SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIATORÁCICA PROCEDIMENTOS E HONORÁRIOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIATORÁCICA PROCEDIMENTOS E HONORÁRIOS"

Transcrição

1 SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIATORÁCICA PROCEDIMENTOS E HONORÁRIOS ATIVIDADES CLÍNICAS Consulta em consultório 178,48 Acompanhamento enfermaria - diária 178,48 Acompanhamento UTI - diária 178,48 Consulta em Pronto socorro 311,15 Consulta em enfermaria 311,15 Consulta em UTI 311,15 BRONCOSCOPIA Laringoscopia/traqueoscopia para diagnóstico e biópsia com aparelho flexível 380,20 Broncoscopia com ou sem aspirado ou lavado brônquico bilateral 630,40 Desobstrução brônquica por broncoaspiração 630,40 Laringoscopia/traqueoscopia para diagnóstico e biópsia (tubo rígido) 630,40 Laringoscopia/traqueoscopia para intubação oro ou nasotraqueal 630,40 Laringoscopia/traqueoscopia com exérese de pólipo/nódulo/papiloma 730,20 Broncoscopia com biópsia transbrônquica 782,05 Broncoscopia com biópsia transbrônquica com acompanhamento radioscópico 851,88 Dilatação de estenose laringo-traqueo-brônquica 851,88 Retirada de corpo estranho do esôfago, estômago ou duodeno 851,88 Retirada de corpo estranho no brônquio ou brônquico 851,88 Desobstrução brônquica com laser ou eletrocautério 1.190,84 Retirada de tumor ou papiloma por broncoscopia 1.190,84 PLEURA Retirada de dreno tubular torácico 182,30 Punção pleural 375,03 Biópsia percutânea de pleura por agulha 425,94 Repleção de cavidade pleural com solução de antibiótico para tratamento de empiema 851,20 Toracostomia com drenagem pleural fechada 935,80 Pleurostomia (aberta) 1.020,86 Pleurodese (qualquer técnica) 1.190,84 Tenda pleural 1.445,80 Pleurodese por video 1.565,79 Pleuroscopia 1.734,77 Tenda pleural por vídeo 1.853,75 Pleurectomia 2.024,73 Pleuroscopia por vídeo 2.227,70 Descorticação pulmonar 2.584,65 Ressecção de tumor da pleura localizado 2.584,65 Tratamento operatório da hemorragia intrapleural 2.584,65 Pleurectomia por videotoracoscopia 2.584,65 Descorticação pulmonar por videotoracoscopia 3.332,55 Ressecção de tumor da pleura localizado por vídeo 3.655,50 Tratamento operatório da hemorragia intrapleural por vídeo 3.655,50

2 TRAQUÉIA Punção traqueal 374,95 Troca de prótese tráqueo-esofágica 425,94 Traqueotomia ou fechamento cirúrgico 510,93 Traqueostomia 561,92 Plastia de traqueostoma 629,91 Alargamento de traqueostomia 629,91 Traqueorrafia (qualquer via) 731,90 Traqueorrafia por videotoracoscopia 935,87 Colocação de órtose traqueal, traqueobrônquica ou brônquica, por via endoscópica 1.564,79 Traqueostomia com colocação de órtese traqueal ou traqueobrônquica por via cervical 1.734,77 Fechamento de fístula tráqueo-cutânea 1.853,75 Traqueostomia mediastinal 3.043,59 Colocação de prótese traqueal ou traqueobrônquica (qualquer via) 3.332,55 Ressecção de tumor traqueal 3.654,50 Traqueoplastia (qualquer via) 3.654,50 Ressecção carinal (traqueobrônquica) 4.080,45 Ressecção de tumor traqueal por videotoracoscopia 4.097,32 BRÔNQUIOS Broncotomia e/ou broncorrafia 3.043,59 Colocação de molde brônquico por toracotomia 3.043,59 Broncoplastia e/ou arterioplastia 3.332,55 Broncotomia e/ou broncorrafia por videotoracoscopia 4.080,45 Broncoplastia e/ou arterioplastia por videotoracoscopia 4.998,32 PULMÃO Drenagem tubular aberta de cavidade pulmonar 1.632,78 Posicionamento de agulhas radiativas por toracotomia (braquiterapia) 1.632,78 Pneumorrafia 1.734,78 Drenagem tubular aberta de cavidade pulmonar por videotoracoscopia 2.023,73 Segmentectomia (qualquer técnica) 2.023,73 Metastasectomia pulmonar unilateral (qualquer técnica) 2.873,61 Pneumostomia (cavernostomia) com costectomia e estoma cutâneo-cavitário 2.873,61 Bulectomia unilateral 3.043,59 Segmentectomia por videotoracoscopia 3.043,59 Cisto pulmonar congênito - tratamento cirúrgico 3.332,51 Correção de fístula bronco-pleural (qualquer técnica) 3.332,51 Lobectomia por malformação pulmonar 3.332,51 Lobectomia pulmonar 3.332,51 Metastasectomia pulmonar unilateral por videotoracoscopia 3.332,51 Pneumonectomia 3.332,51 Cirurgia redutora do volume pulmonar unilateral (qualquer técnica) 3.655,50 Pneumonectomia de totalização 3.655,50 Bulectomia unilateral por videotoracoscopia 4.080,45 Correção de fístula bronco-pleural por videotoracoscopia 4.080,45

3 Cirurgia redutora do volume pulmonar unilateral por videotoracoscopia 4.080,45 Lobectomia pulmonar por videotoracoscopia 4.998,32 Embolectomia pulmonar 5.491,26 Lobectomia pulmonar em oncologia 5.712,23 Pneumonectomia em oncologia 5.712,23 Lobectomia pulmonar em oncologia por videotoracoscopia 7.437,50 Pneumonectomia em oncologia por videotoracoscopia 7.437,50 Tromboendarterectomia pulmonar 7.437,50 MEDIASTINO Linfadenectomia superficial 374,95 Biópsia de linfonodos pré-escalênicos ou do confluente venoso 731,90 Biópsia de tumor do mediastino (qualquer via) 850,88 Drenagem de abscesso cervical profundo 850,88 Linfadenectomia profunda 850,88 Biópsia de tumor do mediastino por vídeo 1.105,85 Cervicotomia exploradora 1.105,85 Ressecção de bócio intratorácico 1.632,78 Mediastinoscopia, via cervical 1.734,77 Mediastinotomia (via paraesternal, transesternal, cervical) 2.023,73 Mediastinotomia extrapleural por via posterior 2.023,73 Retirada de corpo estranho do mediastino 2.023,73 Linfadenectomia mediastinal 2.380,68 Mediastinoscopia, via cervical por vídeo 2.380,68 Ligadura de artérias brônquicas por toracotomia para controle de hemoptise 2.584,65 Ligadura do ducto-torácico (qualquer via) 2.584,65 Vagotomia troncular terapêutica por toracotomia 2.584,65 Bócio mergulhante: extirpação por acesso cérvico-torácico 2.584,65 Linfadenectomia cervical 2.873,61 Mediastinotomia extrapleural por via posterior por vídeo 2.873,61 Pericardiotomia com abertura pleuro-pericárdica (qualquer técnica) 2.873,61 Timectomia (qualquer via) 3.042,59 Cisto ou duplicação brônquica ou esôfagica - tratamento cirúrgico 3.332,55 Ligadura de artérias brônquicas para controle de hemoptise por vídeo 3.332,55 Linfadenectomia mediastinal por vídeo 3.332,55 Ressecção de tumor de mediastino 3.332,55 Pericardiotomia com abertura pleuro-pericárdica por vídeo 3.655,50 Tratamento da mediastinite (qualquer via) 3.655,50 Ligadura de ducto-torácico por vídeo 3.791,49 Cisto ou duplicação brônquica ou esofágica tratamento cirúrgico por vídeo 4.080,45 Timectomia por vídeo 4.080,45 Ressecção de tumor de mediastino por vídeo 4.998,32 Tratamento da mediastinite por vídeo 5.491,26 PADERE TORÁCICA Fratura luxação de esterno ou costela - redução incruenta 179,48 Punção biópsia de costela ou esterno 374,95 Biópsia cirúrgica de costela ou esterno 425,94

4 Fechamento de pleurostomia 731,90 Osteomielite de costela ou esterno - tratamento cirúrgico 731,90 Retirada de corpo estranho da parede torácica 1.105,85 Costectomia (porte para 1 arco costal, 30% deste porte para cada arco adicional) 1.632,78 Toracotomia exploradora (excluídos os procedimentos intratorácicos) 1.632,78 Fratura luxação de esterno ou costela - tratamento cirúrgico 1.632,78 Toracotomia com biópsia 1.853,75 Esternectomia subtotal 2.227,70 Toracotomia para procedimentos ortopédicos sobre a coluna vertebral 2.227,70 Tração esquelética do gradil costo-esternal (traumatismo) 2.227,70 Tratamento cirúrgico de fraturas do gradil costal 2.227,70 Plumbagem extrafascial 2.380,68 Reconstrução da parede torácica com retalhos cutâneos 2.380,68 Reconstrução da parede torácica com retalhos musculares ou miocutâneos 2.380,68 Reconstrução da região esternal com retalhos musculares bilaterais 2.380,68 Toracectomia 2.380,68 Esternectomia total 2.584,65 Mobilização de retalhos musculares ou do omento 2.584,65 Reconstrução da parede torácica (com ou sem prótese) 2.584,65 Correção de deformidades da parede torácica 2.873,61 Toracoplastia (qualquer técnica) 2.873,61 PERICÁRDIO Pericardiocentese 680,91 Drenagem do pericárdio 850,88 Pericardiotomia / Pericardiectomia 1.734,77 Pericardiotomia com abertura pleuro-pericárdica (qualquer técnica) 2.873,61 Pericardiotomia com abertura pleuro-pericárdica por vídeo 3.654,50 ESÔFAGO Piloroplastia 1.105,85 Colostomia ou enterostomia 1.564,79 Esofagostomia 2.023,73 Refluxo gastroesofágico - tratamento cirúrgico (Hérnia de hiato) 2.023,73 Piloroplastia por videolaparoscopia 2.023,73 Piloromiotomia por videolaparoscopia 2.227,70 Fístula tráqueo esofágica - tratamento cirúrgico via cervical 2.380,68 Reintervenção sobre a transição esôfago gástrica 2.380,68 Esofagorrafia cervical 2.380,68 Esofagorrafia torácica 2.380,68 Tratamento cirúrgico do divertículo esofágico 2.380,68 Tratamento cirúrgico do divertículo faringoesofágico 2.380,68 Dissecção do esôfago torácico (qualquer técnica) 2.380,68 Esofagectomia distal com toracotomia 2.584,65 Esofagectomia distal sem toracotomia 2.584,65 Estenose de esôfago - tratamento cirúrgico via torácica 2.584,65 Fístula tráqueo esofágica - tratamento cirúrgico via torácica 2.584,65 Tratamento cirúrgico conservador do megaesofago por videolaparoscopia 2.873,61

5 Esofagorrafia torácica por videotoracoscopia 3.043,59 Tratamento cirúrgico do divertículo esofágico por videotoracoscopia 3.332,55 Refluxo gastroesofágico - tratamento cirúrgico (Hérnia de hiato) por videolaparoscopia 3.332,55 Esofagectomia subtotal com linfadenectomia com ou sem toracotomia 3.791,49 Reintervenção sobre a transição esôfago gástrica por videolaparoscopia 3.791,49 Esofagoplastia (gastroplastia) 4.080,45 Faringo-laringo-esofagectomia total com ou sem toracotomia 4.080,45 Ressecção do esôfago cervical e/ou torácico e transplante com microcirurgia 4.080,45 Esofagectomia distal com ou sem toracotomia por videolaparoscopia 4.080,45 Esofagoplastia (coloplastia) 4.998,32 Substituição esofágica - cólon ou tubo gástrico 4.998,32 Reconstrução do esôfago cervical e torácico com transplante segmentar de intestino 7.437,49 Reconstrução do esôfago cervical ou torácico, com transplante de intestino 7.437,49 SISTEMA NERVOSO SIMPÁTICO Simpatectomia Torácica bilateral por videotoracoscopia 3.439,64 DIAFRAGMA Abscesso subfrênico - tratamento cirúrgico 1.632,78 Eventração diafragmática - tratamento cirúrgico 3.043,59 Ressecção de tumor do diafragma e reconstrução (qualquer técnica) 3.043,59 Hérnia diafragmática - tratamento cirúrgico (qualquer técnica) 3.791,49 ACESSOS VASCULARES Punção venosa profunda ou dissecção para colocação de cateter 312,15 Dissecção de veia com colocação cateter venoso 312,15 Implante por punção de cateter para hemodiálise 430,17 Instalação de cateter para monitorização hemodinâmica à beira do leito (Suan-Ganz) 430,17 Dissecção de veia implantação de cateter central de longa permanência NPP ou QT 561,92 Retirada cirúrgica de cateter de longa permanência 561,92

SOCIEDADE BRASILEIRA DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA Procedimentos videoartroscópicos Procedimentos Porte

SOCIEDADE BRASILEIRA DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA Procedimentos videoartroscópicos Procedimentos Porte RESOLUÇÃO NORMATIVA CNHM Nº 003/2007 AOS MÉDICOS, HOSPITAIS E ENTIDADES CONTRATANTES A Comissão Nacional de Honorários Médicos e Sociedades Brasileiras de Especialidade comunicam as seguintes alterações,

Leia mais

Procedimentos incluídos (RN nº 211) SEGMENTAÇÃO MÉDICO-HOSPITALAR

Procedimentos incluídos (RN nº 211) SEGMENTAÇÃO MÉDICO-HOSPITALAR Procedimentos incluídos (RN nº 211) SEGMENTAÇÃO MÉDICO-HOSPITALAR PROCEDIMENTOS DIAGNÓSTICOS PRESTADOR Procedimento Tipo de exame Especialidade Razão Social, CNPJ e CNES 1. Capilaroscopia periungueal Exame

Leia mais

Secretaria da Administração do Estado da Bahia

Secretaria da Administração do Estado da Bahia ELABORAÇÃO REFERENCIAL PROCEDIMENTO: CIRURGIA TORÁCICA OUT/2008 GOVERNADOR DO ESTADO JAQUES WAGNER SECRETÁRIO DA ADMINISTRAÇÃO MANOEL VITÓRIO DA SILVA FILHO REALIZAÇÃO COORDENADOR GERAL SONIA MAGNÓLIA

Leia mais

UNIMED COSTA DO SOL. Nº Cód.Tab Cód.UCS DESCRIÇÃO vlr tx video

UNIMED COSTA DO SOL. Nº Cód.Tab Cód.UCS DESCRIÇÃO vlr tx video UNIMED COSTA DO SOL Nº Cód.Tab Cód.UCS DESCRIÇÃO vlr tx video 1 31005454 88010001 ABSCESSO HEPÁTICO - DRENAGEM CIRÚRGICA POR 163,24 2 30735033 88010002 ACROMIOPLASTIA 194,35 3 30205271 88010003 ADENOIDECTOMIA

Leia mais

REVISÃO DO ROL DE PROCEDIMENTOS E EVENTOS EM SAÚDE RN 211. Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS 2010

REVISÃO DO ROL DE PROCEDIMENTOS E EVENTOS EM SAÚDE RN 211. Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS 2010 REVISÃO DO ROL DE PROCEDIMENTOS E EVENTOS EM SAÚDE RN 211 Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS 2010 Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde O que é: a cobertura mínima obrigatória a ser oferecida

Leia mais

Procedimentos incluídos

Procedimentos incluídos s incluídos SEGMENTAÇÃO MÉDICO-HOSPITALAR PROCEDIMENTOS DIAGNÓSTICOS Procedimento exame 1. Capilaroscopia periungueal Exame clínico Reumatologia Avaliação e auxílio diagnóstico de síndromes vasculares

Leia mais

Comprometimento esofágico (torácico) Obstrução por corpo estranho; Perfuração do esôfago por corpo estranho; Divertículo esofágico; Neoplasias;

Comprometimento esofágico (torácico) Obstrução por corpo estranho; Perfuração do esôfago por corpo estranho; Divertículo esofágico; Neoplasias; CIRURGIA TORÁCICA Toracotomia ABERTURA E O FECHAMENTO DA CAVIDADE TORÁCICA INDICAÇÕES Comprometimento esofágico (torácico) Obstrução por corpo estranho; Perfuração do esôfago por corpo estranho; Divertículo

Leia mais

O impacto do novo Rol de procedimentos da ANS nos custos das operadoras de planos de saúde

O impacto do novo Rol de procedimentos da ANS nos custos das operadoras de planos de saúde O impacto do novo Rol de procedimentos da ANS nos custos das operadoras de planos de saúde FGV 23/08/2010 11º semestre de debates GV Saúde: custos no mercado da saúde suplementar A Central Nacional Unimed

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO CIRURGIÃO TORÁCICO

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO CIRURGIÃO TORÁCICO 12 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO CIRURGIÃO TORÁCICO QUESTÃO 21 Paciente portador de miatenia gravis e timoma, submetido a tratamento cirúrgico. Durante o ato operatório, constatou-se que o

Leia mais

PROCEDIMENTOS DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS

PROCEDIMENTOS DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS PROCEDIMENTOS DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS Colangiopancreatografia (Diagnóstica + Terapêutica) Porte Anest. Colangiopancreatografia retrógrada endoscópica - CPRE 4.02.01.07-4 Colangiopancreatografia retrógrada

Leia mais

PROGRAMA RESIDÊNCIA MÉDICA 2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO GAFFRÉE GUINLE.

PROGRAMA RESIDÊNCIA MÉDICA 2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO GAFFRÉE GUINLE. UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO GAFFRÉE GUINLE RESIDÊNCIA MÉDICA 2013 PROGRAMA Torácica U N I R I O A B R I L / 2 0 1 3 C O S E A / P R O G R A D 1) O achado mais

Leia mais

Geia. Resolução Normativa nº 211 G R U P O

Geia. Resolução Normativa nº 211 G R U P O Resolução Normativa nº 211 G R U P O Geia Informamos que desde o dia 07/06/2010, está em vigor a nova versão do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde. A partir desta data, todos os planos (contratados

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS SSS13_010_10N543698 SP/Un SS/S/2013 ONHIMNTOS SPÍFIOS QUSTÃO 31 om relação à anatomia da traqueia, assinale a opção carina se projeta na junção manúbrio-corpo. O primeiro anel traqueal não tem par membranoso.

Leia mais

Procedimento Operacional Padrão POP/UNIDADE DE REABILITAÇÃO/07/2016 Fisioterapia no Pré e Pós-Operatório de Cirurgia Torácica no Adulto Versão 1.

Procedimento Operacional Padrão POP/UNIDADE DE REABILITAÇÃO/07/2016 Fisioterapia no Pré e Pós-Operatório de Cirurgia Torácica no Adulto Versão 1. Procedimento Operacional Padrão POP/UNIDADE DE REABILITAÇÃO/07/2016 Versão 1.0 UNIDADE DE REABILITAÇÃO Procedimento Operacional Padrão POP/UNIDADE DE REABILITAÇÃO/07/2016 Cirurgia Torácica no Adulto Versão

Leia mais

Portaria SAS/Nº 210 (publicada no Diário Oficial n 117, de 21 de junho de 2004, página 43, Seção 1) ANEXO III(*)

Portaria SAS/Nº 210 (publicada no Diário Oficial n 117, de 21 de junho de 2004, página 43, Seção 1) ANEXO III(*) Portaria SAS/Nº 210 (publicada no Diário Oficial n 117, de 21 de junho de 2004, página 43, Seção 1) ANEXO III(*) RELAÇÃO DE PROCEDIMENTOS INCLUÍDOS NAS TABELAS DO SIH E SIA/SUS PROCEDIMENTOS INCLUÍDOS

Leia mais

PROVA OBJETIVA. 11 Caso seja constatada estenose no referido paciente, o. 12 As entubações de até dez dias a que o paciente fora submetido

PROVA OBJETIVA. 11 Caso seja constatada estenose no referido paciente, o. 12 As entubações de até dez dias a que o paciente fora submetido Cada um dos itens da prova objetiva está vinculado ao comando que imediatamente o antecede. De acordo com o comando a que cada um deles esteja vinculado, marque, na folha de respostas, para cada item:

Leia mais

ALTERAÇÃO NA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS E OPM DO SUS Diário Oficial da União Nº 249, Seção 1 29 de dezembro de 2010

ALTERAÇÃO NA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS E OPM DO SUS Diário Oficial da União Nº 249, Seção 1 29 de dezembro de 2010 Circular 642/2010 São Paulo, 30 de dezembro de 2010. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) ALTERAÇÃO NA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS E OPM DO SUS Diário Oficial da União Nº 249, Seção 1 29 de dezembro

Leia mais

Coloque, de imediato, o seu número de inscrição e o número de sua sala, nos retângulos abaixo.

Coloque, de imediato, o seu número de inscrição e o número de sua sala, nos retângulos abaixo. &$5*2 9;:=@?A*B'C=%BED-F@BGA!HID#=/?,=JGK:E?9,L 9NM4:O-H#BL 9! #"%$'&(*),+-)#"/.0"%)#"%$%+-12)43654"7+-$%8 TVUEWX,YKZ'[K\6]^_Y-`^%W;aK^/X#^/b>^Ja(cdUefaYI^g]4Uhji,U`%Y P QKR k lnmovm S p,qsrutfv,vxwkq6pq

Leia mais

Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde PORTARIA Nº 703, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2010(*)

Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde PORTARIA Nº 703, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2010(*) Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde PORTARIA Nº 703, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2010(*) A Secretária de Atenção à Saúde - Substituta, no uso de suas atribuições, Considerando a Portaria nº 2.848/GM,

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 56

PROVA ESPECÍFICA Cargo 56 11 PROVA ESPECÍFICA Cargo 56 QUESTÃO 26 O principal suprimento arterial para músculo peitoral maior é fornecido pela artéria: a) toracodorsal. b) subescapular. c) toracoacromial. d) torácica interna. QUESTÃO

Leia mais

Relação de procedimentos que exigem senha de autorização CELOS Clínica

Relação de procedimentos que exigem senha de autorização CELOS Clínica ANEXO V Relação de procedimentos que exigem senha de autorização CELOS Clínica TISS PROCEDIMENTOS Código Dígito Descrição Acompanhamento clinico de transplante renal no periodo de 2020101 0 internacao

Leia mais

CIRURGIA TORÁCICA. 02. Sobre derrame pleural, marque a alternativa correta.

CIRURGIA TORÁCICA. 02. Sobre derrame pleural, marque a alternativa correta. CIRURGIA TORÁCICA 01. Paciente masculino, 35 anos, previamente hígido e com diagnóstico de broncopneumonia comunitária diagnosticado há cerca de 3 dias e em uso de azitromicina desde então. Comparece ao

Leia mais

RESOLUÇÃO CNRM N.º 07, 05 de setembro de 2006 (*)

RESOLUÇÃO CNRM N.º 07, 05 de setembro de 2006 (*) RESOLUÇÃO CNRM N.º 07, 05 de setembro de 2006 (*) Dispõe sobre a duração do programa de Residência Médica de Cancerologia/Cirúrgica e seu conteúdo programático O Presidente da Comissão Nacional de Residência

Leia mais

GABARITO DE CIRURGIA GERAL

GABARITO DE CIRURGIA GERAL GABARITO DE CIRURGIA GERAL QUESTÃO 1 Paciente com febre, tosse e escarro purulento bastante fétido, apresenta os exames abaixo. Qual é a conduta mais adequada? A. Antibioticoterapia e fisioterapia. B.

Leia mais

203 A. 16:30-17:20 Trauma cervical Clinica Cirúrgica Raphael 17:20-18:10 Queimaduras Clínica Cirúrgica Raphael

203 A. 16:30-17:20 Trauma cervical Clinica Cirúrgica Raphael 17:20-18:10 Queimaduras Clínica Cirúrgica Raphael CRONOGRAMA INTERNATO DE CIRURGIA 1º 2013 9º PERÍODO DATA/LOCAL HORÁRIO AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR 24/5/2013 11:00-11:50 Lesões corporais Medicina Legal Andressa 11:50-12:40 Lesões corporais Medicina

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONCURSO PÚBLICO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONCURSO PÚBLICO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONCURSO PÚBLICO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ALCIDES CARNEIRO DIA - 20/12/2009 CARGO: CIRURGIÃO TORÁCICO CONHECIEMENTOS ESPECÍFICOS 01 - Um paciente chega a emergência

Leia mais

ALTERAÇÃO NA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS E OPM DO SUS Diário Oficial da União Nº 242 Seção 1, 20 de dezembro de 2010

ALTERAÇÃO NA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS E OPM DO SUS Diário Oficial da União Nº 242 Seção 1, 20 de dezembro de 2010 Circular 621/2010 São Paulo, 27 de dezembro de 2010. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) ALTERAÇÃO NA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS E OPM DO SUS Diário Oficial da União Nº 242 Seção 1, 20 de dezembro

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N X.XXX, DE XX DE XXXXXXX DE 30.06.2014

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N X.XXX, DE XX DE XXXXXXX DE 30.06.2014 GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N X.XXX, DE XX DE XXXXXXX DE 30.06.2014 Cria a Linha de Cuidados da Cirurgia da Criança e atualiza, por exclusão, inclusão e alteração, procedimentos cirúrgicos pediátricos

Leia mais

MANUAL DE ANTIBIOTICOPROFILAXIA CIRÚRGICA

MANUAL DE ANTIBIOTICOPROFILAXIA CIRÚRGICA MANUAL DE ANTIBIOTICOPROFILAXIA CIRÚRGICA manual.indd 1 Serviço de Controle de Infecção Hospitalar SCIH Índice Parâmetros para Antibióticoprofilaxia Cirúrgica... Cirurgia Cardíaca... Cirurgia de Cabeça

Leia mais

TRAUMA TORÁCICO. Leonardo Oliveira Moura

TRAUMA TORÁCICO. Leonardo Oliveira Moura TRAUMA TORÁCICO Leonardo Oliveira Moura INTRODUÇÃO E DEFINIÇÕES O politraumatismo é atualmente a maior causa de óbitos em pacientes até a quarta década de vida. Estima-se que nos Estados Unidos 25% das

Leia mais

08 de novembro de 2009

08 de novembro de 2009 Pontifícia Universidade Católica do Paraná Processo Seletivo de Residência Médica PUCPR Novembro/2009 08 de novembro de 2009 ESPECIALIDADES: CIRURGIA TORÁCICA (Habilitação em Endoscopia Respiratória) *

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CIVIL PRÓ-SAÚDE DOS SERVIDORES DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA

ASSOCIAÇÃO CIVIL PRÓ-SAÚDE DOS SERVIDORES DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA ASSOCIAÇÃO CIVIL PRÓ-SAÚDE DOS SERVIDORES DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA REGIMENTO INTERNO (redação vigente a partir de 01/07/2015) 1. OBJETIVOS Operação de planos privados de assistência à saúde,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CIVIL PRÓ-SAÚDE DOS SERVIDORES DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA

ASSOCIAÇÃO CIVIL PRÓ-SAÚDE DOS SERVIDORES DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA ASSOCIAÇÃO CIVIL PRÓ-SAÚDE DOS SERVIDORES DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA REGIMENTO INTERNO (redação vigente a partir de 01/08/2013) 1 - OBJETIVOS Operação de planos privados de assistência à

Leia mais

Como analisar um Rx RADIOGRAFIA. Como olhar um Rx. Técnica. Técnica. Análise TÓRAX

Como analisar um Rx RADIOGRAFIA. Como olhar um Rx. Técnica. Técnica. Análise TÓRAX Como analisar um Rx RADIOGRAFIA TÓRAX VISÃO PANORÂMICA VISÃO DETALHADA DA PERIFERIA PARA O CENTRO SEGUIR UMA SEQÜÊNCIA OBJETIVO Posicionamento Técnica Análise Como olhar um Rx Técnica Posicionamento -

Leia mais

PROTOCOLO DE RESERVAS CIRÚRGICAS

PROTOCOLO DE RESERVAS CIRÚRGICAS PROTOCOLO DE RESERVAS CIRÚRGICAS PROTOCOLO DE RESERVAS CIRÚRGICAS Protocolo de máxima utilização de sangue. Baseado no histórico transfusional de todos os procedimentos cirúrgicos realizados no HUWC de

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS FEVEREIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS FEVEREIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 43.02.01.01 biópsia do colo uterino 1.02.01.01 biópsia de fígado por punção

Leia mais

Procedimento x CBO. 02.11.08.004-7 GASOMETRIA (APOS OXIGENIO A 100 DURANTE A DIFUSAO ALVEOLO-CAPILAR) 223151 - Médico pneumologista

Procedimento x CBO. 02.11.08.004-7 GASOMETRIA (APOS OXIGENIO A 100 DURANTE A DIFUSAO ALVEOLO-CAPILAR) 223151 - Médico pneumologista Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS 01.01.01.002-8 Procedimento x CBO ATIVIDADE EDUCATIVA / ORIENTACAO

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Julgue os itens a seguir, relativos ao risco cirúrgico. Julgue os itens subsequentes, acerca do quilotórax. UnB/CESPE INCA 41 Os elementos para avaliação do risco cirúrgico são

Leia mais

DATA hora SALA AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR

DATA hora SALA AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR DATA hora SALA AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR 14:00-14:55 Abdome Agudo - inflamatório e obstrutivo Clínica Cirúrgica João Marcos 14:55-15:50 Abdome Agudo - perfurativo e vascular/hemorrágico Clínica

Leia mais

Pós Operatório. Cirurgias Torácicas

Pós Operatório. Cirurgias Torácicas Pós Operatório Cirurgias Torácicas Tipos de Lesão Lesões Diretas fratura de costelas, coluna vertebral ou da cintura escapular, hérnia diafragmática, ruptura do esôfago, contusão ou laceração pulmonar.

Leia mais

ÁREA/ESPECIALIDADE: MEDICINA/ CIRURGIA TORÁCICA

ÁREA/ESPECIALIDADE: MEDICINA/ CIRURGIA TORÁCICA UFF UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CCM CENTRO DE CIÊNCIAS MÉDICAS HUAP HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO ÁREA/ESPECIALIDADE: MEDICINA/ CIRURGIA TORÁCICA 114 INSTRUÇÕES

Leia mais

João Marcos + Raphael + Aisha + Clarissa + Tiago + Marcelo

João Marcos + Raphael + Aisha + Clarissa + Tiago + Marcelo DATA HORA AULA PROGRAMADA SALA MÓDULO PROFESSOR 05/02/2016 13:15 Abdome Agudo - inflamatório e obstrutivo Clínica Cirúrgica 14:10 Abdome Agudo - perfurativo e vascular/hemorrágico Clínica Cirúrgica 15:25

Leia mais

Relação de procedimentos que exigem senha de autorização

Relação de procedimentos que exigem senha de autorização ANEXO V Relação de procedimentos que exigem senha de autorização TISS PROCEDIMENTOS Código Dígito Descrição Acompanhamento clinico de transplante renal no periodo de internacao do 2020101 0 receptor 2020204

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA RESERVA CIRÚRGICA DE HEMOCOMPONENTES

ORIENTAÇÕES PARA RESERVA CIRÚRGICA DE HEMOCOMPONENTES ORIENTAÇÕES PARA RESERVA CIRÚRGICA DE HEMOCOMPONENTES O conhecimento e análise do consumo de hemocomponentes pelo paciente submetido à intervenção cirúrgica são de fundamental importância para que o Hemocentro

Leia mais

CAPÍTULO 15 TRAUMA DE TÓRAX

CAPÍTULO 15 TRAUMA DE TÓRAX Trauma de Tórax CAPÍTULO 15 TRAUMA DE TÓRAX 1. Introdução O traumatismo torácico nos dias atuais assume grande importância devido, em parte, à sua incidência e, por outro lado, pelo aumento da gravidade

Leia mais

Curso Continuado de Cirurgia Geral do Capítulo de São Paulo do Colégio Brasileiro de Cirurgiões CÂNCER DE ESÔFAGO. Carlos Haruo Arasaki 2006

Curso Continuado de Cirurgia Geral do Capítulo de São Paulo do Colégio Brasileiro de Cirurgiões CÂNCER DE ESÔFAGO. Carlos Haruo Arasaki 2006 Curso Continuado de Cirurgia Geral do Capítulo de São Paulo do Colégio Brasileiro de Cirurgiões CÂNCER DE ESÔFAGO Carlos Haruo Arasaki 2006 Epidemiologia do Câncer de Esôfago 1% de todos os cânceres 3

Leia mais

Rede de Cardiologia de Alta Complexidade do Estado do Rio de Janeiro

Rede de Cardiologia de Alta Complexidade do Estado do Rio de Janeiro Parâmetros para quantitativos de habilitações por tipo de serviço Serviços Parâmetros Nº máximo de unidades Quantitativo atual Cirurgia 1:600.000/Portaria 210 26 20 Cardiovascular Cirurgia Pediátrica 1:800.000/Portaria

Leia mais

LISTA DE CIRURGIAS DATA PRE AGENDAMENTO ESPECIALIDADE Nº CODIGO PROCEDIMENTO SAME DN MUNICÍPIO

LISTA DE CIRURGIAS DATA PRE AGENDAMENTO ESPECIALIDADE Nº CODIGO PROCEDIMENTO SAME DN MUNICÍPIO CIRURGIA CABECA E PESCOCO 1 402010043 TIREOIDECTOMIA TOTAL 23/12/11 180863 06/11/50 MAUA CIRURGIA CABECA E PESCOCO 2 402010043 TIREOIDECTOMIA TOTAL 26/12/11 203470 08/03/45 SANTO ANDRE CIRURGIA CABECA

Leia mais

Ventilação Monopulmonar em cirurgia torácica

Ventilação Monopulmonar em cirurgia torácica CAPÍTULO 54 Ventilação Monopulmonar em cirurgia torácica Antonio Martins Dias Pires* As técnicas de intubação brônquica foram descritas inicialmente por Magill (1934) e Crawford (1938). Magill utilizou

Leia mais

PROCEDIMENTOS, EXAMES E SERVIÇOS "ELETIVOS" QUE EXIGEM LILBERAÇÃO PRÉVIA

PROCEDIMENTOS, EXAMES E SERVIÇOS ELETIVOS QUE EXIGEM LILBERAÇÃO PRÉVIA Esta tabela aponta todos os procedimentos, exames e serviços que exigem liberação prévia do VOAM antes da sua realização. Para liberarção do procedimento é necessário levar a guia de solicitação até o

Leia mais

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA TORÁCICA TÍTULO DE ESPECIALISTA EDITAL 2011.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA TORÁCICA TÍTULO DE ESPECIALISTA EDITAL 2011. SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA TORÁCICA TÍTULO DE ESPECIALISTA EDITAL 2011. Conforme estabelecido pelo Estatuto da Sociedade Brasileira de Cirurgia Torácica (SBCT), o exame anual para obtenção do Título

Leia mais

Concurso Público Secretaria da Saúde do Estado de Rondônia CARGO: MÉDICO CIRURGIÃO TORÁCICO

Concurso Público Secretaria da Saúde do Estado de Rondônia CARGO: MÉDICO CIRURGIÃO TORÁCICO LÍNGUA PORTUGUESA Texto para as questões 1 e 2 Andorinha Andorinha lá fora está dizendo: - Passei o dia à toa, à toa! Andorinha, andorinha, minha cantiga é mais triste! Passei a vida à toa, à toa... Questão

Leia mais

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação 8:30 8:45 INTERVALO VISITA AOS EXPOSITORES E PATROCINADORES

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação 8:30 8:45 INTERVALO VISITA AOS EXPOSITORES E PATROCINADORES MAPA AUDITÓRIO LARGO DA ORDEM (200 LUGARES) DOMINGO 02 DE AGOSTO DE 2015. 8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação 8:00 8:15 TEMA LIVRE SELECIONADO 8:15 8-30 TEMA LIVRE SELECIONADO 8:30

Leia mais

1.1 Tratamento pré e pós-operatório 1. 1.1.1 Pré-operatório 1

1.1 Tratamento pré e pós-operatório 1. 1.1.1 Pré-operatório 1 1. Considerações iniciais 1.1 Tratamento pré e pós-operatório 1 1.1.1 Pré-operatório 1 No ambulatório/na internação 1 Esclarecimentos/perguntas de ordem legal 2 Anestesia 3 Exames laboratoriais e de imagem

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS EM RADIOLOGIA INTERVENCIONISTA E CIRURGIA ENDOVASCULAR

PADRONIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS EM RADIOLOGIA INTERVENCIONISTA E CIRURGIA ENDOVASCULAR PADRONIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS EM RADIOLOGIA INTERVENCIONISTA E CIRURGIA ENDOVASCULAR Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular SoBRICE Colégio Brasileiro de Radiologia

Leia mais

PROVA OBJETIVA 30 DE NOVEMBRO DE 2015 PRÉ-REQUISITO EM CIRURGIA TORÁCICA

PROVA OBJETIVA 30 DE NOVEMBRO DE 2015 PRÉ-REQUISITO EM CIRURGIA TORÁCICA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PROCESSO SELETIVO EDITAL N.º 11/2015 PROVA OBJETIVA RESIDÊNCIA MÉDICA ISCMC/HUC/HMSB 30 DE NOVEMBRO DE 2015 PRÉ-REQUISITO EM CIRURGIA TORÁCICA LEIA ATENTAMENTE

Leia mais

Seminário Metástases Pulmonares

Seminário Metástases Pulmonares Seminário Metástases Pulmonares Tatiane Cardoso Motta 09/02/2011 CASO CLÍNICO Paciente do sexo feminino, 52 anos, refere que realizou RX de tórax de rotina que evidenciou nódulos pulmonares bilaterais.

Leia mais

PROGRAMA PARA FORMAÇÃO DE CLÍNICOS

PROGRAMA PARA FORMAÇÃO DE CLÍNICOS A PROGRAMA BÁSICO TEÓRICO PROGRAMA PARA FORMAÇÃO DE CLÍNICOS Abdome agudo Abordagem neurológca da fraqueza AIDS (SIDA) Anemias Antibióticos Arritmias cardíacas Asma Auto-imunidade e doenças imunológicas

Leia mais

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA TORACICA EDITAL DE CONVOCAÇÃO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM CIRURGIA TORACICA - CATEGORIA ESPECIAL

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA TORACICA EDITAL DE CONVOCAÇÃO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM CIRURGIA TORACICA - CATEGORIA ESPECIAL SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA TORACICA EDITAL DE CONVOCAÇÃO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM CIRURGIA TORACICA - CATEGORIA ESPECIAL Pelo presente edital a SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA TORACICA (SBCT) faz

Leia mais

CODIFICAÇÃO PELO CID

CODIFICAÇÃO PELO CID CODIFICAÇÃO PELO CID S S. S. S. S. S. S. S.7 TRAUMATISMOS DOS NERVOS E DA MEDULA ESPINHAL INCLUINDO: divisão traumática do nervo hematomileia traumática lesão completa ou incompleta da medula espinhal

Leia mais

TÓRAX Diagnóstico por Imagem nas Urgências. Leonardo Oliveira Moura

TÓRAX Diagnóstico por Imagem nas Urgências. Leonardo Oliveira Moura TÓRAX Diagnóstico por Imagem nas Urgências Leonardo Oliveira Moura Infecções pulmonares A radiografia simples é habitualmente o exame de imagem mais empregado, pelo seu menor custo e alta disponibilidade,

Leia mais

17/02/2012. Diafragma

17/02/2012. Diafragma Diafragma Topografia Repouso - linha retilínea da 7º costela à 13º costela. Inspiração - linha ligeiramente convexa da 7º costela à 3º vértebra lombar. Expiração - linha convexidade cranial da 7º costela

Leia mais

Novo Rol de Procedimentos e Eventos em Sa. e Eventos em Saúde. da Agência Nacional de Saúde Suplementar RN 211. Jurimar Alonso

Novo Rol de Procedimentos e Eventos em Sa. e Eventos em Saúde. da Agência Nacional de Saúde Suplementar RN 211. Jurimar Alonso Novo Rol de Procedimentos e Eventos em Sa e Eventos em Saúde da Agência Nacional de Saúde Suplementar RN 211 Jurimar Alonso Jornal da Tarde - SP Data: 25abr2010... é muito raro quando a empresa tem razão

Leia mais

Cirurgia Torácica Videoassistida. Cancro do Pulmão

Cirurgia Torácica Videoassistida. Cancro do Pulmão Cirurgia Torácica Videoassistida Cancro do Pulmão Jorge Cruz Cirurgia Cardio-Torácica Cirurgia II Cirurgia Torácica Graham realiza em 1933 a 1ª pneumectomia Passados 70 anos a cirurgia torácica mudou.

Leia mais

COMPLICAÇÕES PLEURAIS DA CIRURGIA PULMONAR

COMPLICAÇÕES PLEURAIS DA CIRURGIA PULMONAR COMPLICAÇÕES PLEURAIS DA CIRURGIA PULMONAR Sérgio Tadeu Lima Fortunato Pereira BA A ressecção pulmonar é o tratamento standard para doenças benignas ou malignas em estágio precoce, sendo considerado um

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Essencial para a utilização bem sucedida da prótese para o amputado da extremidade inferior:

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Essencial para a utilização bem sucedida da prótese para o amputado da extremidade inferior: 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CIRURGIA VASCULAR 21. Essencial para a utilização bem sucedida da prótese para o amputado da extremidade inferior: I. Reserva cardiopulmonar. II. Coto construído corretamente.

Leia mais

02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO)

02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO) 02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO) Horário Programação 8:00: 08:30 Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. Procedimentos Robóticos em Cirurgia abdominal 8:45-9:00 Cirurgia Robótica das afecções do

Leia mais

Urgências Oncológicas Ana Paula Ornellas de S. Victorino

Urgências Oncológicas Ana Paula Ornellas de S. Victorino Urgências Oncológicas Ana Paula Ornellas de S. Victorino Coordenação de Pesquisa Clínica - INCA Serviço de Oncologia Clínica - HSE COI - Clínicas Oncológicas Integradas Definição de emergência oncológica

Leia mais

Compatibilização Tuss x Rol. Rio de Janeiro, 18 de novembro de 2014

Compatibilização Tuss x Rol. Rio de Janeiro, 18 de novembro de 2014 Compatibilização Tuss x Rol Rio de Janeiro, 18 de novembro de 2014 1 2 3 4 5 6 O que é TUSS É uma Terminologia Unificada da Saúde Suplementar do Padrão TISS, instituída pela Agência Nacional de Saúde Suplementar

Leia mais

Tumores Benignos e Malignos de Esôfago

Tumores Benignos e Malignos de Esôfago Tumores Benignos e Malignos de Esôfago Isabel Fonseca Santos - R1 Gastroenterologia UFRJ Lesões Benignas Frequentemente assintomáticas, sendo achado incidental da EDA. Sintomas: o o o o o o o disfagia

Leia mais

Proposta de Estágio em anestesia para grande cirurgia oncológica no Serviço Anestesia Clínica do IPO, Porto

Proposta de Estágio em anestesia para grande cirurgia oncológica no Serviço Anestesia Clínica do IPO, Porto O Serviço de Anestesia Clínica propõe a organização de estágio em anestesia para grande cirurgia oncológica, no âmbito dos estágios opcionais do Internato de Especialidade. O estágio engloba as seguintes

Leia mais

Câncer de Pulmão. Prof. Dr. Luis Carlos Losso Medicina Torácica Cremesp 18.186

Câncer de Pulmão. Prof. Dr. Luis Carlos Losso Medicina Torácica Cremesp 18.186 Câncer de Pulmão Todos os tipos de câncer podem se desenvolver em nossas células, as unidades básicas da vida. E para entender o câncer, precisamos saber como as células normais tornam-se cancerosas. O

Leia mais

Sistema Respiratório I - INTRODUÇÃO. O que é respiração? Respiração celular. Respiração pulmonar III - ESTRUTURA II - FUNÇÃO. Ventilação Pulmonar

Sistema Respiratório I - INTRODUÇÃO. O que é respiração? Respiração celular. Respiração pulmonar III - ESTRUTURA II - FUNÇÃO. Ventilação Pulmonar I - INTRODUÇÃO O que é respiração? Respiração celular Ocorre no interior das mitocôndrias subs orgânicas + O2 energia + CO2 + H2O Respiração pulmonar Trocas gasosas entre o ar atmosférico e o sangue Hemerson

Leia mais

TN, Emerson Siraqui TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO TÓRAX

TN, Emerson Siraqui TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO TÓRAX TN, Emerson Siraqui TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO TÓRAX SCOUT Posição do paciente: paciente em DDH, com a cabeça para o gantry e os MMSS, elevados acima da cabeça. Radiografia digital em AP. Técnica: 100

Leia mais

CHAMAMENTO 044/2014 Processo Nº 2014.07.1201.00

CHAMAMENTO 044/2014 Processo Nº 2014.07.1201.00 Governo do Distrito Federal Secretaria de Estado de Saúde Hospital da Criança de Brasília José Alencar Gestão: ICIPE- Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada CHAMAMENTO 044/2014 Processo

Leia mais

V. CONSIDERAÇÕES FINAIS

V. CONSIDERAÇÕES FINAIS AGENDA I. PERSPECTIVAS DA GESTÃO Trabalhando DA SAÚDE em Redes Cooperativas: Compartilhamento II. ABORDAGENS para DE CUSTEIO SUStentabilidade Case I Apresentação do III. EXPERIÊNCIA DAS SANTAS CASAS DE

Leia mais

Via aérea definiva no trauma

Via aérea definiva no trauma Via aérea definiva no trauma Mauricio Vidal de Carvalho Israel Figueiredo júnior A sistematização do atendimento inicial a vítimas de traumas trouxe importantes avanços na condução destes pacientes. Diante

Leia mais

ANEXO I. Quantidade Máxima: 1 Media Permanência: 5 Pontos: 275

ANEXO I. Quantidade Máxima: 1 Media Permanência: 5 Pontos: 275 ANEXO I PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS ONCOLÓGICOS INCLUÍDOS 0415020050 - PROCEDIMENTOS SEQUENCIAIS EM ONCOLOGIA Descrição São atos cirúrgicos com vínculo de continuidade, interdependência e complementaridade,

Leia mais

Gabarito. Medicina Especialização Cirurgia Torácica em Oncologia

Gabarito. Medicina Especialização Cirurgia Torácica em Oncologia CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2009 Medicina Especialização Cirurgia Torácica em Oncologia Este Caderno contém as questões discursivas de Conhecimentos Específicos correspondente ao curso descrito acima.

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JULHO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 15.985.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JULHO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 15.985.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JULHO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 15.985.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 107.02.01.01 biópsia de pele e partes moles 39.02.01.01 Biópsia

Leia mais

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta.

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. Prezado(a) candidato(a): Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. Nº de Inscrição Nome ASSINALE A RESPOSTA

Leia mais

Doenças Pleurais ESQUEMA ANATOMIA. Fisiologia. Imagem. Abordagem da Pleura. Diferencial Transudato x Exsudato. Principais Exsudatos.

Doenças Pleurais ESQUEMA ANATOMIA. Fisiologia. Imagem. Abordagem da Pleura. Diferencial Transudato x Exsudato. Principais Exsudatos. SOCIEDADE BRASILEIRA DE PNEUMOLOGIA E TISIOLOGIA II Curso de Pneumologia na Graduação 11 e 12 de junho de 2010 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Doenças Pleurais Evaldo Marchi Grupo de Pleura -

Leia mais

CIRURGIA ONCOLÓGICA, GERAL E COLOPROCTOLÓGICA

CIRURGIA ONCOLÓGICA, GERAL E COLOPROCTOLÓGICA 2012 VALORES REFERENCIAIS CIRURGIA ONCOLÓGICA, GERAL E COLOPROCTOLÓGICA VALOR REFERENCIAL PROCEDIMENTO: CIRURGIA ONCOLÓGICA, GERAL E COLOPROCTOLÓGICA SETEMBRO / 2012 2 GOVERNADOR DO ESTADO JAQUES WAGNER

Leia mais

Processo Seletivo 2016.2 GABARITO DEFINITIVO

Processo Seletivo 2016.2 GABARITO DEFINITIVO CARGO: TÉCNICO EM ENFERMAGEM - CENTRO CIRÚRGICO - CME 1) 04 16) 01 26) 03 2) 02 17) 02 27) 02 3) 01 18) 01 28) 05 4) 05 19) 04 29) 05 5) 04 20) 05 30) 01 6) 02 21) 04 31) 01 7) 01 22) 02 32) 03 8) 01 23)

Leia mais

TÓRAX. Prof.: Gustavo Martins Pires

TÓRAX. Prof.: Gustavo Martins Pires TÓRAX Prof.: Gustavo Martins Pires INTRODUÇÃO O tórax é a porção mais superior do tronco e abriga órgãos fundamentais para a respiração, os pulmões, e para a circulação, o coração. Além disto, é atravessado

Leia mais

CADERNO DE QUESTÕES PROGRAMAS COM PRÉ-REQUISITO CIRURGIA GERAL R3 DATA: 10/01/2016. HORÁRIO: das 08 às 10 horas

CADERNO DE QUESTÕES PROGRAMAS COM PRÉ-REQUISITO CIRURGIA GERAL R3 DATA: 10/01/2016. HORÁRIO: das 08 às 10 horas Realização: UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PROCESSO SELETIVO RESIDÊNCIA MÉDICA HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DA UFPI - EDITAL 22/2015 CADERNO DE QUESTÕES PROGRAMAS COM PRÉ-REQUISITO CIRURGIA GERAL R3 DATA: 10/01/2016

Leia mais

PNEUMONIA. Internações por Pneumonia segundo regiões no Brasil, 2003

PNEUMONIA. Internações por Pneumonia segundo regiões no Brasil, 2003 PNEUMONIA Este termo refere-se à inflamação do parênquima pulmonar associada com enchimento alveolar por exudato. São infecções das vias respiratórias inferiores gerando um processo inflamatório que compromete

Leia mais

Considerando a pauta das reuniões do Comitê Transfusional do HSPE, apresentamos o protocolo de Reserva Cirúrgica de Sangue aprovado.

Considerando a pauta das reuniões do Comitê Transfusional do HSPE, apresentamos o protocolo de Reserva Cirúrgica de Sangue aprovado. Considerando a pauta das reuniões do Comitê Transfusional do HSPE, apresentamos o protocolo de Reserva Cirúrgica de Sangue aprovado. O conhecimento e análise do consumo de hemocomponentes pelo paciente

Leia mais

PROCEDIMENTOS GERAIS PROCEDIMENTOS GERAIS SIM SIM PROCEDIMENTOS CLÍNICOS PROCEDIMENTOS CLÍNICOS AMBULATORIAIS E HOSPITALARES

PROCEDIMENTOS GERAIS PROCEDIMENTOS GERAIS SIM SIM PROCEDIMENTOS CLÍNICOS PROCEDIMENTOS CLÍNICOS AMBULATORIAIS E HOSPITALARES CONSULTA/SESSÃO COM PSICÓLOGO E/OU TERAPEUTA OCUPACIONAL (COM DIRETRIZ DE UTILIZAÇÃO) CONSULTA COM NUTRICIONISTA (COM DIRETRIZ DE UTILIZAÇÃO) CONSULTA/SESSÃO COM TERAPEUTA OCUPACIONAL (COM DIRETRIZ DE

Leia mais

ALERGOLOGIA BERÇÁRIO. Tel: 2107-5123 Ordem Procedimentos e Exames OBS

ALERGOLOGIA BERÇÁRIO. Tel: 2107-5123 Ordem Procedimentos e Exames OBS Clínicas médicas ALERGOLOGIA Emissão de pareceres e laudos médicos. 3 Assistência a pacientes baixados. 4 Exames especificados na Clínica Pneumológica. BERÇÁRIO Tel: 107-513 1 Atendimento de pacientes

Leia mais

Lesões múltiplas cavitárias (?): metástases, granulomatose de Wegener, embolia séptica.

Lesões múltiplas cavitárias (?): metástases, granulomatose de Wegener, embolia séptica. 26 de Outubro de 2007. Professor Ewerton. Cavidade Espaço contendo ar dentro do pulmão, circundado por uma parede com mais de 1 milímetro de espessura. Na maioria das vezes, é formada por necrose na porção

Leia mais

Programação Preliminar do 41 Curso de Atualização em Cirurgia do Aparelho Digestivo, Coloproctologia e Transplantes de Órgãos do Aparelho Digestivo

Programação Preliminar do 41 Curso de Atualização em Cirurgia do Aparelho Digestivo, Coloproctologia e Transplantes de Órgãos do Aparelho Digestivo Programação Preliminar do 41 Curso de Atualização em Cirurgia do Aparelho Digestivo, Coloproctologia e Transplantes de Órgãos do Aparelho Digestivo Cirurgia do Esôfago Painel de perguntas e filmes cirúrgicos

Leia mais

PREFEITURA DE GOIANIA - IMAS ATUALIZADO EM : 02/08/2010 RELATORIO DE PROCEDIMENTOS ODONTOLOGICOS POR ESPECIALIDADE VALOR DO CH ODONTOLOGICO : R$ 0,22

PREFEITURA DE GOIANIA - IMAS ATUALIZADO EM : 02/08/2010 RELATORIO DE PROCEDIMENTOS ODONTOLOGICOS POR ESPECIALIDADE VALOR DO CH ODONTOLOGICO : R$ 0,22 PREFEITURA DE GOIANIA - IMAS ATUALIZADO EM : 02/08/2010 RELATORIO DE PROCEDIMENTOS ODONTOLOGICOS POR ESPECIALIDADE VALOR DO CH ODONTOLOGICO : R$ 0,22 ESPECIALIDADE : 001 - PRONTO SOCORRO CODIGO DESCRICAO

Leia mais

[251] 114. AVALIAÇÃO SISTEMÁTICA DE RADIOGRAFIAS DO TÓRAX

[251] 114. AVALIAÇÃO SISTEMÁTICA DE RADIOGRAFIAS DO TÓRAX [251] 114. AVALIAÇÃO SISTEMÁTICA DE RADIOGRAFIAS DO TÓRAX a. CONSIDERAÇÕES TÉCNICAS Exposição A aquisição adequada da radiografia de tórax é mais difícil que a de outras partes do corpo devido ao contraste

Leia mais

Aulas teórica s PROFESSOR DATA HORA AULA PROGRAMADA MÓDULO. Sessão Avaliação ED Supervisão TOTAL

Aulas teórica s PROFESSOR DATA HORA AULA PROGRAMADA MÓDULO. Sessão Avaliação ED Supervisão TOTAL DATA HORA AULA PROGRAMADA MÓDULO PROFESSOR Aulas teórica s Amb. Sessão Avaliação ED Supervisão TOTAL 13:15 Abdome Agudo - inflamatório e obstrutivo Clínica Cirúrgica João Marcos 24/7/2015 Abdome Agudo

Leia mais

Anotadas do 5º Ano 2008/09 Data: 30 Outubro 2008

Anotadas do 5º Ano 2008/09 Data: 30 Outubro 2008 Anotadas do 5º Ano 2008/09 Data: 30 Outubro 2008 Disciplina: Cirurgia Prof.: Dr. José Paulo Freire Tema da Aula Teórica: Disfagia maligna cancro do esófago Autor: Diva Trigo Equipa Revisora: M. I. Pereira

Leia mais

A ANESTESIA PARA CIRURGIAS TORÁCICAS

A ANESTESIA PARA CIRURGIAS TORÁCICAS A ANESTESIA PARA CIRURGIAS TORÁCICAS Introdução Artur Burlamaque Fábio Amaral Ribas Muitos foram os avanços introduzidos em anestesia para cirurgia torácica nos últimos sessenta anos. Iniciando com a utilização

Leia mais

PROTOCOLO DE ACESSO A EXAMES DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA GRUPO 35 SUBGRUPO

PROTOCOLO DE ACESSO A EXAMES DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA GRUPO 35 SUBGRUPO PROTOCOLO DE ACESSO A EXAMES DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA GRUPO 35 SUBGRUPO NOBEMBRO 2007 1 A TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA (TC) CARACTERIZA-SE POR SER EXAME DE ALTA COMPLEXIDADE E CUSTO ELEVADO, PORTANTO

Leia mais

CÂNCER DE PULMÃO. Maria da Conceição Muniz Ribeiro

CÂNCER DE PULMÃO. Maria da Conceição Muniz Ribeiro CÂNCER DE PULMÃO Maria da Conceição Muniz Ribeiro O PROBLEMA DO CÂNCER DE PULMÃO NO BRASIL Não há dados de sobrevida para os estágios 2 e 3. O Japão é o recordista em números de casos, mas o índice médio

Leia mais