(I) 2 C(s) + O2(g) 2 CO(g) (II) C(s) + O2(g) CO2(g) H = kj.mol -1. (III) 2 CO(g) + O2(g) 2 CO2 (g) H = kj.mol -1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "(I) 2 C(s) + O2(g) 2 CO(g) (II) C(s) + O2(g) CO2(g) H = - 394 kj.mol -1. (III) 2 CO(g) + O2(g) 2 CO2 (g) H = - 283 kj.mol -1"

Transcrição

1 Química Frente IV Físico-química Prof. Vitor Terra Lista 05 Termoquímica Lei de Hess e Entalpia de Formação Lei de Hess RESUMO Lembre-se de que essa soma leva em conta as quantidades de reagentes/produtos, dadas pelos coeficientes estequiométricos. Veja o exercício resolvido sobre entalpia de formação. O ΔH de uma reação só depende dos estados inicial (H R) e final (H P), e independe do caminho percorrido entre esses estados (lembre que ΔH = HP HR) Consequência importantíssima: as equações termoquímicas podem ser tratadas como equações matemáticas: Se uma reação é dividida em várias etapas, o ΔH da reação é a soma dos ΔH de cada uma das etapas: A + B C ; ΔH1 + B + C D ; ΔH2 2B + A D ; ΔH = ΔH 1 + ΔH 2 Ao multiplicar uma equação termoquímica por um número, o ΔH também é multiplicado pelo mesmo número: A + B C ; ΔH1 2A + 2B 2C ; ΔH = 2 ΔH 1 Ao inverter uma equação termoquímica, o sinal do seu ΔH é invertido: A + B C ; ΔH1 C A + B ; ΔH = ΔH 1 EXERCÍCIOS RESOLVIDOS Tente fazer o exercício antes de olhar a resolução. Quando for ler a resolução, observe cuidadosamente cada um de seus passos. Exercício Resolvido Lei de Hess O valor do ΔH da seguinte reação é difícil de se medir experimentalmente: C (graf) + 2 H2 (g) CH4 (g), ΔH =? No entanto, são conhecidos os valores de ΔH das seguintes reações: 1) C (graf) + O2 (g) CO2 (g) ΔH1 = - 94,1 kcal 2) H2 (g) + ½ O2 (g) H2O (l) ΔH2 = - 68,3 kcal 3) CH4 (g) + 2 O2 (g) CO2 (g) + 2 H2O (l) ΔH3 = - 212,8 kcal Calcule o ΔH da reação do carbono grafite com o gás hidrogênio e diga se a reação é endotérmica ou exotérmica. Resolução Na equação pedida, temos: - C (graf) do lado esquerdo - 2 H2 (g) do lado esquerdo - CH4 (g) do lado direito Estado padrão de uma substância: 25 C e 1 atm Estado físico mais comum (a 25 e 1 atm) Forma alotrópica mais estável Reação de formação de uma substância: reação que forma 1 mol essa substância a partir de substâncias simples no estado padrão. O ΔH da reação de formação é chamado ΔH de formação ou entalpia de formação ou entalpia padrão de formação (ΔH f). A entalpia padrão de formação de substâncias simples no estado padrão é zero! Uma outra forma de escrever ΔH = HP HR: soma das entalpias soma das entalpias ΔH = de formação dos de formação dos produtos reagentes Vamos olhar para as equações dadas (1, 2 e 3) e ver em quais delas aparecem C (graf), H2 (g) e CH4 (g): - C (graf) aparece do lado esquerdo da equação 1 - H2 (g) aparece do lado esquerdo da equação 2 - CH4 (g) aparece do lado esquerdo da equação 3 Agora fazemos as alterações necessárias nas equações 1, 2 e 3 para que o C (graf), o H2 (g) e o CH4 (g) apareçam da mesma forma que na equação pedida (do mesmo lado e com o mesmo coeficiente): - Mantemos a equação 1 do jeito que está, já temos C (graf) do lado esquerdo, como queremos. Assim, o seu ΔH continua sendo ΔH 1. - Multiplicamos a equação 2 por 2, já que queremos que apareça 2 H2 (g) do lado esquerdo. Assim, o seu ΔH passa a ser 2 ΔH 2. - Invertemos a equação 3, já que queremos que CH4 (g) apareça do lado direito. Assim, o seu ΔH passa a ser ΔH 3. CASD Vestibulares Química Termoquímica 1

2 Com as devidas alterações, as equações dadas (com seus novos valores de ΔH) ficam: C (graf) + O2 (g) CO2 (g), ΔH 1 2 H2 (g) + O2 (g) 2 H2O (l), 2 ΔH 2 CO2 (g) + 2 H2O (l) CH4 (g) + 2 O2 (g), ΔH 3 Somando essas 3 equações, vamos obter a equação pedida. Note que o CO2 (g), 2 O2 (g) e 2 H2O (l), que não aparecem na equação pedida, vão se cancelar! O ΔH da equação pedida vai ser a soma dos ΔH de cada uma das etapas (ΔH1, 2 ΔH2 e ΔH3): C (graf) + O2 (g) CO2 (g), ΔH 1 2 H2 (g) + O2 (g) 2 H2O (l), 2 ΔH 2 + CO2 (g) + 2 H2O (l) CH4 (g) + 2 O2 (g), ΔH 3 C (graf) + 2 H2 (g) CH4 (g) ΔH = ΔH ΔH 2 ΔH 3 Agora é só substituir os valores numéricos de ΔH1, ΔH2 e ΔH3: ΔH = 94,1 + 2( 68,3) ( 212,8) ΔH = 94,1 136, ,8 Agora calculamos o ΔH fazendo a diferença entre a entalpia dos produtos (soma das entalpias de formação dos produtos) e reagentes (soma das entalpias de formação dos reagentes): ΔH = HP HR ΔH = [2 ( 94,1) + 3 ( 68,3)] [ 66,7 + 3 (0)] ΔH = 393,1 ( 66,7) ΔH = 326,4 kcal/mol EXERCÍCIOS PROPOSTOS 1. Fazer os seguintes exercícios da apostila (Aula 11, pag. 80, Atividades Propostas): 1, 2, 3, 4, 5, 6 2. (FGV) Em um conversor catalítico, usado em veículos automotores em seu cano de escape, para reduzir a poluição atmosférica, ocorrem várias reações químicas, sendo que uma das mais importantes é: CO(g) + ½ O2(g) CO2(g) Sabendo-se que as entalpias das reações citadas a seguir são: ΔH = 17,8 kcal C(grafite) + ½ O2(g) CO(g) H = - 26,4 kcal Como a reação possui ΔH negativo, trata-se de uma reação exotérmica. Exercício Resolvido Entalpia de formação Calcule o ΔH da combustão do etanol (em kcal/mol) nas condições padrão, conhecendo as entalpias de formação: C2H5OH (l) + 3 O2 (g) 2 CO2 (g) + 3 H2O (l) ΔH =? ΔH f (kcal/mol) C2H5OH (l) 66,7 CO2 (g) 94,1 H2O (l) 68,3 Resolução A entalpia de formação do O2 (g) não foi dada, mas sabemos que ela vale zero, pois trata-se de uma substância simples no estado padrão. Assim, podemos calcular a soma das entalpias de formação dos produtos e reagentes, conforme o esquema abaixo: Note como os coeficientes estequiométricos são levados em conta na hora de calcular a soma das entalpias de formação, pois os valores tabelados são dados em kcal para cada mol. C(grafite) + O2(g) CO2(g) pode-se afirmar que a reação inicial é: a) exotérmica e absorve 67,7 kcal/mol. b) exotérmica e libera 120,5 kcal/mol. c) exotérmica e libera 67,7 kcal/mol. d) endotérmica e absorve 120,5 kcal/mol. e) endotérmica e absorve 67,7 kcal/mol. H = - 94,1 kcal 3. (Unesp) A entalpia da reação (I) não pode ser medida diretamente em um calorímetro porque a reação de carbono com excesso de oxigênio produz uma mistura de monóxido de carbono e dióxido de carbono gasosos. As entalpias das reações (II) e (III), a 20 C e 1 atmosfera, estão indicadas nas equações termoquímicas a seguir: (I) 2 C(s) + O2(g) 2 CO(g) (II) C(s) + O2(g) CO2(g) H = kj.mol -1 (III) 2 CO(g) + O2(g) 2 CO2 (g) H = kj.mol -1 a) Calcular a entalpia da reação (I) nas mesmas condições. b) Considerando o calor envolvido, classificar as reações (I), (II) e (III). 4. (Unesp) O peróxido de hidrogênio, H2O2, é um líquido incolor cujas soluções são alvejantes e antissépticas. Esta "água oxigenada" é preparada num processo cuja equação global é: H2 (g) + O2 (g) H2O2 (l) CASD Vestibulares Química Termoquímica 2

3 Dadas as equações das reações: H2O2 (l) H2O(l) + ½ O2(g) H = - 98,0 kj/mol 2 H2 (g) + O2 (g) 2 H2O(l) H = -572,0 kj/mol Pergunta-se: a) Qual o H da reação do processo global? b) Esta reação é exotérmica ou endotérmica? Justifique sua resposta. 5. (Fatec) As transformações representadas a seguir referem-se à formação da água. Pode-se então afirmar que na formação de 1 mol de benzeno, a partir do hexano, há: a) liberação de 249 kj. b) absorção de 249 kj. c) liberação de 609 kj. d) absorção de 609 kj. e) liberação de 895 kj. 8. (Fatec) O processo de obtenção industrial de H2SO4 é representado pelas equações: S(s) + O2(g) SO2(g) H = - 297kJ H2(g) + ½ O2(g) H2O(l) H = kj/mol de H2O(l) SO2(g) + ½ O2(g) SO3(g) H = - 99kJ H2(g) + ½ O2(g) H2O(g) H = kj/mol de H2O(g) SO3(g) + H2O H2SO4(l) H = - 130kJ Para vaporizar 180g de água são necessários: Dados: massa molar H2O = 18g/mol a) 79 kj b) 5280 kj c) 44 kj d) 528 kj e) 440 kj 6. (UnB - Adaptada) Cerca de 90% do ácido nítrico, principal matéria-prima dos adubos à base de nitratos, são obtidos pela reação de oxidação da amônia pelo O2, em presença de catalisador-platina com 5% a 10% de paládio ou de ródio (ou de ambos) - a uma temperatura de 950 C. A reação é representada pela equação: 6 NH3(g) + 9 O2(g) 2 HNO3(g) + 4 NO(g) + 8 H2O(g). Essa reação ocorre nas seguintes etapas: I 6 NH3(g) + 15/2 O2(g) 6 NO(g) + 9 H2O(g) H = kj II 3 NO(g) + 3/2 O2(g) 3 NO2(g) H = kj III 3 NO2(g) + H2O(g) 2 HNO3(g) + NO(g) H = kj Com base nas informações relativas às três etapas envolvidas na produção de ácido nítrico, calcule, em KJ, a variação de entalpia correspondente à síntese de um mol desse ácido. 7. (Fuvest) Benzeno pode ser obtido a partir de hexano por reforma catalítica. Considere as reações da combustão: H2(g) + ½ O2(g) H2O(l) Calor liberado = 286 kj/mol de combustível C6H6(l) + 15/2 O2(g) 6 CO2(g) + 3 H2O(l) Calor liberado = 3268 kj/mol de combustível C6H14(l) + 19/2 O2(g) 6 CO2(g) + 7 H2O(l) Calor liberado = 4163 kj/mol de combustível Dados: massa molar do H2SO4 = 98 g/mol 1 tonelada = 1,0 x 10 6 g A quantidade de calor liberada na produção de 700 toneladas de H2SO4 é aproximadamente: a) 3,8 kj b) 536 kj c) 4025 kj d) 5,4x10 8 kj e) 3,8x10 9 kj 9. (ITA) Sabe-se que a 25 C as entalpias de combustão (em kj.mol -1 ) de grafita, gás hidrogênio e gás metano são, respectivamente: 393,5; 285,9 e 890,5. Assinale a alternativa que apresenta o valor CORRETO da entalpia da seguinte reação: a) 211,1 kj.mol -1 b) 74,8 kj.mol -1 c) 74,8 kj.mol -1 d) 136,3 kj.mol -1 e) 211,1 kj.mol -1 C (grafita) + 2 H2 (g) CH4 (g) 10. (UFRN) É possível sintetizar o metano (CH4) gasoso a partir da reação do carbono (C) sólido com hidrogênio (H2) gasoso. Considere os valores de variação de entalpia, nas condições normais de temperatura e pressão expressos nas seguintes equações: C (s) + O2 (g) CO2 (g) H = - 393,5 kj/mol H2 (g) + ½ O2 (g) H2O (l) H = - 285,8 kj/mol CH4 (g) + 2 O2 (g) CO2 (g) + 2 H2O (l) H = - 890,3 kj/mol A partir dos dados acima, o tipo de reação e a variação de entalpia para a síntese do metano podem ser representados pelo gráfico: CASD Vestibulares Química Termoquímica 3

4 combustão dos elementos C(grafite), W(s) e do carbeto de tungstênio. WC (s): 2 W (s) + 3 O2 (g) 2 WO3 (s) H1 = ,6 kj C (grafite) + O2 (g) CO2 (g) H2 = - 393,5 kj 2 WC (s) + 5 O2 (g) 2 CO2 (g) + 2 WO3(s) H3 = ,6 kj 11. (PUC-MG) Na estratosfera, os CFCs (provenientes dos propelentes de aerossol) e o gás oxigênio (O2) absorvem radiação alfa de altas energias e produzem, respectivamente, os átomos de cloro (que têm efeito catalítico para remover o ozônio) e átomos de oxigênio. Sejam dadas as seguintes equações termoquímicas (25 C, 1atm) O2(g) + Cl(g) ClO(g) + O(g) O3(g) + Cl(g) ClO(g) + O2(g) H = + 64 kcal H = - 30 kcal O valor da variação de entalpia ( H), em kcal, para a reação de remoção do ozônio, representado pela equação a seguir, é igual a: O3(g) + O(g) 2 O2(g) Pode-se, então, calcular o valor da entalpia da reação abaixo e concluir se ela é endotérmica ou exotérmica: W(s) + C(grafite) WC (s), H =? A qual alternativa correspondem o valor de H (em kj) e o tipo de reação, respectivamente? a) - 878,3, exotérmica b) - 317,5, exotérmica c) - 38,0, exotérmica d) 38,0, endotérmica e) 317,5, endotérmica 14. (Unicamp) As variações de entalpia ( H) do oxigênio, do estanho e dos seus óxidos, a 298K e 1 bar, estão representadas no diagrama: a) - 94 b) - 34 c) - 64 d) + 34 e) (Mackenzie) Dadas as equações termoquímicas, a 1 atm e 25 C. I) 2 C6H6 (l) + 15 O2 (g) 12 CO2 (g) + 6 H2O (l) H = kcal II) 4 CO2(g) + 2 H2O (l) 2 C2H2 (g) + 5 O2(g) H = kcal O calor da trimerização do acetileno, em kcal/mol, na formação de benzeno é: a) - 65 kcal / mol. b) kcal/mol. c) kcal/mol. d) kcal/mol. e) kcal/mol. 13. (UFRGS) O carbeto de tungstênio, WC, é uma substância muito dura e, por essa razão, é utilizada na fabricação de vários tipos de ferramentas. A variação de entalpia da reação de formação do carbeto de tungstênio a partir dos elementos C(grafite) e W(s) é difícil de ser medida diretamente, pois a reação ocorre a 1400 C. No entanto, podem-se medir com facilidade os calores de Assim, a formação do SnO(s), a partir dos elementos, corresponde a uma variação de entalpia de 286 kj/mol. a) Calcule a variação de entalpia ( H) correspondente à decomposição do SnO2(s) nos respectivos elementos, a 298K e 1 bar. b) Escreva a equação química e calcule a respectiva variação de entalpia ( H) da reação entre o óxido de estanho II (SnO) e o oxigênio, produzindo o óxido de estanho IV (SnO2), a 298K e 1 bar: CASD Vestibulares Química Termoquímica 4

5 15. (Puccamp - Adaptada) São dadas as entalpias padrão de formação das seguintes substâncias: Substâncias / H de formação (kj/mol) CO2 (g) / H f = - 393,3 H2O(g) / H f = - 285,8 CH3OH(l) / H f = - 238,5 Reação de combustão: CH3OH(l) + 2 O2(g) CO2(g) + 2 H2O(g) Na combustão completa de 0,5 mol de metanol, a 25 C e 1 atm de pressão há a) liberação de 726,3 kj b) absorção de 726,3 kj c) liberação de 363,2 kj d) absorção de 363,2 kj e) liberação de 181,6 kj 16. (FEI) Considerando as reações abaixo: C2H2(g) + 5/2 O2(g) 2 CO2(g) + H2O(l) ,5 kj C(graf) + O2(g) CO2(g) + 393,5 kj 19. (UNIRIO) Os soldados em campanha aquecem suas refeições prontas, contidas dentro de uma bolsa plástica com água. Dentro desta bolsa existe o metal magnésio, que se combina com a água e forma hidróxido de magnésio, conforme a reação: Mg (s) + 2 H2O (l) Mg(OH)2 (s) + H2 (g) A variação de entalpia desta reação, em kj/mol, é: (Dados: H f H2O (l) = - 285,8 kj/mol H f Mg(OH)2 (s) = -924,5 kj/mol ) a) ,1 b) -638,7 c) -352,9 d) +352,9 e) ,1 20. (UERJ) O alumínio é utilizado como redutor de óxidos, no processo denominado aluminotermia, conforme mostra a equação química: 8 Al (s) + 3 Mn3O4(s) 4 Al2O3 (s) + 9 Mn (s) Observe a tabela: H2(g) + 1/2 O2(g) H2O(l) + 285,8 kj A entalpia molar de formação de C2H2(g) é: a) + 226,7 kj b) + 620,2 kj c) + 798,3 kj d) ,8 kj e) ,3 kj 17. (ITA - Adaptada) Qual das opções a seguir apresenta a equação química balanceada para a reação de formação de óxido de ferro (II) (FeO) sólido nas condições-padrão? a) Fe (s) + Fe2O3 (s) 3 FeO(s) b) Fe (s) + 1/2 O2 (g) FeO(s) c) Fe2O3 (s) 2 FeO (s) + 1/2 O (g) d) Fe (s) + CO (g) FeO (s) + C (graf) e) Fe (s) + CO(g) FeO(s) + C (graf) + 1/2 O2 (g) 18. (UFRRJ) Adicionando bicarbonato de sódio para auxiliar o cozimento dos alimentos, tem-se a seguinte reação: 2 NaHCO3 Na2CO3 + CO2(g) + H2O. Considerando os dados a seguir, H(NaHCO3) = - 226,5 kcal / mol H(Na2CO3) = - 270,3 kcal / mol H(CO2) = - 94 kcal / mol H(H2O) = - 57,8 kcal / mol calcule a quantidade de calor envolvida, quando utiliza-se 0,2 mol de bicarbonato de sódio. Segundo a equação acima, para a obtenção do Mn (s), a variação de entalpia, na temperatura de 298 K, em kj, é de: a) - 282,5 b) ,3 c) ,1 d) ,1 21. (PUC-SP) Para determinar a entalpia de formação de algumas substâncias que não podem ser sintetizadas diretamente a partir dos seus elementos constituintes, utiliza-se, muitas vezes, o calor de combustão. Dados: H2 (g) + 1/2 O2 (g) H2O (l), H = kj C (graf) + O2 (g) CO2 (g) H = kj C8H8(g) + 10 O2 (g) 8 CO2(g) + 4 H2O(l), H = kj A partir das reações de combustão do estireno (C8H8), do hidrogênio e do carbono nas condições padrão acima, conclui-se que a entalpia de formação do estireno (ΔH f C8H8) é igual a a) kj/mol b) 120 kj/mol c) 2200 kj/mol d) kj/mol e) kj/mol CASD Vestibulares Química Termoquímica 5

6 22. (Fuvest) Pode-se calcular a entalpia molar de vaporização do etanol a partir das entalpias das reações de combustão representadas por 25. (Cesgranrio) A etapa fotoquímica da fotossíntese, conhecida como reações de claro, é assim chamada por ocorrer somente na presença de luz. Essas reações podem ser simplificadas na seguinte equação: Para isso, basta que se conheça, também, a entalpia molar de a) vaporização da água. b) sublimação do dióxido de carbono. c) formação da água líquida. d) formação do etanol líquido e) formação do dióxido de carbono gasoso. 23. (Fuvest) As reações, em fase gasosa, representadas pelas equações I, II e III, liberam, respectivamente, as quantidades de calor Q1, Q2 e Q3 (medidas em J), sendo Q3 > Q2 > Q1. I. 2 NH3 + 5/2 O2 2 NO + 3 H2O, ΔH1 = - Q1 II. 2 NH3 + 7/2 O2 2 NO2 + 3 H2O, ΔH2 = - Q2 III. 2 NH3 + 4 O2 N2O5 + 3 H2O, ΔH3 = - Q3 Assim sendo, a reação representada por IV. N2O5 2 NO2 + ½ O2, ΔH4 será a) exotérmica, com ΔH4 = Q3 Q1. b) endotérmica, com ΔH4 = Q2 Q1. c) exotérmica, com ΔH4 = Q2 Q3. d) endotérmica, com ΔH4 = Q3 Q2 e) exotérmica, com ΔH4 = Q1 Q2 Com a entalpia padrão de formação ( H o f) do gás carbônico, da água e da glicose, é possível quantificar a energia liberada na queima da glicose, conforme o quadro anterior. Assim sendo, a quantidade máxima de energia liberada, na combustão completa de 36g de glicose, em condições-padrão, é igual a: a) 562,6 b) 843,9 c) 1406,5 d) 1969 e) (Fuvest) Considere os dados da tabela abaixo, a 25 ºC e 1 atm. 24. (UEM PR) Observe o diagrama abaixo, a 250 C e 1 atm, e assinale a(s) alternativa(s) correta(s). a) Calcule a variação de entalpia (em kj/mol) quando a base reage com o ácido para formar o correspondente sal. b) Essa reação de salificação é exotérmica ou endotérmica? Por quê? 01) A entalpia de formação de 1/2 mol de água líquida é 143 kj, a 250 C e 1 atm. 02) A reação de formação da água é um processo endotérmico. 04) A vaporização de 2 mols de água, a 250 C e 1 atm, absorve 88 kj. 08) Apenas H1 pode ser chamado de entalpia de formação. 16) Através da lei de Hess, tem-se: H2 = H1 - Hvaporização 32) Entalpia de vaporização é sempre positiva 27. (IME-RJ) Em função do calor de formação do dióxido de carbono ( H f,co2), do calor de formação do vapor d água ( H f,h2o(g)) e do calor da combustão completa de uma mistura de metano e oxigênio, em proporção estequiométrica ( Hr), deduza a expressão do calor de formação do metano ( H f,ch4). 28. (ITA) Assinale a opção ERRADA que apresenta (em kj/mol) a entalpia padrão de formação da substância ( H f) a 25 C a) H f (H2 (g)) = 0 b) H f (F2 (g)) = 0 c) H f (N2 (g)) = 0 d) H f (Br2 (g)) = 0 e) H f (Cl2 (g)) = 0 CASD Vestibulares Química Termoquímica 6

7 29. (Unesp - Adaptada) Rações militares de emergência são fornecidas em embalagens de plástico aluminizado, contendo dois recipientes independentes e impermeáveis, conforme esquema mostrado a seguir. a) Calcule, com base nos dados da tabela, o valor da variação de entalpia ( H), em kj/mol, para a combustão da sacarose sólida formando dióxido de carbono gasoso e água líquida. Para o aquecimento do alimento, introduz-se água no recipiente externo, através de orifício próprio. Em presença de Fe e NaCl, a reação a seguir ocorre rapidamente: Mg(s) + 2H2O(l) Mg(OH)2(s) + H2(g) + calor a) Calcule a quantidade de energia desprendida nas condições padrão, quando 0,10 mol de Mg(s) reagir completamente com a água adicionada. b) Hidróxido de magnésio também pode ser obtido pela reação entre óxido de magnésio sólido e água líquida. Escreva a equação balanceada que representa esta reação química. Sabendo que a variação de entalpia desta reação vale X, calcule a entalpia de formação do óxido de magnésio. Dados: entalpias padrão de formação, em kj/mol: H2O(l) = - 285; Mg(OH)2(s) = (Unicamp) As informações contidas a seguir foram extraídas de rótulos de bebidas chamadas energéticas, muito comuns atualmente, e devem ser consideradas para a resolução da questão. Cada 500 ml contém Valor energético = 140 CAL Carboidratos (sacarose) = 35 g Sais minerais = 0,015 mol* Proteínas = 0 g Lipídios = 0 g *(valor calculado a partir do rótulo) A unidade CAL utilizada para expressar o valor energético, como especificado no rótulo, significa 1000 calorias. Essa unidade é obsoleta, e sua relação com a unidade recomendada de energia, o joule (J), é: 1 caloria = 4,184 J. Portanto, o valor energético escrito no rótulo equivale a 586 kj (quilojoule). b) Considerando que a reação de combustão da sacarose anteriormente representada possa ser utilizada no cálculo do valor energético, qual a contribuição da sacarose (carboidratos) para o valor energético da bebida (dar em porcentagem)? 31. (Unicamp - Adaptada) Quando se utiliza um biossistema integrado numa propriedade agrícola, a biodigestão é um dos processos essenciais desse conjunto. O biodigestor consiste de um tanque, protegido do contato com o ar atmosférico, onde a matéria orgânica de efluentes, principalmente fezes animais e humanas,6é metabolizada por bactérias. Um dos subprodutos obtidos nesse processo é o gás metano, que pode ser utilizado na obtenção de energia em queimadores. A parte sólida e líquida que sobra é transformada em fertilizante. Dessa forma, faz-se o devido tratamento dos efluentes e ainda se obtêm subprodutos com valor agregado. Sabe-se que a entalpia molar de combustão do metano é de kj/mol; que a entalpia molar de formação desse mesmo gás é de - 75 kj/mol; que a entalpia molar de formação do CO2 é de kj/mol. A partir dessas informações, calcule a entalpia molar de formação da água nessas mesmas condições. 32. (Unicamp) Uma das grandes novidades em comunicação é a fibra óptica. Nesta, a luz é transmitida por grandes distâncias sem sofrer distorção ou grande atenuação. Para fabricar fibra óptica de quartzo, é necessário usar sílica de alta pureza, que é preparada industrialmente usando uma sequência de reações cujas equações (não balanceadas) estão representadas a seguir: I. SiO2 (s) + C (s) Si (s) + CO2 (g) II. Si (s) + Cl2 (g) SiCl4 (g) III. SiCl4 (g) + O2 (g) SiO2 (s) + Cl2 (g) CASD Vestibulares Química Termoquímica 7

8 a) Na obtenção de um tarugo de 300 g de sílica pura, qual a quantidade de energia (em kj) envolvida? Considere a condição padrão. Dados de entalpia padrão de formação em kj mol -1 : SiO2 (s) = -910; CO2 (g) = -394; SiCl4 (g) = Massas molares (em g/mol): C = 12, O = 16, Cl = 35,5, Si = 28 b) Com a sílica produzida (densidade = 2,2 g cm -3 ), foi feito um tarugo que, esticado, formou uma fibra de 0,06 mm de diâmetro. Calcule o comprimento da fibra esticada, em metros. DICAS Tente fazer o exercício primeiro antes de olhar as dicas. 2. Queremos encontrar o ΔH da reação: CO(g) + ½ O2(g) CO2(g) Logo, precisamos fazer aparecer CO (g) no lado esquerdo e CO2 (g) no lado direito ao somar as equações. Para que isso aconteça, podemos inverter a primeira equação dada e manter a segunda equação inalterada. Observe que o ΔH da primeira reação fica com o sinal trocado: CO(g) C(grafite) + ½ O2(g) H = + 26,4 kcal C(grafite) + O2(g) CO2(g) H = - 94,1 kcal Somando as duas equações, obtemos a reação pedida. Observe que o C(grafite) vai cancelar e vai sobrar ½ O2 (g) do lado esquerdo. 3. Para obter a equação (I), precisamos fazer aparecer 2 C(s) do lado esquerdo e 2 CO(g) do lado direito. Para que isso aconteça, podemos multiplicar a equação (II) por 2, inverter a equação (III) e somar. Não esqueça de fazer as alterações correspondentes nos valores de ΔH. Nessa questão, o enunciado não especificou qual era a forma alotrópica do C. Isso não prejudicou a resolução nesse caso, mas o correto é especificar se o carbono é grafite ou diamante. 4. Podemos inverter a primeira equação dada, multiplicar a segunda equação dada por ½ e somar. Note que, ao fazer isso, obtemos a equação desejada. 6. As reações nessa questão são um pouco mais complicadas do que nas anteriores. No entanto, note que basta somar as equações dadas para obter a equação desejada. 7. A fórmula molecular do hexano é C6H14 e a fórmula molecular do benzeno é C6H6. Logo, a questão pede que se calcule o ΔH da seguinte reação: C6H14 (l) C6H6 (l) + 4 H2 (g) 8. Considere que a produção do H2SO4 é a partir do S, do O2 e da H2O caso contrário, as duas primeiras equações seriam desnecessárias. 9. Dê uma olhada no enunciado do exercício resolvido de Lei de Hess. As duas questões são iguais, só o enunciado que está escrito de forma diferente. 12. Reação de trimerização do acetileno é quando 3 moléculas de acetileno (C2H2) se juntam para formar uma molécula de benzeno (C6H6). Ou seja, a reação pedida é a seguinte: 3 C2H2 (g) C6H6 (l) 16. A entalpia de formação do C2H2 (g) é o ΔH da reação de formação do C2H2: 2 C(graf) + H2 (g) C2H2 (g) 17. Lembre-se de que, em uma reação de formação: - os reagentes devem ser substâncias simples no estado físico mais comum a 25 C e 1 atm e na forma alotrópica mais estável. - deve ocorrer a formação de apenas um mol de produto. 18. Fazendo a soma das entalpias de formação dos produtos (Na2CO3, CO2(g) e H2O) menos a soma das entalpias de formação dos reagentes (2 NaHCO3), encontramos o ΔH da reação em kj/mol, ou seja, a quantidade de calor envolvida (liberada/absorvida) com 2 mol de bicarbonato de sódio (NaHCO3) pois o coeficiente estequiométrico do NaHCO3 é A entalpia de formação do C8H8 (g) é o ΔH da reação de formação do C8H8: 8 C(graf) + 4 H2 (g) C8H8 (g) 22. A entalpia molar de vaporização do etanol é o ΔH do seguinte processo: C2H5OH (l) C2H5OH (g) A entalpia molar de vaporização da água é o ΔH do seguinte processo: H2O (l) H2O (g) A entalpia molar de sublimação do gás carbônico é o ΔH do seguinte processo: CO2 (s) CO2 (g) 23. Perceba que, em todas as alternativas, só há duas quantidades de calor envolvidas. Isso quer dizer que uma das reações dadas não vai ser utilizada no cálculo do ΔH Entalpia de vaporização é o ΔH de uma vaporização. Esse processo absorve ou libera calor? 25. A combustão completa da glicose é o processo inverso ao da fotossíntese, representada pela equação dada no enunciado. CASD Vestibulares Química Termoquímica 8

9 O enunciado pede a quantidade máxima de energia liberada, mas isso não muda em nada a resolução da questão. Ele só está considerando que, na prática, devido a efeitos dissipativos, a energia liberada é menor do que o valor esperado teoricamente. 26. A base a que ele se refere é amônia (NH3), o ácido a que ele se refere é o cloreto de hidrogênio (HCl) e o sal a que ele se refere é o cloreto de amônio (NH4Cl). A reação entre eles é a seguinte: NH3 (g) + HCl (g) NH4Cl (s) 27. Essa é uma questão normal de Lei de Hess, a diferença é que o enunciado não dá os valores numéricos de ΔH. As reações dadas (com seus respectivos ΔH) são: C (graf) + O2 (g) CO2 (g), H f,co2 H2 (g) + ½ O2 (g) H2O (g), H f,h2o(g) CH4 (g) + O2 (g) CO2 (g) + 2 H2O (g), Hr O que a questão pede é o ΔH da seguinte reação: C (graf) + 2 H2 (g) CH4 (g), H f,ch4 28. A entalpia padrão de substâncias simples é zero somente quando a substância estiver no seu estado físico mais comum a 25 C e 1 atm. Qual das alternativas tem uma substância que não está no estado gasoso a 25 C e 1 atm? 29. Fórmula do óxido de magnésio: MgO Fórmula do hidróxido de magnésio: Mg(OH)2 31. Reação de combustão do metano: CH4 (g) + O2 (g) CO2 (g) + 2 H2O (g) 32. Note que as equações dadas não estão balanceadas. No entanto, é necessário alterar o coeficiente de apenas uma substância nas reações II e III. A sílica a que o enunciado se refere é o SiO2. Observe que o enunciado se refere ao processo de purificação da sílica ou seja, no processo global, o SiO2 não é consumido nem produzido. Antes de fazer contas pra encontrar o ΔH de cada uma das etapas, procure descobrir qual é o processo global de purificação primeiro. Isso vai reduzir muito a quantidade de contas realizadas. Dica: esse processo não envolve o SiO2! GABARITO 1. Gabarito na apostila 2. C 3. a) ΔH = 505 kj/mol b) Todas as reações são exotérmicas (ΔH < 0) 4. a) ΔH = 188 kj/mol b) Exotérmica, pois seu ΔH é menor do que zero, o que indica que a reação libera calor. 6. ΔH = 832 kj 7. B 8. E 9. B 10. A 11. A 12. A 13. C 14. a) H = 581 kj/mol 15. C 16. A 17. B b) SnO (s) + ½ O2 SnO2 (s) 18. 3,09 kcal 19. B 20. B 21. B 22. A 23. D ΔH = kj/mol 24. Corretas: 01, 04, A 26. a) H = 176 kj/mol b) Exotérmica, pois seu ΔH é menor do que zero, o que indica que a reação libera calor. 27. H f,ch4 = H f,co2 + 2 H f,h2o(g) - Hr 28. D 29. a) 36 kj b) MgO (s) + H2O (l) Mg(OH)2 (s) ΔH = 645 X kj, onde X é o ΔH da reação do MgO (s) com a H2O (l) 30. a) H = 5653 kj/mol b) 98,7 % 31. H = 242 kj/mol 32. a) H = 1970 kj. Logo, são liberados 1970kJ b) m 5. E CASD Vestibulares Química Termoquímica 9

Exercícios sobre Termoquímica- lei de hess

Exercícios sobre Termoquímica- lei de hess Exercícios sobre Termoquímica- lei de hess 01. (Unesp - adaptada) Definir, ou conceituar, e discutir, usando exemplos quando julgar conveniente: a) entalpia molar padrão de formação de uma substância;

Leia mais

EX Y > EX=Y > EX Y Etripla > Edupla > Esimples RESUMO EXERCÍCIO RESOLVIDO

EX Y > EX=Y > EX Y Etripla > Edupla > Esimples RESUMO EXERCÍCIO RESOLVIDO Química Frente IV Físico-química Prof. Vitor Terra Lista 06 Termoquímica Outros Tipos de ΔH e Energia de Ligação RESUMO ΔH nas mudanças de estado: o ΔH quando 1 mol de substância muda de estado físico

Leia mais

EXERCÍCIOS PROPOSTOS RESUMO. ΔH: variação de entalpia da reação H R: entalpia dos reagentes H P: entalpia dos produtos

EXERCÍCIOS PROPOSTOS RESUMO. ΔH: variação de entalpia da reação H R: entalpia dos reagentes H P: entalpia dos produtos Química Frente IV Físico-química Prof. Vitor Terra Lista 04 Termoquímica Entalpia (H) e Fatores que Alteram o ΔH RESUMO Entalpia (H) é a quantidade total de energia de um sistema que pode ser trocada na

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR MORAIS. Atividade: Lista de Exercícios sobre termoquímica Valor: Nota:

ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR MORAIS. Atividade: Lista de Exercícios sobre termoquímica Valor: Nota: ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR MORAIS Disciplina: Química Ensino Médio Atividade: Lista de Exercícios sobre termoquímica Valor: Nota: Série: 2º ano 3º Bimestre Data: 04/09/2015 Professor: Júnior Aluno(a): N

Leia mais

a) Hidrocarboneto alifático, saturado, com cinco átomos de carbono que apresenta na sua nomenclatura o prefixo "iso".

a) Hidrocarboneto alifático, saturado, com cinco átomos de carbono que apresenta na sua nomenclatura o prefixo iso. EXECÍCIOS REVISÃO QUÍMICA - 2ª série 1. (Uff) Dê a fórmula estrutural dos seguintes compostos: a) Hidrocarboneto alifático, saturado, com cinco átomos de carbono que apresenta na sua nomenclatura o prefixo

Leia mais

Exercícios sobre Termoquímica- variação de entalpia

Exercícios sobre Termoquímica- variação de entalpia Exercícios sobre Termoquímica- variação de entalpia 01. (Cesgranrio) Quando se adiciona cal viva (CaO) à água, há uma liberação de calor devida à seguinte reação química: CaO + H 2O Ca(OH) 2 + X kcal/mol

Leia mais

H 2 (g) + ½ O 2 (g) H 2 O(l) H 2 (g) + ½ O 2 (g) H 2 O(g) 6 NH 3 (g) + 9 O 2 (g) 2 HNO 3 (g) + 4 NO(g) + 8 H 2 O(g).

H 2 (g) + ½ O 2 (g) H 2 O(l) H 2 (g) + ½ O 2 (g) H 2 O(g) 6 NH 3 (g) + 9 O 2 (g) 2 HNO 3 (g) + 4 NO(g) + 8 H 2 O(g). Química Frente IV Físico-Química Prof. Thiago Costa (Tchê) Lista de Exercícios Lei de Hess 1. (FGV) Em um conversor catalítico, usado em veículos automotores em seu cano de escape, para reduzir a poluição

Leia mais

TERMOQUÍMICA. Desta forma podemos dizer que qualquer mudança química geralmente envolve energia.

TERMOQUÍMICA. Desta forma podemos dizer que qualquer mudança química geralmente envolve energia. TERMOQUÍMICA 1 Introdução A sociedade moderna depende das mais diversas formas de energia para sua existência. Quase toda a energia de que dependemos é obtida a partir de reações químicas, como a queima

Leia mais

TERMOQUÍMICA RITA SIMÕES

TERMOQUÍMICA RITA SIMÕES TERMOQUÍMICA RITA SIMÕES CONCEITOS IMPORTANTES SISTEMA -É qualquer porção do universo escolhida para observação para, estudo ou análise. ENERGIA - resultado do movimento e da força gravitacional existentes

Leia mais

www.professormazzei.com Assunto: TERMOQUÍMICA Folha 3.1 Prof.: João R. Mazzei

www.professormazzei.com Assunto: TERMOQUÍMICA Folha 3.1 Prof.: João R. Mazzei 01- (FUVEST-1994) Considere a reação de fotossíntese (ocorrendo em presença de luz e clorofila) e a reação de combustão da glicose representadas a seguir: 6CO (g) + 6H O(l) ë C H O (s) + 6O (g) C H O (s)

Leia mais

Química. 2º Ano. Nome completo: N.º

Química. 2º Ano. Nome completo: N.º Data: / /2012 Química 2º Ano Jesus 2ª UA B Nome completo: N.º ASSUNTO: TERMOQUÍMICA e CNÉTICA QUÍMICA PROFESSOR: JESUS I-Termoquímica Conceito: É o estudo das trocas de energia, na forma de calor, envolvidas

Leia mais

Calor de Reação Forma de determinar a energia absorvida ou liberada em uma reação = ΔH da reação.

Calor de Reação Forma de determinar a energia absorvida ou liberada em uma reação = ΔH da reação. TERMOQUIMICA Estuda a variação de energia, ou seja, a variação de temperatura nas reações químicas. Essa energia é chamada de Entalpia representada pelo símbolo H. Reação endotérmica (absorve energia)

Leia mais

COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR

COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR Página 1 de 6 COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR Unidade Osasco. Processo Avaliativo Trabalho Bimestral 2º Bimestre/2014 Disciplina: Matemática - 2º Ano Período: Manhã Nome do aluno: Nº: Turma: O trabalho bimestral

Leia mais

Química 2. Módulo 9: Termoquímica ATIVIDADE III

Química 2. Módulo 9: Termoquímica ATIVIDADE III Química Módulo 9: Termoquímica 1. (UNESP/010) A tabela apresenta informações sobre as composições químicas e as entalpias de combustão para três diferentes combustíveis que podem ser utilizados em motores

Leia mais

Prova de Química Resolvida Segunda Etapa Vestibular UFMG 2011 Professor Rondinelle Gomes Pereira

Prova de Química Resolvida Segunda Etapa Vestibular UFMG 2011 Professor Rondinelle Gomes Pereira QUESTÃO 01 Neste quadro, apresentam-se as concentrações aproximadas dos íons mais abundantes em uma amostra de água típica dos oceanos e em uma amostra de água do Mar Morto: 1. Assinalando com um X a quadrícula

Leia mais

EXERCÍCIOS DE TERMOQUÍMICA. 2) A quantas calorias corresponde uma energia ou trabalho de 200j?

EXERCÍCIOS DE TERMOQUÍMICA. 2) A quantas calorias corresponde uma energia ou trabalho de 200j? EXERCÍCIOS DE TERMOQUÍMICA 1) A quantos joules correspondem 500 cal? 1cal -- 4,18j 500cal-- x x=2090j 2) A quantas calorias corresponde uma energia ou trabalho de 200j? 1cal-- 4,18j x -- 200j x=47,8cal

Leia mais

ENERGIA E AS REAÇÕES QUÍMICAS

ENERGIA E AS REAÇÕES QUÍMICAS ENERGIA E AS REAÇÕES QUÍMICAS Termoquímica é a parte da química que estuda as trocas de energia entre o sistema e o meio durante a ocorrência de uma reação química ou de um processo físico. ENTALPIA É

Leia mais

Leonnardo Cruvinel Furquim TERMOQUÍMICA 2

Leonnardo Cruvinel Furquim TERMOQUÍMICA 2 Leonnardo Cruvinel Furquim TERMOQUÍMICA 2 Calorimetria Os reagentes são colocados num recipiente de aço de paredes resistentes chamado bomba, o qual está imerso numa quantidade de água contida num recipiente

Leia mais

Prof. Rafa - Química Cálculo Estequiométrico

Prof. Rafa - Química Cálculo Estequiométrico Prof. Rafa - Química Cálculo Estequiométrico Lista de exercícios 01. (UFBA) Hidreto de sódio reage com água, dando hidrogênio, segundo a reação: NaH + H 2 O NaOH + H 2 Para obter 10 mols de H 2, são necessários

Leia mais

QUÍMICA. 3. (FCC BA) A reação abaixo pode ser classificada como endotérmica ou exotérmica? Justifique H2(g) + ½ O2(g) H2O(g) + 242kJ

QUÍMICA. 3. (FCC BA) A reação abaixo pode ser classificada como endotérmica ou exotérmica? Justifique H2(g) + ½ O2(g) H2O(g) + 242kJ QUÍMICA Prof. Arthur LISTA DE EXERCÍCIOS - 2.8: TERMOQUÍMICA 1. (UFMG-MG) O gás natural (metano) é um combustível utilizado, em usinas termelétricas, na geração de eletricidade, a partir da energia liberada

Leia mais

Alteração de K c ou K p. Não. Não. Não. Não. Sim. Sim. 4 NH3(g) + 5 O2(g) 4 NO2(g) + 6 H2O(g); H < 0

Alteração de K c ou K p. Não. Não. Não. Não. Sim. Sim. 4 NH3(g) + 5 O2(g) 4 NO2(g) + 6 H2O(g); H < 0 Química Frente IV Físico-química Prof. Vitor Terra Lista 11 Equilíbrio Químico Deslocamento de Equilíbrio Perturbação Adição de um participante* Retirada de um participante* Aumento da pressão total**

Leia mais

a) 65,2 103 b) 32,6 103 c) 24, d) 16,3 103 e) 10,9 103

a) 65,2 103 b) 32,6 103 c) 24, d) 16,3 103 e) 10,9 103 01) (FEI-SP) A queima de 46 g de álcool etílico (C 2H 6O) libera 32,6 kcal. Sabendo que a densidade do álcool é de 0,8g/cm3, o calor liberado na queima de 28,75 litros de álcool será, em kcal, a) 65,2

Leia mais

Professora Sonia. b) 3Ag 2O (s) + 2Al (s) 6Ag (s) + A l 2O 3(s)

Professora Sonia. b) 3Ag 2O (s) + 2Al (s) 6Ag (s) + A l 2O 3(s) ITA 2001 DADOS CONSTANTES Constante de Avogadro = 6,02 x 10 23 mol 1 Constante de Faraday (F) = 9,65 x 10 4 Cmol 1 Volume molar de gás ideal = 22,4L (CNTP) Carga Elementar = 1,602 x 10 19 C Constante dos

Leia mais

TERMOQUÍMICA. Profa. Kátia Aquino

TERMOQUÍMICA. Profa. Kátia Aquino TERMOQUÍMICA Profa. Kátia Aquino Termoquímica e os princípios da termodinâmica A termoquímica é uma parte da termodinâmica que estuda as trocas de calor desenvolvidas durante uma reação química entre o

Leia mais

Lista de Exercícios de Recuperação do 2 Bimestre

Lista de Exercícios de Recuperação do 2 Bimestre Lista de Exercícios de Recuperação do 2 Bimestre Instruções gerais: Resolver os exercícios à caneta e em folha de papel almaço ou monobloco (folha de fichário). Copiar os enunciados das questões. Entregar

Leia mais

~ 1 ~ PARTE 1 TESTES DE ESCOLHA SIMPLES. Olimpíada de Química do Rio Grande do Sul 2011

~ 1 ~ PARTE 1 TESTES DE ESCOLHA SIMPLES. Olimpíada de Química do Rio Grande do Sul 2011 CATEGORIA EM-2 Nº INSCRIÇÃO: Olimpíada de Química do Rio Grande do Sul 2011 Questão 3: O chamado soro caseiro é uma tecnologia social que consiste na preparação e administração de uma mistura de água,

Leia mais

Processo Seletivo/UFU - Janeiro 2004-2ª Prova Comum - PROVA TIPO 1 QUÍMICA QUESTÃO 32

Processo Seletivo/UFU - Janeiro 2004-2ª Prova Comum - PROVA TIPO 1 QUÍMICA QUESTÃO 32 QUÍMICA QUESTÃO 31 Considerando a Tabela Periódica e as propriedades dos elementos químicos, assinale a alternativa correta A) Um metal é uma substância dúctil e maleável que conduz calor e corrente elétrica

Leia mais

Lei de Hess EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO. C(s) + 2 H2(g) CH4(g)

Lei de Hess EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO. C(s) + 2 H2(g) CH4(g) Lei de Hess EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (FEI-SP) São dadas as seguintes variações de entalpia de combustão. C(s) + O2(g) CO2(g) H1= 94,0 kcal H2(g) + ½ O2(g) H2O(l) H2 = 68,0 kcal CH4(g) + 2 O2(g) CO2 +

Leia mais

Química Monitores: Luciana Lima e Rafael França 06, 07, 08 e 11/07/2015. Material de Apoio para Monitoria

Química Monitores: Luciana Lima e Rafael França 06, 07, 08 e 11/07/2015. Material de Apoio para Monitoria Termoquímica II 1.. (BRASÍLIA) A energia de ligação média para a ligação C H no metano CH4(g) é aproximadamente: Dados: ΔHf 0 (entalpia de formação-padrão) CH4(g) = -17,9 kcal/mol H(g) = +52,1 kcal/mol

Leia mais

Olimpíada Brasileira de Química - 2009

Olimpíada Brasileira de Química - 2009 A Olimpíada Brasileira de Química - 2009 MODALIDADE A ( 1º e 2º anos ) PARTE A - QUESTÕES MÚLTIPLA ESCOLHA 01. O gás SO 2 é formado na queima de combustíveis fósseis. Sua liberação na atmosfera é um grave

Leia mais

CURSO APOIO QUÍMICA RESOLUÇÃO

CURSO APOIO QUÍMICA RESOLUÇÃO QUÍMICA CURS API 15. hidróxido de magnésio, Mg() 2, massa molar 58,3 g mol 1, apresenta propriedades antiácidas e laxativas. Ao ser ingerido, reage com o ácido clorídrico presente no estômago, formando

Leia mais

UFU 2014 VESTIBULAR DE MAIO 1ª FASE

UFU 2014 VESTIBULAR DE MAIO 1ª FASE UFU 2014 VESTIBULAR DE MAIO 1ª FASE 1-O iodo-132, devido à sua emissão de partículas beta e radiação gama, tem sido muito empregado no tratamento de problemas na tireoide. A curva abaixo ilustra o decaimento

Leia mais

CPV o cursinho que mais aprova na fgv gv 04/12/2005

CPV o cursinho que mais aprova na fgv gv 04/12/2005 33 QUÍMICA 106. Compostos hidratados são sólidos que apresentam moléculas de água em sua estrutura e são mais comuns do que se imagina. Um exemplo disso são os tetos dos cômodos de nossas casas, que podem

Leia mais

Educação Química CINÉTICA QUÍMICA

Educação Química CINÉTICA QUÍMICA CINÉTICA QUÍMICA É a parte da química que estuda a rapidez ou taxa de variação das reações e os fatores que nela influem. - Antigamente denominada de velocidade 1, é uma medida da rapidez com que são consumidos

Leia mais

PROF: Alex LISTA 23 DATA: 24/ 11 / 2010

PROF: Alex LISTA 23 DATA: 24/ 11 / 2010 NME: PRF: Alex LISTA DATA: / 11 / 010 Estudar para segunda fase (Mescladas) 1. A configuração eletrônica do átomo de cobalto é dada a seguir: é uma solução contendo,8% (m/v) de ácido etanoico, que a concentração

Leia mais

QUÍMICA. 4. Um professor, utilizando comprimidos de antiácido efervescente à base de NaHCO 3, realizou quatro procedimentos, ilustrados a seguir:

QUÍMICA. 4. Um professor, utilizando comprimidos de antiácido efervescente à base de NaHCO 3, realizou quatro procedimentos, ilustrados a seguir: QUÍMICA Prof. Rodrigo Rocha 1. Alguns fatores podem alterar a rapidez das reações químicas. A seguir, destacam-se três exemplos no contexto da preparação e da conservação de alimentos: 1) A maioria dos

Leia mais

38 C 37 B 39 D. Sabendo-se que a amônia (NH 3. ) é constituída por moléculas polares e apresenta boa solubilidade em água. o diclorometano (CH 2.

38 C 37 B 39 D. Sabendo-se que a amônia (NH 3. ) é constituída por moléculas polares e apresenta boa solubilidade em água. o diclorometano (CH 2. QUÍMICA 37 B Sabendo-se que a amônia (N 3 ) é constituída por moléculas polares e apresenta boa solubilidade em água o diclorometano (C Cl ) não possui isômeros Sua molécula apresenta polaridade, devido

Leia mais

Exercícios Sobre LigaÇões iônicas

Exercícios Sobre LigaÇões iônicas Exercícios Sobre LigaÇões iônicas Dados: 01. (Ufrj - adaptado) A caiação é um processo tradicionalmente utilizado na pintura de casas. Uma das maneiras de se preparar o pigmento consiste em misturar cal

Leia mais

LOQ - 4007 Físico-Química Capítulo 2: A Primeira Lei: Conceitos TERMOQUÍMICA Atkins & de Paula (sétima edição)

LOQ - 4007 Físico-Química Capítulo 2: A Primeira Lei: Conceitos TERMOQUÍMICA Atkins & de Paula (sétima edição) LOQ - 4007 Físico-Química Capítulo 2: A Primeira Lei: Conceitos TERMOQUÍMICA Atkins & de Paula (sétima edição) Profa. Dra. Rita de Cássia L.B. Rodrigues Departamento de Biotecnologia LOT E-mail: rita@debiq.eel.usp.br

Leia mais

TERMOQUÍMICA. 6) O ΔH da reação H 2 O (g) H 2 (g) + ½ O 2 (g), calculado a partir dos dados da tabela abaixo, é igual a kj por mol de H 2 O (g).

TERMOQUÍMICA. 6) O ΔH da reação H 2 O (g) H 2 (g) + ½ O 2 (g), calculado a partir dos dados da tabela abaixo, é igual a kj por mol de H 2 O (g). TERMOQUÍMICA 1) (UFRGS) Conhecendo-se as equações termoquímicas S (rômbico) + O 2(g) SO 2(g) ΔH = - 70,96 kcal S (monoclínico) + O 2(g) SO 2(g) ΔH = - 71,03 kcal são feitas as seguintes afirmações: I-

Leia mais

Lista de estequiometria 1. (Ufes) A decomposição térmica do carbonato de cálcio produz óxido de cálcio e dióxido de carbono. Decompondo-se 5,0g de carbonato de cálcio impuro e recolhendo-se todo o dióxido

Leia mais

Propriedades coligativas I

Propriedades coligativas I Propriedades coligativas I 01. (Ufrn) Um béquer de vidro, com meio litro de capacidade, em condições normais de temperatura e pressão, contém 300 ml de água líquida e 100 g de gelo em cubos. Adicionando-se,

Leia mais

5. (Espcex (Aman) 2013) Uma amostra de 5 g de hidróxido de sódio (NaOH) impuro foi dissolvida em água suficiente para formar 1L de solução.

5. (Espcex (Aman) 2013) Uma amostra de 5 g de hidróxido de sódio (NaOH) impuro foi dissolvida em água suficiente para formar 1L de solução. 1. (Enem ª aplicação 010) Alguns fatores podem alterar a rapidez das reações químicas. A seguir, destacam-se três exemplos no contexto da preparação e da conservação de alimentos: 1. A maioria dos produtos

Leia mais

Termoquímica. Química 10/08/2015. Enem 15 Semanas. 1. Observando o diagrama a seguir, é correto afirmar que:

Termoquímica. Química 10/08/2015. Enem 15 Semanas. 1. Observando o diagrama a seguir, é correto afirmar que: Termoquímica 1. Observando o diagrama a seguir, é correto afirmar que: [Dadas as massas molares (g/mol): H=1 e O=16] a) para vaporizar 18g de água são liberados 10,5 kcal. b) o calor de reação, na síntese

Leia mais

Aula 15 TERMOQUÍMICA. Eliana Midori Sussuchi Samísia Maria Fernandes Machado Valéria Regina de Souza Moraes

Aula 15 TERMOQUÍMICA. Eliana Midori Sussuchi Samísia Maria Fernandes Machado Valéria Regina de Souza Moraes Aula 15 TERMOQUÍMICA META Introduzir os principais conceitos da termoquímica. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: reconhecer os processos de transferência de energia; aplicar a primeira lei

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO Energia de Ligação 01 (Fuvest-SP) om base nos dados da tabela, EXERÍIOS DE APLIAÇÃO pode-se estimar que o da reação representada por 2(g) + l 2(g) 2 l(g), dado em kj por mol de l(g), é igual a: a) - 92,5

Leia mais

se complete no sentido indicado, assinale a alternativa correta. a) Há menos energia armazenada nos produtos do que nos reagentes.

se complete no sentido indicado, assinale a alternativa correta. a) Há menos energia armazenada nos produtos do que nos reagentes. Questão 01) Sejam dados os processos abaixo:. Fe(s) Fe(l).. H 2 O(l) H 2 (g) + 1/2 O 2 (g) C(s) + O 2 (g) CO 2 (g) V. H 2 O(v) H 2 O(s) V. NH 3 (g) 1/2 N 2 (g) + 3/2 N 2 (g) A opção que representa somente

Leia mais

H = +25,4 kj / mol Neste caso, dizemos que a entalpia da mistura aumentou em 25,4 kj por mol de nitrato de amônio dissolvido.

H = +25,4 kj / mol Neste caso, dizemos que a entalpia da mistura aumentou em 25,4 kj por mol de nitrato de amônio dissolvido. Lei de Hess 1. Introdução Termoquímica é o ramo da termodinâmica que estuda o calor trocado entre o sistema e sua vizinhança devido à ocorrência de uma reação química ou transformação de fase. Desta maneira,

Leia mais

CAPÍTULO III TERMOQUÍMICA

CAPÍTULO III TERMOQUÍMICA CAPÍTULO III - Termoquímica 40 CAPÍTULO III TERMOQUÍMICA Podemos designar a termoquímica como o estudo do calor envolvido nas transformações físicas e químicas. Vamos considerar um sistema constituído

Leia mais

Exercícios de Termoquímica

Exercícios de Termoquímica Exercícios de Termoquímica 1. Quando se adiciona cal viva (CaO) à água, há uma liberação de calor devida à seguinte reação química: CaO + H2O Ca (OH)2 + X kcal/mol Sabendo-se que as entalpias de formação

Leia mais

P R O V A D E Q UÍMICA I. A tabela abaixo apresenta os pontos de ebulição e a solubilidade em água de alguns álcoois e éteres importantes.

P R O V A D E Q UÍMICA I. A tabela abaixo apresenta os pontos de ebulição e a solubilidade em água de alguns álcoois e éteres importantes. 17 P R O V A D E Q UÍMICA I QUESTÃO 46 A tabela abaixo apresenta os pontos de ebulição e a solubilidade em água de alguns álcoois e éteres importantes. Composto Pe ( o C) Solubilidade em água CH 3 CH 2

Leia mais

Variação de entalpia nas mudanças de estado físico. Prof. Msc.. João Neto

Variação de entalpia nas mudanças de estado físico. Prof. Msc.. João Neto Variação de entalpia nas mudanças de estado físico Prof. Msc.. João Neto Processo Endotérmico Sólido Líquido Gasoso Processo Exotérmico 2 3 Processo inverso: Solidificação da água A variação de entalpia

Leia mais

Questão 23 A asparagina ou ácido aspartâmico (fórmula abaixo) é um aminoácido não essencial que apresenta isomeria óptica.

Questão 23 A asparagina ou ácido aspartâmico (fórmula abaixo) é um aminoácido não essencial que apresenta isomeria óptica. QUÍMICA Questão 21 A irradiação é uma técnica utilizada na conservação de alimentos para inibir a germinação, retardar o amadurecimento e destruir bactérias patogênicas. Os isótopos césio 137 e cobalto

Leia mais

EXERCÍCIOS (RECUPERAÇÃO)

EXERCÍCIOS (RECUPERAÇÃO) EXERCÍCIOS (RECUPERAÇÃO) Professor: ALEX ALUNO(A): DATA: 8/09/05 Físico-Química Cinética Química. A indústria de doces utiliza grande quantidade de açúcar invertido para a produção de biscoitos, bolos,

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Curitiba

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Curitiba Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Curitiba Lista de Exercícios Termodinâmica Curso: Data: / / Nome: Turma: Disciplina: Química (QB70D) - Profª Loraine 1. Defina:

Leia mais

1,2 g / ml ; R 0,082 atm L mol K. 5C 2Sr NO 2SrO 2N 5CO HCO3

1,2 g / ml ; R 0,082 atm L mol K. 5C 2Sr NO 2SrO 2N 5CO HCO3 LISTA DE RECUPERAÇÃO º BIESTRE - º ANO Professor: GIL KENNEDY DATA: 9 / 0 / 05 0. (PUCRJ) Assumindo que uma amostra de gás oxigênio puro, encerrada em um frasco, se comporta idealmente, o valor mais próximo

Leia mais

LISTA 1 NÍVEL 1. Material Extra

LISTA 1 NÍVEL 1. Material Extra LISTA 1 NÍVEL 1 01. (UEMA) Das três fases de uma substância, a que possui menor energia cinética é a fase, cuja característica é apresentar. Os termos que preenchem corretamente as lacunas são: a) Sólida

Leia mais

QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 13 SAIS

QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 13 SAIS QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 13 SAIS Ácido ídrico eto oso ito ico ato Sal nome do ácido de origem eto ito ato nome do cátion da base de origem +y B x +x A y Como pode cair no enem O etanol é considerado um

Leia mais

CPV o cursinho que mais aprova na fgv Fgv - 05/12/2004

CPV o cursinho que mais aprova na fgv Fgv - 05/12/2004 37 QUÍMICA 31. s irradiadores de alimentos representam hoje uma opção interessante na sua preservação. alimento irradiado, ao contrário do que se imagina, não se torna radioativo, uma vez que a radiação

Leia mais

PROF: Alex LISTA 3 DATA: 22/06/2011

PROF: Alex LISTA 3 DATA: 22/06/2011 NOME: PROF: Alex LISTA 3 DATA: /06/0 Estudar para segunda fase-uftm. Com a finalidade de manter uma imagem jovem, muitas pessoas eliminar as rugas do rosto utilizando a quimioesfoliação (peeling químico),

Leia mais

QUI 7A aula 19. 19.02) Alternativa E. Geometria Linear. Geometria trigonal plana. Geometria piramidal

QUI 7A aula 19. 19.02) Alternativa E. Geometria Linear. Geometria trigonal plana. Geometria piramidal QUI 7A aula 19 19.01) Alternativa D Apenas a estrutura I apresenta geometria plana (trigonal plana). As estruturas II e III apresentam estruturas tridimensionais (II piramidal/ III tetraédrica). 19.0)

Leia mais

QUÍMICA. 32. A neutralização equimolar do HClO com NaOH gera hipoclorito de sódio e água. Questão 21

QUÍMICA. 32. A neutralização equimolar do HClO com NaOH gera hipoclorito de sódio e água. Questão 21 Questão 21 QUÍMICA A irradiação é uma técnica utilizada na conservação de alimentos para inibir a germinação, retardar o amadurecimento e destruir bactérias patogênicas. Os isótopos césio 137 e cobalto

Leia mais

Questão 76. Questão 78. Questão 77. alternativa D. alternativa C. alternativa A

Questão 76. Questão 78. Questão 77. alternativa D. alternativa C. alternativa A Questão 76 O hidrogênio natural é encontrado na forma de três isótopos de números de massa, 1, 2 e 3, respectivamente: 1 1 H, 2 1 H e 3 1 H As tabelas periódicas trazem o valor 1,008 para a sua massa atômica,

Leia mais

e hexafluoreto de enxofre

e hexafluoreto de enxofre 4. (Mackenzie 05) Os gases do efeito estufa envolvem a Terra e fazem parte da atmosfera. Estes gases absorvem parte da radiação infravermelha refletida pela superfície terrestre, impedindo que a radiação

Leia mais

FIEB FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI CURSINHO PREPARATÓRIO PARA VESTIBULARES PROVA DE QUÍMICA 2016

FIEB FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI CURSINHO PREPARATÓRIO PARA VESTIBULARES PROVA DE QUÍMICA 2016 FIEB FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI CURSINHO PREPARATÓRIO PARA VESTIBULARES PROVA DE QUÍMICA 2016 NOME: INSCRIÇÃO: RG: E-MAIL: TEL: INSTRUÇÕES Verifique se este caderno corresponde a sua opção

Leia mais

SOLUÇÕES SOLUÇÕES MISTURAS

SOLUÇÕES SOLUÇÕES MISTURAS MISTURAS SOLUÇÕES Quando juntamos duas espécies químicas diferentes e, não houver reação química entre elas, isto é, não houver formação de nova(s) espécie(s), teremos uma mistura. Exemplos: Mistura de

Leia mais

Instrução: Leia o texto para responder as questões de números 1 e 2.

Instrução: Leia o texto para responder as questões de números 1 e 2. UNESP/2011/1 Instrução: Leia o texto para responder as questões de números 1 e 2. Não basta matar a sede. Tem de ter grife Existem cerca de 3 mil marcas de água no mundo, mas só um punhado delas faz parte

Leia mais

Exercícios sobre Termoquímica- Energia de ligação

Exercícios sobre Termoquímica- Energia de ligação Exercícios sobre Termoquímica- Energia de ligação 01. (Cesgranrio) Sendo dadas as seguintes entalpias de reação: C (s) C (g) H = + 170,9 kcal/mol 2 H 2 (g) 4H (g) H = + 208,4 kcal/mol C (s) + 2 H 2 (g)

Leia mais

EXERCÍCIOS PROPOSTOS RESUMO. Quanto maior for a temperatura, maior será a velocidade da reação.

EXERCÍCIOS PROPOSTOS RESUMO. Quanto maior for a temperatura, maior será a velocidade da reação. Química Frente IV Físico-química Prof. Vitor Terra Lista 08 Cinética Química Fatores que Alteram a Velocidade RESUMO Quanto maior for a temperatura, maior será a velocidade da reação. Quanto maior for

Leia mais

UFMG - 2005 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

UFMG - 2005 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR UFMG - 2005 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Química Questão 01 Carbono é um elemento cujos átomos podem se organizar sob a forma de diferentes alótropos. Alótropos H de combustão a 25

Leia mais

(g) CaCO 3 1 H 2. (g) 2 H(g) Dado: massa molar do H 5 1 g/mol Considere os seguintes diagramas da variação de entalpia para a reação acima: 2 H(g)

(g) CaCO 3 1 H 2. (g) 2 H(g) Dado: massa molar do H 5 1 g/mol Considere os seguintes diagramas da variação de entalpia para a reação acima: 2 H(g) Resolução das atividades complementares Química Q5 Energias de ligação p. 49 1 (Uni-Rio-RJ) Os romanos utilizavam CaO como argamassa nas construções rochosas. O CaO era misturado com água, produzindo Ca(OH),

Leia mais

Química Geral Materiais Homogêneos e Heterogêneos

Química Geral Materiais Homogêneos e Heterogêneos Química Geral Materiais Homogêneos e Heterogêneos 1. (Uepg 2013) Quanto às características das substâncias puras e das misturas, assinale o que for correto. 01) Misturas sólidas homogêneas não podem ser

Leia mais

PROVA DESAFIO EM QUÍMICA 04/10/14

PROVA DESAFIO EM QUÍMICA 04/10/14 PROVA DESAFIO EM QUÍMICA 04/10/14 Nome: Nº de Inscrição: Assinatura: Questão Valor Grau 1 a 2,0 2 a 2,0 3 a 2,0 4 a 2,0 5 a 2,0 Total 10,0 IMPORTANTE: 1) Explique e justifique a resolução de todas as questões.

Leia mais

Questão 13. Questão 15. Questão 14. alternativa C. alternativa E

Questão 13. Questão 15. Questão 14. alternativa C. alternativa E Questão 13 As três substâncias indicadas abaixo são usadas em remédios para gripe, devido a sua ação como descongestionantes nasais: neo-sinefrina propadrina benzedrex Essas três substâncias apresentam

Leia mais

11.1 EQUAÇÃO GERAL DOS BALANÇOS DE ENERGIA. Acúmulo = Entrada Saída + Geração Consumo. Acúmulo = acúmulo de energia dentro do sistema

11.1 EQUAÇÃO GERAL DOS BALANÇOS DE ENERGIA. Acúmulo = Entrada Saída + Geração Consumo. Acúmulo = acúmulo de energia dentro do sistema 11 BALANÇOS DE ENERGIA EM PROCESSOS FÍSICOS E QUÍMICOS Para utilizar adequadamente a energia nos processos é preciso que sejam entendidos os princípios básicos envolvidos na geração, utilização e transformação

Leia mais

Aulas 11 e 12 Segunda e Terceira Lei da Termodinâmica

Aulas 11 e 12 Segunda e Terceira Lei da Termodinâmica Aulas 11 e 12 Segunda e Terceira Lei da Termodinâmica 1 Introdução De forma geral podemos afirmar que na natureza algumas coisas acontecem e outras não. Por exemplo: um gás se expande ocupando inteiramente

Leia mais

Exercícios de Equilíbrio

Exercícios de Equilíbrio Exercícios de Equilíbrio Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (PUC-RS) Um equilíbrio envolvido na formação da chuva ácida está representado pela equação:

Leia mais

9- (UFC) O número de átomos de H, em 2,02 g de H 2, é: A) 12,046 x 10 23 B) 18,069 x 10 23 C) 6,023 x 10 23 D) 3,012 x 10 23 E) 24,092 x 10 23

9- (UFC) O número de átomos de H, em 2,02 g de H 2, é: A) 12,046 x 10 23 B) 18,069 x 10 23 C) 6,023 x 10 23 D) 3,012 x 10 23 E) 24,092 x 10 23 CÁLCULOS QUÍMICOS 1- (CESGRANRIO) Sabendo-se que: X ++ íon isoeletrônico do gás nobre do 3º período da tabela periódica Q halogênio mais eletronegativo O número de mols contido em 3,90g do composto XQ

Leia mais

*******************TIPO 1*******************

*******************TIPO 1******************* QUESTÕES PARA A PROVA MENSAL QUÍMICA PROF. JOÃO NETO TIPO 1 e TIPO 2 *******************TIPO 1******************* 1. Um grupo de estudantes preparou uma solução, dissolvendo 20 g de sal de cozinha em 100

Leia mais

Exercícios de Revisão

Exercícios de Revisão Exercícios de Revisão a) I, II, III b) II, III, I c) II, I, III d) III, I, II e) I, III, II 01) (PUC - SP) O conceito de elemento químico está mais relacionado com a idéia de: a) átomo. b) molécula. c)

Leia mais

Resoluções das Atividades

Resoluções das Atividades Resoluções das Atividades Sumário Módulo 1 Estudo das dispersões Definição, classificação, estudo dos coloides, coeficiente de solubilidade... 1 Módulo 2 Concentração de soluções... 3 Módulo 3 Propriedades

Leia mais

Concurso de Seleção 2005-1 NÚMERO DE INSCRIÇÃO - QUÍMICA

Concurso de Seleção 2005-1 NÚMERO DE INSCRIÇÃO - QUÍMICA QUÍMICA QUESTÃO 1 As fórmulas dos compostos químicos não são frutos do acaso. A capacidade de um átomo combinar-se com outro depende da disponibilidade de receber, doar ou compartilhar elétrons. Qual a

Leia mais

AULA PRÁTICA DE SALA DE AULA FQA - Espécies maioritárias e vestigiais 10º ANO 8 fev. 2013

AULA PRÁTICA DE SALA DE AULA FQA - Espécies maioritárias e vestigiais 10º ANO 8 fev. 2013 AULA PRÁTICA DE SALA DE AULA FQA - Espécies maioritárias e vestigiais 10º ANO 8 fev. 2013 / Nome: nº 1. Atualmente, a troposfera é constituída por espécies maioritárias, como o azoto, N 2, o oxigénio,

Leia mais

Determine, em graus kelvins, o módulo da variação entre a maior e a menor temperatura da escala apresentada.

Determine, em graus kelvins, o módulo da variação entre a maior e a menor temperatura da escala apresentada. 1. (Uerj 2015) No mapa abaixo, está representada a variação média da temperatura dos oceanos em um determinado mês do ano. Ao lado, encontra-se a escala, em graus Celsius, utilizada para a elaboração do

Leia mais

Av. Celso Garcia, 804 Brás - Tel. 2692-3253 - 2694-4174 www.metacolegio.com.br

Av. Celso Garcia, 804 Brás - Tel. 2692-3253 - 2694-4174 www.metacolegio.com.br Av. Celso Garcia, 804 Brás - Tel. 2692-3253 - 2694-4174 www.metacolegio.com.br Elaborado por: Prof. Edmilson C. Gobetti Revisão: IV - 2012 Sumário 1 Partículas Dispersas... 3 2 Fator de Van t Hoff... 8

Leia mais

TERMOQUÍMICA. O que é o CALOR? Energia térmica em transito

TERMOQUÍMICA. O que é o CALOR? Energia térmica em transito TERMOQUÍMICA Termoquímica PROF. Prof. DAVID David TERMOQUÍMICA O que é o CALOR? Energia térmica em transito TERMOQUÍMICA Estuda as quantidades de calor liberadas ou absorvidas durante as reações químicas

Leia mais

COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR

COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR 1 COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR Unidade Osasco. Processo Avaliativo Recuperaçao AV1 1º Bimestre/2014 Disciplina: Química - 3º Ano A Período: Manhã Nome do aluno: Nº: Turma: As questões abaixo devem ser respondidas

Leia mais

TURMA DE REVISÃO - EMESCAM 1º SEMESTRE 2012 - QUÍMICA PILHAS

TURMA DE REVISÃO - EMESCAM 1º SEMESTRE 2012 - QUÍMICA PILHAS TURMA DE REVISÃO - EMESCAM 1º SEMESTRE 2012 - QUÍMICA Prof. Borges PILHAS 1. (Uepg 2010) A figura a seguir ilustra o esquema de uma pilha formada por um eletrodo de Zn em solução de Zn 2+ e um outro eletrodo

Leia mais

3º Bimestre. Química. Autor: Pedro L. S. Dias

3º Bimestre. Química. Autor: Pedro L. S. Dias 3º Bimestre Autor: Pedro L. S. Dias SUMÁRIO UNIDADE III Inorgânica... 5 Capítulo 1... 5 1.1 Soluções... 5 1.2 Solubilidade... 8 1.3 Coeficiente de solubilidade e Curva de solubilidade... 10 1.4 Unidades

Leia mais

1. Qual a fórmula do composto formado entre o cálcio, Ca (Z = 20) e o flúor F (Z = 9)?

1. Qual a fórmula do composto formado entre o cálcio, Ca (Z = 20) e o flúor F (Z = 9)? EXERCÍCIOS REVISÃO 1ª série 1. Qual a fórmula do composto formado entre o cálcio, Ca (Z = 20) e o flúor F (Z = 9)? 2. Qual a fórmula do composto formado entre o potássio, K (Z = 19) e o enxofre, S (Z =

Leia mais

COMENTÁRIO GERAL (EQUIPE DE BIOLOGIA)

COMENTÁRIO GERAL (EQUIPE DE BIOLOGIA) COMENTÁRIO GERAL (EQUIPE DE BIOLOGIA) A prova de Biologia ENEM 2010 apresentou como eixo central questões envolvendo meio ambiente e ecologia geral. Desta forma houve um desequilíbrio na distribuição de

Leia mais

SOLUÇÕES. Curvas de Solubilidade

SOLUÇÕES. Curvas de Solubilidade QUÍMICA SOLUÇÕES 1. INTRODUÇÃO Soluções são misturas homogêneas, ou seja, misturas entre dois ou mais componentes apresentando uma única fase. Exemplos: Água + Álcool Água + Sal + Açucar Curvas de Solubilidade

Leia mais

QUÍMICA 2C2H2 5O2 4CO2 2H2O. Prof. Rodolfo

QUÍMICA 2C2H2 5O2 4CO2 2H2O. Prof. Rodolfo QUÍMICA Prof. Rodolfo 1. Considere a tabela abaixo, em que H c representa a entalpia de combustão para os compostos listados, a 25 C: Nome IUPAC Nome usual Estado físico (25 C) ΔHc kj/mol Etanol Álcool

Leia mais

Aulas 13 e 14. Soluções

Aulas 13 e 14. Soluções Aulas 13 e 14 Soluções Definição Solução é a denominação ao sistema em que uma substância está distribuída, ou disseminada, numa segunda substância sob forma de pequenas partículas. Exemplos Dissolvendo-se

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE TOMAR ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Departamento de Engenharia Química e do Ambiente. QUÍMICA I (1º Ano/1º Semestre)

INSTITUTO POLITÉCNICO DE TOMAR ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Departamento de Engenharia Química e do Ambiente. QUÍMICA I (1º Ano/1º Semestre) INSTITUTO POLITÉCNICO DE TOMAR ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA Departamento de Engenharia Química e do Ambiente QUÍMICA I (1º Ano/1º Semestre) 3ª Série de Exercícios ESTADOS DA MATÉRIA Tomar (2003) 1 Estado

Leia mais

Aula 19 PROPRIEDADES DAS SOLUÇÕES. Eliana Midori Sussuchi Samísia Maria Fernandes Machado Valéria Regina de Souza Moraes

Aula 19 PROPRIEDADES DAS SOLUÇÕES. Eliana Midori Sussuchi Samísia Maria Fernandes Machado Valéria Regina de Souza Moraes Aula 19 PROPRIEDADES DAS SOLUÇÕES META Apresentar os fatores que influenciam no processo de dissolução. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: reconhecer um processo de dissolução; identificar

Leia mais

Apresentar os conceitos relacionados à mistura simples e equilíbrios de fases e equilíbrio químico.

Apresentar os conceitos relacionados à mistura simples e equilíbrios de fases e equilíbrio químico. Exercícios de Equilíbrio químico e Misturas Meta Apresentar os conceitos relacionados à mistura simples e equilíbrios de fases e equilíbrio químico. Objetivos Ao final desta aula, o aluno deverá: compreender

Leia mais

3213-0597 / 3243-1739 www.cursofiq.com.br

3213-0597 / 3243-1739 www.cursofiq.com.br 3213-0597 / 3243-1739 www.cursofiq.com.br Profª Helena Bonaparte Soluções : Concentração, diluição, misturas e neutralização. Unidades de concentração das soluções De acordo com a IUPAC, a quantidade de

Leia mais

UFMG - 2003 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

UFMG - 2003 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR UFMG - 2003 3º DIA QUÍMICA BERNULLI CLÉGI E PRÉ-VESTIBULAR Química Questão 01 A glicose, C 6 6, é uma das fontes de energia mais importantes para os organismos vivos. A levedura, por exemplo, responsável

Leia mais

Professor Armando J. De Azevedo

Professor Armando J. De Azevedo Professor Armando J. De Azevedo Química Professor Armando J. De Azevedo WWW.quimicarmando.com REAÇÃO DE ADIÇÃO As reações de adição são aquelas onde um átomo proveniente de uma substância orgânica ou inorgânica

Leia mais