TÍTULO: IMPLEMENTAÇÃO DE UM SOFTWARE PARA GERENCIAMENTO DE ESTOQUE AUTOMÁTICO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TÍTULO: IMPLEMENTAÇÃO DE UM SOFTWARE PARA GERENCIAMENTO DE ESTOQUE AUTOMÁTICO"

Transcrição

1 Anais do Conic-Semesp. Volume 1, Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN TÍTULO: IMPLEMENTAÇÃO DE UM SOFTWARE PARA GERENCIAMENTO DE ESTOQUE AUTOMÁTICO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E TECNOLOGIAS SUBÁREA: COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE TECNOLOGIA DE CARAPICUIBA AUTOR(ES): ALCIMAR JOAQUIM DA SILVA, DIEGO FREITAS DA MOTA, EDIMILSON DE OLIVEIRA BISPO, RENATO RAMOS DA SILVA ORIENTADOR(ES): SILVIA MARIA FARANI COSTA

2 IMPLEMENTAÇÃO DE UM SOFTWARE PARA GERENCIAMENTO DE ESTOQUE AUTOMÁTICO RESUMO Este projeto visa a implementação de um software de gerenciamento de estoque automático, que permite manter registro das entradas e saídas de produtos em um estoque, registrando também informações de importância como fornecedores, usuários e produtos do sistema de estocagem, além do controle automático apontando estoque mínimo e acionando fornecedores para execução dos pedidos. Trata-se de um sistema genérico que pode ser aplicado a qualquer segmento que tenha necessidade de controle de quantidade de produtos ou materiais, como a área logística, estoque de mercados, de materiais em uma empresa, dentre outros. Uma das características que merecem realce deste sistema gerenciador é limitar quantidades mínimas e máximas de estocagem para cada produto, evitando que haja esgotamento ou excesso de produtos em estoque, facilitando as transações de entrada e saída de produtos no estoque atual. INTRODUÇÃO O rápido desenvolvimento da tecnologia e de pesquisas científicas para melhorar a qualidade e oferta de produtos diminui o ciclo de vida destes itens e torna mais difícil prever sua demanda. Esta realidade aumenta a importância do gerenciamento e planejamento de estoque de forma eficiente para atender as mudanças do mercado e suportar o desenvolvimento e existência de qualquer organização. É neste cenário que propomos o desenvolvimento de um software de gerenciamento de estoque que ajude às organizações a atender suas encomendas e gere valor ao seu negócio. OBJETIVOS Geral

3 Criar um software de gerenciamento de estoque automático que aumente a eficácia operacional e agregue valor ao negócio da organização de forma simplificada. Específicos Desenvolver um software que atenda às necessidades de uma organização independente do segmento ou da classificação do estoque. Beneficiar sistema de compras e entregas com visões reais sobre o atual estoque, a fim de evitar compras e entregas frequentes ou onerosas. Assegurar que o estoque possa responder às demandas e variações de consumo. METODOLOGIA As fases do projeto de criação ocorreram durante um semestre, onde foram divididas em análise de requisitos, documentação, desenvolvimento e testes, tarefas distribuídas entre os integrantes da equipe. A linguagem de programação escolhida para desenvolver o software foi Java, em conjunto com o MySQL. Estas definições foram tomadas, pois esta combinação oferece a vantagem da independência de plataforma e distribuições Java e MySQL gratuitas. O desenvolvimento e os testes foram ambientados nas seguintes especificações de hardware e ferramentas utilizadas: Windows 7 Home Premium 64 bits; Processador: Intel Core i3; HD: 500 GB; Memória RAM: 4 GB; NetBeans para desenvolvimento do código na linguagem Java; MySQL Workbench 5.2 e MySQL Community Server como o Sistema Gerenciador de Banco de Dados; Connector/J , API de conectividade com banco de dados para linguagem Java; ireport 4.1.3, como ferramenta de auxílio na criação de relatórios; Microsoft Visio 2010 para construção dos diagramas de fluxo de dados. Os ícones utilizados no software foram retirados do site respeitando toda política de utilização e termos propostos. DESENVOLVIMENTO

4 O software basicamente gerencia os produtos e materiais de forma a registrar suas entradas, saídas e evitar que haja falta ou excesso de produtos na estocagem. O software responde às seguintes três regras cruciais: Ao ser cadastrado um produto, o usuário especifica o limite mínimo e máximo de sua estocagem. Este limite máximo não pode ser ultrapassado quando for feito uma transação de entrada; O estoque deve manter sempre uma quantidade mínima do produto, sendo que quando estoque estiver com dez itens a mais que a especificação mínima de estocagem, o estoque deve ser reabastecido para garantir que haverá produtos suficientes para a próxima transação de saída. A quantidade de produtos a serem retirados na transação de saída não pode ser maior que a quantidade atual do estoque. Apenas pode ser retirada do estoque a quantidade disponível. Na Figura 1 podemos observar a tela de login do sistema. Figura 1: Tela de login. Tendo o usuário autorização de acesso ao sistema, a tela principal é apresentada conforme Figura 2. Nesta tela o usuário poderá ter acesso aos cadastros, movimentação de estoque, relatórios, informações sobre o sistema e também a opção sair.

5 Figura 2: Tela principal. O cadastro de usuário é obrigatório, pois sem este o usuário não vai conseguir ter acesso ao sistema, conforme Figura 3. Figura 3: Tela de cadastro de usuário.

6 Na Figura 4 e 5 apresentamos o cadastro de fornecedores e de produtos, respectivamente. Figura 4: Tela de cadastro de fornecedor. Figura 5: Tela de cadastro de produto.

7 A entrada e saída de produtos é uma função importante porque todo gerenciamento de movimentação depende destes cadastros, conforme Figuras 6 e 7. Aqui está o núcleo do sistema proposto que viabiliza um controle de estoque efetivo garantindo as quantidades mínimas e máximas e promovendo o gerenciamento. A partir disso, relatórios podem ser extraídos para tomada de decisão gerencial. Figura 6: Tela de registro de entrada de produtos. Figura 7: Tela de registro de saída de produtos.

8 RESULTADOS O desenvolvimento deste software de gerenciamento de estoque coloca a disposição informações confiáveis sobre a atual capacidade de negócio da organização, o que é de crucial importância, visto que a área de conhecimento da logística preza pela fidelidade de informação para obter excelência em suas operações e vantagem competitiva sobre outras organizações. Apesar de apontarmos a área logística como exemplo, entendemos que o software pode ser aplicado a qualquer situação que necessite do controle de produtos ou materiais. CONSIDERAÇÕES FINAIS Com o uso das metodologias e técnicas de desenvolvimento e especificação de software, promovidos de forma prática, a equipe avalia que todo o esforço para obter domínio dos conhecimentos inerentes à engenharia de software e a área de negócio do tema proposto foram positivos para o nosso crescimento acadêmico. Adicionalmente, houve necessidade de busca de conhecimento fora das disciplinas de engenharia de software e banco de dados, para administração deste projeto, o entendimento de um estoque e de processos de logística, e de ferramentas e tecnologias novas não vistas ainda no curso, o que também avaliamos como positivo e próximo da realidade da rotina de desenvolvimento de software à um cliente em ambiente profissional, que é o que almejamos. FONTES CONSULTADAS [ACCIOLY, 2008], Felipe et alii - Gestão de Estoques. 1a ed. Rio de Janeiro: FGV Editora, [CAMPOS, 2008] CAMPOS, Augusto. Gerenciamento da qualidade de projetos Disponível em: Acessado em: 26/07/2013 [DEITEL, 2002] DEITEL, H.M.; DEITEL, P.J. Java Como Programar. 4. Ed., Porto Alegre: Bookman, [HEUSER, 2001] HEUSER, Carlos Alberto. Projeto de Banco de Dados. Porto Alegre: Sagra Luzzatto, [LUCENA, 2003] LUCENA, F. N. Processo de Desenvolvimento de Software. Notas de Aula, 2003, disponíveis em Acessado em: 2003.

9 [MACHADO & ABREU, 1996] MACHADO, Felipe; ABREU, Mauricio. Projeto de Banco de Dados Uma Visão Prática. 10ª Ed. São Paulo: Érica, [PRESSMAN, 2002] PRESSMAN, Roger S. Engenharia de Software. Rio de Janeiro: Mcgraw-hill, [RIOS & MOREIRA, 2006] RIOS, Emerson; MOREIRA, Trayahú. Teste de Software. 2. Rio de Janeiro: Alta Books, [SEBESTA, 2000] SEBESTA, R. W. Conceitos de Linguagens de Programação, 4. ed., Bookman, 2000.

AUTOR(ES): VINICIUS RUIZ PONTES SILVA, JAQUELINE CRISTINA DA SILVA, JOÃO PAULO DE OLIVEIRA HONESTO

AUTOR(ES): VINICIUS RUIZ PONTES SILVA, JAQUELINE CRISTINA DA SILVA, JOÃO PAULO DE OLIVEIRA HONESTO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA PARA INTERCÂMBIOS ESTUDANTIS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS

Leia mais

AUTOR(ES): JULIANO PEREIRA SALES, ALEXANDRE TAVARES SILVA, ANDRÉ VINICIUS SOUZA FELICIO, DAVID SANTANA CARVALHO, ROGER JURADO VALLEJOS FERNANDEZ

AUTOR(ES): JULIANO PEREIRA SALES, ALEXANDRE TAVARES SILVA, ANDRÉ VINICIUS SOUZA FELICIO, DAVID SANTANA CARVALHO, ROGER JURADO VALLEJOS FERNANDEZ Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: S.O.S. - DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA ONLINE PARA SIMULADOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS

Leia mais

Manual de Instalação, Administração e Uso do Sistema Elétric

Manual de Instalação, Administração e Uso do Sistema Elétric Manual de Instalação, Administração e Uso do Sistema Elétric Versão 1.0 Autores Bruna Cirqueira Mariane Dantas Milton Alves Robson Prioli Nova Odessa, 10 de Setembro de 2013 Sumário Apoio 1. Licença deste

Leia mais

SOFTWARE DE GERENCIAMENTO PARA UMA EMPRESA NO SETOR DE VÍDEO LOCADORAS 1 INTRODUÇÃO

SOFTWARE DE GERENCIAMENTO PARA UMA EMPRESA NO SETOR DE VÍDEO LOCADORAS 1 INTRODUÇÃO SOFTWARE DE GERENCIAMENTO PARA UMA EMPRESA NO SETOR DE VÍDEO LOCADORAS Daniel Virginio dos Santos 1, Gustavo Kimura Montanha 2 1 Informática para Negócios, Faculdade de Tecnologia de Botucatu, daniel.virginio92@gmail.com.

Leia mais

TÍTULO: SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE AVALIAÇÕES PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA PARA ÁREA DA EDUCAÇÃO

TÍTULO: SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE AVALIAÇÕES PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA PARA ÁREA DA EDUCAÇÃO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE AVALIAÇÕES PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA PARA ÁREA DA EDUCAÇÃO CATEGORIA:

Leia mais

José Benedito Lopes Junior ¹, Marcello Erick Bonfim 2

José Benedito Lopes Junior ¹, Marcello Erick Bonfim 2 ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 Definição de uma tecnologia de implementação e do repositório de dados para a criação da ferramenta

Leia mais

Desenvolvimento do Sistema de Negociação para Prestadores de Serviços. Acadêmico: Rafael Capistrano Prof. Orientador: Dr.

Desenvolvimento do Sistema de Negociação para Prestadores de Serviços. Acadêmico: Rafael Capistrano Prof. Orientador: Dr. Desenvolvimento do Sistema de Negociação para Prestadores de Serviços Através de E-commerce Acadêmico: Rafael Capistrano Prof. Orientador: Dr. Oscar Dalfovo Roteiro da apresentação Introdução Objetivos

Leia mais

A REALIDADE VIRTUAL APLICADA AO CONTROLE E AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS

A REALIDADE VIRTUAL APLICADA AO CONTROLE E AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS A REALIDADE VIRTUAL APLICADA AO CONTROLE E AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS Gláucio Alves Oliveira; Ildeberto de Genova Bugatti Resumo O trabalho utilizou técnicas de integração entre tecnologia de Realidade

Leia mais

:: aula 11. :: Diagrama de Seqüência e Protótipos. :: Olá! Nesta aula, continuaremos a 4ª fase do Projeto Desenho.

:: aula 11. :: Diagrama de Seqüência e Protótipos. :: Olá! Nesta aula, continuaremos a 4ª fase do Projeto Desenho. :: Nome do Curso Sistemas da informação :: Nome da Unidade Curricular PI Sistemas orientados a objetos :: Tema da aula Diagrama de Seqüência e Prototipação :: Fase / Etapa Fase 4 Desenho do Projeto e Interligação

Leia mais

Plano de Ensino. Apresentação da Unidade Curricular

Plano de Ensino. Apresentação da Unidade Curricular Plano de Ensino Plano de Ensino Apresentação da Unidade Curricular o Funcionamento, arquitetura e conceitos fundamentais dos bancos de dados relacionais e objeto relacionais. Utilização de linguagem DDL

Leia mais

IIH Introdução à Informática e Hardware

IIH Introdução à Informática e Hardware Prof. MSc. André Luis Gobbi Primo andre.gobbi@ifsp.edu.br INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO - CAMPUS VOTUPORANGA Técnico em Manutenção e Suporte em Informática IIH Introdução

Leia mais

BANCO DE DADOS AULA 02 INTRODUÇÃO AOS BANCOS DE DADOS PROF. FELIPE TÚLIO DE CASTRO 2015

BANCO DE DADOS AULA 02 INTRODUÇÃO AOS BANCOS DE DADOS PROF. FELIPE TÚLIO DE CASTRO 2015 BANCO DE DADOS AULA 02 INTRODUÇÃO AOS BANCOS DE DADOS PROF. FELIPE TÚLIO DE CASTRO 2015 NA AULA PASSADA... 1. Apresentamos a proposta de ementa para a disciplina; 2. Discutimos quais as ferramentas computacionais

Leia mais

Metodologia e Gerenciamento do Projeto na Fábrica de Software v.2

Metodologia e Gerenciamento do Projeto na Fábrica de Software v.2 .:: Universidade Estadual de Maringá Bacharelado em Informática Eng. de Software III :. Sistema de Gerenciamento de Eventos - Equipe 09 EPSI Event Programming System Interface Metodologia e Gerenciamento

Leia mais

TÍTULO: DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO MÓVEL PARA DIMENSIONAMENTO DE BARRAS DE TRELIÇAS BI APOIADAS

TÍTULO: DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO MÓVEL PARA DIMENSIONAMENTO DE BARRAS DE TRELIÇAS BI APOIADAS TÍTULO: DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO MÓVEL PARA DIMENSIONAMENTO DE BARRAS DE TRELIÇAS BI APOIADAS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE

Leia mais

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Aula 1 Ementa Fases do Ciclo de Vida do Desenvolvimento de Software, apresentando como os métodos, ferramentas e procedimentos da engenharia de software, podem

Leia mais

Prof. Marcelo Machado Cunha www.marcelomachado.com mcelobr@yahoo.com.br

Prof. Marcelo Machado Cunha www.marcelomachado.com mcelobr@yahoo.com.br Prof. Marcelo Machado Cunha www.marcelomachado.com mcelobr@yahoo.com.br Ementa Introdução a Banco de Dados (Conceito, propriedades), Arquivos de dados x Bancos de dados, Profissionais de Banco de dados,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ - UFPR Bacharelado em Ciência da Computação

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ - UFPR Bacharelado em Ciência da Computação SOFT DISCIPLINA: Engenharia de Software AULA NÚMERO: 13B DATA: / / PROFESSOR: Andrey APRESENTAÇÃO O objetivo desta aula é apresentar, discutir o conceito de métricas de software orientadas a função. DESENVOLVIMENTO

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS Aluno: Luiza Cavalcanti Marques Orientador: Silvio Hamacher Introdução A modelagem e a utilização de bancos de dados em atividades gerenciais têm sofrido um aumento significativo

Leia mais

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Linux R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Linux R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD Soluções de Acessibilidade VLibras - Desktop Manual de Instalação da Ferramenta Linux R Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD 2015 INTRODUÇÃO Objetivo Este manual contém introdução e informações necessárias

Leia mais

Com objetivo de facilitar o acesso às disciplinas disponíveis no ambiente Moodle, pedimos a todos que leiam com atenção as seguintes orientações.

Com objetivo de facilitar o acesso às disciplinas disponíveis no ambiente Moodle, pedimos a todos que leiam com atenção as seguintes orientações. Prezados Alunos, Com objetivo de facilitar o acesso às disciplinas disponíveis no ambiente Moodle, pedimos a todos que leiam com atenção as seguintes orientações. Inscrição MOODLE Para inscrição nas disciplinas

Leia mais

TÍTULO: ARCASE - AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL COM ANDROID E SISTEMAS EMBARCADOS

TÍTULO: ARCASE - AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL COM ANDROID E SISTEMAS EMBARCADOS Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: ARCASE - AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL COM ANDROID E SISTEMAS EMBARCADOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA:

Leia mais

Roteiro 2 Conceitos Gerais

Roteiro 2 Conceitos Gerais Roteiro 2 Conceitos Gerais Objetivos: UC Projeto de Banco de Dados Explorar conceitos gerais de bancos de dados; o Arquitetura de bancos de dados: esquemas, categorias de modelos de dados, linguagens e

Leia mais

Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904

Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: SUSTENTABILIDADE EM COMPUTAÇÃO EM NUVEM: IMPLANTAÇÃO DE UMA INFRAESTRUTURA EUCALYPTUS E DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Banco de Dados. CursoTécnico em Informática Modalidade Integrado. Professora Michelle Nery. Instituto Federal do Sul de Minas, câmpus Pouso Alegre

Banco de Dados. CursoTécnico em Informática Modalidade Integrado. Professora Michelle Nery. Instituto Federal do Sul de Minas, câmpus Pouso Alegre Banco de Dados CursoTécnico em Informática Modalidade Integrado Instituto Federal do Sul de Minas, câmpus PousoAlegre Professora Michelle Nery Conteúdo Programático Introdução O que é Banco de Dados O

Leia mais

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 BAIXA DE CONTAS A PAGAR RELEASE 4.1

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 BAIXA DE CONTAS A PAGAR RELEASE 4.1 DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 BAIXA DE CONTAS A PAGAR RELEASE 4.1 SUMÁRIO DEFINIÇÃO DE REQUISITOS 4 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FINALIDADE 4 1.2 ESCOPO 4 1.3 DEFINIÇÕES, ACRÔNIMOS

Leia mais

SISTEMA DE PROCESSAMENTO DE TRANSAÇÕES (SPT) PARADA OBRIGATÓRIA!!! SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (SPT, SIG e ERP) CONTEÚDO DA AULA

SISTEMA DE PROCESSAMENTO DE TRANSAÇÕES (SPT) PARADA OBRIGATÓRIA!!! SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (SPT, SIG e ERP) CONTEÚDO DA AULA PROF.ª MARCIA CRISTINA DOS REIS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 14/08/2012 Aula 4 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (SPT, SIG e ERP) PARADA OBRIGATÓRIA!!! LEITURA DO LIVRO DO TURBAN, RAINER JR E POTTER Sistemas SPT p. 212

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 ÍNDICE Introdução...3 A Necessidade do Gerenciamento e Controle das Informações...3 Benefícios de um Sistema de Gestão da Albi Informática...4 A Ferramenta...5

Leia mais

Nome da Empresa Sistema digitalizado no almoxarifado do EMI

Nome da Empresa Sistema digitalizado no almoxarifado do EMI Nome da Empresa Documento Visão Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 23/02/2015 1.0 Início do projeto Anderson, Eduardo, Jessica, Sabrina, Samuel 25/02/2015 1.1 Correções Anderson e Eduardo

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE APLICAÇÕES GRATUITAS EM NUVEM

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE APLICAÇÕES GRATUITAS EM NUVEM ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE APLICAÇÕES GRATUITAS EM NUVEM Pedro Victor Fortunato Lima, Ricardo Ribeiro Rufino Universidade Paranaense UNIPAR Paranavaí Paraná Brasil pedrin_victor@hotmail.com, ricardo@unipar.br

Leia mais

Palavras-Chaves: estoque, modelagem, requisitos, UML, vendas.

Palavras-Chaves: estoque, modelagem, requisitos, UML, vendas. UTILIZAÇÃO DA UML NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMA DE CONTROLE DE VENDAS E ESTOQUE GILBERTO FRANCISCO PACHECO DOS SANTOS Discente da AEMS Faculdades Integradas de Três Lagoas JACKSON LUIZ ARROSTI Discente

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Software Web para: Empresas, Governo, Organizações, Entidades de Classe, Sindicatos, ONG's e Profissionais Liberais

Software Web para: Empresas, Governo, Organizações, Entidades de Classe, Sindicatos, ONG's e Profissionais Liberais MANUAL DO USUÁRIO BITÁVEL GERENCIADOR ONLINE DE NEWSLETTERS (GOLNEWS) Software Web para: Empresas, Governo, Organizações, Entidades de Classe, Sindicatos, ONG's e Profissionais Liberais Versão 1.0 1 Índice

Leia mais

Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio. Software de Gestão Rural ADM Rural 4G

Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio. Software de Gestão Rural ADM Rural 4G Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio Software de Gestão Rural ADM Rural 4G 2011 ADM Rural 4G Agenda de Apresentação E Empresa Planejar O Software ADM Rural 4G Diferenciais Benefícios em

Leia mais

TÍTULO: ELICITAÇÃO DE REQUISITOS DE INTEGRIDADE PARA SISTEMAS SEGUROS UTILIZANDO ASPECTOS E DOMÍNIOS

TÍTULO: ELICITAÇÃO DE REQUISITOS DE INTEGRIDADE PARA SISTEMAS SEGUROS UTILIZANDO ASPECTOS E DOMÍNIOS TÍTULO: ELICITAÇÃO DE REQUISITOS DE INTEGRIDADE PARA SISTEMAS SEGUROS UTILIZANDO ASPECTOS E DOMÍNIOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA SUBÁREA: COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA INSTITUIÇÃO:

Leia mais

Processo de garantia da qualidade baseado no modelo MPS.BR. Acadêmico: Anildo Loos Orientador: Everaldo Artur Grahl

Processo de garantia da qualidade baseado no modelo MPS.BR. Acadêmico: Anildo Loos Orientador: Everaldo Artur Grahl Processo de garantia da qualidade baseado no modelo MPS.BR Acadêmico: Anildo Loos Orientador: Everaldo Artur Grahl Roteiro introdução objetivos do trabalho fundamentação teórica desenvolvimento da ferramenta

Leia mais

Sistema de Armazenamento de Dados Eleitorais - SisElege

Sistema de Armazenamento de Dados Eleitorais - SisElege Faculdade de Tecnologia Senac DF Sistema de Armazenamento de Dados Eleitorais - SisElege Documento de Visão Versão 4.0 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 05/09/2014 1.0 Versão Inicial do

Leia mais

PROJETO Pró-INFRA/CAMPUS

PROJETO Pró-INFRA/CAMPUS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS AVANÇADO DE ARACATI PROJETO Pró-INFRA/CAMPUS IMPLEMENTAÇÃO DE SOLUÇÃO PARA AUTOMATIZAR O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE UTILIZANDO A LINGUAGEM C#.NET

Leia mais

Rastreabilidade de requisitos através da web

Rastreabilidade de requisitos através da web Rastreabilidade de requisitos através da web Fernando dos Santos (FURB) fds@inf.furb.br Karly Schubert Vargas (FURB) karly@inf.furb.br Christian Rogério Câmara de Abreu (FURB) crca@inf.furb.br Resumo.

Leia mais

CURSOS OFERECIDOS. seus objetivos e metas. E também seus elementos fundamentais de Administração, como: PLANEJAMENTO, ORGANIZAÇÃO E CONTROLE.

CURSOS OFERECIDOS. seus objetivos e metas. E também seus elementos fundamentais de Administração, como: PLANEJAMENTO, ORGANIZAÇÃO E CONTROLE. CURSOS OFERECIDOS Access 2007 Aproximadamente 20 horas O aluno aprenderá criar Banco de Dados de forma inteligente, trabalhar com estoques, número de funcionários, clientes etc. Conhecerá ferramentas aprimoradas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS INCUBADORA DE EMPREENDIMENTOS SOLIDÁRIOS PROJETO TELECENTROS COMUNITÁRIOS APPEL MICROSOFT LINUX GOOGLE É um controlador

Leia mais

Tópicos em Engenharia de Software (Optativa III) AULA 2. Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com (81 )9801-6619

Tópicos em Engenharia de Software (Optativa III) AULA 2. Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com (81 )9801-6619 Tópicos em Engenharia de Software (Optativa III) AULA 2 Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com (81 )9801-6619 Engenharia de Software Objetivo da aula Depois desta aula você terá uma revisão sobre o

Leia mais

Introdução à Engenharia de Software

Introdução à Engenharia de Software Introdução à Engenharia de Software Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Imagem Clássica Objetivo da aula Depois desta aula você terá uma visão sobre o que é a engenharia

Leia mais

A ESCOLHA DO SOFTWARE PARA INFORMATIZAÇÃO DA SUA EMPRESA

A ESCOLHA DO SOFTWARE PARA INFORMATIZAÇÃO DA SUA EMPRESA A ESCOLHA DO SOFTWARE PARA INFORMATIZAÇÃO DA SUA EMPRESA Necessidade de informatizar a empresa Uma senhora muito simpática, Dona Maria das Coxinhas, feliz proprietária de um comércio de salgadinhos, está,

Leia mais

Especificação do KAPP-PPCP

Especificação do KAPP-PPCP Especificação do KAPP-PPCP 1. ESTRUTURA DO SISTEMA... 4 1.1. Concepção... 4 2. FUNCIONALIDADE E MODO DE OPERAÇÃO... 5 3. TECNOLOGIA... 7 4. INTEGRAÇÃO E MIGRAÇÃO DE OUTROS SISTEMAS... 8 5. TELAS E RELATÓRIOS

Leia mais

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DO PROGRAMA NACIONAL DE DRAGAGEM META 03

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DO PROGRAMA NACIONAL DE DRAGAGEM META 03 SISTEMA DE GERENCIAMENTO DO PROGRAMA NACIONAL DE DRAGAGEM META 03 Thiago Duarte Mota (Engenheiro, IVIG/COPPE/UFRJ, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenação dos Programas de Pós-Graduação e Pesquisa

Leia mais

PIM. CST em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Projeto Integrado Multidisciplinar. 4º/3º Períodos 2010/2 UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO

PIM. CST em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Projeto Integrado Multidisciplinar. 4º/3º Períodos 2010/2 UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO CST em Análise e Desenvolvimento de Sistemas PIM Projeto Integrado Multidisciplinar 4º/3º Períodos 2010/2 PIM - PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA Projeto e implementação

Leia mais

Sistemas de Processamento de Transações

Sistemas de Processamento de Transações Sistemas de Processamento de Transações Ampliando o Conceito SPT - Conceito Sistemas de Processamento de Transações processam os dados necessários para a automação das tarefas operacionais de uma organização.

Leia mais

Dimensionamento de estoques em ambiente de demanda intermitente

Dimensionamento de estoques em ambiente de demanda intermitente Dimensionamento de estoques em ambiente de demanda intermitente Roberto Ramos de Morais Engenheiro mecânico pela FEI, mestre em Engenharia de Produção e doutorando em Engenharia Naval pela Escola Politécnica

Leia mais

SISTEMA INFORMATIZADO PARA CONTROLE DE JOGO E GERAÇÃO DE SÚMULAS DE HANDEBOL

SISTEMA INFORMATIZADO PARA CONTROLE DE JOGO E GERAÇÃO DE SÚMULAS DE HANDEBOL SISTEMA INFORMATIZADO PARA CONTROLE DE JOGO E GERAÇÃO DE SÚMULAS DE HANDEBOL ¹ Hélder SANTOS; ² Bruno FERREIRA; ¹ Estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas. IFMG campus Bambuí ² Professor do curso

Leia mais

Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software. Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl

Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software. Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl Roteiro de apresentação Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Gerência de Configuração

Leia mais

TRABALHO DE DIPLOMAÇÃO Regime Modular ORIENTAÇÕES SOBRE O ROTEIRO DO PROJETO FINAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

TRABALHO DE DIPLOMAÇÃO Regime Modular ORIENTAÇÕES SOBRE O ROTEIRO DO PROJETO FINAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES TRABALHO DE DIPLOMAÇÃO Regime Modular ORIENTAÇÕES SOBRE O ROTEIRO DO PROJETO FINAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES [Observação: O template a seguir é utilizado como roteiro para projeto de sistemas orientado

Leia mais

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD Soluções de Acessibilidade VLibras - Desktop Manual de Instalação da Ferramenta Microsoft Windows R Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD 2015 INTRODUÇÃO Objetivo Este manual contém introdução e informações

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Sistemas de Informação 2011-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Sistemas de Informação 2011-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Sistemas de Informação 2011-2 SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA Alunos: WERNECK,

Leia mais

Cláudia Araújo Coordenadora Diego Macêdo Programador Marcelo Rodrigues Suporte

Cláudia Araújo Coordenadora Diego Macêdo Programador Marcelo Rodrigues Suporte BCON Sistema de Controle de Vendas e Estoque Declaração de escopo Versão 1.0 Histórico de Revisão Elaborado por: Filipe de Almeida do Amaral Versão 1.0 Aprovado por: Marcelo Persegona 22/03/2011 Time da

Leia mais

Principais desafios do administrador de materiais na empresa atual Problema de manutenção do estoque:

Principais desafios do administrador de materiais na empresa atual Problema de manutenção do estoque: ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS A logística e a administração de materiais Logística é uma operação integrada para cuidar de suprimentos e distribuição de produtos de forma racionalizada, o que significa planejar,

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

Processos de Desenvolvimento de Software

Processos de Desenvolvimento de Software Processos de Desenvolvimento de Software Gerenciamento de Projetos Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus Monte Castelo Instituto Federal de Educação Ciência e

Leia mais

Cadastramento de Computadores. Manual do Usuário

Cadastramento de Computadores. Manual do Usuário Cadastramento de Computadores Manual do Usuário Agosto 2006 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 1.1 Conhecendo a solução...03 Segurança pela identificação da máquina...03 2. ADERINDO À SOLUÇÃO e CADASTRANDO COMPUTADORES

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA DÉBORA DE MEIRA PADILHA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA DÉBORA DE MEIRA PADILHA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA DÉBORA DE MEIRA PADILHA PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE PERGAMUM NA ESCOLA BÁSICA DR. PAULO FONTES Florianópolis

Leia mais

Centro Universitário de Mineiros Sistemas de Informação Segurança e Auditoria de Sistemas

Centro Universitário de Mineiros Sistemas de Informação Segurança e Auditoria de Sistemas Centro Universitário de Mineiros Sistemas de Informação Segurança e Auditoria de Sistemas milenaresende@fimes.edu.br http://professor.fimes.edu.br/milena/ Presidência Executiva Auditoria de Sistemas Diretoria

Leia mais

Notas da Aula 15 - Fundamentos de Sistemas Operacionais

Notas da Aula 15 - Fundamentos de Sistemas Operacionais Notas da Aula 15 - Fundamentos de Sistemas Operacionais 1. Software de Entrada e Saída: Visão Geral Uma das tarefas do Sistema Operacional é simplificar o acesso aos dispositivos de hardware pelos processos

Leia mais

INFORMÁTICA BÁSICA. Prof. Rafael Zimmermann

INFORMÁTICA BÁSICA. Prof. Rafael Zimmermann INFORMÁTICA BÁSICA Prof. Rafael Zimmermann 1. INFORMÁTICA É a ciência que estuda o processamento de informações. Nasceu da necessidade do homem processar informações cada vez mais complexas e com maior

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 3 Virtualização de Sistemas 1. Conceito Virtualização pode ser definida

Leia mais

Requisitos dos postos de usuário para utilizar os aplicativos da Adquira

Requisitos dos postos de usuário para utilizar os aplicativos da Adquira Requisitos dos postos de usuário para utilizar os aplicativos da Adquira 30/08/2007 Autor: Carlos Torrijos Martín Versão 1.10 1.- Introdução 3 2.- Requisitos Hardware dos equipamentos 4 3.- Requisitos

Leia mais

2075 - Instalação Windows

2075 - Instalação Windows 2075 - Instalação Windows Introdução O departamento de Varejo evoluiu o processo de instalação do caixa para a rotina PCAUX2075. O processo foi simplificado a fim de garantir a instalação pelo próprio

Leia mais

Palavras-chave: Tecnologia da Informação, Armazenamento, Nuvem, Internet.

Palavras-chave: Tecnologia da Informação, Armazenamento, Nuvem, Internet. 1 COMPUTAÇÃO EM NUVEM Leonardo André Junges 1 Neimar Sierota 2 Palavras-chave: Tecnologia da Informação, Armazenamento, Nuvem, Internet. 1 INTRODUÇÃO Nos dias atuais encontramos tudo ou praticamente tudo

Leia mais

AULA 11-12. Entidade-Relacionamento

AULA 11-12. Entidade-Relacionamento AULA 11-12 Modelo Conceitual, Lógico e Físico, Entidade-Relacionamento Curso: Técnico em Informática (Integrado) Disciplina: Banco de Dados Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu.br Modelos de banco

Leia mais

SISTEMA PARA CONTROLE DE SELF-SERVICE

SISTEMA PARA CONTROLE DE SELF-SERVICE SISTEMA PARA CONTROLE DE INSUMOS EM RESTAURANTES DO TIPO SELF-SERVICE Rafael Knoch Orientador: Prof. Wilson Pedro Carli ROTEIRO DE APRESENTAÇÃO 1. Introdução 2. Objetivos 3. Fundamentação Teórica 4. Especificação

Leia mais

Guilherme Pina Cardim. Pesquisa de Sistemas Operacionais I

Guilherme Pina Cardim. Pesquisa de Sistemas Operacionais I Guilherme Pina Cardim Pesquisa de Sistemas Operacionais I Presidente Prudente - SP, Brasil 30 de junho de 2010 Guilherme Pina Cardim Pesquisa de Sistemas Operacionais I Pesquisa realizada para identicar

Leia mais

Módulo 4: Gerenciamento de Dados

Módulo 4: Gerenciamento de Dados Módulo 4: Gerenciamento de Dados 1 1. CONCEITOS Os dados são um recurso organizacional decisivo que precisa ser administrado como outros importantes ativos das empresas. A maioria das organizações não

Leia mais

APOO Análise e Projeto Orientado a Objetos. Requisitos

APOO Análise e Projeto Orientado a Objetos. Requisitos + APOO Análise e Projeto Orientado a Objetos Requisitos Requisitos 2 n Segundo Larman: n São capacidades e condições às quais o sistema e em termos mais amplos, o projeto deve atender n Não são apenas

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Apresentação da disciplina, metodologia de ensino, conteúdos, avaliações e bibliografia Prof. MSc. Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos os direitos

Leia mais

18/03/2012. Formação. E-mail: alunos@ecivaldo.com

18/03/2012. Formação. E-mail: alunos@ecivaldo.com Formação Bacharelado em Ciência da Computação (UFBA) Especialização avançada em Sistemas Distribuídos (UFBA) Mestrado em Ciência da Computação (UFCG) Doutorado em Educação (USP) 1a. Aula 2012.1 2 Empresa

Leia mais

AUTOR: DAVID DE MIRANDA RODRIGUES CONTATO: davidmr@ifce.edu.br CURSO FIC DE PROGRAMADOR WEB VERSÃO: 1.0

AUTOR: DAVID DE MIRANDA RODRIGUES CONTATO: davidmr@ifce.edu.br CURSO FIC DE PROGRAMADOR WEB VERSÃO: 1.0 AUTOR: DAVID DE MIRANDA RODRIGUES CONTATO: davidmr@ifce.edu.br CURSO FIC DE PROGRAMADOR WEB VERSÃO: 1.0 SUMÁRIO 1 Conceitos Básicos... 3 1.1 O que é Software?... 3 1.2 Situações Críticas no desenvolvimento

Leia mais

GTI2-Tecnologia. Documento Visão. Versão <1.0>

GTI2-Tecnologia. <Analisador de logs> Documento Visão. Versão <1.0> GTI2-Tecnologia Documento Visão Versão Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 02/06/2014 1.0 Desenvolvimento do documento Visão Eduardo, Fernando, Inácio e Hudson.

Leia mais

Sistema para Reservas de Veículos de uma Cooperativa de Saúde. Ricardo Hoffmann Orientador: Wilson Pedro Carli

Sistema para Reservas de Veículos de uma Cooperativa de Saúde. Ricardo Hoffmann Orientador: Wilson Pedro Carli Sistema para Reservas de Veículos de uma Cooperativa de Saúde Ricardo Hoffmann Orientador: Wilson Pedro Carli Roteiro da Apresentação 1 Introdução 2 Objetivos 3 Fundamentação Teórica 4 Sistema Atual 5

Leia mais

Comparação entre Ferramentas CASE para gerenciamento de Projeto e Métricas de Software no Curso de Sistemas da Informação do UniFOA

Comparação entre Ferramentas CASE para gerenciamento de Projeto e Métricas de Software no Curso de Sistemas da Informação do UniFOA Comparação entre Ferramentas CASE para gerenciamento de Projeto e Métricas de Software no Curso de Sistemas da Informação do UniFOA Professor Doutor Jason Paulo Tavares Faria Junior (Sistemas da Informação

Leia mais

Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software FARMAINFOR - GERENCIAMENTO DA FARMACIA

Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software FARMAINFOR - GERENCIAMENTO DA FARMACIA 1 Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software FARMAINFOR - GERENCIAMENTO DA FARMACIA PATRÍCIA LIMA 1, ALEXANDRE ALMEIDA, 2, LAÉCIO 3, OTAVIO 4,, PEDRO HENRIQUE 5, DAIRO 6,EDUARDO RADICHHI 7 LUA

Leia mais

GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS

GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Apresentação: Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências de

Leia mais

Proporcionar uma visão geral da metodologia de Sistemas Operacionais.

Proporcionar uma visão geral da metodologia de Sistemas Operacionais. ANO 3 5º Período Sistema Operacional 1.Identificação: Identificação Disciplina Carga Horária Sistema Operacional 72 h/a Créditos 4 2.Ementa: Histórico da Criação e Evolução dos Sistemas Operacionais. Conceitos

Leia mais

Tecnologia da Informação Aplicada a Gerenciamento de Acervo Documental Histórico

Tecnologia da Informação Aplicada a Gerenciamento de Acervo Documental Histórico Tecnologia da Informação Aplicada a Gerenciamento de Acervo Documental Histórico Kayo Delgado Medeiros de Almeida¹, Elon Gomes Vieira 2, Carlos Vitor de Alencar Carvalho 3, Magno Fonseca Borges 4, José

Leia mais

PROTÓTIPO DE ATENDIMENTO DOMICILIAR AUTOMATIZADO: HOME CARE DE BAIXO CUSTO

PROTÓTIPO DE ATENDIMENTO DOMICILIAR AUTOMATIZADO: HOME CARE DE BAIXO CUSTO PROTÓTIPO DE ATENDIMENTO DOMICILIAR AUTOMATIZADO: HOME CARE DE BAIXO CUSTO Wilker Luiz Machado Barros¹, Wyllian Fressatti¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil wilkermachado1@hotmail.com,

Leia mais

Sistema de Controle de Solicitação de Desenvolvimento

Sistema de Controle de Solicitação de Desenvolvimento Sistema de Controle de Solicitação de Desenvolvimento Introdução O presente documento descreverá de forma objetiva as principais operações para abertura e consulta de uma solicitação ao Setor de Desenvolvimento

Leia mais

Sistemas de Informações. Daniel Gondim

Sistemas de Informações. Daniel Gondim Sistemas de Informações Daniel Gondim Roteiro da Aula SPT Sistema de Processamento de Transações Visão geral; métodos e objetivos Atividades no processamento de transações Controle de Administração Aplicações

Leia mais

PRÓTOTIPO MÓVEL DE TELEMEDICINA PARA AUXILIO DE DIAGNOSTICO CARDIACO COM ECG EM CARATER EMERGENCIAL

PRÓTOTIPO MÓVEL DE TELEMEDICINA PARA AUXILIO DE DIAGNOSTICO CARDIACO COM ECG EM CARATER EMERGENCIAL PRÓTOTIPO MÓVEL DE TELEMEDICINA PARA AUXILIO DE DIAGNOSTICO CARDIACO COM ECG EM CARATER EMERGENCIAL Adson Diego Dionisio da SILVA 1, Saulo Soares de TOLEDO², Luiz Antonio Costa Corrêa FILHO³, Valderí Medeiros

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

Visão Geral dos Sistemas de Informação

Visão Geral dos Sistemas de Informação Visão Geral dos Sistemas de Informação Existem muitos tipos de sistemas de informação no mundo real. Todos eles utilizam recursos de hardware, software, rede e pessoas para transformar os recursos de dados

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 015 Ensino Técnico Etec ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnico em Informática para

Leia mais

ESTUDO DE VIABILIDADE, PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE UMA REDE VPN (VIRTUAL PRIVATE NETWORK)

ESTUDO DE VIABILIDADE, PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE UMA REDE VPN (VIRTUAL PRIVATE NETWORK) ESTUDO DE VIABILIDADE, PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE UMA REDE VPN (VIRTUAL PRIVATE NETWORK) 1. VPN Segundo TANENBAUM (2003), VPNs (Virtual Private Networks) são redes sobrepostas às redes públicas, mas com

Leia mais

Projeto de Software da Empresa Confecções San Diego

Projeto de Software da Empresa Confecções San Diego Universidade do Contestado UNC Engenharia de Software Prof. Douglas Azevedo Diego Rodrigo Grein Luiz Augusto Bergmann Otávio Rodolfo Piske Projeto de Software da Empresa Confecções San Diego MAFRA 2003

Leia mais

Tecnologia vertical Sem fio para bares, restaurantes e similares.

Tecnologia vertical Sem fio para bares, restaurantes e similares. Tecnologia vertical Sem fio para bares, restaurantes e similares. Empresa 100% Brasileira. Soluções em POCKET PC. Soluções Praticas e Completas Mais de 10 anos de Experiência. Mais 3000 pontos instalados

Leia mais

GRADS ON-LINE - INTERFACE JAVA PARA VISUALIZAR DADOS DE MODELOS NUMÉRICOS PELA INTERNET

GRADS ON-LINE - INTERFACE JAVA PARA VISUALIZAR DADOS DE MODELOS NUMÉRICOS PELA INTERNET GRADS ON-LINE - INTERFACE JAVA PARA VISUALIZAR DADOS DE MODELOS NUMÉRICOS PELA INTERNET Felipe Odorizi de Mello 1, Luiz HenriqueR. C. da Silva 1, José Alberto da Silva Ferreira 1, Waldenio Gambi de Almeida

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 3ª Série Fundamentos de Análise Orientada a Objetos A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem

Leia mais

Manual de Usuário INDICE

Manual de Usuário INDICE Manual de Usuário INDICE Características do Sistema... 02 Características Operacionais... 03 Realizando o Login... 04 Menu Tarifador... 05 Menu Relatórios... 06 Menu Ferramentas... 27 Menu Monitor... 30

Leia mais

Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software EMPRESA PERSONAL LAPTOP S SISTEMA INTEGRADO COMERCIAL

Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software EMPRESA PERSONAL LAPTOP S SISTEMA INTEGRADO COMERCIAL Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software EMPRESA PERSONAL LAPTOP S SISTEMA INTEGRADO COMERCIAL EDILBERTO SILVA, CLEYCIONE (9245) 2, JONATHAN CAVALCANTE (9288) 2, MARCELO GOMES (9240) 2, NILTON

Leia mais

FDQ-TOOL UMA FERRAMENTA PARA A ANÁLISE DA QUALIDADE DA MÉTRICA DE ESFORÇO DO PDS

FDQ-TOOL UMA FERRAMENTA PARA A ANÁLISE DA QUALIDADE DA MÉTRICA DE ESFORÇO DO PDS 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 FDQ-TOOL UMA FERRAMENTA PARA A ANÁLISE DA QUALIDADE DA MÉTRICA DE ESFORÇO DO PDS Marcos Mitsuo Ashihara 1, Nelson Tenório Jr 2, Rita Cristina Galarraga

Leia mais

1.2) PROJETO DE VIRTUALIZAÇÃO DE COMPUTADORES DE MESA

1.2) PROJETO DE VIRTUALIZAÇÃO DE COMPUTADORES DE MESA 1.1) PLANO DE APLICAÇÃO DE RECURSOS (EM ANEXO) 1.2) PROJETO DE VIRTUALIZAÇÃO DE COMPUTADORES DE MESA INTRODUÇÃO O curso de engenharia florestal possui 4395 horas de aulas em disciplinas obrigatórias e

Leia mais