ABI2014. Fornecedores, ingredientes e soluções para seus produtos. Edição Especial. Anuário Brasileiro de Ingredientes Alimentícios

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ABI2014. Fornecedores, ingredientes e soluções para seus produtos. Edição Especial. Anuário Brasileiro de Ingredientes Alimentícios"

Transcrição

1 ISSN Ano VI - n o 24 - R$ 50,00 Edição Especial ABI2014 Anuário Brasileiro de Ingredientes Alimentícios Fornecedores, ingredientes e soluções para seus produtos

2 Editorial P rezado Leitor, Atualmente, levar produtos inovadores para o mercado de consumo pode ser o diferencial que destaca e fideliza consumidores das indústrias de alimentos e bebidas. Para isso, é necessário pesquisas acadêmicas, mas também conhecer os principais fornecedores de soluções em ingredientes desenvolvidos por empresas especializadas do setor. É com esse objetivo que o ABI - Anuário Brasileiro de Ingredientes Alimentícios reúne nesta edição especial, relação de fornecedores de ingredientes para as indústrias do mercado brasileiro. Todos os anos, buscamos atualizar os dados e empresas que compõem o ABI, pois sabemos a importância de uma edição de referência para consulta dos profissionais das áreas de pesquisa e desenvolvimento das indústrias. Neste ano, em especial, trazemos entrevista com Luiz Madi, diretor geral do Ital (Instituto de Tecnologia de Alimentos), que fala do lançamento do documento Ingredients Trends 2020, que revela os estudos desenvolvidos pela Plataforma de Inovação Tecnológica do Ital. O documento indica o que os brasileiros vão valorizar como alimento no futuro próximo e tem papel de sinalizador de tendências para novos desenvolvimentos das empresas de ingredientes. Como as tendências chegam aos consumidores também podem ser conferidas nas seções Ingredientes & Aplicações e Produtos & Marcas, que mostram o resultado de novos desenvolvimentos em alimentos e bebidas. Nesta edição, trazemos ainda, prévia das novidades da FiSA 2014, além de uma mostra das alternativas do que o público visitante poderá encontrar em eventos paralelos à feira. É com satisfação que oferecemos nesta edição uma fonte de consulta, mas também de um apanhado de tendências do setor de alimentos e bebidas. Boa leitura e consulta! Luiz Souza Diretor e Editor A revista IT - Ingredientes e Tecnologias é uma publicação trimestral sobre pesquisa e desenvolvimento na indústria de alimentos e bebidas da Setembro Editora Ano VI, n abr/2014 a jun/2014 Diretor e Editor Luiz José de Souza Redação Juçara Pivaro Setembro Editora e Colaboradores Colaboração Juçara Pivaro, Maurício Sérgio Esteller, Marcelo Machado, Rafael de Araújo Borges Diagramação Fábio Ruiz Capa Publicidade Luiz José de Souza Atendimento Ana Carolina Senna de Souza SETEMBRO EDITORA Ed. Green Office Morumbi Rua Domingos Lopes da Silva, 890, cj Portal do Morumbi - CEP , São Paulo, SP, Brasil Tels: (11) / / / / / Outra publicação O Anuário Brasileiro de Ingredientes é uma edição especial da revista IT-Ingredientes e Tecnologia. Com periodicidade anual, é uma fonte de consulta e de pesquisa aos profissionais das indústrias de alimentos e de bebidas Assinatura Anual 4 edições trimestrais - R$88 - pagamento por Boleto Bancário Exemplar Avulso R$25,00 Anuário Brasileiro de Ingredientes edição especial - R$50,00 Para assinar Tel e fax: (11) Comitê Editorial-Técnico-Científico Adalberto Luiz Faria de Almeida Engenheiro de alimentos e profissional contratado da Plury Química Airton Vialta Especialista em genética de microorganismos, pesquisador científico do Ital Alfredo Luiz Barcelos Ferreira Químico, mestre-cervejeiro da Schincariol Ary Bucione Engenheiro de alimentos, gerente de sweeteners da Danisco Culturas para a América do Sul Denise C. P. Jardim Pesquisadora científica e coordenadora do Centro de Tecnologia de Cereias e Chocolate (Cereal Chocotec) do Ital Ellen Almeida Lopes Farmacêutica bioquímica, mestre em Ciência dos Alimentos, diretora da Food Design Sistemas de Gestão de Qualidade dos Alimentos Fábio Hasegawa Engenheiro e Mestre em Tecnologia de Alimentos, gerente da Silliker Brasil. Grace Maria Wille Doutora em Tecnologia dos Alimentos e professora da Universidade Federal do Paraná (UFPR) Maria Cecília F. Toledo Professora Doutora da Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Múcio M. Furtado Técnico em laticínios, bioquímico, doutor em ciências de alimentos e consultor técnico da Danisco Murilo Hadad Pires PHd em Ciência dos Alimentos e Gerente de Projetos da Globalfood Ricardo Szuster Engenheiro de Alimentos, atua no segmento de food service da Unilever Valdomiro Valle Gerente técnico da Solae

3 Sumário Entrevista Produtos e Marcas Ingredientes e Aplicações Consumidor Evento Canal Direto Mercado Produtos & Empresas Luis Madi, diretor geral do Ital fala sobre a Brasil Ingredients Trends 2020 Lançamentos e inovações para o consumidor Novidades em ingredientes e soluções para a indústria de alimentos e bebidas Pesquisa do Idec sobre a variação de teor de Sódio em rótulos Prévia da FiSA - Food Ingredients South America 2014 Ações e investimentos das empresas de ingredientes Em foco: salgadinhos, margarinas, óleos e gorduras Ingredientes e Produtos Químicos Fornecedores anunciantes desta edição Açúcar Guarani...11 Albion/Kilyos...65 Bauko...19 Cargill...3 a Capa Doce Aroma...69 Dohler...2 a Capa Fortitech...4 a Capa Gelita...39 GNT...55 Horizonte Amidos...21 Ital...15 e 27 Livro Nova Legislação de Produtos Lácteos MatPrim...71 Nexira...23 Sweetmix...17 Tate & Lyle...5 e 7 Tovani...9 Vogler

4 Entrevista Ital lança Brasil Ingredients Trends 2020 Por Juçara Pivaro O Ital (Instituto de Tecnologia de Alimentos) vai lançar na FiSA 2014, a publicação do Brasil Ingredients Trends 2020 (BIT 2020), documento produzido pelo instituto que, seguramente, será importante referência de tendências seguidas pelas empresas fornecedoras de soluções em ingredientes para as indústrias de indústrias de alimentos, bebidas e suplementos. Em entrevista, Luis Madi, diretor geral do Ital fala sobre o processo de produção e a importância da publicação para o setor da alimentação no Brasil. Fotos: Divulgação Luis Madi - Diretor Geral da Ital Luis Fernando Ceribelli Madi é engenheiro de alimentos formado pela Universidade Estadual de Campinas UNICAMP (1972) e mestre em Embalagem de Alimentos pela Michigan State University EUA - (1977). Desde 1973, é Pesquisador Científico do Ital (Instituto de Tecnologia de Alimentos)e, atualmente, exerce o cargo de Diretor Geral do Instituto. Foi membro do Conselho Deliberativo do CNPq e Conselho Consultivo da FINEP, Vice-presidente e Presidente da ABIP- TI, Professor Adjunto da Escola de Embalagem da Universidade Estadual de Michigan (EUA), Coordenador de Projetos Internacionais da ONUDI/PNUD no México e no Brasil, Membro da diretoria do International Association of Packaging Research Institutes (IAPRI) e da Comissão Permanente do Regime de Tempo Integral (CPRTI), Coordenador da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), Consultor na área de embalagem da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (ONUDI), Organização dos Estados Americanos (OEA) e International Trade Center (ITC), Integrante do quadro de assessores da FAPESP, Diretor da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa Agropecuária (Fundepag), Membro do Comitê Editorial da Editora da Unicamp, Diretor do Centro de Embalagem do ITAL e Coordenador do Projeto CONSITEC da FAPESP no ITAL. Atualmente, é Diretor do Departamento do Agronegócio DE- AGRO da FIESP, Membro do Conselho Estadual de Ciência e Tecnologia (CONCITE), Membro do Conselho Estadual das Instituições de Pesquisa do Estado de São Paulo, Coordenador do Fórum dos Diretores das Instituições de Pesquisa do Estado de São Paulo, Representante da ABIPTI no Conselho do Centro de Gestão de Estudos Estratégicos-CGEE do MCTI Ministério de Ciência e Tecnologia de Inovação, Membro da Fundação Fórum Campinas, Membro do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação e do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural e do Agronegócio de Campinas. 7

5 Entrevista É estratégico para o Brasil estabelecer um plano nacional para o setor de alimentação como um todo (ingredientes, alimentos processados, bebidas e suplementos alimentares) com ênfase na plataforma de inovação para produtos destinados à saúde e nutrição, a exemplo do que ocorre em vários países. IT Após o sucesso da publicação do Brasil FoodTrends 2020, que se tornou referência importante para o setor da alimentação, chega o Brasil Ingredients Trends Como surgiu a ideia de produzir um documento especificamente para o setor de ingredientes? LUIS MADI - O setor de ingredientes representa uma importante base para que as indústrias de alimentos, bebidas e suplementos sejam competitiva, no sentido de prover insumos para a criação de novos produtos com maior valor agregado, alinhados às tendências do mercado. É um setor relativamente novo com uma grande diversidade de empresas e diferentes níveis de complexidade tecnológica da produção de uma ampla variedade de ingredientes, sendo intenso em termos de PD&I, no entanto ainda é um setor deficitário em termos de informações. Após analisarem dados e pesquisas para a elaboração de um capítulo dedicado exclusivamente ao tema ingredientes- publicado no estudo Brasil Food Trends 2020 os autores do documento constataram que existia uma lacuna de informações sobre o tema. O Brasil Ingredients Trends 2020 é uma publicação inédita no mercado por tratar da complexidade, abrangência e tendências dos ingredientes no Brasil e no mundo. IT Como foi o processo de produção desse novo documento? Os desafios foram maiores para elaborar as pesquisas, já que a cada dia surgem mais soluções inovadoras em ingredientes? LUIS MADI - Para a elaboração do Brasil Ingredients Trends 2020 BIT2020, inicialmente a equipe realizou uma ampla busca de informações sobre tendências e inovações no setor de ingredientes alimentícios, assunto central do trabalho, com análise de relatórios e bases de dados de institutos de pesquisa especializados, análise de publicações técnicas e científicas, coleta de informações em eventos dos setores de alimentos e ingredientes, pesquisa em sites e portais especializados e consulta a profissionais de empresas e de outras instituições dos setores de ingredientes, alimentos processados e suplementos alimentares. O maior desafio está na intensa atividade de CT&I que ocorre na área de ingredientes que gera a necessidade de manutenção contínua das análises sobre as tendências e inovações. A sistemática pesquisa das fontes consultadas demonstrou uma dinâmica frenética do mercado, com o surgimento de novidades com muita frequência. Portanto, o estudo Brasil Ingredients Trends 2020 deverá requerer revisão constante de modo a refletir com maior fidedignidade o estado da arte da indústria de ingredientes. IT Qual foi a metodologia e parâmetros utilizados para a elaboração do documento? LUIS MADI - A metodologia utilizada consistiu na análise de 9

6 Entrevista O setor de ingredientes representa uma importante base para que as indústrias de alimentos, bebidas e suplementos sejam competitiva, no sentido de prover insumos para a criação de novos produtos com maior valor agregado, alinhados às tendências do mercado. relatórios e bases de dados de institutos de pesquisa especializados, análise de publicações técnicas e científicas, coleta de informações em eventos dos setores de alimentos e ingredientes, pesquisa em sites e portais especializados e consulta a profissionais de empresas e de outras instituições dos setores de ingredientes, alimentos processados e suplementos alimentares. De um modo geral, a equipe avaliou os estudos selecionados com o objetivo de identificar seus pontos em comum. A partir de uma análise sistêmica, gradativamente observou as áreas temáticas para as quais convergiam as conclusões dos diferentes trabalhos de pesquisa sobre as tendências e inovações relacionadas aos ingredientes. Entre os vários temas avaliados foram selecionados aqueles considerados de maior importância para as indústrias de ingredientes, alimentos e bebidas processados e suplementos alimentares no Brasil. IT - Quais foram os parceiros do Ital nessa empreitada? Quanto tempo levou para chegar ao texto final? LUIS MADI - O Ital contou com o apoio de sua parceira e incentivadora, a United Business Media (UBM) e das empresas patrocinadoras de sua da Plataforma de Inovação Tecnológica, que abraçaram a tarefa de elaborar um complexo trabalho sobre o amplo e diversificado setor de ingredientes alimentares. Durante 24 meses, uma equipe multidisciplinar analisou bases de dados e diversos documentos técnicos e científicos, de modo a aprofundar o conhecimento sobre os diferentes temas abrangidos para este importante setor. Raul Amaral - Coordenador e editor do Brasil Ingredients Trends 2020 IT Qual foi a parte realizada pelo Ital para a produção desse documento, quais áreas da entidade foram envolvida no projeto e quantos profissionais participaram do trabalho? LUIS MADI - Para a elaboração do Brasil Ingredients Trends 2020, dos 16 autores, 14 fazem parte dos centros de pesquisa do Ital: Cereal Chocotec, Tecnolat, C, CTC, GEPC. Participaram dois especialistas renomados no mercado, Franco Lajolo da Universidade de São Paulo e Ary Bucione da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos Dietéticos e Para Fins Especiais, e o trabalho foi coordenado pelos editores Airton Vialta e Raul Amaral Rego. IT Tem conhecimento de documentos semelhantes em outros países? LUIS MADI - De um modo geral, a série 2020 é singular no que diz respeito à sua metodologia, abrangência e de acesso gratuito, sendo disponível para toda a sociedade pelas suas características. O Brasil Ingredients Trends 2020 é considerado por nós como inédito no mercado global. 11

7 Entrevista Há, no Brasil, uma carência de pesquisas de caráter mais prático, confiáveis e sistemáticas que complementem as pesquisas feitas pelo IBGE, como, por exemplo, o IFIC, nos EUA, que consta a opinião dos consumidores sobre vários temas importante relacionados à alimentação, como produtos funcionais, enriquecidos e OGM, entre outros, regularmente. IT Na sua ótica, qual a importância das informações do BIT 2020 para as indústrias de alimentos e bebidas, além das empresas relacionadas direta ou indiretamente ao setor? LUIS MADI - O Brasil Ingredients Trends 2020 contribui para a disseminação de informações estratégicas, de forma pública e gratuita, gerando benefícios a milhares de empresas, auxiliando-as de algum modo a inovar e continuar fornecendo a sociedade brasileira produtos alimentícios de qualidade, agregando valores que permitem o consumidor criar uma relação estreita de identidade e confiança no setor de alimentos, bebidas e embalagem. IT A seu ver, quais as tendências apontadas no documento que mais surpreenderam os pesquisadores ou podem surpreender aqueles que terão acesso à publicação? LUIS MADI - O Brasil Ingredients Trends 2020 foi elaborado, com uma abordagem menos teórica e mais pragmática, para servir como instrumento capaz de proporcionar uma visão global do setor para a sociedade, na qual possam ser identificadas diversas oportunidades para a inovação tecnológica. É surpreendente constatar a grande complexidade do setor, sua constante evolução, além da quantidade e diversidade de ingredientes utilizados pelas indústrias de alimentos, bebidas e suplementos alimentares. IT O consumidor brasileiro tem características próprias, porém com globalização de informações, principalmente em relação à alimentação, acaba por seguir tendências globais. Esse documento apontou que serão valorizados ingredientes que têm semelhança àqueles que no exterior são valorizados? LUIS MADI - Sim, de forma semelhante, porém em proporções distintas. Por exemplo, a valorização de atributos de produtos alimentícios relacionados à sustentabilidade tende a gerar oportunidades para a produção de alimentos e de sistemas de produção que permitam a inclusão social de comunidades vulneráveis. Nessa direção, nos países desenvolvidos já existem várias inovações direcionadas para o comércio justo, consciente e ético, de modo a atender consumidores preocupados com a saúde e, ao mesmo tempo, com as implicações de suas escolhas para a sociedade. No Brasil, este segmento de mercado ainda está em formação. IT O Brasil possui riqueza considerável em ingredientes naturais e alguns ainda pouco conhecidos ou pouco explorados. No documento aparece essa questão das potenciais soluções em ingredientes que o país possui, mas ainda pouco explorada? LUIS MADI - No Brasil, o setor de ingredientes alimentares tem plenas condições de assumir posição de destaque no cenário global da alimentação e nutrição, considerando seu estágio tecnológico, infraestrutura e expertise profissional. Para isso deve ser merecedor de atenção especial nas políticas públicas, em especial na área de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação. IT Qual a importância de estar a frente de um documento como o Brasil Ingredients Trends 2020 para o Ital como entidade? LUIS MADI Primeiramente, faz parte da missão do Ital, que é promover a pesquisa, desenvolvimento, assistência tecnológica e difusão do conhecimento técnico-científico para o agronegócio, em benefício da sociedade. A série Trends 2020 objetiva estimular as pesquisas no Ital no setor privado e em outras instituições, além de, notadamente, servir como instrumento para a inclusão tecnológica das micro e pequenas Airton Vialta - Coordenador e editor do Brasil Ingredients Trends

8 Entrevista empresas, nas quais o acesso a informações sobre tendências e oportunidades de mercado não é tão facilitado. O maior desafio está na intensa atividade de CT&I que ocorre na área de ingredientes que gera a necessidade de manutenção contínua das análises sobre as tendências e inovações. A sistemática pesquisa das fontes consultadas demonstrou uma dinâmica frenética do mercado, com o surgimento de novidades com muita frequência. IT O que destacaria como ponto mais importante do BIT 2020? LUIS MADI - É estratégico para o Brasil estabelecer um plano nacional para o setor de alimentação como um todo (ingredientes, alimentos processados, bebidas e suplementos alimentares) com ênfase na plataforma de inovação para produtos destinados à saúde e nutrição, a exemplo do que ocorre em vários países. Conforme constatado pelo Ital no estudo sobre a agroindústria, como parte do projeto Sustentação e Sustentabilidade da Produção de Alimentos: O Papel do Brasil no Cenário Global, promovido pelo Centro de Gestão de Estudos Estratégicos (CGEE/MCTI) e Embrapa, essa plataforma deverá ser a tônica nos próximos anos e fator determinante da competitividade da indústria de alimentos global. Este segmento tem sido a alçado entre as prioridades das políticas públicas de diversos países, principalmente naquelas orientadas para a sustentação e sustentabilidade da oferta interna de alimentos, a melhora da saudabilidade da dieta da população e a promoção das exportações de produtos industrializados. IT Quais foram as maiores dificuldades para a produção do documento? LUIS MADI - A amplitude e a diversidade do setor de ingredientes dificultam a consolidação de dados estatísticos confiáveis capazes de dimensionar o mercado como um todo. Além disso, os dados sobre consumo de alimentos no Brasil são bastante escassos, fragmentados e pouco atualizados, dificultando uma análise mais aprofundada de modo a fazer melhores inferências sobre seu comportamento futuro. Há, no Brasil, uma carência de pesquisas de caráter mais prático, confiáveis e sistemáticas que complementem as pesquisas feitas pelo IBGE, como, por exemplo, o IFIC, nos EUA, que consta a opinião dos consumidores sobre vários temas importante relacionados à alimentação, como produtos funcionais, enriquecidos e OGM, entre outros, regularmente. IT Como será o processo de divulgação do Brasil IngredientsTrends 2020 para o setor de alimentos e bebidas e que tipos e tamanhos de indústrias serão mais beneficiadas com a publicação do documento. LUIS MADI - Prioritariamente, os participantes do Seminário receberão a publicação impressa do Brasil Ingredients Trends 2020, inédita no mercado brasileiro. Após um determinado tempo, será disponibilizada uma edição online gratuita. A versão do documento em inglês e uma maior tiragem dependem de novos incentivos. 15

9 Produtos & Marcas Cachaça Salinas 2012 é premiada em concurso internacional Com 28 anos de tradição e qualidade, a Cachaça Salinas tradicional acaba de ganhar o primeiro prêmio internacional: medalha de ouro no Concours Mondial de Bruxelles - Spirits Selection 2014, uma das mais importantes competições internacionais de destilados. As degustações às cegas aconteceram de 06 a 08 de junho, em Florianópolis. A Cachaça Salinas foi a única representante da região de Identificação Geográfica (IG) de Salinas a ser premiada e concorreu com mais de 200 das melhores marcas de cachaça do país. A conquista dessa medalha é o reconhecimento da excelência da Salinas com o seu produto mais vendido durante toda a sua história. Além, é claro, da valorização da cachaça no mundo, comemora Thiago Medrado, diretor comercial do Grupo Salinas. Ficamos muito felizes em saber que nossa cachaça agradou tanto a brasileiros como estrangeiros, já que o júri era composto também por profissionais de muitas nacionalidades diferentes, completa Medrado. As disputadas e prestigiadas medalhas são reconhecidas no mundo todo e orientam as escolhas do consumidor. A Cachaça Salinas Tradicional - mais vendida na região de Minas Gerais, Espírito Santo e interior do Rio de Janeiro de acordo com pesquisa Nielsen - éenvelhecida em tonéis de Bálsamo. Com coloração clara, tem sabor suave e amadeirado. O envelhecimento é de três anos com graduação alcoólica de 42% vol. Uma cachaça verdadeira, fabricada com as melhores matérias-primas, envelhecida em uma madeira brasileira e que continua a ser referência de qualidade mesmo após a chegada de inúmeros rótulos concorrentes no mercado, ressalta Medrado. Muito mais que sabores e aromas tipicamente brasileiros, o hábito de degustar a Cachaça Salinas possibilita saborear uma dose de exclusividade. Fabricada de forma artesanal e destilada em alambiques de cobre com alto padrão de qualidade, essa cachaça é fabricada na região de Salinas, considerada a "Capital Mundial da Cachaça". A qualidade na fabricação da cachaça resultou na Indicação Geográfica (IG) de procedência, garantindo a diferenciação da cachaça produzida na região de Salinas, o que confere reputação e excelência. Com investimentos em novos produtos, estudos de mercado e consumidor, o Grupo Salinas, detentor da marca Cachaça Salinas, investe no desenvolvimento de novos produtos para atender as demandas e até mesmo superar as expectativas dos apreciadores da cachaça, valorizando o portfólio de produtos da empresa. Fotos: Divulgação PepsiCo lança novos sabores de molhos Dippas no Brasil e expande presença na categoria de molhos A PepsiCo, fabricante das marcas Quaker, Toddy, Lays, entre outras, passa a fabricar e a comercializar no Brasil três novos sabores dos molhos Dippas : Cheddar, Provolone e Tomate. Os lançamentos chegam para atender a uma demanda do consumidor por opções rápidas e saborosas para diferentes ocasiões de consumo. Os produtos vêm em potinhos de 185 gramas e estão alinhados com a proposta da companhia de oferecer itens diferenciados, que atendam às necessidades do mercado. A PepsiCo entrou no segmento no país em 2010, com o lançamento dos molhos Doritos Dippas, para serem consumidos com snack Doritos. Agora, a empresa expande a linha e o momento de consumo, já que a ideia é mergulhar um snack ou cracker nos diferentes sabores e servir como acompanhamento especial, aliando a cremosidade dos molhos ao sabor dos produtos PepsiCo. Foto: Divulgação 17

10 Produtos & Marcas Massa 100% de café revela novas aplicações e sabores para o mercado foodservice SPA, indústria brasileira que lançou o primeiro café comestível Coffee Beans Goot, elaborado com a massa de café 100% integral Cafene, agora apresenta uma linha de matérias primas também inéditas mundialmente, todas à base de café e que podem ser utilizadas para coberturas de sorvetes, bolos, tortas, brigadeiro, pudim, milk shake, bebidas e até pastas e cremes. Comer café é um novo hábito entre os brasileiros, que surgiu desde o finalzinho de 2012, quando os irmãos capixabas Flávio e Renato Abaurre inovaram na gastronomia e no varejo com o lançamento de Coffee Beans Goot, confeito 100% de café Arábica Premium, derivado de uma invenção com repercussão mundial, chamada Cafene, massa também 100% de café. Depois de lançar os confeitos de café, que caíram no gosto do consumidor e deslumbraram profissionais de gastronomia e do varejo, a SPA traz linha de matérias primas para atender aos mais variados segmentos do mercado de foodservice. Na verdade, estamos criando um mundo novo para o café, com possibilidades infinitas na culinária e na gastronomia. Fizemos diversas receitas para degustações e a aplicação do café vai até onde a criatividade do profissional e do consumidor permitir. Eles proporcionam novos sabores, porque são feitos puramente de café, não são essência ou pó, ingredientes e resultados que já conhecemos, ressalta Renato Abaurre, diretor da SPA. Numa analogia com o cacau, que também foi somente bebida até 1847, quando o inglês Joseph Fry criou o primeiro chocolate para comer, utilizando cacau em pó, açúcar e manteiga de cacau, o café está trilhando um caminho parecido em sua história. Por isso, a massa de café e seus produtos podem ser utilizados como ingredientes em receitas que até então sempre levaram chocolate, doce de leite ou outro tipo de cobertura, creme ou pasta afirma Abaurre. Entre os novos produtos da Cafene feitos a partir do café estão: Cafene Ice Cream; Cafene Cafetier, Cafene Drink, Cafella. Foto: Divulgação Activia aposta na versão calda e pedaços de frutas Activia, a marca que inaugurou o segmento de iogurtes funcionais no Brasil, diversifica seu portfólio de produtos funcionais e apresenta novos sabores com calda e pedaços de fruta nas versões: Frutas Vermelhas e Pêssego com Damasco. Inéditos na categoria, os lançamentos garantem mais opções de consumo para os apaixonados pela marca, o que é fundamental para o consumo regular. Activia com Calda chega em embalagem no formato copo, novidade para a marca. Activia é reconhecida por ser uma marca inovadora desde o seu lançamento e está sempre preocupada em proporcionar uma experiência de sabor para seus consumidores destaca a gerente de marketing de Activia, Tatiana Turquete. Por este motivo investimos em uma deliciosa calda de frutas em versões em copos, inéditos para a categoria de funcionais, acrescenta Tatiana. Disponíveis em todo o Brasil, o novo Activia com calda pode ser encontrado no formato copo, com 160mg cada. Além disso, os novos sabores mantêm o seu já conhecido aspecto funcional com o exclusivo probiótico DanRegularis, que auxilia no equilíbrio da flora intestinal. Fotos: Divulgação 19

11 Produtos & Marcas Tradicional Paçoquita ganha versão cremosa embalagens de Amindu s elementos que retratam situações de degustação do amendoim e que interagem com o consumidor, associando seu consumo a momentos de lazer e descontração, tais como o amendoim dentro da cumbuca, como é servido; a bolacha de chopp, uma bebida que geralmente é servida com amendoim; e frases divertidas interativas. Outra grande aposta da Santa Helena é uma linha com requinte e sofisticação, criada para os consumidores mais exigentes: o Nutclass, referência na categoria de petiscos premium. Os componentes da linha são Castanha de Caju, Castanha do Brasil, Amêndoa e Mix de Nuts (que inclui todos os anteriores misturados com amendoim e uva passa). Assim como os tradicionais confeitos à base de amendoim, a inovação também carrega diversos benefícios que oferecem maior qualidade de vida para os consumidores. Esta linha está disponível em embalagens de 90g, com exceção do mix, disponível em embalagens de 140g. Além dos lançamentos, a Paçoquita e a Paçoquita Diet, agora estão disponíveis em novos displays. A Paçoquita rolha será vendida em embalagens com 10 unidades, e a Diet, em embalagens com quatro. O pé de moleque Crokatto, um dos líderes de venda em época de festas juninas, também passou por uma reformulação visual completa e ganhou duas novas versões. Agora está disponível nas embalagens com 15 e 50 unidades. A Paçoquita, mais tradicional doce de amendoim do Brasil e muito conhecida dos brasileiros, acaba de ganhar novo formato cremoso. O produto começa a chegar às lojas a partir de 1 de julho. A Santa Helena aposta na nova versão para conquistar novos públicos e fidelizar ainda mais os aficionados pelo famoso doce de amendoim. Além de manter as características do produto original, a Paçoquita Cremosa recebeu atributos que farão com que ela esteja presente no café da manhã dos brasileiros. O produto disponível em embalagem de 180g oferece benefícios à saúde e energia para toda a família, com boa quantidade de proteína e vitamina E, naturalmente presentes no amendoim. Carregada de brasilidade e muito querida do consumidor, a Paçoquita Cremosa tem propriedades distintas das pastas de amendoim consumidas fora do país. O conceito foi criar uma versão cremosa da Paçoquita, tão amada pelos brasileiros, reproduzindo com fidelidade o seu inconfundível e delicioso sabor. Ela traz características peculiares do produto original, com pedacinhos de amendoim, além de ser extremamente macia e fácil de espalhar, conta Luciana Persoli, gerente de marketing da Santa Helena. A Paçoquita Cremosa chega com uma infinidade de possibilidades de consumo, tanto pura ou acompanhada de pães, biscoitos, frutas e até mesmo como ingrediente de receitas, como recheio de bolos e doces. Em função da sua ótima textura e sabor, as possibilidades de consumo e combinações com ingredientes são muito grandes. O café da manhã e os lanches das crianças na escola ou em casa são algumas das opções de consumo. O novo produto vem com o objetivo de estar cada vez mais presente no dia a dia do brasileiro, oferecendo alternativa aos cremes e pastas, como manteigas e geleias doces. A versão cremosa chega como uma opção única de produto de amendoim, incorporada a esta importante situação tão valorizada pelos brasileiros como é o café da manhã. Assim, a família poderá conviver com a marca no ambiente de casa., conclui Luciana. A Fan Page (facebook.com/pacoquita) e o hotsite (www.pacoquita.com.br) terão conteúdos e dicas exclusivas sobre o produto. O lançamento faz parte da estratégia da empresa de atuar em diferentes segmentos e estar cada vez mais presente na vida dos brasileiros. Preocupada com o bem-estar e a saúde dos brasileiros, a Santa Helena lançou recentemente a Paçoquita Zero com Aveia. Sem açúcar em sua fórmula, é indicada por médicos e nutricionistas por ser uma fonte de fibras que ajudam o organismo a realizar diversas atividades. Ela será vendida em display de 4 e 24 unidades. No mesmo segmento, a nova linha Santa Helena Zero também é livre de açúcar. São quatro opções de itens desenvolvidos com matéria-prima de alto valor nutricional: Pé de moleque, Doce de amendoim, Cocada e Cocada com amendoim, que estão disponíveis em embalagens com 3 e 24 unidades. Outra grande novidade é a nova pasta integral de amendoim First, voltada para quem prática esportes e quer disposição antes ou depois do treino. Especialmente desenvolvida para auxiliar na reposição energética e atender ao segmento de suplementação, contém proteínas e poucos carboidratos. As embalagens de 500g serão vendidas em lojas de suplemento, alimentos naturais, redes de farmácias e academias. Os petiscos salgados também não ficaram de fora da lista de novidades. A linha Amindu s ganhou os sabores pimenta com limão (150g) e mostarda e mel (150g) em seu mix. O tradicional amendoim sem sal também ganhou nova versão, com peso de 200g. A Santa Helena adotou nas Foto: Divulgação 21

12 Produtos & Marcas Piracanjuba une linhaça, amaranto e chia em bebida láctea Foto: Divulgação Três dos cereais mais recomendados na atualidade por médicos e nutricionistas a linhaça, o amaranto e a chia juntos, em uma mesma bebida láctea. Quem traz a novidade que promete cair do gosto dos consumidores é a Piracanjuba, uma das maiores marcas do segmento lácteo brasileiro. Nos sabores chocolate meio amargo, morango com banana e frutas amarelas, o produto é comercializado em embalagens de 200 ml com tampa de rosca, aliando praticidade e sabor. Associamos os benefícios do leite a cereais muito consumidos no momento. Trata-se de uma ampliação da Linha Piracanjuba Quinoa e Linhaça, afirma Lisiane Guimarães, gerente de marketing da Piracanjuba. A linhaça é a maior fonte vegetal de ômega 3. É fonte de fibras, tanto solúveis quanto insolúveis. O amaranto, por sua vez, é um grão que vem ganhando relevância pelos benefícios à saúde. É fonte de carboidrato, possui cerca de 15% de proteínas e todos os aminoácidos essenciais ao organismo. Também possui fibras, cálcio, fósforo e selênio. Já a chia, é fonte de ferro. Estamos levando ao nosso consumidor um alimento saudável e nutritivo, com a vantagem da praticidade e do fácil manuseio, devido ao tamanho e formato da embalagem, acrescenta a gerente de marketing. A bebida láctea Piracanjuba Linhaça Amaranto e Chia já pode ser encontrada em supermercados, hipermercados, padarias, lojas de conveniência, academias e empórios de todo o Brasil. A identidade visual do produto foi idealizada pela Guepa, agência de design especializada na gestão de marcas. Foto: Divulgação BRF Food Services lança novos produtos da Sadia para o mercado profissional A BRF Food Services, área da companhia destinada a criar produtos e soluções para os estabelecimentos especializados em alimentação fora do lar, lança dois produtos para o mercado profissional: Frango à Passarinho e Batata Wedges, ambos da marca Sadia. São produtos versáteis, que podem ser usados em diferentes receitas, e uma ótima opção de pestisco para os estabelecimentos oferecerem para os torcedores durante os jogos do Brasil, explica Marcia Pozzi, gerente de marketing para a divisão de Food Services da BRF. O Frango à Passarinho Sadia, que já compunha o porfólio de Food services, recebeu nova embalagem, mais fácil de manusear e agora na versão de 1kg, ideal para o porcionamento dos estabelecimentos. É o único do mercado que já vem temperado, pronto para ser preparado e que garante uma carne mais suculenta. Segundo pesquisa da Okno, encomendada pela BRF, o frango em porção está é o segundo prato mais pedido nos bares. A Batata Wedges da Sadia chega para incrementar as opções do portfólio, que já conta com as versões de 9mm e 7mm, essa última lançada recentemente. O seu corte, que mantém uma parte da casca, é ideal para o preparo da batata rústica, como é conhecida nos cardápios, e garante crocância por fora e textura macia por dentro. O estudo da Okno revelou que a batata frita é a porção mais consumida em bares e lanchonetes. 23

13 Ingredientes & Aplicações Conhecido da humanidade há muito tempo, o açúcar, cuja descoberta é atribuída aos indianos, ocupa um lugar de grande importância no dia-a-dia das sociedades. Este ingrediente está presente no bolo da vovó, no suco refrescante na hora do almoço, no cafezinho no escritório no meio da tarde, e também, nos mais diversos itens produzidos pela indústria de alimentos, que consome toneladas de açúcar anualmente. A família dos açúcares é bastante vasta, sendo os monossacarídeos (vide Figura 1) os mais simples com a composição (CH2O)n; onde as hexoses1 (n=6) como a glicose, a frutose, a galactose e a manose são as mais importantes. Os dissacarídeos (ver Figura 2) são obtidos pela associação de dois monossacarídeos sendo a sacarose2 a mais importante. A lactose e maltose também pertencem a este grupo. H H H OH OH H OH O H OH OH H Figura 1: Estrutura do monossacarídeo Figura 2: Estrutura do dissacarídeo H H Uso de açúcar e seus substitutos em sorvetes H OH OH H OH O H OH OH H H H H H H OH Glicose Manose Galactose HO H CH 2 OH H OH H H O OH H Sacarose Gerente de serviços técnicos da Cargill O CH 2 OH H OH O HO HO H H OH OH CH 2 OH O OH H * Luciane Tsukahara Podemos classificar os açúcares e seus substitutos em dois grandes grupos: adoçantes nutritivos e adoçantes não-nutritivos. Os adoçantes nutritivos incluem os açúcares calóricos como a sacarose, frutose, dextrose, lactose, maltose, mel, xarope de milho (ou xarope de glicose), xarope de milho de alta frutose, açúcar invertido e os polióis, também chamados de açúcares álcoois, tais como sorbitol, maltitol, eritritol e outros. Os adoçantes não-nutritivos são também chamados de edulcorantes intensivos e fazem parte desse grupo: acessulfame de potássio, aspartame, sucralose, stevia dentre outros. Os principais adoçantes nutritivos utilizados na produção de sorvete tradicional são sacarose, xarope de glicose, dextrose, açúcar invertido, lactose (presente nos derivados de leite) e frutose (presente nas frutas). Para a produção de sorvete light, é necessário o uso de substitutos de açúcares como os polióis e os edulcorantes intensivos. A combinação de diferentes açúcares e seus substitutos conferem sólidos totais, corpo, sabor e dulçor ao sorvete e por isso, são fundamentais para sua textura e estabilidade, pois alteram seu ponto de congelamento: quanto menor o ponto de congelamento obtém-se um sorvete mais cremoso e menos frio. A água pura congela a 0 C à pressão atmosférica. Quando um soluto como sacarose, por exemplo, é adicionado a esta água, tem a capacidade de aumentar sua entropia3. A sacarose gera um conflito com a estrutura do cristal de gelo, dificultando sua formação nessa solução e, diminuindo consequentemente o ponto de congelamento. Dependendo da composição do soluto, o efeito no ponto de congelamento pode ser mais ou menos evidenciado: quanto menor a molécula, maior é o seu efeito, que pode ser avaliado por meio do Coeficiente de Redução do Ponto de Congelamento (FPDC) dos diferentes açúcares e seus substitutos, tendo a sacarose como referência (vide tabela 1). Todos os açúcares e seus substitutos com FPDC maior que 1 (um), como por exemplo a frutose e a dextrose, criam maior desordem no sistema e dificultam a formação de gelo, demandando temperaturas mais baixas para o congelamento dessa solução quando comparadas a uma solução com a mesma quantidade de sacarose. A mudança do ponto de congelamento do sorvete pela adição de diferentes açúcares e seus substitutos tem como principais consequências: a modificação de textura; a correção e ajuste de processo; a modificação da vida útil e o ajuste e adaptação do sistema de estabilização. Os açúcares e seus substitutos possuem diferentes intensidades de dulçor de acordo com a sua composição, é possível classifica-los pela sacarose, que tem o valor referência de 1 (um). (vide Tabela 1). De acordo com os sólidos totais necessários, é possível associar diversos açúcares e seus substitutos para obtenção do dulçor e do ponto de congelamento desejado. Embora exista uma variedade de açúcares e seus substitutos, o uso em sorvetes é restrito. Para o sorvete tradicional, a maioria das combinações são entre sacarose, xarope de glicose 42 DE4 e 60 DE5, dextrose e açúcar invertido e para sorvete light, as combinações são entre sorbitol, maltitol e eritritol com os edulcorantes intensivos. A lactose e a frutose também estão presentes, mas, como consequência de ser parte integrante de ingredientes derivados do leite e frutas respectivamente. Açúcares e seus substitutos Sólidos totais Intensidade de dulçor FPDC Os açúcares e seus substitutos contribuem com diferentes valores energéticos de acordo com a sua composição (vide tabela 1). Os adoçantes nutritivos fornecem energia e textura aos sorvetes e são aplicados em dosagens mais altas. Os polióis, por sua vez, possuem valores energéticos reduzidos em relação aos demais adoçantes nutritivos e, de acordo com a legislação local possuem 2,4 kcal/g, com exceção do eritritol, que possui apenas 0,2kcal/g, reduzindo consideravelmente o efeito laxativo comparado aos outros polióis. A contribuição energética dos adoçantes não-nutritivos não atinge valores relevantes, e em virtude de seu alto poder adoçante, requer adição de quantidades muito pequenas ao sorvete. Bibliografia BARREIROS, R.C. Adoçantes nutritivos e não-nutritivos. Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, v. 14, n. 1, p. 5-7, 2012 A Cargill possui um time técnico global com ampla expertise em ingredientes e soluções para indústria de sorvetes. Proporcione ao seu produto uma cremosidade inigualável e obtenha a quantidade de energia esperada por meio de nosso porftólio de ingredientes. Cargill - - Energia (kcal/g) Sacarose 97 1,0 1,0 4,0 Lactose 97 0,10-0,25 1,0 4,0 Frutose 97 1,3-1,5 1,9 4,0 Dextrose 97 0,7 1,9 4,0 Xarope de glicose 42 DE ,45 0,8 3,3 Xarope de glicose 60 DE ,65 1,2 3,3 Açúcar invertido ,25 1,4 3,2 Sorbitol 97 0,5-0,6 1,9 2,4 Maltitol 97 0,8-0,9 1,0 2,4 Eritritol 97 0,6-0,7 2,8 0,2 Acessulfame de potássio Aspartame Stevia Sucralose Tabela 1: Coeficiente de redução de ponto de congelamento (FPDC) para sorvetes, dulçor relativo, sólidos totais e valor energético de diferentes açúcares e seus substitutos. 1 Hexoses - são monossacarídeos formados por uma cadeia de seis átomos de carbono. Sua fórmula geral é C6H12O6. Sua principal função é produzir energia. Um grama de qualquer hexose produz quatro quilocalorias de energia. 2 Sacarose Associação de glicose e frutose 3 Que mensura a desordem no sistema. 4,5 DE - Dextrose Equivalente, quantidade de açúcares redutores expressa como porcentagem de dextrose em matéria seca que mostra o grau de hidrólise da cadeia de amido. 25

14 Ingredientes & Aplicações Textura é um diferencial para conquistar consumidores de produtos lácteos Atributo potencializa sabor dos alimentos e pode ser decisivo para escolha do cliente. Linha de co-texturizantes lançada pela Ingredion é solução para encontrar a textura ideal Criar a textura mais adequada ao gosto dos consumidores pode fazer a diferença no concorrido mercado de produtos lácteos. Segundo a Ingredion, companhia líder no mercado de ingredientes presente em 40 países, esse é o principal atributo na avaliação de um produto. Uma textura adequada potencializa o sabor dos alimentos e direciona a aceitação e a preferência dos consumidores. Segundo a especialista técnica sênior da Ingredion, Meire Cardoso, a textura pode provocar nos consumidores uma experiência sensorial diferenciada. Uma perfeita combinação entre os ingredientes podem tornar mais completos e saborosos produtos como pudins, iogurtes, sorvetes e flans. Por isso desenvolvemos amidos e agentes de textura que permitem os ajustes necessários para chegar ao ponto considerado ideal pelos fabricantes, explica Meire. As soluções da Ingredion tem como base a chamada Plataforma de Texturas. O objetivo é entregar soluções com custo competitivo tendo como referência a melhor performance em análise sensorial. A plataforma busca atender às necessidades do consumidor, sua experiência sensorial e as necessidades dos fabricantes. A Ingredion lançou recentemente sua linha de co-texturizantes, a N-DULGE, voltada para produtos lácteos. São ingredientes que têm a função de auxiliar no refinamento e na textura do produto, promovendo, por exemplo, uma cremosidade adicional. Atuam em conjunto com o amido para dar consistência e viscosidade aos produtos. Essa solução permite acelerar o processo de desenvolvimento de produtos. Combinações de amidos espessantes com co-texturizantes resultam na otimização dos custos e na descoberta da solução adequada para a melhor textura, detalha Meire. A linha N-DULGE é composta por quatro ingredientes desenvolvidos para diferentes finalidades como sensações de espessamento, preenchimento e derretimento na boca. Além de texturas cremosas, mais firmes ou até mais filamentosas, dependendo da necessidade e objetivos do cliente no desenvolvimento e busca de texturas diferenciadas. Os co-texturizantes da linha N-DULGE também podem ser aplicados em outros segmentos, aportando inovação para a indústria de panificação, sucos e bebidas. *Fonte: Ingredion 27

15 Consumidor Pesquisa do Idec revela variação de até 66,3% do teor de sódio informado no rótulo de produtos industrializados Teste em laboratório revela que os itens mais problemáticos são de marcas famosas, como Sadia, Seara, Batavo e Aurora, e que, em alguns casos, a diferença entre o valor informado e o realmente presente passa de 60% A campeã é a salsicha Viena da Frigor Hans, com 66,3% de variação: a embalagem informa que contém 172 mg de sódio na porção de 50 g, mas o teste revelou que o valor real é de 510 mg/50g Entre março e abril, o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) enviou para teste em laboratório 291 alimentos industrializados de 90 marcas, a fim de identificar o teor de sódio presente. Foram selecionados produtos de todas as categorias de alimentos incluídas nos acordos voluntários para redução de sódio firmados entre a indústria e o Ministério da Saúde. Nessa primeira etapa da pesquisa, os resultados foram comparados com a informação da tabela nutricional indicada no rótulo dos produtos, tendo em vista as regras da RDC nº 360 da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). O teste em laboratório revelou que alimentos industrializados de grandes marcas têm teor de sódio muito diferente do informado no rótulo. Isso caracteriza desrespeito ao direito de informação correta e clara nas embalagens de alimentos, prevista no CDC (Código de Defesa do Consumidor). Dos 291 produtos, 27 deles apresentam variação de mais de 20%, para mais ou para menos, desse nutriente. A diferença descumpre a Resolução no 360/2003 da Anvisa, que estabelece regras para a rotulagem nutricional e dá essa margem de tolerância. Embora a quantidade de produtos com erro seja pequena em comparação com o total de produtos avaliados, chama a atenção que os itens problemáticos sejam de marcas famosas, como Sadia, Seara, Batavo e Aurora, e que, em alguns casos, a diferença entre o valor informado e o realmente presente passe de 50%. Entre os 27 produtos reprovados, dez contêm mais sódio do que o informado. Quase todos são de origem animal, com destaque para salsichas, e a maioria ultrapassa em 40% o teor do nutriente indicado no rótulo. A campeã é a salsicha Viena da Frigor Hans, com 66,3% de variação: a embalagem informa que contém 172 mg de sódio na porção de 50 g, mas o teste revelou que o valor real é 510 mg/50g. Os outros 17 produtos apresentam menos sódio do que o informado. A linguiça tipo calabresa da Sadia, por exemplo, informa no rótulo que contém 910 mg de sódio na porção de 50 g, mas, na verdade, tem 566 mg, uma variação de 60,79%. Não há dúvidas de que teor de sódio mais baixo é desejável, no entanto, o erro abre brechas para se desconfiar da informação nutricional desses produtos como um todo, critica Ana Paula Bortoletto, nutricionista do Idec. O consumidor tem o direito de receber a informação correta. Declarar a quantidade errada de um nutriente, independentemente de para mais ou para menos, fere esse direito, completa. Produto Marca Teor de sódio rótulo (mg/100g) Teor de sódio teste (mg/100g) Variação (%) Salsicha Viena Frigor Hans ,1 66,3 Salsicha Viena Ceratti ,8 46,8 Requeijão cremoso light Batavo ,6 45,8 Salsicha longuete Seara ,8 45,2 Mistura para bolo aerado de chocolate Requeijão cremoso light Salsicha para hot dog Renata 491,10 857,1 42,7 Elegê ,1 42,3 Seara ,2 41,2 Biscoito água e sal Panco ,8 29,6 Linguiça frescal mista cozida e defumada fininha Mortadela refrigerada tradicional Seara ,0 29,5 Aurora ,1 27,8 Tabela 1 - Produtos com MAIS sódio do que o informado no rótulo Produto Marca Teor de sódio - rótulo (mg/100g) Linguiça tipo calabresa defumada temperatura ambiente Linguiça frescal Margarina com sal toscana Teor de sódio - teste (mg/100g) Variação (%) Sadia ,90-60,8 Aurora ,60-53,4 Delícia ,10-42,8 Bisnaguito Pullman ,9-31,6 Bisnaguinha Qualitá ,5-31,6 Bisnaguinha Scooby-Doo Wickbold ,00-31,6 Margarina Amélia ,80-31,6 Margarina Becel ,00-31,6 Bisnaguinha premium Bisnaguinha Scooby-Doo integral Panco ,90-31,6 Wickbold ,80-31,6 Bisnaguinha Kim ,4-31,5 Bolo recheado com gotas de chocolate Bolo de laranja sem recheio Bolacha recheada de chocolate Bolacha recheada waffer de chocolate Mistura para bolo aerado de coco Bauducco ,7-24,3 Bauducco ,1-23,4 Toddy ,9-23,0 Triunfo 113,30 92,8-22,1 Renata 571,40 470,6-21,4 Pão de forma Qualitá ,2-21,3 Tabela 2 - Produtos com MENOS sódio do que o informado no rótulo O que diz a Anvisa Segundo a Anvisa, a admissão de uma variação de 20% para mais ou para menos nas informações da rotulagem foi estabelecida para compensar as diferenças que podem ocorrer nos métodos empregados para apurar o conteúdo nutricional. A margem, de acordo com a agência, está prevista nas referências do Codex Alimentarius, coletânea de padrões reconhecidos internacionalmente, que estabelece códigos de conduta, orientações e outras recomendações relativas a alimentos e segurança alimentar. Para o Idec, as grandes diferenças encontradas entre o teor de sódio indicado na rotulagem e no teste têm origem no fato de a legislação nacional permitir o uso de tabelas de composição padronizadas, em vez de obrigar que as empresas façam a análise do produto em laboratório. A Anvisa explica que, quando irregularidades de rotulagem nutricional são identificadas nas ações fiscais, são aplicadas as penalidades previstas na Lei no 6.437/1977. Contudo, o Idec vê problemas na fiscalização do processo. Em alguns, houve mais de 66% de variação, conta. A lei só faz sentido quando há comprometimento por parte das empresas e fiscalização pelo poder público, defende a nutricionista do Idec. O Idec enviou os resultados do teste para a Anvisa, para a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) e para o Procon-SP e o Procon-RJ. Solicitamos que os órgãos investiguem os problemas de composição nutricional evidenciados, com o objetivo de prevenir falhas e assegurar que as informações passadas ao consumidor sobre as características dos alimentos sejam corretas, informa Bortoletto. Como foi feito o teste Entre março e abril, o Idec enviou para teste em laboratório 291 alimentos industrializados de 90 marcas, a fim de identificar o teor de sódio presente. Foram selecionados produtos de todas as categorias de alimentos incluídas nos acordos voluntários para redução de sódio firmados entre a indústria e o Ministério da Saúde. Nessa primeira etapa, os resultados foram comparados com a informação da tabela nutricional indicada no rótulo dos produtos, tendo em vista as regras da RDC nº 360 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O teste foi realizado com o apoio do International Development Research Centre (IDRC). As análises laboratoriais foram realizadas pelo Laboratório Bioagri da Mérieux NutriSciences Company, entidade particular credenciada pelo Ministério da Agricultura e Abastecimento (MAPA) para integrar o LANAGRO (Laboratórios Nacionais Agropecuários) e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) para integrar a REBLAS (Rede Brasileira de Laboratórios Analíticos em Saúde). Confira a tabela com todos os produtos avaliados em: -julho-2014.pdf Veja a respostas das empresas:http://www.idec.org. br/uploads/revistas_materias/pdfs/189-alimentos1.pdf O Idec é uma associação de consumidores que não possui fins lucrativos. Promove, desde 1987, a educação, a conscientização e a defesa dos direitos do consumidor, por relações de consumo mais justas. Sem vínculos com governos, partidos políticos ou empresas, mantém sua independência pela contribuição de pessoas físicas. Membro da Consumers International e integrante do Fórum Nacional das Entidades Civis de Defesa do Consumidor e da Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais. Fonte: Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor). 29

16 Evento Food ingredients South America Celeiro para inovação A FiSA 2014 chega à 18ª edição e deve reunir novamente mais de 13 mil profissionais em busca de soluções em tecnologias para o desenvolvimento de novos produtos. Fotos: A edição de 2014 da FiSA - Food ingredients South America, realizada no Expo Center Norte em São Paulo, é referência há 18 anos no Brasil e tornouse a principal plataforma do mercado de alimenos e bebidas no processo de inovação, reunindo fornecedores nacionais e internacionais com novas soluções. O evento é organizado pela UBM Brazil, uma da 50 subsidiárias da UBM International, que realiza mais de 15 feiras de negócios no Brasil para diversos segmentos da indústria. Por mais que a economia brasileira atravesse turbulências atualmente, a mudança de patamar do consumo ao longo dos anos foi inegável. De acordo com a ABIA - Associação Brasileira da Indústria de Alimentos, o mercado interno no país corresponde a R$ 371,7 bilhões em 2013, e emprega 1,63 milhão de pessoas. No ano passado, foram gerados 41 mil empregos, e nossas exportações chegaram a US$ 43 bilhões, contra US$ 5,8 bilhões importados para cá. Com a forte pressão por inovação, cada vez mais as empresas trabalham no lançamento de novos produtos, investindo em pesquisa e desenvolvimento e simultaneamente buscando competir em qualidade e preço. Em 2014, apresentaremos cerca de 700 marcas de matérias-primas e tecnologias para a indústria de alimentos e bebidas adianta Gabriela Ramos, gerente do evento. Com uma expectativa de público para além de 13 mil visitantes nacionais e internacionais a Fi é o principal ponto de network do setor. O perfil técnico e com alto poder de decisão de negócios de seu público é o mais forte atrativo do evento. Quarenta e seis por cento dos visitantes da edição 2013 possuíam cargos de alto nível em suas empresas, em departamentos como Pesquisa e Desenvolvimento, Marketing, Compras, Controle de Qualidade e Embalagens. A forte presença internacional é liderada pela América Latina. Cerca de 37% dos visitantes internacionais da edição 2013 vieram da Argentina, seguida pelo Peru (17%) e Chile (14%). Além da exposição, o evento contará com o completo programa de conferências, abrangendo as necessidades da indústria, com o apoio de associações como o ILSI Brasil, ITAL, ABIAM, FEA UNICAMP, além das sessões de seminários, eventos paralelos e visitas guiadas. Mais uma vez, a Fi South America acontece paralelamente a 7ª CPhI South America, o único evento focado em ingredientes farmacêuticos da América Latina. Conferências Técnicas Neste ano, o programa de conferências técnicas dos três dias de feira foi dividido em oito módulos: Fi Marketing & Trends, Conferência Health Ingredients, Simpósio ILSI, Forúm de Cereais, Fórum Inovação em Produtos Cárneos, Conferência sobre Suplementos, apresentação do livro Ingredients Trends ITAL e Workshop da ABIAM. Para melhorar o acesso e a interação entre os congressistas, as salas de conferências serão montadas no mesmo ambiente da exposição. Além disso, acontecem as Seminar Sessions, sessões de 30 minutos sobre as grandes tendências em produtos e tecnologias do setor. Essas palestras serão ministradas por expositores em um miniauditório localizado dentro da área de exposição. 31

17 Evento Documento inédito Entre os destaques na programação do Ital está na participação do Ital (Instituto de Tecnologia de Alimentos) de Campinas (SP), que apresentará análise do mercado de ingredientes para alimentos e bebidas em 2020 e os participantes receberá em primeira mão publicação impressa do documento sobre o assunto, inédita no mercado brasileiro - o Brasil ingredients Trends Luiz Madi, diretor geral do Ital, explica que os estudos da série 2020, desenvolvidos pela Plataforma de Inovação Tecnológica do ITAL, indicam que os brasileiros deverão comer produtos de maior valor agregado por dois motivos: o avanço econômico e o aumento de pessoas inclusas na classe média. Acreditamos que haverá nova demanda no varejo por variedade de produtos e por serviços de alimentação fora do lar. Outra tendência que ganha cada vez mais espaço é o movimento caracterizado pela convergência entre saúde e sustentabilidade. Progressivamente, cada vez mais indivíduos tenderão a associar a alimentação com sua saúde pessoal e sustentabilidade, segmento de consumidores denominado LOHAS (sigla em inglês para estilos de vida de saúde e sustentabilidade). Por isso, a indústria tem investido em versões mais saudáveis dos produtos industrializados, com mais grãos integrais, sementes, amêndoas e alimentos funcionais com fibras e ômega 3, por exemplo, acrescenta Madi. As políticas públicas e os formadores de opinião também devem influir para essas mudanças. Madi acredita também que o aumento da procura por alimentos frescos abrem mercado para a utilização de tecnologias como a pasteurização a frio, alta pressão, ou irradiação Visita assistida Entre os eventos paralelos, a FiSA 2014 em parceria com a Equilibrium Consultoria, proporciona visita assistida e focada, o Innovation Tours, que traz este ano como uma das maiores tendências do mercado, a naturalidade nos alimentos. Durante o warmup, de 20 minutos, especialistas da Equilibrium discutirão casos de produtos que mostram como a naturalidade permeia diferentes momentos de consumo e targets específicos e como pode ser alcançada e explorada em seus produtos em curto, médio e longo prazo. Também serão abordados assuntos como a diferença entre naturalidade e funcionalidade; produtos GMO e orgânicos e a relação entre comunicação visual e atitude da marca. Devido ao grande sucesso do projeto em 2013, a FiSA amplia o formato do Innovation Tours este ano. O formato originalmente criado pela Fi Europa possibilita às pessoas que comparecem à feira uma visita assistida e focada. A experiência é muito rica, pois unimos o conhecimento macro das principais tendências do mercado aos produtos já entregues e opções disponíveis em tecnologia dos principais produtores de ingredientes do mundo, diz gerente do evento. Ao final do warm-up, o grupo, de no máximo 20 de pessoas, será conduzido por meio de um circuito comentado aos estandes dos expositores da feira, possibilitando aos participantes a oportunidade de visualizar na prática as possíveis soluções em ingredientes que endereçam as tendências comentadas durante o ciclo de palestras. 9h - 12h40 14h - 17h40 9h - 12h40 14h - 17h40 9h - 12h40 14h - 17h40 Fi Marketing & Tendências Euromonitor, EAS, Embrapa, Mintel Health Ingredients Organização: Glaucia Pastore, professores da FEA/UNICAMP, USP 5 de agosto - terça-feira Sala 1 Sala 2 Simpósio ILS Avanços científicos e regulatórios / governo-indústria-academia 6 de agosto - quarta-feira Novas Tendências em Panificação Especialistas da AACC, Embrapa, UFPEL, UNICAMP Sala 1 Sala 2 Health Ingredients Organização: Glaucia Pastore, professores da FEA - Unicamp, USP Ingredientes em produtos cárneos Especialistas da UFPR,USP, FEA/UNICAMP e UNESP 7 de agosto - quinta-feira Seminário Suplementos Visão multisetorial com a presença da ANVISA Sala 1 Sala 2 Brasil Ingredients Trends ITAL - Instituto de Tecnologia de Alimentos Grade de Palestras Workshop ABIAM - gratuito Inovação frente aos desafios tecnológicos, regulatórios e econômicos Atualidades no processamento de óleos vegetais Organização SBOG - Sociedade Brasileira de Óleos e Gorduras 33

18 Evento Congresso Módulo Fi Marketing & Tendências Um retrato do mercado global e nacional apresentando as top tendências para o setor de alimentos. Uma abordagem do ponto de vista das pesquisas, lançamentos de produto na gondola e os novos caminhos para diferenciação de produtos no mercado. Data: 5 de Agosto Horário: das 9h00 às 12h40 09:00 09:40 Ewa Hudson - Euromonitor's Head of Global Health and Wellness Research Multi-brand Strategy and Innovation Key to Future Success of Health and Wellness 09:40 10:20 Eugenia Muinelo - Assessora de Regulamentação da EAS Latest regulatory developments and trends in food labeling in Latin America 10:20 11:00 Lourdes Maria Corrêa Cabral - Chefe Geral / General Head Embrapa Agroindústria de Alimentos Novas tendências pesquisa para inovação de alimentos 11:00 11:20 intervalo 11:20 12:00 a confirmar 10 Top Trends - Innova Market Insights 12:00 12:40 especialista da Mintel Lançamento de produtos Módulo Simpósio ILSI Brasil Dentro do tema Food Safety, as especialistas reunidos pelo ILSI abordarão os Contaminantes Químicos em Alimentos Data: 5 de Agosto Horário: das 9h00 às 12h40 09:00 12:40 Adriana Pavesi (ITAL) Contaminantes formados durante o processamento de alimentos Marisa Padula (ITAL) Migração de substância químicas da embalagem para o alimento Jonas Augusto Rizzato Paschoal (FCF USP Ribeirão Preto) Resíduos de fármacos veterinários em alimentos Elizabeth Nascimento (FCF USP) Metais pesados em alimentos Módulo Workshop ABIAM Workshop organizado pela ABIAM, associação das indústrias de Ingredientes para Alimentos, falará sobre a Inovação frente aos desafios tecnológicos, regulatórios e econômicos. Módulo Health Ingredients Congresso organizado pela Dra. Glaucia Pastore, abordará os aspectos técnicos envolvidos nos ingredientes funcionais, debatendo as soluções nutricionais inovadoras para a indústria de alimentos e bebidas ligados à saúde e bem-estar. Parte 1 Data: 5 de Agosto Horário: das 14h00 às 17h40 Parte 2 Data: 6 de Agosto Horário: das 9h00 às 12h40 14:00 14:40 14:40 15:20 15:20 17:00 17:00 17:40 Parte 1-5 de agosto Profa. Dra. Glaucia Pastore Compostos bioativos de frutas e as possibilidades de novos produtos funcionais Prof. Dr. Mario Marostica Jr - FEA Unicamp Os Antioxidantes e seu impacto na saúde Prof. Dr. Jorge Mancini Filho - USP - São Paulo A importância dos ácidos graxos ômega 3 na saúde Dr. Juliano Bicas Incorporação de novos compostos bioativos no processamento de alimentos Parte 2-6 de agosto 9:00 9:40 Profa. Dra. Maria Teresa Galvão - FEA Unicamp Reformulações estratégicas: Possibilidades na redução do sódio nos alimentos processados 9:40 10:20 Dra. Marlene Scheid Saciedade e Controle de peso: como produzir alimentos processados saudáveis 10:20 11:00 Profa. Dra. Maria Teresa P. S. Clerici - FEA Unicamp Glúten: Intolerância e a busca do consumidor: Forte tendência de mercado 11:00 11:20 intervalo 11:20 12:00 12:00 12:40 Observação: Cada programa é referente a um módulo. Profa. Dra. Priscila Efraim - FEA Unicamp O cacau como importante fonte de compostos bioativos - Novidades em pesquisa Profa. Dra. Marilia Nutti - Embrapa Alimentos biofortificados: Um caminho para melhorar a saúde? 35

19 FISA Evento Módulo Novas Tendências em Panificação Especialistas da AACC, EMBRAPA, UFPEL, UNICAMP falarão sobre a área de Bakery, as implicações tecnológicas e nutricionais para a produção de pães, whole grain, farinhas e grãos integrais e as novidades em ingredientes em panificação. Data: 5 de Agosto Horário; das 14h00 às 17h40 14:00 14:20 Dr. Gary Fulcher - Universidade de Mannitoba, Canada Increasing whole grains in bakery products: opportunities, challenges and nutritional implications 14:20 14:40 Dra. Martha Zavariz de Miranda - Embrapa Trigo Implicações tecnológicas e nutricionais de farinha de trigo usada na produção de pães 14:40 15:00 Dra Tatiana Oro - Universidade de Passo Fundo Farinha de trigo integral no Brasil: produção e avaliação da qualidade 15:00 15:20 intervalo 15:20 15:40 Dra. Márcia Arocha Gularte - UFPEL, especialista em panificação alternativa Pães distintos para pessoas diferentes 15:40 16:00 Dra. Vera Benassi- Embrapa Soja de Londrina Os derivados da soja como ingredientes em panificação 16:00 16:20 Dra. Juliana Faria - Pesquisa, desenvolvimento e inovação da Bimbo Semeando juntos pelo seu bem-estar em pães integrais 16:20 17:30 Debate / mesa redonda mediado pela Dra. Caroline Joy Steel (Unicamp) comissão Organizadora: Prof. Dra Alicia de Francisco da UFSC, Thomaz Setti membro da AACC - American Association of Cereal Chemists Módulo Ingredientes em Produtos Cárneos Simpósio com técnicos e especialistas para inovação na cadeia produtiva de produtos cárneos. Especialistas da UFPR, USP, FEA/UNICAMP e UNESP abordarão as estratégias tecnológicas para redução de sódio e elaboração de produtos mais saudáveis, ingredientes inovadores, novas tecnologias de processo, fibras, colágeno, carragenas em emulsões cárneas e gestão da Inovação no segmento. Data: 6 de Agosto Horário: 14:00 das 14:10 14h00 às 17h40 Abertura Profa Dra Marise Aparecida Rodrigues Pollonio FEA/UNICAMP 14:10 14:50 Estratégias tecnológicas para redução de sódio em produtos cárneos: dos ingredientes inovadores às novas tecnologias de processo 14:50 15:30 Profa Dra Andrea Barretto - UNESP Rio Preto Fibras em emulsões cárneas 15:30 15:40 intervalo Prof Dr Marco Antonio Trindade-USP/Pirassununga 15:40 16:20 Estratégias para elaboração de produtos cárneos mais saudáveis - Relatos de casos 16:20 17:00 Prof Carlos Eduardo Rocha Garcia-UFPR Uso de colágenos, carragenas em produtos cárneos 17:00 17:40 Ioanis Sarantopoulos - AtosInova Consultoria Gestão de Inovação em produtos cárneos comissão Organizadora: Prof. Massami Shimokomaki, Prof. Mayka Reghinay Pedrão e Profa. Dra. Adriana Lourenço Soares Módulo Seminário de Suplementos Vai reunir especialistas, governo e indústria e representantes da mídia e dos consumidores para debater o tema suplementos discutindo os novos caminhos e oportunidades do segmento. Data: 6 de Agosto Horário: das 09h00 às 17h40 09:00 09:10 Abertura 09:10 09:30 Prof. Marcelo Fernandes Bella (a confirmar) História do segmento no Brasil - case Integralmédica 09:30 09:50 Dr. Durval Ribas - Dr. Durval Ribas Filho, médico nutrólogo e presidente da ABRAN Perfil do consumidor de suplementos, recomendação e prescrição por profissionais de saúde 09:50 10:10 Palestrante Herbalife Case de produto 10:10 10:30 Cristiana Leslie Corrêa, MSc, PhD - Especialista em Toxicologia e Farmacologia Clínica,Diretora Técnica da Planitox Palestra sobre Análise do Risco em suplementos 10:30 10:50 Intervalo 10:50 11:10 Carlos Gouveia - ABIAD Processo de registro - como evitar gargalos e cooperar para o funcionamento 11:10 12:30 Daniela Tomei - ABENUTRI Desafios enfrentados pelo Setor Regulado, competição com produtos estrangeiros, falta de harmonização com a legislação internacional. 11:30 11:30 PAINEL - ASSOCIAÇÕES ABIAD, ABIAM, ABIA, ILSI, ABRAM e ALANUR, HAM/ Alimentos, ITAL 11:30 14:00 Almoço/Brunch 14:00 14:20 Palestrante a confirmar Palestra sobre Eficácia dos compostos 14:20 14:40 Palestrante Amway Case suplementos 14:40 15:00 David Pineda - Diretor Regional, EAS America Latina Impacto da harmonização regulatória na América Latina 14:40 16:00 Debate com Anvisa ou Ministério da Saúde - a confirmar Moderador: Ary Bucione Módulo Extratos Naturais O seminário discutirá uma ampla visão sobre as oportunidades de mercado e paisagens reguladoras de extratos naturais. O mesmo também visa abordar inovações e avanços tecnológicos em produção de extratos naturais promovendo a garantia da qualidade, além da instrução sobre as normas técnicas para este setor. Data: 7 de Agosto Horário: das 9h00 às 12h00 09:00 10:00 10:00 11:00 11:00 12:00 Sr. Rajiv Khatau Oportunidades de Mercado: Tendências Globais Sr. Rajiv Khatau Botânicos: Um Avanço na Ciência Dr. Ranjan Mogre Inovação e Avanços Tecnológicos na Extração de Ingredientes 37

20 Evento Módulo Brasil Ingredients Trends As tendências e inovações relacionadas ao setor de ingredientes alimentares, dentro das três macro tendências definidas pelo estudo desenvolvido pelo ITAL - ITAL Instituto de Tecnologia de Alimentos. Em primeira mão, os participantes receberão a publicação impressa do Brasil Ingredients Trends 2020, inédita no mercado brasileiro. Data: 7 de Agosto Horário: das 9h00 às 17h00 09:00 09:30 Credenciamento e Café 09:30 10:00 Luis Madi, Diretor Geral do ITAL Apresentação do Brasil Ingredients Trends :30 10:00 Dr. Durval Ribas - Dr. Durval Ribas Filho, médico nutrólogo e presidente da ABRAN Airton Vialta, Coordenador do Projeto Brasil Ingredients Trends Perfil do consumidor de suplementos, recomendação e prescrição por profissionais de saúde 10:00 10:30 Ary Bucione, Vice Presidente da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos Dietéticos e Para Fins Especiais ( ABIAD ) O setor de ingredientes 10:30 11:00 Raul Amaral, Coordenador Técnico da Plataforma de Inovação Tecnológica/ITAL Drivers e tendências do mercado de ingredientes 11:00 11:30 Airton Vialta, Pesquisador Científico do ITAL Ingredientes e dietas 11:30 12:00 Patrícia Blumer Z.R. de Sá, Pesquisadora Científica do TECNOLAT/ITAL Ingredientes e funcionalidades: saúde do aparelho digestório 12:00 13:30 Almoço/Brunch 13:30 14:00 Aline Garcia, Pesquisadora Científica do C/ITAL Maria Isabel Berto, Pesquisadora Científica do GEPC/ITAL Tendências de sensorialidade e premiumização 14:00 14:30 Marcia Soler, Pesquisadora Científica do GEPC/ITAL Tendências de redução e reestruturação 14:30 15:00 Raul Amaral Rego, Coordenador Técnico da Plataforma/ITAL Tendências de naturalidade e sustentabilidade 15:00 15:30 Coffee break 15:30 16:00 Izabela Dutra Alvim, Pesquisadora Científica do CEREAL CHOCOTEC/ITAL Impacto de novas tecnologias: nanotecnologia e microencapsulação 16:00 16:30 Franco Lajolo, Prof. Diretor de Projetos do Núcleo de Apoio à Pesquisa em Alimentos e Nutrição da USP Ingredientes funcionais: desafios científicos e tecnológicos 16:30 17:00 Encerramento : Visão de futuro para o setor de ingredientes alimentícios Moderador: Luis Madi Módulo Atualidades no Processamento de Óleos Vegetais Seminário sobre processamento Óleos, abordará a degomagem enzimática, pré-tratamento com silicatos, produção e aplicação de óleos obtidos a partir de microalgas dentre outras temas recentes do segmento. Data: 7 de Agosto Horário: das 14h00 às 17h40 14:00 14:10 Abertura 14:10 14:50 Renato Dorsa Processamento de óleos vegetais 14:50 15:30 Flavio Galhardo Degomagem enzimática 15:30 15:40 intervalo 15:40 16:20 Marcus Dore Pré-tratamento e branqueamento de óleos vegetais com silicatos 16:20 17:00 Adriana Bragotto Presença de 3MCPD em óleos vegetais 17:00 17:40 Bill Jorge Costa Produção e aplicação de óleos obtidos a partir de microalgas comissão Organizadora: SBOG 39

21 Evento Expositores A.H.A INTERNATIONAL CO., LTD. China I 03-1 AAK Brasil R 04 ADVANCED ORGANIC MATERIALS S.A. Argentina R 08 AGARGEL Brasil Q 50 AKSELL Brasil L 02 ALBION MINERALS Estados I 120 Unidos + Brasil I 30 ALLIED Brasil G 30 AMTEX Brasil O 30 ANGEL YEAST China I 115 ANHUI ANTE FOOD CO. LTD China R 107 ARLA FOODS Brasil O 08 GERMINAL Brasil R 125 ATLAS QUÍMICA Brasil G 23 BAGNARESE SPA Itália I 106 BANNERBIO NUTRACEUTICALS INC. China I 126 BAOLINGBAO BIOLOGY CO.,LTD. China I BARRY CALLEBAUT Brasil O 14 BASF NEWTRITION Alemanha A 10 BEIJING HERONSBILL FOOD MATERIAL China O 107 CO.,LTD BENAFRICA INT'L LTD. Togo I 108 BERACA Brasil L 08 BONILAIT PROTEINES França L 113 BORAQUÍMICA LTDA. Brasil G 110 BORREGARD Brasil G 30 BRASILIMENTOS Brasil S 20 BUCHI Brasil M 05 CARMI FLAVORS Estados Q 43 Unidos CCCMHPIE China S E CHEMOPHARMA Brasil G 120 CHR Brasil G 30 SA Brasil I 20 COFCO BIOCHEMICAL (ANHUI) CO., LTD. China I CONEXÃO SUL Brasil D 3 CONSELHO REGIONAL DE QUÍMICA IV Brasil S 118 REGIÃO CORBION PURAC Brasil B 20 CORMAN S.A. Bélgica C 51 CP KELCO Brasil L 10 DAIRYCHEM Estados P 42 Unidos DECAGON Estados I 04 Unidos DENVER Brasil R 20 com.br Brasil L 15 DOEHLER Brasil B 10 Brasil G 25 Brasil D 30 DVA(SHANGHAI) CHEMICALS CO., LTD. China O EASTMAN Brasil G 30 E-BNF China G 105 EPCEVIA Brasil G 30 EQUILIBRIUM CONSULTORIA Brasil L 107 EVONIK Brasil G 30 F PACHE Brasil L 115 FLORIDA FOOD PRODUCTS Estados Q 45 Unidos FOODING GROUP LIMITED China I 127 GALACTIC Brasil O 03 GELITA DO BRASIL Brasil A 30 GELYMAR BrasIl G 30 Brasil O 20 INGREDIENTES Brasil I 30 GLANBIA Estados M 10 Unidos GLÚTEN FREE ALIMENTOS Brasil C 115 GNT Brasil G 10 GRAMKOW Brasil I 15 GRASSE Brasil I 10 GUARANI Brasil G 08 HELA SPICE Brasil L 03-1 HENAN EASTAR CHEMICALS CO.,LTD China M HENEN JINDAN LACTIC ACID China M TECHNOLOGY CO., LTD. HT NUTRI Brasil R 125 HUBEI XINGFA CHEMICALS GROUP CO., China O LTD HUGESTONE ENTERPRISE CO., LTD China G HUNSTMAN Brasil G 30 ICD BIOCHEMISTRY (Q.D) CO., LTD. China I 02-2 ICL BRASIL Brasil I 25 41

22 Evento ICOF (MALAYSIA) SDN. BHD. Malasia I 107 IMCD Brasil Brasil O 10 INNER MONGOLIA JIANLONG China O BIOCHEMICAL CO., LTD. INNOPHOS Estados O 12 Unidos ITAL Brasil G 101 JBS Brasil B 02 JF-NATURAL China L JIANGSU JUBANG PHARMACEUTICAL China M CO.,LTD JIANGXI DEXING PARCHN SODIUM China M ISOVITAMIN C CO.,LTD JIANGXI WEIERBAO FOODS & China M 117 BIOLOGICAL CO.,LTD JINGNENG SCIENCE & TECHNOLOGY CO., China H 125 LTD. JK SUCRALOSE China D 2 JUNGBUNZLAUER Mexico C 105 KANBO CHINA China G 125 KIMICA Brasil G 30 KINRY FOOD INGREDIENTS CO., LTD. China H KISAN FOODS India LABONATHUS Brasil G 20 LALLEMAND Brasil G 30 LAMBENT TECHNOLOGIES / LIPO DO BRASIL LTDA. LANZHOU WEIRI BIO-ENGINEERING CO., LTD Estados O 05 Unidos China M 113 Brasil D 120 LIANYUNGANG KEDE CHEMICAL China O INDUSTRY CO.,LTD LINYI DESHENGYUAN FOODSTUFFS China O 106 CO.,LTD LINYI HENGMAO FOODS CO., LTD. China L Brasil G 3 Brasil B 30 MAKENI CHEMICALS Brasil O 10 MANTROSE Estados M 30 Unidos Brasil G 7 MATPRIM Brasil O 25 INGREDIENTES Brasil br A 20 MENGZHOU HUAXING BIOCHEMISTRY China L CO., LTD. Brasil I 13 Brasil O 40 MICRO - TECH FOODS INGREDIENTS, Taiwan Q 70 INC. MOKATE Polonia L 125 NAGASE & CO., LTD. Japão S 18 NANCHANG DUOMEI BIO-TECH CO.,LTD China M 119 NANCHANG XINHUA FOOD China M 115 SCIENCE&TECHNOLOGY RESEARCH INSTITUTE NANTONG China P 70 NATIPROL LIANYUNGANG CORPORATION China L NATURAL PRODUCTS & TECHNOLOGIES Brasil C 135 Brasil D 15 NATVITA Brasil I 110 NEPTUNE TECHNOLOGIES Canada H 113 NEW STEP INDUSTRY CO., LIMITED China I 02-1 Brasil G 15 NICROM QUÍMICA Brasil L 20 NINGHAI ORGANIC CHEMICAL FACTORY China O NIRAN (THAILAND) CO., LTD. China H 126 PB LEINER Brasil G 30 PERFECT INDUSTRIES PVT India I 108 QUÍMICA Brasil R 15 POM WONDERFUL Estados Q 47 Unidos PRATIVITA Brasil M 20 PROVA SAS França D 102 PT HYDROCOLLOID INDONESIA Indonesia I 113 com QINGDAO ICD BIOCHEMISTRY CO.,LTD China I 02-2 QINGDAO SAMIN CHEMICAL CO.,LTD China M QINGDAO SHENGDA China O COMMERCIAL&TRADE CO., LTD QINHUANGDAO GOLDENSEA FOODSTUFF China H INDUSTRIES CO., LTD. QUANTIQ DISTRIBUIDORA LTDA. Brasil O 15 QUFU XIANGZHOU STEVIA PRODUCTS China O CO., LTD. (QUFU STEVIA COMPANY) QUÍMICA ANASTACIO Brasil D 25 R&S BLUMOS Brasil L 30 43

23 Evento REEPHOS CHEMICAL CO.,LTD China I 125 Revista Cerealtec e Revista Brasil D 105 Panificação Brasileira Revista Engarrafador Moderno e Brasil C 131 Inova Alimentos Revista Feed&Food Brasil C 130 Revista Frigorífico Brasil I 108 Revista Higiene Alimentar Brasil I 109 Revista InduAlimentos Chile G 121 Revista Leite & Derivados e Revista Brasil L 106 Nacional da Carne REVISTA PUBLITEC Argentina G 102 Revista Química e Derivados Brasil D 101 ROQUETTE França G 20 ROUSSELOT GELATINAS DO BRASIL SA Brasil L 05 RZBC GROUP CO.,LTD. China O SAN JOAQUIN VALLEY CONCENTRATES Estados I 08 Unidos SENSIENT Brasil G 05 SHANDONG BAILONG CHUANGYUAN China L BIO-TECH CO.,LTD SHANDONG BANGYE CO., LTD. China M SHANDONG LINGHUA MONOSODIUM China I 02-2 GLUTAMATE INCORPORATED COMPANY SHANDONG LONGLIVE BIOTECHNOLOGY China I CO., LTD. SHANDONG MINGQIAN BIOTECHNOLOGY China R 105 CO., LTD. SHANDONG TIANJIAO BIOTECH CO.,LTD China O 100 SHANDONG YUWANG ECOLOGICAL FOOD China I INDUSTRY CO., LTD. SHANGHAI JINHU ACTIVATED CARBON China O CO.,LTD SHANGHAI TRUSTIN CHEMICAL CO., LTD. China H SHANGHAI E-BNF COMPANY LIMITED China G 105 SHIJIAZHUANG SUDAO COFFEE TRADING China O 125-8A CO., LTD SILVATEAM Brasil G 30 SINOPAPRIKA CO.,LTD China I 03-1 SKYHERB China O SPECIALTYE Brasil G 30 SPICES BOARD INDIA India D 1 SUJATA CHEMICALS India L 106 SUNAR Turquia O 105 SUZHOU HOPE TECHNOLOGY CO., LTD. China L SUZHOU NUTRIBUTE BIOTECHNOLOGY China O 125-5A CO.,LTD SUZHOU PEACOCK FOOD ADDITIVE CO., China I 125 LTD. SWEET Brasil L 25 SYNTHITE BRASIL India G 09 SYNTHITE INDUSTRIES LTD. India G 09 TAIXING YIMING BIOLOGICAL PRODUCTS China G CO., LTD. TATE & LYLE Brasil D 20 TECHNO FOOD INGREDIENTS CO., LTD China L 117 TECNAL Brasil G 02 TICGUMS Brasil G 30 TONGLIAO MEIHUA BIO-TECH CO., LTD China O 104 Brasil M 25 TTCA CO., LTD. China I UNIBIOCHE FOOD TECH.CORP. LTD China L UNIVAR Brasil L 22 VALDEQUIMICA Brasil D 4 VEOLIA WATER Brasil D 104 br VITA FOODS Brasil L 03-2 INGREDIENTES Brasil G 30 VWS BRASIL LTDA Brasil D 104 WACKER Brasil G 30 WEIFANG ENSIGN INDUSTRY CO., LTD. China I 01 WILMAR DO BRASIL Brasil C 120 com WUHAN GREEN FOOD BIOLOGICAL China H ENGINEERING CO., LTD XINCHANG YUEDING CHEMICAL CO.,LTD China L YERBALATINA PHYTOACTIVES Brasil C 125 ZHEJIANG MEDICINE CO., LTD. China O XINCHANG PHARMACEUTICAL FACTORY ZHEJIANG SILVER-ELEPHANT BIO China M ENGINEERING CO., LTD ZHENGZHOU CHIHON BIOTECHNOLOGY China O CO., LTD. ZHUCHENG HAOTIAN PHARM CO., LTD. China I

24 Evento Treha - açúcar natural para indústrias de alimentos e bebidas Treha é uma marca de Trehalose, registrada pela empresa Hayashibara no Japão, Estados Unidos e outros países. A Trehalose é um açúcar natural que pode ser encontrado em quantidades significativas em muitos alimentos comuns, incluindo cogumelos (8% -17%), mel (0,1% -1,9%), e fermento (15-20%). A Trehalose oferece funcionalidades únicas em comparação com outros açúcares comuns utilizados em alimentos e bebidas. Suas propriedades únicas a tornam ideal para aplicações inovadoras em sushi, mochi, comidas japonesas, frutos do mar e carne, alimentos congelados, sorvetes, panificação, petiscos, confeitaria, bebidas, bem como na categoria de legumes e frutas. Suas principais funcionalidades são: manter a textura natural fresca dos alimentos, prolonga a durabilidade dos produtos em exposição, previne os danos causados por congelamento e descongelamento, mascara sabores e aromas desagradáveis, previne a retro gradação do amido, previne a desnaturação de proteínas e ajuda na estabilização das vitaminas, entre outras funcionalidades. A Trehalose foi revista por várias das principais agências reguladoras em todo o mundo e é permitida para uso em alimentos e bebidas em vários países. A Trehalose é FDA GRAS (considerada como segura, segundo o departamento de alimentos e remédios dos Estados Unidos), novo alimento na Comunidade Européia, Austrália, Canadá e Brasil. A Trehalose é também certificada pelo Kosher e Halal. Brasil Alimentos -Novidades em cacau Especialista em comércio de cacau, a empresa escolheu a FiSA 2014 para apresentar lançamentos que proporcionarão mais saúde e sabor aos produtos. A Brasil Alimentos traz para o evento: Linha de Pós de Cacau com baixo teor de sódio e Pós de Cacau Vermelhos - com a legislação nacional limitando o teor de sódio nos produtos acabados e consumidores buscando saudabilidade o tempo todo, a linha de pós de cacau com baixo sódio atende a duas necessidades reais dos fabricantes de biscoitos, achocolatados, coberturas e muito mais. Para atender os indulgentes, os Pós de Cacau Vermelhos vêm para conferir cor e sabor superiores a achocolatados, mousses, sobremesas, brigadeiros, sorvetes e muito mais. A empresa apresenta ainda a Manteiga de Cacau Extra Desodorizada - com sabor e cor surpreendentes, esse novo produto do portfólio da Brasil Alimentos não só proporciona sabor mais suave aos chocolates escuros, mas também permite ao fabricante controlar o quão branco ele deseja que seu Chocolate Branco seja. Fabricantes de Cosméticos que desejam somente os benefícios hidratantes desse produto também podem conseguir melhores resultados utilizando-se desse produto. Ingredion Soluções para remover açúcar, gordura e calorias A Ingredion, líder global em soluções de ingredientes, irá apresentar na FiSA 2014 inovações para atender às principais necessidades e tendências da indústria de alimentos e de seus consumidores. Através de protótipos e demonstrações ao vivo, os visitantes poderão comprovar o desempenho e funcionalidade de ingredientes para transformar textura, reduzir custos, remover açúcar, gordura e calorias. Outro grande destaque serão as novas alternativas para produtos sem glúten e as inovações para o controle de resposta glicêmica. O objetivo central da equipe técnica é possibilitar esses benefícios, mas levando novas sensações e experiência de sabor que agrade aos consumidores e gere recompra. A Ingredion também estará presente em duas palestras do Fi Seminar Sessions abordando Substitutos de farinha em produtos Glúten Free e Otimização de Textura em Alimentos. Foto: Divulgação Gelita - O Colágeno certo Entre as grandes tendências do mercado de proteínas de colágeno estão os Peptídeos Bioativos de Colágeno que beneficiam partes específicas do corpo. A Gelita é a única empresa do segmento que produz colágenos totalmente desenvolvidos para o cuidado da pele e o combate à perda de massa muscular Nem todos os colágenos atuam da mesma maneira e, entre as grandes tendências do mercado de proteínas de colágeno, estão os Peptídeos Bioativos de Colágeno que beneficiam partes específicas do corpo. É o caso de Verisol, único colágeno hidrolisado do mercado mundial totalmente desenvolvido para os cuidados com a beleza da pele. Com atividade biológica específica para a diminuição de rugas e aumento da elasticidade e firmeza da pele, o produto explora o conceito de beleza de dentro para fora (Beauty from within), sendo absorvido pelo organismo através da mucosa intestinal. Presente em diferentes alimentos e bebidas funcionais do mercado mundial, o colágeno Verisol é produzido pela Gelita, única empresa do mercado global de Gelatina e Proteínas de Colágeno que fornece produtos específicos para diferentes funcionalidades. Uma vez na corrente sanguínea, Verisol chega à derme (camada mais profunda da pele), que é irrigada por pequenas redes de vasos sanguíneos. Nessa região, cosméticos de uso tópico têm ação quase nula. Por sua vez, Verisol estimula os fibroblastos do tecido cutâneo, favorecendo a formação e sustentação de fibras elásticas dérmicas, diminuindo a flacidez e melhorando a hidratação e suavidade da pele. O colágeno Verisol foi objeto de um estudo da Universidade de Kiel, na Alemanha, que acaba de ser divulgado. Feita com 114 mulheres com idades entre 45 e 65 anos, a pesquisa científica mostrou relevante diminuição das rugas, aumento da elasticidade e da hidratação da pele entre as participantes do estudo que ingeriram 2,5 gramas diários de Verisol. O teste durou 8 semanas, mas os resultados positivos já foram constatados a partir da 4ª semana de ingestão do colágeno Verisol, fator surpreendente, uma vez que Verisol é o único bio peptídeo de colágeno do mercado que responde à dosagem de apenas 2,5 gramas diários. Outras soluções também serão apresentadas. Outra importante tendência no mercado de Proteínas de Colágeno é o Peptiplus, único produto do mercado desenvolvido especificamente para combater um mal comum da vida moderna: a sarcopenia, síndrome caracterizada pela perda progressiva da massa muscular, que ocorre com maior prevalência em pessoas acima de 65 anos. Podendo ser usado em bebidas e alimentos funcionais, o colágeno Peptiplus fornece nutrientes que células e músculos necessitam para se manter tonificados. Estudos recentes mostraram que a suplementação com Peptiplus, aliada a atividades físicas regulares, pode ajudar a reverter até mesmo casos agudos de sarcopenia e tais resultados chegam para colaborar com a indústria de alimentos que busca soluções para atender a crescente população de idosos nos países da América do Sul. CP Kelco participa do FI Awards na categoria Ingrediente Inovador A CP Kelco Brasil tem como objetivo apresentar ao mercado soluções em hidrocolóides de origem natural que estão antenadas às megatendências do mercado e apresentar conceitos de convergência de mercados, aproveitando a edição da CPHI concomitante com a FISA. Algumas ideias de produtos e aplicações inovadoras que serão expostas e discutidas no stand da empresa, tais como: Megatendência de mercado: fortificação, saúde e bem estar; Protótipo conceito: água com aminoácidos (energia) e fibras (saúde digestiva); Tecnologia inovadora: Kelcogel F, uma gelana especializada que permite suspender os ativos sem incrementar a viscosidade do meio, alta transparência e excelente mouthfeel; Mega tendências de mercado: iogurte grego, redução de calorias e açúcar, proteínas e alternativas à gelatina e ao amido; Protótipo conceito: grego bebível zero açúcar e alta proteína água com o uso de uma nova pectina que traz benefícios em textura, processos e serve como único; Protótipo conceito: gominhas verdes sem gelatina e amido fortificadas para uso em diferentes demografias: saúde digestiva, beleza feminina, vitaminas e energia. Tecnologia: pectina e carragena especial que mimetiza o sensorial de gelatina permitindo melhor compatibilidade, resistência térmica e texturas diversas; Protótipos conceito para convergência de mercados: kit dermoscosmético 100% natural, pó reconstituível e bebidas energéticas A CP Kelco traz também soluções para a crescente tendência de sistemas alternativos ao leite (grãos milenares, etc), bebidas ácidas, neutras, sucos, condimentos, glúten free, bebidas à base de vegetais e coco, gel shots para esportistas, soluções para iogurtes, entre outras. Neste ano, a empresa participa do FI Awards na categoria Ingrediente Inovador com a gelana Kelcogel e seu uso multifuncional em bebidas e alimentos gourmand e produtos alimentícios convenientes e lúdicos. 47

25 Evento Basf consolida sua marca Newtrition A marca Newtrition criada pela Basf para o mercado de nutrição humana na América Latina e traz soluções com seu amplo portfólio de produtos. O principal objetivo da marca é adquirir um conhecimento profundo das necessidades dos consumidores e aplicar esse conhecimento no desenvolvimento de soluções inovadoras em total parceria com os clientes. O portfólio de produtos Newtrition conta com: Snacking a qualquer hora e lugar: os consumidores estão buscando cada vez mais lanches rápidos e saudáveis entre as principais refeições. Os snacks são convenientes e podem ser consumidos em qualquer ocasião. É por isso que a BASF adiciona saúde sem sacrificar o sabor nessa linha de produtos. Os protótipos no estande da Basf irão incluir: Barra de cereal com fitoesterol sob a marca Vegapure e um Petit four salgados com ômega 3 para combinar com um delicioso requeijão com fitoesterol, também sob a marca sob a marca Vegapure. Todos focados na saúde cardiovascular. A saúde do coração é uma das principais preocupações entre os consumidores e os fitoesterois auxiliam na redução dos níveis de colesterol de forma segura. Estudos mostram que 1-3 gramas de fitoesterois podem baixar o colesterol até 15 %. O ômega 3 auxilia na redução dos triglicerídeos, além de ser um importante ingrediente para o desenvolvimento cerebral. Permissão à Indulgência Além de seus ingredientes de saúde, os ingredientes food performance da Basf oferecem soluções fáceis de preparar e saborosas para melhorar a textura e o volume dos bolos, chantilly e sobremesas, mousses e muito mais. A Basf apresentará Cupcake gluten free, utilizando nosso ingrediente Spongolit, emulsificante de aeração, conceito que também converge para a tendência free-from. Também apresentará um Sorvete Soft com alto teor de proteína, utilização do ingrediente Lamequick para obter um toque suave e aerado, totalmente alinhado com a tendência de focus in protein. As tendências se mesclam em um só conceito. Foco em seniors e/ou crianças: Basf tem a possibilidade de criar fórmulas de produtos nutricionais personalizados e irá apresentar gomas mastigáveis fortificadas com ômega 3 para a saúde do coração e gomas mastigáveis fortificadas com vitaminas para crianças. Os benefícios comprovados dos ácidos graxos ômega-3 são valiosos para os consumidores em todas as fases da vida. No portfólio de ômega 3. a empresa tem possibilidade de trabalhar com diferentes concentrações de EPA e DHA, dependendo do apelo desejado. O portfólio de vitaminas é amplo, com vitaminas hidro e lipossolúveis, nas formas pós e oleosas, para distintas aplicações. Foto: João Athaide Univar - Novas experiências e sensações A Univar Brasil distribui aditivos e ingredientes dos mais renomados fabricantes mundiais do setor, oferecendo produtos de excelente qualidade e desempenho, um suporte especializado através de sua equipe técnica podendo atender os clientes em desenvolvimento de produtos, criações de novos conceitos e assuntos regulatórios em um moderno laboratório de pesquisas e aplicações de produtos doces e salgados. Na FiSA 2014, serão apresentados produtos entre bebidas, snacks, pão de queijos, patês com sabores diferenciados e inéditos para a categoria. A principal vantagem da apresentação dos produtos oferecidos pela Univar Brasil é a utilização de aromas com alta tecnologia, inovadora e uma ótima performance. A nova linha de aromas combina experiências sensoriais e garantem soluções saudáveis valorizando o sabor do produto final e podem ser aplicados em bebidas, snacks, panificações, produtos cárneos, balas e confeitos, sopas, bebidas lácteas, entre outras do segmento. Além das novas tecnologias, a Univar possui opções para redução de açúcar, sal e gordura. A Univar Brasil possui um portfólio completo de matérias primas: Aromatizantes, Corantes, Polpas desidratadas, Vegetais em pó, Extratos fluidos e secos, Aditivos, Espessantes, Estabilizantes, Acidulantes, Antiumectantes, Aminoácios, Edulcorantes, Carbonato de Cálcio (como suplemento mineral), Vitaminas, entre outros. Em parceria com os principais fabricantes do mundo, garantem soluções totalmente saudáveis que valorizam o sabor dos alimentos. Tovani Benzaquen promove degustação e traz lançamentos Alinhada às tendências do mercado de alimentos funcionais e de produtos que promovem saudabilidade, a Tovani Benzaquen traz ingredientes inovadores para desenvolvimentos nas indústrias de alimentos, bebidas e indústria farmacêutica. Na FISA 2014, a empresa destacará em seu stand alguns ingredientes diferenciados devido à sua alta tecnologia, funcionalidade e benefícios que agregam qualidade ao produto final. Entre os produtos apresentados estão: Sucralose-Splenda, edulcorante de alta intensidade proveniente do próprio açúcar e com sabor de açúcar; Promitor e Polidextrose, substituição de açúcar e de calorias com aporte de fibra e função prebiótica; Eetame, um inibidor de sabor doce; Maltitol, para substituição de açúcar e calorias; Stevia, edulcorante natural de alta intensidade; Açúcar explosivo, para confeitos explosivos para linha infantil; Wellence, substituto de glúten e Clear & Stable, estabilizante para bebidas proteicas; Colágeno, para fortificação proteica e benefícios para beleza ; Creme de leite em pó, que permite melhoria da cremosidade; Iogurte e mel em pó, ingredientes naturais para conferir sabor característico; Extratos Naturais, de Cacau, Café e Baunilha; L-carnitna Carnipure, transforma gordura em energia; Tabulose SC, estabilizantes à base de celulose micro cristalina; Nu-Tek Salt, substitutos de sal para reduções de sódio. Em seu stand, a Tovani Benzaquen promoverá o lançamento e degustação do produto Bioleve Ômega 3. A composição da bebida desenvolvida visando benefícios para a saúde do coração e reúne em sua formulação ingredientes importantes para auxiliar a função cardiovascular, com ômega 3 e outros componentes. Foto: Divulgação 49

26 Evento Beraca apresenta Bar de Azeites para degustação A empresa brasileira que investe no desenvolvimento de tecnologias sustentáveis para o fornecimento de matérias-primas naturais colocou em seu stand na FiSA 2014, um Bar de Azeite. A partir de óleos da linha Rain Forest Specialties, a Beraca promoverá a degustação de três sabores de azeites amazônicos exclusivos: castanha do Brasil, maracujá e buriti. "Além de saborosos, os azeites são ricos em vitaminas e ômegas. O objetivo é mostrar que é possível tornar os alimentos mais saudáveis e saborosos, ofertando produtos diferenciados para o consumidor e ainda valorizar a biodiversidade brasileira. Esse é o DNA da Beraca, por isso investimos em pesquisa e sustentabilidade, para promover ingredientes naturais e tecnológicos, que contribuam com o desenvolvimento socioeconômico do Brasil", explica Lilia Kawazoe, gerente da área Food Ingredients da Beraca. A proposta da empresa é acompanhar uma tendência do mercado, que mostra que o consumidor está cada vez mais preocupado em adquirir alimentos nutritivos e naturais. Esse é um dado da pesquisa realizada em 2013, pela Mintel, empresa inglesa especializada em inteligência de consumo e produto. No estudo, 66% das pessoas afirmaram que consomem frutas e vegetais diariamente e 22% garantem seguir uma dieta com baixo teor de gordura. A linha Rain Forest Specialties da Beraca é composta por óleos de açaí, castanha do Brasil, buriti e maracujá; farinhas de açaí, de castanha do Brasil e de cupuaçu; e manteiga de cupuaçu. Esses produtos são desenvolvidos a partir de insumos obtidos por meio de práticas regidas pela sustentabilidade, sem agredir o meio ambiente e promovendo o desenvolvimento social regional. "Para a obtenção de frutos e sementes da biodiversidade brasileira, realizamos parcerias com as comunidades da região amazônica. Isso contribui com a estruturação das atividades, por meio de treinamentos e capacitações sobre o manejo sustentável de matérias-primas, amplia as oportunidades de renda extra e garante a inserção no mercado com a entrega em escala industrial. Dessa forma, garantimos a rastreabilidade de toda a cadeia produtiva", destaca a especialista da Beraca. Vale lembrar que,no último ano, a empresa foi reconhecida por suas ações de sustentabilidade no Prêmio FINEP, Prêmio ECO-HAM, III Prêmio Fecomércio de Sustentabilidade e XII Prêmio LIF de Sustentabilidade. Já em 2014, foi reconhecida pelo Fórum Econômico Mundial para a América Latina como Empresa Destaque de Crescimento Global, devido ao seu comprometimento com a inovação e o desenvolvimento sustentável, econômico e social. Decagon Devices traz analisador de umidade em múltiplas amostras Ajinomoto do Brasil Nova aplicação da enzima ACTIVA em massas Produto contribui para a melhora da textura de massas e pães com redução de custo Além do uso tradicional em carnes, Activa também pode ser utilizada em macarrões, pães e outras massas. A enzima transglutaminase da Ajinomoto do Brasil, produzida a partir da fermentação microbiológica, reforça a estrutura da rede de glúten, que se mantém estável mesmo após o produto ser submetido a condições severas de processamento, melhorando sua textura, firmeza e elasticidade. Activa reduz a perda de sólidos na água de cocção da massa, possui ligações proteicas estáveis ao calor, que se mantêm mesmo após o cozimento e não altera o sabor ou aroma dos alimentos. As dosagens recomendadas são baixas, pois apresentam um alto rendimento e variam de acordo com o tipo de aplicação, o que possibilita a reformulação do produto com o objetivo de redução de custo, sem comprometer produtividade ou qualidade. Activa pode ser aplicada em todos os tipos de massas alimentícias, incluindo as frescas e secas, ao final da mistura dos ingredientes. Os alimentos contendo o produto entre os ingredientes não necessitam de tempo de reação adicional, podendo ser processados da maneira convencional. Activa é vendida em sacos de 1 kg e caixas de 10 kg contendo 10 sacos de 1 kg. GNT - Alimentos que conferem cor O Grupo GNT é o pioneiro e líder mundial no fornecimento de Alimentos que Conferem Cor. A companhia manufatura concentrados extremamente intensos em cor a partir de frutas e vegetais comestíveis, utilizando apenas água e cuidadosos métodos físicos, como moagem, prensagem e filtração. Não usamos aditivos artificiais, produtos químicos ou solventes orgânicos. Os concentrados são alimentos, conhecidos pela marca Exberry em mais de 65 mercados ao redor do mundo e utilizados em diversos tipos de produtos, incluindo confeitos, forneados, laticínios e bebidas. Os alimentos que conferem cor Exberry fornecem grande variedade de cores vibrantes e estáveis. Como são alternativas aos corantes tradicionais, são a resposta às expectativas dos consumidores que procuram produtos naturais e saudáveis, com rótulo limpo. A GNT é uma empresa independente, familiar, fundada em Hoje, tem alcance global com escritórios nas Américas, Ásia e Europa e atende diversas das maiores empresas alimentícias do mundo. Foto: Divulgação A empresa lança este ano o AquaLab TrueDry CV-9, analisador de umidade em múltiplas amostras. Trata-se de um determinador de umidade de alta precisão, desenvolvido para laboratórios que medem umidade em mais de 15 amostras por dia. A secagem de nove amostras de uma única vez significa que não há trocas repetitivas de amostras e economiza mais de 150 horas de trabalho por ano. TrueDry CV9 seca a amostra ao invés de queimar devido a água ser removida a temperaturas mais baixas (102 C ao invés da temperatura típica LOD 145 C), conferindo repetibilidade de uma secagem em estufa com a eficiência de uma balança de umidade. O controle de secagem tem 10 vezes melhor precisão, quando comparado com a maioria dos métodos de análise de umidade. Elementos de secagem acima e abaixo de cada amostra controlam precisamente a temperatura da amostra e secam até um padrão. O ar desidratado de cada câmara de amostra seca a amostra a uma pressão de vapor consistente. Lambert Technologies Lambent Technologies é um importante fabricante na América do Norte de ingredientes Kosher e Kosher Passover, principalmente uma ampla linha de emulsificantes como os Polisorbatos e Ésteres de Sorbitana. Possui planta de fabricação completamente livre de alérgenos alimentares e certificada conforme as normas FSSC Recentemente, a empresa iniciou fabricação de Polisorbatos e Ésteres de Sorbitana Non-GMO. A Lambert Tecnologies oferece também tecnologia de microencapsulação personalizável com aplicação em alimentos, com o intuito de prevenir a oxidação, aumentando ou não o odor e/ou aroma e com amplos benefícios para a indústria alimentícia. 51

27 Canal Direto Metachem implanta ERP Omega, da 71, automatiza processos e aumenta a produtividade da equipe Com seis meses de utilização do ERP Omega, da 71, a Metachem empresa nacional especializada na representação e distribuição de produtos químicos, com mais de 300 itens voltados para as indústrias Química, Alimentícia, Farmacêutica, entre outros já consegue obter mais eficiência nos processos de trabalho. De acordo com o analista contábil, Vitor Carvalho, um dos responsáveis pela implantação do sistema, algumas atividades da empresa se tornaram mais ágeis, o que aumentou a produtividade do trabalho. "Posso dizer que o fechamento contábil está bem mais rápido, assim como a apuração de impostos. Hoje, as rotinas são totalmente automatizadas, o que contribuiu para a diminuição do trabalho manual. O envolvimento dos nossos profissionais aumentou e, consequentemente, a produtividade também cresceu", afirma o analista. Por ser uma empresa que atua com importação e exportação de produtos químicos, a Metachem tem a necessidade de estar atualizada com a legislação brasileira, e o ERP Omega também está contribuindo para atender essa demanda. "As exigências fiscais e legais são intensas e precisamos ser ágeis para estar em dia com as nossas obrigações", diz Carvalho. Antes, segundo o analista, a empresa tinha algumas dificuldades em seu dia a dia, pois possuía sistemas independentes, que não se conversavam. "Era muito complicado para compilar as informações. Nosso trabalho era manual, o que ocasionava alguns erros, além de demora em atingir os resultados esperados", avalia Carvalho. O projeto na Metachem foi programado em etapas, e conta com todos os módulos do sistema, incluindo as áreas Fiscal e Contábil, Industrial e Comercial, além de Administrativo e Financeiro. "Foi um processo tranquilo e contamos com total parceria dos consultores da 71. Fizemos um trabalho de envolvimento junto aos nossos colaboradores e isso contribuiu para o resultado positivo que estamos obtendo", aponta Carvalho. "Esperamos que a parceria com a 71 seja duradoura, sempre com muito respeito e trabalho em conjunto", diz o analista. Para o coordenador de projetos da 71, Marcos Roque, a troca de experiência entre as empresas, a dedicação e o profissionalismo de todos os envolvidos foram pontos essenciais para garantir um projeto de qualidade. Agora, a expetativa da Metachem é aperfeiçoar cada vez mais os processos de trabalho, facilitando as atividades internas, além de obter dados confiáveis para uma tomada de decisão mais rápida e assertiva. A empresa deve iniciar também a implantação do módulo de BI (Business Intelligence). "Queremos ampliar a gama de informação para análise e, assim, ter o melhor posicionamento no mercado", conclui Carvalho. Pesquisa revela que 2 entre 3 consumidores preferem o Adoçante Tasteva Stevia, da Tate & Lyle ao Rebaudiosídeo A A Tate & Lyle, fornecedora líder mundial em soluções e ingredientes alimentícios, acaba de anunciar os resultados de uma pesquisa de testes de sabor, realizada pela empresa de pesquisas e inteligência de mercado Ipsos, em maio de 2014, com consumidores. A pesquisa revelou que o Adoçante Tasteva Stevia é o preferido por praticamente dois entre três consumidores (63%) em comparação ao Rebaudiosídeo A (Reb A), ingrediente de stevia frequentemente associado a um sabor residual amargo. Os participantes do estudo provaram duas bebidas de fruta. Uma foi adoçada com o adoçante Tasteva Stevia e a outra com Reb A. Além da preferência geral pelo sabor, praticamente dois entre três consumidores (63%) consideraram que o suco de frutas adoçado com o adoçante Tasteva Stevia deixou um "sabor residual agradável" na boca ou "nenhum sabor residual", ao passo que mais da metade (54%) considerou que a bebida adoçada com Reb A deixou um sabor residual "desagradável" na boca. "Essa pesquisa é importante, pois demonstra aos fabricantes que eles podem oferecer ao mercado produtos melhores, seguindo as tendências atuais, sem sacrificar o sabor puro e doce", afirmou Victoria Pagani, Gerente de Marketing, América Latina, da Tate & Lyle. "Os consumidores exigem produtos com baixo teor de açúcar e calorias mas o sabor continua sendo sempre sua maior prioridade. Com o Tasteva, os fabricantes podem atender a essa necessidade com custo menor, já que não são necessários ingredientes que mascaram o sabor". O Adoçante Tasteva Stevia possui zero teor de caloria, atendendo à demanda dos consumidores por produtos de baixo teor de caloria e açúcar, alcançando 50% ou mais os níveis de redução de açúcar. Fácil de formular, Tasteva é ideal para uma ampla gama de aplicações, incluindo bebidas, laticínios, produtos de panificação, molhos, alimentos congelados, frutas e vegetais processados, lanches e cereais. Soluções da Netzsch foram destacadas em feiras na Alemanha e no Brasil. A Netzsch Equipamentos de moagem AGEM, com unidade produtiva em Pomerode, participou da 30ª edição da Fispal Tecnologia (Feira Internacional de Embalagens, Processos e Logística para as Indústrias de Alimentos e Bebidas), que ocorreu no Pavilhão do Anhembi, em São Paulo.. Os destaques da empresa no evento brasileiro foram as tecnologias ChocoEasy (sistema para fabricação de chocolates), o moinho de impacto Condux e o classificador CSM, voltados à indústria de alimentos. A Netzsch recebeu clientes do Brasil e países da América Latina, dando continuidade também à divulgação das novidades apresentadas na Interpack 2014, em maio, na Alemanha. Entre elas, o lançamento dos Sistemas Mambo, Rumba, Tango e Salsa - tecnologias inovadoras para o segmento de doces - e a incorporação de duas empresas alemãs ao Grupo Netzsch - a Dr.-Ing. Bauermeister GM (moinhos de facas) e a Vakumix Ruhr-und Homogenisiertechnik AG (misturas e dispersão). Os novos sistemas Mambo, Tango e PreCutter serão fabricados na planta da Netzsch Moagem no Brasil (Pomerode) e cadastrados junto ao BNDES para financiamento via FINAME. Na Interpack 2014, considerada a maior feira mundial do setor alimentício, a Netzsch esteve presente em vários estandes, apresentando suas inovações mundiais. No principal deles, reuniu as tecnologias para processos produtivos no segmento de doces (Confectionery), com destaque para o Sistema Mambo, unidade compacta e completamente fechada para produção de compounds, recheios e coberturas, que oferece os melhores requisitos possíveis de limpeza, higiene e ergonomia para superar os ganhos de qualidade. Também foram apresentados o sistema Rumba, para preparo de chocolates premium e o conceituado moinho de impacto Condux. Outra novidade foi o lançamento do PreCutter VN, que representa um avanço no processamento de matérias-primas para produção de cremes e recheios a partir de amendoim ou nozes, bem como no reprocesso de diversos produtos, como drágeas, pastilhas de chocolate cobertas com açúcar, biscoitos recheados e wafers, entre outros. Além da economia pela otimização dos processos, o PreCutter VN tem como vantagem a possibilidade de ser usada individualmente ou integrada a uma linha de produção já existente. Em outro espaço, a Netzsch apresentou o sistema de processamento Tango, que combina sua própria tecnologia de moinhos agitadores de esfera com o novo sistema de pré-moagem de nibs de cacau em moinho de facas, tecnologia que passou a fazer parte do programa de equipamentos da NETZSCH após a incorporação da empresa alemã Dr.-Ing. Bauermeister GM, em março deste ano. Já, no estande Netzsch Vakumix GmbH, o destaque foi a ampliação do portfólio de equipamentos para mistura, dispersão e homogeneização obtido pela unidade de negócios Moagem e Dispersão do Grupo Netzsch, após aquisição da Vakumix Ruhr-und Homogenisiertechnik AG, em fevereiro. A linha personalizada de equipamentos Vakumix AG complementa os produtos da empresa, oferecendo soluções ainda mais abrangentes e eficientes em mistura e dispersão para os clientes dos setores farmacêutico, cosmético, alimentício e químico. Sistemas ChocoEasy, Rumba e Salsa Há 10 anos, a Netzsch Confectionery (unidade de negócios específica para o segmento de doces) introduziu o primeiro sistema para o mercado especialmente projetado para a produção de chocolates, a ChocoEasy. Com o passar do tempo e a evolução desta tecnologia, a empresa diversificou as aplicações do sistema, mantendo a ChocoEasy com foco em pequenas produções (50 e 300 kg), enquanto que os projetos para unidades de produção industrial são comercializados sob a marca Rumba. Para as linhas de compound, recheios e outras massas, as tecnologias da Netzsch serão comercializadas sob a marca Salsa. 53

28 Canal Direto DuPont é a primeira empresa de ingredientes com alegação de saúde aprovada na Europa para probióticos A DuPont é a primeira empresa de ingredientes a receber uma alegação de saúde para probióticos na Europa, reforçando ainda mais as descobertas da ciência para esse segmento. Em uma estreita colaboração com uma grande rede suíça, a DuPont Nutrição & Saúde recebeu recentemente a aprovação do Gabinete Federal de Segurança Alimentar e Veterinária da Suíça (FSVO) para comercializar o Danisco HOWARU Bifidobacterium lactis HN019, que auxilia a digestão ao reduzir o tempo de trânsito. A DuPont Nutrição & Saúde comemora a decisão das autoridades suíças por aprovar uma alegação para Bifidobacterium lactis HN019, revela Fabienne Saadane-Oaks, vice-presidente de Saúde e Proteção da DuPont Nutrição & Saúde. Apesar dos desafios regulatórios na Europa, a DuPont continua fornecendo dados que comprovam cientificamente a eficácia dos nossos probióticos. Esta aprovação reafirma as fortes evidências científicas sobre a relação entre a saúde digestiva e as bactérias do bem representando um importante marco que esperamos que sirva de incentivo para outros países. O conforto digestivo é um benefício importante para os consumidores em todo o mundo e esta aprovação cria novas oportunidades aos fabricantes de alimentos, bebidas e suplementos ao promover este benefício aos consumidores", completa. International FoodTec Brasil destaca as principais tendências para o setor de alimentos em 2020 De 5 a 7 de agosto deste ano, pesquisadores e especialistas em processamento e embalagem de alimentos debaterão sobre o futuro das soluções tecnológicas e as inovações no setor, durante a International FoodTec Brasil 2014 (IFTB), feira que apresenta soluções para processamento de alimentos e tecnologia de embalagens, no Expo Unimed, em Curitiba/PR. No dia 5 de agosto, o Ital (Instituto de Tecnologia de Alimentos) coordena a programação paralela da IFTB, a partir das 14h. Na ocasião, as tendências e inovações nos produtos de carne e no mercado de bens de consumo embalados serão o centro das atenções nos seminários "Brasil Meat Trends 2020" e "Brasil Pack Trends 2020". Já, nos dias 6 e 7 de agosto, será a vez do Senai - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial abordar os diferentes aspectos relacionados ao mercado de alimentos, através de palestras com foco em design de embalagens, refrigeração e climatização, inovação e eficiência energética. Nesses dois dias a programação paralela ocorrerá das 15h às 20h. Organizada pela promotora alemã Koelnmesse, em parceria com a Hannover Fairs Sulamérica, a International FoodTec Brasil reúne as principais empresas fornecedoras de tecnologia em processamento e embalagens para o setor alimentício. Para saber mais sobre a IFTB, consultar a grade dos seminários e palestras e inscrever-se gratuitamente para visitar a feira e participar dos eventos paralelos acesse Serviço: International FoodTec Brasil - 5 a 7 de agosto de 2014, das 14h às 21h - Expo Unimed - Curitiba/PR Feira e programação paralela serão abertas somente para o público profissional, com acesso mediante credenciamento gratuito. A credencial de visitante é válida para os três dias do evento e permite a participação também nos seminários e palestras durante a feira. Melhorando a Saúde Digestiva Regularidade é um benefício importante para os consumidores. A alegação aprovada dará maior confiança com relação aos benefícios de HN019. A DuPont também apresentará dossiês em outros países europeus. Para a DuPont, os probióticos são um negócio de rápido crescimento em todo o mundo nas indústrias de alimentos, bebidas e suplementos. Além da linha de produtos HOWARU, que inclui os produtos HOWARU Protect e HOWARU Restore, a DuPont tem uma ampla variedade de outras cepas probióticas em seu portfólio. Os probióticos apresentam benefícios para a saúde digestiva e imunológica. A DuPont Nutrição & Saúde tem mais de 20 unidades de pesquisa e desenvolvimento em todo o mundo, mais de 40 anos de experiência em probióticos com pesquisas lideradas por alguns dos principais cientistas no mundo e mais de 70 estudos clínicos com cepas probióticas da empresa. Os recursos da DuPont Nutrição & Saúde auxiliam os fabricantes a criar produtos com um perfil mais saudável e que promovem uma saúde melhor, atendendo as necessidades dos consumidores e as tendências de saúde e bem-estar. Os produtos da DuPont são aplicados em diversos produtos com foco nas necessidades específicas dos principais segmentos da indústria, incluindo panificação, bebidas, barras e petiscos, produtos lácteos, carne, refeições prontas, nutrição pediátrica e suplementos. 55

29 Mercado Manteiga, Gordura e Óleos Vegetais - Brasil - Abril 2014 Melhorar a Percepção De Saudabilidade e Trazer Mais Inovações Podem Impulsionar O Consumo de Margarinas Margarina é amplamente consumida, porém é considerada como pouco saudável por muitos consumidores Dentre as categorias de óleos, margarinas e manteigas, a margarina comum é a mais consumida. De acordo com pesquisa, quase nove em cada dez consumidores declara ter consumido esse produto nos últimos seis meses. Figura 9: Consumo total de óleos, margarinas e manteigas, janeiro 2014 Considerando os últimos seis meses, com que frequência você comeu/usou os seguintes tipos de manteiga, margarina e óleo de cozinha? Base: adultos de 16+ anos Fonte: Ipsos Observer Brasil/Mintel Apesar do alto consumo declarado da categoria, a margarina parece não ter uma imagem de saudabilidade. Sete em cada dez brasileiros declaram que comeriam mais margarina se fosse mais saudável, e quase metade da população declara evitar o consumo de manteiga/margarina devido a questões de saúde. FIGURA 10: Comportamento em relação a compra/uso de manteiga, margarina e óleo, janeiro 2014 Ainda considerando manteiga, margarina e óleo de cozinha, até que ponto você concorda ou discorda das seguintes afirmações? Base: adultos de 16+ anos Fonte: Ipsos Observer Brasil/Mintel Margarina é um produto já consumido por muitos brasileiros, porém existe uma barreira porque muitos consumidores não a consideram um produto muito saudável. A indústria poderia trabalhar a desmistificação da margarina e ganhar a confiança do consumidor por meio de campanhas promocionais que transmitam mensagens de saudabilidade da categoria, podendo assim aumentar o consumo no país. A Sadia (do grupo BRF), por exemplo, possui em sua página web uma seção com mitos e verdades sobre a margarina em que responde duvidas comuns dos consumidores sobre os componentes da margarina. Promover a utilização de óleos com atributos saudáveis, como o de canola, também pode melhorar a imagem das margarinas. Benefícios funcionais podem ajudar a melhorar a imagem da margarina em saudabilidade FIGURA 11: Concordância com o atributo Gostaria que tivessem mais opções disponíveis de margarina com benefícios funcionais (por exemplo, controle de colesterol, com ômega 3), janeiro 2014 Ainda considerando manteiga, margarina e óleo de cozinha, até que ponto você concorda ou discorda das seguintes afirmações? Base: adultos de 16+ anos Fonte: Ipsos Observer Brasil/Mintel Dados da pesquisa revelam que quase sete em cada dez consumidores gostariam de ter mais opções de margarina com benefícios funcionais. Este desejo do consumidor reflete a baixa oferta de produtos com este posicionamento no mercado brasileiro. O preço em geral mais elevado destes produtos e a baixa oferta justificam o fato de menos de um terço (31%) dos brasileiros consumirem margarinas funcionais. No Brasil há poucas opções de produtos e benefícios disponíveis e Becel ainda é sinônimo de margarina funcional. De acordo com o GNPD, entre 2011 e 2013, apenas 11% dos lançamentos de margarinas no Brasil apresentavam algum posicionamento funcional, enquanto que no Reino Unido, esta porcentagem foi de 28% no mesmo período. No caso da marca Becel, a mensagem ame o seu coração reforça o benefício do cuidado com o colesterol. A variante Becel Pro-Activ possui fitoesteróis, cuja fórmula auxilia na absorção do colesterol e pode reduzir o colesterol ruim (LDL) em até 15%, de acordo com a marca. Em 2011 a Becel lançou o creme vegetal com sabor manteiga contendo ômega 3 e 6, vitaminas A, D e E. Já a marca Delícia Canola contém ômega 3, que ajuda a reduzir o risco de doenças cardiovasculares, segundo o fabricante. Em outros países, como nos da Europa, margarina é uma categoria bem desenvolvida e possui muitos tipos de produtos e mensagens diferenciadas, que poderiam ser replicados no Brasil. Considerando que o país também representa um mercado maduro para a categoria e com um alto interesse por uma maior variedade de margarinas funcionais, existe oportunidade de trazer esses exemplos para o consumidor brasileiro. Por exemplo, a margarina Clover Additions possui cálcio e vitamina D, que, segundo o fabricante, ajuda no fortalecimento e manutenção dos ossos. Já a margarina Délice se posiciona como sendo recomendada para pessoas que tem alergia à lactose, pois é livre de lactose e não contém leite. A margarina Vitam Culinesse vem em formato líquido, recomendado para cozinhar, e possui vitaminas A, D, E e as gorduras necessárias para o crescimento saudável das crianças, de acordo com a marca. Benefícios funcionais podem ajudar a melhorar a imagem de margarinas no quesito saudabilidade, e exemplos de fora podem ajudar a inspirar inovações no mercado brasileiro. Dessa forma, é possível atender à demanda do consumidor por mais opções funcionais e contribuir para aumentar o consumo da categoria no país. Margarinas saborizadas para cozinhar podem ajudar a impulsionar o consumo da categoria No Brasil, a margarina é muito mais posicionada para o uso spread (passar no pão, biscoito, torrada, etc.) do que para o uso culinário (como refogar, assar, por exemplo). De acordo com pesquisa, quase oito em cada dez brasileiros declaram usar margarina para passar no pão, enquanto menos de um quinto deles declara usar margarina para outros usos culinários, como fritar, refogar e assar, por exemplo. Mesmo ainda sendo pouco representativo, existe uma oportunidade de impulsionar o consumo de margarinas no Brasil estimulando-se mais o seu uso culinário. De acordo com pesquisa, quase sete em cada dez consumidores declaram que cozinhar com margarina/manteiga dá um sabor melhor do que usar óleo e mais de seis em cada dez deles declaram que vale a pena pagar mais por margarinas/manteigas que sejam próprias para cozinhar (por exemplo, que não queimem facilmente). 57

30 Mercado Salgadinhos para Aperitivo - O Mercado Durante o período o mercado de snacks salgados apresentou um crescimento favorável, tanto em valor quanto em volume, porém em 2012 houve uma desaceleração em relação aos anos anteriores, principalmente em relação a 2010, ano marcado por um pico de crescimento de 15% em valor e 9% em volume. A economia do Brasil não vem apresentando o desempenho esperado pela indústria, e os resultados de 2013 não foram favoráveis para o país. Segundo dados do IBGE, de janeiro a novembro de 2013, a indústria teve crescimento de apenas 1,4%, o que foi insuficiente para conseguir suprir os resultados abaixo do esperado de Fatores como a alta dos juros, inflação e o aumento dos salários acabaram impactando para isso. Para a categoria de snacks salgados, porém, o impacto em 2014 e 2016 deve ser amenizado, pois eventos como a Copa do Mundo de futebol e as Olimpíadas costumam contribuir para o crescimento do mercado de snacks e bebidas (como refrigerantes e cervejas), que são habitualmente consumidos durante os jogos, seja nos estádios, em casa ou em bares/restaurantes. De acordo com previsão Mintel, apesar da influência positiva dos grandes eventos esportivos, os resultados abaixo do esperado da economia brasileira irão impactar no crescimento futuro do mercado de snacks salgados. Até 2018 se espera que a categoria continue crescendo a um ritmo mais lento do que o apresentado entre Brasil - Março 2014 Resumo Executivo Utilizando a conveniência do snack salgado, a grande variedade de produtos no Brasil, e exemplos de inovações de outros países, é possível atender à demanda de públicos alvo potenciais da categoria, como os homens, sêniores e consumidores de classe DE. Naira Sato, Analista Sênior Figura 1: Previsão de valor do mercado de snacks salgados, Fonte: Mintel Companhias O mercado de snacks salgados no Brasil é dominado pela PepsiCo, com as marcas Elma Chips (conhecida como Frito-Lay nos Estados Unidos) e Lucky, adquirida pela companhia em outubro de Pelos resultados de share, é possível que marcas da Elma Chips, que em geral possuem um maior valor agregado, estejam contribuindo mais para o faturamento da PepsiCo, pois a participação da empresa é maior em valor (62%) do que em volume (50%). O segundo lugar em participação de mercado em valor e volume fica para a General Mills, que em maio de 2012 adquiriu a brasileira Yoki, mesmo ano em que a Diamond Foods adquiriu a marca Pringles da P&G. É importante destacar a participação das outras marcas, que representam quase um quarto do share valor e quase um terço do share volume, mostrando como o mercado de snacks salgados no Brasil é pulverizado. Figura 2: Participação no valor de snacks salgados, por empresa, 2012 Fonte: Mintel O consumidor Frequência de consumo de salgadinhos De acordo com resultados da pesquisa, o snack salgado mais consumido pelos brasileiros são os de amendoim/castanhas, com 65% de penetração. Mais da metade (53%) da população brasileira declara consumir pipoca de micro-ondas, inferindo a presença do eletrodoméstico no domicílio. É uma clara escolha pela conveniência de consumo, frente à alternativa de cozinhar o grão de milho na panela, o que demanda mais tempo, já que, ao contrário de outros países, é rara a oferta de pipoca pronta industrializada no mercado brasileiro.. Local de compra de salgadinhos A pesquisa mostra que o local de compra mais comum para a categoria de salgadinhos são os hipermercados e supermercados, com quase dois terços dos consumidores (63%) declarando que o faz. Padarias também são representativas como local de compra, pois quase um terço (28%) dos consumidores compra salgadinhos neste ponto de venda. A compra em docerias/bombonieres, lojas de conveniência e quiosques (de rua, ônibus, metrô), sugere que muitos brasileiros podem estar comprando o salgadinho para um consumo on the go, para uma refeição rápida. Ocasiões de consumo Segundo resultado da pesquisa, mais de quatro em cada dez brasileiros (42%) consome mais salgadinhos quando está fora de casa. Apesar de haver declarações de consumo de salgadinhos substituir refeições, a categoria ainda é mais consumida como um aperitivo. O consumo de snacks salgados também é associado a ocasiões de encontros familiares e / ou com amigos por pelo menos um quinto dos brasileiros (22%), ressaltando a oportunidade para produtos que possam ser compartilhados entre muitas pessoas. Também há oportunidade para posicionar uma marca ou produto para esses momentos, com campanhas mais emotivas, como fez o Doritos Roleta em 2013, mostrando a diversão entre amigos. Atitudes e opiniões sobre salgadinhos Para mais de um quarto (26%) dos brasileiros, as calorias dos salgadinhos não são uma informação importante, indicando que para estas pessoas o consumo deste produto pode estar relacionado com indulgência. Além disso, 14% dos brasileiros consideram o salgadinho como uma comida especial. Quase um quinto (18%) dos consumidores declara que compraria mais salgadinhos saudáveis se houvesse maior disponibilidade no ponto de venda, porém um percentual similar (15%) deles também diz que prefere comer menos quantidade de produto a optar por versões mais saudáveis. Tópicos do relatório Snacks salgados têm oportunidade de crescer por meio do uso de forno micro-ondas Pressionados pelo tempo, cada vez mais brasileiros podem acabar recorrendo a soluções convenientes de alimentação, como os snacks salgados. Um dos produtos que se destaca é a pipoca de micro-ondas, que é consumida por mais da metade (53%) dos brasileiros, mas cujo consumo e frequência pode ser aumentados por meio de inovações em proposta, embalagem e ações promocionais, por exemplo. Além disso, considerando a penetração do forno micro-ondas, é possível estimular o consumo de outros snacks salgados como amendoins, tortilhas e salgadinhos regionais como pururuca, que já são bem consumidos pelos brasileiros através desse eletrodoméstico. 59

31 Mercado Figura 3: Posse de bens no domicílio, outubro 2013 Base: adultos acima de 16 anos Fonte: Ipsos Observer Brasil/Mintel Snacks posicionados para o consumo com cerveja e snacks de carne podem atrair mais os homens para a categoria Os homens tem um comportamento de consumo de snacks que se destaca das mulheres, pois consomem mais em bares e no período noturno. É possível que esse consumo ocorra em conjunto com o de bebidas alcoólicas, e uma oportunidade seria o de aliar o consumo de snacks salgados com o de cerveja. Isso porque o homem brasileiro tem o costume de tomar cerveja com certa frequência, e se toda vez que ele tomar uma cerveja, também comer um snack salgado, a frequência do consumo desta categoria também irá aumentar, impulsionando o crescimento do mercado. Além disso, snacks de carne também podem fazer com que os homens consumam mais a categoria, pois eles já têm um alto consumo per capita da categoria de carnes em geral no Brasil. Figura 4: Ocasiões de consumo, por gênero, outubro 2013 Em qual ocasião você geralmente come salgadinhos? Base: adultos acima de 16 anos que comem salgadinhos Fonte: Ipsos Observer Brasil/Mintel Classe DE consome pouco a categoria de snacks salgados, percebida por muitos como sendo cara A economia brasileira não vem passando por uma boa fase, mas devido a incentivos do governo, a classe baixa vem ganhando mais destaque em poder de consumo. A categoria de snacks salgados ainda é pouco consumida pela classe DE, possivelmente porque estes são mais propensos do que os consumidores das outras classes a considerar que os salgadinhos são caros. Para atenuar a percepção de preço caro da parte de muitos consumidores da classe DE, a categoria de snacks salgados pode oferecer produtos que tragam benefícios similares aos do salgado caseiro (de saciedade e preço baixo), como por exemplo, por meio da pipoca pronta para comer. Figura 5: Atitudes e opiniões sobre salgadinhos, por classe social, outubro 2013 Com quais afirmações você concorda? Base: adultos acima de 16 anos que comem salgadinhos Fonte: Ipsos Observer Brasil/Mintel O que pensamos A Mintel prevê que a demanda por produtos mais convenientes irá influenciar positivamente o mercado de snacks salgados no Brasil. Produtos como pipoca para micro-ondas já possuem um consumo alto entre os consumidores, e há oportunidade para aumentar a frequência e de oferecer outros tipos de snacks, usando o mesmo eletrodoméstico. Há oportunidades diferentes para se aumentar o consumo entre consumidores de classe DE e consumidores seniores, que comem menos salgadinhos que outros públicos, e de aumentar a frequência de consumo de snacks salgados dos homens, aliando-o ao de cerveja. Por meio dessas oportunidades, há como impactar o crescimento do mercado de snacks salgados no Brasil de forma positiva. Encontre seu fornecedor Produtos e Empresas Ingredientes e Produtos Químicos Nesta seção estão selecionados ingredientes e empresas fornecedoras para facilitar sua consulta.

32 Produtos & Empresas - Perfil Döhler Atenta às tendências De olho nas exigências dos novos consumidores, a empresa oferece soluções naturais e sustentáveis para fabricantes de produtos lácteos. Tradicional fornecedora de ingredientes naturais e soluções integradas para a indústria de alimentos e bebidas, nos últimos anos, a Döhler, intensificou suas atividades no setor de lácteos com investimentos significativos nas áreas de aplicação e tecnologias de produção. Com equipe de pesquisadores especializados em lácteos, a empresa desenvolveu ampla linha de produtos, como aromas, emulsões, corantes e preparados de frutas. As aplicações são destinadas a lácteos, como iogurtes, sorvetes com base láctea e água e sobremesas congeladas, além de bebidas de soja. As soluções integradas da empresa incluem também serviços e soluções, como suporte na inovação, serviços de suprimentos, suporte técnico na produção e soluções logísticas para realizar inovações de forma mais rápida e competitiva. Entendemos que especialmente para inovações, uma cooperação mais próxima com nossos clientes e suas áreas de P&D e marketing é fundamental para realizar novos produtos. Por isso, investimos continuamente na área de P&D e aplicação e temos times de especialistas do setor de lácteos que conhecem as necessidades das indústrias e podem realizar desenvolvimentos com grande eficiência para nossos clientes. Isso inclui um suporte técnico desde a aplicação até a produção afirma Martin Tolksdorf, gerente da Döhler América Latina. Os mercados preocupados com a segurança dos alimentos têm legislação rigorosa e segundo o diretor, o conhecimento da legislação é essencial para direcionar o processo de desenvolvimento e inovação. Considerando as possibilidades legais no Brasil, a empresa pode oferecer ainda amplo portfolio de inovações para a indústria e seus clientes, cada vez mais, desfrutam dessas possibilidades. No Brasil, os produtos e soluções da Döhler são disponibilizados de acordo com as necessidades exigidas pelas autoridades. A empresa está sempre atenta às tendências e Martin observa que: os consumidores brasileiros estão cada vez mais interessados em inovações, viagens internacionais, informações nas mídias, internet e redes sociais que são fontes de informações. Durante os últimos anos vimos um aumento na busca de inovações e com nosso amplo portfolio de serviços e soluções conseguimos atender essa demanda. O futuro vai encontrar, por exemplo, matérias-primas novas que, além da capacidade técnica, ofereçam também uma sustentabilidade para os produtos. Entre outras tendências observadas pela Döhler, está a busca por produtos naturais e funcionais. Por essa razão, a empresa possui soluções integradas, baseadas, em primeiro lugar nos produtos naturais, como sucos, aromas e corantes, disponibilizados para fabricantes que procuram ampliar seu portfolio com lançamentos alinhados às novas exigências dos consumidores. Foto: Divulgação Tate & Lyle colabora com estudantes da Universidade de New Jersey (USA) para desenvolvimento de produto Uma equipe de alunos da Universidade Estadual de Nova Jérsei, também conhecida como Universidade de Rutgers, venceu o Concurso de Desenvolvimento de Produtos Saudáveis para o Coração, na Wellness Conferencedo Institute of Food Technologists (IFT), realizada em Abril de 2014, em Chicago, utilizando a tecnologia inovadora de redução de sódio, da Tate &Lyle, SODA-LO Salt Microspheres. É muito importante para a Tate &Lyle trabalhar em parceria com os estudantes, disse Sue Butler, Pesquisadora Sênior de Saúde e Bem-Estar da Tate &Lyle, que complementa: os estudantes são os novos desenvolvedores de produtos e ficamos orgulhosos em fornecer os recursos e as informações que deram suporte ao projeto. A equipe da Rutgers utilizou SODA-LO SaltMicrospheres umbiscoito assadocom teor reduzido de sal, que mostra como a indústria alimentícia pode atender à demanda por opções saudáveis para o coração, sem comprometer o sabor. A redução de sódio desempenha um papel importante na saúde do coração, mas sempre foi difícil encontrar uma solução que realmente tivesse um bom sabor. Quando encontramos um artigo sobre SODA-LO, tivemos a iniciativa de entrar em contato com a Tate &Lyle, que forneceu amostras dos seus produtos e compartilharam conosco sua vasta experiência em aplicações, explica Vi Dao, estudante do segundo ano de pós-graduação, integrante da equipe da Rutgers Após colaborarem com a equipe de aplicações da Tate &Lyle, os alunos da Rutgers decidiram usar SODA-LO de maneira tópica em pedaços de biscoito assado, o que foi aprovado no teste de sabor sensorial, realizado dentro da universidade. Aprendemos muito com essa experiência, desde a formulação, ao teste sensorial e o marketing. Com a ajuda da Tate &Lyle, criamos um produto que poderia de verdade ter sucesso no mercado, ressalta Vi Dao. 63

ISSN 1984-4212 - Ano V - n o 21 - R$ 25,00. Pães especiais Mais nutrição e saúde. Tendências à vista - Clean Label

ISSN 1984-4212 - Ano V - n o 21 - R$ 25,00. Pães especiais Mais nutrição e saúde. Tendências à vista - Clean Label ISSN 1984-4212 - Ano V - n o 21 - R$ 25,00 Pães especiais Mais nutrição e saúde Tendências à vista - Clean Label Cobertura da FiSA 2013 Editorial P rezado Leitor, Quando os ventos de mudança sopram, alguns

Leia mais

Matéria de capa Mais que um pão

Matéria de capa Mais que um pão Matéria de capa Mais que um pão Um alimento básico, presente de várias formas em todas as culturas no mundo, hoje, ganha novos atributos e, além de nutrir satisfaz outras necessidades do organismo. Consumidores

Leia mais

Gomas de mascar com ou sem açúcar. Bebidas prontas à base de mate ou chá. Preparações em pó para a elaboração de bebidas

Gomas de mascar com ou sem açúcar. Bebidas prontas à base de mate ou chá. Preparações em pó para a elaboração de bebidas Abrangência: operações interestaduais entre contribuintes situados em São Paulo e contribuintes situados em Sergipe. Produto: alimentícios. Conteúdo: relação de Margem de Valor Agregado. Base Legal: Protocolo

Leia mais

Soluções em abasteci- As melhores marcas do varejo sob medida para o seu negócio

Soluções em abasteci- As melhores marcas do varejo sob medida para o seu negócio Soluções em abasteci- As melhores marcas do varejo sob medida para o seu negócio Com um modelo de atendimento diferenciado, a Poli Varejo entende as necessidades da sua loja e entrega o mix que o seu estoque

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS 2014/01

CATÁLOGO DE PRODUTOS 2014/01 CATÁLOGO DE PRODUTOS 2014/01 2 A Lacticínios Tirol foi fundada em 1974, na maior colônia austríaca do país Treze Tílias (SC), com industrialização, na época, de 200 litros de leite por dia. Hoje, 40 anos

Leia mais

Colégio Sagrado Coração de Jesus Marília /SP

Colégio Sagrado Coração de Jesus Marília /SP Colégio Sagrado Coração de Jesus Marília /SP CARDÁPIO DO LANCHE DA MANHÃ/TARDE- Educação Infantil Mês de Janeiro e Fevereiro 2ª FEIRA 1 iogurte (beber) sabor morango 4 biscoitos cream cracker c/ manteiga

Leia mais

Becel Lança bebida láctea

Becel Lança bebida láctea empresas & negócios Becel Lança bebida láctea Becel anuncia seu principal lançamento para o primeiro semestre de 2012 bebida láctea com polpa de frutas, que chega nos sabores Ameixa, Pêssego e Morango.

Leia mais

BEM NUTRIDO: UM NOVO CONCEITO DE ALIMENTAÇÃO PARA O CENÁRIO BRASILEIRO ATUAL

BEM NUTRIDO: UM NOVO CONCEITO DE ALIMENTAÇÃO PARA O CENÁRIO BRASILEIRO ATUAL BEM NUTRIDO: UM NOVO CONCEITO DE ALIMENTAÇÃO PARA O CENÁRIO BRASILEIRO ATUAL Autora: Luísa Arantes Vilela Coautora: Juliana de Oliveira Abrahão O excesso de peso e a obesidade aumentam continuamente ao

Leia mais

Apresentação. O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos

Apresentação. O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos Valor Energético É a energia produzida pelo nosso corpo proveniente dos carboidratos, proteínas e gorduras totais. Na rotulagem

Leia mais

INFORME TÉCNICO N. 54/2013 TEOR DE SÓDIO NOS ALIMENTOS PROCESSADOS

INFORME TÉCNICO N. 54/2013 TEOR DE SÓDIO NOS ALIMENTOS PROCESSADOS INFORME TÉCNICO N. 54/2013 TEOR DE SÓDIO NOS ALIMENTOS PROCESSADOS 1.Introdução Em 13 de dezembro de 2011 o Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) assinaram termo de

Leia mais

Vida bem estar. Menu Semanal e Lista de Compras. Para uma alimentação saudável!

Vida bem estar. Menu Semanal e Lista de Compras. Para uma alimentação saudável! Vida bem estar Menu Semanal e Lista de Compras Para uma alimentação saudável! Vida bem estar Lista de Compras Lista de Compras Frutas Abacate Banana Maçã Tomate Frutas secas Damasco Banana Abacaxi Ameixa

Leia mais

Assunto: Restrição da oferta de doces e preparações doces na alimentação escolar.

Assunto: Restrição da oferta de doces e preparações doces na alimentação escolar. Nota Técnica nº 01/2014 COSAN/CGPAE/DIRAE/FNDE Assunto: Restrição da oferta de doces e preparações doces na alimentação escolar. A Coordenação de Segurança Alimentar e Nutricional COSAN do Programa Nacional

Leia mais

FIBRAS DOCES EMPANADOS EMBUTIDOS FUNCIONAIS PANIFICADOS LATICÍNIOS CARNES CHOCOLATES BEBIDAS

FIBRAS DOCES EMPANADOS EMBUTIDOS FUNCIONAIS PANIFICADOS LATICÍNIOS CARNES CHOCOLATES BEBIDAS FIBRAS DOCES EMPANADOS EMBUTIDOS FUNCIONAIS PANIFICADOS LATICÍNIOS CARNES CHOCOLATES BEBIDAS Mídia Kit 2015 Informações Gerais Líder de mercado especializada em insumos para alimento e bebidas, a revista

Leia mais

ROTULAGEM DE ALIMENTOS

ROTULAGEM DE ALIMENTOS ROTULAGEM DE ALIMENTOS Profª Ana Paula F. Bernardes Silva A QUEM COMPETE MINISTÉRIO DA SAÚDE: Produtos de origem animal; Vegetais e cereais (grãos) in natura; Bebidas e vinagre; Mel. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA:

Leia mais

ANEXO 4.0 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ANEXO 4.42.1. * REVOGADO PELO DECRETO Nº 26.695 de 6 de julho de 2010.

ANEXO 4.0 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ANEXO 4.42.1. * REVOGADO PELO DECRETO Nº 26.695 de 6 de julho de 2010. ANEXO 4.0 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ANEXO 4.42.1 * REVOGADO PELO DECRETO Nº 26.695 de 6 de julho de 2010. NAS OPERAÇÕES COM PRODUTOS ALIMENTÍCIOS Acrescentado pelo DECRETO nº 26.258 de 30.12.2009 DOE: 30.12.2009

Leia mais

Estratégias Governamental para Redução do Sódio

Estratégias Governamental para Redução do Sódio VIII REUNIÃO DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA DE ALIMENTOS Goiânia, 22,23 e 24/08/12 Estratégias Governamental para Redução do Sódio DENISE DE OLIVEIRA RESENDE Gerente-Geral de Alimentos Ações Governamentais :

Leia mais

UM MERCADO EM CRESCIMENTO CONHEÇA AS OPORTUNIDADES E COMO PARTICIPAR

UM MERCADO EM CRESCIMENTO CONHEÇA AS OPORTUNIDADES E COMO PARTICIPAR FOOD SERVICE UM MERCADO EM CRESCIMENTO CONHEÇA AS OPORTUNIDADES E COMO PARTICIPAR I-INTRODUÇÃO AO MERCADO DE FOOD SERVICE INTRODUÇÃO Mercado que envolve toda a cadeia de produção e distribuição de alimentos,

Leia mais

Importante saber. Para o exercício ter um bom resultado, a escolha alimentar faz toda a diferença. Preste atenção nas escolhas!

Importante saber. Para o exercício ter um bom resultado, a escolha alimentar faz toda a diferença. Preste atenção nas escolhas! FITNESS Importante saber Para o exercício ter um bom resultado, a escolha alimentar faz toda a diferença. Preste atenção nas escolhas! O que comer antes do exercício: Alimente-se sempre antes do exercício.

Leia mais

GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL A promoção da alimentação saudável é uma diretriz da Política Nacional de Alimentação e Nutrição e uma das prioridades para a segurança alimentar e nutricional

Leia mais

Legislação. Itens relacionados aos alimentos que compõem os cardápios

Legislação. Itens relacionados aos alimentos que compõem os cardápios PNAE Mais antigo programa social do Governo Federal na área de alimentação e nutrição, considerado como um dos maiores programas na área de alimentação escolar do mundo, com atendimento universalizado

Leia mais

INFORMAÇÃO AO CONSUMIDOR. Tabela Nutricional e Alergênicos

INFORMAÇÃO AO CONSUMIDOR. Tabela Nutricional e Alergênicos INFORMAÇÃO AO CONSUMIDOR Tabela Nutricional e Alergênicos INFORMAÇÃO AO CONSUMIDOR CASA DO PÃO DE QUEIJO PÃO DE QUEIJO TRADICIONAL Ingredientes: Amido de mandioca, queijo, água, ovo, margarina vegetal,

Leia mais

O que são e para que servem os produtos Diet, Light, Zero e Cia? Tipos de açúcares e adoçantes!

O que são e para que servem os produtos Diet, Light, Zero e Cia? Tipos de açúcares e adoçantes! O que são e para que servem os produtos Diet, Light, Zero e Cia? Tipos de açúcares e adoçantes! Coordenadora e Nutricionista Felícia Bighetti Sarrassini - CRN 10664 * Alimentos Diet: Alimento dietético

Leia mais

Vida saudável com muito mais sabor

Vida saudável com muito mais sabor 1 Vida saudável com muito mais sabor APAE DE SÃO PAULO, com o objetivo de atender um grande público formado por pessoas que A precisam seguir dietas restritivas, em decorrência de doenças metabólicas,

Leia mais

Entrevista Vocação para inovar

Entrevista Vocação para inovar Vocação para inovar Por Juçara Pivaro Nos últimos anos, o Ital vem realizando mais intensamente seu papel de contribuir com o desenvolvimento de tecnologias para a área de alimentos e bebidas. Novas parcerias,

Leia mais

Entrevista Inovação em dose dupla

Entrevista Inovação em dose dupla Entrevista Inovação em dose dupla Por Juçara Pivaro Foto: L. R.Delphim Uma importante aquisição no setor de empresas fornecedoras de ingredientes ocorreu em 2012, unindo duas grandes forças desse mercado,

Leia mais

Rotulagem Nutricional Obrigatória Manual de Orientação aos Consumidores Educação para o Consumo Saudável

Rotulagem Nutricional Obrigatória Manual de Orientação aos Consumidores Educação para o Consumo Saudável Rotulagem Nutricional Obrigatória Manual de Orientação aos Consumidores Educação para o Consumo Saudável Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária Gerência Geral de Alimentos Universidade

Leia mais

Delícias saudáveis. Inspire-se na cozinha. Abuse da criatividade. Delicie-se sem culpa.

Delícias saudáveis. Inspire-se na cozinha. Abuse da criatividade. Delicie-se sem culpa. Delícias saudáveis Inspire-se na cozinha. Abuse da criatividade. Delicie-se sem culpa. Pratos que não extrapolam em carboidratos e carnes, não transbordam de queijo e, mesmo assim, dão água na boca. Sobremesas

Leia mais

Observação: crianças, adolescentes, gestantes e praticantes de atividades físicas intensas têm recomendações diferenciadas.

Observação: crianças, adolescentes, gestantes e praticantes de atividades físicas intensas têm recomendações diferenciadas. Atualizado em 15.01.2014 O Lanche Certo tem como objetivo orientar sobre escolhas alimentares adequadas de lanches no trabalho, o que possibilita a melhora de hábitos alimentares, além da promoção da saúde

Leia mais

A ROTULAGEM DE ALIMENTOS PROMOVENDO O CONTROLE SANITÁRIO E A ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

A ROTULAGEM DE ALIMENTOS PROMOVENDO O CONTROLE SANITÁRIO E A ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Prefeitura Municipal do Natal Secretaria Municipal de Saúde Departamento de Vigilância em Saúde Setor de Vigilância Sanitária Distrito Sanitário Oeste Núcleo de Vigilância Sanitária A ROTULAGEM DE ALIMENTOS

Leia mais

15/08/2013. Acelerado crescimento e desenvolvimento: IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NESSA FASE. Atinge 25% da sua altura final

15/08/2013. Acelerado crescimento e desenvolvimento: IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NESSA FASE. Atinge 25% da sua altura final Laís Cruz Nutricionista CRN 3 18128 2013 Período de transição entre infância e vida adulta (dos 10 aos 19 anos de idade) Muitas transformações físicas, psicológicas e sociais Acelerado crescimento e desenvolvimento:

Leia mais

TEXTO DE APOIO I PERCURSO COMER, DIVIDIR E BRINCAR

TEXTO DE APOIO I PERCURSO COMER, DIVIDIR E BRINCAR TEXTO DE APOIO I PERCURSO COMER, DIVIDIR E BRINCAR Alimentação Boa Pra Você Todo ser vivo precisa se alimentar para obter energia e nutrientes para se desenvolver. No caso do ser humano, os alimentos trazem

Leia mais

7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber. Até mesmo as comidas consideradas "magras" pedem consumo moderado

7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber. Até mesmo as comidas consideradas magras pedem consumo moderado 7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber Até mesmo as comidas consideradas "magras" pedem consumo moderado Por Roberta Vilela - publicado em 26/11/2010 Mudança dos hábitos alimentares A mudança

Leia mais

Protoc. ICMS CONFAZ 110/10 - Protoc. ICMS - Protocolo ICMS CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA FAZENDÁRIA - CONFAZ nº 110 de 09.07.2010

Protoc. ICMS CONFAZ 110/10 - Protoc. ICMS - Protocolo ICMS CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA FAZENDÁRIA - CONFAZ nº 110 de 09.07.2010 Protoc. ICMS CONFAZ 110/10 - Protoc. ICMS - Protocolo ICMS CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA FAZENDÁRIA - CONFAZ nº 110 de 09.07.010 D.O.U.: 10.08.010 Altera o Protocolo ICMS 8/09, que dispõe sobre a substituição

Leia mais

Sugestões de Lanches para intervalo entre as principais refeições

Sugestões de Lanches para intervalo entre as principais refeições Sugestões de Lanches para intervalo entre as principais refeições Quando se está em processo de emagrecimento procurar evitar os seguintes produtos: doces, frituras, refrigerantes, sucos artificiais, biscoitos

Leia mais

Informativo Digital da Escola de Nutrição da UFBA N.117/2012

Informativo Digital da Escola de Nutrição da UFBA N.117/2012 Informativo Digital da Escola de Nutrição da UFBA N.117/2012 Salvador, 14 de setembro de 2012 A editora da UFBA, EDUFBA lançou vários livros ontem na Biblioteca Central da UFBA. O evento teve uma boa aceitação

Leia mais

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física A Importância dos Alimentos Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estar e a

Leia mais

INFORMAMOS OS LANÇAMENTOS DE PRODUTOS NA APAS 2007: PERDIGÃO - NOVO SABOR DO QUICKPIZZA: FRANGO COM REQUEIJÃO E MUSSARELA

INFORMAMOS OS LANÇAMENTOS DE PRODUTOS NA APAS 2007: PERDIGÃO - NOVO SABOR DO QUICKPIZZA: FRANGO COM REQUEIJÃO E MUSSARELA INFORMAMOS OS LANÇAMENTOS DE PRODUTOS NA APAS 2007: PERDIGÃO - NOVO SABOR DO QUICKPIZZA: FRANGO COM REQUEIJÃO E MUSSARELA Opção chega para suprir a expectativa de consumidores cada vez mais exigentes O

Leia mais

III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família. Brasília, 08 de Agosto de 2008

III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família. Brasília, 08 de Agosto de 2008 Oficina de Promoção da Alimentação Saudável para Agentes Comunitários de Saúde III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família Brasília,

Leia mais

ITEM DESCRIÇÃO NCM/SH 1.1. Chocolate branco, em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg

ITEM DESCRIÇÃO NCM/SH 1.1. Chocolate branco, em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg I - CHOCOLATES 1.1 Chocolate branco, em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg 1704.90.10 1.2 Chocolates contendo cacau, em embalagens de conteúdo inferior 1806.31.10 ou igual a 1kg 1806.31.20

Leia mais

Profa. Joyce Silva Moraes

Profa. Joyce Silva Moraes Alimentação e Saúde Profa. Joyce Silva Moraes saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estarestar e a disposição para realizar todas as atividades. demonstrar

Leia mais

Light ou diet? O consumo de produtos diet e light cresceu em grande escala no mercado mundial. É visível

Light ou diet? O consumo de produtos diet e light cresceu em grande escala no mercado mundial. É visível Light ou diet? O consumo de produtos diet e light cresceu em grande escala no mercado mundial. É visível nas prateleiras dos supermercados o quanto de espaço eles ganharam. É comum encontrarmos, hoje,

Leia mais

ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL FLORESTA ENCANTADA LANCHEIRA SAUDÁVEL

ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL FLORESTA ENCANTADA LANCHEIRA SAUDÁVEL ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL FLORESTA ENCANTADA LANCHEIRA SAUDÁVEL A lancheira deve ter pelo menos um alimento fonte de cada grupo alimentar, levando em consideração as opções mais saudáveis: 1) Um alimento

Leia mais

VOCÊ SABE O QUE ESTÁ COMENDO?

VOCÊ SABE O QUE ESTÁ COMENDO? MANUAL DE ORIENTAÇÃO AOS CONSUMIDORES EDUCAÇÃO PARA O CONSUMO SAUDÁVEL VOCÊ SABE O QUE ESTÁ COMENDO? ROTULAGEM NUTRICIONAL OBRIGATÓRIA MANUAL DE ORIENTAÇÃO AOS CONSUMIDORES EDUCAÇÃO PARA O CONSUMO SAUDÁVEL

Leia mais

RECEITAS PARA CRIANÇAS

RECEITAS PARA CRIANÇAS RECEITAS PARA CRIANÇAS Organização: Maria Márcia Costa Oliveira RECEITAS PARA CRIANÇAS SUMÁRIO BEBIDAS Mix de frutas Suco de laranja, beterraba e cenoura Vitamina de banana SALGADOS Pizza de pão de forma

Leia mais

Setor de Panificação e Confeitaria

Setor de Panificação e Confeitaria Setor de Panificação e Confeitaria Em 2014 o setor de Panificação e Confeitaria brasileiro cresceu 8,02%e faturou R$ 82,5 bilhões. Desde 2010, o mercado vem registrando uma desaceleração. Setor de Panificação

Leia mais

Uma das maiores agroindústrias de produção de alimentos do país, especialmente

Uma das maiores agroindústrias de produção de alimentos do país, especialmente Batávia mantém estratégia de inovação com 60 lançamentos Uma das maiores agroindústrias de produção de alimentos do país, especialmente em refrigerados lácteos, a Batávia S.A Indústria de Alimentos possui

Leia mais

Você sabe o que está comendo?

Você sabe o que está comendo? Você sabe o que está comendo? Manual de orientação aos consumidores Educação para o Consumo Saudável Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa Rotulagem Nutricional Obrigatória Manual de orientação

Leia mais

FORTIFIQUE O FUTURO. Pré-misturas personalizadas de nutrientes Fortitech

FORTIFIQUE O FUTURO. Pré-misturas personalizadas de nutrientes Fortitech FORTIFIQUE O FUTURO Pré-misturas personalizadas de nutrientes Fortitech A Fortitech foi pioneira, aperfeiçoou e continua avançando em pré-misturas personalizadas de nutrientes. Nos mercados de todo o mundo,

Leia mais

Saudabilidade no Food Service. Tendências

Saudabilidade no Food Service. Tendências Saudabilidade no Food Service Tendências Introdução ao Mercado de Food Service Introdução Mercado que envolve toda a cadeia de produção e distribuição de alimentos, bebidas, insumos, equipamentos e serviços

Leia mais

Pesquisa Nacional Fiesp/IBOPE sobre o Perfil do Consumo de Alimentos no Brasil

Pesquisa Nacional Fiesp/IBOPE sobre o Perfil do Consumo de Alimentos no Brasil Pesquisa Nacional Fiesp/IBOPE sobre o Perfil do Consumo de Alimentos no Brasil Introdução e objetivo Para avaliar o grau de aderência do consumidor brasileiro às tendências internacionais, a Fiesp encomendou

Leia mais

PROTOCOLO ICMS 4, DE 30 DE MARÇO DE 2012

PROTOCOLO ICMS 4, DE 30 DE MARÇO DE 2012 PROTOCOLO ICMS 4, DE 30 DE MARÇO DE 2012 Publicado no DOU de 09.04.12 Altera o Protocolo ICMS 28/09, que dispõe sobre a substituição tributária nas operações com produtos alimentícios. Os Estados de Minas

Leia mais

Manual de Rotulagem de Alimentos

Manual de Rotulagem de Alimentos Manual de Rotulagem de Alimentos Agosto 2013 Programa Mesa Brasil Sesc O Mesa Brasil Sesc é um programa de segurança alimentar e nutricional sustentável, que redistribui alimentos excedentes próprios para

Leia mais

Dieta. Lanche da manhã. Almoço. Café da manha:

Dieta. Lanche da manhã. Almoço. Café da manha: Café da manha: Dieta opção 1 1 xíc. (chá) de café com leite desnatado 1 pão francês sem miolo na chapa com 1 col. (sopa) rasa de margarina ou 1 fatia de queijo fresco ½ xíc. (chá) de cereal 1 xíc. (chá)

Leia mais

O QUE É IMPORTANTE SABER NA ROTULAGEM DE ALIMENTOS PARA CRIANÇAS? 27/08/2011. Amanda Poldi

O QUE É IMPORTANTE SABER NA ROTULAGEM DE ALIMENTOS PARA CRIANÇAS? 27/08/2011. Amanda Poldi O QUE É IMPORTANTE SABER NA ROTULAGEM DE ALIMENTOS PARA CRIANÇAS? 27/08/2011 Amanda Poldi CRIANÇA-DEFINIÇÃO LEI 11.265/2006 CRIANÇA: indivíduo até 12 (doze) anos de idade incompletos; CRIANÇA DE PRIMEIRA

Leia mais

BRIGADERIA VEGANA APRESENTAÇÃO

BRIGADERIA VEGANA APRESENTAÇÃO BRIGADERIA VEGANA APRESENTAÇÃO UM SONHO Nascido de um Sonho de promover, para o público vegano, o doce mais brasileiro do mundo: o Brigadeiro Gourmet! Com ingredientes nobres e selecionados, proporcionamos

Leia mais

Páscoa. Combinações de dar. água na boca

Páscoa. Combinações de dar. água na boca RECHEIOs CHOCOLATE FRUTAS cítricas Páscoa Combinações de dar água na boca Uma Páscoa com mais sabor Que tal iniciar o ano se preparando para celebrar esta data com sobremesas de dar água na boca? Pensando

Leia mais

PORTARIA N 29, DE 13 DE JANEIRO DE 1998

PORTARIA N 29, DE 13 DE JANEIRO DE 1998 PORTARIA N 29, DE 13 DE JANEIRO DE 1998 A Secretária de Vigilância Sanitária, do Ministério da Saúde, no uso de suas atribuições legais, considerando a necessidade de constante aperfeiçoamento das ações

Leia mais

Tendências na fabricação de lácteos light e diet

Tendências na fabricação de lácteos light e diet Capítulo 5 Tendências na fabricação de lácteos light e diet Sebastião César Cardoso Brandão Ana Cláudia Lopes Fontes Introdução Os lácteos continuam a aumentar a sua contribuição na alimentação humana.

Leia mais

Resultados do monitoramento da redução do Sódio em Alimentos Processados. Setembro de 2014

Resultados do monitoramento da redução do Sódio em Alimentos Processados. Setembro de 2014 Resultados do monitoramento da redução do Sódio em Alimentos Processados Setembro de 2014 Doenças crônicas não-transmissíveis são responsáveis por 72% dos óbitos Doenças cardiovasculares Doenças respiratórias

Leia mais

O papel dos edulcorantes na indústria de laticínios

O papel dos edulcorantes na indústria de laticínios Matéria de capa O papel dos edulcorantes na indústria de laticínios Introdução Roberta Sasso Farmacêutica Bioquímica Divisão AminoScience Ajinomoto do Brasil Fone: 11-5908-8788 A indústria de laticínios

Leia mais

CAFÉ COQUETÉIS. destruídos, restando apenas a cafeína, que não é destruída com a excessiva

CAFÉ COQUETÉIS. destruídos, restando apenas a cafeína, que não é destruída com a excessiva Café Coquetéis CAFÉ COQUETÉIS O café é uma bebida estimulante, agradável, reanimadora, que apresenta aroma e sabor característicos e é capaz de agradar aos mais variados paladares. Versátil, compõe receitas

Leia mais

SABOR. NUMEROSem. Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos do Ministério da Saúde.

SABOR. NUMEROSem. Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos do Ministério da Saúde. SABOR Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos do Ministério da Saúde. Conteúdo produzido pela equipe de Comunicação e Marketing do Portal Unimed e aprovado pelo coordenador técnico-científico:

Leia mais

SAUDÁVEL LANCHEIRA. Atraente, prática e saudável. ESSE É O DESAFIO DAS MÃES NA HORA DE MONTAR A LANCHEIRA DA CRIANÇADA.

SAUDÁVEL LANCHEIRA. Atraente, prática e saudável. ESSE É O DESAFIO DAS MÃES NA HORA DE MONTAR A LANCHEIRA DA CRIANÇADA. LANCHEIRA SAUDÁVEL Atraente, prática e saudável. ESSE É O DESAFIO DAS MÃES NA HORA DE MONTAR A LANCHEIRA DA CRIANÇADA. Não é para menos: Muito mais que o momento das brincadeiras, o lanchinho entre as

Leia mais

COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL?

COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL? COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL? O Ministério da Saúde está lançando a versão de bolso do Guia Alimentar para a População Brasileira, em formato de Dez Passos para uma Alimentação Saudável, com o objetivo

Leia mais

Tabela de Informações Nutricionais

Tabela de Informações Nutricionais Servindo sempre o melhor Tabela de Informações Nutricionais 1 3 1 3 2 As informações nutricionais listadas são as informações contidas nas embalagens originais dos produtos, em receitas padronizadas e

Leia mais

Relatório de Clipping BÁSICA COMUNICAÇÕES

Relatório de Clipping BÁSICA COMUNICAÇÕES Relatório de Clipping BÁSICA COMUNICAÇÕES Cliente: Famiglia Zanlorenzi Inserções na mídia: 18 Período: Fevereiro de 2015 VEÍCULO: Portal Supermercado Moderno - Notícias PÁGINA: www.sm.com.br/editorias/ultimas-noticias/consumo-em-alta-fazindustria-reforcar-oferta-de-suco-detox-25731.html

Leia mais

PESQUISA DE ORÇAMENTO FAMILIAR - POF. Prof. Dra. Aline Mota de Barros Marcellini

PESQUISA DE ORÇAMENTO FAMILIAR - POF. Prof. Dra. Aline Mota de Barros Marcellini PESQUISA DE ORÇAMENTO FAMILIAR - POF Prof. Dra. Aline Mota de Barros Marcellini As maiores médias de consumo diário per capita ocorreram para Feijão (182,9 g/ dia), arroz (160,3 g/ dia), carne bovina

Leia mais

Publicado no D.O.C de 14/09/10 P. 93-94

Publicado no D.O.C de 14/09/10 P. 93-94 Publicado no D.O.C de 14/09/10 P. 93-94 SUBGERÊNCIA DE ALIMENTOS Processos Administrativos COMUNICAÇÃO DE INÍCIO DE FABRICAÇÃO DE PRODUTOS DISPENSADOS DE REGISTRO Proc.: 2009-0.192.797-6 1. Mistura em

Leia mais

Alimentos: diet, light, açúcar e adoçantes

Alimentos: diet, light, açúcar e adoçantes Faculdade de Gastronomia AÇÚCAR Alimentos: diet, light, açúcar e adoçantes No singular açúcar, refere-se à sacarose proveniente da cana-de-açúcar e beterraba No plural açúcares diz respeito aos vários

Leia mais

Drible a concorrência e conclua jogadas promocionais que irão fazer a sua loja faturar mais!

Drible a concorrência e conclua jogadas promocionais que irão fazer a sua loja faturar mais! A REVISTA DO VAREJO DE VIZINHANÇA Edição 20 mar/abr 2010 ano 4 R$ 13,90 www.revistaabastecimento.com.br consumidora Pesquisa revela o que a mulher busca no ponto de venda café da manhã Monte um canto dedicado

Leia mais

Nutracêuticos comprovam seu potencial global. Alimentos com benefícios fisiológicos: valor agregado da natureza

Nutracêuticos comprovam seu potencial global. Alimentos com benefícios fisiológicos: valor agregado da natureza Sugestão Editorial Nutracêuticos comprovam seu potencial global Alimentos com benefícios fisiológicos: valor agregado da natureza Manter-se saudável é uma das principais preocupações do consumidor atual.

Leia mais

Receitas com Linhaça. Rede Mundo Verde Ano 1 Livro 4

Receitas com Linhaça. Rede Mundo Verde Ano 1 Livro 4 Receitas com Linhaça A linhaça é um alimento capaz de proporcionar inúmeros benefícios, nas mais diversas fases da vida. Utilizada no Oriente desde a antiguidade a linhaça já era sinônimo de proteção.

Leia mais

Proteína: a nova estrela entre os nutrientes. Cada vez mais os consumidores descobrem os benefícios das proteínas

Proteína: a nova estrela entre os nutrientes. Cada vez mais os consumidores descobrem os benefícios das proteínas SIG Combibloc Sugestão Editorial Proteína: a nova estrela entre os nutrientes Cada vez mais os consumidores descobrem os benefícios das proteínas Julho 2012 Internacionalmente, as proteínas já são reconhecidas

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE PLANO DE REDUÇÃO DO SÓDIO EM ALIMENTOS PROCESSADOS

MINISTÉRIO DA SAÚDE PLANO DE REDUÇÃO DO SÓDIO EM ALIMENTOS PROCESSADOS MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO Em termos globais, a redução do consumo de sódio pelas populações tem ocupado posição de destaque entre as prioridades de saúde pública, tendo em vista a relação direta do consumo

Leia mais

Profa Tânia Maria Leite da Silveira

Profa Tânia Maria Leite da Silveira Profa Tânia Maria Leite da Silveira Como o consumidor adquire informações sobre os alimentos? Conhecimento da família Educação Mídia Publicidade Rotulagem Importância da rotulagem Informações corretas

Leia mais

ALIMENTAÇÃO NO VERÃO

ALIMENTAÇÃO NO VERÃO ALIMENTAÇÃO NO VERÃO 1 - Quais os alimentos devem ser privilegiados no verão e quais devem ser evitados? Os alimentos que devem ser privilegiados no verão são as frutas, verduras e legumes, pois são ótimas

Leia mais

O manipulador de alimentos tem que conferir todas as informações do rótulo?

O manipulador de alimentos tem que conferir todas as informações do rótulo? Os consumidores têm o direito de conhecer as características e a composição nutricional dos alimentos que adquirem. A legislação nacional estabelece algumas normas para registro dessas informações na rotulagem

Leia mais

O que tem no meu Lanche Escolar?

O que tem no meu Lanche Escolar? O que tem no meu Lanche Escolar? Bolo de CENOURA Caseiro -> farinha de trigo, cenoura, ovos, óleo, açúcar e fermento químico. Ingredientes FARINHA DE TRIGO ENRIQUECIDA COM FERRO E ÁCIDO FÓLICO, RECHEIO

Leia mais

10-13 junho 2015. Bienal do Ibirapuera São Paulo - SP. 11ª Feira Internacional de Produtos Orgânicos e Agroecologia. quarta a sábado 11h -19h

10-13 junho 2015. Bienal do Ibirapuera São Paulo - SP. 11ª Feira Internacional de Produtos Orgânicos e Agroecologia. quarta a sábado 11h -19h 11ª Feira Internacional de Produtos Orgânicos e Agroecologia 10-13 junho 2015 quarta a sábado 11h -19h Bienal do Ibirapuera São Paulo - SP Shutterstock Conecte-se a milhares de compradores que buscam novos

Leia mais

Adoçantes e alimentos integrais, diet e light

Adoçantes e alimentos integrais, diet e light Adoçantes e alimentos integrais, diet e light II Jornada de Atualização em Nutrição Pediátrica Vera Regina Mello Dishchekenian NUTRICIONISTA Fatores ambientais que promovem balanço energético positivo

Leia mais

TÍTULO: ACEITABILIDADE DE REFRIGERANTE COM FIBRA COMPARADO COM MARCA LÍDER DE MERCADO E MARCA REGIONAL DA CIDADE DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO-SP

TÍTULO: ACEITABILIDADE DE REFRIGERANTE COM FIBRA COMPARADO COM MARCA LÍDER DE MERCADO E MARCA REGIONAL DA CIDADE DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO-SP TÍTULO: ACEITABILIDADE DE REFRIGERANTE COM FIBRA COMPARADO COM MARCA LÍDER DE MERCADO E MARCA REGIONAL DA CIDADE DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO-SP CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA SUBÁREA:

Leia mais

A REVISTA DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE EMBALAGEM. www.pack.com.br

A REVISTA DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE EMBALAGEM. www.pack.com.br A REVISTA DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE EMBALAGEM www.pack.com.br A revista de negócios do mercado de embalagem EMBALAGEM TECNOLOGIA DESIGN INOVAÇÃO 73% 78% Fonte: Pesquisa de satisfação do leitor Pack/2007

Leia mais

Limite máximo (g/100g ou g/100ml) Legislação. Mistela composta R 04/88

Limite máximo (g/100g ou g/100ml) Legislação. Mistela composta R 04/88 INS 100i CÚRCUMA, CURCUMINA Função: Corante Amargos e aperitivos Cereja em calda (para reconstituição da cor perdida durante processamento) Queijos (exclusivamente na crosta) Iogurtes aromatizados Leites

Leia mais

10 Alimentos importantes para sua saúde.

10 Alimentos importantes para sua saúde. 10 Alimentos importantes para sua saúde. 10 Alimentos importantes para sua saúde. Os alimentos funcionais geram inúmeros benefícios para o organismo. Como muitas patologias se desenvolvem por deficiência

Leia mais

Gastronomia. Lethiais)

Gastronomia. Lethiais) Nutrição Ciência que trata da alimentação e dos alimentos sob todos os seus aspectos: utilização e transformação dos alimentos, a assimilação dos alimentos no organismo através do qual são garantidas a

Leia mais

DOCUMENTO DE REFERÊNCIA PARA GUIAS DE BOAS PRÁTICAS NUTRICIONAIS

DOCUMENTO DE REFERÊNCIA PARA GUIAS DE BOAS PRÁTICAS NUTRICIONAIS DOCUMENTO DE REFERÊNCIA PARA GUIAS DE BOAS PRÁTICAS NUTRICIONAIS 1. Introdução As Boas Práticas Nutricionais constituem-se um importante instrumento para a modificação progressiva da composição nutricional

Leia mais

ISSN: 2236-0123 Saúde em Foco, Edição nº: 07, Mês / Ano: 09/2013, Páginas: 29-34

ISSN: 2236-0123 Saúde em Foco, Edição nº: 07, Mês / Ano: 09/2013, Páginas: 29-34 ISSN: 2236-0123 Saúde em Foco, Edição nº: 07, Mês / Ano: 09/2013, Páginas: 29-34 AVALIAÇÃO DA ROTULAGEM DE BARRAS DE CEREAIS COM RELAÇÃO À ADEQUADA CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO TEOR DE FIBRAS ALIMENTARES Karime

Leia mais

PALESTRA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

PALESTRA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PALESTRA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Nutricionista: Cyntia Cristina Piaia Sassala. CRN8 1546 Formada pela UFPR / 2002. Assessoria e Consultoria em Nutrição. NUTRIÇÃO NA INFÂNCIA Os hábitos alimentares são formados

Leia mais

Sua majestade o. www.evsvipmooca.com.br

Sua majestade o. www.evsvipmooca.com.br Sua majestade o www.evsvipmooca.com.br Shake Tradicional - Muito simples e delicioso! Esta é a maneira mais comum, simples e prática de preparar o seu Shake Herbalife no dia-a-dia. Serve para qualquer

Leia mais

TEMPEROS E MOEDORES DE ESPECIARIAS

TEMPEROS E MOEDORES DE ESPECIARIAS Novos produtos BISCOITOS EM NOVOS SABORES A Adria, uma das principais marcas de massas e biscoitos do país, amplia seu portfólio de biscoitos com os lançamentos linha Ouro Adria Panino e Plugados #leitechok

Leia mais

our ingredients your success Soluções para a Categoria de Bebidas

our ingredients your success Soluções para a Categoria de Bebidas our ingredients your success Soluções para a Categoria de Bebidas Oferecemos os melhores ingredientes para área de bebidas que irão proporcionar-lhe margem ainda mais competitiva. nossa abordagem holística

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Panificação. Alimentos. Subprodutos. Introdução

PALAVRAS-CHAVE Panificação. Alimentos. Subprodutos. Introdução 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO (

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Engenharia de alimentos. Workshop. Ensino médio.

PALAVRAS-CHAVE Engenharia de alimentos. Workshop. Ensino médio. 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO

Leia mais

Fiorella Del Bianco. Roteiro para o desenvolvimento de novas ofertas. Posicionamento de produto e de marca

Fiorella Del Bianco. Roteiro para o desenvolvimento de novas ofertas. Posicionamento de produto e de marca Fiorella Del Bianco Roteiro para o desenvolvimento de novas ofertas Tema: Passos e estratégias mercadológicas para o desenvolvimento de novas ofertas (DNO). Objetivo: Esta aula visa apresentar os últimos

Leia mais

PASTA DE ATUM PASTA DE ATUM PASTA DE ATUM COM REQUEIJÃO COM REQUEIJÃO (PÃO TRADICIONAL) (PÃO INTEGRAL) (PÃO TRADICIONAL) (PÃO INTEGRAL) (PÃO BAGUETE)

PASTA DE ATUM PASTA DE ATUM PASTA DE ATUM COM REQUEIJÃO COM REQUEIJÃO (PÃO TRADICIONAL) (PÃO INTEGRAL) (PÃO TRADICIONAL) (PÃO INTEGRAL) (PÃO BAGUETE) SANDUÍCHES PASTA DE FRANGO PASTA DE FRANGO PASTA DE ATUM PASTA DE ATUM PASTA DE ATUM COM REQUEIJÃO COM REQUEIJÃO (PÃO TRADICIONAL) (PÃO INTEGRAL) (PÃO TRADICIONAL) (PÃO INTEGRAL) (PÃO BAGUETE) Porção 1

Leia mais

10 Receitas de Sobremesas Lights. www.empazcomabalanca.com.br

10 Receitas de Sobremesas Lights. www.empazcomabalanca.com.br 10 Receitas de Sobremesas Lights GELATINA COM MOUSSE DE LEITE CONDENSADO Tempo de preparo: 30 minutos; Dificuldade: Simples Mão na massa Ingredientes 3 iogurtes desnatados; 1 copo de leite desnatado; 8

Leia mais

Iogurte Agregação de valor na cadeia produtiva

Iogurte Agregação de valor na cadeia produtiva Leite BOLETIM DE TENDÊNCIAS MAIO 2014 Iogurte Agregação de valor na cadeia produtiva O alimento iogurte é um derivado do leite, sua produção é o resultado da ação fermentativa de alguns microorganismos,

Leia mais

Performance com Propósito. A promessa da PepsiCo

Performance com Propósito. A promessa da PepsiCo Performance com Propósito A promessa da PepsiCo Performance com Propósito A promessa da PepsiCo Na PepsiCo, Performance com Propósito significa gerar crescimento sustentável através do investimento em

Leia mais

Nossa Linha de Produtos

Nossa Linha de Produtos Nossa Linha de Produtos PerSHAKE Chocolate e Baunilha Fonte de proteína de soja, vitaminas, minerais e fibras. 0% Gordura, 0% Açúcar e 0% Sódio. A alimentação equilibrada vai além do bom funcionamento

Leia mais

Para que serve o alimento?

Para que serve o alimento? Alimentação e Saúde saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estar e a disposição para realizar todas as atividades. demonstrar afeto, carinho e aceitação Uma

Leia mais