EXAME DE ADMISSÃO À CERTIFICAÇÃO CIA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EXAME DE ADMISSÃO À CERTIFICAÇÃO CIA"

Transcrição

1 Curso de Preparação para o EXAME DE ADMISSÃO À CERTIFICAÇÃO CIA Certified Internal Auditor pelo IIA Institute of Internal Auditors Pós-Laboral

2 RAZÃO DE SER O IIA conta com CIAs Certified Internal Auditors, e auditores internos com outras certificações. O CIA Certified Internal Auditor, que vem sendo atribuído há aproximadamente três décadas, é a única certificação profissional internacionalmente aceite para os auditores internos e reflete um elevado nível de conhecimento técnico e competência nos princípios e práticas de auditoria interna, por parte daqueles que a possuem. A designação de CIA representa um nível elevado de realização profissional e de dedicação à profissão. Quer o auditor interno pretenda permanecer na área de auditoria interna, quer pretenda atingir um lugar de topo na gestão da sua organização, um conhecimento abrangente dos riscos do negócio, da atividade que desenvolve e sobre o respetivo controlo interno, tal como é exigido aos CIA s, constitui uma riqueza de conhecimentos muito importante. O IIA Institute of Internal Auditors, é a organização mundial dos auditores internos. Fundada em 1941, congrega cerca membros, em 165 países. Tem sede nos Estados Unidos da América, em Orlando, Florida. Para além da criação e edição das Normas para a Prática Profissional da Auditoria Interna e de numerosas publicações de interesse fundamental para os auditores internos em todo o mundo, publica várias revistas e Newsletter, entre elas, o Internal Auditor, o IT Auditor e o Tone at the Top. Tem uma fundação para a investigação sobre temas da profissão The IIA Research Foundation, intervém no debate público com reguladores e organizações congéneres, participa na elaboração de documentos fundamentais para a profissão como o COSO, por exemplo. Tem ainda um sistema de benchmarking sobre as práticas mais avançadas na profissão em todo o mundo, por setores de atividade. O IIA Institute of Internal Auditors, é a organização mundial dos auditores internos. Fundada em 1941, congrega cerca membros, em 165 países. Tem sede nos Estados Unidos da América, em Orlando, Florida. Para além da criação e edição das Normas para a Prática Profissional da Auditoria Interna e de numerosas publicações de interesse fundamental para os auditores internos em todo o mundo, publica várias revistas e newsletter, entre elas, o Internal Auditor, o IT Auditor e o Tone at the Top. Tem uma fundação para a investigação sobre temas da profissão The IIA Research Foundation, intervém no debate público com reguladores e organizações congéneres, participa na elaboração de documentos fundamentais para a profissão como o COSO, por exemplo. Tem ainda um sistema de benchmarking sobre as práticas mais avançadas na profissão em todo o mundo, por setores de atividade.

3 OBJETIVOS DO CURSO Este curso visa a preparação do candidato à realização do exame de admissão à certificação CIA. A QUEM SE DIRIGE Auditores ou consultores nas áreas da auditoria e controlo de sistemas de informação para gestão. Quadros médios e superiores de empresas, bem como outros profissionais que pretendam especializar a sua formação. CONDIÇÕES DE ACESSO Licenciados ou bacharéis em Economia, Gestão ou Contabilidade, ou profissionais com grau superior em outras áreas e que desempenhem funções relacionadas com estas áreas. ECTS European Credit Transfer System Este curso, constituindo uma unidade curricular do curso de Pós-Graduação em Auditoria Financeira e de Sistemas de Informação, conferirá créditos ECTS aos participantes que obtenham aproveitamento no trabalho proposto. Os exames de certificação são realizados em 60 países e em 18 línguas. As certificações são distintas pelo que o candidato pode optar pela certificação CIA, que é uma certificação mais abrangente, ou por uma das outras certificações consideradas de especialidade. O candidato à certificação CIA, quando se sente preparado, faz a sua inscrição no site do IIA e propõe as datas para a realização do exame. O IIA articula com o Centro de Exames Pearson Vue a disponibilidade para a realização do exame e depois confirma junto do candidato que o vai realizar no referido centro. O exame é estruturado em três partes, podem ser realizadas em português e feitas na mesma ou em diferentes alturas, a parte I do exame é constituída por 125 perguntas de escolha múltipla e tem uma duração de 2h50m, as partes II e III são constituídas por 100 perguntas de escolha múltipla cada e têm uma duração respetiva de 2h00m. As provas são realizadas e submetidas online. A partir da data da sua inscrição, o candidato tem 180 dias para a realização das três partes do exame. Período de elegibilidade: o candidato terá que concluir o processo de certificação no prazo de 4 anos, caso contrário, perderá as classificações obtidas. Após a aprovação às 3 partes do exame e o necessário cumprimento dos demais requisitos do programa de certificação, como por exemplo ser bacharel ou ter um grau académico superior e ter uma experiência profissional mínima de 2 anos até à data da realização da última prova, a certificação será concedida diretamente pelo IIA. METODOLOGIA PEDAGÓGICA Presencial. Trabalhos desenvolvidos sobre case studies propostos pelos docentes.

4 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS PARTE I Internal Audit Basics I. Orientação Obrigatória A. Definição de Auditoria Interna B. Código de Ética C. Normas Internacionais II. Controle Interno / Risco Nível Deteção A. Tipos de Controlo (preventivo, detetivo, entrada, saída, etc.) B. Técnicas de Controlo de Gestão C. Controlo Interno de Caraterísticas e Aplicabilidade D. Controlo Alternativo E. Conceitos de Risco Modelos de Gestão de Risco (COSO, COBIT) F. Deteção de Risco de Fraude III. Organizar Trabalhos de Auditoria Interna Ferramentas e Técnicas de Auditoria A. Recolha de Dados (recolha e análise de dados sobre compromissos propostos) B. Análise de Dados e Interpretação C. Os Dados do Relatório D. Documentação / Procedimentos E. Mapeamento de Processos, incluindo Fluxogramas F. Avaliar Relevância, Suficiência, Eficiência e Materialidade da Amostra PARTE II Internal Audit Practice I. Organização da Função de Auditoria Interna A. O Papel Estratégico de Auditoria Interna B. Papel Operacional da Auditoria Interna C. Definir o Plano de Auditoria Interna Baseado em Riscos II. Gestão dos Trabalhos Individuais A. Plano de Compromissos B. Supervisionar Compromissos D. Gerir os Resultados dos Compromissos III. Riscos de Fraude e Controlo Auditores Forense A. Considerar a possibilidade de riscos de fraude e identificar os tipos mais comuns de fraude associados com a área de compromissos durante o processo de planeamento do compromisso B. Determinar se os riscos de fraude exigem uma atenção especial na condução de um compromisso C. Determinar se existe alguma suspeita de fraude nos procedimentos da investigação D. Proceder a uma revisão do processo para melhorar o controlo a fim de evitar fraudes e recomendar mudanças E. Empregar testes de auditoria para detetar fraudes F. Apoiar de uma cultura de sensibilização para a fraude, e incentivar a comunicação de incorreções G. Interrogatório / técnicas de investigação Nível Consciência H. Auditoria forense Nível Consciência

5 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS (continuação) PARTE III Internal Audit Knowledge Elements I. Governo / Ética de Negócios A. Corporativo / Princípios de Governação Organizacional Nível de Proficiência B. Salvaguardas Ambientais e Sociais C. Responsabilidade Social Corporativa II. Gestão de Risco Nível de Proficiência A. Técnicas de Gestão de Riscos B. Cumprimento Organizacional dos Quadros de Risco Mapas de Gestão de Riscos III. Processos, Estrutura Organizacional / Negócios e Riscos Implicações A. Risco / Controlo de Diferentes Estruturas Organizacionais B. Estrutura (centralizada / descentralizada) C. Esquemas Típicos em Vários Ciclos de Negócios (compras, vendas, conhecimento, gestão da cadeia de suprimentos) D. Análise de Processos de Negócio (análise de fluxo de trabalho e gestão de gargalo, teoria das restrições) Técnicas de Gestão E. Inventário e Conceitos F. Transferência Eletrónica de Fundos (EFT) / Intercâmbio de Bases de Dados / E-commerce G. Evolução dos Ciclos de Vida do Negócio H. A Organização Internacional do Quadro de Normalização (ISO) I. Processos de Negócios de Outsourcing IV. Comunicação A. Comunicação (o processo, dinâmica organizacional, o impacto da informatização) B. As Relações das Partes Interessadas V. Princípios Gestão / Liderança A. Gestão Estratégica B. Comportamento Organizacional C. Gestão / Liderança Estilos Competências D. Gestão de Conflitos E. Gestão de Projetos / Gestão da Mudança VI. IT / Continuidade de Negócios A. Segurança B. Aplicação Desenvolvimento D. Continuidade de Negócios VII. Gestão Financeira A. Contabilidade Financeira e Finanças B. Contabilidade de Gestão VIII. Enquadramento Global do Negócio A. Economias / Zonas Financeiras B. Culturas / Influências Políticas C. A Legislação e Economia Conceitos Gerais (contratos) D. Impacto do Governo, da Legislação e Regulamentos nas Empresas (a legislação comercial)

6 PLANO DE ESTUDOS Parte do Exame CIA Docente Carga Horária ECTS PARTE I Internal Audit Basics Orientação Obrigatória Controle Interno / Risco Nível Deteção Organizar Trabalhos de Auditoria Interna Ferramentas e Técnicas de Auditoria Fátima Geada/ /Nuno Oliveira 12 horas 2 PARTE II Internal Audit Practice Organização da função de Auditoria Interna Gestão dos Trabalhos Individuais Riscos de Fraude e Controlo Auditores Forense PARTE III Internal Audit Knowledge Elements Governo / Ética de Negócios Gestão de Risco Nível de Proficiência Processos, Estrutura Organizacional / Negócios e Riscos Implicações Comunicação Princípios Gestão / Liderança IT / Continuidade de Negócios Gestão Financeira Enquadramento Global do Negócio Fátima Geada 9 horas 1 Jaime Duarte 9 horas 1 ECTS European Credit Transfer and Accumulation System COORDENADOR CIENTÍFICO CORPO DOCENTE (por ordem alfabética) Prof.ª Doutora Fátima Geada Doutorada em Economia (ISEG/UTL); Mestre em Métodos Quantitativos Aplicados à Economia e Gestão de Empresas (sem defesa de tese) (ISEG/UTL); Pós-Graduada em Using Risk Assessment to Build Individual Audit Programs (MIS Training Institute, Londres); Licenciada em Economia (ISEG/UTL); Longa experiência de docência em diferentes escolas de ensino superior; Presidente da Direção Executiva do IPAI Instituto Português de Auditoria Interna; Diretora de Auditoria da TAP; Membro do Conselho Técnico-Científico do ISGB. Dr. Jaime Duarte Licenciado em Gestão de Empresas (ISEG); Auditor certificado pela CISA Certified Information System Auditor, IIA, bem como pela CGEIT Certified in the Governance of Enterprise Information Technology pela Information Systems Audit and Control Association (ISACA); Membro da ISACA, do IIA, bem como do IPAI; Vasta experiência como docente do ISGB e de outras instituições; Sénior Manager da área de Performance Improvement da PwC e responsável pela Linha de Serviços de Governance, Risk and Compliance (PwC). Dr. Nuno Oliveira Mestre em Auditoria; Licenciado em Gestão de Empresas; Possui as certificações CIA (Certified Internal Auditor) e CRMA (Certification in Risk Management Assurance) promovidas pelo IIA; Possui 15 anos de experiência profissional como auditor auditor externo (big 4) e auditor interno (setor das Utilities e Oil & Gas) acumulando competências em gestão de risco; É membro da direção do IPAI. O corpo docente será complementado com convite a outros especialistas quando se justifique.

7 CALENDÁRIO E CARGA HORÁRIA (Pós-Laboral) Outubro 2016 O curso, com um total de 30 horas letivas, está repartido em 15 sessões de 2 horas. Sexta-feira: 18h30 às 22h45 Sábado: 09h00 às 13h45 14h30 às 16h30 Excecionalmente poderão ocorrer alterações a este horário. LOCAL Lisboa: Av. 5 de Outubro, nº 164 (Metro: Campo Pequeno). INSCRIÇÕES 2ª edição: até 1 de outubro de CERTIFICADO Será emitido um certificado de participação a quem frequentar o mínimo de 80% das sessões. O certificado mencionará a atribuição de créditos ECTS a quem realize a avaliação e obtenha a nota mínima de 10, numa escala de 10 a 20 valores. Obs. O Curso não confere grau académico pelo que não tem reconhecimento oficial, conferindo, contudo, créditos ECTS. Apoio: Copyright 2015 by ISGB/APB, Lisbon 003_0288_V06 INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Margarida Sarmento Guedes Av. 5 de Outubro, 164, LISBOA Tel.: Fax:

Auditoria Financeira e de Sistemas de Informação

Auditoria Financeira e de Sistemas de Informação Pós-Graduação 5,698 Auditoria Financeira e de Sistemas de Informação 8 562 1 584 0,,584 5,86 78 952 Atribuição de créditos (ECTS) a todas as unidades curriculares. Processo de Bolonha Preparação para o

Leia mais

Revisão da Qualidade da Função de Auditoria Interna

Revisão da Qualidade da Função de Auditoria Interna www.pwc.pt/academia Revisão da Qualidade da Função de Auditoria Interna Lisboa, 5 de fevereiro de 2013 Academia da PwC 1ª Edição Líder na formação de executivos Revisão da Qualidade da Função de Auditoria

Leia mais

Gestão do Risco Operacional

Gestão do Risco Operacional www.pwc.pt/academia Gestão do Risco Operacional 2ª Edição Lisboa, 13 e 14 de março de 2013 Academia da PwC Considerando que existe um conjunto de factores na questão da gestão de risco operacional, é importante

Leia mais

Auditoria Financeira e de Sistemas de Informação

Auditoria Financeira e de Sistemas de Informação Pós-Graduação 5,698 Auditoria Financeira e de Sistemas de Informação 8 562 1 584 0,,584 5,86 78 952 Atribuição de unidades de crédito (ECTS) a todas as disciplinas. Processo de Bolonha Enquadramento Objectivos

Leia mais

Lisboa, 18 e 19 de Outubro

Lisboa, 18 e 19 de Outubro Formação Profissional Implementar um programa de Gestão do risco operacional e resiliência de negó ócio Lisboa, 18 e 19 de Outubro Assessoria de Gestão, Lda Gestão do risco operacional e resilência de

Leia mais

Auditoria interna Especialização PwC

Auditoria interna Especialização PwC www.pwc.pt/academy Especialização PwC PwC s Academy Formação de profissionais para profissionais Especialização PwC Este curso com uma forte componente prática, procura dotar os recursos afetos à função

Leia mais

Controlo Interno e Auditoria Interna Lisboa, 24 e 25 de Maio

Controlo Interno e Auditoria Interna Lisboa, 24 e 25 de Maio Formação Profissional Controlo Interno e Auditoria Interna Lisboa, 24 e 25 de Maio Assessoria de Gestão, Lda Controlo Interno e Auditoria Interna No actual contexto de crise, em que as organizações estão

Leia mais

IT Governance. Alinhar as Tecnologias de Informação (TI s) www.pwc.pt/academy. Academia da PwC

IT Governance. Alinhar as Tecnologias de Informação (TI s) www.pwc.pt/academy. Academia da PwC www.pwc.pt/academy IT Governance Alinhar as Tecnologias de Informação (TI s) com o negócio Academia da PwC Considerando que existe um conjunto de factores críticos de sucesso na governação das Tecnologias

Leia mais

ALTA PERFORMANCE NAS VENDAS

ALTA PERFORMANCE NAS VENDAS Pós-Graduação ALTA PERFORMANCE NAS VENDAS [ Pós-Graduação na Área Comportamental e Inteligência Emocional ] 9ª Edição Atribuição de créditos (ECTS) a todas as unidades curriculares. Processo de Bolonha

Leia mais

Inovação e Sistemas de Informação

Inovação e Sistemas de Informação Pós-Graduação Inovação e Sistemas de Informação 0101100101010101 0101100101010101 Atribuição de créditos (ECTS) a todas as unidades curriculares. Processo de Bolonha Enquadramento O Instituto Superior

Leia mais

IT Governance. Alinhar as Tecnologias de Informação (TI s) com o negócio! www.pwc.pt/academy

IT Governance. Alinhar as Tecnologias de Informação (TI s) com o negócio! www.pwc.pt/academy www.pwc.pt/academy IT Governance Alinhar as Tecnologias de Informação (TI s) com o negócio! PwC s Academy Formação de profissionais para profissionais IT Governance Alinhar as TI s com o negócio Os projetos

Leia mais

Programa Avançado em Controlo Interno De profissionais para profissionais

Programa Avançado em Controlo Interno De profissionais para profissionais www.pwc.pt/academy Programa Avançado em Controlo Interno De profissionais para profissionais PwC s Academy Considerando que existe um conjunto de fatores na questão de controlo interno, é importante que

Leia mais

CRMA Professional Experience Recognition (PER) Application Packet For Certification Agreement Institutes

CRMA Professional Experience Recognition (PER) Application Packet For Certification Agreement Institutes ÍNDICE Introdução O que é o Requerimento de Reconhecimento de Experiência Profissional (PER) CRMA... 2 Como funciona o PER CRMA?... 2 Como funciona a pontuação?... 2 Quanto custa se candidatar ao PER CRMA?...

Leia mais

Como implementar a ISO 31000?

Como implementar a ISO 31000? www.pwc.pt/academy Como implementar a ISO 31000? PwC s Academy Formação de profissionais para profissionais Este curso será particularmente útil para todos os profissionais com responsabilidades diretas

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA DOS RECURSOS HUMANOS E INOVAÇÃO

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA DOS RECURSOS HUMANOS E INOVAÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA DOS RECURSOS HUMANOS E INOVAÇÃO ENQUADRAMENTO E OBJECTIVOS: A Pós-Graduação em Gestão Estratégica dos Recursos Humanos e Inovação tem como objectivo geral dotar os gestores,

Leia mais

Enterprise risk management Como transformar a crise em oportunidades

Enterprise risk management Como transformar a crise em oportunidades www.pwc.pt/academia Enterprise risk management Como transformar a crise em oportunidades Academia da PwC Lisboa, 19 e 26 novembro, e 3 de dezembro A implementação de um sistema de gestão de risco (ERM)

Leia mais

Acções de Formação - Jornalistas

Acções de Formação - Jornalistas Acções de Formação - Jornalistas A crescente necessidade de informação dos Meios de Comunicação Social, o desenvolvimento do sector financeiro e a maior sofisticação dos mercados, levaram a APB e os seus

Leia mais

Proposta. COBIT Fundamentos. Apresentação Executiva. COBIT - Fundamentos

Proposta. COBIT Fundamentos. Apresentação Executiva. COBIT - Fundamentos COBIT Fundamentos Apresentação Executiva 1 O treinamento de Cobit Fundamentos tem como premissa capacitar o participante a compreender e controlar os riscos associados, mantendo o equilíbrio entre os investimentos

Leia mais

Certificações Deloitte Programa de Inteligência em Riscos

Certificações Deloitte Programa de Inteligência em Riscos Certificações Deloitte Programa de Inteligência em Riscos Certificação Deloitte A Deloitte é referência mundial em soluções integradas em todas as indústrias e vem atendendo as demandas corporativas em

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

PÓS-GRADUAÇÃO EM INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PÓS-GRADUAÇÃO EM INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL ENQUADRAMENTO E OBJECTIVOS: Num mundo em constante aceleração económica, tecnológica e de produção de grandes quantidades de conhecimento,

Leia mais

Business Intelligence no Sector Financeiro

Business Intelligence no Sector Financeiro Pós-Graduação Business Intelligence no Sector Financeiro 584 24 369 X27 - A C31R39R40 231 894 11 45 A7 C43 - A D2 984 01 7589 C39-A 012 987 365 Atribuição de créditos (ECTS) a todas as unidades curriculares.

Leia mais

FORMAÇÃO PROJECT MANAGEMENT CERTIFICATION

FORMAÇÃO PROJECT MANAGEMENT CERTIFICATION FORMAÇÃO PROJECT MANAGEMENT CERTIFICATION Formação Project Management Certification: Esta formação tem como objectivo a preparação para a certificação. A certificação é crucial, uma vez que reconhece os

Leia mais

índice REL AT Ó RIO D E AU D IT O RIA MENSAGEM FACTOS RELEVANTES SÍNTESE DE INDICADORES DE PERFORMANCE

índice REL AT Ó RIO D E AU D IT O RIA MENSAGEM FACTOS RELEVANTES SÍNTESE DE INDICADORES DE PERFORMANCE REL AT Ó RIO D E AU D IT O RIA INT ERNA 2015 índice 09 15 21 27 27 29 29 31 32 37 38 45 45 46 46 MENSAGEM FACTOS RELEVANTES SÍNTESE DE INDICADORES DE PERFORMANCE ATIVIDADES REALIZADAS EM 2015 AUDITORIA

Leia mais

Orçamento de Estado 2013 Workshop O que muda!

Orçamento de Estado 2013 Workshop O que muda! www.pwc.pt/academy Orçamento de Estado 2013 Workshop O que muda! Lisboa, 6 de março de 2013 Academia da PwC 3ª Edição Eficiência e eficácia para a sua gestão fiscal e económica! Orçamento de Estado 2013

Leia mais

Educação Profissional Continuada (Continuing Professional Education CPE)

Educação Profissional Continuada (Continuing Professional Education CPE) Diretriz Administrativa de Requisitos de Educação Profissional Continuada nº 4: 2011 Educação Profissional Continuada (Continuing Professional Education CPE) Objetivo Este documento contém os requisitos

Leia mais

No final do curso, os alunos devem ser capazes de:

No final do curso, os alunos devem ser capazes de: BEHAVIOUR GROUP Bringing value to you Certified Information Systems Security Professional (CISSP) Treinamento Reconhecimento global em segurança da informação Introdução Este curso, com a duração de cinco

Leia mais

Pós-Graduação Gestão de Risco Empresarial e Auditoria

Pós-Graduação Gestão de Risco Empresarial e Auditoria Pós-Graduação Gestão de Risco Empresarial e Auditoria 2.ª edição // 2014 / 2015 Mensagem da Coordenação A gestão de risco empresarial tem vindo a assumir um papel cada vez mais importante na agenda estratégica

Leia mais

FICHA DE CURSO FINANÇAS PARA NÃO FINANCEIROS. Curso 02 Princípios de Análise Financeira

FICHA DE CURSO FINANÇAS PARA NÃO FINANCEIROS. Curso 02 Princípios de Análise Financeira FICHA DE CURSO FINANÇAS PARA NÃO FINANCEIROS Curso 02 Princípios de Análise Financeira DESCRIÇÃO DO CURSO Já sentiu necessidade de compreender melhor os conceitos financeiros que lhe permitem interpretar

Leia mais

EDITAL. 3. Grau que confere Mestre. 4. Destinatários. Página 1 de 6

EDITAL. 3. Grau que confere Mestre. 4. Destinatários. Página 1 de 6 EDITAL Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Mestrado em Segurança e Higiene no Trabalho - Regime Especial 4.ª Edição Ano Letivo 2013/2014 A Escola Superior

Leia mais

Gestão Bancária Gestão e Sistemas de Informação

Gestão Bancária Gestão e Sistemas de Informação Gestão Bancária Gestão e Sistemas de Informação O Instituto Superior de Gestão Bancária (ISGB) é um estabelecimento de ensino superior dirigido preferencialmente às necessidades de todo o Setor Financeiro.

Leia mais

A segurança de informação é um tema cada vez mais atual nas organizações.

A segurança de informação é um tema cada vez mais atual nas organizações. Pós Graduação em Information Security Gestão - Pós-Graduações Com certificação Nível: Duração: 180h Sobre o curso A segurança de informação é um tema cada vez mais atual nas organizações. A competitividade

Leia mais

Auditando Segurança da Informação

Auditando Segurança da Informação Auditando Segurança da Informação Claudio Dodt, CISA, CRISC, CISSP, ITIL Expert Business Continuity & Security Senior Consultant claudio.dodt@daryus.com.br www.daryus.com.br claudiododt.com www.twitter.com/cdodt

Leia mais

Finanças para Não Financeiros

Finanças para Não Financeiros www.pwc.pt/academy Finanças para Não Financeiros Academia da PwC Este curso permite-lhe compreender melhor as demonstrações financeiras, os termos utilizados e interpretar os principais indicadores sobre

Leia mais

The Institute of Internal Auditors IIA BRASIL

The Institute of Internal Auditors IIA BRASIL The Institute of Internal Auditors IIA BRASIL Certificações Internacionais 1 Manual do Candidato Apresentação: O IIA Global oferece aos profissionais de auditoria interna, no mundo inteiro, a possibilidade

Leia mais

e no Mundo 19-10-2008 1

e no Mundo 19-10-2008 1 Resultados questionário IIA - CBOK 2006 Auditoria Interna em e no Mundo Orlando Sousa, CCSA Vice-Presidente do IPAI 19-10-2008 1 Evolução CBOK 1972/2006 10000 8000 6000 9366 4000 2000 0 1 1972 1985 2 75

Leia mais

1º CURSO PÓS GRADUADO PARA FISIOTERAPEUTAS

1º CURSO PÓS GRADUADO PARA FISIOTERAPEUTAS 1º CURSO PÓS GRADUADO PARA FISIOTERAPEUTAS Disseção e Técnicas Cirúrgicas Joelho, Ombro e Coluna Vertebral 17 e 18 de Fevereiro de 2015 Coordenadores Professor Doutor João Goyri O Neill Dr. Gonçalo Neto

Leia mais

LEADERSHIP & MANAGEMENT

LEADERSHIP & MANAGEMENT 4ª edição PÓS-GRADUAÇÃO LEADERSHIP & MANAGEMENT 2013/14 4ª edição Coordenação Científica Prof. Doutor José Manuel Veríssimo Prof.ª Dr.ª Teresa Passos Natureza do curso e perfil da formação O curso de Pós-Graduação

Leia mais

Basileia III e CRD IV - 2ª Edição

Basileia III e CRD IV - 2ª Edição www.pwc.pt/academy Basileia III e CRD IV - 2ª Edição Alterações e impactos para os Bancos e Sociedades Financeiras Lisboa, 26 de novembro Academia da PwC 2ª Edição Venha conhecer connosco as alterações

Leia mais

14/03/2014. A importância da aplicação de metodologia na geração de resultados em Auditoria Interna Como as certificações podem ajudar?

14/03/2014. A importância da aplicação de metodologia na geração de resultados em Auditoria Interna Como as certificações podem ajudar? 14/03/2014 A importância da aplicação de metodologia na geração de resultados em Auditoria Interna Como as certificações podem ajudar? Eduardo da Costa Azevedo Gerente Executivo de Auditoria Interna Tegma

Leia mais

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DOS STIC SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DE COMUNICAÇÃO

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DOS STIC SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DE COMUNICAÇÃO DINSTITUTO SUPERIOR CURSOS PARA EXECUTIVOS E GESTÃO BANCÁRIA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DOS STIC SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E DE COMUNICAÇÃO Início: 29 de Setembro de 2005 INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO

Leia mais

Licenciatura em Gestão de Marketing (LMK)

Licenciatura em Gestão de Marketing (LMK) UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA CURRÍCULO DA ÁREA DE FORMAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO DE EMPRESAS AFAGE Licenciatura em Gestão de Marketing (LMK) Maputo, Julho de 2015 UDM 1

Leia mais

TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO

TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO INDICE 1 NOTA PRÉVIA 3 2 LINHAS DE ORIENTAÇÃO ESTRATÉGICA 4 3 PLANO DE FORMAÇÃO 4 4 FREQUÊNCIA DE ACÇÕES DE FORMAÇÃO 6

Leia mais

Planeamento de uma Auditoria. Processo de Realização de uma Auditoria Controlo do Framework Completar o Assignment Auditoria do Assignment Checklist

Planeamento de uma Auditoria. Processo de Realização de uma Auditoria Controlo do Framework Completar o Assignment Auditoria do Assignment Checklist 5ª EDIÇÃO CURSO Sociser empresa 100% Angolana, partner do iir Aprenda e incorpore as últimas ferramentas e metodologias para DEFINIR, IMPLEMENTAR e REPORTAR um planning completo de AUDITORIA INTERNA LUANDA

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE NA SAÚDE

GESTÃO DA QUALIDADE NA SAÚDE valor acrescentado para a sua carreira GESTÃO DA QUALIDADE NA SAÚDE 2ª edição Coordenação Científica: Prof. Doutor José Miguel Soares Direcção Executiva: Mestre Sérgio Sousa PÓS-GRADUAÇÃO 07/08 Pós-Graduação

Leia mais

Curso preparatório para a certificação COBIT 4.1 Fundation

Curso preparatório para a certificação COBIT 4.1 Fundation Curso preparatório para a certificação COBIT 4.1 Fundation Dentro do enfoque geral em conhecer e discutir os fundamentos, conceitos e as definições de Governança de TI - tecnologia da informação, bem como

Leia mais

ANGOLA BANKING SERIES GOVERNANÇA CORPORATIVA 14 HORAS FORMAÇÃO À MEDIDA ANGOLA BANKING SERIES

ANGOLA BANKING SERIES GOVERNANÇA CORPORATIVA 14 HORAS FORMAÇÃO À MEDIDA ANGOLA BANKING SERIES GOVERNANÇA CORPORATIVA 14 HORAS FORMAÇÃO À MEDIDA ANGOLA BANKING SERIES OBJECTIVOS DO CURSO Saiba como prevenir, detectar e implementar medidas que garantam um Bom Governo Empresarial Conheça as melhores

Leia mais

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO 2012 : Certificação pelo IIA - EUA em CRMA - Certificação em Risk Management Assurance 2012 : PG Liderança - FDC e FEUP 1999: Doutoramento em Economia - "Keynesianos versus Monetaristas"

Leia mais

Artigo 1.º Criação. Artigo 2.º Âmbito de aplicação. Artigo 3.º Objetivos do curso. Artigo 4º Regras sobre a admissão no ciclo de estudos

Artigo 1.º Criação. Artigo 2.º Âmbito de aplicação. Artigo 3.º Objetivos do curso. Artigo 4º Regras sobre a admissão no ciclo de estudos UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Ciências do Desporto REGULAMENTO DO MESTRADO EM CIÊNCIAS DO DESPORTO (2º CICLO) Artigo 1.º Criação A Universidade da Beira Interior, através do Departamento

Leia mais

FACULDADE DE FARMÁCIA UNIVERSIDADE DE LISBOA

FACULDADE DE FARMÁCIA UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE FARMÁCIA UNIVERSIDADE DE LISBOA MESTRADO/DOUTORAMENTO CURSO PÓS-GRADUADO DE ESPECIALIZAÇÃO CIÊNCIAS BIOFARMACÊUTICAS Acreditado pela A3ES 4ª Edição 2013/2015 Colaboração Research Institute

Leia mais

Business Intelligence no Sector Financeiro

Business Intelligence no Sector Financeiro Pós-Graduação Business Intelligence no Sector Financeiro 584 24 369 X27 - A C31R39R40 231 894 11 45 A7 C43 - A D2 984 01 7589 C39-A 012 987 365 Atribuição de unidades de crédito (ECTS) a todas as disciplinas.

Leia mais

POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS DO FUNBIO

POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS DO FUNBIO POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS DO FUNBIO P-32 /2014 Área Responsável: Auditoria Interna OBJETIVO: Descrever a metodologia do FUNBIO à gestão de riscos, documentar os papéis e responsabilidades da

Leia mais

ISO 9001:2015. Implementar a mudança Ciclo de workshops práticos

ISO 9001:2015. Implementar a mudança Ciclo de workshops práticos ISO 9001:2015 Implementar a mudança Ciclo de workshops práticos W1 - CONHECER AS ALTERAÇÕES OBJECTIVOS Conhecer as principais alterações introduzidas na ISO 9001:2015 face à versão de 2008 Conhecer a estrutura

Leia mais

GESTÃO MESTRADO DESENVOLVE CONNOSCO AS TUAS COMPETÊNCIAS EM GESTÃO. REGIME PÓS-LABORAL DURAÇÃO 3 semestres N.º DE ECTS 90 créditos OBJETIVOS DO CURSO

GESTÃO MESTRADO DESENVOLVE CONNOSCO AS TUAS COMPETÊNCIAS EM GESTÃO. REGIME PÓS-LABORAL DURAÇÃO 3 semestres N.º DE ECTS 90 créditos OBJETIVOS DO CURSO MESTRADO GESTÃO DESENVOLVE CONNOSCO AS TUAS COMPETÊNCIAS EM GESTÃO REGIME PÓS-LABORAL DURAÇÃO 3 semestres N.º DE ECTS 90 créditos O mestrado em Gestão é uma novidade da oferta formativa da ESTG, para o

Leia mais

Mestrado Universitário Oficial em Recursos Humanos:

Mestrado Universitário Oficial em Recursos Humanos: Mestrado Universitário Oficial em Recursos Humanos: Organização, Planeamento e Gestão do Talento 2014 Centro colaborador de: Indíce Apresentação Porquê o IMF? Objetivos Metodología Modalidade Programa

Leia mais

Regulamento do Curso de Mestrado em Direção Hoteleira

Regulamento do Curso de Mestrado em Direção Hoteleira Regulamento do Curso de Mestrado ESCOLA SUPERIOR DE ESTUDOS INDUSTRIAIS E DE GESTÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM DIREÇÃO HOTELEIRA DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º

Leia mais

Curso de. Pós-Graduação em Gestão de Bancos. e Seguradoras. Instituto Superior de Economia e Gestão Universidade Técnica de Lisboa

Curso de. Pós-Graduação em Gestão de Bancos. e Seguradoras. Instituto Superior de Economia e Gestão Universidade Técnica de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Gestão de Bancos e Seguradoras Instituto Superior de Economia e Gestão Universidade Técnica de Lisboa 2 O desenvolvimento dos mercados de produtos e serviços financeiros (bancários,

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Sistemas de Informação I

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Sistemas de Informação I INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico 5/11/2014 Aprovação do Conselho Técnico-Científico 23/2/2015 Ficha de Unidade

Leia mais

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA CURRÍCULO DA ÁREA DE FORMAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO DE EMPRESAS AFAGE

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA CURRÍCULO DA ÁREA DE FORMAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO DE EMPRESAS AFAGE UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA CURRÍCULO DA ÁREA DE FORMAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO DE EMPRESAS AFAGE Licenciatura em Gestão Financeira (LGF) Maputo, Julho de 2015 UDM 1 A

Leia mais

Apresentar benchmarks considerando: Como os auditores internos avaliam suas competências atuais Quais competências necessitam de aprimoramento Como

Apresentar benchmarks considerando: Como os auditores internos avaliam suas competências atuais Quais competências necessitam de aprimoramento Como 1ª Pesquisa Protiviti/Audibra sobre as Tendências da Auditoria Interna no Brasil Junho, 2010 Objetivo da Pesquisa Apresentar benchmarks considerando: Como os auditores internos avaliam suas competências

Leia mais

O que o Órgão de Administração deve (realmente) saber sobre governança e gestão do Sistema de Informação

O que o Órgão de Administração deve (realmente) saber sobre governança e gestão do Sistema de Informação O que o Órgão de Administração deve (realmente) saber sobre governança e gestão do Sistema de Informação, CISA, CGEIT, CRISC, COBIT 5 F, PMP Os riscos Emergentes do Corporate Governance - oportunidades

Leia mais

A. Definição de Auditoria Interna 1. Definir propósito, autoridade e responsabilidade da atividade de Auditoria Interna.

A. Definição de Auditoria Interna 1. Definir propósito, autoridade e responsabilidade da atividade de Auditoria Interna. Programa do Exame CIA 2013, Parte 1 Fundamentos de Auditoria Interna 125 questões 2.5 Horas (150 minutos) Os tópicos testados na Parte 1 do novo exame CIA incluem aspectos de orientação obrigatória do

Leia mais

Auditoria Interna no Brasil

Auditoria Interna no Brasil Auditoria Interna no Brasil Um estudo inédito para retratar o atual cenário da auditoria interna no País e auxiliar as empresas a identificar as melhores práticas do segmento Tendências, estratégias e

Leia mais

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Gestão

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Gestão O Social pela Governança Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Gestão ÍNDICE GESTÃO... 3 OBJECTIVOS... 3 DESTINATÁRIOS... 3 CONDIÇÕES DE ACESSO E SELECÇÃO DOS CANDIDATOS... 3 INSCRIÇÕES E NÚMERO

Leia mais

COBIT Um kit de ferramentas para a excelência na gestão de TI. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com

COBIT Um kit de ferramentas para a excelência na gestão de TI. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com COBIT Um kit de ferramentas para a excelência na gestão de TI Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com Introdução Atualmente, é impossível imaginar uma empresa sem uma forte área de sistemas

Leia mais

A Função de Controles Internos em Instituições Financeiras

A Função de Controles Internos em Instituições Financeiras Seminário IIA Brasil - Os Desafios da Auditoria Interna frente aos processos de Gestão de Riscos, Controles e Governança Corporativa Belém, 21 de junho de 2013 A Função de Controles Internos em Instituições

Leia mais

PROGRAMA DE GESTÃO DE FRAUDE

PROGRAMA DE GESTÃO DE FRAUDE PROGRAMA DE GESTÃO DE FRAUDE JUN-JUL 2015 PROGRAMA DE GESTÃO DE FRAUDE JUN-JUL 2015 01 APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA PÁG. 4-5 02 PLANO GERAL PÁG. 6-7 03 CORPO DOCENTE PÁG. 8-9 04 INFORMAÇÕES GERAIS PÁG. 10

Leia mais

Licenciatura em Administração Pública (LAP)

Licenciatura em Administração Pública (LAP) UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA CURRÍCULO DA ÁREA DE FORMAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO DE EMPRESAS AFAGE Licenciatura em Administração Pública (LAP) Maputo, Julho de 2015 UDM

Leia mais

DESPACHO/SP/42/2014. Artigo 17.º. Enquadramento jurídico

DESPACHO/SP/42/2014. Artigo 17.º. Enquadramento jurídico DESPACHO/SP/42/2014 Aprovo a seguinte alteração ao Regulamento do Mestrado em Fisioterapia na área de especialização de movimento humano, ministrado na Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra

Leia mais

Formação e Certificação

Formação e Certificação Formação e Certificação Requisitos de CPE para CIAs Editado por Giovani Ehrhardt*. Traduzido por Ana Clara Sebastião Macedo Ventura. Resumo: Este artigo visa esclarecer os requisitos obrigatórios da Formação

Leia mais

1. Apresentação. 2. Objetivos do Curso de Formação

1. Apresentação. 2. Objetivos do Curso de Formação 1. Apresentação... 3 2. Objetivos do Curso de Formação... 3 2.1. Destinatários... 3 2.2. Modalidade e Forma de Organização da Formação:... 3 3. Plano de Estudos... 4 3.1. Coordenação do curso... 4 3.2.

Leia mais

ALTA PERFORMANCE NAS VENDAS

ALTA PERFORMANCE NAS VENDAS INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO BANCÁRIA ISGB THE PORTUGUESE SCHOOL OF BANK MANAGEMENT Associação Portuguesa de Bancos Pós-Graduação ALTA PERFORMANCE NAS VENDAS [ Pós-Graduação na Área Comportamental e Inteligência

Leia mais

ISEL INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA

ISEL INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA SUPLEMENTO AO DIPLOMA (versão em português) A estrutura do suplemento ao diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. Tem por objetivo fornecer

Leia mais

CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (ISO/IEC 27006:2011) - OTS

CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (ISO/IEC 27006:2011) - OTS CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (ISO/IEC 276:2011) - OTS NORMA Nº NIT-DICOR-011 APROVADA EM MAR/2013 Nº 01/46 SUMÁRIO

Leia mais

Diploma em Turismo e Gestão Hoteleira

Diploma em Turismo e Gestão Hoteleira Diploma em Turismo e Gestão Hoteleira Acreditamos que a educação seja essencial para o desenvolvimento das nações. Trabalhamos em conjunto com os alunos para contribuir para o desenvolvimento de líderes

Leia mais

EDUCAÇÃO CONTINUADA Auditoria de Sistemas e de Tecnologia da Informação Curso com Laboratório (Estudo de Caso)

EDUCAÇÃO CONTINUADA Auditoria de Sistemas e de Tecnologia da Informação Curso com Laboratório (Estudo de Caso) EDUCAÇÃO CONTINUADA Auditoria de Sistemas e de Tecnologia da Informação Curso com Laboratório (Estudo de Caso) Veja os depoimentos de quem participou do Curso de Auditoria de Sistemas e de TI realizado

Leia mais

Conferência de compliance

Conferência de compliance Confidencial Conferência de compliance Luanda 20 de Junho de 2013 Os principais temas em matérias de compliance a nivel mundial Gestão do e adequação de capital Protecção do consumidor Fiscal Conflitos

Leia mais

Estudo de Remuneração 2015

Estudo de Remuneração 2015 2015 BANKING Temporary & permanent recruitment www.pagepersonnel.pt Editorial Page Personnel ir ao encontro do talento A Page Personnel recruta para os seus clientes os melhores perfis qualificados, sendo

Leia mais

Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Mestre em Tecnologia e Segurança Alimentar. Normas regulamentares

Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Mestre em Tecnologia e Segurança Alimentar. Normas regulamentares Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Mestre em Tecnologia e Segurança Alimentar Normas regulamentares Preâmbulo O regulamento do Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Mestre em Tecnologia e Segurança

Leia mais

Apresentação. Objetivo. Dados Principais. Período 20/06 à 25/07

Apresentação. Objetivo. Dados Principais. Período 20/06 à 25/07 Apresentação Dados Principais Este treinamento promove o conhecimento de conceitos básicos e metodologias baseadas na principal norma de Segurança da Informação internacionalmente aceita. Após a conclusão

Leia mais

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA ÁREA DE FORMAÇÃO EM CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CURRÍCULO DO CURSO

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA ÁREA DE FORMAÇÃO EM CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CURRÍCULO DO CURSO UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA ÁREA DE FORMAÇÃO EM CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CURRÍCULO DO CURSO LICENCIATURA EM ENGENHARIA E GESTÃO DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ( T

Leia mais

QUALIDADE E CERTIFICAÇÃO

QUALIDADE E CERTIFICAÇÃO QUALIDADE E CERTIFICAÇÃO O QUE É A QUALIDADE? É o grau de satisfação de requisitos (necessidade ou expectativa expressa, geralmente implícita ou obrigatória), dado por um conjunto de características (elemento

Leia mais

Governança em TI e os objetivos estratégicos da organização

Governança em TI e os objetivos estratégicos da organização Governança em TI e os objetivos estratégicos da organização A otimização dos investimentos em TI, a importância do uso do modelo CobiT, adotado mundialmente em IT Governance Um painel sobre as certificações

Leia mais

Unidade V GOVERNANÇA DE TI

Unidade V GOVERNANÇA DE TI GOVERNANÇA DE TI Unidade V CONTROL OBJECTIVES FOR INFORMATION AND RELATED TECHNOLOGY (COBIT) 1 O CobiT é um guia para a gestão de TI recomendado pelo Information Systems Audit and Control Foundation (ISACF)

Leia mais

Este programa tem como objetivo consolidar conhecimentos sobre as melhores práticas de Governança em TI com base nos modelos propostos pela

Este programa tem como objetivo consolidar conhecimentos sobre as melhores práticas de Governança em TI com base nos modelos propostos pela GOVERNANÇA EM TI Controles do COBIT v4.1 integrados às boas práticas da ITIL v3. Requisitos das principais Normas de TI (ISO 20000 e ISO 27000) no contexto da Governança. Frameworks para outsourcing (escm-cl

Leia mais

MBA Excelência em Gestão de Projetos e Processos Organizacionais

MBA Excelência em Gestão de Projetos e Processos Organizacionais Pós-graduação lato sensu MBA Excelência em Gestão de Projetos e Processos Organizacionais 8ª turma Organização Contexto atual, Competências e Mercado As organizações atuando em um mercado globalizado,

Leia mais

Declaração de Posicionamento do IIA: AS TRÊS LINHAS DE DEFESA NO GERENCIAMENTO EFICAZ DE RISCOS E CONTROLES

Declaração de Posicionamento do IIA: AS TRÊS LINHAS DE DEFESA NO GERENCIAMENTO EFICAZ DE RISCOS E CONTROLES Declaração de Posicionamento do IIA: AS TRÊS LINHAS DE DEFESA NO GERENCIAMENTO EFICAZ DE RISCOS E CONTROLES JANEIRO 2013 ÍNDICE DE CONTEÚDOS Introdução...1 Antes das Três Linhas: Supervisão do Gerenciamento

Leia mais

Cadeira de Tecnologias de Informação. Conceitos fundamentais de sistemas e tecnologias de informação e de gestão do conhecimento.

Cadeira de Tecnologias de Informação. Conceitos fundamentais de sistemas e tecnologias de informação e de gestão do conhecimento. Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2008/2009 Conceitos fundamentais de sistemas e tecnologias de informação e de gestão do conhecimento. Profª Ana Lucas (Responsável) Mestre Cristiane Pedron

Leia mais

MBA Gestão da Tecnologia de Informação

MBA Gestão da Tecnologia de Informação MBA Gestão da Tecnologia de Informação Informações: Dias e horários das aulas: Segundas e Terças-feiras das 18h00 às 22h00 aulas semanais; Sábados das 08h00 às 12h00 aulas quinzenais. Carga horária: 600

Leia mais

Unidade V GOVERNANÇA DE TI. Profa. Gislaine Stachissini

Unidade V GOVERNANÇA DE TI. Profa. Gislaine Stachissini Unidade V GOVERNANÇA DE TI Profa. Gislaine Stachissini Control Objectives for Information and Related Technology - Cobit O CobiT é um guia para a gestão de TI recomendado pelo Information Systems Audit

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DO CENTRO DE ESTUDOS EM DIREITO DO ORDENAMENTO, DO URBANISMO E DO AMBIENTE

REGULAMENTO DOS CURSOS DO CENTRO DE ESTUDOS EM DIREITO DO ORDENAMENTO, DO URBANISMO E DO AMBIENTE CAPÍTULO I CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO DO ORDENAMENTO, DO URBANISMO E DO AMBIENTE Artigo 1.º (Constituição do Curso) 1. O Curso de Especialização em Direito do Ordenamento, do Urbanismo e do Ambiente

Leia mais

Regulamento do Curso Técnico Superior Profissional

Regulamento do Curso Técnico Superior Profissional Regulamento do Curso Técnico Superior Profissional Preâmbulo A criação de oportunidades de formação para públicos diversos, com necessidades específicas, tem sido, desde sempre, uma prioridade para a Escola

Leia mais

Benefícios do Bridging Program. Número de Horas do Programa. Certificação ICA. Acreditação ICF. O Bridging Program consiste em: certificação pela ICF

Benefícios do Bridging Program. Número de Horas do Programa. Certificação ICA. Acreditação ICF. O Bridging Program consiste em: certificação pela ICF Benefícios do Bridging Program è Obtenha as horas adicionais de formação específica de coaching requeridas para certificação pela ICF è Obtenha as horas mínimas de formação de coaching requeridas para

Leia mais

IPPF Guia Prático A Interação com o Conselho. Índice

IPPF Guia Prático A Interação com o Conselho. Índice Índice Sumário Executivo... 1 Introdução... 1 1000 Propósito, Autoridade e Responsabilidade... 1 A Relação da Auditoria Interna com o Conselho... 3 A. Comunicação Frequente com os Membros do Conselho entre

Leia mais

Arquivo original em Inglês: http://www.isaca.org/knowledge-center/risk-it-it-risk- Management/Documents/Risk-IT-Brochure.pdf

Arquivo original em Inglês: http://www.isaca.org/knowledge-center/risk-it-it-risk- Management/Documents/Risk-IT-Brochure.pdf Arquivo original em Inglês: http://www.isaca.org/knowledge-center/risk-it-it-risk- Management/Documents/Risk-IT-Brochure.pdf Risk IT - Um conjunto de princípios orientadores e o primeiro framework que

Leia mais

Leader Coach. Creating high performance teams. Lisboa, 25 e 26 de junho de 2013. www.pwc.pt/academy. Academia da PwC

Leader Coach. Creating high performance teams. Lisboa, 25 e 26 de junho de 2013. www.pwc.pt/academy. Academia da PwC www.pwc.pt/academy Creating high performance teams Lisboa, 25 e 26 de junho de 2013 Academia da PwC Um curso onde irá conhecer as melhores práticas de gestão e desenvolvimento e equipas. Creating high

Leia mais

Auditoria Interna e Governança Corporativa

Auditoria Interna e Governança Corporativa Auditoria Interna e Governança Corporativa Clarissa Schüler Pereira da Silva Gerente de Auditoria Interna TUPY S.A. Programa Governança Corporativa Auditoria Interna Desafios para os profissionais de auditoria

Leia mais

1911 2011 A caminho do Centenário

1911 2011 A caminho do Centenário 1911 2011 A caminho do Centenário Licenciaturas ISEG 1º Ciclo de Bolonha ISEG: Uma Escola de referência. O ISEG forma Economistas e Gestores com espírito de liderança e inovação assente numa sólida capacidade

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA SOCIEDADE. L. Graça, R. Carvalho & M. Borges, SROC, Lda.

APRESENTAÇÃO DA SOCIEDADE. L. Graça, R. Carvalho & M. Borges, SROC, Lda. APRESENTAÇÃO DA SOCIEDADE L. Graça, R. Carvalho & M. Borges, SROC, Lda. I A SOCIEDADE RAZÃO SOCIAL : L. GRAÇA, R. CARVALHO & CONSTITUIÇÃO : 17 DE OUTUBRO DE 2001. INSCRIÇÃO : N.º 177 na Ordem dos Revisores

Leia mais

FICHA DE CURSO FINANÇAS PARA NÃO FINANCEIROS. Curso 01 Princípios de Contabilidade Financeira

FICHA DE CURSO FINANÇAS PARA NÃO FINANCEIROS. Curso 01 Princípios de Contabilidade Financeira FICHA DE CURSO FINANÇAS PARA NÃO FINANCEIROS Curso 01 Princípios de Contabilidade Financeira DESCRIÇÃO DO CURSO Já sentiu necessidade de compreender melhor os conceitos financeiros que lhe permitem interpretar

Leia mais

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais O Social pela Governança Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais ÍNDICE CONTABILIDADE, FISCALIDADE E FINANÇAS EMPRESARIAIS... 3 OBJECTIVOS...

Leia mais