Manual de Diretrizes do Voluntariado DIADESOL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de Diretrizes do Voluntariado DIADESOL"

Transcrição

1 Manual de Diretrizes do Voluntariado DIADESOL ABES-SP 2015

2 1. Introdução O presente manual de diretrizes do voluntariado do programa DIADESOL 2015 vem atender a necessidade de ampliar e sistematizar o trabalho voluntário no Programa DIADESOL 2015 e visa padronizar os critérios e procedimentos para a atuação em atividades como palestras, eventos e roda de conversa. 2/7

3 2. O que é DIADESOL? Dia Interamericano de Limpeza e Cidadania é também conhecido como DIADESOL das Américas, cuja expressão é de origem espanhola Dia de los Desechos Sólidos, e foi idealizado com objetivo de desenvolver atividades que despertem a consciência das populações da América Latina sobre as questões relativas aos resíduos sólidos. É uma iniciativa internacional promovida pelas seguintes instituições: Associação Interamericana de Engenharia Sanitária e Ambiental (AIDIS); Associação Caribenha de Água e Esgoto (CWWA); Comissão Econômica para América Latina e Caribe (CEPAL); Associação Internacional de Resíduos Sólidos (ISWA); Organização dos Estados Americanos (OEA); Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS)/Organização Mundial da Saúde (OMS) e Oficina Regional para América Latina e Caribe do Programa das nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA/ORPALC). Desde a criação as ações propostas ganharam proporções mundiais. Hoje, a data é comemorada em diversos países da América Latina, como Chile, Argentina e Brasil, assim como na América do Norte, caso do Canadá. No Brasil, as atividades do DIADESOL fazem parte do calendário anual da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, Seção São Paulo (ABES-SP), que desde 2006 comemora a data com ações que buscam envolver todos os setores da sociedade, abrangendo pessoas de todas as idades. O DIADESOL acontece, anualmente, envolvendo os eventos de Lançamento e Encerramento. Entre estes eventos ocorre a realização de diversas atividades/ações das instituições participantes. Dentre estas ações, os concursos de Desenho Infantil e Vídeo Amador são destaques e têm ampla 3/7

4 abrangência junto à sociedade, uma vez que, estimulam o exercício da Cidadania e promovem a conscientização ambiental. Objetivos: Sensibilizar a sociedade acerca da importância de manter a limpeza de nossas casas, cidades, lugares de recreação e espaços públicos, não somente para prevenir doenças, mas também para promover o desenvolvimento SUSTENTÁVEL. Fomentar um trabalho cooperativo. Desenvolver ações sinérgicas e de grande impacto na opinião pública. Promover a minimização, o reuso e a reciclagem de resíduos Contribuir para a sensibilização da população com relação ao serviço de limpeza pública. Quem pode participar: Instituições governamentais e não governamentais; Escolas; Universidades; Empresas fabricantes de embalagens; Empresas de coleta e tratamento de resíduos e recicladoras; Rede de supermercados; Comitês de Bacia Hidrográfica; Estudantes; Comunidade em geral. 4/7

5 3. Seja um voluntário DIADESOL O desenvolvimento e o sucesso do Programa DIADESOL é o envolvimento e a participação de vários segmentos da sociedade como: empresas, ONG's, prefeituras, comunidade, estudantes, dentre outros, cujo objetivo seja a promoção do bem-estar social e ambiental. Para ser um Voluntário DIADESOL, você deve doar seu tempo, experiência, habilidade, competência e talento, de maneira espontânea e não remunerada. Neste ano, o Programa DIADESOL está promovendo a ação voluntária para a realização de palestras em escolas, associações e outros espaços coletivos, com objetivo de informar para contribuir na melhoria da qualidade do meio ambiente Quem pode ser um Voluntário DIADESOL Estudantes de graduação e pós-graduação; Profissionais da área de meio ambiente e saneamento; Pessoas interessadas no tema. 4. Princípios, atitudes e valores do Voluntário DIADESOL Um dos maiores méritos do trabalho voluntário no terceiro setor é a dedicação e a doação do seu tempo em projetos de responsabilidade social, ambiente e de saúde. No DIADESOL, a ABES-SP prioriza atividades para crianças e adolescentes, pois entende que a transformação de melhoria da vida e do ambiente se dará 5/7

6 por meio da informação e formação desses jovens cidadãos na construção de um mundo mais humano e justo. O Voluntário DIADESOL deve: Respeitar a dignidade de todas as pessoas; Exercer seus direitos como cidadão; Capacitar-se para aperfeiçoar sua atuação como líder; Atuar com responsabilidade, cumprindo e assumindo as suas atividades; Trabalhar de forma integrada e coordenada com a ABES-SP; Manter a confidencialidade dos assuntos tratados nas reuniões; Acolher de forma cordial a coordenação e a supervisão de seu trabalho; Usar de bom senso para resolver imprevistos, além de informar os responsáveis; Respeitar as normas da ABES-SP. Conforme demanda da ABES-SP, o Voluntário DIADESOL poderá auxiliar com as seguintes atividades: Ajudar a resolver problemas sociais e ambientais; Promover atividades de educação ambiental; Participar de projetos de reciclagem; Detectar as necessidades e estimular a participação da comunidade na resolução dos próprios problemas. 5. Processo de seleção do Voluntário DIADESOL A ABES-SP busca, por meio padronizado, selecionar os voluntários para as atividades do programa DIADESOL, para tanto os seguintes passos são realizados: a) Cadastro de voluntários: O (a) candidato (a) deverá se cadastrar no site da ABES-SP no link: preenchendo a Ficha de Cadastro do Voluntário. 6/7

7 b) Entrevista: A ABES-SP entrará em contato para agendamento de uma entrevista com o candidato (a). c) Seleção: Se aprovado (a), o (a) interessado (a) será convidado (a) para uma Vídeo Oficina onde será apresentado o Programa DIADESOL, as atividades propostas e o material de apoio. d) Termo de Adesão ao Serviço Voluntário: Após a realização da oficina, o candidato a voluntário deverá assinar o referido termo (disponível para consulta no link: xxxxxx), estando apto a realizar atividades como Voluntário DIADESOL. e) Ao término do período de prestação do serviço voluntário, o Voluntário DIADESOL, após assinatura do campo Desligamento do Termo de Adesão ao Serviço Voluntário, receberá um Certificado de Serviço Voluntário emitido pela ABES-SP. 7/7

Como Ajudar. Sua participação é muito importante para nós

Como Ajudar. Sua participação é muito importante para nós Sua participação é muito importante para nós Ao colaborar com OSCIP ZAGAIA,, você nos apóia em vários projetos que desenvolvemos no Município de Carapicuíba.Você ou sua empresa tem a oportunidade de se

Leia mais

Rua do Atendimento Protetivo. Municipalino:

Rua do Atendimento Protetivo. Municipalino: Rua do Atendimento Protetivo Municipalino: Esta é a Rua do Atendimento Protetivo. Esta rua tem como missão fundamental resgatar os direitos das crianças e dos adolescentes que foram violados ou ameaçados

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE PESSOAS DA SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PREVIC

POLÍTICA DE GESTÃO DE PESSOAS DA SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PREVIC POLÍTICA DE GESTÃO DE PESSOAS DA SUPERINTENDÊNCIA NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PREVIC 1. CONCEITOS E DEFINIÇÕES 1.1 Políticas de Gestão de Pessoas são o conjunto de estratégias ou políticas específicas

Leia mais

Edital do XI Concurso de Projetos. Direitos Humanos e Cidadania das Mulheres Jovens

Edital do XI Concurso de Projetos. Direitos Humanos e Cidadania das Mulheres Jovens Edital do XI Concurso de Projetos Direitos Humanos e Cidadania das Mulheres Jovens ELAS Fundo de Investimento Social, em parceria com outros 2 Fundos integrantes do Consórcio de Fundos de Mulheres da América

Leia mais

Edital de seleção para formação em gestão de Organizações da Sociedade Civil Fundação Tide Setubal 2011

Edital de seleção para formação em gestão de Organizações da Sociedade Civil Fundação Tide Setubal 2011 Edital de seleção para formação em gestão de Organizações da Sociedade Civil Fundação Tide Setubal 2011 INTRODUÇÃO A Fundação Tide Setubal nasce em 2005 para ressignificar e inovar o trabalho pioneiro

Leia mais

ANTEPROJETO DE DECRETO (OU LEI) (A ser Publicado no Diário Oficial do Município/Estado)

ANTEPROJETO DE DECRETO (OU LEI) (A ser Publicado no Diário Oficial do Município/Estado) ANTEPROJETO DE DECRETO (OU LEI) (A ser Publicado no Diário Oficial do Município/Estado) Considerando: 1) A importância dos mananciais e nascentes do Município para o equilíbrio e a qualidade ambiental,

Leia mais

Programa de Atividades de Monitoria

Programa de Atividades de Monitoria Programa de Atividades de Monitoria CAPÍTULO I DA NATUREZA E OBJETIVOS DA MONITORIA Art. 1º A atividade de monitoria é desenvolvida por discentes para aprimoramento do processo de ensino e aprendizagem,

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PARATY INSTITUTO C&A DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL ASSOCIAÇÃO CASA AZUL

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PARATY INSTITUTO C&A DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL ASSOCIAÇÃO CASA AZUL SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PARATY INSTITUTO C&A DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL ASSOCIAÇÃO CASA AZUL EDITAL CONCURSO ESCOLA DE LEITORES PARATY - RJ 2009/2010 OBJETO: Seleção de projetos para o Concurso

Leia mais

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP Regulamento do Curricular Supervisionado do Curso de Graduação em Pedagogia - Licenciatura Faculdade de

Leia mais

Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial e aos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial - 1

Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial e aos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial - 1 Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial e à sua agenda de trabalho expressa nos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial 1. Considerando que a promoção da igualdade

Leia mais

CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA GERÊNCIA EXECUTIVA DE RELAÇÕES COM O MERCADO GERÊNCIA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL EDITAL DE CHAMAMENTO

CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA GERÊNCIA EXECUTIVA DE RELAÇÕES COM O MERCADO GERÊNCIA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL EDITAL DE CHAMAMENTO CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA GERÊNCIA EXECUTIVA DE RELAÇÕES COM O MERCADO GERÊNCIA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL EDITAL DE CHAMAMENTO Contratação de Empresas de Consultoria para Prestação de

Leia mais

PROGRAMA DE EXTENSÃO PROEX

PROGRAMA DE EXTENSÃO PROEX PROGRAMA DE EXTENSÃO PROEX INTRODUÇÃO A extensão universitária é, na realidade, uma forma de interação que deve existir permanentemente entre a universidade e os diversos setores da sociedade. Assim, a

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000 GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000 GABINETE DO PREFEITO LEI Nº. 277/2007. CEP: 5.50-000 Institui o Programa Casa da Família e dá outras providências. A Câmara Municipal aprovou e eu, Prefeito do Município de Pilões, sanciono e promulgo a seguinte lei: Art.

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Escopo O estágio supervisionado visa proporcionar ao aluno experiência prática pré-profissional em empresas privadas e públicas colocando-o em contato com a realidade das indústrias

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Guardiões da natureza e Reciclagem na escola

Mostra de Projetos 2011. Guardiões da natureza e Reciclagem na escola Mostra de Projetos 2011 Guardiões da natureza e Reciclagem na escola Mostra Local de: Cornélio Procópio. Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa:

Leia mais

Gestão de Comunicação Assessoria de Promoção e Inteligência Competitiva

Gestão de Comunicação Assessoria de Promoção e Inteligência Competitiva Gestão de Comunicação Assessoria de Promoção e Inteligência Competitiva Monitoramento das Notícias da UNISUL Dia 22 de julho de 2015 Jornal: Diário do Sul Data: 22/07/15 Editoria: Geral Arilton Barreiros

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Engenharia de Alimentos é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes

Leia mais

1.3. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

1.3. OBJETIVOS ESPECÍFICOS UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA UCB PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX DIRETORIA DE PROGRAMA COMUNITÁRIOS - DPC EDITAL PROJETO RONDON UCB 01/2012 EDITAL PARA SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA PARTICIPAÇÃO NO PROJETO

Leia mais

PRÊMIO COMUNICADOR PARCEIRO DA EDUCAÇÃO REGULAMENTO

PRÊMIO COMUNICADOR PARCEIRO DA EDUCAÇÃO REGULAMENTO PRÊMIO COMUNICADOR PARCEIRO DA EDUCAÇÃO REGULAMENTO O PRÊMIO COMUNICADOR PARCEIRO DA EDUCAÇÃO é uma iniciativa do Instituto Votorantim, por meio do projeto Parceria Votorantim pela Educação, que tem o

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ - UNESPAR CAMPUS DE PARANAVAÍ

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ - UNESPAR CAMPUS DE PARANAVAÍ EDITAL Nº 001/2015 NEDDIJ Processo Seletivo para Bolsistas Programa de Extensão Universidade sem Fronteiras (USF) Programa Paraná Inovador Incubadora dos Direitos Sociais Núcleo de Estudos e Defesa de

Leia mais

Universidade Federal de São Paulo Comissão de Capacitação dos Servidores Técnico-Administrativos em Educação

Universidade Federal de São Paulo Comissão de Capacitação dos Servidores Técnico-Administrativos em Educação REGULAMENTO INTERNO PARA SELEÇÃO DE INSTRUTORES, TUTORES E COORDENADORES Este regulamento interno estabelece as normas para seleção de instrutores, tutores e coordenadores para os módulos de capacitação

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2014

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2014 EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2014 1. DO OBJETO 1.1. O presente edital tem por objeto realizar uma chamada pública nacional para seleção de projetos sociais. O edital destina-se às organizações

Leia mais

EDITAL Nº 16/2015. 2.1. A atividade de monitoria acadêmica na graduação em 2015 será exercida pelos alunos regulares dos cursos de graduação.

EDITAL Nº 16/2015. 2.1. A atividade de monitoria acadêmica na graduação em 2015 será exercida pelos alunos regulares dos cursos de graduação. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Fundação Universidade Federal do ABC Pró-Reitoria de Graduação Av. dos Estados, 5001 Bairro Bangu Santo André - SP CEP 09210-580 Fone: (11) 4996.7983 gabinete.prograd@ufabc.edu.br

Leia mais

Princípio da Solidariedade: Responsabilidade de todos os cidadãos na concretização das finalidades do voluntariado;

Princípio da Solidariedade: Responsabilidade de todos os cidadãos na concretização das finalidades do voluntariado; 1. DEFINIÇÃO DE VOLUNTARIADO é o conjunto de acções de interesse social e comunitário, realizadas de forma desinteressada por pessoas, no âmbito de projectos, programas e outras formas de intervenção ao

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Da Sra. Tia Eron) Estabelece Diretrizes para o acesso ao direito social à educação e para a priorização dos ideais de coletividade, de solidariedade, do trabalho voluntário

Leia mais

!!! PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL (PET) PROCESSO SELETIVO PARA VOLUNTÁRIOS DO PET EDITAL/UFCG/CDSA/UAEDUC/PET Nº 01/2015

!!! PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL (PET) PROCESSO SELETIVO PARA VOLUNTÁRIOS DO PET EDITAL/UFCG/CDSA/UAEDUC/PET Nº 01/2015 !!! UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE PRÓ-REITORIA DE ENSINO - PRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E EXTENSÃO - PROPEX CENTRO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO SEMIÁRIDO CDSA UNIDADE ACADÊMICA DE EDUCAÇÃO

Leia mais

INTREGRAPE PROJETO APE

INTREGRAPE PROJETO APE INTREGRAPE PROJETO APE Ações Preventivas na Escola Atua no fortalecimento e desenvolvimento do Eixo-Saúde no Programa Escola da Família, sistematizando ações de organização social, que qualifique multiplicadores

Leia mais

EDITAL 001/2015 Projeto Rondon Seleção de Estudantes Voluntários

EDITAL 001/2015 Projeto Rondon Seleção de Estudantes Voluntários EDITAL 001/2015 Projeto Rondon Seleção de Estudantes Voluntários A do da, no uso de suas atribuições estatutárias e regimentais, torna público que estão abertas, de acordo com o que estabelece o presente

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA Nº02/2012 SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O PROJETO PRONERA/INCRA/UECE

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA Nº02/2012 SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O PROJETO PRONERA/INCRA/UECE CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA Nº02/2012 SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O PROJETO PRONERA/INCRA/UECE 1. PROJETO PRONERA/INCRA/UECE SELECIONA CANDIDATOS PARA DIVERSOS PERFIS O projeto PRONERA/INCRA/UECE convênio

Leia mais

VOLUNTARIADO EMPRESARIAL CRA - outubro 2009

VOLUNTARIADO EMPRESARIAL CRA - outubro 2009 VOLUNTARIADO EMPRESARIAL CRA - outubro 2009 APOENA SUSTENTÁVEL Missão Disseminar, desenvolver e promover a gestão corporativa sustentável garantindo o equilíbrio entre os fatores econômicos, sociais e

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO

PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO SANTO ANTÔNIO DAS MISSÕES - RS BRASIL PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DAS MISSÕES Elaborado por: COMITE DE COORDENAÇÃO DO

Leia mais

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Realização: Ágere Cooperação em Advocacy Apoio: Secretaria Especial dos Direitos Humanos/PR Módulo III: Conselhos dos Direitos no

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE HOMEOPATIA DA CIÊNCIAS MÉDICAS - LHCMA Capítulo I - Da Natureza e Finalidade ART. 1º - A LIGA DE HOMEOPATIA DA CIÊNCIAS MÉDICAS é uma entidade sem fins lucrativos, com duração

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE PROGRAMA Nº- 250

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE PROGRAMA Nº- 250 PROGRAMA Nº- 250 QUALIFICAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE PROFISSIONAIS E DEPENDENTES QUÍMICOS SUB-FUNÇÃO: 244 ASSISTÊNCIA COMUNITÁRIA Realizar Cursos de Capacitação para Profissionais que atuam na área de reabilitação

Leia mais

Formação de nível médio ou superior. Experiência mínima de 1 (um) ano no magistério básico, técnico ou superior.

Formação de nível médio ou superior. Experiência mínima de 1 (um) ano no magistério básico, técnico ou superior. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL Campus Rio Grande REDE ESCOLA TÉCNICA ABERTA DO BRASIL (e-tec BRASIL) EDITAL Nº 01, DE 29 DE JANEIRO DE 2014

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE HISTÓRIA, LICENCIATURA REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO-OBRIGATÓRIO Das Disposições Gerais O presente documento

Leia mais

das demais previsões relativas ao estágio previstas no Projeto Pedagógico do Curso, no Regimento Interno e na Legislação.

das demais previsões relativas ao estágio previstas no Projeto Pedagógico do Curso, no Regimento Interno e na Legislação. DIRETRIZES E NORMAS PARA O ESTÁGIO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE REDENTOR DE PARAÍBA DO SUL DOS OBJETIVOS Art. 1 O Sistema de Estágio da FACULDADE REDENTOR DE PARAÍBA DO SUL terá por objetivos gerais:

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA CEFTRU/UNB N 0001/2015

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA CEFTRU/UNB N 0001/2015 CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA CEFTRU/UNB N 0001/2015 O Diretor do Centro Interdisciplinar de Estudos em Transportes (Ceftru), órgão da Universidade de Brasília-UnB, no uso de suas atribuições torna público

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor EDITAL Nº 190/UFFS/2012 ABRE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A INSTITUCIONALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO

ORIENTAÇÕES PARA A INSTITUCIONALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO ORIENTAÇÕES PARA A INSTITUCIONALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO CURSOS DE EXTENSÃO: Caracterizados como um conjunto articulado de ações pedagógicas, de caráter teórico e/ou prático, presencial ou à distância,

Leia mais

Ministério Público do Trabalho

Ministério Público do Trabalho Ministério Público do Trabalho Procuradoria Regional do Trabalho da Nona Região www.prt9.mpt.gov.br Lei 12.305/2010 e Decreto 7404/2010 PNRS: produto da luta por direitos (destaque MNCR) integra e articula

Leia mais

Secretaria Municipal de Integração Social e Defesa do Consumidor SUPERINTENDÊNCIA DE JUVENTUDE

Secretaria Municipal de Integração Social e Defesa do Consumidor SUPERINTENDÊNCIA DE JUVENTUDE EDITAL 002/2016 DE SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA PARA PRESTADORES DE SERVIÇOS NO PROJETO DE INSERÇÃO SOCIAL PALMAS QUE TE ACOLHE, A Prefeitura Municipal de Palmas, por meio da Secretaria Municipal de Integração

Leia mais

Regulamento de Atividades Complementares Sistemas de Informações Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Regulamento de Atividades Complementares Sistemas de Informações Análise e Desenvolvimento de Sistemas Regulamento de Atividades Complementares Sistemas de Informações Análise e Desenvolvimento de Sistemas Coordenador: Profª Ms: Magda Aparecida Silvério Miyashiro 2013 Conteúdo 1. Definição... 3 2. Características

Leia mais

RESOLUÇÃO N 03/15 CAEPE RESOLVE

RESOLUÇÃO N 03/15 CAEPE RESOLVE Conselho de Administração, Ensino, Pesquisa e Extensão CAEPE RESOLUÇÃO N 03/15 CAEPE DISPÕE SOBRE AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO DOS CURSOS SUPERIORES DA FACULDADE FTEC. O Conselho de Administração,

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA

Leia mais

ESCOLA DE DANÇA TEATRO GUAÍRA

ESCOLA DE DANÇA TEATRO GUAÍRA Incentivo: Patrocínio: ESCOLA DE DANÇA TEATRO GUAÍRA Projeto: Fortalecimento das Atividades Culturais da Escola de Dança Fundo da Infância e da Adolescência da cidade de Curitiba - FIA Curitiba A Escola

Leia mais

Plano Nacional pela Primeira Infância 2011-2022. Proposta da Rede Nacional Primeira Infância

Plano Nacional pela Primeira Infância 2011-2022. Proposta da Rede Nacional Primeira Infância Plano Nacional pela Primeira Infância 2011-2022 Proposta da Rede Nacional Primeira Infância Por que um Plano Nacional pela Primeira Infância? As crianças são a prioridade absoluta na Constituição Federal

Leia mais

2014: ANO ESTADUAL DA ÁGUA NO AMAPÁ

2014: ANO ESTADUAL DA ÁGUA NO AMAPÁ GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO COORDENADORA DE DESENVOLVIMENTO E NORMATIZAÇÃO DAS POLÍTICAS EDUCACIONAIS NÚCLEO DE ASSESSORAMENTO TÉCNICO PEDAGÓGICO UNIDADE DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Leia mais

DOCUMENTO NORTEADOR PARA O ESTÁGIO SUPERVISIONADO

DOCUMENTO NORTEADOR PARA O ESTÁGIO SUPERVISIONADO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO PROJETO ALUNO EMPREENDEDOR DOCUMENTO NORTEADOR PARA O ESTÁGIO SUPERVISIONADO São Paulo 2015 PROJETO ALUNO EMPREENDEDOR DOCUMENTO NORTEADOR

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO DO TERRITÓRIO CANTUQUIRIGUAÇU - CONDETEC CAPÍTULO I DA NATUREZA

REGIMENTO DO CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO DO TERRITÓRIO CANTUQUIRIGUAÇU - CONDETEC CAPÍTULO I DA NATUREZA REGIMENTO DO CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO DO TERRITÓRIO CANTUQUIRIGUAÇU - CONDETEC CAPÍTULO I DA NATUREZA Art 1º - O Conselho de Desenvolvimento do Território CANTUQUIRIGUAÇU - CONDETEC é composto por entidades

Leia mais

MOSTRA DE PROJETOS 2012. Estratégias para o desenvolvimento local e o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio REGULAMENTO.

MOSTRA DE PROJETOS 2012. Estratégias para o desenvolvimento local e o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio REGULAMENTO. MOSTRA DE PROJETOS 2012 Estratégias para o desenvolvimento local e o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio REGULAMENTO Anexos I e II O Movimento Nós Podemos Paraná em parceria com os Nós

Leia mais

Câmara Municipal de São Paulo Gabinete Vereador Floriano Pesaro

Câmara Municipal de São Paulo Gabinete Vereador Floriano Pesaro SUBSTITUTIVO Nº, APRESENTADO EM PLENÁRIO AO PROJETO DE LEI Nº 0141/2009 Institui o Programa de Incentivo a Rede de Comércio Solidário da Cidade de São Paulo, e dá outras providências. A D E C R E T A:

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 21.624/2015

PROJETO DE LEI Nº 21.624/2015 PROJETO DE LEI Nº 21.624/2015 Institui o Projeto Estadual de Auxílio Permanência aos estudantes em condições de vulnerabilidade socioeconômica das Universidades Públicas Estaduais da Bahia e dá outras

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO FACULDADE EDUCACIONAL DE MEDIANEIRA MISSÃO: FORMAR PROFISSIONAIS CAPACITADOS, SOCIALMENTE RESPONSÁVEIS E APTOS A PROMOVEREM AS TRANSFORMAÇÕES FUTURAS. ESTÁGIO SUPERVISIONADO LETRAS COM HABILITAÇÃO EM LÍNGUA

Leia mais

PROJETO CIRANDA DAS ARTES

PROJETO CIRANDA DAS ARTES Prefeitura Municipal de Petrópolis Conselho Municipal de Cultura Fundação de Cultura e Turismo PROJETO CIRANDA DAS ARTES APRESENTAÇÃO A arte é uma forma de expressão produzida pelo homem para manifestar

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÊMIO 2014

REGULAMENTO DO PRÊMIO 2014 REGULAMENTO DO PRÊMIO 2014 1 ÍNDICE CRONOGRAMA ------------------------------------------------------------------------------- 3 CATEGORIAS -------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Edital. 1. Introdução

Edital. 1. Introdução Edital 1. Introdução A II Mostra Científica para jovens talentos de Sorocaba com a temática Meio Ambiente e Sustentabilidade visa promover transformações junto aos estudantes do ensino fundamental e médio

Leia mais

Realização: FEDERAÇÃO CATARINENSE DE MUNICÍPIOS

Realização: FEDERAÇÃO CATARINENSE DE MUNICÍPIOS FEDERAÇÃO CATARINENSE DE MUNICÍPIOS Núcleos de Defesa Civil (NUDECs): estruturação, atribuições e funcionamento Regina Panceri Gerente Capacitação, Pesquisa e Projetos SDC 3 O que é, o que é????? O que

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Grupo Atitude Vila Macedo

Mostra de Projetos 2011. Grupo Atitude Vila Macedo Mostra de Projetos 2011 Grupo Atitude Vila Macedo Mostra Local de: Piraquara Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Centro de Referência

Leia mais

EDITAL UNIFEBE nº 18/15

EDITAL UNIFEBE nº 18/15 EDITAL UNIFEBE nº 18/15 O Reitor do Centro Universitário de Brusque -UNIFEBE, no uso de suas atribuições estatutárias, em especial, as constantes no inciso XXI do artigo 22 do Estatuto, por meio da Coordenação

Leia mais

Curso de Pedagogia. Estágio curricular. Supervisionado. Manual de Orientações

Curso de Pedagogia. Estágio curricular. Supervisionado. Manual de Orientações Curso de Pedagogia Estágio curricular Supervisionado Manual de Orientações Estágio Curricular Supervisionado Diretor Acadêmico Prof. Dr. Ismael Forte Valentin Coordenadora do Curso de Pedagogia Profa.

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA Nº. 02/2015 PETI/SAS AÇÕES ESTRATÉGICAS DO PETI

EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA Nº. 02/2015 PETI/SAS AÇÕES ESTRATÉGICAS DO PETI EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA Nº. 02/2015 PETI/SAS AÇÕES ESTRATÉGICAS DO PETI A Prefeitura Municipal e a Secretaria Municipal de Assistência Social de Iguatu, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

Oficina: Facilitador: Nemizio

Oficina: Facilitador: Nemizio Oficina: voluntariado Facilitador: Nemizio Nemizio Antônio de Souza, Mestre em Administração- FPL- MG; pós-graduado em História do Brasil FIS-RJ; pósgraduado em Gestão de Cooperativismo- FPL-MG; Pósgraduado

Leia mais

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex FORMULÁRIO DAS AÇÕES DE EXTENSÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM 1.1. TÍTULO do PROGRAMA: Ética, Cidadania e Solidariedade: A UNIFEBE, Você e a Comunidade.

Leia mais

NORMAS DE ATIVIDADES DE EXTENSÃO

NORMAS DE ATIVIDADES DE EXTENSÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS ANEXO À DELIBERAÇÃO Nº 125, DE 06 DE JULHO DE 2006. NORMAS DE ATIVIDADES DE EXTENSÃO

Leia mais

2. DOS PRÉ-REQUISITOS PARA PARTICIPAR DA SELEÇÃO E DAS VAGAS

2. DOS PRÉ-REQUISITOS PARA PARTICIPAR DA SELEÇÃO E DAS VAGAS Universidade Federal de Viçosa Secretaria Municipal de Saúde de Viçosa Edital nº 02/2016 SELEÇÃO DE PRECEPTORES PARA O PROGRAMA DE EDUCAÇÃO PELO TRABALHO PARA A SAÚDE PET SAÚDE/GraduaSUS A Secretaria Municipal

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS 2015

EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS 2015 EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS 2015 1 JUSTIFICATIVA O Fórum Permanente instituído pela Lei nº5701/2012 representado pelas seguintes entidades: Associação do Ministério Público do Rio Grande do Sul, da Câmara

Leia mais

EDITAL SGP Nº 001/2014 CADASTRAMENTO INTERNO DE INSTRUTORES PARA MINISTRAR CURSOS DE CAPACITAÇÃO. PLANO DE CAPACITAÇÃO/2014 DA UNIVASF.

EDITAL SGP Nº 001/2014 CADASTRAMENTO INTERNO DE INSTRUTORES PARA MINISTRAR CURSOS DE CAPACITAÇÃO. PLANO DE CAPACITAÇÃO/2014 DA UNIVASF. EDITAL SGP Nº 001/2014 CADASTRAMENTO INTERNO DE INSTRUTORES PARA MINISTRAR CURSOS DE CAPACITAÇÃO. PLANO DE CAPACITAÇÃO/2014 DA UNIVASF. A Secretária de Gestão de Pessoas, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO DO JARDIM BOTÂNCIO DO RJ (JBRJ) E DA ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO (AAJB) NORMAS E PROCEDIMENTOS

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO DO JARDIM BOTÂNCIO DO RJ (JBRJ) E DA ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO (AAJB) NORMAS E PROCEDIMENTOS PROGRAMA DE VOLUNTARIADO DO JARDIM BOTÂNCIO DO RJ (JBRJ) E DA ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO (AAJB) NORMAS E PROCEDIMENTOS Finalidade: Suprir o Jardim Botânico do Rio de Janeiro de pessoal para

Leia mais

Planejamento Estratégico da UNICAMP PLANES/UNICAMP

Planejamento Estratégico da UNICAMP PLANES/UNICAMP Planejamento Estratégico da UNICAMP PLANES/UNICAMP Abril/2012 Apresentação O Planejamento Estratégico (PLANES) da UNICAMP é um processo acadêmico/administrativo dinâmico cujo objetivo central é de ampliar

Leia mais

REGULAMENTO XIII PRÊMIO MÉRITO FITOSSANITÁRIO COOPERATIVAS 2009

REGULAMENTO XIII PRÊMIO MÉRITO FITOSSANITÁRIO COOPERATIVAS 2009 REGULAMENTO XIII PRÊMIO MÉRITO FITOSSANITÁRIO COOPERATIVAS 2009 1. Apresentação O Prêmio Mérito Fitossanitário é o reconhecimento ações de responsabilidade social e ambiental das indústrias de defensivos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COMISSÃO INSTITUCIONAL DE MONITORIA CIM

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COMISSÃO INSTITUCIONAL DE MONITORIA CIM SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COMISSÃO INSTITUCIONAL DE MONITORIA CIM Edital nº. 1 de 28 de janeiro de 2015. A COORDENAÇÃO DA COMISSÃO INSTITUCIONAL DE

Leia mais

Ampliar os serviços prestados pelas bibliotecas públicas à comunidade. Integrar a biblioteca pública com sua comunidade.

Ampliar os serviços prestados pelas bibliotecas públicas à comunidade. Integrar a biblioteca pública com sua comunidade. CHAMAMENTO PARA AS BIBLIOTECAS PÚBLICAS MUNICIPAIS PARA PARTICIPAREM DO PROJETO AGENDA CIDADÃ NAS BIBLIOTECAS PÚBLICAS MUNICIPAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO SISEB A Secretaria de Estado da Cultura torna público

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Nutrição é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais

Leia mais

RESOLVE AD REFERENDUM DO CONSELHO:

RESOLVE AD REFERENDUM DO CONSELHO: RESOLUÇÃO N o 02/2008, DO CONSELHO DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS Aprova o Regimento do Programa de Educação, Saúde e Cultura Populares, da Faculdade de Ciências Integradas do Pontal, e dá

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA BOLSISTAS E VOLUNTÁRIOS (PET-QUÍMICA/ PUCRS)

EDITAL DE SELEÇÃO PARA BOLSISTAS E VOLUNTÁRIOS (PET-QUÍMICA/ PUCRS) Aos alunos do Curso de Química industrial e Licenciatura desta Universidade: O (PET) do Curso de Química desta Universidade, nos termos das disposições das normativas aplicáveis, abre este Edital de Seleção

Leia mais

http://www.conselhoescolar.virtual.ufc.br/index.php/noticia/9-destaque/109-edital-2015-2

http://www.conselhoescolar.virtual.ufc.br/index.php/noticia/9-destaque/109-edital-2015-2 Link para acessar o ambiente e fazer a pré-inscrição: http://www.conselhoescolar.virtual.ufc.br/index.php/noticia/9-destaque/109-edital-2015-2 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS GUIA PREENCHIMENTO FORMULÁRIO

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS GUIA PREENCHIMENTO FORMULÁRIO UNIVERSIDADE DE RIO VERDE PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS GUIA PREENCHIMENTO FORMULÁRIO GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA PRENCHIMENTO DO FORMULÁRIO Com o objetivo de facilitar o preenchimento

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 11.730, DE 9 DE JANEIRO DE 2002. (publicada no DOE nº 007, de 10 de janeiro de 2002) Dispõe sobre a Educação

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 53 de 28/01/2013 - CAS RESOLVE: CAPÍTULO I DAS DEFINIÇÕES

RESOLUÇÃO N o 53 de 28/01/2013 - CAS RESOLVE: CAPÍTULO I DAS DEFINIÇÕES Regulamento de Estágios Estágios Não Obrigatórios Remunerados (ENOR) e Estágios Curriculares Obrigatórios (ECO) de alunos dos cursos superiores da Universidade Positivo. Aprovado pela Resolução n o 53

Leia mais

MOBILIZAÇÃO SOCIAL COM O AUXÍLIO DA CARTILHA O MUNICÍPIO QUE QUEREMOS: ENTENDA POR QUE SANEAMENTO É BÁSICO E SUA PARTICIPAÇÃO É MUITO IMPORTANTE

MOBILIZAÇÃO SOCIAL COM O AUXÍLIO DA CARTILHA O MUNICÍPIO QUE QUEREMOS: ENTENDA POR QUE SANEAMENTO É BÁSICO E SUA PARTICIPAÇÃO É MUITO IMPORTANTE MOBILIZAÇÃO SOCIAL COM O AUXÍLIO DA CARTILHA O MUNICÍPIO QUE QUEREMOS: ENTENDA POR QUE SANEAMENTO É BÁSICO E SUA PARTICIPAÇÃO É MUITO IMPORTANTE Aline Paez Silveira (1) Graduada em Engenharia Ambiental

Leia mais

REGULAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO

REGULAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO REGULAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO Reunião de Câmara (aprovação do projecto) 01/03/2010 Edital (apreciação pública) 19/03/2010 Publicado (projecto) no DR II Série, n.º

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE PEDAGOGIA, LICENCIATURA REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das Disposições Gerais O presente documento

Leia mais

SELEÇÃO PARA O CARGO DE AGENTE DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA N.º 08/2013

SELEÇÃO PARA O CARGO DE AGENTE DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA N.º 08/2013 1 SELEÇÃO PARA O CARGO DE AGENTE DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA N.º 08/2013 FINALIDADE Selecionar profissional para o Cargo de Agente de Recrutamento e Seleção NATUREZA DA INSTITUIÇÃO O

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ- BREVES FACULDADE DE LETRAS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ- BREVES FACULDADE DE LETRAS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ- BREVES FACULDADE DE LETRAS REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS/PORTUGUÊS INTRODUÇÃO

Leia mais

ASCAMPA ASSOCIAÇÃO DE CATADORES E CATADORAS DE MATERIAIS RECICLÁVEIS DA REGIÃO NORTE DE PALMAS TO

ASCAMPA ASSOCIAÇÃO DE CATADORES E CATADORAS DE MATERIAIS RECICLÁVEIS DA REGIÃO NORTE DE PALMAS TO PLANO DE TRABALHO Reciclando Atitudes: Reciclagem e Beneficiamento de Resíduos Sólidos Rumo à Coleta Seletiva Solidaria em Palmas-to Palmas Tocantins 15 de novembro de 2011 Resumo 2.1. Introdução 03 2.2.

Leia mais

CADASTRAMENTO DE PROJETOS DE EXTENSÃO. A Diretoria de Extensão torna pública aos servidores ativos do IF Goiano

CADASTRAMENTO DE PROJETOS DE EXTENSÃO. A Diretoria de Extensão torna pública aos servidores ativos do IF Goiano SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO câmpus MORRINHOS CADASTRAMENTO DE PROJETOS DE

Leia mais

Mostra de Projetos 2011 "AGENTES DA ALEGRIA"

Mostra de Projetos 2011 AGENTES DA ALEGRIA Mostra de Projetos 2011 "AGENTES DA ALEGRIA" Mostra Local de: Guarapuava Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Fundação Proteger Cidade: Guarapuava Contato: (42) 3623-6417

Leia mais

POLÍTICA DE EGRESSOS PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS

POLÍTICA DE EGRESSOS PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS POLÍTICA DE EGRESSOS PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS CONSIDERAÇÕES GERAIS As políticas e as ações direcionadas aos egressos da Faculdade Cenecista de Osório/FACOS, vinculam-se à ideia de por meio

Leia mais

EDITAL N o 02/ 2015 1. OBJETIVO DO PROCESSO SELETIVO

EDITAL N o 02/ 2015 1. OBJETIVO DO PROCESSO SELETIVO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO - PROPPi FACULDADE DE EDUCAÇÃO - FEUFF COORDENADORIA DE ENSINO A DISTÂNCIA - CEAD EDITAL N o 02/ 2015 A Universidade Federal

Leia mais

11º Mostra de Ações Socioambientais 2015 REGULAMENTO

11º Mostra de Ações Socioambientais 2015 REGULAMENTO Centro das Indústrias do Estado de São Paulo Grupo de Trabalho de Meio Ambiente - GTMA Grupo de Trabalho em Responsabilidade Social GTRS Diretoria Regional em Jacareí 11º Mostra de Ações Socioambientais

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS DIRETORIA DE EXTENSÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS DIRETORIA DE EXTENSÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS DIRETORIA DE EXTENSÃO PROCESSO SELETIVO PARA BOLSISTA DE EXTENSÃO EDITAL/UFU/PROEX/N 55 A Pró-reitoria de Extensão,

Leia mais

EDITAL 002/2015 UNICAFES/SENAES-MTE

EDITAL 002/2015 UNICAFES/SENAES-MTE EDITAL 002/2015 UNICAFES/SENAES-MTE A UNIÃO NACIONAL DE COOPERATIVAS DA AGRICULTURA FAMILIAR E ECONOMIA SOLIDÁRIA (Unicafes), inscrita no CNPJ sob o n. 07.738.836/0001-37 torna público a abertura de inscrições

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DA FACULDADE DE MANTENA 2010-2014

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DA FACULDADE DE MANTENA 2010-2014 RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DA FACULDADE DE MANTENA 2010-2014 Mantena-MG INTRODUÇÃO A Faculdade de Mantena FAMA - é um estabelecimento particular de ensino superior, que visa a atender

Leia mais

REGULAMENTO DA MONITORIA

REGULAMENTO DA MONITORIA REGULAMENTO DA MONITORIA FACULDADE METROPOLITANA DE CAMAÇARI FAMEC SUMÁRIO TÍTULO I... 1 DA MONITORIA... 1 CAPÍTULO I... 1 DA CARACTERIZAÇÃO... 1 CAPÍTULO II... 2 DOS OBJETIVOS... 2 CAPÍTULO III... 2 DO

Leia mais

LICENCIATURA EM MATEMÁTICA. IFSP Campus São Paulo AS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS

LICENCIATURA EM MATEMÁTICA. IFSP Campus São Paulo AS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS LICENCIATURA EM MATEMÁTICA IFSP Campus São Paulo AS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS O componente curricular denominado Atividades Acadêmico-Científico- Culturais foi introduzido nos currículos

Leia mais

Elaboração e acompanhamento de Processos de Certificação

Elaboração e acompanhamento de Processos de Certificação Data: 06/06/2003 Sumário 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Documentos complementares 4 Definições 5 Procedimento Anexo A Formulários 1 Objetivo Este Procedimento tem como objetivo descrever a rotina aplicável à

Leia mais

Edital de Candidatura

Edital de Candidatura PROCESSO SELETIVO DE EXECUTORES EDITAL N.º 01/2014 Edital de Candidatura Processo Seletivo de Executores - 1º Semestre de 2014 Considerações iniciais A Estat Júnior - Estudos Aplicados à Estatística Consultoria

Leia mais

Ter experiência mínima de 1 (um) ano no magistério (exercer ou ter exercido a profissão no Ensino Fundamental, Ensino Médio ou Superior)*.

Ter experiência mínima de 1 (um) ano no magistério (exercer ou ter exercido a profissão no Ensino Fundamental, Ensino Médio ou Superior)*. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL Campus Rio Grande REDE ESCOLA TÉCNICA ABERTA DO BRASIL (e-tec BRASIL) EDITAL Nº 01, DE 13 DE AGOSTO DE 2014

Leia mais

2) ATIVIDADES O Conselho Comunitário é um fórum de caráter consultivo e, por natureza a ele compete:

2) ATIVIDADES O Conselho Comunitário é um fórum de caráter consultivo e, por natureza a ele compete: PROTOCOLO PROTOCOLO DE CONSTITUIÇÃO DO CONSELHO COMUNITÁRIO CONSULTIVO, CELEBRADO ENTRE AS EMPRESAS DO POLO PETROQUÍMICO DO SUL, SIGNATÁRIAS DO PROGRAMA ATUAÇÃO RESPONSÁVEL, E OS MEMBROS DAS COMUNIDADES

Leia mais