Arquitetura de Tecnologia da Informação em Organizações

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Arquitetura de Tecnologia da Informação em Organizações"

Transcrição

1 da Informação em Organizações Fernanda Baião Núcleo de Pesquisa e Prática em Tecnologia Departamento de Informática Aplicada UNIRIO

2 Contexto... Sistemas de Informação Ensino Pesquisa Aplicação em organizações

3 Cenário Atual das Organizações Principais Problemas com TI Pouca eficácia nas soluções de TI para o negócio Falta de flexibilidade e alto custo para adaptação dos sistemas às mudanças Baixa qualidade das informações Redundâncias, inconsistências, falta de semântica explícita e consensual Múltiplas Tecnologias Necessidade de soluções de curto prazo Necessidade de contínuo gerenciamento e adaptação às mudanças tecnológicas e de negócio

4 Por quê isto acontece? Grandes distâncias entre o planejamento do negócio e os desenvolvimentos de TI Falta de visão da estratégia de TI a longo prazo Mercado de tecnologias muito volátil e ágil para atendimento das exigências do negócio Ausência de modelos conceituais de representação do domínio Fraca integração de dados e aplicações Baixo nível de padronização de Tecnologia

5 Mas, como resolver estes problemas? Conhecendo a organização Objetivos e metas, processos, conceitos e dados, sistemas e componentes, infra-estrutura Promovendo alinhamento entre a TI e processos de negócio Integrando e otimizando aplicações, informações e tecnologias Definindo melhores práticas para TI Definindo e organizando Modelos, métodos e ferramentas para suporte ao desenvolvimento de TI Estabelecendo padrões Gerindo os repositórios de informações Prospectando novas soluções no mercado

6 Perspectivas... Durante os próximos 3 a 5 anos, tendências no negócios e na tecnologia (excesso de informação, novos processos de negócio, crescimento de serviços e o poder crescente dos indivíduos) irão reforçar a necessidade de um foco mais profundo e claro na Arquitetura Corporativa, e de investimentos mais altos em pessoas, processos e tecnologia Gartner, Nov. 2007

7 Arquitetura Corporativa E o quê é Arquitetura Corporativa (de TI)? Um conceito... Conjunto estruturado de dados e modelos descritivos que definem o negócio, a informação e a tecnologia suportada para operar a empresa, num processo contínuo de alinhamento com o negócio Renato Botto Visão holística e integrada do porquê, onde e quem utiliza sistemas de TI, além de como e para quê eles são utilizados dentro de uma organização Armour et al., HICSS 2007

8 Visão estratégica [Fonte: NP2Tec -

9 Arquitetura Corporativa Produtos da Arquitetura de TI Modelos dos Processos do Negócio Identificação do relacionamento com os objetivos do negócio Modelagem das Informações Mapeamento dos Sistemas Estratificação da Infra-estrutura

10 Arquitetura Corporativa Arquitetura Corporativa de TI Composição de Arquiteturas... Arquitetura da Informação Arquitetura de Sistemas

11 Arquitetura Corporativa Arquitetura da Informação Arquitetura de Sistemas

12 Arquitetura da Arquitetura de Informação Sistemas Domínio das áreas de negócio Processos do Negócio suportar as estratégias da organização e de cada área do negócio O coração de uma boa arquitetura de negócios é a definição dos processos de negócio com suas características funcionais e operacionais, se tornando a base para manusear a aplicação das estratégias de negócio Forrester

13 Arq. Infor. Arquitetura da Arquitetura de Informação Sistemas Arquitetura Corporativa Organização e estratégia de negócio Arquitetura de Processos de Negócio Arq. Sist.

14 Arquitetura da Arquitetura de Informação Sistemas Organização e Estratégia do negócio Vasta coletânea de pensamentos com os propósitos, metas, estruturas e planos da organização Múltiplas formas possíveis principal objetivo é contextualizar o desenho dos processos de negócio Tecnicamente, não faz parte da Arquitetura Corporativa de TI, mas é crítico o suficiente para que o desenho de arquitetura garanta o que está sendo levado em consideração como parte dos processos de TI Forrester

15 Arquitetura da Arquitetura de Informação Sistemas Arquitetura de processos de negócio Define os principais processos da empresa ex.: Desenvolvimento de produtos, vendas, distribuição,... Detalha processos específicos e reflete parâmetros operacionais ex.: Volumes de transações, regras, operação centralizada ou distribuída,... Primeiro ponto de contato entre o negócio e a arquitetura de TI Apresenta a visão do negócio que será detalhada o suficiente para que sejam definidos os planos e estratégias para a construção dos SI Forrester

16 Modelo de Negócio Arquitetura da Informação Arquitetura de Sistemas Conceitos do negócio Quando? Evento Onde? Localização Processo Como? Quem? Papel Departamento Atividade Por quê? Meta Obstáculo Objetivo O quê? Produto Sistema Documento

17 Arquitetura Corporativa Arquitetura da Informação Arquitetura de Sistemas

18 Desafios na Gerência de Informação 60% + of CEOs: Need to do a better job capturing and understanding information rapidly in order to make swift business decisions. Apenas 1/3 dos CFOs acham que a informação é fácil de usar, objetiva, de custo e nível de integração razoáveis 85% da informação é não-estruturada 30% do tempo das pessoas é gasto buscando informação relevante. Em organizações da ordem de 1B de dólares, na média existem 48 sistemas financeiros distintos e 2.7 sistemas ERP Products Trx. s Reports Customers Employees Orgs. Databases Documents Financials Media 79% das organizações têm mais de 2 repositórios. 25% têm mais de 15 Partners Web Content 30-50% do tempo de projeto de aplicações é gasto em gerência de cópias. 42% das transações ainda são em papel 40% do orcamento de TI é gasto em integração. Fontes: IBM & Industry Studies, Forrester Adaptado de Nelson Mattos, IBM Research

19 Arquitetura da Arquitetura de Arquitetura da Informação Sistemas Arquitetura da Informação No domínio da Gerência de Dados Orienta e organiza toda a informação que trafega em uma organização Descreve a sua estrutura conceitual, lógica e física Viabiliza conhecimento da organização sobre seus dados, facilita acesso e trata aspectos de eficiência Visão dos Dados -> Informação -> Conhecimento Operacionalizar e otimizar as estratégias e decisões de negócio Base para o desenho e implantação dos SI

20 Arq. Infor. Arquitetura de dados Serviços de Dados Arquitetura da Arquitetura de Arquitetura da Informação Sistemas Arquitetura da Informação Arquitetura Corporativa Organização e estratégia de negócio Arquitetura de Processos de Negócio Arq. Sist.

21 Arquitetura da Informação Arquitetura de Dados Arquitetura da Arquitetura de Arquitetura da Informação Sistemas Dados, Metadados, Modelos Princípios e Políticas quem é o responsável pela informação, pelo uso e gerenciamento Estratégias de uso dos dados Semântica (conceitual) Estruturas de armazenamento (lógico) Eficiência no acesso (físico) Objetivos Facilitar o acesso à informação abstração transformações entre os modelos, rastreabilidade Fornecer subsídios para mapear a arquitetura de sistemas definir a arquitetura futura Orientar a arquitetura tecnológica bases de dados, serviços de gerência de dados, modelagem física

22 Arquitetura da Informação Serviços de Dados Arquitetura da Arquitetura de Arquitetura da Informação Sistemas Serviços para acesso às informações Informação-como-um-Serviço (information-as-a-service IaaS) Camada que encapsula as necessidades de dados das aplicações transparência Altamente re-utilizável Implementação diversa Remete à abordagem SOA

23 Arquitetura da Arquitetura de Arquitetura Corporativa Informação Sistemas Arquitetura da Informação Arquitetura de Sistemas

24 Arquitetura de Sistemas Arquitetura da Arquitetura de Arquitetura de Informação Sistemas Muitas vezes dispersa entre as múltiplas Gerências de TI Compreende o mapeamento e planejamento adequado de todos os componentes de sistemas para suportar o negócio e as atividades de uma organização Para manipular as informações que trafegam na organização Contempla identificação de quais SI são necessários para suportar o negócio desenho, construção (ou aquisição) e integração dos sistemas Composta por Arquitetura de Aplicações Arquitetura de Integração Arquitetura de Serviços

25 Arq. Infor. Arquitetura de dados Serviços de Dados Arquitetura de Sistemas Arquitetura da Informação Arquitetura de Sistemas Arquitetura Corporativa Organização e estratégia de negócio Arquitetura de Processos de Negócio Arquitetura Aplicações Arquitetura de serviços Arquitetura de integração Arq. Sist.

26 Arquitetura de Sistemas Arquitetura de Aplicações Arquitetura da Arquitetura de Arquitetura de Informação Sistemas Contempla Documentação das aplicações Análise, projeto, construção Informação trafegada entre os sistemas Processos suportados pelos sistemas Objetivo é promover desenvolvimento de aplicações de fácil integração consistentes com os requisitos identificados Que manipulam dados conhecidos adequadas às características do ambiente operacional Restrições e requisitos não funcionais

27 Arquitetura de Sistemas Arquitetura da Arquitetura de Arquitetura de Informação Sistemas Arquitetura de Integração Visão única corporativa da integração de sistemas Baseada no reuso e da distribuição de funcionalidades por um barramento (BUS) lógico Middleware de integração entre aplicações relacionamentos entre os diversos componentes implementados serviços, APIs, conectores, interfaces e protocolos de comunicação disponíveis e padronizados Arquitetura de Serviços Serviços como paradigma de construção das aplicações Encapsulamento de detalhes de funcionamento e acesso às informações, interoperabilidade Cria uma camada que encapsula componentes da aplicação Conceito de barramento Enterprise Service Bus (ESB) Aderente à abordagem SOA

28 Arquitetura da Arquitetura de Arquitetura Corporativa Informação Sistemas Arquitetura da Informação Arquitetura de Sistemas

29 Arquitetura da Arquitetura de Informação Sistemas Também conhecida como arquitetura de infra-estrutura Muito próxima do operacional e produção da organização Abrange todos os elementos para suportar TI que devem ser operados no dia a dia, bem como software e processos para gerenciá-los hardware, infra-estrutura de rede, ambientes de desenvolvimento, plataformas de gerência de dados,... Recursos que representam uma significativa parte dos ativos da organização Influencia diretamente a implementação dos SI

30 Arq. Infor. Arquitetura de dados Serviços de Dados Arquitetura da Arquitetura de Arquitetura Corporativa Informação Sistemas Arquitetura Corporativa Organização e estratégia de negócio Arquitetura de Processos de Negócio Arquitetura Aplicações Arquitetura de serviços Arquitetura de integração Arquitetura Técnica Arq. Sist. Arquitetura de Operações Arquitetura de Segurança

31 Arquitetura da Arquitetura de Informação Sistemas Arquitetura Técnica infra-estrutura de hardware e software para as aplicações e dados empresariais Plataformas de , compartilhamento de arquivos, especificação dos equipamentos Plataformas de SGBD, servidores, protocolos de rede, ambiente de data warehousing Arquitetura de Operações ferramentas e e processos necessários para construir, monitorar, gerenciar e medir todos os aspectos de tecnologia, aplicações e ativos de dados da empresa Arquitetura de Segurança proteger a informação corporativa e os processos de negócio da organização Políticas de privacidade das informações, políticas para detecção e tratamento de invasões e ataques, avaliação de incidentes de segurança Aspectos de segurança de vários itens de TI Especificação de sistemas de firewall, políticas de acesso a aplicações e arquivos, perfis de acesso às bases de dados, proteção contra vírus e espionagem eletrônica, políticas de recuperação após desastre, Tem ganhado cada vez mais projeção Lei Sarbanes Oxley,...

32 Arquitetura da Arquitetura de Informação Sistemas Derivações da arquitetura técnica e de operações Bancos de Dados Padrões e procedimentos sobre os dados Modelagem física das bases de dados Plataformas padrões e processos de infra-estrutura Estratificação de itens de infra-estrutura hardware, sistemas operacionais, mídias de armazenamento (storage), monitoração de infra-estrutura e softwares básicos Relacionamento com os diversos fornecedores Redes Padrões, especificações e infra-estrutura para interconectar os elementos da arquitetura técnica Alto grau de especialização dos recursos

33 E como a arquitetura funciona? Dados Sistemas Tecnologia Modelagem da Arquitetura atual Definição da Arquitetura futura Manutenção das arquiteturas em decorrência do processo de desenvolvimento Definição e implantação de políticas e padrões E mais.. Prospecção de novas tecnologias Processos de Arquitetura de TI Participação em comitês Avaliação da qualidade de TI Acompanhamento e medições de atividades

34 E por onde começar? Não reinventar a roda Estudar Modelos de Governança e Práticas Identificar produtos (Frameworks) Identificar ferramentas de suporte Modelar processos de arquitetura Construir modelos Institucionalizar os processos

35 O que é um framework de Arquitetura?

36 Por quê Frameworks?

37 Por quê Frameworks?

38 Vantagens do Uso de um Framework Organizar as iniciativas de arquitetura de TI Uniformizar os termos e linguagem itens e domínios de arquitetura em toda a empresa Concentrar as discussões de arquitetura Acelerar o funcionamento da TI Diminuir a complexidade da TI Permitir projeções dos itens de um framework de arquitetura em outros Apoio de ferramentas Integrar soluções, fornecedores e equipes distintas de forma mais harmônica e estruturada conforme planejamento de TI Facilitar comunicação da visão e dos planos de TI para toda a corporação Identificar alinhamento de TI com as diretrizes de negócio

39 Visões (Áreas de interesse) segundo Zachman Dados O quê Função Como Rede Onde Pessoas Quem Tempo Quando Motivação Por quê?

40 Matriz de Zachman

41 Informação Direcionamento do Negócio Matriz de Zachman Estratégia do Negócio Arquitetura Construção

42 Outros Frameworks de Arquitetura FEAF A Pratical Guide to Federal Enterprise Architecture, 2001 TEAF Treasury Enterprise Architecture Framework TOGAF Guia prático não governamental Vasta documentação disponível on-line Proposta do Open Group The Open Group is a vendor-neutral and technology-neutral consortium, whose vision of Boundaryless Information Flow will enable access to integrated information, within and among enterprises, based on open standards and global interoperability

43 TOGAF Architecture Development Method

44 Desafios para Implantação da Área de Arquitetura de TI Mudança cultural na organização Identificação de Perfis e competências Implantação da área Total alinhamento com o negócio Processos de Arquitetura alinhados com os processos de desenvolvimento Comprovar ROI

45 Mudança Cultural Que problemas podemos enfrentar? O novo em geral não é confortável Resistência a novos processos Dificuldade do ser humano com exposições e avaliações de seu trabalho Falta de maturidade Falta de competência Preferência pelo reconhecimento individual Dificuldade de trabalho em grupo Utilização de práticas pessoais que já dão certo...

46 Mudança Cultural O que fazer para melhorar? Treinamento Disseminação das práticas Reconhecimento da melhoria (ex: prêmios) Revezamento de equipes (participação temporária na Arquitetura) Estabelecimento de processos participativos para definição de padrões Demonstração constante dos resultados obtidos por quem utiliza os processos e padrões estabelecidos Estabelecimento de programas de integração de equipes (trabalho conjunto com o RH)

47 Identificação de Perfis e competências Arquiteto Chefe Assegura a integridade dos processos de desenvolvimento e o conteúdo dos produtos de arquitetura. Arquiteto de Negócios Assegura alinhamento dos mapas de arquitetura com os processos de negócio Arquiteto de Aplicações Assegura coerência e alinhamento das aplicações com o negócio Arquiteto de Informações Assegura confiabilidade aos modelos conceituais de informações da organização assim como seu alinhamento como negócio Arquiteto de Infra-estrutura Assegura atendimento das necessidade das aplicações pelo parque tecnológico da organização

48 Implantação da área Estabelecimento do Grupo / Área Definição da estratégia de implantação Definição dos processos Estabelecimento de parceria com o processo de desenvolvimento Definição e aquisição/construção de ferramentas Institucionalização dos processos Aquisição de infra-estrutura de hardware para suporte, divulgação e uso dos processos e ferramentas

49 Estratégia de Implantação

50 Negócio Inicialização Definição Design Construção Teste Unitário Teste Integrado Teste de Sistema UAT Implantação Pós-Implantação Parceria com Processo de Desenvolvimento ARQUITETURA DE APLICAÇÃO ARQUITETURA DE DADOS Desenvolvimento Usr Produção ARQUITETURA DE TECNOLOGIA

51 Alinhamento com o negócio Garantir... visibilidade sobre o planejamento estratégico da organização alinhamento com os processos de negócio participação nas decisões sobre os projetos a serem desenvolvidos em TI utilização e respeito aos padrões ser visto como parceiro

52 Resumindo Visão estratégica da Arquitetura de TI Arquitetura de TI é a chave para o alinhamento da TI ao negócio em uma organização [Fonte: NP2Tec -

53 Arquitetura Benefícios Corporativa de Governança de TI Melhoria no processo de planejamento de TI mapa para a priorização de projetos, estabelecimento de metas, dimensionamento de equipes Apoio ao planejamento financeiro de TI racional para orçamentação de projetos uso otimizado de recursos e de uma gerência mais simplificada Redução da curva de aprendizado dos especialistas de TI Melhoria dos trabalhos em equipe dentro da TI todos passam a conhecer todo o ambiente

54 Arquitetura Benefícios Corporativa no Ciclo de Desenvolvimento dos SI Redução de prazos Simplifica projeto Redução de riscos no desenvolvimento maior clareza do escopo e missão da iniciativa Susídios para planejamento de substituições de tecnologias e produtos obsoletos Aumento da rastreabilidade maior clareza do impacto da mudança dos processos e requisitos Facilidade na divulgação de padrões e produtos homologados

55 Recomendações Estar sempre um passo a frente das necessidades de desenvolvimento e de negócio Prospecção, pesquisa, planejamento estratégico Implementar ou melhorar processos da organização fluxo de informação para priorizar as atividades de arquitetura Arquitetura de aplicação deve incluir arquitetura de integração Utilizar modelos de referência de projeto

56 Recomendações Processos de arquitetura devem ser ágeis documentos de padrões mais flexíveis Prover acesso a uma base de conhecimento de arquitetura Envolver profissionais de arquitetura mais cedo nos desenvolvimentos de projetos Divulgar os processos e competências da arquitetura

57 Alguns tópicos de pesquisa em Arquitetura de TI Governança Schelp, Stutz, A BSC aproach to Measure the value of Enterprise Architecture, Workshop on Trends in Enterprise Architecture Research (TEAR 2007), St. Gallen, 2007 Construção e manutenção Modelagem e Análise do Negócio Rittgen, Deriving Concepts for Modeling Business Actions, ER 2006 Van der Aalst, Trends in business process analysis from verification to process mining, ICEIS 2007 Medeiros, van der Aalst, Quatifying process equivalence based on observed behavior, DKE 64(1), 2008 Frameworks Lindstrom et al, A survey on CIO concerns Do enterprise architecture frameworks support them?, Information systems Frontiers 8(2), 2006 Losavio, Ortega P'erez, Gonzalez, Experimenting with the Expressive Power of an Enterprise Architecture Framework, TEAA 2006 Blevins, Spencer, Waskiewics, TOGAF ADM and OMG MDA, OMG Pick your favorite [EA] framework; Use TOGAF [Architecture Development Method] to fill it; use MDA to empty it

58 Alguns tópicos de pesquisa em Arquitetura de TI Engenharia de SI Nokolaidou, Alexopoulou, Enterprise Information Ssytem Engineering: A Model-Based Approach based on the Zachmann Framework, HICSS 2008 Wegmann et al., Business and IT Alignments with SEAM for Enterprise Architecture, EDOC 2007 Dietz, Basic Notions regarding Business Processes and Supprting Information systems, CAISE Workshops (2), 2004 Muitas referências recentes DBLP faceted search: Enterprise Architecture 181 publicações desde 2005-

Qualidade de Software no Contexto Organizacional: Arquitetura Corporativa. Atila Belloquim Gnosis IT Knowledge Solutions

Qualidade de Software no Contexto Organizacional: Arquitetura Corporativa. Atila Belloquim Gnosis IT Knowledge Solutions Qualidade de Software no Contexto Organizacional: Arquitetura Corporativa Atila Belloquim Gnosis IT Knowledge Solutions TI e Negócio 10 entre 10 CIOs hoje estão preocupados com: Alinhar TI ao Negócio;

Leia mais

Fase 1: Engenharia de Produto

Fase 1: Engenharia de Produto Fase 1: Engenharia de Produto Disciplina: Análise de Requisitos DURAÇÃO: 44 h O objetivo principal da disciplina é realizar uma análise das necessidades e produzir um escopo do produto. Representará os

Leia mais

SIMPROS 2007 03 a 05 Dezembro de 2007

SIMPROS 2007 03 a 05 Dezembro de 2007 Conciliando Modelos: Arquitetura Corporativa, COBIT, PMBOK e CMMI em Harmonia Atila Belloquim Gnosis IT Knowledge Solutions TI E NEGÓCIO 10 entre 10 CIOs hoje estão preocupados com: Alinhar TI ao Negócio;

Leia mais

EXPERIÊNCIA DE USO DE ARQUITETURA CORPORATIVA NO PROJETO DE RES

EXPERIÊNCIA DE USO DE ARQUITETURA CORPORATIVA NO PROJETO DE RES EXPERIÊNCIA DE USO DE ARQUITETURA CORPORATIVA NO PROJETO DE RES Rigoleta Dutra Mediano Dias 1, Lívia Aparecida de Oliveira Souza 2 1, 2 CASNAV, MARINHA DO BRASIL, MINISTÉRIO DA DEFESA, BRASIL Resumo: Este

Leia mais

TOGAF 9 Certified - Arquitetura Corporativa Curso Oficial reconhecido pelo The Open Group (TOGAF 9 Accredited TOGAF Training Course)

TOGAF 9 Certified - Arquitetura Corporativa Curso Oficial reconhecido pelo The Open Group (TOGAF 9 Accredited TOGAF Training Course) TOGAF 9 Certified - Curso Oficial reconhecido pelo The Open Group (TOGAF 9 Accredited TOGAF Training Course) Investimento (Sem prova de certificação): R$ 2.795,00 Opção 1 - À vista com 5% de desconto:

Leia mais

acoplamento Exprime o grau de conexão entre os módulos; os módulos de um software devemapresentar um baixo coeficiente de acoplamento.

acoplamento Exprime o grau de conexão entre os módulos; os módulos de um software devemapresentar um baixo coeficiente de acoplamento. SOA Arquitetura Orientada a Serviços Conceitos e Aplicações Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com/ http://edilms.eti.br Gestão de TI Conceitode SOA SOA - Service OrientedArchitecture (Arquitetura

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br COBIT Governança de TI Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br Sobre mim Juvenal Santana Gerente de Projetos PMP; Cobit Certified; ITIL Certified; OOAD Certified; 9+ anos de experiência em TI; Especialista

Leia mais

agility made possible

agility made possible RESUMO DA SOLUÇÃO DO PARCEIRO Soluções de garantia do serviço da CA Technologies você está ajudando seus clientes a desenvolver soluções de gerenciamento da TI para garantir a qualidade do serviço e a

Leia mais

[ Empowering Business, Architecting IT. ]

[ Empowering Business, Architecting IT. ] SOA coloca TI da Rede Ipiranga em linha com os negócios Setembro/2012 Sumário Matéria publicada na Information Week... 4 Artigo Case Ipiranga... 7 SOA coloca TI da Rede Ipiranga em linha com os negócios

Leia mais

Lista de Exercícios - COBIT 5

Lista de Exercícios - COBIT 5 Lista de Exercícios - COBIT 5 1. O COBIT 5 possui: a) 3 volumes, 7 habilitadores, 5 princípios b) 3 volumes, 5 habilitadores, 7 princípios c) 5 volumes, 7 habilitadores, 5 princípios d) 5 volumes, 5 habilitadores,

Leia mais

Fator Estratégico para a Governança e a Efetividade da TI

Fator Estratégico para a Governança e a Efetividade da TI Fator Estratégico para a Governança e a Efetividade da TI Introdução Conceituação Transformando a TI: de Operacional para Estratégica Por que implementar Quem implementou Quem está implementando Como Implementar

Leia mais

SOA: Service-oriented architecture

SOA: Service-oriented architecture SOA: Service-oriented architecture Roteiro Breve História O que é Arquitetura de Software? O que é SOA? Serviços Infraestrutura Composição Sua empresa está preparada para SOA? Breve História Uma empresa

Leia mais

Arquitecturas de Sistemas de Informação

Arquitecturas de Sistemas de Informação Arquitecturas de Sistemas de Informação Arquitectura Tecnológica Arquitectura Tecnológica O que é: É a escolha dos tipos de tecnologia que devem ser utilizados para dar suporte a cada um dos sistemas e

Leia mais

Convergência TIC e Projetos TIC

Convergência TIC e Projetos TIC TLCne-051027-P1 Convergência TIC e Projetos TIC 1 Introdução Você responde essas perguntas com facilidade? Quais os Projetos TIC mais frequentes? Qual a importância de BI para a venda de soluções TIC (TI

Leia mais

Fábrica de Software Fatores motivadores, restrições e tendências

Fábrica de Software Fatores motivadores, restrições e tendências Fábrica de Software Fatores motivadores, restrições e tendências Aguinaldo Aragon Fernandes Agenda Revisitando o conceito e escopo da fábrica de software Implicações do uso do conceito de Fábrica de Software

Leia mais

IBM Software. Otimize seus ambientes de SOA, B2B e nuvem com WebSphere DataPower Agosto de 2011

IBM Software. Otimize seus ambientes de SOA, B2B e nuvem com WebSphere DataPower Agosto de 2011 IBM Software Otimize seus ambientes de SOA, B2B e nuvem com WebSphere DataPower Agosto de 2011 2 Otimize seus ambientes de SOA, B2B e nuvem com WebSphere DataPower Destaques Amplie os serviços de negócios

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 2 Computação em Nuvem Desafios e Oportunidades A Computação em Nuvem

Leia mais

COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO

COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO GOVERNANÇA DE TI O QUE É GOVERNANÇA DE TI É um conjunto de estruturas e processos que visa garantir que a TI suporte e maximize adequadamente os objetivos e estratégias

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA)

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA) Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA) Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Engenharia de Software Orientada a Serviços

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

Uma proposta de um processo prático para apoiar o reuso de software

Uma proposta de um processo prático para apoiar o reuso de software Uma proposta de um processo prático para apoiar o reuso de software Rosangela Kronig (UNIP) rkronig.mes.engprod@unip.br Ivanir Costa (UNIP) icosta@unip.br Mauro Spínola (UNIP) mspinola@unip.br Resumo A

Leia mais

INFRAESTRUTURA PARA INOVAÇÃO BPM e SOA

INFRAESTRUTURA PARA INOVAÇÃO BPM e SOA INFRAESTRUTURA PARA INOVAÇÃO BPM e SOA Palestrante: Eduardo José Ribeiro de Castro, MSc. eduardo@quaddract.com.br 25/08/2009 1 Objetivo Geral APL Brasília Capital Digital Desenvolver entre as empresas

Leia mais

MODELOS DE MELHORES GOVERNANÇA DE T.I. PRÁTICAS DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

MODELOS DE MELHORES GOVERNANÇA DE T.I. PRÁTICAS DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza MODELOS DE MELHORES PRÁTICAS DA GOVERNANÇA DE T.I. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza MELHORES PRÁTICAS PARA T.I. MODELO DE MELHORES PRÁTICAS COBIT Control Objectives for Information

Leia mais

Obtendo Qualidade com SOA

Obtendo Qualidade com SOA Obtendo Qualidade com SOA Daniel Garcia Gerente de Prática BPM/SOA daniel.garcia@kaizen.com.br 11 de Novembro de 2009 Copyright 2009 Kaizen Consultoria e Serviços. All rights reserved Agenda Sobre a Kaizen

Leia mais

Janeiro de 2008 A nova agenda para gestão da informação: você tem uma?

Janeiro de 2008 A nova agenda para gestão da informação: você tem uma? Janeiro de 2008 A nova agenda para gestão da informação: Agenda para gestão da Informação Página Conteúdo 2 Introdução 3 A necessidade de informações confiáveis 5 Uma nova abordagem a agenda para gestão

Leia mais

Plug and play options, integrating systems Opções de plug and play, integrando sistemas Flavio de Nadai

Plug and play options, integrating systems Opções de plug and play, integrando sistemas Flavio de Nadai Plug and play options, integrating systems Opções de plug and play, integrando sistemas Flavio de Nadai Plug & Play Options Integrating Systems Flávio De Nadai Desenvolvimento de Negócios Utilities & Telecom

Leia mais

SOA-1: Fundamentos da Arquitetura Orientada a Serviços. Douglas Charcon System Engineer

SOA-1: Fundamentos da Arquitetura Orientada a Serviços. Douglas Charcon System Engineer SOA-1: Fundamentos da Arquitetura Orientada a Serviços Douglas Charcon System Engineer Agenda Direcionadores de Negócios Arquitetura Orientada a Serviços Enterprise Service Bus Enhanced SOA Resumo 2 Busca

Leia mais

Ferramentas unificadas de SOA alinham negócios e TI IDG Research aponta grandes ganhos potenciais a partir de uma solução integrada

Ferramentas unificadas de SOA alinham negócios e TI IDG Research aponta grandes ganhos potenciais a partir de uma solução integrada Insight completo sobre IDG/Oracle Relatório de pesquisa de SOA Ferramentas unificadas de SOA alinham negócios e TI IDG Research aponta grandes ganhos potenciais a partir de uma solução integrada Alinhamento

Leia mais

Service Oriented Architecture (SOA)

Service Oriented Architecture (SOA) São Paulo, 2011 Universidade Paulista (UNIP) Service Oriented Architecture (SOA) Prof. MSc. Vladimir Camelo vladimir.professor@gmail.com 04/09/11 vladimir.professor@gmail.com 1 04/09/11 vladimir.professor@gmail.com

Leia mais

ARQUITETURA TRADICIONAL

ARQUITETURA TRADICIONAL INTRODUÇÃO Atualmente no universo corporativo, a necessidade constante de gestores de tomar decisões cruciais para os bons negócios das empresas, faz da informação seu bem mais precioso. Nos dias de hoje,

Leia mais

Arquitetura de Software: Uma Central para Gestão da execução de serviços

Arquitetura de Software: Uma Central para Gestão da execução de serviços Arquitetura de Software: Uma Central para Gestão da execução de serviços ADILSON FERREIRA DA SILVA Centro Paula Souza São Paulo Brasil afs.software@gmail.com Prof.a. Dr.a. MARILIA MACORIN DE AZEVEDO Centro

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos Denis Alcides Rezende Do processamento de dados a TI Na década de 1960, o tema tecnológico que rondava as organizações era o processamento de

Leia mais

Data Warehouse Processos e Arquitetura

Data Warehouse Processos e Arquitetura Data Warehouse - definições: Coleção de dados orientada a assunto, integrada, não volátil e variável em relação ao tempo, que tem por objetivo dar apoio aos processos de tomada de decisão (Inmon, 1997)

Leia mais

IBM Software IBM Business Process Manager Simples e Poderoso

IBM Software IBM Business Process Manager Simples e Poderoso IBM Software IBM Business Process Manager Simples e Poderoso Uma única plataforma BPM que oferece total visibilidade e gerenciamento de seus processos de negócios 2 IBM Business Process Manager Simples

Leia mais

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio?

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? A Tecnologia da Informação vem evoluindo constantemente, e as empresas seja qual for seu porte estão cada

Leia mais

Novas Tendências da Gestão e Governança de Dados

Novas Tendências da Gestão e Governança de Dados Novas Tendências da Gestão e Governança de Dados Bergson Lopes contato@bergsonlopes.com.br www.bergsonlopes.com.br Dados do Palestrante Bergson Lopes Rego, PMP é especialista em Gestão de Dados, Gerenciamento

Leia mais

2 Conceitos relativos a Web services e sua composição

2 Conceitos relativos a Web services e sua composição 15 2 Conceitos relativos a Web services e sua composição A necessidade de flexibilidade na arquitetura das aplicações levou ao modelo orientado a objetos, onde os processos de negócios podem ser representados

Leia mais

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Módulo 4 Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Estruturas e Metodologias de controle adotadas na Sarbanes COBIT

Leia mais

Abstraindo as Camadas de SOA & Aplicações Compostas

Abstraindo as Camadas de SOA & Aplicações Compostas Abstraindo as Camadas de SOA & Aplicações Compostas Serviço Service Requisitante Consumer Service Serviço Provider Provedor consumidores processos business e processes negócios Coreografia process choreography

Leia mais

Gestão de Contextos Visão Calandra Soluções sobre Gestão da Informação em Contextos White Paper

Gestão de Contextos Visão Calandra Soluções sobre Gestão da Informação em Contextos White Paper Gestão de Contextos Visão Calandra Soluções sobre Gestão da Informação em Contextos White Paper ÍNDICE ÍNDICE...2 RESUMO EXECUTIVO...3 O PROBLEMA...4 ILHAS DE INFORMAÇÃO...4 ESTRUTURA FRAGMENTADA VS. ESTRUTURA

Leia mais

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia P ORTFÓ FÓLIO Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia versão 1.1 ÍNDICE 1. A EMPRESA... 3 2. BI (BUSINESS INTELLIGENCE)... 5 3. DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS... 6 3.1. PRODUTOS

Leia mais

Iniciando um Framework de

Iniciando um Framework de c o l u n a Ricardo Ferreira (ricardo.ferreira@redhat.com): Trabalha na Red Hat do Brasil atuando como Solutions Architect e é especialista em Middleware, SOA e BPM. Com mais de 11 anos de experiência,

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA em Gestão da Tecnologia da Informação

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA em Gestão da Tecnologia da Informação FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA em Gestão da Tecnologia da Informação 1 Ruironaldi dos Santos Cruz ARTIGO ARQUITETURA ORIENTADA A SERVIÇO SOA SERVICE

Leia mais

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br POR QUE ESCREVEMOS ESTE E-BOOK? Nosso objetivo com este e-book é mostrar como a Gestão de Processos

Leia mais

Governança de TIC. CobiT 4.1

Governança de TIC. CobiT 4.1 Governança de TIC CobiT 4.1 Conceitos Governança: A expressão governar tem origem na expressão navegar... E o que quem navega faz? Ele faz um mapa, dá a direção, faz as regras de convivência. Tomáz de

Leia mais

Conhecimento em Tecnologia da Informação. Catálogo de Serviços. Conceitos, Maturidade Atual e Desafios. 2012 Bridge Consulting All rights reserved

Conhecimento em Tecnologia da Informação. Catálogo de Serviços. Conceitos, Maturidade Atual e Desafios. 2012 Bridge Consulting All rights reserved Conhecimento em Tecnologia da Informação Catálogo de Serviços Conceitos, Maturidade Atual e Desafios 2012 Bridge Consulting All rights reserved Apresentação Esta publicação tem por objetivo apresentar

Leia mais

Visão Geral (problema resolvido)

Visão Geral (problema resolvido) 1 Trabalho: Elaborar uma sintese do artigo sôbre o papel e natureza de uma arquitetura empresarial e comparar com o que esta sendo apresentado no curso arquitetura de informação Solução : Visão Geral (problema

Leia mais

Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação

Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação Emerson de Melo Brasília Novembro/2011 Principais Modelos de Referência para Auditoria de TI Como focar no negócio da Instituição

Leia mais

IT SERVICES PORTFOLIO. SPEKTRUM IT Services Portfolio 1

IT SERVICES PORTFOLIO. SPEKTRUM IT Services Portfolio 1 IT SERVICES PORTFOLIO SPEKTRUM IT Services Portfolio 1 Ser a única no Brasil a ser certificada pela SAP, mostra como estamos à frente no que tange à transparência em todos os nossos processos e, especialmente,

Leia mais

Guia completo para. planejar seu orçamento de TI

Guia completo para. planejar seu orçamento de TI Guia completo para planejar seu orçamento de TI SUMÁRIO >> Introdução... 3 >> Planejamento é a chave do sucesso... 6 >> Como fazer uma gestão de TI eficiente... 12 >> Aprenda a calcular o investimento

Leia mais

MODELAGEM DE PROCESSOS

MODELAGEM DE PROCESSOS MODELAGEM DE PROCESSOS a a a PRODUZIDO POR CARLOS PORTELA csp3@cin.ufpe.br AGENDA Definição Objetivos e Vantagens Linguagens de Modelagem BPMN SPEM Ferramentas Considerações Finais Referências 2 DEFINIÇÃO:

Leia mais

Arquitetura Corporativa

Arquitetura Corporativa arquitetura_ Arquitetura Corporativa Framework de Arquitetura Tecnológica Corporativa. Uma arquitetura corporativa assegura o uso efetivo da TI alinhando as estratégias de negócio e TI, melhora a comunicação

Leia mais

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC {aula #2} Parte 1 Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11)

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 14 SOA e ESB Service-Oriented

Leia mais

Governança de TI. Por que a Governança de TI é vista como fator chave para criação de valor para o Negócio? Conhecimento em Tecnologia da Informação

Governança de TI. Por que a Governança de TI é vista como fator chave para criação de valor para o Negócio? Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação Governança de TI Por que a Governança de TI é vista como fator chave para criação de valor para o Negócio? 2010 Bridge Consulting Apresentação A Governança de Tecnologia

Leia mais

Especialização em Arquitetura e Engenharia de Software

Especialização em Arquitetura e Engenharia de Software Especialização em Arquitetura e Engenharia de Software O curso vai propiciar que você seja um especialista para atua atuar na área de Arquitetura de Software em diferentes organizações, estando apto a:

Leia mais

Padrões Abertos, Componentização e SOA A chave para a evolução e criação de uma nova geração de sistemas de gestão comercial

Padrões Abertos, Componentização e SOA A chave para a evolução e criação de uma nova geração de sistemas de gestão comercial Padrões Abertos, Componentização e SOA A chave para a evolução e criação de uma nova geração de sistemas de gestão comercial Sindo V. Dias Antônio C. Mosca Rogério A. Rondini Agenda Cenário do Setor de

Leia mais

Principais inovações baseadas em nuvem Relatório de início rápido do SAP HANA Enterprise Cloud para [Nome do cliente]

Principais inovações baseadas em nuvem Relatório de início rápido do SAP HANA Enterprise Cloud para [Nome do cliente] Principais inovações baseadas em nuvem Relatório de início rápido do SAP HANA Enterprise Cloud para [Nome do cliente] [Data] Página 1 de 10 DECLARAÇÃO DE CONFIDENCIALIDADE E EXCEÇÕES DA SAP Este documento

Leia mais

Aplicação de Métodos baseado em Processos de Negócio para Desenvolvimento de Serviços

Aplicação de Métodos baseado em Processos de Negócio para Desenvolvimento de Serviços Aplicação de Métodos baseado em Processos de Negócio para Desenvolvimento de Serviços Luan Lima 1, Ricardo Diniz Sul 1,2, Leonardo Guerreiro Azevedo 1,2,3 1 Departamento de Informática Aplicada (DIA) Universidade

Leia mais

SEGURANÇA E GERENCIAMENTO DE APIs. Uma empresa da CA Technologies

SEGURANÇA E GERENCIAMENTO DE APIs. Uma empresa da CA Technologies www.layer7.com SEGURANÇA E GERENCIAMENTO DE APIs Uma empresa da CA Technologies Uma empresa da CA Technologies COMPONENTES DE APIs PARA A EMPRESA ABERTA A Layer 7 oferece soluções de segurança e gerenciamento

Leia mais

Governança de TI Evolução e Conceitos de Gestão da TI. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br

Governança de TI Evolução e Conceitos de Gestão da TI. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Governança de TI Evolução e Conceitos de Gestão da TI Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Agenda Conceitos de Governança de TI Fatores motivadores das mudanças Evolução da Gestão de TI Ciclo da Governança

Leia mais

Construa seu ambiente escalável de armazenamento sobre uma base dinâmica da família IBM Storwize

Construa seu ambiente escalável de armazenamento sobre uma base dinâmica da família IBM Storwize IBM Systems and Technology Junho de 2013 Construa seu ambiente escalável de armazenamento sobre uma base dinâmica da família IBM Storwize A família IBM Storwize auxilia na entrega do que você precisa de

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Prof. Leandro Schunk

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Prof. Leandro Schunk TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Módulo 4 Governança de TI Dinâmica 1 Discutir, em grupos: Por que então não usar as palavras ou termos Controle, Gestão ou Administração? Qual seria a diferença entre os termos:

Leia mais

ivirtua Solutions 4 ITIL

ivirtua Solutions 4 ITIL ivirtua Solutions 4 ITIL ivirtua Solutions ITIL WHITEPAPER ITIL INTRODUÇÃO O ITIL é o modelo de referência para endereçar estruturas de processos e procedimentos à gestão de TI, organizado em disciplinas

Leia mais

O desafio de uma visão mais ampla

O desafio de uma visão mais ampla com SAP NetWeaver BPM Descrição de Solução A competição acirrada tem levado as organizações a adotar novas disciplinas de gestão e empregar recursos tecnológicos avançados, a fim de atingir melhores índices

Leia mais

BPM e SOA. Grinaldo Lopes de Oliveira (grinaldo@gmail.com) Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

BPM e SOA. Grinaldo Lopes de Oliveira (grinaldo@gmail.com) Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas BPM e SOA Grinaldo Lopes de Oliveira (grinaldo@gmail.com) Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Como funcionam as organizações? O que ébpm Business Process Management (BPM)

Leia mais

Número do Recibo:83500042

Número do Recibo:83500042 1 de 21 06/06/2012 18:25 Número do Recibo:83500042 Data de Preenchimento do Questionário: 06/06/2012. Comitête Gestor de Informática do Judiciário - Recibo de Preenchimento do Questionário: GOVERNANÇA

Leia mais

UMA ESTRATÉGIA PARA GESTÃO INTEGRADA DE PROCESSOS E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ATRAVÉS DA MODELAGEM DE PROCESSOS DE NEGÓCIO EM ORGANIZAÇÕES

UMA ESTRATÉGIA PARA GESTÃO INTEGRADA DE PROCESSOS E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ATRAVÉS DA MODELAGEM DE PROCESSOS DE NEGÓCIO EM ORGANIZAÇÕES UMA ESTRATÉGIA PARA GESTÃO INTEGRADA DE PROCESSOS E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ATRAVÉS DA MODELAGEM DE PROCESSOS DE NEGÓCIO EM ORGANIZAÇÕES Andréa Magalhães 1, Cláudia Cappelli 1, Fernanda Baião 1,2, Flávia

Leia mais

Agenda. Visão Geral Alinhamento Estratégico de TI Princípios de TI Plano de TI Portfolio de TI Operações de Serviços de TI Desempenho da área de TI

Agenda. Visão Geral Alinhamento Estratégico de TI Princípios de TI Plano de TI Portfolio de TI Operações de Serviços de TI Desempenho da área de TI Governança de TI Agenda Visão Geral Alinhamento Estratégico de TI Princípios de TI Plano de TI Portfolio de TI Operações de Serviços de TI Desempenho da área de TI Modelo de Governança de TI Uso do modelo

Leia mais

MBA EM ARQUITETURA DE SOLUÇÕES

MBA EM ARQUITETURA DE SOLUÇÕES MBA EM ARQUITETURA DE SOLUÇÕES Você está trabalhando ou quer trabalhar em um mercado que precisa de soluções cada vez mais complexas, alinhadas ao negócio e, principalmente, soluções com características

Leia mais

Arquiteturas Orientadas a Serviços ESB. Enterprise Service Bus. Prof. Ricardo J. Rabelo DAS5316 Integração de Sistemas Corporativos

Arquiteturas Orientadas a Serviços ESB. Enterprise Service Bus. Prof. Ricardo J. Rabelo DAS5316 Integração de Sistemas Corporativos ESB Enterprise Service Bus Prof. Ricardo J. Rabelo DAS5316 Integração de Sistemas Corporativos Resumo Introdução Definição Problemas atuais e Vantagens Evolução do ESB ESB versus EAI, MOM, Workfow, SOA

Leia mais

GOVERNANÇA DE T.I. - CONCEITOS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

GOVERNANÇA DE T.I. - CONCEITOS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza GOVERNANÇA DE T.I. - CONCEITOS Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza GOVERNANÇA CORPORATIVA GOVERNANÇA CORPORATIVA Também conhecida como Governança Empresarial " os mecanismos ou

Leia mais

Introdução ao BPM e CBOK. Decanato de Planejamento e Orçamento DPO Diretoria de Processos Organizacionais - DPR

Introdução ao BPM e CBOK. Decanato de Planejamento e Orçamento DPO Diretoria de Processos Organizacionais - DPR Introdução ao BPM e CBOK Decanato de Planejamento e Orçamento DPO Diretoria de Processos Organizacionais - DPR BPM CBOK O Guia para o Gerenciamento de Processos de Negócio - Corpo Comum de Conhecimento

Leia mais

MBA EM ARQUITETURA E GESTÃO DE INFRAESTRUTURA DE TI

MBA EM ARQUITETURA E GESTÃO DE INFRAESTRUTURA DE TI MBA EM ARQUITETURA E GESTÃO DE INFRAESTRUTURA DE TI Novas tecnologias e tendências surgem a cada dia, como Big Data, Cloud Computing, Internet of Things, entre outras. A curva de adoção dessas tecnologias

Leia mais

Imagem Gustavo Santos. Observe Bombinhas SC.

Imagem Gustavo Santos. Observe Bombinhas SC. Imagem Gustavo Santos. Observe Bombinhas SC. 1 2 1. Uma nova modalidade de prestação de serviços computacionais está em uso desde que a computação em nuvem começou a ser idealizada. As empresas norte-

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING

BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING http://www.uniriotec.br/~tanaka/tin0036 tanaka@uniriotec.br Bancos de Dados Distribuídos Conceitos e Arquitetura Vantagens das Arquiteturas C/S (em relação

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

Institucional. CS Treina www.cstreina.com.br

Institucional. CS Treina www.cstreina.com.br Institucional Agenda Por que a CS Treina? Como nós atuamos? O que nós entregamos? A CS Treina Oferecemos serviços de Treinamentos para equipes de TI. Criamos e adaptamos treinamentos especiais para atender

Leia mais

Administração de Banco de Dados

Administração de Banco de Dados Administração de Banco de Dados Professora conteudista: Cida Atum Sumário Administração de Banco de Dados Unidade I 1 INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS...1 1.1 Histórico...1 1.2 Definições...2 1.3 Importância

Leia mais

CobiT: Visão Geral e domínio Monitorar e Avaliar. Daniel Baptista Dias Ernando Eduardo da Silva Leandro Kaoru Sakamoto Paolo Victor Leite e Posso

CobiT: Visão Geral e domínio Monitorar e Avaliar. Daniel Baptista Dias Ernando Eduardo da Silva Leandro Kaoru Sakamoto Paolo Victor Leite e Posso CobiT: Visão Geral e domínio Monitorar e Avaliar Daniel Baptista Dias Ernando Eduardo da Silva Leandro Kaoru Sakamoto Paolo Victor Leite e Posso CobiT O que é? Um framework contendo boas práticas para

Leia mais

AUDITORIA DE PROCESSOS BASEADA EM RISCOS. Diorgens Miguel Meira

AUDITORIA DE PROCESSOS BASEADA EM RISCOS. Diorgens Miguel Meira AUDITORIA DE PROCESSOS BASEADA EM RISCOS Diorgens Miguel Meira AGENDA 1 2 3 4 5 O BANCO DO NORDESTE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO BNB AUDITORIA NO BANCO DO NORDESTE SELEÇÃO DE PROCESSOS CRÍTICOS AUDITORIA

Leia mais

Guia de vendas Windows Server 2012 R2

Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Por que Windows Server 2012 R2? O que é um servidor? Mais do que um computador que gerencia programas ou sistemas de uma empresa, o papel de um servidor é fazer com

Leia mais

GESTÃO DE T.I. COBIT. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com

GESTÃO DE T.I. COBIT. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com GESTÃO DE T.I. COBIT José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com COBIT Control Objectives for Information and Related Technology Copyright 1996, 1998, 2000 Information Systems Audit and Control Foundation. Information

Leia mais

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 Universo TOTVS Fundada em 1983 6ª maior empresa de software (ERP) do mundo Líder em Software no Brasil e

Leia mais

Modernização e Evolução do Acervo de Software. Gustavo Robichez de Carvalho guga@les.inf.puc-rio.br

Modernização e Evolução do Acervo de Software. Gustavo Robichez de Carvalho guga@les.inf.puc-rio.br Modernização e Evolução do Acervo de Software Gustavo Robichez de Carvalho guga@les.inf.puc-rio.br Tópicos 1. Estudo Amplo sobre Modernização 2. Visão IBM Enterprise Modernization 3. Discussão - Aplicação

Leia mais

Alinhamento Estratégico. A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1

Alinhamento Estratégico. A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1 Conhecimento em Tecnologia da Informação Alinhamento Estratégico A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1 2010 Bridge Consulting Apresentação

Leia mais

Dado: Fatos conhecidos que podem ser registrados e têm um significado implícito. Banco de Dados:

Dado: Fatos conhecidos que podem ser registrados e têm um significado implícito. Banco de Dados: MC536 Introdução Sumário Conceitos preliminares Funcionalidades Características principais Usuários Vantagens do uso de BDs Tendências mais recentes em SGBDs Algumas desvantagens Modelos de dados Classificação

Leia mais

Estruturação da Arquitetura Estadual de Sistemas de Informação por Meio da Orientação a Serviços

Estruturação da Arquitetura Estadual de Sistemas de Informação por Meio da Orientação a Serviços Estruturação da Arquitetura Estadual de Sistemas de Informação por Meio da Orientação a Serviços Relato de Experiência da ATI-PE WCGE 2010 20/07/2010 1 Introdução 2 Sobre a ATI Agência Estadual de Tecnologia

Leia mais

Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail

Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail Engenharia de Negócios 1 Agenda 1 Sobre a TIVIT 2 IT Outsourcing 3 Parceria TIVIT & Symantec 4 Projeto

Leia mais

Transformação para uma TI empresarial Criando uma plataforma de geração de valor. Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa

Transformação para uma TI empresarial Criando uma plataforma de geração de valor. Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa Transformação para uma TI empresarial Criando uma plataforma de geração de valor Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa Transformação para uma TI empresarial Criando uma plataforma de

Leia mais

GERENCIANDO SERVIÇOS DE MENSAGENS OTT PARA UM PROVEDOR DE TELECOM GLOBAL

GERENCIANDO SERVIÇOS DE MENSAGENS OTT PARA UM PROVEDOR DE TELECOM GLOBAL GERENCIANDO SERVIÇOS DE MENSAGENS OTT PARA UM PROVEDOR DE TELECOM GLOBAL A Sytel Reply foi comissionada por uma grande operadora global de Telecom para o fornecimento de um Service Assurance de qualidade.

Leia mais

Curso Desmistificando SOA Arquitetura Orientada a Serviços

Curso Desmistificando SOA Arquitetura Orientada a Serviços Curso Desmistificando SOA Arquitetura Orientada a Serviços Service-oriented architecture (SOA), ou em português arquitetura orientada a serviços é uma visão conceitual de negócios onde as funcionalidades,ou

Leia mais

DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009.

DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009. DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009. Institui a Política de Tecnologia da Informação e Comunicação no Governo do Estado do Piauí, cria o Sistema de Governança de Tecnologia da Informação e

Leia mais

Fundamentos da inteligência de negócios: gestão da informação e de bancos de dados

Fundamentos da inteligência de negócios: gestão da informação e de bancos de dados Fundamentos da inteligência de negócios: gestão da informação e de bancos de dados slide 1 1 Copyright 2011 Pearson Education, Inc. publishing as Prentice Hall Objetivos de estudo Como um banco de dados

Leia mais

Eficiência em TI e Criação de Valor. Anderson Itaborahy Diretoria de Tecnologia do Banco do Brasil

Eficiência em TI e Criação de Valor. Anderson Itaborahy Diretoria de Tecnologia do Banco do Brasil Eficiência em TI e Criação de Valor Anderson Itaborahy Diretoria de Tecnologia do Banco do Brasil FEBRABAN Abril/2013 Eficiência EFICIÊNCIA é a permanente otimização dos recursos disponíveis para a criação

Leia mais

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais