANCÁRIOS: - - - - - - MERCADO DE CAPITAIS

CONHECIMENTOS BANCÁRIOS: - - - - - - MERCADO DE CAPITAIS CONHECIMENTOS BANCÁRIOS: - - - - - - MERCADO DE CAPITAIS Prof.Nelson Guerra Ano 2012 www.concursocec.com.br MERCADO DE CAPITAIS É um sistema de distribuição de valores mobiliários, que tem o propósito

Leia mais

MERCADO À VISTA. As ações, ordinárias ou preferenciais, são sempre nominativas, originando-se do fato a notação ON ou PN depois do nome da empresa.

MERCADO À VISTA. As ações, ordinárias ou preferenciais, são sempre nominativas, originando-se do fato a notação ON ou PN depois do nome da empresa. MERCADO À VISTA OPERAÇÃO À VISTA É a compra ou venda de uma determinada quantidade de ações. Quando há a realização do negócio, o comprador realiza o pagamento e o vendedor entrega as ações objeto da transação,

Leia mais

INTRODUÇÃO AO MERCADO FINANCEIRO. EQUIPE TRADER O mercado fala, a gente entende.

INTRODUÇÃO AO MERCADO FINANCEIRO. EQUIPE TRADER O mercado fala, a gente entende. INTRODUÇÃO AO MERCADO FINANCEIRO EQUIPE TRADER O mercado fala, a gente entende. Mercado de Renda Variável, os preços estão em constante oscilação. Pela sua liquidez não existe pechincha. A importância

Leia mais

Empresas de Capital Fechado, ou companhias fechadas, são aquelas que não podem negociar valores mobiliários no mercado.

Empresas de Capital Fechado, ou companhias fechadas, são aquelas que não podem negociar valores mobiliários no mercado. A Ação Os títulos negociáveis em Bolsa (ou no Mercado de Balcão, que é aquele em que as operações de compra e venda são fechadas via telefone ou por meio de um sistema eletrônico de negociação, e onde

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Item 3.5.4 - Mercado de Capitais

Conhecimentos Bancários. Item 3.5.4 - Mercado de Capitais Conhecimentos Bancários Item 3.5.4 - Mercado de Capitais Conhecimentos Bancários Item 3.5.4 - Mercado de Capitais Sistema de distribuição de valores mobiliários, que tem o objetivo de proporcionar liquidez

Leia mais

Aprenda a investir na Bolsa de Valores

Aprenda a investir na Bolsa de Valores Aprenda a investir na Bolsa de Valores Investimento: Curso completo: R$ 350,00 à vista ou parcelado em até 5x (c/ juros) Módulos 1 ao 5: R$ 199,00 à vista ou parcelado em até 5x (c/ juros) Módulos 6 ao

Leia mais

Iniciando. Bolsa de Valores. O que é uma ação?

Iniciando. Bolsa de Valores. O que é uma ação? O que é uma ação? Por definição é uma fração de uma empresa. Por isso, quem detém ações de uma companhia é dono de uma parte dela, ou melhor, é um dos seus sócios e por conseguinte passa a ganhar dinheiro

Leia mais

Mercado de Ações O que são ações? Ação é um pedacinho de uma empresa Com um ou mais pedacinhos da empresa, você se torna sócio dela Sendo mais formal, podemos definir ações como títulos nominativos negociáveis

Leia mais

Para investir em ações, você precisa ser cadastrado em uma Corretora de Valores, Distribuidora ou em um Banco.

Para investir em ações, você precisa ser cadastrado em uma Corretora de Valores, Distribuidora ou em um Banco. PERGUNTAS FREQUENTES 1. Como investir no mercado de renda variável (ações)? 2. Como é feita a transferência de recursos? 3. Qual a diferença de ações ON (Ordinária) e PN (Preferencial)? 4. Quais são os

Leia mais

Holding (empresa) - aquela que possui, como atividade principal, participação acionária em uma ou mais empresas.

Holding (empresa) - aquela que possui, como atividade principal, participação acionária em uma ou mais empresas. Glossário de A a Z A Ação - título negociável, que representa a menor parcela em que se divide o capital de uma sociedade anônima. Ação listada em Bolsa - ação negociada no pregão de uma Bolsa de Valores.

Leia mais

MERCADO DE RENDA VARIÁVEL PRODUTOS E CARACTERÍSTICA

MERCADO DE RENDA VARIÁVEL PRODUTOS E CARACTERÍSTICA MERCADO DE RENDA VARIÁVEL PRODUTOS E CARACTERÍSTICA AÇÕES Ações são instrumentos utilizados pelas empresas para captar recursos no mercado financeiro para os mais diversos projetos (investimentos, redução

Leia mais

COMPRAR E VENDER AÇÕES MERCADO A VISTA

COMPRAR E VENDER AÇÕES MERCADO A VISTA COMPRAR E VENDER AÇÕES MERCADO A VISTA ATENÇÃO ESTE FOLHETO FAZ REFERÊNCIA AO PREGÃO À VIVA VOZ, FORMA DE NEGOCIAÇÃO UTILIZADA ATÉ 30/9/2005. A PARTIR DESSA DATA, TODAS AS OPERAÇÕES FORAM CENTRALIZADAS

Leia mais

COMPRAR E VENDER AÇÕES MERCADO A VISTA

COMPRAR E VENDER AÇÕES MERCADO A VISTA COMPRAR E VENDER AÇÕES MERCADO A VISTA ATENÇÃO Este texto não é uma recomendação de investimento. Para mais esclarecimentos, sugerimos a leitura de outros folhetos editados pela BOVESPA. Procure sua Corretora.

Leia mais

Aplicação de recursos

Aplicação de recursos Aplicação de recursos São 3 os pilares de qualquer investimento Segurança Liquidez Rentabilidade Volatilidade - mede o risco que um fundo ou um título apresenta - maior a volatilidade, maior o risco; Aplicação

Leia mais

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO Por que ler este livro? Você já escutou histórias de pessoas que ganharam muito dinheiro investindo, seja em imóveis ou na Bolsa de Valores? Após ter escutado todas essas

Leia mais

Simulado CPA 10 Completo

Simulado CPA 10 Completo Simulado CPA 10 Completo Question 1. O SELIC é um sistema informatizado que cuida da liquidação e custódia de: ( ) Certificado de Depósito Bancário ( ) Contratos de derivativos ( ) Ações negociadas em

Leia mais

The Warren Buffett Way

The Warren Buffett Way The Warren Buffett Way Investment Strategies of the World s Greatest Quando Buffett investe, ele vê uma empresa. A maioria dos investidores vê apenas um preço de ação. Eles gastam horas e esforço olhando,

Leia mais

Ciências Econômicas. 4.2 Mercado de Capitais. Marcado Financeiro e de Capitais (Aula-2015/10.16) 16/10/2015. Prof. Johnny 1

Ciências Econômicas. 4.2 Mercado de Capitais. Marcado Financeiro e de Capitais (Aula-2015/10.16) 16/10/2015. Prof. Johnny 1 UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ Ciências Econômicas Mercado de Capitais Tributações Relatórios Professor : Johnny Luiz Grando Johnny@unochapeco.edu.br 4.2 Mercado de Capitais 4.3.1 Conceitos

Leia mais

Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar.

Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar. FUNDO REFERENCIADO DI Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar. Para tal, investem no mínimo 80% em títulos públicos federais

Leia mais

Mercado de capitais. Mercado Financeiro - Prof. Marco Arbex. Mercado de capitais. Comissão de Valores Mobiliários. Comissão de Valores Mobiliários

Mercado de capitais. Mercado Financeiro - Prof. Marco Arbex. Mercado de capitais. Comissão de Valores Mobiliários. Comissão de Valores Mobiliários Mercado de capitais Mercado de capitais Prof. Ms. Marco A. Arbex marco.arbex@live.estacio.br www.marcoarbex.wordpress.com O mercado de capitais está estruturado para suprir as necessidades de investimento

Leia mais

TIPOS DE INVESTIMENTO

TIPOS DE INVESTIMENTO TIPOS DE INVESTIMENTO CDB O Certificado de Depósito Bancário (CDB) e o Recibo de Depósito Bancário, (RDB) são os mais antigos e utilizados títulos de captação do setor privado. São oficialmente conhecidos

Leia mais

BANCO DO BRASIL. Profº Agenor paulino Trindade

BANCO DO BRASIL. Profº Agenor paulino Trindade BANCO DO BRASIL Profº Agenor paulino Trindade PREPARATÓRIO PARA O BANCO DO BRASIL Prof. AGENOR PAULINO TRINDADE CONCEITO DE AÇÃO: Ação É um título negociável, representativo de propriedade de UMA FRAÇÃO

Leia mais

O efeito da rentabilidade...

O efeito da rentabilidade... O efeito da rentabilidade... A importância da variável taxa: R$ 500 reais mensais, por 25 anos 0,80% 1,17% 1,53% 1,88% 2,21% 10% 15% 20% 25% 30% 10% aa 15% aa 20% aa 25% aa 30% aa Ano 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0

Leia mais

Estabeleça estratégias

Estabeleça estratégias Dinheiro... Orçamento Economias Prazo Onde? Poupança DI CDB Tesouro Previdência Privada Fundos Ações Negócio próprio Estabeleça estratégias Dólar, ouro, imóveis, obras de arte, etc. Poupança Garantido*

Leia mais

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R 8 PASSOS PARA INVESTIR EM AÇÕES SEM SER UM ESPECIALISTA W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R Aviso Importante O autor não tem nenhum vínculo com as pessoas, instituições financeiras e produtos, citados,

Leia mais

MERCADO DE CAPITAIS. Bolsas de Valores ou de Mercadorias. Cronologia da criação dos mercados de bolsas no mundo e no Brasil

MERCADO DE CAPITAIS. Bolsas de Valores ou de Mercadorias. Cronologia da criação dos mercados de bolsas no mundo e no Brasil MERCADO DE CAPITAIS Prof. Msc. Adm. José Carlos de Jesus Lopes Bolsas de Valores ou de Mercadorias São centros de negociação onde reúnem-se compradores e vendedores de ativos padronizados (ações, títulos

Leia mais

Investimentos O Governo Federal oferece 1.047 vagas de até R$ 8.300,00

Investimentos O Governo Federal oferece 1.047 vagas de até R$ 8.300,00 Investimentos Segundo pesquisas, ao se fazer um curso de graduação, por exemplo, a média salarial aumentará cerca de 168%, ou seja, quem ganha R$ 1000,00, ao terminar um curso de graduação tem grandes

Leia mais

Administração Financeira

Administração Financeira Administração Financeira MÓDULO 11: DECISÕES DE FINANCIAMENTO A LONGO PRAZO As empresas dispõem de fontes internas e fontes externas de recursos financeiros para o financiamento de suas atividades. Com

Leia mais

Economia e Mercado Financeiro

Economia e Mercado Financeiro Economia e Mercado Financeiro O que é fluxo cambial? O fluxo cambial é a soma das operações da balança comercial, das operações financeiras e das operações com instituições financeiras no exterior. Segundo

Leia mais

Mercado de Capitais: técnicas para avaliação de carteira de ações para pessoa física

Mercado de Capitais: técnicas para avaliação de carteira de ações para pessoa física 1 Mercado de Capitais: técnicas para avaliação de carteira de ações para pessoa física RESUMO O assunto abordado neste artigo tem por objetivo facilitar o entendimento do mercado de ações desmistificando

Leia mais

Resumo de Análise de Projetos de Investimento

Resumo de Análise de Projetos de Investimento Agosto/2011 Resumo de Análise de Projetos de Investimento Valor Quanto vale um ativo? Quanto vale uma empresa? Quanto vale um projeto? Valor Contábil É o valor da empresa para a Contabilidade. Ou seja,

Leia mais

Sumário O VEREDICTO DA HISTÓRIA RETORNO DAS AÇÕES E TÍTULOS DESDE 1802 3 PARTE I. CAPÍTULO l

Sumário O VEREDICTO DA HISTÓRIA RETORNO DAS AÇÕES E TÍTULOS DESDE 1802 3 PARTE I. CAPÍTULO l Sumário PARTE I O VEREDICTO DA HISTÓRIA CAPÍTULO l RETORNO DAS AÇÕES E TÍTULOS DESDE 1802 3 "Todo mundo está destinado a ser rico" 3 Retornos dos mercados financeiros desde 1802 5 A performance dos títulos

Leia mais

Tipos de ações As ações se diferenciam basicamente pelos direitos que concedem a seus acionistas. No Brasil, elas estão divididas em dois grandes

Tipos de ações As ações se diferenciam basicamente pelos direitos que concedem a seus acionistas. No Brasil, elas estão divididas em dois grandes Tipos de ações As ações se diferenciam basicamente pelos direitos que concedem a seus acionistas. No Brasil, elas estão divididas em dois grandes grupos: as ações ordinárias e as ações preferenciais. As

Leia mais

Gestão Financeira de Organizações

Gestão Financeira de Organizações Gestão Financeira de Organizações Módulo 10 - Política de Dividendos e Relações com Investidores Prof. Luiz Antonio Campagnac e-mail: luiz.campagnac@gmail.com Livro Texto Administração Financeira: princípios,

Leia mais

$ $ ETF EXCHANGE TRADED FUND $ $

$ $ ETF EXCHANGE TRADED FUND $ $ ETF EXCHANGE TRADED FUND Investimento para quem busca a possibilidade de melhores retornos, através de uma carteira diversificada e com menor custo. Confira porque os fundos de índices são a nova opção

Leia mais

NOSSA HISTÓRIA. Em Parceria com:

NOSSA HISTÓRIA. Em Parceria com: Em Parceria com: NOSSA HISTÓRIA A UM INVESTIMENTOS S/A Corretora de Títulos e Valores Mobiliários é uma instituição financeira independente e atua no mercado financeiro há 40 anos. Em 2008 iniciou um processo

Leia mais

Curso Introdução ao Mercado de Ações

Curso Introdução ao Mercado de Ações Curso Introdução ao Mercado de Ações Módulo 1 www.tradernauta.com.br I - Sistema Financeiro Nacional CMN Conselho Monetário Nacional Min. Fazenda, Min. Planej., Pres. BaCen Banco Central Mercado Cambial,

Leia mais

MERCADO DE CAPITAIS E A ECONOMIA

MERCADO DE CAPITAIS E A ECONOMIA MERCADO DE CAPITAIS E A ECONOMIA Conceito e Características. O mercado de capitais pode ser definido como um conjunto de instituições e de instrumentos que negociam com títulos e valores mobiliários, objetivando

Leia mais

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa. Cássia Menatto Mebius

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa. Cássia Menatto Mebius Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Certificate in Financial Administration CFM Cássia Menatto Mebius ESTUDO DE CASO: Aspectos da Análise fundamentalista versus análise gráfica para uma corretora São

Leia mais

Quanto vale FINANÇAS. Miguel A. Eiranova é diretor da área de corporate finance da Price Waterhouse, firma que integra a PricewaterhouseCoopers.

Quanto vale FINANÇAS. Miguel A. Eiranova é diretor da área de corporate finance da Price Waterhouse, firma que integra a PricewaterhouseCoopers. Quanto vale O preço de uma empresa, referência fundamental nas negociações de qualquer tentativa de fusão ou aquisição, nunca é aleatório. Ao contrário, sua determinação exige a combinação da análise estratégica

Leia mais

[CONFIDENCIAL] Aprenda com o SAGAZ. Primeiros passos para investir na Bolsa.

[CONFIDENCIAL] Aprenda com o SAGAZ. Primeiros passos para investir na Bolsa. 1 Aprenda com o SAGAZ Primeiros passos para investir na Bolsa. Está pensando em investir em ações e não sabe por onde começar? Fique tranqüilo, você está no lugar certo. Aqui você terá a melhor orientação

Leia mais

COMO INVESTIR NO MERCADO A TERMO MERCADOS

COMO INVESTIR NO MERCADO A TERMO MERCADOS COMO INVESTIR NO MERCADO A TERMO MERCADOS Como Investir no Mercado a Termo 1 2 Como Investir no Mercado a Termo O que é? uma OPERAÇÃO A TERMO É a compra ou a venda, em mercado, de uma determinada quantidade

Leia mais

Administração Financeira II

Administração Financeira II Administração Financeira II Introdução as Finanças Corporativas Professor: Roberto César INTRODUÇÃO AS FINANÇAS CORPORATIVAS Administrar é um processo de tomada de decisões. A continuidade das organizações

Leia mais

FILOSOFIA DE INVESTIMENTO. Retorno esperado de um lançamento 80% 100% + 20% 100% ( ) = 60% ( 1 20% ) 20 =1,15%

FILOSOFIA DE INVESTIMENTO. Retorno esperado de um lançamento 80% 100% + 20% 100% ( ) = 60% ( 1 20% ) 20 =1,15% Através da CARTA TRIMESTRAL ATMOS esperamos ter uma comunicação simples e transparente com o objetivo de explicar, ao longo do tempo, como tomamos decisões de investimento. Nesta primeira carta vamos abordar

Leia mais

Introdução: Mercado Financeiro

Introdução: Mercado Financeiro Introdução: Mercado Financeiro Prof. Nilton TÓPICOS Sistema Financeiro Nacional Ativos Financeiros Mercado de Ações 1 Sistema Financeiro Brasileiro Intervém e distribui recursos no mercado Advindos de

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Financeira e Controladoria tem por objetivo o fornecimento

Leia mais

MERCADO DE OPÇÕES - O QUE É E COMO FUNCIONA

MERCADO DE OPÇÕES - O QUE É E COMO FUNCIONA MERCADO DE OPÇÕES - O QUE É E Mercados Derivativos Conceitos básicos Termos de mercado As opções de compra Autores: Francisco Cavalcante (f_c_a@uol.com.br) Administrador de Empresas graduado pela EAESP/FGV.

Leia mais

CARTA AO INVESTIDOR 4º TRIMESTRE

CARTA AO INVESTIDOR 4º TRIMESTRE CARTA AO INVESTIDOR 4º TRIMESTRE Você só precisa fazer algumas poucas coisas certas na vida desde que não faça muitas erradas. Warren Buffett Este material tem o único propósito de divulgar informações

Leia mais

A BOVESPA E O MERCADO DE AÇÕES

A BOVESPA E O MERCADO DE AÇÕES A BOVESPA E O MERCADO DE AÇÕES 1 Mercado Financeiro 2 Sistema Financeiro Conjunto de instituições dedicadas a manter um fluxo de recursos dos poupadores para o investimento das empresas e gastos das famílias

Leia mais

CONHECIMENTOS BANCÁRIOS: - - - - - - POLÍTICA ECONÔMICA & MERCADO FINANCEIRO

CONHECIMENTOS BANCÁRIOS: - - - - - - POLÍTICA ECONÔMICA & MERCADO FINANCEIRO CONHECIMENTOS BANCÁRIOS: - - - - - - POLÍTICA ECONÔMICA & MERCADO FINANCEIRO Prof.Nelson Guerra Ano 2012 www.concursocec.com.br INTRODUÇÃO Trata-se da política utilizada pelo Governo para obter desenvolvimento

Leia mais

ABC DO INVESTIDOR. Título em que os direitos (dividendos, bonificação e subscrição) ainda não foram exercidos.

ABC DO INVESTIDOR. Título em que os direitos (dividendos, bonificação e subscrição) ainda não foram exercidos. ABC DO INVESTIDOR Ação Título negociável, que representa a parcela do capital de uma companhia. Ação Cheia (com) Título em que os direitos (dividendos, bonificação e subscrição) ainda não foram exercidos.

Leia mais

Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente.

Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente. Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente. A possibilidade de diversificar o investimento e se tornar sócio dos maiores empreendimentos imobiliários do Brasil. Este material tem o objetivo

Leia mais

Mercado primário e mercado secundário

Mercado primário e mercado secundário Mercado primário e mercado secundário O mercado primário compreende o lançamento de novas ações/debêntures no mercado, com aporte de recursos para a companhia. Ou seja, quando um título é lançado no mercado

Leia mais

O MERCADO DE CAPITAIS BRASILEIRO

O MERCADO DE CAPITAIS BRASILEIRO O MERCADO DE CAPITAIS BRASILEIRO Antônio Emygdio Circuito Universitário CVM 2ª Semana Nacional de Educação Financeira http://www.semanaenef.gov.br http://www.vidaedinheiro.gov.br Agenda 1. Mercado de Capitais

Leia mais

Simulação Comercial. Caro participante, Você está prestes a assumir a administração de uma empresa virtual.

Simulação Comercial. Caro participante, Você está prestes a assumir a administração de uma empresa virtual. Simulação Comercial Caro participante, Você está prestes a assumir a administração de uma empresa virtual. Aproveite esta oportunidade para desenvolver as suas habilidades gerenciais. Simulação Gerencial

Leia mais

AULA 4 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE AÇOES

AULA 4 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE AÇOES AULA 4 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE AÇOES Prof Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA Especialista em Gestão Empresarial pela UEFS Graduada em Administração pela UEFS Contatos: E-mail: keillalopes@ig.com.br

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO JANEIRO 2008

RELATÓRIO DE GESTÃO JANEIRO 2008 RELATÓRIO DE GESTÃO JANEIRO 2008 Este material tem o único propósito de divulgar informações e dar transparência à gestão executada pela Edge Investimentos, não deve ser considerado como oferta de venda

Leia mais

Aula 2 Contextualização

Aula 2 Contextualização Gestão Financeira Aula 2 Contextualização Prof. Esp. Roger Luciano Francisco Segmentos do Mercado Financeiro Mercado monetário Mercado de crédito Mercado de capitais Mercado de câmbio Mercado Monetário

Leia mais

MERCADOS INTERNACIONAIS DE CAPITAIS

MERCADOS INTERNACIONAIS DE CAPITAIS MERCADOS INTERNACIONAIS DE CAPITAIS Fontes de recursos financeiros para o financiamento empresarial Fontes INTERNAS EXTERNAS Lucros retidos Ativos maior que passivos Proteção Fiscal Outros Recursos de

Leia mais

Análises: Análise Fundamentalista Análise Técnica

Análises: Análise Fundamentalista Análise Técnica Análises: Análise Fundamentalista Análise Técnica Análise Fundamentalista Origem remonta do final do século XIX e princípio do século XX, quando as corretoras de bolsa tinham seus departamentos de análise

Leia mais

Curso Introdução ao Mercado de Ações

Curso Introdução ao Mercado de Ações Curso Introdução ao Mercado de Ações Módulo 2 Continuação do Módulo 1 www.tradernauta.com.br Sistema de negociação da Bovespa e Home Broker Mega Bolsa Sistema implantado em 1997, é responsável por toda

Leia mais

Segredo 11 Como investir em ações para construir riqueza

Segredo 11 Como investir em ações para construir riqueza Segredo 11 Como investir em ações para construir riqueza Um tempo atrás, escrevi um ensaio curto sobre como Warren Buffett havia enriquecido tanto, mas não mencionei o quão rico ele havia se tornado. Com

Leia mais

OS FUNDOS DE INVESTIMENTO

OS FUNDOS DE INVESTIMENTO OS FUNDOS DE INVESTIMENTO CMVM Comissão do Mercado de Valores Mobiliários OUTUBRO 2012 1 Os Fundos de Investimento O que é um Fundo de investimento? Um fundo de investimento é um instrumento financeiro

Leia mais

Cotas de Fundos de Investimento em Ações FIA

Cotas de Fundos de Investimento em Ações FIA Renda Variável Cotas de Fundos de Investimento em Ações FIA Cotas de Fundos de Investimento em Ações - FIA Mais uma alternativa na diversificação da carteira de investimento em ações O produto O Fundo

Leia mais

Administração Financeira: princípios, fundamentos e práticas brasileiras

Administração Financeira: princípios, fundamentos e práticas brasileiras Administração Financeira: princípios, fundamentos e práticas brasileiras Prof. Onivaldo Izidoro Pereira Finanças Corporativas Ambiente Econômico Em suas atividades uma empresa relacionase com: Clientes

Leia mais

Mercado de Capitais. Renda Variável. Mercado Primário de Ações. Mercado Primário - ETAPAS. Mercado Primário - ETAPAS

Mercado de Capitais. Renda Variável. Mercado Primário de Ações. Mercado Primário - ETAPAS. Mercado Primário - ETAPAS Mercado Primário de Ações Mercado de Capitais Renda Variável Mestrando: Paulo Jordão. 03/04/2012 Venda direta aos investidores através de ofertas públicas (IPOs) ou subscrição particular; Motivos: Expansão

Leia mais

ENCONTRO ANUAL DO PAEX

ENCONTRO ANUAL DO PAEX ENCONTRO ANUAL DO PAEX Sustentabilidade Financeira para a Competitividade Prof. Haroldo Mota 2007 O CONFORTO DE CURTO PRAZO Empresa Acomodada Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 EBITDA 940 890 820 800 ( ) Var. NCG

Leia mais

INFORMATIVO FUNDOS GALT FIA - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES GERAL DIVIDENDO - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES. Química 12% Papel e Celulose 8%

INFORMATIVO FUNDOS GALT FIA - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES GERAL DIVIDENDO - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES. Química 12% Papel e Celulose 8% Outubro de 2015 INFORMATIVO FUNDOS GALT FIA - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES O Geral Asset Long Term - GALT FIA é um fundo de investimento que investe em ações, selecionadas pela metodologia de análise

Leia mais

Os títulos de renda fixa são caracterizados pó terem previamente definida a forma de remuneração. Esses títulos podem ser prefixados ou pós-fixados.

Os títulos de renda fixa são caracterizados pó terem previamente definida a forma de remuneração. Esses títulos podem ser prefixados ou pós-fixados. Faculdades Integradas Campos Salles Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Contabilidade Aplicada às Instituições Financeiras Professor: Adeildo Paulino Aula: 12/05/2012 Matéria: Títulos e Valores Mobiliários

Leia mais

7. Mercado Financeiro

7. Mercado Financeiro 7. Mercado Financeiro 7. Mercado Financeiro Mercado Financeiro O processo onde os recursos excedentes da economia (poupança) são direcionados para o financiamento de empresas (tomadores de crédito). Investidor

Leia mais

PORQUE E COMO ABRIR O CAPITAL DE UMA EMPRESA

PORQUE E COMO ABRIR O CAPITAL DE UMA EMPRESA PORQUE E COMO ABRIR O CAPITAL DE UMA EMPRESA! Os custos! As vantagens! Os obstáculos! Os procedimentos Francisco Cavalcante (francisco@fcavalcante.com.br) Sócio-Diretor da Cavalcante & Associados, empresa

Leia mais

Mercado de Capitais. O Processo de Investir. Professor: Roberto César

Mercado de Capitais. O Processo de Investir. Professor: Roberto César Mercado de Capitais O Processo de Investir Professor: Roberto César PASSOS PARA INVESTIR NA BOLSA 1 - Defina um Objetivo 2 - Formas de Investir 3 - Encontre a melhor Corretora para você 4 - Abra sua conta

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DO SEGMENTO BOVESPA: AÇÕES, FUTUROS E DERIVATIVOS DE AÇÕES. Capítulo Revisão Data

MANUAL DE PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DO SEGMENTO BOVESPA: AÇÕES, FUTUROS E DERIVATIVOS DE AÇÕES. Capítulo Revisão Data 4 / 106 DEFINIÇÕES AFTER-MARKET período de negociação que ocorre fora do horário regular de Pregão. AGENTE DE COMPENSAÇÃO instituição habilitada pela CBLC a liquidar operações realizadas pelas Sociedades

Leia mais

Porque seus sonhos precisam de ação.

Porque seus sonhos precisam de ação. Porque seus sonhos precisam de ação. Este texto não é uma recomendação de investimento. Para esclarecimentos adicionais, sugerimos a leitura de outros folhetos editados pela BOVESPA. Procure sua Corretora.

Leia mais

AULA 10 Sociedade Anônima:

AULA 10 Sociedade Anônima: AULA 10 Sociedade Anônima: Conceito; características; nome empresarial; constituição; capital social; classificação. Capital aberto e capital fechado. Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Bolsa de Valores.

Leia mais

Mercado de Opções Opções de Compra Aquisição

Mercado de Opções Opções de Compra Aquisição Mercado de Opções Opções de Compra Aquisição Ao comprar uma opção, o aplicador espera uma elevação do preço da ação, com a valorização do prêmio da opção. Veja o que você, como aplicador, pode fazer: Utilizar

Leia mais

Item 3.6 Ações continuação 3.6.1 Características e Direitos 3.6.2 Companhias Abertas e Companhias Fechadas

Item 3.6 Ações continuação 3.6.1 Características e Direitos 3.6.2 Companhias Abertas e Companhias Fechadas Conhecimentos Bancários Item 3.6 Ações continuação 3.6.1 Características e Direitos 3.6.2 Companhias Abertas e Companhias Fechadas Conhecimentos Bancários Item 3.6.3 Funcionamento do Mercado à Vista de

Leia mais

Você está prestes a assumir a administração de uma empresa simulada. Aproveite esta oportunidade para desenvolver as suas habilidades gerenciais.

Você está prestes a assumir a administração de uma empresa simulada. Aproveite esta oportunidade para desenvolver as suas habilidades gerenciais. Você está prestes a assumir a administração de uma empresa simulada. Aproveite esta oportunidade para desenvolver as suas habilidades gerenciais. O que é? Simulação Gerencial - Simulação Empresarial Jogo

Leia mais

I - BOVESPA MAIS: pavimentando o caminho das futuras blue chips do mercado acionário

I - BOVESPA MAIS: pavimentando o caminho das futuras blue chips do mercado acionário I - BOVESPA MAIS: pavimentando o caminho das futuras blue chips do mercado acionário O BOVESPA MAIS é o segmento de listagem do mercado de balcão organizado administrado pela BOVESPA idealizado para tornar

Leia mais

Conteúdo Programático. Agente Autônomo de Investimentos (ANCORD)

Conteúdo Programático. Agente Autônomo de Investimentos (ANCORD) Conteúdo Programático Agente Autônomo de Investimentos (ANCORD) 1. A atividade do agente autônomo de investimento Instrução CVM 497 Diferenciação das atividades do agente autônomo, administração de carteiras,

Leia mais

www.contratofuturo.com

www.contratofuturo.com www.contratofuturo.com www.contratofuturo.com O que é o Índice Futuro Para falar de índice futuro, primeiro precisamos falar do ÍNDICE no presente, que é o Ibovespa. O famoso índice que serve para medir

Leia mais

Revista FATEC Sebrae em debate: gestão, tecnologias e negócios Vol. 2 Nº. 2 Ano 2015 ISSN 2358-9817

Revista FATEC Sebrae em debate: gestão, tecnologias e negócios Vol. 2 Nº. 2 Ano 2015 ISSN 2358-9817 Revista FATEC Sebrae em debate: gestão, tecnologias e negócios Vol. 2 Nº. 2 Ano 2015 ISSN 2358-9817 Carlos Alberto Alves Quintino Economista e mestre em Administração de Empresas. Professor de Sistema

Leia mais

Como Investir em Ações Eduardo Alves da Costa

Como Investir em Ações Eduardo Alves da Costa Como Investir em Ações Eduardo Alves da Costa Novatec CAPÍTULO 1 Afinal, o que são ações? Este capítulo apresenta alguns conceitos fundamentais para as primeiras de muitas decisões requeridas de um investidor,

Leia mais

O QUE É A CVM? II - a negociação e intermediação no mercado de valores mobiliários;

O QUE É A CVM? II - a negociação e intermediação no mercado de valores mobiliários; O QUE É A CVM? A CVM - Comissão de Valores Mobiliários é uma entidade autárquica em regime especial, vinculada ao Ministério da Fazenda, com personalidade jurídica e patrimônio próprios, dotada de autoridade

Leia mais

COMO INVESTIR NO MERCADO A TERMO MERCADOS

COMO INVESTIR NO MERCADO A TERMO MERCADOS COMO INVESTIR NO MERCADO A TERMO MERCADOS O que é? uma operação A TERMO É a compra ou a venda, em mercado, de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado,

Leia mais

MERCADO DE CAPITAIS. Sistema Financeiro Nacional

MERCADO DE CAPITAIS. Sistema Financeiro Nacional MERCADO DE CAPITAIS 1 Mercado de capitais é um sistema de distribuição de valores mobiliários que proporciona liquidez aos títulos de emissão de empresas e viabiliza o processo de capitalização. É constituído

Leia mais

Bolsa de Valores Bolsa de Valores Ambiente que oferece condições e sistemas necessários para a realização de negociações de títulos e valores mobiliários de forma transparente Regulada pela CVM (Comissão

Leia mais

As ações, em sua maioria, são negociadas a partir de códigos formados através de letras e números:

As ações, em sua maioria, são negociadas a partir de códigos formados através de letras e números: Como funciona o mercado de ações Conceitualmente, uma ação é um pedaço de uma empresa, ou seja, comprar uma ação significa ser sócio de uma companhia. No Brasil, as ações de empresas de capital aberto

Leia mais

FINANÇAS E MERCADOS FINANCEIROS A Consolidação do Mercado de Capitais Brasileiro João Basilio Pereima Neto *

FINANÇAS E MERCADOS FINANCEIROS A Consolidação do Mercado de Capitais Brasileiro João Basilio Pereima Neto * FINANÇAS E MERCADOS FINANCEIROS A Consolidação do Mercado de Capitais Brasileiro João Basilio Pereima Neto * O mercado de capitais brasileiro vai fechar o ano de 2007 consolidando a tendência estrutural

Leia mais

Especulador Eletrônico. Murialdo Loch - Márcia Loch Alexandre Golin Krammes

Especulador Eletrônico. Murialdo Loch - Márcia Loch Alexandre Golin Krammes Especulador Eletrônico Murialdo Loch - Márcia Loch Alexandre Golin Krammes Apresentação Introdução Comentário de Mauro Halfeld Conceitos Bolsas de Valores no Brasil BM&F Bovespa Curiosidades Escolas de

Leia mais

IBRACON NPC VI - INVESTIMENTOS - PARTICIPAÇÕES EM OUTRAS SOCIEDADES

IBRACON NPC VI - INVESTIMENTOS - PARTICIPAÇÕES EM OUTRAS SOCIEDADES IBRACON NPC VI - INVESTIMENTOS - PARTICIPAÇÕES EM OUTRAS SOCIEDADES INTRODUÇÃO 1. Este pronunciamento abrange as participações em sociedades coligadas e controladas e as participações minoritárias de natureza

Leia mais

Conheça mais sobre dividendos, direitos de subscrição e bonificações clicando aqui.

Conheça mais sobre dividendos, direitos de subscrição e bonificações clicando aqui. Fonte: CVM O que é uma Ação? Ação é a menor parcela do capital social das companhias ou sociedades anônimas. É, portanto, um título patrimonial e, como tal, concede aos seus titulares, os acionistas, todos

Leia mais

Aprenda a investir na Bolsa de Valores/

Aprenda a investir na Bolsa de Valores/ Aprenda a investir na Bolsa de Valores/ Chegou a sua vez de investir em ações Método consagrado. Linguagem simples, sem financês. Mais de 200.000 alunos formados. Curso sobre Bolsa mais vendido no país

Leia mais

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R Os 10 HÁBITOS DE SUCESSO D O S I N V E S T I D O R E S E M VA L O R W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R Aviso Importante O autor não tem nenhum vínculo com as pessoas, instituições financeiras e produtos,

Leia mais

Permanecer calmo quando o mercado enlouquece

Permanecer calmo quando o mercado enlouquece Estratégias de investimento da MFS Celeste italic 11/14 Permanecer calmo quando o mercado enlouquece MANAGING I N V E S T O R I N S I G H T S E R I E S Hoje pode ser um dos melhores dias da história do

Leia mais

Bovespa Mais: pavimentando o caminho das futuras blue chips do mercado acionário

Bovespa Mais: pavimentando o caminho das futuras blue chips do mercado acionário Bovespa Mais: pavimentando o caminho das futuras blue chips do mercado acionário O Bovespa Mais é um dos segmentos especiais de listagem administrados pela Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros (BM&FBOVESPA)

Leia mais

Sobre a Um Investimentos

Sobre a Um Investimentos Sobre a Um Investimentos A UM INVESTIMENTOS é uma instituição financeira independente e atua no mercado financeiro há 44 anos. Atualmente é a maior corretora de investimentos brasileira nas redes sociais,

Leia mais

4 VÍDEOS ENSINAM MAIS SOBRE TRADER ESPORTIVO, CONFIRA EM: HTTP://WWW.VIVERDEFUTEBOL.COM/

4 VÍDEOS ENSINAM MAIS SOBRE TRADER ESPORTIVO, CONFIRA EM: HTTP://WWW.VIVERDEFUTEBOL.COM/ 1 2 ÍNDICE 1- NOTA LEGAL... 3 2- SOBRE AUTOR... 3 3- SEMELHANÇA COM O MERCADO FINANCEIRO... 4 4- EXEMPLO DO MERCADO DE AUTOMÓVEIS USADOS... 4 5- CONHECENDO O BÁSICO DAS APOSTAS... 7 6- O QUE É UMA ODD?...

Leia mais

Material complementar à série de videoaulas de Opções.

Material complementar à série de videoaulas de Opções. Apostila de Opções Contatos Bradesco Corretora E-mail: faq@bradescobbi.com.br Cliente Varejo: 11 2178-5757 Cliente Prime: 11 2178-5722 www.bradescocorretora.com.br APOSTILA DE OPÇÕES Material complementar

Leia mais

4 F E R R A M E N TA S E S S E N C I A I S

4 F E R R A M E N TA S E S S E N C I A I S como organizar as finanças da sua empresa 4 F E R R A M E N TA S E S S E N C I A I S AUTHOR NAME ROBSON DIAS Sobre o Autor Robson Dias é Bacharel em Administração de Empresas e Possui MBA em Gestão Estratégica

Leia mais