FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES"

Transcrição

1 FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos

2 Processadores, chipset e outras características

3 BREVÍSSIMO HISTÓRICO DOS MICROPROCESSADORES - 1 a fase 8 bits Conforme vimos em nossas aulas, os processadores para microcomputadores se desenvolveram muito rapidamente. Alguns desses processadores são históricos: 1971 A Intel lança o 4004, o primeiro processador de 4 bits A Intel lança o 8008, o primeiro processador de 8 bits bits A Intel lança o 8080, primeiro processador de 8 bits a equipar um computador (o Altair) que podia ser comprado por qualquer cidadão A MOS Technology lança o 6502, baseado no 6800 da Motorola. Ele equipou o Apple por ser o mais barato processador do mercado A Intel lança o 8085, primeiro processador de 8 bits a funcionar com apenas 5 volts A Zilog lança o Z-80, um aperfeiçoamento do 8080 feito por um ex-funcionário da Intel. Junto com o 6502, dominou o mercado de processadores até meados da década de 80.

4 BREVÍSSIMO HISTÓRICO DOS MICROPROCESSADORES - 1 a fase 8 bits Intel bits Intel bits Intel bits Equipou o Altair, primeiro microcomputador do mundo

5 BREVÍSSIMO HISTÓRICO DOS MICROPROCESSADORES - 1 a fase 8 bits MOS bits Equipou o Apple, primeiro microcomputador que foi um fenômeno de vendas. O primeiro Apple

6 BREVÍSSIMO HISTÓRICO DOS MICROPROCESSADORES - 1 a fase 8 bits Intel bits Duas famílias de computadores baseadas no Zilog Z-80. Acima, o Sinclair. Abaixo, o TRS-80 Zilog Z bits O mais famoso processador de 8 bits do mundo

7 BREVÍSSIMO HISTÓRICO DOS MICROPROCESSADORES - 2 a fase 16 bits 1978 A Intel lança o 8086, seu primeiro processador de 16 bits A Intel lança o 8088, para ser usado no IBM PC (Personal Computer). Internamente era idêntico ao 8086, mas externamente comunicava-se com um barramento de dados de 8 bits, mais barato e com maior oferta de circuitos controladores naquela época. Era capaz de endereçar até 1 MB de RAM A Intel lança o 80186, processador de 16 bits considerado muito caro e avançado para a época. Passou a ser utilizado depois como controlador de placas de comunicação, sobretudo placas de rede A Intel lança o 80286, processador de 16 bits que equipou o IBM PC AT (Advanced Technology). Endereçava até 16 MB de RAM e já oferecia algum suporte para sistemas que usavam memória virtual.

8 BREVÍSSIMO HISTÓRICO DOS MICROPROCESSADORES - 2 a fase 16 bits Intel bits Primeiro processador de 16 bits fabricado pela Intel Intel Processador de 16 bits Evolução do 8086, foi e continua sendo usado em placas de comunicação (rede, modem, roteadores) Intel bits Internamente era 16 bits, mas comunicavase com o barramento em 8 bits Equipou o primeiro micro da IBM, o PC (Personal Computer 1981) abaixo.

9 BREVÍSSIMO HISTÓRICO DOS MICROPROCESSADORES - 2 a fase 16 bits Intel Processador de 16 bits Primeiro processador a endereçar até 16 MB de RAM Equipou o IBM PC-AT (Personal Computer Advanced Technology), mostrado ao lado

10 BREVÍSSIMO HISTÓRICO DOS MICROPROCESSADORES - 3 a fase 32 bits 1987 A Intel lança o poderoso 80386, seu primeiro processador de 32 bits. É um processador simplesmente espetacular, cuja base e instruções são utilizadas em processadores até hoje (2010). Possuía suporte para sistemas com multitarefa e um modo virtual DOS que permitia rodar até 256 programas DOS simultaneamente. Depois de algum tempo após o seu lançamento, passou a ser conhecido apenas como A Intel lança o 486, basicamente um 386 muito melhorado. Tinha algumas instruções a mais e um co-processador aritmético interno. Foi o primeiro processador a adotar uma cache interna de 8 KB, além de um pipeline de 5 estágios. Foi construído até 2007 devido ao seu ótimo custo/benefício quando usado em sistemas embarcados A Intel lança o Pentium, primeiro processador de 32 bits a utilizar arquitetura superescalar (dois pipelines).

11 BREVÍSSIMO HISTÓRICO DOS MICROPROCESSADORES - 3 a fase 32 bits Intel Processador de 32 bits Capaz de endereçar impensáveis (para a época) 4 GB de RAM. Algumas placas-mãe tinham soquete para o 387 (co-processador aritmético), que aumentava muito a velocidade de cálculos matemáticos. Intel Processador de 32 bits Basicamente era um 386 com 6 instruções a a mais, com co-processador 387 integrado à ULA, uma cache interna L1 de 8 KB e um pipeline de 5 estágios.

12 BREVÍSSIMO HISTÓRICO DOS MICROPROCESSADORES - 3 a fase 32 bits Intel Pentium 1989 Primeiro processador de 32 bits da Intel a utilizar arquitetura superescalar. Internamente era formado por um núcleo único construído com dois núcleos de 486. Visão interna ampliada do núcleo de um processador Pentium

13 BREVÍSSIMO HISTÓRICO DOS MICROPROCESSADORES - 3 a fase 32 bits 1995 A Intel lança o Pentium Pro, um poderoso processador destinado ao mercado corporativo (servidores) A Intel lança o Pentium MMX, primeiro processador a dar suporte para instruções SIMD (Single Instruction Multiple Data), que permite aplicar uma mesma instrução a múltiplos dados com extrema rapidez. Isso permitiu a evolução dos sistemas multimídia A Intel lança o Pentium II, que tinha desempenho inferior ao Pentium Pro. Foi o primeiro processador da arquitetura P6, que ainda hoje (em sua versão Yonah) é utilizada A Intel lança o Pentium II Xeon, destinado ao mercado corporativo que exige processadores de alto desempenho A Intel lança o malfadado Celeron, basicamente um Pentium II piorado (sem cache interno), mais barato, com o objetivo de brigar com a concorrência. Ficou conhecido como Lentium.

14 BREVÍSSIMO HISTÓRICO DOS MICROPROCESSADORES - 3 a fase 32 bits Acima, o Pentium Pro (1995), primeiro processador desenvolvido para o mercado corporativo. Ao lado, acima, o Pentium II (1997) em um encapsulamento tipo Slot 1. Ao lado, abaixo, o mesmo Pentium II fora do seu encapsulamento.

15 BREVÍSSIMO HISTÓRICO DOS MICROPROCESSADORES - 3 a fase 32 bits 1999 A Intel lança o Pentium III, uma evolução do Pentium II, com 8 novos registradores e suporte a instruções SSE (Streaming SIMD Extensions), uma evolução das instruções SIMD A Intel lança o Pentium III Xeon, destinado ao mercado corporativo. OBSERVAÇÃO: Esse brevíssimo histórico está mostrando apenas os lançamentos da Intel, principal fabricante de processadores para PC s. Seus principais concorrentes são a Motorola, cujos processadores equipam outro tipo de computador (Apple e Macinstosh e imac), e a AMD, que atua no mesmo mercado da Intel e é a principal concorrente. Desde o 286 existe concorrência da AMD, que também fez clones do 386 e 486. A partir do Pentium, a concorrência ficou mais acirrada. A Intel ainda domina o mercado atual, especialmente no segmento corporativo, mas a AMD ainda tem muita força, sobretudo quando o assunto são aplicações gráficas.

16 BREVÍSSIMO HISTÓRICO DOS MICROPROCESSADORES - 3a fase 32 bits Acima, o Pentium II Xeon (1998), processador desenvolvido para o mercado corporativo em um encapsulamento do tipo Slot 2. Ao lado, acima, um Pentium III em um encapsulamento tipo ZIF. Ao lado, abaixo, um Pentium III (1999) em um encapsulamento tipo Slot 1.

17 BREVÍSSIMO HISTÓRICO DOS MICROPROCESSADORES - 3 a fase 32 bits Acima, o Pentium III Xeon (1999), processador desenvolvido para o mercado corporativo em um encapsulamento Slot 2. Ao lado, o mesmo Pentium III Xeon fora do seu encapsulamento.

18 PROCESSADORES ATUAIS: A arquitetura Netburst 2002 A Intel começa a projetar uma nova arquitetura para substituir a arquitetura P6, que deu origem aos Pentium II e III. Trata-se da arquitetura Netburst, também conhecida como HPT (Hyper Pipelined Technology). A versão inicial (codinome Northwood) tinha um pipeline de 20 estágios), e a versão final (codinome Prescott) tinha um pipeline de 31 estágios. Incorporou duas novas tecnologias: uma chamada REE (Rapid Execution Engine ou Mecanismo de Execução Rápida), que permitia a ULA trabalhar no dobro da velocidade do processador, e outra chamada ETC (Execution Trace Cache) que armazena em cache os últimos dados processados para o caso das próximas instruções necessitarem deles. O primeiro processador a usar esta arquitetura foi o Pentium 4 (lançado em 2004), muito rápido mas com um grande problema próprio desta arquitetura: a grande quantidade de calor dissipada devido ao alto consumo de energia destes processadores.

19 PROCESSADORES ATUAIS: A arquitetura Netburst Com o problema crônico de consumo de energia e aquecimento excessivos, a Intel resolveu investir em outras arquiteturas para substituí-la. Até 2006, a escolha de processadores para um determinado tipo de computador era bem simples: Uso geral (ou segmento SOHO - Small Office Home Office): computadores de mesa, para pequenos escritórios, usuários caseiros Pentium 4, processador de 1 núcleo Uso geral, com mais poder de processamento: para heavy users (usuários pesados), ou seja, usuários que necessitam de maior poder de processamento Pentium D, um processador de dois núcleos em que a letra D significa Desktop. Uso geral, com muito poder de processamento: para heavy users e servidores de pequeno porte Pentium Extreme, com dois núcleos e o mais rápido da arquitetura Netburst.

20 PROCESSADORES ATUAIS: A arquitetura Netburst Uso corporativo: para servidores e usuários que necessitam de altíssima velocidade de processamento Xeon, um processador de 2 ou mais núcleos da arquitetura Foster. Uso geral de baixo custo: para usuários que não podiam gastar muito Celeron D, basicamente um Pentium 4 piorado, com menos cache L1 e pipeline com menos estágios. Uso geral em computadores móveis: computadores portáteis como laptops e notebooks Pentium M, processador baseado na arquitetura P6 (do Pentium II) revisada, que consome muito menos energia que a arquitetura Netbusrt. A letra M vem de Mobile (para computadores móveis). Uso geral em computadores móveis de baixo custo: laptops e notebooks de baixo custo Celeron M, basicamente um Pentium M piorado (com menos cache L1).

21 PROCESSADORES ATUAIS: A arquitetura Core A possibilidade de escolha de um processador hoje é bem diferente, uma vez que existem muitos modelos de processadores Intel (pelo menos mais de trezentos modelos diferentes). Uma vez que a arquitetura Netburst é uma voraz consumidora de energia, a Intel resolveu investir em uma nova arquitetura (a Core). Core quer dizer núcleo ou coração, mas nem todo processador com a inscrição Core faz parte desta arquitetura. Os primeiros Dual Core eram processadores derivados do Pentium D, com dois núcleos, enquanto que os Core Duo eram processadores derivados da versão mais avançada da arquitetura P6 (a mesma do Pentium II e III), a versão Yonah, também com dois núcleos. A idéia da arquitetura Core é utilizar o máximo de núcleos possível em um mesmo encapsulamento, de modo a otimizar o desempenho. Resumindo, hoje a Intel tem 5 famílias: 3 famílias novas (da arquitetura Core) e duas antigas (remanescentes da Netburst e da P6).

22 PROCESSADORES INTEL ATUAIS - I As 5 famílias de processadores Intel atuais são: Core, Pentium, Celeron, Atom e Xeon/Itanium. Vamos começar com as famílias mais antigas, que na minha opinião, tendem a desaparecer: Família Pentium: teve o nome ressuscitado devido ao apelo que o nome Pentium ainda tem no mercado. É formada por dois tipos de processadores: os remanescentes da arquitetura Netbusrt (a mesma do Pentium 4) e aqueles que são remanescentes da revisão mais recente (Yonah) da arquitetura P6 (a mesma do Pentium II e III). Família Celeron: como já sabemos, são versões mais baratas e pioradas dos Pentium s, e justamente por causa da má fama que angariou graças ao seu desempenho pífio, deve ser a primeira família a desaparecer. OBS: Não vamos nos preocupar com essas duas famílias!

23 PROCESSADORES INTEL ATUAIS - II Antes de conhecermos as 3 famílias de processadores Intel atuais que realmente nos interessam, temos de conhecer algumas características que são mostradas no site oficial que podem nos ajudar a escolher, como por exemplo: Product Name: Intel Core 2 Duo Processor E8600 (6M Cache, 3,33 GHz, 1333 MHz FSB); Embedded: No; Max TDP: 65 watts; Cores/Threads: 2C/2T; Intel Virtualization Technology (VT-x): Yes Intel Turbo Boost Technology: No Estimated 1k Unit Price: $266,00; Status: Launched. Se olharmos esse modelo na tabela, vamos perceber que existem vários outros modelos de Intel Core 2 Duo Processor, cada um com a sua especificação. Vamos destrinchar isso!

24 PROCESSADORES INTEL ATUAIS - III Product Name Nome do produto Processador Intel Core 2 Duo em que Core = Núcleo, 2 = Segunda geração (ou seja já faz parte da arquitetura Core) e Duo = Dois núcleos. E8600 Código desse modelo específico são vários. 6M Cache Quantidade de Cache L2. 3,33 GHz Clock do processador, que exprime a sua velocidade bruta de processamento MHz FSB Clock do barramento frontal (FSB significa FrontSide Bus), ou seja, é a velocidade em que o processador se comunica com a memória principal e alguns periféricos. Aqui cabe uma explicação mais detalhada: o barramento de um computador é formado por duas partes (ou pontes):

25 PROCESSADORES INTEL ATUAIS - IV Continuação FSB A Northbridge e a Southbridge A Northbridge (outro nome para FSB FrontSide Bus) é o barramento mais rápido, geralmente controlado pela própria CPU, e utilizado para comunicação com a memória principal (RAM) e alguns periféricos conectados a slots de expansão conhecidos como AGP e PCI Express. A Southbridge (outro nome para I/O Bus - Barramento de E/S) é o barramento mais lento, geralmente controlado por circuitos de controle conhecidos como Chipset, e utilizado para comunicação com dispositivos mais lentos, tais como interface de discos (IDE/SATA), USB (entrada e saída de impressoras, scanners e pen drives, por exemplo), Ethernet (placa de rede), áudio (multimídia on-board), placa de vídeo on-board, teclado, mouse e ROM Flash BIOS.

26 PROCESSADORES INTEL ATUAIS - V Continuação FSB A Northbridge e a Southbridge Conseguem entender agora porque placas de vídeo e som dedicadas (que são instaladas em slots AGP ou PCI Express) são bem mais rápidas que as suas congêneres on-board (na própria placa mãe)? Continuando a descrição do processador... Embedded: No Quando o processador já vem soldado na placa principal (geralmente a placa mãe), o valor para Embedded é Yes (Sim). Caso contrário, o processador vem separado e é instalado na placa principal através de um soquete ou slot próprio. Max TDP: 65 watts Consumo máximo de energia, em que TDP significa Thermal Design Project (Potência de Projeto), dá uma idéia da quantidade de calor dissipada pela CPU quando está em funcionamento.

27 PROCESSADORES INTEL ATUAIS - VI Continuando a descrição do processador... Cores/Threads: 2C/2T Core significa núcleo logo, 2 C significa que esse processador possui dois núcleos (como se fossem dois processadores trabalhando em paralelo). Thread significa Linha de Execução logo 2 T significa que esse processador possui duas linhas de execução (o que permite a execução simultânea de dois processos diferentes). Intel Virtualization Technology VT-x: Yes Essa sigla significa Tecnologia de Virtualização Intel. Em outras palavras, permite que um único sistema possa funcionar como se fossem vários sistemas independentes ou seja mais rapidez na execução de processos concorrentes.

28 PROCESSADORES INTEL ATUAIS - VII Continuando a descrição do processador... Intel Turbo Boost Technology: No Processadores equipados com esta tecnologia (o que não é o caso do nosso exemplo) possuem gerenciamento dinâmico e inteligente de energia, ou seja, só vão funcionar a pleno clock se houver necessidade. Caso contrário, funcionam em um clock menor para gastar menos energia. Esta tecnologia também permite aumentar o clock de um dos núcleos (o que estiver sendo mais exigido no momento) além do clock nominal por alguns instantes, desde que o TDP total não seja atingido. Estimated 1k Unit price: $266,00 É o preço médio unitário de custo dessa CPU se você comprar um lote de mil unidades. Quando não tem o preço, aparece o código N/A, que significa No avaliable ou seja não disponível (por exemplo, não tem a CPU para venda). Status: Launched Significa Lançado, ou seja, disponível para compra (sempre em lotes de mil unidades). Em alguns casos aparece End of life, que significa que essa CPU não vai mais ser fabricada.

29 PROCESSADORES INTEL ATUAIS - VIII Uma vez que destrinchamos os significados dos códigos de tabela dos processadores Intel, vamos pegar mais um exemplo que tem uma diferença em relação a este que acabamos de ver: Product Name: Intel Core i7 980-X Processor Extreme Edition (12M Cache, 3,33 GHz, 6,40 GT/s Intel QPI); Embedded: No; Max TDP: 130 watts; Cores/Threads: 6C/12T; Intel Virtualization Technology (VT-x): Yes Intel Turbo Boost Technology: Yes Estimated 1k Unit Price: $999,00; Status: Launched. Vamos ver as diferenças em relação ao modelo anterior?

30 PROCESSADORES INTEL ATUAIS - IX Continuando a descrição do processador... Em relação ao exemplo anterior, dá para notar que trata-se de um processador bem mais poderoso. Todas as siglas da tabela são idênticas ao do processador anterior, mas repare que no Product Name não aparece a velocidade de barramento. Em seu lugar apareceu um misterioso 6,40 GT/s Intel QPI. O que é isso? Essa é outra situação que merece uma explicação mais detalhada: o grande gargalo da velocidade de processamento é justamente o FSB. A Intel sempre tentou contornar esse problema aumentando o tamanho do cache L2, mas tudo tem um limite. Quando a cache é muito grande e um determinado dado procurado não está na cache, o tempo perdido para o recomeço de outro ciclo de cache não compensa. Percebendo isso, a AMD desenvolveu em 2001 uma tecnologia que permite substituir o FSB, trazendo o controle da memória principal para dentro do processador e criando uma conexão ponto-a-ponto extremamente rápida entre MP (Memória Principal) e CPU. Essa tecnologia atende pelo no de Hyper-Transport.

31 PROCESSADORES INTEL ATUAIS - X Continuando a descrição do Hyper-Transport Graças a essa tecnologia, os processadores AMD que a adotaram (famílias Athlon 64, Sempron 64, Turion 64, Opteron e Phenom) começaram a dar um banho em termos de performance em relação aos seus rivais da Intel, mesmo aqueles que possuíam caches maiores. A Hyper-Transport (versão 1.0) é capaz de suportar uma taxa de transferência de até 51,2 GB/s. Em resposta à rival, a Intel passou a procurar sua própria solução para substituir o FSB. Essa tecnologia atende pelo nome de QPI Intel (Quick Path Interconect algo como Interconexão Rápida de Vias), que permite taxas de transferência bem maiores que a do FSB. No caso desse processador, GT/s significa Gigabytes Transferidos por segundo. Para achar a taxa real, basta multiplicar 6,40 GT/s por 10, o que equivale a 64 GB/s, ou seja, uma taxa maior que a conseguida pelos processadores da AMD. O grande trunfo da AMD é que a Hyper-Transport está disponível em todas as suas CPU s, enquanto que na Intel, só as top de linha possuem a QPI.

32 ESCOLHENDO UMA CPU INTEL HOJE (2010) As três famílias mais atuais de processadores Intel são a Core (Uso geral), a Atom (Móveis) e a Xeon/Itanium (Uso Corporativo). USO GERAL:segmento SOHO (Small Office Home Office), ou seja, computadores de mesa para usuários caseiros e pequenos escritórios Família Core (i3 Desktop ou Core 2 Duo) USO GERAL COM MAIS VELOCIDADE DE PROCESSAMENTO: computadores de mesa para usuários caseiros e pequenos escritórios que necessitam de maior velocidade de processamento Família Core (i5 ou i7 Desktop ou Core 2 Extreme Desktop) USO GERAL COM MUITO PODER DE PROCESSAMENTO: computadores de mesa para usuários caseiros (heavy users) e pequenos servidores, que necessitam de muito poder de processamento Família Core (i7 Desktop Extreme Edition ou Core 2 Quad)

33 ESCOLHENDO UMA CPU INTEL HOJE (2010) USO GERAL BAIXO CUSTO: computadores de mesa para usuários caseiros e pequenos escritórios com baixo custo Família Celeron D USO GERAL COMPUTADORES PORTÁTEIS: dependendo do tipo: Laptops / alto desempenho Core (i7 Mobile Extreme) Laptops / bom desempenho Core (i5/i7) Mobile Notebooks e Laptops de uso geral Core (i3) e Core 2 Duo Mobile Netbooks Família Atom USO CORPORATIVO: servidores profissionais Família Itanium (4 núcleos / 8 linhas de execução) Família Xeon (4 a 8 núcleos / 8 a 16 linhas de execução)

34 FAMILIA INTEL X FAMILIA AMD Como já é de nosso conhecimento, a Intel possui 5 famílias de processadores. A AMD também possui 5 famílias que são concorrentes da Intel. É uma disputa bastante acirrada entre as duas, e o consumidor é que sai ganhando, pois tem a chance de ter processadores cada vez mais poderosos e baratos. A AMD possui vários modelos em cada uma das famílias, assim como a Intel, e seus processadores são muito rápidos, apesar de apresentarem menor capacidade de cache L2 que a rival Intel. O segredo está na tecnologia Hyper Transport, já comentada em slides anteriores. Além disso, quando se fala em aplicações gráficas, a AMD possui superioridade desde o K6-II, com a implementação da tecnologia 3D-Now. Apesar dos processadores AMD serem tão (ou até mais) rápidos que os da Intel, a preços mais baixos, são menos resistentes à variação de temperatura. Em outras palavras, se você garantir que o cooler do processador é adequado e está funcionando corretamente, você não terá problemas com os processadores AMD. Entretanto, mesmo sendo fã incondicional da AMD, tenho que reconhecer que a Intel ainda dá as cartas no mercado mundial.

35 Comparação FAMILIA INTEL X FAMILIA AMD De modo bastante resumido, as cinco famílias concorrem assim: 1. Processadores de uso geral: Família Pentium da Intel concorre com a Família Atlhon da AMD. 2. Processadores de uso geral de baixo custo: Família Celeron da Intel concorre com a Família Sempron da AMD. 3. Processadores de uso geral de alto desempenho: Familia Core da Intel concorre com a Família Phenon da AMD. 4. Processadores destinados a computadores móveis: Família Atom da Intel concorre com a Família Turion da AMD. 5. Processadores destinados ao mercado corporativo: Família Xeon da Intel concorre com a Família Opteron da AMD. OBS: A família Turion da AMD concorre com modelos maiores de processadores da Intel. A AMD está lançando um nova família chamada Neo para concorrer com os Atom.

36 COMPUTADOR CPU E Chipset Para escolher uma configuração de computador, deve-se sempre levar em conta qual é a necessidade do cliente. A primeira escolha a ser feita será sempre o processador. Dessa primeira escolha vão depender a maioria das próximas. Vocês já possuem conhecimentos suficientes para dimensionar processador, quantidade de memória principal (RAM) e tamanho de disco rígido. A placa mãe, e consequentemente, o chipset, depende do processador escolhido. Um placa mãe para processador Intel não pode usar processador AMD, e vice-versa. O chipset depende do processador. Mas o que é chipset? Set = Conjunto; Chip = Circuito. Chipset é um conjunto de circuitos de controle que trabalham em conjunto com o processador. É formado pela ponte norte Northbridge que controla memória e slots de alta velocidade (FSB), e a ponte sul Southbridge, que controla periféricos por meio de interfaces (I/O Devices).

37 COMPUTADOR CPU e Chipset Hoje, a maioria das placas mães já possuem um série de interfaces integradas. Placa de vídeo, de som, de rede, de fax/modem, conexões USB, SATA, Paralela, Serial, Teclado, Mouse, etc. Para a maioria das aplicações, placas-mãe com interfaces integradas dão conta do recado. Entretanto, algumas aplicações exigem um desempenho maior específico de algumas interfaces. Por exemplo, aplicações gráficas pesadas, sobretudo aquelas que utilizam 3 dimensões exigem uma placa gráfica dedicada. O mesmo vale para alguns tipos de aplicações multimídia, que podem exigir também uma placa de som dedicada. Para escolher o processador, os seguintes sites podem ajudar:

38 COMPUTADOR Placa-Mãe A escolha da placa-mãe depende do processador. Existem diversos tipos de soquetes (local em que o processador é encaixado) para processador, assim como existem algumas placasmãe que já possuem o processador integrado (embedded). Os soquetes para processadodr mais comuns hoje são do tipo ZIF (Zero Insertion Force ou Força de Inserção Zero) e LGA (Land Grid Array). Toda placa-mãe vem com slots de expansão (cavidades onde são encaixadas placas). Os slots mais comuns hoje são o PCI (Peripheral Component Interconect), o PCI Express (evolução do PCI), e o AGP (Accelerated Graphics Port) geralmente utilizado para placas aceleradoras gráficas. Ao escolher o processador, deve-se também preocupar com a escolha do cooler. Existem coolers para processadores, chipsets, placas gráficas, gabinetes e discos rígidos.

39 COMPUTADOR Placa-Mãe Coolers são componentes metálicos instalados em circuitos (CPU s, GPU s, Chipset s, HD s) com o objetivo de ajudar a dissipar o calor durante o funcionamento. Quando existe apenas a placa metálica, ele é chamado de cooler passivo. Quando existe uma ventoinha ou outro sistema de resfriamento (serpentina com água, óleo ou nitrogênio líquido), ele é chamado de cooler ativo. Existem coolers de gabinetes, que são ventoinhas utilizadas para criar um fluxo de ar dentro do gabinete, para retirar o calor gerado pelos diversos circuitos. A placa-mãe também vem com slots de memória, e cada tipo de memória possui um slot específico. Não se pode colocar um módulo DDR3 em um slot para módulo DDR2 e vice-versa, apesar de terem o mesmo número de contatos. O tamanho da placa mãe também é importante, pois o gabinete será dimensionado de acordo com a placa-mãe. Entre os fabricantes de placas-mãe destaco a Intel, a Asus e a Gigabyte.

40 COMPUTADOR Gabinete Basicamente, existem três tamanhos de gabinete vertical: o Max- Torre, o Midi-Torre e o Mini-Torre. O Max-Torre possui espaço para quatro ou mais dispositivos de leitura/gravação ópticos, além de 3 ou 4 baias para HD s. O Midi-Torre possui espaço para um máximo de três dispositivos ópticos e 2 ou 3 baias para HD s. O Mini-Torre tem espaço para um máximo de dois dispositivos ópticos e 2 HD s. Existem gabinetes do tipo plataforma (horizontais também chamados de gabinetes deitados), que permitem economia de espaço ao se colocar o monitor em cima deles. Esse tipo de gabinete é geralmente o que oferece menor espaço dentre todos descritos aqui. Tentem os seguintes sites:

41 COMPUTADOR Fonte Todo circuito eletrônico funciona com corrente contínua (o mesmo tipo de energia fornecido por baterias e pilhas). A energia distribuída comercialmente é por meio de corrente alternada. Assim, é necessário um dispositivo para transformar a corrente alternada disponível na rede elétrica em corrente contínua, que é utilizada no computador. Este dispositivo chama-se fonte, e costuma ser um item negligenciado na hora de se configurar um computador. Em geral, quanto mais potente for a fonte, mais durável e confiável ela é. O grande problemas das fontes atuais é a potência real. Computadores caseiros necessitam de fontes de pelo menos 300 watts. Servidores e computadores com maior poder de processamento podem exigir fontes de 500 watts ou mais. Tentem os sites:

42 COMPUTADOR Memória RAM A escolha do tipo de memória depende da placa-mãe. Já a escolha do quantidade de memória depende do tipo de aplicação e do sistema operacional escolhido. Para a maioria das aplicações caseiras e de escritório, 1 GB de RAM é suficiente (usando Windows XP Home ou Windows 7 Starter). Aplicações mais pesadas exigem mais memória RAM, e nesse caso, o SO (Sistema Operacional) também deve ser outro. Dependendo do tipo de aplicação, pode-se exigir 2, 3, 4 ou 8 GB. As memórias mais utilizadas hoje são do tipo SDRAM DIMM DDR2 ou DDR3. Entre os fabricantes de módulos de memória destaco:

43 COMPUTADOR Discos Rígidos Atualmente o preço do Megabyte armazenado em um disco rígido é o mais barato dentre todos os tipos de memória. Como já sabemos, o tipo e tamanho de disco rígido depende da aplicação. Hoje (2010), a maioria das aplicações caseiras e de pequenos escritórios não exigem mais de 160 GB de disco. Aplicações um pouco mais pesadas, com interação multimídia, por exemplo, vão exigir pelo menos 500 GB. Aplicações gráficas pesadas e servidores vão necessitar de uma ou mais unidades de disco, com 1 TB ou mais. Em computadores caseiros, o padrão SATA ainda é o mais usado. Em servidores, a interface SAS (evolução da SCSI) é a escolha mais racional. Discos SSD s ainda são muito caros. Entre os fabricantes, destaco: com,

44 COMPUTADOR Drives Ópticos Leitor de Cartões Existem unidades de leitura/gravação de CD Compact Disk), DVD (Digital Versatile Disk) e BD (Blu Disk). Existem também unidades COMBO, que gravam mais de um tipo de mídia. Atualmente as unidades COMBO de leitura/gravação de CD/DVD são as mais comuns, mas unidades COMBO de DVD/BD já começaram a baixar de preço. Existem diversos fabricantes, mas no Brasil, é mais fácil achar drives da LG (www.lge.com.br). É interessante que o computador também tenha um leitor de cartões. As entradas mais comuns são: CF (Compact Flash), SM (Smart Media), MS (Memory Stick), SD (Secure Digital), MMC (Multimedia Card). Dicas: tentem as marcas Sony, Kingston, Akasa.

45 COMPUTADOR Placas Gráficas e de Som Dependendo do tipo de aplicação, pode ser que a placa de vídeo integrada da placa-mãe seja insuficiente. Nesse caso, existem placas gráficas dedicadas. Entre os fabricantes, destaco: O mesmo se aplica em relação à placa de som. Algumas aplicações exigem mais do que o circuito de audio integrado à placa-mãe é capaz de oferecer. Se for esse o seu caso, destaco os seguintes fabricantes:

Manutenção de Computadores Montagem de microcomputadores: Entendendo melhor os processadores. Professor: Francisco Ary

Manutenção de Computadores Montagem de microcomputadores: Entendendo melhor os processadores. Professor: Francisco Ary Manutenção de Computadores Montagem de microcomputadores: Entendendo melhor os processadores Professor: Francisco Ary Introdução O processador é um dos componentes mais importantes (e geralmente o mais

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br ESQUEMA EXTERNO DE UM MICROCOMPUTADOR Agora que

Leia mais

OFICINA DA PESQUISA PROGRAMAÇÃO APLICADA À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

OFICINA DA PESQUISA PROGRAMAÇÃO APLICADA À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO OFICINA DA PESQUISA PROGRAMAÇÃO APLICADA À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Evolução dos processadores Arquitetura

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC

FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Objetivos Ao final desta apostila,

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC

FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Objetivos Ao final desta apostila,

Leia mais

Sumário. Velocidade do processador. Velocidade do processador. Velocidade do processador. Velocidade do processador. Manutenção de Hardware.

Sumário. Velocidade do processador. Velocidade do processador. Velocidade do processador. Velocidade do processador. Manutenção de Hardware. Manutenção de Hardware Sumário CPU Clock Interno e Externo Palavra binária Cronologia dos processadores Multiplicação de clock Tipos de soquetes e famílias de processadores Tecnologias proprietárias de

Leia mais

Sumário. Manutenção de Hardware. Clock

Sumário. Manutenção de Hardware. Clock Manutenção de Hardware CPU Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br Clock Interno e Externo Sumário Palavra binária Cronologia dos processadores Multiplicação de clock Tipos de soquetes e famílias de processadores

Leia mais

Universidade Tuiuti do Paraná UTP Faculdade de Ciências Exatas - FACET

Universidade Tuiuti do Paraná UTP Faculdade de Ciências Exatas - FACET Universidade Tuiuti do Paraná UTP Faculdade de Ciências Exatas - FACET Hardware de Computadores Questionário II 1. A principal diferença entre dois processadores, um deles equipado com memória cache o

Leia mais

Contil Informática. Curso Tecnico em Informatica Rafael Barros Sales Tecnologo em Redes de Computadores Tecnico em Informatica CREA/AC

Contil Informática. Curso Tecnico em Informatica Rafael Barros Sales Tecnologo em Redes de Computadores Tecnico em Informatica CREA/AC Contil Informática Curso Tecnico em Informatica Rafael Barros Sales Tecnologo em Redes de Computadores Tecnico em Informatica CREA/AC Processadores O processador é o cérebro do micro, encarregado de processar

Leia mais

HARDWARE Montagem e Manutenção de Computadores Instrutor: Luiz Henrique Goulart 15ª AULA OBJETIVOS: PROCESSADORES EVOLUÇÃO / GERAÇÕES BARRAMENTO (BITS) FREQÜÊNCIA (MHZ) OVERCLOCK ENCAPSULAMENTO APOSTILA

Leia mais

A Intel e a AMD são os mais conhecidos fabricantes de processadores ambos tiveram a sua evolução em termos de fabrico de processadores

A Intel e a AMD são os mais conhecidos fabricantes de processadores ambos tiveram a sua evolução em termos de fabrico de processadores A Intel e a AMD são os mais conhecidos fabricantes de processadores ambos tiveram a sua evolução em termos de fabrico de processadores De seguida mencionamos a evolução de ambos os fabricantes Intel 8086

Leia mais

MODULO II - HARDWARE

MODULO II - HARDWARE MODULO II - HARDWARE AULA 01 O Bit e o Byte Definições: Bit é a menor unidade de informação que circula dentro do sistema computacional. Byte é a representação de oito bits. Aplicações: Byte 1 0 1 0 0

Leia mais

Bits internos e bits externos. Barramentos. Processadores Atuais. Conceitos Básicos Microprocessadores. Sumário. Introdução.

Bits internos e bits externos. Barramentos. Processadores Atuais. Conceitos Básicos Microprocessadores. Sumário. Introdução. Processadores Atuais Eduardo Amaral Sumário Introdução Conceitos Básicos Microprocessadores Barramentos Bits internos e bits externos Clock interno e clock externo Memória cache Co-processador aritmético

Leia mais

Universidade Tuiuti do Paraná Faculdade de Ciências Exatas Hardware. Arquitetura básica de Processadores. Profº André Luiz andreluizsp@gmail.

Universidade Tuiuti do Paraná Faculdade de Ciências Exatas Hardware. Arquitetura básica de Processadores. Profº André Luiz andreluizsp@gmail. Universidade Tuiuti do Paraná Faculdade de Ciências Exatas Hardware Arquitetura básica de Processadores Profº André Luiz andreluizsp@gmail.com 1 Microprocessador Ao comprar um desktop ou notebook, quase

Leia mais

PROCESSADORES. Introdução. O que é processador? 1/10

PROCESSADORES. Introdução. O que é processador? 1/10 1/10 PROCESSADORES Introdução Os processadores (ou CPU, de Central Processing Unit - Unidade Central de Processamento) são chips responsáveis pela execução de cálculos, decisões lógicas e instruções que

Leia mais

Placa - Mãe - Introdução

Placa - Mãe - Introdução Aula de Hardware Placa - Mãe - Introdução Também conhecida como "motherboard" ou "mainboard", a placa-mãe é, basicamente, a responsável pela interconexão de todas as peças que formam o computador. O HD,

Leia mais

Hardware 2. O Gabinete. Unidades Derivadas do BYTE. 1 KB = Kilobyte = 1024B = 2 10 B. 1 MB = Megabyte = 1024KB = 2 20 B

Hardware 2. O Gabinete. Unidades Derivadas do BYTE. 1 KB = Kilobyte = 1024B = 2 10 B. 1 MB = Megabyte = 1024KB = 2 20 B 1 2 MODULO II - HARDWARE AULA 01 OBiteoByte Byte 3 Definições: Bit é a menor unidade de informação que circula dentro do sistema computacional. Byte é a representação de oito bits. 4 Aplicações: Byte 1

Leia mais

Automação e Computadores

Automação e Computadores Automação e Computadores MICROCOMPUTADORES Curso Profissional de Técnico de Eletrónica, Automação e Computadores O Computador Hardware Unidades Funcionais de um Sistema Informático Dispositivos de Entrada

Leia mais

Processadores. Fabricantes dos processadores: Intel e AMD

Processadores. Fabricantes dos processadores: Intel e AMD Processadores Os processadores (ou CPUs, de Central Processing Unit) são chips responsáveis pela execução de cálculos, decisões lógicas e instruções que resultam em todas as tarefas que um computador pode

Leia mais

ENIAC (Electronic Numerical Integrator Analyzer and Computer)

ENIAC (Electronic Numerical Integrator Analyzer and Computer) No final do século XIX os computadores mecânicos, que realizavam cálculos através de um sistema de engrenagens, acionado por uma manivela ou outro sistema mecânico qualquer. PROF. MARCEL SANTOS SILVA O

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação

Introdução à Ciência da Computação UESC Introdução à Ciência da Computação Dispositivos de entrada CPU Memória Dispositivos de saída Fluxo de Informações Central Processing Unit - CPU Unidade Central de Processamento - UCP Responsável

Leia mais

Componentes de um Sistema de Computador

Componentes de um Sistema de Computador Componentes de um Sistema de Computador HARDWARE: unidade responsável pelo processamento dos dados, ou seja, o equipamento (parte física) SOFTWARE: Instruções que dizem o que o computador deve fazer (parte

Leia mais

Microprocessadores II - ELE 1084

Microprocessadores II - ELE 1084 Microprocessadores II - ELE 1084 CAPÍTULO III OS PROCESSADORES 3.1 Gerações de Processadores 3.1 Gerações de Processadores Primeira Geração (P1) Início da arquitetura de 16 bits CPU 8086 e 8088; Arquiteturas

Leia mais

29/3/2011. Primeira unidade de execução (pipe U): unidade de processamento completa, capaz de processar qualquer instrução;

29/3/2011. Primeira unidade de execução (pipe U): unidade de processamento completa, capaz de processar qualquer instrução; Em 1993, foi lançada a primeira versão do processador Pentium, que operava a 60 MHz Além do uso otimizado da memória cache (tecnologia já amadurecida) e da multiplicação do clock, o Pentium passou a utilizar

Leia mais

Organização de Computadores. CPU: Evolução dos Processadores. (Material Complementar)

Organização de Computadores. CPU: Evolução dos Processadores. (Material Complementar) Organização de Computadores CPU: Evolução dos Processadores (Material Complementar) 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura da bibliografia básica.

Leia mais

Processadores clock, bits, memória cachê e múltiplos núcleos

Processadores clock, bits, memória cachê e múltiplos núcleos Processadores clock, bits, memória cachê e múltiplos núcleos Introdução Os processadores (ou CPUs, de Central Processing Unit) são chips responsáveis pela execução de cálculos, decisões lógicas e instruções

Leia mais

Hardware Avançado. Laércio Vasconcelos Rio Branco, mar/2007 www.laercio.com.br

Hardware Avançado. Laércio Vasconcelos Rio Branco, mar/2007 www.laercio.com.br Hardware Avançado Laércio Vasconcelos Rio Branco, mar/2007 www.laercio.com.br Avanços recentes em Processadores Chipsets Memórias Discos rígidos Microeletrônica Um processador moderno é formado por mais

Leia mais

Barramentos e Chipsets

Barramentos e Chipsets Sumário Introdução Barramentos e Chipsets Eduardo Amaral Barramentos Barramento frontal (Front Side Bus) Barramento de memória Barramento de externo ou de I/O Chipset Ponte norte Ponte sul Introdução Organização

Leia mais

Curso Técnico de Nível Médio

Curso Técnico de Nível Médio Curso Técnico de Nível Médio Disciplina: Informática Básica 2. Hardware: Componentes Básicos e Funcionamento Prof. Ronaldo Componentes de um Sistema de Computador HARDWARE: unidade

Leia mais

História. Pioneiros AMD

História. Pioneiros AMD História Pioneiros AMD Marco na História 1969 AMD estabelece sede em Sunnyvale, Califórnia. 1970 AMD lança seu primeiro contador Lógico. 1982 A pedido da IBM, AMD assina um acordo para servir como uma

Leia mais

Microinformática Introdução ao hardware. Jeronimo Costa Penha SENAI - CFP/JIP

Microinformática Introdução ao hardware. Jeronimo Costa Penha SENAI - CFP/JIP Microinformática Introdução ao hardware Jeronimo Costa Penha SENAI - CFP/JIP Informática Informática é o termo usado para se descrever o conjunto das ciências da informação, estando incluídas neste grupo:

Leia mais

Processadores. Guilherme Pontes

Processadores. Guilherme Pontes Processadores Guilherme Pontes Já sabemos o básico! Como já sabemos, o processador exerce uma das mais importantes funções do computador. Vamos agora nos aprofundar em especificações mais técnicas sobre

Leia mais

Curso Técnico de Nível Médio

Curso Técnico de Nível Médio Curso Técnico de Nível Médio Disciplina: Informática Básica 2. Hardware: Componentes Básicos e Funcionamento Prof. Ronaldo Componentes de um Sistema de Computador HARDWARE: unidade

Leia mais

Placa-Mãe. Christian César de Azevedo

Placa-Mãe. Christian César de Azevedo Placa-Mãe Christian César de Azevedo Componentes Básicos Placa-Mãe 2 Componentes da Placa-Mãe 1. Soquete do Processador 2. Chipset 3. Soquetes de memória RAM 4. Conector de alimentação 5. Conector do drive

Leia mais

MONTAGEM E CONFIGURAÇÃO DE MICROS

MONTAGEM E CONFIGURAÇÃO DE MICROS LAÉRCIO VASCONCELOS MONTAGEM E CONFIGURAÇÃO DE MICROS 4 a EDIÇÃO Rio de Janeiro 2014 ÍNDICE Capítulo 1: Introdução ao hardware Computador, micro, PC...1 Processador...1 Memória RAM...1 Disco rígido...2

Leia mais

Tipos de placas-mãe PLACA MÃE. Placa-mãe com slot ISA (destaque)

Tipos de placas-mãe PLACA MÃE. Placa-mãe com slot ISA (destaque) PLACA MÃE Placa mãe, também denominada mainboard ou motherboard, é uma placa de circuito impresso, que serve como base para a instalação dos demais componentes de um computador, como o processador, memória

Leia mais

PROCESSADORES. INTEL x AMD

PROCESSADORES. INTEL x AMD PROCESSADORES INTEL x AMD 1 Microprocessadores Definição: Um microprocessador é um circuito integrado digital que realiza operações matemáticas e lógicas para cumprir determinada tarefa de acordo com uma

Leia mais

Noções de Hardware. André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com)

Noções de Hardware. André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Hardware André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Gerações de hardware Tipos de computadores Partes do Microcomputador Periféricos Armazenamento de

Leia mais

Placa Mãe. Prof. Alexandre Beletti Ferreira

Placa Mãe. Prof. Alexandre Beletti Ferreira Placa Mãe Prof. Alexandre Beletti Ferreira Hardware Todo equipamento, peças, que pode ser tocado. Exemplos: memória, processador, gabinete, mouse, teclado, monitor (também chamados de periféricos). Placa

Leia mais

Hardware - Microprocessador

Hardware - Microprocessador Introdução Um microprocessador é um circuito integrado encarregue de executar as instruções de todos os programas armazenados na memória. É o motor que põe tudo a trabalhar desde o momento em que se liga

Leia mais

23/05/2013. Partes do Sistema Computacional. Hardware. Ciclo do Processamento de Dados HARDWARE: CONCEITOS BÁSICOS. Hardware Software Dados Usuários

23/05/2013. Partes do Sistema Computacional. Hardware. Ciclo do Processamento de Dados HARDWARE: CONCEITOS BÁSICOS. Hardware Software Dados Usuários 2 Partes do Sistema Computacional HARDWARE: CONCEITOS BÁSICOS Software Dados Usuários Introdução à Microinformática Prof. João Paulo Lima Universidade Federal Rural de Pernambuco Departamento de Estatística

Leia mais

Montagem e Manutenção de Computadores

Montagem e Manutenção de Computadores Montagem e Manutenção de Computadores Sistemas Operacionais, soquetes e barramentos Bolsa instrutor-dinf-ufpr SISTEMAS OPERACIONAIS O sistema operacional cria a possibilidade de: - Realizar uma variedade

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br ESQUEMA DE UM COMPUTADOR Uma Unidade Central de

Leia mais

Capítulo 2. AMD K6, K6-2, K6-III Super 7 Cyrix MII / 6x86 / 6x86MX Super 7 ou Socket 7 AMD K5, Pentium, Pentium MMX Socket 7

Capítulo 2. AMD K6, K6-2, K6-III Super 7 Cyrix MII / 6x86 / 6x86MX Super 7 ou Socket 7 AMD K5, Pentium, Pentium MMX Socket 7 Processadores Capítulo 2 O processador e o seu soquete Existem vários processadores para PCs. A maioria deles são produzidos pela Intel e AMD. É preciso levar em conta que cada processador exige um tipo

Leia mais

DESCREVENDO SISTEMAS DE UM COMPUTADOR

DESCREVENDO SISTEMAS DE UM COMPUTADOR DESCREVENDO SISTEMAS DE UM COMPUTADOR Componentes de Hardware, Software e Sistemas Operacionais Curso Superior de Redes de Computadores André Moraes SISTEMAS DE COMPUTADOR Um sistema de computador consiste

Leia mais

16/09/2012. Agenda. Introdução. Introdução. Introdução. Introdução. Curso Conexão Noções de Informática. Aula 1 Arquitetura de Computadores (Hardware)

16/09/2012. Agenda. Introdução. Introdução. Introdução. Introdução. Curso Conexão Noções de Informática. Aula 1 Arquitetura de Computadores (Hardware) Curso Conexão Noções de Informática Aula 1 Arquitetura de Computadores (Hardware) Agenda ; Arquitetura do Computador; ; ; Dispositivos de Entrada e Saída; Tipos de Barramentos; Unidades de Medidas. Email:

Leia mais

Processadores. Prof. Alexandre Beletti Ferreira

Processadores. Prof. Alexandre Beletti Ferreira Processadores Prof. Alexandre Beletti Ferreira Introdução O processador é um circuito integrado de controle das funções de cálculos e tomadas de decisão de um computador. Também é chamado de cérebro do

Leia mais

Curso EFA Técnico/a de Informática - Sistemas. Óbidos

Curso EFA Técnico/a de Informática - Sistemas. Óbidos Curso EFA Técnico/a de Informática - Sistemas Óbidos MÓDULO 769 Arquitectura interna do computador Carga horária 25 2. PROCESSADOR (UNIDADE CENTRAL DE PROCESSAMENTO CPU) Formadora: Vanda Martins 3 O processador

Leia mais

TABELA DE PROCESSADORES TABELA DE ESPECIFICAÇÕES DE PROCESSADORES

TABELA DE PROCESSADORES TABELA DE ESPECIFICAÇÕES DE PROCESSADORES TABELA DE ESPECIFICAÇÕES DE PROCESSADORES A intenção da presente Tabela é concentrar numa única fonte de consulta as informações sobre processadores, a partir da sua Quinta Geração, e suas principais características,

Leia mais

Sistemas de Computação. Dentro da Unidade do Sistema

Sistemas de Computação. Dentro da Unidade do Sistema Sistemas de Computação Dentro da Unidade do Sistema Conexão de rede subwoofer impressora microfone Unidade de disco flexível Monitor de vídeo Unidade de DVD modem Alto-falante Unidade de sistema ou gabinete

Leia mais

Técnico em Informática - Instalação e Manutenção de Computadores PROCESSADORES

Técnico em Informática - Instalação e Manutenção de Computadores PROCESSADORES Técnico em Informática - Instalação e Manutenção de Computadores PROCESSADORES Processador... 2 Clock... 5 Multiplicador de clock / FSB... 6 Memória Cache... 6 Processador O processador é o cérebro do

Leia mais

Técnicas de Manutenção de Computadores

Técnicas de Manutenção de Computadores Técnicas de Manutenção de Computadores Professor: Luiz Claudio Ferreira de Souza Placa Mãe Dispositivos (Onboard) São aqueles encontrados na própria Placa Mãe. Ex: Rede, Som, Vídeo e etc... Prof. Luiz

Leia mais

Conhecendo o Computador

Conhecendo o Computador Conhecendo o Computador Resumo 1. O Computador 2. Principais componentes do hardware do computador 3. Placa-mãe 3.1. Descrição dos componentes na placa-mãe 3.2. Conexões do painel traseiro 3.3. Barramento

Leia mais

Motherboard. Colégio Serrano Guardia Módulo III Suporte Técnico e Redes William Andrey de Godoy

Motherboard. Colégio Serrano Guardia Módulo III Suporte Técnico e Redes William Andrey de Godoy Motherboard 1 Colégio Serrano Guardia Módulo III Suporte Técnico e Redes Motherboard É a placa principal do micro, onde todos os itens são conectados. Nomes comuns: Motherboard, Placa-Mãe, SystemBoard

Leia mais

:: Social Bits :: - Socket de processadores http://www.socialbits.com.br/articles/99/socket-de-processadores

:: Social Bits :: - Socket de processadores http://www.socialbits.com.br/articles/99/socket-de-processadores 1 de 7 29/03/2013 11:46 Entrar Registre-se Pesquisar Home Albuns Notícias / Artigos Enquetes Forum Grupos Videos Shopping Sensei Matsumoto 115 articles All Submitter Articles Share Share Share Share More

Leia mais

Conceitos Básicos de Informática. Antônio Maurício Medeiros Alves

Conceitos Básicos de Informática. Antônio Maurício Medeiros Alves Conceitos Básicos de Informática Antônio Maurício Medeiros Alves Objetivo do Material Esse material tem como objetivo apresentar alguns conceitos básicos de informática, para que os alunos possam se familiarizar

Leia mais

Prof. Demétrios Coutinho. Informática. Hardware

Prof. Demétrios Coutinho. Informática. Hardware 1 Prof. Demétrios Coutinho Informática Hardware 2 Componentes Básicos e Funcionamento 2 Hardware 3 Conjunto de dispositivos elétricos/eletrônicos que englobam a CPU, a memória e os dispositivos de entrada/saída

Leia mais

Hardware Básico. Processador. Professor: Wanderson Dantas

Hardware Básico. Processador. Professor: Wanderson Dantas Hardware Básico Processador Professor: Wanderson Dantas Processador Este componente é um dos principais responsáveis pelo desempenho de um computador. Um microprocessador é um chip que contem o que chamamos

Leia mais

Apresentação. Conceitos Iniciais. www.profricardobeck.com.br. contato@profricardobeck.com.br. Apresentação & Introdução.

Apresentação. Conceitos Iniciais. www.profricardobeck.com.br. contato@profricardobeck.com.br. Apresentação & Introdução. Apresentação www.profricardobeck.com.br contato@profricardobeck.com.br Apresentação & Introdução Condicionamento Material Didático Site / E-mail Testes? Edital Conceitos Iniciais 1 Mensurando Dados Sistemas

Leia mais

Apresentação. Conceitos Iniciais. Apresentação & Introdução. www.profricardobeck.com.br. contato@profricardobeck.com.br.

Apresentação. Conceitos Iniciais. Apresentação & Introdução. www.profricardobeck.com.br. contato@profricardobeck.com.br. Apresentação Apresentação & Introdução Condicionamento www.profricardobeck.com.br contato@profricardobeck.com.br Material Didático Site / E-mail Testes? Edital Mensurando Dados Sistemas de numeração Conceitos

Leia mais

MOTAGEM E MANUTENÇÃO Hardware. Professor: Renato B. dos Santos

MOTAGEM E MANUTENÇÃO Hardware. Professor: Renato B. dos Santos MOTAGEM E MANUTENÇÃO Hardware Professor: Renato B. dos Santos 1 O computador é composto, basicamente, por duas partes:» Hardware» Parte física do computador» Elementos concretos» Ex.: memória, teclado,

Leia mais

CENTRAL PRCESSING UNIT

CENTRAL PRCESSING UNIT Processador O processador, também chamado de CPU ( CENTRAL PRCESSING UNIT) é o componente de hardware responsável por processar dados e transformar em informação. Ele também transmite estas informações

Leia mais

Barramentos - BUS. Professor Especialista: Airton Ribeiro de Sousa

Barramentos - BUS. Professor Especialista: Airton Ribeiro de Sousa Professor Especialista: Airton Ribeiro de Sousa É o percurso principal dos dados entre dois ou mais componentes de um sistema de computação, neste caso são os caminhos arquitetados na PLACA MÃE até o ponto

Leia mais

CPU - Significado CPU. Central Processing Unit. Unidade Central de Processamento

CPU - Significado CPU. Central Processing Unit. Unidade Central de Processamento CPU - Significado CPU Central Processing Unit Unidade Central de Processamento CPU - Função Na CPU são executadas as instruções Instrução: comando que define integralmente uma operação a ser executada

Leia mais

Hardware. Objetivos da aula. Fornecer exemplos de processadores Intel. Esclarecer as diferenças e as tecnologias embutidas nos processadores Intel.

Hardware. Objetivos da aula. Fornecer exemplos de processadores Intel. Esclarecer as diferenças e as tecnologias embutidas nos processadores Intel. Hardware UCP Unidade Central de Processamento Características dos processadores Intel Disciplina: Organização e Arquitetura de Computadores Prof. Luiz Antonio do Nascimento Faculdade Nossa Cidade Objetivos

Leia mais

5.7.2 Pentium II slot 1

5.7.2 Pentium II slot 1 5.7.2 Pentium II O processador Pentium II é um processador Intel de 6ª geração que também usa a arquitetura P6. Ao contrário do Pentium Pro, o Pentium II foi direcionado aos usuários caseiros e não ao

Leia mais

HARDWARE COMPONENTES BÁSICOS E FUNCIONAMENTO. Wagner de Oliveira

HARDWARE COMPONENTES BÁSICOS E FUNCIONAMENTO. Wagner de Oliveira HARDWARE COMPONENTES BÁSICOS E FUNCIONAMENTO Wagner de Oliveira SUMÁRIO Hardware Definição de Computador Computador Digital Componentes Básicos CPU Processador Memória Barramento Unidades de Entrada e

Leia mais

Placa Mãe e seus Dispositivos

Placa Mãe e seus Dispositivos Índice Placa Mãe e seus Dispositivos Autor: Bruno Henrique Ventrice Pereira 1 Índice... 1 Placa-mãe - Principais características... 3 Introdução... 3 Item A - processador... 3 Item B - Memória RAM... 4

Leia mais

CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA Menor Duração. 6.1 Modo operacional de processadores com 32bits, 64bits e além...

CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA Menor Duração. 6.1 Modo operacional de processadores com 32bits, 64bits e além... Unidade III 6 ARQUITETURA DE PROCESSADORES 6.1 Modo operacional de processadores com 32bits, 64bits e além... Os dois maiores fabricantes de processadores (Intel e AMD) já lançaram no mercado uma nova

Leia mais

Fundamentos de Hardware. 1. Placa Mãe

Fundamentos de Hardware. 1. Placa Mãe Universidade Federal de Santa Maria - UFSM Departamento de Eletrônica e Computação - DELC Fundamentos de Informática Prof. Cesar Tadeu Pozzer Julho de 2006 Fundamentos de Hardware Os seguintes links representam

Leia mais

CPU Fundamentos de Arquitetura de Computadores. Prof. Pedro Neto

CPU Fundamentos de Arquitetura de Computadores. Prof. Pedro Neto Fundamentos de Arquitetura de Computadores Prof. Pedro Neto Aracaju Sergipe - 2011 Conteúdo 4. i. Introdução ii. O Trabalho de um Processador iii. Barramentos iv. Clock Interno e Externo v. Bits do Processador

Leia mais

Informática para Banca IADES. Hardware e Software

Informática para Banca IADES. Hardware e Software Informática para Banca IADES Conceitos Básicos e Modos de Utilização de Tecnologias, Ferramentas, Aplicativos e Procedimentos Associados ao Uso de Informática no Ambiente de Escritório. 1 Computador É

Leia mais

Capítulo 1. Introdução ao hardware de PCs

Capítulo 1. Introdução ao hardware de PCs Capítulo 1 Introdução ao hardware de PCs Hardware para principiantes Entender hardware a fundo é uma tarefa árdua. São tantos detalhes que o aprendizado pode se tornar bastante difícil. Vamos então facilitar

Leia mais

Trabalho de: Alexandre / Paulo / Rui

Trabalho de: Alexandre / Paulo / Rui Trabalho de: Alexandre / Paulo / Rui Índice 1 - CPU-Processador 2 - Chipset Intel/AMD 3 - Cache 4 - Núcleo 5 - CISC/RISC 1. CPU / Processador A unidade central de processamento ou CPU (Central Processing

Leia mais

Capítulo 2: Cuidados com os componentes. Anatomia da Placa mãe. Apostila Hardware Básico I Profª Thaís Viegas

Capítulo 2: Cuidados com os componentes. Anatomia da Placa mãe. Apostila Hardware Básico I Profª Thaís Viegas Capítulo 2: Cuidados com os componentes Anatomia da Placa mãe É muito importante que saibamos identificar os componentes de uma placa-mãe. Na figura abaixo vamos destacar os principais componentes de uma

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO MANUTENÇÃO

IDENTIFICAÇÃO MANUTENÇÃO IDENTIFICAÇÃO MANUTENÇÃO ESTRUTURA DOS MICROS PADRÃO PC AULA 01 Sobre aula 1 Números binários e hexadecimais Dispositivos digitais e analógicos Circuitos integrados Estrutura dos micros padrão PC Micros

Leia mais

Site : Sniperpspg1.besaba.com. Email : profdjair@sniperpspg1.besaba.com

Site : Sniperpspg1.besaba.com. Email : profdjair@sniperpspg1.besaba.com Site : Sniperpspg1.besaba.com Email : profdjair@sniperpspg1.besaba.com Introdução ao PC ( Personal Computer ) Entre as décadas de 1950 e 1970, nós primórdios da disseminação da informática, vários fabricantes

Leia mais

AULA1 Introdução a Microprocessadores gerais

AULA1 Introdução a Microprocessadores gerais AULA1 Introdução a Microprocessadores gerais Disciplina: Aplicações Avançadas de Microprocessadores (AAM) Prof. Eduardo Henrique Couto ehcouto@hotmail.com 2014/1 Apresentação do Professor: Cronograma:

Leia mais

Curso Técnico em Informática. Rafael Barros Sales Tecnólogo em Redes de Computadores Técnico em Informatica CREA/AC

Curso Técnico em Informática. Rafael Barros Sales Tecnólogo em Redes de Computadores Técnico em Informatica CREA/AC Curso Técnico em Informática Rafael Barros Sales Tecnólogo em Redes de Computadores Técnico em Informatica CREA/AC Athlon e Duron O Athlon (em formato de cartucho, com cache L2 externo) Assim como o Pentium

Leia mais

Conhecer os tipos de Placa Mãe, principais caracteristicas, seus componentes e suas funcionalidades, destacando assim, a importância de uma placa mãe.

Conhecer os tipos de Placa Mãe, principais caracteristicas, seus componentes e suas funcionalidades, destacando assim, a importância de uma placa mãe. PLACA MÃE 1. OBJETIVO Conhecer os tipos de Placa Mãe, principais caracteristicas, seus componentes e suas funcionalidades, destacando assim, a importância de uma placa mãe. 2. COMPONENTES DA PLACA MÃE

Leia mais

Hardware de Computadores

Hardware de Computadores Placa Mãe Hardware de Computadores Introdução Placa-mãe, também denominada mainboard ou motherboard, é uma placa de circuito impresso eletrônico. É considerado o elemento mais importante de um computador,

Leia mais

Instituto Federal de Santa Catarina Curso técnico integrado em telecomunicações Introdução à Computação. Prof. Diego da Silva de Medeiros

Instituto Federal de Santa Catarina Curso técnico integrado em telecomunicações Introdução à Computação. Prof. Diego da Silva de Medeiros Instituto Federal de Santa Catarina Curso técnico integrado em telecomunicações Introdução à Computação Introdução Introdução ao ao Hardware Hardware Prof. Diego da Silva de Medeiros São José, abril de

Leia mais

Placa-mãe mainboard motherboard Tipos de placas-mãe Placa AT - ATX -

Placa-mãe mainboard motherboard Tipos de placas-mãe Placa AT - ATX - Placa-mãe Placa-mãe, também denominada mainboard ou motherboard, é uma placa de circuito impresso, que serve como base para a instalação dos demais componentes de um computador, como o processador, memória

Leia mais

Cap. 5 - Microprocessadores

Cap. 5 - Microprocessadores Cap. 5 - Microprocessadores Arquitectura de Computadores 2010/2011 Licenciatura em Informática de Gestão Dora Melo (Responsável) Originais cedidos gentilmente por António Trigo (2009/2010) Instituto Superior

Leia mais

CPU Unidade Central de Processamento. História e progresso

CPU Unidade Central de Processamento. História e progresso CPU Unidade Central de Processamento História e progresso O microprocessador, ou CPU, como é mais conhecido, é o cérebro do computador e é ele que executa todos os cálculos e processamentos necessários,

Leia mais

Informática para concursos

Informática para concursos Informática para concursos Prof.: Fabrício M. Melo www.professorfabricio.com msn:fabcompuway@terra.com.br Hardware Software peopleware Parte física (Tangível). Parte lógica (Intangível). Usuários. Processamento

Leia mais

Microinformática. Perguntas:

Microinformática. Perguntas: Microinformática UNICERP Disciplina: Informática Prof. Denis Henrique Caixeta Perguntas: Como foi a evolução da computação? Qual a função do computador? O que é Hardware? O que é Software? BIT, Byte, etc

Leia mais

Técnicas de Manutenção de Computadores

Técnicas de Manutenção de Computadores Técnicas de Manutenção de Computadores Professor: Luiz Claudio Ferreira de Souza Processadores É indispensável em qualquer computador, tem a função de gerenciamento, controlando todas as informações de

Leia mais

Capítulo. Processadores modernos

Capítulo. Processadores modernos Capítulo 7 Processadores modernos É um pouco difícil definir o que é um processador moderno. O que é moderno hoje pode ser obsoleto dentro de dois anos, e ser descontinuado (ou seja, deixar de ser fabricado)

Leia mais

Visão geral das placas-mãe

Visão geral das placas-mãe IDENTIFICAÇÃO DOS PRICIPAIS COMPONENTES DA PLACA-MÃE Professor Marlon Marcon Visão geral das placas-mãe Conhecida como: Motherboard Mainboard Responsável pela interconexão de todas as peças que formam

Leia mais

2 computadores de mesa (desktop):

2 computadores de mesa (desktop): Levantamento dos ativos de infraestrutura de TI utilizados em uma empresa. Especificação técnica e localização dos equipamentos que podem ser patrimoniados. As empresas dependem da infraestrutura de TI

Leia mais

PROCESSADOR. Montagem e Manutenção de Microcomputadores (MMM).

PROCESSADOR. Montagem e Manutenção de Microcomputadores (MMM). PROCESSADOR Montagem e Manutenção de Microcomputadores (MMM). INTRODUÇÃO O processador é o C.I. mais importante do computador. Ele é considerado o cérebro do computador, também conhecido como uma UCP -

Leia mais

Laboratório de Hardware

Laboratório de Hardware Laboratório de Hardware Um PC é composto por diversos componentes, incluindo o processador, pentes de memória, HD, placa de rede e assim por diante. Prof. Marcel Santos Silva No início, as placas-mãe serviam

Leia mais

Arquitetura de Computadores. Professor: Vilson Heck Junior

Arquitetura de Computadores. Professor: Vilson Heck Junior Arquitetura de Computadores Professor: Vilson Heck Junior Agenda Conceitos Estrutura Funcionamento Arquitetura Tipos Atividades Barramentos Conceitos Como já discutimos, os principais componentes de um

Leia mais

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto Introdução a Informática Prof.: Roberto Franciscatto 3.1 EXECUÇÃO DAS INSTRUÇÕES A UCP tem duas seções: Unidade de Controle Unidade Lógica e Aritmética Um programa se caracteriza por: uma série de instruções

Leia mais

Hardware. Prof. Luiz Carlos Branquinho Informática Básica Gestão Comercial

Hardware. Prof. Luiz Carlos Branquinho Informática Básica Gestão Comercial Hardware Prof. Luiz Carlos Branquinho Informática Básica Gestão Comercial Conteúdo Definição do hardware; Tipo e tamanho dos computadores; Família dos computadores; Elementos do hardware; Portas de comunicação.

Leia mais

Escola. Europeia de. Ensino. Profissional ARQUITETURA DE COMPUTADORES

Escola. Europeia de. Ensino. Profissional ARQUITETURA DE COMPUTADORES Escola Europeia de t Ensino Profissional ARQUITETURA DE COMPUTADORES TRABALHO REALIZADO: ANDRÉ RIOS DA CRUZ ANO LETIVO: 2012/ 2013 TÉCNICO DE GESTÃO DE EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS 2012 / 2013 3902 Escola

Leia mais

Aula 04 A. Barramentos. Prof. Ricardo Palma

Aula 04 A. Barramentos. Prof. Ricardo Palma Aula 04 A Barramentos Prof. Ricardo Palma Definição Em ciência da computação barramento é um conjunto de linhas de comunicação que permitem a interligação entre dispositivos, como o CPU, a memória e outros

Leia mais