SUGESTÕES PARA A ADEQUAÇÃO DE CANIS E DE CRIADORES DE ANIMAIS NO MUNICÍPIO DE SUMARÉ/SP

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SUGESTÕES PARA A ADEQUAÇÃO DE CANIS E DE CRIADORES DE ANIMAIS NO MUNICÍPIO DE SUMARÉ/SP"

Transcrição

1 Sumaré, setembro de 2012 SUGESTÕES PARA A ADEQUAÇÃO DE CANIS E DE CRIADORES DE ANIMAIS NO MUNICÍPIO DE SUMARÉ/SP Se de um lado temos criadores conscientes e responsáveis, munidos de informação e formação especializada, ocupados com a manutenção de determinada raça e seu bem estar físico e emocional, temos de outro lado, aqueles que sem qualquer conhecimento sobre os animais e suas necessidades básicas, fazem da exploração destes a sua principal fonte de renda. Para ser um criador nem é necessário gostar de animais, basta ter um canil e uma licença da Vigilância Sanitária. A esse respeito tenho algumas perguntas: - Quais os critérios exigidos pela Vigilância Sanitária para liberar uma licença? - Quem recebe a licença, o criador ou o canil? - Existe um padrão para as dimensões, características e material a ser usado na construção de um canil? - Existe um número máximo de animais por criador ou canil? - Além de receberem água e comida, os animais têm espaço suficiente para se exercitar e se relacionar entre si e com seus responsáveis? - A Vigilância Sanitária tem controle sobre estas licenças (número de canis/criadores no município, condições de higiene, número de ninhadas, taxa de mortalidade etc) e sobre a sua vigência? - Criadores são multados e/ou punidos judicialmente quando a atividade ocorre sem licença ou com licença vencida? - Criadores pagam impostos? Apesar de leiga no assunto, me sensibiliza a situação destes animais. As fêmeas são denominadas matrizes e geralmente recebem medicação para indução do cio. Em poucos anos, após terem tido muitas ninhadas e dado muito lucro ao seu criador, são descartadas, muitas vezes no sentido literal. Os machos são chamados padreadores e têm o mesmo fim. A indução do cio certamente prejudica a saúde das fêmeas, qualquer médico veterinário pode falar à respeito. Do mesmo modo, o parto e a amamentação de inúmeras ninhadas e posteriormente a retirada abrupta dos filhotes, causam extremo desconforto físico, enfraquecimento e prejuízo emocional. Quanto aos filhotes, não raro são comercializados aos 30 dias de vida, antes mesmo do desmame, sem vacinação, muito frágeis e vulneráveis a todo tipo de doença. São comercializados em qualquer lugar e sem qualquer cuidado, muitas vezes em gaiolas no chão e sob o sol quente. Alocados em pontos estratégicos da cidade, criadores chegam a ganhar R$ ,00 em um único final de semana. Segundo informações obtidas de um criador em 29/07/12, seus 12 filhotes de LHASA APSO foram vendidos por R$ 700,00 (machos) e R$ 850,00 (fêmeas). Sem saber que estava sendo investigado, declarou que tinha outras matrizes de outras raças, e que recentemente havia induzido o cio de uma YORKSHIRE MICRO e colocado pra cruzar, mas não tinha certeza se estava prenhe. Este é só um caso. 1

2 Considerando que a indução do cio é uma prática comum, que para ser um criador não é necessário ter qualquer formação ou conhecimento, que não há qualquer regra com relação às dimensões do canil e nem qualquer restrição quanto ao número de animais por criador, constata-se que este trabalho é muito fácil e lucrativo, o que faz com que a cada dia tenhamos mais e mais pessoas se autodenominando criadores. A renda mensal obtida é certamente superior a de um médico veterinário por exemplo, que paga anuidade ao seu Conselho de Classe para exercer a profissão e paga impostos quando é dono do próprio negócio. Infelizmente, muitas pessoas compram animais destes criadores. Seja por falta de conhecimento, seja pela oportunidade de pagar menos se comparado a um estabelecimento comercial idôneo, o fato é que conscientes ou não, estas pessoas estão favorecendo e reforçando a atuação destes falsos criadores, e ainda, o sofrimento de tantos animais. Tendo dito isso, quero me embasar não apenas em projetos e Leis existentes pelo país afora, mas na minha própria consciência e formação pessoal. Sendo voluntária da ONG Viralatinhas de Sumaré ( que há 10 anos atua no município de forma regularizada e competente, creio que seja minha obrigação falar do assunto. Na condição de moradora deste município, onde se vê tantos animais abandonados e doentes nas ruas, acredito que esta deva ser uma preocupação das autoridades públicas junto às autoridades policiais, uma vez que temos a Lei Federal 9.605/98 de Crimes Ambientais, que inclui as situações de maus tratos contra animais. O Art. 32 da Lei Federal 9.605/98 diz que: É considerado crime praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos. Pena Detenção de 3 (três) meses a 1 (um) ano e multa. Parágrafo 1. Incorre nas mesmas penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animais vivos, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos. Parágrafo 2. A pena é aumentada de 1 (um) terço a 1 (um) sexto, se ocorrer a morte do(s) animal(s). São considerados maus tratos: - Abandono; - Manter o animal preso por muito tempo sem comida e contato com seu dono ou responsável; - Deixar o animal em lugar impróprio ou anti-higiênico; - Envenenamento; - Agressão física, covarde e exagerada; - Mutilação; - Utilizar animais em shows, apresentações ou trabalhos que possam lhe causar pânico e sofrimento; - Não procurar um veterinário se o animal estiver doente. Os itens mencionados dizem respeito tanto aos animais domésticos (cães, gatos, pássaros e cavalos utilizados em veículos de tração) como também aos animais criados e domesticados em sítios, chácaras e fazendas. Os animais silvestres estão incluídos nessa Lei, possuindo também Leis e Portarias próprias criadas pelo IBAMA. 2

3 Observando o que diz a Lei, me questiono se a indução do cio não causa sofrimento à fêmea, visto a brusca alteração hormonal. Também me questiono sobre os filhotes que são tirados de suas mães antes do prazo mínimo esperado, e não sobrevivem. E ainda, me questiono sobre os filhotes cujas mães não são alimentadas adequadamente durante a gestação para que eles nasçam pequenos e despertem maior interesse. Obviamente o sofrimento está presente em todas essas situações. Em pesquisa rápida na internet, observei o quanto é difícil encontrar informações sobre como se tornar um criador legalizado de animais, talvez porque não existam regras ou Leis Federais. Com sorte, talvez tenhamos algumas Leis Municipais em alguns pontos do país. Um levantamento a este respeito seria importante no sentido em que nos mostraria o que deu certo e o que poderia ser melhorado em um projeto no nosso município. Em tempos de eleição seria de suma importância que candidatos de Sumaré e região, em parceria com ONGs de proteção animal, formulassem projetos de aplicação abrangente e imediata, visto que o problema da superpopulação e abandono de animais, bem como a comercialização indiscriminada de filhotes são questões que não podem mais esperar. Enfim, sem qualquer embasamento teórico, mas com compaixão e extremo amor pelos animais, coloco no papel as minhas ideias e sugestões. Espero sinceramente que estas sugestões sejam revisadas por pessoal competente na área, tais como criadores legalizados, médicos veterinários e ONGs, e sejam passadas adiante em respeito aos direitos dos animais. SUGESTÕES 01 Levantamento de todos os criadores e canis no município, visita da Vigilância Sanitária para verificação das condições do local, consulta à validade da licença, contagem das matrizes e padreadores. RESULTADOS ESPERADOS Encaminhamento dos dados de interesse para a Secretaria do Meio Ambiente para que cada criador e canil contribua individualmente com impostos, do mesmo modo que um veterinário paga anuidade ao CRMV para exercer a sua profissão e paga impostos ao município quando possui um estabelecimento comercial. OBS: Com relação à contagem de matrizes e padreadores de cada canil, seria necessário o encaminhamento a um setor específico da Prefeitura, o que talvez ainda não exista no município. Estes dados embasariam o controle do número de ninhadas e de óbitos, o que daria a indicação de indução de cio e venda de filhotes antes de um prazo mínimo para desmame e fortalecimento, que seria de pelo menos 50 dias. 02 Obrigatoriedade de que cada criador tenha o acompanhamento de um veterinário, numa relação em que ambos sejam responsáveis por qualquer descumprimento à lei ou maus tratos contra aos animais (indução ao cio, número excessivo de óbitos, local impróprio para a criação de animais etc). Do mesmo modo que o dono de uma farmácia é obrigado a manter o acompanhamento profissional de um farmacêutico registrado no CRF (Conselho Regional de Farmácia), o criador de animais deveria ser obrigado a manter o acompanhamento profissional de um médico veterinário registrado no CRMV (Conselho 3

4 Regional de Medicina Veterinária). Esta seria uma maneira interessante de resolver 3 situações: - Garantir um cuidado especializado aos animais; - Garantir a colocação profissional de um número maior de médicos veterinários; - Garantir uma maior arrecadação no município. OBS: Pagando impostos e despesas relativas a um profissional, o criador teria que elevar o seu preço, o que o colocaria em igualdade de condições com um estabelecimento comercial, e só então teríamos uma concorrência justa. OBS: Sendo mais caro obter um animal de raça, os animais SRD teriam maior chance de adoção. OBS: Mesmo as famílias que optassem por comprar animais de criadores teriam a segurança de adquirir um animal saudável, cuja mãe e seus filhotes não passaram por maus tratos. 03 Todo animal adquirido de um criador regularizado deveria ser entregue com um documento redigido em papel timbrado, com os dados e endereço do canil, assinado pelo criador e pelo veterinário responsável. Não seria o pedigree, mas um documento de idoneidade e legalidade do criador. Divulgação permanente (TV, rádio, jornal, escolas etc) de todas as regras impostas aos criadores. 04 Legalizando a situação dos canis e dos criadores, o município teria uma arrecadação maior de impostos. Esta arrecadação poderia ser direcionada para campanhas de conscientização e castração gratuita dos animais em áreas carentes. 05 Necessidade de uma Lei Municipal que considere crime a comercialização de animais em residências, nas ruas ou em espaços públicos. Além dos criadores, temos pessoas leigas que se aproveitam de eventuais ninhadas de seus animais para obter algum lucro, e não raro repetem a estratégia. Esses animais geralmente são expostos em praças e feiras, correndo risco de adoecimento e morte. 06 Necessidade de uma Lei Municipal que considere crime a criação de animais por criadores não legalizados e/ou canis nas mesmas condições. Aqueles que ainda assim, comprarem filhotes de criadores sem exigir qualquer documentação estarão, portanto, favorecendo um crime. OBS: Comprar um animal de um criador não legalizado seria como comprar animais selvagens e/ou em extinção, que é prática proibida por Lei no Brasil. Sabemos que boa parte destes animais chega sem vida ao seu destino. 4

5 Considerando que Leis Municipais são precedidas por Projetos de Lei e que estes são precedidos por ideias, esta é a minha contribuição na qualidade de eleitora e voluntária da ONG Viralatinhas de Sumaré, que se ocupa exclusivamente do bem estar dos animais. Espero sinceramente que se faça algum uso destas considerações. Atenciosamente, Maristela Nardi Equipe Viralatinhas de Sumaré 5

CÂMARA DOS DEPUTADOS Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado CSPCCO

CÂMARA DOS DEPUTADOS Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado CSPCCO REQUERIMENTO Nº, DE 2013 (Do Sr. Fernando Francischini) Requer que seja realizada uma reunião de Audiência Pública para debater alterações na legislação penal em relação a crimes de maus tratos em animais,

Leia mais

Relatório das Atividades da APA durante o ano de 2011

Relatório das Atividades da APA durante o ano de 2011 Relatório das Atividades da APA durante o ano de 2011 Visando o controle populacional de caninos e felinos no Município de Jaboticabal, durante o ano de 2011, a APA, entre muitas atividades, realizou a

Leia mais

Plano da Intervenção

Plano da Intervenção INTERVENÇÃO Uma tarde com animais Pedro Goulart, Bruna Barcelos, Rutilene Carmo, Marcelo de Souza, Bibiana Ferrer, Gladis Ferrer, Gabriela Menezes e Stefânia Guedes Plano da Intervenção CONTEXTUALIZAÇÃO

Leia mais

-- Proposta para a Regulamentação --

-- Proposta para a Regulamentação -- -- Proposta para a Regulamentação -- LEI Nº xxxxxxxxxx Estabelece normas para a posse responsável de animais domésticos e/ou domesticados no município de Jaraguá do Sul, e dá outras providências. CAPÍTULO

Leia mais

Meu Grande Amigo. Como Escolher O Cão Ideal Para Você E Sua Família. Paulo I. S. Doreste

Meu Grande Amigo. Como Escolher O Cão Ideal Para Você E Sua Família. Paulo I. S. Doreste Meu Grande Amigo Como Escolher O Cão Ideal Para Você E Sua Família Paulo I. S. Doreste Notificação de Direitos Autorais Você pode compartilhar esse guia gratuitamente! Você não tem autorização para vendê-lo

Leia mais

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 2 TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI* *Artigo 5º da Constituição Brasileira

Leia mais

Direção de Serviços de Saúde e Proteção Animal PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES SOBRE ANIMAIS DE COMPANHIA E LEGISLAÇÃO DE BASE

Direção de Serviços de Saúde e Proteção Animal PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES SOBRE ANIMAIS DE COMPANHIA E LEGISLAÇÃO DE BASE PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES SOBRE ANIMAIS DE COMPANHIA E LEGISLAÇÃO DE BASE Lista e número das perguntas P1 - Como ser um dono responsável de um animal de companhia? P2 - Qual o número máximo de animais

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA Aos 19 dias do mês de dezembro de 2011, na sede da Promotoria de Justiça Especializada de Cachoeira do Sul, reuniram-se o MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA CAMPINA

CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA CAMPINA A Câmara Municipal de Nova Campina, Estado de São Paulo, APROVA a seguinte Lei: PROJETO DE LEI Nº 067/14 Dispõe sobre o controle das populações animais, bem como a prevenção e o controle das zoonoses no

Leia mais

Introdução ao bem-estar animal PERSPECTIVA HISTÓRICA

Introdução ao bem-estar animal PERSPECTIVA HISTÓRICA Introdução ao bem-estar animal MSc. Aline Sant Anna Doutorado em Genética e Melhoramento Animal, Grupo ETCO - FCAV / UNESP, Jaboticabal-SP PERSPECTIVA HISTÓRICA Livros que fizeram história Abordagem científica

Leia mais

1676 TÓPICO C Este ensaio filosófico tem como tema central a legitimidade moral da eutanásia. Face a este problema, destacam-se dois autores dos quais conseguimos extrair dois pontos de vista relacionados

Leia mais

DICAS QUERO UM BICHO PESSOAS FÍSICAS

DICAS QUERO UM BICHO PESSOAS FÍSICAS DICAS QUERO UM BICHO PESSOAS FÍSICAS 2007 1 MISSÃO A missão do Quero Um Bicho é a preservação da vida e dos direitos básicos de subsistência, independentemente da espécie. Cabe aos mais afortunados, atuar

Leia mais

LEI N 1742, de 01 de junho de 2015

LEI N 1742, de 01 de junho de 2015 gabinete(fl)capaodolcao.rs.gov.br LEI N 1742, de 01 de junho de 2015 Disciplina os canis e animais particulares e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Capão do Leão, Estado do Rio Grande do

Leia mais

TRANSCRIÇÃO PROF. MIRACY

TRANSCRIÇÃO PROF. MIRACY TRANSCRIÇÃO PROF. MIRACY Somos um programa da faculdade de direito da UFMG. minha fala talvez, vai ser por isso um pouco diferenciada das demais abordarei não direito do trabalho em si e ou as suas transformações

Leia mais

MEMÓRIAS DE PESQUISA: A HISTÓRIA DE VIDA CONTADA POR MULHERES VIGIADAS E PUNIDAS

MEMÓRIAS DE PESQUISA: A HISTÓRIA DE VIDA CONTADA POR MULHERES VIGIADAS E PUNIDAS MEMÓRIAS DE PESQUISA: A HISTÓRIA DE VIDA CONTADA POR MULHERES VIGIADAS E PUNIDAS 1 Introdução O presente estudo se insere no contexto do sistema penitenciário feminino e, empiricamente, tem como tema as

Leia mais

LEI Nº. 2.168, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2009.

LEI Nº. 2.168, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2009. LEI Nº. 2.168, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2009. Dispõe sobre o controle permanente de reprodução de cães e gatos no Município de Paraisópolis, e dá outras providências. O Povo do Município de Paraisópolis, Estado

Leia mais

Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r EUSPELHO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r EUSPELHO Este livro explica como você pode usar sua realidade para obter autoconhecimento. Boa leitura!

Leia mais

2 - Como as penas são aplicadas

2 - Como as penas são aplicadas 1 de 8 10/16/aaaa 11:40 Meio Ambiente A Lei de Crimes Ambientais Nome A Lei de Crimes Ambientais Produto Informação Tecnológica Data Setembro - 2000 Preço - Linha Meio Ambiente Resenha Informações resumidas

Leia mais

1 Avalie a demanda para os produtos e serviços da franquia em questão!

1 Avalie a demanda para os produtos e serviços da franquia em questão! 10 Dicas para Comprar uma Franquia Comprar uma franquia tem se tornado o negócio do momento e atraído muitos empresários a pensar sobre o assunto e decidir entre abrir um negócio com temática própria ou

Leia mais

PREFEITURA DO RECIFE SECRETARIA DE SAÚDE SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE ACS DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO

PREFEITURA DO RECIFE SECRETARIA DE SAÚDE SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE ACS DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO PREFEITURA DO RECIFE SECRETARIA DE SAÚDE SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE ACS DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO Não deixe de preencher as informações a seguir: NOME Nº DE IDENTIDADE

Leia mais

CÃES E GATOS POSSE RESPONSÁVEL UM GUIA DA POLÍTICA DO BEM

CÃES E GATOS POSSE RESPONSÁVEL UM GUIA DA POLÍTICA DO BEM CÃES E GATOS POSSE RESPONSÁVEL UM GUIA DA POLÍTICA DO BEM Manifesto da Política do Bem O ambientalista e vereador Roberto Tripoli defende os princípios da Política do Bem: Propriedade responsável de cães

Leia mais

10 medidas vantajosas para 500 milhões. de consumidores. Consumidores

10 medidas vantajosas para 500 milhões. de consumidores. Consumidores 10 medidas vantajosas para 500 milhões de consumidores Consumidores «Fiz uma compra na Internet e estou com um problema.» 1 A partir de janeiro de 2016, estará disponível em toda a Europa um serviço destinado

Leia mais

No momento em que se comemora a Declaração Universal dos Direitos

No momento em que se comemora a Declaração Universal dos Direitos TRABALHO ESCRAVO CONTEMPORÂNEO Luís Antônio Camargo de Melo * No momento em que se comemora a Declaração Universal dos Direitos Humanos, não poderíamos deixar de mostrar essa verdadeira chaga, essa vergonha

Leia mais

ANGELITA PÔRTO E SILVA

ANGELITA PÔRTO E SILVA 1 FACULDADE CENECISTA DE OSÓRIO CURSO DE EXTENSÃO PROJETO NOSSA ESCOLA PESQUISA SUA OPINIÃO - PÓLO RS CURSO ESCOLA E PESQUISA: UM ENCONTRO POSSÍVEL ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL GOVERNADOR ILDO

Leia mais

Verificando a viabilidade do negócio

Verificando a viabilidade do negócio NEGÓCIO CERTO COMO CRIAR E ADMINISTRAR BEM SUA EMPRESA Verificando a viabilidade do negócio Manual Etapa 2/Parte 1 Bem-vindo! Olá, caro empreendedor! É um prazer ter você na Etapa 2 do Programa de Auto-Atendimento

Leia mais

As prostitutas de BH perguntam: e a gente, como fica?

As prostitutas de BH perguntam: e a gente, como fica? As prostitutas de BH perguntam: e a gente, como fica? Categories : Copa Pública Date : 18 de setembro de 2012 Maria Aparecida Menezes Vieira, a Cida, de 46 anos, há mais de 20 anos faz ponto na rua Afonso

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHEIRO MACHADO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHEIRO MACHADO Projeto: 57/2013 Lei nº 4.122/2013 Institui o Programa Permanente de Controle Populacional de Cães e Gatos no município de Pinheiro Machado e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE PINHEIRO MACHADO,

Leia mais

Os 10 ERROS MAIS COMUNS QUE OS

Os 10 ERROS MAIS COMUNS QUE OS Os 10 ERROS MAIS COMUNS QUE OS (E Como Evitá-los) W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R Aviso Importante O autor não tem nenhum vínculo com as pessoas, instituições financeiras e produtos, citados, utilizando-os

Leia mais

Quais despesas são do inquilino?

Quais despesas são do inquilino? Quais despesas são do inquilino? Veja o que a Lei do Inquilinato diz O inquilino paga todas as despesas ordinárias do condomínio, ou seja, de manutenção. Não são de responsabilidade do inquilino as despesas

Leia mais

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios.

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios Caro (a) aluno (a), Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. O Plano de Negócios deverá ter no máximo

Leia mais

O consumidor. e o direito. do autor. O que você pode e o que não pode reproduzir

O consumidor. e o direito. do autor. O que você pode e o que não pode reproduzir O consumidor e o direito do autor O que você pode e o que não pode reproduzir a lei de direitos autorais permite diversos tipos de cópias. Mas as restrições são muito exageradas. Direito autoral não quer

Leia mais

Gatos do Hospital Psiquiátrico Nise da Silveira

Gatos do Hospital Psiquiátrico Nise da Silveira A dor dos Gatos do hospital que leva o nome da protetora Nise da Silveira, psiquiatra muito além do seu tempo, discípula de Yung, que usava gatos como coo terapeutas para os seus pacientes, e escreveu

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 383/2010, de 26 de abril de 2010.

LEI COMPLEMENTAR Nº 383/2010, de 26 de abril de 2010. LEI COMPLEMENTAR Nº 383/2010, de 26 de abril de 2010. Procedência: Poder Executivo Natureza: Projeto de Lei Complementar nº 1022/2009 DOM - Edição nº 224 de 30.04.2010 Fonte: CMF/Gerência de Documentação

Leia mais

Dicas para investir em Imóveis

Dicas para investir em Imóveis Dicas para investir em Imóveis Aqui exploraremos dicas de como investir quando investir e porque investir em imóveis. Hoje estamos vivendo numa crise política, alta taxa de desemprego, dólar nas alturas,

Leia mais

RESOLUÇÃO 23.190 INSTRUÇÃO Nº 127 CLASSE 19ª BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro Arnaldo Versiani. Interessado: Tribunal Superior Eleitoral.

RESOLUÇÃO 23.190 INSTRUÇÃO Nº 127 CLASSE 19ª BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro Arnaldo Versiani. Interessado: Tribunal Superior Eleitoral. RESOLUÇÃO 23.190 INSTRUÇÃO Nº 127 CLASSE 19ª BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro Arnaldo Versiani. Interessado: Tribunal Superior Eleitoral. Dispõe sobre pesquisas eleitorais (Eleições de 2010).

Leia mais

PROGRAMA DINHEIRO DIRETO NA ESCOLA: um estudo nas redes municipal de Porto Alegre e estadual do Rio Grande do Sul

PROGRAMA DINHEIRO DIRETO NA ESCOLA: um estudo nas redes municipal de Porto Alegre e estadual do Rio Grande do Sul PROGRAMA DINHEIRO DIRETO NA ESCOLA: um estudo nas redes municipal de Porto Alegre e estadual do Rio Grande do Sul Vera Maria Vidal Peroni PPGEDU UFRGS Este trabalho é parte da pesquisa intitulada: PROGRAMA

Leia mais

O ENFERMEIRO NO PROCESSO DE TRANSPLANTE RENAL

O ENFERMEIRO NO PROCESSO DE TRANSPLANTE RENAL O ENFERMEIRO NO PROCESSO DE TRANSPLANTE RENAL RIBAS, Ana C. -UFPR-GEMSA anacarolinaribas@gmail.com Resumo Nos dias atuais, o papel do enfermeiro nas unidades hospitalares deixou de ser apenas assistencial.

Leia mais

ESTADO DO AMAZONAS CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS GABINETE VEREADOR REIZO CASTELO BRANCO A CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DECRETA:

ESTADO DO AMAZONAS CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS GABINETE VEREADOR REIZO CASTELO BRANCO A CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DECRETA: Projeto de Lei nº 060/2013 Autor: VEREADOR REIZO CASTELO BRANCO DISPÕE sobre a criação do Centro Municipal de Bem-Estar Animal - CEBEA, e dá outras providências. A DECRETA: Art. 1º. Fica criado o Centro

Leia mais

Coordenador da Apoio

Coordenador da Apoio Coordenador da Apoio 1 2 Resultados de investigação realizada entre criminosos de alta periculosidade nos EUA, concluiram que seus crimes teriam relação com histórico de abuso familiar e crueldade com

Leia mais

REGULAMENTO DA PORTARIA - DOS LOCAIS DE ACESSO AO CLUBE. - DOCUMENTOS A SEREM EXIGIDOS.

REGULAMENTO DA PORTARIA - DOS LOCAIS DE ACESSO AO CLUBE. - DOCUMENTOS A SEREM EXIGIDOS. REGULAMENTO DA PORTARIA INDICE CAPÍTULO I CAPÍTULO II CAPÍTULO III - DO OBJETIVO. - DOS LOCAIS DE ACESSO AO CLUBE. - DOCUMENTOS A SEREM EXIGIDOS. 1. Dos sócios titulares, seus dependentes e acompanhantes

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 2.052, DE 26 DE OUTUBRO DE 2015 (D.O.M. 26.10.2015 N. 3.760 Ano XVI) DISPÕE sobre a criação e a venda no varejo de cães e gatos por estabelecimentos comerciais no município de Manaus, bem como as

Leia mais

O projeto tem 3 Eixos, que passo a apresentar: Eixo 1 Apoio Social a Pessoas com Baixo Rendimento/ Promoção da legalização da situação de cães

O projeto tem 3 Eixos, que passo a apresentar: Eixo 1 Apoio Social a Pessoas com Baixo Rendimento/ Promoção da legalização da situação de cães Proponente: Nome: Mariana Rodrigues De Carvalho Data de Nascimento: 20 de março de 1992 Telm./ Telf.: 914444326 E-mail: miacarvalho5@hotmail.com Entidades que apoiarão o projeto: Câmara Municipal da Lousã,

Leia mais

Estratégias adotadas pelas empresas para motivar seus funcionários e suas conseqüências no ambiente produtivo

Estratégias adotadas pelas empresas para motivar seus funcionários e suas conseqüências no ambiente produtivo Estratégias adotadas pelas empresas para motivar seus funcionários e suas conseqüências no ambiente produtivo Camila Lopes Ferreir a (UTFPR) camila@pg.cefetpr.br Dr. Luiz Alberto Pilatti (UTFPR) lapilatti@pg.cefetpr.br

Leia mais

Como reiterou dr. Fábio, o ideal seria não existirem canis, não haver animais abandonados e doentes pelas ruas.

Como reiterou dr. Fábio, o ideal seria não existirem canis, não haver animais abandonados e doentes pelas ruas. Página 1 de 11 Dez_2009 De: "Nazareth Agra" Para: "fala Bicho" Enviada em: quinta-feira, 26 de agosto de 2010 19:23 Assunto: Fw: [GAE-Poa:9111] CEMPA

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 1012/XII/4.ª PROIBIÇÃO DO ABATE COMPULSIVO DE ANIMAIS NOS CENTROS DE RECOLHA

PROJETO DE LEI Nº 1012/XII/4.ª PROIBIÇÃO DO ABATE COMPULSIVO DE ANIMAIS NOS CENTROS DE RECOLHA Grupo Parlamentar PROJETO DE LEI Nº 1012/XII/4.ª PROIBIÇÃO DO ABATE COMPULSIVO DE ANIMAIS NOS CENTROS DE RECOLHA Exposição de motivos Com a criminalização dos maus-tratos a animais de companhia, Portugal

Leia mais

MÓDULO 5 O SENSO COMUM

MÓDULO 5 O SENSO COMUM MÓDULO 5 O SENSO COMUM Uma das principais metas de alguém que quer escrever boas redações é fugir do senso comum. Basicamente, o senso comum é um julgamento feito com base em ideias simples, ingênuas e,

Leia mais

Brasília, 5 de agosto de 2003

Brasília, 5 de agosto de 2003 1 Brasília, 5 de agosto de 2003 Pronunciamento da reitora Wrana Maria Panizzi, presidente da Andifes, em reunião dos dirigentes com o sr. presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Senhor Presidente

Leia mais

CONCURSO ESCOLAR REGULAMENTO

CONCURSO ESCOLAR REGULAMENTO REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Secretaria Regional da Agricultura e Ambiente Direção Regional da Agricultura CONCURSO ESCOLAR Os animais também sentem REGULAMENTO 1. ÂMBITO O concurso escolar Os animais também

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PIRAPOZINHO -: LEI Nº. 4.152/15 :-

CÂMARA MUNICIPAL DE PIRAPOZINHO -: LEI Nº. 4.152/15 :- -: LEI Nº. 4.152/15 :- Dispõe sobre: Cria o Centro de Controle de Zoonoses denominado Fernando Ferreira dos Santos, das ações objetivando o controle das populações animais, e dá outras providências. Eu,

Leia mais

:: aula 3. :: O Cliente: suas necessidades e problemáticas. :: Habilidades a ser desenvolvidas

:: aula 3. :: O Cliente: suas necessidades e problemáticas. :: Habilidades a ser desenvolvidas :: Nome do Curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas :: Nome da Unidade Curricular Programação WEB :: Tema da aula O Cliente: levantamento de dados, suas necessidades e problemáticas. :: Fase / Etapa

Leia mais

Pesquisa de Avaliação da Feira do Empreendedor 2010. Visitantes e Expositores SEBRAE/SE SETEMBRO/2010

Pesquisa de Avaliação da Feira do Empreendedor 2010. Visitantes e Expositores SEBRAE/SE SETEMBRO/2010 Pesquisa de Avaliação da Feira do Empreendedor 2010 Visitantes e Expositores SEBRAE/SE SETEMBRO/2010 Sumário Introdução 3 Objetivos Estratégicos 4 Metodologia 5 Resultados Estratégicos 9 Resultados Reação

Leia mais

InfoReggae - Edição 20 Risco Social Familiar 29 de novembro de 2013. Coordenador Executivo José Júnior

InfoReggae - Edição 20 Risco Social Familiar 29 de novembro de 2013. Coordenador Executivo José Júnior O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens das camadas populares.

Leia mais

PATRUS ANANIAS DE SOUZA Ministro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

PATRUS ANANIAS DE SOUZA Ministro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate à Fome apresentação do programa Brasília, maio 2007 PATRUS ANANIAS DE SOUZA Ministro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate à Fome ONAUR RUANO Secretário Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional CRISPIM

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABIRITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABIRITO C O N V Ê N I O Nº 011/2013 Que entre si celebram de um lado o MUNICÍPIO DE ITABIRITO, pessoa jurídica de direito público interno, inscrição no CNPJ sob o nº 18.307.835/0001-54, com endereço a Avenida

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL MOTIVAÇÃO

ADMINISTRAÇÃO GERAL MOTIVAÇÃO ADMINISTRAÇÃO GERAL MOTIVAÇÃO Atualizado em 11/01/2016 MOTIVAÇÃO Estar motivado é visto como uma condição necessária para que um trabalhador entregue um desempenho superior. Naturalmente, como a motivação

Leia mais

THALES GUARACY. Liberdade para todos. Leitor iniciante. Leitor em processo. Leitor fluente ILUSTRAÇÕES: AVELINO GUEDES

THALES GUARACY. Liberdade para todos. Leitor iniciante. Leitor em processo. Leitor fluente ILUSTRAÇÕES: AVELINO GUEDES Leitor iniciante Leitor em processo Leitor fluente THALES GUARACY Liberdade para todos ILUSTRAÇÕES: AVELINO GUEDES PROJETO DE LEITURA Maria José Nóbrega Rosane Pamplona Liberdade para todos THALES GUARACY

Leia mais

Dispõe sobre o registro, a criação, a posse e a guarda responsáveis, a venda de cães e gatos no Município de São Carlos, e dá outras providências.

Dispõe sobre o registro, a criação, a posse e a guarda responsáveis, a venda de cães e gatos no Município de São Carlos, e dá outras providências. PROCESSO Nº 1146/03 - PROJETO DE LEI Nº 107 INTERESSADO: Vereadora Laide das Graças Simões ASSUNTO: Dispõe sobre o registro, a criação, a posse e a guarda responsáveis, a venda de cães e gatos no Município

Leia mais

MULHERES DA PAZ. Capacitação para cultivar a paz nas comunidades

MULHERES DA PAZ. Capacitação para cultivar a paz nas comunidades MULHERES DA PAZ Capacitação para cultivar a paz nas comunidades República Federativa do Brasil Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministério da Justiça Ministro da Justiça Tarso Genro Secretaria

Leia mais

METAS ELABORADA PELA APA DE JABOTICABAL PARA O PRÓXIMO QUADRIÊNIO: 2013-2016

METAS ELABORADA PELA APA DE JABOTICABAL PARA O PRÓXIMO QUADRIÊNIO: 2013-2016 1 ASSOCIAÇÃO PROTETORA DOS ANIMAIS de Jaboticabal SP - APA Lei Municipal de Utilidade Pública 3.193 de 07/10/03 - CNPJ 04.630.685/0001-00 www.apajaboticabal.org.br METAS ELABORADA PELA APA DE JABOTICABAL

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Do Sr. Marcelo Belinati)

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Do Sr. Marcelo Belinati) PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Do Sr. Marcelo Belinati) Acrescenta o inciso X, com as alíneas a e b, altera para parágrafo primeiro o parágrafo único e adiciona o parágrafo segundo ao art. 7º da Lei nº 8.137,

Leia mais

2015 O ANO DE COLHER ABRIL - 1 A RUA E O CAMINHO

2015 O ANO DE COLHER ABRIL - 1 A RUA E O CAMINHO ABRIL - 1 A RUA E O CAMINHO Texto: Apocalipse 22:1-2 Então o anjo me mostrou o rio da água da vida que, claro como cristal, fluía do trono de Deus e do Cordeiro, no meio da RUA principal da cidade. De

Leia mais

Art. 1º - Os artigos 58 e 69 do Regimento Interno, passam a vigorar com as seguintes redações:

Art. 1º - Os artigos 58 e 69 do Regimento Interno, passam a vigorar com as seguintes redações: CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO 2005 N.º Despacho PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 19/2005 Acrescenta e modifica dispositivos do Regimento Interno e cria a Comissão Permanente dos Direitos dos Animais. Autora:

Leia mais

PACTO PELA VIDA ANIMAL REDE DE DEFESA ANIMAL

PACTO PELA VIDA ANIMAL REDE DE DEFESA ANIMAL Pernambuco, 2012 PACTO PELA VIDA ANIMAL REDE DE DEFESA ANIMAL DOCUMENTO DE TRABALHO Sobre um Plano de Ação relativo à Proteção e ao Bem-Estar dos Animais 2012-2015 Base estratégica das ações propostas

Leia mais

17 Erros Mais Comuns ao Elaborar um Plano de Negócio Que Comprometem o Sucesso do Empreendedor

17 Erros Mais Comuns ao Elaborar um Plano de Negócio Que Comprometem o Sucesso do Empreendedor 17 Erros Mais Comuns ao Elaborar um Plano de Negócio Que Comprometem o Sucesso do Empreendedor ERRO #1 SUMÁRIO EXECUTIVO NÃO É RESUMO O sumário deve trazer os pontos principais e mais atrativos do negócio

Leia mais

Leya Leituras Projeto de Leitura

Leya Leituras Projeto de Leitura Leya Leituras Projeto de Leitura Nome do livro: JAPĨĨ E JAKÃMĨ Uma história de amizade Autor: Yaguarê Yamã Nacionalidade do autor: Brasileira Currículo do autor: Escritor, professor e artista plástico

Leia mais

Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre

Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre anterior, dentro de contextos que buscavam enfatizar o

Leia mais

Controle Populacional de Caninos e Felinos por meio da Esterilização Cirúrgica

Controle Populacional de Caninos e Felinos por meio da Esterilização Cirúrgica Controle Populacional de Caninos e Felinos por meio da Esterilização Cirúrgica Gabriela Rodrigues Sampaio Professora Adjunto Doutora Departamento de Medicina Veterinária / UFLA gabsampa@ufla.br; Fabiane

Leia mais

ESPA Decreto n. 24.645 de 1934

ESPA Decreto n. 24.645 de 1934 ESPA Decreto n. 24.645 de 1934 Decreto nº 24.645, de 10 de Julho de 1934, de Getúlio Vargas Estabelece Medidas de Proteção aos Animais O Chefe do Governo Provisório da República dos Estados Unidos do Brasil,

Leia mais

Menos paixão: o sucesso na Negociação

Menos paixão: o sucesso na Negociação Menos paixão: o sucesso na Negociação O sucesso de uma negociação está na ausência da paixão. Quanto mais objetiva e baseada em critérios imparciais for a negociação, melhor será o acordo final para todos.

Leia mais

6 rede de contato. Uma sugestão é a da utilização de sua participação nos cursos e palestras promovidos pelo SEBRAE-SP. Aproveite os intervalos nestes eventos para se apresentar aos demais participantes.

Leia mais

campanha nacional de combate ao tráfico de animais selvagens

campanha nacional de combate ao tráfico de animais selvagens campanha nacional de combate ao tráfico de animais selvagens CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA VETERINÁRIA SISTEMA CFMV/CRMVs Campanha Nacional de Combate ao Tráfico de Animais *O tráfico de animais é a terceira

Leia mais

PORTFÓLIO INTRODUÇÃO. A União Zoófila é uma Associação de utilidade pública administrativa, sem fins lucrativos, regendo-se pelos seus estatutos.

PORTFÓLIO INTRODUÇÃO. A União Zoófila é uma Associação de utilidade pública administrativa, sem fins lucrativos, regendo-se pelos seus estatutos. INTRODUÇÃO A União Zoófila é uma Associação de utilidade pública administrativa, sem fins lucrativos, regendo-se pelos seus estatutos. Foi fundada a 17 de Novembro de 1951 e conta actualmente com os membros

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A PATERNIDADE GERALMENTE FEITAS POR MÃES

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A PATERNIDADE GERALMENTE FEITAS POR MÃES PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A PATERNIDADE GERALMENTE FEITAS POR MÃES P. O QUE É A PATERNIDADE? R. Paternidade significa ser um pai. A determinação da paternidade significa que uma pessoa foi determinada

Leia mais

ONG S E ASSOCIAÇÕES. Aproveite bem todas as dicas, fotos e textos deste guia, pois eles são muito importantes.

ONG S E ASSOCIAÇÕES. Aproveite bem todas as dicas, fotos e textos deste guia, pois eles são muito importantes. ONG S E ASSOCIAÇÕES PARA COMEÇAR Você tem vontade de participar mais do que acontece ao seu redor, dar uma força para resolver questões que fazem parte da rotina de certos grupos e comunidades e colocar

Leia mais

MANUAL PARA CADASTRO DE PROJETOS

MANUAL PARA CADASTRO DE PROJETOS MANUAL PARA CADASTRO DE PROJETOS O QUE É O AMOR ANIMAL? É um site de financiamento coletivo, onde pessoas e/ou entidades cadastram iniciativas exclusivas para causas animais. Estes projetos ficam abertos

Leia mais

Aldeias Infantis SOS Brasil

Aldeias Infantis SOS Brasil Acolhimento Institucional Casa Lar Projeto Uma criança, um lar e a certeza do futuro. 1) Dados organizacionais 1.1. Entidade Proponente Aldeias Infantis SOS Brasil 1.2. CNPJ 35.797.364/0002-00 1.3. Endereço

Leia mais

UTILIZANDO BLOG PARA DIVULGAÇÃO DO PROJETO MAPEAMENTO DE PLANTAS MEDICINAIS RESUMO

UTILIZANDO BLOG PARA DIVULGAÇÃO DO PROJETO MAPEAMENTO DE PLANTAS MEDICINAIS RESUMO 1 UTILIZANDO BLOG PARA DIVULGAÇÃO DO PROJETO MAPEAMENTO DE PLANTAS MEDICINAIS Adriana Oliveira Bernardes 1 RESUMO Atualmente os blogs vêm sendo utilizadas no processo de ensino aprendizagem dos alunos

Leia mais

de animais nos parques

de animais nos parques GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE Abandono de animais nos parques Animais não são descartáveis. Não abandone o seu. Abandonar é maltratar e maus-tratos a animais é crime. Lei Federal

Leia mais

PROPOSTA DE MINUTA DE RESOLUÇÃO CONAMA DO CNCG PM/BM

PROPOSTA DE MINUTA DE RESOLUÇÃO CONAMA DO CNCG PM/BM 1 PROPOSTA DE MINUTA DE RESOLUÇÃO CONAMA DO CNCG PM/BM MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE RESOLUÇÃO No XXX, DE XX DE XXX DE 2012. Disciplina a concessão de depósito doméstico

Leia mais

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam.

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam. Conjuntura Econômica Brasileira Palestrante: José Márcio Camargo Professor e Doutor em Economia Presidente de Mesa: José Antonio Teixeira presidente da FENEP Tentarei dividir minha palestra em duas partes:

Leia mais

ABRAPECON - Associação Brasileira Dos Pequenos Consumidores (de enegia elétrica água telefonia gás encanado e outros)

ABRAPECON - Associação Brasileira Dos Pequenos Consumidores (de enegia elétrica água telefonia gás encanado e outros) Folha - 1 de 5 ABRAPECON - Associação Brasileira Dos Pequenos Consumidores (de enegia elétrica água telefonia gás encanado e outros) Registro da ABRAPECON em cartório: Estatuto este da ABRAPECON registrado

Leia mais

COMO MINIMIZAR AS DÍVIDAS DE UM IMÓVEL ARREMATADO

COMO MINIMIZAR AS DÍVIDAS DE UM IMÓVEL ARREMATADO PROLEILOES.COM COMO MINIMIZAR AS DÍVIDAS DE UM IMÓVEL ARREMATADO PROCESSOS QUE PODEM FAZER COM QUE VOCÊ CONSIGA QUITAR DÍVIDAS PENDENTES DE UM ÍMOVEL ARREMATADO EM LEILÃO, PAGANDO MENOS QUE O SEU VALOR

Leia mais

Confederação Nacional da Indústria. - Manual de Sobrevivência na Crise -

Confederação Nacional da Indústria. - Manual de Sobrevivência na Crise - RECOMENDAÇÕES PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS - Manual de Sobrevivência na Crise - Janeiro de 1998 RECOMENDAÇÕES PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS - Manual de Sobrevivência na Crise - As empresas, principalmente

Leia mais

A D N E G A 2007 as 4 SÉRIES

A D N E G A 2007 as 4 SÉRIES A G E N D A 2007 as 4 SÉRIES ÍNDICE Proposta da ONU... 04 Compromisso do Brasil... 05 Cada cidade responsável por sua agenda 21... 07 Dia internacional da Água... 09 Dia do Meio Ambiente... 12 Dia da Árvore...

Leia mais

André Sanchez Blog Esboçando Ideias E-BOOK GRÁTIS. Uma realização: André Sanchez. www.esbocandoideias.com

André Sanchez Blog Esboçando Ideias E-BOOK GRÁTIS. Uma realização: André Sanchez. www.esbocandoideias.com E-BOOK GRÁTIS 8 razões para confiar que Deus te socorrerá Uma realização: André Sanchez www.esbocandoideias.com Se quiser falar com o autor, entre em contato pelo e-mail: andre@esbocandoideias.com A distribuição

Leia mais

Não. A Sabesprev tem dinheiro em caixa suficiente para garantir o pagamento aos beneficiários pelos próximos anos. O que existe é um déficit atuarial.

Não. A Sabesprev tem dinheiro em caixa suficiente para garantir o pagamento aos beneficiários pelos próximos anos. O que existe é um déficit atuarial. PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE O SABESPREV MAIS. 1. A Sabesprev está em dificuldades financeiras? Não. A Sabesprev tem dinheiro em caixa suficiente para garantir o pagamento aos beneficiários pelos próximos

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELA A P A de JABOTICABAL DURANTE O ANO DE 2008

RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELA A P A de JABOTICABAL DURANTE O ANO DE 2008 1 RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELA A P A de JABOTICABAL DURANTE O ANO DE 2008 O objetivo principal da APA-Associação Protetora dos Animais em Jaboticabal durante o ano de 2008 foi, como

Leia mais

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava O Príncipe das Histórias Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava histórias. Ele gostava de histórias de todos os tipos. Ele lia todos os livros, as revistas, os jornais, os

Leia mais

LEI Nº1.469/03. A Câmara Municipal de São Mateus do Sul, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I

LEI Nº1.469/03. A Câmara Municipal de São Mateus do Sul, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I LEI Nº1.469/03 Dispõe sobre a criação do Centro de Controle de Zoonoses e Endemias (C.C.Z.E.) da Secretaria da Agricultura e Meio-Ambiente do Município de São Mateus do Sul, na forma que especifica. A

Leia mais

ESTADO DO AMAZONAS CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS GABINETE DO VEREADOR WILTON LIRA

ESTADO DO AMAZONAS CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS GABINETE DO VEREADOR WILTON LIRA PROJETO DE LEI Nº 104 / 2012 Disciplina a doação e comercialização de cães e gatos no município de Manaus e dá outras providências. Art. 1º A reprodução de cães e gatos destinados a doação e comercialização

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

Produção de Texto 5º ano

Produção de Texto 5º ano Produção de Texto 5º ano Quando pequenos, aprendemos que, para conviver em grupo, sempre as coisas vão acontecer conforme as nossas pretensões. Aos poucos, nos relacionamentos com a nossa família, vamos

Leia mais

LEGISLAÇÃO AMBIENTAL BRASILEIRA

LEGISLAÇÃO AMBIENTAL BRASILEIRA LEGISLAÇÃO AMBIENTAL BRASILEIRA No Brasil, as leis voltadas para a conservação ambiental começaram a partir de 1981, com a lei que criou a Política Nacional do Meio Ambiente. Posteriormente, novas leis

Leia mais

CONHECIMENTOS GERAIS JÚLIO RAIZER

CONHECIMENTOS GERAIS JÚLIO RAIZER 1º BLOCO...2 I. Conhecimentos Gerais Júlio Raizer...2 Concursos Públicos no Brasil...2 Áreas...2 II. Características das Bancas Organizadoras...2 Fundação Carlos Chagas (FCC)...2 Cesgranrio...3 Vunesp...3

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR N. 86

LEI COMPLEMENTAR N. 86 LEI COMPLEMENTAR N. 86 Dispõe sobre a criação do Emprego Público de Agente Comunitário de Saúde e Agente de Combate às Endemias, sobre o respectivo processo seletivo público e dá outras providências. Faço

Leia mais

Inclusão Social pelo Projeto de Educação: Saneamento Básico

Inclusão Social pelo Projeto de Educação: Saneamento Básico PREMIO NACIONAL DE QUALIDADE EM SANEAMENTO PNQS 2011 INOVAÇÃO DA GESTÃO EM SANEAMENTO - IGS Inclusão Social pelo Projeto de Educação: Saneamento Básico SETEMBRO/2011 A. OPORTUNIDADE A.1 Qual foi a oportunidade

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARAÇU ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARAÇU ESTADO DE MINAS GERAIS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS/CONTRATO Nº004-B/2016 PROCESSO LICITATÓRIO Nº018/2016 MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL N 006/2016 VALIDADE: 12 (doze) meses O Município de Jaguaraçu, neste ato representado por seu

Leia mais

Violência gera debate sobre a redução da maioridade penal Projetos da PUCPR proporcionam aos adolescentes novas oportunidades de vida

Violência gera debate sobre a redução da maioridade penal Projetos da PUCPR proporcionam aos adolescentes novas oportunidades de vida Violência gera debate sobre a redução da maioridade penal Projetos da PUCPR proporcionam aos adolescentes novas oportunidades de vida Um adolescente entre 16 e 18 anos de idade, que assalta e mata alguém,

Leia mais