Escolhendo o melhor microfone dinâmico para os vocais da igreja

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Escolhendo o melhor microfone dinâmico para os vocais da igreja"

Transcrição

1 Escolhendo o melhor microfone dinâmico para os vocais da igreja Autor: Fernando Antônio Bersan Pinheiro Não tem jeito: onde há sonorização ao vivo, temos também presentes os microfones dinâmicos de mão (os "sorvetões"). São equipamentos resistentes, que aguentam bem as nossas estradas, altos níveis de pressão sonora e até mesmo altos níveis de descuido pelos usuários. Não raro, um desses mics leva um tombo feio, coisa que um condensador com certeza não agüentaria. Ainda assim, sabemos que podemos pegar o microfone do chão e que ele estará pronto para uso ou... para outro tombo! Por vários motivos, os dinâmicos de mão são também os microfones mais utilizados nas igrejas. Entre esses motivos, podemos citar a enorme variedade de modelos e preços (sempre mais baixos que os condensadores), a maior resistência (as crianças da minha igreja amam brincar de "cantores" com os microfones), a facilidade de uso (não exigem Phantom Power), etc. Nós já fizemos um teste com 9 microfones dinâmicos de mão (http://www.somaovivo.mus.br/testes.php?id=8), englobando modelos com custo de até R$ 150,00. Mas nessa faixa de preço estão modelos mais simples ou de fabricantes menores. Em outras palavras, modelos de "segunda linha". Fabricantes de "segunda linha" (com menos tradição de mercado) em geral fazem produtos mais simples (não tem tanta experiência na engenharia do produto), e costumam também ter linhas de produção ainda com pequenas falhas de controle de qualidade. Não é raro encontrar dois microfones iguais, mas com sonoridades distintas, ainda que novos. Por último, a resistência é algo complicado de se medir em equipamentos de empresas que ainda tem poucos anos de mercado. Em compensação, trazem como atrativo preços bem mais baixos e alguns dos seus modelos tem boa sonoridade (alguns até excelente sonoridade). Bom custo/benefício é a marca registrada desses microfones. Já os microfones de primeira linha têm por trás um fabricante com algumas décadas de experiência, com grandes departamentos de engenharia (por isso alcançam melhor sonoridade e resistência), com excelente controle de qualidade. São feitos para durar décadas (evidente que isso depende também do cuidado do usuário). Só que isso tudo custa dinheiro, e isso se reflete no preço do produto. Nas igrejas, as compras são feitas com o dízimo dos irmãos, dinheiro que deve ser utilizado da melhor forma possível. Às vezes, microfones de segunda linha (ou até de terceira) são os únicos possíveis de serem adquiridos. Mas, em alguns casos, o Senhor abençoa e há condições de se comprar um microfone de primeira linha. Se for possível, não hesite em preferir um microfone desses. Como são equipamentos também mais caros, o operador de som (cuja opinião com certeza influenciará na compra), precisa antes estar ciente de algumas coisas, a saber: - se sua igreja tem um grupo de muitas vozes e não há recursos para comprar muitos microfones de primeira linha, é interessante sugerir a compra de pelo menos um, para o cantor solista. - não adianta ter um microfone "maravilhoso" se a mesa de som tem má qualidade ou se as caixas de som não conseguem reproduzir esse som "maravilhoso" do microfone. A qualidade do seu sistema de sonorização é sempre dada pelo pior elo. Veja: - da mesma forma, não é um microfone maravilhoso que vai resolver o problema de um cantor desafinado ou com voz ruim. - um microfone poderá soar muito bem em um tipo de equipamento e não tão bem em outro tipo. A qualidade dos prés da mesa também influenciará no resultado obtido. Seguir apenas a indicação de outros usuários é algo temerário. Um teste sonoro do microfone em equipamento semelhante ao disponível na igreja é sempre aconselhável antes de concretizar a compra. - as diferenças de sonoridade entre eles são pequenas, muitas vezes imperceptíveis para ouvidos destreinados. Mesmo assim, tais diferenças são marcantes e podem fazer muita diferença para quem conhece e sabe aproveitar o que cada microfone pode oferecer de melhor. - não vai existir microfone melhor ou pior. Cada um deles poderá ser o mais indicado para um determinado tipo de voz ou estilo musical. Alguns poderão ter custo/benefício melhor que outros, ainda que a sonoridade seja um pouco inferior que uma opção mais cara. Até a questão de preferência pessoal influencia na escolha do microfone. MARCAS Quando falamos em microfones de primeira linha, estamos falando de basicamente cinco marcas: Shure, AKG, Audio Technica e Sennheiser. Evidente que existem outras marcas de tanta qualidade quanto as

2 citadas acima, mas estas são essas as marcas mais tradicionais, com décadas de existência, o que significa produtos mais maduros em todos os sentidos - confiabilidade, resistência, qualidade, etc. E os mais fáceis de serem encontrados nas lojas do Brasil. Vamos iniciar essa análise primeiramente conhecendo um pouco mais sobre essas marcas. Shure Fundada em 1925 nos EUA, a Shure é praticamente sinônimo de microfone. Alguns de seus modelos são verdadeiras lendas, de tão conhecidos. É a marca mais famosa e a de mais respeito, além de ser o maior fabricante de microfones do mundo. Entre os peazeiros, é uma das marcas preferidas, tanto pela qualidade quanto robustez do produto. Não raro, encontramos produtos com 20 anos de idade, mas ainda funcionando tão bem quanto no dia em que foram construídos. Mesmo entre os leigos, é comum ouvir a pergunta: "O microfone é da Shure?". Uma simples resposta afirmativa pode tranqüilizar um palestrante, por exemplo. Contra a Shure pesam o alto custo dos seus microfones. Em alguns casos, o alto custo é bem maior que os concorrentes de mesmo nível! Por causa disso, é fácil encontrar esse microfone na mão de muambeiros diversos, com preços bem melhores que no mercado. Se vale a pena comprar dos canais oficiais ou dos muambeiros, isso é outra história que não vem ao caso. Audio-Technica Fundada em 1962, a Audio-Technica (uma empresa japonesa) é hoje a número dois em microfones no mundo. Vários de seus microfones foram escolhidos como os melhores do mundo em determinados períodos. Apesar de ter produtos tão bons (ou até melhores) que os da Shure, não é tão conhecida quanto esta no Brasil. É a marca utilizada pela cantora Ivete Sangalo. Sennheiser Fundada em 1945 na Alemanha, é uma empresa "pequena" (1.500 funcionários apenas), com produção limitada, mas são os microfones mais utilizados em Broadcast (TV e Cinema), tanto pela qualidade de seus produtos quanto pela resistência e durabilidade. A Rede Bandeirantes, por exemplo, só trabalha com essa marca. A Sennheiser investe pesado em desenvolvimento, e é da empresa a patente dos primeiros microfones sem fio (na década de 1950) e de fones de ouvido sem fio (1968). AKG Empresa austríaca fundada em 1947, a AKG Acoustics é reconhecida como um dos maiores e mais inovadores fabricantes de microfones. Alguns dos seus modelos são referências mundiais em sonorização (o C-414 é uma lenda dentro dos estúdios). Entre os peazeiros, depois da Shure é a mais conhecida empresa. Para sonorização de vocais, a empresa conta com o maior leque de produtos de todos os fabricantes. O problema é que existe pouca diferença na nomenclatura dos diversos modelos, o que gera alguma confusão. Um microfone pode ser sugerido para Karaokê e o próximo modelo ser indicado para os vocais principais. Essa confusão gera alguns problemas, e alguns não gostam da marca porque uns produtos são muito bons e outros são muito ruins. Não é que sejam ruins, mas são voltados para outro mercado que não o de sonorização ao vivo. Por isso, o teste sonoro dos equipamentos desta marca é mais que obrigatório! CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Quem compra um microfone de segunda linha se preocupa basicamente com a sonoridade e com o preço. Se ele soar legal e tiver um preço razoável, será uma boa compra. Já quem compra um microfone de primeira linha, além das preocupações com sonoridade e preços, precisa estar atento aos detalhes técnicos. São esses os detalhes que vão fazer a diferença no produto. Vejamos alguns desses parâmetros que irão influenciar na compra. Resposta de Freqüência e Curva de Resposta de Freqüência Quanto mais próximo dos extremos do espectro audível, 20Hz (graves) de um lado e 20KHz (agudos) do outro, melhor será o microfone. Essa pode ser uma análise rápida, mas está longe de refletir a real sonoridade do microfone. Essa deve ser conferida com ajuda da Curva de Resposta de Freqüência, que reflete o comportamento sonoro do microfone, e de um teste real de sonoridade, comparando-se vários

3 modelos. A maioria dos microfones de "segunda linha" tem problemas na captação dos extremos do espectro. Ainda que tenham boa sonoridade de uma maneira geral, situações que se aproximam dos limites audíveis são em geral decepcionantes. Em relação à voz humana, enquanto um microfone pode ser ótimo para tenores e contraltos (que estão "no meio" do espectro), para uma soprano e um baixo (mais próximo dos extremos do espectro) podem deixar a desejar. Esse é o gráfico da curva de resposta de um Shure SM-58, que vai de 50Hz a 15KHz. Todo microfone tem uma curva de resposta característica, que traduz a sua sonoridade, o seu timbre. Perseguir uma boa timbragem é o papel dos fabricantes. Como já dissemos, existem diversas timbragens, adequadas mais para um ou outro tipo de voz. Um modelo pode ser construído com ênfase nas voz masculinas, outros com ênfase nas vozes femininas. Faremos uma análise desse gráfico, em relação à voz humana, que é o caso mais comum da utilização desses microfones. Entre 20Hz e 100Hz Essa parte do espectro audível é relativamente rara na voz humana. Poucos cantores (em geral homens com voz do tipo baixo ou barítono) conseguem produzi-la. Muitas mesas de som inclusive têm filtros HPF (High Pass Filter, ou filtro passa-altas) que cortam os sons abaixo de 100Hz, 80Hz ou 75Hz, como uma forma de "limpar" o som dos microfones de "puffs" e outros sons indesejados. Se o microfone é voltado para um cantor baixo, por exemplo, é desejável um microfone com boa resposta nessa faixa. Para uma mulher, por exemplo, seria desnecessário. Entre 100Hz e 300Hz Entre 100 e 150Hz ficam as frequências fundamentais das vozes masculinas, enquanto as vozes femininas já começam a aparecer a partir dos 160Hz, indo até os 250Hz. A maioria dos microfones produz aqui um "roll-ff" (decaimento) entre os 300Hz e os 100Hz. O decaimento deve ser o mínimo possível, sendo desejável uma resposta plana (sem caimento mesmo). Se o decaimento for grande, o microfone terá pouca resposta de graves. Isso pode ser útil (ajuda a reduzir sons indesejados do ambiente para uma voz feminina, por exemplo) ou ruim (para vozes masculinas, que vão perder "peso"). Entre 300Hz e 2K A maioria dos microfones tem resposta plana nessa faixa. Entre 2K e 5K Os microfones dinâmicos são construídos com um incremento nessa faixa, onde pronunciamos mais as consoantes. Essa área está intimamente ligada à inteligibilidade da voz. Em geral, o pico de resposta está em 5KHz. No caso do Shure SM-58, esse pico é de +5dB, como pode ser observado no gráfico. Entre 5KHz e 10KHz Algumas consoantes são pronunciadas nessa região, como Z e S, alcançando frequências entre 4500Hz (homens com voz do tipo baixo) a até 8000Hz (mulheres com voz do tipo soprano). Além disso, há os harmônicos dos sons produzidos nas faixas anteriores. Essa região "esquenta o som", "dá brilho" e várias

4 outras formas de dizer que é aqui que se enriquece o som. Em excesso, ela causa sibilância. As vozes masculinas e femininas (principalmente) aproveitam bem essa área, mas sem excessos. Uma voz médiaaguda "esganiçada" fica mais irritante ainda se o microfone exagerar nessa região. Note que, no Shure SM-58, existe um vale na faixa dos 8kHz. Esse vale serve para reduzir problemas de sibilância de Z e S em vozes femininas. Entre 10KHz e 20KHz Raramente a voz humana alcança essa região, e quando o faz é quase que exclusividade das mulheres. Algumas sopranos vão até essa faixa, mas ela é praticamente inútil para homens. Entretanto, aqui há os harmônicos dos sons produzidos nas faixas de frequências anteriores. Um microfone que apresenta boa resposta nessa faixa deixa as vozes femininas mais "ricas", (as vozes masculinas também, em menor grau). Além disso, uma resposta estendida nessa faixa é sempre bem vinda, inclusive fazendo o equipamento ser versátil também para outros usos, como a microfonação de instrumentos musicais (metais, cordas).um roll-off suave também é bastante desejado no caimento em direção a 20KHz. O Shure SM-58 tem boa resposta de agudos, mas é exatamente aí que o Beta58, também da Shure (assim como tantos outros microfones de outras marcas), faz mais sucesso: ele é mais rico em agudos, deixando o som mais "brilhante". O Shure SM-58 é um bom microfone para vozes masculinas, mas "deixa a desejar" em relação à vozes femininas, na comparação com outros modelos. Diagrama Polar O SM-58 (nossa base de comparação) é cardióide. Hoje, para apresentações ao vivo se tem dado preferência aos microfones supercardióides por uma melhor rejeição de sons indesejados (cardióides têm um ponto "cego", supercardióides têm dois pontos). Diminuem os problemas de vazamento e de microfonia. Evidente que isso vai depender do tipo de cantor e do estilo musical. Para alguém que canta na igreja sempre na mesma posição, com o microfone em um pedestal e com o retorno bem colocado, não haverá diferença entre um cardióide ou outro supercardióide. Já para aqueles usuários que se movimentam muito na igreja (um pastor que se movimenta no altar, um cantor no palco) ou até mesmo quem costuma usar o microfone cada dia em um ambiente diferente (com acústica diferente), com certeza um supercardióide será melhor, pela sua melhor rejeição à microfonia. O cantor Roberto Carlos, que canta com um monte de retornos à sua volta, usa um modelo hipercardióide. Sensibilidade A capacidade de transformar energia acústica em energia sonora. Mais sensibilidade permite usar a fonte sonora mais afastada do microfone ou trabalhar com menos volume, caso o microfone esteja próximo da fonte. Essa última opção é muito útil para evitar microfonia. Na minha opinião, um microfone mais sensível é sempre bem vindo. Entre os microfones testados, a diferença entre sensibilidades é pequena, mas perfeitamente audível para ouvidos treinados. Nota-se claramente a necessidade de se abrir um pouco mais o volume na mesa de som. Não é muito, mas perceptível. Mais sensibilidade pode ser muito útil para pessoas que falam/cantam em volume mais baixo, como menos sensibilidade pode ser muito útil para quem fala/canta com volume mais alto. Tudo depende da aplicação que se quer. Pressão sonora máxima suportada Aqui está um dos maiores problemas dos microfones de segunda linha. Um microfone pode ser excelente para uma palestra, onde o palestrante produz níveis de pressão sonora de 70 a 80 db SPL, mas terrível para um cantor de rock que canta aos gritos (100dB SPL ou mais). Microfones mais simples costumam distorcer quando submetidos a altos níveis de pressão sonora. Já microfones de primeira linha costumam agüentar altos níveis, 120dB SPL ou até mais que isso. Infelizmente, essa distorção é de difícil detecção. Em muitos casos em que a distorção aconteceu por causa do microfone, a culpa foi parar na mesa de som ou na caixa de som. Somente quando trabalhamos em equipamentos todos de primeira linha é que realmente nos damos conta de que o problema pode ser

5 por causa do microfone. A experiência do operador de som contará muito aqui. Claro que existem vozes e estilos musicais em que temos mais e menos volume, e dentro de uma igreja não esperamos encontrar os mesmos níveis de pressão que em um show de rock (mas às vezes é o que encontramos - os vizinhos e o Disque-silêncio que o digam). Assim, um microfone que suporte altos níveis de pressão sonora é sempre bem vindo. Poderá também ser utilizado para instrumentos musicais com alto nível de saída sonora (metais, cubos de baixo ou guitarra). Infelizmente, essa informação é rara de ser encontrada em microfones dinâmicos (em condensadores é comum). Raros são os fabricantes de primeira linha que informam esse dado, mas pela prática dos usuários sabemos que suportam níveis bastante altos. O problema são os microfones de segunda linha. Além de não informarem nada sobre isso, muitos distorcem facilmente.

Curso de Caixas Acústicas Parte 4 capacitores, divisores de frequência e atenuadores

Curso de Caixas Acústicas Parte 4 capacitores, divisores de frequência e atenuadores Curso de Caixas Acústicas Parte 4 capacitores, divisores de frequência e atenuadores Autor: Fernando A. B. Pinheiro Entrar em uma loja e escolher os falantes é facílimo. Conseguir um marceneiro para fabricar

Leia mais

Acabando com a "Guerra do Volume"

Acabando com a Guerra do Volume Acabando com a "Guerra do Volume" Autor: Fernando A. B. Pinheiro Desde que comecei a trabalhar com sonorização em igrejas, há 15 anos, sempre vi uma guerra ser travada a cada culto e evento realizado.

Leia mais

WORKSHOP SONORIZAÇÃO

WORKSHOP SONORIZAÇÃO WORKSHOP SONORIZAÇÃO 1. Introdução - O propósito da sonorização A sonorização é necessária sempre que for preciso fazer com que um determinado programa, voz ou música, seja ouvido por um número maior de

Leia mais

Montando seu Estúdio Digital

Montando seu Estúdio Digital Montando seu Estúdio Digital 1. Definição da configuração ideal Antes de tudo, é preciso saber o que você pretende fazer em seu estúdio, para podermos definir os componentes necessários para a realização

Leia mais

Sontronics Saturn Um grande companheiro de estúdio

Sontronics Saturn Um grande companheiro de estúdio nº 92 Ano 8 Setembro 2010 A revista líder para os profissionais de som e iluminação Mensal 4.60 (Cont.) Brasil R$9,9 www.paudio.com.pt :: NOTÍCIAS Norton Audio em expansão no Brasil :: ANÁLISE Sontronics

Leia mais

Potência, uma coisa mais que complicada Parte V

Potência, uma coisa mais que complicada Parte V Potência, uma coisa mais que complicada Parte V Autor: Fernando Antônio Bersan Pinheiro Cálculo de potência necessária em um ambiente fechado No artigo anterior, disponível em http://www.somaovivo.mus.br/artigos.php?id=180,

Leia mais

Potência uma coisa mais que complicada - Parte VI - Conclusão

Potência uma coisa mais que complicada - Parte VI - Conclusão Potência uma coisa mais que complicada - Parte VI - Conclusão Autor: Fernando Antônio Bersan Pinheiro Após termos estudado vários tópicos sobre potência, acredito ser interessante dar uma revisada geral

Leia mais

INFLUÊNCIA DA IMPEDÂNCIA DO ALTO-FALANTE NA POTÊNCIA DO AMPLIFICADOR.

INFLUÊNCIA DA IMPEDÂNCIA DO ALTO-FALANTE NA POTÊNCIA DO AMPLIFICADOR. INFLUÊNCIA DA IMPEDÂNCIA DO ALTO-FALANTE NA POTÊNCIA DO AMPLIFICADOR. A maneira como utilizamos os alto-falantes pode implicar em ganhos ou perdas de potência de um amplificador. Um ganho de potência pode

Leia mais

Subgrupos e endereçamentos encontre o seu caminho na mesa de som

Subgrupos e endereçamentos encontre o seu caminho na mesa de som Subgrupos e endereçamentos encontre o seu caminho na mesa de som Autor: Fernando Antônio Bersan Pinheiro Já se perguntaram como é que um único operador pode tomar conta de uma grande mesa de som com 40,

Leia mais

XLT-17 DETECTOR DE VAZAMENTO DE LÍQUIDOS MANUAL DE OPERAÇÕES F I S H E R R E S E A R C H L A B O R A T O R Y

XLT-17 DETECTOR DE VAZAMENTO DE LÍQUIDOS MANUAL DE OPERAÇÕES F I S H E R R E S E A R C H L A B O R A T O R Y XLT-17 DETECTOR DE VAZAMENTO DE LÍQUIDOS MANUAL DE OPERAÇÕES F I S H E R R E S E A R C H L A B O R A T O R Y ÍNDICE Introdução... pg. 2 Montagem do Instrumento... pg. 3 Painel de Controle... pg. 5 Instruções

Leia mais

Ídolos de diferentes gerações, a cantora Ivete Sangalo e o cantor Roberto Carlos encantam seus fãs pelo timbre único que possuem

Ídolos de diferentes gerações, a cantora Ivete Sangalo e o cantor Roberto Carlos encantam seus fãs pelo timbre único que possuem Vozes Humanas Cada pessoa possui uma voz única e especial. É como se fosse uma impressão digital. É claro que existem vozes parecidas. Algumas pessoas cantam num registro sonoro mais agudo, outras num

Leia mais

Autor: Rafael Gonçalves da Penha

Autor: Rafael Gonçalves da Penha Reunião de Jovens da Ig. Cristã Maranata Autor: Rafael Gonçalves da Penha A Ig. Maranata, no dia 15 de novembro, fez grandes reuniões com os jovens. Esta aqui foi a reunião de Vitória/ES, realizada no

Leia mais

PG ALT A TM SERIES WIRED MICROPHONE PGA27 USER GUIDE. Manual do Usuário. 2015 Shure Incorporated 27A27347 (Rev. 3)

PG ALT A TM SERIES WIRED MICROPHONE PGA27 USER GUIDE. Manual do Usuário. 2015 Shure Incorporated 27A27347 (Rev. 3) PG ALT A TM SERIES WIRED MICROPHONE PGA27 USER GUIDE Manual do Usuário 2015 Shure Incorporated 27A27347 (Rev. 3) PGA27 Microfones PG Alta Parabéns pela compra de um novo microfone da série PG Alta Shure.

Leia mais

RETIFICAÇÃO Nº 1 DO EDITAL Nº 18/2015

RETIFICAÇÃO Nº 1 DO EDITAL Nº 18/2015 Câmara Municipal de Blumenau Estado de Santa Catarina Blumenau, 07 de agosto de 2015. RETIFICAÇÃO Nº 1 DO EDITAL Nº 18/2015 O Presidente da Câmara Municipal de Blumenau faz saber que o Edital 18/2015 foi

Leia mais

Amplificadores, Caixas Acústicas e uma tal de impedância - Parte 2

Amplificadores, Caixas Acústicas e uma tal de impedância - Parte 2 Amplificadores, Caixas Acústicas e uma tal de impedância - Parte 2 Autor: Fernando Antônio Bersan Pinheiro No artigo anterior, tratamos da teoria envolvendo os fatores citados acima. Neste, vamos tentar

Leia mais

Balanceado X Não-Balanceado

Balanceado X Não-Balanceado Page 1 of 5 Balanceado X Não-Balanceado Informação técnica para usuários de produtos de áudio profissional da Yamaha Conexões não-balanceadas empregam dois condutores: um no potencial do aterramento e

Leia mais

Equalização: Corrigir ou Criar

Equalização: Corrigir ou Criar Equalização: Corrigir ou Criar Equalizar Equalizar O termo equalizar pode ser entendido como "tornar igual". Mas, o que isso quer dizer exatamente? Se tomarmos como ponto de partida o comportamento do

Leia mais

M12 Mixer Splitter Ativo - 12x48

M12 Mixer Splitter Ativo - 12x48 M12 Mixer Splitter Ativo - 12x48 Um novo e revolucionário produto, que distribui sinais de microfones e instrumentos musicais para até 4 consoles de áudio. - 1 - O Mixer Splitter M12 é um produto único

Leia mais

o lado transparente do som cd player moon 750d Arte em reprodução eletrônica

o lado transparente do som cd player moon 750d Arte em reprodução eletrônica cd player moon 750d, amplificador integrado ax-7 e cd player cx-7 ayre, integrado vincent SV-226MKII e caixas acoustic energy radiance 3 Arte em reprodução eletrônica 0 0 1 7 1 0 0 1 6 5 0 0 1 7 2 0 0

Leia mais

Caderno de Postura. Prof. Luiz Mello

Caderno de Postura. Prof. Luiz Mello Caderno de Postura Prof. Luiz Mello CADERNO DE POSTURA Este caderno de postura tem como objetivo demonstrar os principais pontos relacionados a maneira de como tocar violão e guitarra de uma maneira saudável,

Leia mais

- solda em conector feita com cola do tipo SuperBonder. E até que realmente segura no lugar! Agora, quanto ao contato elétrico...

- solda em conector feita com cola do tipo SuperBonder. E até que realmente segura no lugar! Agora, quanto ao contato elétrico... Jeitinho brasileiro Autor: Fernando Antônio Bersan Pinheiro Brasileiro é famoso, por sempre dar um "jeitinho" nas coisas. Aparece um problema, e lá vem o brasileiro com uma solução, um modo de fazer as

Leia mais

do plug mono (dois contatos Tip e Sleeve).

do plug mono (dois contatos Tip e Sleeve). Conectores Autor: David Distler Uma ligeira observação em qualquer loja de componentes eletrônicos constatará que existe grande diversidade de conectores bem como vários fabricantes de cada tipo. Afinal,

Leia mais

MÓDULOS PLUG & PLAY. MÓDULO ADL Manual de referência

MÓDULOS PLUG & PLAY. MÓDULO ADL Manual de referência MÓDULOS PLUG & PLAY MÓDULO ADL Manual de referência Parabéns pela aquisição de um produto STUDIO R! Eles foram projetados para anos de operação confiável sob as mais rigorosas condições. Seu STUDIO R deverá

Leia mais

TRC-340 MANUAL DO USUÁRIO

TRC-340 MANUAL DO USUÁRIO TRC-340 MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE SOM 2.0 CANAIS HI-FI ÍNDICE Prefacio...2 Conteúdo da Embalagem...2 Informações de segurança...3 Funções do Painel Frontal...4 Funções Painel Traseiro...4 Conexões do

Leia mais

TubePRE. Pré Amplificador Valvulado de Um canal c/ medidor VU. Manual do Usuário VERSÃO 1.0

TubePRE. Pré Amplificador Valvulado de Um canal c/ medidor VU. Manual do Usuário VERSÃO 1.0 TubePRE Pré Amplificador Valvulado de Um canal c/ medidor VU Manual do Usuário VERSÃO 1.0 Garantia Limitada PreSonus PreSonus Áudio Electronics Inc. garante o material e a mão-de-obra necessários para

Leia mais

A NATUREZA DO SOM. Diogo Maia

A NATUREZA DO SOM. Diogo Maia A NATUREZA DO SOM Diogo Maia "SE UMA ÁRVORE CAÍSSE NA FLORESTA E NÃO HOUVESSE NINGUÉM LÁ PARA OUVIR, ELA FARIA BARULHO...? "SE UMA ÁRVORE CAÍSSE NA FLORESTA E NÃO HOUVESSE NINGUÉM LÁ PARA OUVIR, ELA FARIA

Leia mais

Headset Multimídia Estéreo

Headset Multimídia Estéreo Headset Multimídia Estéreo Manual do Usuário Você acaba de adquirir um produto Leadership, testado e aprovado por diversos consumidores em todo Brasil. Neste manual estão contidas todas as informações

Leia mais

G u i a R á p i d o d e I n s t a l a ç ã o

G u i a R á p i d o d e I n s t a l a ç ã o C r o C r s o s o s v o v e e r r E l e t r ô n i c i c o o 2 2 V i V a s i a s G u i a R á p i d o d e I n s t a l a ç ã o Se desejar um rápido esclarecimento sobre a instalação do crossover eletrônico

Leia mais

Relação entre os diversos níveis na amplificação de sinais

Relação entre os diversos níveis na amplificação de sinais Relação entre os diversos níveis na amplificação de sinais Caros amigos, Um sistema de sonorização têm basicamente a função de transformar energias. Capta-se a energia acústica, através dos microfones

Leia mais

860w 1060w 1062w 1260w 1262w

860w 1060w 1062w 1260w 1262w DEUTSCH ENGLISH R E F E R E N C E 860w 1060w 1062w 1260w 1262w DANSK SVENSK ITALIANO NEDERLANDS ESPAÑOL FRANÇAIS SUOMI Русский POLSKI R E F E R E N C E Obrigado por ter adquirido os subwoofers Série Reference

Leia mais

SERIES MANUAL TÉCNICO M112D

SERIES MANUAL TÉCNICO M112D SERIES MANUAL TÉCNICO M112D High Power Stage Monitor Dimensões: Peso: Construção: Acabamento: Tela de proteção: Conexão de áudio: Conexão de AC: 382mm x 485mm x 660mm (AxLxP) 36kg MadeFibra Poliéster preto

Leia mais

SHURE INCORPORATED KSM8. Agradecemos sua escolha da série KSM da Shure.

SHURE INCORPORATED KSM8. Agradecemos sua escolha da série KSM da Shure. User Guide Le Guide de l Utilisateur Bedienungsanleitung Guida dell Utente Instrucciones de Uso Manual do Usuário Руководство пользователя 取 扱 説 明 書 사용자 안내서 用 户 指 南 KSM8 2015 Shure Incorporated 27A23175

Leia mais

10 dicas para as músicas de seu casamento e festa!

10 dicas para as músicas de seu casamento e festa! Música para todos os tipos de eventos! 10 dicas para as músicas de seu casamento e festa! 1 A música é essencial para registros na memória Dentre tantos detalhes que são planejados para um casamento, é

Leia mais

Volume +++ Situação Auditiva desafiadora 4629 Hz. Foco nos Momentos Preciosos

Volume +++ Situação Auditiva desafiadora 4629 Hz. Foco nos Momentos Preciosos Volume +++ Situação Auditiva desafiadora 4629 Hz Foco nos Momentos Preciosos APARELHOS AUDITIVOS ACRIVA Foco no que Você Quer Ouvir As câmeras digitais são amplamente usadas ao redor do mundo. Elas nos

Leia mais

Audio Control. Enhanced Stereo Audio Equalizer and 3 way crossover LEIA COM ATENÇÃO ESTE MANUAL!

Audio Control. Enhanced Stereo Audio Equalizer and 3 way crossover LEIA COM ATENÇÃO ESTE MANUAL! Audio Control Enhanced Stereo Audio Equalizer and 3 way crossover LEIA COM ATENÇÃO ESTE MANUAL! APRESENTAÇÃO: Parabéns! Você adquiriu um produto SounDigital de ótima qualidade! Obrigado por confiar na

Leia mais

Model 7 Pré-amplificador com Timbre Lock. Manual do Usuário

Model 7 Pré-amplificador com Timbre Lock. Manual do Usuário Model 7 Pré-amplificador com Timbre Lock Manual do Usuário Model 7 Pré-amplificador com Timbre Lock Manual do Usuário Queremos agradecer sua escolha do AUDIOPAX Model 7. Sabemos que você deve estar ansioso

Leia mais

Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos

Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos Caro professor, Este link do site foi elaborado especialmente para você, com o objetivo de lhe dar dicas importantes para o seu

Leia mais

Além de operador, também trabalho na área de eletrônica, assim acho que o multímetro é um bom começo para o kit de uma case.

Além de operador, também trabalho na área de eletrônica, assim acho que o multímetro é um bom começo para o kit de uma case. Case Técnica Com certeza, a maleta do agente 007 não ficou famosa apenas pelo charme de James Bond. Ela continha um verdadeiro arsenal, bem como recursos inimagináveis capaz de livrar qualquer um do sufôco.

Leia mais

Como montar uma medusa

Como montar uma medusa Como montar uma medusa Autor: Fernando Antonio Bersan Pinheiro As medusas são um dos elementos mais simples de um sistema de sonorização. Não passam de extensões, que atuam na distribuição dos sinais de

Leia mais

Adicionando um amplificador linear! Pensar duas vezes! Quanto vai aumentar o seu sinal?

Adicionando um amplificador linear! Pensar duas vezes! Quanto vai aumentar o seu sinal? Don, N4UJW Adicionando um amplificador linear! Pensar duas vezes! Quanto vai aumentar o seu sinal? Será que a adição de um amplificador linear de minha estação de presunto fazer o meu sinal de "mais alto"?

Leia mais

MELHORES PRÁTICAS PARA FAZER UMA TRANSMISSÃO ONLINE

MELHORES PRÁTICAS PARA FAZER UMA TRANSMISSÃO ONLINE MELHORES PRÁTICAS PARA FAZER UMA TRANSMISSÃO ONLINE MELHORES PRÁTICAS PARA FAZER UMA TRANSMISSÃO ONLINE 2 SUMÁRIO»» Introdução... 4»» O que preciso para transmitir?... 7»» Como fazer...12»» Dicas (muito)

Leia mais

ASL-1125 DECIBELÍMETRO ANALÓGICO MANUAL DE INSTRUÇÕES

ASL-1125 DECIBELÍMETRO ANALÓGICO MANUAL DE INSTRUÇÕES ASL-1125 DECIBELÍMETRO ANALÓGICO MANUAL DE INSTRUÇÕES Leia atentamente as informações deste Manual de Instruções antes de utilizar o instrumento. ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 02 2. ESPECIFICAÇÕES... 03 2.1

Leia mais

Eletricidade e Sonorização - Parte 5 - Filtragem, Estabilização e Suprimento alternativo de energia

Eletricidade e Sonorização - Parte 5 - Filtragem, Estabilização e Suprimento alternativo de energia Eletricidade e Sonorização - Parte 5 - Filtragem, Estabilização e Suprimento alternativo de energia Autor: Fernando Antônio Bersan Pinheiro Já vimos que a energia elétrica que utilizamos pode estar contaminada

Leia mais

Pilhas, baterias e o pobre do nosso bolso

Pilhas, baterias e o pobre do nosso bolso Pilhas, baterias e o pobre do nosso bolso Autor: Fernando A. B. Pinheiro Minha casa foi invadida! Calma, não precisa chamar a polícia. A invasão não foi de ladrões, mas de aparelhos que precisam de pilhas

Leia mais

Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR

Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR INTRODUÇÃO Você está cansado de falsas promessas uma atrás da outra, dizendo

Leia mais

Digital x Analógico. na monitoração de palco

Digital x Analógico. na monitoração de palco Digital x Analógico na monitoração de palco O fundamento da discussão entre o uso de consoles digitais e analógicas é a preferência para uns e a necessidade de adaptação ao mercado de áudio profissional

Leia mais

É PROIBIDO O USO COMERCIAL DESSA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR

É PROIBIDO O USO COMERCIAL DESSA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR É PROIBIDO O USO COMERCIAL DESSA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR Introdução: Aqui nesse pequeno e-book nós vamos relacionar cinco super dicas que vão deixar você bem mais perto de realizar o seu sonho

Leia mais

Conversando com os pais

Conversando com os pais Conversando com os pais Motivos para falar sobre esse assunto, em casa, com os filhos 1. A criança mais informada, e de forma correta, terá mais chances de saber lidar com sua sexualidade e, no futuro,

Leia mais

O decibel e seus mistérios - Parte II

O decibel e seus mistérios - Parte II O decibel e seus mistérios - Parte II Autor: Fernando Antônio Bersan Pinheiro Já aprendemos como podemos relacionar decibéis e potências, e já vimos como isso é legal para compararmos potências de sistemas

Leia mais

TOUR 2010-2011. Tecnico. Raphael - 7720-3112 id 104*198286 Kiko Cupelo - 9932-5930 produtor Nado - 9136-4766 produtor

TOUR 2010-2011. Tecnico. Raphael - 7720-3112 id 104*198286 Kiko Cupelo - 9932-5930 produtor Nado - 9136-4766 produtor 1 de 6 RIDER TÉCNICO Esse rider é formado de 6 páginas. Favor entrar em contato acusando o recebimento deste e afim de evitar alguns contratempos pedimos que a equipe de sonorização ou o técnico responsável

Leia mais

Portfólio de comunicação wireless da Phonak Informações do produto

Portfólio de comunicação wireless da Phonak Informações do produto Portfólio de comunicação wireless da Phonak Informações do produto Durante todo este tempo recebemos informações importantes para entender perfeitamente o que importa para você. Cada nova geração de produtos

Leia mais

GUIA BÁSICO PARA PRODUÇÃO DE UM FILME DIGITAL

GUIA BÁSICO PARA PRODUÇÃO DE UM FILME DIGITAL A Filmagem O roteiro foi preparado, a câmera está pronta e então chegou o grande dia de se começar a filmar. Ótimo, mas antes de ligar a câmera, temos que atentar para alguns detalhes básicos. Mas espere

Leia mais

Manutenção em microfones dinâmicos de mão

Manutenção em microfones dinâmicos de mão Manutenção em microfones dinâmicos de mão Autor: Fernando Antônio Bersan Pinheiro Nada dura para sempre. Nem os microfones. Por mais cuidado que se tenha, por mais quedas evitemos, sempre haverá uma vez

Leia mais

VERSÃO DEMO DO MÉTODO DE GUITARRA: CURE SEU IMPROVISO: MODOS GREGOS POR ROBERTO TORAO

VERSÃO DEMO DO MÉTODO DE GUITARRA: CURE SEU IMPROVISO: MODOS GREGOS POR ROBERTO TORAO VERSÃO DEMO DO MÉTODO DE GUITARRA: CURE SEU IMPROVISO: MODOS GREGOS POR ROBERTO TORAO CURE SEU IMPROVISO - MODOS GREGOS. Primeiramente, muito obrigado por apoiar meu trabalho e depois do grande sucesso

Leia mais

Apostilas em formato A4 Impressas individualmente

Apostilas em formato A4 Impressas individualmente Apostilas em formato A4 Impressas individualmente Não são cópias Papel e impressão de Alta Qualidade OBS: a qualidade das apostilas impressas é superior à qualidade da amostra que você vê aqui. 23.4 Comparativo

Leia mais

Propriedades Físicas do Som

Propriedades Físicas do Som 12 Capítulo 2 Propriedades Físicas do Som 1. - Introdução O som é um fenômeno vibratório resultante de variações da pressão no ar. Essas variações de pressão se dão em torno da pressão atmosférica e se

Leia mais

Técnica de captação - Áudio Phyllis Delduque e Paulo Cabral. Um pequeno passo-a-passo para iniciantes em Transcomunicação Instrumental.

Técnica de captação - Áudio Phyllis Delduque e Paulo Cabral. Um pequeno passo-a-passo para iniciantes em Transcomunicação Instrumental. Técnica de captação - Áudio Phyllis Delduque e Paulo Cabral Um pequeno passo-a-passo para iniciantes em Transcomunicação Instrumental. Contatos por EVP e contatos via rádio Primeiramente vejamos as diferenças

Leia mais

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática 1 Sumário Introdução...04 O segredo Revelado...04 Outra maneira de estudar Inglês...05 Parte 1...06 Parte 2...07 Parte 3...08 Por que NÃO estudar Gramática...09 Aprender Gramática Aprender Inglês...09

Leia mais

Fonte: Ruído e a Cidade Instituto do Ambiente

Fonte: Ruído e a Cidade Instituto do Ambiente Ruído Como se define Define-se ruído, como sendo um som sem interesse ou desagradável para o auditor. O ruído (som) pode ser mais ou menos intenso, composto por uma só tonalidade ou composto por várias

Leia mais

Multímetro, um grande amigo do operador de som

Multímetro, um grande amigo do operador de som Multímetro, um grande amigo do operador de som Autor: Fernando Antônio Bersan Pinheiro O multímetro, ou multitester, é um equipamento utilizado para medições de componentes elétricos, mas muitos dos seus

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

Eletricidade e Sonorização - Parte 2 - Dimensionamento do sistema elétrico

Eletricidade e Sonorização - Parte 2 - Dimensionamento do sistema elétrico Eletricidade e Sonorização - Parte 2 - Dimensionamento do sistema elétrico Autor: Fernando Antônio Bersan Pinheiro O operador de um sistema de áudio sempre precisa saber a estimativa de consumo elétrico

Leia mais

Headphone com Microfone sem Fio USB

Headphone com Microfone sem Fio USB Headphone com Microfone sem Fio USB Manual do Usuário Você acaba de adquirir um produto Goldship, testado e aprovado por diversos consumidores em todo Brasil. Neste manual estão contidas todas as informações

Leia mais

46 Dona Nobis Pacem: alturas Conteúdo

46 Dona Nobis Pacem: alturas Conteúdo Introdução Formação de tríades maiores menores Arpejos maiores e menores Cânone Sobreposição de vozes formando acordes Inversão de acordes Versões do cânone Dona Nobis Tonalidades homônimas Armaduras Influência

Leia mais

ARTE EM REPRODUÇÃO ELETRÔNICA

ARTE EM REPRODUÇÃO ELETRÔNICA ANO 14 DEZEMBRO 2009 152 clubedoaudio.com.br R$14 5 ARTE EM REPRODUÇÃO ELETRÔNICA 1 Homero Lotito, O MAGO DA MASTERIZAÇÃO Ricardo de Marino ricardo@clubedoaudio.com.br Homero Lotito possui um variado background

Leia mais

Computadores VII: Digitalizando Sons - Final

Computadores VII: Digitalizando Sons - Final Computadores VII: Digitalizando Sons - Final A2 Texto 4 http://www.bpiropo.com.br/fpc20050808.htm Sítio Fórum PCs /Colunas Coluna: B. Piropo Publicada em 08/08/2005 Autor: B.Piropo Semana passada vimos

Leia mais

Acústica - um passeio pelo tempo

Acústica - um passeio pelo tempo Acústica - um passeio pelo tempo Autor: Fernando Antônio Bersan Pinheiro Todo ano, era a mesma coisa. O professor de História (qualquer que fosse) sempre começava o ano letivo dizendo mais ou menos o seguinte

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

O SOM. 2. Um fenómeno vibratório que produz essa sensação;

O SOM. 2. Um fenómeno vibratório que produz essa sensação; O SOM Segundo a Diciopédia, o som pode ser: 1. Física: sensação auditiva produzida por vibrações mecânicas de frequência compreendida entre determinados valores (20 e 20 000 vibrações por segundo, em média);

Leia mais

Prof. Daniel Hasse. Multimídia e Hipermídia

Prof. Daniel Hasse. Multimídia e Hipermídia Prof. Daniel Hasse Multimídia e Hipermídia AULA 02 Agenda: Algoritmos de Codificação/Decodificação; Codec de Áudio. Atividade complementar. Algoritmos de Codificação/Decodificação - Comunicação tempo real,

Leia mais

Sociedade de Engenharia de Áudio Artigo de Convenção Apresentado na XV Convenção Nacional

Sociedade de Engenharia de Áudio Artigo de Convenção Apresentado na XV Convenção Nacional Sociedade de Engenharia de Áudio Artigo de Convenção Apresentado na XV Convenção Nacional 17 a 19 de Maio de 2011, São Paulo, SP Este artigo foi reproduzido do original entregue pelo autor, sem edições,

Leia mais

C Por que é preciso fazer rápido o produto web?

C Por que é preciso fazer rápido o produto web? C Por que é preciso fazer rápido o produto web? Já falamos sobre algumas denições e requisitos para se ter uma startup. Depois falamos sobre como ter ideias de produtos para a startup e que essas ideias

Leia mais

Top Guia In.Fra: Perguntas para fazer ao seu fornecedor de CFTV

Top Guia In.Fra: Perguntas para fazer ao seu fornecedor de CFTV Top Guia In.Fra: Perguntas para fazer ao seu fornecedor de CFTV 1ª Edição (v1.4) 1 Um projeto de segurança bem feito Até pouco tempo atrás o mercado de CFTV era dividido entre fabricantes de alto custo

Leia mais

Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas?

Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas? 2 Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas? É SOBRE ISSO QUE VOU FALAR NESTE TEXTO. A maioria das empresas e profissionais

Leia mais

Marketing não Sobrevive sem Endomarketing

Marketing não Sobrevive sem Endomarketing Marketing não Sobrevive sem Endomarketing Um ótimo serviço pode se tornar ruim se os funcionários não confiam em si mesmos. Uma endoentrevista sobre endomarketing. Troquemos de lugar! O título é, sem dúvida,

Leia mais

RIDER TÉCNICO LEO JAIME COM BANDA (7 MÚSICOS) EQUIPE LOCAL

RIDER TÉCNICO LEO JAIME COM BANDA (7 MÚSICOS) EQUIPE LOCAL RIDER TÉCNICO LEO JAIME COM BANDA (7 MÚSICOS) Para realizar o espetáculo serão necessários: EQUIPE LOCAL Três carregadores na chegada e na saída do show. A equipe deve receber o equipamento que chegará

Leia mais

Diagnosticando os problemas da sua empresa

Diagnosticando os problemas da sua empresa Diagnosticando os problemas da sua empresa O artigo que você vai começar a ler agora é a continuação da matéria de capa da edição de agosto de 2014 da revista VendaMais. O acesso é restrito a assinantes

Leia mais

Introdução... 2. Características das placas de som... 2

Introdução... 2. Características das placas de som... 2 á Placa de som: principais características... 2 Introdução... 2 Características das placas de som... 2 Conversores ADC e DAC... 2 Resolução das placas de som... 2 Taxa de amostragem... 3 Resposta de freqüência...

Leia mais

edirectory Plataforma ios / Android

edirectory Plataforma ios / Android edirectory Plataforma ios / Android Levando seu site ao próximo nível Conheça o novo aplicativo do edirectory. E seja bem vindo a revolução em aplicativos para Diretórios Online. Mobile Completamente reestruturado

Leia mais

O decibel e seus mistérios - Parte I

O decibel e seus mistérios - Parte I O decibel e seus mistérios - Parte I Autor: Fernando A. B. Pinheiro Tudo começou por causa de uma característica do ouvido humano. Se chamarmos de "1" a menor quantidade de som que podemos perceber (menos

Leia mais

0 For gamers by gamers

0 For gamers by gamers O Razer Carcharias é um headset circumaural para Xbox 360/PC, projetado para usos prolongados e para oferecer um áudio com clareza sonora e graves de alta qualidade. Prepare-se para experimentar o conforto

Leia mais

Ainda existe preconceito, mas as ferramentas do século 21 estão disponíveis também para os cristãos buscarem relacionamentos.

Ainda existe preconceito, mas as ferramentas do século 21 estão disponíveis também para os cristãos buscarem relacionamentos. Ainda existe preconceito, mas as ferramentas do século 21 estão disponíveis também para os cristãos buscarem relacionamentos. Se você pensava que o namoro entre dois cristãos poderia acontecer somente

Leia mais

0 For gamers by gamers

0 For gamers by gamers O Razer Seirēn é um versátil microfone digital USB multipadrão, com capacidades de configuração de gravação de um estúdio de nível profissional em um único dispositivo. Suportado por uma base de alumínio,

Leia mais

10 TÉCNICAS PARA GESTÃO COMERCIAL

10 TÉCNICAS PARA GESTÃO COMERCIAL 10 TÉCNICAS PARA GESTÃO COMERCIAL Os meses de dezembro e janeiro na maioria das empresas são marcados invariavelmente por atividades de planejamentos, orçamentos e metas para o ano novo. Para o próximo

Leia mais

Esse barulho me deixa surda!

Esse barulho me deixa surda! Esse barulho me deixa surda! A UU L AL A Você já reparou na quantidade de ruídos ao seu redor? Basta ficar dez segundos prestando atenção aos sons para notar o som da TV, um carro passando, um cachorro

Leia mais

15 dicas. para tornar o seu E-mail Marketing bem-sucedido

15 dicas. para tornar o seu E-mail Marketing bem-sucedido 15 dicas para tornar o seu E-mail Marketing bem-sucedido 1 Índice PÁG 04 - Dica 1: Analise o mercado e segmente os consumidores PÁG 05 - Dica 2: Tenha uma lista Opt-In PÁG 05 - Dica 3: Insira um link para

Leia mais

Voz: Atuação do Fonoaudiólogo e do Preparador Vocal

Voz: Atuação do Fonoaudiólogo e do Preparador Vocal Voz: Atuação do Fonoaudiólogo e do Preparador Vocal Apresentação: Millena Vieira (Fonoaudióloga) Joel Pinheiro (Preparador Vocal) Bárbara Camilo (3ºano) Daniele Istile (2º ano) Orientação: Profª Drª Kelly

Leia mais

edirectory ios / Android Plataforma

edirectory ios / Android Plataforma edirectory ios / Android Plataforma Criando lindos aplicativos com edirectory Uma revolução no espaço de diretórios mobile, bem vindo ao novo aplicativo do edirectory. Mobile Completamente reestruturado

Leia mais

O que é um Pocket Show? Somente banda pode fazer um Pocket Show? Posso fazer um Pocket Show com duas ou mais bandas? Qual é o cronograma?

O que é um Pocket Show? Somente banda pode fazer um Pocket Show? Posso fazer um Pocket Show com duas ou mais bandas? Qual é o cronograma? O que é um Pocket Show? Apesar de não ter limite de tempo, definimos Pocket Show como uma apresentação curta, em média 40 minutos, ou, em caso de bandas com muitos membros, uma apresentação com número

Leia mais

TONALIDADE X FREQUÊNICA

TONALIDADE X FREQUÊNICA Som, notas e tons TONALIDADE X FREQUÊNICA O violão é um instrumento musical e o seu objetivo é fazer música. Música é a organização de sons em padrões que o cérebro humano acha agradável (ou pelo menos

Leia mais

Parabéns, você agora tem em seu setup:

Parabéns, você agora tem em seu setup: Parabéns, você agora tem em seu setup: Conceito Bobber Moto: Surgiu na década de 40, logo após a segunda guerra mundial. Entediados com o período pós-guerra, alguns soldados começaram a se aventurar nas

Leia mais

Amplificadores, Falantes, Caixas Acústicas e uma tal de Impedância Parte 1

Amplificadores, Falantes, Caixas Acústicas e uma tal de Impedância Parte 1 Amplificadores, Falantes, Caixas Acústicas e uma tal de Impedância Parte 1 Autor: Fernando Antônio Bersan Pinheiro Um dos trabalhos do operador de som é tirar o máximo proveito do seu sistema de sonorização,

Leia mais

USO E APLICAÇÕES ATIVA E PASSIVAPL 10A

USO E APLICAÇÕES ATIVA E PASSIVAPL 10A CERTIFICADO DE GARANTIA ATENÇÃO: Este Certificado terá validade somente mediante a apresentação da competente Nota Fiscal de compra. Sem a nota fiscal de compra o previsto neste Certificado não terá efeito.

Leia mais

Para que serve o Alto-Falante? O que é som, intensidade, tom,timbre? Estas e outras respostas você encontra neste trabalho sobre alto-falantes.

Para que serve o Alto-Falante? O que é som, intensidade, tom,timbre? Estas e outras respostas você encontra neste trabalho sobre alto-falantes. Para que serve o Alto-Falante? O que é som, intensidade, tom,timbre? Estas e outras respostas você encontra neste trabalho sobre alto-falantes. 1. PARA QUE SERVE O ALTO-FALANTE? A primeira pergunta que

Leia mais

Informação do Produto

Informação do Produto Informação do Produto Aparelhos Digitais Smile Plus Retroauriculares: Faixa de adaptação de acordo com a NAL-NL1 Smile Plus // BTE 1 Smile Plus 115 BTE DM com Tecnologia de Dois Microfones Os aparelhos

Leia mais

- GUIA DO EMPRESÁRIO - Lucros Bons e Lucros Ruins

- GUIA DO EMPRESÁRIO - Lucros Bons e Lucros Ruins - GUIA DO EMPRESÁRIO - Lucros Bons e Lucros Ruins Planeta Contábil 2008 Todos os Direitos Reservados (www.planetacontabil.com.br) 1/5 Lucros Bons e Lucros Ruins Podemos pensar que lucrar é sempre bom,

Leia mais

Como conversar com possíveis iniciadas

Como conversar com possíveis iniciadas Como conversar com possíveis iniciadas Convidar outras mulheres a tornarem-se consultoras é uma atividade chave para quem quer tornar-se diretora. Aprenda como fazer a entrevista de iniciação, ou seja:

Leia mais

Slice Management. Controlando o que você não vê. Direto ao assunto

Slice Management. Controlando o que você não vê. Direto ao assunto Slice Management Controlando o que você não vê Direto ao assunto O Slice Management (SM) é uma prática de gerenciamento que consiste em colocar um sistema de inteligência em todas as áreas da empresa.

Leia mais

CURSO DE ÁUDIO E TÉCNICAS DE GRAVAÇÃO EM ESTÚDIO

CURSO DE ÁUDIO E TÉCNICAS DE GRAVAÇÃO EM ESTÚDIO CURSO DE ÁUDIO E TÉCNICAS DE GRAVAÇÃO EM ESTÚDIO Nos encontramos na música O AfroReggae e a Natura acreditam na cultura. Por isso, estamos juntos mais uma vez para revelar talentos e dar voz aos jovens

Leia mais