EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA"

Transcrição

1 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Edital de Chamada Pública nº 08/2016 PROGRAMA DE VOLUNTARIADO São Mateus/ ES 2016

2 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA IFES CIDADANIA Nº 8/ 2016 PROGRAMA DE VOLUNTARIADO O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo, por meio do Campus São Mateus, convida profissionais e instituições a se credenciarem para prestação de serviços voluntários em atividades de extensão comunitária no âmbito do Ifes Cidadania, conforme termos definidos neste instrumento, fundamentados na Lei nº 9.608, de 18 de fevereiro de 1998, que dispõe sobre os serviços voluntários e dá outras providências. E com o estabelecido no 1º, incisos I, II, III e VI do Art. 116 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, que institui normas para contratos da Administração Pública. 1. PREÂMBULO 1.1. O Ifes Cidadania é uma ação do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) que abrange programas, projetos, eventos, com ênfase na inclusão social e no desenvolvimento comunitário local sustentável em território capixaba, a ser implementado pelos campi que integram este Instituto O Ifes Cidadania Campus São Mateus estabeleceu como uma das estratégias de implantação desta ação, em território norte capixaba, o Programa de Voluntariado tendo como objetivos: Sensibilizar para a implementação de uma cultura de paz, pautada na solidariedade e ajuda mútua em torno de projetos comuns, que promova o desenvolvimento humano e sustentável na Região Norte Capixaba Estimular o envolvimento da sociedade capixaba na transformação social que leve à inclusão, ao bem estar social e à qualidade de vida do povo capixaba, de maneira compartilhada Criar um banco de dados de profissionais das diversas áreas do conhecimento, de instituições público-privadas e da sociedade civil organizada que tenham interesse em realizar trabalhos voluntários, em parceria com equipes de extensão comunitária do Ifes Campus São Mateus Potencializar e ampliar os patamares da qualidade da extensão comunitária na formação dos alunos associando a sua natureza pedagógica à missão institucional do Ifes Estimular o desenvolvimento social e o espírito crítico dos estudantes, bem como a atuação profissional pautada na cidadania e no fortalecimento da função social da educação profissional e tecnológica Contribuir para a melhoria da qualidade de educação na Região Norte Capixaba por

3 meio do contato direto dos estudantes extensionistas com realidades concretas, trocas de saberes acadêmicos e populares e experiência do profissional voluntário Reforçar parceria local para o desenvolvimento sustentável, complementada por parcerias multissetoriais e trabalhos voluntários que mobilizem e compartilhem conhecimento, expertise, tecnologia e mão de obra voluntária, no apoio à implementação das metas de desenvolvimento sustentável na Região Norte Capixaba, alinhadas aos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS), propostos na Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), com 169 metas a serem atingidas até Definições Entende-se como Extensão o processo interdisciplinar, educativo, cultural, científico e político que promove a interação transformadora entre a instituição educacional e outros setores da sociedade, mediados por estudantes, orientados por um ou mais professores, dentro do princípio da indissociabilidade com o Ensino e a Pesquisa Entende-se como Extensão Comunitária um conjunto de programas e projetos sociais que agregam um conjunto de ações, técnicas e metodologias transformadoras, desenvolvidas e/ou aplicadas na interação com a população e apropriadas por ela, que representam soluções para inclusão social, geração de oportunidades e melhoria das condições de vida Entende-se por serviço voluntário a atividade não remunerada prestada por pessoa física a instituição pública de qualquer natureza, ou a instituição privada de fins não lucrativos, que tenha objetivos cívicos, culturais, educacionais, científicos, recreativos ou de assistência social, inclusive mutualidade. O serviço voluntário não gera vínculo empregatício, nem obrigação de natureza trabalhista previdenciária ou afim. 2. CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO 2.1. Poderão se credenciar a este edital: a) Pessoa física; b) Profissionais de quaisquer especialidades; c) Grupos de profissionais de instituições público-privadas e da sociedade civil organizada; d) Estudantes; e) Aposentados; f) Brasileiros e/ou estrangeiros Realizar o credenciamento no link: 3. PROCESSO DE SELEÇÃO E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS VOLUNTÁRIOS 3.1. O prestador de serviços voluntários será selecionado de acordo com demandas de implementação de atividades em programas e projetos de extensão comunitária, quando será convocado pela equipe de extensão do Ifes Campus São Mateus O serviço voluntário será exercido mediante a celebração de termo de adesão entre a instituição e o prestador do serviço voluntário, dele devendo constar o objeto e as condições de seu exercício, conforme Anexo I Termo de Adesão ao Serviço Voluntário no Programa

4 Ifes Cidadania Campus São Mateus O prestador do serviço voluntário poderá ser ressarcido pelas despesas que comprovadamente realizar no desempenho das atividades voluntárias. As despesas a serem ressarcidas deverão estar expressamente autorizadas pelo Ifes Campus São Mateus O prestador de serviço voluntário deverá executar atividades previstas no Plano de Trabalho do programa e/ou projeto de extensão em que estiver inserido. 4. MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS VOLUNTÁRIOS 4.1. O acompanhamento das atividades dos prestadores de serviços voluntários dar-se-á por intermédio de: a) monitoramento/ acompanhamento sistemático pelas equipes de extensão do Ifes Campus São Mateus; b) aplicação de formulário de avaliação aos participantes e autoavaliação pelo prestador dos serviços voluntários. 5. CERTIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS VOLUNTÁRIOS 5.1. O Instituto Federal do Espírito Santo Campus São Mateus emitirá certificação de prestação de serviços voluntários contendo a identificação do projeto e a carga horária trabalhada pelo prestador de serviços. 6. DISPOSIÇÕES GERAIS 6.1. Este Edital e seu Anexo serão divulgados, durante o ano de 2016, na primeira página do sítio oficial do Instituto Federal do Espírito Santo Campus São Mateus: Os prestadores de serviços voluntários credenciados por este Edital constituirão o Banco de Voluntários do Programa de Voluntariado do Ifes Cidadania Campus São Mateus O prestador de serviços voluntários poderá solicitar a sua retirada do Banco de Voluntários do Programa de Voluntariado do Ifes Cidadania Campus São Mateus a qualquer tempo, solicitando por escrito O prestador de serviços voluntários poderá solicitar a qualquer tempo a participação em outras atividades no Ifes Campus São Mateus, quais sejam programas e projetos nas áreas de Extensão Tecnológica, do Ensino e da Pesquisa A qualquer tempo a presente Chamada Pública poderá ser revogada por interesse público, ou anulada, no todo ou em parte, sem que isso implique direito a indenização ou reclamação de qualquer natureza A equipe de extensão do Ifes Campus São Mateus resolverá os casos omissos e as situações não previstas na presente Chamada Pública Constitui anexo do presente edital, dele fazendo parte integrante:

5 Anexo I Ficha de Credenciamento para prestação serviços voluntários Anexo II Termo de Adesão ao Serviço Voluntário no Programa Ifes Cidadania Campus São Mateus Os esclarecimentos acerca do conteúdo desta Chamada Pública poderão ser obtidos por meio do correio eletrônico: São Mateus, ES, 5 de abril de 2016 Mário Cezar dos Santos Junior Diretor-geral Ifes Campus São Mateus Portaria nº 1.430, de 5 de setembro de 2013

6 ANEXO I FICHA DE CREDENCIAMENTO DE TRABALHOS VOLUNTÁRIOS Nome: Data de Nascimento: / / Gênero: ( ) Feminino ( ) Masculino Endereço: Nº Bairro: Município: Estado: CEP: - RG: CPF: Nº Telefone residencial: Nº Telefone celular: Correio eletrônico: Profissão: Área de atuação: Empresa/ Órgão em que trabalha/ Estuda: Escolaridade: Motivos que o(a) levaram a se interessar pelo trabalho voluntário: Disponibilidade de horário para executar os serviços voluntários: ( ) Domingo ( ) Manhã ( ) Tarde ( ) Noite Nº de horas: ( ) Segunda feira ( ) Manhã ( ) Tarde ( ) Noite Nº de horas: ( ) Terça feira ( ) Manhã ( ) Tarde ( ) Noite Nº de horas: ( ) Quarta feira ( ) Manhã ( ) Tarde ( ) Noite Nº de horas: ( ) Quinta feira ( ) Manhã ( ) Tarde ( ) Noite Nº de horas: ( ) Sexta feira ( ) Manhã ( ) Tarde ( ) Noite Nº de horas: ( ) Sábado ( ) Manhã ( ) Tarde ( ) Noite Nº de horas: ( ) Domingo ( ) Manhã ( ) Tarde ( ) Noite Nº de horas: Área de interesse na prestação de serviços voluntários:

7 Assinatura: Data: / / ANEXO II Termo de Adesão Nº / 2016 Termo de Adesão para Trabalho Voluntário que entre si celebram o Instituto Federal do Espírito Santo Ifes Campus São Mateus e (nome do voluntário), conforme segue. O, autarquia vinculada à Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação SETEC/ MEC, criada pela Lei Nº , de 29 de dezembro de 2008, autorizado pela Portaria MEC Nº 4, de 6 de janeiro de 2009, com sede e foro no município de São Mateus, à Rodovia BR 101 Norte Km 58, Bairro Litorâneo, CEP São Mateus/ES, inscrita no CNPJ/MF sob o nº / , doravante denominada Ifes Campus São Mateus, neste ato representada por seu Diretor Geral, Prof. Doutor Mário Cezar dos Santos Junior, portador da Cédula de Identidade RG nº, expedida pela, e inscrito no CPF/MF sob nº, residente e domiciliado em São Mateus, ES, à Rua (endereço), e (nome do voluntário), (nacionalidade do voluntário), (estado civil), (profissão), portador(a) da Cédula de Identidade RG nº, expedida pela, e inscrito(a) no CPF/MF sob nº, residente e domiciliado(a) na cidade de, nº, Bairro, CEP nº, doravante denominado(a) VOLUNTÁRIO (A), celebram o presente Termo de Adesão para Trabalho Voluntário, na forma da Lei 9.608, de 18 de fevereiro de 1998, que se regerá pelas cláusulas e condições abaixo descritas.

8 CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO Art. 1º. O presente Termo de Adesão tem como OBJETO a regulamentação dos serviços voluntários que serão prestados pelo(a) VOLUNTÁRIO (A) ao Ifes Campus São Mateus. Parágrafo único. Os serviços voluntários a serem desempenhados junto a esta instituição, de acordo com o Art. 1º e Parágrafo único da Lei Nº 9.608, de 18 de fevereiro de 1998, é atividade não remunerada, e tem por finalidades a execução de atividades na áreas de Ensino, Pesquisa e Extensão, e não gera vínculo empregatício, nem funcional, ou quaisquer obrigações de natureza trabalhista, previdenciária ou afim. CLÁUSULA SEGUNDA DAS OBRIGAÇÕES DO VOLUNTÁRIO Art. 2º. O(A) VOLUNTÁRIO(A) se compromete a respeitar as normas internas do Ifes Campus São Mateus e executar somente as atividades descritas no Plano de Trabalho, na função que lhe couber, executando os seguintes serviços:. Parágrafo único. Caso o(a) VOLUNTÁRIO(A) deseje atuar em outras atividades do Ifes Campus São Mateus durante a vigência deste instrumento, deverá solicitar mediante documento escrito, que lhe seja permitida a participação na atividade pretendida, cujo aceite pelo Ifes Campus São Mateus dependerá, também, da compatibilidade entre os horários das tarefas e os definidos na Cláusula Terceira deste instrumento. CLÁUSULA TERCEIRA DA EXECUÇÃO Art. 3º. O(A) voluntário(a) exercerá suas atividades Ifes Campus São Mateus, durante os seguintes dias e horários:. Parágrafo único. O horário estabelecido no caput da presente cláusula é estipulado mediante pleno acordo entre os contratantes, podendo ser revisto e alterado a qualquer momento, por iniciativa de qualquer das partes, desde que conte com o expresso consentimento de ambas as partes. CLÁUSULA QUARTA DA GRATUIDADE DOS SERVIÇOS Art. 4º. Os serviços prestados pelo(a) voluntário(a) são de caráter gratuito, não cabendo, pois, remuneração a título de contraprestação, não havendo vínculo trabalhista e nem obrigação de natureza trabalhista, previdenciária ou afim. Parágrafo único. É vedado ao VOLUNTÁRIO realizar despesas de qualquer espécie em nome Ifes Campus São Mateus, ainda que no desempenho das atividades elencadas na Cláusula Segunda. CLÁUSULA QUINTA DA CERTIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS VOLUNTÁRIOS Art. 5º. O Ifes Campus São Mateus certificará os serviços voluntários prestados pelo(a) voluntário(a). CLÁUSULA SEXTA DO PRAZO Art. 6º. O presente Termo terá vigência de, contados a partir da sua assinatura, podendo ser prorrogado de comum acordo entre as partes por meio de Termo Aditivo. CLÁUSULA SÉTIMA DA RESCISÃO

9 Art. 7º. Este termo poderá ser rescindido por qualquer uma das partes, em qualquer tempo, devendo a outra parte ser comunicada com antecedência mínima de 10 dias. CLÁUSULA OITAVA DA OMISSÃO E DO FORO Art. 8º. As eventuais omissões, dúvidas ou controvérsias, quanto à interpretação ou cumprimento do presente TERMO DE ADESÃO, serão resolvidas de comum acordo entre as partes. Art. 9º. As partes elegem o foro da Comarca de São Mateus (ES) para dirimir as questões acaso decorrentes do presente Instrumento, que não puderem ser resolvidas pelas vias administrativas, com renúncia expressa a qualquer outro, por mais privilegiado que seja. E por acharem justas as suas cláusulas, as partes convenentes firmam o presente Instrumento em 02 (duas) vias de igual teor e forma, juntamente com as testemunhas abaixo, para os devidos efeitos legais. São Mateus, ES, de de Mario Cezar dos Santos Junior Diretor Geral do Ifes Campus São Mateus Coordenador(a) da ação TESTEMUNHAS: Voluntário(a) 1. RG/CPF: 2. RG/CPF:

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA REITORIA NUSAU NÚCLEO DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE SAÚDE COLETIVA EDITAL n.º 003/2011/DESC

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA REITORIA NUSAU NÚCLEO DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE SAÚDE COLETIVA EDITAL n.º 003/2011/DESC FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA REITORIA NUSAU NÚCLEO DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE SAÚDE COLETIVA EDITAL n.º 003/2011/DESC A FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA (UNIR), por meio do DEPARTAMENTO

Leia mais

COMISSÃO DE COMUNICAÇÃO E MOBILIZAÇÃO EDITAL Nº 01/2015/CONNEPI.

COMISSÃO DE COMUNICAÇÃO E MOBILIZAÇÃO EDITAL Nº 01/2015/CONNEPI. COMISSÃO DE COMUNICAÇÃO E MOBILIZAÇÃO EDITAL Nº 01/2015/CONNEPI. PROCESSO SELETIVO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS VOLUNTÁRIOS PARA O X CONGRESSO NORTE NORDESTE DE PESQUISA E INOVAÇÃO CONNEPI. A Comissão de

Leia mais

TÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS

TÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS REGULAMENTO DO NAE - NÚCLEO DE ACOMPANHAMENTO AO EGRESSO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA FACULDADE ARTHUR THOMAS TÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS Art. 1º. O presente Regulamento dispõe sobre a estrutura

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA Convênio n 07/2014/MPGO CONVÊNIO CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS E O CENTRO DE ENSINO UNIFICADO DE BRASÍLIA UNICEUB, POR INTERMÉDIO DA, VISANDO A CONCESSÃO DE ESTÁGIO

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 4.567, DE 29 DE JULHO DE 2011

LEI MUNICIPAL Nº 4.567, DE 29 DE JULHO DE 2011 - Autoriza o Poder Executivo Municipal, a Câmara Municipal, o TATUIPREV e a Fundação Manoel Guedes a celebrarem convênio com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Tatuí e Região e dá outras

Leia mais

Prefeitura Municipal de Campo Limpo Paulista

Prefeitura Municipal de Campo Limpo Paulista -! 1 LEI Nº 2.119, de 04 de agosto de 2011. Autoriza o Chefe do Executivo a firmar Convênio com a instituição sediada em Jundiaí, denominada "Instituto Jundiaiense Luiz Braille". ARMANDO HASHIMOTO, Prefeito

Leia mais

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E O CENTRO DE INTEGRAÇÃO EMPRESA-ESCOLA DO RIO GRANDE DO SUL CIEE/RS 091/2007- SEF O MUNICIPIO DE PASSO FUNDO, pessoa jurídica de

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO IFMA

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO IFMA CONVENIO DE COOPERAÇÃO TÉCNICO- CIENTIFICO QUE ENTRE SI CELEBRAM O INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIENCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO IFMA E A UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO, PARA OS FINS QUE ESPECIFICA.

Leia mais

EDITAL AINTEC/UEL Nº 002/2015

EDITAL AINTEC/UEL Nº 002/2015 EDITAL AINTEC/UEL Nº 002/2015 A Agência de Inovação Tecnológica da Universidade Estadual de Londrina (AINTEC/UEL) TORNA PÚBLICA A SELEÇÃO DE PROFISSIONAL BOLSISTA PARA ATUAR NA ÁREA DE GESTÃO DE NEGÓCIOS

Leia mais

TERMO DE CONVENIO QUE CELEBRAM ENTRE SI O CENTRO DE RELAÇÕES PÚBLICAS DE PERNAMBUCO CRPP E A ASSOCIAÇÃO DOS EX-ALUNOS DO CPOR RECIFE.

TERMO DE CONVENIO QUE CELEBRAM ENTRE SI O CENTRO DE RELAÇÕES PÚBLICAS DE PERNAMBUCO CRPP E A ASSOCIAÇÃO DOS EX-ALUNOS DO CPOR RECIFE. TERMO DE CONVENIO QUE CELEBRAM ENTRE SI O CENTRO DE RELAÇÕES PÚBLICAS DE PERNAMBUCO CRPP E A ASSOCIAÇÃO DOS EX-ALUNOS DO CPOR RECIFE. CENTRO DE RELAÇÕES PÚBLICAS DE PERNAMBUCO CRPP, entidade mantenedora

Leia mais

Resolvem celebrar o presente Termo de Cooperação, o qual será regido pelas seguintes cláusulas: CONTRATO MESA BRASIL Nº xx/2016 SGC N : xxxxxxxx

Resolvem celebrar o presente Termo de Cooperação, o qual será regido pelas seguintes cláusulas: CONTRATO MESA BRASIL Nº xx/2016 SGC N : xxxxxxxx CONTRATO MESA BRASIL Nº xx/2016 SGC N : xxxxxxxx Termo de Cooperação Entidades Sistemáticas, que entre si celebram o SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO SESC (PROGRAMA MESA BRASIL SESC AMAZONAS) e a INSTITUIÇÃO

Leia mais

Eu,, CPF nº, RG n,pis n. , residente e domiciliado,

Eu,, CPF nº, RG n,pis n. , residente e domiciliado, ANEXO I MODELO DO REQUERIMENTO São Bernardo do Campo, de de 2012. A Comissão de Licitação da UNISOL BRASIL Eu,, CPF nº, RG n,pis n, residente e domiciliado, CEP, telefone, FAX, e-mail, vem por meio deste,

Leia mais

EDITAL. EDITAL DIR N o 06/2016

EDITAL. EDITAL DIR N o 06/2016 EDITAL DIR N o 06/2016 PROCESSO SELEÇÃO DE MONITORES VOLUNTÁRIOS PARA ATUAÇÃO JUNTO AOS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS, GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS, GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E DIREITO,

Leia mais

EDITAL. Art. 1º - Fica aberto o período de inscrição de acadêmicos voluntários para atuação junto ao FENASOJA.

EDITAL. Art. 1º - Fica aberto o período de inscrição de acadêmicos voluntários para atuação junto ao FENASOJA. EDITAL DIR N o 17/2016 INSCRIÇÃO DE VOLUNTÁRIOS PARA ATUAÇÃO JUNTO À XXI FENASOJA. O Diretor Geral das Faculdades Integradas Machado de Assis mantidas pela Fundação Educacional Machado de Assis - FEMA,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 006/2002-CAD/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 006/2002-CAD/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 006/2002-CAD/UNICENTRO Celebra Termo Aditivo ao Termo de Convênio de Cooperação Técnica e Científica firmado entre a UNICENTRO e a FAU, e aprova Modelo de Contrato de Gestão Financeira de

Leia mais

SECRETARIA ESTADUAL DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL,

SECRETARIA ESTADUAL DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL, CONVÊNIO CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM A SECRETARIA ESTADUAL DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL, A FUNDAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO ADMINISTRATIVO, A FUNDAÇÃO PREFEITO FARIA LIMA CENTRO DE ESTUDOS

Leia mais

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ Conselho Superior

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ Conselho Superior Deliberação CSDP nº 18/2015, de 20 de novembro de 2015. Alterada, em partes, pela Deliberação CSDP nº 05/2016, de 26 de fevereiro de 2016 Aprova a regulamentação do serviço voluntário no âmbito da Defensoria

Leia mais

Programa de Voluntariado FLL

Programa de Voluntariado FLL Programa de Voluntariado FLL VENHA VIVER UMA EXPERIÊNCIA PARA TODA VIDA O Instituto Aprender Fazendo oferece diversas possibilidades para que estudantes, pais, professores, profissionais e demais interessados

Leia mais

ANEXO III DA PORTARIA Nº 0946, DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 TERMO DE COMPROMISSO PARA ESTÁGIO OBRIGATÓRIO

ANEXO III DA PORTARIA Nº 0946, DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 TERMO DE COMPROMISSO PARA ESTÁGIO OBRIGATÓRIO ANEXO III DA PORTARIA Nº 0946, DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 TERMO DE COMPROMISSO PARA ESTÁGIO OBRIGATÓRIO Pelo presente instrumento, de um lado, (NOME DA CONCEDENTE), inscrita no (TIPO E NÚMERO DO DOCUMENTO),

Leia mais

CONVÊNIO. Convênio n 041/2010/MPGO DAS PARTES:

CONVÊNIO. Convênio n 041/2010/MPGO DAS PARTES: Convênio n 041/2010/MPGO CONVÊNIO CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS E A FACULDADE SUL-AMERICANA FASAM, POR INTERMÉDIO DA PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA, VISANDO A CONCESSÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS DIRETORIA DE EXTENSÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS DIRETORIA DE EXTENSÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS DIRETORIA DE EXTENSÃO PROCESSO SELETIVO PARA BOLSISTA DE EXTENSÃO EDITAL/UFU/PROEX/N 55 A Pró-reitoria de Extensão,

Leia mais

Parágrafo Primeiro - O suporte técnico organizacional e gerencial consistirá em: 1. Oferecer apoio operacional ao funcionamento da EMPRESA;

Parágrafo Primeiro - O suporte técnico organizacional e gerencial consistirá em: 1. Oferecer apoio operacional ao funcionamento da EMPRESA; CONVÊNIO DE ASSOCIAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM A UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO E A PARA DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO, DE ACORDO COM A SELEÇAO PÚBLICA REALIZADA ATRAVÉS DO EDITAL 01/2011 DA INCUBADORA

Leia mais

TERMO DE CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE OTORRINOLARINGOLOGIA E CIRURGIA CÉRVICO FACIAL E SUPRA- ESPECIALIDADE (RAZAO SOCIAL)

TERMO DE CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE OTORRINOLARINGOLOGIA E CIRURGIA CÉRVICO FACIAL E SUPRA- ESPECIALIDADE (RAZAO SOCIAL) TERMO DE CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE OTORRINOLARINGOLOGIA E CIRURGIA CÉRVICO FACIAL E SUPRA- ESPECIALIDADE (RAZAO SOCIAL) A ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE OTORRINOLARINGOLOGIA E CIRURGIA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO TERMO DE COOPERAÇÃO N. 2 a5j2015 TERMO DE COOPERAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM A E O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, OBJETIVANDO AÇÕES DE FORTALECIMENTO ACADÊMICO E QUALIFICAÇÃO INSTITUCIONAL.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 043/2009-TJ, DE 04 DE SETEMBRO DE 2009.

RESOLUÇÃO Nº 043/2009-TJ, DE 04 DE SETEMBRO DE 2009. TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE GABINETE DA PRESIDÊNCIA SECRETARIA-GERAL RESOLUÇÃO Nº 043/2009-TJ, DE 04 DE SETEMBRO DE 2009. Institui e disciplina o Programa de Serviço Voluntário

Leia mais

RESOLUÇÃO N.º 16, DE 23 DE ABRIL DE 2014.

RESOLUÇÃO N.º 16, DE 23 DE ABRIL DE 2014. RESOLUÇÃO N.º 16, DE 23 DE ABRIL DE 2014. Regulamenta a implantação do serviço voluntário no âmbito do Poder Judiciário do Estado de Roraima e dá outras providências. O EGRÉGIO, em sua composição plenária,

Leia mais

CONTRATO DE LICENÇA DE USO DE SOFTWARE E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMÁTICA Contrato nº 52/2012, de 12 de dezembro de 2012

CONTRATO DE LICENÇA DE USO DE SOFTWARE E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMÁTICA Contrato nº 52/2012, de 12 de dezembro de 2012 1 CONTRATO DE LICENÇA DE USO DE SOFTWARE E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMÁTICA Contrato nº 52/2012, de 12 de dezembro de 2012 Que entre si celebram, a Câmara Municipal de Pato

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO COLÉGIO UNIVERSITÁRIO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966-São Luís-MA.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO COLÉGIO UNIVERSITÁRIO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966-São Luís-MA. UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO COLÉGIO UNIVERSITÁRIO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966-São Luís-MA. EDITAL Nº 08 de 15 DE Dezembro DE 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS - UNIFAL-MG

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS - UNIFAL-MG MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS - UNIFAL-MG INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA COMISSÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DO CAMPUS DE POÇOS DE CALDAS DA UNIFAL-MG (PORTARIA Nº 008 DE 19 DE DEZEMBRO

Leia mais

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO CONVÊNIO ENTRE O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO, FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DE PASSO FUNDO E O CENTRO DE ENSINO MÉDIO INTEGRADO - UPF 081/2006 - SEPLAN O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO, pessoa jurídica de direito público,

Leia mais

ACORDO DE COLABORAÇÃO QUE ENTRE SI ESTADO DE GOIÁS.

ACORDO DE COLABORAÇÃO QUE ENTRE SI ESTADO DE GOIÁS. Procedimento Administrativo n 121.070/2012 ACORDO DE COLABORAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM A UNIÃO, POR INTERMÉDIO DO E A SOCIEDADE EMPRESÁRIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SERRA DA MESA LTDA - CESEM - EPP, VISANDO O

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO INTERNO

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO INTERNO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO INTERNO CONCEDENTE e INSTITUIÇÃO DE ENSINO: A UNIVERSIDADE DE SANTO AMARO - UNISA, mantida pela OBRAS SOCIAIS E EDUCACIONAIS DE LUZ - OSEL, com filial na Rua Professor Enéas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 169/2001-CAD/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 169/2001-CAD/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 169/2001-CAD/UNICENTRO Celebra Termo de Convênio firmado entre a UNICENTRO, a Loja Macônica Philantropia Guarapuavana, a ARLS Acácia do Terceiro Planalto nº 75, e a Augusta e Respeitável Loja

Leia mais

Observação: os dados em vermelho devem ser OBRIGATORIAMENTE preenchidos pelo concedente. EXEMPLO DE CONVÊNIO PREENCHIDO CORRETAMENTE

Observação: os dados em vermelho devem ser OBRIGATORIAMENTE preenchidos pelo concedente. EXEMPLO DE CONVÊNIO PREENCHIDO CORRETAMENTE Observação: os dados em vermelho devem ser OBRIGATORIAMENTE preenchidos pelo concedente. EXEMPLO DE CONVÊNIO PREENCHIDO CORRETAMENTE CONVÊNIO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO TERMO DE CONVÊNIO Nº001/2011 QUE ENTRE

Leia mais

Anexos para desenvolvimento de projeto Disciplina TCC

Anexos para desenvolvimento de projeto Disciplina TCC Anexos para desenvolvimento de projeto Disciplina TCC TERMO DE ORIENTAÇÃO DE TCC Eu, professor orientador do Departamento de Ciências Sociais e Ambientais da Fundação Universidade Federal de Rondônia,

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO Não Remunerado

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO Não Remunerado TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO Não Remunerado..., inscrito(a) no CNPJ sob o n.º..., com sede profissional à..., bairro..., no município de..., Estado..., CEP..., doravante denominado(a) CONCEDENTE,

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 01/2015

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 01/2015 EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 01/2015 A SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DA SECRETARIA-GERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA pelo presente edital e por intermédio da DIRETORIA DE RECURSOS LOGÍSTICOS torna público

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça PROCESSO STJ n. 12726/2013 ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA STJ n. 03/2014 DADOS SOBRE O PARTÍCIPE RAZÃO SOCIAL: Banco do Brasil S.A. CNPJ/MF: 00.000.000/0001-91 ENDEREÇO: Setor Bancário Sul, Quadra 01, Bloco

Leia mais

EDITAL Nº 001 ICT DE 03 DE MARÇO DE 2016 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROFESSOR VOLUNTÁRIO ÁREA DE CONHECIMENTO: CORROSÃO

EDITAL Nº 001 ICT DE 03 DE MARÇO DE 2016 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROFESSOR VOLUNTÁRIO ÁREA DE CONHECIMENTO: CORROSÃO EDITAL Nº 001 ICT DE 03 DE MARÇO DE 2016 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROFESSOR VOLUNTÁRIO ÁREA DE CONHECIMENTO: CORROSÃO O Instituto de Ciência e Tecnologia da Universidade Federal dos Vales do

Leia mais

ANEXO IV CONTRATO DE TRABALHO PARA PROFESSOR/INSTRUTOR PROGRAMA NACIONAL ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E AO EMPREGO PRONATEC CONTRATO /2013-FIC

ANEXO IV CONTRATO DE TRABALHO PARA PROFESSOR/INSTRUTOR PROGRAMA NACIONAL ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E AO EMPREGO PRONATEC CONTRATO /2013-FIC ANEXO IV CONTRATO DE TRABALHO PARA PROFESSOR/INSTRUTOR PROGRAMA NACIONAL ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E AO EMPREGO PRONATEC CONTRATO /2013-FIC PROCESSO Nº CONTRATO N.º /2013, QUE ENTRE SI CELEBRAM O INSTITUTO

Leia mais

CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO

CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO CONVÊNIO que entre si celebram o Senado Federal, por meio do Instituto Legislativo Brasileiro (ILB) e a CÂMARA MUNICIPAL DE ADAMANTINA. O SENADO FEDERAL, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 00.530.279/0001-15,

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 24 DE 22 DE OUTUBRO DE 2014.

PROJETO DE LEI Nº 24 DE 22 DE OUTUBRO DE 2014. PROJETO DE LEI Nº 24 DE 22 DE OUTUBRO DE 2014. Autoriza o Poder Executivo Municipal a celebrar Termo de Cooperação com a Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo. A CAMARA MUNICIPAL DE GUAÍRA

Leia mais

3. O que é estágio não obrigatório? É uma atividade opcional, acrescida à carga horária regular e obrigatória. ( 2º do art. 2º da Lei nº 11.

3. O que é estágio não obrigatório? É uma atividade opcional, acrescida à carga horária regular e obrigatória. ( 2º do art. 2º da Lei nº 11. 1. O que é o estágio? A Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, define o estágio como o ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que visa à preparação para o trabalho

Leia mais

A Coordenação de Estágios informa:

A Coordenação de Estágios informa: A Coordenação de Estágios informa: I Informações gerais e Dúvidas frequentes sobre o Estágio: Tudo que você precisa saber sobre a nova lei de estágio 1. O que é o estágio? A Lei nº 11.788, de 25 de setembro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS PROCESSO SELETIVO PARA BOLSISTA DE EXTENSÃO EDITAL/UFU/PROEX/ N 48/2014 A Pró-reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis da Universidade Federal de Uberlândia, no uso de suas atribuições, torna

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO PROCURADORIA GERAL CONVÊNIO Nº 017/PGM/2014 - PROCESSO Nº 08.00057/2014

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO PROCURADORIA GERAL CONVÊNIO Nº 017/PGM/2014 - PROCESSO Nº 08.00057/2014 1 CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PORTO VELHO, POR INTERMÉDIO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE/SEMUSA, DE UM LADO, E DE OUTRO A ASSOCIAÇÃO PROTETORA DOS ANIMAIS DESAMPARADO AMIGOS DE PATAS,

Leia mais

NOSSA FAMÍLIA Escola de Educação Infantil Ltda.

NOSSA FAMÍLIA Escola de Educação Infantil Ltda. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS Pelo presente instrumento particular de CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, de uma lado, a NOSSA FAMÍLIA ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL LTDA, com sede na Avenida

Leia mais

ANEXO II PROJETO PEDAGÓGICO

ANEXO II PROJETO PEDAGÓGICO ANEXO II PROJETO PEDAGÓGICO 1 IDENTIFICAÇÃO 1.1 DA INSTITUIÇÃO FEDERAL: Nome da instituição: CNPJ: Nome do Reitor(a) ou do Diretor(a)-Geral do CEFET: Endereço da reitoria ou unidade sede: Telefones (comercial

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ- BREVES FACULDADE DE LETRAS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ- BREVES FACULDADE DE LETRAS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ- BREVES FACULDADE DE LETRAS REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS/PORTUGUÊS INTRODUÇÃO

Leia mais

Art. 6º A inscrição deverá ser realizada de acordo com a ficha constante no anexo I, desta Lei.

Art. 6º A inscrição deverá ser realizada de acordo com a ficha constante no anexo I, desta Lei. LEI Nº 1.947, DE 13 DE OUTUBRO DE 2015. Autoriza o Poder Executivo a premiar os Profissionais da Educação Básica, na categoria de Gestor e Professor, da Rede Municipal de Ensino, que obtiverem experiências

Leia mais

ANEXO VII TERMO DE PERMISSÃO DE USO DE BENS MÓVEIS

ANEXO VII TERMO DE PERMISSÃO DE USO DE BENS MÓVEIS ANEXO VII TERMO DE PERMISSÃO DE USO DE BENS MÓVEIS Termo de Permissão de Uso de Bens Móveis que entre si celebram o Estado de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Saúde-SES/GO e o INSTITUTO SÓCRATES

Leia mais

ADMINISTRATIVO DE DEFESA DA JUSTIÇA, A SECRETARIA DE MINISTÉRIO DA FAZENDA E A PORTUGAL

ADMINISTRATIVO DE DEFESA DA JUSTIÇA, A SECRETARIA DE MINISTÉRIO DA FAZENDA E A PORTUGAL 1 PROTOCOLO Nº...001/2005 PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA QUE ENTRE SI CELEBRAM O CONSELHO ADMINISTRATIVO DE DEFESA ECONÔMICA CADE, A SECRETARIA DE DIREITO ECONÔMICO DO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA, A SECRETARIA

Leia mais

MINUTA - ANEXO V INSTRUMENTO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA E CONSULTORIA PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE GESTÃO ADMINISTRATIVO

MINUTA - ANEXO V INSTRUMENTO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA E CONSULTORIA PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE GESTÃO ADMINISTRATIVO MINUTA - ANEXO V INSTRUMENTO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA E CONSULTORIA PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE GESTÃO ADMINISTRATIVO Pelo presente Instrumento Particular de Prestação de Serviços,

Leia mais

Rua Tomás Gonzaga 686 4º andar sala 412 - Lourdes CEP: 30.180-140 Belo Horizonte MG Fone (31) 3290.8189 - Fax: (31) 3290.8194

Rua Tomás Gonzaga 686 4º andar sala 412 - Lourdes CEP: 30.180-140 Belo Horizonte MG Fone (31) 3290.8189 - Fax: (31) 3290.8194 CONVÊNIO Nº. 09/07 PARA CONCESSÃO DE DESCONTOS QUE ENTRE SI CELEBRAM O ESTADO DE MINAS GERAIS E A SOCIEDADE BRASILEIRA DE PROGRAMAÇÃO EDUCACIONAL - SOBRAPE LTDA MANTENEDORA DA FACULDADE METROPOLITANA DE

Leia mais

ATO CONVOCATÓRIO 008 2014. OBJETO: Credenciamento de Examinadores

ATO CONVOCATÓRIO 008 2014. OBJETO: Credenciamento de Examinadores ATO CONVOCATÓRIO 008 2014 OBJETO: Credenciamento de Examinadores O INSTITUTO QUALIDADE MINAS, pessoa jurídica de Direito privado sem fins lucrativos, qualificada como Organização da Sociedade Civil de

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO NÃO REMUNERADO CURSO DE FISIOTERAPIA

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO NÃO REMUNERADO CURSO DE FISIOTERAPIA TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO NÃO REMUNERADO CURSO DE FISIOTERAPIA Pelo presente Termo de Compromisso de Estágio, nos termos da Lei nº 11.788 de 25 de setembro de 2008, celebrado entre CLINICA

Leia mais

NÚCLEO DE EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO- NEPG REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. CAPÍTULO I Das considerações gerais

NÚCLEO DE EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO- NEPG REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. CAPÍTULO I Das considerações gerais Sociedade de Educação e Cultura de Goiás www.faculdadearaguaia.edu.br Rua 18 n 81 Centro Goiânia Goiás Fone: (62) 3224-8829 NÚCLEO DE EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO- NEPG REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO

Leia mais

Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa

Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa Chamada Pública 15/2014 Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico

Leia mais

Universidade de Brasília Instituto de Física Programa de Pós-Graduação de Mestrado Profissional em Ensino de Física

Universidade de Brasília Instituto de Física Programa de Pós-Graduação de Mestrado Profissional em Ensino de Física Universidade de Brasília Instituto de Física Programa de Pós-Graduação de Mestrado Profissional em Ensino de Física EDITAL COMPLEMENTAR MNPEF- UnB N O. 01/2015 PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO NO CURSO DE

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE MACAÉ FUNEMAC SUPERINTENDÊNCIA ACADÊMICA

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE MACAÉ FUNEMAC SUPERINTENDÊNCIA ACADÊMICA EDITAL N 06/2016 DE SELEÇÃO DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL Nº. 06/2016 CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 05/2016 A FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE MACAÉ, instituição municipal de ensino superior, fundação pública,

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FLUMINENSE POLO DE INOVAÇÃO CAMPOS DOS GOYTACAZES

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FLUMINENSE POLO DE INOVAÇÃO CAMPOS DOS GOYTACAZES INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FLUMINENSE POLO DE INOVAÇÃO CAMPOS DOS GOYTACAZES BR 356, Km 158, Bairro Martins Lage Campos dos Goytacazes / RJ. CEP: 28100-000 Telefone: (22) 2737-5691

Leia mais

FUNDAÇÃO NACIONAL DO LIVRO INFANTIL E JUVENIL Seção Brasileira do IBBY. Disposições Gerais

FUNDAÇÃO NACIONAL DO LIVRO INFANTIL E JUVENIL Seção Brasileira do IBBY. Disposições Gerais FUNDAÇÃO NACIONAL DO LIVRO INFANTIL E JUVENIL Seção Brasileira do IBBY REGULAMENTO DO 21º CONCURSO FNLIJ OS MELHORES PROGRAMAS DE INCENTIVO À LEITURA JUNTO A CRIANÇAS E JOVENS DE TODO O BRASIL 2016 Disposições

Leia mais

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 17, DE 01 DE OUTUBRO DE 2012

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 17, DE 01 DE OUTUBRO DE 2012 ATUAÇÃO NO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E O Diretor Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão Campus Buriticupu, no uso de suas atribuições, torna público

Leia mais

EDITAL DRI/UFVJM Nº 04/2015 EDITAL DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INGLÊS, CULTURA E SERVIÇO VOLUNTÁRIO NOS ESTADOS UNIDOS

EDITAL DRI/UFVJM Nº 04/2015 EDITAL DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INGLÊS, CULTURA E SERVIÇO VOLUNTÁRIO NOS ESTADOS UNIDOS EDITAL DRI/UFVJM Nº 04/2015 EDITAL DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INGLÊS, CULTURA E SERVIÇO VOLUNTÁRIO NOS ESTADOS UNIDOS A Diretoria de Relações Internacionais (DRI), torna público o edital

Leia mais

CONTRATO Nº. 153/2015.

CONTRATO Nº. 153/2015. 1 CONTRATO Nº. 153/2015. Termo de contrato de prestação serviços que entre si fazem o MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDA e a Empresa PORTO SEGURO COMPANHIA DE SEGUROS GERAIS. Aos quatro dias do mês de dezembro

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires PROJETO-DE-LEI Nº 010, DE 20 DE MARÇO DE 2015 Poder Executivo Autoriza o Poder Executivo a conceder repasse de recursos financeiros ao ESPORTE CLUBE GUARANI, com sede nesta Cidade, a celebrar convênio

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO EDITAL Nº017/2016 O Reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, IFRJ, no uso de suas atribuições legais, em consonância com a lei nº 12.513 de 26 de outubro de 2011,

Leia mais

ASSESSORIA JURÍDICA CONTRATO PARA COMPRA DE VALE TRANSPORTE

ASSESSORIA JURÍDICA CONTRATO PARA COMPRA DE VALE TRANSPORTE CONTRATO ADMINISTRATIVO N.º 010/2015 PROCESSO N.º 0041/2015 24/02/2015 CONTRATO PARA COMPRA DE VALE TRANSPORTE I Das Partes CLÁUSULA PRIMEIRA Pelo presente Contrato e na melhor forma de direito, de um

Leia mais

CONTRATO ADMINISTRATIVO N.º 060/2015 PROCESSO N.º 0609/2015 04/08/2015 ASSINATURA ANUAL DE ATUALIZAÇÃO TRABALHISTA

CONTRATO ADMINISTRATIVO N.º 060/2015 PROCESSO N.º 0609/2015 04/08/2015 ASSINATURA ANUAL DE ATUALIZAÇÃO TRABALHISTA CONTRATO ADMINISTRATIVO N.º 060/2015 PROCESSO N.º 0609/2015 04/08/2015 ASSINATURA ANUAL DE ATUALIZAÇÃO TRABALHISTA I Das Partes CLÁUSULA PRIMEIRA Pelo presente Contrato e na melhor forma de direito, de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE COLORADO ESTADO DO PARANA

PREFEITURA MUNICIPAL DE COLORADO ESTADO DO PARANA DISPENSA Nº: DP 077/2013 ÓRGÃO SOLICITANTE: SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO. OBJETO: AQUISIÇÃO DE QUADROS COM IMAGENS AÉREAS DO MUNICÍPIO E CD DE IMAGEM DE ALTA RESOLUÇÃO PARA A SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires PROJETO-DE-LEI Nº 021, DE 24 DE FEVEREIRO DE 2014. Poder Executivo Autoriza o Poder Executivo a conceder auxílio financeiro ao ESPORTE CLUBE GUARANI, com sede nesta Cidade, a celebrar convênio e dá outras

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Barretos SP 2014 APRESENTAÇÃO O Estágio Supervisionado do Curso de Ciências Contábeis da FACULDADE BARRETOS é um componente curricular

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal de Santa Maria Secretaria Geral de Governo DECRETO EXECUTIVO Nº159 DE 07 DE JULHO DE 2006

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal de Santa Maria Secretaria Geral de Governo DECRETO EXECUTIVO Nº159 DE 07 DE JULHO DE 2006 DECRETO EXECUTIVO Nº159 DE 07 DE JULHO DE 2006 Estabelece Normas para o Requerimento de Licença Temporária para Realização de Eventos em geral, no Município de Santa Maria e dá outras providências. O PREFEITO

Leia mais

ESTATUTO DA BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE BRASIL CAPITULO I. Da Apresentação

ESTATUTO DA BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE BRASIL CAPITULO I. Da Apresentação ESTATUTO DA BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE BRASIL CAPITULO I Da Apresentação Art. 1º O presente Estatuto orienta a organização, as competências e o funcionamento do da Biblioteca Virtual em Saúde Brasil (BVS

Leia mais

Universidade Estadual de Ponta Grossa Coordenadoria de Processos de Seleção

Universidade Estadual de Ponta Grossa Coordenadoria de Processos de Seleção EDITAL N o 07/2015 CPS O Coordenador da CPS da Universidade Estadual de Ponta Grossa UEPG, no uso de suas atribuições, considerando o disposto no Artigo 7 o, Alínea XII do Estatuto e Regimento Geral da

Leia mais

NORMAS DE ATIVIDADES DE EXTENSÃO

NORMAS DE ATIVIDADES DE EXTENSÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS ANEXO À DELIBERAÇÃO Nº 125, DE 06 DE JULHO DE 2006. NORMAS DE ATIVIDADES DE EXTENSÃO

Leia mais

Secretaria de Educação

Secretaria de Educação Secretaria de Educação VOLUNTARIADO NA EDUCAÇÃO JUNTOS COMBATENDO O ANALFABETISMO ESCOLAR NO MUNICIPIO DE JAGUARIBE Ano: 2014 INTRODUÇÃO As ações de voluntariado têm permitido, ao longo das experiências

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA Convênio que entre si celebram a Universidade do Estado da Bahia, a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, a Universidade Estadual de Santa Cruz e a Universidade Estadual de Feira de Santana para

Leia mais

MODELO DE TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO ( EMPRESA/ESTAGIÁRIO )

MODELO DE TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO ( EMPRESA/ESTAGIÁRIO ) MODELO DE TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO ( EMPRESA/ESTAGIÁRIO ) Pelo presente Termo de Compromisso de Estágio de Complementação Educacional, sem vínculo empregatício, que entre si fazem: -----------------------------------------------------

Leia mais

TERMO DE CONTRATO Nº 000/2015

TERMO DE CONTRATO Nº 000/2015 TERMO DE CONTRATO Nº 000/2015 Instrumento de Contrato nº 000/2015 originado da INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO Nº 008/2015 referente, Objeto do presente instrumento é a CONTRATAÇÃO DE PALESTRANTE CARLOS EDUARDO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE - Ufac PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS - Proaes

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE - Ufac PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS - Proaes UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE - Ufac PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS - Proaes EDITAL Nº 20/2016 Proaes Seleção de Bolsistas para atuarem nas Ações da Proaes desenvolvidas no Observatório de Discriminação

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ATÍLIO VIVÁCQUA Estado do Espírito Santo

CÂMARA MUNICIPAL DE ATÍLIO VIVÁCQUA Estado do Espírito Santo CÂMARA MUNICIPAL DE ATÍLIO VIVACQUA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO Nº. 011/2013. Procedimento Administrativo nº. 012/2013 Termo de contrato para Fornecimento de Combustível (Álcool

Leia mais

EDITAL DO 2º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2016

EDITAL DO 2º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2016 EDITAL DO 2º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2016 A Faculdade Meta, Instituição de Ensino Superior comprometida com o padrão de qualidade e as

Leia mais

D O O B J E T O CLÁUSULA PRIMEIRA

D O O B J E T O CLÁUSULA PRIMEIRA ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA QUE ENTRE SI CELEBRAM A UNIÃO, REPRESENTADA PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO, ATRAVÉS DA COMISSÃO NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR CONAES E O CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NA UNIVERSIDADE DA MATURIDADE DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NA UNIVERSIDADE DA MATURIDADE DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NA UNIVERSIDADE DA MATURIDADE DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA EDITAL N.º 01/2016, 19 de janeiro de 2016. A Universidade de Brasília torna pública

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO - CAMPUS SALTO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL PAE EDITAL Nº. 003/2013

INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO - CAMPUS SALTO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL PAE EDITAL Nº. 003/2013 INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO - CAMPUS SALTO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL PAE EDITAL Nº. 003/2013 1. ABERTURA O Diretor Geral do Campus Salto do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO

TERMO DE COMPROMISSO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO TERMO DE COMPROMISSO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO Termo de compromisso para realização de estágio obrigatório que entre si fazem a concedente, inscrita no CNPJ sob o nº, estabelecida na e o estagiário (a), documento

Leia mais

TERMO DE COOPERAÇÃO TECNICA Nº 05 /2015-MPSP

TERMO DE COOPERAÇÃO TECNICA Nº 05 /2015-MPSP TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA QUE ENTRE SI CELEBRAM O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO E A SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE CONSIDERANDO o regime jurídico estabelecido pela legislação pátria para a

Leia mais

Art. 2 o Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação. Reitoria da Universidade Estadual de Ponta Grossa.

Art. 2 o Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação. Reitoria da Universidade Estadual de Ponta Grossa. RESOLUÇÃO CA N o 91 DE 14 DE MARÇO DE 2011. Aprova a assinatura do Termo de Cessão de Uso Gratuito de Software denominado Dental Office Software Odontológico que entre si celebram a Empresa RH Software

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/DIR/2013

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/DIR/2013 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/DIR/2013 ESTABELECE AS NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA A CONCESSÃO DE BOLSAS DE PESQUISA PARA SERVIDORES DOCENTES, TÉCNICO- ADMINISTRATIVOS E DISCENTES DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE

Leia mais

Universidade Aberta do Brasil Edital Nº. 02 de 31 de julho de 2009 DED/CAPES Edital Pró-Equipamentos

Universidade Aberta do Brasil Edital Nº. 02 de 31 de julho de 2009 DED/CAPES Edital Pró-Equipamentos Universidade Aberta do Brasil Edital Nº. 02 de 31 de julho de 2009 DED/CAPES Edital Pró-Equipamentos A Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, sediada no Setor Bancário

Leia mais

SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS RESOLUÇÃO Nº 04/2011

SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS RESOLUÇÃO Nº 04/2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS Campus Universitário Viçosa, MG 36570-000 Telefone: (31) 3899-2127 - Fax: (31) 3899-1229 - E-mail: soc@ufv.br RESOLUÇÃO

Leia mais

RESOLUÇÃO CEG nº 12/2008

RESOLUÇÃO CEG nº 12/2008 RESOLUÇÃO CEG nº 12/2008 Normas para o Estágio 1) Considerando a Lei 11.788 de 25 de setembro de 2008, que trata de Estágios de Estudantes; 2) Considerando a não existência de resolução geral que normatize

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS CHAMADA PARA PROCESSO DE SELEÇÃO DE CURSISTAS 03/2015 A Escola de Administração da Universidade

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO

INSTRUMENTO PARTICULAR DE TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO FACULDADES INTEGRADAS DE ARACRUZ Mantenedora: Fundação São João Batista INSTRUMENTO PARTICULAR DE TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Pelo presente INSTRUMENTO PARTICULAR DE TERMO

Leia mais

CONCORRÊNCIA Nº. 001/2010/SENAR-AR/RO

CONCORRÊNCIA Nº. 001/2010/SENAR-AR/RO PROCESSO nº 006/2010 CONCORRÊNCIA SOB REGISTRO DE PREÇOS n.º 001/2010 CONTRATO SOB REGISTRO DE PREÇOS PARA FORNECIMENTO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS, PRODUTOS DESCARTAVÉIS E PRODUTOS DE HIGIENE E LIMPEZA QUE

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 031/2009 CONSUNI (Alterado pela Resolução 006/2014 CONSUNI)

RESOLUÇÃO Nº 031/2009 CONSUNI (Alterado pela Resolução 006/2014 CONSUNI) RESOLUÇÃO Nº 031/2009 CONSUNI (Alterado pela Resolução 006/2014 CONSUNI) Cria o Programa Institucional de Serviços Voluntários da Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC, e dá outras providências.

Leia mais