PERGUNTAS QUE VOCÊ DEVERIA FAZER A SI MESMO MAIS IMPORTANTES. Planeta

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PERGUNTAS QUE VOCÊ DEVERIA FAZER A SI MESMO MAIS IMPORTANTES. Planeta"

Transcrição

1 AS 1000 PERGUNTAS MAIS IMPORTANTES QUE VOCÊ DEVERIA FAZER A SI MESMO * Planeta

2 E ste livro vai ajudá-lo a ajudar a si mesmo. Você entenderá alguns sentimentos - como autossabotagem, estresse, ansiedade, depressão, amarras ao passado -, o m odo como eles se desenvolvem e o que fazer para aplacá-los e dar a grande virada. A renomada terapeuta Alyss Thomas concilia teoria e prática ao propor um a série de exercícios que o levarão a fazer um balanço da sua vida. Porque apenas ao tom ar consciência de suas atitudes e emoções você será capaz de m udar aquelas que o estão boicotando.

3 Talvez você faça ou já tenha pensado em fazer terapia. Talvez prefira se aconselhar com os amigos. M uitas vezes, pedir ajuda é tranquilizador e reconfortante, e há ocasiões em que a experiência ou a opinião de outra pessoa realm ente nos auxilia a enfrentar problemas não resolvidos para que possamos seguir em frente. Mas será que alguém o conhece m elhor do que você mesmo? Se você aprender a fazer a si próprio as perguntas certas - e respondê-las honestam ente -, será capaz de deixar a em oção de lado para avaliar as situações p o r que passa, com um a percepção mais realista de seus valores e atitudes. Neste livro, a psicoterapeuta Alyss Thomas reúne os temas que mais ouve em seu consultório e o conduz à busca das respostas para que você não caia mais em arm adilhas que o levam a um estado de ansiedade ou depressão ou a repetir com portam entos que põem a perder alguns relacionam entos. Algumas das 1000 perguntas mais im portantes que você deveria fazer a si mesmo: Você acha m uito difícil dizer não? Você sabe relaxar de verdade? Você vive ansioso? D o que tem mais medo, e por quê?

4 Você é invadido por um a tristeza sem m otivo aparente? Acha que precisa ser mais generoso com seus amigos do que eles são com você, para que continuem sendo seus amigos? Você vive no passado? Qual foi a prim eira grande decepção ou desapontam ento que teve em seu relacionamento? Quais são as qualidades essenciais que você exige de um relacionamento? ALYSS THOMAS e psicoterapeuta. C om o integrante do G roup Analysis de Londres, trabalha tanto com adultos com o com crianças. Atualm ente, vive em Devon, na Inglaterra. Alyss é tam bém poeta.

5 C opyright Alyss T hom as, 2005 Título original: The 1000 most important questions you wül ever ash yourself Coordenação editorial: D ébora G uterm an Assistente editorial: C ristiane P eroni Preparação: Fátim a C outo Revisão: Francisco José M. C outo Diagramação: Gustavo A bum rad D ados Internacionais de C atalogação n a Publicação (CIP) (C âm ara Brasileira do Livro, SP, Brasil) Thomas, Alyss As 1000 perguntas mais im portantes que você deveria fazer a si mesmo / Alyss Thom as ; tradução Sonia Pinheiro. - São Paulo : Editora Planeta do Brasil, Título original: The 1000 m ost im portant questions you will ever ask yourself. ISBN A utoconfiança 2. A utodom ínio 3. C onduta de vida 4. Controle (Psicologia) 5. Emoções 6. M udança de vida - A contecim ento 7. Realização pessoal 8. Solução de problem as (Psicologia) I. Título CDD-158 índices para catálogo sistemático: 1. Mudanças na vida pessoal : Psicologia aplicada Todos os direitos desta edição reservados à E d i t o r a P l a n e t a d o B r a s i l L t d a. A venida Francisco M atarazzo, an d ar - conj. 32B Edifício New York São Paulo-SP w w w.editoraplaneta.com.br editoraplaneta.com.br

6 Agradeço a todos os m eus professores, passados e presentes, que m e ensinaram mais do que posso me lembrar. O brigada tam bém a G areth e Benny por terem im aginado e tornado possível este projeto.

7 Sumário Introdução Um novo oráculo de mudança Porque você não precisa de conserto A armadilha da negatividade, dos queixumes, da desesperança, da baixa autoestima, do remorso e da culpa Mas por que devo fazer isso? Pensar Será que eu mereço? Negação e justificação Como funciona este livro CAPÍTULO 1 Pergunte a você mesmo O que eu realm ente quero? Perguntas vitais Ação O que você deseja esclarecer? Plano de ação Confiança e autoestima Avalie sua autoestim a Sete exercícios para promover a autoestima Exercício de autoconfiança Planejando o sucesso Treze resultados vitoriosos Autossabotagem Até que ponto você mesmo se sabota? CAPÍTULO 2 Escolha seus valores Quais são os seus valores? Escolha seus valores A lista de valores

8 8 Sumário 63 Exercício com os valores 67 Pôr em prática os valores: tom ar decisões 69 U m a base ética CAPÍTULO 3 72 Tempo, estresse, ansiedade e relaxamento 72 Tudo o que você precisa saber sobre estresse e adm inistração do tem po 72 A dm inistração do tem po 74 Perguntas para a m anhã e para a noite 74 E ncontre a pergunta certa 75 Estresse 76 Qual é o seu nível de estresse? 78 Como lidar com os fatores causadores de estresse 80 Você é afetado p o r agentes internos e invisíveis de estresse? 81 C ontagem de pontos 83 O que lhe ensinaram sobre o m odo de enfrentar o estresse? 84 Diga não 85 Q uestionário do não 89 Ansiedade - O que é isso? 91 Para com preender a ansiedade 93 Você sofre de sintom as físicos de ansiedade? 94 Sintomas m entais e em ocionais de ansiedade 96 Você apresenta sintom as em ocionais e m entais de ansiedade? 98 Você tem um com portam ento ansioso? 100 Você sabe relaxar de verdade? 101 P erguntas sobre relaxam ento 103 M editação atenta 104 Você é um a pessoa atenta? 105 Como reconhecer a m editação atenta 106 Exercício de visualização CAPÍTULO Lidar com o passado 110 Você vive n o passado? 116 Sobreviver ao passado

9 As 1000 perguntas mais importantes que você deveria fazer a si mesmo Q ue tipo de talentos, percepção e aptidões seu passado lhe deu? A transferência com o arm adilha Recordações difíceis ou desagradáveis Perguntas sobre recordações desagradáveis Seguir em frente: um mito R epensar o passado Afirmações negativas de vida Identifique e reescreva suas afirm ações negativas de vida Ficar em perrado Depressão Q uestionário sobre depressão Tristeza e perda Você sofre de tristeza não resolvida ou oculta? Estresse pós-traum ático CAPÍTULO 5 Felicidade, alegria e criatividade Liberdade C uriosidade Alegria Qual é o seu quociente de alegria? Você é infeliz? Tijolos para construir sua felicidade Até que ponto você é feliz? Escreva um diário de felicidade C riatividade Q uestionam ento criativo Q uestionário da criatividade A pergunta m ilagrosa Como resolver problem as de form a criativa Bem-estar CAPÍTULO 6 Relacionamentos e comunicação Q u estio n ário ex p lo rató rio p ara casais

10 10 Sumário 185 As fases cíclicas de um relacionam ento 187 Que fase você está atravessando? 193 Avalie sua habilidade para se com unicar como casal 196 Expectativas 200 Com portam entos positivos e negativos em um casal 201 Avalie a si mesmo e ao seu par 204 Protesto saudável 206 C o m o a d m in is tr a r c o n flito s 207 Com portam entos aceitáveis e inaceitáveis 210 Perdão e reconciliação 211 Diferenças de personalidade 212 Você é extrovertido ou introvertido? 215 Segurança e apego 217 Q u a l é s e u e stilo d e a p e g o? 220 Questionário do apego 223 Inteligência sexual CONCLUSÃO 226 Esperança 228 Notas, referências e leituras adicionais

11 ... seja paciente com tudo o que não está resolvido em seu coração. Tente am ar as próprias interrogações, como se fossem quartos trancados ou livros escritos num idiom a estrangeiro. Não procure agora as respostas que não podem ser dadas, pois você não seria capaz de vivê-las. E o im portante é viver tudo. Por enquanto, apenas viva as perguntas. Talvez então, pouco a pouco, sem mesm o perceber, você possa, em um dia distante, conviver com as respostas. Rainer Maria Rilke, Carta a um jovem poeta, 1934

12 Introdução Aquele que s upera a si mesmo é um forte. Lao-tsé, Tao Te Ching O conhecim ento favorece o ser. A autoconsciência nos aju a evoluir, a ter um m elhor desem penho na arte de viver e a nos conectar aos outros. Perm ite-nos aprim orar a qualidade de nossa vida e a das pessoas que nos cercam. Este livro o ajudará a desenvolver certos tipos de autoconsciência. Ao responder às perguntas, você am pliará sua p ercepção, chegará a conclusões, irá além de algumas de suas atuais limitações e fará novas descobertas a respeito de quem você é e de quem pode vir a ser. Não se obrigue a percorrer o livro do início ao fim; dê preferência às partes que parecem lhe falar neste m om ento. Mas, por outro lado, se perceber que não quer de m aneira algum a ler determ in ad o trecho, talvez seja in teressante investigar a razão dessa resistência. Se reagir fortem ente a alguns tópicos, talvez haja um a boa razão para isso. Talvez eles façam parte da história que você vem contando a si próprio, a respeito de quem você é e do que pode ou não pode fazer - tom ando por base o passado. Este livro se propõe a atualizá-lo no aqui e agora de sua vida. No passado, limites foram traçados pai a cada um de nós, e aprendem os a funcionar dentro de um determ inado código de norm as que nos indicava o que podíamos o u não podíam os fazer, ousar o u acreditar. O que será divertido neste livro e representará um desafio é o fato de lhe fornecer ideias e ferram entas para abrir sua própria caixa de P andora de atitudes, com portam entos, emoções, pensam entos e convicções. Você poderá escolher quais deseja conservar, alterar ou descartar. Poderá desafiar a si mesmo, crescer, m udar, progredir - no seu próprio ritm o. Poderá adquirir segurança, confiança e um a elevada autoestim a. Aqui você encontrará um tesouro de inform ações que lhe serão úteis, dadas de m aneira direta e compreensível.

13 14 Introdução Superar a si próprio representa mais do que a m etade da luta contra qualquer problema. Somos muito hábeis em criar problemas que levarão décadas para serem resolvidos por nós. Outras vezes, são os outros que nos causam problemas, especialmente quando somos crianças, e leva muito tem po até escaparmos da armadilha específica em que nos encontram os. Com o psicoterapeuta, tive acesso privilegiado ao universo interno de muitas centenas de indivíduos que me confiaram seus problemas, alegrias e segredos e, em lugar de culpar os outros, sentiram-se especialmente interessados em descobrir o que eles mesmos estavam fazendo para que tudo desse errado. Este livro é o resultado de algumas perguntas persistentes que venho fazendo a mim mesma durante todos esses anos em que ouvi pessoas que se sentiam, de algum a forma, insatisfeitas ou infelizes. Como e p o r que as pessoas prejudicam a própria vida, e com o podem deixar de fazê-lo? O que nos im pede de ser felizes e realizados? O que nos im pede de alcançar o que realm ente desejamos? Existem, é claro, razões externas de vários tipos para que as coisas não deem certo, e talvez o m undo seja um lugar ruim, perigoso e difícil. Em algum m om ento, coisas difíceis e até impossíveis sucedem a todos nós, e, nesse caso, nossa única opção é escolher que atitude tom ar quando algo desafiador acontece. Mas não é esse o assunto deste trabalho. Este livro existe para ajudá-lo a viver m elhor a sua vida, aconteça o que acontecer, e m ostra com o você poderá evoluir a ponto de ser você m esm o a solução infalível, por mais difícil que seja a situação - e que o tornará capaz de sentir tanto a alegria quanto a felicidade. Um novo oráculo de mudança Muitas vezes recorrem os a vários m étodos diferentes para tentar prever o futuro. Antigos oráculos, com o o I ching ou o tarô, nos ajudam a obter esclarecim ento a respeito de questões e problemas difíceis e complicados. Esses antigos oráculos são ainda m uito populares. E ntretanto, surgiram em culturas m uito diferentes da nossa e representam valores que já não nos servem, tais com o o papel das m ulheres, m ostrado com o imutável. Este livro nos con

14 As 1000 perguntas mais importantes que você deveria fazer a si mesmo 15 vida a ver com novos olhos a nossa necessidade de fazer perguntas e de encontrar as respostas que nos são mais apropriadas. Em bora respeitando e valorizando a sabedoria tradicional, o livro tam bém oferece um a visão d ireta e atualizada, baseada em princípios lógicos e sólidos. Q uestionar a nós mesmos é um m étodo m uito eficaz p ara fazer avançar nossa vida. Porque você não precisa de conserto É fácil sentir-se vulnerável e inseguro, sentir que deve existir alguém que tem as respostas certas para você. Não é m uito difícil formar-se com o terapeuta, conselheiro ou líder de sem inários e oferecer às pessoas soluções, m odelos e conselhos de com o reform ular sua vida. Será que essas pessoas o conhecem m elhor do que você mesm o se conhece? R ecrutar ajuda profissional pode às vezes ser tranquilizador e reconfortante, e existem ocasiões em que vários tipos de terapia realm ente ajudam a enfrentar problem as não resolvidos, para poderm os seguir em frente. As vezes a experiência de outra pessoa é fundam ental para ajudá-lo a avaliar-se mais precisam ente com m aior clareza. E ntretanto, é prejudicial im aginar que existe algo de errado em você, algo que precisa ser consertado. Muitas pessoas tentam convencê-lo de que podem lhe oferecer algo que ninguém pode lhe dar: um a boa atitude e a capacidade de fazer a si próprio as perguntas certas. E é disso que tratam os neste livro. As 1000 perguntas mais importantes que você deveria fazer a si mesmo aborda a psicologia por um a via diferente daquela encontrada em outros livros e program as populares de autoajuda. Este livro não se refere apenas a mudanças de com portam ento ou à contestação de antigas convicções - em bora isso tam bém esteja incluído. E apresentado em form a de questionário, para conduzi-lo a um a m elhor percepção de seus valores, atitudes e emoções inconscientes. A percepção é por si mesma transform adora. Você perceberá que as perguntas continuarão a atuar m uito depois que tiver fechado o livro. Por isso, os questionários apresentam um form ato leve e não contêm as perguntas rotineiras dos questionários psicológicos destinados a traçar um perfil. Sua intenção é refrescar sua memória.

15 16 Introdução A armadilha da negatividade, dos queixumes, da desesperança, da baixa autoestima, do remorso e da culpa Chega a ser im pressionante o simples fato de sermos capazes de levantar da cama. Para que se dar a esse trabalho? Vencer a si próprio já representa mais que a m etade da batalha. Criar em si m esm o a atitude correta de m odo a estar pronto para as coisas boas que estão por acontecer pode exigir um trem endo esforço. Muitas vezes não é o problem a que representa na verdade um problem a, mas sim as atitudes às quais estamos apegados. Será impossível ler este livro sem m udar de atitude, pelo m enos um pouquinho. Se ainda não está pronto, volte para a cama, mas lembre-se constantem ente de que este livro anim ador e determ inado estará à sua espera. Mas por que devo fazer isso? Por que deveria se dar ao trabalho de se interessar pelas perguntas deste livro? Parece que custará m uito esforço, e como saber se vai servir para algum a coisa? Experim ente e tire suas conclusões. Tente aplicar o m étodo a um a pequena área da sua vida. Tente algo que pareça fácil e pouco am eaçador. Depois vá em frente, anim ado pelos resultados obtidos. Não com ece por um grande problem a contra o qual venha lutando há décadas. Pensar William Bion, um psiquiatra nada convencional, criou seu m é todo em parte p o r ter trabalhado com soldados traum atizados, depois da Segunda G uerra M undial. Ele percebeu que algumas pessoas se esforçam ao m áxim o para não pensar a respeito de fatos que não desejam encarar. Bloqueiam esses fatos e os encerram em um departam ento isolado da m ente. Além disso, algumas pessoas im pedem, de form a inconsciente, que os outros pensem livrem ente ou os desafiem p o r m eio de ideias e pensam entos que elas não desejam ouvir.

16 As 1000 perguntas mais importantes que você deveria fazer a si mesmo 17 Bion sentiu-se fascinado pelo processo do pensam ento em si mesm o. O que nos perm ite pensar nossos próprios pensam entos originais e chegar a nossas próprias conclusões, e o que, pelo contrário, o im pede? Por que às vezes é tão difícil pensar com clareza? Em parte porque na escola, p o r algum motivo, não nos ensinaram a utilizar ferram entas conceituais de pensam ento - as crianças poderiam chegar ã conclusão de que tinham coisas m elhores a fazer do que freqüentar a escola. Em parte porque fomos treinados a m anter em funcionam ento bloqueios ao pensam ento, para não serm os levados a questionar demais a realidade. E em parte porq ue nos sentim os aterro rizad o s d ian te da possibilidade de saber o que realm ente desejamos. E provável que todos nós tenham os esses pensam entos inconscientes, ou im pensados, que estão logo ali, esperando apenas que tenham os aprendido a perm itir sua entrada. Alguns desses pensam entos podem ser libertadores ou criativos. Bion criou um conceito, que denom inou m enos K, que representa a força que existe em cada um de nós e que gostaria de nos m anter na ignorância. E o sabotador, o resistente, aquele que tem todas as desculpas e que deseja se m anter pequeno e m edroso. Em oposição a esse, Bion form ulou o conceito O, a força desconhecida que leva a crescer e evoluir, que tam bém existe internam ente - o incessante processo do potencial hum ano, que o famoso psicoterapeuta Carl Rogers descreveu com parando-o a brotos de batata que crescem em um porão escuro. Independentem ente da distância, com o tem po, esses brotinhos encontrariam o cam inho para a luz. Todos nós, se conseguirm os luz e espaço em quantidade suficiente, podem os crescer, am adurecer e florescer. Será que eu mereço? Buscar o que eu quero não seria um a dem onstração de egoísmo? Eu não mereço; devo pensar prim eiro nos outros, considerar em prim eiro lugar a família; não sou bom o bastante para ter as coisas que desejo. Esta é um a velha m ensagem de m edo, restrição e limitação. Os outros podem se sentir invejosos se você levar um a

17 18 Introdução vida feliz fazendo exatam ente o que acha melhor. Talvez eles não o aprovem. Q uem você pensa que é para ter planos tão ambiciosos? Se algum dia se pegar pensando coisas desse tipo, está na h o ra de p arar com isso. Você não veio a este planeta para realizar o que o u tra pessoa program ou para você. Está aqui para se sentir realizado, e ninguém, a não ser você m esm o, pode saber o que considera ser um a pessoa realizada. Talvez seja algo m uito diferente do que você pensava que era ser um a pessoa feliz e realizada - ou m uito diferente da noção que outras pessoas têm disso. Existe um a voz insistente den tro de você, que sabe o que você quer fazer e o tipo de pessoa que deseja ser. Já parou para escutar o que essa voz costum a dizer? Negação e justificação Você certam ente já ouviu outras pessoas dizendo coisas assim, e, com certeza, tem suas versões favoritas delas: Você não tem tem po. Vive ocupado demais ganhando dinheiro e sobrevivendo, não pode enfrentar mais nada. Sua m ãe não gostaria disso. Os ratos roeram seu dever de casa. Não pode aparecer num a academ ia sem antes em agrecer um pouco. Qual é a sua desculpa favorita no m o m ento? De agora em diante não vai mais precisar dela. Se isso o assusta, deixe o livro de lado por algum tem po, até se acostum ar com a ideia de que não vai mais ter que fingir ser alguém que não é. Depois que responder a todas as perguntas deste livro, você nunca mais vai ter que se defender, se explicar ou se justificar para outra pessoa. Negação é algo que todos nós praticam os. Muitas vezes é até saudável. Não querem os enfrentar tudo o tem po todo, e afastar certos pensam entos e realidades que nos causam ansiedade ajuda-nos a tocar a vida. Por outro lado, a negação pode se tornar um hábito. Você já deve ter encontrado m uita gente capaz de negar verdades óbvias, sim plesm ente porque é inconveniente e doloroso demais perm itir que um a certa verdade desagradável estrague o dia. No entanto, algum as pessoas podem levar anos e anos negando algum a coisa que obviam ente as está incom odando. Em lugar

18 As 1000 perguntas mais importantes que você deveria fazer a si mesmo 19 de reco n h ecer que essa verdade lhes faz mal, têm esperança de que essa verdade deixe de existir. Essa estratégia de negação não funciona a longo prazo. H á um a lei da psicologia - elaborada pelo pró p rio Freud - que diz que tudo o que é negado, ignorado ou reprim ido um dia há de voltar. Os esqueletos guardados den tro do arm ário não se tornam invisíveis p o r m ilagre. Ficam lá, acum ulando poeira, e, eventualm ente, alguém os encontrará. Não é fisicam ente possível apagar algo que nos aconteceu. Esses fatos retornam, talvez de um jeito que não nos perm ite reconhecê- -los im ediatam ente, tal com o na form a de dificuldades psicológicas e em ocionais, ou de sintom as físicos de estresse. E em parte p o r isso que alguns m étodos terapêuticos ou de autoajuda podem funcionar bem a curto prazo, mas, a longo prazo, é preciso mais do que pensam ento positivo e m udanças de com portam ento para m odificar o m odo com o você de fato se sente. Como funciona este livro Este livro oferece um a caixa de ferram entas com conceitos e soluções originais, práticos e elegantes, que podem ser aplicados a todo tipo de situação. Você pode usá-las para analisar por que tudo deu errado, mas, m elhor ainda, pode usá-las para aprim orar e tornar mais claro seu próprio estilo de vida, suas metas e sonhos - e para solucionar problem as cotidianos. Em lugar de convencê-lo a ter pensam entos positivos, sensatos e felizes, o m étodo de fazer perguntas a si mesm o perm ite-lhe solucionar as coisas de m aneira realista e prática. Você não tem que ter pensam entos positivos ; pelo contrário, aprende a abrir cam inho para os pensam entos positivos que teria naturalm ente se o seu nível de estresse, seu am biente e sua situação não o limitassem tanto. Você escolherá pensam entos positivos. E se tornará mais positivo, cheio de energia e saudável, se estiver preparado para isso. Em cada capítulo, você passará por um processo natural de pensam ento. Fazendo perguntas, aprenderá a transform ar problemas em conceitos abstratos. Se for capaz de transform ar um problem a ou um a preocupação em um conceito adequado, será mais

19 20 Introdução fácil enfrentá-los. Encarando-os de form a conceituai, n ão vai sentidos com o algo pessoal nem se envolver em ocionalm ente. Saberá separar o jo io do trigo. U m a vez transform ados em valores e p re dicados abstratos, é m uito mais fácil lid ar com os problem as e dificuldades, que deixam de ser tão com plicados e perturbadores. Você então fará o cam inho inverso, passo a passo, para aplicar à situação que o preocupa a resposta que deu à pergunta. Se isso lhe parece difícil, não é não; mas requer tem po e raciocínio, e é um processo gradual. U m a boa hora para trabalhar com partes deste livro são os m om entos livres, talvez quando você estiver afastado da sua rotina norm al. Não se esforce para seguir o livro do princípio ao fim. Escolha um capítulo que lhe pareça interessante e com ece por aí. Se deseja trab alh ar apenas um capítulo, dê preferên cia ao capítulo 2: Escolha seus própiios valores - esse vai causar um im pacto em todas as áreas de sua vida.

20 CAPÍTULO 1 Pergunte a você mesmo A vida é o que acontece enquanto estamos fazendo outros planos. Atribuído a John Lennon O que eu realmente quero? O que eu quero? Essa é um a pergunta boba. E claro que vo sabe o que quer. O u não sabe? Q uantas pessoas você conhece que decidiram o que queriam, trataram de consegui-lo e agora estão m uito contentes consigo mesmas? Por que será que algum as pessoas conseguem exatam ente o que q u erem e outras n u n c a chegam a isso? Tente fazer esta pergunta simples a algumas pessoas e verá que um a quantidade surpreendente delas há m uito tem po não pensa nisso. D eterm inar o que realm ente se quer pode ser m uito assustador - talvez você o consiga, ou pode tentar e correr o risco de falhar; ou pode dar certo, e você teria que m udar algumas coisas. Pode parecer mais fácil ficar exatam ente no m esm o lugar e não ter que m udar nada. Só que isso é fácil a curto prazo, mas, a longo prazo, é m uito desagradável sentir-se frustrado com o fato de não haver realizado algo que poderia ter alcançado p o r não ter percebido as oportunidades que teve a não ser depois que elas passaram - que só deu valor ao que tinha depois de perdê-lo. O que eu realmente desejo? é um a pergunta assustadora, e ser mais confortável ignorá-la. Mas ela nunca desaparece. E um a daquelas perguntas insistentes - tal com o existe vida após a m orte? -, que o seguem, como um cachorrinho fiel, aonde quer que você vá. Ela está sem pre ali. O fato de não saber a resposta para essa pergunta conduz a muitos conflitos e infelicidade. Você diz sim àquilo que não quer, e não àquilo que quer - sim plesm ente por não ter com preendido que é necessário, todos os dias da sua vida, prestar atenção a essa pergunta crucial. Tente perguntar-se agora: O que é que eu quero?

21 22 Pergunte a você mesmo Dê-se um tem po para refletir sobre a pergunta com a m áxima atenção. Respire, concentre-se e perceba o que lhe vem à m ente. A note as respostas à m edida que surgirem e espere para ver se não aparece mais um a outra. Imagine-se em diversas situações de vida; no trabalho, por exem plo, ou em férias com a pessoa amada. Exam ine a pergunta outra vez, em cada um a dessas situações. Perm ita que as respostas brotem do íntim o do seu ser, e, mesm o que pareçam não fazer sentido nesse exato m om ento, anote-as. Im agine que tem um propósito singular na vida, que é só seu, e que você sabe exatam ente qual é. Como se sente? O que isso lhe parece? Como é ser um a pessoa que sabe exatam ente do que precisa e o que quer, e se sente confiante o bastante para ir em busca desse objetivo? O que importa é não parar de questionar. A lbert Einstein Você pode utilizar este livro para en fren tar problem as e situações e pode tam bém utilizá-lo com o ajuda na geração de novas ideias. Fazer a perg u n ta certa lhe servirá de base para lidar com questões que, d e o u tro m o d o, p a re ce ria m acim a d a sua capacidade. A m ente hum ana não consegue lidar com a com plexidade do nosso dia a dia, a não ser que seja dividida em bocados deglutíveis. Fazer a perg u n ta certa é a parte mais difícil na solução de qualquer problem a ou processo criativo. Dizem que A lbert Einstein, quando lhe pei'guntaram o que faria se tivesse um a hora para salvar o m undo da destruição nuclear, respondeu que utilizaria os prim eiros 55 m inutos para analisar e co m p reen d er o problema, e as ideias surgiriam nos cinco m inutos finais. Talvez ele não conseguisse salvar o m undo a tem po, mas teria ideias totalm ente novas e originais. Einstein disse tam bém que n en h u m problem a pode ser resolvido se continuarm os pensando de acordo com o m esm o padrão inicial, que d e u origem ao p roblem a. Suas palavras textuais foram: não se pode resolver um problem a m antendo a m esm a disposição m ental que lhe deu origem. Temos que passar a um nível superior de pensam ento para ter um a visão panorâm ica, e um a

22 As 1000 perguntas mais importantes que você deveria fazer a si mesmo 23 das m elhores m aneiras de fazê-lo é p o r m eio de perguntas. Fazer as perguntas certas ajuda a descrever e analisar o problem a com precisão. Você com eça a se libertar das ideias equivocadas que o aprisionam e passa a pensar de um m odo novo, livre das ideias velhas e desgastadas. Fazendo perguntas, temos certeza de estar focados no problem a certo. s n 3 Q s * Anthea pega este livro porque está se sentindo um pouco deprim ida, e acredita que a causa disso é o relacionam ento que m antém há dois anos com o nam orado George, que frequentem ente, durante o inverno, insiste em viajar com um grupo de am igos para esquiar. Ele deixa Anthea em casa porque ela não só não tem condições financeiras de fazer a viagem com o não está m uito interessada em esquiar. Infelizm ente, ela costum a fica r bastante deprim ida durante o inverno (a síndrom e da d istúrb io afetivo sazonal afeta m uita gente, que passa por fases d e pressivas porque o espectro da luz solar, que levanta o ânim o, fica mais restrito). Isso reforça sua tendência a se sentir rejeitada e a faz pensar que o nam orado a deixou para trás porque se diverte m ais longe dela. Q uando ele voltar, pretende insistir com ele para que se com prom eta a se casar com ela, ou ela porá um fim ao relacionam ento. Mas, ao chegar em casa com seu exem plar do livro, Anthea descobre que o capítulo R elacionam entos fica lá no finalzinho, e que, antes de chegar lá, é preciso passar por questionários a respeito de sua autoestim a e seu grau de depressão. Isso altera seu estado de espírito, perm itin d o-lh e encarar o problema de um outro ponto de vista, isto é, ela pode fazer algum a coisa para se sentir m elhor em vez de ficar esperando pela volta de George. Com relutância, sente-se levada a a d m itir que o am or de George pelo esqui não é a causa da sua insegurança. Essa sensação - que costum a sentir durante seus relacionam entos - tem raízes próprias e precisa ser entendida e enfrentada para que ela possa m anter um relacionam ento do tipo daqueles em que duas pessoas reservam um espaço para explorar seus interesses independentes. Como saber se estamos fazendo as perguntas certas? É impossível ter certeza, mas um a coisa que você pode fazer é exam inar todas as suas opiniões a respeito de um problem a ou a respeito de

23 24 Pergunte a você mesmo algo que você gostaria de aprim orar. O talento consiste em saber detectar a causa exata do problem a. George acha que gostaria de ser um escritor e acredita que seria m esm o um escritor se tivesse tem po para escrever. 0 problem a é que ele não tem tem po, todo m undo vive a requisitá-lo, inclusive sua nam orada, que é m uito possessiva. Sente- -se tão estressado com tudo isso que a única coisa que consegue fazer quando chega em casa depois do trabalho é preparar um café e sentir-se deprim ido por levar uma vida tediosa e banal. 0 que George deveria fazer para d escobrir por que desperdiça um tem valioso é responder a todas as perguntas do capítulo 3, A dm inistrar o seu te m p o. Por exem plo: ele pode chegar à conclusão de que perde umas cinco horas por semana deprim ido, tom ando café. Se fosse uma pessoa organizada, em dois anos essas cinco horas sem anais seriam tem po suficiente para escrever um livro, e ele tem que concordar que tem po não é o verdadeiro problem a. O assunto é bem mais com plexo, e George com eça a ponderar se realm ente deseja ser um escritor. Na verdade, esquiar é o que ele m ais gosta de fazer, e não está de m odo algum disposto a abandonar essa atividade. Para ser sincero, seu em prego é que está lhe causando mal-estar, e ele gostaria mais de ser um bom instrutor de esqui e, talvez, de escrever um livro destinado àqueles que desejam aperfeiçoar sua técnica e, com isso, sentir-se tão realizados quanto ele se sente em descidas livres, fora das pistas. George com eça a sentir-se anim ado diante da possibilidade de seguir um novo cam inho. O verdadeiro problem a, adm ite, é ter acreditado - por que foi isso o que disse seu pai, e ele detesta contrariar o pai - que é indispensável ter um em prego seguro, com o o seu cargo com o consultor hotline em uma com panhia de software. Ele é eficiente no em prego e apreciado pelos clientes, mas, na verdade, só está ali pelo dinheiro. Sua outra paixão é criar program as de software, sua ocupação nas horas vagas. Surgem novas opções, e com eça a ficar claro que uma das coisas que precisa fazer é deixar de tentar agradar ao pai m antendo um em prego estável ; falando francam ente, um em prego estável não faz o seu gênero, mas ele tem e confrontar a visão paterna de m undo para cam inhar com as próprias pernas. Mas será assim mesmo? Depois de com preender tudo isso, talvez não seja tão d i fícil. É possível ganhar a vida de outras m aneiras, m ais de acordo com tudo aquilo de que gosta, desde que esteja disposto a viajar e m udar de atitude.

24 As 1000 perguntas mais importantes que você deveria fazer a si mesmo 25 Portanto, acreditar que lhe falta tem po para se tornar um escritor é um a desculpa conveniente para o fato de ter m edo da liberdade resultante da aceitação dos riscos. Na verdade, para George, falta de tem po significa relutância em enfrentar os problem as implícitos. Ele está sim plesm ente se recusando a descobrir todo o seu potencial. Para George, são duas as perguntas corretas a fazer: Do que é que eu tenho mais m edo? e Será que eu quero passar o resto da m inha vida com essas limitações?. Perguntas vitais Esta é a parte difícil. Você pode pular este capítulo, ou só voltar a ele quando sentir vontade. No entanto, trata-se de um capítulo curto, e não vai tom ar m uito tem po. Você já respondeu sinceram ente a estas perguntas? Alguém já lhe fez estas perguntas? 0 que aconteceu qua n do lhe perguntaram? Você pode aplicar estas perguntas a qualquer área de sua vida, à sua escolha. Sou feliz? Como seria a m inha vida se eu um dia acordasse e visse realizados todos os m eus sonhos m ais caros? 0 que faço na vida que im pede que isso aconteça? Até que ponto sou positivo e otimista? Como expresso m inha criatividade e a ponho para funcionar? 0 que, especificamente, desejei ser ou fazer desde meus tem pos de criança? Sei o que realm ente quero? Vivo de acordo com m eus próprios valores internos? Meu estilo de vida me perm ite realizar m uitas das coisas que realm ente desejo? Sinto-m e ligado ao próxim o e a uma com unidade significativa? Tenho um sentido de propósito ou rum o que m e mostra quem sou e que aquilo que faço tem valor? Existem palavras que possam expressá-lo?

25 26 Pergunte a você mesmo * Aventura e risco fazem parte da m inha vida em quan tida de suficiente? * Qual é a m inha atitude típica diante de um problem a sério? De que m odo as decepções im portantes que tive na vida afetaram m inha capacidade de levar a vida do jeito que eu queria? Desisto com facilidade? Do que tenho m ais m edo, e por quê? * Acontece-m e com certa frequência chegar a um ponto do qual sei que posso ir m ais adiante, para encontrar apenas mais um obstáculo no cam inho? Esse padrão costum a se repetir com frequência? Se esse padrão repetitivo pertencesse a um film e ou a uma canção, qual seria o título da canção ou do filme? Em relação à vida cotidiana, o que me deixa m ais frustrado? Em relação à vida cotidiana, o que é m ais im portante para mim? Exam ine d em o radam en te cada perg u n ta. Reflita a respeito delas p o r um dia ou m esm o um a sem ana e p erceb a o que lhe vem à m ente. N ão deixe de a n o tar as respostas, de m odo a pod er co nferir seu progresso e as m udanças ao longo do tem po. Tente descobrir com o se sente com essas perg u n tas a lhe m artelar a m ente. Veja o que acontece quan d o se esquece delas. T ente im p ed ir que essas p erg u n tas ten h am algum im pacto sobre sua vida - verá que é impossível. Ação É o processo pelo qual tom am os algum as m edidas para pôr em prática o que aprendem os. E nesse ponto que muitas vezes em pacamos, por que é m uito difícil. Por m uito tem po nos acostum a mos a nos esconder debaixo das cobertas ou a nos distrair com atividades triviais em lugar de vivenciar a dor de um novo desafio. A ação depende de experiências vividas anteriorm ente. A prendemos com nossas experiências e depois agimos de acordo com elas. Sem a ação não aprendem os nada de novo, a não ser como conti

26 As 1000 perguntas mais importantes que você deveria fazer a si mesmo 27 n u ar sobrevivendo no m esm o estado em que estamos. Depois de ter respondido a um a série de perguntas do livro, é preciso que você conduza sua própria experiência científica. Teste sozinho novas atitudes e ideias e veja se são de algum a ajuda. Se as coisas não funcionarem, volte ao início para um novo exame. Erros Q uando partim os para a ação, sem pre com etem os erros, e é im portante m anter um a boa atitude em face dos erros. Os erros são parte im portante do aprendizado: eles nos ensinam o que precisamos aprender. O músico Miles Davis disse certa vez: Não tenha m edo de errar; os erros não existem. Se você não com eter erros, não aprenderá nada de novo. Aqueles que acham que você deveria saber como fazer algum a coisa com perfeição com etem quase sempre um erro fundam ental, que pode im pedir o próprio aprendizado e o dos outros. São inum eráveis as coisas que se pode ap render por interm édio dos erros. O que você deseja esclarecer? Experim ente passar em revista suas próprias ações e dê início a algumas novas atividades. Então avalie o efeito que tiveram sobre sua vida. Isso o ajuda a ajustar o foco, para que você descubra o que deveria estar m erecendo sua atenção em m eio a tanta coisa banal que tem que fazer e às exigências que os outros lhe fazem de que você satisfaça às necessidades deles. O mais im portante é que as prioridades sejam as suas, e não aquilo que os outros acham que você deveria ser e que deveria fazer. Plano de ação Q uando tiver organizado seu plano de ação, esse será seu contrato consigo m esm o, que servirá de guia para m antê-lo no ca m in ho certo e atingir suas prioridades sem se deixar desviar por assuntos que distraiam sua atenção.

27 28 Pergunte a você mesmo É preciso rever seu plano de ação constantem ente e fazer os ajustes necessários quando a situação mudar. O que você não conseguir realizar dentro de um determ inado prazo deve passar para a lista seguinte, para não ser esquecido. Se seguir seu plano de ação durante um ano, ficará im pressionado com a quantidade de coisas que com eçarão a se ajustar. Q uando decidim os realm ente fazer algum a coisa e fazem os disso uma prioridade, ficam os espantados com o que se pode alcançar passo a passo. Escreva seu plano de ação Quais são as dez coisas que você mais deseja m udar ou executar na sua vida e que são prioridades verdadeiras? Algum as delas podem já estar acontecendo. Outras podem precisar de ajustes ou talvez sejam algo totalm ente novo. Agora Nos próximos dois anos l

28 As 1000 perguntas mais importantes que você deveria fazer a si mesmo Nos próximos cinco anos A longo prazo

29 30 Pergunte a você mesmo Que ações específicas são necessárias para que você atinja essas prioridades? Data Hoje Concluídas? Sim Não Esta semana Este mês Este ano No próxim o ano A longo prazo

30 As 1000 perguntas mais importantes que você deveria fazer a si mesmo 31 De que forma você poderia sabotar ou atrasar alguma dessas ações? que você poderia inventar para evitar sair da linha? (Por exem plo, m ostre seu piano de ação a uma pessoa amiga que possa ajudá-lo a se m anter firm e, ou diga a todo m undo que você irá à academ ia três vezes por semana, de m odo que se sinta envergonhado se não for.) Confiança e autoestima Autoestima e autovalorização Podem os definir autoestim a com o acreditar em si próprio, ser autoconfiante, respeitar-se e ter um a atitude positiva em relação a você mesmo. U m a boa autoestim a é fundam ental. Trata-se de um a qualidade mágica que atrai boas experiências e tudo aquilo que você quer. Uma autoim agem negativa o im pedirá de obter tudo o que m erece e destrói relacionam entos, pois fica difícil para outra pessoa am ar ou respeitar alguém que não se am a ou não se respei

31 32 Pergunte a você mesmo ta. Um relacionam ento em que as duas pessoas têm baixa autoestim a pode ser m uito difícil. A autoestim a, com o o dinheiro, pode ocasionar dificuldades para quem a tem em excesso: outras pessoas podem não gostar de você e achá-lo convencido o u presunçoso. P odem sen tir necessidade de forçá-lo a baixar um pouco a bola. Alguns de nós aprendemos a parar de nos m ostrar e tentam os nos apagar um pouco. Escondem os algumas das nossas qualidades e o apreço que sentimos por nós mesmos. Deixamos que os outros falem bem de nós e nos façam os elogios de que tanto precisamos. O im portante é desenvolver a autoestim a ao máximo. Se n recebeu estím ulo suficiente durante a infância, é difícil adquirir autoestim a n a idade adulta, mas esse trab alh o é u m bom investim ento em você mesmo. N inguém pode fazê-lo p o r você. Não existe substituto para um a boa autoestim a. Roupas maravilhosas, acessórios e viagens de férias podem fazer com que você se sinta bem, mas, se não houver um a base de autoestim a, tudo isso não passará de um estím ulo tem porário. A autovalorização é sem elhante à autoestim a. É o valor que você mesm o se dá, e não depende das coisas que você faça ou alcance. É parte do seu eu intrínseco, como ser hum ano singular e especial. E algo que você possui e cuja ausência é notada quando você não está presente. Avalie sua autoestima Quanto você acha que vale? Este questionário é dividido em A e B. Dê um a nota a cada pergunta traçando um círculo em torno de 1 ou 2. 0 núm ero 1 significa eu concordo, e o núm ero 2 significa concordo plenam ente. Se d iscordar totalm ente, escreva um zero.

32 As 1000 perguntas mais importantes que você deveria fazer a si mesmo 33 Seção A Você acredita que é uma pessoa fabulosa, dotada de qualidades singulares? 1 2 Você se am a, se aprecia e se preocupa consigo mesmo? 1 2 Sente prazer em passar um bom tem po em sua própria com panhia? 1 2 Fala a respeito de si m esm o com outras pessoas de form a respeitosa e apreciativa? 1 2 Valoriza tudo o que já realizou, sem se preocupar com as atividades em que não é tão bem -sucedido - afinal, ninguém sabe fazer tudo? 1 2 Valoriza a form a com o foi capaz de superar tantas dificuldades? 1 2 Q uando alguém o critica, você ouve com atenção, pensa a respeito da crítica, incorpora tu d o o que lhe parecer útil e ignora o restante? 1 2 Consegue se m anter calm o, despreocupado e firm e quando outros à sua volta agem de form a exigente, crítica ou difícil? 1 2 Sabe tom ar conta de si mesmo? 1 2 Q uando alguém lhe faz um elogio, sabe aceitá-lo com sim plicidade? 1 2 Seção B Dê as notas da m esm a form a nesta seção e some separadam ente os pontos o btidos nas seções A e B. Acha que deve se com portar de uma m aneira específica diante de outras pessoas, para que elas gostem de você? 1 2 Precisa ser mais generoso com seus amigos do que eles são com você, para que continuem sendo seus amigos? 1 2 Acha que deve fazer coisas que não quer só para m anter um relacionam ento? 1 2 Veste-se de m odo a não despertar m uita atenção ou não parecer diferente? Ou, por outro lado, gasta m uito tem po e energia com sua aparência porque pensa que não seria aceito sem a m aquiagem, as 1 2 roupas, o carro, etc.? Acha m esm o m uito difícil dizer não? 1 2 Se alguém o critica, sua reação é defender-se ou levar para o lado pessoal, sentindo-se ofendido e magoado? 1 2

33 34 Pergunte a você mesmo Bem lá no fundo, você se sente im produtivo e inútil, e acha que, se as pessoas o conhecessem de verdade, ninguém gostaria de você? 1 2 Detesta fica r sozinho consigo mesmo? 1 2 Participa com frequência de atividades que sabe que são autodestrutivas ou nocivas à sua saúde e ao seu bem-estar? 1 2 Ao falar de si, você o faz de maneira negativa, queixosa ou autodepreciativa, a tal ponto que as pessoas nem percebem suas boas qualidades e podem chegar a ter má impressão de você? 1 2 Pontuação A contagem dos pontos se faz separadam ente para as seções A e B. Seção A Você tem uma notável autoestim a e funciona m uito bem nesse quesito. Ou você teve uma excelente criação ou se esforçou m uito para chegar a esse ponto. M uito bem! É im portante lem brar que poucas pessoas têm esse aito nível de autoestim a, e talvez lhe seja difícil enten d er as necessidades e atitudes de pessoas que sim plesm ente não acreditam em si próprias da m esm a form a que você Você tem uma ótima autoestim a. Acredita de verdade em si mesmo, tem autoconfiança e gosta de ser a pessoa que é. Talvez seja um pouco inseguro, mas isso é humano, e você quase sempre sabe como lidar com esse sentimento. Sabe tam bém que precisa trabalhar um pouco sua autoestima, que esta não surge por acaso, mas está disposto a fazer esse esforço para o seu próprio bem. Você não é do tipo que aceita por muito tem po situações que tenham um im pacto negativo em seu am or-próprio Você se esforçou para ter uma boa autoestim a e está bem ciente do que é preciso para desenvolver segurança e autoconfiança duradouras. Talvez alguma experiência difícil em sua vida o tenha afetado de m odo adverso e provavelm ente, para seguir em frente, você precisa se esforçar um pouco para reforçar sua confiança. Você tem algum as boas atitudes básicas a seu próprio respeito e poderá reforçá-las se prestar m ais atenção ao processo de se autovalorizar.

34 As 1000 perguntas mais importantes que você deveria fazer a si mesmo Em bora tenha a lgum as a titu d e s básicas sadias a seu próp rio respeito, sua a u toestim a é m uito baixa. C ertam ente existe uma razão para isso, e você deve conhecê-la m uito bem. C ontinuar nesse estado de baixa autoestim a prejudica sua saúde m ental e seu bem -estar, e pode se to rnar parte de um círculo vicioso que se a utoperpetua: você se sente pouco confiante, então se retrai, se torna passivo ou esquivo e perde as ocasiões em que poderia a pre n d e r a ser m ais co nfiante. O segredo está em praticar com portam entos associados à autoestim a positiva; se fizer isso sem pre, eles se tornarão m ais naturais e deixarão de ser exercícios. Seção B Você está batalhando contra a baixa autoestim a, e, às vezes, pode achar que a vida é m esm o m uito difícil. Talvez não tenha desenvolvido um forte sentido de identidade própria e, em algum as épocas, deve ter sido facilm ente controlado ou influenciado por outras pessoas. É sensível à crítica ou a julgam entos negativos. Nem sem pre é confiante o bastante para correr os riscos inerentes à busca de uma situação m elhor e, provavelm ente, tem e ficar sozinho. É uma luta tentar se livrar do hábito de pensar e agir negativam ente contra você m esm o. Há uma coisa que você pode fazer que lhe será de ajuda im ediata: id e n tificar uma área na qual tem certeza de que se sente confiante. Passe em revista as habilidades, talento ou experiência que adquiriu em certas áreas - por exem plo, você sabe que cozinha bem. Pense em com o adquiriu a técnica necessária. Tente transferir essa habilidade para outra área na qual se sente menos confiante, mas na qual deseja se sair bem. Por exem plo, se você é bom cozinheiro, sabe apre n der e arm azenar novas inform ações, tem talento para organização, tem o dom da criatividade, gosta de tratar bem os outros e sabe valorizar e apreciar o que é bom. Esses dons podem ser transferidos para algum a área que ainda não experim entou. Por exem plo, artesanato, um esporte coletivo ou com eçar um novo projeto no seu trabalho. A d q u irir novos talentos reforça a autoestim a e, a utom aticam ente, vai fazer com que você se torne m ais confiante. Uma dica valiosa é com eçar a acreditar que vale a pena o esforço - m esm o que nem sem pre saiba por que está fazendo isso e até m esm o sem ter vontade de fazê-lo.

35 36 Pergunte a você mesmo Sete exercícios para promover a autoestima Se passar algum tem po fazendo estes exercícios - em bora inicialm ente eles possam parecer um pouco tediosos focalizará sua m ente em algo que ela quer m uito que você faça. Com certeza será bem -sucedido. Se alguns dos exercícios o fizerem lem brar-se de ocasiões em que se sentiu mal, não se preocupe com isso e acredite que este processo natural de cura vai dar certo. 1 Pense nas atitudes e com portam entos representados peias perguntas da Seção A do questionário sobre autoestim a. Se algum a delas lhe pareceu difícil ou estranha, com ece a praticá-la. Se já tem o costum e de fazê-lo, faça- -o mais um pouco. Por exem plo, tente aceitar os elogios com sim plicidade e nunca finja que não se im porta com elogios. Durante as próxim as semanas, tente aum entar a contagem de pontos da Seção A. 2 Procure a com panhia de pessoas descontraídas e autoconfiantes. Aprenda alguma coisa com elas e tente copiar algum as de suas atitudes. Ao m esm o tem po, trate de passar um tem po proveitoso na sua própria com panhia. 3 Isto é urgente: evite a com panhia de pessoas que o fazem sentir-se mal consigo m esm o, ou que se sentem bem agredindo-o de algum a form a. Nunca perm ita tal coisa. Se isso costum a lhe acontecer, seja enérgico e faça aigum a coisa a respeito. Pratique prim eiro os outros exercícios, até sentir-se melhor. Não espere que aquele tipo de pessoa que gosta de vê-lo "para baixo venha em sua ajuda. 4 Faça um lista de suas boas qualidades e talentos individuais e dignos de adm iração. Na lista podem ser incluídas coisas boas que outros disseram a seu respeito. Então com porte-se com o se realm ente acreditasse que todas elas são verdadeiras. Será que essa pessoa agiria de m odo diferente para com você se soubesse que essas coisas são verdadeiras? 5 Faça um á lb u m ou um c a d e rn in h o de a u toestim a. C olecione aí todos os reforços p ositivos que receber, de q u a lq u e r fo n te : por exem plo, cartas e cartões com m ensagens positivas, re ferê n cia s, te s te m u n h o s ou avaliações p ositivas em tra b a lh o s fe ito s d u ra n te algum curso. Não deixe de a n o ta r as coisas p ositivas q ue as pessoas lhe digam e g u a rd e - -a s no seu á lb u m, para q ue lhe sirvam de estím u lo. C olecione elogios. Escolha e m onte c u id a d o s a m e n te seu á lb u m de m odo que fiq u e b onito e atrae n te, q ue lhe seja prazeroso o lh a r e o e s tim u le a a u m e n tá -lo. Ele

36 As 1000 perguntas mais importantes que você deveria fazer a si mesmo 37 será um re cu rso valioso sem pre que se se n tir d e p rim id o ou p re cisar de e n co ra ja m e n to. 6 Procure sem pre desenvolver novas habilidades e realizar coisas novas, de m odo a sentir-se orgulhoso de si mesm o. Receba e aceite elogios, reconhecim ento e honrarias. 7 Valorize, com em ore e expresse explicitam ente não só o que há de especial em você, quais os pontos em que é único e diferente dos dem ais, assim com o tudo o que tem em com um com os outros. E x e rc íc io de a u to c o n fia n ç a É correndo riscos e agindo que se adquire confiança. E com o ganhar co n fiança? Você é do tipo altam ente cauteloso, que tem e correr riscos, ou sente prazer com a novidade e o entusiasm o inerentes a certa dose de risco e aventura? A rriscando-se pouco, será m enos capaz de se arriscar no futuro. Lem bre-se das coisas boas que já lhe aconteceram. Pode ser q u a lquer coisa - uma viagem especial, um a am izade duradoura, m udar para um novo em prego ou casa nova, ter um filho, uma realização im portante, a conclusão de um projeto relevante. Perceba com o sua participação pessoal contrib uiu para que essas coisas acontecessem. Faça uma lista de dez coisas boas que já lhe aconteceram Podem ser de qualquer época de sua vida

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

Manifeste Seus Sonhos

Manifeste Seus Sonhos Manifeste Seus Sonhos Índice Introdução... 2 Isso Funciona?... 3 A Força do Pensamento Positivo... 4 A Lei da Atração... 7 Elimine a Negatividade... 11 Afirmações... 13 Manifeste Seus Sonhos Pág. 1 Introdução

Leia mais

10 segredos para falar inglês

10 segredos para falar inglês 10 segredos para falar inglês ÍNDICE PREFÁCIO 1. APENAS COMECE 2. ESQUEÇA O TEMPO 3. UM POUCO TODO DIA 4. NÃO PRECISA AMAR 5. NÃO EXISTE MÁGICA 6. TODO MUNDO COMEÇA DO ZERO 7. VIVA A LÍNGUA 8. NÃO TRADUZA

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

CONHECENDO-SE MELHOR DESCOBRINDO-SE QUEM VOCÊ É? 13 PASSOS QUE VÃO AJUDÁ-LO PARA SE CONHECER MELHOR E DESCOBRIR QUE VOCÊ REALMENTE É

CONHECENDO-SE MELHOR DESCOBRINDO-SE QUEM VOCÊ É? 13 PASSOS QUE VÃO AJUDÁ-LO PARA SE CONHECER MELHOR E DESCOBRIR QUE VOCÊ REALMENTE É CONHECENDO-SE MELHOR DESCOBRINDO-SE QUEM VOCÊ É? 13 PASSOS QUE VÃO AJUDÁ-LO PARA SE CONHECER MELHOR E DESCOBRIR QUE VOCÊ REALMENTE É Descobrindo-se... Fácil é olhar à sua volta e descobrir o que há de

Leia mais

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO HISTÓRIA BÍBLICA: Mateus 18:23-34 Nesta lição, as crianças vão ouvir a Parábola do Servo Que Não Perdoou. Certo rei reuniu todas as pessoas que lhe deviam dinheiro.

Leia mais

3 mudanças internas que transformam sua vida para sempre

3 mudanças internas que transformam sua vida para sempre 3 mudanças internas que transformam sua vida para sempre Claudia Madureira e Anna Luyza Aguiar 2 Às vezes a vida nos entedia e nos pegamos procurando motivos para nos reenergizar. Nessa hora pensamos que

Leia mais

Como Passar em Química Geral*

Como Passar em Química Geral* 1 Como Passar em Química Geral* por Dra. Brenna E. Lorenz Division of Natural Sciences University of Guam * traduzido livremente por: Eder João Lenardão; acesse o original em : http://www.heptune.com/passchem.html

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

20 perguntas para descobrir como APRENDER MELHOR

20 perguntas para descobrir como APRENDER MELHOR 20 perguntas para descobrir como APRENDER MELHOR Resultados Processo de aprendizagem SENTIDOS (principal) Gosto de informações que eu posso verificar. Não há nada melhor para mim do que aprender junto

Leia mais

Meditações para os 30 dias de Elul

Meditações para os 30 dias de Elul 1 Meditações para os 30 dias de Elul O Zohar explica que quanto mais preparamos a alma durante o mês que precede Rosh Hashaná, melhor será o nosso ano. De acordo com a Kabbalah, o Recipiente para receber

Leia mais

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava:

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava: Não há como entender a ansiedade sem mostrar o que se passa na cabeça de uma pessoa ansiosa. Este texto será uma viagem dentro da cabeça de um ansioso. E só para constar: ansiedade não é esperar por um

Leia mais

20 perguntas para descobrir como APRENDER MELHOR

20 perguntas para descobrir como APRENDER MELHOR 20 perguntas para descobrir como APRENDER MELHOR Resultados Processo de aprendizagem EXPLORAÇÃO Busco entender como as coisas funcionam e descobrir as relações entre as mesmas. Essa busca por conexões

Leia mais

Introdução. De que adianta estudar filosofia se não para melhorar o seu pensamento sobre as questões importantes do dia a dia? Ludwig Wittgenstein

Introdução. De que adianta estudar filosofia se não para melhorar o seu pensamento sobre as questões importantes do dia a dia? Ludwig Wittgenstein Introdução De que adianta estudar filosofia se não para melhorar o seu pensamento sobre as questões importantes do dia a dia? Ludwig Wittgenstein O que a filosofia tem a ver com o dia a dia? Tudo! Na verdade,

Leia mais

MOVIMENTO FAMILIAR CRISTÃO Equipe Dia/mês/ano Reunião nº Ano: Tema: QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO Acolhida Oração Inicial

MOVIMENTO FAMILIAR CRISTÃO Equipe Dia/mês/ano Reunião nº Ano: Tema: QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO Acolhida Oração Inicial MOVIMENTO FAMILIAR CRISTÃO Equipe Dia/mês/ano Reunião nº Ano: Local: Tema: QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO Acolhida Oração Inicial Esta é uma história de mudança que ocorre em um labirinto em que quatro personagens

Leia mais

Lu Rochael - Psicóloga e Coach - Todos os direitos reservados

Lu Rochael - Psicóloga e Coach - Todos os direitos reservados Desenvolva e amplie sua autoestima Por que falar de autoestima? Trabalho como terapeuta há 10 anos, período em que pude testemunhar e acompanhar muitos clientes. Qualquer que fosse o motivo pelo qual as

Leia mais

I N T E R P R E T A H O G A N D E S E N V O L V E R INVENTÁRIO HOGAN DE PERSONALIDADE. Relatório para: Fulano Tal ID: HB666327. Data: 14, Março, 2013

I N T E R P R E T A H O G A N D E S E N V O L V E R INVENTÁRIO HOGAN DE PERSONALIDADE. Relatório para: Fulano Tal ID: HB666327. Data: 14, Março, 2013 S E L E C I O N A R D E S E N V O L V E R L I D E R A R H O G A N D E S E N V O L V E R I N T E R P R E T A INVENTÁRIO HOGAN DE PERSONALIDADE Relatório para: Fulano Tal ID: HB666327 Data: 14, Março, 2013

Leia mais

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Apresentaremos 4 lições, que mostram algum personagem Bíblico, onde as ações praticadas ao longo de sua trajetória abençoaram a vida de muitas

Leia mais

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Palestra tudo O QUE VOCE sobre precisa entender Abundância & Poder Pessoal EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Como aprendemos hoje na palestra: a Lei da Atração, na verdade é a Lei da Vibracao. A frequência

Leia mais

Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1

Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1 Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1 A maior Ambição do Homem é querer Colher aquilo que Não Semeou. Hebert Schiavelli (Empreendedor) Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade

Leia mais

Caros amigos e alunos, este espaço destaquei para que vocês possam perceber alguns testes em relação ao autoconhecimento, inteligência, autoestima,

Caros amigos e alunos, este espaço destaquei para que vocês possam perceber alguns testes em relação ao autoconhecimento, inteligência, autoestima, Testes em Geral Caros amigos e alunos, este espaço destaquei para que vocês possam perceber alguns testes em relação ao autoconhecimento, inteligência, autoestima, raciocínio lógico, empatia entre outros.

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

Como escrever para o seu. Site. e usar seu conhecimento como forma de conquistar e reter clientes. Blog do Advogado Moderno - PROMAD

Como escrever para o seu. Site. e usar seu conhecimento como forma de conquistar e reter clientes. Blog do Advogado Moderno - PROMAD o seu Site e usar seu conhecimento como forma de conquistar e reter clientes. Conteúdo Introdução Escrever bem é um misto entre arte e ciência Seus conhecimentos geram mais clientes Dicas práticas Faça

Leia mais

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro Histórias do Velho Testamento 3 a 6 anos Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro O Velho Testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

Estudo x trabalho: aprenda a vencer a rotina de atividades rumo ao sucesso

Estudo x trabalho: aprenda a vencer a rotina de atividades rumo ao sucesso Estudo x trabalho: aprenda a vencer a rotina de atividades rumo ao sucesso Sumário introdução 03 Capítulo 5 16 Capítulo 1 Pense no futuro! 04 Aproveite os fins de semana Capítulo 6 18 Capítulo 2 07 É preciso

Leia mais

150923-BMS15SET05-livreto_v2 APROV.indd 1

150923-BMS15SET05-livreto_v2 APROV.indd 1 150923-BMS15SET05-livreto_v2 APROV.indd 1 23/09/2015 10:29:04 150923-BMS15SET05-livreto_v2 APROV.indd 2 23/09/2015 10:29:04 Talvez você já conheça algumas opções terapêuticas disponíveis contra o câncer,

Leia mais

ESTUDO 1 - ESTE É JESUS

ESTUDO 1 - ESTE É JESUS 11. Já vimos que Jesus Cristo desceu do céu, habitou entre nós, sofreu, morreu, ressuscitou e foi para a presença de Deus. Leia João 17:13 e responda: Onde está Jesus Cristo agora? Lembremo-nos que: Jesus

Leia mais

A Importância da Família na Educação

A Importância da Família na Educação A Importância da Família na Educação Não caminhes à minha frente Posso não saber seguir-te. Não caminhes atrás de mim Posso não saber guiar-te. Educadora Social Dra. Joana Valente Caminha antes a meu lado

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

UNIDADE 1: PRECISA DE SABEDORIA? A BÍBLIA É A AUTORIDADE FINAL

UNIDADE 1: PRECISA DE SABEDORIA? A BÍBLIA É A AUTORIDADE FINAL Frutos-1 Impact0 LIÇÃO 1 VIVENDO A VIDA COM DEUS 9-11 Anos UNIDADE 1: PRECISA DE SABEDORIA? A BÍBLIA É A AUTORIDADE FINAL CONCEITO CHAVE A BÍBLIA ORIGINOU- SE COM DEUS E NÓS PODEMOS OLHAR PARA ELA COMO

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

CONHECENDO A PSICOTERAPIA

CONHECENDO A PSICOTERAPIA CONHECENDO A PSICOTERAPIA Psicólogo Emilson Lúcio da Silva CRP 12/11028 2015 INTRODUÇÃO Em algum momento da vida você já se sentiu incapaz de lidar com seus problemas? Se a resposta é sim, então você não

Leia mais

14 segredos que você jamais deve contar a ele

14 segredos que você jamais deve contar a ele Link da matéria : http://www.dicasdemulher.com.br/segredos-que-voce-jamais-deve-contar-aele/ DICAS DE MULHER DICAS DE COMPORTAMENTO 14 segredos que você jamais deve contar a ele Algumas lembranças e comentários

Leia mais

Capítulo 15: TÉCNICAS PARA UMA ENTREVISTA DE TRABALHO

Capítulo 15: TÉCNICAS PARA UMA ENTREVISTA DE TRABALHO Capítulo 15: TÉCNICAS PARA UMA ENTREVISTA DE TRABALHO 15.1 Como se Preparar para as Entrevistas É absolutamente essencial treinar-se para as entrevistas. Se você não praticar, poderá cometer todos os tipos

Leia mais

TIPOS DE RELACIONAMENTOS

TIPOS DE RELACIONAMENTOS 68 Décima-Segunda Lição CONSTRUINDO RELACIONAMENTOS DE QUALIDADE Quando falamos de relacionamentos, certamente estamos falando da inter-relação de duas ou mais pessoas. Há muitas possibilidades de relacionamentos,

Leia mais

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Conhece os teus Direitos A caminho da tua Casa de Acolhimento Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E

Leia mais

Capítulo II O QUE REALMENTE QUEREMOS

Capítulo II O QUE REALMENTE QUEREMOS Capítulo II O QUE REALMENTE QUEREMOS Neste inicio de curso de Formação em Coaching e Mentoring do Sistema ISOR, eu quero fazer a seguinte pergunta: o que vocês mais querem da vida hoje? Alguém pode começar?

Leia mais

Unidade 1: Em Treinamento

Unidade 1: Em Treinamento FRUTOS-3 DESAFIO Vivendo a Vida com Deus Unidade 1: Em Treinamento Pensar nos Outros x Só Pensar em Si LIÇÃO 1 7-8 Anos Neste Trimestre, as crianças continuarão a pesquisar os cinco frutos do Trimestre

Leia mais

21 sacadas para levar o seu negócio para o próximo nível

21 sacadas para levar o seu negócio para o próximo nível Para quem é este livro? Este livro é para todas aquelas pessoas que fazem o que amam em seu trabalho mas não estão tendo o retorno que gostariam. Este mini guia com 21 sacadas é um resumo dos atendimentos

Leia mais

Tudo tem um tempo. Uma hora para nascer e uma hora para morrer.

Tudo tem um tempo. Uma hora para nascer e uma hora para morrer. CAPITULO 3 Ele não é o Homem que eu pensei que era. Ele é como é. Não se julga um Homem pela sua aparência.. Tudo tem um tempo. Uma hora para nascer e uma hora para morrer. Eu costumava saber como encontrar

Leia mais

OS SEIS ERROS MENTAIS QUE MAIS ATRAPALHAM SEU JOGO

OS SEIS ERROS MENTAIS QUE MAIS ATRAPALHAM SEU JOGO OS SEIS ERROS MENTAIS QUE MAIS ATRAPALHAM SEU JOGO Tênis é em grande parte um jogo mental. Um bom tenista deve ser mentalmente forte para conseguir lidar com as adversidades e manter um jogo consistente.

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE.

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE. OS 4 PASSOS PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA HIGHSTAKESLIFESTYLE. Hey :) Gabriel Goffi aqui. Criei esse PDF para você que assistiu e gostou do vídeo ter sempre por perto

Leia mais

ESTAMOS DE MUDANÇA UM GUIA PARA FAMÍLIAS EM MUDANÇA DE CASA, DE CIDADE, DE PAÍS

ESTAMOS DE MUDANÇA UM GUIA PARA FAMÍLIAS EM MUDANÇA DE CASA, DE CIDADE, DE PAÍS ESTAMOS DE MUDANÇA UM GUIA PARA FAMÍLIAS EM MUDANÇA DE CASA, DE CIDADE, DE PAÍS ALICIA MACEDO ESTAMOS DE MUDANÇA UM GUIA PARA FAMÍLIAS EM MUDANÇA DE CASA, DE CIDADE, DE PAÍS estamos de mudança Categoria:

Leia mais

Lição 2 Por que Necessitamos de Perdão? Lição 1 Nosso Pai é um Deus Perdoador. A Bênção pelo Perdão. A Bênção pelo Perdão

Lição 2 Por que Necessitamos de Perdão? Lição 1 Nosso Pai é um Deus Perdoador. A Bênção pelo Perdão. A Bênção pelo Perdão Lição 1 Nosso Pai é um Deus Perdoador 1. Você já fugiu de casa? Para onde foi? O que aconteceu? 2. Qual foi a maior festa que sua família já celebrou? Explique. 3. Você é do tipo mais caseiro, ou gosta

Leia mais

Como Funciona e o Que Você Precisa Saber Para Entender o Fator da Perda de Peso? Capítulo 9: Mantendo Um Corpo Livre De Celulite Para o Resto Da Vida

Como Funciona e o Que Você Precisa Saber Para Entender o Fator da Perda de Peso? Capítulo 9: Mantendo Um Corpo Livre De Celulite Para o Resto Da Vida Aviso Legal Qualquer aplicação das recomendações apresentadas neste livro está a critério e único risco (do leitor). Qualquer pessoa com problemas médicos de qualquer natureza deve buscar e consultar um

Leia mais

APÊNDICE. Planejando a mudança. O kit correto

APÊNDICE. Planejando a mudança. O kit correto APÊNDICE Planejando a mudança No capítulo 11, trabalhamos o estabelecimento de um objetivo claro para a mudança. Agora, você está repleto de ideias e intenções, além de uma série de estratégias de mudança

Leia mais

Comunicação Não Violenta

Comunicação Não Violenta Comunicação Não Violenta Ana Paula Franke Eder Conrado de Oliveira Mariangela Marini SIPAT 2013 21 de outubro O QUE É CNV? A Comunicação Não-Violenta é um processo de entendimento que facilita a harmonização

Leia mais

Meus Valores, Minha Vida O que realmente move você?

Meus Valores, Minha Vida O que realmente move você? Meus Valores, Minha Vida O que realmente move você? Talvez você já tenha pensado a esse respeito, ou não. Se souber definir bem quais são os seus valores, terá uma noção clara de quais são suas prioridades.

Leia mais

Veja 10 fatores a serem avaliados ao receber proposta de emprego

Veja 10 fatores a serem avaliados ao receber proposta de emprego Terça-feira, 10 de dezembro de 2013 Atualizado em 10/12/2013 08h00 Veja 10 fatores a serem avaliados ao receber proposta de emprego Profissional deve pesar salário, plano de carreira, horário, entre outros.

Leia mais

Encontre o poder escondido na sua verdade! Encontre a sua Sombra e transforme-a no caminho para os seus sonhos.

Encontre o poder escondido na sua verdade! Encontre a sua Sombra e transforme-a no caminho para os seus sonhos. Encontre o poder escondido na sua verdade! Encontre a sua Sombra e transforme-a no caminho para os seus sonhos. Imagine que existe uma parte em cada ser humano esperando ser descoberta e que tem o poder

Leia mais

Guia Prático para Encontrar o Seu. www.vidadvisor.com.br

Guia Prático para Encontrar o Seu. www.vidadvisor.com.br Guia Prático para Encontrar o Seu Propósito de Vida www.vidadvisor.com.br "Onde os seus talentos e as necessidades do mundo se cruzam: aí está a sua vocação". Aristóteles Orientações Este é um documento

Leia mais

O caminho do sucesso FORMAÇÃO: AGORA E SEMPRE

O caminho do sucesso FORMAÇÃO: AGORA E SEMPRE 08 05 06 O caminho do sucesso Independente do que cada pessoa considera sucesso, trilhar uma trajetória vencedora depende de investir em uma sólida formação, da gestão eficiente da carreira e de construir

Leia mais

Para alcançar o Sucesso é preciso que você tenha a plena convicção de que nossos produtos e nossa Oportunidade podem realmente transformar a vida das

Para alcançar o Sucesso é preciso que você tenha a plena convicção de que nossos produtos e nossa Oportunidade podem realmente transformar a vida das Querida Estrela do Bem, Aqui estão alguns Passos para aplicarmos no dia a dia São passos diários para o sucesso do seu negócio MK. Faça o Plano das 100 CARITAS em 4 semanas com todas as Consultoras de

Leia mais

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada.

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Cláudia Barral (A sala é bastante comum, apenas um detalhe a difere de outras salas de apartamentos que se costuma ver ordinariamente: a presença de uma câmera de vídeo

Leia mais

COMO FAZER PARA MANTER SEU CLIENTE SEMPRE ATIVO

COMO FAZER PARA MANTER SEU CLIENTE SEMPRE ATIVO COMO FAZER PARA MANTER SEU CLIENTE SEMPRE ATIVO COMO FAZER PARA MANTER SEU CLIENTE SEMPRE ATIVO! A FÓRMULA DEFINITIVA DE FIDELIZAÇÃO Parabéns pela opção que você fez de ler este livro digital. Tenha certeza

Leia mais

O Guia Coach do Coach O livro para quem deseja mudar vidas.

O Guia Coach do Coach O livro para quem deseja mudar vidas. O Guia do Coach O livro para quem deseja mudar vidas. Que livro é este? Este livro foi criado a partir do conteúdo da formação de LIFE COACH do Instituto RM de Coaching. Sendo assim o livro contempla tudo

Leia mais

1. Eu tenho problema em ter minhas necessidades satisfeitas. 1 2 3 4 5 6

1. Eu tenho problema em ter minhas necessidades satisfeitas. 1 2 3 4 5 6 FIAT Q Questionário de Relacionamento Interpessoal Glenn M. Callaghan Department of Psychology; One Washington Square, San Jose University, San Jose CA 95192-0120 Phone 08) 924-5610 e fax (408) 924 5605.

Leia mais

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching,

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, 5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, Consultoria, Terapias Holísticas e Para Encher Seus Cursos e Workshops. Parte 01 Como Se Posicionar e Escolher os Clientes dos Seus Sonhos 1 Cinco Etapas Para

Leia mais

Os 10 ERROS MAIS COMUNS QUE OS

Os 10 ERROS MAIS COMUNS QUE OS Os 10 ERROS MAIS COMUNS QUE OS (E Como Evitá-los) W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R Aviso Importante O autor não tem nenhum vínculo com as pessoas, instituições financeiras e produtos, citados, utilizando-os

Leia mais

Dicas para investir em Imóveis

Dicas para investir em Imóveis Dicas para investir em Imóveis Aqui exploraremos dicas de como investir quando investir e porque investir em imóveis. Hoje estamos vivendo numa crise política, alta taxa de desemprego, dólar nas alturas,

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM RECUPERAÇÃO DE IMAGEM Quero que saibam que os dias que se seguiram não foram fáceis para mim. Porém, quando tornei a sair consciente, expus ao professor tudo o que estava acontecendo comigo, e como eu

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

2015 O ANO DE COLHER ABRIL - 1 A RUA E O CAMINHO

2015 O ANO DE COLHER ABRIL - 1 A RUA E O CAMINHO ABRIL - 1 A RUA E O CAMINHO Texto: Apocalipse 22:1-2 Então o anjo me mostrou o rio da água da vida que, claro como cristal, fluía do trono de Deus e do Cordeiro, no meio da RUA principal da cidade. De

Leia mais

5 DICAS DE GESTÃO EM TEMPOS DE CRISE. Um guia prático com 5 dicas primordiais de como ser um bom gestor durante um período de crise.

5 DICAS DE GESTÃO EM TEMPOS DE CRISE. Um guia prático com 5 dicas primordiais de como ser um bom gestor durante um período de crise. 5 DICAS DE GESTÃO EM TEMPOS DE CRISE Um guia prático com 5 dicas primordiais de como ser um bom gestor durante um período de crise. INTRODUÇÃO Gerir uma empresa não é uma tarefa fácil, mas em tempos de

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 24

Transcrição de Entrevista n º 24 Transcrição de Entrevista n º 24 E Entrevistador E24 Entrevistado 24 Sexo Feminino Idade 47 anos Área de Formação Engenharia Sistemas Decisionais E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

Episódio 1: Transformando sua Atitude 1ª Parte: Atitude de Humildade

Episódio 1: Transformando sua Atitude 1ª Parte: Atitude de Humildade Metamorfose Transformação de vidas Lição 1 Episódio 1: Transformando sua Atitude 1ª Parte: Atitude de Humildade Conceito Chave Versículo Bíblico Ninguém elogie a si mesmo; se houver elogios, que venham

Leia mais

COMO TER TEMPO PARA COMEÇAR MINHA TRANSIÇÃO DE CARREIRA?

COMO TER TEMPO PARA COMEÇAR MINHA TRANSIÇÃO DE CARREIRA? COMO TER TEMPO PARA COMEÇAR MINHA TRANSIÇÃO DE CARREIRA? Um guia de exercícios para você organizar sua vida atual e começar a construir sua vida dos sonhos Existem muitas pessoas que gostariam de fazer

Leia mais

Como Montar um Plano de Estudos Eficiente Para Concurso Público E-book gratuito do site www.concursosemsegredos.com

Como Montar um Plano de Estudos Eficiente Para Concurso Público E-book gratuito do site www.concursosemsegredos.com 1 Distribuição Gratuita. Este e-book em hipótese alguma deve ser comercializado ou ter seu conteúdo modificado. Nenhuma parte deste e-book pode ser reproduzida ou transmitida sem o consentimento prévio

Leia mais

Sumário. Introdução - O novo hábito... 1. Capítulo 1 - Pra que serve tudo isso?... 3. Sobre o vocabulário... 4. Benefícios... 7

Sumário. Introdução - O novo hábito... 1. Capítulo 1 - Pra que serve tudo isso?... 3. Sobre o vocabulário... 4. Benefícios... 7 Sumário Introdução - O novo hábito... 1 Capítulo 1 - Pra que serve tudo isso?... 3 Sobre o vocabulário... 4 Benefícios... 7 Perguntas Frequentes sobre o Orçamento Doméstico... 10 Capítulo 2 - Partindo

Leia mais

PRONATEC PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO. Lócus de controle

PRONATEC PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO. Lócus de controle Lócus de controle As pessoas tendem a buscar explicações sobre sua conduta, seus resultados e suas conseqüências com o objetivo de predizer, compreender, justificar e controlar o mundo. Todos buscamos

Leia mais

CIP-Brasil. Catalogação-na-fonte Sindicato Nacional dos Editores de Livros, R.J.

CIP-Brasil. Catalogação-na-fonte Sindicato Nacional dos Editores de Livros, R.J. Aline Clark 2006 Copyright 2006 by Aline Clark Projeto gráfico e capa: Pedro Costa Diagramação: Pedro Costa Revisão: João Pinheiro CIP-Brasil. Catalogação-na-fonte Sindicato Nacional dos Editores de Livros,

Leia mais

Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS?

Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? A grande maioria das pessoas só recorrem à oração quando estão com problemas de ordem material ou por motivo de doença. E sempre aguardando passivamente

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 14 Discurso: em encontro com professores

Leia mais

O GERENTE MINUTO. Como Tomar Decisões Rápidas. (Resumo do Livro dos autores: Kenneth Blancharo & Spencer Jonhson Editora Record)

O GERENTE MINUTO. Como Tomar Decisões Rápidas. (Resumo do Livro dos autores: Kenneth Blancharo & Spencer Jonhson Editora Record) O GERENTE MINUTO Como Tomar Decisões Rápidas (Resumo do Livro dos autores: Kenneth Blancharo & Spencer Jonhson Editora Record) Este livro relata a história de um jovem que andava a procura de um Gerente

Leia mais

Nós o Tempo e a Qualidade de Vida.

Nós o Tempo e a Qualidade de Vida. Nós o Tempo e a Qualidade de Vida. Será que já paramos e pensamos no que é o tempo? Podemos afirmar que o tempo é nossa própria vida. E a vida só é vivida no aqui e agora, no efêmero momento entre o passado

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

Desafio para a família

Desafio para a família Desafio para a família Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da espiritualidade. O sonho de Deus para a família é que seja um

Leia mais

WWW.MUSICALLEIZER.COM.BR

WWW.MUSICALLEIZER.COM.BR WWW.MUSICALLEIZER.COM.BR Índice Índice Prefácio Sobre o autor Introdução Como ser produtivo estudando corretamente Você já organizou o seu tempo e os seus dias para estudar? Definir o que vai estudar Organizando

Leia mais

Os planos de aula que estão descritos a seguir estão orientados para os seguintes objetivos educacionais: Identificar situações que envolvam risco;

Os planos de aula que estão descritos a seguir estão orientados para os seguintes objetivos educacionais: Identificar situações que envolvam risco; Caro Professor, A BM&FBOVESPA preparou para você algumas sugestões de planos de aula. Compreendem atividades que podem ser desenvolvidas em sala de aula para o tratamento de temas econômicos e financeiros.

Leia mais

MEU PLANO DE AÇÃO EM MASSA 7 PASSOS PARA UM INCRÍVEL 2015!

MEU PLANO DE AÇÃO EM MASSA 7 PASSOS PARA UM INCRÍVEL 2015! MEU PLANO DE AÇÃO EM MASSA 7 PASSOS PARA UM INCRÍVEL 2015! Você sabia que 95% das pessoas que traçam planos de Ano Novo NUNCA os seguem adiante? A razão é que a maioria das pessoas não entende o processo

Leia mais

Encontro 7 26 de agosto de 2015

Encontro 7 26 de agosto de 2015 PROGRAMA DE ORIENTAÇÃO FAMILIAR Serviço de Atendimento Psicopedagógico SILVANY BRASIL Serviço Socioeducacional DIVANEID ARAÚJO Serviço de Orientação Educacional CINTHYA GUERRA Encontro 7 26 de agosto de

Leia mais

1- É importante conhecer os nossos pensamentos?

1- É importante conhecer os nossos pensamentos? DEFEITOS NO PENSAMENTO. E AGORA? Nosso pensamento ocorre de modo contínuo e automático, continuamos produzindo pensamentos até quando dormimos. São eles que determinam se teremos emoções e comportamentos

Leia mais

Receita prática ATRAIA MAIS PROSPERIDADE PARA A SUA VIDA

Receita prática ATRAIA MAIS PROSPERIDADE PARA A SUA VIDA Receita prática ATRAIA MAIS PROSPERIDADE PARA A SUA VIDA Olá tudo bem com você? Estamos contentes que você esteja aqui! A partir deste momento vamos tratar de um assunto muito especial: suas emoções. Por

Leia mais

2015 O ANO DE COLHER JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI

2015 O ANO DE COLHER JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI Texto: Sal. 126:6 Durante o ano de 2014 falamos sobre a importância de semear, preparando para a colheita que viria neste novo ano de 2015. Muitos criaram grandes expectativas,

Leia mais

FORMAÇÃO NO ÂMBITO DO PEFF/A 1ªSESSÃO

FORMAÇÃO NO ÂMBITO DO PEFF/A 1ªSESSÃO FORMAÇÃO NO ÂMBITO DO PEFF/A 1ªSESSÃO 28 DE NOVEMBRO - 21 HORAS RECONHECER AS SUAS EMOÇÕES 1-TESTE DE AUTO-AVALIAÇÃO Indique até que ponto cada uma das seguintes afirmações o descreve. Seja franco e 1

Leia mais

ESTRATÉGIAS PARA PROVA MENTALIDADE E ORGANIZAÇÃO TODO CONTEÚDO DE ENFERMAGEM PARA CONCURSOS CICLO E3R PREPARO PARA O ESTUDO

ESTRATÉGIAS PARA PROVA MENTALIDADE E ORGANIZAÇÃO TODO CONTEÚDO DE ENFERMAGEM PARA CONCURSOS CICLO E3R PREPARO PARA O ESTUDO ESTRATÉGIAS PARA PROVA TODO CONTEÚDO DE ENFERMAGEM PARA CONCURSOS MENTALIDADE E CICLO E3R PREPARO PARA O ESTUDO OBJETIVO DO MÓDULO SEU MAIOR CONCORRENTE É VOCÊ. SE VOCÊ IDENTIFICA OS PRÓPRIOS ERROS E ORGANIZA

Leia mais

SEU GUIA DEFINITIVO PARA PLANEJAR E EXECUTAR DE UMA VEZ POR TODAS SEU SONHO ENGAVETADO

SEU GUIA DEFINITIVO PARA PLANEJAR E EXECUTAR DE UMA VEZ POR TODAS SEU SONHO ENGAVETADO FAÇA ACONTECER AGORA MISSÃO ESPECIAL SEU GUIA DEFINITIVO PARA PLANEJAR E EXECUTAR DE UMA VEZ POR TODAS SEU SONHO ENGAVETADO RENATA WERNER COACHING PARA MULHERES Página 1 Q ue Maravilha Começar algo novo

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Mediunidade (Consciência, Desenvolvimento e Educação) Palestrante: Vania de Sá Earp Rio de Janeiro 16/06/2000 Organizadores da palestra:

Leia mais

coleção Conversas #9 - junho 2014 - m i o o Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #9 - junho 2014 - m i o o Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. sou Eu Por do que coleção Conversas #9 - junho 2014 - Candomblé. tã estou sen d o o discri m i na da? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

Como escrever um estudo de caso que é um estudo de caso? Um estudo so é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a

Como escrever um estudo de caso que é um estudo de caso? Um estudo so é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a Página 1 1 Como escrever um Estudo de Caso O que é um estudo de caso? Um estudo de caso é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a lembre-se de escrever um estudo de caso é que o caso

Leia mais

A jornada do herói. A Jornada do Herói

A jornada do herói. A Jornada do Herói A Jornada do Herói Artigo de Albert Paul Dahoui Joseph Campbell lançou um livro chamado O herói de mil faces. A primeira publicação foi em 1949, sendo o resultado de um longo e minucioso trabalho que Campbell

Leia mais

Índice. - Introdução... 3. - Economize em Gastos... 7 com Supérfluos. - Controle Seus Sentimentos... 11

Índice. - Introdução... 3. - Economize em Gastos... 7 com Supérfluos. - Controle Seus Sentimentos... 11 1 Índice - Introdução... 3 - Economize em Gastos... 7 com Supérfluos - Controle Seus Sentimentos... 11 - Quite suas Dívidas, mesmo... 14 que Seja Necessário Fazer um Empréstimo - Não Siga a Massa, Existem...

Leia mais

www.poderdocoachingemgrupos.com.br

www.poderdocoachingemgrupos.com.br Pesquisa de Mercado A condução de pesquisas de mercado é uma das atividades mais eficazes e importantes que você pode fazer quando você estiver projetando seu coaching em grupo. Você vai se surpreender

Leia mais

Você gostaria de atingir os objetivos que traçou para sua vida de maneira mais consistente e sustentável? Gostaria de melhorar o seu aproveitamento, trabalhar menos pressionado ou estressado, e ainda aumentar

Leia mais

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus Ensino - Ensino 11 - Anos 11 Anos Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus História Bíblica: Mateus 3:13 a 17; Marcos 1:9 a 11; Lucas 3:21 a 22 João Batista estava no rio Jordão batizando as pessoas que queriam

Leia mais

Estruturas das Sessões em TCC

Estruturas das Sessões em TCC Estruturas das Sessões em TCC Eliana Melcher Martins - Mestre em Ciências pelo Depto. de Psicobiologia da UNIFESP - Especialista em Medicina Comportamental pela UNIFESP - Psicóloga Clínica Cognitivo Comportamental

Leia mais

DEPRESSÃO CONHECENDO SEU INIMIGO

DEPRESSÃO CONHECENDO SEU INIMIGO DEPRESSÃO CONHECENDO SEU INIMIGO E- BOOK GRATUITO Olá amigo (a), A depressão é um tema bem complexo, mas que vêm sendo melhor esclarecido à cada dia sobre seu tratamento e alívio. Quase todos os dias novas

Leia mais

Coaching e Inovação. Melhores práticas de coaching originadas das ciências da. Psicologia, Administração, Neurociência, Pedagogia.

Coaching e Inovação. Melhores práticas de coaching originadas das ciências da. Psicologia, Administração, Neurociência, Pedagogia. Coaching e Inovação Melhores práticas de coaching originadas das ciências da Psicologia, Administração, Neurociência, Pedagogia. Metodologias de gestão com foco em inovação Horário: Sábados, das 8h às

Leia mais