( TRADUCCIÓN EN CASTELLANO EN LA PÁGINA 9 )

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "( TRADUCCIÓN EN CASTELLANO EN LA PÁGINA 9 )"

Transcrição

1 ( TRADUCCIÓN EN CASTELLANO EN LA PÁGINA 9 ) 1. Título do Projeto: Criando espaços de inclusão e reconhecimento. 2. Identificação da Entidade Nome: GRUPO COMUNITÁRIO DONA BUBU 2.2. Endereço Rua Safira, Bairro Gleba do Patriarca. São Lourenço da Mata - PE. CEP: Fone: (81) Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica CNPJ: / Representante legal: Maria do Socorro Souza de Aquino 2.5. Endereço: Rua Safira, 225 Bairro Gleba do Patriarca, São Lourenço da Mata PE. CEP Duração do Projeto: 12 meses 4. Histórico e caracterização das atividades do Grupo.

2 O Grupo Comunitário Dona Bubu formou-se a partir da Pastoral dos Enfermos, em Tinha como objetivo fazer visitas a pessoas doentes do bairro. Depois evoluiu para uma preocupação mais preventiva na área de saúde. Foi a partir dessa preocupação que o grupo cresceu e mudou sua finalidade e constituição. Quando esta trajetória se firmou, o grupo foi legalizado, o que ocorreu em 21 de outubro de Assim, o Grupo, em seu estatuto, define-se como entidade civil sem fins lucrativos e tem como objetivo estudar e buscar soluções para os problemas da comunidade, principalmente ao que concerne à saúde, educação, orientação, representação e defesa de direitos e promoção de atividades culturais. O Grupo conta, hoje, com uma sede, que dispõe de três salas, onde são realizados os cursos, e de uma cozinha-escola. As atividades desenvolvidas visam, em particular, o combate da desnutrição infantil, prevenção da saúde. Para tanto, desenvolve cursos sobre saúde e políticas públicas, incentiva a articulação com outros grupos e entidades para atuação junto a órgãos públicos. O espaço da cozinha-escola é destinado à realização de cursos sobre alimentação alternativa e produção de pão. É também nesse espaço que funciona uma padaria comunitária, assumida por quatro pessoas, que produz pães com o objetivo de melhorar a renda. À medida que este trabalho educativo e preventivo foi sendo desenvolvendo, iniciou-se a mobilização para reivindicar melhorias no bairro, como calçamento, rede de abastecimento d água, esgoto, escola, telefone público, transporte. Algumas destas reivindicações foram atendidas, como o calçamento, um Posto de Saúde, outras parcialmente, como a luta pela água Também foram conseguidos materiais para a construção ou reforma de habitações, substituindo lonas, papelão... Com a preocupação de criar alternativas de geração de renda, dois outros grupos foram formados, o grupo da padaria e o de picoleteria. A padaria é uma experiência que vem dando resultados positivos. O grupo de picoleteria atualmente está parado por causa do frizeer que quebrou e depende de recursos. Temos também um projeto de um telecentro, com dez computadores, firmado com o Banco do Brasil, para inclusão digital de adolescentes e jovens.

3 Uma atividade fundamental que o grupo vem desenvolvendo é a formação e capacitação de seus membros para a cidadania e políticas públicas. Nesse sentido, o grupo hoje tem representação nos Conselhos Municipais de Saúde, da Criança e Adolescente, da Assistência Social e no Comitê Municipal para Estudo e Redução da Mortalidade Materna. O Grupo Comunitário Dona Bubu, hoje, é reconhecido junto á população e aos poderes públicos locais e nesses últimos anos tem conseguido fazer alguns convênios para desenvolver atividades mais específicas e pontuais. Entre esses, podem ser citados os convênios com O Banco do Brasil para oferecer cursos profissionalizantes, para padeiro e outro de informática, pensando nos jovens que não têm acesso a este serviço. Apesar desses avanços e conquistas, o Grupo Comunitário Dona Bubu não dispõe de recursos próprios, a despeito dos esforços nesse sentido, para manter as atividades de formação, organização, articulação e ampliação das atividades. Atualmente o Grupo encontra dificuldades para garantir recursos para sustentar as atividades de organização e manutenção, para o conjunto das atividades desenvolvidas. Este ainda é o grande desafio e de difícil solução a curto e médio prazos, tendo em vista a população que participa ser extremamente pobre. 4. Características da área de atuação O Grupo atua nos bairros da Gleba do Patriarca e Chã da Tábua, bairros da periferia da cidade de São Lourenço da Mata. Como outros bairros da periferia da cidade, são habitados por desempregados, biscateiros, vendedores ambulantes, trabalhadores na área de serviços, operários e trabalhadores rurais, estes na maioria cortadores de cana. Nesses bairros, uma das atividades é a catação de lixo e que absorve boa parte das pessoas com as quais o grupo está trabalhando. De forma geral são essas também as características do conjunto de habitantes de São Lourenço. A população do município, segundo o Último Censo, era de habitantes (Estimativa p/ 2008 IBGE), com uma taxa de urbanização de 92,42% e densidade demográfica de 343,51.

4 Tradicionalmente a economia do município estava ligada à produção da cana. Nas últimas décadas a produção canavieira passou por uma profunda crise em Pernambuco, atualmente emprega pouca gente e trata-se de trabalho sazonal. Grande parte das Usinas fecharam, a exemplo da Usina Tiuma, situada no município, e a cana ainda produzida em São Lourenço da Mata está sendo beneficiada em outros municípios. Praticamente não existem indústrias para absorver a mão de obra, que é obrigada a deslocar-se para outras cidades da Região Metropolitana do Recife, capital do Estado. Na área de serviço, também as ofertas de trabalho são limitadas. Sendo assim, muitos buscam atividades informais como biscates, mercado ambulante e outras formas para sobreviver. Em termos políticos, o município, apesar do alto índice de urbanização, mantém uma política tradicional, onde o poder é alternado entre poucas famílias. Uma cultura política participativa é incipiente e com dificuldades extremas para o seu desenvolvimento, predominando a política clientelista e onde a política e o público são reduzidos ao espaço formal e aparecendo como um espaço privado dos doutores. É nesse contexto que são desenvolvidas as atividades do Grupo, que estão voltadas ao combate da desnutrição infantil, melhoria das condições de vida e um trabalho educativo para a construção da cidadania e relações mais democráticas no campo formal, como nas relações sócias da vida cotidiana. Nesse sentido as atividades estão voltadas particularmente para as mulheres que, além de viverem as conseqüências da exclusão social como pobres, enfrentam também as discriminações de gênero. 5. Programas de atividades do Grupo Com o desenvolvimento e ampliação das atividades, passou a exigir-se uma organização e divisão de tarefas internas, o que resultou num plano de trabalho para os próximos três anos. Na elaboração desse plano foram definidos quatro programas com definição dos objetivos, atividades, resultados previstos e responsáveis. Os programas são: PROGRAMA 1- ESTRUTURAÇÃO INTERNA DO GRUPO OBJETIVO: DIVIDIR AS TAREFAS, CUIDANDO PARA QUE A DIRETORIA ASSUMA SUAS RESPONSABILIDADES NO DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES

5 PROGRAMA 2 ATIVIDADES EDUCATIVAS COM AS MULHERES, CRIANÇAS E JOVENS OBJETIVO: CONTRIBUIR PARA QUE AS MULHERES POSSAM REFLETIR E MUDAR O SEU PAPEL NA FAMÍLIA E NA SOCIEDADE E MELHORAR A QUALIDADE DE VIDA DAS CRIANÇAS E JOVENS PROGRAMA 3- DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO OBJETIVO: DESENVOLVER E MELHORAR A SITUAÇÃO DA COMUNIDADE PROGRAMA 4 GERAÇÃO DE RENDA E AUTO-SUSTENTAÇÃO OBJETIVO: GARANTIR OS RECURSOS PARA O GRUPO 6. Justificativas do presente Projeto Diante do contexto e das atividades desenvolvidas pelo Grupo Comunitário Dona Bubu, o maior desafio é garantir os recursos para a manutenção cotidiana, para o qual os recursos do próprio grupo não são suficientes. O Grupo considera importante manter as atividades que vêm desenvolvendo, mas para tanto necessita de apoio, particularmente no que diz respeito ao Programa das atividades educativas. Essas atividades são fundamentais para uma mudança qualitativa da consciência e possibilidade de intervenção nas políticas públicas, assim como mudanças nas relações sociais locais. Contamos com o trabalho voluntário e o apoio de outras entidades através da assessoria e acompanhamento, mas necessitamos de uma presença mais permanente para manter a articulação, a formação permanente e acompanhamento das atividades mais cotidianas. Para tanto a presença de pessoas com qualificação e com maior disposição de tempo para o acompanhamento mais permanente torna-se uma necessidade básica. Para tanto a presença de uma atendente e de uma contabilista, esta para garantir a legalidade da Grupo diante das exigências legais, são importantes e para o qual o Grupo ainda não dispõe de recursos.

6 Uma segunda demanda é a adequação da infra-estrutura das atividades para geração de renda, particularmente da Padaria Comunitária. Nesse sentido, além de equipamentos, a adequação do espaço para a fabricação de pão, segundo a legislação da Saúde Pública, é uma condição para a continuidade dessa atividade que já demonstrou ser uma atividade economicamente viável com possibilidade de ampliação. Assim que o presente projeto objetiva obter recursos para equipamento para a Padaria Comunitária, manutenção e adequação da infra-estrutura e apoio para a contratação de pessoas que possam assumir as atividades acima referidas, de forma mais permanente. 7. Objetivos do Projeto Apoiar a organização por meio de liberação de recursos para pessoal e manutenção e adequação da infra-estrutura para o desenvolvimento das atividades desenvolvidas pelo Grupo. Ampliar as atividades da Padaria Comunitária, adequando o espaço físico e equipamentos no sentido de envolver mais pessoas nessa atividade para melhorar o nível de renda e oferecer um produto diversificado de melhor qualidade nutritiva. 8. Público envolvido nas atividades do Grupo. Atualmente são aproximadamente 40 mulheres que participam destas atividades, e 50 crianças de zero a sete anos que são acompanhadas mensalmente com pesagem e crescimento (altura). Semanalmente recebem uma sopa e multimistura (complemento alimentar a base de farelo de trigo, pó da casca do ovo, pó da folha da macaxeira e farinhas de milho e mandioca). O acompanhamento dessa atividade é feito por uma equipe formada por mulheres que participam do Grupo e o desenvolvimento das crianças é acompanhado por uma enfermeira da Secretaria de Saúde do Município. Não há, propriamente, um processo de seleção dessas crianças. O atendimento é feito para aqueles cujas mães procuram ou participam das atividades do Grupo. As mulheres participam das atividades de formação (cursos, palestras etc.). Com a média de 5 pessoas por família, o Projeto atinge, indiretamente cerca de 200 pessoas.

7 As atividades também buscam atingir os homens (pais) com cursos e palestras sobre aspectos específicos relacionados à saúde e relações familiares. No entanto, essa participação é bastante difícil uma vez que esses temas culturalmente dizem respeito à mulher. Todas as atividades de formação (palestras, cursos sobre saúde, políticas públicas, etc.) são abertas ao público. Essas atividades ocorrem nas terças, das 14 às 16horas, cujos temas são alternados saúde preventiva, sexualidade, direitos e/ou temas conjunturais ou conforme o calendário, a exemplo do dia das mulheres etc. Nesses cursos, a participação média é entre 10 e 15 pessoas. Depende do momento e do tema. Os cursos específicos já realizados (padaria, confeitaria, pedreiro) o sistema de seleção é feita a partir de inscrições e posterior entrevista dando-se com prioridade para jovens com pouca formação, desempregados levando-se em consideração o tamanho e renda da família. Nos últimos cursos, informática e padaria, o número de pessoas em cada turma foi de 15 alunos. No momento, estamos negociando com o Banco do Brasil a realização de três cursos em informática e três cursos produção de pão, com previsão de dois meses de duração cada curso, com 6 horas semanais para o curso de informática e 10 horas para o curso de padeiro. Esse é o único caso que os instrutores tem uma remuneração garantida no Convênio com o Banco do Brasil (no ano passado foi firmado um convênio e que se está tentando fazer um novo convênio), em todos os demais casos o trabalho é feito por voluntários. Como parte dos cursos de informática, o Convênio com o Banco do Brasil, inclui o programa de inclusão digital com acesso a rede da internet mantida dentro do Convênio. Os usuários da internet não pagam, uma vez que essa é uma condição prevista pelo Convênio. O acesso à sala de computadores, que se localiza na sede do Grupo, ocorre nos horários entre 8 h às 18 horas, exceto nos horários dos cursos. A Padaria Comunitária do Grupo Comunitário Dona Bubu, criada em 1998 para possibilitar outra fonte de renda, atualmente a produção e administração é feita por um grupo de quatro mulheres e, conta ainda, com duas outras para a venda e distribuição.

8 Além de beneficiar diretamente essas mulheres, beneficia também as famílias que adquirem a sua produção, seja pelo preço, seja pela qualidade dos produtos. Para a realização do conjunto de atividades, o Grupo não tem outros projetos com entidades estrangeiras e em nível local são convênios pontuais e temporários, como no caso dos cursos. Esporadicamente pessoas e amigos apóiam com pequenas doações. Os beneficiários, diretos e indiretos, do Projeto compreendem essa população de diferentes faixas etárias, em particular os moradores de baixa renda do bairro onde se situa o Grupo comunitário. Para dar continuidade ao conjunto dessas atividades é que o Grupo formulou o presente Projeto. 9. Recursos humanos e materiais solicitados Como já mencionado acima, os atividades cotidianas (cursos de formação, administração, atendimento etc.) é feito com o trabalho voluntário. Apenas as pessoas envolvidas na Padaria Comunitária têm receita com a venda dos seus produtos, ou nos casos de cursos realizados em parceria com o Banco do Brasil que garante o pagamento dos instrutores. Sem que se substitua o trabalho voluntário, o presente Projeto de apoio inclui o pagamento de uma atendente que tenha um horário fixo e o pagamento dos serviços de uma contadora para garantir as exigências legais de uma entidade com as características de uma entidade sem fins lucrativos, como é o caso do Grupo Comunitário Dona Bubu. Foram previstos, ainda, gastos de custeio e transporte. A sede do Grupo é própria e foi construído pela comunidade com o apoio de entidades e projetos da Cruzada de Ação Social, quando da realização de cursos profissionalizantes, particularmente para pedreiro, cuja atividade prática foi na construção da sede. Atualmente começam a aparecer alguns problemas com infiltração e coloca-se também a adequação da cozinha, onde funciona a padaria, aos padrões da legislação pertinente à saúde pública. Nesse sentido é que o projeto prevê recursos para a manutenção e adequação do espaço físico existente. Finalmente também são incluídos recursos para equipamentos para a ampliação das atividades da Padaria Comunitária e consolidação de capital de Giro com a aquisição de matéria prima.

9 O orçamento aqui apresentado consta de dois conjuntos, melhoria da infra-estrutura (itens um e dois) e custeio das atividades (itens três e quatro) TRADUCCION RESUMIDA al CASTELLANO GRUPO COMUNITARIO DONA BUBU (BRASIL) PROYECTO DE APOYO INSTITUCIONAL Historia y caracterización de las actividades del grupo. Este grupo comunitario se formó a partir de la pastoral de los enfermos, el año 1989, tenía como objetivo hacer visitas a personas enfermas del barrio. Después evolucionó para una preocupación más preventiva en el área de la salud. Fue a partir de esta preocupación que el grupo creció y cambió su finalidad. Ahora el objetivo es: El grupo en su estatuto se define como Entidad civil sin fines lucrativos y tiene como objetivo estudiar y buscar soluciones para los problemas de la comunidad, principalmente a los que concierne a la salud, educación, orientación, representación y defensa de los derechos y promoción de actividades culturales. Hoy el grupo cuenta con una sede (muy pobre) que dispone de tres salas y de una cocinaescuela donde se realizan los cursos sobre alimentación alternativa, mirando en particular a la alimentación infantil, cursos sobre prevención de la salud, asistencia social y otras actividades. Actualmente son 50 mujeres las que participan de estas actividades y 45 niños de 0 a 7 años que son acompañados mensualmente, en peso, altura y semanalmente reciben una sopa (complemento alimentario a base de harina de trigo, polvo de cáscara de huevo, polvo de mandioca y harina de maíz. A medida que este trabajo educativo y preventivo fue desenvolviéndose, se iniciaron movilizaciones para reivindicar mejorías en el barrio, como asfalto de calles, abastecimiento de agua, desagües, escuela, teléfono publico y transporte. Fueron conseguidas algunas cosas como el centro de salud, agua potable y material para sustituir las lonas y los cartones que formaban casas. Con el fin de conseguir algún ingreso, se formaron dos grupos: el grupo de la panadería y el de helados de bolsa de agua helada.

10 Tenemos también un telé centro con seis ordenadores donados por el banco de Brasil para formación de jóvenes. A pesar de todo lo conseguido, el grupo comunitario DONA BUBU no dispone de recursos propios para mantener las actividades de formación, organización y articulación. Este es el gran desafío y en vista de la gente extremadamente pobre con quien se trabaja es un problema de difícil solución a corto y largo plazo Características del área de actuación El grupo actúa en varios barrios muy pobres, la mayor parte de las personas están en paro, vendedores ambulantes, obreros y trabajadores del campo. En estos barrios una de las actividades de las que viven muchas familias es de la recogida de basura y chatarra En este contexto son desenvueltas las actividades del grupo que están volcadas, principalmente al combate de la desnutrición infantil, mejoría de las condiciones de vida y un trabajo educativo, en este sentido las actividades están llevadas a cabo principalmente por mujeres que además de estar excluidas socialmente como pobres, se enfrentan también a la discriminación de genero Estructuras de las actividades del grupo Con el desarrollo y ampliación de las actividades fueron necesarias exigencias de una organización y división de tareas internas, lo que resultó un plan de trabajo para los próximos tres años. En la elaboración de este plan fueron definidos cuatro programas: Los programas son: PROGRAMA 1 EXTRUCTURACIÓN INTERNA DEL GRUPO OBJETIVO: DIVIDIR LAS TAREAS, CUIDANDO PARA QUE LA DIRECTORIA ASUMAN SUS RESPONSABILIDADES EN EL DESARROLLO DE LAS ACTIVIDADES. PROGRAMA 2 ACTIVIDADES EDUCATIVAS CON MUJERES, NIÑOS Y JIVENES OBJETIVO: CONTRIBUIR PARA QUE LAS MUJERES PUEDAN REFLEXIONAR Y CAMBIAR SU PAPEL EN LA FAMILIA Y EN LA SOCIEDAD Y MEJORAR LA CALIDAD DE VIDA DE NIÑOS Y JOVENES PROGRAMA 3 DESARROLLO COMUNITARIO OBJETIVO: DESENVOLVER Y MEJORAR LA SITUACIÓN DE LA COMUNIDAD PROGRAMA 4 GENERAR INGRESOS Y AUTO SUSTENTACIÓN OBJETIVO: GARANTIZAR LOS RECURSOS PARA EL GRUPO

11 Proyecto y justificaciones: Ante el contexto de las actividades llevadas a cabo por el grupo comunitario DONA BUBU,el mayor desafío es garantizar los recursos para la mantención diaria, para lo cual los recursos del propio grupo no son suficientes. El grupo considera importante mantener las actividades que se vienen desarrollando, pero para esto se necesita el apoyo y la solidaridad de cuantos quieran ayudarnos. Contamos con el trabajo voluntario y el apoyo de otras entidades a través de asesoría y acompañamiento, pero necesitamos de una presencia más permanente, para mantener la organización y la formación permanente y el acompañamiento de las actividades más cotidianas. Por tanto dirigimos la presente solicitud de ayuda, de forma que podamos contar con la ayuda de una persona cualificada y mayor disposición de tiempo para el acompañamiento permanente. El presente proyecto tiene como objetivo obtener recursos para la manutención y una ayuda económica para que haya personas que puedan asumir actividades de forma más permanente. DURACIÓN Está pensado para tres años del PRESUPUESTO Consta de cuatro apartados: El primero referido al personal y los demás al mantenimiento, compra de material para la alimentación de los niños y trasporte Referido al personal: Celadora: persona responsable para abrir el local diariamente y hacer limpieza Mantenimiento : agua, luz, gas y materiales Recursos para la alimentación de los niños Trasporte

Geração de Renda: Alternativa para Disciplina de Mercado. Mônica Jucá

Geração de Renda: Alternativa para Disciplina de Mercado. Mônica Jucá Geração de Renda: Alternativa para Disciplina de Mercado Mônica Jucá Objetivos - Contribuir para Desenvolvimento Sustentável das Comunidades - Colaborar com a melhoria nos níveis de Educação Profissionalizante

Leia mais

Planejamento estratégico

Planejamento estratégico espaço ibero-americano espacio iberoamericano Planejamento estratégico Quem somos, onde queremos ir e como chegaremos lá são indagações necessárias em todas as escolas Como qualquer empresa, instituições

Leia mais

9. EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA

9. EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA 9. EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA 9.1 ORGANIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO INDÍGENA 9.1.1 Objetivos gerais A Constituição Federal assegura às comunidades indígenas o direito de uma educação escolar diferenciada e a utilização

Leia mais

CLIPPING 03 /07/2013

CLIPPING 03 /07/2013 CLIPPING 03 /07/2013 Fonte: Site UFCSPA Seção: Página: Data:03/07/2013 Secretário Nacional de Políticas sobre Drogas visita VIVAVOZ-132 Qua, 03 de Julho de 2013 12:48 O novo titular da Secretaria Nacional

Leia mais

PATRUS ANANIAS DE SOUZA Ministro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

PATRUS ANANIAS DE SOUZA Ministro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate à Fome apresentação do programa Brasília, maio 2007 PATRUS ANANIAS DE SOUZA Ministro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate à Fome ONAUR RUANO Secretário Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional CRISPIM

Leia mais

Projetos compartilhados

Projetos compartilhados espaço ibero-americano espacio iberoamericano Projetos compartilhados OEI inicia o Programa Arte-educação, Cultura e Cidadania e o Projeto Ibero-americano de Teatro Infantojuvenil A aprendizagem da arte

Leia mais

Campanha Clarear Relatório 1º semestre 2013

Campanha Clarear Relatório 1º semestre 2013 Campanha Clarear Relatório 1º semestre 2013 Campanha Clarear A Campanha Clarear éuma parceria da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) e 5 entidades filantrópicas do estado, com o objetivo de viabilizar

Leia mais

A Defesa dos Direitos das Pessoas com Transtorno Mental e o Ministério Público

A Defesa dos Direitos das Pessoas com Transtorno Mental e o Ministério Público A Defesa dos Direitos das Pessoas com Transtorno Mental e o Ministério Público Bruno Alexander Vieira Soares Promotor de Justiça de Defesa da Saúde/BH Coordenador da Coordenadoria de Defesa das Pessoas

Leia mais

Edital INSTITUTO WALMART - Viver melhor comunidade. Ficha de Inscrição

Edital INSTITUTO WALMART - Viver melhor comunidade. Ficha de Inscrição Edital INSTITUTO WALMART - Viver melhor comunidade Ficha de Inscrição Está é a ficha de inscrição para o Edital Instituto Walmart 2015 Viver melhor comunidade. Antes de responder, recomendamos que vocês

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Santos, SP 30/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 281,35 km² IDHM 2010 0,840 Faixa do IDHM Muito Alto (IDHM entre 0,8 e 1) (Censo 2010) 419400 hab. Densidade

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA PARCEIROS EM AÇÃO

REGULAMENTO PROGRAMA PARCEIROS EM AÇÃO REGULAMENTO PROGRAMA PARCEIROS EM AÇÃO 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1. As presentes disposições visam regulamentar o Programa Parceiros em Ação, instituído pela Área de Responsabilidade Social do BANCO

Leia mais

INSTITUIÇÃO RECANTO INFANTIL TIA CÉLIA CNPJ: 05.028.042/0001-54 Rua Eucalipto N 34 Jardim - Oratório - Mauá SP Fone: 4546-9704/ 9 5304-8028

INSTITUIÇÃO RECANTO INFANTIL TIA CÉLIA CNPJ: 05.028.042/0001-54 Rua Eucalipto N 34 Jardim - Oratório - Mauá SP Fone: 4546-9704/ 9 5304-8028 Instituição Recanto Infantil Tia Célia Projeto: Construindo nosso Lar. Construindo a Sede Própria do Recanto Infantil Tia Célia Mauá/2015 1 1. APRESENTAÇÃO DA INSTITUIÇÃO A senhora Célia Maria da Silva,

Leia mais

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam.

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam. Conjuntura Econômica Brasileira Palestrante: José Márcio Camargo Professor e Doutor em Economia Presidente de Mesa: José Antonio Teixeira presidente da FENEP Tentarei dividir minha palestra em duas partes:

Leia mais

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social UMA EXPERIÊNCIA SOBRE DIREITOS SOCIAIS DE GESTANTES E RECÉM-NASCIDOS

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social UMA EXPERIÊNCIA SOBRE DIREITOS SOCIAIS DE GESTANTES E RECÉM-NASCIDOS VIII Jornada de Estágio de Serviço Social UMA EXPERIÊNCIA SOBRE DIREITOS SOCIAIS DE GESTANTES E RECÉM-NASCIDOS ASSIS, Andriéle Galvão* ALVES, Franciele Koehler** AJUZ, Jamili Guimarães*** WERNER, Rosilea

Leia mais

A APAE E A EDUCAÇÃO INCLUSIVA

A APAE E A EDUCAÇÃO INCLUSIVA A APAE E A EDUCAÇÃO INCLUSIVA - APRESENTAÇÃO 1- COMO SURGIU A IDÉIA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA? 2- O QUE SIGNIFICA INCLUSÃO ESCOLAR? 3- QUAIS AS LEIS QUE GARANTEM A EDUCAÇÃO INCLUSIVA? 4- O QUE É UMA ESCOLA

Leia mais

ESCUELAS INTERCULTURALES BILINGUES DE FRONTERA: UNA MIRADA HACIA LA FORMACIÓN DOCENTE

ESCUELAS INTERCULTURALES BILINGUES DE FRONTERA: UNA MIRADA HACIA LA FORMACIÓN DOCENTE ESCUELAS INTERCULTURALES BILINGUES DE FRONTERA: UNA MIRADA HACIA LA FORMACIÓN DOCENTE Fabiana Perpétua Ferreira Fernandes Universidade Federal de Goiás brasucaya@yahoo.com.br A partir del primer semestre

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Alto Boa Vista, MT 01/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 2248,35 km² IDHM 2010 0,651 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 5247 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Sorriso, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 9382,37 km² IDHM 2010 0,744 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 66521 hab. Densidade

Leia mais

USO DA INTERNET E PARTICIPAÇÃO CIDADÃ NA GESTÃO LOCAL: ORÇAMENTO PARTICIPATIVO INTERATIVO DE IPATINGA

USO DA INTERNET E PARTICIPAÇÃO CIDADÃ NA GESTÃO LOCAL: ORÇAMENTO PARTICIPATIVO INTERATIVO DE IPATINGA USO DA INTERNET E PARTICIPAÇÃO CIDADÃ NA GESTÃO LOCAL: ORÇAMENTO PARTICIPATIVO INTERATIVO DE IPATINGA An Innovations in Technology and Governance Case Study Desde o final dos anos 1980, diversos governos

Leia mais

Bola no Pé e Bíblia na Mão PLANO DE TRABALHO 2009

Bola no Pé e Bíblia na Mão PLANO DE TRABALHO 2009 ASSOCIAÇÃO BETESDA Bola no Pé e Bíblia na Mão PLANO DE TRABALHO 2009 Revisão: 30.06.2009 IDENTIFICAÇÃO ASSOCIAÇÃO BETESDA BOLA NO PÉ E BIBLIA NA MÃO Rua Cuiabá, 49 - Jardim Brasília pólo esportivo CEP

Leia mais

50 pontos do programa de governo do PSOL - Ivanete Prefeita para transformar Duque de Caxias:

50 pontos do programa de governo do PSOL - Ivanete Prefeita para transformar Duque de Caxias: 50 pontos do programa de governo do PSOL - Ivanete Prefeita para transformar Duque de Caxias: Duque de Caxias nas mãos do Povo: contra a corrupção e pela mudança 1) Garantir a participação popular e a

Leia mais

Panorama Municipal. Município: Cabo de Santo Agostinho / PE. Aspectos sociodemográficos. Demografia

Panorama Municipal. Município: Cabo de Santo Agostinho / PE. Aspectos sociodemográficos. Demografia Município: Cabo de Santo Agostinho / PE Aspectos sociodemográficos Demografia A população do município ampliou, entre os Censos Demográficos de 2000 e 2010, à taxa de 1,93% ao ano, passando de 152.836

Leia mais

MEDIADORES TECNOLÓGICOS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. CARTOGRAFIA DE UM CASO FRENTE AOS DESAFIOS NO CONTEXTO AMAZÔNICO

MEDIADORES TECNOLÓGICOS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. CARTOGRAFIA DE UM CASO FRENTE AOS DESAFIOS NO CONTEXTO AMAZÔNICO MEDIADORES TECNOLÓGICOS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. CARTOGRAFIA DE UM CASO FRENTE AOS DESAFIOS NO CONTEXTO AMAZÔNICO Jucimara Canto Gomes, Zeina Rebouças Corrêa Thomé Universidade Federal do Amazonas jucimaracanto@hotmail.com

Leia mais

Seminário de Políticas de Desenvolvimento Regional. Seis cidades buscando soluções regionais para problemas em comum

Seminário de Políticas de Desenvolvimento Regional. Seis cidades buscando soluções regionais para problemas em comum Seminário de Políticas de Desenvolvimento Regional Seis cidades buscando soluções regionais para problemas em comum Abril de 2011 2 CONISUD Seminário de Políticas de Desenvolvimento Regional abril de 2011

Leia mais

10 Anos de Monitoramento da Sobrevivência e Mortalidade de Empresas. 13/Outubro/2008

10 Anos de Monitoramento da Sobrevivência e Mortalidade de Empresas. 13/Outubro/2008 10 Anos de Monitoramento da Sobrevivência e Mortalidade de Empresas 13/Outubro/2008 1 Características da pesquisa Objetivos: Identificar (atualizar) a taxa de mortalidade das empresas; Identificar os principais

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Areado, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 282,6 km² IDHM 2010 0,727 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 13731 hab. Densidade demográfica

Leia mais

A INCLUSÃO DA LÍNGUA ESPANHOLA NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

A INCLUSÃO DA LÍNGUA ESPANHOLA NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA A INCLUSÃO DA LÍNGUA ESPANHOLA NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA Tassiana Quintanilha de Souza (G CLCA UENP/CJ) Denise da Silva de Oliveira (Orientadora CLCA UENP/CJ) RESUMO: Este artigo visa discorrer sobre a formatação

Leia mais

Associação Beneficente Salvare ANEXO I FORMULÁRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS

Associação Beneficente Salvare ANEXO I FORMULÁRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS Associação Beneficente Salvare ANEXO I FORMULÁRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS DADOS DA ORGANIZAÇÃO PROPONENTE Razão Social CNPJ Endereço Completo Inscrição Telefone Email Representante Legal

Leia mais

A Organização da Atenção Nutricional: enfrentando a obesidade

A Organização da Atenção Nutricional: enfrentando a obesidade A Organização da Atenção Nutricional: enfrentando a obesidade Introdução Há cerca de 20 anos, a Secretaria de Saúde de um grande município começou a desenvolver e implantar iniciativas relacionadas à Alimentação

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Botelhos, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 335,24 km² IDHM 2010 0,702 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 14920 hab. Densidade

Leia mais

Parceria Asociación. Escola Empresa Escuela Enpresa

Parceria Asociación. Escola Empresa Escuela Enpresa Parceria Asociación Escola Empresa Escuela Enpresa FIEC - Empresas A FIEC em parceria com empresas da cidade e região que participam da atualização do conteúdo programático, capacitação do corpo docente

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2013

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2013 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2013 Institui o Programa Nacional de Incentivo à Educação Escolar Básica Gratuita (PRONIE). O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Esta Lei institui o Programa Nacional de

Leia mais

Vida Universitária Junho 2007 Ano XVII Nº 173

Vida Universitária Junho 2007 Ano XVII Nº 173 Futuro do planeta depende de mudanças de atitude e políticas públicas No dia 16 de maio, o francês Yves Mathieu, um dos mil multiplicadores treinados pelo ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Al Gore,

Leia mais

Panorama Municipal. Município: Barreiros / PE. Aspectos sociodemográficos. Demografia

Panorama Municipal. Município: Barreiros / PE. Aspectos sociodemográficos. Demografia Município: Barreiros / PE Aspectos sociodemográficos Demografia A população do município ampliou, entre os Censos Demográficos de 2000 e 2010, à taxa de 0,40% ao ano, passando de 39.151 para 40.732 habitantes.

Leia mais

MULHERES DA PAZ. Capacitação para cultivar a paz nas comunidades

MULHERES DA PAZ. Capacitação para cultivar a paz nas comunidades MULHERES DA PAZ Capacitação para cultivar a paz nas comunidades República Federativa do Brasil Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministério da Justiça Ministro da Justiça Tarso Genro Secretaria

Leia mais

Municípios participantes

Municípios participantes Municípios participantes Alvorada do Sul Arapongas Bela Vista do Paraíso Cafeara Cambé Centenário do Sul Florestópolis Guaraci Ibiporã Jaguapitã Londrina Lupionópolis Miraselva Pitangueiras Porecatu Prado

Leia mais

A Suzano e o Fomento na Bahia

A Suzano e o Fomento na Bahia A Suzano e o Fomento na Bahia Como é a atuação da Suzano na região? Fundada há 85 anos, a Suzano começou a produzir papel em 1940 e celulose em 1950 sempre abastecendo o mercado brasileiro e os de diversos

Leia mais

O PAPEL DOS MUNICÍPIOS DO RIO GRANDE DO SUL NA AMPLIAÇÃO DO ATENDIMENTO EM CRECHE ÀS CRIANÇAS DE 0 A 3 ANOS

O PAPEL DOS MUNICÍPIOS DO RIO GRANDE DO SUL NA AMPLIAÇÃO DO ATENDIMENTO EM CRECHE ÀS CRIANÇAS DE 0 A 3 ANOS O PAPEL DOS MUNICÍPIOS DO RIO GRANDE DO SUL NA AMPLIAÇÃO DO ATENDIMENTO EM CRECHE ÀS CRIANÇAS DE 0 A 3 ANOS Débora Brondani da Rocha Bacharel em Direito e Auditora Pública Externa do TCERS Hilário Royer-

Leia mais

InfoReggae - Edição 20 Risco Social Familiar 29 de novembro de 2013. Coordenador Executivo José Júnior

InfoReggae - Edição 20 Risco Social Familiar 29 de novembro de 2013. Coordenador Executivo José Júnior O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens das camadas populares.

Leia mais

Brasil e Espanha compartilhando experiências na saúde (Agosto de 2010)

Brasil e Espanha compartilhando experiências na saúde (Agosto de 2010) Brasil e Espanha compartilhando experiências na saúde (Agosto de 2010) O que pode ser destacado sobre o Seminário Internacional sobre os sistemas de saúde do Brasil e da Espanha: compartilhando experiências?

Leia mais

SAÚDE DA FAMÍLIA E VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: UM DESAFIO PARA A SAÚDE PUBLICA DE UM MUNICIPIO DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Brasil

SAÚDE DA FAMÍLIA E VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: UM DESAFIO PARA A SAÚDE PUBLICA DE UM MUNICIPIO DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Brasil ID 1676 SAÚDE DA FAMÍLIA E VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: UM DESAFIO PARA A SAÚDE PUBLICA DE UM MUNICIPIO DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Brasil Dutra, Laís; Eugênio, Flávia; Camargo, Aline; Ferreira

Leia mais

Revista Especial de Educação Física Edição Digital v. 3, n. 1, novembro 2006.

Revista Especial de Educação Física Edição Digital v. 3, n. 1, novembro 2006. UM ENSAIO SOBRE A DEMOCRATIZAÇÃO DA GESTÃO NO COTIDIANO ESCOLAR: A CONEXÃO QUE FALTA. Noádia Munhoz Pereira Discente do Programa de Mestrado em Educação PPGE/FACED/UFU - noadia1@yahoo.com.br Resumo O presente

Leia mais

C R E D I A M I G O Programa de Microcrédito do Banco do Nordeste

C R E D I A M I G O Programa de Microcrédito do Banco do Nordeste C R E D I A M I G O Programa de Microcrédito do Banco do Nordeste De microcrédito, o Banco do Nordeste entende. Primeiro Banco público do Brasil a ter um modelo de atuação voltado para o setor, o Banco

Leia mais

Coordenação de Políticas para Migrantes QUALIFICAÇÃO DA ATENÇÃO À POPULAÇÃO MIGRANTE POR AGENTES PÚBLICOS ÁREA DE REFERÊNCIA: SAÚDE / ANO: 2014

Coordenação de Políticas para Migrantes QUALIFICAÇÃO DA ATENÇÃO À POPULAÇÃO MIGRANTE POR AGENTES PÚBLICOS ÁREA DE REFERÊNCIA: SAÚDE / ANO: 2014 QUALIFICAÇÃO DA ATENÇÃO À POPULAÇÃO MIGRANTE POR AGENTES PÚBLICOS ÁREA DE REFERÊNCIA: SAÚDE / ANO: 2014 RELATÓRIO FINAL Coordenação de Políticas para Migrantes Secretaria Municipal de Direitos Humanos

Leia mais

GESTÃO DEMOCRÁTICA E AS PARCERIAS PÚBLICO- PRIVADAS FIRMADAS ENTRE AS PREFEITURAS MUNICIPAIS DE SANTARÉM E BENEVIDES - PA E O INSTITUTO AYRTON SENNA

GESTÃO DEMOCRÁTICA E AS PARCERIAS PÚBLICO- PRIVADAS FIRMADAS ENTRE AS PREFEITURAS MUNICIPAIS DE SANTARÉM E BENEVIDES - PA E O INSTITUTO AYRTON SENNA GESTÃO DEMOCRÁTICA E AS PARCERIAS PÚBLICO- PRIVADAS FIRMADAS ENTRE AS PREFEITURAS MUNICIPAIS DE SANTARÉM E BENEVIDES - PA E O INSTITUTO AYRTON SENNA Leiliany Ribeiro da Costa Universidade Federal do Pará

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Programa Bolsa Família AGENDA DA FAMÍLIA DISTRIBUIÇÃO GRATUITA Copyright 2009 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Todos os direitos

Leia mais

OBSERVADOR. Social Outubro Rosa e Novembro Azul p.06. Agrícola Reunião com contabilistas na Usina Ipê p.05

OBSERVADOR. Social Outubro Rosa e Novembro Azul p.06. Agrícola Reunião com contabilistas na Usina Ipê p.05 OBSERVADOR ano 45 n 517 nov/dez de 2015 Social Outubro Rosa e Novembro Azul p.06 Treinamento Pedra e Buriti concluem mais duas escolas de formação p.02 Comunicação Jornal Observador: 45 anos de história

Leia mais

ENTRE LA CASA DA AMÉRICA LATINA Y

ENTRE LA CASA DA AMÉRICA LATINA Y ENTRE LA CASA DA AMÉRICA LATINA Y La CASA DA AMÉRICA LATINA, es una institución de derecho privado sin ánimo de lucro, con sede en la Avenida 24 de Julho, número 1188, en Lisboa, Portugal, representada

Leia mais

Identificação do projeto

Identificação do projeto Seção 1 Identificação do projeto ESTUDO BÍBLICO Respondendo a uma necessidade Leia Neemias 1 Neemias era um judeu exilado em uma terra alheia. Alguns dos judeus haviam regressado para Judá depois que os

Leia mais

Termo de Referência para Elaboração de Plano de Gestão de Praça do PAC modelo de 3000m 2

Termo de Referência para Elaboração de Plano de Gestão de Praça do PAC modelo de 3000m 2 MINISTÉRIO DA CULTURA Diretoria de Infraestrutura Cultural Secretaria Executiva Termo de Referência para Elaboração de Plano de Gestão de Praça do PAC modelo de 3000m 2 1. Objetivos A Praça do PAC é de

Leia mais

ETAPA 1 INFORMAÇÕES SOBRE O EMPREENDIMENTO

ETAPA 1 INFORMAÇÕES SOBRE O EMPREENDIMENTO ETAPA 1 INFORMAÇÕES SOBRE O EMPREENDIMENTO Nome da Empresa: Sapatos e Bolsas BACANAS. Razão Social: Sócios: Endereço: Fone/Fax: Pessoa para Contato: CEP: ETAPA 2 DESCRIÇÃO GERAL DO NEGÓCIO O que a empresa

Leia mais

Etapas para a preparação de um plano de negócios

Etapas para a preparação de um plano de negócios 1 Centro Ensino Superior do Amapá Curso de Administração Disciplina: EMPREENDEDORISMO Turma: 5 ADN Professor: NAZARÉ DA SILVA DIAS FERRÃO Aluno: O PLANO DE NEGÓCIO A necessidade de um plano de negócio

Leia mais

Entenda o Programa Fome Zero

Entenda o Programa Fome Zero Entenda o Programa Fome Zero 1. O que é o Programa Fome Zero? O Programa Fome Zero é um conjunto de ações que estão sendo implantadas gradativamente pelo Governo Federal. O objetivo é promover ações para

Leia mais

Discurso de Luiz Inácio Lula da Silva Seminário do Prêmio Global de Alimentação Des Moines, Estados Unidos 14 de outubro de 2011

Discurso de Luiz Inácio Lula da Silva Seminário do Prêmio Global de Alimentação Des Moines, Estados Unidos 14 de outubro de 2011 Discurso de Luiz Inácio Lula da Silva Seminário do Prêmio Global de Alimentação Des Moines, Estados Unidos 14 de outubro de 2011 Estou muito honrado com o convite para participar deste encontro, que conta

Leia mais

Expediente: Autor: Érika Andreassy Editor Responsável: Érika Andreassy Diagramação: Érika Andreassy Abril/ 2012 2

Expediente: Autor: Érika Andreassy Editor Responsável: Érika Andreassy Diagramação: Érika Andreassy Abril/ 2012 2 A mulher no mercado de trabalho e na organização sindical Expediente: Produzido pelo Instituto Latinoamericano de Estudos Socioeconômicos. Praça Padre Manuel da Nóbrega, 16-4º andar. Sé - São Paulo SP.

Leia mais

Roça agroecológica das mulheres do Assentamento Dandara dos Palmares, Camamu (BA)

Roça agroecológica das mulheres do Assentamento Dandara dos Palmares, Camamu (BA) Produção de alimentos agroecológicos da roça das mulheres Roça agroecológica das mulheres do Assentamento Dandara dos Palmares, Camamu (BA) Ana Celsa Sousa, Carlos Eduardo de Souza Leite e Luciana Rios

Leia mais

Título: Formação e Condições de Trabalho do Professor Municipal da Região Sul do Brasil: implicações com a qualidade da educação

Título: Formação e Condições de Trabalho do Professor Municipal da Região Sul do Brasil: implicações com a qualidade da educação Título: Formação e Condições de Trabalho do Professor Municipal da Região Sul do Brasil: implicações com a qualidade da educação Magda Vianna de Souza 1 Marta Sisson de Castro 11 Palavras-chave: ensino

Leia mais

Avaliação da integração do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) ao Programa Bolsa-Família (PBF)

Avaliação da integração do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) ao Programa Bolsa-Família (PBF) Avaliação da integração do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) ao Programa Bolsa-Família (PBF) Por: Maria das Graças Rua 1 Este relatório descreve o novo modelo do Programa de Erradicação

Leia mais

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Síntese

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Síntese 2014 Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Síntese Dieese Subseção Força Sindical 19/09/2014 PESQUISA NACIONAL POR AMOSTRA DE DOMICILIOS - PNAD 2013 Síntese dos Indicadores POPULAÇÃO A Pesquisa

Leia mais

VI Médio Paraíba Negócios mostra a força do comércio em Volta Redonda

VI Médio Paraíba Negócios mostra a força do comércio em Volta Redonda [02] VI Médio Paraíba Negócios mostra a força do comércio em Volta Redonda A presença da usina da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), fundada na década de 40, dá a impressão de que Volta Redonda ainda

Leia mais

Violência gera debate sobre a redução da maioridade penal Projetos da PUCPR proporcionam aos adolescentes novas oportunidades de vida

Violência gera debate sobre a redução da maioridade penal Projetos da PUCPR proporcionam aos adolescentes novas oportunidades de vida Violência gera debate sobre a redução da maioridade penal Projetos da PUCPR proporcionam aos adolescentes novas oportunidades de vida Um adolescente entre 16 e 18 anos de idade, que assalta e mata alguém,

Leia mais

Inclusão Social pelo Projeto de Educação: Saneamento Básico

Inclusão Social pelo Projeto de Educação: Saneamento Básico PREMIO NACIONAL DE QUALIDADE EM SANEAMENTO PNQS 2011 INOVAÇÃO DA GESTÃO EM SANEAMENTO - IGS Inclusão Social pelo Projeto de Educação: Saneamento Básico SETEMBRO/2011 A. OPORTUNIDADE A.1 Qual foi a oportunidade

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Fórum Social Mundial 2006: Desafios e possibilidades de um fórum mundial policêntrico I. Justificativa

Leia mais

Estudo da Mortalidade das Empresas Paulistas

Estudo da Mortalidade das Empresas Paulistas SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DE SÃO PAULO SEBRAE-SP PESQUISAS ECONÔMICAS Estudo da Mortalidade das Empresas Paulistas Relatório final Realização: Dezembro - 1999 Estudo da Mortalidade

Leia mais

DECLARAÇÃO DE SUNDSVALL

DECLARAÇÃO DE SUNDSVALL DECLARAÇÃO DE SUNDSVALL PROMOÇÃO DA SAÚDE E AMBIENTES FAVORÁVEIS À SAÚDE 3ª Conferência Internacional sobre Promoção da Saúde Sundsvall, Suécia, 9 15 de Junho de 1991 Esta conferência sobre Promoção da

Leia mais

AVALIANDO UMA PROPOSTA DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS i

AVALIANDO UMA PROPOSTA DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS i 1 AVALIANDO UMA PROPOSTA DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS i Daisi Teresinha Chapani ii Ana Lucia Santos Souza iii Eixo 4. Formação de professores. Resumo: Temos hoje uma infinidade de

Leia mais

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: SERVIÇO SOCIAL INSTITUIÇÃO: FACULDADES INTEGRADAS DE BOTUCATU

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: SERVIÇO SOCIAL INSTITUIÇÃO: FACULDADES INTEGRADAS DE BOTUCATU TÍTULO: AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO PROGRAMA ADOLESCENTE APRENDIZ EXECUTADO PELO TERCEIRO SETOR, NA VIVENCIA ATUAL DOS BENEFICIÁRIOS QUANTO À SUPERAÇÃO DE DIFICULDADES COTIDIANAS E DE INSERÇÃO AO TRABALHO.

Leia mais

Fundo de Apoio a Projetos do Escravo, nem pensar!

Fundo de Apoio a Projetos do Escravo, nem pensar! Fundo de Apoio a Projetos do Escravo, nem pensar! Caros(as) participantes, O programa Escravo, nem pensar! da ONG Repórter Brasil abre as inscrições para a 8ª edição do Fundo de Apoio a Projetos do Escravo,

Leia mais

Art. 3º. As propostas devem ser apresentadas por professores mensalistas do quadro de docentes, nas seguintes condições:

Art. 3º. As propostas devem ser apresentadas por professores mensalistas do quadro de docentes, nas seguintes condições: EDITAL Nº 049/2015 CHAMADA DE PROJETOS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA 2016 A Diretoria de Pós graduação e Extensão, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Regimento Geral do Centro Universitário

Leia mais

MÓDULO II Introdução ao Estatuto da Criança e do Adolescente AULA 04

MÓDULO II Introdução ao Estatuto da Criança e do Adolescente AULA 04 MÓDULO II Introdução ao Estatuto da Criança e do Adolescente AULA 04 Por Leonardo Rodrigues Rezende 1 1. Apresentação O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) completa 24 anos este ano, mas sua história

Leia mais

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE ÁREAS PÚBLICAS. Cartilha de orientação sobre o Programa de Regularização Urbanística e Fundiária

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE ÁREAS PÚBLICAS. Cartilha de orientação sobre o Programa de Regularização Urbanística e Fundiária REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE ÁREAS PÚBLICAS Cartilha de orientação sobre o Programa de Regularização Urbanística e Fundiária APRESENTAÇÃO Esta Cartilha foi desenvolvida como suporte ao trabalho da Prefeitura

Leia mais

PROJETO DE LEI 01-00453/2014 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB), Andrea Matarazzo (PSDB), José Américo (PT) e Marta Costa (PSD)

PROJETO DE LEI 01-00453/2014 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB), Andrea Matarazzo (PSDB), José Américo (PT) e Marta Costa (PSD) Secretaria de Documentação Equipe de Documentação do Legislativo PROJETO DE LEI 01-00453/2014 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB), Andrea Matarazzo (PSDB), José Américo (PT) e Marta Costa (PSD) Autores

Leia mais

Sumário Executivo. Pesquisa Quantitativa de Avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI

Sumário Executivo. Pesquisa Quantitativa de Avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa de Avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI Fundação Euclides da Cunha FEC/Data UFF Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação Ministério

Leia mais

ALDEIA SOLIDÁRIA REGULAMENTO

ALDEIA SOLIDÁRIA REGULAMENTO ALDEIA SOLIDÁRIA REGULAMENTO 1. Apresentação 1.1. Conceitos Gerais O projeto Aldeia Solidária é uma ação de Responsabilidade Social do Aldeia das Águas Park Resort. A empresa entende a necessidade de promover

Leia mais

Sumário. Aids: a magnitude do problema. A epidemia no Brasil. Característica do Programa brasileiro de aids

Sumário. Aids: a magnitude do problema. A epidemia no Brasil. Característica do Programa brasileiro de aids Sumário Aids: a magnitude do problema A epidemia no Brasil Característica do Programa brasileiro de aids Resultados de 20 anos de luta contra a epidemia no Brasil Tratamento Prevenção Direitos humanos

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro. Secretaria Municipal de Planejamento Urbano

Estado do Rio de Janeiro. Secretaria Municipal de Planejamento Urbano UMA BARRA MANSA: DUAS CIDADES A CIDADE FORMAL: Regularizada, com infraestrutura completa, usufruindo do melhor que a comunidade pode ter em comércio, serviços, cultura e lazer. É a parte da cidade que

Leia mais

ACS Assessoria de Comunicação Social

ACS Assessoria de Comunicação Social MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ACS Assessoria de Comunicação Social Brasília DF março 2005 2005: Ano da qualidade da Educação Básica Qualidade na Educação Básica 1 2 Qualidade na Educação Básica QUALIDADE NA EDUCAÇÃO

Leia mais

GT de Juventude do Fórum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais para o Meio Ambiente e Desenvolvimento

GT de Juventude do Fórum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais para o Meio Ambiente e Desenvolvimento GT de Juventude do Fórum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais para o Meio Ambiente e Desenvolvimento CETEM 11 de setembro de 2009 Programa Nacional de Juventude e Meio Ambiente De Onde Vêm? Porque Juventude

Leia mais

B R A S I L EMERGENTE E X P E C T A T I V A D E V I D A E C O N S U M O E M 2 0 1 5

B R A S I L EMERGENTE E X P E C T A T I V A D E V I D A E C O N S U M O E M 2 0 1 5 B R A S I L EMERGENTE E X P E C T A T I V A D E V I D A E C O N S U M O E M 2 0 1 5 O I N V E S T I M E N T O P E L A L Ó G I C A D A D E M A N D A R E N A T O M E I R E L L E S r e n a t o @ d a t a p

Leia mais

11. EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

11. EDUCAÇÃO PROFISSIONAL 11. EDUCAÇÃO PROFISSIONAL A educação profissional no Brasil já assumiu diferentes funções no decorrer de toda a história educacional brasileira. Até a promulgação da atual LDBEN, a educação profissional

Leia mais

Lições para o crescimento econômico adotadas em outros países

Lições para o crescimento econômico adotadas em outros países Para o Boletim Econômico Edição nº 45 outubro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Lições para o crescimento econômico adotadas em outros países 1 Ainda que não haja receita

Leia mais

Guião E. 1.º MOMENTO Intervenientes e tempos

Guião E. 1.º MOMENTO Intervenientes e tempos Proposta de Guião para uma Prova Disciplina: Espanhol, Nível de Iniciação, 11.º ano (A2) Domínio de Referência: Viajes y Transportes Duração da prova: 15 a 20 minutos Guião E 1.º MOMENTO Intervenientes

Leia mais

INTEGRAÇÃO UNIVERSIDADE X ENSINO MÉDIO: INTERVENÇÃO MULTIDISCIPLINAR EM ADMINITRAÇÃO, INFORMÁTICA E EDUCAÇÃO.

INTEGRAÇÃO UNIVERSIDADE X ENSINO MÉDIO: INTERVENÇÃO MULTIDISCIPLINAR EM ADMINITRAÇÃO, INFORMÁTICA E EDUCAÇÃO. INTEGRAÇÃO UNIVERSIDADE X ENSINO MÉDIO: INTERVENÇÃO MULTIDISCIPLINAR EM ADMINITRAÇÃO, INFORMÁTICA E EDUCAÇÃO. Grupo PET Administração Universidade Federal de Lavras UFLA Resumo Os jovens formam o conjunto

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na sessão de abertura da Cúpula Mundial sobre Segurança Alimentar

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na sessão de abertura da Cúpula Mundial sobre Segurança Alimentar Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na sessão de abertura da Cúpula Mundial sobre Segurança Alimentar Data: 16/11/2009 Roma, 16/11/2009 Bem... Lugo, tudo bem? Cumprimentar a

Leia mais

ANÁLISE DOS EGRESSOS DO PROGRAMA BOLSA TRABALHO

ANÁLISE DOS EGRESSOS DO PROGRAMA BOLSA TRABALHO PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO, TRABALHO E INCLUSÃO (SDTI) DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS (DIEESE) PROGRAMA OSASCO DIGITAL OBSERVATÓRIO

Leia mais

Modalidade de trabalho: Presentación de experiencias profesionales y metodologías de intervención.

Modalidade de trabalho: Presentación de experiencias profesionales y metodologías de intervención. A incubadora de empresas como experiência de empreendedorismo social no Brasil Cirlene Aparecida Hilário da Silva Oliveira cirleneoliveira@terra.com.br Rodrigo Matos do Carmo rodrigoc@sebraesp.com.br Modalidade

Leia mais

Atribuições do Assistente Social na Saúde

Atribuições do Assistente Social na Saúde Atribuições do Assistente Social na Saúde Prof a. Maria Olinda C. S. Carreira São Paulo, 14 de maio de 2009 Encontro Nacional Unimed de Assistentes Sociais (Yamamoto 2001,p.20) aponta que o momento presente

Leia mais

Uma alternativa para chegar mais perto dos clientes

Uma alternativa para chegar mais perto dos clientes PREMIO NACIONAL DE QUALIDADE EM SANEAMENTO PNQS 2012 Relatório de Descrição de Prática de Gestão Uma alternativa para chegar mais perto dos clientes Categoria: Inovação da Gestão em Saneamento IGS Setembro

Leia mais

O DESAFIO CONTINUA.. A AGRICULTURA FAMILIAR FRENTE AO DESAFIO 2050. Alan Bojanic Ph.D. Representante da FAO no Brasil

O DESAFIO CONTINUA.. A AGRICULTURA FAMILIAR FRENTE AO DESAFIO 2050. Alan Bojanic Ph.D. Representante da FAO no Brasil Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura Economic and Social Development Department O DESAFIO CONTINUA.. A AGRICULTURA FAMILIAR FRENTE AO DESAFIO 2050 Alan Bojanic Ph.D. Representante

Leia mais

PROGRAMA: GRAVIDEZ SAUDÁVEL, PARTO HUMANIZADO

PROGRAMA: GRAVIDEZ SAUDÁVEL, PARTO HUMANIZADO PROGRAMA: GRAVIDEZ SAUDÁVEL, PARTO HUMANIZADO BOM PROGRESSO- RS 2009 PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM PROGRESSO Administração: Armindo Heinle CNPJ. 94726353/0001-17 End. Av. Castelo Branco, n 658 Centro CEP:

Leia mais

A porta de entrada para você receber os benefícios dos programas sociais do Governo Federal.

A porta de entrada para você receber os benefícios dos programas sociais do Governo Federal. A porta de entrada para você receber os benefícios dos programas sociais do Governo Federal. Para que serve o Cadastro Único? O Cadastro Único serve para que as famílias de baixa renda possam participar

Leia mais

Nome e contato do responsável pelo preenchimento deste formulário: Ubiratan de Brito Fonseca e Mariana Oliveira marianap@mh1.com.

Nome e contato do responsável pelo preenchimento deste formulário: Ubiratan de Brito Fonseca e Mariana Oliveira marianap@mh1.com. PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueado Dados da empresa Razão Social: Instituto Amapaense de Línguas Ltda. Nome Fantasia: Instituto Amapaense de Línguas

Leia mais

TRABALHANDO JUNTOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA TRABAJANDO JUNTOS PARA EL DESENVOLVIMIENTO DE LA INDUSTRIA

TRABALHANDO JUNTOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA TRABAJANDO JUNTOS PARA EL DESENVOLVIMIENTO DE LA INDUSTRIA TRABALHANDO JUNTOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA TRABAJANDO JUNTOS PARA EL DESENVOLVIMIENTO DE LA INDUSTRIA AS SOLUÇÕES ARTICULADAS DO SISTEMA FIERO, POR MEIO DO SESI E SENAI, FORAM ESPECIALMENTE

Leia mais

O QUE SÃO OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO (ODM)

O QUE SÃO OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO (ODM) O QUE SÃO OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO (ODM) Durante a reunião da Cúpula do Milênio, realizada em Nova Iorque, em 2000, líderes de 191 nações oficializaram um pacto para tornar o mundo mais

Leia mais

Universidade Metodista de São Paulo

Universidade Metodista de São Paulo Universidade Metodista de São Paulo Ciências Sociais Pólo Brasília Mulher e Sociedade Ane Cruz Mulher e Sociedade A sociedade primitiva Estudos já comprovaram que nem sempre a organização da humanidade

Leia mais

Contexto. Educação para o mundo do trabalho. Por Mozart Neves Ramos - Todos Pela Educação em 01/03/2013

Contexto. Educação para o mundo do trabalho. Por Mozart Neves Ramos - Todos Pela Educação em 01/03/2013 META NACIONAL 11 - Educação Profissional- Triplicar as matrículas da Educação Profissional Técnica de nível médio, assegurando a qualidade da oferta e pelo menos 50% da expansão no segmento público. Contexto

Leia mais

PRESENTACIÓN MESA REDONDA SOBRE INFRAESTRUCTURAS SANITARIAS E-HEALTH EN BRASIL MADRID, 14 DICIEMBRE 2011 PRESENTACIÓN

PRESENTACIÓN MESA REDONDA SOBRE INFRAESTRUCTURAS SANITARIAS E-HEALTH EN BRASIL MADRID, 14 DICIEMBRE 2011 PRESENTACIÓN PRESENTACIÓN MESA REDONDA SOBRE INFRAESTRUCTURAS SANITARIAS E-HEALTH EN BRASIL MADRID, 14 DICIEMBRE 2011 PRESENTACIÓN PONENTE: D. EDUARD RIUS - DIRECTOR DE SERVICIOS HOSPITALARIOS ACCIONA INSTITUTO ESPAÑOL

Leia mais

Modos de vida no município de Paraty - Ponta Negra

Modos de vida no município de Paraty - Ponta Negra Modos de vida no município de Paraty - Ponta Negra Resultados gerais Dezembro 2010 Projeto Community-based resource management and food security in coastal Brazil (Universidade Estadual de Campinas/UNICAMP)

Leia mais