AJES INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO VALE DO JURUENA MBA em Gestão, Auditoria e Controladoria COMO SER UM EMPREENDEDOR DE SUCESSO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AJES INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO VALE DO JURUENA MBA em Gestão, Auditoria e Controladoria COMO SER UM EMPREENDEDOR DE SUCESSO"

Transcrição

1 AJES INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO VALE DO JURUENA MBA em Gestão, Auditoria e Controladoria COMO SER UM EMPREENDEDOR DE SUCESSO Autora: CYNTHIA JANAINA ESTEVES DA SILVA Orientadora: CYNTHIA CÂNDIDA CORREA

2 2 COMODORO MT 2013 INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO VALE DO JURUENA AJES MBA em Gestão, Auditoria e Controladoria COMO SER UM EMPREENDEDOR DE SUCESSO Autora: CYNTHIA JANAINA ESTEVES DA SILVA Orientadora: CYNTHIA CÂNDIDA CORREA Projeto de pesquisa apresentado como requisito parcial de avaliação das atividades de elaboração de Trabalho de Conclusão de MBA- Gestão, Auditoria e Controladoria da AJES - INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO VALE DO JURUENA.

3 3 COMODORO MT 2013 DEDICATÓRIA Este trabalho é dedicado à minha família por ter compreendido minha ausência para a realização do mesmo.

4 4 AGRADECIMENTOS Agradeço à Deus por fazer com que eu conquistasse mais esta etapa da minha vida e por me dar sabedoria, persistência e coragem para continuar buscando mais conhecimento.

5 5 RESUMO As empresas estão inseridas em um cenário cada vez mais competitivo e gobalizado, onde as barreiras geográficas já não existem, e mais do que nunca, todos são concorrentes de todos. Com base nesta situação, este trabalho propõe uma investigação sobre as características essenciais para que um empreendedor entre neste mercado tão competitivo, se mantenha e obtenha sucesso. O empreendedorismo tem origem francesa e caracteriza aquele que assume riscos e começa algo novo, surgiu a partir das relações entre capitalistas e comerciantes. Assumir riscos é a característica atribuída ao profissional que busca diferenciar a forma de administrar o seu negócio, procurando ser inovador e criativo. Este estudo se caracteriza como um ensaio teórico, de natureza exploratória e visa resgatar elementos que situem o tema no sentido conceitual, evolutivo e sustentação. A realização deste trabalho expôs as características exigidas de um empreendedor. Também foi possível entender que o espírito empreendedor não é inato, mas pode ser formado seguindo as características específicas, não necessariamente precisa ter todas as características, sendo possível apenas destacar e aperfeiçoar as que possui. Palavras chave: Empreendedorismo, mercado, espírito empreendedor.

6 6 SUMÁRIO INTRODUÇÃO CAPÍTULO I REFERENCIAL TEÓRICO EMPREENDEDORISMO O Que é o Empreendedorismo Processo Empreendedor O EMPREENDEDOR O que é ser empreendedor Formação da visão do Empreendedor Perfil do Empreendedor PLANO DE NEGÓCIOS Importância do Planejamento Características pessoais empreendedoras A pessoa nasce empreendedora? DICAS PARA SER UM EMPREENDEDOR O que leva alguém a ter o próprio negócio? COMO SE TORNAR UM EMPREENDEDOR DE SUCESSO Características para se tornar um empreendedor de sucesso O CICLO DO SUCESSO Trabalho Problemas Medo Coragem Persistência Metas POR QUE OS EMPREENDEDORES FALHAM CAPÍTULO II METODOLOGIA CAPÍTULO III ANÁLISE E DISCUSSÃO DE DADOS Empreendedorismo: Fonte de Novas ideias e práticas da inovação CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS... 42

7 7 INTRODUÇÃO As empresas estão inseridas em um cenário cada vez mais competitivo e gobalizado, onde as barreiras geográficas já não existem, e mais do que nunca, todos são concorrentes de todos. Com base nesta situação, este trabalho propõe uma investigação sobre as características essenciais para que um empreendedor entre neste mercado tão competitivo, se mantenha e obtenha sucesso. O estudo sobre empreendedorismo foi despertado pela imensidão de novas idéias, técnicas e mudanças velozes de produtos e serviços existentes no mercado. O empreendedor chamou a atenção, pelo fato de iniciar algo novo, de ver aquilo que ninguém vê, enfim, realizar antes, sair da área do sonho, do desejo, e partir para a ação. O empreendedor de sucesso consegue despertar nas pessoas aquele desejo que muitas vezes é desconhecido pelo próprio eu. E para alcançar o sucesso o empreendedor tem que imaginar desenvolver, realizar visões e desejos muitas vezes desconhecidos e isso não é para qualquer um. Esse estudo pretende identificar quais as técnicas e artimanhas utilizadas por empreendedores que conseguem de fato captar o desejo dos clientes e torná-los reais e sua permanência nesse mercado competitivo e exigente. Tendo em vista as grandes mudanças ocorridas, de forma rápida e tecnológica o empreendedor se obriga a acompanhar as transformações exigidas pelo mercado moderno e seus clientes que, devido ao grande numero de opções de escolhas, estão cada dia mais exigentes, a competitividade, novas idéias e recursos tecnológicos, dificultam cada vez mais a permanência das empresas no mercado, muitas vezes a falta de experiência, pesquisas de mercado e planejamento faz com que muitos cheguem ao fracasso. Neste cenário, a presente pesquisa pretende responder: Quais as técnicas e artimanhas utilizadas por empreendedores para se manterem no mercado? Este trabalho via o teste das seguintes hipóteses: A busca de conhecimentos gerais e específicos, quais recursos e técnicas para se manter no mercado empreendedor. Entender como se preparar para entrar no mercado empreendedor, quais seguimentos existentes no mercado.

8 8 Como fazer um bom planejamento para alcançar o sucesso esperado e se manter no mercado. O principal objetivo deste trabalho é: Expor as técnicas utilizadas por empreendedores para se manterem no mercado. Para alcançar tal resultado, tem-se os seguintes objetivos específicos: Demonstrar quais as técnicas utilizadas pelos empreendedores para realizar sonhos, aumentar a autoestima de seus colaboradores e se manter no mercado; Compreender como um bom planejamento é essencial para esse negócio dar certo, quais métodos devem ser usados na descrição desse planejamento; Diferenciar aqueles que conseguem fazer as idéias transformarem em realidade, isto é, que implementam idéias e saber utilizá-las, daqueles que não conseguem; Analisar de forma breve como o empreendedor faz uso de sua imaginação; Entender porque muitos fracassam, quais os erros mais comuns, por que muitos não conseguem se reerguer e acabam desistindo dos seus sonhos. A intenção do presente trabalho de pesquisa, é despertar em nós um mundo de verdade e de lições que, com certeza, vão nos ensinar a mudar maneiras de pensar, em se tratando do mundo tecnológico e competitivo que vivemos. Tendo em vista que o empreendedor, em geral, é motivado pela autorealização e pelo desejo de assumir responsabilidades e ser independente. Considera-se irresistíveis os novos empreendimentos e propõe sempre idéias criativas, seguidas de ação.

9 9 CAPÍTULO I REFEFENCIAL TEÓRICO 1.1 EMPREENDEDORISMO O empreendedorismo é um fenômeno global, que define na capacidade individual de empreender, a geração de novos negócios e o desenvolvimento do espírito empreendedor. Ele está em todos os países do mundo, trabalhando como uma válvula propulsora que cria valores e riquezas para os povos O Que é o Empreendedorismo A palavra empreendedor (entrepreneur), vem de 800 anos atrás. Tem origem francesa e quer dizer aquele que assume riscos e começa algo novo (fazer algo). O sentido da palavra já descreve o que realmente é empreendedorismo, pois o empreendedor, quando começa a sua empresa não tem uma visão do futuro, simplesmente procura fazer um planejamento do que espera para os seus negócios, o que não é precisamente certo. A definição para empreendedorismo tem seu conceito em um envolvimento de pessoas e processos que juntos transformam idéias em oportunidades, o empreendedor, é aquele que consegue enxergar uma oportunidade e cria um negócio, e assume os riscos para conseguir lucro sobre ele. Para David (2004) o estudo sobre empreendedorismo consiste em um campo de pesquisa recente, com suas bases teóricas e empíricas ainda em construção, apresentando uma série de aspectos nebulosos, porém fecundos, pois novos parâmetros e estudos surgem todos os dias. O autor ainda explica a razão de tanto interesse pelo estudo do empreendedorismo: O empreendedor é identificado como um dos fatores de crescimento e desenvolvimento econômico da sociedade, pois é ele quem gera riquezas, implementando inovações de todos os tipos nas organizações contemporâneas.

10 10 O conjunto que compõe o instrumental necessário ao empreendedor de sucesso, ou seja, o know-how tecnológico e o domínio de ferramentas gerenciais é visto como uma conseqüência do processo de aprendizado de alguém capaz de atitudes definidoras de novos contextos: o empreendedor. As teorias modernas que fundamentam os programas de capacitação de empreendedores apregoam a necessidade vital de preparar as pessoas para aprenderem a agir e pensar por conta própria, com criatividade, com liderança e visão de futuro, para inovar e ocupar o seu espaço no mercado... (MOREIRA, 2004). Segundo Dolabela (2002), empreendedor não significa somente ter um acúmulo de conhecimentos, mas também valores, atitudes, comportamentos, formas de percepção do mundo e de si mesmo voltados para atividades em que o risco, a capacidade de inovar, perseverar e conviver com a incerteza são elementos indispensáveis. Não se pode afirmar com absoluta certeza de que seremos excelentes empreendedores e obteremos sucesso em nosso negócio se seguirmos os passos dos empreendedores de sucesso. O que se pode dizer é que, se determinada pessoa apresenta as características e aptidões mais comumente encontradas nos empreendedores, mais chances terá de ser bem sucedida. (DOLABELA, 2002). Para Dornelas (apud Costa, 2007) empreendedor, é aquele que persegue agressivamente as oportunidades em curto prazo, para assim descobrir rapidamente se elas são valiosas a ponto de serem exploradas ou abandonadas. Pois aqueles que se não dedicam tempo e esforço para realizar as atividades necessárias para iniciar um novo empreendimento, irá enfrentar provavelmente uma situação de estar sempre tentando, ao invés de prosperar ou fracassar. Segundo Hisrich (2005) empreendedorismo é identificar a oportunidade e essa é uma das fases mais difíceis, mas a parte mais crítica com certeza é avaliar essa oportunidade. Trata-se de como o empreendedor vai enfrentar as atividades complexas, como irá analisar se o produto ou serviço proposto irão trazer os retornos necessários, os riscos envolvidos e também se as habilidades pessoais e os objetivos do empreendedor estão alinhados, com a diferenciação a ser criada num ambiente competitivo. Davidsson (2000) destaca no processo empreendedor duas ações básicas: descoberta e exploração. A descoberta envolve a geração de idéias e a identificação, detecção, formação e refinamento da oportunidade. A exploração tem

11 11 característica específica de lidar com a aquisição de recursos e a coordenação de novos recursos. Segundo o autor, para que o processo empreendedor seja diferenciado para efetiva criação de valor, tanto a descoberta quanto a exploração são necessárias. Pois sem a descoberta a exploração de idéias e esforços se tornam em vão e não apresentarão oportunidades reais e sem a exploração não há criação de valores e consequentemente não há empreendedorismo Processo Empreendedor O processo empreendedor é identificado quando o indivíduo enxerga a oportunidade, começa a desenvolver um plano de negócios, busca recursos necessários, para o início do seu empreendimento, ele já começa iniciando tais etapas, portanto com estas características está se formando o empreendedor. Tal processo começa quando um conjunto de atividades e idéias são organizadas e executadas, seguindo um planejamento, para alcançar um objetivo. Para Brito (2003) o processo empreendedor envolve várias funções, tais como, atividades e ações associadas a perceber as oportunidades e a criação de empresas que buscam organizadamente essas oportunidades. O processo empreendedor ocorre devido a aptidões pessoais, fatores externos, ambientais e sociais, geralmente ocorre quando, a pessoa tem uma busca de realização pessoal, de assumir riscos, insatisfação com o trabalho, demissão, idade, influência familiar, modelos de sucesso, visão de oportunidade e investimento de capital. Dentro desse processo é exigido percepção, direção e muito trabalho para alcançar o talento empreendedor, com estes fatores se cria a oportunidade de crescimento e o desenvolvimento de um bom negócio, somando isso em boas idéias, e ao combustível, que é o capital, o processo empreendedor começa a acontecer. (DORNELAS, 2005) Os altos índices de desemprego, a falta de oferta de trabalho impôs muitos desafios a sociedade, levando as pessoas a empreender como alternativa de trabalho e às vezes até por sobrevivência. (DEDECA, 1998). Por tais motivos Filion (1999) argumenta que foi criado os empreendedores involuntários que são formados por pessoas que foram demitidas por processos de privatizações, fusões de

12 12 reengenharia nas empresas onde trabalham, após esse período não conseguem voltar ao mercado de trabalho e como alternativa montam seu próprio negócio. A inovação é o instrumento específico dos empreendedores, o meio pelo qual eles exploram a mudança como uma oportunidade para um negócio diferente ou um serviço diferente. (DRUCKER, 1987, p. 25). Drucker (1987) explica que a inovação pode ser uma disciplina a ser aprendida e praticada. Os empreendedores necessitam de fontes de inovação, eles precisam conhecer, e por em prática os princípios da inovação bem sucedida. O autor salienta que os empreendedores têm que inovar, pois este é o espírito do empreendedor. A inovação cria um recurso. O recurso não existe até que o homem encontre um uso para ele através da inovação e o transforme com um determinado valor econômico. Portanto a inovação muda o rendimento dos recursos. 1.2 O EMPREENDEDOR Segundo Filion (2000) o empreendedor não é um seguidor, mas um criador de caminhos, para si e para os outros. Portanto, precisa se conhecer muito bem, tanto para detectar no ambiente externo os sinais que lhe interessam quanto para definir o papel que pretende desempenhar neste mundo. Ser empreendedor é fazer o que ninguém fez, encontrar novas soluções para antigos problemas, antecipar respostas a perguntas ainda não formuladas, agilizar processos, facilitar trâmites, acelerar resultados, colocar o sorriso antes do motivo para sorrir. Empreender é gerar riqueza, patrocinar progresso, criar vida. O empreendedor não é apenas útil, é necessário, ou mais, imprescindível. (MUSSAK, 2005). O que torna diferente o empreendedor dos outros agentes da organização é a capacidade de definir visões, projetos que compreendem elementos de inovação e se afastam do que já existe. (FILION, 2000). O que distingue o empreendedor das outras pessoas é a maneira como este percebe a mudança e lida com as oportunidades, a presença da iniciativa para criar um negócio novo, paixão pelo que faz aliada a utilização de recursos disponíveis de forma criativa, transformando o ambiente social e econômico onde vive e finalmente

13 13 a presença de uma grande facilidade para assumir riscos e possibilidade de fracasso. SCHLINDWEIN (2004). Um dos principais motores da sociedade moderna é o empreendedor. É ele quem, por meio de seus negócios, gera riqueza, bem-estar, propicia novos empregos e novas fontes de renda. O empreendedor é, sobretudo, aquele indivíduo que é capaz e tem necessidade de desenvolver novos projetos, assumindo a responsabilidade de conduzir um negócio próprio, de forma que o empreendimento alcance sucesso O que é ser empreendedor O economista austríaco Joseph A. Schumpeter (1959), no livro Capitalismo, socialismo e democracia, publicado em 1942 associa o empreendedor ao desenvolvimento econômico. Segundo ele, o sistema capitalista tem como característica inerente, uma força que ele denomina de processo de destruição criativa, fundamentando-se no princípio que reside no desenvolvimento de novos produtos, novos métodos de produção e novos mercados; em síntese, trata-se de destruir o velho para se criar o novo. Pela definição de Schumpeter, o agente básico desse processo de destruição criativa está na figura do que ele denominou de empreendedor. Numa visão mais simplista, podemos entender como empreendedor aquele que inicia algo novo, que vê o que ninguém vê, enfim, aquele que realiza antes, aquele que sai da área do sonho, do desejo, e parte para a ação. Um empreendedor é uma pessoa que imagina, desenvolve e realiza visões Filion. Ser empreendedor significa, acima de tudo, ser um realizador que produz novas idéias através da congruência entre criatividade e imaginação. Seguindo este raciocínio; a professora Maria Inês Felippe defende a idéia de que o empreendedor, em geral, é motivado pela auto-realização e pelo desejo de assumir responsabilidades e ser independente. Considera irresistíveis os novos empreendimentos e propõe sempre idéias criativas, seguidas de ação. A autoavaliação, a autocrítica e o controle do comportamento são características do empreendedor que busca o auto desenvolvimento. Para se tornar um empreendedor

14 14 de sucesso, é preciso reunir imaginação, determinação, habilidade de organizar, liderar pessoas e de conhecer tecnicamente etapas e processos. Maria Inês (2004), define empreendedor como sendo: aquele capaz de deixar os integrantes da empresa surpreendidos, sempre pronto para trazer e gerir novas idéias, produtos, ou mudar tudo o que já existe. É um otimista que vive no futuro, transformando crises em oportunidades e exercendo influência nas pessoas para guiá-las em direção às suas idéias. É aquele que cria algo novo ou inova o que já existe e está sempre pesquisando. É o que busca novos negócios e oportunidades com a preocupação na melhoria dos produtos e serviços. Suas ações baseiam-se nas necessidades do mercado Formação da visão do Empreendedor. Filion (1991) em sua teoria de como se forma uma idéia de um produto, e quais as condições para o surgimento dela. Pessoas motivadas ao abrir uma empresa vão criando, conforme adquirem experiência e idéias que vem como um sonho e ainda não se transformaram em produto. Após este processo o empreendedor busca informações para testar suas idéias e ver se serão rentáveis, ele começa a pesquisar, ler sobre o assunto e agregar novas características. Para o autor as idéias são os estalos iniciais, que o empreendedor irá buscar e estudar para que ela atinja a forma ideal de seu produto, e sendo assim direcioná-lo a quem deve ser vendido. Este é o processo de formação de visão Perfil do Empreendedor Somos nós por intermédio da mente, que decidimos acerca do nosso sucesso ou do nosso fracasso. Nossa mente é a maior perfeição criada por Deus é o elo de ligação com ele, assim nos tornamos fortalecidos para pensarmos e seguir em frente sempre. Alguns dizem que não é sorte, não é hereditariedade, não é o curso

15 15 superior, não é o destino, então quem decide se você vai ou não fazer sucesso é você mesmo. Para Drucker (1987) qualquer indivíduo que tenha à frente uma decisão a tomar pode aprender a ser um empreendedor, se tornar um empreendedor, é ter um comportamento e não um traço de personalidade, pois suas bases e aprendizados são conceitos e teorias, não a intuição. Segundo Brito (2003) as características a seguir são fundamentais para o empreendedor: Criatividade e inovação: o empreendedor consegue enxergar oportunidades de negócios aonde ninguém mais consegue notar Habilidade para aplicar criatividade: ele consegue focar esforços em um único objetivo. Força de vontade: o empreendedor acredita em suas habilidades para mudanças, tem forças e paixão para obter o sucesso. Foco na geração de valor: ele deseja fazer as coisas da melhor forma, do modo mais rápido e barato. Correr riscos: executando distância e quebrando regras. De acordo com o autor Dornelas (2005), o empreendedor para obter sucesso, deve apresentar os seguintes perfis. Ser visionário: ter visão de como será o futuro para seu negócio, e conseguir implementar seus sonhos. Saber tomar decisões: saber tomar a decisão certa na hora certa, principalmente em momentos difíceis, implementando rapidamente suas decisões, sendo isso um fator indispensável para seu sucesso. Fazer a diferença: transformar idéias em algo concreto e saber agregar valor aos serviços e produtos colocados no mercado. Explorar o máximo de oportunidades: para os empreendedores os grandes negócios são gerados das idéias que todos conseguem ver, mas não enxergam algo prático para torná-las em oportunidade, pois um bom empreendedor é aquele que inova e consegue identificar uma oportunidade

16 16 no mercado, sendo um indivíduo curioso, identificador e atento às informações. Determinação e dinamismo: são características essenciais o comprometimento, superação de adversidades, ultrapassar obstáculos, inconformismo com a rotina e fazer acontecer. Dedicação: dedicação de 100% de seu tempo ao seu negócio, ser um trabalhador exemplar, mesmo quando encontrar obstáculos pela frente, ter energia para continuar, ser incansável e louco pelo trabalho. Otimismo e paixão pelo que faz: adorar o trabalho que realiza, ter paixão, é o combustível para manter a animação e autodeterminação, isso faz com que venda cada vez mais seus produtos e serviços. O otimismo faz com que o empreendedor tenha visão de seu sucesso e não do fracasso. Independência e direção do próprio destino: querer ser dono do próprio negócio, ser independente, determinar seus próprios passos, ser patrão e gerar empregos. Ficar rico: o verdadeiro empreendedor acredita que esse fator não seja o principal, e sim o sucesso, e o dinheiro por conseqüência. Ser líderes e formadores de equipes: saber que para obter o sucesso precisa de uma equipe competente, tendo assim um senso de liderança incomum, recrutar as melhores cabeças e montar um time, sabendo valorizá-los, estimulá-los e recompensá-los. Bem relacionado: saber construir uma rede de contatos, com clientes fornecedores e a sociedade. Organizados: alocar recursos materiais, tecnológicos, humanos e financeiros, usando para o melhor desempenho de sua empresa. Planejar: a cada passo que der tem planejar, desde uma simples ação até as mais altas estratégias, tendo sempre a visão do seu próprio negócio. Possuir conhecimento: ter sede pelo conhecimento, pois quanto maior ele for, maior serão as chances de ter êxito. Obter o conhecimento através de experiências, informações, cursos ou até de pessoas que tem o mesmo tipo de empreendimento. Assumir riscos calculados: essa é uma das maiores características dos empreendedores, o verdadeiro empreendedor assume riscos e sabe

17 17 gerenciá-los, isso tem haver com desafios, e quanto maior o desafio mais estimulante é o seu trabalho. Criar valor para a sociedade: gerar empregos com inovação e dinamismo, usando a criatividade para melhorar a vida das pessoas. 1.3 PLANO DE NEGÓCIOS Primeiramente uma vez decidida a criação de uma empresa, deve-se definir por escrito as principais variáveis do negócio. É isso que chamamos de Plano de Negócio. A elaboração de um plano de negócio é fundamental para o empreendedor, não somente para a busca de recursos mas, principalmente, como forma de sistematizar suas idéias e planejar de forma eficiente, antes de entrar de cabeça em um mercado sempre competitivo. É importante estarmos atualizados e bem preparados, dominar o conteúdo a ser explorado, aquilo que você planejou deve ser muito bem estudado e seguido de forma abrangente antes de ser executado. O Plano de Negócio deve ajudá-lo a responder questões importantes relativas ao seu negócio antes do seu lançamento. Não é incomum mudanças profundas no projeto ou até mesmo o abandono da idéia inicial, quando se começa a pesquisar e checar as suposições iniciais para a montagem do Plano de Negócio. É justamente aí, que reside o seu valor: é muito mais fácil modificar um negócio que está apenas no papel do que quando a empresa já está no ar com o comprometimento de parcela expressiva de seus recursos. Quando se ouve o termo empreendedorismo já se associa a palavra plano de negócios, pois a principal ferramenta para o empreendedor ter o desenvolvimento é planejamento. O Sebrae define o plano de negócios sendo um documento que contém escrito as idéias e opções para que o empreendedor analise e tome suas decisões sobre a empresa. A função deste documento é ajudar na avaliação do novo negócio, nos pontos de organização, mercadológico, técnico, jurídico e financeiro. Por ele o empreendedor analisa a evolução de sua empresa e também a obtenção de capital de terceiros. Para Dornelas (2005) o plano de negócios é, todo o empreendimento e o modelo de negócios descritos em um documento, ao elaborar este documento, o

18 18 empreendedor aprende e conhece todo o seu ambiente de negócios, no plano de negócios devem ser descritos, qual é o ramo de negócio, o que vender e mercado alvo Importância do Planejamento. O mundo evolui à velocidade as luz, de forma magnífica. O homem foi encontrando seu caminho de forma magnífica, mas é preciso ter cuidado na hora de planejar, para não comprometer seu empreendimento. Na visão de Dornelas (2005) as falhas de planejamento ocorrem por armadilhas do gerenciamento, como, falta de experiência, falta de capital, atitudes erradas, localização, expansão inexplorada, gerenciamento de inventário impróprio, excesso de capital em ativos fixos, difícil obtenção de crédito e usar grande parte dos recursos do dono. Dornelas (2005), porém, explica que, não existe uma fórmula para fugir das armadilhas, a única forma é a capacitação gerencial, aplicação de conceitos teóricos para o aprendizado, e sempre planejar. O autor frisa que a razão e o raciocínio lógico, não são suficientes para fazer com que um empreendimento tenha sucesso, além disso, existe a arte de como as atividades devem ser seguidas, como todos os processos devem ser executados, como serão traduzidos em documentos e assim se tornando a maior ferramenta para o empreendedor, o plano de negócios. Bangs (1998) mostra a seguir por que é importante o plano de negócios: Estabelecer comunicação eficaz com parceiros, fornecedores, clientes e eficiência na comunicação interna. Entender e estabelecer o caminho a traçar. Gerenciamento de forma mais eficaz. Conseguir financiamentos. Monitoração da empresa. Identificação de oportunidades.

19 Características pessoais empreendedoras Segundo pesquisa, foram criadas dez características pessoais que identificam o perfil empreendedor: busca de oportunidade e iniciativa, persistência, correr riscos calculados, exigência de qualidade e eficiência, comprometimento, busca de informação, estabelecimento de metas, planejamento e monitoramento sistemático, persuasão e rede de contatos e independência e auto confiança. Segundo Dolabela (2002) sem conotações determinísticas, tais características têm contribuído para a identificação e compreensão de comportamentos que podem levar o empreendedor ao sucesso, servindo de base para o ensino na área. O empreendedor não fica esperando que os outros (o governo, o empregador, o parente, o padrinho) venham resolver seus problemas. O empreendedor é uma pessoa que gosta de começar coisas novas, iniciá-las. A iniciativa, enfim, é a capacidade daquele que, tendo um problema qualquer, age: chama para si as responsabilidades e parte para a solução. É necessária uma dose de energia para se lançar em novas realizações, que usualmente exigem intensos esforços iniciais. O empreendedor dispõe dessa reserva de energia, vinda provavelmente de seu entusiasmo e motivação. Segundo Bernhoeft (1997) a maioria dos empreendedores têm um ponto em comum: são pessoas que observaram um problema e o transformaram numa oportunidade. As oportunidades estão por toda parte. A questão é saber quais terão sucesso. O caminho é descobrir um mercado realmente grande ou que vai ser grande e ineficiente. Então, você entra com uma fórmula revolucionária de proporcionar valor para o consumidor. MAGAZINE, 2002). Descobrir oportunidades de negócio é o cerne da atividade do empreendedor. Quanto mais o mundo muda e evolui, mais oportunidades aparecem. É certo que os empreendedores devem seu sucesso, em grande parte, ao interesse por novas tendências e ao faro por oportunidades. (INC MAGAZINE, 2003). O empreendedor precisa constantemente pesquisar o mercado para identificar oportunidades que poderá explorar para expandir o negócio (exemplos: nichos de mercado, parcerias estratégicas, etc.), e deverá criar estratégias para aproveitar tais oportunidades.

20 20 Na pesquisa de oportunidades de negócio, é preciso evitar as armadilhas, as quais são situações enganadoras que se apresentam como oportunidades fantásticas, mas são passageiras. Para ser produtiva, a oportunidade de negócio deve responder não apenas às necessidades do mercado, mas também às do empreendedor. A oportunidade captada parece que precipita idéias em sua mente. A partir delas começa a ser construída a visão. Mas nada é assim tão fácil. Descobrir depende de procurar e para reconhecer é preciso conhecer - não confundir idéia de negócio com oportunidade de negócio. Não saber distinguir entre uma idéia e uma oportunidade é uma das grandes causas de insucesso. A confusão entre idéia e oportunidade é muito comum entre os empreendedores iniciantes. Para Dolabela (2006), atrás de uma oportunidade sempre existe uma idéia, mas somente um estudo de viabilidade, indicará seu potencial de transformar-se em um bom negócio. O empreendedor, por estar motivado, convicto, entusiasmado e crente nas possibilidades, é capaz de persistir até que as coisas comecem a funcionar adequadamente Ele é otimista, o que não quer dizer sonhador ou iludido. Acredita nas possibilidades que o mundo oferece, acredita na possibilidade de solução dos problemas, acredita no potencial de desenvolvimento. O empreendedor nunca deixa de ter a esperança de ver seus projetos realizados, porque se bem informado, conhece o chão que pisa e tem confiança em seu desempenho profissional. SCHLINDWEIN (2004). O empreendedor não se acovarda diante dos problemas e os encara como aliados ou pré-requisitos para outras lições. Não adianta dar as costas para o problema, enfrente-o de peito aberto, com coragem, determinação e gratidão. Ele veio para ajudá-lo, mesmo que você não esteja conseguindo ver. (ALMEIDA, 2001). A paixão pelo negócio central da empresa é o combustível para sustentar a perseverança do empreendedor. É o que faz com que ele encare os obstáculos e dificuldades que certamente irá enfrentar como desafios e oportunidades. Para o empreendedor não existem apenas problemas, existem problemas com soluções. (RAGONEZI, 2004). Pode-se dizer então que não há resultado sem persistência. Ela é uma condição para transformar uma idéia em algo real, mas cuidado, há persistência sem

RETRATO DAS CARACTERÍSTICAS EMPREENDEDORAS PESSOAIS

RETRATO DAS CARACTERÍSTICAS EMPREENDEDORAS PESSOAIS RETRATO DAS CARACTERÍSTICAS EMPREENDEDORAS PESSOAIS Andre Luiz Emmel Silva (Unisc) andre.emmel@ibest.com.br Jorge Andre Ribas Moraes (Unisc) jorge@unisc.br Muitas pesquisas e publicações surgiram nos últimos

Leia mais

Empreendedorismo. José Dornelas, Ph.D. Copyright 2003 Dornelas - Plano de Negócios Ltda. www.planodenegocios.com.br

Empreendedorismo. José Dornelas, Ph.D. Copyright 2003 Dornelas - Plano de Negócios Ltda. www.planodenegocios.com.br Empreendedorismo José Dornelas, Ph.D. A revolução do empreendedorismo O empreendedorismo é uma revolução silenciosa, que será para o século 21 mais do que a revolução industrial foi para o século 20 (Timmons,

Leia mais

II UNIDADE : O ESPÍRITO EMPREENDEDOR

II UNIDADE : O ESPÍRITO EMPREENDEDOR 1. 1 CURSO: ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA: EMPREENDEDORISMO PROFESSOR (A): NAZARÉ FERRÃO ACADÊMICO (A):------------------------------------------------ TURMAS: 5- ADN-1 DATA: / / II UNIDADE : O ESPÍRITO EMPREENDEDOR

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores Sumário Liderança para potenciais e novos gestores conceito Conceito de Liderança Competências do Líder Estilos de Liderança Habilidades Básicas Equipe de alta performance Habilidade com Pessoas Autoestima

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo 1/44. Foto: Stock.Schng

EMPREENDEDORISMO. Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo 1/44. Foto: Stock.Schng EMPREENDEDORISMO Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo Foto: Stock.Schng 1/44 CONCEITO Empreendedorismo é o estudo voltado para o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à criação de

Leia mais

INTRODUÇÃO A ÃO O EMPREENDE

INTRODUÇÃO A ÃO O EMPREENDE INTRODUÇÃO AO EMPREENDEDORISMO Prof. Marcos Moreira Conceito O empreendedorismo se constitui em um conjunto de comportamentos e de hábitos que podem ser adquiridos, praticados e reforçados nos indivíduos,

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DO EMPREENDEDOR 1. BUSCA DE OPORTUNIDADES E INICIATIVAS

CARACTERÍSTICAS DO EMPREENDEDOR 1. BUSCA DE OPORTUNIDADES E INICIATIVAS 1. BUSCA DE OPORTUNIDADES E INICIATIVAS - faz as coisas antes de solicitado ou antes de ser forçado pelas circunstâncias; - age para expandir o negócio em novas áreas, produtos ou serviços; - aproveita

Leia mais

NASCER BEM 2/44. Foto: Stock.Schng

NASCER BEM 2/44. Foto: Stock.Schng 2/44 Foto: Stock.Schng NASCER BEM OBJETIVOS: Fase 1: * Fornecer informações e orientações para empreendedores que pretendem iniciar um negócio, sobretudo na elaboração do Plano de Negócio. 3/44 Foto: Stock.Schng

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: Características, tipos e habilidades. Prof. Dr. Osmar Manoel Nunes

EMPREENDEDORISMO: Características, tipos e habilidades. Prof. Dr. Osmar Manoel Nunes EMPREENDEDORISMO: Características, tipos e habilidades. Prof. Dr. Osmar Manoel Nunes 1 Em análise de qualquer empreendimento encontram-se dois tipos de empreendedor: o que empreende em relação à oportunidade

Leia mais

DEFINIÇÕES E CARCTERISTICAS DO EMPREENDEDORISMO

DEFINIÇÕES E CARCTERISTICAS DO EMPREENDEDORISMO DEFINIÇÕES E CARCTERISTICAS DO EMPREENDEDORISMO CIRLANNE TONOLI ROSANY SCARPATI RIGUETTI ADMINISTRAÇÃO GERAL FACULDADE NOVO MILÊNIO RESUMO:O texto tem como objetivo apresentar algumas características sobre

Leia mais

RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE

RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE COACHING EDUCATION By José Roberto Marques Diretor Presidente - Instituto Brasileiro de Coaching Denominamos de Coaching Education a explicação, orientação e aproximação

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Moreira, Alessandro Messias. Empreendedorismo / Alessandro Messias Moreira. Varginha, 2015. 44 slides; il.

EMPREENDEDORISMO. Moreira, Alessandro Messias. Empreendedorismo / Alessandro Messias Moreira. Varginha, 2015. 44 slides; il. EMPREENDEDORISMO Moreira, Alessandro Messias. M835e Empreendedorismo / Alessandro Messias Moreira. Varginha, 2015. 44 slides; il. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader Modo de Acesso: World Wide Web

Leia mais

(Re)Empreendedorismo

(Re)Empreendedorismo (Re)Empreendedorismo A escolha é nossa Empreendedorismo Processo de criar algo diferente e com valor, dedicando tempo e o esforço necessários, assumindo os riscos financeiros, psicológicos e sociais correspondentes

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

Empreendedorismo. Colégio São José projetando Empreendedores COLÉGIO SÂO JOSÉ PROJETANDO EMPREENDEDORES. Copyright 2008 www.josedornelas.

Empreendedorismo. Colégio São José projetando Empreendedores COLÉGIO SÂO JOSÉ PROJETANDO EMPREENDEDORES. Copyright 2008 www.josedornelas. Empreendedorismo Colégio São José projetando Empreendedores Empreendedorismo é o envolvimento de pessoas e processos Empreendedorismo é uma livre tradução da palavra entrepreneurship. Designa uma área

Leia mais

EVOLUÇÃO DAS TEORIAS ADMINISTRATIVAS

EVOLUÇÃO DAS TEORIAS ADMINISTRATIVAS EVOLUÇÃO DAS TEORIAS ADMINISTRATIVAS 1900 1910 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1980 1990 2000 Racionalização do trabalho: gerência administrativa Relações humanas: processo Movimento estruturalista: gerência

Leia mais

ATENDIMENTO AO CLIENTE

ATENDIMENTO AO CLIENTE ATENDIMENTO AO CLIENTE Tópicos a serem apresentados: O que é? Para que serve? Objetivos do Curso. Conteúdo Programático. Empresa As Pessoas O Produto O serviço Atendimento Competitividade Tipos de Clientes

Leia mais

EMPREENDEDORISMO COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA

EMPREENDEDORISMO COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMPREENDEDORISMO COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA A revolução do empreendedorismo O empreendedorismo é uma revolução silenciosa, que será para o século 21 mais do que a revolução industrial

Leia mais

8/8/2013. O empreendedor. Quem é o empreendedor? Empreendedores de sucesso. Página 4 de 32. Página 5 de 32. Página 6 de 32

8/8/2013. O empreendedor. Quem é o empreendedor? Empreendedores de sucesso. Página 4 de 32. Página 5 de 32. Página 6 de 32 Empreendedorismo por José Dornelas Página 1 de 32 Empreendedorismo é o envolvimento de pessoas e processos O empreendedor é aquele que percebe uma oportunidade e cria meios (nova empresa, área de negócio,

Leia mais

Gestão Eficaz e Liderança Empreendedora

Gestão Eficaz e Liderança Empreendedora Gestão Eficaz e Liderança Empreendedora O Mundo mudou. E o que eu tenho a ver com isso? Como as organizações desenvolvem-se nesse ambiente? A capacidade de mudança de uma organização é um dos fatores

Leia mais

Empreendedorismo, transformando idéias em negócios. (pessoas e processos)

Empreendedorismo, transformando idéias em negócios. (pessoas e processos) Empreendedorismo, transformando idéias em negócios (pessoas e processos) Prof. José Carlos Alves Roberto, Msc. Mitos sobre o empreendedor Mito 1: Empreendedores são natos, nascem para o sucesso Realidade:

Leia mais

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Ultrapassando barreiras e superando adversidades. Ser um gestor de pessoas não é tarefa fácil. Existem vários perfis de gestores espalhados pelas organizações,

Leia mais

PERFIL DO CORRETOR DE IMÓVEIS:

PERFIL DO CORRETOR DE IMÓVEIS: PERFIL DO CORRETOR DE IMÓVEIS: O QUE É PRECISO PARA SER UM CORRETOR DE SUCESSO gerenciador e site imobiliário Introdução O perfil do corretor de imóveis de sucesso Aprimorando os pontos fracos Conclusão

Leia mais

Atitude Empreendedora: Uma competência estratégica ao profissional de treinamento e desenvolvimento.

Atitude Empreendedora: Uma competência estratégica ao profissional de treinamento e desenvolvimento. Atitude Empreendedora: Uma competência estratégica ao profissional de treinamento e desenvolvimento. Por PAULA FRANCO Diante de um cenário empresarial extremamente acirrado, possuir a competência atitude

Leia mais

Empreendedorismo, Identidade e Educaçao SEBRAE, Sao Paulo, 11 de novembro de 2014

Empreendedorismo, Identidade e Educaçao SEBRAE, Sao Paulo, 11 de novembro de 2014 Empreendedorismo, Identidade e Educaçao SEBRAE, Sao Paulo, 11 de novembro de 2014 L. J. Filion Rogers - J. A. Bombardier Chair of Entrepreneurship HEC Montreal Parte 1 Uma breve introdução ao empreendedorismo

Leia mais

UNIDADE 3 Identificação de oportunidades

UNIDADE 3 Identificação de oportunidades UNIDADE 3 Identificação de oportunidades Provavelmente seja um dos maiores mitos sobre as novas idéias para negócios: a idéia deve ser única. Na realidade pouco importa se a idéia é única ou não, o que

Leia mais

Prof Elly Astrid Vedam

Prof Elly Astrid Vedam Prof Elly Astrid Vedam Despertar e saber lidar com os mecanismos de liderança e se preparar para a gestão de pequenos e médios negócios; Identificar conflitos no ambiente de seu negócio, calculando e avaliando

Leia mais

Empreendedorismo na prática

Empreendedorismo na prática Empreendedorismo na prática Autor: José Carlos Assis Dornelas Aluno: Douglas Gonzaga; Diana Lorenzoni; Paul Vogt; Rubens Andreoli; Silvia Ribeiro. Turma: 1º Administração Venda Nova do Imigrante, Maio

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Curso: Ciências Contábeis Período: 3º Profª: Niceia Camila N. Fronza

EMPREENDEDORISMO. Curso: Ciências Contábeis Período: 3º Profª: Niceia Camila N. Fronza EMPREENDEDORISMO Curso: Ciências Contábeis Período: 3º Profª: Niceia Camila N. Fronza ORGANIZAÇÃO CONCEITO: A sociedade humana é feita de organizações que fornecem os meios para o atendimento de necessidades

Leia mais

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Josiane Corrêa 1 Resumo O mundo dos negócios apresenta-se intensamente competitivo e acirrado. Em diversos setores da economia, observa-se a forte

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

PERFIL DO EMPREENDEDOR

PERFIL DO EMPREENDEDOR INTRODUÇÃO Em nossa vida, é necessário planejarmos com cuidado em que direção pretendemos focar nossos esforços. Após o planejamento, vem a ação. Desta forma, é fundamental conhecermos os caminhos que

Leia mais

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Avaliação de: Sr. Antônio Modelo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Especialistas The Inner

Leia mais

Como transformar a sua empresa numa organização que aprende

Como transformar a sua empresa numa organização que aprende Como transformar a sua empresa numa organização que aprende É muito interessante quando se fala hoje com profissionais de Recursos Humanos sobre organizações que aprendem. Todos querem trabalhar em organizações

Leia mais

Empreendedorismo COMPETÊNCIAS HABILIDADES

Empreendedorismo COMPETÊNCIAS HABILIDADES Empreendedorismo Curso de Moda e Estilismo Graduação em Administração de Empresas Especialização em Marketing Empreendedorismo COMPETÊNCIAS Conhecer o processo de empreender utilizando as estruturas, as

Leia mais

Liderança Estratégica

Liderança Estratégica Liderança Estratégica A título de preparação individual e antecipada para a palestra sobre o tema de Liderança Estratégica, sugere-se a leitura dos textos indicados a seguir. O PAPEL DE COACHING NA AUTO-RENOVAÇÃO

Leia mais

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade...

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade... Entrevista com PEDRO MANDELLI Consultor na área de mudança organizacional, Pedro Mandelli é um dos maiores especialistas em desenho e condução de processos de mudança em organizações. É professor da Fundação

Leia mais

Empreendedores em Informática

Empreendedores em Informática Empreendedores em Informática Introdução Existem riscos e custos para um programa de ação. Mas eles são bem menores que os riscos e custos de longo alcance de uma acomodação confortável. John F. Kennedy

Leia mais

Empreendedorismo Transformando idéias em negócios

Empreendedorismo Transformando idéias em negócios Empreendedorismo Transformando idéias em negócios A revolução do empreendedorismo O empreendedorismo é uma revolução silenciosa, que será para o século 21 mais do que a revolução industrial foi para o

Leia mais

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Com uma abordagem inovadora e lúdica, o professor Paulo Gerhardt tem conquistado plateias em todo o Brasil. Seu profundo

Leia mais

planodenegocioapostilaempreendedorismo_exerc.doc Empreendedorismo EXERCÍCIO DE NIVELAMENTO PERGUNTAS E RESPOSTAS

planodenegocioapostilaempreendedorismo_exerc.doc Empreendedorismo EXERCÍCIO DE NIVELAMENTO PERGUNTAS E RESPOSTAS EXERCÍCIO DE NIVELAMENTO PERGUNTAS E RESPOSTAS 1) Qual o conceito de empreendedor?...empreendedor é um indivíduo que imagina, desenvolve e realiza visões. Ele está sempre buscando novas idéias e criando

Leia mais

Como se tornar um líder de Sucesso!

Como se tornar um líder de Sucesso! Como se tornar um líder de Sucesso! Os 10 mandamentos do Como se tornar um líder de Sucesso! O líder é responsável pelo sucesso ou fracasso de uma organização. A liderança exige de qualquer pessoa, paciência,

Leia mais

Gerando idéias de negócio

Gerando idéias de negócio NEGÓCIO CERTO COMO CRIAR E ADMINISTRAR BEM SUA EMPRESA Gerando idéias de negócio Manual Etapa 1/Parte 2 Bem-vindo! É um prazer ter você na segunda parte da Etapa 1 do Programa de Auto- Atendimento Negócio

Leia mais

Empreendedorismo Dando asas ao espírito empreendedor. Idalberto Chiavenato

Empreendedorismo Dando asas ao espírito empreendedor. Idalberto Chiavenato Empreendedorismo Dando asas ao espírito empreendedor Idalberto Chiavenato 3º Edição 2008 Empreendedorismo Dando asas ao espírito empreendedor Idalberto Chiavenato Doutor (PhD) e mestre (MBA) em Administração

Leia mais

Uma trufa e... 1000 lojas depois!

Uma trufa e... 1000 lojas depois! Uma trufa e... 1000 lojas depois! Autor: Alexandre Tadeu da Costa. Aluna: Lays Roberta Caçandro. Turma: 1º Ciências Contábeis. Venda Nova do Imigrante, Maio de 2012. Qual o principal assunto do livro.

Leia mais

O ADVOGADO GESTOR. A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo. Peter Drucker

O ADVOGADO GESTOR. A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo. Peter Drucker O ADVOGADO GESTOR Ari Lima A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo. Peter Drucker A competitividade atualmente no setor jurídico tem exigido uma nova postura profissional dos advogados. Tanto para

Leia mais

REFLEXÃO. (Warren Bennis)

REFLEXÃO. (Warren Bennis) RÉSUMÉ Consultora nas áreas de Desenvolvimento Organizacional e Gestão de Pessoas; Docente de Pós- Graduação; Coaching Experiência de mais de 31 anos na iniciativa privada e pública; Doutorado em Administração;

Leia mais

ASPECTOS PRINCIPAIS SOBRE

ASPECTOS PRINCIPAIS SOBRE ASPECTOS PRINCIPAIS SOBRE EMPREENDEDORISMO Empreendedorismo A Administração da revolução O empreendedorismo é uma revolução silenciosa, que será para o século 21 mais do que a revolução industrial foi

Leia mais

Empreendedorismo de Negócios com Informática

Empreendedorismo de Negócios com Informática Empreendedorismo de Negócios com Informática Aula 5 Cultura Organizacional para Inovação Empreendedorismo de Negócios com Informática - Cultura Organizacional para Inovação 1 Conteúdo Intraempreendedorismo

Leia mais

Proposta de Candidatura Diretoria da Presidência Agrobio Consultoria Júnior Gestão 2013. Isabella Assunção Cerqueira Procópio

Proposta de Candidatura Diretoria da Presidência Agrobio Consultoria Júnior Gestão 2013. Isabella Assunção Cerqueira Procópio Proposta de Candidatura Diretoria da Presidência Agrobio Consultoria Júnior Gestão 2013 Isabella Assunção Cerqueira Procópio Janeiro de 2013 1 Sumário 1. Dados Básicos de Identificação...3 2. Histórico

Leia mais

Empreendedorismo e comportamento empreendedor: como transformar gestores em profissionais empreendedores

Empreendedorismo e comportamento empreendedor: como transformar gestores em profissionais empreendedores Empreendedorismo e comportamento empreendedor: como transformar gestores em profissionais empreendedores Ana Maria Bueno (CEFETPR/PG) ana@pg.cefetpr.br Dr ª. Magda L.G. Leite (CEFETPR/PG) magda@pg.cefetpr.br

Leia mais

PLANO DE CARREIRA. Rosangela Ferreira Leal Fernandes *

PLANO DE CARREIRA. Rosangela Ferreira Leal Fernandes * PLANO DE CARREIRA Rosangela Ferreira Leal Fernandes * As mudanças no cenário político, econômico, social e ambiental das últimas décadas vêm exigindo uma mudança de postura das organizações e dos profissionais

Leia mais

LÍDERES DO SECULO XXI RESUMO

LÍDERES DO SECULO XXI RESUMO 1 LÍDERES DO SECULO XXI André Oliveira Angela Brasil (Docente Esp. das Faculdades Integradas de Três Lagoas-AEMS) Flávio Lopes Halex Mercante Kleber Alcantara Thiago Souza RESUMO A liderança é um processo

Leia mais

EMPREENDEDOR DE SUCESSO. Cassiano Bringhenti Gilda M. Friedlaender

EMPREENDEDOR DE SUCESSO. Cassiano Bringhenti Gilda M. Friedlaender EMPREENDEDOR DE SUCESSO Cassiano Bringhenti Gilda M. Friedlaender EMPREENDEDOR DE SUCESSO Histórico Definições Básicas Características Perfil Histórico O termo empreendedorismo teve sua origem na França

Leia mais

Avaliação Confidencial

Avaliação Confidencial Avaliação Confidencial AVALIAÇÃO 360 2 ÍNDICE Introdução 3 A Roda da Liderança 4 Indicadores das Maiores e Menores Notas 7 GAPs 8 Pilares da Estratégia 9 Pilares do Comprometimento 11 Pilares do Coaching

Leia mais

SEMIPRESENCIAL 2013.1

SEMIPRESENCIAL 2013.1 SEMIPRESENCIAL 2013.1 MATERIAL COMPLEMENTAR II DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA: MONICA ROCHA LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO Liderança e Motivação são fundamentais para qualquer empresa que deseja vencer

Leia mais

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM É COM GRANDE PRAZER QUE GOSTARÍAMOS DE OFICIALIZAR A PARTICIPAÇÃO DE PAUL HARMON NO 3º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE BPM!! No ano passado discutimos Gestão

Leia mais

O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial

O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial Sumário executivo À medida que as organizações competem e crescem em uma economia global dinâmica, um novo conjunto de pontos cruciais

Leia mais

Empreendedorismo: ideias de negócio e desenvolvimento local

Empreendedorismo: ideias de negócio e desenvolvimento local Empreendedorismo: ideias de negócio e desenvolvimento local Ivone Junges João Antolino Monteiro Thais Tonon Grupo de Pesquisas em Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas Definições dos Termos

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER?

EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER? EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER? Anderson Katsumi Miyatake Emerson Oliveira de Almeida Rafaela Schauble Escobar Tellis Bruno Tardin Camila Braga INTRODUÇÃO O empreendedorismo é um tema bastante

Leia mais

PREPARANDO-SE PARA EMPREENDER

PREPARANDO-SE PARA EMPREENDER PREPARANDO-SE PARA EMPREENDER C. Bringhenti, M. Eng.* E. M. Lapolli, Dra.** G. M. S. Friedlaender, M. Eng* * Doutorandos do Curso de Pós Graduação em Engenharia de Produção. Universidade Federal de Santa

Leia mais

Empreendedorismo: Perspectiva de Muitos e Sucesso de Poucos

Empreendedorismo: Perspectiva de Muitos e Sucesso de Poucos Empreendedorismo: Perspectiva de Muitos e Sucesso de Poucos RESUMO Flávia Castro Este artigo tem como finalidade apresentar aos leitores uma breve reflexão sobre o fenômeno do empreendedorismo no Brasil

Leia mais

Palestra 1 Mudança Organizacional. Texto base: 10 +1 Mandamentos para ter sucesso em um mundo em constantes mudanças

Palestra 1 Mudança Organizacional. Texto base: 10 +1 Mandamentos para ter sucesso em um mundo em constantes mudanças Palestra 1 Mudança Organizacional Texto base: 10 +1 Mandamentos para ter sucesso em um mundo em constantes mudanças 02 de Dezembro de 2009 10 +1 Mandamentos para ter sucesso em um mundo em constantes mudanças

Leia mais

Fulano de Tal. Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 FINXS 09.12.2014

Fulano de Tal. Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 FINXS 09.12.2014 Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 Este relatório baseia-se nas respostas apresentadas no Inventário de Análise Pessoal comportamentos observados através questionário

Leia mais

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os melhores resultados. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01

Leia mais

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial remuneração para ADVOGADOS Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados advocobrasil Não ter uma política de remuneração é péssimo, ter uma "mais ou menos" é pior ainda. Uma das

Leia mais

Equipe de Alto Desempenho 307

Equipe de Alto Desempenho 307 36 Equipe de Alto Desempenho 307 O brilho individual de cada integrante da equipe contribui para o reconhecimento da constelação. Uma equipe existe onde há o espírito de cooperação. Nada é impossível.

Leia mais

Princípios de Liderança

Princípios de Liderança Princípios de Liderança LIDERANÇA E COACH www.liderancaecoach.com.br / liderancaecoach ÍNDICE Liderança Chefe x Líder O que um líder não deve fazer Dicas para ser um líder de sucesso Para liderar uma equipe

Leia mais

Liderança e Gestão Pedagógica: foco nos resultados da aprendizagem dos alunos

Liderança e Gestão Pedagógica: foco nos resultados da aprendizagem dos alunos Liderança e Gestão Pedagógica: foco nos resultados da aprendizagem dos alunos Encontro de Lideranças do PIP - Municipal Belo Horizonte, 05 e 06 de setembro de 2013 Implementação dos CBC Secretaria de Estado

Leia mais

O Empreendedor Fabiano Marques

O Empreendedor Fabiano Marques O Empreendedor Fabiano Marques O interesse pelo empreendedorismo no mundo é algo recente. Neste sentido, podese dizer que houve um crescimento acentuado da atividade empreendedora a partir de 1990. Com

Leia mais

ATENDIMENTO 3D O diferencial para o sucesso em vendas

ATENDIMENTO 3D O diferencial para o sucesso em vendas Perfil... Atuando há 20 anos em vendas Jean Oliveira já viveu na pele cada experiência que essa profissão promove, é especialista com MBA em Estratégias de Negócios e graduado em Tecnologia de Processamento

Leia mais

Empreendedorismo. Prof. Lucas Pacheco lucapachecos@hotmail.com

Empreendedorismo. Prof. Lucas Pacheco lucapachecos@hotmail.com Empreendedorismo Prof. Lucas Pacheco lucapachecos@hotmail.com "Olhar é uma coisa, ver o que se olha é outra, entender o que se vê é uma outra, aprender o que você entende é uma coisa a mais, mas agir sobre

Leia mais

REVALORIZAR AS COMPETÊNCIAS CONVERSACIONAIS

REVALORIZAR AS COMPETÊNCIAS CONVERSACIONAIS Rafael Echeverría REVALORIZAR AS COMPETÊNCIAS CONVERSACIONAIS São chaves para as pessoas e as organizações, porque são as únicas que apoiam as grandes transformações pelas quais a sociedade e o mundo estão

Leia mais

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching,

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, 5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, Consultoria, Terapias Holísticas e Para Encher Seus Cursos e Workshops. Parte 01 Como Se Posicionar e Escolher os Clientes dos Seus Sonhos 1 Cinco Etapas Para

Leia mais

O COACHING ESTRATÉGICO A Abordagem para uma Nova Cultura Organizacional. Luiz Cláudio Binato Belo Horizonte, 12 de Maio de 2011

O COACHING ESTRATÉGICO A Abordagem para uma Nova Cultura Organizacional. Luiz Cláudio Binato Belo Horizonte, 12 de Maio de 2011 O COACHING ESTRATÉGICO A Abordagem para uma Nova Cultura Organizacional Luiz Cláudio Binato Belo Horizonte, 12 de Maio de 2011 Organização Realização O QUE É COACHING? É um PROCESSO no qual um profissional

Leia mais

21 Mandamentos do Grandes Ideias

21 Mandamentos do Grandes Ideias 21 Mandamentos do Grandes Ideias 21 Mandamentos do Grandes Ideias Ideias simples mas que fazem toda a diferença na motivação dos nossos alunos!! 1. Conhecer os alunos e fazê-los sentirem-se amados pela

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Maria Alice Wernesbach Nascimento Rosany Scarpati Riguetti Administração Geral Faculdade Novo Milênio

EMPREENDEDORISMO. Maria Alice Wernesbach Nascimento Rosany Scarpati Riguetti Administração Geral Faculdade Novo Milênio EMPREENDEDORISMO Maria Alice Wernesbach Nascimento Rosany Scarpati Riguetti Administração Geral Faculdade Novo Milênio RESUMO: O trabalho visa abordar o que vem a ser empreendedorismo e iconoclastas, bem

Leia mais

Metodologia e dinâmica do workshop O fim das vendas e do marketing da insistência

Metodologia e dinâmica do workshop O fim das vendas e do marketing da insistência Metodologia e dinâmica do workshop O fim das vendas e do marketing da insistência Como andam seus esforços em Prospecção, Follow-up e Networking? A forma como você faz hoje é a mais adequada? Será que

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING CENÁRIO E TENDÊNCIAS DOS NEGÓCIOS 8 h As mudanças do mundo econômico e as tendências da sociedade contemporânea.

Leia mais

UNOCHAPECÓ Profª: Niceia Camila N. Fronza Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Empreendedorismo

UNOCHAPECÓ Profª: Niceia Camila N. Fronza Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Empreendedorismo UNOCHAPECÓ Profª: Niceia Camila N. Fronza Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Empreendedorismo PLANO DE ENSINO Novo Contexto Educacional ENSINO X APRENDIZAGEM SEGUNDO LESSARD Novo Contexto Educacional

Leia mais

AT086 Gestão da Inovação Empreendedorismo. Prof. Umberto Klock

AT086 Gestão da Inovação Empreendedorismo. Prof. Umberto Klock AT086 Gestão da Inovação Empreendedorismo Prof. Umberto Klock EMPREENDEDORISMO A CULTURA DO DESAFIO Não é a montanha que conquistamos, mas a nós mesmos. (Sir Edmund Hillary Primeiro homem a escalar o Mte

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

Evento técnico mensal

Evento técnico mensal Evento técnico mensal GERENCIAMENTO DE CARREIRA PARA O SUCESSO DO GESTOR DE PROJETOS Fernanda Schröder Gonçalves Organização Apoio 1 de xx APRESENTAÇÃO Fernanda Schröder Gonçalves Coordenadora do Ibmec

Leia mais

A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean

A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean Paulo Cesar Brito Lauria Muitas empresas têm se lançado na jornada de implementar a filosofia lean nas últimas décadas. No entanto, parece que

Leia mais

Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor

Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor Sólidos conteúdos com alegria - essas são algumas características das palestras de Marcelo de Elias. A maioria absoluta das avaliações obtêm excelentes resultados,

Leia mais

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva. Resposta do Exercício 1

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva. Resposta do Exercício 1 Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva 1 Resposta do Exercício 1 Uma organização usa algumas ações para fazer frente às forças competitivas existentes no mercado, empregando

Leia mais

Formulação da Visão e da Missão

Formulação da Visão e da Missão Formulação da Visão e da Missão Zilta Marinho zilta@globo.com Os grandes navegadores sempre sabem onde fica o norte. Sabem aonde querem ir e o que fazer para chegar a seu destino. Com as grandes empresas

Leia mais

100 FRASES para um dia mais feliz. de Ana Flávia Miziara

100 FRASES para um dia mais feliz. de Ana Flávia Miziara 100 FRASES para um dia mais feliz de Ana Flávia Miziara Você está alegre? A vida está sorrindo para você? Você se lembrou de sorrir hoje? Lembre-se que a alegria é a fartura da vida e da mente. A vida

Leia mais

CAFÉ DA MANHÃ COM GESTÃO

CAFÉ DA MANHÃ COM GESTÃO CAFÉ DA MANHÃ COM GESTÃO Todas as sextas-feiras das 08 as 09. Pontualmente Cada sexta se escolhe o palestrante da próxima Tema relacionado à Gestão. Escolha do sorteado Todos os gerentes da SEPLAG e interessados

Leia mais

Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report

Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report Avaliação de: Sr. Mario Exemplo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report

Leia mais

EMPREENDEDORISMO INTRAEMPREENDEDORISMO. Prof. Nilo Otani 25/08/2013

EMPREENDEDORISMO INTRAEMPREENDEDORISMO. Prof. Nilo Otani 25/08/2013 MPRNDDORISMO e INTRAMPRNDDORISMO Prof. Nilo Otani OS TRÊS PROBLMAS SOCIAIS NAS ORGANIZAÇÕS Baixo nível de lealdade com as organizações; nfraquecimento do conhecimento organizacional; A diminuição do emprego

Leia mais

O Plano de Negócios Fabiano Marques

O Plano de Negócios Fabiano Marques O Plano de Negócios Fabiano Marques Um negócio bem planejado terá mais chances de sucesso que aquele sem planejamento, na mesma igualdade de condições. (Dornelas, 2005) O termo empreendedorismo está naturalmente

Leia mais

Saiba como gerir uma equipe com essas dicas REALIZAÇÃO

Saiba como gerir uma equipe com essas dicas REALIZAÇÃO Comunicação empresarial eficiente: Saiba como gerir uma equipe com essas dicas REALIZAÇÃO Sumário 01 Introdução 02 02 03 A comunicação dentro das empresas nos dias de hoje Como garantir uma comunicação

Leia mais

Tudo o que você precisa saber para ter filhos éticos, inteligentes, felizes e de sucesso

Tudo o que você precisa saber para ter filhos éticos, inteligentes, felizes e de sucesso Tudo o que você precisa saber para ter filhos éticos, inteligentes, felizes e de sucesso SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 15 2. COMUNICAÇÃO E DIÁLOGO ENTRE PAIS E FILHOS 23 2.1 O problema da comunicação entre pais

Leia mais

TÍTULO: ANÁLISE DA TRAJETÓRIA EMPREENDEDORA DE SILVIO SANTOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

TÍTULO: ANÁLISE DA TRAJETÓRIA EMPREENDEDORA DE SILVIO SANTOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: ANÁLISE DA TRAJETÓRIA EMPREENDEDORA DE SILVIO SANTOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

O talento como diferencial de carreira... Uma fórmula de sucesso

O talento como diferencial de carreira... Uma fórmula de sucesso O talento como diferencial de carreira... Uma fórmula de sucesso Maiane Bertoldo Lewandowski Consultora de RH Hospital Mãe de Deus TRANSFORMAÇÕES NO MERCADO DE TRABALHO Mudança de modelo mental; Escassez

Leia mais

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Adm.Walter Lerner 1.Gestão,Competência e Liderança 1.1.Competências de Gestão Competências Humanas e Empresariais são Essenciais Todas as pessoas estão, indistintamente,

Leia mais

17/07/2013 ALTA PERFORMANCE ALTA PERFORMANCE ALTA PERFORMANCE. CEOLIN Representante Interior Bahia. SILVA Representante Interior Pernambuco

17/07/2013 ALTA PERFORMANCE ALTA PERFORMANCE ALTA PERFORMANCE. CEOLIN Representante Interior Bahia. SILVA Representante Interior Pernambuco 17/07/2013 Ser Humano para SUPERAÇÃO DE METAS Transformação Pessoal Sonhos A Jornada é mais importante que o Destino Decisão Onde Vamos Viver? 1 Imprevisibilidade Mudanças constantes. Sem estabilidade

Leia mais