Cerimónia Oficial da XIII - Edição do Festival Músicas do Mundo 22 de Julho Caros Sineenses Visitantes e participantes do F.M.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cerimónia Oficial da XIII - Edição do Festival Músicas do Mundo 22 de Julho 2011. Caros Sineenses Visitantes e participantes do F.M."

Transcrição

1 Câmara Municipal Presidência Cerimónia Oficial da XIII - Edição do Festival Músicas do Mundo 22 de Julho Caros Sineenses Visitantes e participantes do F.M.M de Sines Bem vindos à nossa grande festa de Música em Sines, no nosso castelo, este espaço mítico e maravilhoso. Berço de Vasco da Gama e centro das memórias da nossa cidade. Iniciamos aqui a 13ª Edição do F.M.M nascido exactamente neste local, há treze anos, e que é hoje considerado a maior e melhor realização deste género de festivais do nosso País; o que é para nós um motivo de regozijo e orgulho, pois o reconhecimento expresso da grandeza e qualidade deste Festival atesta a nossa capacidade para grandes empreendimentos e promove o nosso Município e a imagem da nossa cidade. Espero que o Festival de 2011 seja um novo êxito e que vocês, todos; participantes e povo de Sines contribuam para o seu engrandecimento com o vosso comportamento exemplar de convivência fraterna e respeito pelos bens públicos e privados da cidade.

2 Pag 2 de 8 O Festival de 2011 realiza-se no contexto de grave crise económica e social que atinge o povo português, os trabalhadores, as pequenas e médias empresas e as autarquias, incluindo a Câmara Municipal de Sines. Faz sentido interrogarem-se e perguntarem se, com esta crise, se deve realizar este Festival. Vou responder com a máxima clareza e convicção. Faz sentido realizar este Festival nas condições actuais e no futuro. Porquê? 1º Porque entendo que este Festival é um investimento importante para a cidade de Sines e para o nosso Município. Um investimento nas vertentes da promoção do turismo; da projecção da imagem da cidade e na oferta de realizações culturais e artísticas únicas e, por isso, de grande utilidade para os seus participantes. É por isso um serviço público de grande qualidade prestado a milhares de pessoas em momentos importantes das suas vidas. 2º Porque, fizemos um trabalho extraordinário na preparação e promoção deste Festival de modo a que este não represente uma sobrecarga às finanças da Câmara e aos dinheiros públicos.

3 Pag 3 de 8 Com o trabalho realizado pelo Presidente da Câmara Municipal de Sines, por uma equipa muito competente, conseguimos apoios significativos de várias empresas e entidades e conseguimos também a aprovação de uma candidatura ao Quadro Comunitário, que nos garante a realização deste Festival e das próximas edições, sem custos significativos para a Câmara. Isto significa a auto sustentabilidade financeira deste Festival. 3º A realização deste Festival representa um contributo significativo para a dinamização da economia local da cidade e do Concelho. 4º Evitamos, assim, o erro de interromper um projecto já consolidado e que colocou e continuará a colocar Sines num lugar cimeiro de acontecimentos musicais de projecção Nacional e Internacional, que atrairão a Sines e à região do Alentejo Litoral, cada vez mais pessoas de todas as idades e condições sociais para fruírem e partilharem, em conjunto, acontecimentos nobres e tocantes da vida humana das quais destaco: a grande música e o contacto com expressões artísticas à escala Mundial; assim como as belezas naturais e patrimoniais desta região. Esta é a minha visão que vos transmito com sincera e profunda convicção como cidadão e como responsável por este Festival e pela gestão deste concelho.

4 Pag 4 de 8 Meus caros participantes do 13º F.M.M., é também meu dever prestar -vos outras explicações: A 13ª Edição do F.M.M realiza-se pela primeira vez em dois fins-de-semana consecutivos. Espero que esta experiência tenha êxito para continuar. Razões: 1º - A expansão do festival por dois fins-de-semana e com uma variedade de ofertas de iniciativas complementares enriquece este acontecimento e contribuirá para uma distribuição dos participantes nos espaços de modo a não haver incómodos e constrangimentos. 2º - É possível marcar férias para esta zona e assim criar mais atractibilidade e fidelidade a estas paisagens únicas no nosso País. Como, hão - de reparar as ruas do cento histórico estão em obras e o espaço da Avenida da Praia tem também condicionantes. Isto deve-se a execução e preparação das obras do nosso grande projecto da requalificação do Centro Histórico e da criação de uma nova Avenida, na Baia, com características de uma Alameda, que será a grande sala de visitas da cidade dotada de excelentes condições para festas; feiras, realizações culturais, turísticas e de lazer.

5 Pag 5 de 8 Este belo espaço da nova Avenida vai ficar ligado ao Centro Histórico por um elevador, como um elemento de fundamental importância, para garantir o acesso a todos às pessoas, em particular os idosos e pessoas com problemas de mobilidade. Creio que compreendem que estas obras são de extraordinária importância para a valorização dos espaços urbanos e para a qualificação da cidade. Por isso, espero a compreensão de todos para os eventuais incómodos do presente, com a perspectiva de que em 2010 e 2013, todos irão usufruir de novos espaços qualificados e atractivos. A par dos Festivais a cidade cresce, com novas escolas; novos equipamentos para o desporto e a cultura. A nossa Escola de Música com apenas 02 anos de actividade demonstra dinamismo, com mais de 200 alunos e 34 Professores com habilitação própria e a formação de uma nova orquestra juvenil e da região ao Alentejo Litoral. A nova auto - estrada que ligará Sines à auto-estrada do sul estará pronta no próximo ano. Porto Covo cresce; com novas, acessibilidades e novos equipamentos para a Educação, os desportos, o turismo.

6 Pag 6 de 8 As nossas praias são magníficas, o nosso território é de excelência. E tudo isto garantirá um futuro de progresso para Sines e para a Região do Alentejo Litoral. Espero que vivam este Festival com muita alegria e um espírito fraterno com partilha de emoções; que convivam com o território, com a cidade e os seus habitantes; que contribuam para a boa preservação dos espaços públicos. Nós oferecemos-vos um bom festival e garantiremos a sua continuação no futuro, com, ou sem crises. Quero reafirmar a nossa preocupação e empenho pela diversidade e qualidade deste Festival, assumido pela Câmara como um serviço público em benefício da cidade e em prol da cultura e do universalismo, que é uma característica desta cidade cosmopolita, humanista, acolhedora e solidária. Quero terminar com os meus sinceros agradecimentos a todos os que contribuem para a realização deste Festival, às empresas, nomeadamente à EDP, REPSOL, COPISA; à APS; à AICEP Global Parques, ao Turismo do Alentejo e do Pólo Alentejo Litoral.

7 Pag 7 de 8 É meu dever destacar a Petrogal (Refinaria de Sines), pelos montantes atribuídos, o que representa uma atitude exemplar na relação Empresa Câmara Municipal. Uma referência e um reconhecimento ao INAlentejo pela aprovação das nossas candidaturas ao F.M.M e à Escola da Música com montantes muito significativos no âmbito do Quadro Comunitário. À Comunicação Social, com destaque para a RDP; À imprensa escrita; À GNR; as Bombeiros Voluntários de Sines pelo seu trabalho e atitude de parceria com a Câmara Municipal de Sines. E por último à grande equipa técnica da nossa Câmara e a todos os trabalhadores em geral, pelo vosso empenho sem o qual este Festival não seria o que é. Aos Sineenses pela atitude do bom acolhimento dos visitantes e pelo apreço que têm por esta grande festa da cidade. É a convergência das vontades e do apreço de todos que tornam este acontecimento único e de tamanha relevância para a promoção e dinamização da nossa cidade.

8 Pag 8 de 8 A todos os meus sinceros agradecimentos e reconhecimento pelas vossas contribuições. Viva Sines e o grande Festival Sines, 22 de Julho de O Presidente da Câmara Municipal de Sines Manuel Coelho Carvalho

2. Mas este acto representa também o início de uma nova etapa, em Sines com

2. Mas este acto representa também o início de uma nova etapa, em Sines com Câmara Municipal Presidência Exmº Senhor Primeiro-ministro de Portugal Eng.º José Sócrates Sr. Ministro da Economia e da Inovação Dr. Manuel Pinho Em nome da Câmara Municipal de Sines, o meu manifesto

Leia mais

"Relação Umbilical entre o Turismo e a Cultura: Oportunidades e Desafios"

Relação Umbilical entre o Turismo e a Cultura: Oportunidades e Desafios "Relação Umbilical entre o Turismo e a Cultura: Oportunidades e Desafios" Oferecer o que temos, somos e fazemos como produto turístico Vasco Estrela Presidente da Câmara Municipal de Mação Cultura e Turismo

Leia mais

Comunidade Portuária de Sines (CPSS)

Comunidade Portuária de Sines (CPSS) Câmara Municipal Gabinete da Presidência Conferência Impacto do novo Canal do Panamá nos Portos Nacionais APS 14 de Novembro de 2011 Exmºs. Senhores: Comunidade Portuária de Sines (CPSS) Em primeiro lugar

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 Preparado para mais um Serralves em Festa? É já nos dias 2 e 3 de Junho que se realiza mais uma edição do Serralves

Leia mais

ÍNDICE: Novembro de 2009

ÍNDICE: Novembro de 2009 ÍNDICE: 1. Início Ano Lectivo 2. Portugal Tecnológico 3. Gripe A Plano Contingência 4. Espaço de Leitura 5. Sonangol 6. Novos Órgãos Sociais da ETLA 7. Medalha de Mérito Concelho de Santiago do Cacém 8.

Leia mais

Artigo de opinião GADEC, Câmara Municipal de Montemor-o-Novo

Artigo de opinião GADEC, Câmara Municipal de Montemor-o-Novo Artigo de opinião GADEC, Câmara Municipal de Montemor-o-Novo Carta Estratégica de Montemor-o-Novo 2007>2017 Com uma União Europeia, de orientação neo-liberal, integrada por 25 países, com a entrada em

Leia mais

Projecto de Voluntariado do Concelho de Lagoa. Banco de Voluntariado LagoaSocial

Projecto de Voluntariado do Concelho de Lagoa. Banco de Voluntariado LagoaSocial Projecto de Voluntariado do Concelho de Lagoa Banco de Voluntariado LagoaSocial Projecto de Voluntariado Social de Lagoa O Banco de Voluntariado LagoaSocial será enquadrado num conjunto de medidas e acções

Leia mais

UM PROGRAMA PARA A MUDANÇA

UM PROGRAMA PARA A MUDANÇA UM PROGRAMA PARA A MUDANÇA pelo valor da nossa terra Preâmbulo O Concelho de Seia enfrenta hoje desafios absolutamente determinantes e estratégicos. Num tempo de aceleradas mudanças e de forte competitividade,

Leia mais

Seminário GISA. Uma saudação às equipas que trabalham para estudar, apresentar resultados e discuti-los com os presentes.

Seminário GISA. Uma saudação às equipas que trabalham para estudar, apresentar resultados e discuti-los com os presentes. Câmara Municipal Gabinete da Presidência Seminário GISA Exmºs Senhores: Quero cumprimentar todos os participantes e saudar a vossa presença nesta sala pelo interesse que manifestam pelas questões do ambiente,

Leia mais

> Proposta de regulamento municipal sobre acampamentos ocasionais em discussão pública Encontra-se em discussão pública, até 8 de julho, o projeto de Regulamento Municipal para o Licenciamento da Atividade

Leia mais

Comunicação: Turismo de Natureza e o Município de Aljezur

Comunicação: Turismo de Natureza e o Município de Aljezur Comunicação: Turismo de Natureza e o Município de Aljezur Exmos. Membros da mesa, Exmo. Sr. Professor Adão Flores, Exmo. Sr. Eng. João Ministro, Srenhores empresários, Minhas senhoras, Meus Senhores, Se

Leia mais

PROGRAMA VOCAÇÃO 2012

PROGRAMA VOCAÇÃO 2012 PROGRAMA VOCAÇÃO 2012 Preâmbulo A ocupação dos tempos livres dos jovens em tempo de aulas, através de actividades que contribuam significativamente para o enriquecimento da sua formação pessoal, funcionando

Leia mais

Excelência, Sr Presidente da República, Senhoras e Senhores Ministros,

Excelência, Sr Presidente da República, Senhoras e Senhores Ministros, Discurso de sua excelência, o Primeiro Ministro, José Maria Neves, por ocasião da tomada de posse do novo Governo no âmbito da remodelação governamental anunciada no dia 24 de Fevereiro de 2010 Excelência,

Leia mais

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP ****

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** Gostaria de começar por agradecer o amável convite da CIP para participarmos nesta conferência sobre um tema determinante para o

Leia mais

Agenda 21 Local de Arganil 3ª Sessão do Fórum Participativo

Agenda 21 Local de Arganil 3ª Sessão do Fórum Participativo Agenda 21 Local de Arganil 3ª Sessão do Fórum Participativo 22 de Fevereiro 2010 Índice Índice PARTE I SÍNTESE DO 2º FÓRUM PARTICIPATIVO (10 minutos) PARTE II SÍNTESE DA ESTRATÉGIA DE SUSTENTABILIDADE

Leia mais

Permitam-me algum informalismo e que leve à risca o Protocolo.

Permitam-me algum informalismo e que leve à risca o Protocolo. 1 - Gostaria de pedir um minuto de silêncio em memória de todos os Bombeiros já falecidos e particularmente de Franquelim Gonçalves, que faleceu no desempenho das suas funções; 25 de maio Inauguração do

Leia mais

Enquadramento Turismo Rural

Enquadramento Turismo Rural Enquadramento Turismo Rural Portugal é um País onde os meios rurais apresentam elevada atratividade quer pelas paisagens agrícolas, quer pela biodiversidade quer pelo património histórico construído o

Leia mais

III.2. Do Plano de Acção à Subvenção Global: A contratualização com Associação de Municípios no âmbito do INAlentejo

III.2. Do Plano de Acção à Subvenção Global: A contratualização com Associação de Municípios no âmbito do INAlentejo III.2. Do Plano de Acção à Subvenção Global: A contratualização com Associação de Municípios no âmbito do INAlentejo A contratualização com associações de municípios no âmbito dos Programas Operacionais,

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 17 AGOSTO DE 2011

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 17 AGOSTO DE 2011 REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 17 AGOSTO DE 2011 A Câmara deliberou, por unanimidade, justificar a falta do Senhor Presidente e do Vereador Senhor Eng.º Sérgio Manuel

Leia mais

Projetos de Voluntariado no Concelho de Odemira

Projetos de Voluntariado no Concelho de Odemira Projetos de Voluntariado no Concelho de Odemira Inscreva-se! Uma mão, um amigo Casa do Povo de Relíquias Através da realização de atividades lúdicas, visitas domiciliárias, apoio na alimentação e acompanhamento

Leia mais

Município de Sines aprova Grandes Opções do Plano e Orçamento

Município de Sines aprova Grandes Opções do Plano e Orçamento SIDI NOTA À IMPRENSA Município de Sines aprova Grandes Opções do Plano e Orçamento Os documentos da governação municipal indicam como prioridades da atividade da autarquia em 2013 a conclusão da requalificação

Leia mais

Índice... 1. I. Introdução... 2. II. Orientações Gerais... 2

Índice... 1. I. Introdução... 2. II. Orientações Gerais... 2 Índice Índice... 1 I. Introdução... 2 II. Orientações Gerais... 2 1. Solidariedade e Ação Social... 3 2. Desenvolvimento Económico... 4 3. Qualidade de Vida... 5 4. Modernização Administrativa e Gestão

Leia mais

FREGUESIA DE VILARINHO SANTO TIRSO MANDATO 2014/2017. Grandes opções do plano de atividades e investimentos ANO 2014

FREGUESIA DE VILARINHO SANTO TIRSO MANDATO 2014/2017. Grandes opções do plano de atividades e investimentos ANO 2014 1 FREGUESIA DE VILARINHO SANTO TIRSO MANDATO 2014/2017 Grandes opções do plano de atividades e investimentos ANO 2014 2 ÍNDICE - INTRODUÇÃO 3 - AÇÃO SOCIAL E EMPREGO 3,4 - EDUCAÇÃO SAÚDE 4 CULTURA, DESPORTO

Leia mais

Inauguração a 21 de Junho de 2011

Inauguração a 21 de Junho de 2011 Inauguração a 21 de Junho de 2011 VISA A PRESTAÇÃO DE APOIO PSICOLÓGICO E SOCIAL A QUEM SE DESTINA. A PESSOAS, FAMÍLIAS E GRUPOS MAIS VULNERÁVEIS, EM SITUAÇÃO DE MAIOR RISCO OU DEPENDÊNCIA FÍSICA E FUNCIONAL.

Leia mais

Nota Introdutória Erro! Marcador não definido.

Nota Introdutória Erro! Marcador não definido. GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2015 ÍNDICE Nota Introdutória Erro! Marcador não definido. Ações Educação e Formação 2 Ação Social 3 Gestão Participada e Finanças 4 Saúde 5 Desporto 5 Juventude 6 Cultura 6 Turismo

Leia mais

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO CRITÉRIOS DE INSERÇÃO DE PROJECTOS NO PÓLO DE COMPETITIVIDADE E TECNOLOGIA TURISMO 2015 TIPOLOGIAS DE INVESTIMENTO ELEGÍVEIS 1. No âmbito dos

Leia mais

Participação do Curso Profissional de Técnico de Turismo na Feira do Livro de Amares 16 a 20 de março de 2015 Na semana de 16 a 20 de março de 2015

Participação do Curso Profissional de Técnico de Turismo na Feira do Livro de Amares 16 a 20 de março de 2015 Na semana de 16 a 20 de março de 2015 Participação do Curso Profissional de Técnico de Turismo na Feira do Livro de Amares 16 a 20 de março de 2015 Na semana de 16 a 20 de março de 2015 realizou-se a Feira do Livro e Mostra Pedagógica do Agrupamento

Leia mais

NORMAS DE FUNCIONAMENTO PROGRAMA VIVER SOLIDÁRIO. Programa Viver Solidário/ Normas Página 1

NORMAS DE FUNCIONAMENTO PROGRAMA VIVER SOLIDÁRIO. Programa Viver Solidário/ Normas Página 1 NORMAS DE FUNCIONAMENTO PROGRAMA VIVER SOLIDÁRIO Programa Viver Solidário/ Normas Página 1 PROGRAMA VIVER SOLIDÁRIO NORMAS DE FUNCIONAMENTO 1.INTRODUÇÃO A prática de actividades de animação regular e sistemática,

Leia mais

Análise SWOT. Área: Território. Rede Social. - Novo Acesso Rodoviário - Qualidade do Ambiente - Recursos Naturais

Análise SWOT. Área: Território. Rede Social. - Novo Acesso Rodoviário - Qualidade do Ambiente - Recursos Naturais Área: Território - Novo Acesso Rodoviário - Qualidade do Ambiente - Recursos Naturais - Dinamização da Exploração dos Recursos Naturais para Actividades Culturais e Turísticas - Localização Geográfica

Leia mais

P L A N O D E A T I V I D A D E S E O R Ç A M E N T O

P L A N O D E A T I V I D A D E S E O R Ç A M E N T O P L A N O D E A T I V I D A D E S E O R Ç A M E N T O p 2 0 1 5 Freguesia de Mire de Tibães Município de Braga Plano de Trabalho relativo ao mandato 2014-2017 OPÇÕES DO PLANO RESPEITANTE AO ANO DE 2015

Leia mais

1. Como pensam integrar, no âmbito dos poderes e competências da autarquia, as questões da educação intercultural e do combate ao racismo?

1. Como pensam integrar, no âmbito dos poderes e competências da autarquia, as questões da educação intercultural e do combate ao racismo? Gostaríamos de iniciar a resposta a este questionário com uma nota prévia relativamente às questões que nos foram colocadas: as questões da discriminação e do racismo constituem, desde o surgimento desta

Leia mais

«Sê voluntário! Isso faz a diferença»: Comissão Europeia lança o Ano Europeu do Voluntariado em 2011

«Sê voluntário! Isso faz a diferença»: Comissão Europeia lança o Ano Europeu do Voluntariado em 2011 «Sê voluntário! Isso faz a diferença»: Comissão Europeia lança o Ano Europeu do Voluntariado em 2011 «Para que as nossas esperanças de construir um mundo melhor e mais seguros não se limitem às boas intenções,

Leia mais

CONCURSO ESCOLAR ALTO MINHO 2020

CONCURSO ESCOLAR ALTO MINHO 2020 CONCURSO ESCOLAR ALTO MINHO 2020 Preâmbulo A Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho), atenta ao cenário de mudança e de evolução acelerada em que se encontra a região e o País, assumiu

Leia mais

Aos dezanove dias do mês de Abril de dois mil e dez, pelas dezoito horas, na Sala de Reuniões dos Paços

Aos dezanove dias do mês de Abril de dois mil e dez, pelas dezoito horas, na Sala de Reuniões dos Paços ACTA N.º 08/10 ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DA PÓVOA DE VARZIM DE 19 DE ABRIL DE 2010 Aos dezanove dias do mês de Abril de dois mil e dez, pelas dezoito horas, na Sala de Reuniões dos

Leia mais

UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE

UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS (Aberto a todos os Cidadãos) 1. O QUE É: O concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade é uma iniciativa da Câmara Municipal de

Leia mais

OPÇÕES DO PLANO 2015:2018 datas 2015 2016 2017 2018. conclusão. Respons. início 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196.

OPÇÕES DO PLANO 2015:2018 datas 2015 2016 2017 2018. conclusão. Respons. início 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196. 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196.916,00 1 ENSINO PRÉ-ESCOLAR E DO 1º CICLO 116.500,00 93.625,00 100.574,00 103.487,00 1 Apoios e subsídios CM 13 18 5 05-06-02-03-99 1.000,00 1.030,00 2.122,00

Leia mais

INTERVENÇÕES DE REGENERAÇÃO URBANA EM PORTUGAL

INTERVENÇÕES DE REGENERAÇÃO URBANA EM PORTUGAL INTERVENÇÕES DE REGENERAÇÃO URBANA EM PORTUGAL JESSICA KICK-OFF MEETING FÁTIMA FERREIRA mrferreira@ihru.pt POLÍTICA DE CIDADES NO ÂMBITO DO QREN - PORTUGAL PO Regional Programas integrados de regeneração

Leia mais

Execução Anual das Grandes Opções do Plano

Execução Anual das Grandes Opções do Plano das Grandes Opções do Plano 01 EDUCAÇÃO 01 01 EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR E ENSINO BÁSICO 01 01 /1 Infraestruturas de Ano Anos seguintes Anos Anteriores Ano 01 01 /1 1 Centro Escolar de Caria 0102 07010305 E

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS 1 de 6 - mobilidade humana e OBJECTIVO: Identifica sistemas de administração territorial e respectivos funcionamentos integrados. O Turismo Guião de Exploração Indicadores sobre o turismo em Portugal 27

Leia mais

O PATRIMÓNIO NATURAL E O DO ALGARVE. Conversas sobre a Ria Formosa 3 de Março de 2011

O PATRIMÓNIO NATURAL E O DO ALGARVE. Conversas sobre a Ria Formosa 3 de Março de 2011 O PATRIMÓNIO NATURAL E O DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO DO ALGARVE Conversas sobre a Ria Formosa 3 de Março de 2011 1. PENT - estratégia para o desenvolvimento do Turismo em Portugal RCM 53/2007, de 04 de Abril

Leia mais

MAR Alentejano. Um Oceano de Oportunidades. Roberto Grilo Vice-Presidente da CCDR Alentejo. Porto, 30 de maio de 2014

MAR Alentejano. Um Oceano de Oportunidades. Roberto Grilo Vice-Presidente da CCDR Alentejo. Porto, 30 de maio de 2014 MAR Alentejano Um Oceano de Oportunidades Roberto Grilo Vice-Presidente da CCDR Alentejo Porto, 30 de maio de 2014 1 MAR Alentejano, um Oceano de Oportunidades Roteiro: - Crescimento Inteligente/Crescimento

Leia mais

Ficha de Inscrição e identificação do Voluntário PND

Ficha de Inscrição e identificação do Voluntário PND Ficha de Inscrição e identificação do Voluntário PND Dados de Identificação: Nome Completo: Data de nascimento: / / Local: Sexo: F M Estado Civil: Numero de BI ou Cartão de Cidadão Segurança Social: Numero

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Universidade de Évora, 10 de março de 2015 Identidade, Competitividade, Responsabilidade Lezíria do Tejo Alto Alentejo Alentejo Central Alentejo Litoral

Leia mais

EDITAL Nº 68/2008 HASTA PÚBLICA PARA A ATRIBUIÇÃO DE ESPAÇOS DE EXCLUSIVIDADE DE BARES DE APOIO AO FESTIVAL MÚSI- CAS DO MUNDO

EDITAL Nº 68/2008 HASTA PÚBLICA PARA A ATRIBUIÇÃO DE ESPAÇOS DE EXCLUSIVIDADE DE BARES DE APOIO AO FESTIVAL MÚSI- CAS DO MUNDO MUNICíPIO DE SINES Câmara Municipal Gabinete da Presidência EDITAL Nº 68/2008 HASTA PÚBLICA PARA A ATRIBUIÇÃO DE ESPAÇOS DE EXCLUSIVIDADE DE BARES DE APOIO AO FESTIVAL MÚSI- CAS DO MUNDO Manuel Coelho

Leia mais

CONCURSO NACIONAL DE VOZES & FESTIVAL REVELAÇÃO DE VOZES DA DIÁSPORA. Concurso. Nacional de Vozes & Revelação de Vozes da Diáspora - Projecto

CONCURSO NACIONAL DE VOZES & FESTIVAL REVELAÇÃO DE VOZES DA DIÁSPORA. Concurso. Nacional de Vozes & Revelação de Vozes da Diáspora - Projecto Nacional de Vozes & Revelação de Vozes da Diáspora - Projecto Concurso 2015 CONCURSO NACIONAL DE VOZES & FESTIVAL REVELAÇÃO DE VOZES DA DIÁSPORA PROJECTO APRESENTADO PARA EFEITO DE APRECIAÇÃO E RESPECTIVO

Leia mais

Politicas Municipais de Apoio à Criança

Politicas Municipais de Apoio à Criança Politicas Municipais de Apoio à Criança MUNICIPIO DA MOITA DASC / Divisão de Assuntos Sociais Projectos Dirigidos à Comunidade em Geral Bibliotecas - Biblioteca Fora d Horas - Pé Direito Juventude - Férias

Leia mais

Estratégia de Eficiência Colectiva PROVERE. Criação de uma Região de Excelência para o Ecoturismo no Interior do Algarve e Costa Vicentina

Estratégia de Eficiência Colectiva PROVERE. Criação de uma Região de Excelência para o Ecoturismo no Interior do Algarve e Costa Vicentina Estratégia de Eficiência Colectiva PROVERE Criação de uma Região de Excelência para o Ecoturismo no Interior do Algarve e Costa Vicentina Acerca do... Turismo de Natureza Ecoturismo, Turismo Ambiental,

Leia mais

1. Funções gerais 377.419,00 377.419,00 377.419,00. 1.1. Serviços gerais de 230.507,00 230.507,00 230.507,00 administração pública

1. Funções gerais 377.419,00 377.419,00 377.419,00. 1.1. Serviços gerais de 230.507,00 230.507,00 230.507,00 administração pública PÁGINA : 1 1. Funções gerais 377.419,00 377.419,00 377.419,00 1.1. Serviços gerais de 230.507,00 230.507,00 230.507,00 administração pública 1.1.1. Administracao geral 230.507,00 230.507,00 230.507,00

Leia mais

Plano Municipal de Promoção das Acessibilidades (PMPA)

Plano Municipal de Promoção das Acessibilidades (PMPA) Plano Municipal de Promoção das Acessibilidades (PMPA) Definições O Plano Municipal de Promoção das Acessibilidades irá conter um programa das intenções necessárias para assegurar a acessibilidade física

Leia mais

Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo. Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes

Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo. Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes 2 Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo Índice 1 Plano Estratégico Nacional do Turismo (PENT) 2 Crédito

Leia mais

Local, Regional, Nacional. Faro Local Falta de iniciativa por parte da população Jovem.

Local, Regional, Nacional. Faro Local Falta de iniciativa por parte da população Jovem. Timestamp Tipo de Organização/ Entidade área de intervenção concelho abrangência 12-04-2012 16:46 Projeto Escolhas inclusão social 8. Emprego /Inovação / Empreendedorismo OBSTÁCULOS/ DESAFIOS Falta de

Leia mais

4 dias de música, animação e surf

4 dias de música, animação e surf 2015 4 dias de música, animação e surf HH Contacto: António Miguel Guimarães antoniomiguelguimaraes@amgmusic.info telefone: 21 015 74 04 Cerca de 75.000 pessoas estiveram no Sol da Caparica! Foi um grande

Leia mais

Teatro com Teias e Histórias

Teatro com Teias e Histórias Teatro com Teias e Histórias 3 em Pipa Associação de Criação Teatral e Animação Cultural Organização de um grupo de voluntários que, integrados num projecto comunitário de vertente artística, actuam junto

Leia mais

INQUÉRITO À POPULAÇÃO DE BRAGANÇA

INQUÉRITO À POPULAÇÃO DE BRAGANÇA FACULDADE DE LETRAS UNIVERSIDADE DE LISBOA Mestrado em Geografia, Esp. em Urbanização e Ordenamento do Território O planeamento urbano e o ordenamento territorial estratégico: O papel das politicas de

Leia mais

Relatório de Actividades da Câmara Municipal de Sines De 22 de Setembro de 2007 a 28 de Dezembro de 2007

Relatório de Actividades da Câmara Municipal de Sines De 22 de Setembro de 2007 a 28 de Dezembro de 2007 Câmara Municipal Relatório de Actividades da Câmara Municipal de Sines De 22 de Setembro de 2007 a 28 de Dezembro de 2007 1. Funções Gerais Foi aprovado em reunião de Câmara de 04 de Outubro, a atribuição

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE CANAVIAIS Concelho de Évora GRANDES OPÇÕES DO PLANO

JUNTA DE FREGUESIA DE CANAVIAIS Concelho de Évora GRANDES OPÇÕES DO PLANO GRANDES OPÇÕES DO PLANO Na continuidade das opções que temos vindo a desenvolver ao longo do nosso mandato, que reflectem nas suas linhas gerais de orientação, uma constante preocupação em proporcionar

Leia mais

INTRODUÇÃO O QUE É O PLANO «SALATIA»?

INTRODUÇÃO O QUE É O PLANO «SALATIA»? INTRODUÇÃO O QUE É O PLANO «SALATIA»? No actual cenário económico-financeiro do Mundo e do País, é obrigação de todas as entidades públicas, à sua escala, promoverem medidas de apoio às empresas e às famílias

Leia mais

I CONCURSO DE FOTOGRAFIA SOBRE AGRICULTURA SUSTENTAVEL REGULAMENTO

I CONCURSO DE FOTOGRAFIA SOBRE AGRICULTURA SUSTENTAVEL REGULAMENTO E/27562/2012 I CONCURSO DE FOTOGRAFIA SOBRE AGRICULTURA SUSTENTAVEL 2012 REGULAMENTO ENQUADRAMENTO O I Concurso de Fotografia sobre Agricultura Sustentável é uma iniciativa da Câmara Municipal de Loures,

Leia mais

RESUMO DAS OBRAS VISITADAS:

RESUMO DAS OBRAS VISITADAS: RESUMO DAS OBRAS VISITADAS: Bairro da Laje, freguesia de Porto Salvo: - Parque Urbano Fase IV Os Arranjos Exteriores do Parque Urbano Fase IV do bairro da Laje, inserem-se num vasto plano de reconversão

Leia mais

Bem vindos a este novo passo do projeto CIP - FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA.

Bem vindos a este novo passo do projeto CIP - FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA. CIP FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA UM NOVO PASSO Seminário 16 de abril de 2012 Intervenção do Presidente da CIP Bem vindos a este novo passo do projeto CIP - FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA.

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE FERIAS DESPORTIVAS E CULTURAIS

PROJETO PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE FERIAS DESPORTIVAS E CULTURAIS 1. APRESENTAÇÃO PRINCÍPIOS E VALORES Acreditamos pela força dos factos que o desenvolvimento desportivo de um Concelho ou de uma Freguesia, entendido na sua vertente quantitativa e qualitativa, exige uma

Leia mais

Pequenas e médias empresas:

Pequenas e médias empresas: Pequenas e médias empresas: Promovendo ligações empresariais efectivas entre as grandes e as pequenas e médias empresas para o desenvolvimento de Moçambique Comunicação de Sua Excelência Armando Emílio

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Identidade, Competitividade, Responsabilidade Acordo de Parceria Consagra a política de desenvolvimento económico, social, ambiental e territorial Define

Leia mais

PROVERE - ZONA DOS MÁRMORES CARACTERIZAÇÃO

PROVERE - ZONA DOS MÁRMORES CARACTERIZAÇÃO PROVERE - ZONA DOS MÁRMORES CARACTERIZAÇÃO A Estratégia de Eficiência Colectiva (EEC) PROVERE Zona dos Mármores assume como foco temático o aproveitamento do recurso endógeno mármore, com uma abrangência

Leia mais

Plano Gerontológico de Monchique Apresentação Pública 15 de Outubro de 2011

Plano Gerontológico de Monchique Apresentação Pública 15 de Outubro de 2011 Apresentação Pública 15 de Outubro de 2011 Trajectórias de envelhecimento Após os 65 anos de idade a estimulação cognitiva diminui significativamente. A diminuição da estimulação desencadeia/agrava o declínio

Leia mais

Para todas as idades!

Para todas as idades! POUSADAS DE JUVENTUDE Para todas as idades! Numa lógica de descentralização e de promoção da mobilidade juvenil, o Governo Regional da Madeira tem feito uma aposta crescente na criação e modernização de

Leia mais

(Só faz fé a versão proferida)

(Só faz fé a versão proferida) Exmo. Senhor Presidente do Centro Desportivo e Cultural de Londres, Exmo. Senhor Embaixador, Exmo. Senhor Cônsul Geral, Exmo. Senhor Adido Social, Exmo. Senhor Conselheiro das Comunidades Madeirenses,

Leia mais

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO (RETIFICADA)

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO (RETIFICADA) SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO CRITÉRIOS DE INSERÇÃO DE PROJETOS NO PÓLO DE COMPETITIVIDADE E TECNOLOGIA TURISMO 2015 TIPOLOGIAS DE INVESTIMENTO ELEGÍVEIS (RETIFICADA) 1.

Leia mais

Regulamento da Universidade Sénior de Almada ( USALMA )

Regulamento da Universidade Sénior de Almada ( USALMA ) Regulamento da Universidade Sénior de Almada ( USALMA ) Preâmbulo O regulamento da Universidade Sénior de Almada (USALMA) foi aprovado pela Associação de Professores do Concelho de Almada (APCA) em reunião

Leia mais

actua Câmara Municipal de Sines

actua Câmara Municipal de Sines actua Câmara Municipal de Sines Directora Vereadora Marisa Santos Concepção e realização Câmara Municipal de Sines Serviço de informação, divulgação e imagem (SIDI) Largo Ramos Costa 7520-159 Sines Tel.

Leia mais

Mapa de Pessoal do Município de Guimarães - 2015

Mapa de Pessoal do Município de Guimarães - 2015 Mapa de Pessoal do Município de Guimarães - 15 Justificação da necessidade/atividade a desenvolver em 15 Efetivos 1 16 1 7 6 Proc.Con.Dec Técnico Superior: Instalação do serviço de gestão de informação

Leia mais

Banco Local de Voluntariado de Gondomar

Banco Local de Voluntariado de Gondomar Regulamento Interno do Banco Local de Voluntariado de Gondomar (Aprovado em reunião de Câmara de 12 de Fevereiro e Assembleia Municipal de 18 de Fevereiro de 2009) Preâmbulo Entende-se por voluntariado

Leia mais

III Encontro Agenda 21 Local (A21L) 20 de novembro 2015

III Encontro Agenda 21 Local (A21L) 20 de novembro 2015 III Encontro Agenda 21 Local (A21L) 20 de novembro 2015 Agenda 21: Faseamento 1 Agenda 21: Princípios orientadores A visão Um território com mais emprego, mais competitivo, mais qualificado, mais equitativo

Leia mais

PROJECTO NAZARÉ XXI. - Marina de recreio e Complexo Turístico de S. Gião

PROJECTO NAZARÉ XXI. - Marina de recreio e Complexo Turístico de S. Gião PROJECTO NAZARÉ XXI - Marina de recreio e Complexo Turístico de S. Gião Nazaré XXI é um projecto turístico de impacto regional, inserido na política de desenvolvimento económico que a Câmara Municipal

Leia mais

5ª Edição do Projeto "Energia com vida"

5ª Edição do Projeto Energia com vida 5ª Edição do Projeto "Energia com vida" Maria Isabel Junceiro Agrupamento de Escolas de Marvão No presente ano letivo 2014-15, quatro turmas do Agrupamento de Escolas do Concelho de Marvão (8º e 9º anos),

Leia mais

Largo Ramos da Costa, 7520 Sines. Responsável pelos sectores de Eletricidade e de Serralharia da Autarquia.

Largo Ramos da Costa, 7520 Sines. Responsável pelos sectores de Eletricidade e de Serralharia da Autarquia. M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Oliveira, José Manuel Santana De Oliveira Morada Praceta Nau Roxo, Lote n.º 5 Sines 7520-268 SINES Telefone 961740416 Fax 269630239 Correio electrónico

Leia mais

Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau)

Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau) Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau) Plano de Acção para a Cooperação Económica e Comercial (2014-2016) 4ª Conferência Ministerial Preâmbulo

Leia mais

VISEU TERCEIRO. Programa de Apoio Direto à Cultura e Criatividade. Normas de Acesso e Apoio. Enquadramento

VISEU TERCEIRO. Programa de Apoio Direto à Cultura e Criatividade. Normas de Acesso e Apoio. Enquadramento VISEU TERCEIRO Programa de Apoio Direto à Cultura e Criatividade 2015 Normas de Acesso e Apoio Enquadramento A atividade de criação e programação exercida por entidades, grupos e pessoas singulares no

Leia mais

Regulamento Municipal de Apoio ao Cooperativismo

Regulamento Municipal de Apoio ao Cooperativismo Regulamento Municipal de Apoio ao Cooperativismo Considerando a necessidade de apoiar a criação e a consolidação de cooperativas residentes no concelho. Considerando a necessidade de incentivar a expansão

Leia mais

Projectar o Algarve no Futuro

Projectar o Algarve no Futuro Projectar o Algarve no Futuro Os Novos Desafios do Algarve Região Digital paulo.bernardo@globalgarve.pt 25 Maio 2007 Auditório Portimão Arena Um mundo em profunda mudança O Mundo enfrenta hoje um processo

Leia mais

região madeira acaporama adrama madeira leste e porto santo madeira norte e oeste projetos leader 122

região madeira acaporama adrama madeira leste e porto santo madeira norte e oeste projetos leader 122 TERRITÓRIO região madeira madeira leste e porto santo acaporama 124 madeira norte e oeste adrama 126 projetos leader 122 minha terra 123 acaporama território madeira leste e porto santo www.acaporama.org

Leia mais

c u r r i c u l u m v i t a e

c u r r i c u l u m v i t a e c u r r i c u l u m v i t a e Informação pessoal Nome Morada Telefone 912079346 Fax Sousa, Cláudia Cristina Assunção Rua Miguel Bombarda, n.º 3, 4ºDto Viseu Correio electrónico floresdelivro@gmail.com

Leia mais

ORÇAMENTO E GRANDES OPÇÕES DO PLANO PARA 2015

ORÇAMENTO E GRANDES OPÇÕES DO PLANO PARA 2015 ANÁLISE DO ORÇAMENTO E GRANDE OPÇÕES DO PLANO Para o ano económico de 2015, o Município perspetiva um orçamento global 26.954.700, o que representa um aumento de 8,6% relativamente ao ano transacto. Este

Leia mais

EDP Solidária Barragens 2010

EDP Solidária Barragens 2010 Menção Honrosa Entidade: LÉRIAS ASSOCIAÇÃO CULTURAL Escola de Música Tradicional a música que nos pertence formar 70 jovens em música tradicional do concelho de Miranda do Douro e divulgar as tradições

Leia mais

Intervenção do Secretário Regional da Presidência Apresentação do projecto Incube = Incubadora de Empresas + Júnior Empresa.

Intervenção do Secretário Regional da Presidência Apresentação do projecto Incube = Incubadora de Empresas + Júnior Empresa. Intervenção do Secretário Regional da Presidência Apresentação do projecto Incube = Incubadora de Empresas + Júnior Empresa. 17 de Março de 2011, Salão Nobre da Reitoria da Universidade dos Açores Magnífico

Leia mais

Novo Aeroporto de Lisboa e privatização da ANA

Novo Aeroporto de Lisboa e privatização da ANA Novo Aeroporto de Lisboa e privatização da ANA O turismo de Portugal não precisa de uma cidade aeroportuária nem de um mega aeroporto; O desenvolvimento do turismo de Portugal, num quadro de coesão territorial

Leia mais

Relatório de Avaliação

Relatório de Avaliação PDS Plano de Acção 2005 Relatório de Avaliação Rede Social CLAS de Vieira do Minho Introdução Este documento pretende constituir-se como um momento de avaliação e análise do trabalho que tem vindo a ser

Leia mais

Os PROVERE em movimento: ponto de situação dos Programas de Acção

Os PROVERE em movimento: ponto de situação dos Programas de Acção Os PROVERE em movimento: ponto de situação dos Programas de Acção Ana Abrunhosa Vogal Executiva da Comissão Directiva do Mais Centro Pilares essenciais da iniciativa PROVERE do QREN: i) os projectos âncora

Leia mais

O Sistema Integrado de Gestão de Qualidade e Ambiente da Câmara Municipal de Esposende

O Sistema Integrado de Gestão de Qualidade e Ambiente da Câmara Municipal de Esposende SEMINÁRIO: QUALIDADE E EXCELÊNCIA NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO ÃO Porto, 3 e 4 de Novembro de 2005 O Sistema Integrado de Gestão de Qualidade e Ambiente da Câmara Municipal de Esposende Carla Dias carla.dias@cm-esposende.pt

Leia mais

SUMÁRIO O TERRITÓRIO, A BICICLETA E A GÉNESE DO PROJECTO MURTOSA CICLÁVEL REDE DE CICLOVIAS E INFRAESTRUTURAS DE APOIO AS PESSOAS E A BICICLETA

SUMÁRIO O TERRITÓRIO, A BICICLETA E A GÉNESE DO PROJECTO MURTOSA CICLÁVEL REDE DE CICLOVIAS E INFRAESTRUTURAS DE APOIO AS PESSOAS E A BICICLETA A BICICLETA NA MOBILIDADE URBANA E NA FRUIÇÃO DA NATUREZA MURTOSA, 23 DE SETEMBRO DE 2011 SUMÁRIO O TERRITÓRIO, A BICICLETA E A GÉNESE DO PROJECTO MURTOSA CICLÁVEL REDE DE CICLOVIAS E INFRAESTRUTURAS DE

Leia mais

Educação formal conteúdos incluídos nos programas e avaliados. Educação não formal actividades opcionais desenvolvidas fora da escola.

Educação formal conteúdos incluídos nos programas e avaliados. Educação não formal actividades opcionais desenvolvidas fora da escola. Educação formal conteúdos incluídos nos programas e avaliados. Educação não formal actividades opcionais desenvolvidas fora da escola. A educação não formal permite a realização de ações por individuos,

Leia mais

E O CITY MARKETING O NOSSO CONTRIBUTO PARA FAZER CIDADE

E O CITY MARKETING O NOSSO CONTRIBUTO PARA FAZER CIDADE E O CITY MARKETING O NOSSO CONTRIBUTO PARA FAZER CIDADE O Contributo da Reabilitação da Baixa Portuense e do Centro Histórico para a Cidade do Porto Como Cidade Competitiva Como Cidade Pátria Como Cidade

Leia mais

VISÃO ESTRATÉGICA PARA PENICHE

VISÃO ESTRATÉGICA PARA PENICHE VISÃO ESTRATÉGICA PARA PENICHE II Convenção Sou de Peniche A. Oliveira das Neves 13 de Junho de 2008 ÍNDICE A. OBJECTIVOS DA MAGNA CARTA PENICHE 2025 B. DOCUMENTOS DE TRABALHO C. INTEGRAÇÃO REGIONAL A

Leia mais

PLANO DE ESTRUTURA URBANA DO MUNICÍPIO DE MAPUTO

PLANO DE ESTRUTURA URBANA DO MUNICÍPIO DE MAPUTO PLANO DE ESTRUTURA URBANA DO MUNICÍPIO DE MAPUTO Seminário sobre Pobreza Urbana Maputo, 16 de Abril de 2009 RAZOES E FILOSOFIA DO PEUMM O PEUM é o primeiro plano de ordenamento urbano elaborado pelo próprio

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO 2013

RELATÓRIO DE GESTÃO 2013 RELATÓRIO DE GESTÃO 2013 NATURTEJO EMPRESA DE TURISMO - EIM MARÇO, CASTELO BRANCO 2014 Nos termos legais e estatutários, vimos submeter a apreciação da assembleia Geral o Relatório de Gestão, as contas,

Leia mais

Dados Pessoais. Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - E - mail: Outros contactos:

Dados Pessoais. Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - E - mail: Outros contactos: Errata Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E - mail: Outros contactos: 1 Edição Instituto da Segurança Social, I.P. Coordenação e Supervisão Técnica Departamento

Leia mais

HELLO CABO VERDE EXPO 2011

HELLO CABO VERDE EXPO 2011 New Bedford, 31 de Janeiro de 2011 HELLO CABO VERDE EXPO 2011 Exposição sobre as Oportunidades de Negócios e Turismo em Cabo Verde New Bedford, MA 27 a 29 de Maio de 2011 OBJECTIVO O objectivo da exposição

Leia mais

O associativismo como instrumento de promoção de cidadania. Victor Mendes

O associativismo como instrumento de promoção de cidadania. Victor Mendes O associativismo como instrumento de promoção de cidadania Victor Mendes O valor das associações Compreendeu que as associações tornam o homem mais forte e põem em destaque os melhores dotes do indivíduos,

Leia mais

O turismo e o seu contributo para o desenvolvimento da Madeira

O turismo e o seu contributo para o desenvolvimento da Madeira O turismo e o seu contributo para o desenvolvimento da Madeira Lisboa, 5 de Julho 2012 Bruno Freitas Diretor Regional de Turismo da Madeira O Destino Madeira A Região Autónoma da Madeira (RAM) ocupa, desde

Leia mais