Diretrizes Éticas e Legais

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Diretrizes Éticas e Legais"

Transcrição

1 Nosso ativo mais valioso é a reputação de integridade e justiça. Esta reputação define as maneiras como conduzimos os negócios com os clientes, fornecedores, concorrentes e nossos funcionários. Diretrizes Éticas e Legais O Código de Ética e Conduta Empresarial anexo estabelece as diretrizes éticas e legais que todos os diretores, executivos, funcionários e agentes independentes agindo em nome do Barnes Group devem seguir. Este Código, juntamente com o treinamento de cumprimento, pretende enfocar sua atenção na conduta ou circunstâncias que possam denegrir nossa reputação ou comprometê-la. Thomas O. Barnes Presidente do Conselho de Administração Barnes Group Inc.

2 ÍNDICE Código de Ética e Conduta Empresarial... i Política Corporativa do Barnes Group Inc Conflitos de Interesse... 1 Interesses Pessoais... 1 Presentes, refeições e entretenimento... 2 Presentes... 2 Refeições e entretenimento... 3 Subornos, recompensas e abatimentos... 3 Operações financeiras com base em informações privilegiadas... 3 Oportunidades da Empresa... 4 Proteção e uso apropriado dos ativos da Empresa... 4 Registros da Empresa... 5 Retenção de registro... 6 Acesso à Internet/Intranet do Barnes Group... 6 Correio eletrônico... 7 Integridade dos sistemas... 8 Informações confidenciais e proprietárias... 8 Relacionamentos com terceiros... 9 Negociação justa... 9 Fornecedores Clientes Governos Concorrentes Concorrência de mercado Discussões com os concorrentes Associações comerciais Boicotes Negócios internacionais Lei sobre Práticas Estrangeiras Corruptas Regulamentos Antiboicote...15 Conformidade com o meio ambiente, saúde e segurança Práticas de emprego Assédio ilegal Reclamações protegidas Abuso de drogas e bebidas alcoólicas Atividades políticas... 17

3 ÍNDICE Execução do código Execução Relato de violações Emendas e renúncias de direitos Declaração de recebimento... 20

4 Código de Ética e Conduta Empresarial O Barnes Group Inc., juntamente com suas subsidiárias e afiliadas ( Barnes Group ou Empresa ), está comprometido em cumprir com todas as leis e regulamentos federais, estaduais, locais e estrangeiras aplicáveis. Como parte deste compromisso, a Empresa preparou este Código de Ética e Conduta Empresarial (o Código ) como um guia para os diretores, executivos, gerentes, funcionários e agentes independentes do Barnes Group (algumas vezes denominados coletivamente como funcionários, no Código) para promover um sólido clima ético dentro da Empresa. Para assegurar a aderência ao Código e todas as leis e regulamentos aplicáveis, a Empresa também estabeleceu um programa de cumprimento corporativo abrangente, que inclui o Código. Entretanto, nem o Código e nem o programa de cumprimento tratarão de todas as situações questionáveis imagináveis que possam surgir. Da mesma forma, cada um de vocês tem a obrigação de se familiarizar com as leis aplicáveis, políticas e práticas específicas da Empresa, relacionadas com sua posição. Além disso, todos os diretores, executivos e funcionários devem tomar passos afirmativos para relatar as violações potenciais ou aparentes da lei, ou deste Código, a seus gerentes, ao Diretor-geral de Conformidade ou ao Comitê de Auditoria do Conselho de Administração através de um dos seguintes métodos: Via telefone: * Via Via correspondência normal: Barnes Group Corporate Compliance Hotline P.O. Box PMB Ballantyne Corporate Place, Ste. 300 Charlotte, NC * As pessoas que precisam telefonar de fora dos Estados Unidos e do Canadá devem, primeiro, usar o número para ligações gratuitas do país em questão. Aqueles que usarem o número para ligações gratuitas serão encaminhados à AT&T, onde terão acesso ao número para ligações gratuitas acima mencionado. Os números de acesso de cada país podem ser encontrados no endereço Ao visitar este link, você verá uma caixa amarela no centro da página. Basta selecionar o país de onde fará a chamada e clicar no botão vermelho GO. A próxima página exibida informará o código numérico que deverá ser usado para chamar os Estados Unidos do país em que você está. Os chamadores precisarão discar esse número antes de discar o número do telefone a ser chamado. (i)

5 Tanto os funcionários como os não-funcionários podem reportar suas preocupações utilizando os métodos acima. As partes interessadas que desejem expressar suas preocupações e qualquer outra comunicação para os diretores não-gerentes da Empresa também podem usar estes mecanismos para fazê-lo, indicando, expressamente, que sua preocupação ou outra comunicação deve ser entregue aos diretores não-gerentes da Empresa. Os funcionários e as outras indivíduos podem enviar as reclamações anônima ou confidencialmente através da linha direta (hotline) ou por correspondência normal. Ao levantar uma questão, você pode permanecer anônimo, embora você seja incentivado a se identificar. Caso você escolha se identificar, sua identidade será mantida confidencial na medida viável ou permitida pela lei. Todos os diretores, executivos e funcionários da Empresa têm o compromisso da Empresa e do Comitê de Auditoria do Conselho de Administração que eles serão protegidos contra retaliação. Todas as reclamações por meio do telefone ou endereço mencionados acima serão recebidas por um provedor de serviço independente, que enviará tal reclamação ao Departamento Jurídico, preservando o anonimato daqueles que o solicitarem. O Departamento Jurídico, ou qualquer outro advogado do Departamento Jurídico da Empresa designado como Diretor-geral de Conformidade será responsável pela revisão de todas as reclamações enviadas por qualquer fonte. Todas as reclamações serão tratadas de acordo com a Política do Barnes Group Inc. relacionada ao Relato de Reclamações e Preocupações. Perguntas relacionadas à conduta ética surgirão, inevitavelmente, no curso normal dos negócios. É da responsabilidade de cada pessoa entrar em contato com seu gerente, com o Departamento Jurídico e/ou com o Diretor-geral de Conformidade antes de tomar qualquer ação que possa ter conseqüências legais para a Empresa. Quando tiver dúvidas, PERGUNTE ANTES DE AGIR. Entre em contato com o Diretorgeral de Conformidade, ou seu representante. Este Código pretende servir como uma diretriz geral para a atitude que a Empresa espera de seus diretores, executivos, funcionários e outros afiliados. Este não pretende substituir políticas corporativas específicas e/ou políticas de divisão ou regras de trabalho que já estão em vigor, com os quais você deve estar familiarizado. Além disso, este Código não é e nem pretende conferir quaisquer direitos ou benefícios nem constitui um contrato de trabalho, uma garantia de continuidade de emprego ou emprego que não seja de livre vontade. O Barnes Group retém o direito, a seu próprio critério, de alterar qualquer política, procedimento, termo ou condição de trabalho em qualquer momento e de qualquer maneira, na medida permitida pela lei. (ii)

6 Política Corporativa do Barnes Group Inc. O Barnes Group insiste que todos os seus diretores, executivos, funcionários, agentes e representantes adotem altos padrões éticos e ajam de acordo com a lei quando estiverem conduzindo negócios. Esta é uma obrigação fundamental de cada diretor, executivo e funcionário do Barnes Group e é consistente com a responsabilidade de cada pessoa em ajudar a preservar e salvaguardar o patrimônio e a reputação da Empresa na comunidade de negócios. A prática de negócios legal e ética é um elemento essencial da filosofia de negócios geral da Empresa e deve ser seguida em todos os relacionamentos e transações de negócios. Esta Política e o Código se aplicam a todos os diretores, executivos, funcionários e agentes do Barnes Group agindo em nome da Empresa, em todos os negócios e em todos os países. O Barnes Group goza de uma excelente reputação que foi conquistada ao longo do tempo. Esta reputação reflete os altos padrões de conduta de negócios e ética usados pelos diretores, executivos, funcionários e agentes independentes da Empresa ao lidar com clientes, fornecedores, autoridades governamentais, comunidades locais, o público e colegas de trabalho. Os padrões de conduta delineados neste Código descrevem a posição do Barnes Group relacionada à responsabilidade das indivíduos para ajudar a preservar a reputação da Empresa e para manter o cumprimento com as leis e regulamentos aplicáveis. O Código não pretende lidar com cada tipo concebível de prática e comportamento de negócios; entretanto, visa comunicar claramente o que é, no mínimo, esperado das pessoas afiliadas ao Barnes Group. Conflitos de Interesse Um conflito de interesse ocorre quando o interesse particular de um indivíduo interfere de alguma forma - ou mesmo parece interferir - com os interesses do Barnes Group como um todo. O potencial para um conflito de interesse existe quando o cargo de um indivíduo na Empresa apresenta uma oportunidade para ganho pessoal para tal indivíduo (ou um membro de sua família) fora dos benefícios normais de emprego e remuneração oferecidos pelo Barnes Group. Uma situação de conflito também pode surgir quando um indivíduo age deliberadamente ou tem interesses que dificultem a realização de seu trabalho objetiva e efetivamente. Empréstimos a, ou garantias de obrigações de tais indivíduos são uma preocupação especial. Interesses Pessoais 1

7 Os diretores, executivos e funcionários devem evitar circunstâncias onde seu próprio interesse poderia ou pode estar em conflito com os interesses do Barnes Group. Por exemplo: Nenhum diretor, executivo ou funcionário deve ter qualquer interesse ou ter um relacionamento de negócio independente com qualquer fornecedor, intermediário, agente, consultor, cliente ou concorrente do Barnes Group ou com um indivíduo em posição de influenciar as ações de qualquer dessas indivíduos. Isto inclui vínculo empregatício com tais terceiros, fornecimento de serviços de consultoria ou serviço como diretor de tais terceiros. Nenhum diretor, executivo ou funcionário pode fazer um investimento pessoal ou familiar substancial em uma empresa que tenha relacionamento de negócios com o Barnes Group como fornecedor, intermediário, agente, consultor, cliente ou concorrente (a não ser por meio de fundos mútuos ou da posse de menos de 0,5% das ações em circulação negociadas no mercado aberto) a menos que obtenha, primeiramente, uma permissão por escrito do Diretor-geral de Conformidade. Nenhum diretor, executivo ou funcionário deve ter emprego externo ou interesse em um negócio que coloque-o em posição de (i) parecer representar o Barnes Group quando não está; (ii) fornecer mercadorias ou serviços significativamente similares aos que o Barnes Group fornece ou está considerando disponibilizar; ou (iii) diminuir sua eficiência. Quaisquer atividades pessoais ou comerciais por parte de um diretor, executivo ou funcionário que possa levantar preocupações relativas a estas linhas devem ser reveladas e aprovadas antecipadamente pelo Diretor-geral de Conformidade. Você também deverá obter a aprovação de seu gerente ou do Diretor-geral de Conformidade ao aceitar um cargo na diretoria de uma entidade sem fins lucrativos, quando possa haver um relacionamento de negócios entre o Barnes Group e a entidade ou haja uma expectativa financeira ou outro apoio por parte do Barnes Group. Presentes, refeições e entretenimento Mesmo a troca inocente de presentes ou fornecimento de entretenimento pode ser mal interpretada. Por exemplo, dependendo dos relacionamentos envolvidos, tais gestos podem ser vistos como tentativas de influenciar um indivíduo para direcionar os negócios para um fornecedor, cliente ou concorrente em particular. Para evitar os conflitos de interesse reais ou percebidos, os padrões a seguir se aplicarão ao recebimento de presentes e entretenimento pelos diretores, executivos e funcionários do Barnes Group. Presentes 2

8 Você não pode solicitar, nem em seu nome nem em nome dos membros de sua família ou amigos, qualquer presente, gratificações ou outro benefício ou favor pessoal de qualquer tipo de um fornecedor, intermediário, agente, consultor, cliente ou concorrente atual ou provável do Barnes Group. Os presentes incluem dinheiro, mercadorias e produtos, mas também descontos em serviços e compras pessoais. A Empresa desencoraja a aceitação de presentes não solicitados e estritamente proíbe seus diretores, executivos e funcionários de aceitar ou oferecer presentes em dinheiro. Você pode, entretanto, aceitar presentes não monetários não solicitados desde que sejam itens de valor simbólico e que não ultrapassem a cortesia comum e a prática de negócios aceita. O valor de qualquer presente não deve levantar nenhuma questão relacionada à obrigação por parte da pessoa que o recebe. Refeições e entretenimento Você não pode encorajar nem solicitar, em seu nome ou em nome dos membros de sua família ou amigos, entretenimento a qualquer pessoa ou empresa que faça negócios ou vise fazer negócios com o Barnes Group. Somente como exemplo, tal entretenimento poderia incluir ingressos ou passes para eventos esportivos ou outros eventos culturais, viagens e/ou acomodações gratuitas e refeições. De tempos em tempos, entretanto, você pode aceitar entretenimento de negócios não-solicitado, tais como uma refeição ocasional ou um evento social, mas somente sob as seguintes condições: O entretenimento não ocorra freqüentemente; O entretenimento surja no curso ordinário dos negócios; e O entretenimento seja razoável (ou seja, envolva quantias similares às quais você está acostumado a gastar com entretenimento pessoal) e ocorra em um ambiente que é apropriado e adequado em vista do propósito de negócio. Subornos, recompensas e abatimentos Você não pode aceitar nenhuma forma de pagamento por debaixo dos panos, recompensas, suborno, abatimentos ou outros pagamentos impróprios relacionados com qualquer compra ou venda de bens e serviços corporativos. Operações financeiras com base em informações privilegiadas Nenhum diretor, executivo ou funcionário participará de qualquer transação (seja de compra ou venda) de ações do Barnes Group ou em ações de qualquer outra empresa negociada no mercado aberto enquanto tal pessoa estiver de posse de material que contenha informações não-públicas, das quais tenha tomado conhecimento durante a condução dos negócios do Barnes Group. Para os propósitos deste Código, ações incluem as ações ordinárias e preferenciais e as opções de compra ou venda de ações. Similarmente proibidas são as compras ou vendas 3

9 de ações por uma outra pessoa, com base em tais informações, para o benefício do diretor, executivo ou funcionário, ou a seu pedido. Esta restrição se aplica até que a informação tenha sido publicamente revelada e adequadamente disseminada, por um período de tempo suficiente, de forma a proporcionar ao mercado uma oportunidade para reagir. Saber se a informação é material depende da importância que ela teria para um investidor ao determinar se deveria ou não negociar a ação ou se provavelmente a informação causaria um impacto no preço da ação no mercado. Certas informações, tais como projeções de ganhos, aquisições significativas e vendas, contratos importantes ou novos negócios, resultados financeiros ou descobertas de produtos, alterações de pessoal importantes e desenvolvimento de litígios importantes são todos considerados como informações materiais. Outros fatos, dependendo de sua natureza, também podem ser materiais. Os diretores, executivos e funcionários do Barnes Group também estão proibidos de aconselhar outros quanto ao desejo de comprar ou vender valores mobiliários com base em informações materiais não-públicas. É ilegal, sob a lei federal de valores mobiliários revelar ou dar dicas de informações materiais não-públicas para uma outra pessoa que, subseqüentemente use esta informação para seu proveito. Qualquer diretor, executivo ou funcionário que tenha informações que acredite ser privilegiadas e que deseja discutir a natureza das informações, deve entrar em contato com o Diretor-geral de Conformidade antes de negociar (ou dar dicas para que outra pessoa negocie) uma ação de qualquer empresa. Oportunidades da Empresa Os diretores, executivos e funcionários estão proibidos de (a) fazer uso pessoal de oportunidades que surjam mediante o uso da propriedade, informações ou cargo na Empresa, (b) usar a propriedade, informações ou cargo na Empresa para ganho pessoal, e (c) competir com a Empresa. Um diretor, executivo ou funcionário da Empresa tem a obrigação para com a Empresa de levar adiante os interesses legítimos da Empresa quando surja a oportunidade para tal. Proteção e uso apropriado dos ativos da Empresa O Barnes Group possui vários tipos de propriedade para conduzir seus negócios. Todos os diretores, executivos e funcionários têm a obrigação de proteger os ativos da Empresa e assegurar seu uso eficiente. Todos os ativos da Empresa devem ser usados somente para propósitos legítimos de negócios. Roubo ou uso pessoal não-autorizado, remoção ou destruição de propriedade, equipamento ou materiais corporativos é proibido. Os ativos do Barnes Group podem ser removidos das instalações da Empresa somente para os propósitos de conduzir os negócios do Barnes Group e somente quando 4

10 adequadamente autorizado. Por exemplo, é proibida a remoção de itens tais como ferramentas, equipamentos ou software de computadores, máquinas de escrever ou outros ativos corporativos, onde nenhum propósito de negócio é pretendido. Os indivíduos podem remover os itens das instalações da Empresa temporariamente para uso em casa ou viagem relacionadas ao trabalho. Registros da Empresa A integridade da manutenção de registro e sistemas de relatório do Barnes Group sempre deve ser respeitada. Todos os registros corporativos pelos quais você é responsável devem ser verdadeiros, precisos e completos, e você deve manter documentação de apoio apropriada. Os registros do Barnes Group devem refletir precisamente e devem ser a apresentação justa da atividade que eles registram, de acordo com as políticas da Empresa e de forma que reflitam a natureza e propósito da atividade. Nenhuma lançamento falso ou impreciso será realizado nos registros do Barnes Group por nenhuma razão. Os registros aqui mencionados incluem, sem limitação, os seguintes: cartões de ponto ou outros documentos de registro de tempo, relatórios de despesas de viagem e de reuniões de negócios, e registros contábeis ou outros registros financeiros. Qualquer pessoa autorizada a fazer gastos em nome do Barnes Group deve assegurar que seus registros cumpram com as políticas contábeis e de compras da Empresa e que todas as transações sejam registradas adequadamente. Nenhum registro de caixa dois ou impróprio será estabelecido para qualquer propósito. Cada indivíduo também deve estar ciente de que quase todos os registros comerciais da Empresa podem ficar sujeitos à revelação ao público no evento de um litígio ou investigação governamental. Os registros também são freqüentemente obtidos por entidades independentes ou pela mídia. Os funcionários devem, portanto, tentar ser o mais claros, concisos, verdadeiros e precisos quanto possível ao registrar qualquer informação. Eles devem evitar tirar quaisquer conclusões legais ou comentários sobre as posições legais tomadas pela Empresa ou por terceiros. Eles também devem evitar o exagero, linguagem colorida e caracterizações depreciativas de indivíduos e seus motivos. O Barnes Group não tolerará qualquer conduta que crie uma impressão imprecisa destas operações de negócios. A integridade do relatório financeiro do Barnes Group é da maior importância. As práticas de relatório contábil e financeiro devem ser justas e apropriadas, de acordo com os princípios contábeis geralmente aceitos, e usando os melhores julgamentos quando necessário. Nenhum funcionário tomará, direta ou indiretamente, nenhuma ação para, fraudulentamente, influenciar, coagir, manipular ou desorientar os auditores públicos independentes do Barnes Group para os propósitos de tornar enganosos os demonstrativos financeiros do Barnes Group. 5

11 O Barnes Group proíbe práticas que possam levar a relato financeiro fraudulento. Apesar de ser difícil dar uma definição totalmente abrangente de relatório financeiro, ele é, em geral, qualquer conduta intencional ou conduta imprudente, seja por ato ou omissão, que resulte em declarações financeiras materialmente enganosas e incompletas. Comunicação clara, aberta e freqüente entre todos os níveis de gerência e pessoal em todos os assuntos financeiros e operacionais reduzirão substancialmente o risco de problemas nas áreas de relatório contábeis e financeiras, bem como ajudarão a atingir metas operacionais. Espera-se que todos os funcionários da gerência estejam cientes sobre estes riscos e comuniquem-os adequadamente. Cada funcionário deve assegurar que todos os passos razoáveis e necessários dentro de suas áreas de responsabilidade sejam tomados para fornecer revelação completa, justa, precisa, oportuna e compreensível dos relatórios e documentos que o Barnes Group arquiva na, ou envia para, a Comissão de Valores Mobiliários ou agências de controle estaduais e em todos os outros arquivamentos normativos. Além disso, os funcionários que estão autorizados a comunicar-se com os acionistas do Barnes Group ou o público em geral devem fornecer informações completas, justas, precisas e compreensíveis sempre que o fizerem. Retenção de registro O Barnes Group adotou políticas de retenção de documentos específicos as quais todos os diretores, executivos e funcionários do Barnes Group devem cumprir. A definição dos tipos de documentos e registros cobertos é extremamente ampla, atingindo não somente os documentos e registros em papel, mas também todos os registros mecânicos, eletrônicos ou magnéticos, correspondências, memorandos, correio eletrônico, faturas, contratos, acordos, pedidos, notas e minutas. Antes dos registros corporativos serem destruídos, os funcionários responsáveis devem consultar seus gerentes para assegurar o cumprimento com o programa de retenção de registro da Empresa. Os documentos relevantes para qualquer litígio, investigação ou auditoria pendente, sob ameaçada ou antecipados não devem ser destruídos por qualquer razão até que seja expressamente autorizado pelo representante responsável do Escritório do Departamento Jurídico. Acesso à Internet/Intranet do Barnes Group O Barnes Group fornece a certos funcionários, funcionários temporários e contratados acesso à Internet pública e à Intranet do Barnes Group para o propósito de auxiliar e facilitar as transferências e comunicações de informações de negócios. Tal acesso é fornecido somente para propósitos de negócios apropriados e legítimos. O acesso aos recursos conectados por rede da Empresa somente é permitido quando autorizado pela gerência do Barnes Group e quando tal uso estiver de acordo com as diretrizes da Empresa para segurança eletrônica. O uso da Internet e da Intranet da 6

12 Empresa deve estar de acordo com as políticas e práticas do Barnes Group, bem como com este Código. O Barnes Group considera o que se segue, sem qualquer limitação, como uso impróprio: Acesso não-autorizado ou tentativas de acesso ao sistema de computador ou de uma outra pessoa; A transmissão das informações de negócios confidenciais ou proprietárias para um indivíduo ou organização não-autorizada; Transmissão de texto claro de informações de negócios proprietárias ou confidenciais do Barnes Group para indivíduos ou organizações autorizadas, fora do Barnes Group, sem criptografia de dados; Qualquer uso que viole as políticas ou práticas do Barnes Group, ou deste Código, incluindo, mas não se limitando, às políticas específicas da Empresa quanto ao uso de correio eletrônico, acesso à Internet, solicitação, Igualdade de Oportunidades de Emprego, e assédio racial, sexual ou outro; Qualquer uso intencional que restrinja ou iniba, conscientemente, qualquer outro usuário de usar a Internet; Intencionalmente colocar ou transmitir qualquer informação ilegal, ilegítima, ameaçadora, abusiva, difamatória, sexualmente explícita ou, de outra forma, informações ou material censurável de qualquer tipo; Intencionalmente colocar ou transmitir qualquer software contendo um vírus ou outro componente danoso; ou Intencionalmente fazer o download, upload, colocação, publicação, transmissão, reprodução ou distribuição, sem autorização de qualquer informação, software ou outro material que seja protegido pelos direitos autorais sem primeiro obter permissão do detentor dos direitos. O Barnes Group especificamente se reserva o direito de permitir aos supervisores ou gerência revisar o uso da Internet e de quaisquer comunicações eletrônicas para qualquer propósito de negócios ou como, de outra forma, requerido por lei. Correio eletrônico O correio eletrônico é um método cada vez mais importante de comunicação, tanto dentro do Barnes Group como com certos destinatários autorizados fora da Empresa. O correio eletrônico enviado ou recebido pelos diretores, executivos, funcionários, funcionários temporários e contratados do Barnes Group é tratado da mesma forma que qualquer outro registro ou correspondência de negócio. Todos os tipos de negócios estão sujeitos a inspeção ou revelação sem prévio aviso. Há várias considerações que você deve ter em mente quando usar o da Empresa ou acessar a Internet: O pode ser redirecionado a destinatários adicionais ou imprevistos sem o conhecimento do remetente original. Além disso, pode ser facilmente alterado e enviado para outros em sua forma modificada. 7

13 As comunicações de e acesso à Internet, e informações obtidas por meio dela podem criar um registro permanente e a remoção de uma mensagem de sua caixa de correio não assegura que a mensagem foi eliminada ou que ela e as informações anexadas não possam ser recuperadas por outros meios. As mensagens de , apesar de seu meio, podem ser consideradas como documentos para todas as intenções e propósitos. Elas estão, em função disso, sujeitas a citação de documentos tanto em litígio civil como em investigações criminais e, assim que são criadas, estão geralmente sujeitas à politica de retenção de documentos da Empresa. Como regra geral, nunca transmita mensagens de que você não quer que outras indivíduos, a não ser o destinatário, vejam. Perguntas ou preocupações relacionadas ao correio eletrônico e/ou acesso à Internet, incluindo quaisquer suspeitas de violações, devem ser direcionadas ao seu gerente, Departamento de Sistemas de Informações de Gerenciamento do Grupo ou Diretor-geral de Conformidade. Integridade dos sistemas Nenhum diretor, executivo ou funcionário do Barnes Group ao qual tenha sido concedido o acesso a qualquer rede de computadores ou banco de dados da Empresa deverá compartilhar com, ou divulgar a qualquer pessoa não autorizada as senhas pessoais usadas para acessar tal rede de computadores ou banco de dados. Além disso, ninguém pode usar ou distribuir programas de software que possam danificar ou prejudicar o ambiente de trabalho. Os funcionários são expressamente proibidos de acessar, sem autorização expressa, qualquer sistema ou banco de dados contendo informações confidenciais, incluindo os registros de pessoal e de funcionários; as informações pertencentes à propriedade de ações ou participação em opções de ações ou outros programas de incentivo; e a correspondência eletrônica pessoal, pager pessoal e mensagens de correio de voz de outros funcionários. O acesso não-autorizado a tal informação é uma violação significativa de outros direitos de privacidade dos funcionários, e tem o potencial de ser extremamente disruptivo para a missão do Barnes Group. As violações desta política serão tratadas de maneira adequada. Informações confidenciais e proprietárias As informações confidenciais e proprietárias são um dos ativos mais valiosos da Empresa e devem ser tratados como tal. Consistente com as obrigações de confidencialidade existentes e contínuas de cada diretor, executivo e funcionário, você não pode (durante ou após o seu vínculo empregatício) dar ou liberar sem a autoridade apropriada, para ninguém que não esteja funcionário pelo Barnes Group, qualquer informação confidencial ou proprietária adquirida durante seu emprego ou associação com a Empresa. A revelação de informações confidenciais pode ser danosa para o Barnes Group 8

14 e poderia ser a base para uma ação legal contra a Empresa e/ou pessoa responsável pela revelação. A preservação e segurança de tais informações devem cumprir com as políticas da Empresa e regulamentos federais relacionados. Os segredos comerciais e as informações corporativas confidenciais incluem, sem limitação: Registros do departamento pessoal; Listas e catálogos de telefones internos; Senhas; Organogramas; Dados de engenharia; Dados financeiros; Valores de vendas; Novos serviços, processos e/ou produtos planejados; Programas ou promoções de propaganda ou marketing; Listas de clientes e fornecedores reais ou potenciais; Salários e outras informações pessoais; Programas de investimento de capital; Ganhos projetados; Alterações propostas na gerência ou políticas; Dados de teste; Estrutura de preços de fornecedor; e Termos de contratos. Você é obrigado a proteger as informações confidenciais e proprietárias do Barnes Group confiadas a você através dos seguintes padrões e políticas de segurança da Empresa como contido no Manual de Políticas da Empresa. Você também está expressamente proibido de divulgar quaisquer informações de clientes para qualquer pessoa fora do Barnes Group sem o consentimento prévio do cliente, a menos que seja necessário para cumprir com uma citação, ordem da justiça ou outro processo legal. Para os propósitos deste Código, tais informações incluirão, sem limitação, nomes dos clientes, números de contas, endereços e informações de faturamento. Qualquer solicitação de tais informações deve ser enviada imediatamente para o seu gerente e para o Diretor-geral de Conformidade antes que qualquer informação seja revelada. Relacionamentos com terceiros Negociação justa Os princípios da concorrência justa são fundamentais para todas as nossas operações e são centrais para as interações da Empresa com fornecedores, clientes, concorrentes e funcionários públicos. Todos os diretores, executivos e funcionários devem abster-se de tirar vantagem injusta de alguém através da manipulação, ocultamento, abuso de 9

15 informações privilegiadas, deturpação de fatos materiais ou qualquer outra prática injusta de negócios. Fornecedores Todas as compras de mercadorias e serviços pelo Barnes Group devem ser feitos com base na qualidade, serviço, preço e adequação. O Barnes Group visa estabelecer relacionamentos mutuamente benéficos e de longo prazo com seus fornecedores, com base nestes fatores. A reciprocidade é uma prática danosa e um obstáculo para assegurar a compra dos melhores materiais e serviços possíveis a preços competitivos. Quando a Empresa faz uma compra, ela não favorecerá as firmas que são seus clientes meramente em virtude de seu status como cliente. Clientes Todas as negociações com clientes e clientes em potencial devem ser justas e claras. O Barnes Group obtém e mantém negócios devido à alta qualidade de seus produtos e serviços, bem como aos seus preços competitivos. O Barnes Group compra e fornece mercadorias e serviços com base unicamente na qualidade e prazos de venda. O Barnes Group não tolerará, sob nenhuma condição, a oferta ou pagamento de recompensas, pagamentos debaixo do pano, abatimentos ilegais ou outros pagamentos impróprios para clientes reais ou potenciais ou seus representantes em troca de negócios. Todas as vendas para clientes devem basear-se no preço, termos, tipo de serviço, atendimento ao cliente a ser fornecido à conta e fatores legais e relevantes similares. Você nunca deve tentar enquadrar a compra de bens ou serviços a uma compra feita pelo Barnes Group do mesmo cliente. Você não pode fazer declarações falsas ou enganosas para os clientes em um esforço para comercializar os produtos e serviços do Barnes Group. Os clientes devem receber informações precisas e não ambíguas relacionadas a preços, capacidades, programação e similares. Os seguintes padrões servirão como diretrizes na comercialização de bens e serviços pelos funcionários da Empresa: Se você lida regularmente com clientes, você deve se familiarizar e cumprir totalmente com todas as leis que se aplicam às relações com os clientes bem como com os concorrentes, incluindo as leis que relacionamse ao antitruste, Lei sobre Práticas Estrangeiras Corruptas, declarações falsas, regulamentações de exportação, suborno comercial, fraude e disposições relacionadas. Quaisquer perguntas relacionadas à aplicabilidade destas leis para situações em particular devem ser direcionadas ao Diretor-geral de Conformidade. Você não pode oferecer presentes, gorjetas, ou qualquer outro benefício ou favor para um fornecedor, intermediário, agente, consultor, cliente ou concorrente atual ou antecipado do Barnes Group em relação à compra ou venda de mercadorias e serviços. Você pode, entretanto, oferecer a 10

16 entidades não governamentais ou seus representantes, presentes que não sejam monetários de valor simbólico - tais como blocos, canetas, ímas, camisetas ou itens promocionais relacionados. Você também pode, no curso normal dos negócios, ocasionalmente propiciar entretenimento de negócios razoável para representantes ou empregados de entidades não-governamentais com quem o Barnes Group faz negócios ou visa fazer negócios. Isto pode incluir, por exemplo, uma refeição ocasional, um evento social ou convite para um evento promocional patrocinado pelo Barnes Group. O local e tipo de entretenimento oferecido ou fornecido para as organizações ou seus representantes fazendo negócios com a Empresa e a quantia de dinheiro gasta deve ser razoável e apropriada e, em todos os casos, deve ser adequadamente documentada no formulário de reembolso de despesas do Barnes Group. As informações sobre outras empresas, incluindo concorrentes, recebidas no curso dos negócios, devem ser tratadas cuidadosamente. As informações adversas relacionadas a outras empresas que não têm propósito de negócio legítimo não devem ser retidas. Quando trabalhar com informações sensíveis sobre outras empresas, você deve usar estas informações somente para propósitos legítimos de negócios e deve disponibilizá-las somente para aqueles funcionários do Barnes Group que tenham a necessidade legítima de tais informações. Ao apresentar tais informações, a identidade da organização ou indivíduos deve ser revelada somente se necessário para razões de negócio. Você deve permanecer alerta para o fato que algumas empresas podem ter múltiplos relacionamentos com o Barnes Group, como é o caso do fornecedor que também é cliente do Barnes Group. Em qualquer negociação, é importante entender o relacionamento preciso envolvido. Governos De tempos em tempos, o Barnes Group faz contatos de negócios e regulatórios com agências e representantes do governo federal, bem como de governos locais, estaduais e estrangeiros. O Barnes Group valoriza suas boas relações com o governo federal e governos locais, estaduais e estrangeiros. Estamos comprometidos em sermos um bom cidadão corporativo e estamos orgulhosos das contribuições que temos feito para ajudar as comunidades onde fazemos negócios. A política da Empresa é negociar de maneira honesta e justa com os representantes e agentes do governo e cumprir com os pedidos e processos governamentais razoáveis válidos. Seja verdadeiro e direto em suas negociações com representantes governamentais e não direcione ou encoraje um outro funcionário do Barnes Group ou 11

17 outra pessoa a fornecer informações falsas ou enganosas para qualquer agência ou representante do governo. Se você estiver engajado em um contrato com o governo, você deve estar totalmente familiarizado e deve ater-se às regras e regulamentos que regem as relações com a agências públicas geralmente, e compras do governo, especificamente. As considerações especiais se aplicam com respeito à oferta de qualquer coisa de valor para os funcionários, agentes ou outros representantes das entidades governamentais. Os diretores, executivos e funcionários não podem oferecer, dar ou transferir qualquer coisa de valor ou aceitar qualquer coisa de valor de qualquer funcionário público, funcionário ou agente de qualquer entidade governamental com a qual a Empresa faz negócios, visa fazer negócios ou mantém relacionamento regulatório. Para estes propósitos, os itens de valor incluirão benefícios tangíveis e intangíveis, incluindo dinheiro, bens, serviços, entretenimento ou promessas de tratamento benéfico futuro dado ou oferecido para induzir contrato ou para obter um resultado em particular. As políticas do Barnes especificamente relacionadas às negociações com funcionários de governos estrangeiros são discutidos mais detalhadamente abaixo, na seção Negócios Internacionais. Concorrentes Os indivíduos afiliados ao Barnes Group são estritamente proibidos de tentar adquirir por meios impróprios os segredos comerciais de um concorrente ou outras informações proprietárias ou confidenciais, e os diretores, executivos e funcionários do Barnes Group são estritamente proibidos de usar tais informações de qualquer maneira que seja. As práticas tais como espionagem industrial, invasão, grampo telefônico e roubo são ilegais e obviamente erradas. Outras práticas impróprias incluem ações tais como contratar funcionários do concorrente para obter informações confidenciais. Solicitação imprópria de dados confidenciais do concorrente ou do cliente do concorrente, seja qual for a maneira, é contra a política do Barnes Group. Concorrência de mercado O Barnes Group está comprometido com o cumprimento das leis antitruste aplicáveis em cada jurisdição onde faça negócios. As leis antitruste baseiam-se na suposição fundamental que a concorrência aumentará o fornecimento e reduzirá o preço das mercadorias e serviços. Como uma proposição geral, estas leis proíbem condutas que (1) enfraqueçam a concorrência ou (2) estimulem a concorrência por meios desleais, a tal ponto que somente um único concorrente sobreviva. Apesar da leis antitruste proibirem claramente a maioria dos acordos para fixar preços, dividir mercado e boicotes - que são tratados abaixo - elas também proíbem a conduta considerada que restrinja a concorrência de forma não razoável. Isto inclui, dependendo dos fatos e circunstâncias envolvidos, certas tentativas de vincular ou agrupar serviços, certas atividades excludentes e certos acordos cujo efeito é prejudicar um concorrente ou 12

18 aumentar os preços ilegalmente. Quaisquer perguntas que possam surgir nesta área devem ser enviadas para o Diretor-geral de Conformidade. Discussões com os concorrentes A política do Barnes Group requer que todas as decisões relacionadas aos produtos e serviços que oferecemos, incluindo preços, disponibilidade e similares, devem ser feitos independentemente e sem conhecimento ou aquiescência prévia de seus concorrentes. Ao determinar os preços e prazos independentemente, o Barnes Group pode levar em conta todos os fatores relevantes, incluindo custos, condições de mercado, programações de reembolso amplamente usadas e preços competitivos remanescentes, na medida que estes possam ser determinados no mercado. Não pode haver entendimento verbal ou por escrito com qualquer concorrente relacionado a preços, política de preços, fórmulas de preços, concorrências ou fórmulas para concorrência ou relacionado a descontos, composição de créditos ou prazos relacionados de vendas ou serviços. Para evitar a possibilidade de mal-entendido ou má interpretação, a política do Barnes Group proíbe qualquer consulta ou discussão com os concorrentes relacionada aos preços ou prazos que o Barnes Group ou qualquer concorrente cobra ou pretenda cobrar. Os empreendimentos conjuntos e afiliações que possam requerer discussões de preço devem ser individualmente revistas com o advogado do Departamento Jurídico quanto ao cumprimento da lei antitruste. As discussões com os concorrentes relacionadas à racionalização dos mercados, redução no quadro funcional ou eliminação de duplicação normalmente implicam em divisão do mercado e devem ser evitadas. A Empresa pode participar e receber os resultados de pesquisas gerais, mas estes devem estar de acordo com as diretrizes de participação em pesquisas como apresentado no item Associações Comerciais abaixo. Similarmente, a política do Barnes Group proíbe a consulta ou discussão com os concorrentes com respeito a seus serviços, seleção de mercados, territórios, concorrências ou clientes. Qualquer acordo ou entendimento com um concorrente para dividir os mercados é proibido. Isto inclui um acordo para alocar ações de um mercado entre os concorrentes, dividir territórios ou dividir linhas de produto ou clientes. Associações comerciais O Barnes Group está envolvido em um número de associações comerciais e profissionais. As associações comerciais são perfeitamente legais e podem ser úteis na promoção da concorrência ou de nossos produtos e serviços. Entretanto, é importante ser particularmente cuidadoso nas reuniões de associações comerciais porque estas reuniões são, por definição, reuniões de concorrentes. Como os representantes dos concorrentes freqüentemente participam destas reuniões regularmente, eles acabam se conhecendo bem, e há o risco que os intercâmbios sociais normais possam ir para áreas perigosas. O compartilhamento de informações é apropriado se usado para melhor informar os clientes ou para promover a eficiência e a concorrência. O Barnes Group pode participar de pesquisas de preços, custo e informações salariais se a pesquisa for realizada por terceiros e envolver um número apropriado de empresas de porte comparável. Qualquer preço, custo ou informações salariais liberadas pela Empresa deve ser consistente com a liberação pública mais recente de tais informações nos documentos da Empresa entregues 13

19 à SEC. Se você for solicitado a fornecer às associações comerciais informações sobre as taxas, custos, salários ou outros assuntos de negócios da Empresa, você não pode fazê-lo sem primeiro obter a aprovação do seu Presidente do Grupo. A compra conjunta através de uma associação comercial é provavelmente aceitável, mas qualquer plano de compra conjunta deve ser revisto com antecedência pelo Diretor-geral de Conformidade. Se qualquer funcionário tiver quaisquer perguntas ou preocupações sobre uma atividade de uma associação comercial, ele deve perguntar ao Diretor-geral de Conformidade. Boicotes A política do Barnes Group proíbe qualquer acordo com os concorrentes para boicotar ou recusar a negociar com um indivíduo ou indivíduos em particular, tais como fornecedor, cliente ou outra empresa. Este acordo não precisa ser escrito para ser ilegal; qualquer entendimento logrado com um concorrente (direta ou indiretamente) sobre tal assunto é proibido. Acertos exclusivos com fornecedores, clientes e outras empresas devem ser aprovados por um executivo da Empresa ou pelo Diretor-geral de Conformidade, com base em uma análise de mercado relevante. Negócios internacionais Leis e regulamentos federais específicos aplicam-se à conduta de negócios internacionais. Os indivíduos envolvidos em transações de negócios estrangeiros devem estar totalmente familiarizados com tais disposições e devem segui-las estritamente. Embora não seja, de nenhuma maneira, uma pesquisa exclusiva, os funcionários do Barnes Group ou agentes independentes envolvidos em assuntos relacionados aos negócios internacionais, devem, no mínimo, estar cientes dos regulamentos de exportação aplicáveis, disposições antiboicote, e embargos comerciais aplicáveis em vigor naquele momento. Lei sobre Práticas Estrangeiras Corruptas Os diretores, executivos e funcionários estão estritamente proibidos de oferecer, autorizar, dar ou prometer qualquer coisa de valor para um membro de governo estrangeiro que poderia ser percebido como indução ou suborno para ajudar o Barnes Group em seus negócios. A Lei de Práticas de Corrupção Estrangeira proíbe as empresas norte-americanas e seus diretores, executivos, funcionários, e agentes de pagar ou autorizar o pagamento de qualquer quantia ou outra coisa de valor, direta ou indiretamente, para um oficial estrangeiro para influenciar qualquer ato dentro de sua capacidade oficial ou para induzilo a assistir a obter um negócio para a Empresa. Além de violar a Lei sobre Práticas Estrangeiras Corruptas, tais transações também podem resultar em violação das leis criminais federais, tais como leis anti-suborno, estatutos de fraude de correios e telégrafos e outras leis estaduais ou leis de países estrangeiros nos quais o Barnes Group possa fazer negócios. Devido à natureza complexa 14

20 e dinâmica dos negócios internacionais, os funcionários devem dirigir quaisquer perguntas que tenham a este respeito para o Diretor-geral de Conformidade. Regulamentos Antiboicote Os regulamentos antiboicote do Departamento de Comércio dos Estados Unidos e a Receita Federal dos EUA proíbem as empresas dos EUA e negócios estrangeiros controlados por empresas dos EUA de engajarem-se em boicotes não sancionados com respeito a produtos ou serviços. Embora os regulamentos antiboicote sejam complexos e extremamente amplos em termos de atividades proscritas, eles, geralmente, proíbem negócios e indivíduos de tomar qualquer ação em apoio a um boicote de qualquer país estrangeiro onde o boicote não seja reconhecido pelos Estados Unidos. A conduta proibida inclui solicitações, por um cliente, para não fazer negócios com o governo, negócios ou cidadãos de um país em particular; pedidos para fornecer certas informações relacionadas aos negócios da Empresa em tal país; ou solicitações para tomar qualquer ação de apoio a um boicote não reconhecido pelos Estados Unidos. A lei antiboicote impõe sanções, incluindo penalidades civis e criminais, bem como a perda de benefícios fiscais, para certas ações consideradas como em apoio a tais boicotes. Conformidade com o meio ambiente, saúde e segurança O Barnes Group está comprometido a preservar e proteger o nosso meio ambiente, e a promover e manter um local de trabalho seguro. A este respeito, todos os aspectos destas operações serão conduzidos em cumprimento estrito com todas as leis estaduais e federais aplicáveis, bem como com todas as políticas corporativas do Barnes Group e as melhores práticas relativas à segurança do local de trabalho e proteção do meio ambiente. A existência de qualquer descarga suspeita ou de qualquer outra condição insegura no local de trabalho deve ser imediatamente reportada a seu supervisor, o Diretor de Saúde, Segurança e Assuntos Ambientais da Empresa ou para o Diretor-geral de Conformidade. Práticas de emprego O Barnes Group é um empregador que visa a igualdade de oportunidades de emprego e não discrimina com base na raça, cor, religião, sexo, idade, nacionalidade, preferência sexual, deficiência, status de veterano de guerra ou quaisquer outros fatores proibidos pelas leis local, estadual ou federal. Esta política se aplica para todas as ações do quadro de pessoal e à participação nas atividades administradas da Empresa. O Barnes Group fará acomodações razoáveis relacionadas ao trabalho para qualquer funcionário qualificado, portador de alguma deficiência, quando notificado pelo funcionário que uma acomodação é necessária. Além disso, o Barnes Group, como um contratado do governo, se engaja em ação afirmativa. Para propósitos práticos, a lei proíbe a discriminação em qualquer decisão de emprego. Assim, é proibida a discriminação: 15

21 No recrutamento; Na entrevista; Na seleção; Na contratação; Na promoção; No treinamento; Na transferência; Na transferência a um cargo superior; Na supervisão; Na rescisão; Na demissão; Na remuneração; Nos benefícios; e Nas oportunidades de educação. É importante estar ciente não somente do que a lei proíbe, mas também do que ela permite. O Barnes Group pode, por exemplo: Selecionar somente candidatos qualificados para um serviço, independente da raça, credo, cor, etc. Devemos, entretanto, ser capazes de documentar as razões para nossa decisão. Diferenciação em pagamento e promoções com base em mérito. Pagamento de quantias diferentes com base em tempo de serviço. Pagamento de quantias diferentes para trabalhos que são diferentes. O ponto é que o tratamento diferenciado é permitido, mas não com base em qualquer dos fatores proibidos, tais como raça, cor, religião, sexo, nacionalidade, idade, etc. Além disso, para sujeitar a Empresa à responsabilidade potencial, qualquer pessoa que se envolva em assédio sexual ou qualquer outro tipo de discriminação ou assédio, e outros que o tolerem ou permitiam, também podem estar sujeitos à responsabilidade pessoal. Assédio ilegal O Barnes Group está comprometido em fornecer aos funcionários um ambiente de trabalho sem assédio com base em raça, cor, religião, sexo, idade, nacionalidade, preferência sexual, deficiência, status de veterano de guerra, ou quaisquer outros fatores proibidos por lei federal, estadual ou local. O assédio sexual em qualquer forma é estritamente proibido. O assédio sexual inclui flerte, avanços ou proposições sexuais não desejados; abuso verbal de natureza sexual; pressão sutil ou incitação para atividades sexuais; toques desnecessários de um indivíduo; comentários gráficos ou verbais sobre o corpo de um indivíduo; palavras sexualmente degradantes para descrever um indivíduo; apresentação, no local de trabalho, de objetos ou figuras sexualmente sugestivas; piadas sexualmente explícitas ou ofensivas; ou ataque físico. Similarmente, as formas de assédio racial ou outras, incluindo linguajar ou conduta criam um local de trabalho hostil ou ofensivo e não serão toleradas. Além de ser ilegal, o assédio e a discriminação são extremamente disruptivos e contrários à missão do Barnes Group. A Empresa toma ações afirmativas para que o assédio e a 16

NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS

NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS Página 1 de 9 UL NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS Página 2 de 9 ÍNDICE 1.0 OBJETIVO... 4 2.0 ESCOPO... 4 3.0 DEFINIÇÕES... 4 4.0 PRÁTICAS DE CONTRATAÇÃO... 5 4.1 TRABALHO FORÇADO... 5 4.2 TRABALHO

Leia mais

Código de Conduta de Negócios & Ética. Efetivo a partir de 1º de abril de 2014

Código de Conduta de Negócios & Ética. Efetivo a partir de 1º de abril de 2014 Código de Conduta de Negócios & Ética Efetivo a partir de 1º de abril de 2014 Mensagem do Presidente & CEO A integridade pessoal, os valores compartilhados e a conduta ética dos negócios por todos os funcionários

Leia mais

Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial

Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial É sempre exigido um comportamento legal e ético Este Resumo das políticas de conduta comercial (este "Resumo") fornece uma descrição

Leia mais

DIRETRIZ GLOBAL ANTICORRUPÇÃO

DIRETRIZ GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DIRETRIZ GLOBAL ANTICORRUPÇÃO I. Declaração da Diretriz. É a diretriz da Global Crossing Limited ( Global Crossing ou a Empresa ) conduzir todos os seus negócios de uma maneira honesta e ética. Ao fazer

Leia mais

4 Princípio 1 Responsabilizar-se pela Própria Segurança e pela Segurança dos Outros

4 Princípio 1 Responsabilizar-se pela Própria Segurança e pela Segurança dos Outros Aplicação O Código de Conduta e Ética Comercial("Código") da Apolo Tubulars S.A. ( Apolo ) se aplica a todos nós -- diretores, funcionários e empregados em tempo integral e meio-expediente da Apolo. No

Leia mais

de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética ca Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Códig

de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética ca Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Códig de Ética Código CÓDIGO de Ética Código de Ética Código DE de Ética Código de Ética de Ética Código de Ética Código ÉTICA de Ética Código de Ética Código de Ética Fazendo Negócios com Integridade Realizamos

Leia mais

Jaguar Mining Inc. Código de Ética e Conduta. Responsável: Diretor Presidente. Versão: 2.0

Jaguar Mining Inc. Código de Ética e Conduta. Responsável: Diretor Presidente. Versão: 2.0 Jaguar Mining Inc. Código de Ética e Conduta Responsável: Diretor Presidente Versão: 2.0 Entrada em Vigor: Setembro, 2014 Sumário Histórico de Aprovação e Revisão 2 1. Propósito... 3 2. Aplicabilidade

Leia mais

.1 Comportamentos esperados

.1 Comportamentos esperados Normas de Conduta Normas de Conduta Este documento contém normas de conduta que devem ser respeitadas pelos diretores, auditores, líderes e todos os empregados do Grupo Pirelli, e também por todos que

Leia mais

Prezado colaborador, Atenciosamente, Rick Goings Presidente e CEO - 1 -

Prezado colaborador, Atenciosamente, Rick Goings Presidente e CEO - 1 - Prezado colaborador, Há mais de sessenta anos que o nome Tupperware representa os mais altos padrões de qualidade de produto. Levamos a sério a qualidade e a integridade dos nossos produtos e somos uma

Leia mais

Código de Conduta. Cooper-Standard Holdings Inc. Cooper-Standard Automotive Inc.

Código de Conduta. Cooper-Standard Holdings Inc. Cooper-Standard Automotive Inc. Código de Conduta Cooper-Standard Holdings Inc. Cooper-Standard Automotive Inc. Mensagem de Jeff Edwards Presidente e Diretor executivo Prezado membro da equipe Cooper Standard, É com satisfação que apresento

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. 1 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. Este código de ética e conduta foi aprovado pelo Conselho de Administração da INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. ( Companhia

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética MENSAGEM DO PRESIDENTE O Código de Conduta Ética das Empresas Concremat contempla os princípios que devem estar presentes nas relações da empresa com seus colaboradores, clientes,

Leia mais

Política Anticorrupção

Política Anticorrupção Soluções que impulsionam e valorizam sua empresa. Política Anticorrupção Ano fiscal 2016 Política Anticorrupção Objetivo Definir procedimentos para assegurar que todos os colaboradores, funcionários, sócios

Leia mais

Código de Conduta Empresarial da Nestlé. 2008, Nestec Ltd. Conceito e Design: Nestec Ltd., Identidade Corporativa e Design, Vevey (Suiza)

Código de Conduta Empresarial da Nestlé. 2008, Nestec Ltd. Conceito e Design: Nestec Ltd., Identidade Corporativa e Design, Vevey (Suiza) Código de Conduta Empresarial da Nestlé 2008, Nestec Ltd. Conceito e Design: Nestec Ltd., Identidade Corporativa e Design, Vevey (Suiza) Introdução Desde a sua fundação, as práticas comerciais da Nestlé

Leia mais

Padrões de conduta comercial da PerkinElmer

Padrões de conduta comercial da PerkinElmer Padrões de conduta comercial da PerkinElmer VALORES ÉTICOS E COMERCIAIS DA PERKINELMER Objetivo Os Padrões de conduta comercial da PerkinElmer ( Padrões ) identificam valores e princípios que norteiam

Leia mais

Colgate-Palmolive Company. Código de Conduta do Fornecedor

Colgate-Palmolive Company. Código de Conduta do Fornecedor Colgate-Palmolive Company Código de Conduta do Fornecedor Prezado Fornecedor da Colgate, No decorrer do tempo, a Colgate-Palmolive Company construiu sua reputação como organização que emprega práticas

Leia mais

Ética & Princípios de Conduta Empresarial

Ética & Princípios de Conduta Empresarial Nossa Cadeia de Fornecedores Ética & Princípios de Conduta Empresarial ao exercer atividades de negócios com a CH2M HILL Outubro 2011 Princípios baseados no livro The Little Yellow Book, escrito em 1978

Leia mais

POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA DUN & BRADSTREET

POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA DUN & BRADSTREET POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA DUN & BRADSTREET JUNHO DE 2015 OBJETIVO DA POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO A Dun & Bradstreet está comprometida com os mais elevados padrões éticos. Acreditamos em conduzir os negócios

Leia mais

2.1. Cumprimos leis e regulamentos nacionais e internacionais. Obedecemos a todas as leis e regulamentos internacionais e nacionais relevantes.

2.1. Cumprimos leis e regulamentos nacionais e internacionais. Obedecemos a todas as leis e regulamentos internacionais e nacionais relevantes. CÓDIGO DE CONDUTA 1. Introdução O Código de Conduta Ahlstrom descreve os princípios éticos que sustentam o modo como conduzimos os negócios em nossa empresa. Baseia-se em nossos principais valores Agir

Leia mais

MOMENTIVE PERFORMANCE MATERIALS CÓDIGO DE CONDUTA

MOMENTIVE PERFORMANCE MATERIALS CÓDIGO DE CONDUTA MOMENTIVE PERFORMANCE MATERIALS CÓDIGO DE CONDUTA Conduzir os negócios de maneira ética e em conformidade com as normas aplicáveis é a base sobre a qual a nossa Empresa está constituída e essencial para

Leia mais

C O N C E I T O E I M A G E M. Transparência nas Ações

C O N C E I T O E I M A G E M. Transparência nas Ações C O N C E I T O E I M A G E M. Transparência nas Ações 1. TERMOS GERAIS Este é um serviço de usuários de web ou mesmo de criação espontânea de grupos virtuais, destinado à troca de assuntos interligados

Leia mais

Código de Conduta da DuPont. Garantindo um futuro sustentável

Código de Conduta da DuPont. Garantindo um futuro sustentável Código de Conduta da DuPont Garantindo um futuro sustentável Nossos valores corporativos em ação Janeiro 2011 Mensagem do CEO Aos colegas da DuPont: Ao longo dos séculos, os funcionários da DuPont utilizam

Leia mais

Princípios Gerais de Negócios da ARCADIS Logos

Princípios Gerais de Negócios da ARCADIS Logos Princípios Gerais de Negócios da ARCADIS Logos Conteúdo 1 Página Capítulo 2 1. Introdução 3 2. Nossos Compromissos 3! Compromissos com a sociedade 3! Compromissos para com os clientes 4! Compromissos para

Leia mais

GUIA ANTICORRUPÇÃO WILSON SONS

GUIA ANTICORRUPÇÃO WILSON SONS GUIA ANTICORRUPÇÃO WILSON SONS A Wilson Sons, por meio deste Guia Anticorrupção, pretende disseminar os valores morais e éticos que norteiam seus diversos negócios, reiterando seu princípio de combate

Leia mais

NBC PG 100 APLICAÇÃO GERAL AOS PROFISSIONAIS DA CONTABILIDADE

NBC PG 100 APLICAÇÃO GERAL AOS PROFISSIONAIS DA CONTABILIDADE NORMA BRASILEIRA DE CONTABILIDADE NBC PG 100, DE 24 DE JANEIRO DE 2014 Dispõe sobre a NBC PG 100 Aplicação Geral aos Profissionais da Contabilidade. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, considerando o

Leia mais

ADENDO DE TREINAMENTO DE CLOUD SERVICES DA ORACLE ao CONTRATO DA ORACLE PARTNERNETWORK

ADENDO DE TREINAMENTO DE CLOUD SERVICES DA ORACLE ao CONTRATO DA ORACLE PARTNERNETWORK ADENDO DE TREINAMENTO DE CLOUD SERVICES DA ORACLE ao CONTRATO DA ORACLE PARTNERNETWORK Este Adendo de Treinamento de Cloud Services da Oracle (o "adendo") é firmado entre você e a entidade da Oracle com

Leia mais

Deutsche Bank. Código de Conduta Empresarial e Ética para o Grupo Deutsche Bank

Deutsche Bank. Código de Conduta Empresarial e Ética para o Grupo Deutsche Bank Deutsche Bank Código de Conduta Empresarial e Ética para o Grupo Deutsche Bank Índice remissivo Visão Geral 2 Capítulo Um: Compromisso com os nossos clientes e com o mercado 4 Capítulo Dois : Compromisso

Leia mais

POLÍTICA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO DO BANRISUL

POLÍTICA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO DO BANRISUL POLÍTICA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO DO BANRISUL A Política de Prevenção à Corrupção tem como objetivo dar visibilidade e registrar os princípios e valores éticos que devem nortear a atuação dos empregados,

Leia mais

Código de Ética LLTECH

Código de Ética LLTECH Código de Ética LLTECH Quem somos A LLTECH é uma empresa que oferece soluções inovadoras para automação e otimização de processos industriais, fornecendo toda a parte de serviços e produtos para automação

Leia mais

Código de Conduta do Fornecedor. Em vigor a partir de 2 de julho de 2012. Ethics. Matters

Código de Conduta do Fornecedor. Em vigor a partir de 2 de julho de 2012. Ethics. Matters Código de Conduta do Fornecedor Em vigor a partir de 2 de julho de 2012 Ethics Matters Mensagem do CPO [Chief Procurement Officer - Diretor de Compras] A Duke Energy está comprometida com a segurança,

Leia mais

TERMOS DE USO Versão de 15-01-2011 eadvantage

TERMOS DE USO Versão de 15-01-2011 eadvantage TERMOS DE USO Versão de 15-01-2011 eadvantage Acessando e utilizando o eadvantage, ou qualquer informação e/ou conteúdo presente em qualquer área do eadvantage, você estará reconhecendo que leu e concorda

Leia mais

Padrões de Conduta de Negócios

Padrões de Conduta de Negócios Padrões de Conduta de Negócios A integridade da Dana está em suas mãos A importância destes padrões A Dana Holding Corporation e todas as suas subsidiárias devem conduzir os negócios de uma forma ética

Leia mais

Política Anti-Suborno da ADP Questões Frequentes (FAQs)

Política Anti-Suborno da ADP Questões Frequentes (FAQs) Política Anti-Suborno da ADP Questões Frequentes (FAQs) AS COMUNICAÇÕES ENTRE ADVOGADO E CLIENTE SÃO ESTRITAMENTE CONFIDENCIAIS Este documento destina-se a abordar questões que possam surgir no decurso

Leia mais

Política de integridade Empresarial

Política de integridade Empresarial Política de integridade Empresarial Introdução Integridade e responsabilidade são valores fundamentais para a Anglo American. Ganhar a confiança e mantê-la é fundamental para o sucesso de nossos negócios.

Leia mais

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio

NORMA ISO 14004. Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio Página 1 NORMA ISO 14004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio (votação 10/02/96. Rev.1) 0. INTRODUÇÃO 0.1 Resumo geral 0.2 Benefícios de se ter um Sistema

Leia mais

Valorizamos as relações respeitosas, responsáveis e confiáveis com os diferentes públicos, interno e externo, em que não há espaço para:

Valorizamos as relações respeitosas, responsáveis e confiáveis com os diferentes públicos, interno e externo, em que não há espaço para: Introdução A BRMALLS é uma empresa que atua em diversos estados e para manter unida nossa companhia, nossos funcionários devem agir com base em valores e objetivos comuns. Isso se reflete nas atitudes

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SUMÁRIO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SUMÁRIO POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SUMÁRIO I - Aspectos Gerais... 2 II - Proteção da Informação... 2 III - Responsabilidades... 3 IV - Informações Confidenciais... 3 V - Informações Privilegiadas... 4

Leia mais

I - Você e a DBA. II - Construir relacionamentos

I - Você e a DBA. II - Construir relacionamentos O código de ética DBA representa a necessidade de reforço aos valores e à cultura da empresa através da ética. Assim, é fundado nos valores essenciais da corporação e pode ser definido pelas normas padrões

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA Índice Nossos princípios diretivos 03 Proteção do patrimônio e uso dos ativos 04 Informação confidencial 05 Gestão e Tratamento dos Colaboradores 06 Conflitos de interesse 07

Leia mais

CONTRATO DE ASSINATURA, CESSÃO DE DIREITO DE USO, LICENÇA DE USO DE SOFTWARE E OUTRAS AVENÇAS.

CONTRATO DE ASSINATURA, CESSÃO DE DIREITO DE USO, LICENÇA DE USO DE SOFTWARE E OUTRAS AVENÇAS. CONTRATO DE ASSINATURA, CESSÃO DE DIREITO DE USO, LICENÇA DE USO DE SOFTWARE E OUTRAS AVENÇAS. MÓDULO SISTEMAS DE GESTÃO LTDA, com sede na cidade de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, na Rua Amapá, 309

Leia mais

Código de Conduta. Nossos cinco princípios fundamentais: Pacientes. O benefício e a segurança do paciente estão no centro de tudo o que fazemos

Código de Conduta. Nossos cinco princípios fundamentais: Pacientes. O benefício e a segurança do paciente estão no centro de tudo o que fazemos Nosso compromisso de cuidar e curar Código de Conduta Nossos cinco princípios fundamentais: Pacientes O benefício e a segurança do paciente estão no centro de tudo o que fazemos Associados Tratamos nossos

Leia mais

Introdução. Observância às leis. Conflitos de interesses. Negociação justa (Fair Dealing) Proteção e utilização adequada dos ativos da Empresa

Introdução. Observância às leis. Conflitos de interesses. Negociação justa (Fair Dealing) Proteção e utilização adequada dos ativos da Empresa Código de Conduta Sumário Introdução 2 Observância às leis 3 Conflitos de interesses 5 Negociação justa (Fair Dealing) 7 Proteção e utilização adequada dos ativos da Empresa 10 Respeito à comunidade ArcelorMittal

Leia mais

Código de Conduta Nossa forma de fazer negócios

Código de Conduta Nossa forma de fazer negócios Código de Conduta Nossa forma de fazer negócios pwc Atuamos de forma profissional. Fazemos negócios com integridade. Preservamos a reputação da Firma e de nossos clientes. Respeitamos as pessoas e o meio

Leia mais

Termos de Uso. 1. Escopo

Termos de Uso. 1. Escopo Termos de Uso 1. Escopo 1.1 A utilização da página de Internet disponibilizada pela Siemens Aktiengesellschaft e / ou suas subsidiárias ("Siemens"), " Web Site da Siemens ", está sujeita a estas Condições

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING O Código de Conduta Ética é um instrumento destinado a aperfeiçoar os relacionamentos da organização e elevar o clima de confiança nela existente. Este Código tem

Leia mais

Código de Ética e de Conduta Empresarial

Código de Ética e de Conduta Empresarial O da Irmãos Parasmo S/A leva em consideração os elementos essenciais existentes nas suas relações com os seus diferentes públicos acionistas, clientes, colaboradores, fornecedores, prestadores de serviços,

Leia mais

ISO 14004:2004. ISO14004 uma diretriz. Os princípios-chave ISO14004. Os princípios-chave

ISO 14004:2004. ISO14004 uma diretriz. Os princípios-chave ISO14004. Os princípios-chave ISO14004 uma diretriz ISO 14004:2004 Sistemas de Gestão Ambiental, Diretrizes Gerais, Princípios, Sistema e Técnicas de Apoio Prof.Dr.Daniel Bertoli Gonçalves FACENS 1 Seu propósito geral é auxiliar as

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA - PORTAL

CÓDIGO DE ÉTICA - PORTAL 1. Disposições Preliminares Este Código de Ética tem como principal objetivo informar aos colaboradores, prestadores de serviço, clientes e fornecedores da Petronect quais são os princípios éticos que

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR A Weatherford construiu sua reputação como uma organização que exige práticas comerciais éticas e altos níveis de integridade em todas as nossas transações comerciais. A

Leia mais

Caro parceiro, Queremos fornecedores e parceiros que tenham nível de comprometimento com a sociedade tão amplo quanto o do Rio 2016.

Caro parceiro, Queremos fornecedores e parceiros que tenham nível de comprometimento com a sociedade tão amplo quanto o do Rio 2016. Caro parceiro, O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 trabalha para entregar Jogos excelentes, com celebrações memoráveis que irão promover a imagem global do Brasil, baseados

Leia mais

Política de Gestão de Risco de Fraude

Política de Gestão de Risco de Fraude Política de Gestão de Risco de Fraude Versão: 1.0-2015 Alterada: 2 de junho de 2015 Aprovado por: Conselho de Administração Data: 3 de junho de 2015 Preparado por: Conselho de Administração Data: 2 de

Leia mais

Capítulo: Proteção às Informações

Capítulo: Proteção às Informações Visão Geral 2 a 1 / 5 1 Para o, Inc., denominada a Empresa, as informações representam um ativo crucial. A proteção e utilização adequadas de informações em nossa posse são fundamentais para que a empresa

Leia mais

Código de Ética Corporativo

Código de Ética Corporativo Código de Ética Corporativo Novembro 2012 Código de Ética Sumário 1. Propósito... 5 2. Responsabilidades do empregado... 5 3. Responsabilidades Adicionais para Lideranças... 6 4. Empregados... 6 5. Oportunidades

Leia mais

CNH INDUSTRIAL CÓDIGO DE CONDUTA PARA FORNECEDORES

CNH INDUSTRIAL CÓDIGO DE CONDUTA PARA FORNECEDORES Sede Social: 25 St. James s Street, Londres, SW1A 1HA Reino Unido CNH INDUSTRIAL CÓDIGO DE CONDUTA PARA FORNECEDORES Visão Geral Nós, da CNH INDUSTRIAL NV e nossas subsidiárias ("CNH Industrial" ou a Companhia)

Leia mais

1.2 Glossário de termos Para os objetivos deste Código, os termos usados têm os seguintes significados:

1.2 Glossário de termos Para os objetivos deste Código, os termos usados têm os seguintes significados: CÓDIGO DE CONDUTA DIANTE DOS VENDEDORES DIRETOS E ENTRE EMPRESAS (Texto em conformidade com as deliberações da Assembléia Geral da Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas - ABEVD realizada

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ANUNCIANTES

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ANUNCIANTES ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ANUNCIANTES MANUAL DE GOVERNANÇA 2015 ABA MANUAL DE GOVERNANÇA I. INTRODUÇÃO É norma e política da Associação Brasileira de Anunciantes ("ABA"), o estrito cumprimento de todas

Leia mais

Código de Conduta e Ética

Código de Conduta e Ética CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA BC CONSULT Página 1 de 9 1. INTRODUÇÃO... 3 2. PRINCÍPIOS... 4 INTEGRIDADE... 4 DISCRIMINAÇÃO... 4 CONFLITO DE INTERESSE... 4 CONFIDENCIALIDADE DE INFORMAÇÕES... 5 PROTEÇÃO AO

Leia mais

1. OBJETIVO E ÂMBITO. 1.1 Objeto 1.1.1 A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-- Engil Africa ou a Empresa ) e respetivas

1. OBJETIVO E ÂMBITO. 1.1 Objeto 1.1.1 A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-- Engil Africa ou a Empresa ) e respetivas 1. OBJETIVO E ÂMBITO 1.1 Objeto 1.1.1 A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-- Engil Africa ou a Empresa ) e respetivas subsidiárias (juntamente com a Empresa, o Grupo ) comprometem-se a conduzir todos os seus

Leia mais

ntegridade integridade Código de Conduta do Fornecedor da Monsanto Brazilian Portuguese

ntegridade integridade Código de Conduta do Fornecedor da Monsanto Brazilian Portuguese ntegridade ando vidas produzindo mais conservando mais melhorando vidas produzin integridade zindo mais conservando mais melhorando vidas produzindo mais conserva vidas produzindo mais conservando mais

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA ISA CAPITAL DO BRASIL S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA ISA CAPITAL DO BRASIL S.A. CÓDIGO DE ÉTICA ISA CAPITAL DO BRASIL S.A. 1 INTRODUÇÃO O Grupo ISA e suas empresas avançam para metas a cada vez mais exigentes e ambiciosas, desenvolvendo suas práticas em contextos diversos e inovadores

Leia mais

POL 004 Rev. A POP, Código de Conduta

POL 004 Rev. A POP, Código de Conduta Página 1 de 7 A LDR é uma empresa de equipamentos médicos comprometida com o desenvolvimento, marketing, distribuição e venda de implantes vertebrais para implantação em seres humanos no tratamento de

Leia mais

NORMATIVOS INTERNOS DO GRUPO - NIG

NORMATIVOS INTERNOS DO GRUPO - NIG 1. OBJETIVO A presente política tem como principal objetivo assegurar que os Colaboradores do Rendimento (GRUPOBRSA) observem os requisitos da Lei nº 12.846, de 1º de agosto de 2013 conhecida como Lei

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA AGENTES AUTÔNOMOS DE INVESTIMENTO BANCO COOPERATIVO SICREDI S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA AGENTES AUTÔNOMOS DE INVESTIMENTO BANCO COOPERATIVO SICREDI S.A. CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA AGENTES AUTÔNOMOS DE INVESTIMENTO BANCO COOPERATIVO SICREDI S.A. Versão: Maio 2013 Página 1 Introdução Alinhado com o disposto na Instrução CVM nº 497/11 ( ICVM 497/11 ), o Banco

Leia mais

Padrões de Conduta e Ética em Negócios para Terceiros

Padrões de Conduta e Ética em Negócios para Terceiros Todas as atividades de negócios na Bristol-Myers Squibb (BMS) estruturam-se sobre a base do nosso compromisso com a integridade e o cumprimento de todas as leis, regulamentações, diretrizes e códigos de

Leia mais

Termos de Utilização - 11-06-2012 by jenniferkarg - Entendendo a Radiação Médica - http://medicalradiation.preview.spiritlink.de?

Termos de Utilização - 11-06-2012 by jenniferkarg - Entendendo a Radiação Médica - http://medicalradiation.preview.spiritlink.de? Termos de Utilização by jenniferkarg - Tuesday, November 06, 2012 http://medicalradiation.preview.spiritlink.de/servico/termos-de-utilizacao/?lang=pt-br 1. Escopo 1.1 O uso destas páginas de internet fornecidas

Leia mais

DECLARAÇÃO DE CONFLITOS DE INTERESSES MERCER INVESTMENTS MARÇO DE 2014

DECLARAÇÃO DE CONFLITOS DE INTERESSES MERCER INVESTMENTS MARÇO DE 2014 DECLARAÇÃO DE CONFLITOS DE INTERESSES MERCER INVESTMENTS MARÇO DE 2014 CONFLITOS DE INTERESSES INTRODUÇÃO A Mercer é líder mundial em consultoria em termos de talentos, saúde, aposentadoria e investimentos.

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO MAGNA INTERNATIONAL INC. DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO Oferecer ou receber presentes e entretenimento é muitas vezes uma

Leia mais

ELEMENTOS DO PLANO DE NEGÓCIOS

ELEMENTOS DO PLANO DE NEGÓCIOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ - CAMPUS DE PARNAÍBA CURSO: Técnico em Informática DISCIPLINA: Empreendedorismo PROFESSORA: CAROLINE PINTO GUEDES FERREIRA ELEMENTOS DO PLANO

Leia mais

Código de Ética Fevereiro de 2015

Código de Ética Fevereiro de 2015 Código de Ética Fevereiro de 2015 Índice 1. Âmbito de aplicação... 3 2. Ética... 3 2.1. Princípios e valores fundamentais... 3 2.2. Proibição de decisão em situação de conflito de interesses... 4 2.3.

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA LOGZ LOGÍSTICA BRASIL S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA LOGZ LOGÍSTICA BRASIL S.A. APRESENTAÇÃO A LOGZ Logística Brasil S.A. (a Companhia ou LOGZ ) é uma sociedade holding consolidadora de participações em ativos logísticos e tem como objetivo a expansão de suas atividades possibilitando

Leia mais

KINROSS GOLD CORPORATION CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DE NEGÓCIOS. Aprovado por:

KINROSS GOLD CORPORATION CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DE NEGÓCIOS. Aprovado por: CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DE NEGÓCIOS Aprovado por: Conselho Diretor 13 de fevereiro de 2013 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DE NEGÓCIOS I. OBJETIVO DO CÓDIGO Este Código de Ética e Conduta de Negócios ("Código")

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA 1 ÍNDICE CAPÍTULO 1 - INTRODUÇÃO... 3 1.1 Objetivo... 3 1.2 Abrangência... 3 1.3 Vigência... 3 1.4 Princípios... 3 1.5 Comitê de Ética e Conduta... 4 1.6 Disponibilidade... 4

Leia mais

CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (ISO/IEC 27006:2011) - OTS

CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (ISO/IEC 27006:2011) - OTS CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (ISO/IEC 276:2011) - OTS NORMA Nº NIT-DICOR-011 APROVADA EM MAR/2013 Nº 01/46 SUMÁRIO

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA Carta do CEO Caros colaboradores, Apresento a vocês o nosso código de ética. Este importante documento é um conjunto de atitudes a serem praticadas por todos nós no exercício da nossa atividade profissional.

Leia mais

Política Global Anticorrupção

Política Global Anticorrupção POLÍTICA A Política Global Anticorrupção da Savis (a Política ) obriga a Savis Tecnologia e Sistemas S.A. e suas subsidiárias e afiliadas (coletivamente, Savis ou a Empresa ), em todas as operações ao

Leia mais

Código de Ética Nas Relações com as Partes Interessadas Com os Clientes e a Concorrência

Código de Ética Nas Relações com as Partes Interessadas Com os Clientes e a Concorrência Código de Ética Conduzimos nossos negócios dentro de uma estrutura de padrões profissionais, legislações, regulamentações e políticas internas. Entretanto, temos consciência que essas normas não necessariamente

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta 2015 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ALIANSCE I. Abrangência A Aliansce, todas as sociedades, direta ou indiretamente por ela controladas ou sob mesmo controle, e os Shopping Centers

Leia mais

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578 JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578 CÓDIGO DE ÉTICA Escopo Este Código de Ética ( Código ) reúne as principais normas de conduta que devem

Leia mais

PLASAC POLÍTICA PARA UTILIZAÇÃO DA INTERNET Versão 1.0

PLASAC POLÍTICA PARA UTILIZAÇÃO DA INTERNET Versão 1.0 PLASAC - POLÍTICA PARA UTILIZAÇÃO DA INTERNET PLASAC POLÍTICA PARA UTILIZAÇÃO DA INTERNET Versão 1.0 Tecnologia da Informação. Índice: 1. Introdução 2. Objetivos da política 3. Princípios da política 4.

Leia mais

Condições gerais sobre o uso da aplicação web do fornecedor de transporte

Condições gerais sobre o uso da aplicação web do fornecedor de transporte Condições gerais sobre o uso da aplicação web do fornecedor de transporte Proteção de dados É do conhecimento do contratante que, não só a informação referente à empresa particularmente informação referente

Leia mais

Apresentação... Introdução... 2. Observância às leis e regulamentos... 4. Política Anticorrupção... 4. Relacionamentos com clientes...

Apresentação... Introdução... 2. Observância às leis e regulamentos... 4. Política Anticorrupção... 4. Relacionamentos com clientes... SUMÁRIO Apresentação... Introdução... 2 Observância às leis e regulamentos... 4 Política Anticorrupção... 4 Relacionamentos com clientes... 6 Ambiente de Trabalho... 7 E-mail e Internet... 8 Saúde e Segurança

Leia mais

CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL

CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL Março de 2015 1ª edição MENSAGEM DO PRESIDENTE O Código de Conduta da RIP ( Código ) é a declaração formal das expectativas que servem

Leia mais

Política de Combate a Suborno e Corrupção. Revisão Data Itens Alterados Elaboradores Aprovadores

Política de Combate a Suborno e Corrupção. Revisão Data Itens Alterados Elaboradores Aprovadores Revisão Data Itens Alterados Elaboradores Aprovadores 00 12/02/2015 Original Natalia Simões Araujo (Coordenadora Funções Corporativas e Compliance) Antonio Ferreira Martins (Vice- Presidente Jurídico e

Leia mais

EXPLORITAS ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA LTDA MANUAL DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

EXPLORITAS ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA LTDA MANUAL DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO EXPLORITAS ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA LTDA MANUAL DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Janeiro 2016 O NÃO CUMPRIMENTO DESTE MANUAL PODERÁ RESULTAR EM AÇÕES DISCIPLINARES APROPRIADAS, INCLUINDO ADVERTÊNCIAS, QUE PODERÃO

Leia mais

Sergio Marchionne. Presidente do Conselho

Sergio Marchionne. Presidente do Conselho PENSE CÓDIGO DE INTEGRIDADE DA SGS QUERIDOS COLEGAS, A integridade está no coração da SGS. A confiança que inspiramos em nossos clientes e parceiros é a chave para nosso sucesso como uma organização e

Leia mais

Código de Conduta nos Negócios e Ética do UBS

Código de Conduta nos Negócios e Ética do UBS Código de Conduta nos Negócios e Ética do UBS Prefácio Este Código de Conduta nos Negócios e Ética do UBS (o Código) estabelece os princípios e práticas aos quais os funcionários e diretores do UBS estão

Leia mais

Antes aceitar fazer uma doação ou apoiar uma causa de beneficência, faça as seguintes perguntas:

Antes aceitar fazer uma doação ou apoiar uma causa de beneficência, faça as seguintes perguntas: contra fraudes A cada ano, as pequenas empresas são alvo de práticas de vendas fraudulentas ou enganosas. Os empresários devem proteger suas empresas, e muitas vezes se trata apenas de identificar situações

Leia mais

9.6. Política de segurança para Usuários(PSU)... 14 9.7. Questionários de Segurança da Informação... 14 10. CONCLUSÃO... 14

9.6. Política de segurança para Usuários(PSU)... 14 9.7. Questionários de Segurança da Informação... 14 10. CONCLUSÃO... 14 ANEXO I PSI Índice 1. FINALIDADE... 4 2. ABRANGÊNCIA... 4 3. FREQUÊNCIA DE REVISÃO... 4 4. PORTAL DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO... 4 5. TERMOS E DEFINIÇÕES... 4 5.1. Segurança da Informação... 4 5.2. Confidencialidade...

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA POLÍTICA SOBRE COMUNICAÇÃO CUIDADOSA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA POLÍTICA SOBRE COMUNICAÇÃO CUIDADOSA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA POLÍTICA SOBRE COMUNICAÇÃO CUIDADOSA POLÍTICA SOBRE COMUNICAÇÃO CUIDADOSA Esta política se destina a ajudar empregados e outras pessoas que agem em nome da Magna, incluindo dirigentes,

Leia mais

Política Mundial Anticorrupção

Política Mundial Anticorrupção Política Mundial Anticorrupção I. OBJETIVO A legislação da maioria dos países considera crime o pagamento, oferta de pagamento, ou mesmo o recebimento de suborno, propina, ou outro pagamento corrupto,

Leia mais

No desenvolvimento de suas atividades, a SOCOPA observará os seguintes princípios básicos:

No desenvolvimento de suas atividades, a SOCOPA observará os seguintes princípios básicos: Princípios Éticos e Regras de Conduta 1. PRINCÍPIOS BÁSICOS NOS NEGÓCIOS da SOCOPA No desenvolvimento de suas atividades, a SOCOPA observará os seguintes princípios básicos: - pautará suas operações no

Leia mais

A. Pessoas sujeitas à política ( Pessoas abrangidas )

A. Pessoas sujeitas à política ( Pessoas abrangidas ) 1 de 8 I. FINALIDADE Esta Política de Informações Privilegiadas ("Política") fornece diretrizes com respeito às transações de títulos da Modine Manufacturing Company (a "Empresa") e o tratamento de informações

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES 1. USO DO SOFTWARE

TERMOS E CONDIÇÕES 1. USO DO SOFTWARE TERMOS E CONDIÇÕES Obrigado por usar o Star Truck Controle de Frota. Ao fazer a sua incrição através do site ou pessoalmente para uso do sistema, o usuário concorda com os seguintes termos e condições

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO EVEN

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO EVEN POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO EVEN 1 Introdução A EVEN conduz seus negócios de acordo com os altos padrões éticos e morais estabelecidos em seu Código de Conduta, não tolerando qualquer forma de corrupção e suborno.

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA e NORMAS DE CONDUTA REVOLUTYON

CÓDIGO DE ÉTICA e NORMAS DE CONDUTA REVOLUTYON CÓDIGO DE ÉTICA e NORMAS DE CONDUTA REVOLUTYON A Revolutyon é uma Empresa regida por uma escala de valores, que se orgulha da qualidade e do caráter de todos os seus Membros. O presente Código de Ética

Leia mais

Introdução: Boas Práticas

Introdução: Boas Práticas Introdução: O presente Guia, elaborado pela Associação Brasileira de Empresas de Pesquisas ABEP tem por objetivo apresentar e orientar os profissionais responsáveis pela realização de pesquisas de mercado

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO Escopo: Conselheiros, Diretores e Empregados da Apolo Tubulars S.A., e Terceiros DESCRIÇÃO DA POLÍTICA

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO Escopo: Conselheiros, Diretores e Empregados da Apolo Tubulars S.A., e Terceiros DESCRIÇÃO DA POLÍTICA POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO Escopo: Conselheiros, Diretores e Empregados da Apolo Tubulars S.A., e Terceiros DESCRIÇÃO DA POLÍTICA 1. A Apolo Tubulars S.A. ("Apolo ou "Empresa ) não tolera nenhuma forma de

Leia mais

Código de Conduta para Negócios

Código de Conduta para Negócios Código de Conduta para Negócios A Sulzer está comprometida e exige que seus empregados se comprometam a conduzir seus negócios conforme padrões éticos elevados e em observância às leis vigentes. Mensagem

Leia mais