Agricultura Familiar e Alimentação Escolar no município de Registro.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Agricultura Familiar e Alimentação Escolar no município de Registro."

Transcrição

1 Rua José Antônio de Campos, nº 250 Centro Registro/SP Fone (13) Fax (13) CNPJ: / Agricultura Familiar e Alimentação Escolar no município de Registro. Marcos Miguel Gamberini Diretor do Departamento de Desenvolvimento Econômico Av. H Matsugawa,875 Registro,SP. Tel (13) ,

2 VALE DO RIBEIRA Rio Ribeira de Iguape no município de Registro.

3

4 O Vale do Ribeira Maior remanescente de Mata Atlântica Reserva da Biosfera da Mata Atlântica Patrimônio Natural da Humanidade Menores IDH do Estado de São Paulo Grande IPDH Território da Cidadania

5 O desenvolvimento sustentável O manejo dos recursos florestais A produção em SAFs- Sistemas Agroflorestais e Agricultura Orgânica. A diversidade étnica e cultural da agricultura familiar. O manejo dos organismos aquáticos O recebimento pelos serviços ambientais O turismo ecológico

6 O trabalho da Prefeitura para o Desenvolvimento Rural Ação conjunta com os diversos setores da agricultura e do meio rural: agricultores familiares, agricultores de médio e grande porte: bananicultura, bubalinocultores e produtores de plantas ornamentais para a sistematização e priorização das demandas e o planejamento das ações da prefeitura. Participação nos fóruns: Território da Cidadania, CONSAD, CBH. Amplo diálogo e busca de parcerias com as diferentes esferas de governo e instituições não-governamentais (MDA, INCRA, MDS, MAPA Cati, Itesp, Apta, Unesp, ISA, Proter, Idesc,Fartura Alimentos) Fortalecimento das organizações dos agricultores considerando-os os interlocutores privilegiados: associações, sindicatos, cooperativas e grupos. Fortalecimento e democratização do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural

7 O apoio à Agricultura Familiar Constituição de uma equipe municipal de ATER exclusiva para a agricultura familiar: Serviço de mecanização agrícola prioritário para a agricultura familiar Serviço de conservação das estradas

8 Passo a passo Em janeiro de 2009 a prefeita municipal assumiu o compromisso de apoiar a agricultura familiar e comprar os produtos para a Merenda (havia a MP 455) Montamos uma equipe de ATER-Municipal (Assistência Técnica e Extensão Rural) com foco na agricultura familiar Desde janeiro começamos a interlocução com o setor responsável pela Merenda Escolar ( Depto de Educação e Cozinha Piloto). Em março realizamos uma reunião com representantes de todos os Bairros Rurais do município e anunciamos a intenção de comprar os produtos para A Alimentação Escolar. Entregamos a lista de produtos agrícolas mais comuns da agricultura familiar local para a nutricionista avaliar quais poderiam compor o cardápio.

9 Entregamos a lista de produtos comprados para a Merenda aos agricultores para eles avaliassem quais dos itens eles produzem normalmente, quais eles poderiam produzir e quais eles produzem que poderia substituir os normalmente comprados. Realizamos uma reunião com o representante do trabalho de ATER da prefeitura, do responsável pelas compras e licitações, da nutricionista responsável pela Alimentação Escolar e representante da Cooperativa da agricultura familiar e definimos os primeiros produtos a serem comprados. A partir da publicação da resolução 38 realizamos reuniões com Cooperativa Família do Vale, Aovale, Associações de Bairros já para discutir os procedimentos estabelecidos na resolução, discutimos a questão da qualidade e dos preços dos produtos. Paralelamente encaminhamos projeto de Lei para instituir o SIM- Serviço de Inspeção Municipal de alimentos para ampliar a gama de produtos a serem adquiridos, assim em 2010 além dos produtos agrícolas, a agricultura familiar começará a fornecer produtos processados ( farinhas, sucos, doces, pães, carnes e derivados) Dia 17 de outubro publicamos a primeira CHAMADA PÚBLICA.

10 11. Estamos agora fechando os planos de produção e passaremos nos próximos dias a assinar os contratos e receber os produtos 12. A equipe de ATER (constituída por um engenheiro agrônomo, um engenheiro florestal, um técnico agropecuário, um agente de serviço social e dois estagiários, três tratoristas) prestarão assessoria para o planejamento da produção, assistência técnica na produção, conversão para a agricultura orgânica ou adoção de boas práticas agrícolas, serviços mecanizados de preparo do solo. Georreferenciamos todos os agricultores. 13. Programamos cursos de capacitação em Boas Práticas Agrícolas e Agroecologia, e Boas Práticas na Produção de Alimentos. Estamos encaminhando projeto de Agroindústria Familiar para produção de sopão multilegumes, sucos e doces de frutos e macarrão de mandioca e banana, produzidos com matérias primas da agricultura familiar para a Alimentação Escolar. 14. Estamos discutindo mecanismos de remuneração diferenciada para os produtores Agroflorestais e para os produtores que estiverem promovendo a adequação ambiental de suas propriedades. 15. Realizaremos no próximo dia uma reunião com representantes dos agricultores e da prefeitura para definir os detalhes dos contatos. 16.

11 Vamos introduzir o suco da juçara ( produto do manejo sustentável da mata atlântica) na Alimentação Escolar em Realizaremos dia 13 de novembro 2 ª Reunião de Planejamento e Avaliação com representantes dos Bairros Rurais para garantir a ampliação desta ação em Estamos em parceria com o Ministério da Pesca e Aquicultura para substituir empanados de frango, por empanados de peixes que serão produzidos na região pela agroindústria pesqueira da agricultura familiar que está sendo construída. 19. Ingressamos na discussão do SUASA, 20. Trabalhamos com a meta de usar 100% dos recursos federais para compra da agricultura familiar.

12 Precauções e Dúvidas. Discutir exaustivamente com os agricultores sobre a qualidade dos produtos, os preços, a logística de entrega, a sazonalidade dos produtos, etc. Ganhar a adesão do setor da Merenda ( Educação, Nutricionistas, merendeiras) Envolver, esclarecer e capacitar o setor de compras e licitação Prestar ATER de qualidade ( necessidade de recursos humanos e equipamentos) Deixar bem claro para os agricultores e para o setor de compras da prefeitura, como serão os contratos, os pagamentos, etc. Recibos e recolhimento de impostos, como serão os recibos? Quais impostos a recolher, como recolher.

13 Observações: Necessidade de inserir os agricultores familiares que não fazem parte de nenhuma organização ( muitos agricultores familiares no município de registro e na região, por razões diversas, não estão organizados em associações, sindicatos e cooperativas), mas são agricultores familiares e moradores de comunidades tradicionais que precisam ser incorporados nesta politica. Está havendo por parte de alguns movimentos a desinformação de que agricultores que não fazem parte das organizações não poderão vender. ( a única exigência da Lei é que tenha DAP e que se não pertencer a nenhum grupo formal deve ter seu projeto aprovado por entidade de ATER) Necessidade de apoiar a organização dos agricultores em associações e cooperativas para viabilizar a logística de produção e de entrega dos produtos, projetos agroindustriais.

14 Planejamento com os agricultores

15 Georreferenciamento dos agricultores de Registro.

16 Sítios entre 10 e 64 hectares

17 LEI de 16 de julho de 2009 Determina que as prefeituras utilizem no mínimo 30% dos recursos federais para compra de produtos dos Agricultores Familiares para a Alimentação Escolar. A Alimentação escolar é comprada com recursos federal, estadual e municipal.

18 Resolução do FNDE R$ 9000,00 por agricultor familiar/ano Contratos com as organizações formais e informais. Portaria da Prefeitura Contratos e Planos de Trabalho Assistência Técnica

19 O que já está acontecendo em Registro

20 Agricultores produzindo para a Alimentação Escolar

21 Detalhe do georreferenciamento dos agricultores

22 Reuniões de planejamento com os agricultores.

23 Proposta de preços entregues pelos agricultores. V a l o r R I C A R D O S O A R E S I t e n s Q t d e. V a l o r E s t i m a d o V A L D E M I R D E O L I V E I R A J O A O E Z E Q U I E L C H A G A S U n. E s p e c i f i c a ç ã o E s t i m a d o C A R D O S O - M E T O T A L U n i t a r i o U n. T o t a l $ U n. T o t a l $ U n K G A B O B O R A m a d u r a p a u l i s t i n h a 1, , 5 0 S / M A R C A S / M A R C A N Ã O C O T O U 1, , 0 0 1, , 0 0 0, K G A B O B R I N H A i t a l i a n a - e x t r a 1, , 4 0 S / M A R C A N Ã O C O T O U S / M A R C A 1, , 6 0 0, 0 0 0, 0 0 1, U n. A C E L G A g r a n d e - t i p o 0 8 1, , 5 8 S / M A R C A N Ã O C O T O U N Ã O C O T O U 1, , 0 0 0, 0 0 0, 0 0 0, M Ç A G R I Ã O - m a ç o g r a n d e 2, , 0 0 S / M A R C A N Ã O C O T O U N Ã O C O T O U 2, , 0 0 0, 0 0 0, 0 0 0, U n. A L F A C E C R E S P A - g r a n d e 0, , 4 0 S / M A R C A N Ã O C O T O U N Ã O C O T O U 0, , 0 0 0, 0 0 0, 0 0 0, K G B A N A N A N A N I C A - c l i m a t i z a d a m e d i a 0, , 0 0 S / M A R C A N Ã O C O T O U N Ã O C O T O U 0, , 0 0 0, 0 0 0, 0 0 0, K G B E R I N J E L A 1, , 7 5 S / M A R C A N Ã O C O T O U N Ã O C O T O U 1, , 0 0 0, 0 0 0, 0 0 0, K G B E T E R R A B A - e x t r a m e d i a 1, , 4 8 S / M A R C A N Ã O C O T O U N Ã O C O T O U 1, , 9 2 0, 0 0 0, 0 0 0, K G C E B O L I N H A V E R D E 4, , 8 2 S / M A R C A N Ã O C O T O U S / M A R C A 6, , 0 0 0, 0 0 0, 0 0 0, K G C E N O U R A - e x t r a m e d i a 1, , 3 2 S / M A R C A N Ã O C O T O U N Ã O C O T O U 1, , 0 8 0, 0 0 0, 0 0 0, K G C H U C H U - e x t r a m e d i o 1, , 6 0 S / M A R C A N Ã O C O T O U N Ã O C O T O U 1, , 0 0 0, 0 0 0, 0 0 0, M Ç C O U V E - m a n t e i g a m a ç o g r a n d e 1, , 8 8 S / M A R C A N Ã O C O T O U N Ã O C O T O U 1, , 0 0 0, 0 0 0, 0 0 0, U n. C O U V E F L O R - e s p e c i a l g r a n d e 2, , 8 4 S / M A R C A N Ã O C O T O U N Ã O C O T O U 2, , 0 0 0, 0 0 0, 0 0 0, M Ç E S P I N A F R E - e s p e c i a l - m a ç o g r a n d e 2, , 4 0 S / M A R C A N Ã O C O T O U N Ã O C O T O U 2, , 0 0 0, 0 0 0, 0 0 0, K G I N H A M E - e s p e c i a l m e d i o 1, , 1 0 S / M A R C A N Ã O C O T O U N Ã O C O T O U 1, , 6 0 0, 0 0 0, 0 0 0, K G M A N D I O C A m e d i a 1, , 0 8 S / M A R C A N Ã O C O T O U N Ã O C O T O U 1, , 4 0 0, 0 0 0, 0 0 0, K G P E P I N O - j a p o n e s - e x t r a m e d i o 2, , 0 0 S / M A R C A N Ã O C O T O U N Ã O C O T O U

24 Próximos Passos Publicação da Portaria Municipal( já ocorreu em 17/10) chamando os Agricultores Familiares a fornecerem os produtos da Merenda. Definição dos preços Formalização dos Contratos e Planos de Trabalho com a Cooperativa Família do Vale, Aovale e outras associações.

25 Responsabilidades da Prefeitura Cumprir a Lei com a meta de usar 100% dos recursos federais para compra da Agricultura Familiar. Propor uma Lei Municipal para usar os recursos municipais para comprar da Agricultura Familiar. Implantar o SIM- Serviço de Inspeção Municipal que permitirá a compra de produtos processados como a farinha, doces, sucos, derivados de peixes. Adaptar o cardápio aos produtos locais Prestar Assistência Técnica aos Agricultores.,

26 Inovações Produtos utilizando biomassa de banana. Sucos artificiais substituídos por sucos naturais de frutas nativas e outras adaptadas aos SAFs- Sistemas Agroflorestais. Instalação de uma unidade de processamento do fruto da juçara ( Euterpe ) Desenvolvimento de produtos a partir da mandioca e banana ( macarrão).parceria com a Fartura Alimentos.

27

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR A experiência do município de Pomerode/SC. PREFEITURA MUNICIPAL DE POMERODE SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO EMPREENDEDORA Governo do Estado de Santa Catarina

Leia mais

ANEXO II HISTÓRICO DAS FEIRAS DE TROCA DE SEMENTES TRADICIONAIS E CRIOULAS DO ESTADO DE SÃO PAULO

ANEXO II HISTÓRICO DAS FEIRAS DE TROCA DE SEMENTES TRADICIONAIS E CRIOULAS DO ESTADO DE SÃO PAULO ANEXO II HISTÓRICO DAS FEIRAS DE TROCA DE SEMENTES TRADICIONAIS E CRIOULAS DO ESTADO DE SÃO PAULO JUSTIFICATIVA Após a organização do 1 Seminário de Acesso a Sementes Crioulas e Orgânicas em abril de 2010

Leia mais

Carta à sociedade referente à participação no Plano de Investimentos do Brasil para o FIP

Carta à sociedade referente à participação no Plano de Investimentos do Brasil para o FIP Carta à sociedade referente à participação no Plano de Investimentos do Brasil para o FIP Prezado(a)s, Gostaríamos de agradecer por sua participação e pelas contribuições recebidas no âmbito da consulta

Leia mais

Projeto Quintais Amazônicos

Projeto Quintais Amazônicos Projeto Quintais Amazônicos BOLETIM INFORMATIVO DO PROJETO QUINTAIS AMAZÔNICOS - MAIO - Nº.01 CONHEÇA 0 PROJETO QUE IRÁ GERAR NOVAS OPORTUNIDADES ECONÔMICAS, INCLUSÃO SOCIAL E CONSERVAÇÃO AMBIENTAL PARA

Leia mais

É HORA DE INCLUIR O DESENVOLVIMENTO LOCAL NAS PRIORIDADES DO SEU MUNICÍPIO! Especialistas em pequenos negócios

É HORA DE INCLUIR O DESENVOLVIMENTO LOCAL NAS PRIORIDADES DO SEU MUNICÍPIO! Especialistas em pequenos negócios É HORA DE INCLUIR O DESENVOLVIMENTO LOCAL NAS PRIORIDADES DO SEU MUNICÍPIO! Especialistas em pequenos negócios MÃOS À OBRA!!! Prefeito e Prefeita, seguem sugestões de Programas e Ações a serem inseridos

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Agrário -MDA- Secretaria da Agricultura Familiar -SAF- Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural -DATER-

Ministério do Desenvolvimento Agrário -MDA- Secretaria da Agricultura Familiar -SAF- Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural -DATER- Ministério do Desenvolvimento Agrário -MDA- Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural Secretaria da Agricultura Familiar -SAF- -DATER- Lei 12.188 Assistência Técnica e Extensão Rural para a

Leia mais

GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY. Oficina de Planejamento 2010-2012

GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY. Oficina de Planejamento 2010-2012 GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY Oficina de Planejamento 2010-2012 Paraty, agosto de 2010 Objetivo da oficina Elaborar o Direcionamento Estratégico da Gastronomia Sustentável de Paraty para os próximos

Leia mais

Compra e Venda da Produção da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar

Compra e Venda da Produção da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar Compra e Venda da Produção da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar Hilda Lorena Freitas Agente PNAE/REBRAE Cecane/UNB A partir da Lei n. 11.947/2009 Art. 14. Do total dos recursos financeiros

Leia mais

Planejamento Estratégico COLETIVO AGROECOLÓGICO DE PARATY. Foco no Mercado

Planejamento Estratégico COLETIVO AGROECOLÓGICO DE PARATY. Foco no Mercado Planejamento Estratégico COLETIVO AGROECOLÓGICO DE PARATY Foco no Mercado Paraty, 26 de julho 2012 Consultora: Marlize Porto Apresentação A Gastronomia Sustentável de Paraty se pauta pelo compromisso de

Leia mais

Agricultura de Baixo Carbono e Extensão Rural: O contexto da Agricultura Familiar. Brasília, Junho 2013

Agricultura de Baixo Carbono e Extensão Rural: O contexto da Agricultura Familiar. Brasília, Junho 2013 Agricultura de Baixo Carbono e Extensão Rural: O contexto da Agricultura Familiar Brasília, Junho 2013 A AGRICULTURA FAMILIAR NO BRASIL Fonte: Censo Agropecuário 2006 - IBGE A AGRICULTURA FAMILIAR NO BRASIL

Leia mais

SUMÁRIO DA APRESENTAÇÃO

SUMÁRIO DA APRESENTAÇÃO Agricultura Familiar na Alimentação Escolar SUMÁRIO DA APRESENTAÇÃO Lei 11.947/09 Visão de Futuro, Oportunidades e Desafios PAA e Programa Nacional de Alimentação Escolar Necessidades Alimentação Escolar

Leia mais

agricultura familiar

agricultura familiar saúde A importância da agricultura familiar na merenda escolar Iniciativas em Santa Rosa do Viterbo são exemplos de sucesso Por Danielle Lautenschlaeger Inúmeras famílias brasileiras ainda obtêm sua renda

Leia mais

PISA. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Diversificar para produzir com sustentabilidade alimentos seguros e de qualidade

PISA. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Diversificar para produzir com sustentabilidade alimentos seguros e de qualidade PISA Programa de Produção Integrada de Sistemas Agropecuários em Microbacias Hidrográficas Diversificar para produzir com sustentabilidade alimentos seguros e de qualidade Ministério da Agricultura, Pecuária

Leia mais

Programa Mato-grossense de Municípios Sustentáveis Registro de Experiências municipais 1

Programa Mato-grossense de Municípios Sustentáveis Registro de Experiências municipais 1 Programa Mato-grossense de Municípios Sustentáveis Registro de Experiências municipais 1 Conceito de Tecnologia Social aplicada a Municípios Sustentáveis: "Compreende técnicas, metodologias e experiências

Leia mais

A ECOAR E O DESENVOLVIMENTO FLORESTAL JUNTO À PEQUENA E MÉDIA PROPRIEDADE RURAL. Atuação e abordagem dos trabalhos desenvolvidos pela ECOAR

A ECOAR E O DESENVOLVIMENTO FLORESTAL JUNTO À PEQUENA E MÉDIA PROPRIEDADE RURAL. Atuação e abordagem dos trabalhos desenvolvidos pela ECOAR A ECOAR E O DESENVOLVIMENTO FLORESTAL JUNTO À PEQUENA E MÉDIA PROPRIEDADE RURAL Eduardo S. Quartim. João C. S. Nagamura. Roberto Bretzel Martins. Atuação e abordagem dos trabalhos desenvolvidos pela ECOAR

Leia mais

FUNDO DE PARCERIA PARA ECOSSISTEMAS CRÍTICOS RELATÓRIO FINAL DO PROJETO I. DADOS BÁSICOS. Nome da organização: Instituto Floresta Viva

FUNDO DE PARCERIA PARA ECOSSISTEMAS CRÍTICOS RELATÓRIO FINAL DO PROJETO I. DADOS BÁSICOS. Nome da organização: Instituto Floresta Viva FUNDO DE PARCERIA PARA ECOSSISTEMAS CRÍTICOS RELATÓRIO FINAL DO PROJETO I. DADOS BÁSICOS Nome da organização: Instituto Floresta Viva Título do projeto: Creation and Implementation of Protected Areas in

Leia mais

Passo-a-passo para compra e venda da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar

Passo-a-passo para compra e venda da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar Passo-a-passo para compra e venda da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar Passo-a-passo Quem vende Quem compra Grupo Formal Cooperativa ou Associação com DAP jurídica Entidades Executoras Grupo

Leia mais

PLANO NACIONAL DE AGROECOLOGIA E PRODUÇÃO ORGÂNICA

PLANO NACIONAL DE AGROECOLOGIA E PRODUÇÃO ORGÂNICA PLANO NACIONAL DE AGROECOLOGIA E PRODUÇÃO ORGÂNICA PLANAPO 2013-2015 Câmara Interministerial de Agroecologia e Produção Orgânica (Ciapo) Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria-Geral da Presidência

Leia mais

Agricultura Familiar Nutrindo a Alimentação Escolar

Agricultura Familiar Nutrindo a Alimentação Escolar Agricultura Familiar Nutrindo a Alimentação Escolar ACESSO AO MERCADO POLÍTICAS PÚBLICAS GRANDE DESAFIO : AS GRANDES CIDADES Melhorar o desempenho e a qualidade da aplicação da LEI FNDE/11.947/2009 Ampliando

Leia mais

O NOVO INCRA 1. POR QUE MUDAR O INCRA

O NOVO INCRA 1. POR QUE MUDAR O INCRA O NOVO INCRA Apresentação Estamos chegando ao final do processo de reestruturação do Incra. Foram alguns meses de árduo trabalho, construindo nosso futuro. Chegamos agora ao termo de uma mudança que foi

Leia mais

I SEMINÁRIO ESTADUAL DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS 2010. Engª Agrônoma e Perita Ambiental Suelen Alves Bomfim

I SEMINÁRIO ESTADUAL DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS 2010. Engª Agrônoma e Perita Ambiental Suelen Alves Bomfim I SEMINÁRIO ESTADUAL DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS 2010 Engª Agrônoma e Perita Ambiental Suelen Alves Bomfim Manaus - 13/8/2010 APL DE POLPAS, EXTRATOS E CONCENTRADOS DE FRUTAS REGIONAIS CIDADE PÓLO: ITACOATIARA

Leia mais

PROGRAMA ZONA FRANCA VERDE

PROGRAMA ZONA FRANCA VERDE PROGRAMA ZONA FRANCA VERDE IDAM INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO FLORESTAL SUSTENTÁVEL DO ESTADO DO AMAZONAS SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL 1 ESTRUTURA DO SETOR PRIMÁRIO NO ESTADO

Leia mais

Oficina de Controle Social na Alimentação Escolar

Oficina de Controle Social na Alimentação Escolar Projeto Consumo Responsável e Coletivo Oficina de Campina Grande, 21 de Novembro de 2011 Ana Flávia Badue, Danuta Chmielewska e Viviany Félix Instituto Kairós - Ética e Atuação Responsável www.institutokairos.net

Leia mais

Diagnóstico de oportunidades de quebra de barreiras para acesso às políticas públicas da Agricultura Familiar em São Félix do Xingu, Pará.

Diagnóstico de oportunidades de quebra de barreiras para acesso às políticas públicas da Agricultura Familiar em São Félix do Xingu, Pará. TERMO DE REFERÊNCIA Diagnóstico de oportunidades de quebra de barreiras para acesso às políticas públicas da Agricultura Familiar em São Félix do Xingu, Pará. 1. Título: Diagnóstico de oportunidades para

Leia mais

A Cooperativa dos Aquicultores de Águas Continentais (Coopecon), foi criada em 14 de outubro de 2010, quando 22 sócios se reuniram para a formalização da cooperativa. Com forte atuação em planejamento

Leia mais

Software de Gestão da Compra de produtos Agricultura Familiar para Alimentação Escolar

Software de Gestão da Compra de produtos Agricultura Familiar para Alimentação Escolar Sistema Sistema Agrosaf - Sistema de Gestão da Agricultura Familiar Software de Gestão da Compra de produtos Agricultura Familiar para Alimentação Escolar VERSÃO DO SISTEMA PNAE Programa Nacional de Alimentação

Leia mais

Sejam bem vindos e bem vindas

Sejam bem vindos e bem vindas Sejam bem vindos e bem vindas Brasília Goiás Mato Grosso Mato Grosso do Sul Minas Gerais Tocantins E de todo Nordeste, em especial este Estado que nos acolhe! Instituições Realizadoras O ISPN e a AGENDHA

Leia mais

LEGISLAÇÃO BRASILEIRA E PROGRAMAS DO GOVERNO FEDERAL PARA O USO SUSTENTÁVEL E A CONSERVAÇÃO DE SOLOS AGRÍCOLAS

LEGISLAÇÃO BRASILEIRA E PROGRAMAS DO GOVERNO FEDERAL PARA O USO SUSTENTÁVEL E A CONSERVAÇÃO DE SOLOS AGRÍCOLAS ESTUDO LEGISLAÇÃO BRASILEIRA E PROGRAMAS DO GOVERNO FEDERAL PARA O USO SUSTENTÁVEL E A CONSERVAÇÃO DE SOLOS AGRÍCOLAS ESTUDO DEZEMBRO/2014 Rodrigo Hermeto Corrêa Dolabella Consultor Legislativo da Área

Leia mais

ENCONTRO SOBRE AQUISIÇÃO DE PRODUTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR PARA A MERENDA ESCOLAR CUBATÃO 2015

ENCONTRO SOBRE AQUISIÇÃO DE PRODUTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR PARA A MERENDA ESCOLAR CUBATÃO 2015 ENCONTRO SOBRE AQUISIÇÃO DE PRODUTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR PARA A MERENDA ESCOLAR CUBATÃO 2015 PP DE SAN EM ITANHAÉM Antecedentes e demanda Declínio da produção e êxodo rural Monocultura da banana atravessador

Leia mais

SÍNTESE JUINA. Meio Ambiente

SÍNTESE JUINA. Meio Ambiente SÍNTESE JUINA Aperfeiçoar mecanismos controle ambiental Meio Ambiente Instalação de viveiros de distribuição de mudas para o reflorestamento e matas ciliares Ampliar aceso aos programas de crédito de Capacitar

Leia mais

FICHA PROJETO - nº 097-MA

FICHA PROJETO - nº 097-MA FICHA PROJETO - nº 097-MA Mata Atlântica Grande Projeto 1) TÍTULO: Construindo Estratégias Participativas e Projetos Demonstrativos de Conservação da Mata Atlântica na Região do Corredor de Biodiversidade

Leia mais

Compra Direta Local da Agricultura Familiar do Recife

Compra Direta Local da Agricultura Familiar do Recife Prefeitura da Cidade do Recife Secretaria de Desenvolvimento Econômico PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS Compra Direta Local da Agricultura Familiar do Recife Recife, 2004 Preâmbulo O presente projeto

Leia mais

www.assentamentosustentavel.org.br

www.assentamentosustentavel.org.br INFORMATIVO DO PROJETO ASSENTAMENTOS SUSTENTÁVEIS NA AMAZÔNIA (PAS) NÚMERO 2 SETEMBRO DE 2013 O QUE MUDOU PARA O PEQUENO PRODUTOR RURAL NA AMAZÔNIA? RESERVA LEGAL: são áreas de floresta que devem ser mantidas.

Leia mais

Cozinha Multiuso Comunitário de Produção CMCP denominado DE COZINHA COMUNITÁRIA a ser

Cozinha Multiuso Comunitário de Produção CMCP denominado DE COZINHA COMUNITÁRIA a ser Cozinha Multiuso Comunitário de Produção CMCP denominado DE COZINHA COMUNITÁRIA a ser Mostra Local de: Rio Branco do Sul (Municípios de Rio Branco do Sul, Almirante Tamandaré e Itaperuçu) Categoria do

Leia mais

AÇAO ENCAMINHAMENTO RESPONSAVEL ORGAO PERIODO OBSERVAÇOES. 1, 2 e 3 - ITERPA e Secretaria de Terras e Patrimoniais (Prefeitura)

AÇAO ENCAMINHAMENTO RESPONSAVEL ORGAO PERIODO OBSERVAÇOES. 1, 2 e 3 - ITERPA e Secretaria de Terras e Patrimoniais (Prefeitura) OPERAÇÃO ARCO VERDE - SANTANA DO ARAGUAIA EIXO - REGULARIZAÇÃO FUNDIÀRIA AÇAO ENCAMINHAMENTO RESPONSAVEL ORGAO PERIODO OBSERVAÇOES 1 2 Presença do Estado regularização fundiária de imóveis rurais em áreas

Leia mais

PLANO ESTADUAL DA CULTURA. Matriz Situacional da Cultura

PLANO ESTADUAL DA CULTURA. Matriz Situacional da Cultura PLANO ESTADUAL DA CULTURA Matriz Situacional da Cultura Fórum de Planejamento Regional Cidade Sede: Aranranguá 29 e 30 de agosto de 2012 Priorização de Diretrizes e Ações Objetivo: Discussão da proposta

Leia mais

Relatório 004/2014. Ações desenvolvidas em setembro de 2014

Relatório 004/2014. Ações desenvolvidas em setembro de 2014 Relatório 4/214 Ações desenvolvidas em setembro de 214 Cadastro Ambiental Rural (CAR) e Cadastro Nacional de Usuários de Recursos Hídricos (CNARH). Região Hidrográfica da Baía da Ilha Grande. 1. DADOS

Leia mais

Governo Federal investe R$ 13,3 bilhões no combate à pobreza em 2007

Governo Federal investe R$ 13,3 bilhões no combate à pobreza em 2007 Governo Federal investe R$ 13,3 bilhões no combate à pobreza em 2007 O Governo Federal está investindo R$ 13,3 bilhões, em 2007, no combate à pobreza, integrando mais de 30 programas e ações que visam

Leia mais

RESPONSABILIDADES NO PBA 2012 PREFEITURAS E SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

RESPONSABILIDADES NO PBA 2012 PREFEITURAS E SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO RESPONSABILIDADES NO PBA 2012 PREFEITURAS E SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Quando da adesão municipal ao programa suas atribuições são: Indicar e/ou selecionar o coordenador de turmas junto à Seduc;

Leia mais

Projeto: SEMENADO O BIOMA CERRADO RELATÓRIO DE VIAGEM A CRITALINA/GO

Projeto: SEMENADO O BIOMA CERRADO RELATÓRIO DE VIAGEM A CRITALINA/GO Projeto: SEMENADO O BIOMA CERRADO RELATÓRIO DE VIAGEM A CRITALINA/GO Assunto: Reuniões de Programação de Eventos. 2011. Pessoas que participaram das reuniões: Luiz Carlos Simon Coordenador Geral do Instituto

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA Nº001/2010

CHAMADA PÚBLICA Nº001/2010 CHAMADA PÚBLICA Nº001/2010 A PREFEITURA MUNICIPAL DE PETROLINA-PE, pessoa jurídica de direito público com sede na Av. Guararapes, nº 2.114 - Centro - Petrolina-PE, inscrita no CNPJ nº. 10.358.190/0001-77,

Leia mais

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL ANTECEDENTES, CENÁRIO ATUAL E PERSPECTIVAS

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL ANTECEDENTES, CENÁRIO ATUAL E PERSPECTIVAS POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL ANTECEDENTES, CENÁRIO ATUAL E PERSPECTIVAS ANTECEDENTES ANTECEDENTES 1982 - Criação do Ministério Extraordinário para Assuntos Fundiários (MEAF), regulamentado pelo

Leia mais

3ª FEIRA DE TROCA DE SEMENTES, MUDAS E ANIMAIS CAIPIRAS DE CUNHA/SP 3ª FEIRA DE TROCA DE SEMENTES TRADICIONAIS E CRIOULAS DO ESTADO DE SP.

3ª FEIRA DE TROCA DE SEMENTES, MUDAS E ANIMAIS CAIPIRAS DE CUNHA/SP 3ª FEIRA DE TROCA DE SEMENTES TRADICIONAIS E CRIOULAS DO ESTADO DE SP. 3ª FEIRA DE TROCA DE SEMENTES, MUDAS E ANIMAIS CAIPIRAS DE CUNHA/SP 3ª FEIRA DE TROCA DE SEMENTES TRADICIONAIS E CRIOULAS DO ESTADO DE SP Realização CPORG/SP Apoio MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E

Leia mais

BANCO DA AMAZÔNIA. Seminário FNO-ITINERANTE 2012. São Gabriel da Cachoeira (AM). 24/04/2012

BANCO DA AMAZÔNIA. Seminário FNO-ITINERANTE 2012. São Gabriel da Cachoeira (AM). 24/04/2012 BANCO DA AMAZÔNIA Seminário FNO-ITINERANTE 2012 São Gabriel da Cachoeira (AM). 24/04/2012 Município de São Gabriel da Cachoeira - AM Principais Destaques. Considerado um ponto estratégico pelo país e,

Leia mais

PRODUTO 1 METODOLOGIA Plano Local de Habitação de Interesse Social PLHIS Município de Teresópolis - RJ

PRODUTO 1 METODOLOGIA Plano Local de Habitação de Interesse Social PLHIS Município de Teresópolis - RJ PRODUTO 1 METODOLOGIA Plano Local de Habitação de Interesse Social PLHIS Município de Teresópolis - RJ Setembro/2010 APRESENTAÇÃO Este documento denominado Metodologia é o primeiro produto apresentado

Leia mais

Programa da Palestras

Programa da Palestras Programa da Palestras Camila Braga Temas da Palestra: Programa Mais Árvores da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Resumo da palestra: A palestra irá apresentar o Programa Mais Árvores, abordando

Leia mais

OS DEZ ANOS DO PLANO SAFRA DA AGRICULTURA FAMILIAR: UM CONVITE À REFLEXÃO

OS DEZ ANOS DO PLANO SAFRA DA AGRICULTURA FAMILIAR: UM CONVITE À REFLEXÃO Observatório de Políticas Públicas para a Agricultura nº42 - julho 2012 OS DEZ ANOS DO PLANO SAFRA DA AGRICULTURA FAMILIAR: UM CONVITE À REFLEXÃO Valdemar J. Wesz Junior* Catia Grisa** Na primeira semana

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO CONSULTOR

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO CONSULTOR TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NOME DO PROJETO: PROJETO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL INTEGRADO E SUSTENTÁVEL PDRIS Nº ACORDO EMPRÉSTIMO: 8185-0/BR NÃO OBJEÇÃO - (TERMO DE REFERÊNCIA) Nº DO TDR:

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO QUE CELEBRAM ENTRE SI, O GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO, POR INTERMÉDIO DA SECRETARIA ESTADUAL

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO QUE CELEBRAM ENTRE SI, O GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO, POR INTERMÉDIO DA SECRETARIA ESTADUAL PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO QUE CELEBRAM ENTRE SI, O GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO, POR INTERMÉDIO DA SECRETARIA ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE E DA SECRETARIA ESTADUAL DE AGRICULTURA E ABASTECIMENTO, O MUNICÍPIO

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA

POLÍTICAS PÚBLICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA POLÍTICAS PÚBLICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA 1. Concepções e diretrizes políticas para áreas; Quando falamos de economia solidária não estamos apenas falando de geração de trabalho e renda através de empreendimentos

Leia mais

Titulo. O Uso Sustentável da Palmeira Juçara como Estratégia para Conservação da Mata Atlântica Rede Juçara. Introdução

Titulo. O Uso Sustentável da Palmeira Juçara como Estratégia para Conservação da Mata Atlântica Rede Juçara. Introdução Titulo O Uso Sustentável da Palmeira Juçara como Estratégia para Conservação da Mata Atlântica Rede Juçara Introdução A Rede Juçara, assim denominada, é resultado do esforço de articulação entre diversas

Leia mais

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR Com a aprovação da Lei nº 11.947, de 16 de junho de 2009, e da Resolução FNDE nº 38, de 16 de julho de 2009, as escolas

Leia mais

Tema: Reserva Legal. Familiar/MMA

Tema: Reserva Legal. Familiar/MMA Tema: Reserva Legal Norma atual Proposta 1 Proposta Agricultura Proposta Movimento MAPA/ruralistas Familiar/MMA Socioambientalista Recuperação de RL: exige a Reconhecimento de Não aceitar anistia para

Leia mais

Capacitação para o Desenvolvimento Sustentável na Amazônia

Capacitação para o Desenvolvimento Sustentável na Amazônia Programa 0502 Amazônia Sustentável Objetivo Promover o desenvolvimento da Amazônia, mediante o uso sustentável de seus recursos naturais. Indicador(es) Número de Ações 9 Taxa de participação de produtos

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR E REFORMA AGRÁRIA - CEDAFRA CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FORO.

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR E REFORMA AGRÁRIA - CEDAFRA CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FORO. 1 REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR E REFORMA AGRÁRIA - CEDAFRA CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FORO. Art. 1º - O Agrária CEDAFRA, instituído com base

Leia mais

Projeto de Recuperação de Matas Ciliares

Projeto de Recuperação de Matas Ciliares PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA DA AGRICULTURA E ABASTECIMENTO 120 mil km de cursos d água desprotegidos 13,7% de vegetação

Leia mais

Coordenadoria do Desenvolvimento da Agricultura Familiar

Coordenadoria do Desenvolvimento da Agricultura Familiar Coordenadoria do Desenvolvimento da Agricultura Familiar 1- PROJETO: Projeto Hora de Plantar 2- INTRODUÇÃO e JUSTIFICATIVA : A distribuição de sementes e mudas, através do Projeto Hora de Plantar, pela

Leia mais

Apoio à comercialização da agricultura familiar

Apoio à comercialização da agricultura familiar Apoio à comercialização da agricultura familiar Programa de Aquisição de Alimentos 1. Contexto Liberalização dos mercados de produtos agrícolas (anos 90) Intenso processo de concentração de capitais no

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PUBLICA Nº. 01/2015 PROCESSO Nº. 28/2015

EDITAL DE CHAMADA PUBLICA Nº. 01/2015 PROCESSO Nº. 28/2015 EDITAL DE CHAMADA PUBLICA Nº. 01/2015 PROCESSO Nº. 28/2015 Chamada Pública n.º 01/2015, para aquisição de gêneros alimentícios diretamente da Agricultura Familiar e do Empreendedor Familiar Rural conforme

Leia mais

Nome do Processo de Seleção: Consultor Profissional Junior (secretario) da Cooperação Técnica BR-X1028

Nome do Processo de Seleção: Consultor Profissional Junior (secretario) da Cooperação Técnica BR-X1028 CONVITE À APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE SERVIÇOS DE CONSULTORIA País: Brasil Nome do Processo de Seleção: Consultor Profissional Junior (secretario) da Cooperação Técnica BR-X1028 O Ministério

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2016

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2016 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2016 Institui a Política de Desenvolvimento Sustentável da Caatinga. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Esta Lei institui a Política de Desenvolvimento Sustentável da

Leia mais

Assistência Técnica e Extensão Rural no Brasil: Um debate nacional sobre as realidades e novos rumos para o desenvolvimento do País

Assistência Técnica e Extensão Rural no Brasil: Um debate nacional sobre as realidades e novos rumos para o desenvolvimento do País Assistência Técnica e Extensão Rural no Brasil: Um debate nacional sobre as realidades e novos rumos para o desenvolvimento do País Cenário 66 ANOS DE EXTENSÃO RURAL A agricultura como via estratégica

Leia mais

B1-404 Curso de Formação Agroecológica e Cidadã para a inclusão produtiva de jovens camponeses

B1-404 Curso de Formação Agroecológica e Cidadã para a inclusão produtiva de jovens camponeses B1-404 Curso de Formação Agroecológica e Cidadã para a inclusão produtiva de jovens camponeses Barbosa-Silva, Denise 1,2 ; Starr, Carolina Rizzi 3 ; Diniz, Janaína Deane de Abreu Sá 1,4 ; Molina, Mônica

Leia mais

ESPELHO DE EMENDAS DE ACRÉSCIMO DE META

ESPELHO DE EMENDAS DE ACRÉSCIMO DE META SISTEMA DE ELABORAÇÃO DE S ÀS LEIS ORÇAMENTÁRIAS Página: 240 de 2619 ESPELHO DE S DE ACRÉSCIMO DE META 1 DESAFIO 7 Reduzir as desigualdades regionais e intra-regionais com integração das múltiplas escalas

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº Institui

PROJETO DE LEI Nº Institui PROJETO DE LEI Nº Institui o Programa Agricultura Familiar Urbana na Escola Cidadã, priorizando, para a merenda escolar, a aquisição de hortifrutigranjeiros da agricultura familiar de Canoas. Art. 1. Fica

Leia mais

Proposta para que o PAA possa apoiar a regularização ambiental

Proposta para que o PAA possa apoiar a regularização ambiental Proposta para que o PAA possa apoiar a regularização ambiental Considerando a Diretriz 2 do Plano Nacional de Segurança Alimentar: Promoção do abastecimento e estruturação de sistemas descentralizados,

Leia mais

DOCUMENTO DE INFORMAÇÃO DE PROJETO (DIP) ESTÁGIO CONCEITUAL Relatório n o : PIDC859

DOCUMENTO DE INFORMAÇÃO DE PROJETO (DIP) ESTÁGIO CONCEITUAL Relatório n o : PIDC859 DOCUMENTO DE INFORMAÇÃO DE PROJETO (DIP) ESTÁGIO CONCEITUAL Relatório n o : PIDC859 Nome do Projeto Região País Setor(es) Tema(s) Instrumento de Empréstimo ID do Projeto Mutuário(s) Agência Implementadora

Leia mais

Plano Anual de Aplicação Regionalizada

Plano Anual de Aplicação Regionalizada Plano Anual de Aplicação Regionalizada PAAR - 2015 MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SERVIÇO FLORESTAL BRASILEIRO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO FLORESTAL Introdução PLANO ANUAL DE APLICAÇÃO REGIONALIZADA

Leia mais

Brasília, 28 de novembro de 2011. O que é o PPCerrado:

Brasília, 28 de novembro de 2011. O que é o PPCerrado: PPCerrado Brasília, 28 de novembro de 2011. 1 O que é o PPCerrado: É um Plano de Ação (tático-operacional) que reúne ações para a redução do desmatamento no Cerrado e a viabilização de alternativas de

Leia mais

JOVEM ÍNDIO E JOVEM AFRODESCENDENTE/JOVEM CIGANO E OUTRAS ETNIAS OBJETIVOS E METAS

JOVEM ÍNDIO E JOVEM AFRODESCENDENTE/JOVEM CIGANO E OUTRAS ETNIAS OBJETIVOS E METAS JOVEM ÍNDIO E JOVEM AFRODESCENDENTE/JOVEM CIGANO E OUTRAS ETNIAS OBJETIVOS E METAS 1. Assegurar com políticas públicas e programas de financiamento o direito dos jovens índios, afrodescendentes, camponeses

Leia mais

Ministério do Meio Ambiente. Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental

Ministério do Meio Ambiente. Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental Ministério do Meio Ambiente Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental Departamento de Cidadania e Responsabilidade Socioambiental Programa Agenda 21 A Agenda 21 Global, Global assinada

Leia mais

Projeto Corredores Ecológicos: Corredor Central da Mata Atlântica Unidade de Coordenação Estadual Espírito Santo

Projeto Corredores Ecológicos: Corredor Central da Mata Atlântica Unidade de Coordenação Estadual Espírito Santo Conectando pessoas e florestas Projeto Corredores Ecológicos: Corredor Central da Mata Atlântica ti Unidade de Coordenação Estadual Espírito Santo Objetivos PCE 1. Objetivo Geral: Demonstrar a viabilidade

Leia mais

Orgânicos e desenvolvimento sustentável

Orgânicos e desenvolvimento sustentável Orgânicos e desenvolvimento sustentável SÉRGIO ANGHEBEN Gestor do Programa Desenvolvimento Rural Sustentável da Itaipu Binacional A princípio, gostaria de chamar atenção no quadro 1 para a área plantada

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA EDITAL DE RECRUTAMENTO Nº 001/2016 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 012/2016

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA EDITAL DE RECRUTAMENTO Nº 001/2016 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 012/2016 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA EDITAL DE RECRUTAMENTO Nº 001/2016 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 012/2016 I. DO OBJETO DA CONTRATAÇÃO Contratação de TÉCNICO DE CAMPO para o Projeto Produção Sustentável em Áreas

Leia mais

Departamento de Geração de Renda e

Departamento de Geração de Renda e Departamento de Geração de Renda e Agregação de Valor - DGRAV ESTRUTURA DO MDA Gabinete do Ministro Secretaria Executiva Secretaria da Agricultura Familiar SAF Secretaria de Reordenamento Agrário - SRA

Leia mais

EIXOS E PROGRAMAS ATIVIDADE DE ANALISE CRITICA DOS EIX. EIXO 2 -Conhecimento e inovação tecnológica

EIXOS E PROGRAMAS ATIVIDADE DE ANALISE CRITICA DOS EIX. EIXO 2 -Conhecimento e inovação tecnológica ATIVIDADE DE ANALISE CRITICA DOS EIX EIXOS E PROGRAMAS EIXO 2 -Conhecimento e inovação tecnológica Programa de fortalecimento da capacidade de pesquisa e desenvolvimento tecnológico Programa de inovação

Leia mais

APRESENTAÇÃO Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS)

APRESENTAÇÃO Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS) APRESENTAÇÃO A formação dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS) e a participação atuante das comunidades são imprescindíveis para o desenvolvimento rural. É função dos Conselhos

Leia mais

CASO 2 ORGANIZAÇÃO E ACESSO A MERCADOS: ROTA ESTRATÉGICA DE APRENDIZAGEM

CASO 2 ORGANIZAÇÃO E ACESSO A MERCADOS: ROTA ESTRATÉGICA DE APRENDIZAGEM ORGANIZAÇÃO E ACESSO A MERCADOS: A EXPERIÊNCIA DA COOPERATIVA AGROPECUÁRIA FAMILIAR DE CANUDOS, UAUÁ E CURAÇÁ - COOPERCUC. A cooperativa para mim é uma lição de vida... todo esse tempo me mostrou um monte

Leia mais

PROGRAMA VIDA AO MARINHEIRINHO RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS VOTUPORANGA-SP

PROGRAMA VIDA AO MARINHEIRINHO RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS VOTUPORANGA-SP PROGRAMA VIDA AO MARINHEIRINHO RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS VOTUPORANGA-SP Simone Neiva Rodella (1) Bióloga especializada em administração e educação ambiental é atualmente, diretora da divisão de meio

Leia mais

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Atores envolvidos Movimentos Sociais Agricultura Familiar Governos Universidades Comunidade Científica em Geral Parceiros Internacionais,

Leia mais

21. Em 7 anos, mais famílias assentadas do que em 3 décadas

21. Em 7 anos, mais famílias assentadas do que em 3 décadas 21. Em 7 anos, mais famílias assentadas do que em 3 décadas O Brasil está realizando a maior reforma agrária do mundo. A pesada herança de séculos de um Brasil latifundiário passou a mudar, em 1995, a

Leia mais

ESTADO DO ACRE MUNICÍPIO DE SANTA ROSA DO PURUS LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIA

ESTADO DO ACRE MUNICÍPIO DE SANTA ROSA DO PURUS LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIA Lei nº 010/2015 DE 28 DE OUTUBRO DE 2015. Dispõe sobre as Diretrizes Orçamentárias para o Exercício Financeiro de 2016 e dá outras providencias. O Prefeito Municipal de Santa Rosa do Purus, Estado do Acre,

Leia mais

EIXO 02 Uso sustentável das áreas protegidas

EIXO 02 Uso sustentável das áreas protegidas EIXO 02 Uso sustentável das áreas protegidas 1 OBJETIVOS DA OFICINA 1. Apresentar a Estrutura da Agenda Regionais e das Agendas Municipais 2. Apresentar o Objetivo geral do Eixo 3. Apresentar as Diretrizes

Leia mais

Reflexões sobre legislação, conservação e a sociobiodiversidade

Reflexões sobre legislação, conservação e a sociobiodiversidade Reflexões sobre legislação, conservação e a sociobiodiversidade Priscila Facina Monnerat Engenheira Florestal Instituto Contestado de Agroecologia - ICA A devastação histórica das florestas no Paraná 1890

Leia mais

Sustentabilidade do Setor Florestal

Sustentabilidade do Setor Florestal Sustentabilidade do Setor Florestal Quem somos o Somos o resultado da União de duas empresas brasileiras com forte presença no mercado global de produtos florestais renováveis. o Uma nova empresa com

Leia mais

A Suzano e o Fomento na Bahia

A Suzano e o Fomento na Bahia A Suzano e o Fomento na Bahia Como é a atuação da Suzano na região? Fundada há 85 anos, a Suzano começou a produzir papel em 1940 e celulose em 1950 sempre abastecendo o mercado brasileiro e os de diversos

Leia mais

Você atingiu o estágio: Recomendações. NOME: MUNICIPIO: Ipiranga Data de preenchimento do guia: 2012-02-14 Data de devolução do relatório:

Você atingiu o estágio: Recomendações. NOME: MUNICIPIO: Ipiranga Data de preenchimento do guia: 2012-02-14 Data de devolução do relatório: Guia de sustentabilidade na produção de soja na Agricultura Familiar Relatório individual NOME: Prezado senhor (a), Em primeiro lugar, no nome dacoopafi, da Gebana e da Fundação Solidaridad,gostaríamos

Leia mais

CONTEXTUALIZAÇÃO/ JUSTIFICATIVA

CONTEXTUALIZAÇÃO/ JUSTIFICATIVA TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS NÃO CONTINUADOS (não alterar os campos em cinza) TR nº MODALIDADE TEMA PROCESSO SELETIVO Produto Planejamento Territorial TR_02_2015_PDHC Participativo Parecer Nº 00558/2015/CONJUR-MDA/CGU/AGU,

Leia mais

A PARTICIPAÇÃO DA AGROINDÚSTRIA DE BASE FAMILIAR NOS MERCADOS INSTITUCIONAIS

A PARTICIPAÇÃO DA AGROINDÚSTRIA DE BASE FAMILIAR NOS MERCADOS INSTITUCIONAIS A PARTICIPAÇÃO DA AGROINDÚSTRIA DE BASE FAMILIAR NOS MERCADOS INSTITUCIONAIS Departamento de Geração de Renda Agregação de Valor Setembro de 2014 LEI Nº 11.326, DE 24 DE JULHO DE 2006 Art. 3º considera-se

Leia mais

48º Congresso Brasileiro de Olericultura

48º Congresso Brasileiro de Olericultura Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento 48º Congresso Brasileiro de Olericultura Lei dos agrotóxicos e implicações em minor crops Dr. Débora Maria Rodrigues Cruz Maringá, 29 de julho de 2008

Leia mais

Estratégias Inovadoras em ATER Voltados à Transição Agroecológica e ao Desenvolvimento de SAFs: o Caso do Assentamento Ipanema, Iperó/SP.

Estratégias Inovadoras em ATER Voltados à Transição Agroecológica e ao Desenvolvimento de SAFs: o Caso do Assentamento Ipanema, Iperó/SP. Estratégias Inovadoras em ATER Voltados à Transição Agroecológica e ao Desenvolvimento de SAFs: o Caso do Assentamento Ipanema, Iperó/SP. COSTA JR., Edgar Alves da 1. edgacj@yahoo.com.br; GONÇALVES, Pedro

Leia mais

Diálogo com a Comunidade. Um balanço das ações sustentáveis

Diálogo com a Comunidade. Um balanço das ações sustentáveis Diálogo com a Comunidade Um balanço das ações sustentáveis Veracel Celulose É uma empresa 100% baiana, presente em dez municípios do Extremo Sul do estado: Eunápolis, Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália,

Leia mais

Objetivos Consolidar uma política garantidora de direitos Reduzir ainda mais a desigualdade social

Objetivos Consolidar uma política garantidora de direitos Reduzir ainda mais a desigualdade social AGENDA SOCIAL AGENDA SOCIAL Estamos lutando por um Brasil sem pobreza, sem privilégios, sem discriminações. Um país de oportunidades para todos. A melhor forma para um país crescer é fazer que cada vez

Leia mais

Eixo 3 - Abordagem territorial como estratégia de desenvolvimento rural e promoção da qualidade de vida

Eixo 3 - Abordagem territorial como estratégia de desenvolvimento rural e promoção da qualidade de vida Eixo 1: Desenvolvimento Socioeconomico e Ambiental do Brasil Rural e Fortalecimento da Agricultura Familiar e Agroecologia Eixo 2:Reforma Agrária e Democratização do Acesso e Terra e aos Recursos Naturais

Leia mais

QUALIDADE NA APLICAÇÃO DOS RECURSOS PÚBLICOS DIAGNÓSTICO DA MERENDA ESCOLAR

QUALIDADE NA APLICAÇÃO DOS RECURSOS PÚBLICOS DIAGNÓSTICO DA MERENDA ESCOLAR QUALIDADE NA APLICAÇÃO DOS RECURSOS PÚBLICOS DIAGNÓSTICO DA MERENDA ESCOLAR 1 Justificativa O Observatório Social do Brasil lança uma ação conjunta para a Rede de Observatórios Sociais que consistirá num

Leia mais

Bairro Colégio é o sexto núcleo a participar da Capacitação

Bairro Colégio é o sexto núcleo a participar da Capacitação Bairro Colégio é o sexto núcleo a participar da Capacitação As oficinas do programa de Capacitação de Produtores Rurais de Ibiúna, projeto da SOS Itupararanga, chegaram ao Bairro Colégio. O objetivo é

Leia mais

Educação Ambiental em apoio à Nova Lei Florestal. Departamento de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente

Educação Ambiental em apoio à Nova Lei Florestal. Departamento de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente Educação Ambiental em apoio à Nova Lei Florestal Departamento de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente Contextualização O Decreto Nº 7.029/09, que instituía o Programa Mais Ambiente foi revogado

Leia mais

Combate à Insegurança Alimentar na Amazônia: a participação do PNUD

Combate à Insegurança Alimentar na Amazônia: a participação do PNUD Combate à Insegurança Alimentar na Amazônia: a participação do PNUD Lourrene de Cássia Alexandre Maffra 1 RESUMO Este paper objetiva apresentar alguns aspectos do programa conjunto entre o governo brasileiro

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE UNIDADE DE COORDENAÇÃO DO PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE UNIDADE DE COORDENAÇÃO DO PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA PARA A ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DO II ENCONTRO PAULISTA DE BIODIVERSIDADE 1. IDENTIFICAÇÃO DO TERMO DE REFERÊNCIA NÚMERO: 23/2010 ÁREA

Leia mais

27 de maio a 6 de junho de 2012

27 de maio a 6 de junho de 2012 ALAGOAS Programação eventos SEMANA DOS ALIMENTOS ORGÂNICOS - 27 de maio a 6 de junho de 2012 DIA E HORA 1. 2. 3. 4. EVENTO Oficina sobre resgate, produção e armazenamento de sementes crioulas da região.

Leia mais