Linha de Móveis Future: Estudo de caso a partir de um estágio supervisionado em design de produto

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Linha de Móveis Future: Estudo de caso a partir de um estágio supervisionado em design de produto"

Transcrição

1 Linha de Móveis Future: Estudo de caso a partir de um estágio supervisionado em design de produto Line of Furniture Future: Case Study from a supervised internship in product design Minozzo, Vanessa; Estudante de Design de Produto; Universidade de Caxias do Sul Flores, Maura Della Flora; Professora; Universidade de Caxias do Sul Resumo O presente artigo tem por objetivo relatar o resultado da experiência de criação de uma linha de móveis, através da união universidade/empresa. A metodologia é baseada em pesquisas bibliográficas e seu referencial teórico é o método de aprendizagem vivencial, observador e participativo. É uma pesquisa qualitativa, que busca na coleta de dados, entrevistas e fotos, obter êxito no sistema de inovação da Linha Future. Ao final da pesquisa, mostra-se que com simples atitudes conscientes, se consegue chegar a um bom resultado: produtos que trabalhem os três princípios da sustentabilidade: o parâmetro econômico, social e ambiental. Palavras Chave: design; móveis; projeto; produto; sustentabilidade. Abstract This article aims to report the result of the experience of creating a line of furniture, by joining university / company. The methodology is based on research literature and its theoretical framework is the method of experiential learning, watching and participating. It is a qualitative research that seeks to collect data, interviews and photos, to succeed in the innovation system of the future online. At the end of the study shows that with simple conscious attitudes, if you can get a good result: products that work the three principles of sustainability: the economic, social and environmental. Keywords: design; furniture; product; product; sustainability.

2 Introdução No momento em que estamos inseridos no mundo do design, parece-nos mais perceptíveis as transformações que ocorrem no âmbito da tecnologia, bem como a importância de todos os fatores que contribuem para a existência desse ramo. Nesse sentido, o designer de produto assume, também, o papel de consumidor, buscando reconhecer as mudanças que ocorrem nesse cenário e mostrar às empresas que os novos produtos de design, além de oferecer um diferencial competitivo, as empresas têm incorporado uma postura inovadora no mercado. O trabalho do designer, dentro de uma empresa, torna-se uma estratégia de diferenciação no desenvolvimento de produtos. Desta forma, o estágio curricular acadêmico viabiliza a atuação dos futuros designers dentro do mundo real destas empresas, oportunizando ao estagiário um maior contato com a realidade e das exigências do mercado. O objetivo desta pesquisa é trabalhar o design de mobiliário de uma empresa, na cidade de Nova Prata, no Rio Grande do Sul, que segundo Scheneider, Hilling e Pavoni (2004, p. 10), o Estado é o segundo produtor de móveis do país, representando aproximadamente 20% da produção nacional, fato este que comprova que o pólo moveleiro possui qualidade nesse segmento, ofertando grandes chances de crescimento a partir da interação entre a criatividade e a tecnologia. Assim, o estagiário tem a chance de aplicar os conhecimentos aprendidos na Universidade e mostrando que uma empresa de móveis pode inovar de uma forma condizente com o meio social, econômico e ambiental. Mais do que forma e função, o design, hoje, atende, principalmente, às sensações e aos sentimentos dos usuários. A partir dessa concepção, desenvolveu-se uma linha de móveis projetados para o mercado brasileiro. Este estágio supervisionado foi desenvolvido entre os meses de agosto e novembro de 2010, totalizando cento e vinte horas. Sua supervisão foi feita pela professora Maura Della Flora Flores, representando a Universidade de Caxias do Sul, e pelo tecnólogo moveleiro da empresa. Briefing Iniciando o projeto, coletaram-se, primeiramente, os dados do briefing. Segundo a empresa, seria viável o desenvolvimento e a conceituação de uma linha de móveis para o mercado interno, dentro das normas ambientais, com um custo considerável para classes C e D. A proposta do projeto foi baseada em uma linha de sala de estar, decorativa e funcional. O fato que motivou a realização dessa ideia foi o reconhecimento de que a sala de estar é o ambiente em que as famílias se encontram para dialogar, se reunir, bem como para realizar festejos. Por isso, esse espaço precisa ser aconchegante, confortável, belo e fazer com que as pessoas se sintam à vontade. Metodologia As metodologias de desenvolvimento de produtos são fundamentais para o embasamento do processo de design. Assim sendo, os autores Manzini e Vezzoli (2002) serviram como ponto de partida para os estudos desta pesquisa, pois o seu trabalho é uma importante referência no que diz respeito à sustentabilidade. Ainda, esta metodologia foi

3 complementada com pesquisas das mais diversas fontes relacionadas ao tema, tomando como referencial um método de aprendizagem observador e participativo. Para determiná-la, foi necessário listar uma série de fatores que seriam primordiais para que a situação final do projeto fosse alcançada, usando métodos de design, unidos às limitações e requisitos impostos pela empresa. A empresa onde foi desenvolvido o presente estágio trabalha com importação e exportação de móveis, voltando-se para linhas inovadoras com o intuito de atingir as expectativas de seus clientes. Trabalha com controle de manejo florestal, preservação do meio ambiente e interação social, atraindo consumidores com uma atitude ecológica, relacionada aos preceitos do ecodesign. A partir disso, foi possível estruturar o projeto e aplicar a metodologia desejável. Iniciamos conhecendo a vida dos brasileiros, o que os tornou nosso público-alvo. Em seguida, analisou-se o perfil dos concorrentes e identificou-se o que já existe no mercado em termos de mobiliário de salas de estar. Após, ocorreu à criação de alternativas e a escolha dos materiais, o que acarretou, por fim, no desenvolvimento de uma nova linha. A proposta consistia na hipótese de que, após a aprovação dos protótipos, a empresa produzisse a linha em escala industrial. O processo de produção da mesma consiste em: estoque matéria-prima, recebimento da madeira, pré-corte, moldureira, colagem, esquadrejamento, furação, lixação, pintura, embalagem, estoque final, carregamento, expedição e venda. Público-alvo O próximo passo foi investigar o consumidor. Reconheceu-se, assim, um grande traço de herança sócio-cultural presente nesse público. Ele é constituído por brasileiros, de diversas idades e que pertencem às classes sociais C e D. Verificou-se, ainda, que esse público está crescendo significativamente, o que eleva o seu consumo e, por consequência, altera o cenário do varejo. Segundo uma pesquisa do site Brasil Econômico (2010): Em valores, a classe média é a maior do país de fato, com a possibilidade da classe B ultrapassar a classe D/E em massa real de renda já em Comportamento semelhante se percebe na participação do total da massa real de renda da classe média, que deve chegar a quase 47% do total da renda em 2016, com queda contínua da participação das classes D e E, que também deverá ser ultrapassada pela classe B nos próximos anos. 1 Juntamente com o setor de desenvolvimento de produtos da empresa, chegou-se à conclusão que o consumidor procura comprar móveis quando há uma necessidade, comprometendo boa parte do seu orçamento na realização dessa compra, e quer pagamento facilitado. Obteve-se este dado juntamente aos lojistas parceiros da empresa. Concorrentes Nessa etapa, buscou-se identificar as empresas e os produtos concorrentes neste segmento de mobiliário e seus perfis, destacando seus pontos positivos e negativos. Assim, foram encontrados os concorrentes diretos, isto é, os móveis planejados ou sob medida que se integram no ambiente de forma coerente, e os concorrentes indiretos, que são os móveis 1 Brasil Econômico, disponível em: 2016_79097.html, acesso em 13/04/2011.

4 vendidos em lojas tradicionais, em conjuntos básicos, de madeira ou MDF, apenas combinando peças na hora da compra. Sustentabilidade O passo seguinte da pesquisa consistiu na análise da visão de sustentabilidade por parte do consumidor e da empresa. Durante o estágio, essa ideia foi intensificada e reforçada a cada passo, o que facilitou a viabilidade do projeto dentro e fora da empresa. Partindo do princípio da sustentabilidade, foi possível diminuir custos de produção, acarretando em uma consequente obtenção de lucros no final do procedimento, reduzir o impacto ambiental e otimizar o processo de produção e dos materiais. Pesquisa de tendências em mobiliário Essa etapa caracterizou-se pela pesquisa das tendências atuais de design de móveis. Percebeu-se, aqui, o emprego de linhas simples e retas, conceitos modernos, cleans e contemporâneos, isso através do acesso à sites, lojas e revistas. O conceito de minimalismo, que nos transmite a ideia de que menos é mais, tornouse um estilo global, um espaço chique em seu perfeccionismo, no qual o objeto parece querer tornar-se icônico e semântico. Além de muito ecodesign, simplicidade, funcionalidade, praticidade e harmonia, as cores também demonstram importância. Os tons escuros de madeira, que enfatizam os veios e as texturas nobres, apresentam, na atualidade, uma alta aceitação no mercado e também cores claras em tampos. As tendências de moradias hoje mostram que espaços internos estão menores. Então, a tendência é que os móveis possibilitem ao consumidor aproveitar bem o espaço do ambiente. E nosso conceito de nova linha preocupa-se com este requisito de pesquisa. Conceito Após a realização das etapas anteriores, foi possível chegar a um conceito: a nova linha de móveis conceitua-se através de elementos de design que constituem as características formais, estéticas e semânticas. Sua essência é clean, associada ao minimalismo. Seus componentes são baseados na redução material e no uso de cores de madeira, tabaco e branco lavado. A inspiração minimalista vem do movimento que marcou a criatividade dos artistas do século XX, como Philippe Starck, Karim Rashid e John Pawson, com suas formas muito imponentes. Nessa linha, trabalhou-se com a madeira maciça, já que suas qualidades são infinitas. A presença de puxadores nessa linha foi rejeitada para tornar seu custo menor e atender às expectativas econômicas do público-alvo. Geração de Alternativas Nessa etapa, iniciou-se o procedimento do desenho, pois a criatividade é o coração do design, em todos os estágios do projeto. As idéias surgiram baseadas nas tendências em design de móveis da atualidade, sempre pensando no bem estar do público alvo.

5 A linha passou por um processo avaliativo, juntamente com os setores de engenharia e mercado interno. Após algumas mudanças, o móvel tornou-se menos custoso e mais funcional para as classes C e D, o que viabilizou sua aprovação, atendendo às expectativas da empresa. Os móveis que compõem a Linha Future são os seguintes: uma mesa Coffee, uma mesa End, uma mesa Console e um Rack para TV. A aprovação do novo design comprova sua função essencial na criação de um móvel que une tendências mundiais ao estilo de vida das pessoas. Imagens a seguir de propriedade e direitos da empresa: Figura 01. Render ambientado da Linha Future Fonte: a autora Figura 02. Segunda opção de cor Fonte: a autora Figura 03. Terceira opção de cor Fonte: a autora Produção Depois de aprovada a linha, iniciou-se o processo cotagem, seguido pela organização, por parte da engenharia, do detalhamento técnico para ser enviado à fábrica, da determinação do processo mais econômico e, por fim, da seleção dos materiais e ferragens corretos para todo o sistema de produção até o momento da embalagem do móvel. Entre a aprovação da linha e da produção final é feito um protótipo experimental, através do qual são detectados possíveis ajustes que ainda possam ser feitos no desenho.

6 Em seguida, com a linha pronta para venda, acrescentou-se o manual de montagem ao produto, o qual apresenta o detalhamento das peças e os passos necessários para sua montagem. Cotação Nesse momento, realizou-se o estudo estabelecendo os valores de produção de cada peça e o valor médio de venda dos móveis. Considerando o fato de que o processo trata de móveis de madeira, determinou-se um valor acessível ao nosso consumidor, sendo que, dentro da listagem de produtos existentes na empresa, a Linha Future apresentou o valor mais baixo, chegando a ser 40% menor. Conclusão A disciplina de estágio supervisionado tem por objetivo possibilitar ao estudante sua inserção no mercado de trabalho, ambiente no qual ele pode relacionar as teorias aprendidas com a prática da realidade, possibilitando a percepção de como realmente funciona o desenvolvimento de um produto. Fica evidente, portanto, que cada vez mais a indústria de móveis deve estar preparada para as mudanças, com uma dinâmica produtiva e um desenvolvimento tecnológico capacitado, exigindo constantes atualizações do cenário do design. Criar uma linha de móveis para o mercado interno caracterizou um desafio, cabendo ao estagiário descobrir o que é melhor para os consumidores e para a empresa. Acredita-se que se obteve um resultado eficaz, com uma linha de produtos funcionais, tecnológicos, ecologicamente corretos e de fácil produção, atingindo, ainda, os objetivos da empresa e conquistando a sustentabilidade. O trabalho em equipe e a motivação foram elementos que alavancaram cada passo do desenvolvimento da Linha Future, valorizando o contato entre as várias áreas e setores da empresa e intensificando a sua relação com o ambiente universitário. Nesse sentido, considera-se um passo importante quando o estagiário coloca seus conhecimentos em prática, interagindo com o mundo real. Referências BRASIL ECONOMICO, disponível em: acesso em MANZINI, Ezio. VEZZOLI, Carlo. O desenvolvimento de produtos sustentáveis. Os requisitos ambientais dos produtos industriais. São Paulo: Edusp, REVISTA MÓBILE LOJISTA - edição 254 de fevereiro de Ano XXVIII THONART. Disponível em: <http://www.thonart.com.br/>, acesso em 16 set SCHENEIDER, Vânia E.; HILLING, Éverton; PAVONI, Eloide T., Pólo Moveleiro da Serra Gaúcha, Geração de resíduos e perspectivas para sistemas de gerenciamento ambiental. Caxias do Sul: 1ªed. EDUCS, 2004.

7

Aplicabilidade da madeira reciclada no design de móveis conceito e desenvolvimento de mesas de centro

Aplicabilidade da madeira reciclada no design de móveis conceito e desenvolvimento de mesas de centro Aplicabilidade da madeira reciclada no design de móveis conceito e desenvolvimento de mesas de centro Recycled wood applied to furniture design concept and development of coffee tables Cunha, Rita Dione

Leia mais

HORUS. www.moveisbelo.com.br. Av. Maracanã, 407 Vila Industrial Arapongas PR CEP 86706 000 Tel.: 43 3303 2573 Fax.: 43 3303 2590

HORUS. www.moveisbelo.com.br. Av. Maracanã, 407 Vila Industrial Arapongas PR CEP 86706 000 Tel.: 43 3303 2573 Fax.: 43 3303 2590 Outubro/2010 Av. Maracanã, 407 Vila Industrial Arapongas PR CEP 86706 000 Tel.: 43 3303 2573 Fax.: 43 3303 2590 belo@moveisbelo.com.br vendas@moveisbelo.com.br www.moveisbelo.com.br LINHA bybeloescritórios

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS CURSO TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL Série do Curso: 4ª SÉRIE Nome da Disciplina: PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem

Leia mais

A SUSTENTABILIDADE E A UTILIZAÇÃO DE TEMAS CULTURAIS NO DESIGN DE MODA

A SUSTENTABILIDADE E A UTILIZAÇÃO DE TEMAS CULTURAIS NO DESIGN DE MODA ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 A SUSTENTABILIDADE E A UTILIZAÇÃO DE TEMAS CULTURAIS NO DESIGN DE MODA Caroline Yurie Kikuchi 1 ;

Leia mais

Matriz de Especificação de Prova da Habilitação Técnica de Nível Médio

Matriz de Especificação de Prova da Habilitação Técnica de Nível Médio Matriz de Especificação de Prova da : Técnico em Design de Móveis Descrição do Perfil Profissional: Desenvolve esboços, perspectivas e desenhos normatizados de móveis. Realiza estudos volumétricos e maquetes

Leia mais

Otimização dos tempos e movimentos em uma fábrica de móveis

Otimização dos tempos e movimentos em uma fábrica de móveis Otimização dos tempos e movimentos em uma fábrica de móveis Rayane C. M. REZENDE 1 ; Marislaine C. COSTA 1 ; Poliane C. dos S. LOPES 1 ; Fernando S. JORGE 1, Yahayra do V. B. SILVA 1, Rodrigo H. da SILVA

Leia mais

APRESENTAÇÃO OBJETIVO DO CURSO

APRESENTAÇÃO OBJETIVO DO CURSO 1 APRESENTAÇÃO Segundo Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Design (2004), o curso de graduação em Design deve ensejar, como perfil desejado do formando, capacitação para a apropriação

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO 514502 INTRODUÇÃO AO DESIGN Conceituação e história do desenvolvimento do Design e sua influência nas sociedades contemporâneas no

Leia mais

SUSTENTABILIDADE NA FORMAÇÃO DOS ENGENHEIROS DE PRODUÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

SUSTENTABILIDADE NA FORMAÇÃO DOS ENGENHEIROS DE PRODUÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Eixo Temático: Inovação e Sustentabilidade SUSTENTABILIDADE NA FORMAÇÃO DOS ENGENHEIROS DE PRODUÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA RESUMO Bianca Reichert, Patrícia Cenci Barro e Janis Elisa Ruppenthal

Leia mais

Pós-Graduação em Marketing de Moda

Pós-Graduação em Marketing de Moda Pós-Graduação em Marketing de Moda Público alvo Indicado para profissionais com formação em Moda, Design, Marketing, Comunicação, Arquitetura, dentre outros, e que atuem ou desejem atuar na área de Moda,

Leia mais

Design Sustentável aplicado à decoração de Natal do Shopping Popular de Curitiba.

Design Sustentável aplicado à decoração de Natal do Shopping Popular de Curitiba. Design Sustentável aplicado à decoração de Natal do Shopping Popular de Curitiba. Sustainable Design applied to the decoration of Christmas Shopping Popular de Curitiba. Perozza, Roberta Augustinho; Graduanda;

Leia mais

&DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR

&DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR &DPSDQKDV 3ODQHMDPHQWR Toda comunicação publicitária visa atender a alguma necessidade de marketing da empresa. Para isso, as empresas traçam estratégias de comunicação publicitária, normalmente traduzidas

Leia mais

MARKETING AMBIENTAL: UMA FERRAMENTA EMPRESARIAL ESTRATÉGICA

MARKETING AMBIENTAL: UMA FERRAMENTA EMPRESARIAL ESTRATÉGICA 1 MARKETING AMBIENTAL: UMA FERRAMENTA EMPRESARIAL ESTRATÉGICA Felipe Rogério Pereira (UniSALESIANO Araçatuba/SP) HerculesFarnesi Cunha ( Docente das Faculdades Integradas de Três Lagoas- AEMS e UniSALESIANO

Leia mais

MBA em Marketing Estratégico

MBA em Marketing Estratégico MBA em Marketing Estratégico Público - alvo O MBA em Marketing Estratégico é indicado para profissionais com experiência profissional mínima de três anos, com formação universitária em qualquer área e

Leia mais

MBA EM DESIGN DE INTERIORES COMERCIAIS

MBA EM DESIGN DE INTERIORES COMERCIAIS MBA EM DESIGN DE INTERIORES COMERCIAIS O programa irá prepará-lo para ser um especialista em Design de Interiores Comerciais na elaboração de projetos comerciais ou de serviços. MBA EM DESIGN DE INTERIORES

Leia mais

1 Introdução 1.1 Contextualização do Problema

1 Introdução 1.1 Contextualização do Problema 1 Introdução 1.1 Contextualização do Problema O papel do líder é muito relevante numa pequena empresa familiar. Isso se dá devido a vários fatores, dentre outros, deve-se enfatizar a dificuldade de criação

Leia mais

Quer trilhar uma carreira de sucesso? Então esta é a oportunidade para dar o primeiro passo! PROGRAMA ALI AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO 2012-2014

Quer trilhar uma carreira de sucesso? Então esta é a oportunidade para dar o primeiro passo! PROGRAMA ALI AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO 2012-2014 Quer trilhar uma carreira de sucesso? Então esta é a oportunidade para dar o primeiro passo! PROGRAMA ALI AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO 2012-2014 O Programa O SEBRAE, em parceria com o CNPq, desenvolveu o

Leia mais

Design Manual do curso

Design Manual do curso Design Manual do curso Informações gerais INFORMAÇÕES GERAIS Nome: curso de Design, bacharelado Código do currículo: 2130 Nível: curso superior de graduação Início: o curso de Design com habilitação em

Leia mais

Marcela Moraes Shirley Queiroz e Rogério Câmara. eu sou artesanato! tecelagem, mobiliário e marca

Marcela Moraes Shirley Queiroz e Rogério Câmara. eu sou artesanato! tecelagem, mobiliário e marca Marcela Moraes Shirley Queiroz e Rogério Câmara eu sou artesanato! tecelagem, mobiliário e marca produtos com tecelagem vínculo emocional valor simbólico extrapolar estigmas promoção social identificar

Leia mais

SUSTENTABILIDADE, INOVAÇÃO E DESIGN: NOVOS PRODUTOS A PARTIR DE MATERIAL OBTIDO PELA RECICLAGEM DE POLIAMIDA 66

SUSTENTABILIDADE, INOVAÇÃO E DESIGN: NOVOS PRODUTOS A PARTIR DE MATERIAL OBTIDO PELA RECICLAGEM DE POLIAMIDA 66 11º Colóquio de Moda 8ª Edição Internacional 2º Congresso Brasileiro de Iniciação Científica em Design e Moda 2015 SUSTENTABILIDADE, INOVAÇÃO E DESIGN: NOVOS PRODUTOS A PARTIR DE MATERIAL OBTIDO PELA RECICLAGEM

Leia mais

Pós-Graduação em Marketing de Moda

Pós-Graduação em Marketing de Moda Marketing de Moda Pós-Graduação em Marketing de Moda Aula Inaugural - 29 de abril de 2015 Aulas as segundas e quartas, das 19h às 22h Valor do curso: R$ 16.482,00 À vista com desconto: R$ 15.657,00 Consultar

Leia mais

Adapte. Envolva. Capacite.

Adapte. Envolva. Capacite. Adapte. Envolva. Capacite. Ganhe produtividade em um Ambiente de trabalho digital #DigitalMeetsWork Os benefícios de um ambiente de trabalho digital têm impacto na competitividade do negócio. Empresas

Leia mais

A Importância do Marketing nos Serviços da. Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente

A Importância do Marketing nos Serviços da. Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente A Importância do Marketing nos Serviços da Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente Hellen Souza¹ Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNISINOS RESUMO Este artigo aborda a importância

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA ESTILLO FASHION TRAINING

APRESENTAÇÃO DA ESTILLO FASHION TRAINING APRESENTAÇÃO DA ESTILLO FASHION TRAINING A Estillo Fashion Training se concentra em tudo o que você quer e precisa saber sobre como trabalhar com imagem pessoal e imagem corporativa. Nosso objetivo é a

Leia mais

Motivação para o emprego do Ecodesign: : um estudo de caso na indústria automotiva

Motivação para o emprego do Ecodesign: : um estudo de caso na indústria automotiva Engenharia de Produção Motivação para o emprego do Ecodesign: : um estudo de caso na indústria automotiva Miriam Borchardt Leonel Augusto C. Poltosi Miguel A. Sellitto Giancarlo M. Pereira Introdução Ecodesign:

Leia mais

gestão do design: projeto final professor: rodrigo a. gianello aluno: wellington v. amarante jr. curso técnico de design gráfico: turma 01

gestão do design: projeto final professor: rodrigo a. gianello aluno: wellington v. amarante jr. curso técnico de design gráfico: turma 01 : projeto final professor: rodrigo a. gianello aluno: wellington v. amarante jr. curso técnico de design gráfico: turma 01 Cronograma de desenvolvimento do projeto Fases Período Março Abril Maio Junho

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Administração 5ª Série Administração de Recursos Humanos I A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA KANBAN NA PRODUÇÃO PARA MINIMIZAÇÃO DE CUSTO E MAXIMIZAÇÃO DE LUCROS

IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA KANBAN NA PRODUÇÃO PARA MINIMIZAÇÃO DE CUSTO E MAXIMIZAÇÃO DE LUCROS IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA KANBAN NA PRODUÇÃO PARA MINIMIZAÇÃO DE CUSTO E MAXIMIZAÇÃO DE LUCROS RESUMO Regiane A. Olmedo de Souza regianeolmedo@gmail.com Renan Fernandes Nascimento renanfn8@yahoo.com.br Rozana

Leia mais

A escolha é sempre sua. O conhecimento é a nossa contribuição.

A escolha é sempre sua. O conhecimento é a nossa contribuição. A escolha é sempre sua. O conhecimento é a nossa contribuição. TURMA 3 Master in Business Administration Especialização Lato-Sensu GESTÃO ESTRATÉGICA DA PRODUÇÃO E QUALIDADE GESTÃO FARMACEUTICA EMPRESARIAL

Leia mais

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale 1.1 Histórico da Prática Eficaz Por meio do Departamento

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO PIBID NA FORMAÇÃO DE FUTUROS PROFESSORES Vitor José Petry Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS vitor.petry@uffs.edu.

A IMPORTÂNCIA DO PIBID NA FORMAÇÃO DE FUTUROS PROFESSORES Vitor José Petry Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS vitor.petry@uffs.edu. ISSN 2316-7785 A IMPORTÂNCIA DO PIBID NA FORMAÇÃO DE FUTUROS PROFESSORES Vitor José Petry Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS vitor.petry@uffs.edu.br Resumo O artigo é resultado da análise de

Leia mais

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1 LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 Visão Brasil As cinco principais tendências em atração de talentos que você precisa saber 2013 LinkedIn Corporation. Todos os direitos reservados.

Leia mais

GUIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE NEGÓCIOS

GUIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE NEGÓCIOS GUIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE NEGÓCIOS Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. PLANO DE NEGÓCIOS:... 2 2.1 RESUMO EXECUTIVO... 3 2.2 O PRODUTO/SERVIÇO... 3 2.3 O MERCADO... 3 2.4 CAPACIDADE EMPRESARIAL... 4 2.5

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS O plano de negócios deverá conter: 1. Resumo Executivo 2. O Produto/Serviço 3. O Mercado 4. Capacidade Empresarial 5. Estratégia de Negócio 6. Plano de marketing

Leia mais

ANÁLISE ORGANIZACIONAL DE UMA EMPRESA DO SETOR DE MÓVEIS PLANEJADOS EM SANTA MARIA (RS) Lúcia dos Santos Albanio 1 Ezequiel Redin 2

ANÁLISE ORGANIZACIONAL DE UMA EMPRESA DO SETOR DE MÓVEIS PLANEJADOS EM SANTA MARIA (RS) Lúcia dos Santos Albanio 1 Ezequiel Redin 2 ANÁLISE ORGANIZACIONAL DE UMA EMPRESA DO SETOR DE MÓVEIS PLANEJADOS EM SANTA MARIA (RS) Lúcia dos Santos Albanio 1 Ezequiel Redin 2 1 INTRODUÇÃO As empresas do setor moveleiro foram impulsionadas, nos

Leia mais

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Josiane Corrêa 1 Resumo O mundo dos negócios apresenta-se intensamente competitivo e acirrado. Em diversos setores da economia, observa-se a forte

Leia mais

MBA em Marketing Estratégico

MBA em Marketing Estratégico MBA em Marketing Estratégico Público - alvo O MBA em Marketing Estratégico é indicado para profissionais com experiência profissional mínima de três anos, com formação universitária em qualquer área e

Leia mais

SENAI - ALIMENTOS E BEBIDAS - BOAS PRÁTICAS PARA SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO - RDC 216 ME EPP 80,00 CURSO

SENAI - ALIMENTOS E BEBIDAS - BOAS PRÁTICAS PARA SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO - RDC 216 ME EPP 80,00 CURSO FORMATO EVENTO SINOPSE PÚBLICO CARGA- HORÁRIA PREÇO SENAI - ALIMENTOS E BEBIDAS - BOAS PRÁTICAS PARA SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO - RDC 216 80,00 SENAI - AUTOMOTIVO - MECÂNICO DE TRANSMISSÃO AUTOMÁTICA 120

Leia mais

Introdução ao Mundo da Embalagem

Introdução ao Mundo da Embalagem Introdução ao Mundo da Embalagem Desenhar embalagens que realmente contribuam para o sucesso do produto na competição de mercado não é uma tarefa fácil. A embalagem é hoje um importante componente da atividade

Leia mais

A escolha é sempre sua. O conhecimento é a nossa contribuição.

A escolha é sempre sua. O conhecimento é a nossa contribuição. A escolha é sempre sua. O conhecimento é a nossa contribuição. TURMA 3 Master in Business Administration Especialização Lato-Sensu GESTÃO ESTRATÉGICA DA PRODUÇÃO E QUALIDADE GESTÃO FARMACEUTICA EMPRESARIAL

Leia mais

2014-15 NOVIDADES DA VERSÃO. Teowin 8.0. Neste documento, apresentamos todas as novidades e melhorias incluídas na versão 8.0 do Teowin.

2014-15 NOVIDADES DA VERSÃO. Teowin 8.0. Neste documento, apresentamos todas as novidades e melhorias incluídas na versão 8.0 do Teowin. NOVIDADES DA VERSÃO Teowin 8.0 2014-15 Neste documento, apresentamos todas as novidades e melhorias incluídas na versão 8.0 do Teowin. SIMSA Servicios informáticos Mecanizaciones, S.A. c/ Sicilia 190 08013

Leia mais

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br Corporativo Transformar dados em informações claras e objetivas que possibilitem às empresas tomarem decisões em direção ao sucesso. Com essa filosofia a Star Soft Indústria de Software e Soluções vem

Leia mais

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida Apresentação Institucional Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida A empresa que evolui para o seu crescimento A VCN Virtual Communication Network, é uma integradora de Soluções Convergentes

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

Uma Perspectiva Sócio-Histórica do Processo de Alfabetização com Conscientização do Contexto Sociocultural

Uma Perspectiva Sócio-Histórica do Processo de Alfabetização com Conscientização do Contexto Sociocultural Uma Perspectiva Sócio-Histórica do Processo de Alfabetização com Conscientização do Contexto Sociocultural Camila Turati Pessoa (Universidade Federal de Uberlândia) camilatpessoa@gmail.com Ruben de Oliveira

Leia mais

Estudos prospectivos. ABIT, ABDI, CETIQT, empresas & universidades. 6 estratégias. 7 vetores portadores de futuro

Estudos prospectivos. ABIT, ABDI, CETIQT, empresas & universidades. 6 estratégias. 7 vetores portadores de futuro 2 Estudos prospectivos ABIT, ABDI, CETIQT, empresas & universidades 6 estratégias 7 vetores portadores de futuro Estudo prospectivo T&C: 6 estratégias para 2023 MERCADO Aumentar a percepção de valor dos

Leia mais

A CONSTRUÇÃO DE ESPAÇOS E MATERIAIS DIGITAIS PARA A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: O USO DO SMARTPHONE NO ENSINO DA GEOMETRIA

A CONSTRUÇÃO DE ESPAÇOS E MATERIAIS DIGITAIS PARA A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: O USO DO SMARTPHONE NO ENSINO DA GEOMETRIA A CONSTRUÇÃO DE ESPAÇOS E MATERIAIS DIGITAIS PARA A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: O USO DO SMARTPHONE NO ENSINO DA GEOMETRIA Autores : Agata RHENIUS, Melissa MEIER. Identificação autores: Bolsista IFC-Campus Camboriú;

Leia mais

Pesquisa Prazer em Trabalhar 2015

Pesquisa Prazer em Trabalhar 2015 Pesquisa Prazer em Trabalhar 2015 As 15 Melhores Práticas em Gestão de Pessoas no Pará VIII Edição 1 Pesquisa Prazer em Trabalhar Ano VI Parceria Gestor Consultoria e Caderno Negócios Diário do Pará A

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

Portfólio de Criação Espaço Experiência 1. Gabriel Godinho CARRARO 2 Julia Meinhardt TELLES 3 Jarissa Maguatini Pinto COGOY 4 Vinícius MANO 5

Portfólio de Criação Espaço Experiência 1. Gabriel Godinho CARRARO 2 Julia Meinhardt TELLES 3 Jarissa Maguatini Pinto COGOY 4 Vinícius MANO 5 Portfólio de Criação Espaço Experiência 1 Gabriel Godinho CARRARO 2 Julia Meinhardt TELLES 3 Jarissa Maguatini Pinto COGOY 4 Vinícius MANO 5 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto

Leia mais

SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO ENGENHARIA CIVIL POÇOS DE CALDAS

SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO ENGENHARIA CIVIL POÇOS DE CALDAS 1) Perfil do curso: SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO ENGENHARIA CIVIL POÇOS DE CALDAS O curso de Engenharia Civil da PUC Minas, campus de Poços de Caldas, tem como objetivo principal formar um profissional

Leia mais

REUTILIZAÇÃO DE CÂMARAS DE PNEU DE BICICLETA EM PROJETOS DE MODA

REUTILIZAÇÃO DE CÂMARAS DE PNEU DE BICICLETA EM PROJETOS DE MODA REUTILIZAÇÃO DE CÂMARAS DE PNEU DE BICICLETA EM PROJETOS DE MODA Reuse of bicycle tubes in fashion designs Picoli, Júlia I.; Me; Universidade Feevale, juliai@feevale.br 1 Troncoso, Samira M.K.; Me; Universidade

Leia mais

A importância do design nos negócios

A importância do design nos negócios A importância do design nos negócios SUMÁRIO Apresentação 4 A importância do Design 5 Design de Comunicação 13 A Escada do Design 6 Design Gráfico 14 O processo do Design 7 Logomarca 15 Design & Inovação

Leia mais

REALIZAÇÃO DE TRABALHOS INTERDISCIPLINARES GRUPOS DE LEITURA SUPERVISIONADA (GRULES)

REALIZAÇÃO DE TRABALHOS INTERDISCIPLINARES GRUPOS DE LEITURA SUPERVISIONADA (GRULES) REALIZAÇÃO DE TRABALHOS INTERDISCIPLINARES GRUPOS DE LEITURA SUPERVISIONADA (GRULES) 1 APRESENTAÇÃO Este manual é um documento informativo visando orientar a comunidade acadêmica quanto ao processo de

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral Curso: ENGENHARIA ELÉTRICA SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão O Curso de Engenharia Elétrica da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar engenheiros com sólidos e atualizados conhecimentos científicos

Leia mais

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS www.empreende.com.br emp@empreende.com.br FAZENDO ACONTECER Programa de ensino de empreendedorismo inovador em nível mundial, desenvolvido

Leia mais

6 A cadeia de suprimentos da soja no Mato Grosso sob o ponto de vista dos atores da cadeia

6 A cadeia de suprimentos da soja no Mato Grosso sob o ponto de vista dos atores da cadeia 6 A cadeia de suprimentos da soja no Mato Grosso sob o ponto de vista dos atores da cadeia Complementando o que foi exposto sobre a gerência da cadeia de suprimentos analisada no Capítulo 3, através de

Leia mais

PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO

PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO 1 Paulo Bastos Tigre Professor titular Instituto de Economia da UFRJ Seminário Implementando uma cultura de inovação em P&D. São Paulo, 8 julho 2010 PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO Conceitos de inovação

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

UNIDADE 7 Fontes para obtenção de capital

UNIDADE 7 Fontes para obtenção de capital UNIDADE 7 Fontes para obtenção de capital Muitos empreendedores apontam como principal retardo para o crescimento das MPE s no Brasil a dificuldade em se obter financiamento, devido às exigências estabelecidas

Leia mais

O que é Estudio Cosmica?

O que é Estudio Cosmica? Apresentacao O que é Estudio Cosmica? Criação e Concepção de Ideias e Projetos. Estudio Cosmica é um Estúdio de Criação e desenvolvimento de Ideias, Sempre Atento e antenado ao Mercado e novidades, buscando

Leia mais

ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO FLORESTAL NA AVALIAÇÃO DE IMPACTOS AMBIENTAIS. Paulo Rogério Soares de OLIVEIRA Universidade Federal de Viçosa

ATUAÇÃO DO ENGENHEIRO FLORESTAL NA AVALIAÇÃO DE IMPACTOS AMBIENTAIS. Paulo Rogério Soares de OLIVEIRA Universidade Federal de Viçosa REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE ENGENHARIA FLORESTAL - ISSN 1678-3867 P UBLICAÇÃO C IENTÍFICA DA F ACULDADE DE A GRONOMIA E E NGENHARIA F LORESTAL DE G ARÇA/FAEF A NO IV, NÚMERO, 07, FEVEREIRO DE 2006.

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Produção Industrial Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: TÉCNICO EM MÓVEIS FORMA/GRAU:(X )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE:

Leia mais

RELATÓRIO TREINAMENTO ADP 2013 ETAPA 01: PLANEJAMENTO

RELATÓRIO TREINAMENTO ADP 2013 ETAPA 01: PLANEJAMENTO RELATÓRIO TREINAMENTO ADP 2013 ETAPA 01: PLANEJAMENTO 1. Apresentação geral Entre os dias 15 e 18 de Abril de 2013 foram realizados encontros de quatro horas com os servidores e supervisores da Faculdade

Leia mais

Lamiecco é agraciada com troféu Destaque Gaúcho 2009

Lamiecco é agraciada com troféu Destaque Gaúcho 2009 News Uma publicação de Plásticos Ltda - Ano 2 - número 10 - agosto de 2009 Editorial Por Alexandre Figueiró - Diretor é agraciada com troféu Destaque Gaúcho 2009 A LAMIECCO, uma jovem empresa, se orgulha

Leia mais

PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO. Programa de Educação Ambiental Interno

PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO. Programa de Educação Ambiental Interno PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO Programa de Educação Ambiental Interno Condicionante 57 LO 417/2010 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO 04 2. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA 05 3. REGULAMENTO APLICÁVEL 06 3.1. FEDERAL

Leia mais

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO RÁPIDO DE PRODUTO (RPD)

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO RÁPIDO DE PRODUTO (RPD) INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO RÁPIDO DE PRODUTO (RPD) REPRESENTAÇÃO ESQUEMÁTICA PARA DESENVOLVIMENTO INTERNACIONAL DE NOVOS PRODUTOS O esquema abaixo considera o conceito de design de produto, esboços

Leia mais

práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social

práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social Não há dúvidas de que as tecnologias sociais têm um impacto substancial no modo como as empresas funcionam atualmente.

Leia mais

Primeiramente podemos classificar três diferentes tipos estruturais de

Primeiramente podemos classificar três diferentes tipos estruturais de VITRINAS 1 INTRODUÇÃO Elegantes e essenciais, as vitrinas são elementos versáteis criados nas mais diversas versões e representam o ponto chave para apresentação do produto a ser vendido nos mais diferentes

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DESIGN

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DESIGN CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DESIGN Matriz Curricular do Curso de Design Fase Cód. Disciplina Créditos Carga Horária 01

Leia mais

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Redesenhando a forma como empresas operam e envolvem seus clientes e colaboradores no mundo digital. Comece > Você pode construir de fato uma

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS ALTERNATIVOS EM EXPERIMENTOS PRÁTICOS DE QUÍMICA E SUA RELAÇÃO COM O COTIDIANO.

A UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS ALTERNATIVOS EM EXPERIMENTOS PRÁTICOS DE QUÍMICA E SUA RELAÇÃO COM O COTIDIANO. A UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS ALTERNATIVOS EM EXPERIMENTOS PRÁTICOS DE QUÍMICA E SUA RELAÇÃO COM O COTIDIANO. Alessandra Ramos Barbosa Joseane Ataíde de Jesus RESUMO Reconstruir o aprender requer mudanças

Leia mais

Treinamento do Sistema RH1000

Treinamento do Sistema RH1000 Treinamento do Sistema RH1000 = Conceitos de Gestão por Competências = Ohl Braga Desenvolvimento Empresarial Atualizado em 21Ago2015 1 Tópicos abordados Principais processos 4 Vantagens 5 Avaliação de

Leia mais

10 Passos para o Relatório de Sustentabilidade da sua Empresa

10 Passos para o Relatório de Sustentabilidade da sua Empresa Curso Prático para Elaboração de Relatório de Sustentabilidade GRI 4.0 Taubaté- São Paulo 10 Passos para o Relatório de Sustentabilidade da sua Empresa 10 Passos para o seu Relatório de Sustentabilidade

Leia mais

Fashion Marketing & Communication

Fashion Marketing & Communication Os programas de Pós-Graduação oferecidos pela Faculdade de Tecnologia do Istituto Europeo di Design estão em conformidade legal e atendem as Resoluções CNE/CES nº 1, de 3 de abril de 2001 e nº 1, de 8

Leia mais

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex...

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... (/artigos /carreira/comopermanecercalmosob-pressao /89522/) Carreira Como permanecer calmo sob pressão (/artigos/carreira/como-permanecer-calmosob-pressao/89522/)

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA Autor: Jeferson Correia dos Santos ARTIGO TÉCNICO INOVAÇÃO NA GESTÃO DE PÓS-VENDAS: SETOR AUTOMOTIVO RESUMO A palavra inovação tem sido atualmente umas das mais mencionadas

Leia mais

Daniela Campioto Cyrilo Lima*, Emanuela Matos Granja*, Fabio Giordano **

Daniela Campioto Cyrilo Lima*, Emanuela Matos Granja*, Fabio Giordano ** AVALIAÇÃO SOBRE AS PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL DESENVOLVIDA ATRAVÉS DO ECOTURISMO NO CAMINHO DO MAR PARQUE ESTADUAL DA SERRA DO MAR NÚCLEO ITUTINGA PILÕES Daniela Campioto Cyrilo Lima*, Emanuela Matos

Leia mais

Apresentação da FAMA

Apresentação da FAMA Pós-Graduação Lato Sensu CURSO DE ESPECIIALIIZAÇÃO 444 horras/aulla 1 Apresentação da FAMA A FAMA nasceu como conseqüência do espírito inovador e criador que há mais de 5 anos aflorou numa família de empreendedores

Leia mais

suporte para monitor e tablet

suporte para monitor e tablet acessórios 47 46,4 80 80 suporte para monitor e tablet suporte para monitor e tablet Design Studio CBS 80 L x 80 P x 47 H L - Largura, P - Profundidade e H - Altura dimensões em cm O suporte para monitor

Leia mais

A confluência dos vídeos e a Internet

A confluência dos vídeos e a Internet WHITEPAPER A confluência dos vídeos e a Internet Por que sua empresa deveria investir em vídeos em 2013 e como a Construção Civil pode utilizar os vídeos como diferencial competitivo. 1 Saiba como os vídeos

Leia mais

OFICINA DA PESQUISA DISCIPLINA: COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL

OFICINA DA PESQUISA DISCIPLINA: COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL OFICINA DA PESQUISA DISCIPLINA: COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Objetivo Geral da Disciplina: Apresentar

Leia mais

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade Eficácia e Liderança de Performance O Administrador na Gestão de Pessoas Grupo de Estudos em Administração de Pessoas - GEAPE 27 de novembro

Leia mais

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras Por Marcelo Bandeira Leite Santos 13/07/2009 Resumo: Este artigo tem como tema o Customer Relationship Management (CRM) e sua importância como

Leia mais

MARKETING DIGITAL PARA PME: APRENDA A DEFINIR QUANDO, COMO E EM QUAIS ESTRATÉGIAS INVESTIR

MARKETING DIGITAL PARA PME: APRENDA A DEFINIR QUANDO, COMO E EM QUAIS ESTRATÉGIAS INVESTIR MARKETING DIGITAL PARA PME: APRENDA A DEFINIR QUANDO, COMO E EM QUAIS ESTRATÉGIAS INVESTIR Introdução 02 A importância de calcular o ROI dos investimentos Capítulo 1 04 Aprendendo a definir os investimentos

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS MISSÃO DO CURSO O Curso de Licenciatura em Artes Visuais busca formar profissionais habilitados para a produção, a pesquisa

Leia mais

Carga horária e duração. O curso tem carga horária de 360 horas/aula. Duração: aproximadamente 24 meses Horário: terças e quintas 7h às 9h30

Carga horária e duração. O curso tem carga horária de 360 horas/aula. Duração: aproximadamente 24 meses Horário: terças e quintas 7h às 9h30 Pós-Graduação em Gestão do Entretenimento Público-alvo Indicado para profissionais que atuam com entretenimento e cultura tanto em produtoras de cinema, de eventos e de conteúdo, centros culturais, consultorias

Leia mais

Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio

Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio 1º ANO - ENSINO MÉDIO Objetivos Conteúdos Expectativas - Conhecer a área de abrangência profissional da arte e suas características; - Reconhecer e valorizar

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ENGENHARIA CIVIL MISSÃO DO CURSO O Curso de Engenharia Civil do CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTACIO RADIAL DE SÃO PAULO tem por missão graduar Engenheiros Civis

Leia mais

IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1

IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1 IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1 Banco de Dados Introdução Por: Robson do Nascimento Fidalgo rdnf@cin.ufpe.br IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL

A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL Introdução A partir da década de 90 as transformações ocorridas nos aspectos: econômico, político, social, cultural,

Leia mais

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto CURRÍCULO DO PROFESSOR Administradora com mestrado e doutorado em engenharia de produção

Leia mais

Estudo de Viabilidade e Pesquisa de Campo

Estudo de Viabilidade e Pesquisa de Campo Estudo de Viabilidade e Pesquisa de Campo Estudo de viabilidade As perguntas seguintes terão que ser respondidas durante a apresentação dos resultados do estudo de viabilidade e da pesquisa de campo FOFA.

Leia mais

MBA em Design Estratégico

MBA em Design Estratégico MBA em Design Estratégico Público - alvo Indicado para profissionais com formação em Design, Arquitetura, Moda ou gestores e empreendedores que estejam buscando novas formas de gestão orientadas para a

Leia mais

Negócios Inclusivos na Masisa. Uma oportunidade em que todos ganham

Negócios Inclusivos na Masisa. Uma oportunidade em que todos ganham Negócios Inclusivos na Masisa Uma oportunidade em que todos ganham Nossa Visão Ser líder em rentabilidade a longo prazo na indústria de painéis de madeira para móveis e arquitetura de interiores na América

Leia mais

DOCÊNCIA ASSISTIDA NO ENSINO SUPERIOR: EXPERIÊNCIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO CURSO DE MÚSICA LICENCIATURA DA UFRN

DOCÊNCIA ASSISTIDA NO ENSINO SUPERIOR: EXPERIÊNCIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO CURSO DE MÚSICA LICENCIATURA DA UFRN DOCÊNCIA ASSISTIDA NO ENSINO SUPERIOR: EXPERIÊNCIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO CURSO DE MÚSICA LICENCIATURA DA UFRN Autor: Anne Charlyenne Saraiva Campos; Co-autor: Emerson Carpegiane de Souza Martins

Leia mais

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia MESQUITA NETO, Rui 1 DIAS, Vanessa Aparecida 2 NUNES, Ruth Vieira 3 RESUMO A organização depende das pessoas para atingir

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 136, DE 24 DE JUNHO DE 2009

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 136, DE 24 DE JUNHO DE 2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 136, DE 24 DE JUNHO DE 2009 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Leia mais

Preparando--se para o desafio do cliente individual e digital Preparando Mauro Segura Marketing e Comunicação IBM Brasil Estudo Global 2013/2014 + 4.000 entrevistas 70 países +20 segmentos de mercado CEOs,

Leia mais

Internet na Educação. Google. Aplicação de Trabalho Colaborativo

Internet na Educação. Google. Aplicação de Trabalho Colaborativo Internet na Educação Google Aplicação de Trabalho Colaborativo Índice 1. Trabalho Colaborativo 2. Google Docs: Conceito e Funcionalidades 3. Exemplos relevantes para educação e formação 4. Modelo de financiamento

Leia mais