PROJETO BÁSICO 01/ NUBEN PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE GINÁSTICA LABORAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO BÁSICO 01/2013 - NUBEN PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE GINÁSTICA LABORAL"

Transcrição

1 PROJETO BÁSICO 01/ NUBEN PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE GINÁSTICA LABORAL I OBJETO Contratação de empresa prestadora de serviços de ginástica laboral para executar serviço de assessoria, implementação e execução do programa de Ginástica Laboral para os empregados da Companhia Imobiliária de Brasília Terracap. II PÚBLICO ALVO: Empregados (712) da Tabela de Emprego Permanente e Emprego em Comissão da Terracap, atualmente contratados. III SERVIÇOS A SEREM CONTRATADOS Os serviços, objetos deste projeto básico, serão executados nas dependências da Companhia Imobiliária de Brasília por empresa prestadora de serviços de Ginástica Laboral, em horário a ser definido pela TERRACAP e pela CONTRATADA, executando as etapas descritas abaixo: Diagnóstico da Empresa 3.1 Visita técnica com acompanhamento de um profissional do Núcleo de Benefícios (NUBEN) para diagnóstico das instalações da empresa e do tipo de clientela, sendo que, os empregados com registros médicos quanto à queixas de dores relacionadas ao trabalho, deverão ser avaliados previamente pelo fisioterapeuta ou Educador Físico indicando exercício específico; 3.2 Aplicação de questionário investigativo pela CONTRATADA, o qual será utilizado para levantamento de informações sobre possíveis dores, supostas lesões ou estresse muscular decorrentes da jornada de trabalho, a fim de colher dados para a elaboração dos exercícios do programa de ginástica laboral e atender as especificidades das tarefas executadas pelos trabalhadores. Execução dos serviços 3.3 Realizar palestras de mobilização em dias e horários a serem definidos pelo NUBEN. O objetivo dessa palestra será a explicação do programa de ginástica laboral e a realização de sessão coletiva dos exercícios. Quantidade de palestras: 4 (quatro) ao total.

2 Frequência de execução: Será realizada uma (01) palestra no primeiro mês de contrato e 01 (uma) após seis meses de contrato. As outras 2 (duas) palestras serão realizadas em atividades como a Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (SIPAT) e em semanas de Qualidade de Vida, em datas a serem definidas pelo NUBEN. Duração: 1 hora Temas a serem abordados nas palestras: Conceito de Ginástica Laboral; Informações sobre metas e objetivos da Ginástica Laboral; Benefícios da Ginástica Laboral; Principais causas das DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho); Leis Biomecânicas que regem os movimentos humanos; Prevenção de LER (Lesões por Esforços Repetitivos); Sessão coletiva dos exercícios. 3.4 Realizar sessões de exercícios, atingindo todas as salas, setores e Núcleos da TERRACAP, sem a necessidade de deslocamento dos funcionários para locais específicos. Deverá existir o acompanhamento direto de profissionais devidamente habilitados nas áreas de Educação Física ou Fisioterapia. Frequência da execução: segunda à sexta feira, horário: das 07:45 às 17:30 horas. Duração: 15 minutos em cada setor. Exercícios a serem executados: os exercícios serão específicos e direcionados às necessidades, hábitos e posturas de cada posto de trabalho que deverão constar, pelo menos, de: Alongamento geral e específico; Exercícios posturais; Exercícios respiratórios; Exercícios para o globo ocular; Exercícios de força, flexibilidade, ritmo e equilíbrio; Exercícios de relaxamento; e Aulas especiais com recursos materiais como bolas terapêuticas, garrotes e mini bastões para massagens e outros que se fizerem necessários. Todos os materiais deverão ser fornecidos pela CONTRATADA. Observação: O cronograma de atividades previsto no subitem 3.4 deverá ser apresentado pela CONTRATADA ao NUBEN, o qual procederá à avaliação do mesmo. Esse cronograma deverá contemplar a atividade de ginástica preparatória (praticada antes do expediente de trabalho) e ginástica de relaxamento (ou compensatória, praticada após o expediente de trabalho). 3.5 Fornecer massagem terapêutica e de relaxamento ou ainda quiropraxia ou reflexologia. Frequência da execução: diariamente, sendo no período da manhã de 10:00 às 12:00 horas e no período da tarde de 14:00 às 16:00 horas. Observação: Os empregados deverão procurar, espontaneamente, o serviço, mas a responsabilidade pelo agendamento dos empregados é de responsabilidade da CONTRATADA. Deverão ser disponibilizados pela CONTRATADA todos os recursos necessários para os serviços previstos neste subitem. A frequência dos serviços deste subitem devem incluir também a prestação de serviços nos eventos internos de qualidade de vida e/ou segurança do trabalho. Nesse caso, o serviço será de 09 às 17 horas. As datas serão definidas pelo NUBEN.

3 IV QUALIFICAÇÃO TÉCNICA EXIGIDA 4.1 Registro ou inscrição da CONTRATADA na entidade profissional competente, fornecido pelo Conselho Regional de Educação Física do Distrito Federal e/ou Conselho Regional de Fisioterapia do Distrito Federal. 4.2 Comprovação de aptidão para desempenho de atividade pertinente e compatível com o objeto desta licitação, através de atestados de capacidade técnica, expedidos por pessoa jurídica de direito público ou privado, que caracterize que a CONTRATADA prestou ou vem prestando, a contento, serviços da mesma natureza dos que figuram como objeto desta licitação. 4.3 Declaração de que disponibilizará para prestação dos serviços profissionais devidamente registrados Conselho Regional de Educação Física do Distrito Federal e/ou Conselho Regional de Fisioterapia do Distrito Federal. 4.4 A equipe de profissionais envolvidos na execução dos serviços do objeto deste contrato deverá ser formada pelos profissionais especificados a seguir: 4.5 Supervisor/coordenador que possua: diploma de graduação em Educação Física ou Fisioterapia; registro profissional no Conselho Regional de Educação Física ou Conselho Regional de Fisioterapia; e experiência mínima de 2 (dois) anos serviços de coordenação de atividades de ginástica laboral comprovados em Carteira de Trabalho ou por meio de contrato de prestação de serviços. Qualquer que seja a comprovação deverá haver declaração de pessoa jurídica de direito público ou privado, na qual conste informação quanto ao exercício da atividade de coordenação/supervisão de equipe(s) de ginástica laboral. 4.6 Caso o supervisor/coordenador especificado no subitem 4.5 atue também como instrutor, deverá ministrar as aulas de ginástica laboral e supervisionar as aulas ministradas por outro profissional de Educação Física ou de Fisioterapia, ou ainda estagiário devidamente matriculado nos 2(dois) últimos anos do curso. Nesse último caso, o supervisor/coordenador especificado no subitem 4.5 responde tecnicamente pela qualidade dos serviços por ele prestados e por outro profissional ou estagiário indicado pela CONTRATADA. 4.7 Caso o supervisor/coordenador especificado no subitem 4.5 não ministre as aulas de ginástica laboral, supervisionará as aulas ministradas por outros profissionais de Educação Física e/ou de Fisioterapia, ou ainda de uma destas formações, respondendo tecnicamente pela qualidade dos serviços por ele prestados e pelo outro profissional indicado pela CONTRATADA. V RELATÓRIOS DE EXECUÇÃO DE SERVIÇOS E AVALIAÇÃO Ao término da execução de cada um dos serviços descriminados na seção IV deste projeto básico, deverão ser apresentados os seguintes documentos e relatórios:

4 5.1 Relatórios de execução de palestras de mobilização (previstas no subitem 3.3) que deverão apresentar: o número de participantes, os temas discutidos, a metodologia utilizada, a avaliação do palestrante sobre o envolvimento dos participantes, a avaliação dos participantes sobre a palestra (o instrumento para realização dessa segunda avaliação deverá ser definido pela CONTRATADA, mas deverá ser apresentado a priori ao NUBEN). O prazo para a entrega impressa desse relatório será de 15 (quinze) dias após a execução da atividade. Quantidade de relatórios a serem apresentados: 1 para cada palestra executada. 5.2 No quinto e décimo mês de cada ano de contrato, a CONTRATADA realizará uma avaliação do programa de ginástica laboral, por meio de questionários a serem aplicados aos empregados sobre a participação e resultados obtidos. Caberá ao NUBEN a apreciação dos resultados obtidos. 5.3 Apresentar relatórios mensais com descrição e quantitativo de serviços prestados, massagens, sessões de exercícios e avaliações ergonômicas realizadas. VI DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA a) Não transferir a outrem, no todo ou em parte, o objeto deste Contrato, sem prévia e expressa anuência e autorização da TERRACAP. b) Em tudo agir segundo as diretrizes da TERRACAP, observadas as legislações pertinentes. c) Fornecer todos os insumos e equipamentos (bolas, elásticos, aparelho de som, CD s, etc) necessários para a realização de todas as atividades. d) Apresentar à TERRACAP quando da assinatura do contrato, uma listagem com cargo e nome de todos os empregados e/ou estagiários contratados para a prestação dos serviços nas dependências da TERRACAP bem como a documentação comprobatória da qualificação, mantendo-as rigorosamente autorizadas, conforme item IV deste projeto básico. e) Credenciar, por escrito, junto à TERRACAP, o profissional do subitem 4.5, investindo-o de poderes para representar a CONTRATADA em tudo que se relacione à execução e supervisão dos serviços e para solucionar quaisquer problemas relacionados ao serviço. f) Manter empregados e/ou estagiários em número suficiente para atender satisfatoriamente os serviços especificados. g) Substituir, sem qualquer ônus para a TERRACAP, sempre que exigido, e, independente de justificativa por parte desta, seu preposto, empregados ou estagiários vinculados ao contrato cuja atuação, a juízo da TERRACAP, evidencie-se inconveniente, insatisfatório ou inadequado à perfeita execução dos serviços, ou que, por qualquer motivo, não satisfaçam as condições requeridas à natureza dos serviços.

5 h) Comunicar ao NUBEN com, no mínimo, 7 (sete) dias de antecedência, sempre que houver substituição de estagiário, empregado ou preposto. i) Providenciar, às suas expensas, a compra e o transporte de equipamentos necessários para execução dos serviços que são objeto deste Projeto Básico. j) Impor a seu preposto e empregados/estagiários o máximo asseio, apresentação pessoal e urbanidade no trato com os empregados da TERRACAP, devendo estes se apresentar portando uniforme e crachá de identificação com nome e fotografia. k) Permitir a vistoria e acompanhamento do NUBEN aos serviços em execução. l) Responsabilizar-se por todas as despesas decorrentes da contratação de pessoal ou estagiários, salários de empregados, transporte dos mesmos e quaisquer outros encargos, inclusive por quaisquer acidentes de que possam vir a ser vítimas, quando em serviço, e por tudo quanto as legislações previdenciária e trabalhista lhes assegurem e, ainda, por quaisquer danos ou prejuízos porventura causados à TERRACAP ou a terceiros. m) A inadimplência da CONTRATADA, com referência aos encargos estabelecidos no caput não transfere a responsabilidade por seu pagamento à TERRACAP, razão pela qual a licitante vencedora renuncia expressamente a qualquer vínculo de solidariedade, ativa ou passiva, para com a TERRACAP. n) Responder, civil ou penalmente, por qualquer dano ou prejuízo, ainda que involuntário, que seu preposto, seus empregados ou estagiários vinculados ao contrato venham a causar à TERRACAP ou a terceiros. o) Assumir toda a responsabilidade por dano à TERRACAP, a seus empregados ou a terceiros, em decorrência de mau procedimento, dolo ou culpa de empregados e estagiários e, ainda, pelo fiel cumprimento das leis e normas vigentes, mantendo a TERRACAP isenta de responsabilidade por infração de qualquer legislação, regulamentação e normas. p) Iniciar a execução dos serviços contratados, em observância deste projeto básico e documentação adjacente à contratação, na data estipulada pela TERRACAP. q) Realizar, no mínimo, uma reunião mensal com o NUBEN para avaliar a execução dos serviços, verificando o quantitativo de adesão de empregados às atividades e a execução de planos de ação, bem como reprogramando os serviços, quando for o caso. r) Garantir a qualidade na prestação dos serviços junto aos empregados da TERRACAP participantes do programa de ginástica laboral, conforme avaliação que serão apresentadas ao NUBEN no quinto e décimo mês de cada ano de contrato. s) Apresentar indicadores nas avaliações de: t) Melhora de disposição física e/ou redução de dores musculares: média igual ou superior 50% (cinquenta por cento) de repostas afirmativas;

6 u) Atenção dedicada pelos profissionais de Ginástica Laboral: média igual ou superior 60% (sessenta por cento) para o conceito boa e muito boa; v) Elaborar e cumprir o cronograma de trabalho estabelecido entre as partes. w) Submeter à TERRACAP a aprovação dos projetos, cronogramas e toda proposta de trabalho. x) Prestar assessoria técnica, para realização das aulas e possíveis eventos relativos ao trabalho como participação em palestras, semanas de qualidade de vida. VII PREÇOS O valor total estimado da presente contratação será de R$ ,00(cento e setenta e um mil e quatrocentos reais). Valor Médio Mensal Valor Médio Anual R$14.283,33 R$ ,00 O valor apresentado foi obtido com base na tomada de preços, por meio da coleta de preços, constante à fl. 75/100. VIII DAS OBRIGAÇÕES DA TERRACAP a) Permitir o livre acesso às dependências da TERRACAP dos profissionais da vencedora do certame, desde que estejam identificados. b) Designar um representante da TERRACAP para adotar as providências que se fizerem necessárias para o bom desempenho dos trabalhos; c) Notificar, por escrito, qualquer irregularidade encontrada ou relatada pelos empregados no desenvolvimento dos serviços contratados; d) Efetuar os pagamentos devidos, de acordo com as Normas de Execução Orçamentária e Financeira em vigor. VIII DA VIGÊNCIA O contrato terá duração de vinte e quatro meses contados a partir da data de sua publicação no Diário Oficial do Distrito Federal.

7 IX DAS DISPOSIÇÕES FINAIS a) O Núcleo executor do presente programa, por parte da Terracap, será o Núcleo de Benefícios (NUBEN/GEREH/DIRAF); b) A falta de pagamento pela TERRACAP, durante o período de 30 (trinta) dias, contados a partir do décimo dia da apresentação das faturas atestadas, em favor da CONTRATADA, caracterizará situação de inadimplência, que implicará na suspensão automática das ações deste Programa. c) A inadimplência em qualquer das obrigações da CONTRATADA serão glosadas do valor a ser pago. d) Será vencedor aquele que apresentar o menor preço. Brasília, de de Eliane Silva Meira Chefe do Núcleo de Benefícios De Acordo. Josélio Abdias Pimenta de Aguiar Gerente de Recursos Humanos Aprovo o presente Projeto Básico, nos termos do Inciso I - 2º do Art. 7º da Lei 8666/93. Israel Marcos da Costa Brandão Diretor de Recursos Humanos Administração e Finanças

PROJETO BÁSICO PARA RECARGA DE GÁS E REMANEJAMENTO DE CONDICIONADORES DE AR TIPO SPLIT E JANELA

PROJETO BÁSICO PARA RECARGA DE GÁS E REMANEJAMENTO DE CONDICIONADORES DE AR TIPO SPLIT E JANELA PROJETO BÁSICO PARA RECARGA DE GÁS E REMANEJAMENTO DE CONDICIONADORES DE AR TIPO SPLIT E JANELA Janeiro/2013 Página 1 de 6 1. DO OBJETO 1.1 Contratação de empresa(s) especializada(s) em manutenção e instalação

Leia mais

FUNDAÇÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA GUAMÁ

FUNDAÇÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA GUAMÁ ANEXO I ATO CONVOCATÓRIO Nº 002/2012 TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO: Contratação de Empresa para Recrutamento, Seleção e Contratação de Pessoal para Treinamento, Capacitação e Consultoria à Fundação de Ciência

Leia mais

Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul Sistema Cofen/Conselhos Regionais - Autarquia Federal criada pela Lei Nº 5.

Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul Sistema Cofen/Conselhos Regionais - Autarquia Federal criada pela Lei Nº 5. TERMO DE REFERÊNCIA I DO OBJETO 1.1. Contratação de pessoa jurídica especializada para prestação de serviço de limpeza e desinfecção de caixa d água para subseção de Dourados/MS do Coren/MS, conforme as

Leia mais

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Fazenda Departamento Geral de Administração e Finanças TERMO DE REFERÊNCIA

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Fazenda Departamento Geral de Administração e Finanças TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA Código de Classificação: 13.02.01.15 1 DO OBJETO: A presente licitação tem por objeto a contratação de empresa para prestação dos serviços de cobertura securitária (seguro) para assegurar

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE LICENCIATURA DO IFPE NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE LICENCIATURA DO IFPE NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR

Leia mais

Ministério da Fazenda SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS

Ministério da Fazenda SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS PROJETO BÁSICO GESER Nº 04/07 FISCALIZAÇÃO DA OBRA DE IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO 1. OBJETO Contratação de empresa especializada para prestação de serviços de fiscalização

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL SEADES DIRETORIA DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL DSAN

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL SEADES DIRETORIA DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL DSAN 1. APRESENTAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA Este documento se constitui no Termo de Referência que contém as instruções necessárias para a contratação de empresa para a realização de pesquisa e diagnóstico de

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N.º 07/2015 PLANTÃO MÉDICO DE ESPECIALIDADES

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N.º 07/2015 PLANTÃO MÉDICO DE ESPECIALIDADES EDITAL DE CREDENCIAMENTO N.º 07/2015 PLANTÃO MÉDICO DE ESPECIALIDADES O Município de Não-Me-Toque comunica aos interessados que está procedendo ao CHAMAMENTO PÚBLICO no horário das 8:15 às 11:33h e das

Leia mais

3. Quais são as modalidades de estágio? Estágio obrigatório e Estágio não obrigatório (art. 2º da Lei 11.788/2008).

3. Quais são as modalidades de estágio? Estágio obrigatório e Estágio não obrigatório (art. 2º da Lei 11.788/2008). 1. O que é o estágio? Estágio é o ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que visa à preparação para o trabalho produtivo de estudantes. O estágio integra o itinerário

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ FACULDADE DE MATEMÁTICA CURSO DE MATEMÁTICA REGULAMENTO N 001, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2013

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ FACULDADE DE MATEMÁTICA CURSO DE MATEMÁTICA REGULAMENTO N 001, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ FACULDADE DE MATEMÁTICA CURSO DE MATEMÁTICA REGULAMENTO N 001, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2013 Estabelece os procedimentos necessários à sistematização do Estágio Curricular Supervisionado

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JANDAIA DO SUL CNPJ: 75771204/0001-25

PREFEITURA MUNICIPAL DE JANDAIA DO SUL CNPJ: 75771204/0001-25 CONTRATO Nº. 48/2015 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE JANDAIA DO SUL E A EMPRESA PORTO SEGURO COMPANHIA DE SEGUROS GERAIS O Município de Jandaia do Sul pessoa jurídica

Leia mais

a) MORTE POR ACIDENTE Garante aos beneficiários do segurado o pagamento do valor do capital contratado;

a) MORTE POR ACIDENTE Garante aos beneficiários do segurado o pagamento do valor do capital contratado; TERMO DE REFERÊNCIA Código de Classificação: 13.02.01.15 1 DO OBJETO: A presente licitação tem por objeto a contratação de empresa para prestação dos serviços de cobertura securitária (seguro) para assegurar

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA TOMADA DE PREÇOS N 003/2013 PROCESSO Nº 013/2013 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA I DO OBJETO 1.1 Contratação de empresa especializada na prestação de serviços de reserva, emissão, marcação, remarcação, endosso

Leia mais

A Coordenação de Estágios informa:

A Coordenação de Estágios informa: A Coordenação de Estágios informa: I Informações gerais e Dúvidas frequentes sobre o Estágio: Tudo que você precisa saber sobre a nova lei de estágio 1. O que é o estágio? A Lei nº 11.788, de 25 de setembro

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA

TERMOS DE REFERÊNCIA 1. INTRODUÇÃO Para realização de suas atividades técnicas e administrativas a Agência Nacional de Telecomunicações Anatel utiliza-se de sistemas informatizados, sendo eles adquiridos no mercado ou desenvolvidos

Leia mais

das demais previsões relativas ao estágio previstas no Projeto Pedagógico do Curso, no Regimento Interno e na Legislação.

das demais previsões relativas ao estágio previstas no Projeto Pedagógico do Curso, no Regimento Interno e na Legislação. DIRETRIZES E NORMAS PARA O ESTÁGIO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE REDENTOR DE PARAÍBA DO SUL DOS OBJETIVOS Art. 1 O Sistema de Estágio da FACULDADE REDENTOR DE PARAÍBA DO SUL terá por objetivos gerais:

Leia mais

PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR

PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR 1 Objeto: Contratação de empresa para prestação de serviços de vigia, portaria e limpeza, para atendimento junto ao Complexo, conforme quantidades e descrições contidas neste

Leia mais

ANEXO II - MINUTA DE CONVÊNIO

ANEXO II - MINUTA DE CONVÊNIO ANEXO II - MINUTA DE CONVÊNIO CONVÊNIO QUE ENTRE SI FAZEM O MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE, ATRAVÉS DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE E O PRESTADOR DE SERVIÇOS DE SAÚDE... PROCESSO Nº: 04.001368.06.32 O MUNICÍPIO

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO:

TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO: Abertura de procedimento para contratação de empresa especializada no fornecimento de material promocional, a ser utilizado nas ações do Programa Nacional de Educação Empreendedora, previstas no Projeto

Leia mais

Decreto Nº 13.840 de 21/09/2009

Decreto Nº 13.840 de 21/09/2009 Decreto Nº 13.840 de 21/09/2009 Dispõe sobre estágios no âmbito da Administração Pública Direta e Indireta do Estado do Piauí para estudantes regularmente matriculados e com frequência efetiva, vinculados

Leia mais

ANEXO III CLÁUSULA PRIMEIRA DO OBJETO

ANEXO III CLÁUSULA PRIMEIRA DO OBJETO ANEXO III CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO QUE ENTRE SI FORMALIZAM, DE UM LADO O CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA 4ª REGIÃO - RS E, DE OUTRO, A EMPRESA XXXXXXXXXX PARA O FIM QUE NELE SE DECLARA.

Leia mais

PORTARIA Nº 4.984 DE 11 DE JULHO DE 2013. (Republicação) (Texto compilado com as alterações promovidas pela Portaria nº 3.

PORTARIA Nº 4.984 DE 11 DE JULHO DE 2013. (Republicação) (Texto compilado com as alterações promovidas pela Portaria nº 3. PORTARIA Nº 4.984 DE 11 DE JULHO DE 2013. (Republicação) (Texto compilado com as alterações promovidas pela Portaria nº 3.029/2014) Regulamenta a Gratificação por Encargo de Curso no âmbito da Justiça

Leia mais

Termo de Referência 03/2013 - NUBEN. Assunto: Licitação de Seguro de Vida em Grupo para os empregados da TERRACAP para o triênio 2013/2015

Termo de Referência 03/2013 - NUBEN. Assunto: Licitação de Seguro de Vida em Grupo para os empregados da TERRACAP para o triênio 2013/2015 Termo de Referência 03/2013 - NUBEN Assunto: Licitação de Seguro de Vida em Grupo para os empregados da TERRACAP para o triênio 2013/2015 1 - INTRODUÇÃO O presente Projeto Básico foi elaborado com o propósito

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO VERDE

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO VERDE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICIPIO DE RIO VERDE GOIÁS ATRAVÉS DO FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E A EMPRESA LORENA GUIMARAES SANTOS

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MONTES CLAROS

PREFEITURA MUNICIPAL DE MONTES CLAROS ANEXO IV MINUTA CONTRATO DE FORNECIMENTO DE HORTALIÇAS E FRUTAS DA AGRICULTURA FAMILIAR PARA A ALIMENTAÇÃO ESCOLAR. O MUNICÍPIO DE MONTES CLAROS, pessoa jurídica de direito público interno, inscrito no

Leia mais

Anexo H MINUTA DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - PJ

Anexo H MINUTA DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - PJ Anexo H MINUTA DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - PJ CONTRATO n /2007 Contrato de Prestação de Serviços de Consultoria / Instrutoria, que entre si celebram o SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA I - DO OBJETO

TERMO DE REFERÊNCIA I - DO OBJETO I - DO OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA 1. Contratação de empresa para a prestação de serviço de fretamento de veículos, caminhões do tipo BAÚ, por horas de utilização, com motoristas e ajudantes, para atender

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO ACRE SECRETARIA DE ESTADO DE EXTENSÃO AGROFLORESTAL E PRODUÇÃO FAMILIAR SEAPROF ANEXO X

GOVERNO DO ESTADO DO ACRE SECRETARIA DE ESTADO DE EXTENSÃO AGROFLORESTAL E PRODUÇÃO FAMILIAR SEAPROF ANEXO X ANEXO X MINUTA DE CONTRATO PROCESSO Nº. /2012 CONTRATO Nº. TERMO DE CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O ESTADO DO ACRE, POR INTERMÉDIO DA SECRETARIA DE E A EMPRESA, PARA. O Estado do Acre, por intermédio

Leia mais

REGULAME TO DE ESTÁGIO

REGULAME TO DE ESTÁGIO Serviço Público Federal I STITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊ CIA E TEC OLOGIA SUL-RIO-GRA DE SE - IFSul REGULAME TO DE ESTÁGIO CAPÍTULO I DA ATUREZA E DAS FI ALIDADES Art. 1 O estágio constitui-se na interface

Leia mais

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO FIRMADO ENTRE O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E A ANHANGUERA EDUCACIONAL LTDA mantenedora da UNIVERSIDADE ANHANGUERA UNIDERP Pólo de Passo Fundo 038/2012 PGM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO,

Leia mais

ANEXO 1 - TERMO DE REFERÊNCIA Substituição das telhas de alumínio da marquise frontal do prédio sede da Justiça Federal ES

ANEXO 1 - TERMO DE REFERÊNCIA Substituição das telhas de alumínio da marquise frontal do prédio sede da Justiça Federal ES 1 ANEXO 1 - TERMO DE REFERÊNCIA Substituição das telhas de alumínio da marquise frontal do prédio sede da Justiça Federal ES 1 OBJETO: 1.1 Contratação de empresa para substituição de telhas de alumínio

Leia mais

CONTRATO nº 09/2004 CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO

CONTRATO nº 09/2004 CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO CONTRATO nº 09/2004 A AGÊNCIA REGULADORA DE SERVIÇOS PÚBLICOS DO ESTADO DE ALAGOAS ARSAL, pessoa jurídica de direito público, inscrita no CNPJ/MF sob o No. 04.730.141/0001-10 com sede à Rua Cincinato Pinto,

Leia mais

3. O que é estágio não obrigatório? É uma atividade opcional, acrescida à carga horária regular e obrigatória. ( 2º do art. 2º da Lei nº 11.

3. O que é estágio não obrigatório? É uma atividade opcional, acrescida à carga horária regular e obrigatória. ( 2º do art. 2º da Lei nº 11. 1. O que é o estágio? A Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, define o estágio como o ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que visa à preparação para o trabalho

Leia mais

CAIXA DE APOSENTADORIA E PENSÃO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE SARANDI PRESERV

CAIXA DE APOSENTADORIA E PENSÃO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE SARANDI PRESERV CAIXA DE APOSENTADORIA E PENSÃO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE SARANDI PRESERV PREGÃO PRESENCIAL Nº 004/2014 - PRESERV OBJETO: Contratação de empresa especializada na prestação de serviços na área de medicina

Leia mais

4. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL

4. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO 1.1 Aquisição de redes de proteção para a quadra poliesportiva do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo Câmpus Presidente Epitácio. 2. JUSTIFICATIVA

Leia mais

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 08/2015. Contrato celebrado entre a Câmara Municipal de São Simão e a Empresa

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 08/2015. Contrato celebrado entre a Câmara Municipal de São Simão e a Empresa CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 08/2015 Contrato celebrado entre a Câmara Municipal de São Simão e a Empresa PUBLICENTER INFORMÁTICA COMÉRCIO E LOCAÇÃO LTDA-ME CONTRATANTE: A CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO SIMÃO,

Leia mais

REGULAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

REGULAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS DE GUANAMBI Distrito de Ceraíma, s/n - Zona Rural - Cx Postal

Leia mais

JUSTIÇA DO TRABALHO DIVISÃO DE DOCUMENTO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA

JUSTIÇA DO TRABALHO DIVISÃO DE DOCUMENTO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA DIVISÃO DE DOCUMENTO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA Objeto: Contratação de empresa para prestação do serviço de agenciamento de viagens (emissão, remarcação e cancelamento de passagens aéreas nacionais

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. Do objeto 1.1. Contratação de 01 (uma) empresa especializada em avaliação econômica para realizar a avaliação econômica do valor da marca BRB. 2. Objetivo 2.1. A presente

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10/2008

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10/2008 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES PREGÃO ELETRÔNICO Nº 10/2008 ATA DO REGISTRO DE PREÇOS CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DO RAMO DE PRESTAÇÃO DE

Leia mais

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº. 006/2013

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº. 006/2013 CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº. 006/2013 PROCESSO ADMNISTRATIVO Nº. 117/2013 Dispensa de Licitação Art. 24, II, da Lei 8.666/93 Pelo presente instrumento que entre si celebram CÂMARA MUNICIPAL DE ALFREDO CHAVES,

Leia mais

HOMOLOGADA PELO SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EM 09/12/2004 RESOLUÇÃO Nº 145/04. Palmas, 08 de dezembro de 2004

HOMOLOGADA PELO SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EM 09/12/2004 RESOLUÇÃO Nº 145/04. Palmas, 08 de dezembro de 2004 HOMOLOGADA PELO SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EM 09/12/2004 REVOGADA RESOLUÇÃO Nº 145/04 Palmas, 08 de dezembro de 2004 Fixa normas para criação e autorização de funcionamento de instituições de educação

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº XXXX DE XX DE XXXXXX DE 201X ALTERA A LEI Nº 6720, DE 25 DE MARÇO DE 2014, QUE INSTITUI PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E REMUNERAÇÃO DA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO Nº: 21218.000183/2011-59

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO Nº: 21218.000183/2011-59 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO Nº: 21218.000183/2011-59 1. DA JUSTIFICATIVA 1.1 Dotar de melhores condições de trabalho a sala 12, da SUREG/AM, na qual atuam os empregados designados para compor

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 24, DE 25 DE JUNHO DE 2009.

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 24, DE 25 DE JUNHO DE 2009. AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 24, DE 25 DE JUNHO DE 2009. Dispõe sobre o Processo de Concessão de Bolsas de Estudo em Idiomas como parte integrante do Programa Permanente de

Leia mais

NORMA DE TREINAMENTO (NOR-352)

NORMA DE TREINAMENTO (NOR-352) COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DOS VALES DO SÃO FRANCISCO E DO PARNAÍBA Vinculada ao Ministério da Integração Nacional - MI NORMA DE TREINAMENTO (NOR-352) FOR-101/01 MANUAL DE RECURSOS HUMANOS CÓDIGO: 350

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DO CEFET-SP

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DO CEFET-SP REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DO CEFET-SP Capítulo I DA NATUREZA E SUAS FINALIDADES Art. 1º O estágio baseia-se na Lei nº. 11.788, sancionada em 25 de setembro de 2008. Parágrafo

Leia mais

CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO, CLASSIFICAÇÃO E RELAÇÕES DE ESTÁGIO

CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO, CLASSIFICAÇÃO E RELAÇÕES DE ESTÁGIO LEI N.º 11.788, DE 25 DE SETEMBRO DE 2008. Dispõe sobre o estágio de estudantes; altera a redação do art. 428 da Consolidação das Leis do Trabalho CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO 1.1. Contratação de empresa para prestação de serviços continuados, com fornecimento de peças e insumos sem ônus adicional para a contratante, de manutenção preventiva,

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 13/2013 PROCESSO N 787-09.00/13-4

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 13/2013 PROCESSO N 787-09.00/13-4 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 13/2013 PROCESSO N 787-09.00/13-4 Contrato AJDG n.º 031/2013 O ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, por intermédio da PROCURADORIA- GERAL DE JUSTIÇA, órgão

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1 PREGÃO PRESENCIAL 2015/180

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1 PREGÃO PRESENCIAL 2015/180 PREGÃO PRESENCIAL BRDE 2015/180 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE GINÁSTICA LABORAL E MASSAGEM EXPRESSA (QUICK MASSAGE) NAS DEPENDÊNCIAS DO BRDE EM CURITIBA/PR 1. OBJETO: Constitui objeto

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ITEM DESCRIÇÃO QUANT. UNIDADE DE MEDIDA III INFORMAÇÕES TÉCNICAS DOS PRODUTOS A SEREM ADQUIRIDOS ESPECIFICAÇÃO

TERMO DE REFERÊNCIA ITEM DESCRIÇÃO QUANT. UNIDADE DE MEDIDA III INFORMAÇÕES TÉCNICAS DOS PRODUTOS A SEREM ADQUIRIDOS ESPECIFICAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA I - OBJETO I.I Constitui objeto a aquisição de bandeiras oficiais do Brasil e do Distrito Federal e confecção de bandeira oficial do FNDE de acordo com as especificações, quantidades

Leia mais

confinados, sala de máquinas, berços pátios de estocagem, pátios de armazenamento, galpões, áreas externas, sistemas de esgoto.

confinados, sala de máquinas, berços pátios de estocagem, pátios de armazenamento, galpões, áreas externas, sistemas de esgoto. TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE CONTROLE DE VETORES E PRAGAS A SER EXECUTADO NO MUSEU DO AMANHÃ. JUSTIFICATIVA O Museu do Amanhã será

Leia mais

REGULAMENTO DE CURSO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS

REGULAMENTO DE CURSO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS REGULAMENTO DE CURSO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS JUNHO/2011 CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares Art. 1º. Os cursos de Pós Graduação Lato Sensu da Faculdade de Tecnologia

Leia mais

TERIVIO DE REFERÊNCIA

TERIVIO DE REFERÊNCIA ' Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado'de Pernambuco Secretaria de Gestão de Pessoas Diretoria de Gestão Funcional Gerência de Estágio TERIVIO DE REFERÊNCIA 1 - DO OBJETO Contratação de seguradora

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CAPÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS Art. 1º O presente instrumento

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO CEARÁ TERMO DE REFERÊNCIA

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO CEARÁ TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA AQUISIÇÃO DE VALE-REFEIÇÃO ELEIÇÕES 2016 1 OBJETO 1.1 Contratação de empresa especializada no fornecimento de 11.958 (onze mil, novecentos e cinquenta e oito) vales-refeições de valor

Leia mais

UNIÃO DINÂMICA DE FACULDADES CATARATAS Centro Universitário Dinâmica das Cataratas

UNIÃO DINÂMICA DE FACULDADES CATARATAS Centro Universitário Dinâmica das Cataratas REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO CAPÍTULO I CARACTERIZAÇÃO E OBJETIVOS Art. 1º Art. 2º Art. 3º Art. 4º Estágio Supervisionado em Administração (ESA), é a disciplina

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS DELIBERAÇÃO Nº. 124, DE 27 DE ABRIL DE 2009 O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC REGULAMENTO DO ESTÁGIOS CURRICULARES OBRIGATÓRIOS E NÃO- OBRIGATÓRIOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNISC

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC REGULAMENTO DO ESTÁGIOS CURRICULARES OBRIGATÓRIOS E NÃO- OBRIGATÓRIOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNISC UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC REGULAMENTO DO ESTÁGIOS CURRICULARES OBRIGATÓRIOS E NÃO- OBRIGATÓRIOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNISC CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º O presente Regulamento

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL NORMAS COMPLEMENTARES DE ESTÁGIO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL

INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL NORMAS COMPLEMENTARES DE ESTÁGIO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL NORMAS COMPLEMENTARES DE ESTÁGIO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL Art. 1 o O Estágio regulamentado pela Lei N o 11.788, de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 074, DE 20 DE ABRIL DE 2016.

RESOLUÇÃO Nº. 074, DE 20 DE ABRIL DE 2016. RESOLUÇÃO Nº. 074, DE 20 DE ABRIL DE 2016. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS, no uso de suas atribuições legais e considerando o Parecer nº 43/2016

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA AQUISIÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS, MATERIAL DE LIMPEZA E COPA E COZINHA PARA SUPRIR AS NECESSIDADES DA SECRETARIA DE OBRAS, TRANSPORTE E URBANISMO, DA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA. Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA. Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 11.788 DE 25/09/2008 Dispõe sobre o estágio de estudantes, altera a redação do art. 428 da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e a

Leia mais

TÍTULO I DA NATUREZA, DAS FINALIDADES CAPÍTULO I DA NATUREZA. PARÁGRAFO ÚNICO Atividade curricular com ênfase exclusiva didático-pedagógica:

TÍTULO I DA NATUREZA, DAS FINALIDADES CAPÍTULO I DA NATUREZA. PARÁGRAFO ÚNICO Atividade curricular com ênfase exclusiva didático-pedagógica: REGULAMENTO GERAL PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DO IFRR N A regulamentação geral de estágio tem por objetivo estabelecer normas e diretrizes gerais que definam uma política

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA RESOLUÇÃO N o 24/2012, DO CONSELHO DE GRADUAÇÃO Aprova as Normas Gerais de Estágio de Graduação da Universidade Federal de Uberlândia, e dá outras providências. O CONSELHO DE GRADUAÇÃO DA, no uso das competências

Leia mais

2.2 - Prestação de Serviços de Suporte Técnico Assistido

2.2 - Prestação de Serviços de Suporte Técnico Assistido Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2011 1 DO OBJETO 1.1 - Contratação de empresa para o fornecimento de licenças de uso de software SAP, BusinessObjects Enterprise - BOE, com manutenção

Leia mais

PROJETO BÁSICO. 4. DOS LOCAIS Os extintores de incêndio estão instalados nos dois prédios do Campus Campos do Jordão do IFSP, sendo:

PROJETO BÁSICO. 4. DOS LOCAIS Os extintores de incêndio estão instalados nos dois prédios do Campus Campos do Jordão do IFSP, sendo: PROJETO BÁSICO 1. OBJETO Contratação de empresa especializada em recarga de extintores de incêndio com fornecimento de material, teste hidrostático, reposição de peças e sinalização de segurança, destinadas

Leia mais

Dispõe sobre a Cotação Eletrônica de Preços no Estado do Rio Grande do Sul.

Dispõe sobre a Cotação Eletrônica de Preços no Estado do Rio Grande do Sul. LEI Nº 13.179, DE 10 DE JUNHO DE 2009 Business Online Comunicação de Dados Dispõe sobre a Cotação Eletrônica de Preços no Estado do Rio Grande do Sul. A GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Faço

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 09/96, DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO

RESOLUÇÃO N o 09/96, DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N o 09/96, DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO Aprova o Plano Integrado de Capacitação dos Servidores Téc nicos-administrativos da Universidade Federal de Uberlândia. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE

Leia mais

DECRETO Nº 15.562, DE 14 DE MAIO DE 2014

DECRETO Nº 15.562, DE 14 DE MAIO DE 2014 DECRETO Nº 15.562, DE 14 DE MAIO DE 2014 Dispõe sobre regras e diretrizes para a contratação de serviços terceirizados no âmbito da Administração Pública Municipal. O Prefeito de Belo Horizonte, no exercício

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002 ANTAQ, DE 14 DE OUTUBRO DE 2008.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002 ANTAQ, DE 14 DE OUTUBRO DE 2008. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002 ANTAQ, DE 14 DE OUTUBRO DE 2008. Fixa os critérios e procedimentos para a realização de concursos públicos de provas e títulos, destinados ao provimento dos cargos efetivos do

Leia mais

DELIBERAÇÃO CEE N 314, DE 08 DE SETEMBRO DE 2009.

DELIBERAÇÃO CEE N 314, DE 08 DE SETEMBRO DE 2009. Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Educação CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO COMISSÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DELIBERAÇÃO CEE N 314, DE 08 DE SETEMBRO DE 2009. Estabelece

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina CONTRATO N. 113/2010 Contrato para a prestação de serviços especializados de locação de equipamentos audiovisuais para o 1º Turno e o 2º Turno, se houver,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 02/2010 CONSU/UNIFAP

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 02/2010 CONSU/UNIFAP MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 02/2010 CONSU/UNIFAP Regulamenta o Estágio Supervisionado, no âmbito da Universidade Federal do Amapá.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 016/2008

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 016/2008 CENTRO DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 016/2008 Anexo II 1 DO OBJETO 1.1 - Prestação de serviços de suporte técnico assistido

Leia mais

Contrato de ATER. Contratos Individuais com recursos para Investimentos Básicos CPR-SIB, CAF e NPT

Contrato de ATER. Contratos Individuais com recursos para Investimentos Básicos CPR-SIB, CAF e NPT CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM E, COM A INTERVENIENCIA DA UNIDADE TÉCNICA ESTADUAL - UTE DO PROGRAMA NACIONAL DE CRÉDITO FUNDIÁRIO DO ESTADO, VOLTADA PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ATER ÀS FAMÍLIAS FINANCIADAS

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU À DISTÂNCIA

REGULAMENTO GERAL DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU À DISTÂNCIA REGULAMENTO GERAL DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU À DISTÂNCIA TÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - O Programa de Pós-graduação lato sensu à distância da FAZU - Faculdades Associadas de

Leia mais

INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA A SAÚDE DO SERVIDOR PÚBLICO DE SENADOR CANEDO ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE SENADOR CANEDO ANEXO IX

INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA A SAÚDE DO SERVIDOR PÚBLICO DE SENADOR CANEDO ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE SENADOR CANEDO ANEXO IX ANEXO IX CONTRATO Nº -----/2015 CONTRATO DE CREDENCIAMENTO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM CONSULTAS MÉDICAS, S.A.D.T. E CIRURGIAS DOS SERVIDORES DO MUNICIPIO DE SENADOR CANEDO CELEBRADO ENTRE O IAMESC E A

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 017/2013.

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 017/2013. EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 017/2013. O PREFEITO MUNICIPAL DE GAURAMA, torna público para o conhecimento dos interessados, que às 15:00 horas do dia 18 de março de 2013, nas dependências do Salão Nobre

Leia mais

Plano e Regulamento de Benefícios e Serviços

Plano e Regulamento de Benefícios e Serviços TITULO I DEFINIÇÕES GERAIS DOS BENEFICIOS E SERVIÇOS CAPITULO I DA FINALIDADE Art.1. Este plano tem por finalidade estabelecer os benefícios e serviços da ABEPOM, bem como regulamentar os critérios, limites

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO DE CURSOS BÁSICOS DE ESPORTES DE MONTANHA CAPÍTULO I DO OBJETIVO

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO DE CURSOS BÁSICOS DE ESPORTES DE MONTANHA CAPÍTULO I DO OBJETIVO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO DE CURSOS BÁSICOS DE ESPORTES DE MONTANHA CAPÍTULO I DO OBJETIVO Art. 1. Este Regulamento de Comportamento Ético tem por objetivo estabelecer normas e condições

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA ESTÁGIOS

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA ESTÁGIOS MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA ESTÁGIOS Lei de estágio 11.788/08 O estágio tem por finalidade proporcionar a complementação da formação acadêmica e permite que o estudante tenha acesso ao campo de sua futura

Leia mais

ATENÇÃO PARA O TERMO DE REFERÊNCIA ABAIXO. AVISO DE LICITAÇÃO COTAÇÃO ELETRÔNICA nº 82/2009

ATENÇÃO PARA O TERMO DE REFERÊNCIA ABAIXO. AVISO DE LICITAÇÃO COTAÇÃO ELETRÔNICA nº 82/2009 ATENÇÃO PARA O TERMO DE REFERÊNCIA ABAIXO. AVISO DE LICITAÇÃO COTAÇÃO ELETRÔNICA nº 82/2009 O CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO CNPq, fundação pública federal, vinculada ao

Leia mais

ANEXO 1 TERMO DE REFERÊNCIA Reforma do paisagismo da nova Sede da JFES

ANEXO 1 TERMO DE REFERÊNCIA Reforma do paisagismo da nova Sede da JFES ANEXO 1 TERMO DE REFERÊNCIA Reforma do paisagismo da nova Sede da JFES 1 OBJETO: 1.1 Contratação de empresa especializada para reforma do paisagismo da Sede da Justiça Federal no Espírito Santo. 1.2 O

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ARQUIVOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ARQUIVOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ARQUIVOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 Este regulamento fixa as normas para o estágio do Curso de Graduação

Leia mais

PORTARIA Nº 146 /2011-DG BRASÍLIA, 16 DE JUNHO DE 2011.

PORTARIA Nº 146 /2011-DG BRASÍLIA, 16 DE JUNHO DE 2011. PORTARIA Nº 146 /2011-DG BRASÍLIA, 16 DE JUNHO DE 2011. DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE INCENTIVO DE CONCESSÃO DE BOLSA DE ESTUDO DE IDIOMA ESTRANGEIRO NO ÂMBITO DA AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS

Leia mais

22/4/2015 I. PARTES II. DISPOSIÇÕES CONTRATUAIS

22/4/2015 I. PARTES II. DISPOSIÇÕES CONTRATUAIS CONTRATO N 002/2015 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE BRASIL NOVO/ FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, E A SRª. CRISTIANE VANDRESSEN SHUEROFF, NA FORMA ABAIXO. I. PARTES CONTRATANTE MUNICÍPIO

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL CONTRATO

CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL CONTRATO PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 036/2015 CONVITE Nº 007/2015 CONTRATO CONTRATO QUE FAZEM ENTRE SI A CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE, COM RESULT ASSESSORIA EMPRESARIAL LTDA, PARA A CESSÃO DE USO, NA FORMA DE

Leia mais

RESOLUÇÃO CEG nº 12/2008

RESOLUÇÃO CEG nº 12/2008 RESOLUÇÃO CEG nº 12/2008 Normas para o Estágio 1) Considerando a Lei 11.788 de 25 de setembro de 2008, que trata de Estágios de Estudantes; 2) Considerando a não existência de resolução geral que normatize

Leia mais

GesANTT PLANO DO PROJETO EPP.PP.01 1.1. ProPass Brasil Projeto da Rede Nacional de Transporte Rodoviário Interestadual e Internacional de Passageiros

GesANTT PLANO DO PROJETO EPP.PP.01 1.1. ProPass Brasil Projeto da Rede Nacional de Transporte Rodoviário Interestadual e Internacional de Passageiros 1 Nome do Projeto ProPass Brasil Projeto da Rede Nacional de Transporte Rodoviário Interestadual e Internacional de Passageiros 2 Chefe do Projeto Maria Ângela Cavalcanti Oliveira 3 Gestor do Projeto Sonia

Leia mais

LEI 8.620, DE 5 DE JANEIRO DE 1993 Altera as Leis 8.212 e 8.213, de 24 de julho de 1991, e dá outras providências. O Presidente da República: Faço

LEI 8.620, DE 5 DE JANEIRO DE 1993 Altera as Leis 8.212 e 8.213, de 24 de julho de 1991, e dá outras providências. O Presidente da República: Faço LEI 8.620, DE 5 DE JANEIRO DE 1993 Altera as Leis 8.212 e 8.213, de 24 de julho de 1991, e dá outras providências. O Presidente da República: Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a

Leia mais

CONTRATO ADMINISTRATIVO N.º 060/2015 PROCESSO N.º 0609/2015 04/08/2015 ASSINATURA ANUAL DE ATUALIZAÇÃO TRABALHISTA

CONTRATO ADMINISTRATIVO N.º 060/2015 PROCESSO N.º 0609/2015 04/08/2015 ASSINATURA ANUAL DE ATUALIZAÇÃO TRABALHISTA CONTRATO ADMINISTRATIVO N.º 060/2015 PROCESSO N.º 0609/2015 04/08/2015 ASSINATURA ANUAL DE ATUALIZAÇÃO TRABALHISTA I Das Partes CLÁUSULA PRIMEIRA Pelo presente Contrato e na melhor forma de direito, de

Leia mais

REGIMENTO DA COMISSÃO PERMANENTE DE PADRONIZAÇÃO DE MATERIAIS MÉDICO HOSPITALARES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO

REGIMENTO DA COMISSÃO PERMANENTE DE PADRONIZAÇÃO DE MATERIAIS MÉDICO HOSPITALARES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO COMISSÃO PERMANENTE DE PADRONIZAÇÃO DE MATERIAIS MÉDICO-HOSPITALARES REGIMENTO DA COMISSÃO PERMANENTE DE PADRONIZAÇÃO DE MATERIAIS MÉDICO

Leia mais

LEI Nº 2.581/2009. O Prefeito Municipal de Caeté, Minas Gerais, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte Lei:

LEI Nº 2.581/2009. O Prefeito Municipal de Caeté, Minas Gerais, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte Lei: LEI Nº 2.581/2009 DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA DO MUNICÍPIO DE CAETÉ. O Prefeito Municipal de Caeté, Minas Gerais, faz saber que a Câmara Municipal

Leia mais

PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR

PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR 1 Projeto Básico da Contratação de Serviços: 1.1 O presente Projeto Básico consiste na contratação de empresa(s) para prestação de serviços de vigia, vigilante, limpeza e recepção/orientação

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 227, DE 2010.

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 227, DE 2010. MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS RESOLUÇÃO CNSP N o 227, DE 2010. Dispõe sobre o capital mínimo requerido para autorização e funcionamento e sobre planos corretivo e de recuperação

Leia mais

Constituição da Republica Federativa do Brasil de 1988

Constituição da Republica Federativa do Brasil de 1988 Constituição da Republica Federativa do Brasil de 1988 Seção II Da Saúde Art. 200. Ao Sistema Único de Saúde compete, além de outras atribuições, nos termos da Lei: II. Executar as ações de Vigilância

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Contratação de empresa especializada para serviços de desmontagem, remoção e montagem

TERMO DE REFERÊNCIA. Contratação de empresa especializada para serviços de desmontagem, remoção e montagem Contratação de empresa especializada para serviços de desmontagem, remoção e montagem de 01 (um) Arquivo Deslizante, com acionamento mecânico, destinados ao armazenamento de documentos e acervos do SEBRAE

Leia mais

RESOLUÇÃO - CEPEC Nº 846

RESOLUÇÃO - CEPEC Nº 846 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS RESOLUÇÃO - CEPEC Nº 846 Altera a denominação do Curso de Especialização em Redes de Computadores, criado pela Resolução CEPEC nº 422, e aprova o novo

Leia mais