P A R L A P A T Õ E S

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "P A R L A P A T Õ E S"

Transcrição

1

2 P A R L A P A T Õ E S Apresentam ao Proac 2014, o projeto de Circulação de De Molière Direção Hugo Possolo

3

4 Apresentação Sucesso de O Burguês Fidalgo em busca de novas plateias Em agosto de 2013, os Parlapatões estrearam O Burguês Fidalgo, de Molière, com direção de Hugo Possolo. A montagem rapidamente se tornou um fenômeno teatral na cidade de São Paulo, lotando todas as sessões no Espaço Parlapatões, sede do grupo, na Praça Roosevelt, atualmente um importante polo teatral da cidade. Após o final da temporada paulistana no Espaço Parlapatões um trecho de O Burguês Fidalgo foi apresentado, a convite do Ministério da Cultura, na entrega da Ordem ao Mérito Cultural, com a presença da Ministra da Cultura e do Governador do Estado, no Auditório Ibirapuera. O Burguês Fidalgo para arrecadar fundos para a reconstrução da SBAT, também faz dia 13 de novembro uma sessão especial no Theatro Municipal de São Paulo totalmente lotada. Muito bem recebido pela crítica, o espetáculo O Burguês Fidalgo que se destacou na temporada paulistana busca, por meio deste edital do Proac, viabilizar apresentações em 4 cidades do Estado de São Paulo, oferecendo ingressos a preços populares no intuito de promover o teatro; dar acessibilidade ao público; democratizar a arte; promover intercâmbios artísticos e, sobretudo, difundir um trabalho brasileiro de reconhecido valor simbólico. Parlapatões

5 Objetivos Levar os Parlapatões para cidades do interior Com esse projeto de circulação, visamos realizar a turnê 2014 da peça, levando-a cidades com distâncias distintas, sendo: uma a 300 Km da capital; outra a 200km da capital; outra a 100 km da capital e uma na Grande São Paulo,. Em cada uma dessas cidades realizar duas apresentações aos finais de semana Deixar em aberto as cidades visa tanto facilitar a obtenção de pauta nos Teatros como também possibilitar atender cidades pelas quais circulem poucas peças. Com mais de 20 anos de estrada e mais de 50 produções realizadas, os Parlapatões, com grande presença no contexto teatral brasileiro, geraram estilo próprio, por meio de uma pesquisa estética aprofundada, com excelentes resultados junto ao público, e resolveram comemorar com uma grande produção: O Burguês Fidalgo.

6

7 Há muito pretendemos a circulação de O Burguês Fidalgo, embora mesmo os contratantes mais habituais, como Sescs e Festivais de Teatro, enfrentem a dificuldade, uma vez que a produção conta com 10 atores em cena, mais equipe técnica, de produção, além de transporte de cenários, figurinos e equipe, que elevam substancialmente o custo. Esse edital do Proac nos permitirá levar a peça ao interior sem que os custos sejam transferidos ao valor do ingresso, viabilizando apresentarmos O Burguês Fidalgo a preços acessíveis e atingindo um público popular, para o qual a linguagem da montagem se volta. Os Parlapatões, com tantas comédias em sua trajetória e com diversos trabalhos pautados na dramaturgia clássica, há muito estavam se devendo para si e para o público a montagem de um texto de Molière. A tradução e adaptação de Adonis Comelato, Hugo Possolo e Rafael Fanganiello mantém o ambiente histórico, quando nobres e burgueses disputavam o domínio da sociedade para, sem fugir do tempo na qual a história é narrada, jogar com nossa realidade atual. Para o diretor Hugo Possolo, a encenação permite uma visão sobre um país emergente, que quer ser mais do que consegue. Mais que uma analogia de épocas, os Parlapatões pretendem brincar com as facetas risíveis de um Brasil que vive a fantasia de crescimento, sem resolver sequer seus problemas básicos. A peça ganha uma encenação festiva, com música ao vivo e espaço para os improvisos que caracterizam o grupo. Cada personagem da história é uma hipérbole dos tipos brasileiros contemporâneos em ascensão, revelando o quanto cada uma

8 delas se deixa corromper na perspectiva de uma vida melhor. A visão alegórica da encenação, quase carnavalesca, marca sua brasilidade nos figurinos de Cássio Brasil como uma síntese do encontro de dois tempos, com trajes de época enfeitados com elementos contemporâneos, como fitas de vídeo e luvas cirúrgicas formando perucas, ou com porcas e parafusos se tornando bordados e enfeites luxuosos. Do mesmo modo a música, na direção musical de Pedro Vilhena, traz uma fusão de canções, samba-rocks conhecidos que retratam o ufanismo e também canções especialmente compostas por Comelato, Fanganiello, Possolo e Vilhena. Nascido como uma comédia-balé, essa adaptação da peça foi encontrar no burlesco, com coreografias de Rogério Maia, sua vertente mais festiva e sensual, ressaltando aspectos do jogo corporal tipicamente brasileiro. Enfim, uma encenação divertida, festiva e alegre com a visão crítica e provocativa que traz consigo o melhor do humor parlapatônico e que pretende alcançar novas plateias. Hugo Possolo Diretor

9

10 Justificativa Uma comédia francesa feita com o jeitinho brasileiro O espetáculo O Burguês Fidalgo está profundamente ligado ao momento histórico brasileiro e responde à visão crítica que os Parlapatões sempre buscam em suas encenações. Levar a encenação a outras cidades reforça o potencial desta comédia em gerar uma reflexão sobre a situação de um país emergente. Passar pelo interior de São Paulo potencializa o debate que a peça propõe, de rever o lado emergente do país por meio do humor. Contundente e perspicaz em relação à sociedade da época, e ainda muito atual, o texto de Molière fala diretamente das necessidades de uma classe em ascensão em sua desenfreada conquista de prestígio social. O chamado sonho burguês de nobreza o desejo de uma classe dominada em ocupar o lugar da classe dominante surge com a tentativa de aprimoramento a que se propõe o personagem central, Jordain, o burguês do título, na tentativa de conquistar o amor de uma jovem. Mais que uma análise comportamental, o gênio de Molière enxerga que, por meio

11 da força demolidora do humor, é possível ampliar o alcance de sua obra para outros âmbitos, revelando conflitos sociais e políticos ocultos nas relações cotidianas na vida de um emergente. A visão de uma sociedade brasileira emergente é a tônica dessa encenação que, mais que uma analogia, pretende identificar em cada personagem da história uma hipérbole das diversas facetas oriundas das recentes mudanças sociais do Brasil, país que tem ganho destaque no cenário internacional. Jogar com a nossa realidade atual em paralelo à situação que vive o burguês Jordain, abre uma infinidade de possibilidades cômicas, além de extrapolar os ambientes da história para concentrar a eficácia do humor no espírito popular e de comunicação direta dos Parlapatões com o público. Durante toda a carreira dos Parlapatões, várias das montagens de grande sucesso foram realizadas através de textos escritos por Hugo Possolo, diretor e fundador do grupo, muitas delas a partir de temáticas clássicas. Entre elas, destacamos Não Escrevi Isto, Sardanapalo e U FabuliÔ. Também são frequentes as adaptações de textos consagrados, como no caso os clássicos gregos As Nuvens e Um Deus Chamado Dinheiro, ambos de Aristófanes. A dramaturgia sempre está a serviço do que os Parlapatões buscam dizer em determinado contexto histórico e social. Não à toa, realizamos montagens de grandes autores contemporâneos, da novela Vaca de Nariz Sutil do mineiro Campos de Carvalho, ou do espetáculo Prego na Testa, do americano Eric Bogosian. Ou ainda de O Papa e a Bruxa, do italiano Dario Fo, Prêmio Nobel de Literatura.

12

13 Nossos 23 de estrada nos permitiram a constituição de uma estética própria, com características específicas de nossa linguagem. A facilidade de interlocução com a plateia, o domínio do humor e do improviso e a intervenção crítica e inquietante que traz cada um de nossos espetáculos, tornaram-se a marca dos Parlapatões. A profundidade da pesquisa cênica em torno da comédia, do circo e do teatro de rua permitiram um novo olhar sobre a sociedade que tem ampliado os horizontes de alcance nossa arte. Toda essa experiência culminou também na necessidade do grupo em ter a sua própria sede. Em 2006, inauguramos o Espaço Parlapatões, que sedia as atividades do grupo e suas montagens, como também abriga montagens de outros grupos e companhias. Localizado na Praça Roosevelt, no Centro de São Paulo, hoje é considerado um ponto de encontro da classe artística e referência nacional em temas relacionados à comédia. A obra de Molière vem de encontro a este momento do grupo, onde é possível experimentar a arte da comédia aproveitando a vivência do

14 grupo e mergulhar prazerosamente num texto clássico que permite várias nuances e possibilidades cênicas. Esta circulação, além de proporcionar intercâmbios com um público diversificado e com artistas locais, consolida o repertório do grupo; aprofunda a pesquisa cênica; difunde métodos de trabalho; forma novos espectadores. Elementos que utilizam o potencial de alcance sobre o trabalho de um grupo que já conquistou um patamar de excelência de qualidade comprovada pela crítica especializada e pelo grande público. Queremos ampliar nossas fronteiras para voltar o olhar do público para o teatro de grupo, aquele com pesquisa continuada, que tem repertório, buscando uma nova dimensão nas relações entre o teatro e a cidadania. Parlapatões

15

16 Sinopse As aventuras do burguês Jordain Como em outras grandes comédias de sua autoria, Molière trata de dois temas: os anseios da burguesia em se tornar parte da nobreza e a falta de conhecimento e cultura que os burgueses de sua época tinham. Com extraordinário humor, a peça fala sobre um burguês, o Sr. Jordain, que não economiza esforços nem dinheiro para se tornar um membro da nobreza. Para isso, contrata professores de música, dança, esgrima e filosofia, que brigam entre si para ver quem tira mais vantagem e dinheiro de Jordain. Sua esposa, Sra. Jordain, é a única que percebe como o marido tem sido feito de tolo, enquanto um nobre falido, Dorante, prometendo um romance com a Marquesa Doriméne, vai tirando o seu dinheiro. Em paralelo, o jovem Cleónte quer casar com a filha de Jordain, Lucile, mas o pai quer que a filha se case com um fidalgo. As confusões se sucedem até que o criado de Cléonte, Covielle, arma uma grande farsa para enganar o burguês Jordain.

17

18 Currículo do Núcleo Artístico / Proponente Parlapatões Agentemesmo Produções Artísticas Os Parlapatões surgiram como grupo teatral em Trabalham com a comédia, circo e teatro de rua. Além de seus espetáculos, mantêm o seu teatro, o Espaço Parlapatões, considerado um marco na revitalização do centro paulistano. Em 91, começaram apresentando números circenses e passando o chapéu. Aos poucos, os números ganharam uma forma teatral que gerou os dois primeiros espetáculos: Nada de Novo e Bem Debaixo do Nariz. Em 92, o espetáculo Parlapatões, Patifes e Paspalhões, que deu nome ao grupo, foi a primeira tentativa de elementos do teatro de rua e de circo dentro da sala de espetáculo. Foi na montagem seguinte, que a junção destes recursos, baseados em uma dramaturgia própria, se efetivou. O espetáculo era Sardanapalo, encenado em um pequeno galpão, no Teatro Paulista, no qual sete palcos rodeavam o público que sentava ao centro em cadeiras giratórias. Vencedor da Jornada SESC de Teatro de 93, o espetáculo permaneceu dois anos em cartaz projetando nacionalmente o nome do grupo. Em 95, foram vencedores do Prêmio Estímulo, da Secretaria de Estado da Cultura, e retomaram a rua com o espetáculo Zèrói. Quatro toneladas de material, três dias de montagem, equipe de trinta pessoas, tornava a montagem do espetáculo em um circo sem lona. Estes números grandes não se adequavam à realidade de produção artística do país, inviabilizando turnês. No entanto, gerou uma estrutura de trabalho que tornou o grupo ainda mais sólido. U Fabuliô, em 96, também montado para rua, deixou de lado os recursos circenses mais aparentes, como malabarismos e acrobacias, para concentrar-se nas técnicas de palhaço. O espetáculo abre como convidado a Jornada Sesc e tem destacada participação no FIAC Festival Internacional de Artes Cênicas, realizado em São Paulo. U

19 Fabuliô também foi apresentado, a convite do governo Brasileiro, na EXPO 98, em Lisboa. O Circo, sempre presente, ainda não havia sido tema de nenhum dos espetáculos. Em 97, acontece a estreia nacional de Piolim, no Festival de Curitiba e, em seguida, no dia do centenário do famoso palhaço Piolin, o espetáculo estreia em São Paulo, no Sesc Pompéia. A manutenção dos espetáculos em repertório, objetivo do grupo, se efetivou para o público paulistano no evento Vamos Comer o Piolim, que reunia boa parte do repertório em temporada. Indicado ao Prêmio Shell, na categoria especial; e ao Prêmio Mambembe, entre grupos e produções que se destacaram em 97; ganhou o Grande prêmio da crítica 97- APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), pelo mesmo evento. Em 98, o espetáculo estreou com grande sucesso de público e crítica no FTC - Festival de Teatro de Curitiba. Em seguida fez bem sucedida temporada no Teatro Faap. de Jess Borgeson, Adam Long e Daniel Singer, com tradução de Barbara Heliodora e direção de Emílio Di Biasi, se firmou como grande sucesso do grupo. Foi o vencedor do Prêmio Apetesp na categoria melhor direção, onde havia sido indicado também em outras

20 duas categorias, ator protagonista e espetáculo. No mesmo ano, lançaram o cd Circo, com vários artistas convidados, contando e cantando a História do Circo no Brasil, produzido pela Atração Fonográfica. O cd, que também vem encartado no livro Circo no Brasil (coleção História Visual), editado pela Funarte e Atração, foi indicado ao Prêmio Sharp como melhor gravação voltada para crianças. Ainda em 98, estrearam o espetáculo Não Escrevi Isto, de Hugo Possolo, no Sesc Pompéia, vencedor do Prêmio Estímulo Flávio Rangel de 97, texto que fecha a trilogia iniciada com Sardanapalo e Zèrói. Não Escrevi Isto recebeu o Prêmio Shell 98, na categoria de Melhor Cenografia. Também em 98, estrearam De Cá Pra Lá, De Lá Pra Cá, no Centro Cultural São Paulo, espetáculo patrocinado pelo Projeto Coca-Cola de Teatro Jovem. O espetáculo, por sua temporada 99, recebeu duas indicações ao Prêmio Coca-cola de Teatro Jovem, na Categoria Melhor Cenografia e na Categoria Especial, pela pesquisa e obra do grupo. No início de 99, fizeram temporada de grande sucesso no Rio de Janeiro, na Casa de Cultura Laura Alvim com De Cá Pra Lá, De Lá Pra Cá e Bem De baixo do Seu Nariz. Neste mesmo ano, viajaram em turnê por todo o Brasil levando e outros espetáculos de seu repertório a outros estados. A partir de Outubro de 99, passam a programar a Sala Repertório do Novo TBC Teatro Brasileiro de Comédia, reinaugurando o histórico Teatro. No decorrer de um ano, os Parlapatões mostraram parte de seu repertório e também realizaram novas montagens. No TBC, iniciaram o Projeto Pantagruel, de adaptação para o palco da obra de François Rabelais. Dentro do Projeto Pantagruel estrearam, em 99, cinco espetáculos curtos que abordam a temática pesquisada: Mistérios Gulosos, de Mário Viana; Água Fora da Bacia, de Avelino Alves; Poemas Fesceninos e Os Mané, de Hugo Possolo e Um Chopes, Dois Pastel e Uma Porção de Bobagem, de Mário Viana. Em Maio de 2001, estrearam a nova versão de Sardanapalo, de Hugo Possolo, agora com direção do autor, no TBC, realizando bem-sucedida temporada, obtendo grande destaque na mídia nacional. O Projeto Pantagruel, vencedor do Prêmio Estímulo Flávio Rangel, fecha o ciclo de montagem do grupo em torno da Idade Média. Em Novembro de 2001, estrearam o espetáculo Pantagruel, texto de Hugo Possolo e Mário Viana, direção de Hugo Possolo, que cumpriu

21 temporada no Teatro Sesc Anchieta, onde estreou e, depois, no Teatro João Caetano, em Em agosto de 2002, lançaram, através da editora Estampa, em parceria com o Sesc São Paulo, o livro Riso em Cena os dez anos de estrada dos Parlapatões, do jornalista Valmir Santos. Com depoimentos de diversos artistas e intelectuais, além de um panorama fotográfico da trajetória de seus primeiros dez anos de atividades. Em 2002, realizaram a turnê planejada de Sardanapalo, que se iniciou com uma temporada no Rio de Janeiro e percorreu por diversas capitais do país com patrocínio da Brasil Telecom Ainda em 2002, foi criada por Raul Barretto e Hugo Possolo, a empresa Agentemesmo Produções Artísticas Ltda. ME que desenvolve e administra as atividades artísticas do grupo teatral Parlapatões, Patifes & Paspalhões. No mesmo ano, realizaram em conjunto com os grupos Pia Fraus Teatro e La Mínima, o Circuito Pano de Roda, dentro do programa Petrobrás de Artes Cênicas, que levou espetáculos dos grupos a mais de vinte cidades das regiões Centro-oeste, Sul e Sudeste. Em 2003 estrearam, no Festival de Curitiba, o espetáculo As Nuvens e/ou Um Deus Chamado Dinheiro, adaptação de Hugo Possolo de duas comédias de Aristófanes. Contemplados pela lei de Fomento ao Teatro da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, passam a realizar neste ano uma série de atividades, incluindo, além de temporada popular deste novo espetáculo, apresentações de rua dos espetáculos Nada de Novo, Mix Parlapatões e U Fabuliô. Também dentro do mesmo projeto,

22 realizaram o Caldo do Humor, série de debates sobre riso e sociedade, que contava com a participação de um pensador e um fazedor de humor. Em 2004, o grupo realizou e coordenou performances para o Skol Beats, no Sambódromo de São Paulo. No mesmo ano, a convite da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, criaram o espetáculo Os Reis do Riso, no Teatro Sérgio Cardoso. No segundo semestre de 2004, estreou o espetáculo infantil O Bricabraque, um solo do ator Raul Barretto com direção e texto de Hugo Possolo. Próximo ao Natal, o grupo encenou pela primeira vez o Auto dos Palhaços Baixo, no Centro Cultura Banco do Brasil, em São Paulo. No ano de 2005, a convite do grupo Pia Fraus, os Parlapatões participaram da montagem do espetáculo Farsa Quixotesca que realizou uma turnê pela Espanha e Portugal durante o mês de julho. De volta ao Brasil, o grupo estreou o espetáculo Prego na Testa, um solo do ator Hugo Possolo, com texto de Eric Bogosian, direção e adaptação de Aimar Labaki. Espetáculo indicado ao Prêmio Shell 2005 na categoria de melhor ator. O grupo iniciou o ano de 2006 com a superprodução de teatro de rua Hércules, em parceria com a companhia Pia Fraus. O espetáculo estreou no Festival de Curitiba e contava com uma carreta de 13m, área cênica de 20m x 15m, 2 andaimes (de 8m e 6m), 26 atores, bonecos gigantes e outros objetos de cena como um carro, cinco motos e uma ambulância. Em São Paulo, realizou temporada percorrendo espaços públicos como o Vale do Anhangabaú, o Parque da Independência, o Clube da Cidade (região norte) e Campo da Hace (Comunidade Heliópolis).

23 Mantendo a parceria com a Pia Fraus, o grupo inaugurou sua lona, o Circo Roda Brasil montado no Memorial da América Latina, patrocinados pelo grupo CCR. Com um elenco composto de circenses, músicos, palhaços e dançarinos de streetdance, estrearam o espetáculo Stapafúrdyo. No dia 11 de setembro, foi inaugurado o Espaço Parlapatões, localizado no centro de São Paulo. O espaço conta com uma sala de espetáculos de 96 lugares, e um café com um pequeno palco que permite a apresentação de pequenas montagens. Em 2007, o grupo estreou no Espaço Parlapatões o espetáculo infantil Parlapatões: Clássicos do Circo, com texto e direção de Hugo Possolo e também O Pior de São Paulo, passeio turístico que passa pelos piores pontos da cidade, com roteiro de Hugo Possolo e Mário Viana a partir do argumento do bufão italiano Leo Bassi. Em 2009, o grupo estreou no Espaço Parlapatões o espetáculo O Papa e a Bruxa, com texto de Dario Fo e direção de Hugo Possolo. Em 2010, o grupo continua com a circulação do espetáculo O Papa e a Bruxa e também apresenta outras peças de seu repertório. Em 11 de setembro de 2011, em comemoração aos 20 anos do grupo e 5 anos do Espaço Parlapatões aconteceu a estreia do espetáculo Ridículos Ainda e Sempre. Abujamra. A tradução feita por Tatiana Belinky, do texto de um poeta russo, surrealista, precursor do futurismo, pouco conhecido no Brasil, Daniil Kharms, foi adaptada por Antonio Abujamra e Hugo Possolo. A peça celebrou a alegria de um grupo sendo 20 anos sempre bem recebido pelo público. Ridículos Ainda e Sempre permitiu aos Parlapatões retomar elementos do início do grupo, como o espírito de cabaré de Karl Valentin, o cômico que influenciou Brecht. Assim, buscaram o sentido lírico naquilo que o palhaço tem de mais importante, que é fazer o

24 público rir. Em sua celebração de 20 anos de grupo os Parlapatões fugiram da nostalgia e mergulharam com vigor em apontar a alegria dos próximos anos. Em 2012, os Parlapatões voltaram com o espetáculo com nova roupagem de cenário e figurinos. Esta retomada seguiu toda a construção criada por Di Biasi, como uma homenagem ao seu diretor. Hugo Possolo e Raul Barretto, atores da montagem original, trouxeram o parlapatão Alexandre Bamba para compor o trio que perpassou alucinadamente por todas as peças de William Shakespeare em 90 minutos. A peça ficou em cartaz no Espaço Parlapatões com grande sucesso de público e segue se apresentando pelo país. Ainda em 2012, uma nova estreia: Nóis Otário[s]. Uma peça, de narrativa anárquica, que discute a corrupção do Brasil, por meio de hipérboles e situações cômicas insólitas. O texto inédito do parlapatão Hugo Possolo, além da encenação, foi publicado pela editora Giostri, e teve seu lançamento conjunto com a estreia da peça. Em 2013, os Parlapatões, em parceria com o Festival de Curitiba e o Itaú Cultural, estreiam Parlapatões Revistam Angeli, texto de Hugo Possolo e Angeli baseada na obra do cartunista e trilha sonora do Titã Branco Mello. O espetáculo trouxe aos palcos os principais personagens de Angeli em um ambiente rock n roll.

25 Ainda em 2013 o grupo participa do Ano Brasil em Portugal e leva a Lisboa o seu Festival de Peças de Um Minuto que através de um concurso apresentou textos de autores brasileiros e portugueses. Neste mesmo ano estreia Eu Cão Eu, com texto e atuação de Hugo Possolo e direção de Rodolfo García Vaz, do grupo Os Satyros, em uma parceria artística entre os dois grupos da Praça Roosevelt. Em agosto de 2013 os Parlapatões estreia O Burguês Fidalgo, primeiro texto de Molière encenado pelo grupo, com direção de Hugo Possolo. Espetáculo profundamente ligado ao momento histórico brasileiro e que responde à visão crítica que os Parlapatões sempre buscam em suas encenações. Desde sua inauguração em 2006, o Espaço Parlapatões produz e sedia anualmente Mostras, Festivais e Eventos, como o Festival de Cenas Cômicas, Festival de Peças de Um Minuto, Mostra de Solos, Palhaçada Geral Encontro Nacional de Palhaços, Concurso de Poesia Falada e a mostra do repertório dos Parlapatões, Sortidos & Variados. O grupo mantém sua sede e seu teatro, com recursos próprios, para viabilizar o trabalho, tanto com espaço para ensaio, escritório de produção e armazenagem de cenários, quanto para realização de cursos, palestras, seminários e workshops. Seu objetivo é impulsionar a pesquisa artística e a realização de turnês nacionais e internacionais, com seu repertório.

26 Currículos dos integrantes da peça Hugo Possolo O ator, cenógrafo, figurinista, aderecista e diretor Hugo Possolo faz questão de ser chamado de Palhaço. Formado em jornalismo, dedica-se ao Teatro desde a adolescência. Após 10 anos de teatro profissional, nos quais passou por vários grupos e pela Escola de Circo Picadeiro, começou a atuar na rua, passando o chapéu para sobreviver. Assim surgiu, no início da década de 90, o grupo teatral Parlapatões, Patifes & Paspalhões, que em 2014 completou 23 anos. Seus espetáculos participaram dos principais festivais brasileiros: Festival Internacional de Artes Cênicas - FIAC (SP); Festival Internacional de Londrina - FILO (PR); Festival Internacional de Teatro (MG); Porto Alegre em Cena e Festival de Teatro de Curitiba (PR). Suas montagens já estiveram na Colômbia, Uruguai, Espanha, Portugal, Itália, E.U.A. e Escócia. Em dramaturgia destacam-se os textos: Sardanapalo (93); Zèrói (94); U Fabuliô (96), representante oficial do Brasil, na Expo 98, em Lisboa; Não Escrevi Isto (98), Prêmio Shell (melhor cenografia); Farsa Quixotesca (99), escrito para o grupo Pia Fraus, Prêmio Panamco (autor e melhor espetáculo) e APCA (melhor espetáculo); Pantagruel (2001), em parceria com Mário Viana; Auto dos Palhaços Baixos (2004) e Hércules (2006). Escreveu diversos textos voltados para crianças, entre eles: O Caso da Casa (87), em parceria com Carmo Murano; Marujo, o Caramujo, e a Minhoca Tapioca (2005); O Bricabraque (2004), que ganhou versão literária (Editora Lazuli); Parlapatões: Clássicos de Circo (2008) e Parapapá! Circo Musical (2010). Escreveu também para crianças a ópera-rock Eu e Meu Guarda-Chuva (2003), em parceria com Branco Mello, dos Titãs, que também teve sua versão literária publicada pela Editora Globo (2004) e foi adaptada para Cinema pelo diretor Toni Vanzolini (2010). Boa parte de seu trabalho como encenador está ligado aos Parlapatões, dirigindo e atuando em trabalhos como: Nada de Novo (92); Zèrói (95); U Fabuliô (96); Não Escrevi Isto (98); Os Mané (99); Um Chopes, Dois Pastel e Uma Porção de Bobagem (2000); As Nuvens e/ou Um Deus Chamado Dinheiro (2003); Auto dos Palhaços Baixos (2004); O Pior de São Paulo (2007); Vaca de Nariz Sutil (2008) e o Papa e Bruxa (2009).

27 Coordena uma série de eventos realizados no Espaço Parlapatões, todos em sua terceira ou quarta edição, como Palhaçada Geral, Festival de Cenas Cômicas, Concurso de Poesia Falada, Mostra de Solos e Festival de Peças de UM MINUTO (2008/2011), esse último com uma edição realizada em Lisboa, Portugal (2013). Foi indicado, em 98, aos Prêmios Apetesp e Mambembe (melhor ator) pela atuação em e ao Prêmio Shell (melhor ator) pela atuação em Prego na Testa (2005). Recebeu o grande Prêmio da Crítica APCA (98) pelo evento Vamos Comer o Piolin. Em circo, roteirizou e dirigiu Urbes (2003), com grupo Fractons. Foi Coordenador Nacional de Circo da Funarte, Ministério da Cultura (2004/2005). Foi curador do primeiro Festival Internacional de Circo, realizado em Belo Horizonte (1999). Foi curador e produtor do Encontro de Lonas: Circo Geral (2007), festival de circo nacional, realizado pela Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo. Há seis anos é curador do Festival Paulista de Circo da Secretaria de Estado da Cultura. Coordenou de 2006 a 2012 o Circo Roda, criado em parceria entre Parlapatões e Pia Fraus, que realizou quatro grandes produções circenses, três das quais fez roteiro e direção: Stpafúrdyo (2006); Oceano (2008) e DNA somos todos muitos iguais (2010). Além de produzir Caravana, memórias de um picadeiro, com direção de Chico Pelúcio, roteiro de Beto Andreetta e textos de Luís Alberto de Abreu. Espetáculos que atingiram 200 mil pessoas cada e circularam por mais de 20 cidades cada. Em ópera dirigiu, para o Sesc São Paulo, A Flauta Mágica (96) e Gianni Schicchi (98); para a Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, Il Campanello Di Notte (2005), ambos sob regência de Abel Rocha. Para o Festival de Inverno de Campos do Jordão, dirigiu Infidelidade Fracassa (2004) de Haydn, com regência de Roberto Minczuc. Para o Teatro Municipal de São Paulo, dirigiu A Italiana em Argel (2007), sob a regência de Jamil Maluf. Escreve eventuais colaborações para a revista Bravo!, Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, Jornal O Sarrafo, Revista Anjos do Picadeiro, Revista Teatro da Juventude, Palhaçada Geral e para o Parlapablog (blog oficial dos Parlapatões). Uma seleção destes textos compõe o livro Palhaço-Bomba (2009), publicado pelos Parlapatões. Publicou seu livro de Excêntrico (2012), numa parceria Parlapatões e Giostri Editora. Suas peças Nóis Otário[s] (2012) e Eu Cão Eu (2012) foram publicados pela Giostri Editora. Foi idealizador e produtor, em parceria com a Chaim Produções, da Festa do Teatro, que em suas três últimas edições distribuiu gratuitamente mais de 100 mil ingressos de Teatro para a população paulistana. Em 2010, integrou o elenco da série SOS Emergência, com direção Mauro Mendonça Filho, na Rede Globo.

28 Recentemente, em 2013, em uma parceria com o Festival Internacional de Teatro de Curitiba e o Itaú Cultural, dirigiu, atuou e escreveu, em parceria o cartunista Angeli, o espetáculo Parlapatões Revistam Angeli, com trilha sonora do titã Branco Mello. No mesmo ano, a convite da Funarte e Comissariado do Ano do Brasil em Portugal, dirigiu e atuou no Festival de Peças de Um Minuto realizado em Lisboa, com textos de autores brasileiros e portugueses. Em junho, no Sesc Pinheiros, estreou o solo Eu Cão Eu, texto seu e direção de Rodolfo García Vaz. Em agosto, estreou com os Parlapatões o espetáculo O Burguês Fidalgo, o primeira montagem de Moliére encenada pelo grupo. Em 2014, dirige o programa Tudo pela Audiência, para o canal Multishow, com Tata Werneck e Fábio Porchat, para Floresta Produções. Ainda em 2014, atua em A Besta, de David Hirson, com direção de Alexandre Reinecke, numa coprodução dos Parlapatões com Ricca Produções e Reinecke Produções. Em 2014, recebe o Prêmio Fundação Bunge de vida e obra, em Artes Circenses. É um dos idealizadores da SP Escola de Teatro, tendo atuado nela como Coordenador do curso de Direção em 2010, Coordenador dos cursos de Humor e de Ataução em Hoje, além do grupo Parlapatões, coordena o Espaço Parlapatões, teatro que abriga encenações dos Parlapatões e de outros grupos teatrais e o Galpão Parlapatões, unidade de ensaio, pesquisa, cursos e treinamento de Teatro e Circo. Raul Barretto Seus principais trabalhos em teatro, antes de integrar o grupo Parlapatões, foram: O Tartufo, direção de José Possi Neto; Luz, Calma e Volúpia, de Ivaldo Bertazzo; Mateus Presepeiro, de Antônio Nóbrega; O Mambembe, de Gabriel Vilela. Em TV, participou de Revistinha, Rá-Tim-- Bum, Mundo da Lua, Janela para o Céu, Sãos e Salvos. Apresentou o programa MOVIX da TVCultura durante os anos 2001 e Em 94, passa a integrar o grupo Parlapatões, onde atuou nas produções: Nada de Novo; Sardanapalo, Zèrói, U Fabuliô, Piolim, De Cá Pra Lá, De Lá Pra Cá todos com sucesso de público e crítica. Em 98, recebeu, como integrante dos Parlapatões, o Grande Prêmio da Crítica APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) pelo projeto Vamos Comer O Piolim, em homenagem ao palhaço Piolin.

O ESPETÁCULO ZÉ PREGUIÇA

O ESPETÁCULO ZÉ PREGUIÇA O ESPETÁCULO ZÉ PREGUIÇA O grupo Namakaca oferece ZÉ PREGUIÇA, uma envolvente peça circense de caráter educativo que valoriza a cultura caipira e fomenta o gosto pela literatura. ESTUDO LITERÁRIO Joseph

Leia mais

COMPANHIA 2 FACES da ARTE

COMPANHIA 2 FACES da ARTE COMPANHIA 2 FACES da ARTE A companhia teatral 2 Faces da Arte,foi criada em 94 pelo Ator /Autor Teatral / Artista Plástico Bicudo Júnior., com o objetivo de inovar o teatro Nacional. Desenvolvendo uma

Leia mais

Doutores da Alegria Arte, Formação e Desenvolvimento

Doutores da Alegria Arte, Formação e Desenvolvimento A organização Doutores da Alegria Arte, Formação e Desenvolvimento informa aos interessados os procedimentos para o envio de projetos artísticos para a programação de 2014 do projeto Plateias Hospitalares

Leia mais

RIO DE JANEIRO SELEÇÃO DE PROJETOS ARTÍSTICOS 2015/2016

RIO DE JANEIRO SELEÇÃO DE PROJETOS ARTÍSTICOS 2015/2016 RIO DE JANEIRO SELEÇÃO DE PROJETOS ARTÍSTICOS 2015/2016 1. Introdução Doutores da Alegria Arte, Formação e Desenvolvimento informa aos interessados os procedimentos para o envio de projetos artísticos

Leia mais

Quando toca o Coração

Quando toca o Coração Quando toca o Coração Apresentação Quando Toca o Coração é uma peça construída a partir de canções populares que envolvem temas como paixão, traição, desejo e saudade. O espetáculo conta com canções de

Leia mais

Pronac Nº 1111032 Você em Cenna é um concurso cultural que irá eleger atores e atrizes amadores de todo o país, que enviarão vídeos de suas performances para votação popular e de júri especializado. Os

Leia mais

1. CONTEXTO 2. O PROBLEMA ATUAL. Produção de DANÇA de Autoria Brasileira

1. CONTEXTO 2. O PROBLEMA ATUAL. Produção de DANÇA de Autoria Brasileira Produção de DANÇA de Autoria Brasileira 1. CONTEXTO A Dança Brasileira vive hoje um novo contexto. Estão ocorrendo mudanças significativas no modo como artistas arquitetam suas criações e essas transformações

Leia mais

Sou eu! Pulga Maria! Chegando de paraquedas!!!

Sou eu! Pulga Maria! Chegando de paraquedas!!! Sinopse Transportando o público para o universo clássico e imaginário do circo de pulgas, o espetáculo apresenta Maria, a pulga adestrada que chega de paraquedas, canta, faz música com panelas, cospe fogo,

Leia mais

Anderson Machado (Cavaco) Ator, palhaço, circense e músico multiinstrumentista. Em 2014 ganhou o prêmio

Anderson Machado (Cavaco) Ator, palhaço, circense e músico multiinstrumentista. Em 2014 ganhou o prêmio FICHA TÉCNICA Direção e roteiro: Anrson Machado Supervisão Cênica: Marcelo Oliveira Elenco: Anrson Machado e Giulia Cooper Figurino: Fabiana Pirro Assistente figurino: Fábio Costa Cenário: Anrson Machado

Leia mais

Programacao. programacao de aniversario

Programacao. programacao de aniversario Programacao programacao de aniversario Teatro de Tabuas comemora 13 anos com temporada em Campinas Duas estruturas itinerantes estarao em atividade O grupo Teatro de Tábuas, sediado na cidade de Campinas,

Leia mais

...Divertido e lúdico, com cenas de pura poesia circense. JORNAL O GLOBO / REVISTA RIO SHOW

...Divertido e lúdico, com cenas de pura poesia circense. JORNAL O GLOBO / REVISTA RIO SHOW APRESENTA ...Divertido e lúdico, com cenas de pura poesia circense. JORNAL O GLOBO / REVISTA RIO SHOW ...Surpreendente a forma como, magnetizada a platéia assiste à peça... CLASSIFICAÇÃO REVISTA VEJA

Leia mais

Dalcídio Jurandir inspira projeto teatral Por Luciana Medeiros, colaboradora do Guiart

Dalcídio Jurandir inspira projeto teatral Por Luciana Medeiros, colaboradora do Guiart Dalcídio Jurandir inspira projeto teatral Por Luciana Medeiros, colaboradora do Guiart Ponta de Pedras, ilha do Marajó, Pará, 10 de janeiro de 1909. Nasce ali e naquela data uma das maiores expressões

Leia mais

Dez EXPOSIÇÃO. 13 de novembro a 27 de janeiro. Belo Horizonte 2013. Divulgação

Dez EXPOSIÇÃO. 13 de novembro a 27 de janeiro. Belo Horizonte 2013. Divulgação Dez Belo Horizonte 2013 Divulgação Amilcar de Castro 13 de novembro a 27 de janeiro Foto: Jomar Bragança S T Q Q S S D Pátio e 3º pavimento AMILCAR DE CASTRO: REPETIÇÃO E SÍNTESE 13 de novembro a 27 de

Leia mais

Podemos contribuir para inserir a sua empresa neste contexto e obter uma visibilidade muito maior.

Podemos contribuir para inserir a sua empresa neste contexto e obter uma visibilidade muito maior. apresenta Viva Artur Azevedo Venha participar: Com a visão inovadora da sua Instituição apresentamos esse projeto inédito, que alia educação, tecnologia e teatro para criar uma parceria entre esta empresa

Leia mais

Saiando Calcado na pesquisa de campo sobre figuras femininas relevantes dentro de suas comunidades e em cujo cotidiano estão presentes danças

Saiando Calcado na pesquisa de campo sobre figuras femininas relevantes dentro de suas comunidades e em cujo cotidiano estão presentes danças Saiando Calcado na pesquisa de campo sobre figuras femininas relevantes dentro de suas comunidades e em cujo cotidiano estão presentes danças tradicionais nas quais a saia tem forte papel expressivo, o

Leia mais

g r u p o X I X d e t e a t r o

g r u p o X I X d e t e a t r o H y s t e r i a g r u p o X I X d e t e a t r o H y s t e r i a E s p e t á c u l o Hysteria fala das intrincadas relações sociais da mulher brasileira na virada do século XIX/XX e, para tanto, se acompanha

Leia mais

Veja São Paulo. Guia da Folha

Veja São Paulo. Guia da Folha Veja São Paulo Guia da Folha A companhia Solas de Vento estréia seu primeiro espetáculo para o publico infantil com direção de Carla Candiotto, uma adaptação livre do famoso romance de Julio Verne. Release:

Leia mais

em Um Convite Especial

em Um Convite Especial Um Convite em Especial Apresentação Ilana e a Banda dos BIchos em: Um convite especial é um espetáculo musical infantil cristão voltado para crianças de 2 a 12 anos. através de uma história lúdica e envolvente,

Leia mais

O Grande Reciclador - O Musical STR Eventos, Produção e Marketing Cultural www.streventos.com.br Tel.: 55 (11) 55313395

O Grande Reciclador - O Musical STR Eventos, Produção e Marketing Cultural www.streventos.com.br Tel.: 55 (11) 55313395 O Projeto O Grande Reciclador é o primeiro espetáculo musical ecológico do planeta. Uma super produção nos moldes da Broadway, que aborda os temas da coleta seletiva e da reciclagem com a possibilidade

Leia mais

apresenta CHRISTIANE JATAHY ESTREIA A FLORESTA QUE ANDA, ÚLTIMA PARTE DA TRILOGIA FORMADA POR JULIA E E SE ELAS FOSSEM PARA MOSCOU?

apresenta CHRISTIANE JATAHY ESTREIA A FLORESTA QUE ANDA, ÚLTIMA PARTE DA TRILOGIA FORMADA POR JULIA E E SE ELAS FOSSEM PARA MOSCOU? apresenta CHRISTIANE JATAHY ESTREIA A FLORESTA QUE ANDA, ÚLTIMA PARTE DA TRILOGIA FORMADA POR JULIA E E SE ELAS FOSSEM PARA MOSCOU? Macbeth, de William Shakespeare, é a inspiração para criar uma obra que

Leia mais

NOTÍCIAS DO CIRCO NO BRASIL: PRINCIPAIS EVENTOS DE 2006 A 2009 E PERSPECTIVAS.

NOTÍCIAS DO CIRCO NO BRASIL: PRINCIPAIS EVENTOS DE 2006 A 2009 E PERSPECTIVAS. NOTÍCIAS DO CIRCO NO BRASIL: PRINCIPAIS EVENTOS DE 2006 A 2009 E PERSPECTIVAS. Atualizado em 19-7-2009 Marco Antonio Coelho Bortoleto e Márcio Parma (coordenação) Colaboração: Alice V. Castro, Joelma Costa

Leia mais

ARTES CÊNICAS TEATRO DANÇA CIRCO ÓPERA PROPOSTAS À POLÍTICA CULTURAL E AO PLANO DE AÇÃO DIRIGIDAS AOS CANDIDATOS AO GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ

ARTES CÊNICAS TEATRO DANÇA CIRCO ÓPERA PROPOSTAS À POLÍTICA CULTURAL E AO PLANO DE AÇÃO DIRIGIDAS AOS CANDIDATOS AO GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ ARTES CÊNICAS TEATRO DANÇA CIRCO ÓPERA PROPOSTAS À POLÍTICA CULTURAL E AO PLANO DE AÇÃO DIRIGIDAS AOS CANDIDATOS AO GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ Agosto de 2006-01- ARTES CÊNICAS TEATRO DANÇA CIRCO - ÓPERA

Leia mais

PROPOSTA DE PARCERIA Espetáculo Teatral. Contato: Débora Vieira -(31) 8794-6283 - debora.o.vieira@gmail.com

PROPOSTA DE PARCERIA Espetáculo Teatral. Contato: Débora Vieira -(31) 8794-6283 - debora.o.vieira@gmail.com PROPOSTA DE PARCERIA Espetáculo Teatral Dos Gardenias Social Club Contato: Débora Vieira -(31) 8794-6283 - debora.o.vieira@gmail.com Dos Gardenias Social Club O Dos Gardenias Social Club é um espetáculo

Leia mais

VESPERAIS NAS JANELAS

VESPERAIS NAS JANELAS GRUPO REDIMUNHO APRESENTA: VESPERAIS NAS JANELAS O Coração do Lugar Uma Intervenção Lítero-Musical-Teatral PROAC ICMS 2013 "o teatro não chega em alguém, alguém faz 'chegar' o teatro a si mesmo" (C. Tindemans)

Leia mais

Histórico e ideal do grupo

Histórico e ideal do grupo Histórico e ideal do grupo O grupo de teatro de rua Nativos Terra Rasgada, foi fundado em 10 de janeiro de 2003. Até chegar a formação atual, passou por várias oficinas, workshops e cursos. A formação

Leia mais

O GRANDE RECICLADOR O Primeiro Musical Ecológico do Planeta

O GRANDE RECICLADOR O Primeiro Musical Ecológico do Planeta O GRANDE RECICLADOR O Primeiro Musical Ecológico do Planeta 1 Projeto sociocultural, educativo de conscientização ambiental proporcionando excelência de marketing corporativo e institucional, promovendo

Leia mais

Produções Artísticas apresenta O Espetáculo Musical Infantil Um país se faz com homens e livros (Monteiro Lobato) JUJUBA & ANA NOGUEIRA

Produções Artísticas apresenta O Espetáculo Musical Infantil Um país se faz com homens e livros (Monteiro Lobato)  JUJUBA & ANA NOGUEIRA Produções Artísticas apresenta O Espetáculo Musical Infantil Um país se faz com homens e livros (Monteiro Lobato) JUJUBA & ANA NOGUEIRA FÁBULAS FABULOSAS APRESENTAÇÃO Mesmo depois de mais de 2500 anos

Leia mais

35º FENATA 06 a 13 de novembro de 2007

35º FENATA 06 a 13 de novembro de 2007 PREMIAÇÃO 35º FESTIVAL NACIONAL DE TEATRO O CURADOR ANTÔNIO DO VALLE E A COMISSÃO JULGADORA COMPOSTA POR EMERSON RECHENBERG, LEANDRO DE ASSIS E SILVESTRE FERREIRA, CRIOU TRÊS PRÊMIOS ESPECIAIS, SENDO UM

Leia mais

Testemunha 4. Sinopse. Apresentação. Rio de Janeiro, Brasil 2011 documentário 70 min HD cor

Testemunha 4. Sinopse. Apresentação. Rio de Janeiro, Brasil 2011 documentário 70 min HD cor Testemunha 4 Rio de Janeiro, Brasil 2011 documentário 70 min HD cor Sinopse Uma personagem, uma atriz e o passar das horas em um interrogatório do Holocausto. Apresentação O documentário acompanha a trajetória

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA PROGRAMA Nº- 042 PALCO SOBRE RODAS Projeto inspirado no clássico modelo de teatro itinerante, através da montagem de um palco móvel que percorre os bairros da cidade, levando cultura. Levar o Palco sobre

Leia mais

Público total estimado superior a 100 mil pessoas.

Público total estimado superior a 100 mil pessoas. Super Eco é um grande projeto itinerante, que estará circulando por mais de dez cidades brasileiras a partir do segundo semestre de 2011, transmitindo importantes conceitos para o público em geral sobre

Leia mais

TODOS OS ESPETÁCULOS SÃO GRATUITOS.

TODOS OS ESPETÁCULOS SÃO GRATUITOS. CIRCUITO GANDARELA DE MINAS - AGENDA AGOSTO TODOS OS ESPETÁCULOS SÃO GRATUITOS. É necessário chegar com uma hora de antecedência para garantir os ingressos. 03 E 04 DE AGOSTO - SÁBADO E DOMINGO O CONTO

Leia mais

Prefeitura Municipal de Resende Superintendência Municipal de Licitações e Contratos

Prefeitura Municipal de Resende Superintendência Municipal de Licitações e Contratos Prefeitura Municipal de Resende Superintendência Municipal de Licitações e Contratos EDITAL DE CONCURSO Nº 01/2014 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 8624/2014 A Superintendência Municipal de Licitações e Contratos

Leia mais

PROJETO ARTE NOS HOSPITAIS CANTO CIDADÃO EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE GRUPOS TEATRAIS

PROJETO ARTE NOS HOSPITAIS CANTO CIDADÃO EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE GRUPOS TEATRAIS 1. APRESENTAÇÃO PROJETO ARTE NOS HOSPITAIS CANTO CIDADÃO EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE GRUPOS TEATRAIS O Canto Cidadão, por meio deste Edital de Contratação de Grupos Teatrais, oferece à sociedade brasileira

Leia mais

PRÊMIO PANAMCO, O OSCAR DO TEATRO INFANTIL Apausa que refresca: crianças

PRÊMIO PANAMCO, O OSCAR DO TEATRO INFANTIL Apausa que refresca: crianças MERCADO PRÊMIO PANAMCO, O OSCAR DO TEATRO INFANTIL Apausa que refresca: crianças de 7 a 14 anos deixam a escola e vão ao teatro, levadas pela Panamco Brasil, maior fabricante da Coca-Cola no país. Mas

Leia mais

CANTOS DO RIO CANTOS DO RIO Apresenta

CANTOS DO RIO CANTOS DO RIO Apresenta CANTOS DO RIO CANTOS DO RIO Apresenta OBJETIVO O espetáculo HOJE TEM MARMELADA tem como objetivo mostrar um pouco do universo circense, tanto no picadeiro como também nos bastidores, com muitas músicas,

Leia mais

CIRCUITO GANDARELA DE MINAS: RÉPLICA DO TEATRO DE SHAKESPEARE, FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO LOCAL

CIRCUITO GANDARELA DE MINAS: RÉPLICA DO TEATRO DE SHAKESPEARE, FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO LOCAL CIRCUITO GANDARELA DE MINAS: RÉPLICA DO TEATRO DE SHAKESPEARE, FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO LOCAL A inauguração do Globe brasileiro só acontecerá em 2016, mas ações permanentes de qualificação profissional

Leia mais

de circo 2015 GOVERNO DE MINAS GERAIS apresentam: festival de circo 2015 13 a18 de out. Caxambu

de circo 2015 GOVERNO DE MINAS GERAIS apresentam: festival de circo 2015 13 a18 de out. Caxambu festival GOVERNO DE MINAS GERAIS de circo 2015 apresentam: festival de circo 2015 13 a18 de out. Caxambu Fomentar, realizar e apoiar festivais culturais temáticos e singulares, reveladores da identidade

Leia mais

SINOPSE ATO I UM ARTISTA DA FOME

SINOPSE ATO I UM ARTISTA DA FOME release Circo K celebra o encontro do artista com o espectador, o encontro entre pessoas como a razão máxima da arte da cena. O projeto nasce do desejo que a Boa Companhia, Matula Teatro e artistas independentes

Leia mais

RELEASE TURNÊ NACIONAL 2013

RELEASE TURNÊ NACIONAL 2013 RELEASE TURNÊ NACIONAL 2013 Apos duas temporadas de enorme sucesso de público e crítica em São Paulo (2011 no Teatro Bradesco e 2012 no Teatro Sérgio Cardoso), a Maestrobrazil sob o patrocínio da Colgate

Leia mais

AS AVENTURAS DE NINA E ATOMITO

AS AVENTURAS DE NINA E ATOMITO AS AVENTURAS DE NINA E ATOMITO PROPOSTA DE ENCENAÇÃO Apresentar o espetáculo infantil As Aventuras de Nina e Atomito, criado para o Ano Internacional da Química (2011), com o patrocínio do Ministério da

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DOCE CNPJ: 18.316.265/0001-69 CEP: 35442-000 ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO DOCE CNPJ: 18.316.265/0001-69 CEP: 35442-000 ESTADO DE MINAS GERAIS I FEIRA GASTRO-CULTURAL DE RIO DOCE MG De 24/09 à 01/10/2011, o município de Rio Doce abrigará a I Feira Gastro-Cultural que movimentará a cultura, a arte e a culinária no interior na zona da mata mineira.

Leia mais

ARRASTÃO OFICINAS. APRESENTAçãO NúCLEO BATUNTÃ. Quem somos

ARRASTÃO OFICINAS. APRESENTAçãO NúCLEO BATUNTÃ. Quem somos APRESENTAçãO NúCLEO BATUNTÃ Quem somos Formado em 1999, o Batuntã desenvolve um trabalho de pesquisa e criação musical, tendo o ritmo como fio condutor. O grupo se destaca pela criatividade nas composições

Leia mais

I Mostra de teatro infantil no Teatro Glaucio Gil agita as férias no Rio

I Mostra de teatro infantil no Teatro Glaucio Gil agita as férias no Rio I Mostra de teatro infantil no Teatro Glaucio Gil agita as férias no Rio I Mostra de Teatro Infantil para toda a Familia promete animar as férias de janeiro, trazendo peças consagradas e uma estreia nacional,

Leia mais

Tendo sempre a comédia como forma de expressão, a Cia. criou diversos espetáculos que buscam no humor uma maneira de repensar a sociedade.

Tendo sempre a comédia como forma de expressão, a Cia. criou diversos espetáculos que buscam no humor uma maneira de repensar a sociedade. A Cia. Humbalada de Teatro é um núcleo da Cooperativa Paulista de Teatro formado por inquietos artistas que vem traçando seu caminho desde o ano de 2003. Tendo sempre a comédia como forma de expressão,

Leia mais

Apresentação. Descendente de família circense que aportou no Brasil em 1889, Fernando Neves, sempre conviveu com essa escola e seu acervo.

Apresentação. Descendente de família circense que aportou no Brasil em 1889, Fernando Neves, sempre conviveu com essa escola e seu acervo. Apresentação A Mulher do Trem é uma comédia que, como aquelas que lotavam os Pavilhões na época áurea do Circo-Teatro, consegue arrancar gargalhadas do público com suas personagens envolvidas numa trama

Leia mais

Programação Cultural Casa do Clube de Autores na FLIP 2011

Programação Cultural Casa do Clube de Autores na FLIP 2011 Dia 6 de julho, quarta- feira. Pela Manhã: 10:30 12:00 Titulo: 5 Passos para se tornar um autor independente. Conteúdo: Dicas, bastidores, conselhos e confidências de um autor independente bem sucedido.

Leia mais

RAPHAEL SANTA CRUZ O mágico-

RAPHAEL SANTA CRUZ O mágico- RAPHASANTACRUZ RAPHAEL SANTA CRUZ O mágico- Natural de Caruaru, Pernambuco, Raphael Santa Cruz, atua profissionalmente há dez anos. Em 2008, organizou no SESC Caruaru, o MAGIFEST, evento com palestras,

Leia mais

O ARTISTA EMPREENDEDOR COMO CRIAR E REALIZAR UM ESPETÁCULO TEATRAL

O ARTISTA EMPREENDEDOR COMO CRIAR E REALIZAR UM ESPETÁCULO TEATRAL O ARTISTA EMPREENDEDOR COMO CRIAR E REALIZAR UM ESPETÁCULO TEATRAL APRESENTAÇÃO O curso O ARTISTA EMPREENDEDOR - COMO CRIAR E REALIZAR UM ESPETÁCULO TEATRAL ministrado pelo ator, produtor e documentarista

Leia mais

O Projeto. Um descarrego de energia! Um programa bem humorado, sarcástico e debochado!

O Projeto. Um descarrego de energia! Um programa bem humorado, sarcástico e debochado! O Projeto Um descarrego de energia! Um programa bem humorado, sarcástico e debochado! O projeto foi idealizado por Miguel Rodrigues, Gus Fernandes e Márcio Américo, fazendo parte do Núcleo de Entretenimento

Leia mais

Projeto São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem divulga lista dos indicados finais

Projeto São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem divulga lista dos indicados finais Projeto São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem divulga lista dos indicados finais Na primeira edição da premiação, que acontece no dia 09 de dezembro, no Villa Bisutti, espetáculo O Gigante

Leia mais

ESPAÇO DE RESIDÊNCIA ARTÍSTICA VALE ARVOREDO

ESPAÇO DE RESIDÊNCIA ARTÍSTICA VALE ARVOREDO SUMÁRIO 1 CONCEITO... 3 2 INFRAESTRUTURA... 5 3 A CAIXA DO ELEFANTE... 21 4 NATUREZA PRESERVADA E ATIVIDADES ARTÍSTICAS... 22 5 CURSOS DE VERÃO... 25 6 LOCALIZAÇÃO ESPAÇO DE RESIDÊNCIA ARTÍSTICA VALE DO

Leia mais

O projeto prevê a montagem e a realização da temporada na cidade do Rio de Janeiro, por 3

O projeto prevê a montagem e a realização da temporada na cidade do Rio de Janeiro, por 3 de Fernando Ceylão Rio de janeiro, Janeiro de 2013 Prezados senhores, Nossa empresa vem durante anos levando ao público espetáculos excelente nível cultural, todos com boa aceitação por parte do público

Leia mais

Oi FUTURO APRESENTA MARCO NANINI EM MONÓLOGO COM DIREÇÃO DE GUEL ARRAES

Oi FUTURO APRESENTA MARCO NANINI EM MONÓLOGO COM DIREÇÃO DE GUEL ARRAES Oi FUTURO APRESENTA MARCO NANINI EM MONÓLOGO COM DIREÇÃO DE GUEL ARRAES A Arte e a Maneira de Abordar seu Chefe para Pedir um Aumento, de Georges Perec, chega no dia 2 de novembro ao Oi Futuro, encerrando

Leia mais

Um grande abraço! Equipe Central de Produção Na Passagem

Um grande abraço! Equipe Central de Produção Na Passagem É com muito prazer que apresentamos o Catálogo Brincante, uma iniciativa do Polo Criativo Na Passagem. Reunimos trabalhos de artistas que mergulham na essência da infância para construir propostas de trabalhos

Leia mais

Belo Horizonte 2013 EXPOSIÇÃO. Divulgação

Belo Horizonte 2013 EXPOSIÇÃO. Divulgação NOV Belo Horizonte 2013 Divulgação Amilcar de Castro 13 de novembro a 27 de janeiro de 2014 Divulgação Foto: Anna FERNANDO SABINO 90 ANOS 25 de setembro a 04 de novembro Mostra multimídia em homenagem

Leia mais

MÚSICA. ÔNCALO GRUPO PAULISTANO 1º de fevereiro

MÚSICA. ÔNCALO GRUPO PAULISTANO 1º de fevereiro MÚSICA ÔNCALO GRUPO PAULISTANO 1º de fevereiro Espalhando o conceito de street band no país e no mundo, o Grupo Ôncalo traz um repertório instrumental que homenageia Tim Maia, inovando o conceito de Fanfarra

Leia mais

Dia 8 de novembro às 11h

Dia 8 de novembro às 11h TEATRO Excêntrica Com Cia Eros Teatral A história narra a jornada de uma mulher sedutora, que habita em seus pensamentos mais cruéis. Sua memória solitária fará ela se relacionar com todos os personagens,

Leia mais

PROJETO CENA-ESPETÁCULO

PROJETO CENA-ESPETÁCULO PROJETO CENA-ESPETÁCULO :: OBSERVATÓRIO DE CRIAÇÃO DO GALPÃO CINE HORTO :: Após acompanhar o sucesso de diversos espetáculos, experimentados inicialmente no formato de cena curta no Festival de Cenas Curtas,

Leia mais

PROJETO INFANTIL. apresenta: A Menina e o Monstro

PROJETO INFANTIL. apresenta: A Menina e o Monstro PROJETO INFANTIL apresenta: A Menina e o Monstro São Paulo - 2012 1 Concepção de Direção Era uma vez uma menina que tinha muito medo de monstro......e era uma vez um monstro que morria de medo de menina!

Leia mais

proposta de patrocínio

proposta de patrocínio proposta de patrocínio a peça Baseado no conto Sildenafil de Reinaldo de Moraes, O amor é azul é uma comédia com os atores Marilia Medina e Tato Gabus Mendes, adaptação de Flávio Marinho e direção de Ary

Leia mais

Antes que me esqueçam, meu nome é Edy Star

Antes que me esqueçam, meu nome é Edy Star Antes que me esqueçam, meu nome é Edy Star O documentário aborda a trajetória artística de Edvaldo Souza, o Edy Star, cantor, ator, dançarino, produtor teatral e artista plástico baiano. Edy iniciou a

Leia mais

Proposta de programação cultural nos Centros Unificados de Educação

Proposta de programação cultural nos Centros Unificados de Educação CULTURA NOS CEUs Proposta de programação cultural nos Centros Unificados de Educação Resumo São Paulo, março de 2013. Por Ney Piacentini O projeto CULTURA NOS CEUs pretende levar às instalações culturais

Leia mais

CABEÇA-DE-VENTO Show Musical de Bia Bedran

CABEÇA-DE-VENTO Show Musical de Bia Bedran CABEÇA-DE-VENTO Show Musical de Bia Bedran Cabeça de Vento faz um passeio pelo universo sonoro criado por Bia, numa linguagem cênica que contempla a literatura, a poesia e a ludicidade de seu jeito singular

Leia mais

BRINCANDO DE BONECOS

BRINCANDO DE BONECOS BRINCANDO DE BONECOS O Espetáculo Brincando de Bonecos visa estimular a capacidade narrativa, incentivar a criatividade e divertir o espectador. Alguns bonecos são feitos a partir de materiais recicláveis,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PARANAGUA FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DE PARANAGUÁ "NELSON DE FREITAS BARBOSA"

PREFEITURA MUNICIPAL DE PARANAGUA FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DE PARANAGUÁ NELSON DE FREITAS BARBOSA "" APÊNDICE 1 Requisitos e demandas dos segmentos culturais para a proposição de projetos. Os projetos culturais propostos deverão respeitar e se enquadrar nas seguintes determinações dos seus respectivos

Leia mais

GÔDA. dobrar. GôDA Teatro. Público Geral. Sessões especiais para a Infância e Público Sénior

GÔDA. dobrar. GôDA Teatro. Público Geral. Sessões especiais para a Infância e Público Sénior GôDA Teatro Público Geral Sessões especiais para a Infância e Público Sénior GÔDA O que se esconde por detrás de uma porta antiga e enferrujada? O que se guarda por entre papéis e as fotografias velhas?

Leia mais

O Contador de Histórias e os Anjos da Última Flor. Espetáculo-interação teatro, música e circo

O Contador de Histórias e os Anjos da Última Flor. Espetáculo-interação teatro, música e circo O Contador de Histórias e os Anjos da Última Flor Espetáculo-interação teatro, música e circo ÍNDICE 3. Descrição 4. Objetivo e Justificativa 5. Ficha Técnica 6. Currículo da Produtora e Plano de Divulgação

Leia mais

A trama acompanha um dia fantástico na vida de um jovem negro, funcionário de uma

A trama acompanha um dia fantástico na vida de um jovem negro, funcionário de uma DIA DE PRETO, primeiro filme de longa-metragem do trio Marcial Renato, Daniel Mattos e Marcos Felipe, vai estrear em salas de cinema na sexta-feira dia 23 de novembro de 2012, quando se comemora a Semana

Leia mais

35 anos. Raça Cia de Dança. Venha fazer parte da nossa história!

35 anos. Raça Cia de Dança. Venha fazer parte da nossa história! 35 anos Raça Cia de Dança Venha fazer parte da nossa história! Sua empresa já pensou em reverter parte do valor pago ao Imposto de Renda em um projeto cultural? Incentivar uma iniciativa que envolve cultura,

Leia mais

A Ricardo Maia Produções Artísticas apresenta a seguir uma seleção de projetos culturais que têm como tema principal a sustentabilidade.

A Ricardo Maia Produções Artísticas apresenta a seguir uma seleção de projetos culturais que têm como tema principal a sustentabilidade. A Ricardo Maia Produções Artísticas apresenta a seguir uma seleção de projetos culturais que têm como tema principal a sustentabilidade. Considerando o crescente interesse geral de mobilização sobre o

Leia mais

QUEM É ALICE CAYMMI? >> www.alicecaymmi.com.br

QUEM É ALICE CAYMMI? >> www.alicecaymmi.com.br QUEM É ALICE CAYMMI? A cantora e compositora carioca Alice Caymmi nasceu no dia 17 de março de 1990, na cidade do Rio de Janeiro. Neta de Dorival Caymmi, a musicista compõe desde os dez anos e começou

Leia mais

Oi FUTURO APRESENTA TERCEIRO ENCONTRO DO CICLO DE ARTE DIGITAL INTER-AGIR

Oi FUTURO APRESENTA TERCEIRO ENCONTRO DO CICLO DE ARTE DIGITAL INTER-AGIR Oi FUTURO APRESENTA TERCEIRO ENCONTRO DO CICLO DE ARTE DIGITAL INTER-AGIR - Evento será no dia 13 de novembro, a partir das 19h, começando com apresentação do grupo Teatro Para Alguém com espetáculo que

Leia mais

Matéria no Jornal A PONTE- Sesc Petrolina/PE 2013

Matéria no Jornal A PONTE- Sesc Petrolina/PE 2013 JORNAL DA PARAíBA 25/04/2014 CAPA DO JORNAL DA PARAíBA 25/04/2014 Matéria no Jornal A PONTE- Sesc Petrolina/PE 2013 VIRADA CULTURAL DE SÃO PAULO Virada Poesia- Casa das Rosas Errata: Caravana Tapioca/PE

Leia mais

Esfera Produções Artísticas

Esfera Produções Artísticas CURRICULO PRODUTORA PROPONENTE Esfera Produções Artísticas A Esfera Produções Artísticas foi fundada em 2005 e registrada em 2006 e é uma empresa de produção cultural especializada em teatro, e tem como

Leia mais

Sesc São Caetano e Fundação das Artes promovem o CENA DE TEATRO 2014 PROCESSOS INVESTIGATIVOS - FESTIVAL DE TEATRO DE SÃO CAETANO DO SUL

Sesc São Caetano e Fundação das Artes promovem o CENA DE TEATRO 2014 PROCESSOS INVESTIGATIVOS - FESTIVAL DE TEATRO DE SÃO CAETANO DO SUL Sesc São Caetano e promovem o CENA DE TEATRO 2014 PROCESSOS INVESTIGATIVOS - FESTIVAL DE TEATRO DE SÃO CAETANO DO SUL De 09 à 17 de agosto Sesc São Caetano e a de apresentam o Cena de Teatro 2014 Processos

Leia mais

Reciclando Sonhos: o Teatro em Comunidades no Contexto das ONGS

Reciclando Sonhos: o Teatro em Comunidades no Contexto das ONGS Reciclando Sonhos: o Teatro em Comunidades no Contexto das ONGS Lia Alarcon Lima Programa de Pós-Graduação em Teatro UDESC Mestranda Teatro Or. Profª Dra. Márcia Pompeo Nogueira Resumo: A pesquisa aqui

Leia mais

Instituição. Núcleo de Produção em Artes Canarinhos da Terra Unicamp

Instituição. Núcleo de Produção em Artes Canarinhos da Terra Unicamp Núcleo de Produção em Artes Canarinhos da Terra Unicamp Instituição Organização sem fins lucrativos fundada em 1996, de utilidade pública e integra rede de proteção da criança e do adolescente CMDCA. Mantém,

Leia mais

QUESTÃO 04 QUESTÃO 05

QUESTÃO 04 QUESTÃO 05 QUESTÃO 01 Arte abstrata é uma arte: a) que tem a intenção de representar figuras geométricas. b) que não pretende representar figuras ou objetos como realmente são. c) sequencial, como, por exemplo, a

Leia mais

Programa de vivência, criação e circulação artística e cultural. Programa de vivência, criação e circulação artística e cultural

Programa de vivência, criação e circulação artística e cultural. Programa de vivência, criação e circulação artística e cultural 1 1. Apresentação // 4 2. Objetivos e metas // 8 3. Estratégia - Música e Economia criativa // 9 4. Temáticas // 9 5. Programas // 10 6. Projetos Especiais // 10 7. Conselho gestor // 11 1. Apresentação

Leia mais

COLÉGIO SETE DE SETEMBRO ENSINO FUNDAMENTAL II

COLÉGIO SETE DE SETEMBRO ENSINO FUNDAMENTAL II COLÉGIO SETE DE SETEMBRO ENSINO FUNDAMENTAL II Alunos Projeto Cênico (Nome do espetáculo) Disciplinas: Arte e Redação Profª. Andréia Ferreira do Carmo Profª. Marla Paulo Afonso Bahia Outubro/2014 ALUNOS

Leia mais

CONEXÃO CULTURAL. Projeto Itinerante de Teatro

CONEXÃO CULTURAL. Projeto Itinerante de Teatro CONEXÃO CULTURAL Projeto Itinerante de Teatro O teatro reflete a cultura da população. Ele permite que a sociedade tenha a possibilidade de apreciar a realidade em mudança por meio da exploração de idiomas

Leia mais

síntese dos projetos objetivo percursos percursos Ação educativa

síntese dos projetos objetivo percursos percursos Ação educativa percursos percursos Ação educativa INSTITUTO TOMIE OHTAKE síntese dos projetos Projetos especiais ProGrAmAs PermANeNtes exposições Prêmios PArA jovens ArtistAs PuBlicAçÕes objetivo Ação educativa Aproximar

Leia mais

Espetáculo Infantil: A FANTÁTICA HISTÓRIA DO MENINO RECICLAUDO

Espetáculo Infantil: A FANTÁTICA HISTÓRIA DO MENINO RECICLAUDO Espetáculo Infantil: A FANTÁTICA HISTÓRIA DO MENINO RECICLAUDO INTRODUÇÃO Espetáculo infantil que aborda a vida do garoto Reciclaudo, que se preocupa com o mundo, a sociedade, com os amigos da escola,

Leia mais

COMENTÁRIOS DA CRÍTICA

COMENTÁRIOS DA CRÍTICA COMENTÁRIOS DA CRÍTICA Sobrevento brilha em monólogo para Calder. Sozinha no palco, Sandra Vargas, também autora do texto, compõe uma atraente sinfonia cênica de delicadeza, própria para agradar a pais

Leia mais

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Artigos: HENRIQUES, Cláudia Heringer. Picadeiro, palco, escola: A evolução do circo na Europa e no Brasil. Revista Digital, Buenos Aires, Ano 11 n. 101, out 2006. Disponível

Leia mais

Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura e Teatro de Anônimo apresentam

Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura e Teatro de Anônimo apresentam Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura e Teatro de Anônimo apresentam EDITAL DO PROCESSO DE SELEÇÃO PROGRAMA POLO CARIOCA DE CIRCO CASA ESCOLA BENJAMIM Inscrições Abertas!

Leia mais

Uma história do underground brasileiro.

Uma história do underground brasileiro. Uma história do underground brasileiro. Sinopse O Documentário Meu nome é Edy Star narra a história de um artista brasileiro cercado de polêmica, glamour, e histórias inéditas do underground da música

Leia mais

Escola para Formação de Artistas Artes Visuais Dança Música Teatro

Escola para Formação de Artistas Artes Visuais Dança Música Teatro Fundação das Artes Escola para Formação de Artistas Artes Visuais Dança Música Teatro Inscrições Abertas Turmas 2013 Primeiro Semestre Cursos Livres e Técnicos A Fundação das Artes é uma Escola de Artes

Leia mais

Tópico: Mostra Brasil - ª Mostra Brasil 11/05/2006 Impacto: Positivo Cm/Col: 43 O Fluminense - RJ Editoria: Social Pg: 3

Tópico: Mostra Brasil - ª Mostra Brasil 11/05/2006 Impacto: Positivo Cm/Col: 43 O Fluminense - RJ Editoria: Social Pg: 3 11/05/2006 Impacto: Positivo Cm/Col: 43 O Fluminense - RJ Editoria: Social Pg: 3 19/04/2006 Impacto: Positivo Cm/Col: 0 Pauta Social - RS Editoria: Pautas Pg: Online 1ª Mostra Brasil: Juventude Transformando

Leia mais

17º FESTIVAL BRASILEIRO DE CINEMA UNIVERSITÁRIO. 06.08 a 12.08 Rio de Janeiro 13.08 a 19.08 São Paulo

17º FESTIVAL BRASILEIRO DE CINEMA UNIVERSITÁRIO. 06.08 a 12.08 Rio de Janeiro 13.08 a 19.08 São Paulo 17º FESTIVAL BRASILEIRO DE CINEMA UNIVERSITÁRIO 06.08 a 12.08 Rio de Janeiro 13.08 a 19.08 São Paulo APRESENTAÇÃO O 17º Festival Brasileiro de Cinema Universitário acontecerá de 6 a 12 de agosto de 2012,

Leia mais

PRÊMIO ENTRANDO EM CENA NO MUNDO FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO

PRÊMIO ENTRANDO EM CENA NO MUNDO FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO PRÊMIO ENTRANDO EM CENA NO MUNDO FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO 1. Dados do Proponente Nome: Pamela Andressa Parisi de Souza Paula Idade: 20 anos 2. Identificação dos responsáveis pelo projeto Nome: Gabriella

Leia mais

apaixonados um pelo outro. Fábio é homossexual e tem em torno de 45 anos. Madalena também tem mais ou menos a mesma idade, e é heterossexual.

apaixonados um pelo outro. Fábio é homossexual e tem em torno de 45 anos. Madalena também tem mais ou menos a mesma idade, e é heterossexual. Apresentação Este projeto é simples e pretende levar para o público algo de elevado conteúdo artístico. O orçamento da pré-produção e da produção é pequeno, já que a peça será encenada por dois atores

Leia mais

Fruto de uma parceria entre os grupos Matula Teatro e Boa Companhia, o evento compreende atividades de teatro e literatura, permeadas por temas recorrentes na obra de Hilda Hilst: a busca de Deus, o desejo

Leia mais

O que de início parece engraçado - Afinal de contas, o que é que um bebê vai entender no Teatro? - Revela-se, de repente, uma surpresa: Já não fazia

O que de início parece engraçado - Afinal de contas, o que é que um bebê vai entender no Teatro? - Revela-se, de repente, uma surpresa: Já não fazia O que de início parece engraçado - Afinal de contas, o que é que um bebê vai entender no Teatro? - Revela-se, de repente, uma surpresa: Já não fazia tempo que havíamos chegado ao consenso De que a Arte

Leia mais

Release do Espetáculo

Release do Espetáculo Forró Floreado Release do Espetáculo O espetáculo Forró Floreado, do Trio Sinhá Flor, tem uma proposta estética bem definida: apresentar ao público o gênero forró sob uma perspectiva feminina. Essa proposta

Leia mais

CRITÉRIOS ADOTADOS PELO SATED/PR À CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL ÁREA DE TEATRO

CRITÉRIOS ADOTADOS PELO SATED/PR À CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL ÁREA DE TEATRO CRITÉRIOS ADOTADOS PELO SATED/PR À CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL Os critérios abaixo apontados é o fruto do consenso entre os membros dos respectivos Departamentos desta entidade de classe, aprovados pela categoria

Leia mais

REGULAMENTO GERAL STREET CULTURE FESTIVAL NACIONAL DE DANÇA

REGULAMENTO GERAL STREET CULTURE FESTIVAL NACIONAL DE DANÇA REGULAMENTO GERAL STREET CULTURE FESTIVAL NACIONAL DE DANÇA Em sua 7 edição o Street Culture Brasil traz um novo formato dos anteriores, voltado para valorização dos grupos e dançarinos brasileiros, continua

Leia mais

CURSO DE TEATRO MUSICAL

CURSO DE TEATRO MUSICAL 8 TEMPOS CURSO DE TEATRO MUSICAL (com Prática de Montagem) Professores: JOÃO BATISTA DANI CAVANELLAS PAULA LEAL Uma ótima oportunidade para os atores, cantores, bailarinos e todos os interessados em Teatro

Leia mais