Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina LEM1240T1 - Cultura Popular I

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina LEM1240T1 - Cultura Popular I"

Transcrição

1 Curso null - null Ênfase Identificação Disciplina LEM1240T1 - Cultura Popular I Docente(s) Alberto Tsuyoshi Ikeda Unidade Instituto de Artes Departamento Departamento de Artes Cênicas, Educação e Fundamentos da Comunicação Créditos 0 30 Carga Horaria Seriação ideal Pré - Requisito Co - Requisito

2 Objetivos Compreender a cultura sob a perspectiva antropológica; Conhecer as principais manifestações de festas, danças, folguedos e rituais profanos e religiosos da cultura popular brasileira de tradição oral (folclórica) e os principais gêneros da música popular urbana; Perceber e compreender as festas, danças e folguedos populares sob a perspectiva interativa dramático-expressiva, envolvendo: música, dança, poesia, artes plásticas e arte-dramática; Aplicar os conhecimentos sobre a cultura popular brasileira no trabalho artístico (música, teatro, dança). Conteúdo Unidade 1 - UMA VISÃO ANTROPOLÓGICA DA CULTURA Conceituações básicas: Cultura, cultura popular/folclore, culturas étnicas (as culturas e os povos), cultura material e espiritual, diversidade cultural, cultura de massa; Os conhecimentos científicos e os saberes populares e étnicos; A cultura como processo de interação social e como distinção classista; As práticas culturais nos meios urbanos e rurais; Os processos expressivos interativos nas culturas populares e étnicas (música/plástica/dança/poesia/expressão dramática). Unidade 2 - A CULTURA POPULAR DE TRADIÇÃO ORAL NO BRASIL: ASPECTOS TEÓRICOS A formação histórico-social do Brasil (presenças étnicas); A formação de áreas culturais; Características dos fatos culturais populares de tradição oral; As culturas populares/folclore e suas funções sociais; Ciclos festivos e as festas populares; Distinções: danças e folguedos populares. Unidade 3 - MODALIDADES DE DANÇAS POPULARES TRADICIONAIS (FOLCLÓRICAS): INTRODUÇÃO (a interação das linguagens expressivas: música/dança/poesia/arte dramática/expressão plástica) Dança de São Gonçalo; Jongo; Batuque de Umbigada; Tambor-de-crioula; Cururu; Catira; Coco; Chimarrete; Cirandas; Dança do Caranguejo, Cana-Verde; Sambas, Ciriri; Carimbó e outras. Unidade 4 FESTAS TRADICIONAIS E FOLGUEDOS POPULARES: INTRODUÇÃO (a interação das linguagens expressivas: música/dança/poesia/arte- dramática/expressão plástica) Festa do Divino, Festa de Reis, Festa de São Benedito e Nossa Senhora do Rosário, Carnaval, Festas Juninas; Bumba-meu-boi/Reisado; Congada/Moçambique; Cabocolinhos; Chegança/Fandango; Guerreiros; Maracatu; Pássaros; Cavalhada; Folias (de Reis, do Divino e outras); Caiapó; Afoxé e outros. Unidade 5 MÚSICA POPULAR URBANA - os principais gêneros da música popular urbana no Brasil (características estruturais e aspectos histórico-sociais: modinha, lundu, maxixe, choro, gavota, minueto, quadrilha, valsa, schottish, polca, mazurka, fado, tango, cake-walk, marchas (marcha-rancho, frevo, marchinha), sambas, coco, embolada, baião, forró, arrasta-pé, toada, cururu, catira, moda de viola, toada, pagode caipira, bugio, vanera, vanerão, milonga, guarânia, polca paraguaia, rasqueado, chamamé, rag-time, fox-trot, charleston, one-step, two-step, rockand-roll, tango argentino, bolero, rumba, mambo, conga, beguine, chá-chá-chá etc); Metodologia A- Aulas expositivas, com apresentação de DVDs e CDs;

3 BIBLIOGRAFIA BÁSICA Cultura Popular/Folclore 1. Teorias sociais e de folclore/cultura popular B- Realização de pesquisas de campo (vivencial), para elaboração de trabalho monográfico; C- Aulas práticas de música, danças e folguedos D- Prática de aplicação de músicas, danças e folguedos populares nas expressões artísticas; E- Seminários e discussão de textos especializados; F- Aplicação do estudo da música popular em trabalhos de performance de grupo. Bibliografia Compreender a cultura sob a perspectiva antropológica; Conhecer as principais manifestações de festas, danças, folguedos e rituais profanos e religiosos da cultura popular brasileira de tradição oral (folclórica) e os principais gêneros da música popular urbana; Perceber e compreender as festas, danças e folguedos populares sob a perspectiva interativa dramático-expressiva, envolvendo: música, dança, poesia, artes plásticas e artedramática; Aplicar os conhecimentos sobre a cultura popular brasileira no trabalho artístico (música, teatro, dança). Critérios de avaliação da aprendizagem ARANTES, Antônio A. O que é folclore (coleção Primeiros Passos). 3 ed., São Paulo: Brasiliense, AYALA, Marcos & Maria Ignez N. AYALA. Cultura Popular no Brasil (Série Princípios). São Paulo: Ática, BLACKING, John. Hay música en el hombre? (How Musical is Man?). Madrid: Alianza, BLACKING, John. Música, cultura e experiência, in: Cadernos de Campo Revista dos alunos de Pós-Graduação em Antropologia Social da USP, S. Paulo, vol. 16, ano 16, jan-dez.2007 ISSN , pp BRANDÃO, Carlos R. O que é folclore (coleção Primeiros Passos). São Paulo: Brasiliense, BURKE, Peter. A Cultura Popular na Idade Moderna: Europa, S. Paulo: Schwarcz, CARVALHO, Rita Laura S. de; e outros. Seminário Folclore e Cultura Popular: as várias faces de um debate. Rio de Janeiro: INF/IBAC/MEC, FERNANDES, Florestan. O Folclore em Questão. S.Paulo: Hucitec, FRADE, Cáscia. Folclore. São Paulo: Global, GARCÍA CANCLINI, Néstor. As Culturas Populares no Capitalismo. São Paulo: Melhoramentos, GONZALEZ, Jorge A. Sociologia de las Culturas Subalternas. México: Univ. Autonoma de Baja California, IKEDA, Alberto T. Do lundu ao Mangue-beat, in: Revista História viva Temas Brasileiros:

4 Presença Negra, n.3, S. Paulo: Duetto, março 2006, pp IKEDA, Alberto T. Manifestações tradicionais: rituais, artes, ancestralidades..., in: Prêmio Cultura Viva: um prêmio à cidadania. Coord. Ana Regina Carrara. São Paulo: CENPEC, 2007, pp IKEDA, A. T. Música, política e ideologia: algumas considerações. Revista (Online) - Revista Eletrônica da Pós-Graduação do IA Unesp S. Paulo, número 1, março de 2007, ISSN Endereço: LAPLATINE, François. Aprender Antropologia. São Paulo: Brasiliense, LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico, Rio de janeiro: Jorge Zahar, LIMA, Rossini Tavares de. A Ciência do Folclore. São Paulo: Ricordi, ORTIZ, Renato. Cultura Popular: românticos e folcloristas. S.Paulo: PUC, PEREIRA, Niomar de Souza. Folclore: teorias, conceito, campo de ação. São Paulo: Nacional, ROCHA, Tião. Folclore: roteiro de pesquisa. Belo Horizonte: Secretaria de Estado da Cultura/ Governo de Minas Gerais - Centro Popular de Cultura e Desenvolvimento/Comissão Mineira de folclore, SANTOS, José Luiz dos. O que é cultura (coleção Primeiros Passos). 6 ed., São Paulo: Brasiliense, VILHENA, Luís Rodolfo. Projeto e missão: o movimento folclórico brasileiro Rio de Janeiro: Funarte/Getúlio Vargas, Danças, folguedos, festas e música ALVARENGA, Oneyda. Música popular brasileira. Porto Alegre: Globo, ANDRADE, Mário de. As melodias do boi e outras peças. São Paulo: Duas Cidades/INL, ANDRADE, Mário de. Aspectos da música brasileira. São Paulo: Martins, ANDRADE, Mário de. Danças Dramáticas do Brasil, 3 v., S. Paulo: Martins, ANDRADE, Mário de. Ensaio sobre a música brasileira, 3 ed., São Paulo: Martins, ANDRADE, Mário de. Os Cocos. S. Paulo: Duas Cidades/INL/Pró-Memória, ARAÚJO, Alceu Maynard. Documentário folclórico paulista e instrumentos musicais e implementos in Revista do Arquivo Municipal de São Paulo, v. CLVII, ano XX (julho a dezembro, 1953), p ARAUJO, Alceu Maynard. Cultura Popular Brasileira. 2 ed. S. Paulo: Melhoramentos, ARAUJO, Alceu Maynard. Folclore Nacional: danças, recreação, música, v.2., 2 ed. S. Paulo: Melhoramentos, CARNEIRO, Edison. Folguedos Tradicionais. Rio de Janeiro: Conquista, CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do Folclore Brasileiro, 5 ed. S. Paulo: Melhoramentos, 1980.

5 CÔRTES, Paixão & Barbosa LESSA. Manual de Danças Gaúchas, 3 ed., s. Paulo: Vitale, FERRETE, J. L. Capitão Furtado: viola caipira ou sertaneja? Rio de Janeiro: Minc/Funarte, FERRETTI, Sérgio F. (Coord.). Tambor de Crioula: ritual e espetáculo. São Luís: SECMA/Comissão Maranhense de Folclore, GIFFONI, Maria Amália C. Danças Folclóricas Brasileiras e suas aplicações educativas, 2 ed., S. Paulo: Melhoramentos, GIFFONI, Maria Amália C. Danças Miúdas do Folclore Paulista, 2 ed. S. Paulo: Nobel, GUERRA PEIXE, César. Maracatus do Recife. S. Paulo: Ricordi, s/d. GUERRA-PEIXE, Cesar. os cabocolinhos do Recife in Revista Brasileira de Folclore, ano VI, N. 15, maio/agosto 1966 (p ). IKEDA, Alberto T. Celebrações populares: do sagrado ao profano. (co-autoria: Américo Pellegrini Filho). In: Terra Paulista: histórias, arte, costumes Vol. 3: Manifestações artísticas e celebrações populares no Estado de São Paulo. São Paulo: CENPEC (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária) / Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004 (pp ). ( ISBN X e ) IKEDA, Alberto T. Folias de reis, sambas do povo: ciclo de Reis em Goiânia - tradição e modernidade in Possessão e Procissão: religiosidade popular no Brasil, org. H. Nakamaki e Américo Pellegrini Filho, Osaka-Japan: National Museum of Ethnology, 1994, pp IKEDA, Alberto T. Forró: dança e música do povo in D. O. Leitura, (9/101), outubro de IKEDA, Alberto T. No carnaval pós-moderno negro não tem vez in Caderno Cultura, O Estado de São Paulo, 08 de fevereiro de 1997, pp. D8-D9. IKEDA, Alberto T. Brasil, sons e instrumentos musicais (catálogo de exposição). São Paulo: Instituto Itaú Cultural, junho 1997, 52 pp. IKEDA, Alberto T. Música na Terra Paulista: da viola caipira à guitarra elétrica. In: Terra Paulista: histórias, arte, costumes Vol. 3: Manifestações artísticas e celebrações populares no Estado de São Paulo. São Paulo: CENPEC (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária) / Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004 (pp ). ( ISBN X e ). LIMA, Rossini Tavares de. Folclore das festas cíclicas. São Paulo: Vitale, LIMA, Rossini Tavares de. Folclore de São Paulo: melodia e ritmo, 2 ed., s. Paulo: Ricordi, s/d. (1a ed. 1954). LIMA, Rossini Tavares de. Folguedos populares do Brasil. São Paulo: Ricordi, MARTINS, Leda Maria. Afrografias da memória: o Reinado do Rosário no Jatobá. São Paulo: Perspectiva; Belo Horizonte: Mazza, MOURA, Carlos Eugênio Marcondes de. O Teatro que o Povo Cria: cordão de pássaros, cordão de bichos, pássaros juninos do Pará (da dramaturgia ao espetáculo). Belém: Secult, MUKUNA, Kazadi wa. Contribuição bantu na música popular brasileira: perspectivas

6 etnomusicológicas. São Paulo: Terceira Margem, (Tese-USP de 1977) NEPOMUCENO, Rosa. Música Caipira: da roça ao rodeio. S. Paulo: Editora 34/Grupo Pão de Acúcar, OHTAKE, Ricardo (coord.) Danças populares brasileiras. São Paulo: Rhodia, OHTAKE, Ricardo (coord.) Instrumentos musicais brasileiros. São Paulo: Rhodia, OHTAKE, Ricardo (coord.). Danças Populares Brasileiras. S. Paulo: Rhodia, PELLEGRINI Filho, Américo. Folclore paulista - calendário & documentário, 2 ed., São Paulo: Cortez/Sec.Est.Cultura, PELLEGRINI Filho. Américo. Danças folclóricas. 2 ed., São Paulo: Esperança, RABELLO, Evandro. Ciranda: dança de roda, dança da moda. Recife: Univ.Fed. Pernambuco, RAYMOND, Lavinia Costa. Algumas Danças Populares no Estado de São Paulo. S. Paulo: FFLCH- USP, REAL, Katarina. O folclore no carnaval do Recife. 2 ed., Recife: Massangana/Fund.Joaquim nabuco, RISÉRIO, Antonio. Carnaval Ijexá; notas sobre afoxés e blocos do novo carnaval afrobaiano. Salvador: Corrupio, RODRIGUES, Graziela. Bailarino pesquisador intérprete: processo de formação. Rio de Janeiro: Funarte, SETTI, Kilza. Ubatuba nos cantos das praias - estudo do caiçara paulista e de sua produção musical. São Paulo: Ática, SOUZA, Tárik de. e outros. Brasil Musical. Rio de Janeiro: Art Bureau/Banco Chase, TINHORÃO, José Ramos. Pequena História da Música Popular: da modinha à lambada, 6 ed., São Paulo: Art, TINHORÃO, José Ramos. Os sons dos negros no Brasil: cantos, danças, folguedos: origens. São Paulo: Art, VIANNA, Hermano e Ernesto BALDAN. Música do Brasil. São Paulo: Abril, VIEIRA, Sulamita. O sertão em movimento: a dinâmica da produção cultural. São Paulo: Annablume, VILHENA, Luís Rodolfo. Projeto e missão: o movimento folclórico brasileiro Rio de Janeiro: Funarte/Fundação Getúlio Vargas, Cadernos de Folclore ( coleção). Rio de Janeiro: Mec/Campanha de Defesa do Folclore Brasileiro. Folclore Brasileiro (coleção), Rio de Janeiro: Mec/Campanha de Defesa do Folclore Brasileiro. Revista Brasileira de Folclore (coleção), Rio de Janeiro: Mec/Campanha de Defesa do Folclore Brasileiro. Ementa (Tópicos que caracterizam as unidades do programa de ensino)

7 Aprovação Conselho Curso Cons. Departamental Congregação

8

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina CAV5280TU - Cultura Popular. Docente(s) José Paiani Spaniol

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina CAV5280TU - Cultura Popular. Docente(s) José Paiani Spaniol Curso null - null Ênfase Identificação Disciplina CAV5280TU - Cultura Popular Docente(s) José Paiani Spaniol Unidade Instituto de Artes Departamento Departamento de Artes Plásticas Créditos 0 60 Carga

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina LAC1821T1 - Corpo, Expressão e Criatividade II

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina LAC1821T1 - Corpo, Expressão e Criatividade II Curso null - null Ênfase Identificação Disciplina LAC1821T1 - Corpo, Expressão e Criatividade II Docente(s) José Manuel Lázaro de Ortecho Ramirez Unidade Instituto de Artes Departamento Departamento de

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina LEM1714T1 - História da Música Brasileira

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina LEM1714T1 - História da Música Brasileira Curso null - null Ênfase Identificação Disciplina LEM1714T1 - História da Música Brasileira Docente(s) Paulo Augusto Castagna Unidade Instituto de Artes Departamento Departamento de Música Créditos 0 60

Leia mais

Inventário dos Lugares de Memória do Tráfico Atlântico de Escravos e da História dos Africanos Escravizados no Brasil 7. Patrimônio Imaterial

Inventário dos Lugares de Memória do Tráfico Atlântico de Escravos e da História dos Africanos Escravizados no Brasil 7. Patrimônio Imaterial 7. Patrimônio Imaterial A presença dos africanos no Brasil contemporâneo pode ser identificada na vivência de um patrimônio cultural, expresso em memórias, músicas, versos, cantos, danças e perfomances,

Leia mais

A Dança é a arte de mexer o corpo, através de uma cadência de movimentos e ritmos, criando uma harmonia própria. Não é somente através do som de uma

A Dança é a arte de mexer o corpo, através de uma cadência de movimentos e ritmos, criando uma harmonia própria. Não é somente através do som de uma Dança Desde 1982, no dia 29 de abril, comemora-se o dia internacional da dança, instituído pela UNESCO em homenagem ao criador do balé moderno, Jean- Georges Noverre. A Dança é a arte de mexer o corpo,

Leia mais

Processos de criação em Danças Brasileiras: O folclore como inspiração.

Processos de criação em Danças Brasileiras: O folclore como inspiração. Processos de criação em Danças Brasileiras: O folclore como inspiração. Gustavo Côrtes Programa de Pós Graduação em Artes Cênicas Unicamp - Doutorando Processos e Poéticas da Cena Or. Prof. Dra. Inaicyra

Leia mais

Valéria Carrilho da Costa

Valéria Carrilho da Costa A FOLIA NA ESCOLA: ENTRE CORES E CANTOS Valéria Carrilho da Costa gmacala@netsite.com.br Prefeitura Municipal de Uberlândia E.M. Profª Maria Leonor de Freitas Barbosa Relato de Experiência Resumo O projeto

Leia mais

Marcos de Aprendizagem Música. Eixo Competência Conteúdos Habilidades

Marcos de Aprendizagem Música. Eixo Competência Conteúdos Habilidades Apreciação e Percepção Musical Alcance progressivo do desenvolvimento auditivo musical, rítmico, melódico, harmônico e tímbrico e a memória musical nos processos de apreciação e percepção. Som e suas propriedades

Leia mais

DO RURAL AO URBANO: GÊNESE E DESENVOLVIMENTO DO SAMBA PAULISTA

DO RURAL AO URBANO: GÊNESE E DESENVOLVIMENTO DO SAMBA PAULISTA GRUPO DE TRABALHO: CULTURA E TRADIÇAO DO RURAL AO URBANO: GÊNESE E DESENVOLVIMENTO DO SAMBA PAULISTA Palavras-chave: samba paulista, samba de bumbo, samba rural, cultura popular, tradição popular. Resumo:

Leia mais

Adriana Viotto BORGES 1 Natassia Del FRATE 2 Manoel NASCIMENTO 3 Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, SP

Adriana Viotto BORGES 1 Natassia Del FRATE 2 Manoel NASCIMENTO 3 Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, SP Revelando São Paulo 15 anos de celebração da cultura popular Adriana Viotto BORGES 1 Natassia Del FRATE 2 Manoel NASCIMENTO 3 Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, SP RESUMO A proposta deste

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA. Departamento de Arqueologia. Disciplina Museologia Arqueológica. Professora: Ms. Marcelle Pereira Museóloga EMENTA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA. Departamento de Arqueologia. Disciplina Museologia Arqueológica. Professora: Ms. Marcelle Pereira Museóloga EMENTA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA Departamento de Arqueologia Disciplina Museologia Arqueológica Professora: Ms. Marcelle Pereira Museóloga EMENTA Esta disciplina pretende apresentar, discutir e problematizar

Leia mais

PROVA ESCRITA DE EDUCAÇÃO MUSICAL. PRIMEIRA PARTE - QUESTÕES DISCURSIVAS (70 pontos)

PROVA ESCRITA DE EDUCAÇÃO MUSICAL. PRIMEIRA PARTE - QUESTÕES DISCURSIVAS (70 pontos) COLÉGIO PEDRO II DIRETORIA GERAL SECRETARIA DE ENSINO CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSORES DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO = 2002 = PRIMEIRA PARTE - QUESTÕES DISCURSIVAS (70 pontos) 1) Escreva uma notação rítmica

Leia mais

FESTAS PPGAC. Lúcia Lobato Érico José Souza de Oliveira. Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas

FESTAS PPGAC. Lúcia Lobato Érico José Souza de Oliveira. Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas 20 FESTAS PPGAC Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas Lúcia Lobato Érico José Souza de Oliveira Cadernos do GIPE-CIT Grupo Interdisciplinar de Pesquisa e Extensão em Contemporaneidade, Imaginário

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina LEM1457T1 - Prática de Ensino II

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina LEM1457T1 - Prática de Ensino II Curso null - null Ênfase Identificação Disciplina LEM1457T1 - Prática de Ensino II Docente(s) Iveta Maria Borges Ávila Fernandes Unidade Instituto de Artes Departamento Departamento de Artes Cênicas, Educação

Leia mais

O SAGRADO E O PROFANO: PERFORMACE RITUALÍSTICA EM PIRENÓPOLIS

O SAGRADO E O PROFANO: PERFORMACE RITUALÍSTICA EM PIRENÓPOLIS 1 O SAGRADO E O PROFANO: PERFORMACE RITUALÍSTICA EM PIRENÓPOLIS Maria Cristina de Freitas Bonetti 1 Resumo Este ensaio trata de uma manifestação da Religiosidade Popular em Pirenópolis, Goiás; objetiva

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina MUS1530T1 - Dicção I

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina MUS1530T1 - Dicção I Curso null - null Ênfase Identificação Disciplina MUS1530T1 - Dicção I Docente(s) Wladimir Farto Contesini de Mattos Unidade Instituto de Artes Departamento Departamento de Música Créditos 4 60 Carga Horaria

Leia mais

Matrizes da Música Brasileira: Danças Dramáticas

Matrizes da Música Brasileira: Danças Dramáticas Ricardo Monteiro A abordagem deste material estará centrada em um enfoque particular, pelo qual a história de nossa música popular será contada não só através da análise de uma série de fatos que se sucedem,

Leia mais

O ESTADO ATUAL DA ETNOMUSICOLOGIA BRASILEIRA

O ESTADO ATUAL DA ETNOMUSICOLOGIA BRASILEIRA O ESTADO ATUAL DA ETNOMUSICOLOGIA BRASILEIRA Gerard Béhague (Professor de Etnomusicologia da Universidade do Texas EUA) 1 As observações feitas aqui não se tratam de uma mensagem paternalista mas sim do

Leia mais

Patrimônios na BR-135

Patrimônios na BR-135 Patrimônios na BR-135 Conhecer para preservar e valorizar nossas riquezas! Gestão Ambiental da nova BR-135 2 Patrimônios Cartilha de Educação Ambiental Tema: Patrimônios na BR-135 Ano III, número 1, I

Leia mais

NA TRILHA DA VIOLA BRANCA: ASPECTOS SÓCIO-CULTURAIS E TÉCNICO-MUSICAIS DO SEU USO NO FANDANGO DE IGUAPE E CANANÉIA, LITORAL SUL DO ESTADO DE SÃO PAULO

NA TRILHA DA VIOLA BRANCA: ASPECTOS SÓCIO-CULTURAIS E TÉCNICO-MUSICAIS DO SEU USO NO FANDANGO DE IGUAPE E CANANÉIA, LITORAL SUL DO ESTADO DE SÃO PAULO NA TRILHA DA VIOLA BRANCA: ASPECTOS SÓCIO-CULTURAIS E TÉCNICO-MUSICAIS DO SEU USO NO FANDANGO DE IGUAPE E CANANÉIA, LITORAL SUL DO ESTADO DE SÃO PAULO Cintia Bisconsin Ferrero bisconsin@ig.com.br Instituto

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina LAC1532T1 - Linguagem Visual I

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina LAC1532T1 - Linguagem Visual I Curso null - null Ênfase Identificação Disciplina LAC1532T1 - Linguagem Visual I Docente(s) Rita Luciana Berti Bredariolli Unidade Instituto de Artes Departamento Departamento de Artes Cênicas, Educação

Leia mais

BRASIL MUSICAL - SUMARIO

BRASIL MUSICAL - SUMARIO AAbG&O BRASIL =BRAZML UL TÁRIK DE SOUZA ARY VASCONCELOS ROBERTO M. MOURA JOÃO MÁXIMO ROBERTO MUGGIATI LUIZ CARLOS MANSUR TURIBIO SANTOS AFFONSO R. DE SANT'ANNA RITA CÁURIO BRASIL MUSICAL - SUMARIO i Um

Leia mais

PROGRAMA PETROBRAS MÚSICA - 2002 PROJETOS CONTEMPLADOS

PROGRAMA PETROBRAS MÚSICA - 2002 PROJETOS CONTEMPLADOS PROGRAMA PETROBRAS MÚSICA - 2002 PROJETOS CONTEMPLADOS PROJETO EDIÇÃO DE CDS DE MÚSICA BRASILEIRA Proponente: Marcos Branda Lacerda Coordenador: Marcos Branda Lacerda O objetivo deste projeto é editar

Leia mais

DANÇA FOLCLÓRICA NA ESCOLA: CULTURA, IDENTIDADE, PERTENCIMENTO E INCLUSÃO

DANÇA FOLCLÓRICA NA ESCOLA: CULTURA, IDENTIDADE, PERTENCIMENTO E INCLUSÃO DANÇA FOLCLÓRICA NA ESCOLA: CULTURA, IDENTIDADE, PERTENCIMENTO E INCLUSÃO Rita F. Alves Professor I da Rede Municipal de Ensino E.M. Pará Integrante da Companhia Folclórica do Rio-UFRJ Introdução Ficaram

Leia mais

Palavras-chave: Dança popular. Tradição. Performances Culturais.

Palavras-chave: Dança popular. Tradição. Performances Culturais. ROSA, Eloisa Marques. Perspectivas das danças populares brasileiras na atualidade: Tradição e Retradicionalização. Goiânia: Universidade Federal de Goiás; Mestrado em Performances Culturais; Sebastião

Leia mais

PAINEL FOLCLORE NA ESCOLA: CRITICIDADE E CRIATIVIDADE NA FORNAÇÃO DE EDUCANDOS

PAINEL FOLCLORE NA ESCOLA: CRITICIDADE E CRIATIVIDADE NA FORNAÇÃO DE EDUCANDOS PAINEL FOLCLORE NA ESCOLA: CRITICIDADE E CRIATIVIDADE NA FORNAÇÃO DE EDUCANDOS Mariana Alvarenga Gois de Assis Dienefer Ribeiro Avelino Mariana Cristina Tavares Souza Silva Alina de Jesus Rivas Contreras

Leia mais

MARACATU MIRIM: A DESCOBERTA DA CULTURA BRASILEIRA PELAS SENSAÇÕES DA DANÇA.

MARACATU MIRIM: A DESCOBERTA DA CULTURA BRASILEIRA PELAS SENSAÇÕES DA DANÇA. MARACATU MIRIM: A DESCOBERTA DA CULTURA BRASILEIRA PELAS SENSAÇÕES DA DANÇA. Vanessa Guimarães dos Santos. Escola e Faculdade de Dança Angel Vianna (FAV). vanessa_gs2004@yahoo.com.br Danças populares Maracatu

Leia mais

Oficina 4 - Danças Populares Brasileiras

Oficina 4 - Danças Populares Brasileiras Oficina 4 - Danças Populares Brasileiras Vivian Parreira da Silva 1 Mariela Pinheiro Alves Cardoso 2 Sinopse: Na arte popular as diferentes expressões encontram-se amalgamadas. Movimento, voz, músicas,

Leia mais

INICIATIVAS PREMIADAS

INICIATIVAS PREMIADAS INICIATIVAS PREMIADAS Gestão Pública 1º LUGAR Programa de Valorização das Culturas Regionais: Cultura em Movimento Secretaria da Cultura do Estado do Ceará 184 municípios (CE) A iniciativa surgiu em 2003

Leia mais

Alceu Maynard Araújo

Alceu Maynard Araújo Alceu Maynard Araújo DOCUMENTÁRIO FOLCLÓRICO PAULISTA Publicado pelo Departamento de Cultura da Prefeitura do Município de São Paulo por intermédio da Divisão do Arquivo Histórico. Prefeito do Município

Leia mais

Maria de Lurdes Barros da Paixão 1 Universidade Estadual de Santa Cruz UESC-BA

Maria de Lurdes Barros da Paixão 1 Universidade Estadual de Santa Cruz UESC-BA O En(tre) lugar da Dança Contemporânea na Bahia e no Recife: A pesquisa sobre as reelaborações estéticas coreográficas do Balé Folclórico da Bahia e do Grupo Grial de Dança. Maria de Lurdes Barros da Paixão

Leia mais

8º Ano 2015 4º Bimestre Artes Prof. Juva

8º Ano 2015 4º Bimestre Artes Prof. Juva 8º Ano 2015 4º Bimestre Artes Prof. Juva Manifestações de Arte Popular No Brasil a arte popular é aquela produzida por alguém que não possui uma instrução acadêmica em arte, mas produz obras que contém

Leia mais

CONSIDERAÇÕES FINAIS

CONSIDERAÇÕES FINAIS CONSIDERAÇÕES FINAIS Procuramos descrever e analisar três olhares distintos sobre a cultura popular: partimos dos debates entre folcloristas e acadêmicos, durante a consolidação das Ciências Sociais no

Leia mais

Currículo Artístico Profissional

Currículo Artístico Profissional Currículo Artístico Profissional Nome artístico: Camilo Gan RG: MG-9.159.533 / CPF: 048.987.816-40 / PIS: 126.98583.12-8 Tel. (031) 988128277 E-mail: maodetambor@hotmail.com Nascido em 1980 em Belo Horizonte

Leia mais

Gabriela Amorim, graduanda do curso de história da Universidade de São Paulo.

Gabriela Amorim, graduanda do curso de história da Universidade de São Paulo. Gabriela Amorim, graduanda do curso de história da Universidade de São Paulo. Flávia Copola Riberti, graduanda do curso de artes cênicas da Escola Superior de Artes Célia Helena. Orientador: Prof. Dr.

Leia mais

UNIDADE Escola de Ciência da Informação CARGA TEÓRICA PRÁTICA TOTAL CRÉDITOS HORÁRIA 60 60 0 60 04 ANO LETIVO

UNIDADE Escola de Ciência da Informação CARGA TEÓRICA PRÁTICA TOTAL CRÉDITOS HORÁRIA 60 60 0 60 04 ANO LETIVO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS DEPARTAMENTO DE TEORIA E GESTÃO DA INFORMAÇÃO DISCIPLINAS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DISCIPLINA Patrimônio Cultural no Brasil CÓDIGO ECI -101 PROFESSOR Rubens Alves da

Leia mais

A MÚSICA BRASILEIRA Professor Romulo Bolivar. www.proenem.com.br

A MÚSICA BRASILEIRA Professor Romulo Bolivar. www.proenem.com.br A MÚSICA BRASILEIRA Professor Romulo Bolivar www.proenem.com.br INSTRUÇÃO A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija

Leia mais

Palavras-chave: Etnocenologia, Folias do Divino, Ritos espetaculares.

Palavras-chave: Etnocenologia, Folias do Divino, Ritos espetaculares. O mestre morreu. Viva o novo mestre. Jorge das Graças Veloso Programa de Pós-Graduação em Artes VIS/IdA UnB. Professor Adjunto Doutor em Artes Cênicas UFBA. Ator, diretor, dramaturgo, professor/unb. Resumo:

Leia mais

RELATÓRIO PIBID ARTE 2012

RELATÓRIO PIBID ARTE 2012 UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO A DOCÊNCIA PIBID COORDENAÇÃO DE SUBPROJETO ARTES-MÚSICA E ARTES VISUAIS RELATÓRIO PIBID ARTE 2012 São

Leia mais

Práticas musicais no contexto urbano de João Pessoa

Práticas musicais no contexto urbano de João Pessoa Práticas musicais no contexto urbano de João Pessoa Luis Ricardo Silva Queiroz Universidade Federal da Paraíba e-mail: luisrsq@uol.com.br Anne Raelly Pereira de Figueirêdo Universidade Federal da Paraíba

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Curso TUR D1 - Turismo. Ênfase. Disciplina T1.3085S - Turismo e Meio Ambiente. Docente(s) Fernando Protti Bueno

Plano de Ensino. Identificação. Curso TUR D1 - Turismo. Ênfase. Disciplina T1.3085S - Turismo e Meio Ambiente. Docente(s) Fernando Protti Bueno Curso TUR D1 - Turismo Ênfase Identificação Disciplina T1.3085S - Turismo e Meio Ambiente Docente(s) Fernando Protti Bueno Unidade Câmpus Experimental de Rosana Departamento Coordenadoria de Curso de Turismo

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 1503 - Licenciatura em Matemática. Ênfase. Disciplina 0004117A - Didática da Matemática

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 1503 - Licenciatura em Matemática. Ênfase. Disciplina 0004117A - Didática da Matemática Curso 1503 - Licenciatura em Matemática Ênfase Identificação Disciplina 0004117A - Didática da Matemática Docente(s) Marisa da Silva Dias Unidade Faculdade de Ciências Departamento Departamento de Educação

Leia mais

Palavras-chave: Umbigada, gesto, memória, ritual e espetáculo.

Palavras-chave: Umbigada, gesto, memória, ritual e espetáculo. A PUNGA DO TAMBOR DE CRIOULA NO MARANHÃO: ESPAÇO DE MEMÓRIA, RITUAL E ESPETÁCULO. Juliana Bittencourt Manhães Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro UNIRIO, manhaes.ju@gmail.com Resumo: Este

Leia mais

Abordagem Conceitual Cultura Popular

Abordagem Conceitual Cultura Popular UNESCOM - Congresso Multidisciplinar de Comunicação para o Desenvolvimento Regional São Bernardo do Campo - SP Brasil - 9 a 11 de outubro de 2006 - Universidade Metodista de São Paulo. Maracatu Nação na

Leia mais

Produtora Cultural e Selo Independente, realiza desde 2001 trabalhos na área da cultura popular brasileira.

Produtora Cultural e Selo Independente, realiza desde 2001 trabalhos na área da cultura popular brasileira. Produtora Cultural e Selo Independente, realiza desde 2001 trabalhos na área da cultura popular brasileira. Desenvolve ações como: realização e coordenação de projetos culturais, lançamento de cds, shows

Leia mais

Prêmio Funarte de Programação Continuada para a Música Popular 2015. Lista Classificatória Módulo B Prêmio de R$ 200 mil

Prêmio Funarte de Programação Continuada para a Música Popular 2015. Lista Classificatória Módulo B Prêmio de R$ 200 mil Prêmio Funarte de Programação Continuada para a Música Popular 2015 Lista Classificatória Módulo B Prêmio de R$ 200 mil Ordem de classificação Inscrição Nome do Festival ou Mostra UF 1º 22 11º Festival

Leia mais

LINGUAGENS ARTÍSTICAS E LÚDICAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.

LINGUAGENS ARTÍSTICAS E LÚDICAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL. LINGUAGENS ARTÍSTICAS E LÚDICAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL. ANA PAULA CORDEIRO ARTE ARTE? O QUE É? QUAL SUA NECESSIDADE? QUAL SUA FUNÇÃO? ARTE: O QUE É? ARTE Uma forma de criação de linguagens- a linguagem visual,

Leia mais

PARTE DIVERSIFICADA 2º TRIMESTRE TEMA- CUIDAR DA CASA COMUM LEMA: A FESTA JUNINA RESGATANDO A IDENTIDADE COMUM ATRAVÉS DE DANÇAS TÍPICAS

PARTE DIVERSIFICADA 2º TRIMESTRE TEMA- CUIDAR DA CASA COMUM LEMA: A FESTA JUNINA RESGATANDO A IDENTIDADE COMUM ATRAVÉS DE DANÇAS TÍPICAS PARTE DIVERSIFICADA 2º TRIMESTRE TEMA- CUIDAR DA CASA COMUM LEMA: A FESTA JUNINA RESGATANDO A IDENTIDADE COMUM ATRAVÉS DE DANÇAS TÍPICAS Educadores: Ano/turma: 6º ao 9º anos Vespertino / Matutino Disciplina:

Leia mais

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 096

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 096 Eventos Culturais PROGRAMA Nº - 096 Levar cultura à população através de shows musicais, espetáculos teatrais, poesia, oficinas de teatro, música, artesanato, artes plásticas e outros. Contratar empresas

Leia mais

Educação. Cultura Brasileira. MiniWeb Educação. Cultura

Educação. Cultura Brasileira. MiniWeb Educação. Cultura Educação Cultura Brasileira MiniWeb Educação Cultura O motivo principal de colocar essa pesquisa na Miniweb Educação foi a leitura recente que fiz em um jornal online, de um jovem respondendo a outrem

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso null - null. Ênfase. Disciplina 0003029A - História da Comunicação

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso null - null. Ênfase. Disciplina 0003029A - História da Comunicação Curso null - null Ênfase Identificação Disciplina 0003029A - História da Comunicação Docente(s) Vinicius Martins Carrasco de Oliveria Unidade Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação Departamento

Leia mais

www.portaledumusicalcp2.mus.br

www.portaledumusicalcp2.mus.br Apostila de Educação Musical 1ª Série Ensino Médio www.portaledumusicalcp2.mus.br O QUE É MÚSICA? A música (do grego μουσική τέχνη - musiké téchne, a arte das musas) constituise basicamente de uma sucessão

Leia mais

A Música e a festa da Bosque

A Música e a festa da Bosque O Boi Festeiro da A experiência de festejar é algo presente entre os homens desde períodos muito remotos. Inicialmente ligadas à plantação e à colheita, as festas sempre tiveram o grande poder de unir

Leia mais

Cantando pelo Mundo. II - Disciplinas envolvidas no projeto: Música, Língua Portuguesa, História e Geografia.

Cantando pelo Mundo. II - Disciplinas envolvidas no projeto: Música, Língua Portuguesa, História e Geografia. Cantando pelo Mundo I - Período do projeto: 2º Bimestre de 2015 II - Disciplinas envolvidas no projeto: Música, Língua Portuguesa, História e Geografia. III Problematização Intercâmbio musical e cultural

Leia mais

Palavras-chave: Música caipira. Literatura. Valores. Imaginário. Cultura.

Palavras-chave: Música caipira. Literatura. Valores. Imaginário. Cultura. A MÚSICA CAIPIRA E A LITERATURA: do imaginário à representação cultural Meire Lisboa Santos Gonçalves Resumo: As manifestações sobre a tradição e cultura caipira e o seu reconhecimento são temáticas muito

Leia mais

ARRASTÃO OFICINAS. APRESENTAçãO NúCLEO BATUNTÃ. Quem somos

ARRASTÃO OFICINAS. APRESENTAçãO NúCLEO BATUNTÃ. Quem somos APRESENTAçãO NúCLEO BATUNTÃ Quem somos Formado em 1999, o Batuntã desenvolve um trabalho de pesquisa e criação musical, tendo o ritmo como fio condutor. O grupo se destaca pela criatividade nas composições

Leia mais

Ementa. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2º Semestre 2006 ANO DO CURSO 1º ano

Ementa. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2º Semestre 2006 ANO DO CURSO 1º ano UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2º Semestre 2006 ANO DO CURSO 1º ano Curso: Ciências Econômicas Modalidade: Bacharelado Turno: Noturno

Leia mais

AS CONGADAS E AS COROAÇÕES DOS REIS CONGOS: FESTIVIDADES RELIGIOSAS DE MATRIZES CULTURAIS AFRO-BRASILEIRAS

AS CONGADAS E AS COROAÇÕES DOS REIS CONGOS: FESTIVIDADES RELIGIOSAS DE MATRIZES CULTURAIS AFRO-BRASILEIRAS AS CONGADAS E AS COROAÇÕES DOS REIS CONGOS: FESTIVIDADES RELIGIOSAS DE MATRIZES CULTURAIS AFRO-BRASILEIRAS Magno da Nóbrega Lisboa Graduado em Letras e Pedagogia e estudante do Curso de Serviço Social

Leia mais

A institucionalização do ensino de música do século XVIII aos dias de hoje

A institucionalização do ensino de música do século XVIII aos dias de hoje A institucionalização do ensino de música do século XVIII aos dias de hoje Denise Andrade de Freitas Martins Conservatório Estadual de Música Dr. José Zóccoli de Andrade, MG industria@netsite.com.br Resumo.

Leia mais

A poesia popular nas manifestações culturais no Tocantins: estudos sobre a literatura de cordel, das cantorias e desafios em Palmas - TO

A poesia popular nas manifestações culturais no Tocantins: estudos sobre a literatura de cordel, das cantorias e desafios em Palmas - TO A poesia popular nas manifestações culturais no Tocantins: estudos sobre a literatura de cordel, das cantorias e desafios em Palmas - TO Lauro Aguiar VIEIRA 1 RESUMO: Por ser uma literatura muito difundida

Leia mais

CONSIDERAÇÕES FINAIS

CONSIDERAÇÕES FINAIS 72 CONSIDERAÇÕES FINAIS Essa pesquisa buscou atender as leituras das teorias bergerianas, trazendo ao cenário acadêmico uma temática de cunho popular. Neste contexto, quatro momentos delinearam a trajetória

Leia mais

Conteúdos: Leitura e interpretação oral e escrita de textos. Produção textual.

Conteúdos: Leitura e interpretação oral e escrita de textos. Produção textual. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA A 1 Conteúdos: Leitura e interpretação oral e escrita de textos. Produção textual. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA

Leia mais

ATIVIDADE DE FIXAÇÃO: ELEMENTOS DA MÚSICA. I. Leia a partitura musical Ciranda da Lia e faça os itens a seguir (ver no portal):

ATIVIDADE DE FIXAÇÃO: ELEMENTOS DA MÚSICA. I. Leia a partitura musical Ciranda da Lia e faça os itens a seguir (ver no portal): ELEMENTOS DA MÚSICA I. Leia a partitura musical Ciranda da Lia e faça os itens a seguir (ver no portal): 1. O tipo de compasso é... 2. A figura de ritmo de maior duração nesta música chama se... 3. Discrimine

Leia mais

Projeto Gravação CD Quantas Estações? e Turnê

Projeto Gravação CD Quantas Estações? e Turnê Projeto Gravação CD Quantas Estações? e Turnê Proposta de Patrocínio Projeto aprovado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura Processo de captação 2014 Descrição e objetivo do Projeto Gravação do CD "Quantas

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação. Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação. DISCIPLINA: SOCIOLOGIA DO DIREITO E ANTROPOLOGIA PROFESSOR: ANDRÉ FILIPE PEREIRA REID DOS SANTOS TURMA: º AM /

Leia mais

PAI EUCLIDES TALABYAN

PAI EUCLIDES TALABYAN Primeiro disco solo da musicista e pesquisadora Renata Amaral, VARANDEAR é resultado de mais de 15 anos de pesquisas e de convivência intensiva com nossas culturas tradicionais, seus mestres e artistas.

Leia mais

Saiando Calcado na pesquisa de campo sobre figuras femininas relevantes dentro de suas comunidades e em cujo cotidiano estão presentes danças

Saiando Calcado na pesquisa de campo sobre figuras femininas relevantes dentro de suas comunidades e em cujo cotidiano estão presentes danças Saiando Calcado na pesquisa de campo sobre figuras femininas relevantes dentro de suas comunidades e em cujo cotidiano estão presentes danças tradicionais nas quais a saia tem forte papel expressivo, o

Leia mais

NARRATIVAS ORAIS DOS ANTIGOS ROMEIROS DA SUCUPIRA EM DIANÓPOLIS TO

NARRATIVAS ORAIS DOS ANTIGOS ROMEIROS DA SUCUPIRA EM DIANÓPOLIS TO NARRATIVAS ORAIS DOS ANTIGOS ROMEIROS DA SUCUPIRA EM DIANÓPOLIS TO Weverson Cardoso de Jesus * Mírian Tesserolli (Orientadora) ** 1 Onde existe evento, existe narrativa; e onde existe narrativa, existem

Leia mais

violão e viola caipira CD Instrumental A Noite e Show de Lançamento Projeto aprovado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura

violão e viola caipira CD Instrumental A Noite e Show de Lançamento Projeto aprovado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura violão e viola caipira CD Instrumental A Noite e Show de Lançamento Projeto aprovado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura Gravação do CD Instrumental "A NOITE". Serão 15 músicas inéditas e de autoria

Leia mais

Conteúdos. Diversidade Cultural Ginástica Rítmica

Conteúdos. Diversidade Cultural Ginástica Rítmica Conteúdos Diversidade Cultural Ginástica Rítmica Habilidades Reconhecer os conceitos trabalhados na Unidade III Aplicar teoricamente os conteúdos estudados na unidade III PAUTA DO DO DIA DIA Acolhida Revisão

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina 0003015A - Jornalismo Impresso I

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina 0003015A - Jornalismo Impresso I Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo Ênfase Identificação Disciplina 0003015A - Jornalismo Impresso I Docente(s) Angelo Sottovia Aranha Unidade Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação Departamento

Leia mais

Congado de Uberlândia ] livro 01/02

Congado de Uberlândia ] livro 01/02 Congado de Uberlândia ] livro 01/02 1 2 Trocar foto >> sumário 3 livro 01/02 1. Introdução 1.1 Apresentação 1.2. Pesquisa: reconhecimento dos sujeitos 1.2.1. Metodologia Geral 1.2.2. Metodologia dos Inventários

Leia mais

Amone Inacia Alves Graduada em História - UESB Especialista em Ciência Política - IBPEX Mestre em Sociologia das Organizações - UFPR

Amone Inacia Alves Graduada em História - UESB Especialista em Ciência Política - IBPEX Mestre em Sociologia das Organizações - UFPR Folclore Mede-se a inteligência de um povo pela sua capacidade de não só ser gente. Nascemos gente ao acaso, ao natural e transformamos em povo na busca perfeita pelas formas, curvas e cores. São as cores

Leia mais

Mais Cultura nas Escolas

Mais Cultura nas Escolas Mais Cultura nas Escolas O que é o Programa Mais Cultura nas Escolas? Projeto Andarilha das Letras, Circulação Literária/ FUNARTE É o encontro de projetos pedagógicos de escolas da rede pública com experiências

Leia mais

Revelando São Paulo. Festival da Cultura Paulista Tradicional. Abaçaí Cultura e Arte Organização Social de Cultura

Revelando São Paulo. Festival da Cultura Paulista Tradicional. Abaçaí Cultura e Arte Organização Social de Cultura Revelando São Paulo Festival da Cultura Paulista Tradicional Abaçaí Cultura e Arte Organização Social de Cultura Bem-vindos ao Revelando São Paulo O Programa Revelando São Paulo, criado pela Abaçaí Cultura

Leia mais

CADA TOADA REPRESENTA UMA SAUDADE: O ponto de vista caipira da urbanização

CADA TOADA REPRESENTA UMA SAUDADE: O ponto de vista caipira da urbanização CADA TOADA REPRESENTA UMA SAUDADE: O ponto de vista caipira da urbanização Carlos Gregório dos Santos Gianelli 1 Resumo: O presente artigo busca incitar uma discussão em referência ao tema da urbanização

Leia mais

ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA

ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA Cultura afro-brasileira é o resultado do desenvolvimento da cultura africana no Brasil, incluindo as influências recebidas das culturas portuguesa e indígena que se manifestam

Leia mais

Ca i ç a r a s d e Ac a r a ú e Gr u p o d e Da n ç a Vi d a Fe l i z

Ca i ç a r a s d e Ac a r a ú e Gr u p o d e Da n ç a Vi d a Fe l i z Ca i ç a r a s d e Ac a r a ú e Gr u p o d e Da n ç a Vi d a Fe l i z Tocadores e dançarinos de fandango de Cananéia O Fandango é um manifestação cultural ligada ao modo de vida caiçara, é umas das principais

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS COORDENAÇÃO DO CURSO DE GEOGRAFIA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS COORDENAÇÃO DO CURSO DE GEOGRAFIA 1. EMENTA O processo de urbanização e as redes urbanas. As novas tendências do crescimento urbano. A produção e a (re) produção da cidade e dos espaços urbanos, a estrutura, interna e sua relação com a

Leia mais

PROJETO FORMAÇÃO DOCENTE E EDUCAÇÃO ANTIRRACISTA: CURRÍCULO E DIVERSIDADE CULTURAL De 15 de Maio a 20 de Novembro de 2013

PROJETO FORMAÇÃO DOCENTE E EDUCAÇÃO ANTIRRACISTA: CURRÍCULO E DIVERSIDADE CULTURAL De 15 de Maio a 20 de Novembro de 2013 PROJETO FORMAÇÃO DOCENTE E EDUCAÇÃO ANTIRRACISTA: CURRÍCULO E DIVERSIDADE CULTURAL De 15 de Maio a 20 de Novembro de 2013 Justificativa: A entrada em vigência da Lei 10639/03, que torna obrigatório o ensino

Leia mais

EDUCAÇÃO MUSICAL MATERNAL II

EDUCAÇÃO MUSICAL MATERNAL II EDUCAÇÃO MUSICAL MATERNAL II Músicas infantis. Danças, músicas e personagens folclóricos. Conhecer textos e melodias folclóricos; Entoar músicas do folclore brasileiro; Dançar músicas folclóricas; Imitar

Leia mais

virgínia rosa geraldo flach

virgínia rosa geraldo flach virgínia rosa geraldo flach virgínia rosa geraldo flach O gaúcho Geraldo e a paulista Virgínia se apresentaram juntos pela primeira vez na série Piano e Voz, da UFRGS. Quando tocou em São Paulo, no Supremo

Leia mais

ANO ATIVIDADES COMPLEMENTARES I

ANO ATIVIDADES COMPLEMENTARES I Turismo 2 o ANO ATIVIDADES COMPLEMENTARES I Carga horária: 30 h Atividades ligadas a assuntos da atualidade e do momento de aprendizagem do aluno, como participação a eventos científicos relacionados a

Leia mais

A educação musical e a música da cultura popular

A educação musical e a música da cultura popular A educação musical e a música da cultura popular Angela Elizabeth Lühning Este pequeno texto é a versão escrita e aumentada da minha participação na XI Semana de Educação Musical realizada durante os XIV

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Código Disciplina Seriação ideal 0004124 Elementos de Topologia 4

Plano de Ensino. Identificação. Código Disciplina Seriação ideal 0004124 Elementos de Topologia 4 Curso 1503 - Licenciatura em Matemática Enfase Identificação Código Disciplina Seriação ideal 0004124 Elementos de Topologia 4 Departamento Departamento de Matemática Unidade Faculdade de Ciências Créditos

Leia mais

MATERIAIS DIDATICOS CULTURA AFRO-BRASILEIRA E INDIGENA 1

MATERIAIS DIDATICOS CULTURA AFRO-BRASILEIRA E INDIGENA 1 MATERIAIS DIDATICOS CULTURA AFRO-BRASILEIRA E INDIGENA 1 LIVROS / LIVROS COM CD ALMEIDA, M. Berenice de; PUCCI, Magda Dourado. Outras terras, outros sons. São Paulo: Callis, 2002. (Livro inclui CD) BEINEKE,

Leia mais

1. O que é Folclore? Uma análise histórica e crítica do conceito.

1. O que é Folclore? Uma análise histórica e crítica do conceito. Objetivos Proporcionar o entendimento das características gerais do processo folclórico brasileiro; Estruturar o profissional de Eventos para conhecer particularidades de alguns acontecimentos que envolvem

Leia mais

PRIMEIRA CIRCULAR. Período de realização: 3, 4, 5, 6 e 7 de setembro de 2013

PRIMEIRA CIRCULAR. Período de realização: 3, 4, 5, 6 e 7 de setembro de 2013 PRIMEIRA CIRCULAR Período de realização: 3, 4, 5, 6 e 7 de setembro de 2013 Após a primeira edição, em 2011, na Cidade de Juiz de Fora, promovido pelo Departamento de Geociências da UFJF, com apoio da

Leia mais

MEMÓRIA E CULTURA POPULAR: FORMAS DE EXPRESSÕES ARTÍSTICAS SUBALTERNAS E SUA RELAÇÃO COM A CULTURA HEGEMÔNICA

MEMÓRIA E CULTURA POPULAR: FORMAS DE EXPRESSÕES ARTÍSTICAS SUBALTERNAS E SUA RELAÇÃO COM A CULTURA HEGEMÔNICA MEMÓRIA E CULTURA POPULAR: FORMAS DE EXPRESSÕES ARTÍSTICAS SUBALTERNAS E SUA RELAÇÃO COM A CULTURA HEGEMÔNICA Rivamar Guedes da Silva 1 rivaguedes@uol.com.br Raimundo Gonzaga Pereira 2 rpereiraprof@ig.com.br

Leia mais

- Poemas do Cárcere e da Liberdade; Fortaleza, edição do autor, 1979.

- Poemas do Cárcere e da Liberdade; Fortaleza, edição do autor, 1979. Bacharel em Comunicação Social, Mestre e Doutor em Sociologia, pela Universidade Federal do Ceará. Pós-Graduado em Gestão Cultural pela ANFIAC/Paris. Professor de: Antropologia, Cultura Brasileira, Estética

Leia mais

13 Festa do Divino Espírito Santo em São Paulo promove intercâmbio cultural e religioso com São Luís do Maranhão

13 Festa do Divino Espírito Santo em São Paulo promove intercâmbio cultural e religioso com São Luís do Maranhão 13 Festa do Divino Espírito Santo em São Paulo promove intercâmbio cultural e religioso com São Luís do Maranhão Festa popular, que acontece de 12 a 29 de maio de 2012 no Espaço Cachuera!, apresenta tradição

Leia mais

ARTES DO FESTEJAR E BRINCAR A ARTE É DE TODOS

ARTES DO FESTEJAR E BRINCAR A ARTE É DE TODOS ARTES DO FESTEJAR E BRINCAR A ARTE É DE TODOS S U M Á R I O 1 DE FESTAS, JOGOS E DANÇAS E OUTRAS ARTES DO POVO 2 FESTA, DANÇA, FOLGUEDO E BRINCADEIRA: QUAL A DIFERENÇA? 4 A COMUNIDADE TAMBÉM É FESTA 10

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO CÓDIGO UNIDADE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CÓD. CURSO CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO CÓD. DISC. DISCIPLINA 34033408 ARTE BRASILEIRA II CRÉDITOS ETAPA 3 Período CH ANO 2009

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA PROGRAMA Nº- 042 PALCO SOBRE RODAS Projeto inspirado no clássico modelo de teatro itinerante, através da montagem de um palco móvel que percorre os bairros da cidade, levando cultura. Levar o Palco sobre

Leia mais

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Artigos: HENRIQUES, Cláudia Heringer. Picadeiro, palco, escola: A evolução do circo na Europa e no Brasil. Revista Digital, Buenos Aires, Ano 11 n. 101, out 2006. Disponível

Leia mais

Curso livre MAINUMY/edição 2015 DANÇAS BRASILEIRAS dos POVOS, poéticas Brincantes do CÉU e da TERRA.

Curso livre MAINUMY/edição 2015 DANÇAS BRASILEIRAS dos POVOS, poéticas Brincantes do CÉU e da TERRA. (Mani-FEST-Si! ARTE: Cleber Cajun e Mulheres Artesãs de Maceio/AL) Curso livre MAINUMY/edição 2015 DANÇAS BRASILEIRAS dos POVOS, poéticas Brincantes do CÉU e da TERRA. com Maria Esperança, Patrícia Ferraz

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO - CAC CURSO DE LICENCIATURA EM DANÇA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO - CAC CURSO DE LICENCIATURA EM DANÇA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO - CAC CURSO DE LICENCIATURA EM DANÇA Coordenadora do Curso: Prof a Maria Cláudia Alves Guimarães IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. Denominação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE-UFS DEPARTAMENTO DE DANÇA CURSO DE LICENCIATURA EM DANÇA CAMPUS LARANJEIRAS O CACUMBI E A AFRICANIDADE NO BRASIL 1

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE-UFS DEPARTAMENTO DE DANÇA CURSO DE LICENCIATURA EM DANÇA CAMPUS LARANJEIRAS O CACUMBI E A AFRICANIDADE NO BRASIL 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE-UFS DEPARTAMENTO DE DANÇA CURSO DE LICENCIATURA EM DANÇA CAMPUS LARANJEIRAS O CACUMBI E A AFRICANIDADE NO BRASIL 1 Resumo Ellen Jackeline Costa Nogueira 2 Entendendo a relevância

Leia mais

BATICUM E O JOGO DOIDO

BATICUM E O JOGO DOIDO BATICUM E O JOGO DOIDO Apresentação BATICUM E O JOGO DOIDO é um coletivo percussivo-musical formado para experimentar as expresões esteticas das culturas populares, tradicionais e urbanas com composições

Leia mais

PROGRAMA DE ENSINO IV. AS FUNDAÇÕES DO PENSAMENTO POLÍTICO, SOCIAL E ECONÔMICO BRASILEIRO.

PROGRAMA DE ENSINO IV. AS FUNDAÇÕES DO PENSAMENTO POLÍTICO, SOCIAL E ECONÔMICO BRASILEIRO. CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS CCHL MESTRADO DE CIÊNCIA POLÍTICA DISCIPLINA: FORMAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA DO BRASIL PROFESSOR: CLEBER DE DEUS CONSULTAS: A COMBINAR COM O PROFESSOR PERÍODO: 2008.1 E-mail:

Leia mais