4º Fórum da Responsabilidade Social das Organizações e Sustentabilidade Lisboa, 21 Outubro conflito de interesses ou confluência de esforços?

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "4º Fórum da Responsabilidade Social das Organizações e Sustentabilidade Lisboa, 21 Outubro 2010. conflito de interesses ou confluência de esforços?"

Transcrição

1 4º Fórum da Responsabilidade Social das Organizações e Sustentabilidade Lisboa, 21 Outubro 2010 conflito de interesses ou confluência de esforços?

2 A biodiversidade sustenta a oferta qualificada de serviços dos ecossistemas O processo de reconhecimento da dependência entre os produtos dos ecossistemas e o seu funcionamento constituem desafios e oportunidades quer para o negócio quer para a biodiversidade.

3 Na esfera empresarial o ganho começa quando é reconhecida a interdependência do negócio com o ecossistema, com a biodiversidade Aqui começa o desafio e a oportunidade a definição de iniciativas e projectos que confiram valor acrescentado às empresas e contribuam positivamente para a conservação da natureza e da biodiversidade

4 Iniciativa Business & Biodiversity A Iniciativa B&B é uma iniciativa da União Europeia e tem como objectivo o incremento do relacionamento entre as empresas e a biodiversidade É voluntária e complementar a outros esforços, acções e iniciativas de protecção da biodiversidade acordos voluntários compromissos públicos integração da biodiversidade nos sistemas de gestão empresariais

5 31 Maio LISBOA / 13 Novembro Até Setembro de 2010 Adesão da primeira empresa à iniciativa B&B iniciativa B&B No âmbito da presidência portuguesa da EU foi aprofundado o conceito aderiram 56 empresas e organizações

6 Diferentes áreas de negócio e de sectores de actividade desenvolvimento regional industria de produção consultadoria gestão (portuária; aeroportuária) financeira imobiliária engenharia agropecuária indústria transformação comunicações turismo vinhos animação turística transportes

7 Diferentes compromissos que podem: Incidir em programas de incremento da biodiversidade Objectivarem a minimização do impacte da actividade na biodiversidade Incluir acções de divulgação em matéria de biodiversidade Incluir programas de investigação no domínio da biodiversidade

8 ADRAT- Associação de desenvolvimento da Região Alto Tâmega desenvolvimento regional ALTRI SGPS, S.A. gestão florestal e produção de pasta de papel AMBIODIV - Ambiente, Natureza e Sustentabilidade, Lda consultadoria ANA - Aeroportos de Portugal gestão aeroportuária APDL - Administração dos Portos do Douro e Leixões, S.A. gestão portuária/porto comercial APILEGRE - Associação dos Apicultores do Nordeste Alentejano apicultura BCSD - Portugal - Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável associação sem fins lucrativos BES Banco Espírito Santo financeiro BIO3 - Estudos e projectos em biologia e valorização de recursos ambientais consultadoria BRISA - Auto-estradas de Portugal, SA construção e exploração de auto-estradas CAP - Confederação dos Agricultores de Portugal organização sócio profissional agrícola CENTRAL DE CERVEJAS e Bebidas, S.A produção/comercialização de malte, cervejas e refrigerantes CHAMARTÍN Imobiliária SGPS, S.A. Imobiliária CME - Construção e Manutenção Electromecânica, S.A engenharia COMPANHIA DAS LEZÍRIAS, S.A. agropecuária CORTICEIRA AMORIM, S.G.P.S., S.A. indústria da cortiça CTT - Correios de Portugal, S.A. sector postal Desafio das Letras comunicação Divitek actividades subaquáticas EDIA, S.A. água, turismo, agricultura, IT, energia, ambiente EDIFER construção EDM Empresa de Desenvolvimento Mineiro, S.A. recuperação de áreas mineiras EDP Energias de Portugal, SA produção e distribuição de energia EPAL Empresa Portuguesa das Águas Livres, SA produção e transporte/distribuição de água FAGAR águas e saneamento FINAGRA S.A. Herdade do Esporão vinhos GALP Energia, SGPS, S.A. exploração/produção; refinação/produção; gás natural e power (cogeração) Grupo FERPINTA Herdade do Vale da Morena aço, alfaias agrícolas e turismo Grupo PORTUCEL SOPORCEL produção de papel HERDADE DO PINHEIRO agricultura HERDADE DOS FARTOS agricultura Herdade Freixo do Meio agricultura LAGOSPORT animação turística MATÉRIA VERDE -Viveiros de plantas, Lda viveiros NOVADELTA, Comércio e Indústria de Cafés, S.A. torrefação e comercialização de cafés QUINTA DAS LÁGRIMAS, Hotelaria, S.A. turismo QUINTA DO VALLE DO RIACHO - Sociedade Agroturística, Lda.agricultura Rede Ferroviária Nacional, REFER EP transportes REN Rede Eléctrica Nacional, SA transporte de electricidade/gás natural SAIR DA CASCA, Consultoria em Desenvolvimento Sustentável consultadoria SATIVA, Desenvolvimento Rural, Lda controlo e certificação da produção agrícola e alimentar, florestal e produtos turísticos SECIL - Companhia Geral de Cal e Cimento, SA produção/comercialização de cimento SIC Sociedade Independente de Comunicação, SA.comunicação SILVATEC silvicultura SOMINCOR, S.A. indústria extractiva(minérios plimetálicos) SONAE Turismo, S.G.P.S., S.A.turismo VODAFONE telecomunicações

9 ICNB / EMPRESAS APROVEITAR IMPULSO FOMENTAR NOVAS ADESÕES REORGANIZAR A GESTÃO INTERNA DA INICIATIVA PROCEDER À AVALIAÇÃO FOMENTAR METODOLOGIAS DE ACOMPANHAMENTO EVENTUAIS REAJUSTES PROMOVER NOVAS ADESÕES

10 E OBJECTIVOS ICNB - PORQUE A BIODIVERSIDADE É SUPORTE DE VIDA DO HOMEM - PORQUE É DO HOMEM QUE ESTAMOS EFECTIVAMENTE A FALAR - PORQUE OS HOMENS SÃO CIDADÃOS - PORQUE OS CIDADÃOS SE ORGANIZAM EM SOCIEDADES - PORQUE AS SOCIEDADES PROCURAM O BEM ESTAR - PORQUE O BEM ESTAR LHES É PORPORCIONADO PELA ECONOMIA POR ESTAS RAZÕES COLOCÁMOS O NOSSO TARGET 2010 EM LEVAR A MENSAGEM DA IMPORTÂNCIA ESTRATÉGICA PARA VIDA DO HOMEM NA TERRA À ECONOMIA, ÀS EMPRESAS, À SOCIEDADE E AOS CIDADÕES 10

11 incluir a defesa da biodiversidade nas cadeias de fornecimento e adoptar estratégias de preservação e melhoria dos serviços dos ecossistemas

12

13 A conservação da biodiversidade conta com o empenho das autoridades dos Estados Membros e da Comissão Europeia como promotores, atribuindo maior visibilidade às empresas aderentes. As ONGA e outras entidades da sociedade civil também deverão estar envolvidas e contribuir activamente para este processo

14 Obrigada EDIA MOURA ENCANTADA

Análise de Resultados do Estudo sobre o Estado de Arte das Práticas de Sustentabilidade em Portugal

Análise de Resultados do Estudo sobre o Estado de Arte das Práticas de Sustentabilidade em Portugal Análise de Resultados do Estudo sobre o Estado de Arte das Práticas de Sustentabilidade em Portugal Release 2007 presentation by: to: on: Name of Person Location/company Insert date Índice Introdução...1

Leia mais

MEMORANDO DE ENTENDIMENTO

MEMORANDO DE ENTENDIMENTO MEMORANDO DE ENTENDIMENTO RELATIVO À CONTRIBUIÇÃO DA FINAGRA PARA O OBJECTIVO EUROPEU DE PARAR A PERDA DE BIODIVERSIDADE ATÉ 2010 Declaração de Compromisso A Herdade do Esporão (Reguengos de Monsaraz)

Leia mais

Florestar Sustentabilidade da Floresta

Florestar Sustentabilidade da Floresta 1. ENQUADRAMENTO 1.1 INTRODUÇÃO O Projecto Florestar Sustentabilidade da Floresta com intervenção na região Norte (distritos de Bragança, Vila Real, Braga e área de intervenção do Parque Nacional da Peneda-Gerês)

Leia mais

Lista 2. EMPRESAS/GRUPOS COM MAIS DESPESA INTRAMUROS EM ACTVIDADES DE I&D EM PERCENTAGEM

Lista 2. EMPRESAS/GRUPOS COM MAIS DESPESA INTRAMUROS EM ACTVIDADES DE I&D EM PERCENTAGEM 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 UNICER Bebidas, S.A. UNICER - Cervejas, S.A. Glintt - Healthcare Solutions, S.A. OUTSYSTEMS - Software

Leia mais

A iniciativa visa: Permitir aos estudantes universitários a realização de projetos o mais próximo possível da realidade empresarial;

A iniciativa visa: Permitir aos estudantes universitários a realização de projetos o mais próximo possível da realidade empresarial; O EDP University Challenge 2011 tem por finalidade atribuir um prêmio ao melhor trabalho nas áreas de administração, estratégia, marketing e comunicação, apresentado pelos alunos universitários das principais

Leia mais

CURSOS DE FORMAÇÃO - Eficiência Energética em Edifícios -

CURSOS DE FORMAÇÃO - Eficiência Energética em Edifícios - CURSOS DE FORMAÇÃO - Eficiência Energética em Edifícios - No âmbito do desenvolvimento do seu centro de formação a Self Energy Innovation propõe-se executar em parceria com a Agência Municipal de Energia

Leia mais

A Responsabilidade Social nas Organizações. Maria Luísa Silva

A Responsabilidade Social nas Organizações. Maria Luísa Silva A Responsabilidade Social nas Organizações Maria Luísa Silva Objectivos Identificar a relação entre o que é Responsabilidade Social e Sustentabilidade Reconhecer as motivações e vantagens da adopção de

Leia mais

Listed Companies Results First Quarter 2015 Resultados das Empresas Cotadas Primeiro Trimestre 2015. dossiers

Listed Companies Results First Quarter 2015 Resultados das Empresas Cotadas Primeiro Trimestre 2015. dossiers dossiers Business and Companies Empresas e Listed Companies Results First Quarter 215 Resultados das Empresas Cotadas Primeiro Trimestre 215 Last Update Última Actualização: 8/6/215 Portugal Economy Probe

Leia mais

Apresentação do Projecto. 20 de Abril de 2007

Apresentação do Projecto. 20 de Abril de 2007 Apresentação do Projecto 20 de Abril de 2007 Já existem experiências de mediação em Portugal? Centros de Arbitragem de Conflitos de Consumo - mais de 2.500 acordos resultantes de mediação por ano. Julgados

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2008/2009 PROJECTO ECOXXI

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2008/2009 PROJECTO ECOXXI RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2008/2009 PROJECTO ECOXXI 1. O ECOXXI 2008/2009 1.1. O PROJECTO: objectivos e indicadores Os principais objectivos do Projecto são: Sensibilizar os municípios para uma maior integração

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL REUNIÃO DE 26 DE AGOSTO DE 2015 Continuação da Reunião iniciada em 29 de Maio de 2015

ASSEMBLEIA GERAL REUNIÃO DE 26 DE AGOSTO DE 2015 Continuação da Reunião iniciada em 29 de Maio de 2015 BANIF BANCO INTERNACIONAL DO FUNCHAL, S.A. Sociedade Aberta Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Funchal Sede social: Rua de João Tavira, n.º 30, 9004-509, Funchal Capital social: 1.720.700.000,00

Leia mais

18 a 20 de Novembro de 2011. Estoril. Organização: Auditório do Centro Escolar - ESHTE. www.cim-estoril.com

18 a 20 de Novembro de 2011. Estoril. Organização: Auditório do Centro Escolar - ESHTE. www.cim-estoril.com 18 a 20 de Novembro de 2011 Organização: Estoril Auditório do Centro Escolar - ESHTE www.cim-estoril.com Apresentação Na sequência das três edições realizadas em anos anteriores, a Associação Desportos

Leia mais

Green Value Energy Building Solutions

Green Value Energy Building Solutions Company Presentation Green Value Energy Building Solutions Junho de 2010 Campo Grande 28, 1ºF 1700-093 Lisboa Portugal Tel: +351.21 817 100 Fax: +351.21 817 109 www.greenvalue.pt e-mail: geral@greenvalue.pt

Leia mais

INDÚSTRIA NACIONAL MOTOR DA MUDANÇA

INDÚSTRIA NACIONAL MOTOR DA MUDANÇA INDÚSTRIA NACIONAL MOTOR DA MUDANÇA no World Trade Center Viana 10 13 DEZEMBRO 2015 10 A 13 DEZEMBRO WORLD TRADE CENTER 10 A 13 DEZEMBRO WORLD TRADE CENTER DE VIANA A grande Exposição Nacional dedicada

Leia mais

ACCOUNTABILITY RATING PORTUGAL 2008

ACCOUNTABILITY RATING PORTUGAL 2008 ACCOUNTABILITY RATING PORTUGAL 2008 Enquadramento A comunicação da performance empresarial em matéria de sustentabilidade, não apenas aos accionistas, mas para todas as partes interessadas, constitui uma

Leia mais

RELATÓRIO DO PROCESSO DE CONCERTAÇÃO

RELATÓRIO DO PROCESSO DE CONCERTAÇÃO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DE ODIVELAS FASE PROPOSTA DE PLANO VERSÃO PARA DISCUSSÃO PÚBLICA NOVEMBRO 2014 ÍNDICE GERAL 1. INTRODUÇÃO 3 2. ENQUADRAMENTO DO PROCESSO DE CONCERTAÇÃO 7 3. ALTERAÇÕES AOS ELEMENTOS

Leia mais

Equilíbrio de Género nos Conselhos de Administração: as Empresas do PSI 20

Equilíbrio de Género nos Conselhos de Administração: as Empresas do PSI 20 1 Equilíbrio de Género nos Conselhos de Administração: as Empresas do PSI 20 Relatório 2014 ACEGIS Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social 8 de março de 2014 Dia Internacional

Leia mais

A LPN face à conservação da Biodiversidade em Portugal

A LPN face à conservação da Biodiversidade em Portugal A LPN face à conservação da Biodiversidade em Portugal 26 de Setembro, 2007 Seminário Sociedade civil, Empresas e Biodiversidade Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa Índice 1) A LPN 2) Programas e Projectos

Leia mais

POLIS TEJO. Polis Tejo UM RIO VIVO, UM LUGAR VIVIDO. Laudemira Ramos. ARH do Tejo, I.P. Constância, 6 de Maio de 2011

POLIS TEJO. Polis Tejo UM RIO VIVO, UM LUGAR VIVIDO. Laudemira Ramos. ARH do Tejo, I.P. Constância, 6 de Maio de 2011 POLIS TEJO Polis Tejo UM RIO VIVO, UM LUGAR VIVIDO Laudemira Ramos ARH do Tejo, I.P. Constância, 6 de Maio de 2011 POLIS TEJO Polis Tejo UM RIO VIVO, UM LUGAR VIVIDO 1 Enquadramento 2 Âmbito da intervenção

Leia mais

INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO, DR.BERNARDO TRINDADE, NA SESSÃO DE ABERTURA DO XXXIII CONGRESSO DA APAVT

INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO, DR.BERNARDO TRINDADE, NA SESSÃO DE ABERTURA DO XXXIII CONGRESSO DA APAVT INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO, DR.BERNARDO TRINDADE, NA SESSÃO DE ABERTURA DO XXXIII CONGRESSO DA APAVT TURISMO: TENDÊNCIAS E SOLUÇÕES Exmos. Senhores Conferencistas, Antes de

Leia mais

Semapa - Sociedade de Investimento e Gestão, SGPS, S.A. Sociedade Aberta

Semapa - Sociedade de Investimento e Gestão, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Semapa - Sociedade de Investimento e Gestão, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Av. Fontes Pereira de Melo, 14 10º -1050-121 Lisboa Capital Social: 118.332.445 Euros - NIPC e Mat. na C.R.C. de Lisboa sob

Leia mais

ALDEIA ATN APFNT PALOMBAR ERVAPRATA - AEPGA - ICNB

ALDEIA ATN APFNT PALOMBAR ERVAPRATA - AEPGA - ICNB Plano de Emergência de Aves Rupícolas Descrição geral ALDEIA ATN APFNT PALOMBAR ERVAPRATA - AEPGA - ICNB Problemas de conservação do património natural no PNDI As prioridades de conservação do PNDI (a

Leia mais

Decisão do Conselho da Autoridade da Concorrência. PROCESSO AC-I-Ccent-54/2003-SACYR/SOMAGUE

Decisão do Conselho da Autoridade da Concorrência. PROCESSO AC-I-Ccent-54/2003-SACYR/SOMAGUE Decisão do Conselho da Autoridade da Concorrência PROCESSO AC-I-Ccent-54/2003-SACYR/SOMAGUE 1 -INTRODUÇÃO No dia 30 de Dezembro, a Autoridade da Concorrência recebeu uma notificação relativa a um projecto

Leia mais

REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DO AMBIENTE DIRECÇÃO NACIONAL DE TECNOLOGIAS AMBIENTAIS PLANO ESTRATÉGICO DAS TECNOLOGIAS AMBIENTAIS 2012-2017

REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DO AMBIENTE DIRECÇÃO NACIONAL DE TECNOLOGIAS AMBIENTAIS PLANO ESTRATÉGICO DAS TECNOLOGIAS AMBIENTAIS 2012-2017 REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DO AMBIENTE DIRECÇÃO NACIONAL DE TECNOLOGIAS AMBIENTAIS PLANO ESTRATÉGICO DAS TECNOLOGIAS AMBIENTAIS 2012-2017 SUMÁRIO INTRODUÇÃO PLANO ESTRATÉGICO DAS TECNOLOGIAS AMBIENTAIS

Leia mais

Saberes para uma sociedade sustentável. Material de Apoio - Saberes Para uma Sociedade Sustentável

Saberes para uma sociedade sustentável. Material de Apoio - Saberes Para uma Sociedade Sustentável Saberes para uma sociedade sustentável Material de Apoio - Saberes Para uma Material de Apoio Programa Escola Amiga da Terra Mapa Verde Realização: Instituto Brookfield Assessoria: Práxis Consultoria Socioambiental

Leia mais

Uma entidade privada sem fins lucrativos constituída em 1994, por entidades colectivas denaturezapúblicaeprivada,comsedenaviladocadaval.

Uma entidade privada sem fins lucrativos constituída em 1994, por entidades colectivas denaturezapúblicaeprivada,comsedenaviladocadaval. Uma entidade privada sem fins lucrativos constituída em 1994, por entidades colectivas denaturezapúblicaeprivada,comsedenaviladocadaval. GAL Grupo de Acção Local, reconhecido pelo Ministério da Agricultura

Leia mais

Descarbonizar a economia Competitividade Desenvolvimento sustentável

Descarbonizar a economia Competitividade Desenvolvimento sustentável Descarbonizar a economia Competitividade Desenvolvimento sustentável O BCSD Portugal Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável é uma associação sem fins lucrativos, de utilidade pública,

Leia mais

Critérios de Atribuição

Critérios de Atribuição PRÉMIO MUNICIPAL JOVENS EMPRESÁRIOS DO CONCELHO DE MOURA Critérios de Atribuição Preâmbulo Os Jovens Empresários têm um papel muito importante no Concelho de Moura, pois são o futuro deste Concelho e desempenham

Leia mais

Assembleia Geral Anual da BRISA Auto-Estradas de Portugal, S.A. 19 DE MAIO DE 2014

Assembleia Geral Anual da BRISA Auto-Estradas de Portugal, S.A. 19 DE MAIO DE 2014 Assembleia Geral Anual da BRISA Auto-Estradas de Portugal, S.A. 19 DE MAIO DE 2014 Cargos sociais desempenhados pelos membros do Conselho de Administração da BRISA Auto-Estradas de Portugal nos termos

Leia mais

Hypercluster do mar. Setembro 2009

Hypercluster do mar. Setembro 2009 Hypercluster do mar Setembro 2009 Hypercluster do mar Segurança Marítima Projecto MarBIS Fórum cientifico e tecnológico Considerações finais 2 Hypercluster do mar Parcerias com empresas petrolíferas com

Leia mais

Análise Comparativa à Filosofia, à Ideologia e aos Princípios de Atuação das Associações Sindicais e Patronais

Análise Comparativa à Filosofia, à Ideologia e aos Princípios de Atuação das Associações Sindicais e Patronais Estudo 2015 Análise Comparativa à Filosofia, à Ideologia e aos Princípios de Atuação das Associações Sindicais e Patronais OPBPL Novembro de 2009 e Março de 2015 http://opbpl.cies.iscte-iul.pt O OPBPL

Leia mais

5DV Soluções em detalhe

5DV Soluções em detalhe 5DV Soluções em detalhe Competências e áreas de intervenção Gestão Fiscal Nacional e Internacional Planeamento Estratégico Gestão Económica-Financeira Apoio ao Empreendedorismo/ Internacionalização Turismo

Leia mais

PORTUCEL SOPORCEL. INVESTIGAÇÃO NAS ÁREAS DA FLORESTA E DO PAPEL Uma renovação de raiz EMPRESA

PORTUCEL SOPORCEL. INVESTIGAÇÃO NAS ÁREAS DA FLORESTA E DO PAPEL Uma renovação de raiz EMPRESA PORTUCEL SOPORCEL INVESTIGAÇÃO NAS ÁREAS DA FLORESTA E DO PAPEL Uma renovação de raiz EMPRESA Com uma posição de grande relevo no mercado internacional de pasta e papel, o Grupo Portucel Soporcel é uma

Leia mais

1 - Rádio Ocidente.pt, 29-10-2010, Mais de cem empresas criadas pela DNA Cascais desde 2006. 2 - Diário Económico, 28-10-2010, A não perder

1 - Rádio Ocidente.pt, 29-10-2010, Mais de cem empresas criadas pela DNA Cascais desde 2006. 2 - Diário Económico, 28-10-2010, A não perder Revista de Imprensa 08-11-2010 DNA 1 - Rádio Ocidente.pt, 29-10-2010, Mais de cem empresas criadas pela DNA Cascais desde 2006 2 - Diário Económico, 28-10-2010, A não perder 3 - Diário Económico, 28-10-2010,

Leia mais

FRANCISCO RAMOS LOPES GOMES DA SILVA CURRICULUM VITAE

FRANCISCO RAMOS LOPES GOMES DA SILVA CURRICULUM VITAE FRANCISCO RAMOS LOPES GOMES DA SILVA CURRICULUM VITAE Lisboa, 2008 1.Dados Pessoais Nome: Francisco Ramos Lopes Gomes da Silva Nascimento: 29 de Novembro de 1963 em Lisboa Nacionalidade: Português Estado

Leia mais

ENQUADRAMENTO. emergentes, promova o networking, essencial ao sucesso nos seus negócios e permita o crescimento no cenário internacional.

ENQUADRAMENTO. emergentes, promova o networking, essencial ao sucesso nos seus negócios e permita o crescimento no cenário internacional. ENQUADRAMENTO Portugal plataforma intercontinental e polo de inovação Portugal tem de conseguir capitalizar nos negócios, na academia e nas instituições a enorme vantagem que é integrar o espaço lusófono.

Leia mais

SESSÃO TÉCNICA SOBRE O VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NOS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

SESSÃO TÉCNICA SOBRE O VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NOS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS SI À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO SI À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME SESSÃO TÉCNICA SOBRE O VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NOS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Data: 13 de Outubro

Leia mais

INFORMAÇÃO PREPARATÓRIA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 23 DE JUNHO DE 2015 ALÍNEA B) DO N.º 1 DO ARTIGO 289.º DO CSC

INFORMAÇÃO PREPARATÓRIA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 23 DE JUNHO DE 2015 ALÍNEA B) DO N.º 1 DO ARTIGO 289.º DO CSC INFORMAÇÃO PREPARATÓRIA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 23 DE JUNHO DE 2015 ALÍNEA B) DO N.º 1 DO ARTIGO 289.º DO CSC Pedro Mendonça de Queiroz Pereira ABOUT THE FUTURE Empresa Produtora de Papel, S.A...

Leia mais

PROGRAMA PRODER COOPERAR EM PORTUGUÊS MISSÃO A CABO VERDE ENSINO TÉCNICO-PROFISSIONAL DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL. 14 a 19 de Novembro 2011

PROGRAMA PRODER COOPERAR EM PORTUGUÊS MISSÃO A CABO VERDE ENSINO TÉCNICO-PROFISSIONAL DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL. 14 a 19 de Novembro 2011 PROGRAMA PRODER COOPERAR EM PORTUGUÊS MISSÃO A CABO VERDE ENSINO TÉCNICO-PROFISSIONAL DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL 14 a 19 de Novembro 2011 QUEM NÃO SAI DE SUA CASA, CRIA MIL OLHOS PARA NADA A TERRAS DE

Leia mais

XI Congresso Nacional de Engenharia do Ambiente Certificação Ambiental e Responsabilização Social nas Organizações

XI Congresso Nacional de Engenharia do Ambiente Certificação Ambiental e Responsabilização Social nas Organizações Livro de actas do XI Congresso Nacional de Engenharia do Ambiente Certificação Ambiental e Responsabilização Social nas Organizações 20 e 21 de Maio de 2011 Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Leia mais

Prémio Anual de Estratégia e Marketing. 25 de Outubro de 2010

Prémio Anual de Estratégia e Marketing. 25 de Outubro de 2010 PREMIVALOR Prémio Anual de Estratégia e Marketing 25 de Outubro de 2010 PREMIVALOR Objectivos Objectivos Objectivos Objectivos O EDP University Challenge 2011 tem por finalidade atribuir um prémio ao melhor

Leia mais

O PAPEL DE PORTUGAL NO MUNDO É MAIS IMPORTANTE DO QUE IMAGINA.

O PAPEL DE PORTUGAL NO MUNDO É MAIS IMPORTANTE DO QUE IMAGINA. O PAPEL DE PORTUGAL NO MUNDO É MAIS IMPORTANTE DO QUE IMAGINA. Mensagem da Administração Bem-vindos ao Complexo Industrial da Figueira da Foz do grupo Portucel Soporcel. É com muita satisfação que Vos

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. QREN: uma oportunidade para a Igualdade entre homens e mulheres

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. QREN: uma oportunidade para a Igualdade entre homens e mulheres PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS QREN: uma oportunidade para a Igualdade entre homens e mulheres PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS QREN: uma oportunidade para a Igualdade entre homens e mulheres

Leia mais

SPORTING CLUBE DE PORTUGAL FUTEBOL, SAD

SPORTING CLUBE DE PORTUGAL FUTEBOL, SAD SPORTING CLUBE DE PORTUGAL FUTEBOL, SAD Sociedade Aberta Capital Social: 39 000 000 euros Capital Próprio: (42.442.000) euros Sede Social: Estádio José Alvalade - Rua Professor Fernando da Fonseca, Lisboa

Leia mais

ENCONTROS PATRIMONIAIS: CONHEÇA O PATRIMÓNIO E PROMOVA-O TURISMO NO ESPAÇO RURAL: OFERTAS A VALORIZAR

ENCONTROS PATRIMONIAIS: CONHEÇA O PATRIMÓNIO E PROMOVA-O TURISMO NO ESPAÇO RURAL: OFERTAS A VALORIZAR ENCONTROS PATRIMONIAIS: CONHEÇA O PATRIMÓNIO E PROMOVA-O TURISMO NO ESPAÇO RURAL: OFERTAS A VALORIZAR O TER Turismo no Espaço Rural representa o maior dos desafios para conhecer, interpretar e promover

Leia mais

Criação do OBSERVATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE DO OESTE

Criação do OBSERVATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE DO OESTE OBSERVATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE ENERGÉTICA E AMBIENTAL NOS MUNICÍPIOS ASSOCIADOS DA OESTESUSTENTÁVEL Objectivo Geral: Dotar os municípios associados da OesteSustentável de mecanismos que permitam exercer

Leia mais

FORMAÇÃO AGRICULTURA, AMBIENTE E INOVAÇÃO

FORMAÇÃO AGRICULTURA, AMBIENTE E INOVAÇÃO FORMAÇÃO AGRICULTURA, AMBIENTE E INOVAÇÃO PROJECTO RURAL VALUE Desenvolvimento sustentável de sistemas agrícolas extensivos ameaçados Programa Castro Verde Sustentável Centro de Educação Ambiental do Vale

Leia mais

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia:

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia: GRUPO FERREIRA A GFH, é um Grupo sólido e inovador, detendo um curriculum de projectos de qualidade reconhecida, com um portfólio de negócios diversificado, e que aposta no processo de internacionalização,

Leia mais

Prazos para a Apresentação de Candidaturas Entre o dia 23 de Dezembro de 2011 e o dia 11 de Abril de 2012 (24 horas).

Prazos para a Apresentação de Candidaturas Entre o dia 23 de Dezembro de 2011 e o dia 11 de Abril de 2012 (24 horas). SI INOVAÇÃO [Projectos PROVERE] Aviso para Apresentação de Candidaturas n.º 15/SI/2011 Aberto concurso para a implementação dos PROVERE Programas de Valorização Económica de Recursos Endógenos que pretendem

Leia mais

MINISTÉRIO DA ENERGIA E ÁGUAS

MINISTÉRIO DA ENERGIA E ÁGUAS MINISTÉRIO DA ENERGIA E ÁGUAS DECLARAÇÃO ALUSIVA AO DIA MUNDIAL DA ÁGUA 22 DE MARÇO DE 2016 Água e Emprego DECLARAÇÃO ALUSIVA AO DIA MUNDIAL DA ÁGUA O dia 22 de Março foi instituído em 1992 pela Organização

Leia mais

WORKSHOP O PAPEL DA MULHER NO DESENVOLVIMENTO RURAL

WORKSHOP O PAPEL DA MULHER NO DESENVOLVIMENTO RURAL WORKSHOP O PAPEL DA MULHER NO DESENVOLVIMENTO RURAL 3 FEVEREIRO 2010 CENTRO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO VALE GONÇALINHO ORGANIZAÇÃO: PARCEIROS: FINANCIAMENTO: O Rural Value, enquanto projecto dinamizador

Leia mais

Revisor Oficial de Contas, desde 1990.

Revisor Oficial de Contas, desde 1990. 1. Dados pessoais Nome: Vitor Manuel Batista de Almeida Data de nascimento: 14 de Julho de 1956 Naturalidade: Lisboa Residência: Calçada das Lages, Lote 3, Nº 61-A, 14º C 1900-291 Lisboa Telefone casa:

Leia mais

Oportunidades do Aproveitamento da Biomassa Florestal

Oportunidades do Aproveitamento da Biomassa Florestal A Biomassa Florestal, energia e desenvolvimento rural Universidade Católica do Porto Oportunidades do Aproveitamento da Biomassa Florestal Centro de Biomassa para a Energia 1 O QUE É A BIOMASSA? De acordo

Leia mais

PROCESSO AC-I-CCENT. 46/2003 CTT/PAYSHOP

PROCESSO AC-I-CCENT. 46/2003 CTT/PAYSHOP Decisão do Conselho da Autoridade da Concorrência PROCESSO AC-I-CCENT. 46/2003 CTT/PAYSHOP INTRODUÇÃO Em 26 DE Novembro de 2003, os CTT CORREIOS DE PORTUGAL, SA, notificaram à Autoridade da Concorrência,

Leia mais

Concurso de Ideias promovido pela OTIC UTL

Concurso de Ideias promovido pela OTIC UTL Concurso de Ideias promovido pela OTIC UTL 2010 Patrocinadores: Preâmbulo A Oficina de Transferência de Tecnologia e de Conhecimento da Universidade Técnica de Lisboa (OTIC UTL) com o lançamento do concurso

Leia mais

NORTE DE PORTUGAL CCDR-N

NORTE DE PORTUGAL CCDR-N NORTE DE PORTUGAL CCDR-N Porto 26 de Fevereiro de 2014 APRESENTAÇÃO DA CCDR-N ÁREAS DE INTERVENÇÃO DA CCDR-N APOIO AO PODER LOCAL GESTÃO DE FUNDOS FINANCEIROS REGIONAIS PLANEAMENTO ESTRATÉGICO DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Inovação Rumo ao Desenvolvimento Sustentável CORTICEIRA AMORIM, S.G.P.S., S.A.

Inovação Rumo ao Desenvolvimento Sustentável CORTICEIRA AMORIM, S.G.P.S., S.A. Inovação Rumo ao Desenvolvimento Sustentável CORTICEIRA AMORIM, S.G.P.S., S.A. Inovação Em 2010 verificou-se uma notoriedade sem precedentes dos produtos e soluções de cortiça e um reforço do seu posicionamento

Leia mais

Plano de Atividades 2014. www.andonicanela.com

Plano de Atividades 2014. www.andonicanela.com Plano de Atividades 2014 (Revisão) www.andonicanela.com PROGRAMA DE ACTIVIDADES 2014 REVISTO INTRODUÇÃO e VERTENTE ESTRATÉGICA A LPN como a mais antiga e mais consistente organização não governamental

Leia mais

PROJECTO, GESTÃO E CONSULTORIA

PROJECTO, GESTÃO E CONSULTORIA PROJECTO, GESTÃO E CONSULTORIA JA Project (2012) ARQUITECTURA E PLANEAMENTO URBANO PERFIL A METAPOLIS apresenta uma visão crítica e integrada. Adopta uma abordagem multidisciplinar visando o rigor da qualidade

Leia mais

Inovação e Responsabilidade Social. Moçambique A NOSSA OFERTA

Inovação e Responsabilidade Social. Moçambique A NOSSA OFERTA Inovação e Responsabilidade Social Moçambique A NOSSA OFERTA 1 O que fazemos CONSULTORIA EM GESTÃO DE RS PROJECTOS SENSIBILIZAÇÃO E FORMAÇÃO IDENTIFICAÇÃO E ENVOLVIMENTO DAS PARTES INTERESSADAS EDUCAÇÃO

Leia mais

ÍNDICE. Conselho Económico e Social: Regulamentação do trabalho: Despachos/portarias: Portarias de condições de trabalho:

ÍNDICE. Conselho Económico e Social: Regulamentação do trabalho: Despachos/portarias: Portarias de condições de trabalho: Conselho Económico e Social Regulamentação do trabalho 1086 Organizações do trabalho 1207 Informação sobre trabalho e emprego N. o Vol. Pág. 2010 13 77 1083-1224 8 Abr Propriedade Ministério do Trabalho

Leia mais

Relatório de Responsabilidade Social da SOLFUT

Relatório de Responsabilidade Social da SOLFUT 1 Janeiro de 2014 a 31 de Dezembro de 2014 Construir um mundo melhor começa num Sonho. Quem sonha, partilha o sonho e envolve os outros para agirem. E como diz o poeta a obra nasce! 2 Índice 1. Introdução

Leia mais

CICLO DE CRIATIVIDADE E DE INOVAÇÃO EMPRESARIAL. Mercado de Produtores Mostra de Produtos Inovadores Ateliês Concursos Workshops

CICLO DE CRIATIVIDADE E DE INOVAÇÃO EMPRESARIAL. Mercado de Produtores Mostra de Produtos Inovadores Ateliês Concursos Workshops CICLO DE CRIATIVIDADE E DE INOVAÇÃO EMPRESARIAL Mercado de Produtores Mostra de Produtos Inovadores Ateliês Concursos Workshops Os produtos da terra constituem um pilar estruturante no desenvolvimento

Leia mais

WWF +100 +1300 +5M. Presente em mais de 100 países nos 5 continentes. 1300 projetos de conservação activos. Mais de 5 milhões de membros

WWF +100 +1300 +5M. Presente em mais de 100 países nos 5 continentes. 1300 projetos de conservação activos. Mais de 5 milhões de membros WWF A WWF é uma das maiores organizações não governamentais de ambiente do mundo. A missão da WWF é travar a degradação do planeta e construir um futuro onde os seres humanos possam viver em harmonia com

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS

SISTEMA DE INCENTIVOS Organismo Intermédio Formação Ação SISTEMA DE INCENTIVOS PROJETOS CONJUNTOS FORMAÇÃO-AÇÃO FSE DATA DE INÍCIO: 14-12-2015 DATA DE ENCERRAMENTO: 12-02-2016 O objetivo específico deste aviso consiste em conceder

Leia mais

III Congresso Internacional da Montanha. Desporto e Turismo Activo

III Congresso Internacional da Montanha. Desporto e Turismo Activo II Congresso Internacional da Montanha Desporto e Turismo Activo 23 a 25 de Novembro de 2007 Organização: Estoril Auditório do Centro Escolar - ESHTE www.cim-estoril.com Apresentação Na sequência das duas

Leia mais

Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Pós-Graduação em Tecnologia Ambiental. CONSULTUA Ensino e Formação Profissional Lda.

Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Pós-Graduação em Tecnologia Ambiental. CONSULTUA Ensino e Formação Profissional Lda. NOME Luís Reis INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Completo Luís Alberto Pinto Reis Data de nascimento 22 de Agosto de 1978 Telemóvel 916 415 457 Correio electrónico Nacionalidade luispintoreis@gmail.com Portuguesa

Leia mais

D SCUR CU S R O O DE D SUA U A EXCE

D SCUR CU S R O O DE D SUA U A EXCE DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO MINISTRO DA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE, DR. RUI MARIA DE ARAÚJO, POR OCASIÃO DA ATRIBUIÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA CONFEDERAÇÃO EMPRESARIAL DA CPLP A

Leia mais

CURSO JARDINS DE COBERTURA E JARDINS VERTICAIS

CURSO JARDINS DE COBERTURA E JARDINS VERTICAIS CURSO JARDINS DE COBERTURA E JARDINS VERTICAIS 28 e 29 de Março de 2012 FARO Inscreva-se até ao dia 10 de Fevereiro e usufrua de 15% de desconto CONTACTOS PARA INSCRIÇÕES: 218 806 148 cursosjarquitecturas@about.pt

Leia mais

RESTAURANTE DO FUTURO

RESTAURANTE DO FUTURO RESTAURANTE DO FUTURO LEADING TENDENCIES CARLOS COSTA IDTOUR UNIQUE SOLUTIONS/ UNIVERSIDADE DE AVEIRO PESO DA RÉGUA, 13.JANEIRO.2011 PARCEIROS DO PROJECTO CAROLINA GAUTIER / ISABEL MARTINS JOSÉ BRÁS /

Leia mais

MESA DA ASSEMBLEIA GERAL

MESA DA ASSEMBLEIA GERAL MESA DA ASSEMBLEIA GERAL Informação a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 289.º do Código das Sociedades Comerciais FRANCISCO XAVIER ZEA MANTERO é natural de Lisboa, onde nasceu em 25 de Dezembro

Leia mais

Encontro Rede de Espaços Internet 3 e 4 de Novembro de 2006, FIL, Lisboa

Encontro Rede de Espaços Internet 3 e 4 de Novembro de 2006, FIL, Lisboa Encontro Rede de Espaços Internet 3 e 4 de Novembro de 2006, FIL, Lisboa O papel do Entre Douro e Vouga Digital no combate à info-exclusão e no estímulo à participação cívica electrónica luis.ferreira@edvdigital.pt

Leia mais

2. Mas este acto representa também o início de uma nova etapa, em Sines com

2. Mas este acto representa também o início de uma nova etapa, em Sines com Câmara Municipal Presidência Exmº Senhor Primeiro-ministro de Portugal Eng.º José Sócrates Sr. Ministro da Economia e da Inovação Dr. Manuel Pinho Em nome da Câmara Municipal de Sines, o meu manifesto

Leia mais

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Eng. Mário Lino. Cerimónia de Abertura do WTPF-09

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Eng. Mário Lino. Cerimónia de Abertura do WTPF-09 INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Eng. Mário Lino Cerimónia de Abertura do WTPF-09 Centro de Congressos de Lisboa, 22 de Abril de 2009 (vale a versão

Leia mais

A S. Ex.ª o Embaixador da República Federal da Alemanha em Portugal.

A S. Ex.ª o Embaixador da República Federal da Alemanha em Portugal. Decreto n.º 11/91 de 14 de Fevereiro Acordo Especial, por troca de notas, entre a República Portuguesa e a República Federal da Alemanha relativo ao projecto Apoio à Direcção Regional de Agricultura da

Leia mais

Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau)

Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau) Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau) Plano de Acção para a Cooperação Económica e Comercial (2014-2016) 4ª Conferência Ministerial Preâmbulo

Leia mais

PDR 2014-2020 - Relação entre as Necessidades e as Prioridades / Áreas foco DR

PDR 2014-2020 - Relação entre as Necessidades e as Prioridades / Áreas foco DR Aumentar a capacidade de gerar valor acrescentado no setor agroflorestal de forma sustentável Aumentar a produção, a produtividade dos fatores e a rentabilidade económica da agricultura Melhorar a distribuição

Leia mais

REVISOR OFICIAL DE CONTAS

REVISOR OFICIAL DE CONTAS REVISOR OFICIAL DE CONTAS Sonae Capital, S.G.P.S, S.A. Lugar de Espido Via Norte Apartado 3053 4471-907 Maia Porto, 26 de fevereiro de 2015 Exmos. Senhores, Para os efeitos previstos na alínea d) do número

Leia mais

curriculum vitae RUI FILIPE DE MOURA GOMES ECONOMISTA

curriculum vitae RUI FILIPE DE MOURA GOMES ECONOMISTA curriculum vitae RUI FILIPE DE MOURA GOMES ECONOMISTA Nome: Rui Filipe de Moura Gomes Morada: Rua Ilha de Santa Maria, Nº. 146-2 Esq. Sassoeiros 2775 709 Carcavelos Licenciatura: Economia (ISEG -1979)

Leia mais

Case study 100R RECICLAGEM 100% GARANTIDA EMPRESA ENVOLVIMENTO

Case study 100R RECICLAGEM 100% GARANTIDA EMPRESA ENVOLVIMENTO Case study 2010 100R RECICLAGEM 100% GARANTIDA EMPRESA A Sociedade Ponto Verde é uma entidade privada sem fins lucrativos que tem por missão organizar e gerir a retoma e valorização de resíduos de embalagens

Leia mais

Desenvolvimento Local nos Territórios Rurais: desafios para 2014-2020

Desenvolvimento Local nos Territórios Rurais: desafios para 2014-2020 Desenvolvimento Local nos Territórios Rurais: desafios para 2014-2020 Seminário Turismo Sustentável no Espaço Rural: Experiências de Sucesso em Portugal e na Europa Castro Verde - 06 de Março 2013 Joaquim

Leia mais

Conferência de imprensa de apresentação da AMBINERGIA Feira Internacional de Ambiente, Energia e Sustentabilidade

Conferência de imprensa de apresentação da AMBINERGIA Feira Internacional de Ambiente, Energia e Sustentabilidade Conferência de imprensa de apresentação da AMBINERGIA Feira Internacional de Ambiente, Energia e Sustentabilidade Clube do Associado da AEP 25 de Fevereiro de 2009 Nota à Imprensa Apresentação da AMBINERGIA

Leia mais

Versão Pública. DECISÃO DE NÃO OPOSIÇÃO DO CONSELHO DA AUTORIDADE DA CONCORRÊNCIA Ccent. 28/2005 Mailtec / Equipreste 1

Versão Pública. DECISÃO DE NÃO OPOSIÇÃO DO CONSELHO DA AUTORIDADE DA CONCORRÊNCIA Ccent. 28/2005 Mailtec / Equipreste 1 DECISÃO DE NÃO OPOSIÇÃO DO CONSELHO DA AUTORIDADE DA CONCORRÊNCIA Ccent. 28/2005 Mailtec / Equipreste 1 I INTRODUÇÃO 1. Em 12 de Abril de 2005, a Autoridade da Concorrência recebeu uma notificação relativa

Leia mais

ESTATUTO DOS BENEFÍCIOS FISCAIS CAPÍTULO X. Benefícios fiscais relativos ao mecenato. Artigo 61.º. Noção de donativo. Artigo 62.º

ESTATUTO DOS BENEFÍCIOS FISCAIS CAPÍTULO X. Benefícios fiscais relativos ao mecenato. Artigo 61.º. Noção de donativo. Artigo 62.º ESTATUTO DOS BENEFÍCIOS FISCAIS CAPÍTULO X Benefícios fiscais relativos ao mecenato Artigo 61.º Noção de donativo Para efeitos fiscais, os donativos constituem entregas em dinheiro ou em espécie, concedidos,

Leia mais

EngIQ. em Engenharia da Refinação, Petroquímica e Química. Uma colaboração:

EngIQ. em Engenharia da Refinação, Petroquímica e Química. Uma colaboração: EngIQ Programa de Doutoramento em Engenharia da Refinação, Petroquímica e Química Uma colaboração: Associação das Indústrias da Petroquímica, Química e Refinação (AIPQR) Universidade de Aveiro Universidade

Leia mais

1ª CONFERÊNCIA SOBRE RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL ANGOLA

1ª CONFERÊNCIA SOBRE RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL ANGOLA 1ª CONFERÊNCIA SOBRE RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL ANGOLA Fórum de Responsabilidade Social Corporativa () das Empresas Petrolíferas em Angola 1 Objectivos da da partes interessadas da final 2 Objectivos

Leia mais

REDE PME INOVAÇÃO COTEC

REDE PME INOVAÇÃO COTEC REDE PME INOVAÇÃO COTEC INICIATIVA ENTIDADES REDE PME INOVAÇÃO COTEC Uma das três grandes áreas de intervenção da COTEC Teve início em 2005, conjunto de 24 empresas, com os seguintes eixos estratégicos:

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Gabinete do Ministro INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Gabinete do Ministro INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Eng.º Mário Lino por ocasião da Sessão REDES DE NOVA GERAÇÃO 2009 Fundação das Comunicações, 7 Janeiro 2009 (Vale

Leia mais

Enquadramento Campanhas de Comunicação Resíduos Urbanos

Enquadramento Campanhas de Comunicação Resíduos Urbanos Enquadramento Campanhas de Comunicação Resíduos Urbanos Entre as 10 maiores empresas que comunicam habitualmente nesta área são 5 as que se salientam pelo maior esforço de comunicação: Ponto Verde, ValorSul,

Leia mais

O homem foi feito para realizar. A maior satisfação da vida provém da realização. Alfred Montapert

O homem foi feito para realizar. A maior satisfação da vida provém da realização. Alfred Montapert O homem foi feito para realizar. A maior satisfação da vida provém da realização. Alfred Montapert Desde 2010 A Empresa A SysTerra-Engenharia e Gestão, Lda. é uma empresa portuguesa que presta serviços

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Green Value Energy Building Solutions Janeiro de 2014 Índice Apresentação Áreas de Negócio Consultoria em Eficiência Energética e Ambiental Clientes Contactos Auditorias energéticas

Leia mais

Enquadramento da sessão. Enquadramento da sessão. Objectivos Gerais. Objectivos Específicos. Método de trabalho proposto

Enquadramento da sessão. Enquadramento da sessão. Objectivos Gerais. Objectivos Específicos. Método de trabalho proposto Como estabelecer uma ligação eficaz com o sector empresarial Lisboa, 1 de Julho de 2006 Gonçalo Rebelo Pinto Managing Manager RSO Consultores de Responsabilidade Social Enquadramento da sessão O acolhimento

Leia mais

O Hypercluster da Economia do Mar em Portugal. (Resumo)

O Hypercluster da Economia do Mar em Portugal. (Resumo) O Hypercluster da Economia do Mar em Portugal (Resumo) O Hypercluster da Economia do Mar em Portugal Um novo domínio estratégico e um factor de afirmação A economia portuguesa está a sofrer uma descontinuidade

Leia mais

PARCERIA. www.cciap.pt EVENTOS CCIAP 2012 NOVA REDE DE TRANSPORTES EM OMÃ

PARCERIA. www.cciap.pt EVENTOS CCIAP 2012 NOVA REDE DE TRANSPORTES EM OMÃ EVENTOS CCIAP 2012 NOVA REDE DE TRANSPORTES EM OMÃ O reforço dos transportes é uma das prioridades chave em Omã. Cerca de 15 mil milhões USD foram atribuídos à expansão da rede actual. A extensão do país,

Leia mais

Informações e Inscrições em: www.mun-setubal.pt Divisão de Ambiente, disqa@mun-setubal.pt Telef. 265 537 058 / 265 537 000

Informações e Inscrições em: www.mun-setubal.pt Divisão de Ambiente, disqa@mun-setubal.pt Telef. 265 537 058 / 265 537 000 Informações e Inscrições em: www.mun-setubal.pt Divisão de Ambiente, disqa@mun-setubal.pt Telef. 265 537 058 / 265 537 000 CONFERÊNCIA 18 DE MAIO CASA DA BAÍA 9h00 Abertura da Conferência Presidente da

Leia mais

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2008

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2008 Resumo de Imprensa Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Indústria automóvel ganha novos apoios financeiros (págs. 1, 4 a 7) José Sócrates e Manuel Pinho avançam hoje com um plano para

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA 2007/2008 DEPARTAMENTO Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial CURSO Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial (2.º Ciclo) 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

CORTICEIRA AMORIM, S.G.P.S., S.A.

CORTICEIRA AMORIM, S.G.P.S., S.A. CORTICEIRA AMORIM, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua de Meladas, 380 - Mozelos- Santa Maria da Feira Capital social: 133.000.000,00 Pessoa Colectiva e Matrícula n.º 500 077 797 Conservatória do

Leia mais

Parte Complementar B Plano de Participação Pública

Parte Complementar B Plano de Participação Pública 2 Índice 1 Enquadramento...5 2 Etapas do PPP...7 3 Objectivos...9 4 Identificação e perfil das partes interessadas... 10 4.1 Âmbito de envolvimento... 10 4.2 Identificação das partes interessadas... 10

Leia mais

WORKSHOP SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE E SUA CERTIFICAÇÃO. Onde estão os Riscos?

WORKSHOP SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE E SUA CERTIFICAÇÃO. Onde estão os Riscos? WORKSHOP SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE E SUA CERTIFICAÇÃO Onde estão os Riscos? No Futuro... que pode ser duvidoso e nos forçar a mudanças... Nas Mudanças... que podem ser inúmeras e nos forçam a decisões...

Leia mais