FAU protesta contra demolição do 'platô'

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FAU protesta contra demolição do 'platô'"

Transcrição

1 Ano I - Número 05 Estudantes dão um abraço simbólico no local onde funcionava o canteiro experimental de obras 11 a 24 de abril/2005 FAU protesta contra demolição do 'platô' Cerca de 300 alunos da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) interromperam o trânsito no balão de acesso ao Campus I, no dia 29 de março, e ficaram sem assistir às aulas para reclamar da demolição do canteiro experimental de obras, conhecido por 'platô'. A Reitoria esclareceu que a decisão está prevista no Plano Diretor da PUC-Campinas e já disponibilizou uma área para abrigar as atividades práticas da faculdade. Página 06 Especialistas debatem uso de células-tronco embrionárias Universidade homenageia o papa João Paulo II O reitor da PUC-Campinas, padre José Benedito de Almeida David, e o arcebispo metropolitano de Campinas e grão-chanceler da Universidade, Dom Bruno Gamberini, prestam suas últimas reverências ao papa João Paulo II, morto no dia 2 de abril. O papa foi enterrado no dia 8 de abril, quando foram suspensas as atividades na Universidade. Estima-se que cerca de 2 milhões de fiéis participaram do velório na Basílica de São Pedro, em Roma. A escolha do novo papa acontece a partir do dia 18 de abril. Página 02 Palestra do médico Roger Abdelmassih lota auditório do Campus Central Peritos de várias áreas divergem quanto ao início da vida na reprodução humana; Lei de Biossegurança permite o uso de embriões em pesquisas A nova lei, que permite a utilização de células-tronco embrionárias nas pesquisas que buscam a cura de doenças genéticas, gerou polêmica no dia 30 de março no Auditório Nobrão, Campus Central. Na ocasião, especialistas das áreas da Saúde, da Justiça e da Teologia e a comunidade debateram os aspectos éticos e legais que envolvem o assunto. A vida no processo de reprodução humana é a questão que provoca maior divergência na sociedade. O governo federal anunciou, no dia 4 de abril, a liberação de R$ 11 milhões para as pesquisas com células-tronco embrionárias e adultas. Páginas 04 e 05 Opinião Bom seria que com a saída de cena do FMI, a platéia começasse a prestar mais atenção nesses outros integrantes do elenco. Melhor ainda seria que ela dedicasse a esses mesmos outros integrantes, cuja influência é tanto ou mais nefasta que a do próprio Fundo, as mesmas homenagens dedicadas antes a ele, com direito a faixas de protesto do tipo Acorda Copom ou Menos lucro para os bancos. Por Helio Paschoal, editor de Economia e Informática do jornal Correio Popular. Página 03 Pé na estrada Tiradentes Suba a ladeira rumo à história e à aventura Página 08 MURAL A coluna conta a história dos irmãos Alê e Adriano Dias (foto), músicos que formam o Quarteto de Cordas Vocais, integrado também por Rodrigo Duarte e Deo. O grupo toca em seis bares de Campinas e se prepara para lançar um CD. Página 07

2 11 a 24 de abril/2005 Jornal da PUC-Campinas Foto: AFP O adeus ao papa Cerca de 2 milhões de fiéis, estimativa da Defesa Civil de Roma, participaram do funeral do papa João Paulo II, no dia 8 de abril. Quando o pontífice foi levado à Basílica de São Pedro (acima), no dia 4 de abril, cerca de 400 mil pessoas fizeram filas para ver o corpo de João Paulo II. A PUC-Campinas suspendeu suas atividades no dia do enterro, permitindo que a comunidade universitária acompanhasse os rituais fúnebres pela televisão. Confira as homenagens do reitor, padre José Benedito de Almeida David, e do arcebispo metropolitano de Campinas e grão-chanceler da Universidade, Dom Bruno Gamberini. Nascida do coração da Igreja Nesta semana que passou, todos nós, certamente, nos defrontamos com as mais diversas imagens e comentários advindos de todas as partes do mundo e, em especial, de Roma, trazendo-nos a notícia da morte do papa João Paulo II. Ao ver seu corpo exposto na Sala Clementina do Palácio Apostólico veio-me, de imediato, à mente a recordação do último encontro do papa com os reitores das universidades católicas de todo o mundo naquela manhã de dezembro de Embora com a voz já alterada e fraca, pudemos sentir uma vez mais o entusiasmo e a confiança depositadas por ele nas universidades católicas que lá representávamos. Com carinho lembrou-nos de novo que a universidade católica é "ex corde Ecclesiae" - nascida do coração da Igreja! É com esta expressão carinhosa e cheia de confiança que ele inicia sua Carta Apostólica dirigida a todas as universidades católicas, não só ressaltando a importância histórica das universidades, mas orientando-as sobre sua identidade e missão, marcadas a partir de sua inspiração cristã, seu lugar na sociedade e na Igreja, sua dedicação à procura incessante da verdade e ao diálogo interdisciplinar, seu envolvimento com as culturas, seu empenho na promoção da justiça e da paz. A universidade é, de modo privilegiado, o lugar do encontro dialogal e fecundo entre a razão e a fé, entre a fé e as culturas, a serviço da vida. Nós, comunidade acadêmica da Pontifícia Universidade Católica de Campinas, queremos aqui reverenciar o papa João Paulo II não só por seu apoio e confiança nas universidades católicas, mas por sua vida dedicada ao serviço do Evangelho, do homem e do mundo, que se mostra na defesa da dignidade e na promoção da vida, no reconhecimento e no respeito aos direitos da pessoa humana, na incessante procura do diálogo entre as culturas e entre as religiões, e que se mostra, ainda e sobretudo, na busca da construção da solidariedade entre os povos, na construção da paz. C R O N O L O G I A Nome - Karol (Carlos) Joseph Wojtyla Nascimento - 18 de maio de 1920 Local - Wadovice, Polônia Profissão - operário até os 22 anos, quando aderiu ao sacerdócio ordenado padre doutorado em Filosofia e Moral, em Roma retorna à Polônia para doutorar-se em Teologia 1951 a leciona filosofia em duas universidades polonesas nomeado bispo auxiliar de Cracóvia nomeado Arcebispo de Cracóvia nomeado Cardeal, pelo papa Paulo VI 16/10/ Eleito Papa, o 264º da Igreja, assume o nome de João Paulo II Idiomas fluentes - polonês, latim, italiano, francês, inglês e alemão Viagens como papa fora da Itália e144 pelo Reitor da PUC-Campinas Padre José Benedito de Almeida David interior da Itália Documentos -14 encíclicas, 15 exortações, 11 constituições apostólicas e 43 cartas Publicações - Cinco livros, mais de 500 artigos, textos para teatro e poesias. Entre os livros, Cruzando o Limiar da Esperança (1994); Dom e Mistério: no qüinquagésimo aniversário de minha ordenação sacerdotal (1996); Tríptico Romano - Meditações (2003) e Metafísica da Pessoa ( 2003). Fonte: Portal Vaticano (www.vatican.va) Legado ecoará por muito tempo Nos 26 anos de pontificado, João Paulo II participou diretamente das questões atuais. Apesar de não ser italiano, foi o papa que visitou o maior número de paróquias romanas. Nenhum outro papa visitou 125 países. Somando todas as viagens, daria um total de nove voltas no globo terrestre. No ano do Jubileu, ano do perdão, João Paulo II pediu perdão, em nome da Igreja, pelos erros que esta cometeu ao longo de sua existência. Ele também foi o primeiro papa, depois de Pedro, a entrar em uma sinagoga e foi à Mesquita de Damasco. Só há dois lugares que ele gostaria de ter visitado, mas que não conseguiu: o Iraque e a Rússia. João Paulo II chamou a atenção do mundo durante a guerra do Iraque. Quando George W. Bush (presidente dos Estados Unidos) afirmou que fazia aquela guerra em nome de Deus, o papa disse que então falaria em nome da humanidade: "Guerra nunca mais". Ele mostrou a dignidade dos doentes e dos seres humanos ao fazer o sinal da cruz na quarta-feira que precedeu sua morte. O papa foi, para nós, um sinal eloqüente da dignidade humana desta vida, que provém de Deus. Foi um homem de Igreja, um homem do mundo, um homem de Deus. Seu legado humano e eclesial nós ainda descobriremos e viveremos nesta geração e nas futuras. O ensinamento do grande João Paulo II ainda se estenderá na Igreja e no mundo e ecoará por vastíssimo tempo. Arcebispo metropolitano de Campinas e grão-chanceler da Universidade, Dom Bruno Gamberini Expediente Reitor- Padre José Benedito de Almeida David; Vice-reitor - Padre Wilson Denadai; Conselho Editorial - Ciça Toledo, Wagner José de Mello e Domenico Feliciello; Coordenador de Departamento de Comunicação - Wagner José de Mello; Coordenador do Setor de Jornalismo - Aderval Borges; Editora - Eunice Gomes (MTB ); Redatores - Du Paulino, Eunice Gomes, Aderval Borges, Marcelo Sacrini e Fábio Guzzo; Revisão - Luiz Antonio Razera; Fotografia - Ricardo Lima; Projeto Gráfico e Editoração Eletrônica - Neo Arte Gráfica Digital; Impressão - Grafcorp; Redação - Campus I da PUC-Campinas, Rodovia D. Pedro I, km 136, Parque das Universidades. Telefones: (19) e

3 Jornal da PUC-Campinas Opinião a 24 de abril/2005 Um silêncio eloqüente Helio Paschoal Quem sabe consigamos ver com mais clareza, que ele (FMI) nunca foi o problema, mas apenas uma parte dele. Houve um tempo - e não há tanto assim - em que as grandes centrais sindicais, os partidos de esquerda, as associações estudantis e outras organizações não conseguiam fazer um único protesto que fosse sem que houvesse uma faixa com os dizeres Fora FMI incorporada à paisagem da manifestação. Para todas essas entidades, o Fundo Monetário Internacional (FMI) encarnava o Mal, o Capeta, a Servidão, a Humilhação e outros bichos igualmente desagradáveis. Pois eis que agora, surpreendentemente sem alarde, o governo brasileiro anunciou que não pretende renovar o acordo com o FMI. Não houve qualquer manifestação comemorativa, nem do governo, nem daquelas grandes centrais sindicais, dos partidos de esquerda, das associações estudantis e das outras organizações que tanto clamavam pelo fim das relações com o Fundo. E considerando a insistência e a veemência com que o FMI foi esconjurado no País durante décadas, seria caso de no mínimo decretar-se feriado nacional, com direito a festa cívica, passeatas e queima de fogos. Ao invés disso, vemos o FMI sair oficialmente de cena sob o mais assombroso silêncio. Cá para mim, acredito (como sempre acreditei) que o FMI sempre foi um mal menor. Pode ser que, por ter vindo de fora, gritar contra ele tenha servido como uma catarse; o Fundo passou a representar no Brasil tudo o de ruim e de errado que o País já enfrentou, mesmo que as razões verdadeiras para essas coisas ruins e erradas tenham nascido, crescido e dado frutos aqui dentro mesmo. Em outras palavras, o Fundo virou um bode expiatório para as bobagens que nós mesmos referendamos, eleição após eleição, conivência após conivência. Não que o FMI seja uma vestal - muito pelo contrário. Mas o silêncio com que ele está se retirando é eloqüente o bastante para mostrar que, de fato, suas cores são bem menos feias do que as sempre usamos para pintá-lo. O que preocupa o brasileiro hoje? Muito mais do que o FMI, o Comitê de Política Monetária (Copom) e sua constante dança do vai-não-vai, que ora freia e ora acelera o crescimento do País (receita, por sinal, dada pelo próprio FMI, mas que não precisava ser seguida tão à risca como vem sendo); bem mais do que o tamanho da dívida externa, os juros impossíveis que ele tem de pagar para comprar desde uma roupa até a casa própria; e incomparavelmente mais do que ver nossas riquezas sendo mandadas para fora para honrar os compromissos do País, ver nossas riquezas sendo mantidas aqui dentro mesmo, nas mãos de meia dúzia de bancos cujos lucros aumentam num ritmo simplesmente indecente para qualquer país dito civilizado. Bom seria que, com a saída de cena do FMI, a platéia começasse a prestar mais atenção nesses outros integrantes do elenco. Melhor ainda seria que ela dedicasse a esses mesmos outros integrantes, cuja influência é tanto ou mais nefasta que a do próprio Fundo, as mesmas homenagens dedicadas antes a ele, com direito a faixas de protesto do tipo Acorda Copom ou Menos lucro para os bancos. Quem sabe ainda tenhamos tempo de mudar alguma coisa. Quem sabe consigamos ver com mais clareza, agora que o FMI deixa de ser o centro das atenções, que ele nunca foi o problema, mas apenas uma parte dele. Quem sabe tenhamos aprendido a lição de que não devemos nunca mais nos deixar distrair do todo por um detalhe. E tomara que, da próxima vez que houver um avanço tão significativo para a economia como a não-renovação do acordo com o FMI, não estejamos mais silenciados pelo peso dos abusos que calaram a boca de todos nós agora - e possamos, finalmente, sair às ruas para comemorar. Helio Paschoal é jornalista, formado pela PUC-Campinas, e editor de Economia e Informática do jornal Correio Popular Espaço Qual sua opinião sobre o Jornal da PUC-Campinas. Quer sugerir uma pauta? Divulgar o que você está fazendo? Participe! Mande uma mensagem para a redação. MENINO PRODÍGIO "A foto de capa com o menino prodígio, Bruno de Lima, é comemorável; a reportagem idem. Aqui, na TV UNAMA, estaremos sempre à disposição de vocês. Também louvo a iniciativa do Banco de Talentos". Douglas Dinelli, coordenador da TV UNAMA, da Universidade da Amazônia HQ Gostaria da saber se há possibilidade de conseguir um espaço para publicação de quadrinhos que crio no Jornal da PUC-Campinas para divulgação de meu trabalho. Fernanda Cristina da Silva, estudante da Faculdade de Filosofia NOTA DA REDAÇÃO - Fernanda, a coluna Mural, publicada na página 07, é destinada à divulgação de trabalhos artísticos e culturais da comunidade universitária. Portanto manteremos contato posteriormente com você para a publicação de seus quadrinhos e para fazer uma pequena entrevista. Se você tiver material suficiente poderá participar dos projetos realizados pela Universidade. A dica é o cadastramento no Banco de Talentos da PUC-Campinas pelo site: FELICIDADE Solicito a publicação no Jornal da PUC- Campinas do texto da aluna da Faculdade de Serviço Social Elaine Pauletti sobre a felicidade. Thais Maria Sartori Burnier, coordenadora do Centro de Cultura e Artes (CCA) NOTA DA REDAÇÃO - Estudaremos a possibilidade de publicar a crônica da estudante nas próximas edições. Galeria Maurício de Oliveira, diretor do Centro de Economia e Administração (CEA) Clóvis Vanderley Birribilli, funcionário da Gerência de Recursos Humanos "O Brasil não precisar emprestar dinheiro é perfeito. A questão é como está a situação econômica do Brasil hoje para que ele consiga sobreviver sem o acordo com o FMI. Se a equipe econômica do governo acredita nesta possibilidade, ótimo". O BRASIL MELHORA COM A NÃO-RENOVAÇÃO DO ACORDO COM O FUNDO MONETÁRIO INTERNACIONAL (FMI)? "A decisão de não renovar o acordo com o FMI corta o cordão umbilical da dependência externa e permite que o Brasil atinja sua auto-sustentação e que ele desponte no cenário econômico mundial como o líder da América Latina". Natasha Tavares Montagnoli, estudante da Faculdade de Administração "Eu discordo desta decisão. O Brasil ainda está em crescimento, não dá para romper este acordo agora, só quando o País tiver uma base estruturada. Não podemos negar que o Brasil cresceu com a ajuda deste acordo". Imagens PANO DE FUNDO A paisagem bucólica da Praça do Chafariz, no Campus Central, inspira o casal de namorados numa das últimas noites quentes de Verão deste ano. Já as alunas de uma das 222 Práticas de Formação se refrescam na piscina do Campus I. Imagens de encher os olhos e que dariam belos cartões postais da Universidade. A moratória é a única RESPOSTA consistente COM defesa da independência DO País Dilson Funaro ( ). Ministro da Fazenda do governo José Sarney, único presidente que decretou moratória (20/01/87) durante os 21 anos de acordo com o FMI. Funaro foi ministro entre 1985 e 1988.

4 11 a 24 de abril/ Jornal da PUC-Campinas Entrevista Para o pesquisador de uma das mais importantes clínicas de reprodução humana assistida da América Latina, o embrião só se torna vida quando gruda (nida) no útero, em média seis dias após sua fecundação. A questão da vida é o principal ponto de divergências entre os segmentos da sociedade para a utilização das célulastronco (CTs) embrionárias em pesquisas. A Clínica de Reprodução Humana Assistida Roger Abdelmassih registra mais de 4,5 mil nascimentos realizados por fertilização in vitro, sendo a primeira a utilizar esta técnica no País, em Confira abaixo trechos da entrevista concedida por Abdelmassih, que estará disponibilizada na íntegra no Portal PUC-Campinas (www.puc-campinas.edu.br ). QUANDO HÁ VIDA? Eunice Gomes Fábio Guzzo O médico Roger Abdelmassih afirma que há no Brasil três mil embriões congelados disponíveis para pesquisa Jornal da PUC-Campinas - O congelamento de embriões acontece desde a década de noventa. Qual o destino daqueles que não são implantados na mulher? Roger Abdelmassih - Para a fertilização in vitro retiram-se entre oito e dez óvulos. São fecundados os melhores, cerca de seis embriões. Destes, são selecionados os melhores, dois ou três, para serem implantados. Para não correr o risco de a mulher ter de fazer o tratamento desde o início, os embriões ótimos e não implantados são congelados. Os considerados ruins são descartados porque não adianta guardá-los sabendo que não desenvolverão. JP - Estes embriões descartados são considerados vida humana? Abdelmassih - Para a doutrina católica sim. Porém a Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu, em 1986, que embrião só se torna vida quando ele gruda (nida) no útero, o que acontece no sexto dia depois da fecundação. Eu, e quase toda a comunidade científica, concordamos com isso. Um embrião que ainda não nidou não é vida, é só um conjunto de células vivas. Contra o argumento da Igreja, eu lembro que os gêmeos idênticos se dão quando um mesmo embrião se divide alguns dias depois de fecundado. Então, se já há vida a partir do momento em que o óvulo é fecundado - segundo a Igreja - como se faz com a alma dos embriões que se separaram? Ela também se divide? Vai para somente um deles? JP - Há um controle do governo federal sobre estes embriões? Abdelmassih - Não. O governo federal nem tem estrutura para isto, mas deveria. As clínicas com maior interesse científico são filiadas à Rede Latino-Americana de Reprodução Assistida e passam todos os resultados de fertilização para esta associação. JP - Qual é o prazo de validade para a utilização destes embriões em pesquisa de CTs? Abdelmassih - Não há prazo, nem validade. Depois de congelados, eles permanecem com a mesma qualidade. Esta regra de só os utilizar depois de três anos de congelados veio de uma proposta ética feita pelo Conselho Federal de Medicina, em Em minha clínica, por exemplo, existem 400 embriões congelados em um período compreendido entre três e seis anos. Agora, vamos começar a trabalhar com eles. JP - Qual a quantidade de embriões congelados no País? Abdelmassih - Não mais que três mil em condições de serem usados nestas pesquisas. Isto é muito pouco. Mas esta questão das CTs é um devaneio do momento. As CTs já vêm sendo feitas, só que de outras regiões do corpo, a partir de tecido adulto e sua utilização sempre foi legalmente permitida. JP - Qual a diferença entre as CTs embrionárias e as adultas? Abdelmassih - As embrionárias se reproduzem mais rapidamente e podem ser direcionadas para qualquer tecido. Já as CTs adultas são produzidas para aquele mesmo tecido do qual elas foram retiradas. Mas ainda precisamos estudar muito porque existem demonstrações de que as CTs embrionárias podem trazer tumores. JP - As pesquisas com as CTs embrionárias são feitas em outros países? Quais são os países mais avançados e os resultados com estas pesquisas? >>O QUE SÃO CÉLULAS-TRONCO? Células que se transformam em qualquer tecido do organismo. As células se originam de uma única célula, o zigoto, que resulta da fecundação do óvulo pelo espermatozóide. A partir da fecundação, ele se divide várias vezes. Após cinco dias, há um monte de células indiferenciadas, que são as células-tronco. Elas são encontradas no embrião e no corpo já formado, sendo o cordão umbilical e a médula óssea as fontes mais conhecidas. As células-tronco embrionárias são as únicas com capacidade de gerar os 216 tecidos do organismo e podem tratar doenças genéticas, o que não seria possível com as células-tronco adultas. >>QUAIS SÃO AS DOENÇAS QUE PODEM SER TRATADAS A PARTIR DAS CÉLULAS-TRONCO? Doenças degenerativas como neuromusculares (Parkinson, por exemplo), renais, cardíacas, hepáticas e diabetes, atualmente sem cura. >>COMO SERÃO USADAS AS CÉLULAS-TRONCO? Serão retiradas de embriões de até seis dias, congelados em clínicas de reprodução assistida e que seriam descartados. Elas serão cultivadas num meio químico com o objetivo de que se diferenciem e assumam um papel determinado. Existe a possibilidade de elas gerarem tecidos para a recuperação de áreas danificadas e poderão ser injetadas nas regiões afetadas. Fontes: Centro de Pesquisa em Reprodução Humana Roger Abdelmassih e Centro de Estudos do Genoma Humano/USP Abdelmassih - Os resultados com as embrionárias são pobres, mas as pesquisas com as adultas vão, razoavelmente, bem. O país mais adiantado é a Inglaterra e os Estados Unidos estão começando agora. JP - Qual a importância da Lei de Biossegurança brasileira? Abdelmassih - No futuro, poderemos usufruir de tecnologia feita aqui e não ter de importar, o que poderia custar muito. Com esta lei, o Brasil caminha para o bem da ciência. JP - Quem está apto para conduzir estas pesquisas? Abdelmassih - Há alguns setores privados e as universidades que trabalham com as CTs. Não existe nada na legislação que determine que estas pesquisas sejam feitas somente pelo governo. JP - Qual deve ser o papel do Estado perante estas pesquisas? Abdelmassih - O Estado deve regulamentar e conferir a tecnologia produzida. Tem de fiscalizar os locais onde estão desenvolvendo os produtos e não as pesquisas. Depois que for descoberto o produto, o Estado deverá exercer um controle de qualidade do material vendido. Na ciência existem sempre riscos de uso indevido e antiético. Mas não vejo este caminho para as CTs. JP - Qual sua formação religiosa? Abdelmassih - Católica, sou praticante e respeito todos os dogmas da Igreja. Mas tenho o direito de nem sempre concordar com algumas determinações da Igreja. Eu me sinto abençoado por Deus pelo conhecimento e oportunidade de dar a vida a 4,5 mil bebês pela fertilização in vitro.

5 Jornal da PUC-Campinas Polêmica a 24 de abril/2005 Lei de BIOSSEGURANÇA divide a sociedade Eunice Gomes Fábio Guzzo O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, sancionou no dia 24 de março a Lei de Biossegurança que libera a pesquisa com os organismos geneticamente modificados: os transgênicos e as células-tronco (CTs) embrionárias. O tema é polêmico e mobiliza os diversos segmentos da sociedade. A questão da vida é o principal ponto de divergências entre a sociedade para a utilização das células-tronco embrionárias em pesquisas. A PUC-Campinas promoveu no fim do ano passado o primeiro debate sobre o assunto, organizado pelos Núcleos de Pesquisa do Centro de Ciências da Vida (CCV) e Centro de Ciências Humanas (CCH). No dia 9 de maio, esses centros realizam uma nova discussão sobre o tema, no Campus I. A Faculdade de Direito reuniu no dia 30 de março especialistas dos cenários nacional e internacional para discutir a Reprodução Humana Assistida - Aspectos Éticos-Legais. Cerca de 200 pessoas, que lotaram o Auditório Nobrão, no Campus Central, participaram do debate com o juiz da 2ª Vara Cível da Comarca de Campinas e professor de Direito da Unip Fábio Henrique Prado de Toledo, o professor de Medicina Legal da PUC-Campinas, da Unicamp e da Unip Paulo Roberto de Souza e o Presidente da Sociedade Brasileira de Teologia Moral e professor da PUC-Campinas padre José Antônio Trasferetti. Início da Vida A lei estabelece que podem ser utilizados em pesquisas embriões considerados inviáveis e que estejam congelados há mais de três anos. Mas para muitos estes embriões são considerados uma vida humana. Toledo afirmou que o Código Civil Brasileiro não estabelece o momento preciso a partir do qual pode ser considerado que há vida no processo de reprodução humana. "Apesar de o código definir que a personalidade jurídica começa após o nascimento, ele põe a salvo desde a concepção o direito do nascituro. Assim, temos um forte elemento para concluirmos que há uma vida desde a concepção. O problema é que não é dito taxativamente, em qual dia ou horário", conclui o juiz. O Código de Ética Médica também não prevê o início da vida. "É preciso que os juristas ajudem os médicos a definir quando começa a vida. Mas a maioria dos autores aceitam a nidação (quando o embrião gruda no útero) como o começo da vida", comentou Souza. O padre Trasferetti utiliza-se de trechos bíblicos e publicações católicas para afirmar que a vida começa no momento em que o óvulo é fecundado. "Aí começa uma vida em potência e em desenvolvimento e que deve ser respeitada. Isto está previsto no livro Gênesis da Bíblia, no Catecismo Romano e em algumas Encíclicas Papais", esclareceu. Juiz Toledo: Personalidade jurídica começa após o nascimento Médico Souza: "Código de Ética não prevê o início da vida" Padre Trasferetti defende as pesquisas com CTs adultas Destino dos embriões O congelamento de embriões acontece em clínicas de fertilização in vitro desde a década de noventa. Depois de analisados, os melhores embriões são colocados no útero, outros são congelados e os piores, descartados. O padre Trasferetti explica que a Igreja discorda desta conduta, pois, na avaliação da Instituição, eles são humanos. O médico Souza compartilha desta opinião e acrescenta que este fim dado aos embriões fere a ética médica. Para o juiz o destino dos embriões depende da interpretação que se der ao início da vida. "Se concluirmos que tudo começa na concepção, como eu acredito, e como a Constituição defende a vida, então descartar os embriões não-utilizados é ilegal. Mas atualmente não há nada no campo jurídico que condene as fertilizações in vitro", aponta. Lei de Biossegurança Apesar das críticas, Trasferetti defende as pesquisas com as CTs adultas. "A Igreja entende que se pode usar CTs oriundas do cordão umbilical e de outras células adultas, como já vem sendo feito. A preocupação dela é quanto ao uso de embriões humanos nas pesquisas. Outra preocupação foi o fato de a discussão dos transgênicos se fazer junto com as CTs. A idéia é que houvesse duas leis diferentes", lembrou. Para Souza, a discussão sobre as CTs está com o enfoque errado. "A concepção de corpo humano está deturpada. Corpo não é só anatômico, tendo uma história própria. Só que quando os pais doam o material genético para estas pesquisas não estão pensando nisso. Estão pensando só na biologia", avaliou. Já o juiz é categoricamente contra estas pesquisas. "Sob o aspecto ético, eu penso que o sacrifício de uma vida nunca se justifica para salvar uma outra vida. Se for definido que o embrião é uma pessoa humana, é tão ilícito sacrificá-lo para salvar uma outra quanto seria fazê-lo com uma criança de dois anos, com um presidiário ou com qualquer um", avaliou. Peritos e comunidade debateram os aspectos éticos e legais da nova legislação; o início da vida foi o tema central Igreja condena uso de embriões Dom Bruno: "Estamos brincando com a vida humana" Para o arcebispo metropolitano de Campinas e grão-chanceler da PUC-Campinas, Dom Bruno Gamberini, é necessário avançar nas pesquisas com as células-tronco, mas nunca utilizar embriões para esta finalidade. Ele ratificou a posição da Igreja Católica contrária à utilização de células-tronco embrionárias em pesquisas para a cura de doenças. "Há necessidade absoluta de pesquisar as células-tronco, mas sem matar gente, sem matar embriões, sem matar pessoas. Você foi embrião e eu fui embrião e nós queremos viver", afirmou Dom Bruno. A Igreja condena também a técnica de fertilização in vitro. "O grande problema nosso é que formamos embriões e os congelamos, ou seja, estamos brincando com a vida humana", alertou o arcebispo. Dom Bruno acredita que as pesquisas devem avançar com as célulastronco adultas. "As células-tronco da médula, da placenta e do cordão umbilical devem ser utilizadas nas pesquisas, mas nunca produzir embriões ou fetos para pesquisas", finalizou. Qual sua opinião sobre as pesquisas com células-tronco embrionárias? "Sou totalmente contra, por questões éticas, morais e religiosas. Acho que a gente precisa valorizar mais a nossa vida, não é justo a gente salvar uma pessoa e tirar a vida de outra." GREGÓRIO THADEU DA SILVA, funcionário do Departamento de Custos, Orçamentos e Preços "Sou a favor. Tudo o que puder contribuir para o avanço da medicina e aumento da expectativa de vida é válido, respeitadas as questões éticas. Para o progresso é necessário passar por cima de certas questões." PRISCILA FONSECA DE SOUZA, estudante da Faculdade de Direito "A ciência precisa pesquisar. Este é o papel da ciência. Está escrito que o homem vai cuidar do mundo. Mas é preciso verificar o revestimento ético e moral e ver até onde haverá respeito à vida. Sou favorável à discussão deste tema. Só assim teremos conhecimento para nos levar ao convencimento." HEITOR REGINA, professor da Faculdade de Direito

6 11 a 24 de abril/2005 Jornal da PUC-Campinas 06 Conflito Fim do 'platô' mobiliza alunos da FAU A demolição do canteiro experimental de obras provocou protestos de cerca de 300 estudantes; medida não oferece prejuízo às aulas práticas e está prevista no Plano Diretor Aderval Borges Cadeiras vermelhas contrastaram com o negro do asfalto na manhã do dia 29 de março, uma terça-feira ensolarada, no balão de acesso ao Campus I da Universidade. Elas foram levadas ao local por cerca de 300 alunos da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) com intuito de barrar o fluxo de veículos, para marcar o protesto contra a demolição do 'platô' - nome dado ao espaço próximo à sede atual da faculdade e utilizado como canteiro experimental de obras. Os alunos não assistiram às aulas durante quatro dias. A Reitoria informou que um novo local está disponibilizado para abrigar, em definitivo, o canteiro de obras da FAU. O fim do 'platô' está previsto no Plano Diretor da PUC-Campinas. Em meio às reclamações dos motoristas, que enfrentaram congestionamento de cerca de uma hora, os alunos expunham a indignação pela medida. "Precisamos de locais de integração entre teoria e prática. Era isso o que o platô representava", disse o estudante do 4º ano da FAU Pablo Costa. "No 'platô' estava registrada a história da faculdade. Várias pessoas que se formaram pela PUC deixaram sua marca nele e ela foi destruída pela ação das máquinas", acrescentou a aluna do 2º ano Isabele Romero. O reitor da PUC-Campinas, padre José Benedito de Almeida David, recebeu no mesmo dia uma comissão de alunos e esclareceu os motivos da extinção do 'platô'. "Um novo canteiro experimental de obras está disponibilizado, em caráter definitivo, dentro de um espaço reservado ao Centro de Ciências Exatas, Ambientais e de Tecnologias (Ceatec), onde serão construídas as novas instalações da FAU", explicou padre David. No local do antigo canteiro será construído um prédio administrativo, obra prevista pelo Plano Diretor da Universidade. Novas instalações Dois dias após a manifestação, o professores Wilson Ribeiro e Orandi Falsarella, diretores da FAU e do Ceatec, respectivamente, participaram de outra reunião com a Reitoria, na qual foram definidos os últimos detalhes para a elaboração dos projetos dos prédios que abrigarão os futuros ateliês e a maquetaria. Os projetos desses prédios contemplam as sugestões dos professores da FAU. "Terão estruturas flexíveis, para que seus espaços internos sejam alterados conforme as necessidades", Ao lado, protesto provocou congestionamento por cerca de uma hora no balão de acesso do Campus I; abaixo, reitor recebeu uma comissão de alunos para esclarecer o Plano Diretor disse Ribeiro. O diretor informou que o novo canteiro experimental também terá novidades. Além de espaço a céu aberto para os experimentos, contará com área coberta para abrigar materiais, ferramentas e aulas práticas. "O processo de transferência da FAU vem sendo discutido desde 2002, com o propósito de integrá-la às demais faculdades vinculadas ao nosso centro", explicou Falsarella. "Nos novos prédios, alunos e professores de Arquitetura e Urbanismo terão acesso também aos demais laboratórios da área tecnológica", completou. PROGRAMA DE VISITAS - No fim de março, cerca de 40 alunos do Colégio Espaço de Atibaia visitaram os Campi I e II da Universidade. Este foi o primeiro grupo de secundaristas deste ano a vir pelo Programa de Visitas. Durante cerca de quatro horas os alunos conheceram salas de aulas, auditórios, bibliotecas, laboratórios e espaços comunitários. A aluna do colégio Luciana Jamelli declarou que diminuiu suas dúvidas profissionais depois de visitar o Centro de Linguagem e Comunicação (CLC). "Vendo todos estes estúdios fico com vontade de prestar Jornalismo. Mas como gosto de escrever, ainda estou indecisa entre Comunicação e Direito", confessa. A PUC-Campinas abre também suas portas durante o segundo semestre para escolas de Ensino Médio e cursinhos. Programa de Visitas: (19) e Agenda 11 a 15/04 Palestras e atendimentos sobre o Dia Mundial da Voz, no Ambulatório da Faculdade de Fonoaudiologia e Serviço de Otorrinolaringologia do HMCP, no Campus II. 14/04 Reunião do Conselho Universitário 15 a 18/04 2ª fase de matrículas das Práticas de Formação: 18/04 Data-limite para entrega de cada centro das solicitações de alunos da iniciação científica e apoio financeiro para projetos de pesquisa. 21/04 Debate sobre a Burocracia e Pesquisa de Ciências Humanas, às 19h, no Auditório Dom Gilberto, no Campus I. 21/04 Feriado Nacional - Tiradentes Aniversário TV PUC comemora com novas parcerias A TV PUC-Campinas completou cinco anos no dia 10 de abril de Para comemorar, está sendo exibida uma nova programação, que inclui na grade parcerias com organizações nãogovernamentais (ONGs) e outras TVs universitárias. Segundo o coordenador da TV PUC, José Dias Paschoal Neto, Paschoal Neto e Leila Mattiaso no estúdio da emissora a programação abre espaço para temas voltados para um público diversificado. Entre as parceiras, destacam-se a TV Uni-BH Inconfidentes, que traz o infantil Casa da Árvore. Da TV PUC São Paulo vêm os Diálogos Impertinentes. A parceria com ONGs resultou em programas como o Novo Olhar totalmente produzido por crianças e adolescentes assistidos pela ONG de mesmo nome. Do litoral paulista, a novidade fica por conta do programa TV Povos do Mar, realizado pelo Teatro de Arte e Ofício (TAO) e a ONG Centro Cultural São Sebastião Tem Alma, que trata das comunidades que vivem à beira-mar, abordando desde questões ligadas à preservação ambiental até a culinária típica. "Vamos trazer os assuntos do mar para o interior", declarou Paschoal Neto. Outro destaque da nova fase são as parcerias com a TV Século XXI e com a TV Band Campinas, para as quais a TV PUC passa a ser uma geradora de programas, estendendo seu alcance para o canal aberto e atingindo todas as regiões do País.

7 Jornal da PUC-Campinas Ecoturismo ao alcance de todos A Afapucc (Associação dos Funcionários Administrativos da PUC-Campinas) realizará nos dias 10 e 11 de setembro uma viagem ao Portal do Sol Hotel Fazenda, em Socorro (SP). As inscrições estão abertas até o dia 5 de agosto. A vantagem de se inscrever agora é a possibilidade de parcelar o pagamento, que inclui hospedagem, transporte e alimentação. Pode levar filhos, familiares e amigos. O preço é diferenciado para quem não é sócio. Informações: (19) e e Concurso sobre design social Uma Iniciativa para que o Design Faça Parte da Vida dos Brasileiros. Este é o mote do concurso Design de Caráter Social, promovido pela Associação Civil Universidade Solidária (Unisol). O objetivo é que os trabalhos reflitam o crescimento da consciência socioambiental. A iniciativa premiará propostas de estudantes universitários de todo o Brasil. Informações: e d e s i g n Afinados com a tradição Aderval Borges OQuarteto de Cordas Vocais, formado pelos irmãos Alê e Adriano Dias, Rodrigo Duarte e Deo, é referência para os cobras da Música Popular Brasileira (MPB) que vêm dar shows em Campinas. Entre outros, o grupo já se apresentou com Monarco, Guilherme de Brito, Nelson Sargento, Macalé, Paulinho da Viola, Marcos Sacramento, Nei Lopes, Passoca, Maurício Pereira e Lanny Gordon. Alê é Alessandro Dias, psicólogo formado em 2000 pela PUC- Campinas, mas que optou pela carreira de músico. Ele e o percussionista Deo são autodidatas, já Adriano e Rodrigo têm curso superior de música. Os quatro não têm descanso. Tocam em seis bares de Campinas, fazem shows por cidades da região e têm outras atividades paralelas. Deo integra também o trio Último Tipo, que concilia teatro e música. Não se sabe como, mas os quatro conseguem tempo para um projeto de arte e educação. Pela ONG Ovo Novo, eles realizam encontros com artistas, todos os domingos deste mês, a partir das 19h, no Centro Cultural Garage (rua Duque de Caxias, 524, Centro). No papo abaixo, um pouco sobre esse grupo que tem raízes fincadas nas melhores tradições da música brasileira e tem tudo para, em breve, se lançar no mercado discográfico nacional. Como o grupo surgiu Alê - Eu e meu irmão vivemos de música há 15 anos. Em dado momento, sentimos necessidade de estudar o que há de melhor na MPB. Nossa preocupação principal é com o samba, que passa por esse processo de vulgarização com os pagodes abolerados. Gostamos de compositores de todos os gêneros e épocas, porém concentramos nossas pesquisas dos anos 50 para trás. Adriano - Nós nos víamos em rodas de samba no Espaço Evolução e passamos a nos encontrar com mais freqüência. E não paramos de tocar juntos. Temos consciência de que não somos um fenômeno isolado. Essa virada, no sentido de busca pela qualidade, ocorre em todo o Brasil. Globalização versus tradição Adriano - Os pagodes comerciais, a música sertaneja com roupagem norte-americana e a música eletrônica internacional são fenômenos da globalização. Fazem parte dessas ondas que vão e vêm e um dia desaparecem. Rogério - É o momento de retomar a marca da tradição, pois há indícios de que o mercado está a 24 de abril/2005 MURAL recuperando o interesse pela música popular de qualidade. Público receptivo Alê - Arrigo Barnabé e Itamar Assumpção representam o último bom momento da MPB. Ambos, apesar do reconhecimento público, tiveram dificuldades de entrar no mercado discográfico. Deo - O público está ligado no som de boa qualidade. Garotos de 16 a 18 anos lotam os locais onde tocamos e demonstram que conhecem a música de tradição. A boa música é nacional Alê - Há a história da presumível rivalidade entre samba paulista e carioca. Tudo bobagem. Os bambas do samba não estão nem aí para esse papo. Eles gostam do que é bom, seja feito em São Paulo, no Rio ou em qualquer parte do País. Por sinal, os bons sambistas cariocas ganham mais dinheiro tocando em São Paulo. Qualidade sem elitismo Adriano - Queremos mostrar a melhor tradição, mas não de forma elitista, como acontece com o ensino de música popular nas universidades. Rodrigo - Nas faculdades de música o máximo que se permite é a música popular instrumental. Dicas de compositores e intérpretes Para quem quer afinar o bom gosto, os quatro indicam abaixo alguns compositores e intérpretes de primeiro time: Guinga, Arrigo Barnabé, Itamar Assumpção, Dante Ozetti, Paulo Steinberg, Grupo Rumo, Geraldo Pereira, Cartola, Nelson Cavaquinho, Alvarenga e Ranchinho (composições com temáticas rurais), Fátima Guedes, Joyce, Mônica Salmaso e Elza Soares. >> Contatos Da Universidade para a comunidade Heranças do Escravismo é o tema do primeiro número da nova publicação científica da PUC-Campinas - Cadernos de Extensão -, lançada recentemente pela Pró- Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (Proext). Cada edição terá um tema relacionado a algum programa de extensão da Universidade. O tema do número inaugural está relacionado ao Núcleo Local da Unitrabalho, coordenado pelo professor João Miguel Godoy, e traz o ensaio Heranças do Escravismo nas Relações de Trabalho Livre, do professor da Faculdade de História Artur José Renda Vitorino. Segundo a pró-reitora Carmen Lavras, o objetivo de Cadernos da Extensão é compartilhar as experiências vivenciadas pelas atividades de extensão com a comunidade universitária. A periodicidade da publicação é mensal e a distribuição, gratuita. Solicitações: >>A PUC-Campinas tem outras 19 revistas científicas de diferentes áreas do conhecimento. Informações: VENCEDORA: A funcionária da Coordenadoria Geral da Pós-Graduação Caroline Oliveira Garcia foi contemplada no sorteio da cerâmica do artista Daniel Soares. Dez pessoas da comunidade universitária também retiraram os ingresso para os filmes do Kinoplex. Mande um ou ligue para a redação: (19) e e participe das promoções. É jóia rara A marca AMJ está nas principais joalherias da cidade, é uma das preferidas dos atores globais e já representou a ourivesaria brasileira em eventos internacionais. São peças inusitadas, mescla de metais nobres, como ouro, prata e platina, com produtos extraídos da flora nacional. As jóias identificam as iniciais do artista Antonio Macedo Júnior. O sobrenome Macedo é tradição entre os ourives campineiros. Seu pai e dois irmãos têm grifes próprias. Para quem quiser aprender o ofício, ele oferece cursos. Informações: (19) Herói brasileiro com muita honra Os protagonistas dos romances policiais noir norte-americanos quase sempre são detetives particulares sofisticados, às voltas com tramas intrincadas, criminosos terríveis e mulheres bonitas. Luiz Alfredo Garcia-Roza, escritor brasileiro do gênero, tem como protagonista o delegado Espinosa, um 'herói' igualmente sofisticado, que tem como hobby a literatura clássica, mas as semelhanças com os congêneres gringos param aí. A ex-mulher é uma megera vingativa. Os colegas de profissão são corruptos. As viaturas estão sempre quebradas. Ou seja, a vida de Espinosa é realmente espinhosa. No entanto, a prosa de Garcia-Roza é da melhor qualidade. Nesta edição sorteamos um dos seus melhores romances: Uma janela em Copacabana. classificados MORADIA Procuro alguém p/ dividir apto Próximo ao Campus I (15) MORADIA Alugo quarto mobiliado, próximo ao Campus Central e Letras (19) VEÍCULOS Fusca 1.6 álcool Azul, ano 86, c/ rádio-tape (11) AULAS PARTICULARES Aulas de Alemão Aprenda Alemão (19) TRANSPORTE Expresso Poppi Ltda/Transporte e Turismo (19) e TRANSPORTE Transporte Universitário Limeira - Campi I, II e Central. (19) e As ofertas acima são de responsabilidade dos anunciantes

8 11 a 24 de abril/2005 Jornal da PUC-Campinas 08 Pé na estrada Fotos: Wagner José de Mello Pintor é um dos divulgadores da cidade mineira, roteiro turístico que oferece um 'mergulho' na história, na arquitetura barroca e nas cachoeiras Wagner José de Mello Especial para o Jornal da PUC-Campinas ZZé Damas trabalhou como ourives até a aposentadoria e voltou-se à arte. Pela pintura expressa o amor pela sua cidade e pela cultura que exala das suas igrejas, de seu casario colonial e de suas ladeiras calçadas de pedra. Nascido José Vicente Ferreira, em Tiradentes, adotou o nome artístico para a nova carreira e, a cada ano, conquista novos admiradores no Brasil e exterior. Zé Damas pinta quadros, pedras e cuias na mais expressiva arte naïf (gênero de pintura chamado também de ingênuo e primitivo). Assim como sua cidade natal que, há mais de 300 anos, nasceu como um pequeno arraial, depois elevado a Vila de São José e, em 1889, com a proclamação da República, passou a se chamar Tiradentes, em homenagem ao herói da Inconfidência Mineira, também filho daquela terra. Tanto Zé Damas quanto a Vila de São José viveram da lavra do ouro com seus altos e baixos, mudaram seus nomes e passaram a cultivar admiradores por outros atributos. Tiradentes é um patrimônio histórico e cultural do País, destino turístico dos mais procurados e uma jóia barroca preservada da ação implacável do tempo. Passado o ciclo do ouro, vive do turismo com atrações que vão além da arquitetura colonial, com atividades de comércio (peças de estanho, artesanato, móveis antigos, luminárias e acessórios em ferro), ecoturismo e turismo gastronômico, com restaurantes e bistrôs de qualidade internacional. A atração mais impressionante da cidade é a Igreja Matriz de Santo Antônio, uma obra-prima barroca, iniciada em 1710 e finalizada em O projeto da igreja é assinado por Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho. Embora a riqueza visual perturbe os sentidos do visitante, já que os altares são revestidos de ouro, com um pouco mais de atenção podem-se notar Zé Damas conta a história de TIRADENTES detalhes interessantes como as lápides pelo chão do templo e no adro externo ou os rostos diferentes de anjos barrocos pintados e esculpidos por toda a igreja. O chafariz de São José, de 1749, ainda em operação, possui três fontes que serviam, originalmente, para abastecer a população, para o trabalho das lavadeiras e para matar a sede dos cavalos. Hoje, é foco de câmeras e serve de pano de fundo para as mais inusitadas fotografias. No seu entorno, hippies vendem artesanato. É a mistura de épocas num mesmo lugar. Para os que curtem atividade física e contato direto com a natureza, pode-se praticar trekking, montanhismo, cavalgadas e ciclismo com guias. Há muito o que ser visto: cachoeiras, grutas, trilhas abertas e calçadas por escravos. O roteiro ecológico inclui a Serra de São José, Balneário de Águas Santas, Bosque Mãe D'água e o Córrego do Mangue. Outra boa programação é o passeio na Maria Fumaça que parte de Tiradentes e segue até São João Del Rei, trecho inaugurado por Dom Pedro II, em Zé Damas expôs no The Brazilian - American Cultural Institut, nos Estados Unidos em quadros, pedras e cuias Aproveite o tempo livre na praça principal num final de tarde, peça uma bebida e observe o movimento diminuir aos poucos. Muitos turistas de um dia deixam a cidade, as charretes que oferecem passeios também já se vão e a calma volta a reinar na pacata e deliciosa Tiradentes. É hora de um bom papo com os moradores e de garimpar presentes inusitados. Descubra histórias e pessoas. Enriqueça o seu repertório sobre a cultura mineira. Descubra o que há nesse lugar que atrai tantas pessoas, brasileiros e estrangeiros. Muitos acabam ficando e criando raízes, outros voltam inúmeras vezes como que atraídos pela beleza da Serra de São José que emoldura a cidade, pela emoção de caminhar por ruas de pedra que assistiram a momentos importantes da história do Brasil, ou ainda, por compartilhar de ideais inconfidentes de liberdade que há tanto tempo abre as asas sobre Tiradentes. Que o diga Zé Damas, o tradutor da alma de sua cidade, em cada pincelada um esforço de levá-la a todos os cantos e para todas as gentes. O comércio de peças de tear manual em Resende Costa oferece preços convidativos; depois de ladeiras acima e abaixo, as cachoeiras são paradas obrigatórias nos roteiros ecológicos; o artesanato está por todos os lados, como as namoradeiras na janela do casario de Tiradentes Reserve dinheiro para a gastronomia e o artesanato Há restaurantes típicos no centro da cidade com opções e preços variados de comida mineira, como o frango ora-pro-nobis, um tanto exótico para os paladares mais ortodoxos e, mais recentemente, até algumas opções de fast-food. Aos que apreciam a boa mesa, há restaurantes com cardápios especiais e com experimentações de sabores, desde um bom bacalhau da casa (gratinado com queijo e purê de batatas), no Atrás da Matriz, até uma deliciosa perdiz ao vinho tinto, no Santo Ofício. Essas delícias podem ser acompanhadas por vinhos das melhores safras armazenados em porões seculares. Isso tudo à luz de velas e ao som de trilhas especiais do jazz ao barroco, escolhidas a dedo pelos chefs para aguçar o seu paladar. O Theatro da Villa é um restaurante que, além do cardápio, oferece uma experiência visual incrível pela riqueza de detalhes da casa. Ninguém resiste. Reserve tempo e dinheiro para essas pequenas indulgências. A importância da comida local é ratificada pelo Festival de Gastronomia, que acontece em agosto e integra o calendário turístico da cidade. A Mostra de Cinema, em janeiro, e as festividades de 21 de abril estão também na programação da cidade. O artesanato é uma das atrações da região de Tiradentes. Na Oficina de Agosto, um ateliê reconhecido nacionalmente e que trabalha com a comunidade produz peças exclusivas que podem ser encomendadas. Esta oficina está localizada a 4 quilômetros de Tiradentes, no Distrito de Bichinho (Prados).Já em Resende Costa, cidade com a economia baseada na produção de peças de tear manual, pode-se comprar direto dos produtores a preços que chegam a um terço do praticado no comércio de Tiradentes. Resende Costa fica a 50 quilômetros, seguindo por São João Del Rei. Pé na estrada é uma coluna de dicas de viagem aberta à participação da comunidade universitária. O lançamento conta com a participação do coordenador do Departamento de Comunicação da PUC-Campinas, Wagner José de Mello. PROGRAME SUA VIAGEM >>Distância 465 quilômetros separam Campinas de Tiradentes >>Acesso Saída de Campinas pela Rodovia D. Pedro I até Bragança Paulista. Seguir pela Rodovia Fernão Dias, sentido Belo Horizonte, até a entrada para Lavras. Atenção no trecho de Lavras a Tiradentes porque a estrada tem muitos buracos. >>Restaurantes Atrás da Matriz: (32) Santo Ofício: (32) Theatro da Villa: (32) >>Hospedagem Pouso das Gerais: (32) Pousada São José da Serra: (32) >>Informações Turísticas e (32) >>Caminhadas e esportes Caminhos e Trilhas: (32) e

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 49 Discurso no encontro com grupo

Leia mais

UVV POST Nº61 11 a 17/08 de 2014 UVV POST. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional

UVV POST Nº61 11 a 17/08 de 2014 UVV POST. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional UVV POST Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional ESTÁGIO CURRICULAR E MONITORIA DE ENSINO Estão abertas inscrições para alunos regularmente matriculados

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DOCE CNPJ: 18.316.265/0001-69 CEP: 35442-000 ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DOCE CNPJ: 18.316.265/0001-69 CEP: 35442-000 ESTADO DE MINAS GERAIS I FEIRA GASTRO-CULTURAL DE RIO DOCE MG De 24/09 à 01/10/2011, o município de Rio Doce abrigará a I Feira Gastro-Cultural que movimentará a cultura, a arte e a culinária no interior na zona da mata mineira.

Leia mais

Dúvidas Frequentes PROMOÇÃO VALE A PENA SER DIGITAL

Dúvidas Frequentes PROMOÇÃO VALE A PENA SER DIGITAL Dúvidas Frequentes PROMOÇÃO VALE A PENA SER DIGITAL 1) Quem pode participar da Promoção VALE A PENA SER DIGITAL? Para participar da Promoção você precisa: - Ser cliente pessoa física, titular de conta

Leia mais

11 Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE NAS INTERNAS. Centro Universitário UNIVATES

11 Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE NAS INTERNAS. Centro Universitário UNIVATES 11 Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE NAS INTERNAS Centro Universitário UNIVATES Apresentação do Projeto - Apresentação da instituição educacional Com sede no município de Lajeado, a Univates também

Leia mais

ESTRADA REAL. Melhor época

ESTRADA REAL. Melhor época ESTRADA REAL Bem-vindo(a) ao Brasil do século XVIII. Era ao longo destes caminhos que as coisas aconteciam durante os 100 anos em que este foi o eixo produtivo mais rico do jovem país que se moldava e

Leia mais

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online.

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online. Assunto E-commerce Metodologia Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online. Quantidade de entrevistas realizadas: 1.652 mulheres Perfil: 18 a 50 anos Mercado: Brasil

Leia mais

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)?

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)? Entrevista concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após cerimônia de apresentação dos resultados das ações governamentais para o setor sucroenergético no período 2003-2010 Ribeirão

Leia mais

Tipo de atividade: Passeio/visita e redação. Objetivo: Conhecer alguns centros e templos religiosos existentes no bairro/cidade e desenvolver

Tipo de atividade: Passeio/visita e redação. Objetivo: Conhecer alguns centros e templos religiosos existentes no bairro/cidade e desenvolver A série Sagrado é composta por programas que, através de um recorte históricocultural, destacam diferentes pontos de vista das tradições religiosas. Dez representantes religiosos respondem aos questionamentos

Leia mais

O que fazer em meio às turbulências

O que fazer em meio às turbulências O que fazer em meio às turbulências VERSÍCULO BÍBLICO Façam todo o possível para viver em paz com todos. Romanos 12:18 OBJETIVOS O QUÊ? (GG): As crianças assistirão a um programa de auditório chamado Geração

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

Roteiro semanal. 3º ano Matutino. Deus é bom e sua bondade dura para sempre. (Salmos 106:1)

Roteiro semanal. 3º ano Matutino. Deus é bom e sua bondade dura para sempre. (Salmos 106:1) Roteiro semanal 3º ano Matutino De 23 a 27 de fevereiro Colégio Guilherme Ramos. Goiânia, 23 de fevereiro de 2015. Professora: Nome: Turma: 3 ano Ensino Fundamental Segunda-feira 23/02/2015 Português no

Leia mais

Atividades. Caro professor, cara professora,

Atividades. Caro professor, cara professora, Atividades Caro professor, cara professora, Apresentamos mais uma nova proposta de atividade sobre alguns dos temas abordados pelo programa Escravo, nem pensar!, da ONG Repórter Brasil*. Ela inaugura a

Leia mais

Guia do Professor / Vozes da Cidade / Conhecendo.../ Eduardo Guimarães. Conhecendo a Cidade

Guia do Professor / Vozes da Cidade / Conhecendo.../ Eduardo Guimarães. Conhecendo a Cidade 1 Guia do Professor Episódio Conhecendo a Cidade Programa Vozes da Cidade Apresentação Como já vimos nos trabalhos desenvolvidos para o episódio 1, os trabalhos para o episódio 2 também trazem várias questões

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Apoio. Patrocínio Institucional

Apoio. Patrocínio Institucional Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 83 Papo Reto com José Junior 12 de junho de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura

Leia mais

Filmes com muitas vontades

Filmes com muitas vontades Filmes com muitas vontades Clarisse Alvarenga Desde a década de 1970, vêm sendo empreendidas algumas tentativas ainda autorais e incipientes, partindo de cineastas brasileiros, como Andrea Tonacci e Aluysio

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais)

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Tempo para tudo (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da

Leia mais

Benedicto Silva. Foto 1. Minha mãe e eu, fotografados pelo meu pai (setembro de 1956).

Benedicto Silva. Foto 1. Minha mãe e eu, fotografados pelo meu pai (setembro de 1956). 1. INTRODUÇÃO 1.1. MINHA RELAÇÃO COM A FOTOGRAFIA Meu pai tinha uma câmara fotográfica. Ele não era fotógrafo profissional, apenas gostava de fotografar a família e os amigos (vide Foto 1). Nunca estudou

Leia mais

O mundo como escola Texto Isis Lima Soares, Richele Manoel, Marcílio Ramos e Juliana Rocha Fotos Luciney Martins/Rede Rua Site 5HYLVWD9LUDomR

O mundo como escola Texto Isis Lima Soares, Richele Manoel, Marcílio Ramos e Juliana Rocha Fotos Luciney Martins/Rede Rua Site 5HYLVWD9LUDomR O mundo como escola Texto Isis Lima Soares, Richele Manoel, Marcílio Ramos e Juliana Rocha Fotos Luciney Martins/Rede Rua Site 5HYLVWD9LUDomR Já pensou um bairro inteirinho se transformando em escola a

Leia mais

A CRIANÇA NA PUBLICIDADE

A CRIANÇA NA PUBLICIDADE A CRIANÇA NA PUBLICIDADE Entrevista com Fábio Basso Montanari Ele estuda na ECA/USP e deu uma entrevista para e seu grupo de colegas para a disciplina Psicologia da Comunicação, sobre sua história de vida

Leia mais

Projetos bem sucedidos de educação moral: em busca de experiências brasileiras I

Projetos bem sucedidos de educação moral: em busca de experiências brasileiras I Projetos bem sucedidos de educação moral: em busca de experiências brasileiras I A escola que nos chamou a atenção pelos 11 projetos inscritos Luciene Regina Paulino Tognetta Em Camaragibe... A vida aqui

Leia mais

por Adelita Roseti Frulane

por Adelita Roseti Frulane A Companhia da Imaculada e São Domingos Sávio por Adelita Roseti Frulane Em 28 de dezembro de 1854, em Roma, o Papa Pio IX proclamou o Dogma de Fé da Imaculada Conceição de Maria Santíssima. E em Turim,

Leia mais

consulta participativa de opinião

consulta participativa de opinião consulta participativa de opinião Interesses e perspectivas dos jovens da Brasilândia, Cachoeirinha e Freguesia do Ó CONSULTA PARTICIPATIVA DE OPINIÃO: INTERESSES E PERSPECTIVAS DOS JOVENS DA BRASILÂNDIA,

Leia mais

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências boletim Jovem de Futuro ed. 04-13 de dezembro de 2013 Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências O Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013 aconteceu de 26 a 28 de novembro.

Leia mais

Sobre nós. Educação Ambiental. Fale Conosco

Sobre nós. Educação Ambiental. Fale Conosco Sobre nós Em 1997 com iniciativas dos proprietários da Fazenda Alegre conscientes da importância da preservação e conservação dos remanescentes da vegetação nativa da fazenda, áreas degradadas vêm sendo

Leia mais

O Livro de informática do Menino Maluquinho

O Livro de informática do Menino Maluquinho Coleção ABCD - Lição 1 Lição 1 O Livro de informática do Menino Maluquinho 1 2 3 4 5 6 7 8 Algumas dicas para escrever e-mails: 1. Aprender português. Não adianta fi car orgulhoso por mandar um e-mail

Leia mais

PARÓQUIA SÃO CRISTÓVÃO VALINHOS, SP 1966 2016 50 ANOS DE EVANGELIZAÇÃO Arquidiocese de Campinas

PARÓQUIA SÃO CRISTÓVÃO VALINHOS, SP 1966 2016 50 ANOS DE EVANGELIZAÇÃO Arquidiocese de Campinas PARÓQUIA SÃO CRISTÓVÃO VALINHOS, SP 1966 2016 50 ANOS DE EVANGELIZAÇÃO Arquidiocese de Campinas CONCURSO: LOGOMARCA COMEMORATIVO AOS 50 ANOS DE EVANGELIZAÇÃO DA PARÓQUIA SÃO CRISTÓVÃO VALINHOS, SP INTRODUÇÃO

Leia mais

Relatório de atividades Socioambientais

Relatório de atividades Socioambientais Relatório de atividades Socioambientais Ação 1: Apresentação da programação da Feira do Empreendedor 2014 às instituições da comunidade do entorno do SESI. Realização: Amazônia Socioambiental Equipe Técnica

Leia mais

UVV POST Nº84 23/03 a 05/04 de 2015 UVV. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES. Produto da Comunicação Institucional

UVV POST Nº84 23/03 a 05/04 de 2015 UVV. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES. Produto da Comunicação Institucional UVV POST Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional SOU UVV O Serviço é um projeto que a UVV-ES oferece aos alunos O Serviço de Orientação ao Universitário

Leia mais

MAIS HUMANAS! Quanto eu devo pagar - Para utilizar nossa estrutura, o instrutor além de não pagar, ainda recebe 60% pelos cursos vendidos

MAIS HUMANAS! Quanto eu devo pagar - Para utilizar nossa estrutura, o instrutor além de não pagar, ainda recebe 60% pelos cursos vendidos Cursos humanizados - A Educar e Transformar se dedica ao sonho de gerar cursos para lideranças profissionais de recursos humanos, com mentalidade de humanização na administração, cursos para líderes, motivação,

Leia mais

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE Introdução A CF deste ano convida-nos a nos abrirmos para irmos ao encontro dos outros. A conversão a que somos chamados implica

Leia mais

TOTAL DE RESPONDENTES: 698 entrevistados. DATA DE REALIZAÇÃO: 30 de maio e 01 de junho, nas ruas do centro do Rio de Janeiro.

TOTAL DE RESPONDENTES: 698 entrevistados. DATA DE REALIZAÇÃO: 30 de maio e 01 de junho, nas ruas do centro do Rio de Janeiro. Enquete Um estudo feito por matemáticos da Universidade de Vermont, nos Estados Unidos, mostrou que o dia preferido pelas pessoas é o domingo. Os pesquisadores analisaram 2,4 milhões de mensagens pela

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Estudo Bíblico Colossenses Guia do Líder Por Mark Pitcher. LIÇÃO 1 SUA MAIOR PRIORIDADE - Colossenses 3:1-4

Estudo Bíblico Colossenses Guia do Líder Por Mark Pitcher. LIÇÃO 1 SUA MAIOR PRIORIDADE - Colossenses 3:1-4 Estudo Bíblico Colossenses Guia do Líder Por Mark Pitcher Os quatro estudos a seguir tratam sobre a passagem de Colossenses 3:1-17, que enfatiza a importância de Jesus Cristo ter sua vida por completo.

Leia mais

PRÊMIO ENTRANDO EM CENA NO MUNDO FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO PROJETO: ANÔNIMOS

PRÊMIO ENTRANDO EM CENA NO MUNDO FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO PROJETO: ANÔNIMOS PRÊMIO ENTRANDO EM CENA NO MUNDO FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO PROJETO: ANÔNIMOS 1. Dados do Proponente Nome: Adriana Oliveira Santos Idade: 25 anos 2. Identificação dos responsáveis pelo projeto Letícia: Meu

Leia mais

É verdade que só começo um livro quando descubro uma pluma branca. Isso é um ritual que me impus apesar se só escrever uma vez cada dois anos.

É verdade que só começo um livro quando descubro uma pluma branca. Isso é um ritual que me impus apesar se só escrever uma vez cada dois anos. 1) Como está sendo a expectativa do escritor no lançamento do livro Ser como um rio que flui? Ele foi lançado em 2006 mas ainda não tinha sido publicado na língua portuguesa, a espera do livro pelos fãs

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

A EDUCAÇÃO E A BUSCA PELA PAZ ENTREVISTA COM PROFESSOR PIERRE WEIL

A EDUCAÇÃO E A BUSCA PELA PAZ ENTREVISTA COM PROFESSOR PIERRE WEIL A EDUCAÇÃO E A BUSCA PELA PAZ ENTREVISTA COM PROFESSOR PIERRE WEIL Por: Daniela Borges Lima de Souza1 e Bruno Mourão Paiva2 Francês, nascido em 1924, o professor Pierre Weil é escritor, educador e psicólogo

Leia mais

Visite nossa biblioteca! Centenas de obras grátis a um clique! http://www.portaldetonando.com.br

Visite nossa biblioteca! Centenas de obras grátis a um clique! http://www.portaldetonando.com.br Sobre a digitalização desta obra: Esta obra foi digitalizada para proporcionar de maneira totalmente gratuita o benefício de sua leitura àqueles que não podem comprá-la ou àqueles que necessitam de meios

Leia mais

5 º FESTIVAL FICA FESTIVAL DE INVERNO DEINVERNO CANTAREIRA

5 º FESTIVAL FICA FESTIVAL DE INVERNO DEINVERNO CANTAREIRA FESTIVAL FICA DA DEINVERNO CANTAREIRA FESTIVAL DE INVERNO O MAIOR FESTIVAL ECOLÓGICO DO MUNDO! 2013 5ª Edição FICA FESTIVAL REALIZADO NA SERRA CANTAREIRA, PONTO DE GRANDE INTERESSE POLÍTICO E GEOLÓGICO

Leia mais

DATAS COMEMORATIVAS. FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro

DATAS COMEMORATIVAS. FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro As festas juninas fazem parte da tradição católica, mas em muitos lugares essas festas perderam essa característica.

Leia mais

EMTI JARDIM NOVO MUNDO Goiânia, 14 de junho de 2013 Tabulação do questionário Assembleia do Estudantes

EMTI JARDIM NOVO MUNDO Goiânia, 14 de junho de 2013 Tabulação do questionário Assembleia do Estudantes EMTI JARDIM NOVO MUNDO Goiânia, 14 de junho de 2013 Tabulação do questionário Assembleia do Estudantes Sim (32) Não (00) Sim (12) Nulo (20) 01 Está gostando das aulas? Estão atendendo suas expectativas?

Leia mais

Dalcídio Jurandir inspira projeto teatral Por Luciana Medeiros, colaboradora do Guiart

Dalcídio Jurandir inspira projeto teatral Por Luciana Medeiros, colaboradora do Guiart Dalcídio Jurandir inspira projeto teatral Por Luciana Medeiros, colaboradora do Guiart Ponta de Pedras, ilha do Marajó, Pará, 10 de janeiro de 1909. Nasce ali e naquela data uma das maiores expressões

Leia mais

Tirado do website: www.spiritlessons.com

Tirado do website: www.spiritlessons.com Tirado do website: www.spiritlessons.com A artista foi levada para o inferno pelo proprio senhor Jesus. Essa artista vinha atendendo as reuniões de oração desde Abril de 2009 e continua a faze-lo. Nisso

Leia mais

coleção Conversas #26 Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #26 Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. Saí da prisão volto coleção Conversas #26 - setembro 2015 - e estou ou não desempregado, para o crime? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS, da

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Gruta Nossa Senhora de Lourdes Parque Passo Velho do Afonso

Gruta Nossa Senhora de Lourdes Parque Passo Velho do Afonso Serra Gaúcha Brasil Gruta Nossa Senhora de Lourdes Parque Passo Velho do Afonso Histórico Religiosidade A religiosidade cultuada pelos imigrantes italianos ainda tem forte presença em Nova Araçá. O município

Leia mais

cinema: o que os cariocas querem ver

cinema: o que os cariocas querem ver cinema: o que os cariocas querem ver perfil cultural dos cariocas como foi feita a pesquisa 1.501 pessoas entrevistadas, a partir de 12 anos, de todos os níveis econômicos, em todas as regiões da cidade.

Leia mais

Assessoria de Comunicação & Marketing Assessoria de Imprensa e Divulgação Científica

Assessoria de Comunicação & Marketing Assessoria de Imprensa e Divulgação Científica Assessoria de Comunicação & Marketing Assessoria de Imprensa e Divulgação Científica Monitoramento das Notícias da UNISUL Dia 27 de Fevereiro de 2013 JORNAIS Sobre a saúde e a doença no Mundo Diário Catarinense

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 42 Discurso no Hotel Tropical MANAUS,

Leia mais

CONTEÚDO - TEMAS ABORDADOS NO MANUAL

CONTEÚDO - TEMAS ABORDADOS NO MANUAL O manual inclui um detalhado plano de ação, estruturado para garantir a melhor eficácia das atividades pedagógicas de extensão (ver página 5) realizadas no Núcleo Histórico de Sabará e no Parque Ecopedagógico

Leia mais

Unidade 01- Estamos apenas começando Deus criou, eu cuidarei

Unidade 01- Estamos apenas começando Deus criou, eu cuidarei Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 01- Estamos apenas começando Deus criou, eu cuidarei O velho testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

Empreendedorismo na Escola de Música da UFMG 1. Introdução

Empreendedorismo na Escola de Música da UFMG 1. Introdução Empreendedorismo na Escola de Música da UFMG 1 Introdução A Música e as artes quando praticada como atividade profissional, não é diferente de qualquer outra área de conhecimento. A formação de um músico

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão. 1 de 5 Turismo e Hotelaria no contexto das cidades criativas Natalino Salgado Filho A Universidade Federal do Maranhão teve o privilégio de abrigar nesta semana o I Seminário Patrimônio Cultural & Cidades

Leia mais

O CARTAZ Jesus é a Fonte da água viva Significado do Cartaz

O CARTAZ Jesus é a Fonte da água viva Significado do Cartaz O CARTAZ Jesus é a Fonte da água viva Significado do Cartaz Completando a coleção do quadriênio junto com o término do Planejamento IELB 2014, temos as imagens menores que apontam para os cartazes anteriores.

Leia mais

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER INTRODUÇÃO: Qualquer que seja meu objetivo, ler é a atividade básica do aprendizado. Alguém já disse: Quem sabe ler, pode aprender qualquer coisa. Se quisermos estudar a Bíblia,

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Copenhague-Dinamarca, 01 de outubro de 2009 Bem, primeiro dizer a vocês da alegria de poder estar

Leia mais

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA PARÓQUIA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA PESQUISA DIRIGIDA AOS JOVENS COM IDADE ENTRE 15 E 35 ANOS RELATÓRIO : 1º PESQUISA MISSA : 08:30 DATA : 09/04/2011 - Nº de Entrevistados : 16 1º QUESTÃO - IDADE Foi perguntado

Leia mais

DICA 1. VENDA MAIS ACESSÓRIOS

DICA 1. VENDA MAIS ACESSÓRIOS DICA 1. VENDA MAIS ACESSÓRIOS Uma empresa sem vendas simplesmente não existe, e se você quer ter sucesso com uma loja você deve obrigatoriamente focar nas vendas. Pensando nisso começo este material com

Leia mais

PROJETO RELATÓRIO DE ATIVIDADES MAIO/JUNHO/JULHO/AGOSTO DE 2013. Goiás, setembro de 2013.

PROJETO RELATÓRIO DE ATIVIDADES MAIO/JUNHO/JULHO/AGOSTO DE 2013. Goiás, setembro de 2013. PROJETO RELATÓRIO DE ATIVIDADES MAIO/JUNHO/JULHO/AGOSTO DE 2013 Goiás, setembro de 2013. APRESENTAÇÃO O Projeto FICA na Comunidade é uma iniciativa do IDESA em parceria com a SECULT - Secretaria de Estado

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade Organizando Voluntariado na Escola Aula 2 Liderança e Comunidade Objetivos 1 Entender o que é liderança. 2 Conhecer quais as características de um líder. 3 Compreender os conceitos de comunidade. 4 Aprender

Leia mais

Regulamento e informações gerais sobre o concurso Musa do ESTV

Regulamento e informações gerais sobre o concurso Musa do ESTV Regulamento e informações gerais sobre o concurso Musa do ESTV Vitória, ES REGULAMENTO Santo. 1 Quem pode se inscrever? Mulheres com 18 (dezoito) anos completos ou mais, moradoras do Espírito 2 Como se

Leia mais

ANSELMO SERRAT Fundador e Diretor do Circo Picolino

ANSELMO SERRAT Fundador e Diretor do Circo Picolino ANSELMO SERRAT Fundador e Diretor do Circo Picolino Anselmo Serrat criou a Escola Picolino de Artes do Circo em 1985, em parceria com Verônica Tamaoki. Criada como uma escola de circo particular, a Escola

Leia mais

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate )

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate ) 1 Roteiro de Áudio Episódio 1 A língua, a ciência e a produção de efeitos de verdade Programa Hora de Debate. Campanhas de prevenção contra DST: Linguagem em alerta SOM: abertura (Vinheta de abertura do

Leia mais

mundo. A gente não é contra branco. Somos aliados, queremos um mundo melhor para todo mundo. A gente está sentindo muito aqui.

mundo. A gente não é contra branco. Somos aliados, queremos um mundo melhor para todo mundo. A gente está sentindo muito aqui. Em 22 de maio de 2014 eu, Rebeca Campos Ferreira, Perita em Antropologia do Ministério Público Federal, estive na Penitenciária de Médio Porte Pandinha, em Porto Velho RO, com os indígenas Gilson Tenharim,

Leia mais

REGULAMENTO DA INSCRIÇÃO PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO DOS PARTICIPANTES DA 14ª OFICINA DE PRODUÇÃO DE VÍDEO GERAÇÃO FUTURA

REGULAMENTO DA INSCRIÇÃO PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO DOS PARTICIPANTES DA 14ª OFICINA DE PRODUÇÃO DE VÍDEO GERAÇÃO FUTURA REGULAMENTO DA INSCRIÇÃO PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO DOS PARTICIPANTES DA 14ª OFICINA DE PRODUÇÃO DE VÍDEO GERAÇÃO FUTURA O Canal Futura acredita que a juventude brasileira tem um importante papel a desempenhar

Leia mais

Os brasileiros precisam conhecer a história dos negros. (textos e fotos Maurício Pestana)

Os brasileiros precisam conhecer a história dos negros. (textos e fotos Maurício Pestana) Os brasileiros precisam conhecer a história dos negros (textos e fotos Maurício Pestana) Responsável pelo parecer do Conselho Nacional de Educação que instituiu, há alguns anos, a obrigatoridade do ensino

Leia mais

AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE

AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE Mesmo não acreditando na Educação Criativa, o professor pode fazer uma experiência para ver o resultado. É o caso da professora deste relato. Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br

Leia mais

DIÁRIO Ano 1 n 01 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul. DIÁRIO Ano 1 n 259 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul SUPLEMENTO ESPECIAL

DIÁRIO Ano 1 n 01 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul. DIÁRIO Ano 1 n 259 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul SUPLEMENTO ESPECIAL SEXTA-FEIRA, 01/04/2011 DIÁRIO Ano 1 n 01 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul www.aquies.com.br»» @folhadocaparao»» facebook.com/grupofolhadocaparao QUARTA-FEIRA, 15/02/2012 DIÁRIO Ano 1 n 259 Cachoeiro

Leia mais

Belém e Ilha de Marajó 7 dias

Belém e Ilha de Marajó 7 dias A surpreendente paisagem das praias marajoaras Belém é encantadora por suas mangueiras centenárias que sombreiam as ruas da capital paraense, localizada em uma baía rodeada por água e floresta amazônica.

Leia mais

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos,

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, PASCOM A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, t e x t o s e i d é i a s p a r a a s matérias! Nossa Senhora da Penha, que sabe o nome de cada

Leia mais

entre as crianças Ciate: sucesso absoluto Conheça o Iate

entre as crianças Ciate: sucesso absoluto Conheça o Iate Ciate: sucesso absoluto entre as crianças Em 2008, o Iate Clube de Brasília comemora o sucesso do Centro Infanto Juvenil - Ciate. Depois de 12 anos de fundação, o espaço é muito procurado pelos sócios,

Leia mais

5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO

5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO 5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO Este e book foi criado após ter percebido uma série de dúvidas de iniciantes em Facebook Ads. O seu conteúdo é baseado na utilização da plataforma

Leia mais

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social O Projeto Social Luminando O LUMINANDO O Luminando surgiu como uma ferramenta de combate à exclusão social de crianças e adolescentes de comunidades

Leia mais

Setembro/2014. Período. 1 a 30 de setembro de 2014

Setembro/2014. Período. 1 a 30 de setembro de 2014 Setembro/2014 Período 1 a 30 de setembro de 2014 Cine Jardim traz filmes e música ao ar livre no Museu da Energia de Itu Público poderá conferir exibição do clássico do terror Nosferatu, além de show

Leia mais

Projeto São João Literário Promovendo a cultura popular, incentivando a leitura e a produção literária.

Projeto São João Literário Promovendo a cultura popular, incentivando a leitura e a produção literária. Projeto São João Literário Promovendo a cultura popular, incentivando a leitura e a produção literária. Histórico e Justificativa No ano de 2012, ao participar de uma quadrilha temática, em homenagem ao

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

Fotos: Luís Antônio Rodrigues. No Perfil Ché & Colin

Fotos: Luís Antônio Rodrigues. No Perfil Ché & Colin Fotos: Luís Antônio Rodrigues No Perfil & Perfil Em meio às gravações no estúdio Brothers da Lua do músico, juntamente com o gravamos uma entrevista, onde eles nos contam como começou essa amizade e parceria,

Leia mais

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. Eu quero não parar coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - de consigo.o usar que eu drogas f o? aç e Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO Roteiro para curta-metragem Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO SINOPSE Sérgio e Gusthavo se tornam inimigos depois de um mal entendido entre eles. Sérgio

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - Sou so profes r a, Posso m a s n ão parar d aguento m e ai ensinar s? d a r a u la s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A

Leia mais

Oficina de Roteiro - Onda Cidadã

Oficina de Roteiro - Onda Cidadã Oficina de Roteiro - Onda Cidadã ---Pesquisa Todo vídeo necessita de pesquisa para ser produzido. Isto ajuda a organizar as ideias e facilita a produção. Faça a sua própria pesquisa (...) você deve fazer

Leia mais

Abrasa - Ponto de Cultura, Internacional Brasileiros na Áustria.

Abrasa - Ponto de Cultura, Internacional Brasileiros na Áustria. 1 Abrasa - Ponto de Cultura, Internacional Brasileiros na Áustria. Quem somos: A Abrasa Associação Brasileiro-Afro-Brasileira para o Desenvolvimento da Dança, Cultura Educação e Arte, é uma Instituição

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 65 Discurso na solenidade do Dia

Leia mais

Literatura de cordel. O VALE DO CATIMBAU Autor: Paulo Tarciso

Literatura de cordel. O VALE DO CATIMBAU Autor: Paulo Tarciso Literatura de cordel O VALE DO CATIMBAU Autor: Paulo Tarciso Me escutem caros ouvintes Pois quero apresentar Um vale muito encantado Que existe neste lugar Beleza não tem igual O Vale do Catimbau Convido

Leia mais

By Dr. Silvia Hartmann

By Dr. Silvia Hartmann The Emo trance Primer Portuguese By Dr. Silvia Hartmann Dra. Silvia Hartmann escreve: À medida em que nós estamos realizando novas e excitantes pesquisas; estudando aplicações especializadas e partindo

Leia mais

CMCJ/DF e Circuito da Criança curtem o Cirque du Soleil

CMCJ/DF e Circuito da Criança curtem o Cirque du Soleil Brasília, 22 de agosto de 2013 CMCJ/DF e Circuito da Criança curtem o Cirque du Soleil No dia 9 de agosto, as crianças e adolescentes do Centro Marista Circuito Jovem e Centro Marista Circuito da Criança

Leia mais

1. Você conhecia a história do bairro de Pinheiros? sim não 4 19

1. Você conhecia a história do bairro de Pinheiros? sim não 4 19 1. Você conhecia a história do bairro de Pinheiros? sim não 4 19 Você conhecia a história do bairro de Pinheiros? sim 17% não 83% 2. O que achou da transformação do Largo de Pinheiros? Diferente, muito

Leia mais

JUNGLE 2011. media pack Jungle 2011

JUNGLE 2011. media pack Jungle 2011 media pack Jungle 2011 2011 UMA TODA NOVA Por quase uma década, a JungleDrums sempre esteve à frente quando o assunto é promover o Brasil na Europa, seja através das páginas da nossa revista impressa,

Leia mais

PROJETO RELATÓRIO DE ATIVIDADES OUTUBRO DE 2014. Goiás-GO Novembro de 2014.

PROJETO RELATÓRIO DE ATIVIDADES OUTUBRO DE 2014. Goiás-GO Novembro de 2014. PROJETO RELATÓRIO DE ATIVIDADES OUTUBRO DE 2014 Goiás-GO Novembro de 2014. RELATÓRIO DE ATIVIDADES OUTUBRO DE 2014 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS Durante o mês de outubro de 2014, o projeto FICA NA COMUNIDADE,

Leia mais