comandos básicos linux.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "comandos básicos linux."

Transcrição

1 comandos básicos linux. clear: Limpa a tela e posiciona o cursor no canto superior esquerdo do vídeo. df: Mostra o espaço livre/ocupado de cada partição. df [opções] a Inclui sistemas de arquivos com 0 blocos. h, humanreadable Mostra o espaço livre/ocupado em MB, KB, GB em vez de blocos. H Idêntico a h mas usa 1000 em vez de 1024 como unidade de cálculo. k Lista em Kbytes. l Somente lista sistema de arquivos locais. m Lista em Mbytes (equivalente a blocksize= ). sync Executa o sync antes de mostrar os dados. T Lista o tipo de sistema de arquivos de cada partição t tipo Lista somente sistema de arquivos do tipo. x tipo Não lista sistemas de arquivos do tipo. Exemplos: df, df h, df t vfat. free: Mostra detalhes sobre a utilização da memória RAM do sistema. [opções] b Mostra o resultado em bytes. k Mostra o resultado em Kbytes. m Mostra o resultado em Mbytes. o Oculta a linha de buffers. t Mostra uma linha contendo o total. s [num ] Mostra a utilização da memória a cada segundo. O free é uma interface ao arquivo /proc/meminfo. head: Mostra as linhas iniciais de um arquivotexto. [opções] c [número ] Mostra o [número] de bytes do início do arquivo. n [número ] Mostra o [número] de linhas do início do arquivo. Caso não for especificado, o head mostra as 10 primeiras linhas. Exemplos: head teste.txt, head n 20 teste.txt. nl: Mostra o número de linhas junto com o conteúdo de um arquivo.[opções] f [opc ] Faz a filtragem de saída de acordo com [opc]: a Numera todas as linhas. t Não numera linhas vazias. n Numera linhas vazias. Numera somente linhas que contém o [texto]. v [num ] Número inicial (o padrão é 1). i [num ] Número de linhas adicionadas a cada linha do arquivo (o padrão é 1). Exemplos: nl /etc/passwd, nl i 2 /etc/passwd. more: Permite fazer a paginação de arquivos ou da entrada padrão. O comando more pode ser

2 usado como comando para leitura de arquivos que ocupem mais de uma tela. Quando toda a tela é ocupada, o more efetua uma pausa e permite que você pressione Enter ou espaço para continuar avançando no arquivo sendo visualizado. Para sair do more pressione q. Para visualizar diretamente arquivos textos compactados pelo gzip.gz use o comando zmore. Exemplos: more /etc/passwd, cat /etc/passwd more. less: Permite fazer a paginação de arquivos ou da entrada padrão. O comando less pode ser usado como comando para leitura de arquivos que ocupem mais de uma tela. Quando toda a tela é ocupada, o less efetua uma pausa (semelhante ao more) e permite que você pressione Seta para Cima e Seta para Baixo ou PgUP/PgDown para fazer o rolamento da página. Para sair do less pressione q. tail Mostra as linhas finais de um arquivotexto. [opções] c [número ] Mostra o [número] de bytes do final do arquivo. n [número ] Mostra o [número] de linhas do final do arquivo. f Mostra continuamente linhas adicionadas no final do arquivo. Exemplos: tail teste.txt, tail n 20 teste.txt. uptime: Mostra o tempo de execução do sistema desde que o computador foi ligado. dmesg: Mostra as mensagens de inicialização do kernel. São mostradas as mensagens da última inicialização do sistema. touch: Muda a data e hora que um arquivo foi criado. Também pode ser usado para criar arquivos vazios. Caso o touch seja usado com arquivos que não existam, por padrão ele criará estes arquivos. echo: Mostra mensagens. Este comando é útil na construção de scripts para mostrar mensagens na tela para o usuário acompanhar sua execução. echo [mensagem] A opção n pode ser usada para que não ocorra o salto de linha após a mensagem ser mostrada. dirname: Obtém o nome do diretório através do caminho passado ao programa. dirname [diretório/arquivo] dirname /usr/bin/dirname, dirname /tmp/*. whereis: Localiza o arquivo que contém uma página de manual. A pesquisa é feita usandose os caminhos de páginas de manuais configuradas no sistema (normalmente o arquivo /etc /manpath.config). whereis [comando] Exemplo: whereis ls, whereis cd. w: Mostra quem está conectado no sistema e o que cada um está fazendo. w [opções][usuário] onde: usuário Nome do usuário que deseja ver os detalhes. Se o usuário não for digitado, o comando w mostra detalhes de todos os usuários conectados no sistema. [ opções ] h Não mostra o cabeçalho u Ignora os nomes de usuários enquanto verifica os processos atuais e tempos de CPU. f Mostra ou oculta o campo FROM na listagem.

3 find / name Exemplo : procura o arquivo Exemplo ; useradd nome_do_novo_usuário: cria ou modifica a senha do usúario; passwd nome_do_usuário: apaga um usuário; sndconfig: permite configurar a placa de som; TAR c: cria arquivos; TAR x restaura arquivos; ps: relata processos em execução; kill: encerra um ou mais processos em andamento; talk: Inicia conversa com outro usuário em uma rede local ou Internet; write: serve para conversar com outra pessoa que está logado na mesma máquina. ftp: O FTP funciona num ambiente cliente/servidor, isto é, a máquina distante é configurada como servidor e por conseguinte espera que uma máquina lhe peça um serviço; dmesg: Mostra as mensagens de inicialização do Kernel; sort: Organiza as linhas de um arquivo texto ou da entrada padrão. A organização é feita por linhas e as linhas são divididas em campos que é a ordem que as palavras aparecem nas linhas separadas por um delimitador lpr: imprime o arquivo listado; tac: Mostra o conteúdo de um arquivo binário ou texto ( como o cat) só que em ordem inversa.

4 Lsof: Exibe uma listagem de todos arquivos abertos no sistema. Exemplo: # lsof i n O comando exibe uma lista de todas as conexões de rede abertas. Umask: é um comando que determinam as permissões padrão para novos arquivos e diretórios criados. Exemplo: A máscara umask nada mais é, que a diferença da permissão FULL pela permissão que você deseja obter. Por exemplo: = Permissão FULL rwx rwx rwx _7 7 5_ Permissão Desejada rwx rwx rx Valor umask 7 = Proprietário rwx 7 = Grupo rwx 5 = Todos rx Sed: É um comando usado para a manipulação, modificação e substituição de textos. Exemplo: Trocando a palavra comunidade para turma12. # echo 'Não esqueça de conferir os outros posts da comunidade' sed 's/comunidade/turma12/' " Não esqueça de conferir os outros posts da turma12 " Cut: O comando cut pode ser usado para mostrar apenas seções específicas de um arquivo de texto ou da saída de outros comandos. Exemplo: $ cut d: f 1 /etc/passwd Mostra os logins de todos os usuários do sistema contidos no arquivo passwd. Uniq: Comando usado para verificar linhas repetidas em seqüência e unificalas. [root ~]$ cat nomes.txt Sandro Sandro thales Vilson Tiago Vitor

5 Vitor [root ~]$ uniq nomes.txt Sandro thales Vilson Tiago Vitor Usermod: O comando usermod tem como função alterar usuários e grupos. Exemplo: usermod g diretor sandro > Altera o grupo primário do usuário sandro. Lprm: O comando lprm remove tarefas da fila de impressão. Se for chamado sem parâmetros, remove a tarefa ativa no momento. Exemplo: lprm remove tods as tarefas pertencentes ao usuário. lprm <número da tarefa> remove uma tarefa específica. O número da tarefa pode ser obtido com o comando Last: Comando que mostra a listagem dos últimos usuários logados. Exemplo: exemplo: #last R #last num Ip config: Comando que permite verificar qual o seu endereço IP atribuído ao dispositivo de Rede, bem como os endereços dos servidores DNS e o endereço IP do Gateway/Router. Exemplo: Usando o comando com a opção all,ou seja, ipconfig /all lhe dá a informação completa sobre o dispositivo de rede permitindolhe saber as seguintes informações: Usando a opção all,ou seja,comando ipconfig /all lhe dá a informação completa sobre o dispositivo de rede permitindolhe saber as seguintes informações > Nome do pc na rede > IP do Dispositivo > Endereço Físico (Mac Adress) > Endereço IP > Máscara de Rede > Gateway > Servidores de Rede

6 Diff: O comando diff compara o conteúdo de dois arquivos e relata a diferença entre eles. O comando pode comparar tambem diretórios ou pastas. Time: O comando é usado para mostrar a hora atual do sistema, podendo ser atualizada. Exemplo: C:\>TIME Hora atual: 23:15:08,73 Digite a nova hora: 20:06:01,30 Who i am: Mostra o nome do computador e usuário associado ao nome. Ln: Comando que permite linkar arquivo ou diretório sintaxe: ln [opções] origem nomedolink exemplo: #ln s aula1.txt aula1.doc History: O comando history nos permite visualizar os últimos comandos executados pelo bash. Exemplo: $ history c Apaga o histórico de comandos armazenados. traceroute : O comando exibe a rota tomada pelos pacotes para uma máquina da rede. sintaxe: traceroute [opções] exemplo: #traceroute

7 PICO: assim como o comando NANO abre o editor de textos Abaixo uma lista de seus comandos: ^G Abrir texto de ajuda, ótimo para entender parâmetros do pico. ^X Fecha o buffer do arquivo atual e posteriormente sair do pico. ^O Escreve o arquivo atual no disco, ou seja, salva o arquivo. ^J Justifica o parágrafo atual. ^F Avançar o cursor em um caractere. ^B Voltar o cursor em um caractere. ^Space Avançar o cursor em uma palavra ^A Vai para o início da linha atual. ^E Vai para o fim da linha atual. ^R Insere o conteúdo de outro arquivo no arquivo atual. ^W Procurar por uma string ou uma expressão regular. ^Y Ir para a tela anterior ou para o iníco do arquivo. ^V Ir para a próxima tela ou final do arquivo. ^I Inserir um caractere tabular na posição do cursor. ^M Inserir quebra de linha na posição do cursor..^d Apagar o caractere sob o cursor. ^H Apagar o caractere a esquerda do cursor. ^K Recortar a linha atual e guarda a mesma no buffer. ^U Colar do buffer para a linha atual. ^C Mostrar a posição do cursor. ^T Chamar pelo verificador ortográfico, se disponível FTP: permite o gerenciamento de arquivos num servidor ftp remoto. FINGER: exibe login, nome, tempo logado, número do terminal e outras informações dos usuários. Ex.: finger usuários MAN: exibe informações sobre comando(o que o comando faz) Ex.: man nano MKFS: constrói sistema de arquivos. Ex.: mkfs t ext3 /dev/hda2 cria um sistema de arquivos ext3 na segunda partição.

8 WRITER: abre diálogo com usuários logados no servidor. PS: lista os processos em execução no sistema. Porém, diferentemente do top, ele não traz informações sobre o quanto de processamento ou de memória ele está consumindo. LS: lista os arquivos de um diretório Ex.: ls la CP: copia arquivos e diretórios Ex.: cp arquivo ou diretório atual TELNET: permite o gerenciamento de arquivos num servidor remoto. Ex.: telnet nome_da_máquina Ou: telnet <IP> PWD: monstra a pasta atual onde o usuário se encontra CHRGP: altera o nome do grupo responsável pelo arquivo/diretório. diretório de nome teste. Queremos que este diretório e todo o seu conteúdo passe a pertencer ao grupo desenvolvimento. Ex.: chgrp Rc desenvolvimento teste R: altera, recursivamente, o grupo de um diretório e de todos os arquivos e diretórios que estão abaixo do diretório em questão. c: informa quais arquivos/diretórios estão tendo o nome do grupo alterado. SCP: copia arquivos de dados entre servidores Ex.: copiar a pasta /var/lib/arquivos, do servidor que logado, para o servidor com IP , utilizando neste servidor o login de root. Definindo a pasta de destino /home/damasceno, onde será copiada a pasta arquivos: scp /var/lib/arquivos gzip= Comprime ou expande arquivo uncompress= Restaura um arquivo comprimido

9 MV: move ou renomeia arquivos. b: gera cópia de segurança se o arquivo de destino já existir. f: move o arquivo sem pedir confirmação (mesmo que já exista um arquivo no destino com o mesmo nome). i: move o arquivo, mas pede confirmação caso já exista um arquivo no destino com o mesmo nome. v: exibe os nomes dos arquivos afetados pelo comando. help: exibe as opções do comando. version: exibe informações sobre o comando. Ex.: Para renomear o arquivoteste.txt para teste2.txt, basta digitar mv teste.txt teste2.txt uptime = mostra o tempo de execução do sistema desde que o computador foi ligado; dmesg = mostra mensagens de inicialização do kernel. São mostradas as mensagens da ultima inicialização do sistema; who = mostra quem esta atualmente conectado no computador. Este comando lista os nomes de usuários que estão conectados em seu computador, o terminal e data da conexão; telnet = permite acesso ao computador remoto; finger = mostra detalhes sobre os usuários de um sistema. Algumas versões dele possuem bugs e podem significar um risco para segurança do sistema. É recomendado desativar este serviço na máquina local. ftp = permite a transferência de arquivos do computador remoto/local e vice versa; newgrp = altera a identíficação de grupo do usuário; submount= utilizado para montar sistemas de arquivos windows no linux smbumount= utilizado para desmontar arquivos windows no linux smbstatus= lista todas as conexoes existentes no servidor smbtree= lista todas as maquinas ligadas e lista o compartilhamento de cada uma delas testeparm= indica qualquer possivel erro ou adivertencia na configuraçao do samba findsmp= lista todos os IPS x Nomes das maquinas windows/samba na rede apropos= Localiza comandos por pesquisa de palavrachave

10 Comando Descrição Exemplo Comando para configurar placas sndconfig de som sndconfig who Mostra quem está logado no who sistema write Serve para escrever para outros utilizadores que estejam logados write userx pts/0 no momento linuxconf Configuração do linux chmod +s /Bin/linuxconf alias Muda o nome de um comando alias dir=ls l & Coloca o comando desejado em bachground, ou seja, trabalha em quanto você faz outra coisa no computador & e o comando desejado m Remove arquivos/ diretório m r file Determina o tipo de arquivo file /etc/magic history Permite visualizar os últimos history comandos executados pelo bash type Determina o tipo de um ou mais type rm if nmap set comandos bg Permite fazer um programa rodando em primeiro plano ou parado, rodar em segundo plano bg [número] Ping host wget arq Para iniciar um teste de ping em um host Um programa livre que propicia o download de dados da web ping server (server é o nome do host ou endereço ip) wget do arquivo da internet wget c arq Para downloads interrompidos wget c nome do arquivo da internet whoami Por meio deste comando, pode ver o nome do usuário logado whoami

LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1

LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1 LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1 Comandos para manipulação de diretório 1. ls Lista os arquivos de um diretório. 2. cd Entra em um diretório. Você precisa ter a permissão de execução para entrar no diretório.

Leia mais

Principais Comandos do Terminal no LINUX

Principais Comandos do Terminal no LINUX Principais Comandos do Terminal no LINUX Estes comandos não visam ser um compêndio completo de operação, haja vista que se possui mais comandos que esses aqui que serão listados, logo os comandos são:

Leia mais

Alterna para o primeiro terminal. No Linux você pode ter vários (o padrão é 6) terminais abertos ao mesmo tempo.

Alterna para o primeiro terminal. No Linux você pode ter vários (o padrão é 6) terminais abertos ao mesmo tempo. Alterna para o primeiro terminal. No Linux você pode ter vários (o padrão é 6) terminais abertos ao mesmo tempo. (n=1 a 6) Alterna para o terminal (1 a 6).

Leia mais

Comandos de Linux. Autor: Patrick Wallace Figueiredo dos Santos Rocha

Comandos de Linux. Autor: Patrick Wallace Figueiredo dos Santos Rocha Comandos de Linux Autor: Patrick Wallace Figueiredo dos Santos Rocha Comandos de linux 1. ls (lista o conteúdo de um diretório) $ ls 2. ls -a (lista os diretórios, arquivos oculto e executáveis) $ ls -a

Leia mais

Aula 4 Comandos Básicos Linux. Prof.: Roberto Franciscatto

Aula 4 Comandos Básicos Linux. Prof.: Roberto Franciscatto Sistemas Operacionais Aula 4 Comandos Básicos Linux Prof.: Roberto Franciscatto Prompt Ao iniciar o GNU/Linux, a primeira tarefa a ser executada é o login no sistema, o qual deve ser feito respondendo

Leia mais

Comandos.::. Aplicativos > Sistema > Acessar Console

Comandos.::. Aplicativos > Sistema > Acessar Console Comandos Aplicativos > Sistema > Acessar Console jonilso 23 de outubro de 2012 Comandos Iniciais whoami Comandos Iniciais whoami Exibe o login do usuário que executou o comando. Comandos Iniciais whoami

Leia mais

Aula 02. Introdução ao Linux

Aula 02. Introdução ao Linux Aula 02 Introdução ao Linux Arquivos Central de Programas do Ubuntu A Central de Programas do Ubuntu é uma loja de aplicativos integrada ao sistema que permite-lhe instalar e desinstalar programas com

Leia mais

Universidade Católica de Brasília Laboratório de Redes de Computadores 1 Prof Eduardo Lobo. Comandos LINUX. principais vi ifconfig.

Universidade Católica de Brasília Laboratório de Redes de Computadores 1 Prof Eduardo Lobo. Comandos LINUX. principais vi ifconfig. Comandos LINUX Universidade Católica de Brasília Laboratório de Redes de Computadores 1 Prof Eduardo Lobo Comandos LINUX principais vi ifconfig Comando Descrição Exemplo cd Muda o diretório corrente cd

Leia mais

Introdução ao Linux. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais Campus Pouso Alegre

Introdução ao Linux. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais Campus Pouso Alegre Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais Campus Pouso Alegre Introdução ao Linux Comandos Ubuntu/Linux Michelle Nery Agenda Comandos do Sistema Comandos para Processos

Leia mais

Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1. Aula 3 SENAC TI Fernando Costa

Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1. Aula 3 SENAC TI Fernando Costa Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1 Aula 3 SENAC TI Fernando Costa Agenda Manipulação de arquivos Comandos: cat, cut, expand,fmt, head, join, nl, od, paste, pr, split, tac, tail, tr,

Leia mais

Comandos importantes Virtual Box Linux Compartilhamento

Comandos importantes Virtual Box Linux Compartilhamento Comandos importantes Virtual Box Linux Compartilhamento 1º passo - Acessar Virtual Box plataforma criada dispositivos pasta compartilhadas clicar no botão + no canto direito escolher destino ( Desktop)

Leia mais

Planejamento e Implantação de Servidores

Planejamento e Implantação de Servidores Planejamento e Implantação de Servidores Professor Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com Aula 01 - Servidores Abordagem geral Teoria e práticas Servidores Linux Comandos Linux 2 Bibliografias da apoio

Leia mais

Entendendo o Sistema Operacinal. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com

Entendendo o Sistema Operacinal. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Entendendo o Sistema Operacinal Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Criando um Snapshot da Máquina Padrão Page 2 Criando um Snapshot da Máquina Padrão Page 3 Criando um

Leia mais

Principais Comandos Linux. Hélder Nunes haanunes@gmail.com

Principais Comandos Linux. Hélder Nunes haanunes@gmail.com Principais Comandos Linux Hélder Nunes haanunes@gmail.com Shell ou Terminal Mais conhecido como interpretador de comando, é o programa responsável por decifrar as instruções enviadas pelos usuários e os

Leia mais

ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS. 10.0.0.0 até 10.255.255.255 172.16.0.0 até 172.31.255.255 192.168.0.0 até 192.168.255.255. Kernel

ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS. 10.0.0.0 até 10.255.255.255 172.16.0.0 até 172.31.255.255 192.168.0.0 até 192.168.255.255. Kernel ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS Foram reservados intervalos de endereços IP para serem utilizados exclusivamente em redes privadas, como é o caso das redes locais e Intranets. Esses endereços não devem ser

Leia mais

SOFTWARE LIVRE. Distribuições Live CD. Kernel. Distribuição Linux

SOFTWARE LIVRE. Distribuições Live CD. Kernel. Distribuição Linux SOFTWARE LIVRE A liberdade de executar o programa, para qualquer propósito. A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as suas necessidades. Acesso ao código-fonte é um pré-requisito

Leia mais

LABORATÓRIO UNIDADES 1 REVISÃO LINUX E COMANDOS BÁSICOS ABRINDO A MÁQUINA VIRTUAL UBUNTU SERVER 14.04.1 PELO VIRTUALBOX

LABORATÓRIO UNIDADES 1 REVISÃO LINUX E COMANDOS BÁSICOS ABRINDO A MÁQUINA VIRTUAL UBUNTU SERVER 14.04.1 PELO VIRTUALBOX LABORATÓRIO UNIDADES 1 REVISÃO LINUX E COMANDOS BÁSICOS ABRINDO A MÁQUINA VIRTUAL UBUNTU SERVER 14.04.1 PELO VIRTUALBOX Procure no MENU INICIAR PROGRAMAS o ícone do VirtualBox e execute-o. Em seguida clique

Leia mais

Instalação e configuração Linux CentOS 6.x

Instalação e configuração Linux CentOS 6.x Instalação e configuração Linux CentOS 6.x Objetivo: Instalar e configurar o sistema operacional Linux CentOS e efetuar suas configurações iniciais. 1- Abra o Virtuabox e clique em novo, e configure conforme

Leia mais

MANUAL DA SECRETARIA

MANUAL DA SECRETARIA MANUAL DA SECRETARIA Conteúdo Tela de acesso... 2 Liberação de acesso ao sistema... 3 Funcionários... 3 Secretaria... 5 Tutores... 7 Autores... 8 Configuração dos cursos da Instituição de Ensino... 9 Novo

Leia mais

Comandos básicos do Linux

Comandos básicos do Linux Comandos básicos do Linux Comandos básicos do Linux Introdução Alguns comandos que você verá nesta página, equivalem aos utilizados no DOS. No entanto, saiba que conhecendo ou não o DOS, você poderá estranhar

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES (LINUX) Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES (LINUX) Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES (LINUX) Agendador de Tarefas Ocron é um ótimo agendador de tarefas, com ele você pode agendar para um determinado momento um programa qualquer a ser executado. Sua aplicação

Leia mais

Treinamento para Manutenção dos Telecentros

Treinamento para Manutenção dos Telecentros Treinamento para Manutenção dos Telecentros Módulo II :: Utilizando o Linux Básico do Sistema Manoel Campos da Silva Filho Professor do IFTO/Palmas 1 2 Código Aberto/Open Source Programas (softwares/aplicativos)

Leia mais

Guia do usuário para sistemas Polycom CX7000

Guia do usuário para sistemas Polycom CX7000 Guia do usuário para sistemas Polycom CX7000 1.1 Agosto de 2012 3725-82842-114/A Informações sobre marcas comerciais Polycom, o logotipo de "Triângulos" da Polycom e os nomes e as marcas associados aos

Leia mais

Entregar um relatório respondendo as questões propostas e principais observações feitas durante a prática (para os itens 1, 3, 4, 5, 6 e 7).

Entregar um relatório respondendo as questões propostas e principais observações feitas durante a prática (para os itens 1, 3, 4, 5, 6 e 7). EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática 2 Certificados digitais e Linux-TCP/IP Entregar um relatório respondendo as questões propostas e principais observações feitas durante

Leia mais

Preparação: Verifique se a máquina virtual já está copiada em sua máquina Execute o VMWare Acesse o Linux com o usuário asa e senha aslinux12

Preparação: Verifique se a máquina virtual já está copiada em sua máquina Execute o VMWare Acesse o Linux com o usuário asa e senha aslinux12 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNC. E TEC. DA PARAÍBA CURSO DE GRADUAÇÃO DE TECNOLOGIA EM TELEMÁTICA DISCIPLINA: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS PROFESSOR: ANDERSON COSTA ASSUNTO: MÓDULOS, DISPOSITIVOS DE

Leia mais

Sistemas Operacionais de Rede Linux - Gerenciamento de Arquivos

Sistemas Operacionais de Rede Linux - Gerenciamento de Arquivos Sistemas Operacionais de Rede Linux - Gerenciamento de Arquivos Conteúdo Programático Login e Logout Iniciando e Desligando o Sistema Tipos de arquivo Texto Binário Arquivos e Diretório Manipulação de

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 5 - Iniciando o modo texto. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática

Sistema Operacional Unidade 5 - Iniciando o modo texto. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática Sistema Operacional Unidade 5 - Iniciando o modo texto Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 OPERANDO EM MODO TEXTO... 3 Abrindo o terminal... 3 Sobre o aplicativo Terminal... 3 AS CORES

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais Não-Proprietários II

Administração de Sistemas Operacionais Não-Proprietários II Faculdade Senac Porto Alegre - FSPOA Administração de Sistemas Operacionais Não-Proprietários II UC: Administração de Redes Aula 01 1/15 Faculdade Senac Porto Alegre - FSPOA Revisão 2/15 Linux e Distribuições

Leia mais

GNU/Linux/Bash. Aula 2

GNU/Linux/Bash. Aula 2 GNU/Linux/Bash Aula 2 O que é? Ubuntu GNU Linux Ubuntu 12.04 Ubuntu é um sistema operacional baseado em Linux desenvolvido pela comunidade e é perfeito para notebooks, desktops e servidores. Ele contém

Leia mais

1. Introdução a Microsoft Excel

1. Introdução a Microsoft Excel Introdução a Microsoft Excel 1. Introdução a Microsoft Excel 1.1. O que é Microsoft Excel Microsoft Excel é um software de planilha eletrônica produzido pela Microsoft Corporation, para o sistema operacional

Leia mais

*Área de Trabalho* *Atalhos de teclado para Acessibilidade

*Área de Trabalho* *Atalhos de teclado para Acessibilidade *Área de Trabalho* *CTRL+A* - Selecionar tudo *CTRL+ESC* - Exibir o menu Iniciar *CTRL ao arrastar um item* - Copiar um item selecionado *CTRL+SHIFT ao arrastar um item* - Criar um atalho para um item

Leia mais

Sistema de Arquivos do Windows

Sistema de Arquivos do Windows Registro mestre de inicialização (MBR) A trilha zero do HD, onde ficam guardadas as informações sobre o(s) sistema(s) operacionais instalados. Onde começa o processo de inicialização do Sistema Operacional.

Leia mais

Manual de Instalação do e.sic - Sistema Municipal de Informações ao Cidadão

Manual de Instalação do e.sic - Sistema Municipal de Informações ao Cidadão Manual de Instalação do e.sic - Sistema Municipal de Informações ao Cidadão Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo DDS Diretoria de Desenvolvimento de Sistemas SDS Superintendência

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Comandos Básicos no Linux

Comandos Básicos no Linux Comandos Básicos no Linux Material desenvolvido por Rafael Fernando Diorio Última revisão em 04/08/2013 www.diorio.com.br rafael@diorio.com.br Tópicos Primeiros comandos Metacaracteres Paginação e filtros

Leia mais

Informática Fácil NOÇÕES DE LINUX. Prof.: Adelson Gomes Ferraz Antonio Carlos Reis

Informática Fácil NOÇÕES DE LINUX. Prof.: Adelson Gomes Ferraz Antonio Carlos Reis Informática Fácil NOÇÕES DE LINUX Prof.: Adelson Gomes Ferraz Antonio Carlos Reis Cronologia 1. 1969 Univ Berkeley, Califórnia, cria-se o SO UNIX para uso geral em grandes computadores 1. Década de 70

Leia mais

UFCD 19 Linux Administração. Curso: EFA Técnico de Informática Instalação e Gestão de Redes

UFCD 19 Linux Administração. Curso: EFA Técnico de Informática Instalação e Gestão de Redes UFCD 19 Linux Administração Curso: EFA Técnico de Informática Instalação e Gestão de Redes Autor: José Raposo E-mail:jose.raposo@sdrnet.info Data: 18/03/14 Linux Comandos ls: permite listar os arquivos

Leia mais

Objetivos Instalação Gerência de Pacotes UNIX Shell. Curso UNIX. Matheus Braun Magrin Felipe dos Santos Silveira

Objetivos Instalação Gerência de Pacotes UNIX Shell. Curso UNIX. Matheus Braun Magrin Felipe dos Santos Silveira Curso UNIX Matheus Braun Magrin Felipe dos Santos Silveira Universidade Federal de Santa Catarina 25 de Setembro de 2010 CHAMADA Objetivos Instalação do sistema Ubuntu 10.04 Conhecer a origem do sistema

Leia mais

Lifesize Video Table of Contents

Lifesize Video Table of Contents Table of Contents Vamos começar Para quem devo ligar? Criar uma reunião Enviar um convite Ligar para alguém Vamos nos reunir Vamos conversar Compartilhando dados em uma chamada Como discar Tópicos avançados

Leia mais

Roteiro 3: Sistemas Linux arquivos e diretórios

Roteiro 3: Sistemas Linux arquivos e diretórios Roteiro 3: Sistemas Linux arquivos e diretórios Objetivos Detalhar conceitos sobre o sistema operacional Linux; Operar comandos básicos de sistemas Linux em modo Texto; Realizar a manutenção de arquivos

Leia mais

http://introcomp.pet.inf.ufes.br

http://introcomp.pet.inf.ufes.br O SITE http://introcomp.pet.inf.ufes.br http://introcomp.pet.inf.ufes.br http://introcomp.pet.inf.ufes.br http://introcomp.pet.inf.ufes.br O MOODLE http://introcomp.pet.inf.ufes.br/moodle http://introcomp.pet.inf.ufes.br/moodle

Leia mais

Informática. Aula 04/12. Prof. Márcio Hollweg. www.conquistadeconcurso.com.br. Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.

Informática. Aula 04/12. Prof. Márcio Hollweg. www.conquistadeconcurso.com.br. Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM. Informática Aula 04/12 Prof. Márcio Hollweg UMA PARCERIA Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.BR Visite a loja virtual www.conquistadeconcurso.com.br MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO

Leia mais

Manual de Comando Linux

Manual de Comando Linux Manual de Comando Linux 1 Índice Índice... 2 Introdução... 3 Comandos Simples Linux... 3 Gerir Directórios e Ficheiros... 4 Gerir processos... 6 Estrutura de Diretórios do LINUX... 6 Executar comandos

Leia mais

Fundamentos e Prática em Informática LINUX Gerenciamento de Usuários e Grupos

Fundamentos e Prática em Informática LINUX Gerenciamento de Usuários e Grupos Fundamentos e Prática em Informática LINUX Gerenciamento de Usuários e Grupos lara.popov@ifsc.edu.br Gerenciamento Como qualquer sistema operacional multitarefa e multiusuário, o administrador do sistema

Leia mais

Partição Partição primária: Partição estendida: Discos básicos e dinâmicos

Partição Partição primária: Partição estendida: Discos básicos e dinâmicos Partição Parte de um disco físico que funciona como se fosse um disco fisicamente separado. Depois de criar uma partição, você deve formatá-la e atribuir-lhe uma letra de unidade antes de armazenar dados

Leia mais

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais.

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. MICROSOFT WINDOWS O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. Apresentaremos a seguir o Windows 7 (uma das versões do Windows)

Leia mais

Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação.

Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação. Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação. 1.Todo software livre deve ser desenvolvido para uso por pessoa física em ambiente com sistema

Leia mais

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Capitulo 1

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Capitulo 1 Capitulo 1 Montagem de duas pequenas redes com a mesma estrutura. Uma é comandada por um servidor Windows e outra por um servidor linux, os computadores clientes têm o Windows xp Professional instalados.

Leia mais

... MANUAL DO MODERADOR SERVIÇOS DE WEB

... MANUAL DO MODERADOR SERVIÇOS DE WEB ... MANUAL DO MODERADOR SERVIÇOS DE WEB ÍNDICE 1. IMPLEMENTAÇÃO 4 1.1 PAINEL DE CONTROLE 4 1.2 SENHA 4 1.3 INSTALAÇÃO 4 1.3.1 INSTALAÇÃO PARA MODERADOR 4 1.3.2 INSTALAÇÃO PARA PARTICIPANTES 8 1.3.2.1 PELO

Leia mais

Introdução ao Linux: Parte I

Introdução ao Linux: Parte I Data: Introdução ao Linux: Parte I Marcelo Ribeiro Xavier da Silva marceloo@inf.ufsc.br Histórico 3 Origem do GNU Linux Em 1983, Richard Stallman fundou a Free Software Foundation, com o intuito de criar

Leia mais

UNIDADE III Sistemas Operacionais WINDOWS

UNIDADE III Sistemas Operacionais WINDOWS UNIDADE III Sistemas Operacionais WINDOWS Objetivo da unidade Objetivo Geral Apontar as noções básicas do Windows Praticar o aprendizado sobre o Sistema Operacional Objetivos Específicos Entender como

Leia mais

AULA 5. Bruno L. Albrecht Felipe A. Chies Lucas F. Zawacki. PET Computação UFRGS

AULA 5. Bruno L. Albrecht Felipe A. Chies Lucas F. Zawacki. PET Computação UFRGS M i n i - C u r s o d e I n t r o d u ç ã o a o G N U / L i n u x AULA 5 Bruno L. Albrecht Felipe A. Chies Lucas F. Zawacki PET Computação UFRGS Setembro 2009 L i n h a d e C o m a n d o I I I Processos

Leia mais

Para testar se as variáveis foram carregadas, utilize o comando #export

Para testar se as variáveis foram carregadas, utilize o comando #export Configurando Proxy Debian Abra o arquivo /etc/profile: #nano /etc/profile No final do arquivo, adicione as seguintes linhas: export http_proxy=http://172.16.3.1:3128 export https_proxy=http://172.16.3.1:3128

Leia mais

Editora AltaBooks. Linux: Fundamentos, Prática & Certificação LPI (Exame 117-101) Simulado

Editora AltaBooks. Linux: Fundamentos, Prática & Certificação LPI (Exame 117-101) Simulado Editora AltaBooks Linux: Fundamentos, Prática & Certificação LPI (Exame -) Simulado : Qual dos comandos a seguir nos permite saber a quantidade e quais são os dispositivos SCSI presentes no sistema: a(

Leia mais

Conteúdo 1 Comandos Básicos. Questão 1: Que comando permite encerrar o sistema definitivamente?

Conteúdo 1 Comandos Básicos. Questão 1: Que comando permite encerrar o sistema definitivamente? Conteúdo 1 Comandos Básicos Questão 1: Que comando permite encerrar o sistema definitivamente? a) shutdawn b) shutdown t now c) shutdown r now d) shutdwon h now e) shutdown h now Questão 2: Que comando

Leia mais

Instalando e Licenciando

Instalando e Licenciando Instalando e Licenciando Após a compra do Smaart v8, você receberá um e-mail contendo o código da licença. Guarde bem este e-mail e/ou imprima algumas cópias dele e deixe em local seguro para qualquer

Leia mais

Lync Acessando o Lync Web App

Lync Acessando o Lync Web App Lync Acessando o Lync Web App Saiba como ingressar em uma reunião, quais são os recursos disponíveis, as configurações e conheça o layout do Lync Web App. Sumário Lync Web App... 1 Ingressar em uma Reunião

Leia mais

Linux. Comandos Básicos e Avançados. Alessandro Vivas Andrade Leonardo Carneiro de Araújo Cristiano Grijó Pitangui Luciana Pereira de Assis

Linux. Comandos Básicos e Avançados. Alessandro Vivas Andrade Leonardo Carneiro de Araújo Cristiano Grijó Pitangui Luciana Pereira de Assis Linux Comandos Básicos e Avançados Alessandro Vivas Andrade Leonardo Carneiro de Araújo Cristiano Grijó Pitangui Luciana Pereira de Assis Diamantina, Minas Gerais 20 de novembro de 2015 Alessandro Vivas

Leia mais

1 Objetivos da Oficina

1 Objetivos da Oficina Oficina Linux Aula : Operações com Diretórios e Arquivos / / Professor: Eraldo Silveira e Silva eraldo@ifsc.edu.br 1 Objetivos da Oficina iniciar e encerrar uma sessão no Linux; se familizarizar com a

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO APLICATIVO CADASTRAMENTO ÚNICO ENTRADA E MANUTENÇÃO DE DADOS VERSÃO 6.0.3

MANUAL DE INSTALAÇÃO APLICATIVO CADASTRAMENTO ÚNICO ENTRADA E MANUTENÇÃO DE DADOS VERSÃO 6.0.3 MANUAL DE INSTALAÇÃO APLICATIVO CADASTRAMENTO ÚNICO ENTRADA E MANUTENÇÃO DE DADOS VERSÃO 6.0.3 Manual de Instalação da V. 6.0.3 1. Apresentação...3 2. Conceitos...4 2.1. Rede...4 2.2. Servidor...4 2.3.

Leia mais

Simulado LPI 101. 5. Qual o comando que exibe a última vez em que o sistema de arquivos foi verificado. dumpe2fs

Simulado LPI 101. 5. Qual o comando que exibe a última vez em que o sistema de arquivos foi verificado. dumpe2fs Simulado LPI 101 1. Quais comandos exibem os processos no Linux? Escolha uma. a. ls e df b. ps e top c. ps e df d. df e top e. du e df 2. O que representa o dispositivo /dev/hdb6? Escolha uma. a. Um partição

Leia mais

Manual do usuário. SIM 5 Lite Versão 1.0 - Português

Manual do usuário. SIM 5 Lite Versão 1.0 - Português Manual do usuário SIM 5 Lite Versão 1.0 - Português Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual serve como referência para a sua instalação e operação

Leia mais

SISTEMAS OPERATIVOS I

SISTEMAS OPERATIVOS I Instituto Superior de Engenharia do Porto Departamento de Engenharia Informática SISTEMAS OPERATIVOS I Introdução ao Unix baseado no livro UNIX For Application Developers William A. Parrete Abril de 2002

Leia mais

Gerenciador de Multi-Projetos. Manual do Usuário. 2000 GMP Corporation

Gerenciador de Multi-Projetos. Manual do Usuário. 2000 GMP Corporation GMP Corporation Gerenciador de Multi-Projetos Manual do Usuário 2000 GMP Corporation Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 24/08/2004 1.0 Versão inicial do documento Bárbara Siqueira Equipe

Leia mais

Curso Realmente Básico de Linux (10 Coisas que você precisa saber para usar o sistema operacional mais versátil do Mundo IMHO)

Curso Realmente Básico de Linux (10 Coisas que você precisa saber para usar o sistema operacional mais versátil do Mundo IMHO) Curso Realmente Básico de Linux (10 Coisas que você precisa saber para usar o sistema operacional mais versátil do Mundo IMHO) Essa aula poderá ser baixada em:..http://www.boscojr.com/lpi/arquivos/10coisas.pdf

Leia mais

Práticas de Desenvolvimento de Software

Práticas de Desenvolvimento de Software Aula 1. 23/02/2015. Práticas de Desenvolvimento de Software Aula 1 Unix, Linux e a linha de comando Oferecimento Ambiente de desenvolvimento Computador (hardware) Sistema operacional Idealmente: iguais

Leia mais

Labgrad. Usúario: Senha: senha

Labgrad. Usúario: <matricula> Senha: senha Suporte A equipe do Suporte é responsável pela gerência da rede do Departamento de Informática, bem como da manutenção dos servidores da mesma, e também é responsável pela monitoria do LabGrad e do LAR.

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Laboratório de Sistemas Operacionais

Laboratório de Sistemas Operacionais Laboratório de Sistemas Operacionais Módulo 1 Gerência de Memória e de Processos Prof. Maxwell Anderson www.maxwellanderson.com.br Agenda Comandos para gerenciamento de processos: top, htop, ps, kill,

Leia mais

Comandos bash. Comandos de Comunicações

Comandos bash. Comandos de Comunicações Comandos bash exit logout passwd rlogin ssh slogin yppasswd Terminar a sessão, ou seja, a shell (mais ajuda digitando man sh ou man csh) Deslogar, ou seja, terminar a sessão atual, mas apenas na C shell

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Online WebOpinião

Manual do Teclado de Satisfação Online WebOpinião Manual do Teclado de Satisfação Online WebOpinião Versão 1.2.3 27 de novembro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7

Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7 Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7 Se você tem mais que um computador ou outros dispositivos de hardware, como impressoras, scanners ou câmeras, pode usar uma rede para compartilhar

Leia mais

LGTi Tecnologia. Manual - Outlook Web App. Soluções Inteligentes. Siner Engenharia

LGTi Tecnologia. Manual - Outlook Web App. Soluções Inteligentes. Siner Engenharia LGTi Tecnologia Soluções Inteligentes Manual - Outlook Web App Siner Engenharia Sumário Acessando o Outlook Web App (Webmail)... 3 Email no Outlook Web App... 5 Criar uma nova mensagem... 6 Trabalhando

Leia mais

Sistema Operacional GNU/Linux

Sistema Operacional GNU/Linux Sistema Operacional GNU/Linux Histórico: 1969 Bell Labs anuncia a primeira versão do Unix 1983 Criação do Projeto GNU 1987 Andrew Tenenbaum anuncia o Minux, versão do Unix para Desktops 1990 Microsoft

Leia mais

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Vivo 2013 http://vivosync.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 Vivo Sync... 5 3 Vivo Sync Web... 6 3.1 Página Inicial... 6 3.1.1 Novo Contato... 7 3.1.2 Editar Contato...

Leia mais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Linux: Adicionando Usuários Fabricio Breve Introdução Administradores precisam ter um entendimento completo de como funcionam contas Linux Contas

Leia mais

Diagrama lógico da rede da empresa Fácil Credito

Diagrama lógico da rede da empresa Fácil Credito Diagrama lógico da rede da empresa Fácil Credito Tabela de endereçamento da rede IP da rede: Mascara Broadcast 192.168.1.0 255.255.255.192 192.168.1.63 Distribuição de IP S na rede Hosts IP Configuração

Leia mais

HOW TO. Instalação do Firewall 6.1 Software

HOW TO. Instalação do Firewall 6.1 Software Introdução HOW TO Página: 1 de 14 Para fazer a migração/instalação do 6.1 Software, é necessária a instalação do Sistema Operacional Linux Fedora Core 8. Explicaremos passo a passo como formatar a máquina,

Leia mais

Inicialização Rápida do Aplicativo de Desktop Novell Filr 1.2 para Mac

Inicialização Rápida do Aplicativo de Desktop Novell Filr 1.2 para Mac Inicialização Rápida do Aplicativo de Desktop Novell Filr 1.2 para Mac Abril de 2015 Inicialização rápida O Novell Filr permite que você acesse facilmente todos os seus arquivos e pastas do desktop, browser

Leia mais

Passo a Passo da instalação da VPN

Passo a Passo da instalação da VPN Passo a Passo da instalação da VPN Dividiremos este passo a passo em 4 partes: Requisitos básicos e Instalação Configuração do Servidor e obtendo Certificados Configuração do cliente Testes para saber

Leia mais

CIBM. IBM SmartCloud Entry. Guia do Usuário - Versão 2.2

CIBM. IBM SmartCloud Entry. Guia do Usuário - Versão 2.2 CIBM Guia do Usuário - Versão 2.2 Esta edição aplica-se à versão 2, release 2, modificação 0 do (número do produto 5765-SKC) e a todos os releases e modificações subsequentes, até que seja indicado de

Leia mais

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA LEIAME APRESENTAÇÃO Nenhuma informação do TUTORIAL DO MICRO- SOFT OFFICE WORD 2003 poderá ser copiada, movida ou modificada sem autorização prévia e escrita do Programador Roberto Oliveira Cunha. Programador:

Leia mais

Fundamentos de Sistemas Operacionais. GNU / Linux. Prof. Edwar Saliba Júnior Março de 2009. Unidade 04-002 GNU / Linux

Fundamentos de Sistemas Operacionais. GNU / Linux. Prof. Edwar Saliba Júnior Março de 2009. Unidade 04-002 GNU / Linux GNU / Linux Prof. Edwar Saliba Júnior Março de 2009 Conceitos Básico O S.O. é case sensitive, ou seja, sensível à caixa; Exemplo: o arquivo apple.txt é diferente do arquivo Apple.txt e podem conviver juntos

Leia mais

LABORATÓRIO 0 Revisão GNU/Linux

LABORATÓRIO 0 Revisão GNU/Linux FACULDADE PITÁGORAS Tecnólogo em Redes de Computadores Redes Sem fio Prof. Ulisses Cotta Cavalca LABORATÓRIO 0 Revisão GNU/Linux OBJETIVOS Rever os principais comandos do sistema

Leia mais

Roteiro para instalação de servidores Linux Parte I Montando o servidor

Roteiro para instalação de servidores Linux Parte I Montando o servidor Roteiro para instalação de servidores Linux Parte I Montando o servidor Serviço Servidor de Arquivos 1 Itens necessários à instalação: a) Endereço IP/Máscara da placa externa da OM; b) Endereço IP/Máscara

Leia mais

Configuração de um servidor FTP. Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática

Configuração de um servidor FTP. Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática Configuração de um servidor FTP Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática FTP: o protocolo de transferência de arquivos transferir arquivo de/para hospedeiro remoto modelo cliente/servidor cliente:

Leia mais

LASERTECK SOFTECK FC MANUAL DO USUÁRIO

LASERTECK SOFTECK FC MANUAL DO USUÁRIO LASERTECK SOFTECK FC MANUAL DO USUÁRIO 2015 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 REQUISITOS DO SISTEMA... 3 3 INSTALAÇÃO... 3 4 O QUE MUDOU... 3 5 COMO COMEÇAR... 4 6 FORMULÁRIOS DE CADASTRO... 5 7 CADASTRO DE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA Manual do Moodle- Sala virtual UNIFAP MACAPÁ-AP 2012 S U M Á R I O 1 Tela de Login...3 2 Tela Meus

Leia mais

Solução Xerox NDPS para Novell NDPS Guia do Usuário Versão 2.3

Solução Xerox NDPS para Novell NDPS Guia do Usuário Versão 2.3 Solução Xerox NDPS para Novell NDPS Guia do Usuário Versão 2.3 1999-2003 by Xerox Corporation. Todos os direitos reservados. A proteção do copyright aqui reclamada inclui todas as formas e assuntos de

Leia mais

Configurando NFS + NIS Ubuntu Linux

Configurando NFS + NIS Ubuntu Linux Configurando NFS + NIS Ubuntu Linux Introdução Este tutorial tem por objetivo ensinar a configurar o NFS + NIS no Ubuntu de forma rápida e simples, mas sem deixar de transmitir os conceitos necessários

Leia mais

Prova de pré-requisitos: A Arte da Virtualização de Sistemas Operacionais utilizando Xen

Prova de pré-requisitos: A Arte da Virtualização de Sistemas Operacionais utilizando Xen 1 - Qual alternativa é falsa? A O disco master da IDE primária é o /dev/hda. B Dispositivos USB e PCMCIA são suportados pelo Linux mas apenas o USB é "hot swap". C Tanto SCSI quanto IDE são suportados

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede O servidor de arquivos fornece um ponto centralizado na rede para armazenamento e compartilhamento de arquivos entre os usuários. Quando

Leia mais

Atualização, backup e recuperação de software

Atualização, backup e recuperação de software Atualização, backup e recuperação de software Guia do usuário Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows é uma marca registrada nos Estados Unidos da Microsoft Corporation. As informações

Leia mais

Certificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras

Certificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras LPI Linux Professional Institute Certificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras Sobre esta apresentação: - Nível: Intermediário - Escopo: Dicas sobre como obter a certificação LPI. - Pré-requisitos:

Leia mais

Aprendendo. Unix no OS X. Mountain Lion. Mergulhando no Terminal e no Shell. Dave Taylor. Novatec

Aprendendo. Unix no OS X. Mountain Lion. Mergulhando no Terminal e no Shell. Dave Taylor. Novatec Aprendendo Unix no OS X Mountain Lion Mergulhando no Terminal e no Shell Dave Taylor Novatec Authorized Portuguese translation of the English edition of titled Learning Unix for OS X Mountain Lion, ISBN

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS SÃO JOSÉ REDES DE COMPUTADORES Laboratório 2 Wireshark

Leia mais

EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática 2 Certificados digitais Permissões Comandos Password cracker

EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática 2 Certificados digitais Permissões Comandos Password cracker EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática 2 Certificados digitais Permissões Comandos Password cracker Entregar um relatório respondendo as questões propostas e principais observações

Leia mais