ALÉM DE VIVER MAIS, HOJE A POPULAÇÃO VIVE MELHOR EDITORIAL. Orestes Quércia, Presidente da Panamby Administração e Participações Ltda.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ALÉM DE VIVER MAIS, HOJE A POPULAÇÃO VIVE MELHOR EDITORIAL. Orestes Quércia, Presidente da Panamby Administração e Participações Ltda."

Transcrição

1

2 02 DEZ/2007

3 EDITORIAL ALÉM DE VIVER MAIS, HOJE A POPULAÇÃO VIVE MELHOR O Brasil ainda é composto em sua maioria de jovens, mas a sua população está envelhecendo. Como assinala o IBGE, um brasileiro que completou 20 anos em 2005 tem chances de viver pelo menos até os 75 anos de idade. Caso tenha completado 50 anos nesse mesmo ano, ele pode chegar aos 80 anos ou mais. Há duas décadas a expectativa de vida era 8,8 vezes menor. Por conta desse e de outros fatores, como o número de filhos por família em declínio, taxas de mortalidade em baixa e número de idosos aumentando, desde 1991 o perfil demográfico brasileiro vem se modificando. Uma série de outras mudanças virá em decorrência desse fato. A começar pelo mercado de trabalho. Ainda são poucas as empresas que estão dando a devida atenção à experiência que os profissionais maduros têm a oferecer, embora algumas delas já se aperceberam desse movimento e estejam se adaptando à nova realidade. Além de viver mais, hoje a população vive melhor. Há duas décadas uma pessoa ao completar 50 anos de idade era considerada idosa e já estava prestes a se aposentar. Os desenvolvimentos da ciência e da medicina contribuíram para que hoje, uma pessoa nessa faixa etária esteja na plenitude de seu desempenho profissional, com a vantagem da experiência e da maturidade sobre os mais jovens. Logicamente a volta ao mercado de trabalho também implica em esforço de atualização de conhecimentos, que os mais velhos devem empreender. Mas a experiência é positiva inclusive para os mais jovens, que podem receber a orientação de quem já é experiente no ramo. Reciclar, a palavra de ordem do momento, também serve para as idéias. Portanto, já é hora da sociedade reciclar os seus conceitos, em relação ao tema da longevidade. Falando em reciclar, aproveite para acompanhar as providências que as empresas adotaram em reciclagem e racionalidade no emprego de recursos materiais, como a Rhodia e a Alcoa que desenvolvem em suas unidades, incluindo nos escritórios que mantém no Centro Empresarial, programas especiais nesse sentido. Iniciativa de ponta e muito atual, como empresas de Tecnologia de Informação - TI que o condomínio tem o prazer de acolher cada vez em maior número. Recentemente demos boas vindas a duas delas que vieram a se somar a outras, cujas atividades são descritas pela nossa reportagem. Fenômeno direto do processo acentuado de globalização, as empresas do setor, localizadas em países de economia em desenvolvimento, estão aproveitando nichos do mercado de TI, como o de desenvolvimento de softwares, mostrando toda a sua excelência. O desenvolvimento de novas tecnologias também está presente no mundo da moda. Mas a reportagem que publicamos a respeito diz respeito à estética. A estética ótica, mais exatamente. Estamos nos referindo ao tipo de óculos mais apropriado ao seu portador. Pois como disse o especialista Miguel Gianini para a Revista Centro Empresarial SP News, mais do que objeto de moda, os óculos não estão relacionados aos formatos de rosto como se pensa e sim à personalidade da pessoa que os utiliza. O importante é se sentir bem. E esse conselho é apropriado a tudo o que fazemos, não é mesmo? Boa leitura, Orestes Quércia, Presidente da Panamby Administração e Participações Ltda. DEZ/

4 ANÚNCIO SANT MARCHÉ

5 SUMÁRIO 06 entrevista 10 investimentos 11 capa 14 tecnologia 18 empresas estética longevidade 03 EDITORIAL 21 ARTE SACRA 25 NOTAS 29 TURISMO 30 DICAS DE NATAL EXPEDIENTE Panamby Administração e Participações Ltda. PRESIDENTE: Orestes Quércia DIREÇÃO E ADMINISTRAÇÃO: Marcos Antonio Biasi CENTRO EMPRESARIAL DE SÃO PAULO NEWS: dezembro /2007 EDIÇÃO E PRODUÇÃO: Diferencial Assessoria & Comunicação JORNALISTA RESPONSÁVEL: Lucimar Franceschini (MTb. 889/5/137 DF) EDITOR CHEFE: Silvano Tarantelli (MTb ) REDAÇÃO: Fernando Caldas. Colaboradores: Davi Brandão, Fabiana Cabral, Rita Gallo e Cíntia Carvalho (estagiária). DIAGRAMAÇÃO: P8 Editora COMERCIALIZAÇÃO: Pentágono Publicidade FOTOS: Paulo Alexo e Paulo Bareta SUPERVISOR DE GESTÃO A CLIENTES: Alex Sandro Correia CONDOMÍNIO CENTRO EMPRESARIAL DE SÃO PAULO: Av. Maria Coelho Aguiar, 215 Bloco D ASSESSORIA DE ASSUNTOS INSTITUCIONAIS: Tel.: (11) / Fax: (11) CENTRO EMPRESARIAL DE SÃO PAULO NEWS: é uma publicação do Centro Empresarial de São Paulo, com distribuição gratuita interna e via postal para executivos, clientes, fornecedores e formadores de opinião. Todos os textos são de responsabilidade do Centro Empresarial, sendo que os assinados são de responsabilidade de seus autores, não refletindo necessariamente a opinião da revista. É proibida a reprodução completa ou parcial do conteúdo desta publicação sem autorização prévia. Envie sua opinião, crítica ou sugestão para a redação:

6 ENTREVISTA Toledo: pesquisa é produção de conhecimento Por: Rita Gallo Fotos: Paulo Bareta FRANCISCO JOSÉ DE TOLEDO, DIRETOR OR GERAL DA TOLEDO & ASSOCIADOS, FALA SOBRE SUA CARREIRA E SOBRE A IMPORTÂNCIA DAS PESQUISAS PARA AS EMPRESAS. ALÉM DE TODO O SEU RENOME NO MEIO, ELE FOI UM DOS PIONEIROS DO CENTRO EMPRESARIAL DE SÃO PAUL ULO Revista - Como foi o início de sua carreir reira a profis fissional sional? Tol oled edo: Saí de Minas Gerais para morar em São Paulo em Em 1962, arrumei meu primeiro emprego, na Nestlé, que fazia estatísticas de vendas no Brasil inteiro. Era um trabalho interessantíssimo, apesar de cansativo. Tudo era feito à mão. Minha mesa tinha 4 metros de cumprimento para eu poder emendar as planilhas de vendas de todas as linhas de produtos. Eu fazia o acompanhamento da previsão e do realizado em vendas. Isso me deu uma noção muito grande de controle nacional de equipes de venda. Em seguida, entrei no ramo da propaganda, vendi anúncios para a revista Bannas, trabalhei na Abaeté Propaganda, em Recife, onde fui contratado pelo Jornal do Comércio para ser o diretor comercial da empresa. O país vivia então sob o regime militar. Tivemos vários atritos com os militares, que me responsabilizavam por qualquer notícia contra o governo soltada pelo jornal. Chegaram a criar problema até com uma matéria sobre Dom Helder Câmara. Voltei para São Paulo para montar a estrutura de vendas do Jornal do Comércio. Nesse meio tempo, me chamaram de volta para assumir a direção geral da empresa em Recife, mas não quis retornar por razões familiares. 06 SET/OUT/NOV DEZ/ UM DIA, EU TROUXE IGOR ANSOFF, O PAPA DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO (AO BRASIL)... ELE ME PERGUNTOU O QUE ERA A TOLEDO & ASSOCIADOS. EU EXPLIQUEI QUE FAZÍAMOS CONSULTORIA DE MARKETING, PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, PESQUISA, CONSULTORIA PARA EMPRESAS FAMILIARES E PARA SUCESSÕES. ELE, ENTÃO, ME DISSE: ISSO TUDO É UMA BOBAGEM. ORIENTOU-ME A ESCOLHER A ATIVIDADE QUE EU MAIS GOSTAVA, COLOCAR FOCO EXCLUSIVO NELA E SEGUIR EM FRENTE. FOI O QUE EU FIZ... ABRI MÃO DOS FUTUROS CONTRATOS E MUDEI A TOLEDO & ASSOCIADOS PARA A PESQUISA DE MERCADO E DE OPINIÃO PÚBLICA. Em 1971, comecei na Santista Têxtil, como gerente de propaganda. Foi também um momento enriquecedor na minha vida, porque eu tinha um contato muito estreito com a área de produção. Saí de lá porque não concordava com um novo chefe e fui trabalhar numa fábrica de tecidos em Jundiaí. Mas, um ano depois, a Santista me chamou de volta para substituir exatamente o gerente comercial. Foi nessa época que fiz uma reformulação completa na estrutura de marketing. Defini com clareza o que era operação e o que era serviço de marketing. Fui o primeiro a criar o sistema de administração de mídia. Foi nesse período também que viemos inaugurar o Centro Empresarial de São Paulo.

7 Um belo dia fui promovido pela empresa para o cargo de gerente geral. Teria de ir para os Estados Unidos, fazer um curso em Stanford. Mas, na mesma noite, um consultor internacional da Bung Born me falou que eu havia sido promovido e que minha principal missão era vender o grupo têxtil. Eu não aceitei. Achava aquilo uma loucura, mas o grupo havia resolvido centralizar a sua atuação na área de alimentos. Não aceitei a proposta e saí da empresa. E eles só conseguiram vender a Têxtil anos depois, para a Camargo Corrêa, atualmente a maior produtora de índigo do mundo. Revista a - Foi nessa sa época oca que o senhor fundou ou a Tol oled edo o & Associad sociados os? Tol oled edo: o: Exato. A Toledo & Associados seria, inicialmente, uma empresa de consultoria de marketing e de planejamento estratégico e pesquisa. No inicio de minha carreira, cursei a Escola Superior de Propaganda, na Rua 7 de Abril, hoje ESPM. Fui aluno de Roberto Dualibi e Francisco Gracioso. Depois, fiz o curso da Escola de Sociologia e Política, que organizou a minha vida do ponto de vista do conhecimento. Eu tinha, então, bastante preparo para oferecer consultoria. Consegui logo vários clientes. Até que um dia, eu trouxe Igor Ansoff, o papa do planejamento estratégico, para fazer palestra no Brasil. Ele me perguntou o que era a Toledo & Associados. Eu expliquei que fazíamos consultoria de marketing, planejamento estratégico, pesquisa, consultoria para empresas familiares e para sucessões. Ele, então, me disse: Isso tudo é uma bobagem. Orientou-me Revista - O que o senhor nos diz sobre a importância das pesquisas para a as empresas sas? Tol oled edo: o: É fundamental que as empresas dediquem parte de seu orçamento de marketing para a pesquisa. Sem conhecer o mercado do ponto de vista geográfico, sociológico e econômico, elas precisam lutar com mais dificuldade. Hoje, infelizmente, alguns setores ainda não usam as pesquisas. Creio que, logo-logo, muitas dessas empresas não conseguirão se conduzir num mercado tão turbulento como o atual. Muitos setores passaram a usar as pesquisas, coisa que não faziam no passado. Por exemplo, o setor imobiliário nunca foi um bom cliente de pesquisa. Agora, é o principal cliente da Toledo & Associados. Antigamente, o nariz do corretor determinava o local do empreendimento. Hoje existe um processo muito curioso a respeito da localização da residência, da localização do segundo imóvel para alugar. Hoje as empresas do setor são excelentes clientes de pesquisa e o mercado imobiliário encontra-se numa agitação fantástica. Mas outros setores ainda não fazem o mesmo. No setor têxtil, por exemplo, não temos nenhum cliente há pelo menos dez anos. Fico abismado de ver isso acontecer no setor da moda. Acho que por isso há muita coisa falsa nesse mercado. É FUNDAMENTAL QUE AS EMPRESAS DEDIQUEM PARTE DE SEU ORÇAMENTO DE MARKETING PARA A PESQUISA a escolher a atividade que eu mais gostava, colocar foco exclusivo nela e seguir em frente. Foi o que eu fiz, 48 horas depois. Abri mão dos futuros contratos e mudei a Toledo & Associados para a pesquisa de mercado e de opinião pública. Decisão que eu considero acertada. Tivemos momentos muito interessantes do ponto de vista eleitoral, com acertos fantásticos. Fomos o único instituto que acertou as eleições de Jânio Quadros, em Fomos os únicos a acertar também a pesquisa a respeito do desarmamento. Alguns momentos me envaidecem. Eu gosto da pesquisa porque ela é produção de conhecimento. Revista - Quem são hoje as principais áreas de pesquisa da Tol oled edo o & Associad sociados os? Tol oled edo: Hoje, a Toledo & Associados está voltada para os seguintes segmentos: pesquisa de opinião pública, pesquisa de localização, pesquisa de mercado e pesquisa social. Temos produzido uma série de pesquisas de caráter social, por contratos com organizações internacionais, inclusive. Acabamos de fazer uma sobre obesidade mórbida, um grande problema brasileiro. Também realizamos vários estudos sobre transtornos mentais, encomendados pela Faculdade de Medicina da USP e pela Organização Mundial de Saúde. Verificamos que 31% da população de São Paulo DEZ/

8 ENTREVISTA com 16 anos ou mais sofre de depressão, 19 % tem esquizofrenia, 14% são alcoólatras e 8% sofrem de demência. Os dados demonstram como a situação econômica, financeira, de segurança e de outras naturezas impõe uma carga violenta sobre as pessoas. Do ponto de vista da pesquisa de localização, 70% dos shoppings centers das capitais do Brasil encomendam estudos de viabilidade à Toledo & Associados. O varejo, hoje, não pode prescindir das pesquisas. Revista a - O senhor considera a que houve e nas últimas déca- das transfor ansformaçõe mações s import ortant antes s na cultura a empresar sarial ial? Tol oled edo: o: A cultura empresarial está passando por uma série de transformações positivas com o desaparecimento gradativo das empresas com regime de administração familiar, o que provoca conflitos muito graves. De fato, há uma profissionalização maior. Porém, acho muito ruim a juniorização que ocorre em certas áreas das empresas. Eu vejo, hoje, na área de comunicação e marketing uma juniorização prejudicial. Muitos jovens, infelizmente, são vítimas de uma má escola e, conseqüentemente, não valorizam o conhecimento. Um exemplo disso é o nível das propagandas que estão por aí. São de um mau gosto inacreditável. Até cinco anos atrás, éramos os campeões mundiais de criatividade em propaganda. Hoje, existe uma idiotia e um total desconhecimento do mercado. Dias atrás, um famoso publicitário dizia que acabaram as classes socioeconômicas. Agora, é só o indivíduo. Olhem que tamanha bobagem... Que saudades dos meus professores. Revista - No próximo ano, teremos eleições municipais. As pesquisas eleit eitor orais ais estão consolidadas em nossa sa cultura política? Tol oled edo o - Acho que nesse campo vivemos situações diversas. O que existe de picaretagem em pesquisas político-eleitorais é uma coisa fantástica. No interior do Brasil inteiro, surgem institutos da noite para o dia. Muitos vendem resultados, fazem pesquisas mal-feitas e mentem descaradamente. A legislação eleitoral determina que, a partir de um determinado momento do processo eleitoral, os institutos depositem as propostas, os projetos e os resultados antes da divulgação, e deixem os questionários à disposição da Justiça Eleitoral. Eu já pedi a investigação de um instituto que estava falseando pesquisas numa localidade em que nós levantamos um resultado totalmente diferente. Eles diziam que haviam feito 500 entrevistas, mas ao final não existia nem 120. Mesmo nos grandes institutos existem coisas condenáveis. Existe uma grande ilogicidade em algumas propostas, como, por exemplo, as sondagens para as eleições presidenciais de Ora, do ponto de vista sociológico, isso é um absurdo. Estamos ainda nos preparativos das eleições para prefeitos em E sabemos que uma eleição tem muita influência sobre a seguinte, seja em que nível for. A Toledo & Associados é muito precavida quanto a esse tipo NO INTERIOR DO BRASIL INTEIRO, SURGEM INSTITUTOS DA NOITE PARA O DIA. MUITOS VENDEM RESULTADOS, FAZEM PESQUISAS MAL-FEITAS E MENTEM DESCARADAMENTE de coisa. Felizmente, temos um histórico de acertos fantástico. Revista a - Atualment tualmente, e, há um grande número de pesquisas feitas pela inter erne net. Elas são confiáveis eis? Tol oled edo: Eu dou como exemplo de sucesso as pesquisas pela internet feitas nos Estados Unidos. Na última eleição presidencial americana, foram feitas pesquisas pela rede. Mas, elas não acertaram o resultado. Ocorre que nos EUA o voto não é obrigatório. Além disso, quase 100% das pessoas têm acesso à internet. Na eleição anterior, foram feitas pesquisas por telefone, e elas acertaram. No Brasil, temos de 60 a 70% da população com acesso à internet, outros 30% estão excluídos. Desse modo, uma pesquisa eleitoral probabilística, em âmbito nacional, para todas as classes, tem chances enormes de errar. Mas, uma pesquisa de produto, por exemplo, para uma determinada classe, que tenha acesso à internet, pode ser feita com grande consistência. A honestidade do instituto de pesquisa é que vai prevalecer. O entrevistado, normalmente responde corretamente, principalmente os mais pobres. Quem mais mente em pesquisas são os ricos. Certas coisas eles omitem, como renda, números de carros ou de imóveis. Mas, acredito que é perfeitamente factível se realizar boas pesquisas pela internet. O futuro está reservando isso para a atividade de pesquisa de mercado e de opinião pública. 08 DEZ/2007

9 DEZ/

10 INVESTIMENTOS Quem arriscou em 2007 se deu bem AÇÕES, O MELHOR INVESTIMENTO DO ANO, PODEM NÃO SER TÃO ATRA TRATIV TIVAS EM 2008, AFIRMA ESPECIALISTA Por: Rita Gallo Fotos: Paulo Bareta O investidor que ganhou mais em 2007 foi aquele que correu maiores riscos. A continuidade na redução dos juros fez com que os investidores que apostaram em aplicações com carteira mais flexível e na renda variável ganhassem mais. Assim, as grandes vedetes de 2007 foram os fundos multimercado e as aplicações em renda variável, como os fundos de investimento em ações ou a compra direta dos papéis via corretoras. Segundo o administrador de investimentos Fábio Colombo, sem dúvida, a Bolsa de Valores foi a melhor aplicação do ano. O crescimento das Bolsas de Valores em todo o planeta, que vem ocorrendo há mais de quatro anos, tem sido alavancado pelo crescimento contínuo da China, afirma Colombo. No Brasil, as mudanças no mercado ficaram claras principalmente a partir do ano passado. Em 2006, dos R$ 68,85 bilhões captados pela indústria de fundos de investimento até meados de dezembro, R$ 50,11 bilhões foram para os fundos multimercados. Por outro lado, os fundos de renda fixa e DI perderam R$ 13,89 bilhões naquele ano. Os fundos multimercado possuem maior flexibilidade na composição da sua carteira, ou seja, o gestor não fica limitado a aplicar somente em títulos públicos, podendo adquirir também títulos privados (como debêntures e CDBs) e até mesmo ações. PERSPECTIVAS AS PARA 2008 Em 2008, a principal perspectiva, na previsão de Colombo, é uma desaceleração da economia, pois a crise no crédito imobiliário norte-americano deve afetar os próximos resultados das Bolsas de Valores. Outro fator importante é que as compras de produtos chineses vêm caindo, o que deve afetar a economia mundial, avalia Fábio Colombo. Ele explica ainda que o mercado é cíclico e que cinco anos de alta nas Bolsas de Valores do planeta não é um fenômeno normal. Há uma expectativa de baixa pela frente, avalia o administrador de investimentos. 10 DEZ/2007

11 Em 2007, o Brasil não foi afetado pela crise mundial, mas os dados da economia americana não estão totalmente negativos. Atualmente, os dados sobre a economia contribuem para que a situação geral das Bolsas de Valores seja de calma generalizada. O Brasil ainda é o lanterninha (último colocado) no lançamento de ações e há espaço para que esse mercado cresça no País, afirma Fábio Colombo. Para o administrador de investimento, as melhores aplicações financeiras em 2008 serão as aplicações ligadas a juros (Fundos DI, Fundos de Renda Fixa, CDB e a poupança). Em segundo lugar está a Bolsa de Valores, que tem uma grande probabilidade de ter um bom desempenho. É importante saber que a Bolsa de Valores subiu muito e por isso não deve atingir mais picos no próximo ano no mesmo nível de Finalmente, surgem os títulos indexados à inflação, que têm mostrado uma performance lucrativa. É importante que o investidor diversifique a sua carteira de investimentos, incluindo opções como imóveis comerciais e ativos cambiais, afirma Colombo. Finalmente, na lanterna dos investimentos e com desempenhos negativos estão o ouro e as aplicações ligadas ao câmbio, como dólar e euro. MUDANÇAS GRADATIV TIVAS Segundo o Conselho Federal de Economia, até poucos anos, para ganhar dinheiro com risco praticamente zero bastava aplicar em títulos públicos do Governo federal. Entre 31 de dezembro de 1994 e 1º de dezembro de 2006, o Certificado de Depósito Interfinanceiro (CDI) rendeu aproximadamente 1.141%. O CDI serve como indexador para correção de aplicações tradicionais como os fundos de depósito interfinanceiro (DI) e os de renda fixa, que possuem a maior parte de sua carteira composta por títulos públicos federais. Nos últimos 12 anos, o CDI bateu, por exemplo, a variação do Ibovespa, índice que registrou ganho de 849% em igual período. Também apresentou rentabilidade bem superior a da caderneta de poupança, que obteve alta de 350%, e do dólar, que alcançou sofríveis 156% de correção. Os consecutivos cortes na taxa básica de juros (Selic), que passou de 19,75% em setembro de 2005 para 13,25% em novembro de 2006, fizeram com que os optantes investimentos mais tradicionais, como os fundos DI, percebessem redução da rentabilidade líquida. A continuidade na redução dos juros em 2007 fez com que os investidores que apostaram em aplicações com carteira mais flexível e na renda variável ganhassem mais. Assim as grandes vedetes de 2007 foram os fundos multimercado e as aplicações em renda variável, como os fundos de investimento em ações ou a compra direta dos papéis via corretoras. As mudanças no mercado ficaram claras a partir do ano passado. Em 2006, dos R$ 68,85 bilhões captados pela indústria de fundos de investimento até meados de dezembro, R$ 50,11 bilhões foram para os fundos multimercados. Por outro lado, os fundos de renda fixa e DI perderam R$ 13,89 bilhões este ano. SAIBA A MAIS Fundo de investimento - é um produto que reúne recursos de um conjunto de investidores (cotistas), sendo administrado por um gestor. São facilmente encontrados nos bancos e têm o objetivo de obter ganhos financeiros a partir da aquisição de uma carteira de títulos ou valores mobiliários. Selic - significa Sistema Especial de Liquidação e Custódia. A taxa Selic é determinada pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central do Brasil e é considerada a taxa básica de juros da economia. Remunera os investidores no negócio de compra e venda de títulos públicos. Renda variável - rendimento que não é prefixado, não faz parte das condições do título e varia em função das condições de mercado. Os exemplos mais comuns são as ações, ou seja, títulos emitidos por empresas de capital aberto (negociadas em bolsa de valores) e que representam a menor fração do capital social destas companhias. Ibov bovespa - índice de valorização de uma cesta das ações mais negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Fonte: Jornal O Povo do Ceará / Conselho Federal de Economia COM A QUEDA DAS TAXAS DE JUROS, AS APLICAÇÕES MAIS RENTÁVEIS PASSAM A SER AS DE RENDA VARIÁVEL, COMO OS FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES OU A COMPRA DIRETA DOS PAPÉIS VIA CORRETAS DEZ/

12 CAPA O valor da reciclagem Por: Rita Gallo Fotos: Paulo Bareta VEJA COMO AS EMPRESAS ESTÃO TRANSFORMANDO AS PRÁTICAS COTIDIANAS DE TRATAMENT AMENTO DO LIXO Os resíduos domésticos, comerciais e das atividades de serviços, além do lixo industrial, crescem em razão do aumento do poder aquisitivo e do consumo da população. Entretanto, alguns materiais, como vidro, metal, papel, plástico e lixo orgânico, podem ser recuperados ou reciclados, gerando benefícios para o meio ambiente e assegurando emprego e renda para milhares de pessoas. No Brasil, a cadeia da reciclagem já é um negócio que movimenta R$ 8 bilhões ao ano. O país recicla 96% das latas de alumínio e 77% dos papelões. Novas tecnologias em desenvolvimento poderão aumentar ainda mais os índices desse setor econômico nos próximos anos. A cultura da reciclagem está começando a se fortalecer. Porém, depende do comportamento responsável por parte das empresas e dos cidadãos em relação ao meio ambiente. Cada brasileiro produz cerca de 600g de lixo por dia. Em São Paulo, estima-se que cada habitante produza 1 kg. Este valor tende a crescer, o que torna o problema da destinação do lixo um assunto de elevado interesse público. No Brasil, são gerados 140 mil toneladas diariamente. Metade disso é enviada para lixões a céu aberto. O chorume (líquido gerado pela decomposição do lixo orgânico) contamina o solo e o lençol freático e o gás metano, resultante da decomposição, contribui 21 vezes mais para o efeito estufa que o CO2. Os copinhos plásticos para café foram substituídos por canecas de porcelana. Hoje, cada funcionário tem a sua e fica responsável pela higienização delas. Antes, todas as mesas de trabalho tinham cestas de lixo próximas, o que facilitava o descarte de papéis, embalagens e resíduos. Agora, os coletores estão posicionados distantes das mesas, para dificultar a geração displicente de lixo. A separação dos materiais recicláveis passou a ser feita pelos funcionários do escritório, e não mais apenas pelas equipes de limpeza. Os indicadores demonstram resultados significativos do programa. O consumo de copos plásticos praticamente zerou. O volume de resíduos de aterro, que era de 44 sacos por dia, caiu para 25 sacos. A coleta de material reciclável saltou de 664 kg por mês para Kg. O recolhimento de pilhas e baterias, que antes nem era feito, totaliza 450 por mês. Os papéis, plásticos, vidros e alumínio separados são coletados por trabalhadores da Cooperativa Granja Julieta, rendendo-lhes em média R$ por mês. As pilhas e baterias são recolhidas por empresa especializada. MUDANÇA DE HÁBITOS OS Algumas iniciativas criativas estão transformando as práticas cotidianas dentro das empresas. A Alcoa, líder mundial na produção de alumínio, material que tem capacidade de ser reciclado infinitamente, desenvolve no país vários programas de responsabilidade ambiental. No escritório do Centro Empresarial de São Paulo, a empresa implantou o Programa Ambiente Consciente, um projeto de sensibilização e de estímulo à colaboração dos funcionários que tem reduzido a geração de resíduos na unidade. O programa foi desenvolvido a partir de um estudo realizado no final de 2006, que revelou que o escritório produzia mensalmente 5 toneladas de lixo destinado a aterros. Eram consumidos por mês 174 mil copos descartáveis, 600 garrafas plásticas de água, 270 mil folhas de papel, 133 lâmpadas fluorescentes, 100 pilhas e baterias. Segundo Bruna Machado de Oliveira, assistente de Saúde, Segurança e Meio Ambiente, o resultado do estudo demonstrou a necessidade de se reduzir a produção de lixo e a importância da coleta seletiva. O Programa Ambiente Consciente introduziu uma série de práticas que mudaram as rotinas de consumo do escritório da Alcoa no Centro Empresarial de São Paulo. 12 DEZ/2007

13 Bruna Oliveira diz que o programa foi difundido por meio de palestras de sensibilização, exposições divertidas que promoveram uma ampla aceitação por parte dos funcionários. Ela considera que os resultados já obtidos são muito empolgantes. O programa não visa apenas à implantação da coleta seletiva, mas também à redução da geração de lixo. A meta de sustentabilidade da Alcoa para 2015 é reduzir em 100% o lixo destinado a aterros. Em 2007, devemos atingir já os 50%, diz ela. A experiência do Programa Ambiente Consciente está sendo levada às fábricas e a outros escritórios da Alcoa no Brasil. RECICLAGEM E GERAÇÃO DE RENDA A Rhodia é outra empresa que transformou a coleta seletiva num hábito cotidiano em suas unidades industriais e na sede administrativa. Seus funcionários descartam todo material reciclável em coletores e baias pintadas de acordo com as cores do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama): verde para vidro, amarelo para metal, azul para papel, vermelho para plástico e marrom para lixo orgânico. No Centro Empresarial de São Paulo, os funcionários têm uma caixa coletora de papel em cada mesa. Nos cafés, cestos para o descarte de latinhas de alumínio. Todo material recolhido é doado para a Associação Monte Azul. Pilhas e baterias recolhidas são encaminhadas para a unidade de Santo André fazer o descarte seguro. Todos os trabalhadores do Centro Empresarial podem levar latinhas, pilhas e baterias de suas residências para serem descartadas ali. Na Unidade Têxtil de Jacareí, além das caixas coletoras de papéis em cada mesa de trabalho, caçambas próprias recolhem materiais como sacos e copos plásticos, lâmpadas, papel, papelão e madeira. Desde 2003, as unidades de Santo André e São Bernardo do Campo realizam a coleta seletiva. A Rhodia Plásticos de Engenharia & Polímeros, em São Bernardo, produz cerca de 50 toneladas/ano de material reciclável (metal, papel, papelão e plástico). Já a Unidade Têxtil e a Unidade Química de Santo André produzem juntas aproximadamente toneladas/ ano. Esse material reciclável é vendido às empresas coletoras, que o deixam pronto para ser utilizado novamente. Em Paulínia, o material reciclável é encaminhado à Usina de Reciclagem Cooperlínia, instituição mantida pela prefeitura, que emprega cerca de 40 famílias. A ação da unidade de Paulínia faz parte do programa municipal Paulínia Recicla Lixo Zero, que reverte os recursos obtidos com a recuperação dos materiais para fins sociais. Somente com o material reciclável dessa unidade da Rhodia é possível manter as cerca de 20 creches municipais. REUSO DA ÁGUA Na sua unidade industrial têxtil de Santo André (SP), a Rhodia opera sem descarte de efluentes líquidos, por meio do desenvolvimento de um projeto pioneiro de reuso, reciclagem e redução do consumo de água. Além de ganhos ambientais, o projeto tem permitido uma economia anual de aproximadamente US$ 4,4 milhões com gastos na utilização de água para a operação do conjunto industrial, onde são fabricados produtos de poliamida e cabo acetato. A empresa investiu em torno de US$ 3 milhões, ao longo de dez anos, para eliminar totalmente o descarte de efluentes líquidos da unidade têxtil. Todos os efluentes são captados e bombeados para a estação de tratamento, onde as impurezas são separadas da água por meio de processo físico-químico. A água tratada é armazenada e utilizada para finalidades específicas, cuja utilização não comprometa o processo industrial. As impurezas são prensadas para retirar a água remanescente e depois enviadas para co-processamento. A água de reuso é usada principalmente no resfriamento de máquinas. Outro exemplo de utilização, porém de menor volume, é o abastecimento da rede de combate a incêndio. Além do sistema de reuso, a empresa implantou também um programa de uso racional de água. A água deve ficar cansada antes de ser descartada: a água que já passou por uma máquina pode passar por outras antes de ser considerada água residuária. Com isso, houve uma redução significativa nos volumes de água utilizados. Atualmente, são reaproveitados cerca de 30 milhões de litros de água por mês, o equivalente ao consumo de cerca de famílias. DEZ/

14 TECNOLOGIA Um setor em PRESTADORAS DE SERVIÇOS TECNOLÓGICOS DISPUTAM NOVAS OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS, MAS ENFRENTAM GARGAL GALOS José Marcelo Italiano, diretor executivo da Open Space Empresas de todos os setores de atividade dependem cada vez mais dos programas de computadores para controlar a maioria de suas operações. Sistemas cada vez mais sofisticados tornaram-se essenciais para os empreendimentos de todos os tamanhos e setores. Como o desenvolvimento de softwares não é a atividade principal da maioria das empresas, essa função é terceirizada para empresas especializadas em Tecnologia da Informação (TI). O software como serviços (SaaS) ou o outsourcing, e sua versão globalizada: o offshoring, constitui um mercado em vigorosa expansão em todo o mundo. No Brasil, os negócios do setor já andam na casa dos US$ 10 bilhões, com expectativas muito promissoras nos próximos anos, visto que a demanda doméstica por produtos e serviços de TI deve manter-se alta, se a economia apresentar crescimento ainda mais acelerado. Por outro lado, grandes empresas americanas e européias que prestam serviços tecnológicos estão encomendando trabalho a empresas localizadas fora de suas fronteiras. Isso representa uma oportunidade para economias emergentes, como Brasil, Índia e México, firmarem-se como 14 DEZ/2007 pólo global de exportação de serviços tecnológicos. Mas para isso, algumas variáveis são determinantes, como a oferta de infra-estrutura, recursos humanos, custo de mão-de-obra, rotatividade profissional, habilidade com idiomas e políticas governamentais. NO RABO DO COMETA O mercado de consultoria de informática no país está muito bem seccionado. Existem os grandes players mundiais, que detêm os principais contratos no Brasil. Essas empresas funcionam como um cometa, cuja calda é composta por uma segunda massa, onde ficam as empresas nacionais. Há ainda as grandes emergentes indianas, que estão chegando ao país para disputar o mercado doméstico. A descrição do setor de TI no Brasil é do diretor de Marketing da WA Consultoria, José Marcelo Italiano. A WA, empresa que atua nos segmentos de soluções para ambiente SAP, Outsourcing, multi plataformas e soluções de negócios, com escritório no Centro Empresarial de São Paulo, situa-se no pelotão intermediário

15 ebulição do cometa. Ela prepara-se para abrir seu capital e tornar-se uma S.A. Para isso, a oferta de serviços deve ser bastante diversificada e estar ligada às principais tendências de tecnologia. Nosso cordões com a evolução tecnológica são as nossas parcerias com as grandes companhias geradoras de novas tecnologias. Fazemos parte de uma comunidade que discute essas inovações e somos os primeiros a receber os produtos desenvolvidos por nossas parceiras. Elas pesquisam, avaliam as tendências e as novas ondas. Nós pegamos a segunda onda, que é quando o mercado passa a saber que essas novas tecnologias existem. Reconhecemos essas tecnologias e as adaptamos às exigências do mundo real, explica o diretor de Marketing. A WA tem desenvolvido ferramentas e metodologias que diagnosticam e melhoram a performance dos aplicativos. Os clientes da WA são, na maioria, grandes companhias, cujos aplicativos utilizados cresceram, junto com os volumes de dados tratados. Uma das grandes preocupações das corporações, hoje, é manter o histórico das informações, algo muito valioso tanto no Brasil como em todo o mundo, sem comprometer a segurança e agilidade dos sistemas. ATUAÇÃO AÇÃO GLOB OBAL AL Uma das principais características das empresas de TI é seu caráter globalizado. As grandes companhias atendem clientes que operam em diversas nações. Hoje, os clientes não procuram empresas que os ajudem apenas num determinado espaço territorial, mas sim aquelas que tenham capacidade de assessorá-los em várias partes do mundo. Isso normalmente era feito pelas grandes empresas de consultoria, mas o custo destas tornou-se muito alto. Então, começa a sobrar mais espaço principalmente para as empresas indianas e latinas, particularmente as mais internacionalizadas. Estas terão maiores possibilidades de avançar nos espaços deixados pelas grandes do setor, prevê Francisco Lara, CEO da Softtek na América do Sul e Caribe. A Softtek é uma multinacional mexicana com sucursais na Europa, EUA, China e em quase todos os países da América do Sul e atende contas globais como a General Eletric, HP, Citygroup e Petrobras. A empresa trabalha com quatro linhas de negócios: fábrica de softwares e suporte de aplicativos, consultoria de negócios, distribuição de produtos de terceiros (softwares) e colocação de serviços à disposição de clientes. Conta hoje com mais de 5 mil colaboradores no mundo todo e fatura US$ 250 milhões. No Brasil, emprega cerca de pessoas e está presente em Fortaleza, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Porto Alegre e São Paulo, onde funciona o escritório da sucursal, instalado no Centro Empresarial de São Paulo. Nossos clientes buscam terceirizar toda a parte de TI, para subsidiar o suporte dos sistemas, sejam eles próprios ou de terceiros. Isto vai acontecer cada vez mais no país, porque as grandes empresas brasileiras começam a entrar no mercado internacional, e precisam ter seus sistemas integrados para competir com as empresas globais, diz Lara. Segundo o representante da Softtek, muitos clientes brasileiros estão com intenção de ingressar na bolsa de valores, e um pré-requisito para isto é que tenham sistemas bem estruturados. Segurança em infraestrutura e de softwares, gestão de indicadores, acesso ao entendimento e implementação da governança corporativa e acesso mais rápido a tecnologia de ponta são as principais exigências que o mercado brasileiro lança às empresas de tecnologia da informação. TRANSIÇÃO Na opinião de Luís Carlos Watanabi Lara, CEO da Walar IT Business, que comercializa todo portfólio de produtos Oracle, as empresas brasileiras de um modo geral estão passando por um processo de amadurecimento. Estão aprendendo a fazer investimentos e a procurar soluções que garantam os processos de controle de suas operações. Este é um momento DEZ/

16 TECNOLOGIA de renovação, de mudança para a conexão. É o momento de as empresas se abrirem para o mundo e se colocarem em exposição. Agir localmente, pensar globalmente. Todas estão percebendo que precisam de soluções atuais do ponto de vista tecnológico para serem competitivas, inclusive as que prestam serviços de TI, diz ele. Segundo Luís Carlos, estamos na era da inteligência dos sistemas, na qual as empresas não podem se restringir apenas a cuidar dos processos operacionais. Vivemos uma fase apurada de competição. Agilidade e custo são fundamentais. Sem Tecnologia da Informação, as empresas não terão essa agilidade. Se elas não contarem, por exemplo, com sistemas de CRM, de Business Inteligence, algorítimos de produção, se não tiverem todas as informações financeiras e controles de custo disponíveis, não terão capacidade de tomar decisões. E no mundo atual não há mais espaço para erros. GARGALOS A área de TI tem atraído investidores dispostos a apostar no mercado nacional. Há um intenso movimento de fusões, incorporações de pequenas empresas e novos negócios. Entretanto, cada novo projeto desenvolvido demanda mão-de-obra extra. Uma conseqüência aparentemente positiva, não fosse a falta de mão-de-obra especializada. Neste ano, cerca de 40 mil vagas permaneceram abertas. O setor já experimenta um apagão de mão-de-obra. Quando uma empresa de TI fecha um grande contrato, o mercado se abala, pois isto pode representar impactos significativos sobre o custo da mão-de-obra. Os salários de programadores no Brasil sobe 8% em média ao ano. A rotatividade de empregados nas empresas de TI é de cerca de 10% ao ano. Outro grande problema para o setor é o pequeno número de programadores com inglês fluente, um pré-requisito para as empresas que pretendem exportar serviços. NO CENTRO EMPRESARIAL DE SÃO PAUL ULO, EMPRESA OFERECE ESPAÇO PARA NOVAS SOLUÇÕES Empresas que desenvolvem projetos e novos negócios muitas vezes precisam recrutar mão-de-obra extra e equipes de trabalho provisórias, que por sua vez demandam mais espaço, infra-estrutura, computadores, conexões, telecomunicação e outros itens com custos elevados. Para atender a todas essas necessidades, surgiu um novo tipo de negócio: a oferta de infra-estrutura voltada para projetos. Instalada há um ano no Centro Empresarial de São Paulo, a Open Space oferece espaço com ergonomia para projetos. Baias, salas de reunião, auditórios, computadores e telecomunicação, todos esses componentes são comercializados com os clientes à medida de suas necessidades. As empresas pagam somente pelo tempo de uso dessas posições. Sendo que a segurança, a recepção, a organização e limpeza são providas, sem que o cliente precise se preocupar com esses quesitos. A Open Space é um empreendimento inédito, sem similares no mundo. Claro que existem outras empresas que trabalham com sublocação de espaço, mas não com ergonomia e estrutura voltada para projetos. A razão do nosso empreendimento é atender à modernização que a área de TI vem sofrendo e que reflete na criação de novas demandas, diz o diretor executivo da empresa, José Marcelo Italiano. As mega-companhias de TI conquistam negócios numa velocidade muito mais rápida do que o processo de ampliação de sua infra-estrutura. As empresas não dispõem de estrutura imobiliária para o atendimento de novos projetos. A Open Space provê então uma estrutura já montada e preparada para atender imediatamente o início dos projetos. Um outro aspecto está ligado ao modelo trabalhista. Os profissionais da área são muito caros, o que faz com que as empresas comprem seus serviços na medida das necessidades. Entretanto, o modelo da contratação de consultoria está sendo perseguido pela fiscalização trabalhista. Muitas empresas preferem que os projetos que envolvam esse tipo de profissionais sejam desenvolvidos fora de suas sedes. A Open Space é, portanto, um espaço também terceirizado, onde é possível agregar uma equipe temporariamente, sem contaminar o espaço da empresa. O terceiro fator é a escassez e alto custo do mercado imobiliário brasileiro. As empresas hoje não mantêm mais espaços internos além do que precisam. Isso vai para o custo do produto e pode representar perda de competitividade. Como conseqüência, as companhias apresentam uma baixa disponibilidade de espaços para o seu próprio crescimento. Nossos clientes utilizam nossos espaços e instalações on demand. À medida que surgem as necessidades, contratam-nos. Quando os projetos são concluídos, as empresas se desfazem daquilo, sem custo de desalocação, explica o diretor executivo. Com apenas um ano de funcionamento, a Open Space conta hoje já com o dobro do espaço que dispunha na inauguração. Eram 2.800m, inicialmente. Hoje, são 5.400m. A Open Space oferece também espaços para treinamento e salas para apresentações, com infra-estrutura de projeção, iluminação, sonorização e telecomunicação. Ela atende grandes empresas, em fase de desenvolvimento, e as consultorias de TI. 16 DEZ/2007

17 DEZ/

18 ESTILO EMPRESAS DE VIDA Tão bom quanto em casa CONSIDERADA UMA DAS MELHORES EMPRESAS PARA SE TRABALHAR, A WALAR ESCOLHEU O CENTRO EMPRESARIAL DE SÃO PAUL ULO O PARA DESENVOL OLVER VER SUAS ATIVIDADES Um local onde as pessoas se sentem bem e podem aliviar o stress com massagens e técnicas de relaxamento. Parece indicação de clube desportivo ou de spa mas, na verdade, estamos nos referindo a uma empresa e à atenção que ela dispensa aos seus funcionários. É a Walar, empresa do setor de TI/ Telecom - Tecnologia da Informação e Telecomunicações - que escolheu o Centro Empresarial de São Paulo como palco de suas operações. A Walar foi apontada como uma das melhores empresas de TI/ Telecom para se trabalhar em 2007, segundo a Great Place to Work e pelo Institute IDG. A empresa resume assim sua filosofia: a camaradagem é nosso grande forte. Desejamos sempre aprender mais e partilhar. Gostamos de estar juntos, superar os desafios com nossos colegas de trabalho e comemorar nossas vitórias. Presente há 12 anos nos mercados brasileiro e internacional, a Walar atua na migração e implantação de ERP (sigla em inglês para Sistemas Integrados de Gestão Empresarial), fábrica de software, serviços de gerenciamento de projetos, DBA/ATG (Gerenciamento de Banco de Dados), bodyshopping (transferência de profissionais de software para trabalhar no local do cliente), entre outros. Segundo Vivian Camila Kwasniewski, Analista da Área de Recursos Humanos da Walar, a empresa se preocupa com o colaborador mesmo fora do âmbito empresarial, enviando semanalmente dicas de saúde, de cultura, incentivando a prática esportiva, por meio de parcerias com academias, além de oferecer massagem e técnicas de relaxamento. A Walar oferece ainda aos seus colaboradores projetos motivadores, em grandes clientes que utilizam tecnologia de ponta. Além disso, acreditamos no ser humano como nosso grande patrimônio. Gostamos do contato diário com os colaboradores. Estamos dispostos diariamente a ensinar, aprender e escutar, afirma Camila. 18 DEZ/2007

19 A missão da Walar é oferecer produtos e serviços de tecnologia da informação, agregando valor aos negócios de seus clientes, buscando eficácia e alta performance dos seus processos, explica Camila. Segundo ela, com isso, o colaborador é envolvido neste processo em função de seu conhecimento técnico dos aplicativos, ferramentas e de negócio. As pessoas que trabalham na Walar gostam do que fazem e aprofundam seu trabalho no conhecimento do negócio do cliente, podendo oferecer a ele a melhor solução tecnológica para sua demanda de negócios, diz ela. A Walar investe em treinamentos e certificações para os seus colaboradores. Camila conta que o contato próximo de profissionais com os mais variados níveis de conhecimento também permite especialização constante. Como o mercado procura por profissionais com fluência nos inglês, por exemplo, oferecemos a eles a possibilidade de fazer curso de inglês aqui na empresa, com a mensalidade paga pela corporação, ressalta. As iniciativas de valorização do colaborador Walar vêm desde os tempos de sua fundação. Criada em 1995, a filosofia da empresa é proporcionar um ambiente de trabalho acolhedor, justo e respeitoso, em que todos tenham as mesmas oportunidades de evoluir como ser humano e como profissional. Dessa forma, é possível valorizar a pró-atividade, a autocrítica e a confiança mútua. Estar entre as melhores empresas para trabalhar nos orgulha, pois reflete o reconhecimento pela forma como a Walar atua junto aos seus colaboradores, informa a empresa. METODOL ODOLOGIA OGIA A pesquisa exclusiva que avaliou a satisfação dos funcionários com o ambiente de trabalho e as práticas de gestão de recursos humanos de 90 empresas dos setores de tecnologia da informação e de telecomunicação, conduzida pelo Great Place to Work em parceria com o jornal Computerworld, publicado pelo IDG, apontou as 40 Melhores Empresas para Trabalhar TI & Telecom. Segundo Sônia Toledo, responsável pelo projeto no Great Place to Work, o processo de seleção da segunda edição da lista TI & Telecom teve algumas novidades, como a implementação de uma nova metodologia de avaliação das práticas das empresas, baseada em nove Práticas Culturais (Contratar e Receber; Inspirar; Falar; Ouvir; Agradecer; Desenvolver (pessoal e profissional); Cuidar; Celebrar e Compartilhar). A análise teve por base cinco critérios, ou seja, variedade, originalidade, abrangência, calor humano e integração. No total, 90 empresas participaram da seleção, um aumento de 18% em relação à primeira edição, detalha Sônia. De acordo com a executiva, a média de satisfação dos profissionais que atuam nas empresas do setor de telecomunicações e tecnologia da informação merece destaque em 2007, a média subiu para 78,11% contra 77,5% do ano anterior. Para o diretor editorial do IDG, Murillo Märtíno, o aumento na satisfação dos profissionais revela o amadurecimento do mercado brasileiro de TI e Telecom. A competitividade no mercado nacional faz com que as empresas invistam cada vez na capacitação de talentos e a conseqüência disso é o reconhecimento e o comprometimento dos profissionais com as companhias onde atuam, diz Märtíno. AS PESSOAS QUE TRABALHAM NA WALAR GOSTAM DO QUE FAZEM E APROFUNDAM SEU TRABALHO NO CONHECIMENTO DO NEGÓCIO DO CLIENTE DEZ/

20 EMPRESAS OS CRITÉRIOS A análise da pesquisa, de acordo com José Tolovi Jr., presidente do Great Place to Work, revela que a ausência de discriminação no ambiente de trabalho das Melhores é um traço comum. Há igualdade no tratamento por idade, sexo, opção sexual e raça, ou seja, na prática as Melhores Empresas para Trabalhar TI & Telecom se preocupam em manter a diversidade corporativa e representam o desenvolvimento social do País, afirma Tolovi Jr., acrescentando que o maior índice de satisfação está na Dimensão Orgulho, com 82% de profissionais que demonstram mais vontade de ir ao trabalho. Esses funcionários sentem que fazem diferença para o sucesso do negócio, afirma. Aspectos como a alta concentração de capital intelectual, competitividade acirrada e necessidade de constante atualização profissional continuam a ser características do setor. Esse conjunto diferencia o ambiente de trabalho de empresas desse segmento que têm, ainda, líderes considerados honestos, éticos e acessíveis, que propiciam flexibilidade de horário a seus funcionários. As boas instalações físicas e a segurança no ambiente de trabalho também são valorizadas pelos funcionários 90% consideram o ambiente fisicamente seguro para trabalhar. A honestidade e ética dos líderes, flexibilidade de horário que possibilita que os colaboradores possam cuidar de assuntos pessoais durante o expediente são apontados pelos profissionais como diferenciais das Melhores. O ambiente descontraído e amistoso, criado pelos funcionários, foi analisado na Dimensão Camaradagem. As empresas com o maior índice nessa Dimensão têm ambientes hospitaleiros, onde os funcionários têm a sensação de que são bem-vindos nas organizações. Um exemplo simples é o de uma empresa que obteve 94% de satisfação. Nessa companhia, ao ingressar na empresa, o colaborador encontra uma placa de boas-vindas com o seu nome, detalha Tolovi. Entre as oportunidades de melhoria, o presidente do Great Place to Work aponta a Dimensão Credibilidade, no tocante à coordenação e distribuição de tarefas por parte da liderança e na Dimensão Respeito a valorização do esforço individual. Na Dimensão Imparcialidade o equilíbrio entre trabalho e remuneração e a imparcialidade no reconhecimento do trabalho realizado são as principais oportunidades de melhoria, mesmo para as Melhores Empresas para Trabalhar, afirma Tolovi. EXPANSÃO DO SETOR OR Em acelerada expansão no Brasil, o mercado de TI e Telecom é alvo de constantes investimentos das empresas. Segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas/EAESP, o mercado financeiro está entre os que mais investem no segmento: em 2006, 11,09% do patrimônio líquido das companhias do setor foram destinados a TI. A pesquisa apontou, ainda, que no final de 2006 a base instalada de computadores era de 36,4 milhões e a previsão é chegar a 60 milhões antes do final de Com esse potencial de expansão, é essencial um estudo que revele quais são as práticas de gestão adotadas pelas empresas do setor. Para se ter uma idéia da importância desse segmento, somadas, as Melhores Empresas para Trabalhar - TI & Telecom 2007, empregam mais de 38 mil pessoas. A OPINIÃO DOS COLABORADORES O ambiente para se trabalhar também é muito favorável, já que os profissionais são sempre bem qualificados e dispostos a compartilhar conhecimento através de cursos e grupos de estudos. (...) com essas somatórias a Walar acaba nos disponibilizando um ambiente de trabalho muito agradável e com um ótimo convívio entre os companheiros de trabalho. Robert Nunes, consultor técnico e funcional da área de Pesquisa e Desenvolvimento. A GENTE SE SENTE COMO SE ESTIVESSE EM CASA. E A EMPRESA SENDO A SUA A CASA, VOCÊ OCÊ VAI QUERER O MELHOR PARA ELA. Hendrick Louza, assistente administrativo, a respeito do ambiente de trabalho. SEMPRE ESTOU ENVOL OLVIDO EM PROJET OJETOS OS COM CARACTERÍSTICAS MUITO DIFERENTES ENTRE SI, O QUE ME EXIGE BAST ASTANTE ANTE PORÉM NUNCA SE TORNA MAÇANTE OU REPETITIVO, E DE QUEBRA AINDA CONFERE EXPERIÊNCIA EM COISAS COMPLETAMENTE DISTINTAS Thiago Grave e Souza, consultor Técnico e funcional, área de Pesquisa & Desenvolvimento da empresa, sobre motivação. A WALAR TEM COMO PREOCUPAÇÃO TAMBÉM A RESPONSABILIDADE SOCIAL. (NA EMPRESA) ESTOU OU TENDO OPORTUNIDADE DE CONHECER VÁRIAS ÁREAS E DESENVOL OLVER DIVERSAS ATIVIDADES. Patrícia Barbosa, estagiária 20 DEZ/2007

Diretrizes de Sustentabilidade Carelink

Diretrizes de Sustentabilidade Carelink 1 Para a, o que é sustentabilidade? É a forma mais eficaz para alcançarmos resultados consistentes, buscando soluções integradas que envolvam aspectos sociais, tecnológicos, econômicos e ambientais, de

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

Por que ouvir a sua voz é tão importante?

Por que ouvir a sua voz é tão importante? RESULTADOS Por que ouvir a sua voz é tão importante? Visão Tokio Marine Ser escolhida pelos Corretores e Assessorias como a melhor Seguradora pela transparência, simplicidade e excelência em oferecer soluções,

Leia mais

Site Terra, 05 de Junho de 2013

Site Terra, 05 de Junho de 2013 Site Terra, 05 de Junho de 2013 Mesmo com data para acabar, lixões subsistem no Brasil. Mais da metade dos municípios brasileiros não impõe a destinação adequada ao lixo. Assim, cerca de 75 mil toneladas

Leia mais

A rede de franquias nº 1 em produtividade do mundo

A rede de franquias nº 1 em produtividade do mundo FRANQUIA A rede de franquias nº 1 em produtividade do mundo A rede de franquia com maior volume de vendas nos EUA. (Real Trends 500 2011) Primeiro sistema de franquias imobiliárias da América do Norte

Leia mais

Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012

Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012 Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012 Analistas indicam quais cuidados tomar no mercado financeiro em 2012 e quais investimentos oferecem menor probabilidade

Leia mais

Brasil em Alto Contraste: Conhecer é preciso

Brasil em Alto Contraste: Conhecer é preciso Brasil em Alto Contraste: Conhecer é preciso Percepção da Pesquisa no Brasil Congresso Brasileiro de Pesquisa Mercado h Opinião h Mídia Nelsom Marangoni Ney Luiz Silva Mudanças, muitas mudanças... e mudanças

Leia mais

Projeto de Sustentabilidade Recicla Mundo

Projeto de Sustentabilidade Recicla Mundo Projeto de Sustentabilidade Recicla Mundo Shopping Eldorado A) Dados da Empresa Em um terreno de 74 mil m², o Shopping Eldorado, inaugurado em 10 de setembro de 1981, consumiu investimentos na ordem de

Leia mais

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA SUMÁRIO DE PROJETOS WORKFLOW... 03 ALINHAMENTO ESTRATÉGICO... 04 IDENTIDADE CORPORATIVA... 04 GESTÃO DE COMPETÊNCIAS... 05 TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO... 05 REMUNERAÇÃO...

Leia mais

O Evento. Enquanto o Congresso e Seminário, com sua rica programação reuniram 168 palestrantes, e contou com a participação de 1.060 congressistas.

O Evento. Enquanto o Congresso e Seminário, com sua rica programação reuniram 168 palestrantes, e contou com a participação de 1.060 congressistas. O Evento O principal evento do setor na América Latina - a ExpoAlumínio - superou todas as expectativas em sua Edição de 2012. Realizado simultaneamente ao V Congresso Internacional do Alumínio e o XI

Leia mais

Simulado CPA 10 Completo

Simulado CPA 10 Completo Simulado CPA 10 Completo Question 1. O SELIC é um sistema informatizado que cuida da liquidação e custódia de: ( ) Certificado de Depósito Bancário ( ) Contratos de derivativos ( ) Ações negociadas em

Leia mais

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca Orientação ao mercado de trabalho para Jovens 1ª parte APRESENTAÇÃO Muitos dos jovens que estão perto de terminar o segundo grau estão lidando neste momento com duas questões muito importantes: a formação

Leia mais

Como integrar R&S com treinamento em call center

Como integrar R&S com treinamento em call center 1 Como integrar R&S com treinamento em call center Já abordamos em outros artigos temas complexos em call center como a formação de cultura organizacional, o perfil do profissional de call center, sistemas

Leia mais

TÍTULO: DE POUPADOR A INVESTIDOR DESPERTANDO O GÊNIO FINANCEIRO DE INVESTIDORES CONSERVADORES

TÍTULO: DE POUPADOR A INVESTIDOR DESPERTANDO O GÊNIO FINANCEIRO DE INVESTIDORES CONSERVADORES TÍTULO: DE POUPADOR A INVESTIDOR DESPERTANDO O GÊNIO FINANCEIRO DE INVESTIDORES CONSERVADORES CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: CIÊNCIAS CONTÁBEIS INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE

Leia mais

Código de Ética. Rio Bravo Investimentos

Código de Ética. Rio Bravo Investimentos Código de Ética Rio Bravo Investimentos Sumário Palavra do CEO 5 i. Do Código de Ética 10 ii. Visão Geral 14 iii. Filosofia Corporativa 16 iv. Valores 20 v. Do Relacionamento Interno, Externo e Políticas

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Gestão Financeira Prof. Marcelo Cruz Fundos de Investimento 3 Uma modalide de aplicação financeira Decisão de Investimento 1 Vídeo: CVM Um fundo de investimento é um condomínio que reúne recursos de um

Leia mais

IMPACTOS DA LOGÍSTICA DE SERVIÇOS NA ECONOMIA BRASILEIRA E A CONTRIBUIÇÃO DAS FACULDADES

IMPACTOS DA LOGÍSTICA DE SERVIÇOS NA ECONOMIA BRASILEIRA E A CONTRIBUIÇÃO DAS FACULDADES IMPACTOS DA LOGÍSTICA DE SERVIÇOS NA ECONOMIA BRASILEIRA E A CONTRIBUIÇÃO DAS FACULDADES Ednilson Zanini 1 O serviço logístico tornou-se uma ferramenta importante para o desenvolvimento de relacionamentos

Leia mais

2010 Great Place to Work. Todos os direitos reservados. 1

2010 Great Place to Work. Todos os direitos reservados. 1 1 As Melhores Empresas para Trabalhar geram maior qualidade no Desenvolvimento de Software Ruy Shiozawa CEO - Great Place to Work 30.Out.2010 2 Great Place to Work - Missão Construir uma sociedade melhor,

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

AGENDA. Gestão Estratégia de Pessoas: A importância da gestão de pessoas nas organizações Tatiane Tiemi Shirazawa. GPTW Quem somos?

AGENDA. Gestão Estratégia de Pessoas: A importância da gestão de pessoas nas organizações Tatiane Tiemi Shirazawa. GPTW Quem somos? Gestão Estratégia de Pessoas: A importância da gestão de pessoas nas organizações Tatiane Tiemi Shirazawa 1 AGENDA 1 GPTW Quem somos? 2 Benefícios para o negócio 3 O que é uma empresa GPTW? 4 Sobre as

Leia mais

Aula 03 Gestão de Marketing

Aula 03 Gestão de Marketing Aula 03 Gestão de Marketing Análise SWOT, Segmentação de Mercado e Mix de Marketing Prof. Marcopolo Marinho Prof. Esp. Marcopolo Marinho Segmentação é a identificação sistemática de conjuntos e subconjuntos

Leia mais

Introdução 02. A Estratégia Corporativa ESPM Brasil 03. A Definição do Negócio 03. Imagem 03. Objetivos Financeiros 04

Introdução 02. A Estratégia Corporativa ESPM Brasil 03. A Definição do Negócio 03. Imagem 03. Objetivos Financeiros 04 ESTUDO DE CASO A construção do BSC na ESPM do Rio de Janeiro Alexandre Mathias Diretor da ESPM do Rio de Janeiro INDICE Introdução 02 A Estratégia Corporativa ESPM Brasil 03 A Definição do Negócio 03 Imagem

Leia mais

Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador

Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador Investir em pessoal com um programa de gestão de desempenho permite que uma operação de abastecimento não só sobreviva, mas cresça

Leia mais

Faça amizades no trabalho

Faça amizades no trabalho 1 Faça amizades no trabalho Amigos verdadeiros ajudam a melhorar a saúde, tornam a vida melhor e aumentam a satisfação profissional. Você tem um grande amigo no local em que trabalha? A resposta para essa

Leia mais

Senhores Acionistas, Os principais serviços da TNL Contax são:

Senhores Acionistas, Os principais serviços da TNL Contax são: Senhores Acionistas, A Administração da Contax Participações S.A. ( Contax Participações ) submete, em conjunto com as demonstrações financeiras e o parecer dos auditores independentes, o Relatório da

Leia mais

Quem cuida melhor de seu dinheiro na Bolsa

Quem cuida melhor de seu dinheiro na Bolsa Quem cuida melhor de seu dinheiro na Bolsa Os gestores que administram os fundos de ações com as maiores rentabilidades do mercado e como eles conseguiram chegar ao topo do pódio MARIA LAURA NEVES O BANRISUL,

Leia mais

Longo Prazo, Poupança das Famílias e os Fundos de Investimento

Longo Prazo, Poupança das Famílias e os Fundos de Investimento Longo Prazo, Poupança das Famílias e os Fundos de Investimento Longo prazo, Poupança das Famílias e os Fundos de Investimento Prof. William Eid Junior Professor Titular Coordenador do GV CEF Centro de

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

Universidade. Estácio de Sá. Gestão e Negócios

Universidade. Estácio de Sá. Gestão e Negócios Universidade Estácio de Sá Gestão e Negócios A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades em 1970, como

Leia mais

ACONTECENDO? O QUE ESTÁ O QUE PODEMOS FAZER?

ACONTECENDO? O QUE ESTÁ O QUE PODEMOS FAZER? O QUE ESTÁ ACONTECENDO? O futuro é uma incógnita. As tendências são preocupantes, mas uma coisa é certa: cada um tem de fazer sua parte. Todos somos responsáveis. A atual forma de relacionamento da humanidade

Leia mais

"PANORAMA DA COLETA SELETIVA E RECICLAGEM NO BRASIL"

PANORAMA DA COLETA SELETIVA E RECICLAGEM NO BRASIL "PANORAMA DA COLETA SELETIVA E RECICLAGEM NO BRASIL" Associação sem fins lucrativos, fundado em 1992, o CEMPRE se dedica à promoção da reciclagem dentro do conceito de gerenciamento integrado do lixo.

Leia mais

Otimismo desenvolvedoras de softwares

Otimismo desenvolvedoras de softwares Otimismo nas nuvens Ambiente favorável alavanca negócios das empresas desenvolvedoras de softwares, que investem em soluções criativas de mobilidade e computação em nuvem para agilizar e agregar flexibilidade

Leia mais

No mercado bancário a competitividade é crescente

No mercado bancário a competitividade é crescente 6 Fortalecendo a marca, gerando negócios Intenso, produtivo e criativo No mercado bancário a competitividade é crescente e a disputa pelos espaços é proporcional ao empenho das instituições em ampliar

Leia mais

gestão de recursos Sobe e desce de taxas

gestão de recursos Sobe e desce de taxas Sobe e desce de taxas 14 Capital Aberto Julho 2010 Enquanto os juros menores e a concorrência comprimem as taxas de administração dos fundos DI e de renda fixa, os multimercados se sofisticam e sobem de

Leia mais

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis usados, além do crescimento de renda da população e

Leia mais

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 1 Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 Entrevistador- Como o senhor vê a economia mundial e qual o posicionamento do Brasil, após quase um ano da quebra do

Leia mais

INFORME FINACAP DTVM

INFORME FINACAP DTVM INFORME FINACAP DTVM Histórico de crescimento até a criação da Finacap DTVM Março/97 - A Finacap nasce como empresa de consultoria financeira, a Finacap - Consultoria Financeira e Mercado de Capitais.

Leia mais

AUTORAS ROSANGELA SOUZA

AUTORAS ROSANGELA SOUZA AUTORAS ROSANGELA SOUZA Especialista em Gestão Empresarial com MBA pela FGV e Professora de Estratégia na Pós-Graduação da FGV. Desenvolveu projetos acadêmicos sobre segmento de idiomas, planejamento estratégico

Leia mais

fazem bem e dão lucro

fazem bem e dão lucro Melhores práticas de fazem bem e dão lucro Banco Real dá exemplo na área ambiental e ganha reconhecimento internacional Reunidos em Londres, em junho deste ano, economistas e jornalistas especializados

Leia mais

A locomotiva de concreto

A locomotiva de concreto A locomotiva de concreto 16 KPMG Business Magazine Construção civil supera período de estagnação, mas ainda há gargalos que podem comprometer o ritmo de investimentos A construção civil no Brasil não para

Leia mais

GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS DO MERCADO FINANCEIRO

GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS DO MERCADO FINANCEIRO GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS DO MERCADO FINANCEIRO Neste pequeno glossário, a ABBC apresenta alguns conceitos fundamentais de economia e de finanças para auxiliar o dia a dia dos profissionais de jornalismo

Leia mais

EMPREENDEDORISMO 2013

EMPREENDEDORISMO 2013 COLÉGIO CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE Rua Professor Pedreira de Freitas, 401/415 Fone 2942-1499 Tatuapé ORIENTAÇÕES AO PROJETO DE EMPREENDEDORISMO EMPREENDEDORISMO 2013 APRESENTAÇÃO Empreendedorismo é o estudo

Leia mais

Administração de Recursos Humanos

Administração de Recursos Humanos Administração de Recursos Humanos Profª Ma. Máris de Cássia Ribeiro Vendrame O que é a Administração de Recursos Humanos? Refere-se às práticas e às políticas necessárias para conduzir os aspectos relacionados

Leia mais

A nova classe média vai às compras

A nova classe média vai às compras A nova classe média vai às compras 18 KPMG Business Magazine Cenário é positivo para o varejo, mas empresas precisam entender o perfil do novo consumidor Nos últimos anos o mercado consumidor brasileiro

Leia mais

02/02/2013. Para onde correr?

02/02/2013. Para onde correr? 02/02/2013 Para onde correr? Juros historicamente baixos, crescimento modesto, inflação elevada e um ambiente menos hostil, mas ainda cheio de incertezas. Decidir onde aplicar, num cenário desses, é um

Leia mais

Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente.

Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente. Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente. A possibilidade de diversificar o investimento e se tornar sócio dos maiores empreendimentos imobiliários do Brasil. Este material tem o objetivo

Leia mais

Modelo de Questionário de Desligamento

Modelo de Questionário de Desligamento RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Planejamento Recrutamento Seleção Integração 1ª Etapa Surgimento de uma vaga - Dispensas do empregador (demissões); - Pedidos de demissão (saídas voluntárias demissionários); - Mortes;

Leia mais

"PANORAMA DA COLETA SELETIVA E RECICLAGEM NO BRASIL"

PANORAMA DA COLETA SELETIVA E RECICLAGEM NO BRASIL "PANORAMA DA COLETA SELETIVA E RECICLAGEM NO BRASIL" Quem somos: Associação sem fins lucrativos, fundado em 1992, o CEMPRE se dedica à promoção da reciclagem dentro do conceito de gerenciamento integrado

Leia mais

CURSO: Superior de Tecnologia em Gestão Comercial Disciplina: Sistemas de Informação no Varejo Período Letivo: 3º Semestre Professora: Mariana Alves

CURSO: Superior de Tecnologia em Gestão Comercial Disciplina: Sistemas de Informação no Varejo Período Letivo: 3º Semestre Professora: Mariana Alves TI CURSO: Superior de Tecnologia em Gestão Comercial Disciplina: Sistemas de Informação no Varejo Período Letivo: 3º Semestre Professora: Mariana Alves Fuini Pergunta 3: o que a TI abrange e como ela é

Leia mais

"PANORAMA DA COLETA SELETIVA DE LIXO NO BRASIL"

PANORAMA DA COLETA SELETIVA DE LIXO NO BRASIL Reciclagem e Valorizaçã ção o de Resíduos Sólidos S - Meio Ambiente UNIVERSIDADE DE SÃO S O PAULO "PANORAMA DA COLETA SELETIVA DE LIXO NO BRASIL" Associação sem fins lucrativos, o CEMPRE se dedica à promoção

Leia mais

COMO A GIR NA CRI $E 1

COMO A GIR NA CRI $E 1 1 COMO AGIR NA CRI$E COMO AGIR NA CRISE A turbulência econômica mundial provocada pela crise bancária nos Estados Unidos e Europa atingirá todos os países do mundo, com diferentes níveis de intensidade.

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1 BUSINESS GAME UGB Eduardo de Oliveira Ormond Especialista em Gestão Empresarial Flávio Pires Especialista em Gerencia Avançada de Projetos Luís Cláudio Duarte Especialista em Estratégias de Gestão Marcelo

Leia mais

Especialistas ensinam como é possível arcar com as despesas escolares da criança sem causar grandes estragos no orçamento

Especialistas ensinam como é possível arcar com as despesas escolares da criança sem causar grandes estragos no orçamento Veículo: Bebê.com.br Data: 03/02/10 Poupe pelo futuro do seu filho Especialistas ensinam como é possível arcar com as despesas escolares da criança sem causar grandes estragos no orçamento Assim que a

Leia mais

2010 Great Place to Work. Todos os direitos reservados. 1

2010 Great Place to Work. Todos os direitos reservados. 1 1 As Melhores Empresas para Trabalhar e a Qualidade de Vida Ruy Shiozawa CEO - Great Place to Work 07.Dez.2010 2 Great Place to Work - Missão Construir uma sociedade melhor, ajudando empresas a transformar

Leia mais

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação.

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação. 1 A Feira do Empreendedor é um evento de sucesso promovido pelo SEBRAE-SP, com o objetivo de oferecer informação, conhecimento e oportunidade para empresários e futuros empreendedores. A Feira do Empreendedor

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

Consórcio. Imobiliário. na prática. Por que o consórcio é muito mais interessante do que o financiamento? Livre-se dos Juros!

Consórcio. Imobiliário. na prática. Por que o consórcio é muito mais interessante do que o financiamento? Livre-se dos Juros! Consórcio Imobiliário na prática Por que o consórcio é muito mais interessante do que o financiamento? Livre-se dos Juros! 1 Sobre a empresa A A+ Consórcios iniciou suas atividades com o objetivo de gerir

Leia mais

Versão atualizada em março de 2011

Versão atualizada em março de 2011 Versão atualizada em março de 2011 Apresentação Ativo, rentabilidade, renda fixa, perfil de investimento... Se você tem o hábito de se informar sobre como anda o dinheiro investido no seu plano previdenciário,

Leia mais

INFORMATIVO FUNDOS GALT FIA - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES GERAL DIVIDENDO - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES. Química 12% Papel e Celulose 8%

INFORMATIVO FUNDOS GALT FIA - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES GERAL DIVIDENDO - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES. Química 12% Papel e Celulose 8% Outubro de 2015 INFORMATIVO FUNDOS GALT FIA - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES O Geral Asset Long Term - GALT FIA é um fundo de investimento que investe em ações, selecionadas pela metodologia de análise

Leia mais

CONNECT AMERICAS: REDE SOCIAL EMPRESARIAL

CONNECT AMERICAS: REDE SOCIAL EMPRESARIAL CONNECT AMERICAS: REDE SOCIAL EMPRESARIAL DAS AMÉRICAS Washington D. C - março 2014 NOME CLASSIFICAÇÃO CATEGORIA TEMA PALAVRAS-CHAVE REDE SOCIAL EMPRESARIAL : CONNECT AMERICAS PRÁTICA INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015

O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015 O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015 1. Considerações Gerais Os Estados Unidos, maior potência mundial e tecnológica, apresenta projeções cada vez mais otimistas. Desde 2008, no estouro da crise

Leia mais

GESTÃO INTEGRAL DE RESÍDUOS MUNICIPAIS INDUSTRIALIZAÇÃO SUSTENTÁVEL DE RESÍDUOS

GESTÃO INTEGRAL DE RESÍDUOS MUNICIPAIS INDUSTRIALIZAÇÃO SUSTENTÁVEL DE RESÍDUOS GESTÃO INTEGRAL DE RESÍDUOS MUNICIPAIS INDUSTRIALIZAÇÃO SUSTENTÁVEL DE RESÍDUOS O Instituto Brasil Ambiente apresenta uma proposta de Gestão Integral de Resíduos Municipais desenvolvida pelo Prof. Dr.

Leia mais

POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4

POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4 POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4 INTRODUÇÃO Desde que foi fundada em 2001, a ética, a transparência nos processos, a honestidade a imparcialidade e o respeito às pessoas são itens adotados pela interação

Leia mais

Riscos nas aplicações financeiras e os Fundos de Investimentos

Riscos nas aplicações financeiras e os Fundos de Investimentos Riscos nas aplicações financeiras e os Fundos de Investimentos A premissa básica em investimentos afirma que não há retorno sem risco. A busca por um ganho em rentabilidade é sempre acompanhada por uma

Leia mais

PROFISSIONAIS DE RECURSOS HUMANOS: EXPECTATIVAS E PERCEPÇÕES SOBRE A INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO MERCADO DE TRABALHO

PROFISSIONAIS DE RECURSOS HUMANOS: EXPECTATIVAS E PERCEPÇÕES SOBRE A INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO MERCADO DE TRABALHO PROFISSIONAIS DE RECURSOS HUMANOS: EXPECTATIVAS E PERCEPÇÕES SOBRE A INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO MERCADO DE TRABALHO 2014 APRESENTAÇÃO Já faz tempo que as empresas estão trabalhando com o desafio

Leia mais

O MERCADO E PERSPECTIVAS

O MERCADO E PERSPECTIVAS Sell Book O MERCADO E PERSPECTIVAS MERCADO E PERSPECTIVA BRASIL VAREJO FRANQUIAS PIB: projeção de 3% para 2013; Desemprego em baixa (inferior a 6% em 2013); Crescimento do consumo da classe média; Aumento

Leia mais

Como driblar a crise. e obter sucesso no Gerenciamento de Projetos

Como driblar a crise. e obter sucesso no Gerenciamento de Projetos Como driblar a crise e obter sucesso no Gerenciamento de Projetos COMO DRIBLAR A CRISE E OBTER SUCESSO NO GERENCIAMENTO DE PROJETOS Índice Introdução 03 A crise 04 Conclusão 22 Sobre a Projectlab 24 8

Leia mais

Senior Solution (SNSL3) Conhecendo a empresa

Senior Solution (SNSL3) Conhecendo a empresa Análise XP Fundamentos Senior Solution (SNSL3) Conhecendo a empresa A Empresa A Senior Solution está presente, há mais de 17 anos, no segmento de Tecnologia da Informação no mercado brasileiro, sendo uma

Leia mais

é lei Agora Política Nacional de Resíduos Sólidos poder público, empresas, catadores e população Novos desafios para

é lei Agora Política Nacional de Resíduos Sólidos poder público, empresas, catadores e população Novos desafios para Política Nacional de Resíduos Sólidos Agora é lei Novos desafios para poder público, empresas, catadores e população Marco histórico da gestão ambiental no Brasil, a lei que estabelece a Política Nacional

Leia mais

Presidente da Terra Brasis faz críticas às mudanças na regulamentação do resseguro

Presidente da Terra Brasis faz críticas às mudanças na regulamentação do resseguro Presidente da Terra Brasis faz críticas às mudanças na regulamentação do resseguro Por Paulo Botti, presidente da Terra Brasis, resseguradora local Nascido em 2008 após árduo trabalho e amplo diálogo entre

Leia mais

CONSTRUINDO UM EXCELENTE LUGAR PARA TRABALHAR. 2014 Great Place To Work Institute, Inc. All rights reserved.

CONSTRUINDO UM EXCELENTE LUGAR PARA TRABALHAR. 2014 Great Place To Work Institute, Inc. All rights reserved. CONSTRUINDO UM EXCELENTE LUGAR PARA TRABALHAR Great Place to Work Missão Construir uma sociedade melhor, ajudando empresas a transformar seu ambiente de trabalho. Presença Global Fundação da 1ª afiliada

Leia mais

LOGÍSTICA REVERSA ACITSIGOL ASREVER

LOGÍSTICA REVERSA ACITSIGOL ASREVER Conceito LOGÍSTICA REVERSA ACITSIGOL ASREVER É uma área da logística que atua de forma a gerenciar e operacionalizar o retorno de bens e materiais, após sua venda e consumo, às suas origens, agregando

Leia mais

Relatório Mensal - Setembro de 2013

Relatório Mensal - Setembro de 2013 Relatório Mensal - Relatório Mensal Carta do Gestor O Ibovespa emplacou o terceiro mês de alta consecutiva e fechou setembro com valorização de 4,65%. Apesar dos indicadores econômicos domésticos ainda

Leia mais

Relatório Gestão do Projeto 2013

Relatório Gestão do Projeto 2013 Relatório Gestão do Projeto 2013 Fundação Aperam Acesita e Junior Achievement Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO SUMÁRIO Resultados 2013... 6 Resultados dos Programas... 7 Programa Vamos Falar de Ética...

Leia mais

China: crise ou mudança permanente?

China: crise ou mudança permanente? INFORMATIVO n.º 36 AGOSTO de 2015 China: crise ou mudança permanente? Fabiana D Atri* Quatro grandes frustrações e incertezas com a China em pouco mais de um mês: forte correção da bolsa, depreciação do

Leia mais

Prof. Paulo Medeiros

Prof. Paulo Medeiros Prof. Paulo Medeiros Em 2010 entrou em vigor no Brasil a lei dos Resíduos Sólidos. Seu objetivo principal é diminuir a destinação incorreta de resíduos ao meio ambiente. Ela define que todas as indústrias,

Leia mais

TASCHIBRA. Resumo. Sistema de Gestão de Qualidade SGQ na Taschibra: processo de melhoria contínua

TASCHIBRA. Resumo. Sistema de Gestão de Qualidade SGQ na Taschibra: processo de melhoria contínua TASCHIBRA Sistema de Gestão de Qualidade SGQ na Taschibra: processo de melhoria contínua por Ademar do Amaral Jr Mestre em Administração pela Fundação Universidade Regional de Blumenau (2007); Especialista

Leia mais

Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI

Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI Para competir com eficácia, as empresas da atualidade precisam se adaptar a um ambiente tecnológico que sofre rápidas mudanças.

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

Brasil IT Emerging Players

Brasil IT Emerging Players Sua empresa tem um produto competitivo e inovador na área de Tecnologia da Informação e Comunicação? Você tem interesse em expandir sua atuação no mercado externo? Está disposto a qualificar sua empresa

Leia mais

O grande salto das marcas: a valorização das principais grifes nacionais

O grande salto das marcas: a valorização das principais grifes nacionais O grande salto das marcas: a valorização das principais grifes nacionais JUNIOR, M.E.F.O 1 LIMA, M.S 2 FREDERICO, V.M 3 LACERDA, T.A 4 RAMOS, C.P. 5 SANTOS, F.A.A 6 RESUMO Esse artigo abordará a crescente

Leia mais

Gestão de Clientes no Mercado de Consórcios

Gestão de Clientes no Mercado de Consórcios Relatório de pesquisa Gestão de Clientes no Mercado de Consórcios Via Consulting Maio de 2009 1 Caro leitor, Gostaria de convidá-lo a conhecer o resultado de uma pesquisa patrocinada pela Via Consulting

Leia mais

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04 Práticas de Gestão Editorial Geovanne. 02 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) Como faço isso? Acesse online: 03 e 04 www. No inicio da década de 90 os

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE

GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE 2 Download da Apresentação www.gptw.com.br publicações e eventos palestras Great Place to Work - Missão 3 Construindo um Excelente Ambiente de Trabalho 4 1 2 3 4 O que

Leia mais

MARCA BRADESCO RECURSOS HUMANOS

MARCA BRADESCO RECURSOS HUMANOS ATIVOS INTANGÍVEIS Embora a Organização não registre seus ativos intangíveis, há evidências da percepção de sua magnitude pelos investidores e que pode ser encontrada na expressiva diferença entre o Valor

Leia mais

Ass. de Comunicação www.ptexto.com.br. Veículo: Jornal de Brasília Data: 22/08/2009 Seção: Sociedade Pág.: 49 Assunto: Great Place to Work

Ass. de Comunicação www.ptexto.com.br. Veículo: Jornal de Brasília Data: 22/08/2009 Seção: Sociedade Pág.: 49 Assunto: Great Place to Work Veículo: Jornal de Brasília Data: 22/08/2009 Seção: Sociedade Pág.: 49 Assunto: Great Place to Work Veículo: Site Revista Making Of Data: 20/08/2009 Seção: Marketing Pág.: www.revistamakingof.com.br Assunto:

Leia mais

Emilio Botín: O objetivo é nos tornarmos o banco privado número um do Brasil

Emilio Botín: O objetivo é nos tornarmos o banco privado número um do Brasil Nota de Imprensa Emilio Botín: O objetivo é nos tornarmos o banco privado número um do Brasil Presidente mundial do Banco Santander apresenta em São Paulo o Plano Estratégico 2008-2010 para o A integração

Leia mais

MELHORIAS IMPLANTADAS NO CENTRO DE RECICLAGEM DA VILA PAULICÉIA - SÃO BERNARDO DO CAMPO/SP

MELHORIAS IMPLANTADAS NO CENTRO DE RECICLAGEM DA VILA PAULICÉIA - SÃO BERNARDO DO CAMPO/SP MELHORIAS IMPLANTADAS NO CENTRO DE RECICLAGEM DA VILA PAULICÉIA - SÃO BERNARDO DO CAMPO/SP Cristiane Ferreira, Fernanda Duran, Julia Lima e Juliana Santos Mercedes-Benz do Brasil Ltda. RESUMO O Centro

Leia mais

Bovespa seduz empreendimentos de TI

Bovespa seduz empreendimentos de TI Bovespa seduz empreendimentos de TI Valor Econômico Pg. B2 - Ricardo Cesar e João Luiz Rosa (18/04/2006) Não chega nem perto de ser uma bolha especulativa como a que o Vale do Silício, nos Estados Unidos,

Leia mais

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto o O que é Abertura de Capital o Vantagens da abertura o Pré-requisitos

Leia mais

RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

PRÊMIO. Identificação da Empresa: Viação Águia Branca S/A. Identificação da Experiência: Preservar é Reduzir, Reutilizar e Reciclar

PRÊMIO. Identificação da Empresa: Viação Águia Branca S/A. Identificação da Experiência: Preservar é Reduzir, Reutilizar e Reciclar PRÊMIO 2012 Identificação da Empresa: Viação Águia Branca S/A Identificação da Experiência: Preservar é Reduzir, Reutilizar e Reciclar Data ou Período de Aplicação da Experiência: 2011 e 2012 Categoria

Leia mais

A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil. Luiz Calado Gerente de Certificação da ANBID

A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil. Luiz Calado Gerente de Certificação da ANBID A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil Luiz Calado Gerente de Certificação da ANBID A ANBID A ANBID Associação Nacional dos Bancos de Investimentos Criada em 1967, é a maior representante das

Leia mais

E-book de Fundos de Investimento

E-book de Fundos de Investimento E-book de Fundos de Investimento O QUE SÃO FUNDOS DE INVESTIMENTO? Fundo de investimento é uma aplicação financeira que funciona como se fosse um condomínio, onde as pessoas somam recursos para investir

Leia mais

Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar.

Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar. FUNDO REFERENCIADO DI Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar. Para tal, investem no mínimo 80% em títulos públicos federais

Leia mais

PROGRAMA EMBRAER DE VOLUNTARIADO Fazer o bem faz bem!

PROGRAMA EMBRAER DE VOLUNTARIADO Fazer o bem faz bem! MAIS INFORMAÇÕES Entre em contato com a equipe do Instituto Embraer: Ramais 2766, 5701 ou 3611 (SJK) E-mail institutoembraer@embraer.com.br Envio de mensagens pelo Fale Conosco do site www.institutoembraer.com.br

Leia mais

A GP no mercado imobiliário

A GP no mercado imobiliário A GP no mercado imobiliário A experiência singular acumulada pela GP Investments em diferentes segmentos do setor imobiliário confere importante diferencial competitivo para a Companhia capturar novas

Leia mais

Política Nacional de Resíduos Sólidos. Pernambuco - PE

Política Nacional de Resíduos Sólidos. Pernambuco - PE Política Nacional de Resíduos Sólidos Pernambuco - PE Desafios 1. Eliminar lixões 2. Eliminar aterro controlado 3. Implantar aterro sanitário 4. Coleta seletiva 5. Compostagem e 6. Logística reversa Legenda

Leia mais