Librix AD: um Software Livre para Administração de Diretórios LDAP Distribuídos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Librix AD: um Software Livre para Administração de Diretórios LDAP Distribuídos"

Transcrição

1 Librix AD: um Software Livre para Administração de Diretórios LDAP Distribuídos Cláudio Siqueira de Carvalho e Celmar Guimarães da Silva Laboratório de Administração e Segurança de Sistemas (LAS) Instituto de Computação (IC) Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Caixa Postal 6176 CEP Campinas SP Brasil Abstract. Directory services like OpenLDAP ease network management, authentication and access rights control to network information. Different free software for directory administration try to ease the execution of these tasks, providing user interfaces for accessing OpenLDAP functionalities. However, these systems enable LDAP objects management only at a centralized server. In contrast with these systems, Librix AD is a free software for administrating distributed LDAP directories. This paper presents Librix AD, its features, functionalities, architecture and installation requirements. Resumo. Serviços de diretório como o OpenLDAP facilitam o gerenciamento de uma rede, bem como a autenticação e o controle de direitos de acesso a informações dessa rede. Diferentes softwares livres procuram facilitar a execução dessas tarefas, provendo interfaces de usuário que possibilitam o acesso às funcionalidades do OpenLDAP. No entanto, a maioria desses sistemas permite administrar objetos LDAP apenas em um servidor centralizado. Ao contrário desses sistemas, o Librix AD é um software livre desenvolvido para administrar diretórios LDAP distribuídos. Este artigo apresenta o Librix AD, suas características, funcionalidades, arquitetura e requisitos de instalação. 1. Introdução Serviços de diretório são cada vez mais necessários para gestão de infra-estrutura de recursos em organizações. Tarefas como centralizar autenticação, controle de direitos de acesso a informações, e gerenciamento de usuários e servidores de uma rede, são algumas das finalidades com as quais um serviço de diretório pode ser utilizado em uma organização. Esse tipo de serviço utiliza uma base de dados hierárquica otimizada para leitura e busca de dados, possui resposta rápida a solicitações de grandes volumes de informação, e pode prover capacidades de replicação de diretório visando maior disponibilidade e confiabilidade, e menor tempo de resposta a essas solicitações. Um exemplo de software livre que disponibiliza serviços de diretório é o OpenLDAP, que implementa o protocolo LDAP (Lightweight Directory Access Protocol) e funcionalidades para replicação de diretórios [OpenLDAP, 2007]. Diferentes softwares livres são utilizados na tentativa de facilitar a administração do OpenLDAP, provendo interfaces de usuário com representações gráficas do diretório LDAP e acesso facilitado às suas funcionalidades. Nesse sentido, o Librix Administração de Diretórios Librix AD [Itautec Philco, 2005] é um software livre (sob licença GNU-GPL versão 2) que visa auxiliar a administração de diretórios LDAP

2 distribuídos. Este software é baseado no software livre GATI [Cruz et al., 2004], desenvolvido como uma parceria entre a Itautec e o Centro de Excelência em Servidores de Missão Crítica (Cesmic) da Universidade Católica de Brasília (UCB). O Librix AD é parte integrante da distribuição Linux Librix [Librix, 2006], desenvolvida pelo Laboratório de Administração e Segurança de Sistemas (LAS) do Instituto de Computação (IC) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e também patrocinado pela Itautec. O objetivo deste artigo é apresentar uma visão geral sobre o Librix AD. Suas características e funcionalidades são apresentadas na seção 2. A seção 3 apresenta a arquitetura do sistema. Na seção 4, são enumerados os requisitos de instalação do Librix AD. A seção 5 sumariza trabalhos recentes efetuados para melhoria do sistema. Por fim, a seção 6 conclui o artigo e apresenta trabalhos futuros. 2. Características e Funcionalidades O Librix AD é uma ferramenta que possibilita efetuar uma administração centralizada de serviços de diretórios LDAP distribuídos. Por meio de sua interface de usuário, o administrador pode gerenciar objetos LDAP, esquemas de objetos, partições, réplicas de partições, e controlar acesso a objetos LDAP via ACLs (Access Control Lists) [OpenLDAP, 2007]. Essas funcionalidades podem ser agrupadas da seguinte forma: Administração de Objetos: criação, edição e remoção de objetos dos diretórios LDAP gerenciados, independentemente da partição em que eles se encontrem, e sem necessitar que o administrador precise se autenticar em cada uma dessas partições para acessar seus respectivos objetos. Por padrão, o Librix AD possibilita a criação de objetos dos seguintes tipos (Figura 1): usuário, grupo, servidor, impressora, aplicação, unidade organizacional, usuário samba, grupo samba, servidor samba e volume samba. Além disso, apresenta funcionalidades pelas quais o administrador pode definir novos tipos de objetos a serem utilizados.

3 Administração de Partições: criar partições, transformar unidades organizacionais em partições e remover partições, como ilustrado na Figura 2. Essas funcionalidades efetuam modificações em arquivos de configuração do OpenLDAP para o administrador, evitando a necessidade de manipulá-los diretamente. Administração de Réplicas: gerência dos anéis de réplica (servidores mestre e respectivas réplicas) de cada partição. Essa gerência apresenta funcionalidades para inserir réplicas em um anel, remover réplicas de um anel, visualizar o estado dos servidores com relação ao funcionamento de serviços essenciais (daemons do OpenLDAP e do Librix AD), converter servidores mestres em réplicas e vice-versa, reiniciar serviços do OpenLDAP, sincronizar diretórios do anel de réplica e reparar diretórios. Algumas dessas funcionalidades também podem ser vistas na Figura 2. Administração de ACLs: gerência de direitos de leitura, escrita e pesquisa sobre objetos dos diretórios LDAP. O sistema permite definir direitos relativos a um objeto específico ou a uma partição inteira, propagando direitos nos diretórios distribuídos. A Figura 3 exemplifica a atribuição de direitos relacionados a um determinado objeto. Administração de Esquemas: gerência dos esquemas utilizados pelos diretórios LDAP. Alterações nesses esquemas são propagadas para todos os servidores das partições gerenciadas pelo Librix AD, de modo a garantir a consistência entre eles.

4 3. Arquitetura A implementação do Librix AD segue a arquitetura apresentada na Figura 4. Nessa arquitetura, o módulo de interface de usuário implementado utilizando JSP e servlet permite que o usuário visualize a árvore de diretórios LDAP com seus objetos e partições, como apresentado na parte esquerda da Figura 1. Figura 4. Arquitetura do Librix AD.

5 A lógica de negócio do Librix AD é tratada pelos módulos API Java e API C. A API Java é responsável por atender às requisições do módulo de interface de usuário relativas às diferentes funcionalidades do Librix AD. Esse módulo invoca o OpenLDAP (via biblioteca JLDAP [JLDAP, 2007]) para atender a algumas dessas requisições, e além disso repassa tarefas de mais baixo nível para a API C. A API C efetua operações relativas à manipulação de arquivos de configuração do Samba e do OpenLDAP (incluindo ACLs e esquemas), e operações como iniciar e parar serviços como slapd e slurpd (ambos do OpenLDAP), samba e serviços do próprio Librix AD. A API C é um requisito obrigatório para a gerência de qualquer um dos servidores, sejam servidores Samba, NFS ou OpenLDAP. Em contrapartida, a interface de usuário e a API Java devem ser instaladas somente no servidor de aplicações Web. 4. Requisitos de instalação O Librix AD é um pacote pertencente à distribuição Linux Librix [Librix, 2006] e apresenta como requisitos os seguintes softwares livres: OpenLDAP (openldap r3), Berkeley DB (db _p2-r1), JBoss (jboss-3.2.5), Blackdown JDK (>= blackdown-jdk ), Cyrus-SASL (>= cyrus-sasl ), OpenSSL (>= openssl e-r1), Daemons NFS (>= nfs-utils r6), Samba (samba a-r2), Crypt- SmbHash (>= Crypt-SmbHash-0.12), Idealx Samba LDAP management tool (smbldaptools r1) e Portmap (>=portmap-5b-r9). Atualmente, alguns desses requisitos possuem versões mais recentes; por exemplo, o OpenLDAP, que embora já esteja na versão 2.3, é utilizado pelo Librix AD na versão Estudos foram feitos sobre as diferenças entre essas versões de OpenLDAP, e aprimoramentos estão sendo implementados para que o Librix AD possa utilizar essa versão mais nova do OpenLDAP. 5. Trabalhos recentes Desde que o Librix AD passou a ser desenvolvido pela equipe do LAS-IC-Unicamp, seu desenvolvimento focou-se no aprimoramento do produto, por meio de homologação de funcionalidades e conseqüentes correções de erros. Dentre os aprimoramentos, inclui-se tratamentos de casos de string overflow, reparos estruturais para o incremento de futuras funcionalidades, ajustes de mecanismos utilizados na configuração de serviços em estações remotas, e execução de avaliação heurística [Nielsen apud Rocha e Baranauskas, 2003] da interface de usuário. Estes aprimoramentos propiciam um aumento da robustez e usabilidade do sistema, e permitem futuros acréscimos de funcionalidades previstas. 6. Conclusão e Trabalhos Futuros O Librix AD é uma iniciativa de software livre que busca facilitar a gerência de diretórios LDAP, considerando adversidades como potenciais falhas ou interrupções de serviços de diretórios, e o fato de que as informações da organização podem estar armazenadas em diretórios LDAP distribuídos. Para tratar adversidades como estas, o Librix AD busca prover uma gerência de visão unificada através de sua interface Web, além de incluir funcionalidades para gerência de réplica, esquemas e controle de direitos sobre os objetos dos diretórios. O Librix AD também permite integrar a gerência de serviços de rede à gerência de diretórios, tornando transparente para o administrador a

6 configuração de serviços como Samba e NFS. Universidades são veículos importantes para o desenvolvimento e maturidade de softwares livres. Devido ao fato de serem entidades mantenedoras de conhecimentos dos mais variados ramos da ciência, desenvolver um software livre na universidade permite agregar, ou ao menos acessar facilmente, vários destes conhecimentos. O Librix AD é um exemplo desta realidade, não somente pelo fato de estar inserido na universidade, mas também por ser desenvolvido no mesmo laboratório da distribuição Linux Librix, a qual também é um software livre. A colaboração entre esses projetos e a universidade tem apresentado contribuições positivas em vários aspectos como, por exemplo, resolução de problemas de infra-estrutura, troca de conhecimento sobre ferramentas para desenvolvimento de software, ou até mesmo amadurecimento de idéias ou soluções pertinentes a ambos os projetos. Trabalhos futuros vislumbrados para o Librix AD incluem: adaptação para suporte a OpenLDAP 2.3; integração com o Microsoft Active Directory [Microsoft, 2007]; reorganização da implementação da API C para possibilitar maior robustez do software; melhorias na interface de usuário (inspiradas nos resultados das avaliações heurísticas efetuadas); atualização da documentação do sistema, incluindo a geração da documentação do código usando o software livre Doxygen [Heesch, 2007]. O Librix AD está disponível para download no site da distribuição Linux Librix [Librix, 2006]. Agradecimentos à Itautec pela parceria com o LAS-IC-Unicamp no projeto Librix AD. Referências Cruz, F. W.; Santos, G. A.; Medeiros, R. D. F.; Pereira, L. A.; Braga, M. C.; Diener, R. Uma Ferramenta para a Administração de Serviços de diretório Distribuídos Baseados no OpenLDAP. V Fórum Internacional de Software Livre (FISL), 2004, Porto Alegre. Heesch, D. (2007). Doxygen source code documentation generator tool. (20/03/2007). Itautec Philco S. A. (2005). White Paper Librix AD Administração Centralizada de Diretórios. White_Paper_Itautec_-_Librix_AD_V115.doc (01/03/2007). JLDAP (2007). Java LDAP. OpenLDAP Foundation. (01/03/2007). Librix (2006). Distribuição Linux Librix. (01/03/2007). Microsoft (2007). Windows Server 2003 Active Directory. windowsserver2003/technologies/directory/activedirectory (20/03/2007). OpenLDAP (2007). OpenLDAP Software 2.3 Administrator's Guide. OpenLDAP Foundation. (01/03/2007). Rocha, H. V.; Baranauskas, M. C. C. (2003). Design e Avaliação de Interfaces Humano- Computador. Campinas, SP: Nied/Unicamp.

Desafio Atingir máxima eficiência e segurança por meio da administração centralizada de recursos de redes distribuídas geograficamente

Desafio Atingir máxima eficiência e segurança por meio da administração centralizada de recursos de redes distribuídas geograficamente Setor Corporativo Desafio Atingir máxima eficiência e segurança por meio da administração centralizada de recursos de redes distribuídas geograficamente Solução Tecnológica Librix AD SUMÁRIO EXECUTIVO

Leia mais

A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC

A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC O AMBIENTE OPERACIONAL QUE AGREGA A CONFIABILIDADE E O SUPORTE DA ITAUTEC À SEGURANÇA E À PERFORMANCE DO LINUX O LIBRIX É UMA DISTRIBUIÇÃO PROFISSIONAL LINUX

Leia mais

Líder em Soluções Samba 4 no Brasil

Líder em Soluções Samba 4 no Brasil Apresentação Líder em Soluções Samba 4 no Brasil A Vantage TI conta uma estrutura completa para atender empresas de todos os segmentos e portes, nacionais e internacionais. Nossos profissionais dedicam-se

Leia mais

Elementos. Setores, departamentos, diretorias etc.

Elementos. Setores, departamentos, diretorias etc. O Active Directory Active directory Serviço de diretório extensível para gerenciar recursos da rede de modo eficiente Armazena informações detalhadas sobre cada recurso na rede Possibilidade de armazenar

Leia mais

V WSPPD 2007. Uma visão geral do OpenLDAP e Active Directory para autenticação de usuários em sistemas heterogêneos e distribuídos

V WSPPD 2007. Uma visão geral do OpenLDAP e Active Directory para autenticação de usuários em sistemas heterogêneos e distribuídos V WSPPD 2007 Uma visão geral do OpenLDAP e Active Directory para autenticação de usuários em sistemas heterogêneos e distribuídos Porto Alegre, Agosto de 2007. Guilherme Matte Macedo, Rafael Bohrer Ávila

Leia mais

Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY

Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY Conteúdo Programático! Introdução ao Active Directory (AD)! Definições! Estrutura Lógica! Estrutura Física! Instalação do Active Directory (AD)!

Leia mais

Controle de Acesso em Rede

Controle de Acesso em Rede Segurança de Rede Segurança de rede e segurança de sistema (servidor individual) têm muito em comum Há redes onde o usuário faz login no domínio da rede para ter acesso aos recursos; em outras, se conecta

Leia mais

Senado Federal Questões 2012

Senado Federal Questões 2012 Senado Federal Questões 2012 Sistemas Operacionais Prova de Analista de Sistemas Prof. Gustavo Van Erven Senado Federal Questões 2012 Rede Social ITnerante http://www.itnerante.com.br/ Vídeo Aulas http://www.provasdeti.com.br/

Leia mais

Sistema Gerenciador de Conteúdo OpenCms: um caso de sucesso no CEFET-MG

Sistema Gerenciador de Conteúdo OpenCms: um caso de sucesso no CEFET-MG Sistema Gerenciador de Conteúdo OpenCms: um caso de sucesso no CEFET-MG Marco T. A. Rodrigues*, Paulo E. M. de Almeida* *Departamento de Recursos em Informática Centro Federal de Educação Tecnológica de

Leia mais

Active Directory. João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 15

Active Directory. João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 15 Active Directory João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 15 Baseado no LDAP Estrutura hierárquica organizacional Diretório de serviços que pode ser distribuído através de vários servidores com tolerância

Leia mais

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.com Serviços DHCP Server: O DHCP ("Dynamic Host Configuration Protocol" ou "protocolo de configuração

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 4)

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 4) Prof. Breno Leonardo Gomes de Menezes Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 4) Serviço de diretório Serviço de diretório é um conjunto

Leia mais

Entendendo o OpenLDAP. Por GABRIEL STEIN

Entendendo o OpenLDAP. Por GABRIEL STEIN Por GABRIEL STEIN CONCEITOS ABORDADOS Conceito de diretório / Serviço de diretório Organização Hierárquica - Árvore LDAP Histórico Características Atributos ObjectClasses Schemas Entrada DNs Arquivos LDIF

Leia mais

Gerenciamento automático de usuários de uma rede

Gerenciamento automático de usuários de uma rede Gerenciamento automático de usuários de uma rede acadêmica Daniel Cason 1, Rodrigo Rocha 1, Antonio Terceiro 1, Amadeu Barbosa 1, Eduardo Ramos 1, Humberto Galiza 1 1 Departamento de Ciência da Computação

Leia mais

Documento de Projeto de Sistema

Documento de Projeto de Sistema Documento de Projeto de Sistema 1 IFES / Serra Projeto: Gerenciador de Pelada - Oasis Registro de Alterações: Versão Responsável Data Alterações 0.1 Eduardo Rigamonte, Geann Valfré, João Paulo Miranda,

Leia mais

LEIA ISTO PRIMEIRO. IBM Tivoli Configuration Manager, Versão 4.2.1

LEIA ISTO PRIMEIRO. IBM Tivoli Configuration Manager, Versão 4.2.1 LEIA ISTO PRIMEIRO IBM Tivoli, Versão 4.2.1 O IBM Tivoli, Versão 4.2.1, é uma solução para controlar a distribuição de software e o inventário de gerenciamento de recursos em um ambiente multiplataformas.

Leia mais

BSDDAY - 13 de Agosto SP/Brazil

BSDDAY - 13 de Agosto SP/Brazil BSDDAY - 13 de Agosto SP/Brazil Quem é o Dmux? Rafael Floriano Sousa Sales aka dmux - Paulistano, 22 anos, fundador e integrante do grupo Tompast, consultor UNIX, trabalhando com sistemas operacionais

Leia mais

Serviço de Diretórios com OpenLDAP. Marcos Sungaila marcos@savant.com.br

Serviço de Diretórios com OpenLDAP. Marcos Sungaila marcos@savant.com.br Serviço de Diretórios com OpenLDAP Marcos Sungaila marcos@savant.com.br LDAP Por que LDAP Conceitos básicos Instalando e Configurando o OpenLDAP Criando a estrutura do Diretório Trabalhando com senhas

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação Banco de Dados LDAP Rodrigo Rubira Branco - rodrigo@firewalls.com.br O que é Serviço de Diretorio? Banco de dados especializado em armazenar informações sobre objetos Caracteristicas

Leia mais

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER TÁSSIO JOSÉ GONÇALVES GOMES tassiogoncalvesg@gmail.com MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 TÁSSIO GONÇALVES - TASSIOGONCALVESG@GMAIL.COM 1 CONTEÚDO Arquitetura

Leia mais

Introdução ao Windows Server System. José Carlos Libardi Junior

Introdução ao Windows Server System. José Carlos Libardi Junior Introdução ao Windows Server System José Carlos Libardi Junior Computer Roles Grupo de Trabalho X Domínio O que é Active Directory Termos do Active Directory Tópicos Principais Um computador com o Windows

Leia mais

TREINAMENTO ACTIVE DIRECTORY SAMBA4

TREINAMENTO ACTIVE DIRECTORY SAMBA4 TREINAMENTO ACTIVE DIRECTORY SAMBA4 Após 10 anos de trabalho a equipe de desenvolvedores do Samba conseguiu a proeza de criar um Samba totalmente compatível com o Microsoft Active Directory. O Samba 4.0

Leia mais

Microsoft System Center Operations Manager 2007

Microsoft System Center Operations Manager 2007 Microsoft System Center Operations Manager 2007 O que há de novo? Por que vale a pena atualizar? Microsoft Corporation Publicado em: 18 de dezembro de 2006 Sumário Executivo O System Center Operations

Leia mais

Documento de Visão do Projeto

Documento de Visão do Projeto Documento de Visão do Projeto 1. Objetivo O propósito deste documento é coletar, analisar e definir as necessidades de alto-nível e características do projeto de software do Módulo Editor de Estruturas

Leia mais

Gestão de Processos de Negócio em Curso de Sistemas de Informação:

Gestão de Processos de Negócio em Curso de Sistemas de Informação: Gestão de Processos de Negócio em Curso de Sistemas de Informação: Relato de Experiência Utilizando Software Livre Jessica Lasch de Moura¹, Gabriel Machado Lunardi¹, Andrea Schwertner Charão¹, Patrícia

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 5 Servidores de Aplicação

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais. Prof. Rodrigo Siqueira

Administração de Sistemas Operacionais. Prof. Rodrigo Siqueira Administração de Sistemas Operacionais Prof. Rodrigo Siqueira Lição 1: Funções de servidor Edições do Windows Server 2008 O que são funções de servidor? O que são as funções de serviços de infra-estrutura

Leia mais

Introdução ao Active Directory AD

Introdução ao Active Directory AD Introdução ao Active Directory AD Curso Técnico em Redes de Computadores SENAC - DF Professor Airton Ribeiro O Active Directory, ou simplesmente AD como é usualmente conhecido, é um serviço de diretórios

Leia mais

Librix...3. Software Livre...3. Manual Eletrônico...3. Opções de Suporte...3. Configuração de Dispositivos Básicos...4

Librix...3. Software Livre...3. Manual Eletrônico...3. Opções de Suporte...3. Configuração de Dispositivos Básicos...4 Índice Introdução Librix...3 Software Livre...3 Manual Eletrônico...3 Opções de Suporte...3 Dicas para a Instalação Configuração de Dispositivos Básicos...4 Teclado...4 Mouse...5 Vídeo...5 Rede...6 Configuração

Leia mais

GT Diretórios: Uma Arquitetura de Autenticação e Autorização para a Universidade Brasileira

GT Diretórios: Uma Arquitetura de Autenticação e Autorização para a Universidade Brasileira GT Diretórios: Uma Arquitetura de Autenticação e Autorização para a Universidade Brasileira Osvaldo Carvalho Noemi Rodriguez Elias Procópio Duarte Jr. UFMG PUC-Rio UFPR Julho de 2003 Este documento tem

Leia mais

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor Gestão e Governança de TI Modelo de Governança em TI Prof. Marcel Santos Silva PMI (2013), a gestão de portfólio é: uma coleção de projetos e/ou programas e outros trabalhos que são agrupados para facilitar

Leia mais

Um modelo de catálogo distribuído para o Direto

Um modelo de catálogo distribuído para o Direto Um modelo de catálogo distribuído para o Direto Marcelo Neres dos Santos Cristiano Cachapuz e Lima Universidade da Região da Campanha {mns, cristiano}@urcamp.tche.br Resumo Este trabalho visa analisar

Leia mais

MCITP: ENTERPRISE ADMINISTRATOR

MCITP: ENTERPRISE ADMINISTRATOR 6292: INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO WINDOWS 7, CLIENT Objetivo: Este curso proporciona aos alunos o conhecimento e as habilidades necessárias para instalar e configurar estações de trabalho utilizando a

Leia mais

Líder em Treinamentos de Samba 4 no Brasil

Líder em Treinamentos de Samba 4 no Brasil Apresentação Líder em Treinamentos de Samba 4 no Brasil A VANTAGE Educacional é uma referência no Brasil em Treinamento e Capacitação das principais soluções corporativas Open Source. Nosso Centro Oficial

Leia mais

Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores

Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores Disciplina - Sistemas Distribuídos Prof. Andrey Halysson Lima Barbosa Aula 8 Sistema de Arquivos Distribuído Sumário Problemas Solução

Leia mais

Revisão para a prova B2. Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14

Revisão para a prova B2. Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14 Revisão para a prova B2 Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14 Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor:

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Produto: n-server Versão: 4.5 Versão do Doc.: 1.0 Autor: César Dehmer Trevisol Data: 13/12/2010 Aplica-se à: Clientes e Revendas Alterado por: Release Note: Detalhamento de Alteração

Leia mais

E-MAIL E GROUPWARE Zimbra: Solução completa e integrada de Email

E-MAIL E GROUPWARE Zimbra: Solução completa e integrada de Email Zimbra: Solução completa e integrada de Email Gil Vieira Vasco Silva Setembro/2013 ENQUADRAMENTO Plano Global Estratégico de racionalização e redução de custos nas TICs, na Administração Pública (PGETIC)

Leia mais

Conteúdo Programático

Conteúdo Programático Conteúdo Programático Introdução ao Active (AD) Definições Estrutura Lógica Estrutura Física Instalação do Active (AD) Atividade Prática 1 Definições do Active Em uma rede do Microsoft Windows Server 2003,

Leia mais

Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB

Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB Alt-N Technologies, Ltd 1179 Corporate Drive West, #103 Arlington, TX 76006 Tel: (817) 652-0204 2002 Alt-N

Leia mais

OpenLdap: Replicação, disponibilidade e escalabilidade

OpenLdap: Replicação, disponibilidade e escalabilidade OpenLdap: Replicação, disponibilidade e escalabilidade Sérgio Cioban Filho cioban@gmail.com http://cioban.googlepages.com Roteiro O que é Ldap Utilização do Ldap Porque replicar as bases Ldap Replicação

Leia mais

Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP

Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP Phil Maynard UNIDADE DE SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE DADOS PARA O CLIENTE FEVEREIRO DE 2012 Introdução Em todos os lugares, o volume de

Leia mais

Curso: Redes II (Heterogênea e Convergente)

Curso: Redes II (Heterogênea e Convergente) Curso: Redes II (Heterogênea e Convergente) Tema da Aula: Redes Heterogênea e Convergente Professor Rene - UNIP 1 Redes heterogêneas Redes Heterogêneas Todo ambiente de rede precisa armazenar informações

Leia mais

Projeto OBAA. Relatório Técnico RT-OBAA-07 Grupo Agentes e Ontologias. Proposta de Federação de Repositórios de Objetos Educacionais.

Projeto OBAA. Relatório Técnico RT-OBAA-07 Grupo Agentes e Ontologias. Proposta de Federação de Repositórios de Objetos Educacionais. Edital MCT/FINEP/MC/FUNTTEL Plataformas para Conteúdos Digitais 01/2007 Projeto OBAA Relatório Técnico RT-OBAA-07 Grupo Agentes e Ontologias Proposta de Federação de Repositórios de Objetos Educacionais

Leia mais

Administration Kit. Parte de Kaspersky Business Space Security Kaspersky Enterprise Space Security Kaspersky Total Space Security

Administration Kit. Parte de Kaspersky Business Space Security Kaspersky Enterprise Space Security Kaspersky Total Space Security Administration Kit Parte de Kaspersky Business Space Security Kaspersky Enterprise Space Security Kaspersky Total Space Security O Kaspersky Administration Kit é uma ferramenta de administração centralizada

Leia mais

Gerenciamento de Redes

Gerenciamento de Redes Gerenciamento de Redes As redes de computadores atuais são compostas por uma grande variedade de dispositivos que devem se comunicar e compartilhar recursos. Na maioria dos casos, a eficiência dos serviços

Leia mais

Transferindo a carga da autenticação remota dos servidores

Transferindo a carga da autenticação remota dos servidores Transferindo a carga da autenticação remota dos servidores Visão Geral Há três etapas usadas pela maioria dos computadores para proteger o acesso a operações, aplicativos e dados sensíveis: A identificação

Leia mais

Windows Server 2012 Perguntas frequentes sobre o licenciamento e os preços

Windows Server 2012 Perguntas frequentes sobre o licenciamento e os preços Windows Server 2012 Perguntas frequentes sobre o licenciamento e os preços Sumário WINDOWS SERVER 2012 PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O LICENCIAMENTO E OS PREÇOS... 1 WINDOWS SERVER 2012 DATACENTER E STANDARD...

Leia mais

APLICATIVO PARA ATUALIZAÇÃO EMPRESARIAL

APLICATIVO PARA ATUALIZAÇÃO EMPRESARIAL APLICATIVO PARA ATUALIZAÇÃO AUTOMÁTICA DE UM SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL Marlon Gracietti de Amorim Orientador: Prof. Cláudio Ratke Roteiro de apresentação 1.Introdução 2. Objetivos 3. Fundamentação

Leia mais

Utilizando Active Directory para autenticação e OpenLDAP para dados dos usuários

Utilizando Active Directory para autenticação e OpenLDAP para dados dos usuários Utilizando Active Directory para autenticação e OpenLDAP para dados dos usuários Projeto Libertas-BR http://www.libertasbr.org.br 8 de setembro de 2005 1 Definição do Ambiente Esta documentação trata das

Leia mais

O USO DE SOFTWARE PARA CONTROLE DE VERSÕES COMO FERRAMENTA DE APOIO À PRODUÇÃO DE MATERIAIS INSTRUCIONAIS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - EaD

O USO DE SOFTWARE PARA CONTROLE DE VERSÕES COMO FERRAMENTA DE APOIO À PRODUÇÃO DE MATERIAIS INSTRUCIONAIS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - EaD O USO DE SOFTWARE PARA CONTROLE DE VERSÕES COMO FERRAMENTA DE APOIO À PRODUÇÃO DE MATERIAIS INSTRUCIONAIS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - EaD VITÓRIA ES 04 2010 José Mário Costa Junior Ifes - jcjunior@ifes.edu.br

Leia mais

Mandriva Business Server 2 - Especificações e recursos

Mandriva Business Server 2 - Especificações e recursos Mandriva Business Server 2 - Especificações e recursos Mandriva Brasil 6 de fevereiro de 2015 Sumário 1 O que é o Mandriva Business Server 2 2 Como o Mandriva Business Server funciona 2 3 Vantagens para

Leia mais

A Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais PRODEMGE

A Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais PRODEMGE Belo Horizonte, 06 de Maio de 2010 A Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais PRODEMGE Referente: CONSULTA PÚBLICA PARA CONTRATAÇÃO DE UMA SOLUÇÃO DE GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS DE

Leia mais

Sistemas Operacionais II. Prof. Gleison Batista de Sousa

Sistemas Operacionais II. Prof. Gleison Batista de Sousa Sistemas Operacionais II Prof. Gleison Batista de Sousa Objetivos de aprendizagem Conhecer o funcionamento dos sistemas operacionais para redes de computadores. Aprender como é feito o gerenciamento do

Leia mais

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.com Windows 2008 Server Construído sob o mesmo código do Vista Server Core (Instalação somente

Leia mais

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE)

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) Possuir capacidade instalada, livre para uso, de pelo menos 5.2 (cinco ponto dois) TB líquidos em discos SAS/FC de no máximo 600GB 15.000RPM utilizando RAID 5 (com no

Leia mais

ITIL V3 (aula 8) AGENDA: REVISÃO FERRAMENTAS EXAME

ITIL V3 (aula 8) AGENDA: REVISÃO FERRAMENTAS EXAME ITIL V3 (aula 8) AGENDA: REVISÃO FERRAMENTAS EXAME Revisão dos livros - ITIL Incident Management (Gerenciamento de incidentes) reduzir o tempo de indisponibilidade (downtime) dos serviços Problem Management

Leia mais

- - flow é uma suíte de ferramentas de workflow que permite desenhar e automatizar os processos de negócio das organizações.

- - flow é uma suíte de ferramentas de workflow que permite desenhar e automatizar os processos de negócio das organizações. - - flow é uma suíte de ferramentas de workflow que permite desenhar e automatizar os processos de negócio das organizações. Com Q-flow, uma organização pode tornar mais eficientes os processos que permitem

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO LINUX ESSENTIALS Presencial (40h) - À distância (48h) Conhecendo um Novo Mundo Introdução ao GNU/Linux Distribuições GNU/Linux Linux Inside: Instalação Desktop Debian e CentOS Primeiros

Leia mais

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView Sistema de Gerenciamento DmView O DmView é o Sistema de Gerência desenvolvido para supervisionar e configurar os equipamentos DATACOM, disponibilizando funções para gerência de supervisão, falhas, configuração,

Leia mais

Helpdesk Gestão de Ocorrências na área das TIC. Marta Geraldo (Município de Palmela)

Helpdesk Gestão de Ocorrências na área das TIC. Marta Geraldo (Município de Palmela) Marta Geraldo (Município de Palmela) Marta Geraldo Município de Palmela Helpdesk AGENDA Caso de Sucesso Desafio inicial e a Solução Factos e Números Componente Financeira Solução Tecnológica Lições Aprendidas

Leia mais

Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux

Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux Curso de extensão em italo@dcc.ufba.br Gestores da Rede Acadêmica de Computação Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal da Bahia OpenLDAP básico -, 2009.1 Licença de uso e distribuição

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

Rede Segura - UNIVATES Centro Universitário UNIVATES Lajeado RS

Rede Segura - UNIVATES Centro Universitário UNIVATES Lajeado RS Rede Segura - UNIVATES Centro Universitário UNIVATES Lajeado RS Luis Antônio Schneiders A UNIVATES Laboratórios, museus e salas especiais: 107 Número de alunos: Graduação: 7.398 Técnicos: 872 Extensão:

Leia mais

Implementação do Portal da UFRGS em Plone

Implementação do Portal da UFRGS em Plone Implementação do Portal da UFRGS em Plone Éverton Foscarini, Tiago D Oliveira 1 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Centro de Processamento de Dados Rua Ramiro Barcelos, 2574 Portão K Porto Alegre

Leia mais

Parceiro Oficial de Treinamentos Proxmox no Brasil

Parceiro Oficial de Treinamentos Proxmox no Brasil Apresentação Parceiro Oficial de Treinamentos Proxmox no Brasil A VANTAGE Educacional é uma referência no Brasil em Treinamento e Capacitação das principais soluções corporativas Open Source. Nosso Centro

Leia mais

Cisco ASA Firewall Guia Prático

Cisco ASA Firewall Guia Prático Cisco ASA Firewall Guia Prático 2014 v1.0 Renato Pesca 1 Sumário 2 Topologia... 3 3 Preparação do Appliance... 3 3.1 Configurações de Rede... 7 3.2 Configurações de Rotas... 8 3.3 Root Básico... 9 3.4

Leia mais

3. Faça uma breve descrição sobre a topologia da rede e o Active Directory-AD DISCIPLINA DE ARQUITETURA FECHADA WINDOWS SERVER

3. Faça uma breve descrição sobre a topologia da rede e o Active Directory-AD
 DISCIPLINA DE ARQUITETURA FECHADA WINDOWS SERVER Lista de Exercícios-01 1. Faça uma breve descrição sobre o Active Directory-AD O Active Directory-AD é uma implementaçao de serviço de diretório no protocolo LDAP que armazena informaçoes sobre objetos

Leia mais

Cisco Intelligent Automation for Cloud

Cisco Intelligent Automation for Cloud Dados técnicos do produto Cisco Intelligent Automation for Cloud Os primeiros a adotarem serviços com base em nuvem buscavam uma economia de custo maior que a virtualização e abstração de servidores podiam

Leia mais

Seu manual do usuário KASPERSKY ADMINISTRATION KIT 8.0 http://pt.yourpdfguides.com/dref/3931797

Seu manual do usuário KASPERSKY ADMINISTRATION KIT 8.0 http://pt.yourpdfguides.com/dref/3931797 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para KASPERSKY ADMINISTRATION KIT 8.0. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre

Leia mais

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento HOME O QUE É TOUR MÓDULOS POR QUE SOMOS DIFERENTES METODOLOGIA CLIENTES DÚVIDAS PREÇOS FALE CONOSCO Suporte Sou Cliente Onde sua empresa quer chegar? Sistemas de gestão precisam ajudar sua empresa a atingir

Leia mais

ATA DE REUNIÃO. 1) Recebimento de eventuais questionamentos e/ou solicitações de esclarecimentos Até 18/02/2009 às 18:00 horas;

ATA DE REUNIÃO. 1) Recebimento de eventuais questionamentos e/ou solicitações de esclarecimentos Até 18/02/2009 às 18:00 horas; ATA DE REUNIÃO CONSULTA PÚBLICA PARA AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO WEB-EDI Troca Eletrônica de Dados. Local Dataprev Rua Cosme Velho nº 06 Cosme Velho Rio de Janeiro / RJ. Data: 06/03/2009 10:30 horas. Consolidação

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Information Technology Infrastructure Library ou Biblioteca de Infraestrutura da Tecnologia da Informação A TI de antes (ou simplesmente informática ),

Leia mais

Protocolo LDAP I: Acesso Remoto a Diretórios em Redes de Dados

Protocolo LDAP I: Acesso Remoto a Diretórios em Redes de Dados Protocolo LDAP I: Acesso Remoto a Diretórios em Redes de Dados Esta série de tutoriais apresenta o protocolo LDAP (Lightweight Directory Access Protocol), utilizado para prover serviços de acesso remoto

Leia mais

Kaspersky Administration Kit 8.0 GUIA DO ADMINISTRADOR

Kaspersky Administration Kit 8.0 GUIA DO ADMINISTRADOR Kaspersky Administration Kit 8.0 GUIA DO ADMINISTRADOR V E R S Ã O D O A P L I C A T I V O : 8. 0 Caro usuário. Obrigado por escolher nosso produto. Esperamos que esta documentação lhe ajude em seu trabalho

Leia mais

Cliente/Servidor. Conceitos Gerais. Graça Bressan. Graça Bressan/LARC 2000 1

Cliente/Servidor. Conceitos Gerais. Graça Bressan. Graça Bressan/LARC 2000 1 Cliente/Servidor Conceitos Gerais Graça Bressan Graça Bressan/LARC 2000 1 Forças de marketing que conduzem à arquitetura cliente/servidor "Cliente/Servidor é um movimento irresistível que está reformulando

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR. Projeto de Redes de Computadores. 5º PERÍODO Gestão da Tecnologia da Informação GOIÂNIA 2014-1

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR. Projeto de Redes de Computadores. 5º PERÍODO Gestão da Tecnologia da Informação GOIÂNIA 2014-1 FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR Projeto de Redes de Computadores 5º PERÍODO Gestão da Tecnologia da Informação Henrique Machado Heitor Gouveia Gabriel Braz GOIÂNIA 2014-1 RADIUS

Leia mais

https://wpc.com.br/linuxfest/lan/linux-servidores-clientes-redeslo Provê a configuração de rede para clientes TCP/IP, fornecendo:

https://wpc.com.br/linuxfest/lan/linux-servidores-clientes-redeslo Provê a configuração de rede para clientes TCP/IP, fornecendo: 1 of 9 12-06-2007 0 https://wpccombr/linuxfest/lan/linux-servidores-clientes-redeslo SERVIÇOS COMUNS NA LAN Configuração dinâmica DHCP Provê a configuração de rede para clientes TCP/IP, fornecendo: Endereço

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLO DE ACESSOS

SISTEMA DE CONTROLO DE ACESSOS SISTEMA DE CONTROLO DE ACESSOS Versão 4.6.0 Manual de Utilização Portugal Telecom Inovação, S.A. Versão Data Responsabilidades Justificação Edição: 4.6.0 Revisão: Aprovação: Copyright (c) 2011 PT Inovação,

Leia mais

Roteiro. Sistemas Distribuídos. Sistemas de Arquivos Distribuídos. Sistema de arquivos distribuídos

Roteiro. Sistemas Distribuídos. Sistemas de Arquivos Distribuídos. Sistema de arquivos distribuídos Sistemas Distribuídos Sistemas de Arquivos Distribuídos Roteiro Sistema de arquivos distribuídos Requisitos Arquivos e diretórios Compartilhamento Cache Replicação Estudo de caso: NFS e AFS Sistemas Distribuídos

Leia mais

Protocolos de gerenciamento

Protocolos de gerenciamento Protocolos de gerenciamento Os protocolos de gerenciamento têm a função de garantir a comunicação entre os recursos de redes homogêneas ou não. Com esse requisito satisfeito, operações de gerenciamento

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Server

CA Nimsoft Monitor Server CA Nimsoft Monitor Server Guia de Configuração 7.6 Histórico de revisões do documento Versão Data Alterações 7.6 Junho de 2014 Nenhuma revisão no 7.6. 7.5 Março de 2014 Nenhuma revisão no 7.5. 7.1 Dezembro

Leia mais

Microsoft System Center Operations Manager 2007

Microsoft System Center Operations Manager 2007 Microsoft System Center Operations Manager 2007 Visão Geral Microsoft Corporation Publicado: 18 de dezembro de 2006 Atualizado: 5 de abril de 2007 Sumário Executivo O System Center Operations Manager 2007

Leia mais

INDICE 3.APLICAÇÕES QUE PODEM SER DESENVOLVIDAS COM O USO DO SAXES

INDICE 3.APLICAÇÕES QUE PODEM SER DESENVOLVIDAS COM O USO DO SAXES w w w. i d e a l o g i c. c o m. b r INDICE 1.APRESENTAÇÃO 2.ESPECIFICAÇÃO DOS RECURSOS DO SOFTWARE SAXES 2.1. Funcionalidades comuns a outras ferramentas similares 2.2. Funcionalidades próprias do software

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PGFN Departamento de Gestão Corporativa - DGC Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação - CTI CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Infraestrutura

Leia mais

Preparando o Ambiente e Instalando o System Center Configuration Manager 2012 R2

Preparando o Ambiente e Instalando o System Center Configuration Manager 2012 R2 Preparando o Ambiente e Instalando o System Center Configuration Manager 2012 R2 Artigo escrito por Walter Teixeira wteixeira.wordpress.com Sumário Cenário Proposto... 3 Preparação do Servidor SQL Server

Leia mais

FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU - BRASIL REGULAMENTO DO PROCESSO SELETIVO Nº 42.15

FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU - BRASIL REGULAMENTO DO PROCESSO SELETIVO Nº 42.15 REGULAMENTO DO PROCESSO SELETIVO Nº 42.15 A FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU BRASIL (FPTI-BR) torna público que serão recebidas as inscrições para o Processo Seletivo nº 42.15 sob contratação em regime

Leia mais

Como mudar a senha de NT para a troca e as contas de serviço de Unity

Como mudar a senha de NT para a troca e as contas de serviço de Unity Como mudar a senha de NT para a troca e as contas de serviço de Unity Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Mude a senha no Cisco Unity 4x Serviços de unidade para

Leia mais

4 Um Exemplo de Implementação

4 Um Exemplo de Implementação 4 Um Exemplo de Implementação Neste capítulo será discutida uma implementação baseada na arquitetura proposta. Para tanto, será explicado como a arquitetura proposta se casa com as necessidades da aplicação

Leia mais

1 http://www.google.com

1 http://www.google.com 1 Introdução A computação em grade se caracteriza pelo uso de recursos computacionais distribuídos em várias redes. Os diversos nós contribuem com capacidade de processamento, armazenamento de dados ou

Leia mais

UNIFIED. A nova geração de arquitetura para proteger seus dados D TA. em ambientes físicos ou virtuais de forma unificada PROTECTION

UNIFIED. A nova geração de arquitetura para proteger seus dados D TA. em ambientes físicos ou virtuais de forma unificada PROTECTION UNIFIED A nova geração de arquitetura para proteger seus dados D TA em ambientes físicos ou virtuais de forma unificada PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO UNIFIED DATA PROTECTION Incentivadas pelo crescimento

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO. Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO. Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO Serviços de impressão Os serviços de impressão permitem compartilhar impressoras em uma rede, bem como centralizar as tarefas de gerenciamento

Leia mais

SoftPhone e Integração de diretório ativo

SoftPhone e Integração de diretório ativo SoftPhone e Integração de diretório ativo Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Integre o diretório ativo com SoftPhone Prepare para integrar o diretório ativo com

Leia mais

Apresentação resumida

Apresentação resumida New Generation Data Protection Powered by AnyData Technology Apresentação resumida Para obter apresentação completa ou mais informações ligue (11) 3441 0989 ou encaminhe e-mail para vendas@dealerse.com.br

Leia mais

Desenvolvimento Web: Integrando Sistemas Seguros com o Active Directory

Desenvolvimento Web: Integrando Sistemas Seguros com o Active Directory Desenvolvimento Web: Integrando Sistemas Seguros com o Active Directory Leonardo Erlich O desenvolvimento de sistemas Web assume cada vez mais um novo paradigma, expandindo seu horizonte de atuação para

Leia mais

Introdução ao Oracle Identity Management

Introdução ao Oracle Identity Management Introdução ao Oracle Identity Management White Paper Oracle Junho de 2008 Introdução ao Oracle Identity Management página 1 Introdução ao Oracle Identity Management INTRODUÇÃO A suíte Oracle Identity Management

Leia mais

Projeto Integrador Projeto de Redes de Computadores

Projeto Integrador Projeto de Redes de Computadores Projeto Integrador Projeto de Redes de Computadores IMPLEMENTAÇÃO DO PROTOCOLO 802.1x UTILIZANDO SERVIDOR DE AUTENTICAÇÃO FREERADIUS Aluno: Diego Miranda Figueira Jose Rodrigues de Oliveira Neto Romário

Leia mais

UNIFIED DATA PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO

UNIFIED DATA PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO UNIFIED DATA PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO arcserve UDP Impulsionadas pelo aumento no volume dos dados e os avanços da tecnologia como a virtualização, as arquiteturas atuais para proteção dos dados deixam

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Server

CA Nimsoft Monitor Server CA Nimsoft Monitor Server Guia de Configuração 7.0 Histórico da revisão do documento Versão do documento Data Alterações 7.0 Setembro de 2013 Revisões secundárias para o NMS versão 7.0 6.50 Março de 2013

Leia mais

OpenLDAP. Clodonil Honório Trigo UMA ABORDAGEM INTEGRADA. Novatec

OpenLDAP. Clodonil Honório Trigo UMA ABORDAGEM INTEGRADA. Novatec OpenLDAP UMA ABORDAGEM INTEGRADA Clodonil Honório Trigo Novatec Sumário Prefácio...13 Capítulo 1 Introdução ao LDAP...17 1.1 O que é um diretório?...17 1.2 O que não é um diretório?...19 1.3 DNS: um exemplo

Leia mais