SISTEMA INFORMATIZADO ASSEGURA ADMINISTRAÇÃO DOS TRATAMENTOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SISTEMA INFORMATIZADO ASSEGURA ADMINISTRAÇÃO DOS TRATAMENTOS"

Transcrição

1 nº14_mar_abr1:layout 1 14/5/ :56 Página 1 ANO 4 Nº 14 MAR-ABR 2012 SISTEMA INFORMATIZADO ASSEGURA ADMINISTRAÇÃO DOS TRATAMENTOS Em pesquisa recente divulgada pela UFMG, feita a partir da análise de 2,6 mil receitas médicas, foi comprovado que o índice de erros nas prescrições pode chegar a 97%. Infelizmente, casos de troca de medicamentos foram registrados este ano, o que deixa toda comunidade da saúde em alerta. E foi visando garantir a segurança dos tratamentos, que a Oncomed Belo Horizonte - Centro de Prevenção e Tratamento de Doenças Neoplásicas - desenvolveu um sistema informatizado que rastreia todo o processo, desde o momento em que é feita a prescrição até a alta do paciente. O método informatizado, desenvolvido em parceria com a Wheb Sistemas, permite que o registro dos procedimentos comece na própria consulta do paciente. Depois da análise do diagnóstico e da constatação da necessidade de medicação, o médico verifica os diversos tratamentos armazenados no sistema e seleciona o que é mais adequado para seu paciente. Com a prescrição pronta, é gerado um código de barras que identifica a pessoa e os procedimentos do tratamento que ela vai ser submetida. A partir daí, todo o processo é controlado de forma eletrônica. Os médicos, a farmácia e a enfermagem se comunicam através dos protocolos gerados pelo sistema e, assim, com o auxílio da tecnologia, podemos excluir qualquer possibilidade de erro, relata o médico da clínica, Dr. Luiz Adelmo Lodi. Após a realização da prescrição eletrônica, um código é gerado e o paciente recebe do setor de enfermagem uma pulseira de identificação. O setor então libera a farmácia para desenvolver a medicação. Na central de diluição, o sistema acusa a presença do paciente e autoriza a preparação dos medicamentos, que são manipulados na ordem indicada pela prescrição. Cada medicação, com sua dosagem correta, ganha uma etiqueta com código de barra, que identifica sua sequência no tratamento e, também, o nome do paciente. Assim que fica pronto, o próprio sistema emite um aviso para a equipe de enfermagem, destaca a coordenadora da Farmácia da Oncomed, Renata Pamplona. Na próxima etapa, mais uma ferramenta tecnológica é utilizada para o controle do tratamento. Com o uso de um palmtop, a profissional checa pelo leitor óptico se os códigos do paciente e dos medicamentos, identificados em uma pulseira, conferem com a orientação da prescrição. Após constatada a veracidade, a medicação é liberada para o uso. No entanto, essa aplicação deve ser feita na ordem e no tempo correto. Se algo for trocado, no mesmo instante o palm alerta o erro, relata a coordenadora da enfermagem, Lílian Lage. Além dos pacientes e dos medicamentos, os profissionais da enfermagem também possuem um código de barras que funciona como uma identificação virtual. Dessa forma, é possível saber o responsável por cada procedimento e o horário da aplicação. Para a enfermeira Lílian Pimenta, o sistema informatizado passa segurança para a equipe e ajuda no trabalho diário. É muito simples trabalhar com a prescrição e checagem eletrônica. O uso da tecnologia vem, sem dúvida, ser uma ferramenta eficaz e complementar nos métodos de segurança já existentes na clínica, dando ainda mais garantias de sucesso no tratamento, afirma. DESTAQUE Higienização adequada é prioridade na Oncomed PÁGINA 3 DIA A DIA Sigilo médico é tratado com seriedade pelos profissionais PÁGINA 6 CUIDE-SE Saiba o modo correto de higienizar frutas, legumes e verduras PÁGINA 7 ACONTECE Diversão e aprendizado no treinamento Caça ao Tesouro PÁGINA 8

2 nº14_mar_abr1:layout 1 14/5/ :57 Página 2 EDITORIAL EXPEDIENTE ONCOMED - Centro de Prevenção e Tratamento de Doenças Neoplásicas Rua Bernardo Guimarães, Barro Preto - Belo Horizonte - MG - Cep Telefone (31) Fax (31) Diretor Técnico: Dr. Luiz Adelmo Lodi Produção Editorial: Link Comunicação Jornalista Responsável: Cristina Fonseca Redação: Flávia Rodrigues Editoração: Danielle Marcussi Revisão: Regina Palla Projeto Gráfico: Mondana:IB Foto: Fotolia Impressão: Paulinelli Tiragem: exemplares SEGURANÇA VALORIZA RELAÇÃO COM PACIENTE O processo de certificação da Oncomed pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) e pela ISO 9001 aumentou ainda mais a nossa percepção de que a segurança é o item de maior importância na relação da instituição com o paciente. Por isso estamos dedicando o tema a esta edição. A Oncomed investe constantemente no aprimoramento da gestão da qualidade via controles nos tratamentos realizados da segurança da informação do paciente e, também, em nossa estrutura física. E é com base nisso que desenvolvemos juntamente com a empresa Wheb, o software ERP TASY, um sistema de checagem eletrônica dos medicamentos manipulados e aplicados de acordo com a prescrição eletrônica. Além disso, foi criado um modo de rastreabilidade do prontuário por código de barra, o que garante a segurança da informação do paciente. Todo o processo de controle do tratamento dos pacientes da clínica já era seguro e, com a checagem pelo palmtop, aprimoramos ainda mais esse controle, aumentando também a segurança dos nossos colaboradores. É a Oncomed valorizando a relação com o paciente e sua equipe. Cibele Vitarelli, Diretora Administrativa da Oncomed EM DIA ABEB AFFEMG AGROS ALLIANZ SAÚDE AMAGIS AMIL AMMP ASSEFAZ ASTTER BANCO CENTRAL BHTRANS BRADESCO SAÚDE CAIXA CASSI CASU CNEN COPASA CONVÊNIOS CORREIOS CVRS DESBAN EMBRAPA FASSINCRA FIAT CEMIG SAÚDE FUNDAÇÃO SAÚDE ITAÚ GAMA SAÚDE GEAP GOLDEN-CROSS GOODLIFE MARÍTIMA MATERMED MEDISERVICE MINASCENTERMED OMINT PETROBRAS DISTRIB. PETROBRAS REGAP PLAN ASSISTE PMMG PREVIMINAS PROMED PRO-SOCIAL SAÚDE SULAMÉRICA UNAFISCO SAÚDE UNAFISCO REGIONAL-MG TEMPO SAÚDE SEGURADORA UNIMED USIMINAS VITAE VITALLIS VIVAMED Programação de reuniões científicas do mês de maio e junho : 23/05 - CONTROVÉRSIAS EM ONCOLOGIA: TTO Adjuvante Gist e Linfomas indolentes Dr. Marcos André 30/05-06/06-13/06-20/06-27/06 - Não haverá reunião científica devido à presença do corpo clínico no Congresso Internacional de Oncologia (ASCO) Não haverá reunião científica devido à presença do corpo clínico no Congresso Internacional de Oncologia (ASCO) PÓS - ASCO PÓS - ASCO PÓS - ASCO 2

3 nº14_mar_abr1:layout 1 14/5/ :57 Página 3 DESTAQUE HIGIENIZAÇÃO ADEQUADA GARANTE REDUÇÃO DE INFECÇÕES A higienização na área da saúde é essencial. Para evitar possíveis casos de contaminação, a CCI, junto à equipe de limpeza da clínica, possui um rígido gerenciamento de risco, que foca sempre na qualidade Tão importante quanto oferecer um tratamento de qualidade para os pacientes é primordial que as instituições de saúde estejam atentas às condições de higiene do ambiente e dos materiais utilizados. O cuidado com a imunização permanente contra qualquer risco de contaminação é uma das prioridades da Oncomed, que, visando o bem-estar e a segurança dos pacientes, investe na capacitação e conscientização dos colaboradores para a manutenção da assepsia do local. Desde 2008 a clínica possui uma Comissão de Controle de Infecções (CCI), que é responsável pela vistoria dos produtos de limpeza, pelo armazenamento correto e seguro dos produtos e pela higienização dos ambientes. A comissão, sempre composta por um médico, um enfermeiro e um farmacêutico, faz treinamentos introdutórios e anuais com a equipe da clínica, com orientações sobre os procedimentos de limpeza da instituição. A higienização na área da saúde é essencial. Para evitar possíveis casos de contaminação, a CCI, junto à equipe de limpeza da clínica, possui um rígido gerenciamento de risco, que foca sempre na qualidade, afirma enfermeira e coordenadora da Comissão de Controle de Infecções da Oncomed, Lílian Lage. Ela salienta que a fiscalização é realizada de forma rígida e controlada, mas que é necessário que todos tenham consciência da seriedade que é o assunto. A clínica deve fazer seu papel, mas é importante a colaboração de todos. Às vezes fazemos algumas ações de surpresas, que envolvem também os pacientes e familiares.recen - temente ensinamos na ala da quimioterapia o modo correto de lavar as mãos. Se cada um fizer isso e tiver atitudes individuais de limpeza, eventuais perigos de contaminação poderão ser evitados, ressalta. Além dos treinamentos com os colaboradores em geral, são realizados alguns específicos com os departamentos de farmácia, enfermagem e higiene. Durante as orientações, os funcionários aprendem a manusear, esterilizar e descartar agulhas, seringas, cateteres, sondas, entre outras ferramentas com as quais o paciente tem contato direto. O departamento de higiene também está em constante contato com a CCI, o que garante o controle de todo o processo. Temos uma equipe altamente capacitada, com escalas de atividades bem estabelecidas, como as vistorias constantes nos banheiros. Temos também um controle rígido de todo o parque de enxoval utilizado na instituição, além de um plano de gerenciamento de resíduos de serviços de saúde, que determina os horários e as condições ideais para os lixos serem coletados, explica a supervisora de higiene da clínica,valdirene Teodósio. A enfermeira Lílian Lage listou algumas medidas de higiene que são primordiais e que devem ser realizadas no cotidiano de todos: }} Lavar as mãos antes e depois das refeições; }} Lavar as mãos antes e depois de utilizar o banheiro; }} Higienização adequada com os alimentos, principalmente os crus. Para frutas, legumes e verduras, é recomendável fazer a cloração, que se trata da imersão dos alimentos em um litro de água com algumas gotinhas de água sanitária; }} Ser adepto da etiqueta da gripe. Quando espirrar ou tossir, utilizar um lenço de papel. Caso a gripe seja muito forte, é recomendárvel analisar a necessidade do uso de uma máscara; }} Para os profissionais da saúde, sempre que for manipular um paciente, além de lavar as mãos, friccioná-las com álcool gel. 3

4 nº14_mar_abr1:layout 1 14/5/ :57 Página 4 PREVENÇÃO PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA ONCOMED É FEITA PELOS PRÓPRIOS COLABORADORES A Brigada de Incêndio da Oncomed, em um trabalho conjunto com a Cipa, faz vistorias constantes, identificando qualquer tipo de irregularidade para garantir à edificação um nível ótimo de proteção no segmento de segurança contra incêndios e pânico Muito além de garantir a integridade dos funcionários, pacientes e bens, a preocupação com a segurança predial da Oncomed garante a continuidade dos serviços da clínica. E é pensando nisso que a instituição segue com rigor as normas de segurança e saúde regulamentadas pelo Ministério do Trabalho. O órgão estabelece que em uma empresa com até 19 colaboradores em regime de Consolidação das Leis do Trabalho(CLT), pelo menos um deve receber treinamento para identificar e avaliar riscos no ambiente de atividade profissional e, também, estar preparado para usar extintores de incêndio em situações de emergência. Seguindo o princípio de envolver os colaboradores nas atividades institucionais da clínica, a Oncomed possui uma Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa), que é constituída por quatro representantes, sendo dois membros indicados e outros eleitos pelos funcionários. A comissão tem como finalidade prevenir acidentes e doenças decorrentes do tra balho e solicitar medidas para reduzir e eliminar os riscos existentes. Recebemos um treinamento de 36 horas de uma empresa especializada e, a partir disso, ficamos responsáveis por promover inspeções mensais em todo o prédio, verificando as condições dos extintores de incêndio, iluminação, ergonomia, interruptores e tudo o que pode ser considerado de risco para pacientes e colaboradores da instituição, esclarece a secretária da Oncomed e vice-presidente da Cipa, Fernanda Pereira Gil. Fernanda diz ainda que a comissão faz campanhas voltadas para a saúde e para o bemestar do colaborador, visando sempre melhorar as condições de trabalho dele. Já fizemos ações falando sobre a importância de utilizar o descanso para os pés, a postura correta ao utilizar o computador e as formas de combater a dengue. Informações básicas, mas fundamentais no dia a dia de todos. No entanto, o mais importante é estabelecer uma relação de diálogo e conscientização, de forma criativa e participativa, conta. Os membros eleitos para a Cipa ficam no cargo durante um ano e, como contrapartida, ganham estabilidade de dois anos na empresa. A Comissão tem suporte legal no artigo 163 da Consolidação das Leis do Trabalho. 4 BRIGADA DE INCÊNDIO Além da Cipa, a Oncomed possui também com uma equipe orientada pelo Corpo de Bombeiros para atuar em situações de emergência. O grupo de brigadistas, composto por colaboradores da instituição, recebeu treinamento para o combate a princípio de incêndios, planos de abandono, tipos de extintores, primeiros socorros e outras ações que são primordiais e que antecedem a chegada dos profissionais no local da emergência. A Brigada de Incêndio da Oncomed, em um trabalho conjunto com a Cipa, faz vistorias constantes, identificando qualquer tipo de irregularidade para garantir à edificação um nível ótimo de proteção no segmento de segurança contra incêndios e pânico, informa a supervisora da higiene e brigadista da Oncomed, Valdirene de Souza Santos Teodósio. A clínica conta, atualmente, com um quadro de 31 brigadistas capacitados, que passam por uma reciclagem anual.

5 nº14_mar_abr1:layout 1 14/5/ :57 Página 5 DIA A DIA SIGILO PROFISSIONAL EM RESPEITO À VONTADE DOS PACIENTES O conceito de confidencialidade médica, imortalizada no juramento de Hipócrates, realizado por todos os médicos quando se formam, é levado a sério pelos profissionais da Oncomed Belo Horizonte - Centro de Prevenção e Tratamento de Doenças Neoplásticas. Todos na clínica tratam com preocupação a integridade o sigilo das informações sobre o paciente. Para garantir a ética e impedir a divulgação não autorizada de dados, a equipe é constantemente treinada e orientada no atendimento aos familiares e amigos dos pacientes. Possuímos arquivos completos com informações como nome, endereço, tratamento em andamento, histórico de doenças, alergias, exames e até dosagem de medicações utilizadas. Entendemos a preocupação dos parentes, mas não podemos passar nenhum dado sem a prévia autorização do paciente e do médico., destaca a supervisora de atendimento da Oncomed, Sheila Vasconcelos. A supervisora relata que os exames deixados pelos pacientes também são protocolados e devolvidos somente para eles, que assinam um formulário de recebimento, ficando em poder da instituição por 20 anos. Quando algum amigo ou familiar nos solicita informações mais detalhadas, que não temos autorização de passar, sugerimos uma reunião com o médico responsável, que pode conduzir e orientar os interessados, enfatiza. Na hipótese de que o paciente não tenha condições para autorizar o repasse dos dados, as informações devem ser dadas somente por ordem judicial - que fica retida na clínica - ou sob a forma de laudo, que deverá revelar o diagnóstico e o procedimento médico. O prontuário original, na sua totalidade ou em partes, não deve ser fornecido aos solicitantes, pois é um documento que, obrigatoriamente, precisa ser arquivado pela entidade. Já no caso de menores de idade, os responsáveis possuem total acesso a esses dados. Em algumas situações ocorre o contrário e é o paciente que deve ser poupado de certos detalhes sobre o seu estado de saúde. Cada caso é analisado separadamente, mas isso ocorre geralmente com pessoas muito idosas ou com alguém que possa correr algum risco com o conhecimento do seu estado de saúde. Além disso, frequentemente nos deparamos com perguntas sobre o tratamento e seus efeitos colaterais. Quando isso ocorre, também orientamos que o médico seja procurado, pois...o que quer que eu veja ou entenda na sociedade, durante ou fora do exercício de minha profissão, eu guardarei o que jamais necessite ser divulgado, mantendo a discrição como um dever em tais casos... Hipócrates, 460 a.c. somente ele possui autorização e a competência necessária para tirar as dúvidas do paciente, complementa a supervisora de atendimento, Sheila Vasconcelos. SIGILO PROFISSIONAL Todos os colaboradores de atendimento da Oncomed são instruídos a seguirem os termos abaixo, que são encontrados em todos os Procedimentos Operacionais Padrões (POP's): Nos termos que dispõem sobre a normatização do sigilo profissional, constitui obrigação de todos os funcionários, dentro ou fora da Oncomed, manter sigilo sobre: I - todas as informações relativas ao paciente, quer obtidas mediante diagnósticos e exames, quer obtidas mediante outros procedimentos pertinentes ao e- xercício profissional; II - tudo aquilo que for presenciado durante todo e qualquer ato médico e assistencial; III - o estado de saúde do paciente, bem como o andamento do tratamento; IV - informações prestadas pelo paciente ao médico ou a outro profissional de saúde; V - quaisquer dados do prontuário do paciente, salvo por autorização deste ou de seu responsável. 5

6 nº14_mar_abr1:layout 1 14/5/ :57 Página 6 DIA A DIA A SEGURANÇA COMEÇA NA PORTARIA Pensando no bem-estar e tranquilidade dos visitantes, pacientes e colaboradores, a Oncomed acaba de adquirir 11 novas câmaras para o seu circuito interno de segurança. Agora são 26 equipamentos que registram, 24 horas por dia, toda a movimentação nas áreas comuns da clínica. Temos em média nove mil entradas e saídas por mês no prédio. Com tantas pessoas passando diariamente por aqui, é necessário tomarmos todas as precauções de segurança necessárias. E como se trata de um estabelecimento que atua na área da saúde, este cuidado deve ser redobrado, ressalta a supervisora da portaria da Oncomed, Julianne Andrade. Julianne também destaca a importância de se fazer o registro ao entrar toda vez na clínica, além de utilizar, de forma visível, os crachás dentro das dependências do prédio. Apesar de gastarmos alguns minutos preenchendo os dados, esse controle é essencial para sabermos quem está entrando na clínica e qual é o seu objetivo lá dentro. A devolução dos crachás na portaria também é primordial para que eles não se percam e sejam indevidamente usados por pessoas que desconhecemos, alerta. Esse rigor também é reconhecido por quem passa pela Oncomed. O paciente Rildo Guiomar dos Santos, policial militar que vai à clínica uma vez por semana, acredita que as ferramentas e os processos de controle de entrada e saída atuam como um intimidador para as pessoas mal intencionadas. Como policial, sei que todo tipo de cuidado é importante e, como paciente, tenho a tranquilidade de saber que estou fazendo meu tratamento em um local onde primam também pela minha segurança física, relata Rildo Santos. EQUIPE DE ENFERMAGEM SE DESTACA PELA COMPETÊNCIA E HUMANIZAÇÃO Um trabalho que exige não só competência, mas também muito carinho, dedicação e cuidado com o outro. É assim que a equipe de enfermagem da Oncomed desempenha o trabalho na clínica. Composto por 14 pessoas, sendo três enfermeiras, nove técnicos e dois acadêmicos, o grupo vem se destacando pelo profissionalismo e pelo trabalho humanizado. É uma satisfação coordenar uma equipe que faz tudo com muita dedicação e amor. Contamos com profissionais qualificados que possuem profundo conhecimento nos processos de enfermagem. A experiência em outros setores, como emergência e unidade intensiva de saúde, e o entrosamento do grupo também são essenciais para o sucesso do departamento, observa a coordenadora da enfermagem da Oncomed, Lílian Lage. A primeira pessoa a compor a equipe foi Ângela Maria Chiareli, técnica em enfermagem que atua na clínica desde o seu início, há 17 anos. Vivi momentos inesquecíveis, de alegrias, tristezas e fortes emoções. Trabalhar na enfermagem oncológica exige um equilíbrio psicológico muito grande, afinal, passamos muito tempo com o paciente e nos envolvemos com a história dele. Comemorarmos as vitórias e sofremos nas derrotas também, lembra Ângela. Da mesma forma pensa a enfermeira Lilian Pimenta, que atua há dois anos na Oncomed. Este é, sem dúvida, o maior desafio da minha carreira. Sinto que a cada dia cresço profissionalmente e pessoalmente aqui dentro, afirma. Ela destaca que outra característica da equipe é a inquietude intelectual. Além dos treinamentos mensais internos, o departamento participa constantemente de congressos e simpósios nacionais e regionais da área. Com a constante busca do conhecimento e capacitação e da valorização das atividades em equipe, conquistamos um ambiente de trabalho saudável, alegre e com profissionais extremamente competentes, completa Lílian Pimenta.

7 nº14_mar_abr1:layout 1 14/5/ :58 Página 7 CUIDE-SE COMO HIGIENIZAR OS ALIMENTOS Frutas, legumes e verduras são alimentos fundamentais para nossa saúde, sendo fonte de vitaminas, minerais e fibras. Porém, se não forem higienizados da forma correta, eles podem trazer grande risco de contaminação. Veja abaixo algumas dicas de como limpar de forma adequada esses alimentos. ETAPAS DA HIGIENIZAÇÃO: 1. Retirar as partes estragadas; 2. Após lavar e desinfetar as mãos, pré-lavar os alimentos inteiros um a um, inclusive folhas, em água corrente limpa e tratada; 3. Inseri-los todos de uma vez em solução clorada*, deixando de molho por 15 minutos; 4. Enxaguar em água corrente; 5. Transferir as hortaliças para vasilhame limpo até o momento do uso. Caso exceda 30 minutos, levá-los para serem refrigerados; 6. Cobrir as folhas e os legumes/frutas com filme plástico transparente ou com tampa para proteger da poeira, insetos e outros contaminantes. MANIPULAÇÃO Cuidado com a higiene das mãos, facas, tábuas de corte e com o tempo de exposição. Todos os alimentos pré-preparados que necessitem de refrigeraçã, devem ser mantidos na geladeira até a etapa de preparo. * Como preparar a solução clorada Coloque todos os produtos em uma bacia limpa com uma solução que contenha cloro de concentração entre 100 e 200 partes por milhão (ppm) - pode ser 1 colher de sopa de água sanitária 2,0 a 2,5% para um litro de água. É importante verificar se a água sanitária pode ser utilizada em alimentos. As informações estão no rótulo. NUTRIR Evitando as inflamações Sua imunidade anda baixa? Aposte em um prato com ingredientes certos e bem equilibrados. Os alimentos ricos em ômega-3, como o azeite, o salmão e a sardinha, por exemplo, são boas opções para quem quer permanecer longe de inflamações. A nutricionista da Oncomed, Kelly Araújo, indicou uma receita de sardinha grelhada que além de ser deliciosa, contribui para aumentar a imunidade do organismo. SARDINHA GRELHADA Ingredientes: 1 kg de sardinha limpa aberta em filé sem espinha (espalmada) 1/3 xícara (chá) de azeite ½ colher (sopa) de salsa picada ¼ xícara (chá) de limão Sal a gosto Modo de preparo: Tempere o peixe com sal a gosto e suco de limão. Grelhe as sardinhas no azeite e finalize com salsa picadinha. 7

8 nº14_mar_abr1:layout 1 14/5/ :58 Página 8 ACONTECE DIVERSÃO E APRENDIZADO NA CAÇA AO TESOURO Fotos: Um momento de aprendizado e muito divertimento. Foi assim o dia de treinamento "Caça ao Tesouro Oncomed". No dia 24 de março, sábado, 85 colaboradores, médicos e estagiários da clínica se reuniram no sitio Bodocó, em Betim, para participar de uma série de atividades lúdicas que trabalharam o espírito de liderança e a sintonia entre equipes. Organizada pelo departamento de Recursos Humanos da Oncomed, a ação foi o início de uma série de treinamentos que ocorrerão na empresa. "A ideia do Caça ao Tesouro surgiu da necessidade de manter um clima leve e alegre no trabalho. Quando a pessoa está feliz e satisfeita com o que faz,sua produtividade cresce. Antes mesmo de saberem do que se tratava, os colaboradores já estavam animados com a novidade. O setor de marketing fez um belo trabalho para instigar todos a participarem da ação, que teve uma adesão de quase 100%", destaca a coordenadora de Recursos Humanos da Oncomed, Renata Morais. Renata conta que a diversão começou ainda nos ônibus que levaram os funcionários ao sítio. Na chegada ao local, todos foram recebidos com um delicioso café da manhã e brindes, como camisetas, bonés e filtros solares. Após o lanche, a psicóloga e convidada Norma Santana chamou todos para uma sala de treinamento climatizada, onde foi realizada uma dinâmica, valorizando o autoconhecimento. Logo depois começou a atração mais esperada do dia: a Caça ao Tesouro. Os participantes foram divididos em quatro equipes e, cada uma, teve de eleger um líder, independente do cargo que esta pessoa ocupa. Depois de algumas orientações, todos se organizaram para acharem as pistas e peças do quebra-cabeça que formavam a logomarca da Oncomed. "Foi uma atividade superdivertida. As pessoas tiveram de interagir e,cada um com sua habilidade, propôs possíveis soluções para que as equipes alcançassem seus objetivos. Para encontrar as melhores alternativas, o líder delegou funções e os participantes ouviram uns aos outros. Com a ação, pontos fracos e fortes foram percebidos, além de perfis interessantes de liderança", afirma Renata. Ao final, todos os grupos encontraram o tesouro, que nada mais era que um baú com um espelho dentro. Todos olharam para dentro do baú e viram que o real tesouro são eles mesmos. Quando nos conhecemos e nos valorizamos, alcançamos o que queremos, conclui. No fim da brincadeira, todos receberam um kit atitude, que continha objetos que simbolizava o aprendizado que tiveram. E, para fechar o dia em grande estilo, nada melhor que um churrasco compartilhado. Novamente todos foram divididos em grupos que ficaram responsáveis por diferentes etapas da festa. Enquanto uns faziam a comida e a sobremesa, outros trabalhavam na decoração, limpeza e animação. O resultado foi um delicioso almoço feito a várias mãos e em meio a muitas risadas. MUDANÇAS NO DIA A DIA De acordo com a Administradora da Oncomed, Cibele Vitarelli, o treinamento já surtiu efeitos no dia a dia. "Foi uma alegria ver todos comentando o tanto que gostaram. Às vezes precisamos sair da rotina termos a oporutnidade de conhecer os colegas e propor soluções para que o processo dê certo no trabalho. Sem o departamento de higiene, por exemplo, a farmácia e a enfermagem não funcionariam. Apesar de sermos divididos em setores, no final das contas somos um único grupo, ressalta Cibele. Um exemplo é o técnico em manipulação de Farmácia, Vinícius Fernandes. Ele diz que, depois do treinamento, passou a ter mais entrosamento com outros funcionários. "Na caça ao tesouro fiz amigos, soube mais sobre outras áreas da clínica e aprimorei minha forma de trabalhar em equipe. O ciclo de treinamento terá continuidade. Outras dinâmicas serão feitas quinzenalmente na própria Oncomed. 8 Remetente: ONCOMED - Centro de Prevenção e Tratamento de Doenças Neoplásicas Rua Bernardo Guimarães, Barro Preto Belo Horizonte - MG - Cep

SAÚDE COM QUALIDADE RECONHECIDA

SAÚDE COM QUALIDADE RECONHECIDA nº13_jan_fev:layout 1 9/3/2012 17:43 Página 1 ANO 4 Nº 13 JAN-FEV 2012 SAÚDE COM QUALIDADE RECONHECIDA O cuidado com a saúde, sem dúvida é um dos serviços mais importantes que demandamos em nosso dia a

Leia mais

ONCOMED SUCESSO NA PRIMEIRA JORNADA MINEIRA DE CÂNCER DE MAMA INFORMATIVO. Asco 2013 e os tumores do sistema nervoso central

ONCOMED SUCESSO NA PRIMEIRA JORNADA MINEIRA DE CÂNCER DE MAMA INFORMATIVO. Asco 2013 e os tumores do sistema nervoso central INFORMATIVO ONCOMED ANO 5 Nº 17 OUT - DEZ 2013 Carol Reis SUCESSO NA PRIMEIRA JORNADA MINEIRA DE CÂNCER DE MAMA Na última semana de setembro, às vésperas da campanha Outubro Rosa período em que vários

Leia mais

CCIH/SCIH: a Enfermagem à frente da prevenção de infecções hospitalares

CCIH/SCIH: a Enfermagem à frente da prevenção de infecções hospitalares freeimages.com CCIH/SCIH: a Enfermagem à frente da prevenção de infecções hospitalares A adesão dos profissionais de saúde e o envolvimento de pacientes e familiares nas medidas de prevenção reduzem o

Leia mais

POR DENTRO DAS DIRETRIZES DA ONCOMED

POR DENTRO DAS DIRETRIZES DA ONCOMED nº12_set_out_final:layout 1 11/11/2011 17:07 Página 1 ANO 3 Nº 12 NOV-DEZ 2011 Divulgação POR DENTRO DAS DIRETRIZES DA ONCOMED Para as empresas, é sempre um desafio encontrar formas eficientes de disseminar

Leia mais

CARTILHA ELETRÔNICA INFLUENZA A (H1N1) INFORMAÇÃO E PREVENÇÃO PARA AS ESCOLAS

CARTILHA ELETRÔNICA INFLUENZA A (H1N1) INFORMAÇÃO E PREVENÇÃO PARA AS ESCOLAS CARTILHA ELETRÔNICA INFLUENZA A (H1N1) INFORMAÇÃO E PREVENÇÃO PARA AS ESCOLAS ORIENTAÇÃO AOS PEDAGOGOS Todas as informações constantes nesta cartilha devem ser levadas ao conhecimento de todos os alunos,

Leia mais

PORTO DIAS. Família! A parceria que cuida do paciente com competência e carinho. Fonte: www.google.com.br/imagens

PORTO DIAS. Família! A parceria que cuida do paciente com competência e carinho. Fonte: www.google.com.br/imagens H O S P I TA L & Família! A parceria que cuida do paciente com competência e carinho. Fonte: www.google.com.br/imagens 1 Telefones Úteis (HPD) Call Center 9999 Nutrição 3106 (Bloco A) / 9652(Bloco D) Recepção

Leia mais

Manual de Orientação ao Cliente

Manual de Orientação ao Cliente Manual de Orientação ao Cliente Prezado Cliente O Hospital IGESP reúne em um moderno complexo hospitalar, os mais avançados recursos tecnológicos e a excelência na qualidade do atendimento prestado por

Leia mais

ESF Estratégia de Saúde da Família GESTÃO DE PESSOAS. 40 Relatório de Gestão 2014. Copyright. Proibida cópia ou reprodução sem autorização do IABAS.

ESF Estratégia de Saúde da Família GESTÃO DE PESSOAS. 40 Relatório de Gestão 2014. Copyright. Proibida cópia ou reprodução sem autorização do IABAS. ESF Estratégia de Saúde da Família GESTÃO DE PESSOAS 40 Relatório de Gestão 2014 B lanço Soci l ESF Estratégia de Saúde da Família Relatório de Gestão 2014 41 GESTÃO DE PESSOAS Gestão de Pessoas Com o

Leia mais

Boas Práticas - 2012

Boas Práticas - 2012 EXPRESSO GUANABARA S/A - CNPJ: 41.550.112/0001-01 END. ROD BR 116 KM 04 N 700 MESSEJANA FORTALEZA/CE CATEGORIA: ADESÃO DOS COLABORADORES Boas Práticas - 2012 PROJETO 1 QUALIFICAÇÃO PERMANENTE PROJETO 2

Leia mais

Escritório Verde. Dicas práticas para tornar seu escritório sustentável

Escritório Verde. Dicas práticas para tornar seu escritório sustentável Escritório Verde Dicas práticas para tornar seu escritório sustentável Use a criatividade e o bom senso para gerar conscientização ecológica e economia Escritório Verde Dicas práticas para tornar seu escritório

Leia mais

Seção 2: Atenção ao Paciente Subseções: Terapia Dialítica, Assistência Antineoplásica e Hemoterápica. Flávia Soveral Miranda Fabíola Raymundo

Seção 2: Atenção ao Paciente Subseções: Terapia Dialítica, Assistência Antineoplásica e Hemoterápica. Flávia Soveral Miranda Fabíola Raymundo Seção 2: Atenção ao Paciente Subseções: Terapia Dialítica, Assistência Antineoplásica e Hemoterápica Flávia Soveral Miranda Fabíola Raymundo Requisitos comuns a todos as subseções Planeja as atividades,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE HOSPITAL REGIONAL DA LAPA SÃO SEBASTIÃO

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE HOSPITAL REGIONAL DA LAPA SÃO SEBASTIÃO GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ A clínica de Tisiologia é constituída com pacientes que, para tratamento de sua patologia, necessitam de longa permanência no hospital. Assim, a fim de facilitar a convivência

Leia mais

N REQUISITOS OBSERVAÇÕES

N REQUISITOS OBSERVAÇÕES N REQUISITOS OBSERVAÇÕES 01 02 03 04 05 06 07 A - MANUTENÇÃO E SUPORTE A empresa fornece produto de software com Verificar se a empresa fornece manual do produto (instalação), documentação de suporte ao

Leia mais

Dr. Cid Buarque de Gusmão Diretor Presidente Centro de Combate ao Câncer

Dr. Cid Buarque de Gusmão Diretor Presidente Centro de Combate ao Câncer Dr. Cid Buarque de Gusmão Diretor Presidente Centro de Combate ao Câncer 31 de Agosto de 2010 Centro de Combate ao Câncer QUEM SOMOS Centro de Combate ao Câncer NOSSAS DIRETRIZES Nossa Visão - O que buscamos

Leia mais

Área limpa amplia controle. no processo de manipulação.

Área limpa amplia controle. no processo de manipulação. Case: Hospital São José Área limpa amplia controle no processo de manipulação Em sua busca para se tornar referência em tratamentos oncológicos, o Hospital São José investe na criação de uma área limpa

Leia mais

*RESOLUÇÃO SMSDC Nº 1.424 DE 16 DE FEVEREIRO DE 2009

*RESOLUÇÃO SMSDC Nº 1.424 DE 16 DE FEVEREIRO DE 2009 *RESOLUÇÃO SMSDC Nº 1.424 DE 16 DE FEVEREIRO DE 2009 O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE SAÚDE E DEFESA CIVIL, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor, e CONSIDERANDO o Decreto Municipal

Leia mais

HUMANIZAÇÃO EM PAUTA: CONGRESSO DA ASCO DEBATE FOCO NO PACIENTE. DESTAQUE Males silenciosos provocados pela tecnologia

HUMANIZAÇÃO EM PAUTA: CONGRESSO DA ASCO DEBATE FOCO NO PACIENTE. DESTAQUE Males silenciosos provocados pela tecnologia ANO 3 Nº 11 AGO-SET 2011 Divulgação HUMANIZAÇÃO EM PAUTA: CONGRESSO DA ASCO DEBATE FOCO NO PACIENTE A humanização do tratamento contra o câncer foi o centro das preocupações do 47 Congresso da Sociedade

Leia mais

ONCOMED ONCOMED PREPARA INAUGURAÇÃO DE MODERNO CENTRO DE ONCOLOGIA INFORMATIVO

ONCOMED ONCOMED PREPARA INAUGURAÇÃO DE MODERNO CENTRO DE ONCOLOGIA INFORMATIVO INFORMATIVO ONCOMED ANO 5 Nº 16 JAN - FEV 2013 Xxxxxxx ONCOMED PREPARA INAUGURAÇÃO DE MODERNO CENTRO DE ONCOLOGIA Pioneirismo, valorização da vida e foco no paciente são características que acompanham

Leia mais

UM OLHAR SOBRE A ALIMENTAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Sandra Aparecida Machado Polon Professora Pedagogia UNICENTRO 2

UM OLHAR SOBRE A ALIMENTAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Sandra Aparecida Machado Polon Professora Pedagogia UNICENTRO 2 UM OLHAR SOBRE A ALIMENTAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL Silvia de Souza acadêmica 3º ano Pedagogia UNICENTRO 1 Sandra Aparecida Machado Polon Professora Pedagogia UNICENTRO 2 RESUMO: Este artigo dialogou com

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NO PREPARO DE ALIMENTOS

BOAS PRÁTICAS NO PREPARO DE ALIMENTOS BOAS PRÁTICAS NO PREPARO DE ALIMENTOS SÉRIE: SEGURANÇA ALIMENTAR e NUTRICIONAL Autora: Faustina Maria de Oliveira - Economista Doméstica DETEC Revisão: Dóris Florêncio Ferreira Alvarenga Pedagoga Departamento

Leia mais

Educação Financeira e Previdenciária Case - Fundação CEEE. Magdarlise Dal Fiume Germany Gerente Relações Institucionais

Educação Financeira e Previdenciária Case - Fundação CEEE. Magdarlise Dal Fiume Germany Gerente Relações Institucionais Educação Financeira e Previdenciária Case - Fundação CEEE Magdarlise Dal Fiume Germany Gerente Relações Institucionais Programa de Educação Financeira e Previdenciária - Criação Aprovado pela PREVIC em

Leia mais

Pesquisa Clínica. Orientações aos pacientes

Pesquisa Clínica. Orientações aos pacientes Pesquisa Clínica Orientações aos pacientes 2009 Ministério da Saúde. É permitida a reprodução total ou parcial desta obra, desde que citada a fonte. Tiragem: 1000 exemplares Criação, Informação e Distribuição

Leia mais

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE INTERNAÇÃO (11) 4414-6072. Horário de Funcionamento: De 2ª a 6ª: das 6h às 22h Sábados e feriados: das 7h às 19h

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE INTERNAÇÃO (11) 4414-6072. Horário de Funcionamento: De 2ª a 6ª: das 6h às 22h Sábados e feriados: das 7h às 19h O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE INTERNAÇÃO Tel.: (11) 4414-6000 - Ramal: 6420 (11) 4414-6072 Horário de Funcionamento: De 2ª a 6ª: das 6h às 22h Sábados e feriados: das 7h às 19h Seja bem-vindo ao nosso

Leia mais

Comando do Corpo de Bombeiros. Mód 5 Plano de Emergência Contra Incêndio e Brigada de Incêndio. Maj. QOBM Fernando

Comando do Corpo de Bombeiros. Mód 5 Plano de Emergência Contra Incêndio e Brigada de Incêndio. Maj. QOBM Fernando Comando do Corpo de Bombeiros Mód 5 Plano de Emergência Contra Incêndio e Brigada de Incêndio Maj. QOBM Fernando Plano de Emergência Requisitos para Elaboração e Aspectos a serem Observados; Implementação

Leia mais

OSS SANTA MARCELINA HOSPITAL CIDADE TIRADENTES

OSS SANTA MARCELINA HOSPITAL CIDADE TIRADENTES OSS SANTA MARCELINA HOSPITAL CIDADE TIRADENTES CASE DE SUCESSO: 5S COMO FERRAMENTA DE CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL PARA AS EQUIPES DO HOSPITAL CIDADE TIRADENTES Responsável pela Instituição: Renata Souza

Leia mais

Procedimento Operacional Padrão (POP) Núcleo de Segurança do Paciente - COSEP - NUVISAH Título: Práticas seguras de distribuição de medicamentos.

Procedimento Operacional Padrão (POP) Núcleo de Segurança do Paciente - COSEP - NUVISAH Título: Práticas seguras de distribuição de medicamentos. Procedimento Operacional Padrão (POP) Núcleo de Segurança do Paciente - COSEP - NUVISAH Título: Práticas seguras de distribuição de medicamentos. POP nº 06 - NUVISAH/HU Versão: 01 Próxima revisão: 30/07/2016

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014. Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social

RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014. Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014 Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social Entidade: Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil Endereço: Rua Antônio Miguel Pereira

Leia mais

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br Soluções em Software para Medicina Diagnóstica www.digitalmed.com.br NOTA DE AGRADECIMENTO Primeiramente, agradecemos pela sua receptividade em conhecer as nossas soluções, afinal, é sempre uma imensa

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO RIO GRANDE DO SUL Autarquia Federal Lei n 5.905/73

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO RIO GRANDE DO SUL Autarquia Federal Lei n 5.905/73 DECISÃO COREN-RS Nº 006/2009 Dispõe sobre as normatizações para o exercício do profissional Enfermeiro em relação à constituição e funcionamento das Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs).

Leia mais

Programa 5S s UDESC/CCT/GQL

Programa 5S s UDESC/CCT/GQL Programa 5S s UDESC/CCT/GQL Prof. Alan Schmitt 1 Estágios de LIMPEZA Limpeza pode ser entendida como inspeção, para encontrar e eliminar problemas que possam se apresentar Limpeza Geral Limpar tudo Varrer

Leia mais

Relatório de Gestão da CCIH

Relatório de Gestão da CCIH Relatório de Gestão da CCIH 1 - Apresentação A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar CCIH é formada por membros executores -01 enfermeira, 01 farmacêutica e 01 infectologista e consultoresrepresentantes

Leia mais

COMIDA DE ESCOLA NA COZINHA. O que é?

COMIDA DE ESCOLA NA COZINHA. O que é? Receitas COMIDA DE ESCOLA O que é? Comida de Escola é um conjunto de vídeos de culinária gravados no ambiente real da escola e destinados às merendeiras. Neles, um chefe e duas cozinheiras compartilham

Leia mais

Orientações gerais para as famílias. Educação Infantil

Orientações gerais para as famílias. Educação Infantil Educação Infantil DIREÇÃO PEDAGÓGICA Profª. Monica B. Mazzo - Diretora Pedagógica - mmazzo@albertsabin.com.br Profª. Suzy Vieira Março de Souza - Coordenadora - ssouza@albertsabin.com.br Prezados Pais,

Leia mais

Transferências. Manual do Paciente [3]

Transferências. Manual do Paciente [3] INTERNAÇÃO Procedimentos de internação A recepção de internação é a responsável pela formalização de sua acolhida neste hospital. Internação particular DE URGÊNCIA: Pagamentos efetuados a cada 48 horas,

Leia mais

PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DA SAÚDE (PGRSS)

PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DA SAÚDE (PGRSS) PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DA SAÚDE (PGRSS) 1 1. Apresentação do Projeto O presente documento tem por finalidade apresentar um Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviço de Saúde

Leia mais

Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês AÇÕES SUSTENTÁVEIS DO HOSPITAL GERAL DO GRAJAÚ

Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês AÇÕES SUSTENTÁVEIS DO HOSPITAL GERAL DO GRAJAÚ Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês AÇÕES SUSTENTÁVEIS DO HOSPITAL GERAL DO GRAJAÚ Autores: Raphaella Rodrigues de Oliveira Gerente de Hotelaria; Rafael Saad Coordenador Administrativo.

Leia mais

O Prontuário rio Eletrônico do Paciente no Cunha 7 anos de sucesso

O Prontuário rio Eletrônico do Paciente no Cunha 7 anos de sucesso O Prontuário rio Eletrônico do Paciente no Hospital Márcio M Cunha 7 anos de sucesso INFORMAÇÕES GERAIS Hospital Geral com 480 leitos 02 unidades de internação 38 especialidades médicas 70% do atendimento

Leia mais

As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames

As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames Introdução Fique atento aos padrões do CFM ÍNDICE As 6 práticas essenciais de marketing para clínicas de exames Aposte em uma consultoria de

Leia mais

AVALIAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DO FORNECEDOR

AVALIAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DO FORNECEDOR Prezado Fornecedor, A Innova S/A, empresa certificada nas normas ISO 9001:2000, ISO 14001:1996, OHSAS 18001, avalia seus fornecedores no atendimento de requisitos relativos a Qualidade, Meio Ambiente,

Leia mais

Cód. Doc. TAB-RHU-003

Cód. Doc. TAB-RHU-003 1 de 27 ÁREA: SUPERINTENDÊNCIA CARGO: Diretor Superintendente Garantir o correto funcionamento dos sistemas de informação utilizados pela empresa; Aprovar projetos de melhorias nos equipamentos e sistemas

Leia mais

PLANO DE TRABALHO PARA IMPLANTAÇÃO DA A3P CNPJ/MF 10.565.000/0001-92 CEP 50.030-230 CPF 342.246.884-68 CEP 52.041-170

PLANO DE TRABALHO PARA IMPLANTAÇÃO DA A3P CNPJ/MF 10.565.000/0001-92 CEP 50.030-230 CPF 342.246.884-68 CEP 52.041-170 PLANO DE TRABALHO PARA IMPLANTAÇÃO DA A3P 1. DADOS CADASTRAIS Órgão SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE Endereço CAIS DO APOLO, Nº 925, BAIRRO DO RECIFE Cidade RECIFE UF PE Nome do Responsável MARCELO AUGUSTO

Leia mais

MÉDICO E PACIENTE: DISCUTINDO A RELAÇÃO. DESTAQUE Tire suas dúvidas sobre o câncer de pele e curta o Verão sem culpa

MÉDICO E PACIENTE: DISCUTINDO A RELAÇÃO. DESTAQUE Tire suas dúvidas sobre o câncer de pele e curta o Verão sem culpa ANO 3 Nº 09 MAR-ABR 2011 Stock Photos MÉDICO E PACIENTE: DISCUTINDO A RELAÇÃO Um dos relacionamentos profissionais mais delicados que existem é aquele entre um paciente e seu médico. Por envolver questões

Leia mais

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br Soluções em Software para Medicina Diagnóstica www.digitalmed.com.br NOTA DE AGRADECIMENTO Primeiramente, agradecemos pela sua receptividade em conhecer as nossas soluções, afinal, é sempre uma imensa

Leia mais

PGRSS PASSO A PASSO NATAL/RN NOV/2013

PGRSS PASSO A PASSO NATAL/RN NOV/2013 NATAL/RN NOV/2013 PLANO DE GERENCIAMENTO DE RSS Documento que aponta e descreve ações relativas ao manejo dos resíduos sólidos nos estabelecimentos assistenciais de saúde Considerando as Características

Leia mais

www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 Conheça o software de gestão ideal para a sua instituição

www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 Conheça o software de gestão ideal para a sua instituição www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 Conheça o software de gestão ideal para a sua instituição Transforme sua instituição em uma empresa altamente eficaz. Só mesmo quem administra uma instituição sabe como

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE TECNOLOGIAS: Atendimento das Prescrições por Lote e com Uso de Palmtop

UTILIZAÇÃO DE TECNOLOGIAS: Atendimento das Prescrições por Lote e com Uso de Palmtop UTILIZAÇÃO DE TECNOLOGIAS: Atendimento das Prescrições por Lote e com Uso de Palmtop Hospital Nossa Senhora da Conceição SERVIÇO DE FARMÁCIA STELLA GOULART LAMEIRA Farmacêutica-Bioquímica Especialista

Leia mais

Edição 01/08. Apresentações: Nome Atividade desenvolvida Tempo de experiência profissional Nome do Hospital Cidade

Edição 01/08. Apresentações: Nome Atividade desenvolvida Tempo de experiência profissional Nome do Hospital Cidade Edição 01/08 MÓDULO 5S`s Apresentações: Nome Atividade desenvolvida Tempo de experiência profissional Nome do Hospital Cidade 1 Conteúdo Programático do Módulo 5S Conteúdo Origem do 5S Objetivos do 5S

Leia mais

COMIDA DE ESCOLA NA COZINHA. O que é?

COMIDA DE ESCOLA NA COZINHA. O que é? Receitas COMIDA DE ESCOLA O que é? Comida de Escola é um conjunto de vídeos de culinária gravados no ambiente real da escola e destinados às merendeiras. Neles, um chefe e duas cozinheiras compartilham

Leia mais

Boas práticas na manipulação do pescado

Boas práticas na manipulação do pescado Boas práticas na manipulação do pescado O Brasil tem uma grande variedade de pescados e todas as condições para a produção deste alimento saudável e saboroso. Para que o pescado continue essa fonte rica

Leia mais

Com o objetivo de manter um alto nível de qualidade, nossos colaboradores são rigorosamente selecionados e treinados.

Com o objetivo de manter um alto nível de qualidade, nossos colaboradores são rigorosamente selecionados e treinados. A MBS SERVIÇOS possui o conhecimento necessário e indispensável para oferecer qualidade e agilidade nas realizações dos serviços prestados. Possuímos sede própria com toda infraestrutura necessária para

Leia mais

30/8/2010 BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO. BPF_ BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO Parte 1

30/8/2010 BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO. BPF_ BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO Parte 1 São conjunto de princípios e regras que ajudam a reduzir, prevenir e evitar os perigos dos alimentos. BPF_ BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO Parte 1 Condutas para o Controle Higiênico-Sanitário de Alimentos

Leia mais

Orientações gerais para as famílias. Educação Infantil

Orientações gerais para as famílias. Educação Infantil 2015 Orientações gerais para as famílias Educação Infantil DIREÇÃO PEDAGÓGICA Profª. Monica B. Mazzo - Diretora Pedagógica - mmazzo@absabin.com.br Profª. Suzy Vieira Março de Souza - Coordenadora - ssouza@absabin.com.br

Leia mais

Preparo de Alimentos Seguros

Preparo de Alimentos Seguros Preparo de Alimentos Seguros O que você precisa saber para preparar um alimento próprio para consumo? Alimento Seguro são aqueles que não oferecem riscos à saúde de quem o está consumindo, ou seja, o alimento

Leia mais

Inserir logo da VISA Estadual ou Municipal

Inserir logo da VISA Estadual ou Municipal RELATÓRIO DE INSPEÇÃO VERIFICAÇÃO DO ATENDIMENTO ÀS DISPOSIÇÕES DA RDC n 67/07 2ª ETAPA DO CURSO DE CAPACITAÇÃO DE INSPETORES PARA INSPEÇÃO EM FARMÁCIAS 1. IDENTIFICAÇÃO DA FARMÁCIA: 1.1. Razão Social:

Leia mais

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br Soluções em Software para Medicina Diagnóstica www.digitalmed.com.br NOTA DE AGRADECIMENTO Primeiramente, agradecemos pela sua receptividade em conhecer as nossas soluções, afinal, é sempre uma imensa

Leia mais

Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar

Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar MANUAL DO AVALIADOR Parte I 1.1 Liderança Profissional habilitado ou com capacitação compatível. Organograma formalizado, atualizado e disponível. Planejamento

Leia mais

PRÊMIO. Identificação da Empresa: Viação Águia Branca S/A. Identificação da Experiência: Preservar é Reduzir, Reutilizar e Reciclar

PRÊMIO. Identificação da Empresa: Viação Águia Branca S/A. Identificação da Experiência: Preservar é Reduzir, Reutilizar e Reciclar PRÊMIO 2012 Identificação da Empresa: Viação Águia Branca S/A Identificação da Experiência: Preservar é Reduzir, Reutilizar e Reciclar Data ou Período de Aplicação da Experiência: 2011 e 2012 Categoria

Leia mais

Diante da pandemia de influenza A (H1N1) e com base no conhecimento atual sobre a disseminação mundial deste novo vírus, o Comitê Estadual de

Diante da pandemia de influenza A (H1N1) e com base no conhecimento atual sobre a disseminação mundial deste novo vírus, o Comitê Estadual de Diante da pandemia de influenza A (H1N1) e com base no conhecimento atual sobre a disseminação mundial deste novo vírus, o Comitê Estadual de Enfrentamento da Influenza A H1N1 elaborou esta cartilha com

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ-FUNECE UNIDADE DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL-UNEP

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ-FUNECE UNIDADE DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL-UNEP EDITAL MATRÍCULAS - ATRBI/UNEP 2014.1 A Unidade de Educação Profissional-UNEP, usando as atribuições que lhe confere o artigo 51, da Lei 9.394, de 20/12/96, anuncia que estarão abertas, de 20/01/14 à 21/02/14,

Leia mais

Faça amizades no trabalho

Faça amizades no trabalho 1 Faça amizades no trabalho Amigos verdadeiros ajudam a melhorar a saúde, tornam a vida melhor e aumentam a satisfação profissional. Você tem um grande amigo no local em que trabalha? A resposta para essa

Leia mais

Comece o quanto antes! Logo que receber seu kit Mary Kay, experimente todos os produtos, pratique em você mesma. Inclua tudo na sua rotina diária.

Comece o quanto antes! Logo que receber seu kit Mary Kay, experimente todos os produtos, pratique em você mesma. Inclua tudo na sua rotina diária. POR ONDE COMEÇAR??? 1. Comece o quanto antes! Logo que receber seu kit Mary Kay, experimente todos os produtos, pratique em você mesma. Inclua tudo na sua rotina diária. Vai ganhar confiança, aprender

Leia mais

Súmula: Regulamenta a Instituição do Programa Brigadas Escolares Defesa Civil na Escola.

Súmula: Regulamenta a Instituição do Programa Brigadas Escolares Defesa Civil na Escola. DECRETO QUE REGULAMENTA A LEI 18.424/2015 Súmula: Regulamenta a Instituição do Programa Brigadas Escolares Defesa Civil na Escola. O GOVERNADOR DO ESTADO DO PARANÁ, no uso das atribuições que lhe confere

Leia mais

FARMÁCIAS E DROGARIAS

FARMÁCIAS E DROGARIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE FARMÁCIAS E DROGARIAS Nome Fantasia: Razão Social: Endereço: Responsável Técnico: CRF: Telefone: CNPJ: Secretaria Municipal de Saúde de Feira de Santana - Av. João Durval

Leia mais

SER / SOCIEDADE EDUCACIONAL ROCHA

SER / SOCIEDADE EDUCACIONAL ROCHA SER / SOCIEDADE EDUCACIONAL ROCHA Prezados Pais, Responsáveis e Alunos Recomendamos a todos que leiam com atenção cada uma destas orientações, pois os pais e responsáveis dos alunos matriculados no SER

Leia mais

BOAS PRÁTICAS. para humanizar o atendimento e gerar fidelização em Clínicas e Hospitais. Boas práticas para humanizar o atendimento

BOAS PRÁTICAS. para humanizar o atendimento e gerar fidelização em Clínicas e Hospitais. Boas práticas para humanizar o atendimento BOAS PRÁTICAS para humanizar o atendimento e gerar fidelização em Clínicas e Hospitais ÍNDICE Introdução 3 Explique e difunda a importância do termo 4 A humanização e o ambiente físico 6 Aperfeiçoamento

Leia mais

SBCC presente no Congresso da SOBRAFO

SBCC presente no Congresso da SOBRAFO SBCC presente no Congresso da SOBRAFO Entidade leva o conhecimento técnico sobre áreas limpas aos farmacêuticos em oncologia Por Carlos Sbarai Fotos: SS Vídeo / Sergio Sampaio Conceição Vista parcial do

Leia mais

Fiscalizar, orientando Orientar, fiscalizando

Fiscalizar, orientando Orientar, fiscalizando Fiscalizar, orientando Orientar, fiscalizando O CFF e os CRFs estão implantando uma nova filosofia para a fiscalização farmacêutica. Pelo jornalista Aloísio Brandão, Editor desta revista. O Presidente

Leia mais

TRANSPARÊNCIA INSTITUCIONAL PROJETO BOA SEMENTE OFICINA SEMEANDO MOVIMENTO

TRANSPARÊNCIA INSTITUCIONAL PROJETO BOA SEMENTE OFICINA SEMEANDO MOVIMENTO TRANSPARÊNCIA INSTITUCIONAL PROJETO BOA SEMENTE OFICINA SEMEANDO MOVIMENTO O Orfanato Evangélico, através do Projeto Boa Semente, desenvolveu atividades direcionadas as crianças de 1 mês a 1 ano de idade,

Leia mais

AGENTE DE SERVIÇOS GERAIS

AGENTE DE SERVIÇOS GERAIS AGENTE DE SERVIÇOS GERAIS AMBIENTE ESCOLAR REDE MUNICIPAL DE ENSINO MÓDULO 3 ANGUERA-BA, FEVEREIRO DE 2015 EDIÇÃO Antonio Márcio Silva Vasconcelos DIAGRAMAÇÃO E ARTE Renan Silva Mendes IMAGENS Renan Iury

Leia mais

ATO CONVOCATÓRIO 052/2013 MAR Museu de Arte do Rio

ATO CONVOCATÓRIO 052/2013 MAR Museu de Arte do Rio 1. INTRODUÇÃO Considerando que o Museu de Arte do Rio MAR será uma das âncoras do plano de revitalização da região portuária da cidade do Rio de Janeiro RJ e será instalado na Praça Mauá, em dois prédios

Leia mais

NUTRIÇÃO ENTERAL HOSPITAL SÃO MARCOS. Heloisa Portela de Sá Nutricionista Clínica do Hospital São Marcos Especialista em Vigilância Sanitária

NUTRIÇÃO ENTERAL HOSPITAL SÃO MARCOS. Heloisa Portela de Sá Nutricionista Clínica do Hospital São Marcos Especialista em Vigilância Sanitária NUTRIÇÃO ENTERAL HOSPITAL SÃO MARCOS Heloisa Portela de Sá Nutricionista Clínica do Hospital São Marcos Especialista em Vigilância Sanitária Secretária Nutricionista Gerente Nutricionista Planejamento

Leia mais

Orientações gerais para as famílias. Educação Infantil e 1º ano do Ensino Fundamental I

Orientações gerais para as famílias. Educação Infantil e 1º ano do Ensino Fundamental I 2015 Orientações gerais para as famílias Educação Infantil e 1º ano do Ensino Fundamental I EQUIPE PEDAGÓGICA Dionéia Menin - Coordenadora Pedagógica - dioneia@albertsabin.com.br Andréa Ferreira Silva

Leia mais

SEMANA DA SAÚDE. Nutricionista: Carina Schena Estagiárias: Bruna Azevedo e Renata Nóvoa

SEMANA DA SAÚDE. Nutricionista: Carina Schena Estagiárias: Bruna Azevedo e Renata Nóvoa SEMANA DA SAÚDE Nutricionista: Carina Schena Estagiárias: Bruna Azevedo e Renata Nóvoa Pirâmide alimentar Obesidade Desperdício de alimentos Educação na refeição Higiene Pirâmide alimentar Equilíbrio na

Leia mais

CRIANÇAS e as férias de verão

CRIANÇAS e as férias de verão CRIANÇAS e as férias de verão Atenção. Diversão. Segurança. Brincadeiras. Cuidado. Confira um universo de recomendações para garantir dias tranquilos em uma das épocas mais esperadas do ano. Mês de dezembro

Leia mais

* 10 Passos para uma Alimentação Saudável. Equipe: Divair Doneda, Vanuska Lima, Clevi Rapkiewicz, Júlia S. Prates

* 10 Passos para uma Alimentação Saudável. Equipe: Divair Doneda, Vanuska Lima, Clevi Rapkiewicz, Júlia S. Prates * 10 Passos para uma Alimentação Saudável * O ato da alimentação deve estar inserido no cotidiano das pessoas, como um evento agradável e de socialização 1 Fonte: GUIA ALIMENTAR DA POPULAÇÃO BRASILEIRA:

Leia mais

COMUNICATION ON PROGRESS 2013-2014

COMUNICATION ON PROGRESS 2013-2014 DECLARAÇÃO DE APOIO CONTÍNUO PELO CHEFE EXECUTIVO A RRV Engenharia confirma o apoio contínuo aos Dez Princípios do Pacto Global, relacionados aos Direitos Humanos, Direitos do Trabalho, Proteção do Meio

Leia mais

Índice. Farmácia de Manipulação Conhecendo uma farmácia de manipulação, suas vantagens e procedimentos... 2

Índice. Farmácia de Manipulação Conhecendo uma farmácia de manipulação, suas vantagens e procedimentos... 2 1 Índice Farmácia de Manipulação Conhecendo uma farmácia de manipulação, suas vantagens e procedimentos... 2 A Empresa Informações sobre a empresa, farmacêuticas responsáveis, instalações, diferenciais

Leia mais

AVISO IMPORTANTE ESTA CARTILHA ESTÁ SENDO DISTRIBUÍDA PARA TODOS OS PROFESSORES DO BLOG: http://www.sosprofessor.com.br/blog

AVISO IMPORTANTE ESTA CARTILHA ESTÁ SENDO DISTRIBUÍDA PARA TODOS OS PROFESSORES DO BLOG: http://www.sosprofessor.com.br/blog AVISO IMPORTANTE ESTA CARTILHA ESTÁ SENDO DISTRIBUÍDA PARA TODOS OS PROFESSORES DO BLOG: http://www.sosprofessor.com.br/blog DICAS PARA UTILIZAÇÃO DESTA CARTILHA 1. Você pode distribuí-la para todos os

Leia mais

AGENDA DA GERENTE E GESTÃO DA EQUIPE DE LOJA

AGENDA DA GERENTE E GESTÃO DA EQUIPE DE LOJA AGENDA DA GERENTE E GESTÃO DA EQUIPE DE LOJA Entregar a informação atrasada, cometer pequenos erros todos os dias, não conseguir atingir as metas, ter de resolver assuntos urgentes a todo o momento, entre

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 555 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 555 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 555 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2011 Ementa: Regulamenta o registro, a guarda e o manuseio de informações resultantes da prática da assistência farmacêutica nos serviços de saúde. O Conselho Federal

Leia mais

Dr. André Luiz Melo da Cunha Juiz de Direito da comarca de Visconde do Rio Branco

Dr. André Luiz Melo da Cunha Juiz de Direito da comarca de Visconde do Rio Branco RESPOSTA RÁPIDA 63/2014 Assunto: Isosource Soya e risperidona SOLICITANTE Dr. André Luiz Melo da Cunha Juiz de Direito da comarca de Visconde do Rio Branco NÚMERO DO PROCESSO 0720.14.000599-5 DATA 10/02/2014

Leia mais

Procedimento Institucional Gestão de EPI

Procedimento Institucional Gestão de EPI Tipo de Documento Procedimento Institucional Título do Documento Equipamento de Proteção Individual Elaborado por Paulo Sérgio Bigoni Área Relacionada Saúde e Segurança do Trabalhador Processo ESTRUTURAÇÃO

Leia mais

NORMAS DE HIGIENE E SEGURANÇA - TASQUINHAS DAS FESTAS DO BARREIRO 2015 -

NORMAS DE HIGIENE E SEGURANÇA - TASQUINHAS DAS FESTAS DO BARREIRO 2015 - NORMAS DE HIGIENE E SEGURANÇA - TASQUINHAS DAS FESTAS DO BARREIRO 2015 - O presente documento destaca as principais medidas de segurança e higiene no trabalho que deverão ser implementadas e cumpridas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE TERMO DE REFERÊNCIA PARA APRESENTAÇÃO DO PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE NO MUNICÍPIO DE CURITIBA

Leia mais

Correlação entre os requisitos do Sistema de Gestão do Programa Atuação Responsável e o Responsible Care Management System Requirements - ACC

Correlação entre os requisitos do Sistema de Gestão do Programa Atuação Responsável e o Responsible Care Management System Requirements - ACC Correlação entre os requisitos do Sistema de Gestão do Programa Atuação Responsável e o Responsible Care Management System Requirements - ACC Sistema de Gestão do AR 2012 - ABIQUIM Responsible Care Management

Leia mais

INSTRUÇÃO DE TRABALHO

INSTRUÇÃO DE TRABALHO Pg.: 1 de Elaboração Verificação Aprovação Janaina Bacci Data: Data: Data: Título da Atividade: Procedimentos para descarte de Resíduos Quimioterápicos Executante: Colaboradores envolvidos na manipulação

Leia mais

CURSOS PRESENCIAIS (Também podem ser ministrados in company)

CURSOS PRESENCIAIS (Também podem ser ministrados in company) 1 CURSOS PRESENCIAIS (Também podem ser ministrados in company) BOAS PRÁTICAS DE MANIPULAÇÃO BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO BOAS PRÁTICAS DE ARMAZENAMENTO, LOGÍSTICA E DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

PROFESSORAS DO INFANTIL II:

PROFESSORAS DO INFANTIL II: REUNIÃO DE PAIS 09 de Fevereiro de 2012 PROFESSORAS DO INFANTIL II: INFANTIL II A - Cristiane de Moraes Fabbri Grassi INFANTIL II B - Liliana Brenelli Vidotti INFANTIL II C - Thelma Pereira Ribeiro Ferrari

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA. comunicação interna, lidar e aprender com não-conformidades e interagir com as demais áreas da Instituição.

CONSULTA PÚBLICA. comunicação interna, lidar e aprender com não-conformidades e interagir com as demais áreas da Instituição. Dimensão Hospitalar A dimensão hospitalar foi estruturada em perspectivas, critérios e itens de avaliação, sendo que os critérios e itens de avaliação estão contemplados em seis perspectivas: 01 Ações

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA MANIPULAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E INTERCORRÊNCIAS NA UTILIZAÇÃO DE DIETAS ENTERAIS

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA MANIPULAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E INTERCORRÊNCIAS NA UTILIZAÇÃO DE DIETAS ENTERAIS MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA MANIPULAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E INTERCORRÊNCIAS NA UTILIZAÇÃO DE DIETAS ENTERAIS 2ª edição SUMÁRIO Nutrição Enteral: definição 1. Cuidados no preparo da Nutrição Enteral Higiene

Leia mais

Trabalho com a energia da vida. Tenho orgulho disso. Sou Boa Cozinha.

Trabalho com a energia da vida. Tenho orgulho disso. Sou Boa Cozinha. Trabalho com a energia da vida. Tenho orgulho disso. Sou Boa Cozinha. Sou consciente, escolhido por Deus. Sei o que faço. Amo o meu trabalho, amo a vida. Faço o certo. Aqui tem segurança. Sou comprometido

Leia mais

INFLUENZA A (H1N1) CARTILHA DE RECOMENDAÇÕES Para empresas, repartições públicas e comércio em geral

INFLUENZA A (H1N1) CARTILHA DE RECOMENDAÇÕES Para empresas, repartições públicas e comércio em geral INFLUENZA A (H1N1) CARTILHA DE RECOMENDAÇÕES Para empresas, repartições públicas e comércio em geral Diante da pandemia de influenza A (H1N1) e com base no conhecimento atual sobre a disseminação mundial

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA Boas Práticas de Fabricação de Saneantes e Produtos de Higiene Pessoal, Cosméticos e Perfumes Coordenação de Insumos Farmacêuticos, Saneantes e Cosméticos Gerência

Leia mais

Luciane Matos Torrano Gerente de Apoio Assistencial

Luciane Matos Torrano Gerente de Apoio Assistencial Experiência de Educação em saúde para Segurança do paciente Luciane Matos Torrano Gerente de Apoio Assistencial Segurança do Paciente Segurança do Paciente é a redução e mitigação de atos não seguros dentro

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Uso Racional de Medicamentos. Erros de medicação. Conscientização.

PALAVRAS-CHAVE: Uso Racional de Medicamentos. Erros de medicação. Conscientização. 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( x ) SAÚDE ( ) TRABALHO

Leia mais

Plano de Gerenciamento de RSS PGRSS

Plano de Gerenciamento de RSS PGRSS Plano de Gerenciamento de RSS PGRSS Documento que aponta e descreve ações a relativas ao manejo dos resíduos sólidos, s observadas suas características, no âmbito dos estabelecimentos, contemplando os

Leia mais

NORMAS DE COLETA E ACONDICIONAMENTO DE AMOSTRAS Setor: Logística

NORMAS DE COLETA E ACONDICIONAMENTO DE AMOSTRAS Setor: Logística PARA TRANSPORTE DE MATERIAL HUMANO APRESENTAÇÃO Este Manual tem por finalidade se adequar às exigências do Programa de Qualidade e às Normas de Biossegurança nos Serviços de Saúde, procurando de forma

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS E POLÍTICAS AFIRMATIVAS. Restaurante Universitário Uma opção saudável

PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS E POLÍTICAS AFIRMATIVAS. Restaurante Universitário Uma opção saudável PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS E POLÍTICAS AFIRMATIVAS Restaurante Universitário Uma opção saudável Sumário Apresentação História do RU Conhecendo o RU Componentes do Cardápio Administração Dicas

Leia mais

Manual de Orientação ao Paciente

Manual de Orientação ao Paciente Manual de Orientação ao Paciente Caros pacientes e familiares, O Hospital do Rio deseja um período o mais breve e tranquilo possível em nossas instalações. Desde já, agradecemos sua confiança e preferência.

Leia mais