ANÁLISE COMBINATÓRIA. 1) De quantas formas diferentes cinco pessoas podem se sentar em cinco cadeiras de uma fila de cinema?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANÁLISE COMBINATÓRIA. 1) De quantas formas diferentes cinco pessoas podem se sentar em cinco cadeiras de uma fila de cinema?"

Transcrição

1 ANÁLISE COMBINATÓRIA Questões de análise combinatória serão aquelas que perguntarão de quantas formas pode ocorrer um determinado evento. Vejamos alguns exemplos: 1) De quantas formas diferentes cinco pessoas podem se sentar em cinco cadeiras de uma fila de cinema? 2) Quantos números de três algarismos podem ser formados, dispondo-se dos algarismos (1, 2, 3, 4, 5)? 3) Quantos tipos de saladas, feita de três tipos de frutas diferentes, podem ser formados com as seguintes frutas: banana, maçã, pêra, uva, laranja, mamão, melão? Enfim! Situações como essas acima serão resolvidas por meio de técnicas que conheceremos a partir de agora. Ou seja, a Análise Combinatória se presta ao seguinte: a descobrir o número de maneiras possíveis de se realizar um determinado evento, sem que seja necessário descrever todas essas maneiras! FATORIAL Para o estudo da análise combinatória é de fundamental importância o conceito de fatorial. Isto ocorre devido ao fato de que no estudo do princípio da contagem é muito comum aparecerem produtos de números consecutivos. Definimos por fatorial de um número n (e indicamos por n!) n! = n.(n - 1).(n - 2) OBS.: 0! = 1 1! = 1 Exemplos: 3! = 3.2.1= 6 5! = =120 6! = =720 ARRANJOS SIMPLES Os Arranjos são agrupamentos em que os elementos,se diferem pela ordem ou pela natureza. Observe (AMOR) (ROMA) Difere após a mudança das letras, obtendo outra palavra. Então se ( a, b, c) (b,c,a) temos um problema de arranjo simples. Notação: p A n ou An, p com n p O número de arranjos simples de um conjunto pode ser calculado com a seguinte fórmula: A p n = n! ( n p)! EXEMPLO: Se um torneio de basquetebol consiste de 36 times, de quantas maneiras podem ser conquistados os três primeiros lugares? Resolução: Primeiro passo Se formarmos um trio de primeiros lugares em ordem de posição: 1º Lugar = Palmeiras 2º Lugar = Coritiba 3º Lugar = São Paulo e se invertermos as posições teremos: Atualizada 30/09/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 1

2 1º Lugar = Coritiba 2º Lugar = Palmeiras 3º Lugar = São Paulo A ordem mudou, e, as posições dos times são relevantes no exercício, então temos um problema de arranjo simples: 3 36! ! A 36 = = = = (36 3)! 33! Portanto teremos maneiras diferentes de se obter os três primeiros lugares. COMBINAÇÕES SIMPLES As combinações são agrupamentos em que a ordem dos elementos não altera o conjunto. Observe: Seja um trio escolhido, entre um conjunto de pessoas para formação de uma comissão. (Márcia, Luiza,Ricardo)= (Luiza, Márcia, Ricardo) A ordem foi alterada mas a natureza (trio) é a mesma Notação p C n ou C n, p com n p O número de combinações pode ser calculado da seguinte forma: C p n n! = p!( n p)! Exemplo: De quantas maneiras podemos escolher um comitê de cinco pessoas dentre oito? Lembre-se : Comissões é combinação: C 8! ! = = = 5!(8 5)! 5!.3! = Portanto teremos 56 comissões. PERMUTAÇÃO SIMPLES A Permutação Simples (P n ) é um arranjo de n elementos tomados n a n., ou seja: n! n! n! A n n = = = = n! ( n n)! 0! 1 Com isso P n = n! = n.(n - 1).(n - 2) Exemplo: 56 1) Determine o número de anagramas que podemos formar com as letras da palavra OCA. Resolução: Como temos uma palavra com três letras e sem repetição de nenhuma letra temos: P3 = 3! P = = 6 3 Portanto temos 6 anagramas da palavra OCA. 2 Atualizada 30/09/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores

3 PERMUTAÇÃO COM REPETIÇÂO. Entretanto existem casos onde os elementos podem repetir dentro de um mesmo agrupamento. Neste caso temos a permutação com repetição. Definimos como permutação com repetição a seguinte relação: α, β, γ n! P n = α! β! γ!... onde n é o número total de elementos a serem agrupados e α β, γ, é a quantidade de elementos que se repetem. Exemplo: Determine o número de anagramas que podemos formar com as letras da palavra URUBU. Neste caso temos uma permutação com repetição e então, calculamos da seguinte forma: Observe que a letra U repete-se 3 vezes então: 3 5! 5.4.3! P 5 = = = 20 Portanto temos 20 anagramas da palavra URUBU. 3! 3! Calcule: Exercícios a) C 5, 3 c) C 6, 2 b) C 7, 5 d) C C 10,3 5,3 01. (Fiscal Trabalho 98 ESAF) Três rapazes e duas moças vão ao cinema e desejam sentar-se, os cinco, lado a lado, na mesma fila. O número de maneiras pelas quais eles podem distribuir-se nos assentos de modo que as duas moças fiquem juntas, uma ao lado da outra, é igual a a) 2 b) 4 c) 24 d) 48 e) O número de maneiras diferentes que 3 rapazes e 2 moças podem sentar-se em uma mesma fila de modo que somente as moças fiquem todas juntas é igual a: a) 6 b) 12 c) 24 d) 36 e) Faça a soma da (s) alternativa (s) correta (s) : 1 - Com um grupo de 6 pessoas podem ser formadas 15 comissões de 4 pessoas cada. 2 - Com os dígitos 5, 6, 7, 8 podem ser formados 64 números de 3 algarismos. 4 - O número de anagramas da palavra caneta em que as vogais aparecem juntas é Com os elementos do conjunto { 3, 1, 2, 3, 5}, podem ser formados 6 produtos negativos de 3 fatores distintos A solução da equação C n,3 = A n-1,2 é um numero múltiplo de Em um grupo de dança participam dez meninos e dez meninas. O número de diferentes grupos de cinco crianças, que podem ser formados de modo que em cada um dos grupos participem três meninos e duas meninas é dado por: a) b) c) d) e) Atualizada 30/09/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 3

4 05.Seis pessoas, entre elas Pedro, estão reunidas para escolher entre si, a diretoria de um clube. Esta é formada por um presidente, um vice-presidente, um secretário e um tesoureiro. O número de maneiras para a composição da diretoria, onde José não é o presidente, será: a) 120 b) 360 c) 60 d) 150 e) Uma empresa tem 3 diretores e 5 gerentes. Quantas comissões de 5 pessoas podem ser formadas, contendo no mínimo um diretor? a) 25 b) 35 c) 45 d) 55 e) Um grupo consta de 20 pessoas, das quais 5 matemáticos. De quantas maneiras podemos formar comissões de 10 pessoas, de modo que nenhum membro seja matemático? a) C20,10 b) C15,10 c) C20,15 d) C10,10 e) C20, Um grupo consta de 20 pessoas, das quais 5 matemáticos. De quantas maneiras podemos formar comissões de 10 pessoas, de modo que todos os matemáticos participem da comissão? a) C20,10 b) C15,10 c) C20,15 d) C15,5 e) C20,20 09.Sete modelos, entre elas Ana, Beatriz, Carla e Denise, vão participar de um desfile de modas. A promotora do desfile determinou que as modelos não desfilarão sozinhas, mas sempre em filas formadas por exatamente quatro das modelos. Além disso, a última de cada fila só poderá ser ou Ana, ou Beatriz, ou Carla ou Denise. Finalmente, Denise não poderá ser a primeira da fila. Assim, o número de diferentes filas que podem ser formadas é igual a: a) 420 b) 480 c) 360 d) 240 e) 60 10Um estádio de futebol é composto por n cadeiras numeradas. De quantas maneiras diferentes os sete primeiros torcedores que chegarem para assistir a um jogo de futebol nesse estádio podem escolher seus lugares? a) A n,7 b) n c) A 7,7 d) 7n/n+1 e) n(n+7) 11.Na Mega-Sena são sorteadas seis dezenas de um conjunto de 60 possíveis (as dezenas sorteáveis são 01, 02,.., 60). Uma aposta simples (ou aposta mínima), na Mega-Sena, consiste em escolher 6 dezenas. Pedro sonhou que as seis dezenas que serão sorteadas no próximo concurso da Mega-Sena estarão entre as seguintes: 01, 02, 05, 10, 18, 32, 35, 45. O número mínimo de apostas simples para o próximo concurso da Mega-Sena que Pedro deve fazer para ter certeza matemática que será um dos ganhadores caso o seu sonho esteja correto é: a) 8 b) 28 c) 40 d) 60 e) A senha para um programa de computador consiste em uma seqüência LLNNN, onde L representa uma letra qualquer do alfabeto normal de 26 letras e N é um algarismo de 0 a 9. Tanto letras como algarismos podem ou não ser repetidos, mas é essencial que as letras sejam introduzidas em primeiro lugar, antes dos algarismos. Sabendo que o programa não faz distinção entre letras maiúsculas e minúsculas, o número total de diferentes senhas possíveis é dado por: a) b) c) d) 26! 10! e) C26,2 C10,3 4 Atualizada 30/09/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores

5 13. Para entrar na sala da diretoria de uma empresa é preciso abrir dois cadeados. Cada cadeado é aberto por meio de uma senha. Cada senha é constituída por 3 algarismos distintos. Nessas condições, o número máximo de tentativas para abrir os cadeados é a) b) c) 720 d) 120 e) Uma confeitaria produz 6 tipos diferentes de bombons de frutas. O número de embalagens diferentes que ela pode formar, sabendo que em cada embalagem deve conter 4 tipos diferentes de bombons, é: a) 10 b) 30 c) 120 d) 45 e) Chico, Caio e Caco vão ao teatro com suas amigas Biba e Beti, e desejam sentar-se, os cinco, lado a lado, na mesma fila. O número de maneiras pelas quais eles podem distribuir-se nos assentos de modo que Chico e Beti fiquem sempre juntos, um ao lado do outro, é igual a: a) 16 b) 24 c) 32 d) 46 e) Com os algarismos 1, 3, 4, 5 e 7, sem repeti-los, podemos formar n números de três algarismos divisíveis por 5. Então n, é igual a: a) 12 b) 16 c) 25 d) 60 e) Marcam-se 20 pontos em uma circunferência. O número de cordas que esses pontos determinam é: a) 380 b) 190 c) 160 d) 120 e) Numa clínica oftalmológica, foram catalogados 20 clientes e encontrados oito mulheres com visão normal, cinco mulheres daltônicas e um homem daltônico. De quantas maneiras podem ser selecionados três desses clientes, sendo duas mulheres e um homem, todos com visão normal? a) 6 b) 28 c) 168 d) 336 e) Para se cadastrar em determinado site, é necessário criar uma senha numérica de seis dígitos. Pedro vai utilizar os algarismos da data de nascimento de seu filho, 13/05/1997. Se Pedro resolver fazer uma senha com algarismos distintos e iniciada por um algarismo ímpar, serão n possibilidades. Pode-se concluir que n é igual a (A) 600 (B) 720 (C) (D) (E) (MACK-SP) Temos seis cartões postais distintos e queremos enviá-los para seis pessoas, um cartão para cada pessoa. O número de maneiras diferentes de fazê-lo é: a) 72 b) 6 c) 36 d) 720 e) 10 Atualizada 30/09/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 5

6 21. Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) será formada por cinco parlamentares indicados pelos três partidos A, B e C, de acordo com o tamanho de sua representação no Congresso Nacional. O partido A tem 10 parlamentares e deve indicar 2 membros, o partido B tem 8 parlamentares e deve indicar 2 membros, e o partido C tem 4 parlamentares e deve indicar 1 membro. O número de CPIs diferentes que podem ser formadas é O número de maneiras pelas quais seis pessoas podem ser distribuídas em três grupos, cada um formado por duas pessoas, é: a) 60 b) 75 c) 80 d) 85 e) A quantidade de números de três algarismos que têm pelo menos dois algarismos repetidos é: a) 38 b) 252 c) 300 d) 414 e) Uma prova consta de 15 questões das quais o aluno deve resolver 10. De quantas formas ele poderá escolher as 10 questões? 25. Dezoito equipes disputam um torneio de futebol, no qual cada participante enfrenta todos os outros uma só vez. Quantas partidas deverão ser disputadas? a) 153 b) 170 c) 242 d) 306 e) Uma prova compõe-se de 20 questões do tipo múltipla escolha tendo cada uma 4 alternativas distintas. Se todas as 20 questões forem respondidas ao acaso, o número máximo de maneiras de preencher a folha de resposta será: a) 20 4 b) 20! c) d) e) Cinco bandeiras coloridas e distintas, hasteadas em um mastro, constituem um sinal em código. Quantos sinais podem ser feitos com sete bandeiras de cores diferentes? a) b) 120 c) 480 d) e) As placas dos automóveis são formadas por duas letras seguidas de 4 algarismos. Qual o número de placas que podem ser formadas com as letras A e B e os algarismos pares, sem repetir nenhum algarismo. a) 120 b)240 c)480 d) e) Um cofre possui um disco com 26 letras. A combinação do catre é formada por 3 letras distintas, numa cena ordem. Se o dono esquecesse essa combinação, qual o n 0 máximo de tentativas que ele precisaria fazer para abrir o cofre? a) b c) 26! d) e) De quantos modos diferentes se podem vestir 3 meninos do mesmo tamanho, cada um com uma calça e uma camisa, dispondo-se de 5 calças e 4 camisas de cores diferentes? a) 40 b) Atualizada 30/09/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores

7 c) 84 d)14 e) Em uma fábrica de bijuterias são produzidos colares enfeitados com cinco contas de mesmo tamanho dispostas lado a lado, como mostra a figura. As contas estão disponíveis em 8 cores diferentes.de quantos modos distintos é possível escolher as cinco contas para compor um colar, se a primeira e a última contas devem ser da mesma cor, a segunda e a penúltima contas devem ser da mesma cor e duas contas consecutivas devem ser de cores diferentes? (A) 612 (B) 556 (C) 448 (D) 392 (E) É necessário colocar 7 livros diferentes em uma estante. De quantas maneiras poderão ajeitar esses livros na estante indistintamente? 33. Considere que um decorador deva usar 7 faixas coloridas de dimensões iguais, pendurando-as verticalmente na vitrine de uma loja para produzir diversas formas. Nessa situação, se 3 faixas são verdes e indistinguíveis, 3 faixas são amarelas e indistinguíveis e 1 faixa é branca, esse decorador conseguirá produzir, no máximo, 140 formas diferentes com essas faixas. 34. Um cofre possuiu um disco com 12 letras. A combinação do cofre é uma palavra de 5 letras.quantas tentativas podem ser efetuadas por uma pessoa que desconheça a combinação? a) 12 5 b) 12! c) d) 792 e) Quantas comissões de 4 mulheres e 3 homens podem ser formadas com 10 mulheres e 8 homens? a) b) c) d) e) Os números dos telefones de uma cidade são constituídos de 6 dígitos. Sabendo que o primeiro dígito nunca pode ser zero, se os números dos telefones passarem a ser 7 dígitos, o aumento possível na quantidade de telefones será: a) b) c) d) e) Uma sociedade é composta de 7 dentistas, 5 escritores e 8 médicos. Quantas comissões de 7 membros podem ser formadas de tal modo que se tenha 2 dentistas, 4 escritores e 1 médico. a) 840 b) c) d) e) Uma prova compõe-se de 10 questões do tipo múltipla escolha, tendo cada uma 5 alternativas distintas. Se todas as 10 questões forem respondidas ao acaso, o número máximo de maneiras de preencher a folha de Atualizada 30/09/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 7

8 respostas será: a) 10 5 b) 10! c) d) 10! 5!. 5! e) Os números dos telefones de uma cidade são constituídos de 6 dígitos distintos. Sabendo que o primeiro dígito nunca pode ser zero, se os números dos telefones passarem a ser 7 dígitos distintos, o aumento possível na quantidade de telefones será: a) b) c) d) e) Com as letras da palavra LUGARES pode-se montar vários anagramas. De acordo com as afirmações, julgue os itens. I Com a utilização de todas as letras é possível formar anagramas. II Com 5 letras e começando com a letra A é possível formar 360 anagramas. III O número de anagramas com sete letras que começam com S e terminam com E é de 720. IV O número de anagramas com sete letras que começam com UA e terminam com E é de 24 a) Somente as afirmativas I e II estão corretas b) Somente as afirmativas II e IV estão corretas c) Somente as afirmativas I e III estão corretas d) Somente as afirmativas II e III estão corretas e) Somente as afirmativas III e IV estão corretas 41) Deseja-se criar uma senha para os usuários de um sistema, começando por três letras escolhidas entre as cinco A, B, C, D e E seguidas de quatro algarismos escolhidos entre 0,2, 4, 6 e 8.Se entre as letras puder haver repetição, mas se os algarismos forem todos distintos, o número total de senhas possíveis será superior a Com respeito aos princípios básicos da contagem de elementos de um conjunto finito, julgue os itens de 42 a Considere que um código seja constituído de 4 letras retiradas do conjunto {q, r, s, t, u, v, w, x, y, z}, duas barras e 2 algarismos, escolhidos entre os algarismos de 0 a 9. Nessa situação, se forem permitidas repetições das letras e dos algarismos, então o número de possíveis códigos distintos desse tipo será igual a A quantidade de números divisíveis por 5 existente entre 1 e 68 é inferior a Considere que, em um edifício residencial, haja uma caixa de correspondência para cada um de seus 79 apartamentos e em cada uma delas tenha sido instalada uma fechadura eletrônica com código de 2 dígitos distintos, formados com os algarismos de 0 a 9. Então, de todos os códigos assim formados, 21 deles não precisaram ser utilizados. 45- Considere que 7 tarefas devam ser distribuídas entre 3 funcionários de uma repartição de modo que o funcionário mais recentemente contratado receba 3 tarefas, e os demais, 2 tarefas cada um. Nessa situação, sabendo-se que a mesma tarefa não será atribuída a mais de um funcionário, é correto concluir que o chefe da repartição dispõe de menos de 120 maneiras diferentes para distribuir essas tarefas. 46-Um correntista do BB deseja fazer um único investimento no mercado financeiro, que poderá ser em uma das 6 modalidades de caderneta de poupança ou em um dos 3 fundos de investimento que permitem aplicações iniciais de pelo menos R$ 200,00. Nessa situação, o número de opções de investimento desse correntista é inferior a Considere que, para ter acesso à sua conta corrente via Internet, um correntista do BB deve cadastrar uma senha de 8 dígitos, que devem ser escolhidos entre os algarismos de 0 a 9. Se o correntista decidir que todos os algarismos de sua senha serão diferentes, então o número de escolhas distintas que ele terá para essa senha é igual a 8! 48-Considere que o BB oferece cartões de crédito Visa e Mastercard, sendo oferecidas 5 modalidades diferentes de cartão de cada uma dessas empresas. Desse modo, se um cidadão desejar adquirir um cartão Visa e um Mastercard, ele terá menos de 20 possíveis escolhas distintas. 49-Sabe-se que no BB há 9 vice-presidências e 22 diretorias. Nessa situação, a quantidade de comissões que é possível formar, constituídas por 3 vice-presidentes e 3 diretores, é superior a Atualizada 30/09/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores

9 50-Há exatamente 495 maneiras diferentes de se distribuírem 12 funcionários de um banco em 3 agências, de modo que cada agência receba 4 funcionários 51. Quantos grupos diferentes de 4 lâmpadas podem ficar acesas num galpão que tem 10 lâmpadas? 52. Quantos subconjuntos de 4 elementos possuem um conjunto de 6 elementos? 53. (FAAP-SP) O número de combinações de n objetos distintos tomados 2 a 2 é 15. Determine n. 54. Quantas comissões de 5 membros podemos formar numa assembléia de 12 participantes? 55. Uma papelaria tem 8 cadernos de cores diferentes, e quero comprar 3 de cores diferentes. Quantas possibilidades de escolha eu tenho? 56. Quantos produtos de 2 fatores podemos obter com os divisores naturais do número 12? 57. (Fatec-SP) Há 12 inscritos em um campeonato de base. O número total de lutas que podem ser realizadas entre os inscritos é: a) 12 d) 66 b) 24 e) 132 c) (Cesgranrio-RJ) Um mágico se apresenta em público vestindo calça e paletó de cores diferentes. Para que ele possa se apresentar em 24 sessões com conjuntos diferentes, o número mínimo de peças (número de paletós mais número de calças) de que precisa é: a) 24 d) 10 b) 11 e) 8 c) (Fuvest-SP) Calcule quantos números múltiplos de 3, de 4 algarismos distintos, podem ser formados com 2, 3, 4, 6 e 9? 60. (FGV-SP) Seis pessoas decidem formar 2 comissões com 3 pessoas cada. De quantas formas diferentes isso pode ser feito? a) 20 d) 22 b) 120 e) 48 c) (PUC-SP) Pretende-se formar uma comissão de 5 membros a partir de um grupo de 10 operários e 5 empresários, de modo que nessa comissão haja pelo menos 2 representantes de cada uma das 2 classes. O total de diferentes comissões que podem ser assim formadas é: a) 1000 d) 1750 b) 185 e) 1650 c) Num hospital há 3 vagas para trabalhar no berçário, 5 no banco de sangue e 2 na radioterapia. Se 6 funcionários se candidatarem para o berçário, 8 para o banco de sangue e 5 para a radioterapia, de quantas formas distintas essas vagas podem ser preenchidas? a) 30 d) b) 240 e) c) Atualizada 30/09/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 9

10 GABARITO 1 D 2 C A 5 E 6 D 7 B 8 D 9 A 10 A 11 B 12 B 13 B 14 E 15 E 16 A 17 B 18 C 19 A 20 D 21 V 22 E 23 B 24 C 15,10 25 A 26 E 27 D 28 C 29 D 30 B 31 D V 34 A 35 C 36 E 37 A 38 E 39 A 40 B 41 F 42 V 43 V 44 V 45 F 46 V 47 F 48 F 49 V 50 F n = d 58. d a 61. e 62. d 10 Atualizada 30/09/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores

11 PROBABILIDADE A teoria da probabilidade permite que se calcule a chance de ocorrência de um número em um experimento aleatório. Espaço Amostral É o conjunto de todos os resultados possíveis de um experimento aleatório. Exemplo: Lançando uma moeda e um dado, simultaneamente, sendo S o espaço amostral, constituído pelos 12 elementos: S = {K1, K2, K3, K4, K5, K6, C1, C2, C3, C4, C5, C6} Conceito de probabilidade Se num fenômeno aleatório as possibilidades são igualmente prováveis, então a probabilidade de ocorrer um evento A é: P( A) = Numero de casos favoraveis Numero de casos possiveis Exemplo: No lançamento de um dado, um número ímpar pode ocorrer de 3 maneiras diferentes dentre 6 igualmente prováveis, então, 3 1 P = = = 50% 6 2 Propriedades Importantes: P( A ) + P( A' ) = 1 2. A probabilidade de um evento é sempre um número entre (probabilidade de evento impossível) e 1 (probabilidade do evento certo). 0 PS ( ) 1 Eventos independentes Sendo os eventos A e B, de um espaço amostral, são independentes quando o fato de ocorrer A,não altera a probabilidade de B então, PA ( B) = PA ( ) PB ( ) Ex.:A probabilidade de que um aluno A resolva um problema é 1 5,a de que um aluno B resolva é 1 2, e de que um 1 aluno C resolva este mesmo problema é de.qual a probabilidade de que os três resolvam o problema? 6 A probabilidade de um gato estar vivo daqui a 5 anos é 3/5. A probabilidade de um cão estar vivo daqui a 5 anos é 4/5. Considerando os eventos independentes, a probabilidade de somente o cão estar vivo daqui a 5 anos é de: União de dois Eventos É a reunião dos eventos A e B de um espaço amostral S, subtraído da interseção de A com B. PA ( B) = PA ( ) + PB ( ) PA ( B) Atualizada 30/09/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 11

12 Aplicação: De uma urna com 20 bolinhas numeradas de 1 a 20,retira-se ao acaso uma bolinha.qual a probabilidade desta bolinha retirada ter um número divisível por 2 ou por 3. EXERCICIOS 1) Em um grupo de cinco crianças, duas delas não podem comer doces. Duas caixas de doces serão sorteadas para duas diferentes crianças desse grupo (uma caixa para cada uma das duas crianças). A probabilidade de que as duas caixas de doces sejam sorteadas exatamente para duas crianças que podem comer doces é: a) 15% b) 20% c) 25% d) 30% e) 40% 2.) Em uma sala de aula estão 10 crianças sendo 6 meninas e 4 meninos. Três das crianças são sorteadas para participarem de um jogo. A probabilidade de as três crianças sorteadas serem do mesmo sexo é: a) 15% b) 20% c) 25% d) 30% e) 35% 3.) Um professor de matemática apresentou oito cartões iguais para seus alunos. Em cada cartão estava escrito um polinômio diferente, como mostrado abaixo. P(x) = 3x P(x) = 3x 1 P(x) = x 3 x P(x) = 3x x 4 P(x) = x 4 + x 3 + x P(x) = 3 x x P(x) = 2 x + x 2 P(x) = (x 2 + 1) 3 Se o professor pedir a um aluno que, sem ver o que está escrito nos cartões, escolha um deles aleatoriamente, a probabilidade de o aluno escolher um cartão no qual está escrito um polinômio de 3º grau será de: (A) 4 1 (B) 8 3 (C) 2 1 (D) 8 5 (E) ) Dez fichas são numeradas de 0 a 9 e colocadas em uma urna. Escolhida uma aleatoriamente, determine a probabilidade de sair: a.) o número 3 b.) um número ímpar c.) um número menor que 4 d.) o número 10 5.) A turma de Marcelo foi dividida em 4 grupos. Cada grupo deverá fazer um trabalho sobre um derivado do petróleo: diesel, gasolina, nafta ou óleo combustível. Se a professora vai sortear um tema diferente para cada grupo, qual é a probabilidade de que o primeiro grupo a realizar o sorteio faça um trabalho sobre gasolina e o segundo, sobre diesel? (A) 4 1 (B) Atualizada 30/09/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores

13 (C) 8 1 (D) 12 1 (E) ) De um lote de 10 fusíveis. testa-se um. Determine P(defeituoso) se: a) 1 fusível é defeituoso. b) 2 fusíveis são defeituosos. c) 3 fusíveis são defeituosos. 7.) Um motor tem seis velas e uma está defeituosa, devendo ser substituída. Duas estão em posição de difícil acesso, o que toma difícil a substituição. a) Qual a probabilidade de a vela defeituosa estar em posição difícil"? b) Qual a probabilidade de a vela não estar em posição difícil? 8.) Um rapaz esqueceu o último algarismo do número do telefone da namorada e resolveu tentar falar com ela escolhendo ao acaso o último algarismo. então a probabilidade de que ele acerte o número na primeira tentativa é de 1/10. 9.) Uma urna contém quatro fichas numeradas, sendo: A 1ª com o número 5 A 2ª com o número 10 A 3ª com o número 15 A 4ª com o número 20 Uma ficha é sorteada, tem seu número anotado e é recolocada na urna; em seguida outra ficha é sorteada e anotado seu número. Então a probabilidade de que a média aritmética dos dois números sorteados esteja entre 6 e 14 é de 56 %. 10.) No lançamento de um dado equilibrado, qual a probabilidade de aparecer cinco ou seis numa jogada? 11.) Qual a probabilidade de extração de uma carta de copas ou uma carta de paus de uma baralho? 12.) Qual a probabilidade de extração de uma carta de copas ou um dez de uma baralho? 13.) No almoxarifado de uma oficina de conserto de eletrodomésticos existe um estoque de 50 peças novas e 10 usadas. Uma peça é retirada ao acaso e, em seguida, sem a reposição da primeira, outra é retirada. A probabilidade das duas peças serem usadas nas duas retiradas é: a) 1/ 60 b) 3/118 c) 9/60 d) 6/68 e) 90/60 14.) Joga-se um par de dados equilibrados: a) Qual a probabilidade de ambas as faces serem seis? b) Qual a probabilidade de ambas as faces serem dois? c) Qual a probabilidade de ambas as faces serem números pares? 15.) Joga-se três dados equilibrados: a) Qual a probabilidade das 3 faces serem seis? b) Qual a probabilidade das 3 faces serem dois? c) Qual a probabilidade das 3 faces serem números pares? 16.) Determine a probabilidade de extração de um valete de ouros de um baralho de 52 cartas. 17.) As falhas de diferentes máquinas são independentes umas das outras. Se há quatro máquinas, e se suas respectivas probabilidades de falha são 1%, 2%, 5% e 10% em determinado dia, calcule as probabilidades: a) De todas falharem em determinado dia b) De nenhuma falhar. Atualizada 30/09/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 13

14 18.) Uma urna contém 100 bolinhas numeradas de 1 a 100. Uma bolinha é escolhida aleatoriamente e observado seu número então a probabilidade de o número dessa bolinha ser múltiplo de 5 é 25 % 19.) Joga-se uma moeda três vezes. Qual a probabilidade de aparecer coroa nas três vezes? Qual a probabilidade de não aparecer coroa nas três vezes? 20.) Se três lotes de peças contêm cada um 10% de peças defeituosas, qual a probabilidade de um inspetor não encontrar nenhuma defeituosa ao inspecionar uma peça de cada um dos três lotes? 21.) Jogam-se duas moedas equilibradas. Qual a probabilidade de ambas darem cara? 22.) Jogam-se três moedas equilibradas. Qual a probabilidade das 3 darem cara? 23.) De um mesmo baralho de 52 cartas, retira-se uma carta ao acaso. Qual a probabilidade de se obter dama? Do mesmo baralho, retirando-se duas cartas ao acaso, qual a probabilidade de se obter 2 valetes?. a) 1/13, 1/169 b) 1/13.1/221 c) 1/13, 1/26 d) 1/13, 12/169 e) 1/13, 13/ ) Uma urna contém 5 bolas numeradas de 1 a 5. Tirando-se 3 bolas ao acaso, qual a probabilidade de sair as bolas 1,2,3? a) 15% b) 5% c) 10% d) 30% e) 1,67% 25.) Felipe Oberg, o professor gay do aprovação convida duas jovens, Vera e Luiza, para um passeio no final de semana. Sabe-se que a probabilidade de Vera aceitar o convite é 0,7, de Luiza aceitar é 0,4 e que a probabilidade de qualquer uma delas aceitar ou não o convite independe da resposta da outra. Nessas condições: a) determine a probabilidade de apenas Vera ou apenas Luiza aceitarem o convite; b) determine a probabilidade de Vera ou Luiza aceitarem o convite. 26.) Qual a probabilidade de extração de uma dama ou um cinco de um baralho? a) 30,77% b) 25% c) 7,69% d) 32,69% e) 15,38% 27.) Qual a probabilidade de extração de uma dama ou um cinco de um baralho? a) 15,54% b) 25% c) 7,69% d) 32,69% e) 15,38% 28.) Um casal planeja ter 3 filhos. Sabendo que a probabilidade de cada um dos filhos nascerem do sexo masculino ou feminino é a mesma, considere as seguintes afirmativas: I. A probabilidade de que sejam todos do sexo masculino é de 12,5%. II. A probabilidade de o casal ter pelo menos dois filhos do sexo feminino é de 25%. III. A probabilidade de que os dois primeiros filhos sejam de sexos diferentes é de 50%. IV. A probabilidade de o segundo filho ser do sexo masculino é de 25%. 14 Atualizada 30/09/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores

15 Assinale a alternativa correta: A) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras. B) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras. C) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras. D) Somente as afirmativas I, III e IV são verdadeiras. E) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras. 29.) Jogando-se dois dados, qual a probabilidade de obtermos soma de pontos iguais a 7 ou 10? a) 31,25% b) 25% c) 40% d) 37,50% e) 50% 30.) Um casal deseja ter 4 filhos: 3 homens e uma mulher. Qual a probabilidade de ocorrer o que o casal deseja? a) 31,25% b) 25% c) 40% d) 37,50% e) 50% 31.) Lança-se uma moeda 5 vezes, qual a probabilidade de ocorrer 3 caras e duas coroas? a) 31,25% b) 25% c) 40% d) 37,50% e) 50% 32.) Um grupo de 150 pessoas é formado por 28% de crianças, enquanto o restante é composto de adultos. Classificando esse grupo por sexo, sabe-se que 1/3 dentre os de sexo masculino é formado por crianças e que 1/5 entre os de sexo feminino também é formado por crianças. Escolhendo ao acaso uma pessoa nesse grupo, a probabilidade dessa pessoa ser uma criança do sexo feminino será menor que 10%. 33.) (TFC.) Num sorteio, concorreram 50 bilhetes com números de 1 a 50. Sabe-se que o bilhete sorteado é múltiplo de 5. A probabilidade de o número sorteado ser 25 é: a) 15% b) 5% c) 10% d) 30% e) 20% 34.) (TFC.) Um casal pretende ter quatro filhos. A probabilidade de nascerem dois meninos e duas meninas é: a) 3/8 b) 1/2 c) 6/8 d) 8/6 e) 8/3 35.) Entre doze candidatos que participaram de um teste, quatro foram reprovados. Se três dos candidatos fossem selecionados, aleatoriamente, um após o outro, qual a probabilidade de que todos esses alunos tivessem sido aprovados? a) 14/55 b) 8/55 c) 8/27 d) 27/55 e) 16/27 Atualizada 30/09/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 15

16 36.) Uma firma exploradora de petróleo perfura um poço quando acha que há pelo menos 25% de encontrar petróleo. Ela perfura quatro poços, aos quais atribui as probabilidades; 0,3, 0,4, 0,7 e 0,8. a) Determine a probabilidade de nenhum dos poços produzir petróleo, com base nas estimavas firma. b) Determine a probabilidade de os quatro poços produzirem petróleo. c) Qual a probabilidade de só os poços com probabilidade 0,3 e 0,7 produzirem petróleo? 37.) Márcio tem dois velhos automóveis. Nas manhãs frias, há 20% de probabilidade de um deles não pegar e 30% de o outro não pegar". a) Qual a probabilidade de nenhum "pegar"? b) Qual a probabilidade de apenas um "pegar"? 38.) Em uma urna há 10 cartões, cada qual marcado com apenas um dos números: 2, 5, 6, 7, 9, 13, 14, 19, 21 e 24. Para compor uma potência, devem ser sorteados sucessivamente e sem reposição dois cartões: no primeiro o número assinalado deverá corresponder à base da potência e no segundo, ao expoente. Assim, a probabilidade de que a potência obtida seja equivalente a um número par é de 40%. 39.) Dois dados perfeitos numerados de 1 a 6 são jogados simultaneamente. Multiplicam-se os números sorteados. A probabilidade de que o produto seja par é inferior a 50%. Gabarito 1. D 2. B 3. A 4. a.) 1/10 b.) 5/10 c.) 4/10 d.) 4/10 e.) 0/10 5. D 6. a.) 1/10 b.) 2/10 c.) 3/10 7. a.) 2/6 b.) 2/6 8. V 9. F 10. 2/ / / B 14. a.) 1/36 b.) 1/36 c.) 9/ a.) 1/216 b.) 1/216 c.) 27/ / a.) 0, b.) 0, F (20%) 19. 1/8 e 7/ ,9% 21. 1/ /8 23. B 24. C 25. a) 54% b) 82% 26. E 27. A 28. A 29. B 30. B 31. A 32. V ( 8% ) 33. C 34. A 35 A 36. a.) 0,0252 b.) 0,0672 c.) 0, a.) 0,06 b.) 0, V 39. F ( 75%) 16 Atualizada 30/09/2008 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores

C Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 7

C Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 7 RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 7 TEORIA DAS PROBABILIDADES Vamos considerar os seguintes experimentos: Um corpo de massa m, definida sendo arrastado horizontalmente por uma força qualquer, em um espaço definido.

Leia mais

Módulo VIII. Probabilidade: Espaço Amostral e Evento

Módulo VIII. Probabilidade: Espaço Amostral e Evento 1 Módulo VIII Probabilidade: Espaço Amostral e Evento Suponha que em uma urna existam cinco bolas vermelhas e uma branca. Extraindo-se, ao acaso, uma das bolas, é mais provável que esta seja vermelha.

Leia mais

Professor Mauricio Lutz PROBABILIDADE

Professor Mauricio Lutz PROBABILIDADE PROBABILIDADE Todas as vezes que se estudam fenômenos de observação, cumpre-se distinguir o próprio fenômeno e o modelo matemático (determinístico ou probabilístico) que melhor o explique. Os fenômenos

Leia mais

INSTITUTO DE APLICAÇÃO FERNANDO RODRIGUES DA SILVEIRA (CAp/UERJ) MATEMÁTICA ENSINO MÉDIO - PROF. ILYDIO SÁ CÁLCULO DE PROBABILIDADES PARTE 1

INSTITUTO DE APLICAÇÃO FERNANDO RODRIGUES DA SILVEIRA (CAp/UERJ) MATEMÁTICA ENSINO MÉDIO - PROF. ILYDIO SÁ CÁLCULO DE PROBABILIDADES PARTE 1 1 INSTITUTO DE APLICAÇÃO FERNANDO RODRIGUES DA SILVEIRA (CAp/UERJ) MATEMÁTICA ENSINO MÉDIO - PROF. ILYDIO SÁ CÁLCULO DE PROBABILIDADES PARTE 1 1. Origem histórica É possível quantificar o acaso? Para iniciar,

Leia mais

Faculdade Tecnológica de Carapicuíba Tecnologia em Logística Ênfase em Transportes Notas da Disciplina de Estatística (versão 8.

Faculdade Tecnológica de Carapicuíba Tecnologia em Logística Ênfase em Transportes Notas da Disciplina de Estatística (versão 8. Faculdade Tecnológica de Carapicuíba Tecnologia em Logística Ênfase em Transportes Notas da Disciplina de Estatística (versão 8.) PROBABILIDADE Dizemos que a probabilidade é uma medida da quantidade de

Leia mais

CURSO ONLINE RACIOCÍNIO LÓGICO. AULA ONZE: Análise Combinatória (Parte II)

CURSO ONLINE RACIOCÍNIO LÓGICO. AULA ONZE: Análise Combinatória (Parte II) 1 AULA ONZE: Análise Combinatória (Parte II) Olá, amigos! Tudo bem com vocês? Esta é nossa décima primeira aula, e ainda sequer chegamos à metade de nosso curso! Longo é o caminho do Raciocínio Lógico...

Leia mais

Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Análise Combinatória 2º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO

Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Análise Combinatória 2º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Análise Combinatória 2º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO Professor: Hermes Jardim Disciplina: Matemática Lista 5 3º Bimestre/2013 Aluno(a): Número: Turma: 1) Resolva

Leia mais

Teoria das Probabilidades

Teoria das Probabilidades Teoria das Probabilidades Qual a probabilidade de eu passar no vestibular? Leandro Augusto Ferreira Centro de Divulgação Científica e Cultural Universidade de São Paulo São Carlos - Abril / 2009 Sumário

Leia mais

CAPÍTULO 04 NOÇÕES DE PROBABILIDADE

CAPÍTULO 04 NOÇÕES DE PROBABILIDADE CAPÍTULO 0 NOÇÕES DE PROBABILIDADE. ESPAÇO AMOSTRAL É o conjunto de todos os possíveis resultados de um experimento aleatório. No lançamento de uma moeda perfeita (não viciada) o espaço amostral é S =

Leia mais

PROFMAT - UNIRIO COORDENADOR GLADSON ANTUNES ALUNO JOÃO CARLOS CATALDO ANÁLISE COMBINATÓRIA

PROFMAT - UNIRIO COORDENADOR GLADSON ANTUNES ALUNO JOÃO CARLOS CATALDO ANÁLISE COMBINATÓRIA PROFMAT - UNIRIO COORDENADOR GLADSON ANTUNES ALUNO JOÃO CARLOS CATALDO ANÁLISE COMBINATÓRIA Questão 1: Entre duas cidades A e B existem três empresas de avião e cinco de ônibus. Uma pessoa precisa fazer

Leia mais

EXERCÍCIOS. 02) (UFBA) Com os dígitos 1, 2, 3, 4, 6, e 8, quantos números naturais ímpares podem-se formar com três algarismos distintos cada um?

EXERCÍCIOS. 02) (UFBA) Com os dígitos 1, 2, 3, 4, 6, e 8, quantos números naturais ímpares podem-se formar com três algarismos distintos cada um? EXERCÍCIOS 0) Considerando os algarismos,,,, 5, 6, 7 e 8, responda: a) Quantos números de quatro algarismos podemos formar? b) Quantos números pares de quatro algarismos podemos formar? c) Quantos números

Leia mais

a) ½ b) 1/3 c) 14 d) 1/5 e) 1/6

a) ½ b) 1/3 c) 14 d) 1/5 e) 1/6 PROBABILIDADE 1) (ANEEL) Ana tem o estranho costume de somente usar blusas brancas ou pretas. Por ocasião de seu aniversário, Ana ganhou de sua mãe quatro blusas pretas e cinco brancas. Na mesma ocasião,

Leia mais

A probabilidade representa o resultado obtido através do cálculo da intensidade de ocorrência de um determinado evento.

A probabilidade representa o resultado obtido através do cálculo da intensidade de ocorrência de um determinado evento. Probabilidade A probabilidade estuda o risco e a ocorrência de eventos futuros determinando se existe condição de acontecimento ou não. O olhar da probabilidade iniciou-se em jogos de azar (dados, moedas,

Leia mais

PROBABILIDADE PROFESSOR: ANDRÉ LUIS

PROBABILIDADE PROFESSOR: ANDRÉ LUIS PROBABILIDADE PROFESSOR: ANDRÉ LUIS 1. Experimentos Experimento determinístico: são aqueles em que o resultados são os mesmos, qualquer que seja o número de ocorrência dos mesmos. Exemplo: Um determinado

Leia mais

4) Quais dos seguintes pares de eventos são mutuamente exclusivos:

4) Quais dos seguintes pares de eventos são mutuamente exclusivos: INE 7002 LISTA DE EXERCÍCIOS PROBABILIDADE Lista de Exercícios - Probabilidade 1 1) Lâmpadas que se apresentam em perfeitas condições são ensaiadas quanto ao tempo de vida. Um instrumento é acionado no

Leia mais

UNITAU APOSTILA PROBABILIDADES PROF. CARLINHOS

UNITAU APOSTILA PROBABILIDADES PROF. CARLINHOS ESCOLA DE APLICAÇÃO DR. ALFREDO JOSÉ ALI UNITAU APOSTILA PROAILIDADES ibliografia: Curso de Matemática Volume Único Autores: ianchini&paccola Ed. Moderna Matemática Fundamental - Volume Único Autores:

Leia mais

Estatística II. Capítulo 1:

Estatística II. Capítulo 1: 1 Estatística II Capítulo 1: Consciente ou inconsciente, a probabilidade é usada por qualquer individuo que toma decisão em situações de incerteza. Conhecendo ou não regras para seu cálculo, muitas pessoas

Leia mais

Raciocínio Lógico Exercícios. Prof. Pacher A B P(A B) P(A/B) = P(B) n(a) P(A) = n(s) PROBABILIDADE DECORRÊNCIA DA DEFINIÇÃO

Raciocínio Lógico Exercícios. Prof. Pacher A B P(A B) P(A/B) = P(B) n(a) P(A) = n(s) PROBABILIDADE DECORRÊNCIA DA DEFINIÇÃO PROBBILIDDE Introdução teoria da probabilidade é o ramo da matemática que cria, desenvolve e em geral pesquisa modelos que podem ser utilizados para estudar experimentos aleatórios ou não determinísticos.

Leia mais

7- Probabilidade da união de dois eventos

7- Probabilidade da união de dois eventos . 7- Probabilidade da união de dois eventos Sejam A e B eventos de um mesmo espaço amostral Ω. Vamos encontrar uma expressão para a probabilidade de ocorrer o evento A ou o evento B, isto é, a probabilidade

Leia mais

AULA 9 - PROBABILIDADE. Numero de Resultados Desejado Numero de Resultados Possiveis EXERCÍCIOS DE AULA

AULA 9 - PROBABILIDADE. Numero de Resultados Desejado Numero de Resultados Possiveis EXERCÍCIOS DE AULA AULA 9 - PROBABILIDADE São duas as questões pertinentes na resolução de um problema envolvendo probabilidades. Primeiro, é preciso quantificar o conjunto de todos os resultados possíveis, que será chamado

Leia mais

Exercícios sobre probabilidades Matemática aula por aula Benigno Barreto Filho/Cláudio Xavier Toledo da Silva vol. 2 Ensino Médio.

Exercícios sobre probabilidades Matemática aula por aula Benigno Barreto Filho/Cláudio Xavier Toledo da Silva vol. 2 Ensino Médio. Atividade sobre Probabilidades 4 o bim. 2009 2 os anos 1) No lançamento simultâneo de 2 dados, considere as faces voltadas para cima e determine a) espaço amostral S. b) evento E 1 : números cuja soma

Leia mais

Lista 2 - Probabilidade. Probabilidade. 1. Uma letra é escolhida entre as letras da palavra PROBABILIDADE

Lista 2 - Probabilidade. Probabilidade. 1. Uma letra é escolhida entre as letras da palavra PROBABILIDADE Estatística 2 a LISTA DE EXERCÍCIOS Prof. Ânderson Vieira Probabilidade Espaço Amostral Em cada um dos exercícios a 0. Determine o espaço amostral.. Uma letra é escolhida entre as letras da palavra PROBABILIDADE

Leia mais

I. Experimentos Aleatórios

I. Experimentos Aleatórios A teoria do azar consiste em reduzir todos os acontecimentos do mesmo gênero a um certo número de casos igualmente possíveis, ou seja, tais que estejamos igualmente inseguros sobre sua existência, e em

Leia mais

O conceito de probabilidade

O conceito de probabilidade A UA UL LA O conceito de probabilidade Introdução Nesta aula daremos início ao estudo da probabilidades. Quando usamos probabilidades? Ouvimos falar desse assunto em situações como: a probabilidade de

Leia mais

Exercícios Análise Combinatória

Exercícios Análise Combinatória Exercícios Análise Combinatória 1. (Uemg 2014) Na Copa das Confederações de 2013, no Brasil, onde a seleção brasileira foi campeã, o técnico Luiz Felipe Scolari tinha à sua disposição 23 jogadores de várias

Leia mais

MATEMÁTICA e RACIOCÍNIO LÓGICO

MATEMÁTICA e RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICA e RACIOCÍNIO LÓGICO Prof. Cláudio da Cunha Kidricki SUMÁRIO 1. Conjuntos, 2 2. Contagem, 7 3. Probabilidades, 21 4. Aritmética e Álgebra, 36 5. Números e Grandezas Proporcionais, 39 6. Sistema

Leia mais

100 QUESTÕES DE PROBABILIDADE PARA CONCURSOS

100 QUESTÕES DE PROBABILIDADE PARA CONCURSOS 100 QUESTÕES DE PROBABILIDADE PARA CONCURSOS R E S O L U Ç Ã O D E E X E R C ÍC IO S R A C IO C ÍN IO L Ó G IC O M A T E M Á T IC A F ÍS IC A /Q U ÍM IC A E m a il g a b a r ito c e rto @ h o tm a il.c

Leia mais

RESUMO TEÓRICO. n(a) P(A) = n(u) 0 P(A) 1

RESUMO TEÓRICO. n(a) P(A) = n(u) 0 P(A) 1 RESUMO TEÓRICO Experimentos aleatórios: são aqueles que, mesmo repetidos várias vezes sob condições semelhantes, apresentam resultados imprevisíveis. Exemplo: Lançar um dado e verificar qual é a face voltada

Leia mais

Disciplina: Matemática Data da entrega: 18/04/2015.

Disciplina: Matemática Data da entrega: 18/04/2015. Lista de Exercícios - 02 Aluno (a): Nº. Professor: Flávio Turma: 2ª série (ensino médio) Disciplina: Matemática Data da entrega: 18/04/2015. Observação: A lista deverá apresentar capa, enunciados e as

Leia mais

Análise Combinatória. Prof. Thiago Figueiredo

Análise Combinatória. Prof. Thiago Figueiredo Análise Combinatória Prof. Thiago Figueiredo (Escola Naval) Um tapete de 8 faixas deve ser pintado com cores azul, preta e branca. A quantidade de maneiras que podemos pintar esse tapete de modo que as

Leia mais

Módulo de Probabilidade Miscelânea de Exercícios. Cálculo de Probabilidades. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis

Módulo de Probabilidade Miscelânea de Exercícios. Cálculo de Probabilidades. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis Módulo de Probabilidade Miscelânea de Exercícios Cálculo de Probabilidades a série E.M. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis Probabilidade Miscelânea de Exercícios Cálculo de Probabilidades 1 Exercícios

Leia mais

Curso Wellington Matemática Arranjo e Combinação Prof Hilton Franco

Curso Wellington Matemática Arranjo e Combinação Prof Hilton Franco 1. A figura abaixo ilustra um bloco de massa igual a 8 kg, em repouso, apoiado sobre um plano horizontal. Um prato de balança, com massa desprezível, está ligado ao bloco por um fio ideal. O fio passa

Leia mais

FCHS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS PRIAD PROGRAMA DE REVISÃO INTENSIVA EM ADMINISTRAÇÃO

FCHS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS PRIAD PROGRAMA DE REVISÃO INTENSIVA EM ADMINISTRAÇÃO FCHS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS PRIAD PROGRAMA DE REVISÃO INTENSIVA EM ADMINISTRAÇÃO TEMA PRIAD PROBABILIDADES E APLICAÇÕES PRÁTICAS DATA / / ALUNO RA TURMA 1) Num levantamento realizado

Leia mais

Princípio Fundamental da Contagem

Princípio Fundamental da Contagem Princípio Fundamental da Contagem 1. (Uem 2013) Seja A o seguinte conjunto de números naturais: A {1, 2, 4, 6, 8}. Assinale o que for correto. 01) Podem ser formados exatamente 24 números ímpares com 4

Leia mais

Introdução à Probabilidade e Estatística

Introdução à Probabilidade e Estatística Professor Cristian F. Coletti Introdução à Probabilidade e Estatística (1 Para cada um dos casos abaixo, escreva o espaço amostral correspondente e conte seus elementos. a Uma moeda é lançada duas vezes

Leia mais

ANÁLISE COMBINATÓRIA FATORIAL DE UM NÚMERO NATURAL. Se n é um número natural, define-se fatorial de n (símbolo: n!) da seguinte forma:

ANÁLISE COMBINATÓRIA FATORIAL DE UM NÚMERO NATURAL. Se n é um número natural, define-se fatorial de n (símbolo: n!) da seguinte forma: ANÁLISE COMBINATÓRIA FATORIAL DE UM NÚMERO NATURAL Se n é um número natural, define-se fatorial de n (símbolo: n!) da seguinte forma: 2. Considere a equação (n 3)! = 6 (n 4)!. a) Encontre o domínio da

Leia mais

ANÁLISE COMBINATÓRIA. Princípio multiplicativo

ANÁLISE COMBINATÓRIA. Princípio multiplicativo ANÁLISE COMBINATÓRIA Princípio multiplicativo Generalizando Para descrição das d n sucessivas decisões a serem tomadas, temos que: Se d 1 : a primeira decisão a ser tomada, tenha m 1 opções distintas.

Leia mais

WWW.CARREIRAFISCAL.COM.BR

WWW.CARREIRAFISCAL.COM.BR ANÁLISE COMBINATÓRIA Resumo Teórico: Princípio Fundamental da Contagem: Considerando n o número de etapas em que ocorre determinado evento e sabendo que k 1, k 2, k 3,..., k n indicam o número de possibilidades

Leia mais

Matemática. Atividades. complementares. 9-º ano. Este material é um complemento da obra Matemática 9. uso escolar. Venda proibida.

Matemática. Atividades. complementares. 9-º ano. Este material é um complemento da obra Matemática 9. uso escolar. Venda proibida. 9 ENSINO 9-º ano Matemática FUNDAMENTAL Atividades complementares Este material é um complemento da obra Matemática 9 Para Viver Juntos. Reprodução permitida somente para uso escolar. Venda proibida. Samuel

Leia mais

Atividade extra. Exercício 1. Exercício 2. Exercício 3. Matemática e suas Tecnologias Matemática

Atividade extra. Exercício 1. Exercício 2. Exercício 3. Matemática e suas Tecnologias Matemática Atividade extra Exercício 1 Considere o produto dos números naturais ímpares, 19 17 15... 3 1: Como pode ser reescrito utilizando fatorial? (a) 19! (b) 19! 20! (c) 19! 18 16... 2 (d) 19! 20 Exercício 2

Leia mais

1. INTRODUÇÃO 2. EXPERIMENTO ALEATÓRIO 3. ESPAÇO AMOSTRAL

1. INTRODUÇÃO 2. EXPERIMENTO ALEATÓRIO 3. ESPAÇO AMOSTRAL PROBABILIDADE 1. INTRODUÇÃO Embora o cálculo das probabilidades pertença ao campo da Matemática, sua inclusão aqui se justifica pelo fato da maioria dos fenômenos de que trata a Estatística ser de natureza

Leia mais

MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO

MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO ANÁLISE COMBINATÓRIA ARRANJO SIMPLES PRINCÍPIO FUNDAMENTAL DA CONTAGEM (PFC) Importa a ordem dos elementos (PFC) n 1.n 2.n 3... total de possibilidades A p n ( n p)! Supondo que 5 colegas vão sair de carro,

Leia mais

Primeira Lista de Exercícios de Estatística

Primeira Lista de Exercícios de Estatística Primeira Lista de Exercícios de Estatística Professor Marcelo Fernandes Monitor: Márcio Salvato 1. Suponha que o universo seja formado pelos naturais de 1 a 10. Sejam A = {2, 3, 4}, B = {3, 4, 5}, C =

Leia mais

1 cartão de crédito mais de 1 cartão de crédito Renda até 10 S.M. 250 80 20 10 a 20 S.M. 100 200 40 20 a 30 S.M. 50 40 60 mais de 30 S.M.

1 cartão de crédito mais de 1 cartão de crédito Renda até 10 S.M. 250 80 20 10 a 20 S.M. 100 200 40 20 a 30 S.M. 50 40 60 mais de 30 S.M. ([HUFtFLRVÃÃ&DStWXORÃÃ Ã Tomou-se uma amostra de 000 pessoas num shopping center com o objetivo de verificar a relação entre o número de cartões de crédito e a renda familiar (em salários mínimos). Os

Leia mais

Exercícios para estudo Análise Combinatória

Exercícios para estudo Análise Combinatória Exercícios para estudo Análise Combinatória Prof: Marcelo Faria Questão 1 (CESGRANRIO) Joana deseja presentear uma amiga e só dispõe de dinheiro para comprar um único presente Sabe-se que, Renata, sua

Leia mais

MATEMÁTICA - 3 o ANO MÓDULO 18 PROBABILIDADE DE MAIS DE UM EVENTO

MATEMÁTICA - 3 o ANO MÓDULO 18 PROBABILIDADE DE MAIS DE UM EVENTO MATEMÁTICA - 3 o ANO MÓDULO 18 PROBABILIDADE DE MAIS DE UM EVENTO Como pode cair no enem (ENEM) Em um jogo disputado em uma mesa de sinuca, há 16 bolas: 1 branca e 15 coloridas, as quais, de acordo com

Leia mais

3ª lista de exercícios sobre cálculo de probabilidades, axiomas, propriedades, teorema da probabilidade total e teorema de Bayes

3ª lista de exercícios sobre cálculo de probabilidades, axiomas, propriedades, teorema da probabilidade total e teorema de Bayes 3ª lista de exercícios sobre cálculo de probabilidades, axiomas, propriedades, teorema da probabilidade total e teorema de Bayes 1) Quatro moedas são lançadas e observa-se a seqüência de caras e coroas

Leia mais

NOÇÕES DE PROBABILIDADE

NOÇÕES DE PROBABILIDADE NOÇÕES DE PROBABILIDADE Fenômeno Aleatório: situação ou acontecimento cujos resultados não podem ser determinados com certeza. Exemplos: 1. Resultado do lançamento de um dado;. Hábito de fumar de um estudante

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS VARIÁVEIS ALEATÓRIAS

LISTA DE EXERCÍCIOS VARIÁVEIS ALEATÓRIAS LISTA DE EXERCÍCIOS VARIÁVEIS ALEATÓRIAS 1. Construir um quadro e o gráfico de uma distribuição de probabilidade para a variável aleatória X: número de coroas obtidas no lançamento de duas moedas. 2. Fazer

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO MATEMÁTICA CONTEÚDO: PROBABILIDADE 3 a SÉRIE ENSINO MÉDIO

EXERCÍCIOS DE REVISÃO MATEMÁTICA CONTEÚDO: PROBABILIDADE 3 a SÉRIE ENSINO MÉDIO EXERCÍCIOS DE REVISÃO MATEMÁTICA CONTEÚDO: PROBABILIDADE a SÉRIE ENSINO MÉDIO ======================================================================= ) (UF SC) Em uma caixa há 8 bombons, todos com forma,

Leia mais

PROF. LUIZ CARLOS MOREIRA SANTOS. Questão 01)

PROF. LUIZ CARLOS MOREIRA SANTOS. Questão 01) Questão 01) O jogo da Mega-Sena consiste no sorteio de 6 números distintos entre 1 e 60. Um apostador escolhe 20 números distintos e faz todos os C 20,6 jogos possíveis de serem realizados com os 20 números.

Leia mais

PROFESSOR : ALEXANDRE PORTELA MATÉRIA: MATEMATICA ASSUNTO: PROPORCIONALIDADE REQUISITO BÁSICO: FRAÇÕES

PROFESSOR : ALEXANDRE PORTELA MATÉRIA: MATEMATICA ASSUNTO: PROPORCIONALIDADE REQUISITO BÁSICO: FRAÇÕES PROFESSOR : ALEXANDRE PORTELA MATÉRIA: MATEMATICA ASSUNTO: PROPORCIONALIDADE REQUISITO BÁSICO: FRAÇÕES Assim, por exemplo, se tivermos uma pizza inteira e a dividimos em tres partes iguais, cada parte

Leia mais

Projeto Rumo ao ITA Exercícios estilo IME

Projeto Rumo ao ITA Exercícios estilo IME Exercícios estilo IME PROGRAMA IME ESPECIAL ANÁLISE COMBINATÓRIA PROF. PAULO ROBERTO 01. Em um baile há seis rapazes e dez moças. Quantos pares podem ser formados para a dança: a) sem restrição; b) se

Leia mais

C p e D, é inferior a 120 mil. n = = Com os algarismos 1, 2, 4, 5, 6 e 8 deseja-se formar números de 3 algarismos, não sendo permitida a PEDRÃO

C p e D, é inferior a 120 mil. n = = Com os algarismos 1, 2, 4, 5, 6 e 8 deseja-se formar números de 3 algarismos, não sendo permitida a PEDRÃO Banco do Brasil, esses fundos sejam exibidos em uma ANÁLISE COMBINATÓRIA coluna, de modo que os fundos de mesma classificação Se você ver que não importa a ordem, aparecem juntos em seqüência. Sendo assim,

Leia mais

MATEMÁTICA AULA 01: ANÁLISE COMBINATÓRIA

MATEMÁTICA AULA 01: ANÁLISE COMBINATÓRIA APOSTILA UP-GRADE MATEMÁTICA Prof. Marcelo Renato AULA 0: ANÁLISE COMBINATÓRIA. PRINCÍPIO FUNDAMENTAL DA CONTAGEM (PFC) Se um evento pode ocorrer de n maneiras distintas e, a seguir, um segundo evento

Leia mais

AV2 - MA 12-2012. (a) De quantos modos diferentes posso empilhá-los de modo que todos os CDs de rock fiquem juntos?

AV2 - MA 12-2012. (a) De quantos modos diferentes posso empilhá-los de modo que todos os CDs de rock fiquem juntos? Questão 1. Num porta-cds, cabem 10 CDs colocados um sobre o outro, formando uma pilha vertical. Tenho 3 CDs de MPB, 5 de rock e 2 de música clássica. (a) De quantos modos diferentes posso empilhá-los de

Leia mais

É o conjunto de todos os resultados possíveis de um experimento aleatório. A notação que vamos usar é S.

É o conjunto de todos os resultados possíveis de um experimento aleatório. A notação que vamos usar é S. PROBABILIDADES Historicamente, a teoria da probabilidade começou com o estudo de jogos de azar, como a roleta e as cartas. O cálculo das probabilidades nos permite encontrar um número que mostra a chance

Leia mais

Contagem I. Figura 1: Abrindo uma Porta.

Contagem I. Figura 1: Abrindo uma Porta. Polos Olímpicos de Treinamento Curso de Combinatória - Nível 2 Prof. Bruno Holanda Aula 4 Contagem I De quantos modos podemos nos vestir? Quantos números menores que 1000 possuem todos os algarismos pares?

Leia mais

CURSO ANUAL DE MATEMÁTICA REVISÃO ENEM RETA FINAL

CURSO ANUAL DE MATEMÁTICA REVISÃO ENEM RETA FINAL CURSO ANUAL DE MATEMÁTICA REVISÃO ENEM RETA FINAL Tenho certeza que você se dedicou ao máximo esse ano, galerinha! Sangue no olho, muita garra nessa reta final! Essa vaga é de vocês! Forte abraço prof

Leia mais

(Testes intermédios e exames 2007/2008)

(Testes intermédios e exames 2007/2008) (Testes intermédios e exames 2007/2008) 14. Uma caixa 1 tem uma bola verde e três bolas amarelas. Uma caixa 2 tem apenas uma bola verde. Considere a experiência que consiste em tirar, simultaneamente e

Leia mais

Cálculo das Probabilidades e Estatística I

Cálculo das Probabilidades e Estatística I Cálculo das Probabilidades e Estatística I Prof a. Juliana Freitas Pires Departamento de Estatística Universidade Federal da Paraíba - UFPB juliana@de.ufpb.br Introdução a Probabilidade Existem dois tipos

Leia mais

ANÁLISE COMBINATÓRIA. 9 9 8 7 4536 números, já que os algarismos PRÍNCIPIO FUNDAMENTAL DA CONTAGEM

ANÁLISE COMBINATÓRIA. 9 9 8 7 4536 números, já que os algarismos PRÍNCIPIO FUNDAMENTAL DA CONTAGEM 1 ANÁLISE COMBINATÓRIA Considere os dois problemas abaixo: Em uma corrida envolvendo quatro corredores, quantas são as possibilidades de pódio? Para cada possível 1º lugar, existem três possíveis 2ºs lugares

Leia mais

Noções de Probabilidade e Estatística CAPÍTULO 2

Noções de Probabilidade e Estatística CAPÍTULO 2 Noções de Probabilidade e Estatística Resolução dos Exercícios Ímpares CAPÍTULO 2 Felipe E. Barletta Mendes 8 de outubro de 2007 Exercícios da seção 2.1 1 Para cada um dos casos abaixo, escreva o espaço

Leia mais

Matemática. Resolução das atividades complementares. M16 Probabilidade

Matemática. Resolução das atividades complementares. M16 Probabilidade Resolução das atividades complementares Matemática M Probabilidade p. 7 (FGV-SP) Uma urna contém quinze bolinhas numeradas de a. a) Se uma bolinha for sorteada, qual a probabilidade de que o número observado

Leia mais

B 01. Combinações e Permutações

B 01. Combinações e Permutações IME ITA Apostila ITA B 0 Combinações e Permutações Introdução Neste capítulo são apresentadas as ferramentas básicas que nos permitem determinar o número de elementos de conjuntos formados de acordo com

Leia mais

NOTAS DE AULA: LÓGICA, INDUÇÃO E INICIAÇÃO MATEMÁTICA

NOTAS DE AULA: LÓGICA, INDUÇÃO E INICIAÇÃO MATEMÁTICA NOTAS DE AULA: LÓGICA, INDUÇÃO E INICIAÇÃO MATEMÁTICA André Luiz Galdino Notas de Aula: Lógica, Indução e Iniciação Matemática 3 SUMÁRIO 3 1 Noções de Análise Combinatória 4 11 Princípio da Regra da Soma

Leia mais

QUESTÕES. t = 7, o valor de t é o número: SIMULADO. Olá pessoal! Como vocês estão?

QUESTÕES. t = 7, o valor de t é o número: SIMULADO. Olá pessoal! Como vocês estão? Olá pessoal! Como vocês estão? Nesse artigo apresento a vocês um simulado com questões de Raciocínio Lógico, Matemática e Matemática Financeira. Para os candidatos aos cargos de Auditor e Analista Tributário

Leia mais

Espaços Amostrais Finitos

Espaços Amostrais Finitos EST029 Cálculo de Probabilidade I Cap. 2: Espaços Amostrais Finitos Prof. Clécio da Silva Ferreira Depto Estatística - UFJF Espaços Amostrais Finitos Espaço amostral S = {a 1, a 2, a 3,..., a k } (finito)

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS SERRA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO LISTA DE EXERCÍCIOS (VARIÁVEIS ALEATÓRIAS) ALUNO(A):

INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS SERRA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO LISTA DE EXERCÍCIOS (VARIÁVEIS ALEATÓRIAS) ALUNO(A): INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS SERRA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO LISTA DE EXERCÍCIOS (VARIÁVEIS ALEATÓRIAS) ALUNO(A): 1) A demanda quotidiana por um determinado produto no mercadinho

Leia mais

Bom serviço dentro da garantia Serviço deficiente dentro da garantia Vendedores de determinada marca de pneus 64 16

Bom serviço dentro da garantia Serviço deficiente dentro da garantia Vendedores de determinada marca de pneus 64 16 Lista de Probabilidade Básica com gabarito 1. Considere a experiência que consiste em pesquisar famílias com três crianças, em relação ao sexo das mesmas, segundo a ordem de nascimento. (a)determine o

Leia mais

Exercícios de Análise Combinatória ano: 2013

Exercícios de Análise Combinatória ano: 2013 Página1 Exercícios de Análise Combinatória ano: 2013 1. (Pucrj) Em uma sorveteria há sorvetes nos sabores morango, chocolate, creme e flocos. De quantas maneiras podemos montar uma casquinha com duas bolas

Leia mais

Espaço Amostral ( ): conjunto de todos os

Espaço Amostral ( ): conjunto de todos os PROBABILIDADE Espaço Amostral (): conjunto de todos os resultados possíveis de um experimento aleatório. Exemplos: 1. Lançamento de um dado. = {1,, 3, 4,, 6}. Doador de sangue (tipo sangüíneo). = {A, B,

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS SERRA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ALUNO(A): COMBINATÓRIA

INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS SERRA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ALUNO(A): COMBINATÓRIA INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS SERRA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ALUNO(A): COMBINATÓRIA A Combinatória é a parte da Matemática responsável pelo estudo de estruturas e relações discretas.

Leia mais

MÓDULO 6 INTRODUÇÃO À PROBABILIDADE

MÓDULO 6 INTRODUÇÃO À PROBABILIDADE MÓDULO 6 INTRODUÇÃO À PROBBILIDDE Quando estudamos algum fenômeno através do método estatístico, na maior parte das vezes é preciso estabelecer uma distinção entre o modelo matemático que construímos para

Leia mais

Noções de Probabilidade

Noções de Probabilidade Noções de Probabilidade Bacharelado em Economia - FEA - Noturno 1 o Semestre 2015 Gilberto A. Paula G. A. Paula - MAE0219 (IME-USP) Noções de Probabilidade 1 o Semestre 2015 1 / 59 Objetivos da Aula Sumário

Leia mais

Resoluções de questões- Tropa de Elite Raciocínio Lógico Questões Pedro Evaristo

Resoluções de questões- Tropa de Elite Raciocínio Lógico Questões Pedro Evaristo Resoluções de questões- Tropa de Elite Raciocínio Lógico Questões Pedro Evaristo 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ESTRUTURA LÓGICA (CESPE) Na última corrida

Leia mais

Nome: N.º Turma: Suficiente (50% 69%) Bom (70% 89%)

Nome: N.º Turma: Suficiente (50% 69%) Bom (70% 89%) Escola E.B. 2,3 Eng. Nuno Mergulhão Portimão Ano Letivo 2012/2013 Teste de Avaliação Escrita de Matemática 9.º ano de escolaridade Duração do Teste: 90 minutos 17 de outubro de 2012 Nome: N.º Turma: Classificação:

Leia mais

Francisco Ramos. 100 Problemas Resolvidos de Matemática

Francisco Ramos. 100 Problemas Resolvidos de Matemática Francisco Ramos 100 Problemas Resolvidos de Matemática SUMÁRIO Questões de vestibulares... 1 Matrizes e Determinantes... 25 Geometria Plana e Espacial... 39 Aritmética... 61 QUESTÕES DE VESTIBULARES

Leia mais

MATEMÁTICA COMBINATÓRIA: INTRODUÇÃO

MATEMÁTICA COMBINATÓRIA: INTRODUÇÃO INSTITUTO DE APLICAÇÃO FERNANDO RODRIGUES DA SILVEIRA 2ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO Prof. Ilydio Pereira de Sá www.magiadamatematica.com MATEMÁTICA COMBINATÓRIA: INTRODUÇÃO Princípio Fundamental da Contagem

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE LOURDES 2ª SÉRIE Ensino Médio -2015. Roteiro de estudos para recuperação trimestral Matemática Ticiano Azevedo Bastos

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE LOURDES 2ª SÉRIE Ensino Médio -2015. Roteiro de estudos para recuperação trimestral Matemática Ticiano Azevedo Bastos COLÉGIO NOSSA SENHORA DE LOURDES 2ª SÉRIE Ensino Médio -2015 Disciplina: Professor (a): Roteiro de estudos para recuperação trimestral Matemática Ticiano Azevedo Bastos Conteúdo: Referência para estudo:

Leia mais

01) 551 02) 552 03) 553 04) 554 05) 555

01) 551 02) 552 03) 553 04) 554 05) 555 Questão 01 PROVA DE MATEMÁTICA - TURMAS DO 3 o ANO DO ENSINO MÉDIO COLÉGIO ANCHIETA-BA - SETEMBRO DE 011. ELABORAÇÃO: PROFESSORES OCTAMAR MARQUES E ADRIANO CARIBÉ. PROFESSORA MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA (FUVEST010)

Leia mais

Prof. Paulo Henrique Raciocínio Lógico

Prof. Paulo Henrique Raciocínio Lógico Prof. Paulo Henrique Raciocínio Lógico Comentário da prova de Agente Penitenciário Federal Funrio 01. Uma professora formou grupos de 2 e 3 alunos com o objetivo de conscientizar a população local sobre

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ALGARVE

UNIVERSIDADE DO ALGARVE UNIVERSIDADE DO ALGARVE ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA C.E.T. EM TOPOGRAFIA E CADASTRO REGIME DIURNO - 2º SEMESTRE - 1º ANO - 2007 / 2008 DISCIPLINA DE NOÇÕES DE PROBABILIDADES E ESTATÍSTICA Ficha nº2 -

Leia mais

Nome do(a) Aluno(a): Turma: RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES

Nome do(a) Aluno(a): Turma: RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES 5º ANO ESPECIALIZADO E CURSO PREPARATÓRIO 4º SIMULADO/2014-2ª ETAPA MATEMÁTICA Nome do(a) Aluno(a): Turma: RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES 01) Verifique o total de folhas (09) deste Simulado. Ele contém 20 (vinte)

Leia mais

Canguru sem fronteiras 2007

Canguru sem fronteiras 2007 Duração: 1h15mn Destinatários: alunos dos 10 e 11 anos de Escolaridade Nome: Turma: Não podes usar calculadora. Há apenas uma resposta correcta em cada questão. Inicialmente tens 30 pontos. Por cada questão

Leia mais

NOAA/Corbis/Latinstock. Terra vista do espaço, observando-se a formação de nuvens e também as regiões sem nuvens.

NOAA/Corbis/Latinstock. Terra vista do espaço, observando-se a formação de nuvens e também as regiões sem nuvens. NOAA/Corbis/Latinstock Terra vista do espaço, observando-se a formação de nuvens e também as regiões sem nuvens. 3P_VJ_M9_LA_C07_168A185.indd 168 6/28/11 4:44:38 PM Noções de probabilidade O que você vai

Leia mais

MATEMÁTICA IV PROBABILIDADE DISCURSIVAS SÉRIE AULA AULA 03

MATEMÁTICA IV PROBABILIDADE DISCURSIVAS SÉRIE AULA AULA 03 MATEMÁTICA IV PROBABILIDADE DISCURSIVAS SÉRIE AULA AULA 03 1 1) (FGV-SP 2008) Há apenas dois modos de Cláudia ir para o trabalho: de ônibus ou de moto. A probabilidade de ela ir de ônibus é 30% e, de moto,

Leia mais

Métodos de Contagem e Probabilidade. Paulo Cezar Pinto Carvalho

Métodos de Contagem e Probabilidade. Paulo Cezar Pinto Carvalho Métodos de Contagem e Probabilidade Paulo Cezar Pinto Carvalho 3 Sobre o Autor Paulo Cezar Pinto Carvalho é formado em Engenharia pelo Instituto Militar de Engenharia, Mestre em Estatística pelo IMPA

Leia mais

Módulo X. Querido aluno(a)!!!

Módulo X. Querido aluno(a)!!! 1 Módulo X Querido aluno(a)!!! É o que deseja a equipe www.somaticaeducar.com.br 2 Exercícios 1) Um grupo de 15 elementos apresenta a seguinte composição: Um elemento é escolhido as acaso. Pergunta-se:

Leia mais

Matemática. Resolução das atividades complementares. M6 Probabilidade

Matemática. Resolução das atividades complementares. M6 Probabilidade Resolução das atividades complementares Matemática M Probabilidade p. Numa urna há seis bolas numeradas de 0 a. a) Dê o espaço amostral nesta situação: retirar uma bola da urna. b) Descreva o evento A:

Leia mais

Contagem II. Neste material vamos aprender novas técnicas relacionadas a problemas de contagem. 1. Separando em casos

Contagem II. Neste material vamos aprender novas técnicas relacionadas a problemas de contagem. 1. Separando em casos Polos Olímpicos de Treinamento Curso de Combinatória - Nível 2 Prof. Bruno Holanda Aula 5 Contagem II Neste material vamos aprender novas técnicas relacionadas a problemas de contagem. 1. Separando em

Leia mais

NOÇÕES DE PROBABILIDADE

NOÇÕES DE PROBABILIDADE NOÇÕES DE PROBABILIDADE ? CARA? OU? COROA? ? Qual será o rendimento da Caderneta de Poupança até o final deste ano??? E qual será a taxa de inflação acumulada em 011???? Quem será o próximo prefeito de

Leia mais

EXERCÍCIOS - ANÁLISE COMBINATÓRIA

EXERCÍCIOS - ANÁLISE COMBINATÓRIA EXERCÍCIOS - ANÁLISE COMBINATÓRIA CONTAGEM 1) A cantina do meu colégio vende 4 tipos de salgados e 5 marcas de refrigerantes. De quantas formas distintas posso escolher meu lanche (um salgado e um refrigerante)?

Leia mais

Aula 7 - Questões Comentadas e Resolvidas

Aula 7 - Questões Comentadas e Resolvidas Aula 7 - Questões Comentadas e Resolvidas Análise Combinatória: combinações, arranjos e permutações. Probabilidades: conjuntos, eventos, axiomas, probabilidades conjunta e condicional, independência, regras

Leia mais

4. σ 2 Var X p x q e σ Dp X Podemos escrever o modelo do seguinte modo:

4. σ 2 Var X p x q e σ Dp X Podemos escrever o modelo do seguinte modo: Distribuições de Probabilidades Quando aplicamos a Estatística na resolução de problemas administrativos, verificamos que muitos problemas apresentam as mesmas características o que nos permite estabelecer

Leia mais

Princ ıpios b asicos Exemplo 1. Exemplo 2. Exemplo 3.

Princ ıpios b asicos Exemplo 1. Exemplo 2. Exemplo 3. Capítulo 6 Combinatória 1 Princípios básicos O princípio fundamental da contagem diz que se há x modos de tomar uma decisão D ½ e, tomada a decisão D ½,há y modos de tomar a decisão D ¾, então o número

Leia mais

RACIOCÍNIO LÓGICO Q = Z. π NÚMEROS REAIS (R)

RACIOCÍNIO LÓGICO Q = Z. π NÚMEROS REAIS (R) CONJUNTOS É um agrupamento de elementos, e são representados por letras maiúsculas do alfabeto latino e seus elementos são dispostos entre chaves. Ex: A = {vogais} = {a,e,i,o,u} Existem duas outras formas

Leia mais

2) Probabilidade Teórica de um Evento:

2) Probabilidade Teórica de um Evento: Professor: Rômulo Garcia Email: machadogarcia@gmailcom Conteúdo Programático: Probabilidade ) Definições Experimentos Aleatórios: Experimentos aleatórios são aqueles que não são previsíveis e que repetidos

Leia mais

Módulo 1 Combinações Completas

Módulo 1 Combinações Completas Professor: Rômulo Garcia Email: machadogarcia@gmail.com Conteúdo Programático: Análise Combinatória - Outros Métodos de Contagem Material exclusivo para preparação do vestibular para o IME Módulo 1 Combinações

Leia mais

Probabilidade - Conceitos Básicos. Anderson Castro Soares de Oliveira

Probabilidade - Conceitos Básicos. Anderson Castro Soares de Oliveira - Conceitos Básicos Castro Soares de Oliveira é o ramo da matemática que estuda fenômenos aleatórios. está associada a estatística, porque sua teoria constitui a base de estatística inferencial. Conceito

Leia mais