RESOLUÇÃO 008/CMAS/2014 Ji Paraná, 03 de junho de 2014.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESOLUÇÃO 008/CMAS/2014 Ji Paraná, 03 de junho de 2014."

Transcrição

1 RESOLUÇÃO 008/CMAS/2014 Ji Paraná, 03 de junho de Dispõe sobre a aprovação do Plano de Ação e Aplicação da Reprogramação do Saldo de Recursos Federais FNAS/MDS/FMAS. O CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CMAS de Ji- Paraná Rondônia, em Assembléia nº 154, Reunião Extraordinária realizada no dia 29 de maio de 2014, no uso de suas atribuições que lhe confere pelo artigo 6º da Lei Municipal n 736 de 29 de Julho de 1996 alterada pela Lei Municipal nº 1961/2009 e pelo Regimento Interno vigente. CONSIDERANDO: O Art. 11 da Portaria nº 625, de 10 de agosto de 2010 do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS/GABINETE DA MINISTRA. RESOLVE: Art. 1º - Aprovar com unanimidade o Plano de Ação e Aplicação da Reprogramação do Saldo de Recursos Federais FNAS/MDS/FMAS, apresentado pela Coordenadora Geral de Programas Sociais Letícia Diniz da Rocha, com o apoio da Agente Administrativo Roberta Santos Linhares e da Diretora de Contabilidade do Fundo Municipal de Assistência Social Josenita Dutra Lana, ambas servidoras da Secretaria Municipal de Assistência Social SEMAS, planilha anexa. Art. 2º - Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação. Publique se Registre se Paulo Roberto de Oliveira Costa Junior Presidente CMAS/Ji-Paraná 1

2 PLANO DE AÇÃO E APLICAÇÃO DA REPROGRAMAÇÃO DO SALDO DE RECURSOS FEDERAIS FNAS/MDS/FMAS GESTÃO GESTÃO R$ ,00 (Quatrocentos e sessenta e um mil reais) IGD SUAS ÍNDICE DE GESTÃO DESCENTRALIZADA DO SISTEMAÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL: Objetivo do órgão Esse instrumento de repasse de recursos estimula a busca de qualidade de Gestão pelos municípios, que cadastram as famílias, gerenciam seus benefícios e acompanham o cumprimento das condicionalidades, os estados que coordenam as ações e apoiam tecnicamente os municípios de seus territórios, e o Governo Federal, que coordena a Política de Transferência de Renda no Brasil. Cobrir despesas referentes ao custeio de processos que se encontram em andamento no corrente exercício. R$ 4.000,00 (Quatro mil reais). Aquisição de equipamentos e materiais permanentes para atender as necessidades do Conselho Municipal de Assistência Social - CMAS. R$ ,00 (Dezessete mil reais). Aquisição de Veiculo para atender as necessidades do Conselho Municipal de Assistência Social CMAS. R$ ,00 (Quarenta mil reais). IDG SUAS R$ ,00 (Sessenta e um mil reais 2

3 IGD PBF ÍNDICE DE GESTÃO DESCENTRALIZADA PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA: Objetivo do programa: Promover o acompanhamento socioassistencial de famílias em um determinado território; potencializar a família como unidade de referência, fortalecendo vínculos internos e externos de solidariedade; contribuir para o processo de autonomia e emancipação social das famílias, fomentando seu protagonismo; desenvolver ações que envolvam diversos setores, com o objetivo de romper o ciclo de reprodução da pobreza entre gerações; e atuar de forma preventiva, evitando que essas famílias tenham seus direitos violados, recaindo em situações de riscos. Cobrir despesas referentes ao custeio de processos que se encontram em andamento no corrente exercício. R$ ,00 (Sessenta mil reais). Contratação de Empresa Especializada para realizar adequação e acessibilidade no espaço físico da sede administrativa do Programa Bolsa Família. R$ ,00 (Duzentos mil reais). Aquisição de Caminhonete para atender as necessidades do Programa Bolsa Família. R$ ,00 (Cento e trinta mil reais). Aquisição de Veículo Moto (Suspensão Alta) para atender as necessidades do Programa Bolsa Família. R$ ,00 (Dez mil reais). IGF PBF R$ ,00 (Quatrocentos mil reais) 3

4 PSB - PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA: R$ ,00 (Um milhão e trezentos e cinquenta e três mil e seiscentos e sessenta e quatro reais) CCI CENTRO DE CONVIVÊNCIA DO IDOSO: Objetivo do programa: Possibilitar a população da terceira idade espaço de convivência, favorecendo a melhoria de qualidade de vida, o conhecimento de seus direitos, a valorização da auto-estima, o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, bem como, a prevenção do isolamento. Cobrir despesas referentes ao custeio de processos que se encontram em andamento no corrente exercício. R$ ,00 (Vinte mil reais). Contratação de Empresa Especializada para realizar adequação e acessibilidade no espaço físico do Centro de Convivência do Idoso - CCI R$ ,00 (Quatrocentos mil reais). "Grupo movimentando-se e socializando-se através da hidroginástica." R$ ,00 (trinta e dois mil reais). Ginástica localizada para a 3ª Idade." R$ 5.500,00 (Cinco mil e quinhentos reais). "Socializando e integrando o idoso através da informação." R$ 4.000,00 (Quatro mil reais). 4

5 "Recreando a Terceira Idade." R$ 4.200,00 (Quatro mil e duzentos reais). "Água limpa e tratada" Manutenção e Limpeza da Piscina para realização de atividades de hidroginástica a população da terceira idade. R$ 7.800,00 (Sete mil e oitocentos reais). CENTRO DE CONVIVÊNCIA DO IDOSO R$ ,00 (Quatrocentos e setenta e três mil e quinhentos reais) CRAS CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL: Objetivo do programa: Fortalecimento de Vínculos e Convivência Familiar, Ressocialização e reinserção social, favorecer o protagonismo social, a autonomia individual e familiar, propiciar a convivência social e comunitária, fortalecer a função protetiva das famílias, prevenir a ruptura de vínculos, promover o acesso e usufruto de direitos e contribuir para a melhoria da qualidade de vida. Cobrir despesas referentes ao custeio de processos que se encontram em andamento no corrente exercício. R$ ,00 (Cento e quarenta mil reais). "Adequação e Acessibilidade do Espaço Físico dos CRAS - Centros de Referência de Assistência Social." R$ ,00 (Seiscentos mil reais). CRAS GERAL R$ ,00 (Setecentos e quarenta mil reais) 5

6 CRAS JARDIM DOS MIGRANTES: "Troca de Saberes e Idéias." R$ ,00 (treze mil novecentos e cinqüenta e dois reais). "Reintegração do idoso à sociedade e ao convívio familiar." R$ ,00 (treze mil novecentos e cinqüenta e dois reais). "Projeto cidadão: Integração e Reintegração social. Grupos I - Vespertino." R$ ,00 (Treze mil novecentos e cinqüenta e dois reais). "Projeto cidadão: Integração e Reintegração social. Grupo II - Matutino." R$ ,00 (Treze mil novecentos e cinqüenta e dois reais). "Grupo de Treinamento em Habilidades sociais para Adolescente." R$ ,00 (Treze mil novecentos e cinqüenta e dois reais). "Grupo de Treinamento em Habilidades Sociais para Adultos." R$ ,00 (Treze mil novecentos e cinqüenta e dois reais). "Grupo de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Homens." R$ ,00 (treze mil novecentos e cinqüenta e dois reais). 6

7 CRAS JARDIM DOS MIGRANTES R$ ,00 (Noventa e sete mil e seiscentos e sessenta e quatro reais) CRAS SÃO FRANCISCO: "Oficina de Karatê." R$ 5.000,00 (Cinco mil reais). "APRENDENDO ATRAVÉS DA DANÇA: Oficina de Jazz." R$ 1.500,00 (Um mil e quinhentos reais). Aquisição de Espelhos Para Equipar a Sala de Oficinas Jazz e Karatê. R$ 1.500,00 (Um mil e quinhentos reais). "Oficina de Teatro." R$ 1.500,00 (Um mil e quinhentos reais). Prática de Esporte "Descobrindo Talentos." R$ ,00 (Vinte mil reais). Aquisição de Material Esportivo e Recreativo. R$ ,00 (Treze mil reais). 7

8 CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CRAS SÃO FRANCISCO R$ ,00 (Quarenta e dois mil e quinhentos reais) PSE - PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL: R$ ,38 (Setecentos e trinta e dois mil e treze reais e trinta e oito centavos) CREAS / PAEFI / LA / PSC CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL / SERVIÇO DE PROTEÇÃO DE ATENDIMENTO ESPECIALIZADO A FAMÍLIA E INDIVIDUO / PROGRAMA LIBERDADE ASSISTIDA / PRESTAÇÃO DE SERVIÇOA COMUNIDADE Objetivo do programa: Serviço de Proteção de Atendimento Especializado a Família e Individuo - PAEFI: Contribuir para o fortalecimento da família no desempenho de sua função protetiva; Processar a inclusão das famílias no sistema de proteção social e nos serviços públicos, conforme necessidades; Contribuir para restaurar e preservar a integridade e as condições de autonomia dos usuários; Contribuir para romper com padrões violadores de direitos no interior da família; Contribuir para a reparação de danos e da incidência de violação de direitos; Prevenir a reincidência de violações de direitos. Programa Liberdade Assistida - P.L.A: A medida sócioeducativa de liberdade assistida e ou prestação de serviço a comunidade, é adotada sempre que se afigurar a medida mais adequada para o fim de acompanhar, auxiliar e orientar o adolescente ator de ato infracional, conforme dispõe a Lei Federal nº de 13 de Julho de (Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA). Tais Programas são responsáveis por realizar o atendimento individual e grupal do adolescente e de sua família, através de ações que visam recuperar a autoestima, a integração comunitária e social; a inserção/reinserção e acompanhamento junto à rede escolar de ensino, orientações, encaminhamento para rede socioassistencial, inserção em cursos técnicos e profissionalizantes como alternativas para a inserção do adolescente ao mercado de trabalho, bem como criar alternativas de sensibilização da sociedade local para a promoção da cidadania e a defesa dos direitos dos adolescentes assistidos. Cobrir despesas referentes ao custeio de processos que se encontram em andamento no corrente exercício. R$ ,00 (Cinqüenta mil reais). 8

9 Aquisição de material de consumo para realizar adequação e acessibilidade do espaço físico do Centro de Referência Especializado de Assistência Social - CREAS e Contratação de Empresa Especializada para realizar adequação e acessibilidade do espaço físico do Programa Liberdade Assistida - P.L.A. R$ ,00 (Duzentos mil reais). CREAS/PAEFI/LA/PSC R$ ,00 (Duzentos e cinquenta mil reais) CREAS CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL: "Campanha: DROGAS TO FORA." R$ ,00 (Vinte mil reais). "Combate as Situações de Trabalho Infantil." R$ ,00 (Vinte mil reais). "Combate as Situações de Violência Contra Mulher." R$ ,00 (cinqüenta mil reais). "Combate as Situações de Violência Contra a Pessoa Idosa." R$ ,00 (Vinte mil reais). "Atividades Pedagógicas." R$ 5.000,00 (cinco mil reais). 9

10 "Teatro em Ação." R$ ,00 (Dez mil reais). CREAS R$ ,00 (Cento e vinte e cinco mil reais) P.L.A PROGRAMA LIBERDADE ASSISTIDA: Momentos de lazer e aprendizagem: "Aprendendo e Brincando." R$ 5.000,00 (Cinco mil reais). "Medida Socioeducativa nas Escolas: Compreendendo o Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA." R$ ,00 (trinta mil reais). "Aprendendo a Arte da Vida: Curso de Serigrafia." R$ ,00 (Dezesseis mil reais). "Aliment Direito de Todos." R$ ,00 (Vinte e quatro mil reais) Obs.: Contrato por 12 (doze) meses. LIBERDADE ASSISTIDA R$ ,00 (Setenta e cinco mil reais) 10

11 ABRIGO MUNICIPAL: Objetivo do programa: Ofertar serviços especializados, em diferentes modalidades e equipamentos, com vistas a afiançar segurança de acolhida às crianças e adolescentes afastados temporariamente do núcleo familiar e/ou comunitários de origem, acolhendo de forma provisória e excepcional as crianças e adolescentes de ambos os sexos, sob medida de proteção e em situação de risco pessoal e social, cujas famílias ou responsáveis encontrem-se temporariamente impossibilitados de cumprir sua função de cuidado e proteção. Conforme dispõe o Art. 4º da Lei Federal nº 8.069, de 13 de Julho de 1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente ECA): Art. 4º É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária. Cobrir despesas referentes ao custeio de processos que se encontram em andamento no corrente exercício. R$ ,38 (Noventa e sete mil e treze reais e trinta e oito centavos). Aquisição de material de consumo para realizar adequação e pintura do espaço físico do Abrigo Municipal. R$ ,00 (Cem mil reais). Aquisição de vestuário destinado a atender as necessidades básicas das Crianças e Adolescentes Institucionalizados. R$ ,00 (Vinte mil reais). Aquisição de calçados destinados a atender as necessidades básicas das Crianças e Adolescentes Institucionalizados. R$ ,00 (Dez mil reais) Aquisição de Material Escolar destinado a atender as necessidades das Crianças e Adolescentes Institucionalizados. R$ ,00 (Quinze mil reais) 11

12 Aquisição de Material Pedagógico destinado a atender as necessidades das Crianças e Adolescentes Institucionalizados. R$ ,00 (Vinte mil reais). Aquisição de Material de Consumo: Copa e Cozinha destinada a atender as necessidades do Abrigo Municipal. R$ ,00 (Dez mil reais). Aquisição de Material de Consumo: Cama, Mesa e Banho, destinado a atender as necessidades das Crianças e Adolescentes Institucionalizados. R$ ,00 (Dez mil reais). ABRIGO MUNICIPAL R$ ,00 (Duzentos e oitenta e dois mil e treze reais) VALOR TOTAL GERAL: TOTAL GERAL DA REPROGRAMAÇÃO DO SALDO DE RECURSOS FEDERAIS FNAS/MDS/FMAS R$ ,38 (Dois milhões quinhentos e quarenta e seis mil e seiscentos e setenta e sete reais e trinta e oito centavos) 12

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE CARIACICA- COMDCAC Lei Municipal nº. 4.895 de 15 de dezembro de 2011

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE CARIACICA- COMDCAC Lei Municipal nº. 4.895 de 15 de dezembro de 2011 O COMDCAC através da Resolução (nº 056/2012) que dispõe sobre o edital para chancelamento de projetos convocou as entidades não-governamentais e órgãos governamentais, devidamente inscritos e regularizados

Leia mais

LEIS - DECRETOS - PORTARIAS DECRETOS

LEIS - DECRETOS - PORTARIAS DECRETOS 28 de Março de 2014 - Página 1 D.O. Nº 023/2014-GP DE 28/03/2014 Guarulhos, Sexta-feira, 28 de Março de 2014 - Ano XIV - nº 1367 LEIS - DECRETOS - PORTARIAS www.guarulhos.sp.gov.br DECRETOS Em, 27 de Março

Leia mais

Programas Orçamentários para Execução de Parcerias

Programas Orçamentários para Execução de Parcerias Programas Orçamentários para Execução de Parcerias Os Programas Orçamentários para Execução de Parcerias com pessoas jurídicas do setor privado ou pessoas físicas serão executados nas 08 Macrorregiões

Leia mais

REDE ENERGIA S.A. CNPJ/MF nº 61.584.140/0001-49 NIRE 35.300.029.780 Companhia Aberta PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

REDE ENERGIA S.A. CNPJ/MF nº 61.584.140/0001-49 NIRE 35.300.029.780 Companhia Aberta PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO REDE ENERGIA S.A. CNPJ/MF nº 61.584.140/0001-49 NIRE 35.300.029.780 Companhia Aberta São Paulo, 15 de junho de 2011. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Assembléia Geral Extraordinária a realizar-se em 30/06/2011

Leia mais

RESOLUÇÃO CNAS Nº 13, DE 13 DE MAIO DE 2014.

RESOLUÇÃO CNAS Nº 13, DE 13 DE MAIO DE 2014. RESOLUÇÃO CNAS Nº 13, DE 13 DE MAIO DE 2014. Inclui na Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais, aprovada por meio da Resolução nº 109, de 11 de novembro de 2009, do Conselho Nacional de Assistência

Leia mais

Encargos Financeiros 2016. Program a de Pó s - Gr adu ação La to Se ns u da FGV DIREIT O SP ( GV law)

Encargos Financeiros 2016. Program a de Pó s - Gr adu ação La to Se ns u da FGV DIREIT O SP ( GV law) Encargos Financeiros 2016 Programa de Pós-Graduação Lato Sensu da DIREITO GV (GVlaw) Valores dos cursos de 32 horas (para ingressantes no 1º semestre de 2016): R$ 3.045,00 (três mil e quarenta e cinco

Leia mais

RESOLUÇÃO N 124/2006. O Conselho Municipal de Assistência Social de Porto Alegre, no uso das atribuições que lhe confere a Lei Complementar n 352/95,

RESOLUÇÃO N 124/2006. O Conselho Municipal de Assistência Social de Porto Alegre, no uso das atribuições que lhe confere a Lei Complementar n 352/95, RESOLUÇÃO N 124/2006 O Conselho Municipal de Assistência Social de Porto Alegre, no uso das atribuições que lhe confere a Lei Complementar n 352/95, RESOLVE: Aprovar a utilização das definições de Programas

Leia mais

AVISO DE LICITAÇÃO DESERTA PREGÃO PRESENCIAL 069/2014

AVISO DE LICITAÇÃO DESERTA PREGÃO PRESENCIAL 069/2014 Diário Oficial Ano: 4 Edição: 1149 Páginas: 6 Índice do diário Licitações Pregão Presencial - Nº 069/2014 DESERTA Atos Oficiais Resolução - Nº 011/2014 Resolução - Nº 012/2014 Licitações Pregão Presencial

Leia mais

ORÇAMENTO 2014 QUADRO COMPARATIVO ENTRE A LEI Nº 9.979/13 E O PROJETO Nº 307/13

ORÇAMENTO 2014 QUADRO COMPARATIVO ENTRE A LEI Nº 9.979/13 E O PROJETO Nº 307/13 1 ORÇAMENTO 2014 QUADRO COMPARATIVO ENTRE A LEI Nº 9.979/13 E O PROJETO Nº 307/13 LEI Nº 9.979/13 Estima a receita e fixa a despesa do Estado para o exercício Financeiro de 2013. PROJETO DE LEI Nº 307/13

Leia mais

CREAS - Institucional. O que é o CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social)?

CREAS - Institucional. O que é o CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social)? CREAS - Institucional O que é o CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social)? Considerando a definição expressa na Lei nº 12.435/2011, o CREAS é a unidade pública estatal de abrangência

Leia mais

TIPIFICAÇÃO NACIONAL DOS SERVIÇOS SOCIOASSISTENCIAIS

TIPIFICAÇÃO NACIONAL DOS SERVIÇOS SOCIOASSISTENCIAIS Curso de capacitação para o provimento de serviços e benefícios socioassistenciais do SUAS e implementação de ações do plano Brasil sem Miséria Maria Luiza João Pessoa - PB TIPIFICAÇÃO NACIONAL DOS SERVIÇOS

Leia mais

SAS P R E F E I T U R A M U N I C I PA L S E C R E T A R I A M U N I C I PA L D E P O L Í T I C A S E A Ç Õ E S S O C I A I S E C I D A D A N I A

SAS P R E F E I T U R A M U N I C I PA L S E C R E T A R I A M U N I C I PA L D E P O L Í T I C A S E A Ç Õ E S S O C I A I S E C I D A D A N I A SAS S E C R E T A R I A M U N I C I PA L D E P O L Í T I C A S E A Ç Õ E S S O C I A I S E C I D A D A N I A CCI Vovó Zizá P R E F E I T U R A M U N I C I PA L DE CAMPO GRANDE SAS S E C R E TA R I A M

Leia mais

AVISO AOS ACIONISTAS

AVISO AOS ACIONISTAS AVISO AOS ACIONISTAS ALIANSCE SHOPPING CENTERS (ALSC3) COMUNICA O AUMENTO DE CAPITAL SOCIAL CONFORME DELIBERADO EM REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DO DIA 27 DE ABRIL DE 2015 Rio de Janeiro, 28 de

Leia mais

PAUTA COMPLEMENTAR DA SESSÃO PLENÁRIA N 1935 DE 19 DE MAIO DE 2011 (ORDINÁRIA) ORDEM DO DIA ITEM 1 JULGAMENTO DOS PROCESSOS I PROCESSOS DE ORDEM C

PAUTA COMPLEMENTAR DA SESSÃO PLENÁRIA N 1935 DE 19 DE MAIO DE 2011 (ORDINÁRIA) ORDEM DO DIA ITEM 1 JULGAMENTO DOS PROCESSOS I PROCESSOS DE ORDEM C 1 PAUTA COMPLEMENTAR DA SESSÃO PLENÁRIA N 1935 DE 19 DE MAIO DE 2011 (ORDINÁRIA) DO DIA ITEM 1 JULGAMENTO DOS PROCESSOS I PROCESSOS DE C PROCESSO/ INTERESSADO 64 C-0995/09 Crea-SP Termo de Cooperação (Estudos

Leia mais

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 121, DE 25 DE JANEIRO DE 2012

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 121, DE 25 DE JANEIRO DE 2012 ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 121, DE 25 DE JANEIRO DE 2012 Institui a Unidade de Acolhimento para pessoas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 18, 5 DE JUNHO DE 2014.

RESOLUÇÃO Nº 18, 5 DE JUNHO DE 2014. RESOLUÇÃO Nº 18, 5 DE JUNHO DE 2014. Dispõe sobre expansão e qualificação do Serviço de Proteção Social aos Adolescentes em Cumprimento de Medidas Socioeducativas em Meio Aberto de Liberdade Assistida

Leia mais

LEI Nº 3.262/07 DE 13/12/07

LEI Nº 3.262/07 DE 13/12/07 LEI Nº 3.262/07 DE 13/12/07 ESTIMA A RECEITA E FIXA A DESPESA DO MUNICÍPIO DE CAMPOS NOVOS PARA O EXERCÍCIO DE 2008 Cirilo Rupp, Prefeito em exercício do Município de Campos Novos, Estado de Santa Catarina,

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABAIANA FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE ITABAIANA CONTRATO N 071/2014

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABAIANA FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE ITABAIANA CONTRATO N 071/2014 CONTRATO N 071/2014 CONTRATADA: EMPRESA: WD COMERCIAL E EQUIPAMENTOS MÉDICOS LTDA EPP (CNPJ: 10.492.910/0001-92). VALOR: R$ 116.794,50 (cento e dezesseis mil seiscentos setecentos e noventa e quatro reais

Leia mais

A necessária abordagem interdisciplinar: a importância da equipe de referência da Assistência Social

A necessária abordagem interdisciplinar: a importância da equipe de referência da Assistência Social A necessária abordagem interdisciplinar: a importância da equipe de referência da Assistência Social POLÍTICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SUAS - 2004 SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - SUAS REDE

Leia mais

ESTADO MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE VARZEA GRANDE NOTIFICAÇÃO DE RECEBIMENTO DE RECURSOS FEDERAIS

ESTADO MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE VARZEA GRANDE NOTIFICAÇÃO DE RECEBIMENTO DE RECURSOS FEDERAIS 03.507.548/0001-10 Arrecadação: 661/13 03/01/2013 SUS-MAC-MEDIA ALTA COMPLEX. AMB. HOSP-624.004-1 Fonte de recursos: 0202 - Recurso de Convênio e Programa Saúde Total geral : Fica liquidada a importância

Leia mais

LEI Nº 088/2007. O PREFEITO MUNICIPAL DE SANTIAGO, RS no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Art.68,III de Lei Orgânica do Município,

LEI Nº 088/2007. O PREFEITO MUNICIPAL DE SANTIAGO, RS no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Art.68,III de Lei Orgânica do Município, LEI Nº 088/2007 ALTERA REGIME DE TRABALHO DAS FUNÇOES DE ENFERMEIRO, MÉDICO E ODONTÓLOGO, AUTORIZA O MUNICÍPIO DE SANTIAGO A CONTRATAR POR PRAZO DETERMINADO MÉDICO (A) E ODONTÓLOGO (A), CRIA GRATIFICAÇÃO

Leia mais

Serviços de Proteção Social Básica Dados sobre os serviços de Proteção Social Básica

Serviços de Proteção Social Básica Dados sobre os serviços de Proteção Social Básica SECRETARIA MUNICIPAL DE POLITICAS SOCIAIS SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Belo Horizonte, 05 de fevereiro de 2010. Prezado Senhor, A Secretaria Municipal Adjunta de Assistência Social,

Leia mais

Operacionalização dos Planos pelo SUAS: - O Plano Crack: É Possível Vencer! ; - O Plano Nacional da Pessoa com Deficiência: Viver sem Limite.

Operacionalização dos Planos pelo SUAS: - O Plano Crack: É Possível Vencer! ; - O Plano Nacional da Pessoa com Deficiência: Viver sem Limite. O SUAS E AS AGENDAS ESTRATÉGICAS DE GOVERNO: O FORTALECIMENTO DO COMBATE À POBREZA, AOS RISCOS E ÀS VULNERABILIDADES SOCIAIS: Operacionalização dos Planos pelo SUAS: - O Plano Crack: É Possível Vencer!

Leia mais

1. UNIDADE CONVENENTE: SECRETARIA MUNICIPAL DE TRABALHO, DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME (SETRA)

1. UNIDADE CONVENENTE: SECRETARIA MUNICIPAL DE TRABALHO, DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME (SETRA) ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇO DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA JOVENS E ADULTOS COM DEFICIÊNCIA, EM SITUAÇÃO DE DEPENDÊNCIA RESIDÊNCIA INCLUSIVA 1. UNIDADE CONVENENTE: SECRETARIA MUNICIPAL DE TRABALHO,

Leia mais

CADÚNICO/BOLSA FAMILIA Av. Santo Antonio, 721 Centro CEP. 17500-070 Fone: (14)3401-2450

CADÚNICO/BOLSA FAMILIA Av. Santo Antonio, 721 Centro CEP. 17500-070 Fone: (14)3401-2450 Secretaria Municipal de Assistência Social Av. Santo Antonio, 721 Centro CEP. 17500-070 Fone: (14)3401-2450 Email: sas@marilia.sp.gov.br Horário de Atendimento: das 8:00 as 17:00 hs Atribuições: Dotar

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR N.º 150 DE 22 DE JULHO DE 2015

LEI COMPLEMENTAR N.º 150 DE 22 DE JULHO DE 2015 LEI COMPLEMENTAR N.º 150 DE 22 DE JULHO DE 2015 Ficam criados os cargos e ampliadas as vagas de cargos de provimento efetivo que integrarão o Anexo III da Lei Complementar nº 118, de 3 de dezembro de 2010,

Leia mais

Expediente. Produção Técnica: Esta é uma publicação técnica da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania do Município de Parnaíba.

Expediente. Produção Técnica: Esta é uma publicação técnica da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania do Município de Parnaíba. CARTILHA do CRAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PARNAÍBA PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA - PSB SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL - SUAS SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E CIDADANIA Prefeitura Municipal de Parnaíba

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE. Senhor Presidente,

RIO GRANDE DO NORTE. Senhor Presidente, RIO GRANDE DO NORTE Mensagem n.º 046/2012 GE Em Natal, 14 de setembro de 2012. Excelentíssimo Senhor Deputado Ricardo Motta M.D. Presidente da Assembléia Legislativa do Estado. Senhor Presidente, Tenho

Leia mais

SUAS- Sistema Único de Assistência Social

SUAS- Sistema Único de Assistência Social SUAS- Sistema Único de Assistência Social CRAS CREAS SEMAS I PETI Bolsa Família I PROJOVEM Adolescente Centro de Referencia de Assistência Social saúde semas Ribeirinhas Educaçã o Meio Ambient e Quilombos

Leia mais

Horário de Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h30 às 17h

Horário de Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h30 às 17h Programa e Projetos Secretaria Municipal de Assistência Social Rua José Teodoro Ramos, nº 16 - Fones (18) 3341-1412 - 3341-4681 Horário de Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h30

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO PAULISTA

PREFEITURA MUNICIPAL DO PAULISTA ANEXO I QUADRO DE VAGAS I - PARA A SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE EMPREGO / FORMAÇÃO TOTAL DE VAGAS VAGAS RESERVADA S P / PCD ANALISTA AMBIENTAL FORMAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL 01 - ANALISTA AMBIENTAL FORMAÇÃO

Leia mais

Serviços, Programas e Projetos em execução no Município. Diretos e Indiretos

Serviços, Programas e Projetos em execução no Município. Diretos e Indiretos Serviços, Programas e Projetos em execução no Município Diretos e Indiretos Prevenção, Tratamento Reinserção Social Órgãos e Instituições com Atuação Direta Secretaria de Saúde Entidades Ambulatoriais

Leia mais

PODER EXECUTIVO. A Prefeitura Municipal de Itiúba, Estado Da Bahia Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR.

PODER EXECUTIVO. A Prefeitura Municipal de Itiúba, Estado Da Bahia Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR. ANO. 2014 DIÁRIO DO MUNICÍPIO DE ITIÚBA- BAHIA ANO. IV - EDIÇÃO Nº 00073 15 DE ABRIL DE 2014 A Prefeitura Municipal de Itiúba, Estado Da Bahia Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR. 1 RESUMO

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO GABINETE DA PRESIDÊNCIA

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO GABINETE DA PRESIDÊNCIA TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO GABINETE DA PRESIDÊNCIA LOCAÇÃO, MANUTENÇÃO PREVENTIVA, CORRETIVA E ASSISTÊNCIA TÉCNICA DE MÁQUINAS COPIADORAS, COM FORNECIMENTO DE PEÇAS E SUPRIMENTOS (EXCETO

Leia mais

PROJETO DE LEI. c) Quadro de Oficial Auxiliar Bombeiro Militar (QOABM): - 44 (quarenta e quatro) Capitães.

PROJETO DE LEI. c) Quadro de Oficial Auxiliar Bombeiro Militar (QOABM): - 44 (quarenta e quatro) Capitães. PROJETO DE LEI Fixa o efetivo do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Sul. Art. 1º O efetivo do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Sul é fixado em 6.925 (seis mil novecentos

Leia mais

SEMANÁRIO OFICIAL ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO

SEMANÁRIO OFICIAL ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO Semanário Oficial Nº2.398 Campina Grande, 26 a 30 de Janeiro de 2015 Pág. 1 SEMANÁRIO OFICIAL ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO Lei Municipal nº. 04 de

Leia mais

Previdência 2011: Novos Valores do Salário de Contribuição e Salário- Família 2011 03/01/2011

Previdência 2011: Novos Valores do Salário de Contribuição e Salário- Família 2011 03/01/2011 Previdência 2011: Novos Valores do Salário de Contribuição e Salário- Família 2011 03/01/2011 A Portaria Interministerial 568 MPS-MF, de 31-12-2010, publicada no Diário Oficial de 3-1-2011, reajustou em

Leia mais

NOTA DE EMPENHO Nº 328

NOTA DE EMPENHO Nº 328 CNPJ Nº : 11.528.956/1-87 215 NOTA DE EMPENHO Nº 327 2 1 1. 12.361.511.244. Encargos Pessoal Magistério-FUNDEB 6% 3 1 9 11 3.1.9.11.1 VENCIMENTOS E SALÁRIOS 2.517.66,22 177.538,38 12.263,14 2.55.343,8

Leia mais

CURSO: TECNICAS LEGISLATIVAS

CURSO: TECNICAS LEGISLATIVAS CURSO: TECNICAS LEGISLATIVAS COMPONENTES HISTÓRICOS DA NORMATIZAÇÃO LEGAL DA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL MARCO LEGAL 1988 - Constituição Federal 1993 - Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS) 1998

Leia mais

MARFRIG GLOBAL FOODS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF Nº 03.853.896/0001-40 (BM&FBOVESPA: MRFG3)

MARFRIG GLOBAL FOODS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF Nº 03.853.896/0001-40 (BM&FBOVESPA: MRFG3) MARFRIG GLOBAL FOODS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF Nº 03.853.896/0001-40 (BM&FBOVESPA: MRFG3) COMUNICADO SOBRE O AUMENTO DE CAPITAL SOCIAL DA COMPANHIA APROVADO PELO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EM 05 DE

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 08, DE 18 DE ABRIL DE 2013.

RESOLUÇÃO Nº 08, DE 18 DE ABRIL DE 2013. RESOLUÇÃO Nº 08, DE 18 DE ABRIL DE 2013. Dispõe sobre as ações estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil - PETI no âmbito do Sistema Único da Assistência Social SUAS e o critério de

Leia mais

PODER EXECUTIVO. A Prefeitura Municipal de Itiúba, Estado Da Bahia Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR.

PODER EXECUTIVO. A Prefeitura Municipal de Itiúba, Estado Da Bahia Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR. ANO. 2014 DO MUNICÍPIO DE ITIÚBA- BAHIA A Prefeitura Municipal de Itiúba, Estado Da Bahia Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR. 1 PUBLICAÇÃO DE RESUMO DE CONTRATO JANEIRO/2014/04 Itiuba -

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 2.827. 1º Para efeito do disposto nesta Resolução entende-se: I - por órgãos e entidades do setor público:

RESOLUÇÃO Nº 2.827. 1º Para efeito do disposto nesta Resolução entende-se: I - por órgãos e entidades do setor público: RESOLUÇÃO Nº 2.827 Consolida e redefine as regras para o contingenciamento do crédito ao setor público. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº. 4.595, de 31 de dezembro de 1964, torna

Leia mais

Projetos Financiados em 2008. CMDCA de Guarujá

Projetos Financiados em 2008. CMDCA de Guarujá Projetos Financiados em 2008 CMDCA de Guarujá APAE - Guarujá Projeto: Valorizando a Vida. Objetivo: Dar continuidade as atividade para melhorar as capacidades de comunicação, expressão, sociabilidade dos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ELOI MENDES - MG

PREFEITURA MUNICIPAL DE ELOI MENDES - MG Página: 1 "Abre Crédito Adicional SUPLEMENTAR no valor de R$ 237.282,00 para reforço de dotações constantes do vigente orçamento e da outras providências." WILIAM CADORINI, PREFEITO de(a)(o) ELOI MENDES,

Leia mais

CREAS Recursos Humanos

CREAS Recursos Humanos Como deve ser a composição da equipe de referência do CREAS? Os recursos humanos constituem elemento fundamental para a efetividade do trabalho do CREAS. A vinculação dos profissionais do CREAS com a família/indivíduo

Leia mais

Dispõe sobre os valores de anuidades, contribuições, taxas, multas e emolumentos para o exercício de 2014.

Dispõe sobre os valores de anuidades, contribuições, taxas, multas e emolumentos para o exercício de 2014. Belo Horizonte, 19 de Novembro de 2013. Resolução Especial CREF6/MG 2013 Dispõe sobre os valores de anuidades, contribuições, taxas, multas e emolumentos para o exercício de 2014. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

- REGIMENTO INTERNO -

- REGIMENTO INTERNO - - REGIMENTO INTERNO - Secretaria de Assistência Social Leis nº 6.529/05 e nº 6.551/06, Decretos nº 12.634/06, nº 13.239/07, nº 15.181/11, 15.454/12 e nº 15.581/12 I - Secretaria Executiva: - auxiliar e

Leia mais

ESTADO MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE VARZEA GRANDE NOTIFICAÇÃO DE RECEBIMENTO DE RECURSOS FEDERAIS

ESTADO MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE VARZEA GRANDE NOTIFICAÇÃO DE RECEBIMENTO DE RECURSOS FEDERAIS 03.507.548/0001-10 Arrecadação: 880/13 25/01/2013 373.00 FMAS/PROJOVEM ADOLESC-47.837-7 Fonte de recursos: 0301 - Recurso de Convênio e Programa-Outras Finalidades Total geral : Fica liquidada a importância

Leia mais

RESOLUÇÕES DO SENADO FEDERAL VOLUME 7 (1977) SUBSECRETARIA DE ANAIS BRASÍLIA 1978

RESOLUÇÕES DO SENADO FEDERAL VOLUME 7 (1977) SUBSECRETARIA DE ANAIS BRASÍLIA 1978 RESOLUÇÕES DO SENADO FEDERAL VOLUME 7 (1977) SUBSECRETARIA DE ANAIS BRASÍLIA 1978 Resoluções do Senado Federal. t. 1 1946/59 Brasília, 1974 v. irregular 1. Brasil. Congresso. Senado Federal Resouções.

Leia mais

SUMÁRIO RESOLUÇÃO 109 DO CONSELHO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL TIPIFICAÇÃO NACIONAL DE SERVI ÇOS SOCIOASSISTENCIAIS...03

SUMÁRIO RESOLUÇÃO 109 DO CONSELHO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL TIPIFICAÇÃO NACIONAL DE SERVI ÇOS SOCIOASSISTENCIAIS...03 SUMÁRIO RESOLUÇÃO 109 DO CONSELHO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL TIPIFICAÇÃO NACIONAL DE SERVI ÇOS SOCIOASSISTENCIAIS...03 LEI DE DIRETRIZES E BASES DA EDUCAÇÃO NACIONAL (LDB - LEI Nº 9.394/96 COM ALTERAÇÕES

Leia mais

SIMPLES - Sistema Integrado de Pagamento de Impostos e Contribuições das Micro e EPP Alíquotas e sua Destinação

SIMPLES - Sistema Integrado de Pagamento de Impostos e Contribuições das Micro e EPP Alíquotas e sua Destinação SIMPLES - Sistema Integrado de Pagamento de Impostos e Contribuições das Micro e EPP Alíquotas e sua Destinação Constituição Federal do Brasil art. 179; Decreto 3.000/99 arts. 185 a 206 (RIR/99); IN SRF

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº... (Autoria: Poder Executivo) CAPÍTULO I DA CARREIRA

PROJETO DE LEI Nº... (Autoria: Poder Executivo) CAPÍTULO I DA CARREIRA PROJETO DE LEI Nº... (Autoria: Poder Executivo) Dispõe sobre a carreira Assistência à Educação do Distrito Federal e dá outras providências CAPÍTULO I DA CARREIRA Art. 1. Carreira Assistência à Educação

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULO AFONSO SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULO AFONSO SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Resolução nº 42 de 23 de outubro de 2014. Dispõe sobre o Plano de Reprogramação dos recursos financeiros oriundos de saldo residual do Piso de Alta Complexidade I do co-financiamento federal/2013 da Casa

Leia mais

DECRETO Nº 689/2013 GIRUÁ/RS, 19 DE AGOSTO DE 2013.

DECRETO Nº 689/2013 GIRUÁ/RS, 19 DE AGOSTO DE 2013. DECRETO Nº 689/2013 GIRUÁ/RS, 19 DE AGOSTO DE 2013. DISPÕE SOBRE O REGIMENTO INTERNO DO ABRIGO PROVISÓRIO ACONCHEGO DE GIRUÁ/RS ÂNGELO FABIAM DUARTE THOMAS, Prefeito Municipal de Giruá, Estado do Rio Grande

Leia mais

DELIBERAÇÃO PRES Nº 02, DE 25 DE JANEIRO DE 2013.

DELIBERAÇÃO PRES Nº 02, DE 25 DE JANEIRO DE 2013. DELIBERAÇÃO PRES Nº 02, DE 25 DE JANEIRO DE 2013. Estabelece nova redação a Deliberação Plenária nº 04, de 28 de fevereiro de 2012, alterando e reorganizando o Organograma Funcional e o Quadro de Pessoal

Leia mais

Projeto Cardume CMDCA

Projeto Cardume CMDCA Projeto Cardume CMDCA Objetivo: Estabelecer rede de proteção integral a criança e ao adolescente,, bem como suas famílias, reunindo ações governamentais e atividades das organizações da sociedade civil,

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL, TRABALHO E HABITAÇÃO

SECRETARIA DE ESTADO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL, TRABALHO E HABITAÇÃO ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL, TRABALHO E HABITAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CURSO DE FORMAÇÃO EM ATENDIMENTO ESPECIALIZADO À CRIANÇA E AO ADOLESCENTE COM DEFICIÊNCIA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000 GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000 GABINETE DO PREFEITO LEI Nº. 277/2007. CEP: 5.50-000 Institui o Programa Casa da Família e dá outras providências. A Câmara Municipal aprovou e eu, Prefeito do Município de Pilões, sanciono e promulgo a seguinte lei: Art.

Leia mais

NOVAS ADESÕES AO PROGRAMA DE REQUALIFICAÇÃO DE UBS

NOVAS ADESÕES AO PROGRAMA DE REQUALIFICAÇÃO DE UBS MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA NOVAS ADESÕES AO PROGRAMA DE REQUALIFICAÇÃO DE UBS O Ministério da Saúde, por meio do Departamento de Atenção Básica, inicia

Leia mais

Política Nacional de Assistência Social. Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social/GPSE/SAS

Política Nacional de Assistência Social. Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social/GPSE/SAS Política Nacional de Assistência Social Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social/GPSE/SAS SEADES Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social A SEADES é o Órgão Gestor

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL PIRITIBA RESULTADO DO CONVITE nº. 05/2014

PREFEITURA MUNICIPAL PIRITIBA RESULTADO DO CONVITE nº. 05/2014 RESULTADO DO CONVITE nº. 05/2014 O Presidente da Comissão Permanente de Licitações da Prefeitura Municipal de Piritiba, Estado da Bahia, divulga o resultado do Convite nº. 05/2014, realizado para contratação

Leia mais

O P R E S I D E N T E D A R E P Ú B L I C A Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O P R E S I D E N T E D A R E P Ú B L I C A Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI N o 11.306, DE 16 DE MAIO DE 2006 Estima a receita e fixa a despesa da União para o exercício financeiro de 2006. O P R E S I D E N T E D A R E P Ú B L I C A Faço saber que o Congresso Nacional decreta

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Page 1 of 7 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.958, DE 26 DE JUNHO DE 2009. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono

Leia mais

Praça Fausto Cardoso, 12 Itabaiana/SE 3431-9711 13.104.740/0001-10

Praça Fausto Cardoso, 12 Itabaiana/SE 3431-9711 13.104.740/0001-10 CONTRATO n 202/2015 PROCEDIMENTO LICITATÓRIO: Pregão Presencial nº 034/2015. Objeto: contratação de empresa visando a aquisição e fornecimento parcelado de gêneros alimentícios perecíveis e não perecíveis

Leia mais

PORTAL DA TRANSPARÊNCIA 03/2011

PORTAL DA TRANSPARÊNCIA 03/2011 PORTAL DA TRANSPARÊNCIA 03/2011 CONTRATOS NÚMERO DATA ESPECIFICAÇÃO 001/2011 E 01/03/2011 Processo administrativo nº 3168/2011. Dispensa. Contratada: SERPAV COMÉRCIO E PAVIMENTAÇÃO LTDA. Objeto: SERV.

Leia mais

ANEXO V PREÇO UNITÁRIO (R$) DEPENDENTES LEGAIS anos , , anos , , anos ,95 2.

ANEXO V PREÇO UNITÁRIO (R$) DEPENDENTES LEGAIS anos , , anos , , anos ,95 2. TABELA I PLANILHA INFORMATIVA DE BENEFICIÁRIOS E PREÇOS ESTIMADOS DO GRUPO A TITULARES E DEPENDENTES LEGAIS NO PLANO BÁSICO A - ENFERMARIA - SUBITEM 3.2.1 DO TERMO DE REFERÊNCIA - BENEFICIÁRIOS - TITULARES

Leia mais

TEXTO 3 O REORDENAMENTO DO SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS - SCFV: AS MUDANÇAS NA GESTÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA

TEXTO 3 O REORDENAMENTO DO SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS - SCFV: AS MUDANÇAS NA GESTÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA TEXTO 3 O REORDENAMENTO DO SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS - SCFV: AS MUDANÇAS NA GESTÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA Neste terceiro momento do nosso estudo iremos aprofundar as mudanças

Leia mais

Secretaria Nacional de Assistência Social

Secretaria Nacional de Assistência Social POLÍTICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SUAS Secretaria Nacional de Assistência Social MARCOS NORMATIVOS E REGULATÓRIOS Constituição Federal 1988 LOAS 1993 PNAS 2004

Leia mais

EXPEDIENTE Produzido pela Assessoria de Comunicação Social

EXPEDIENTE Produzido pela Assessoria de Comunicação Social ÓRGÃO DE PUBLICAÇÃO DOS ATOS OFICIAIS DOS PODERES EXECUTIVO E LEGISLATIVO DO MUNICÍPIO DE IGUABA GRANDE - RJ - ANO X - 2ª QUINZENA -JULHO / 2015 - Nº 159 Rodovia Amaral Peixoto, Km 97 - nº 2275 Centro

Leia mais

Número: 00190.004342/2013-31 Unidade Examinada: Município de Marília/SP

Número: 00190.004342/2013-31 Unidade Examinada: Município de Marília/SP Número: 00190.004342/2013-31 Unidade Examinada: Município de Marília/SP Relatório de Demandas Externas n 00190.004342/ 2013-31 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960

LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960 LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960 Federaliza a Universidade do Rio Grande do Norte, cria a Universidade de Santa Catarina e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o CONGRESSO

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE GALVEIAS

JUNTA DE FREGUESIA DE GALVEIAS MINUTA DA ATA NR.8/2014 MINUTA DA ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA REALIZADA NO DIA DEZASSETE DE ABRIL DO ANO DE DOIS MIL E QUINZE ---------------------------------------------------------------------- ---------

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria Municipal do Bem-Estar Social

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria Municipal do Bem-Estar Social Padrão Normativo da Rede de Proteção Social Especial de Alta Complexidade Programa de Enfrentamento a Situações de Riscos Sociais Administração: Rodrigo Antonio de Agostinho Mendonça Secretária do Bem

Leia mais

COMPANHIA DE GÁS DE SÃO PAULO COMGÁS COMPANHIA ABERTA. C.N.P.J./M.F. n.º: 61.856.571/0001-17 N.I.R.E.: 35.300.045.611

COMPANHIA DE GÁS DE SÃO PAULO COMGÁS COMPANHIA ABERTA. C.N.P.J./M.F. n.º: 61.856.571/0001-17 N.I.R.E.: 35.300.045.611 COMPANHIA DE GÁS DE SÃO PAULO COMGÁS COMPANHIA ABERTA C.N.P.J./M.F. n.º: 61.856.571/0001-17 N.I.R.E.: 35.300.045.611 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Ao quinto dia do mês de março do ano de

Leia mais

MODELO E INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO

MODELO E INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO : 31.157.589/0001-60 5.200.000,00 (Cinco milhões e duzentos mil reais) Nº / ANO: 001/2014 Data: 03/01/2014 7º I b - FI 100% Títulos TN Aplicação na conta previdenciária nº 89-4 de recursos provenientes

Leia mais

DESPACHOS PREFEITURA DE MUTUIPE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 030/2013 DESPACHO

DESPACHOS PREFEITURA DE MUTUIPE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 030/2013 DESPACHO DESPACHOS PREFEITURA DE MUTUIPE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 030/2013 DESPACHO O Prefeito de Mutuípe, acolhe e adota o Parecer Jurídico, referente ao Pregão Presencial nº. 030/2013, que tem como objeto o REGISTRO

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 182/2015

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 182/2015 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 182/2015 Dispõe sobre o Currículo do Curso de Graduação Plena Licenciatura em Filosofia, na modalidade a distância, do Programa Segunda Licenciatura. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA,

Leia mais

O SUAS e o Plano Brasil Sem Miséria 1

O SUAS e o Plano Brasil Sem Miséria 1 PLANO ESTADUAL DE CAPACITAÇÃO CONTINUADA DE RECURSOS HUMANOS PARA A ÁREA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL O SUAS e o Plano Brasil Sem Miséria 1 Estrutura do SUAS no Plano Brasil Sem Miséria Secretarias Estaduais

Leia mais

Diário Oficial DO MUNICÍPIO DE JI-PARANÁ

Diário Oficial DO MUNICÍPIO DE JI-PARANÁ Diário Oficial DO MUNICÍPIO DE JI-PARANÁ Publicação dos atos ofi ciais da Prefeitura Municipal de Ji-Paraná, de acordo com a Lei Municipal n.º 1070, de 02/07/2001 ANO X - DIÁRIO OFICIAL NÚMERO 2056 SUPLEMENTO

Leia mais

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Itanhangá CNPJ: 07.209.225/0001-00 Gestão 2013/2016

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Itanhangá CNPJ: 07.209.225/0001-00 Gestão 2013/2016 LEI Nº 323/2013 Data: 31 de Outubro de 2013 SÚMULA: Autoriza a Abertura de Crédito Adicional Suplementar por anulação parcial ou total de dotações orçamentárias, e da outras providências. O Senhor João

Leia mais

Tipo Empenho.: ORDINÁRIO Crédito: ORÇAMENTÁRIO Vínculo: Não vinculado Fonte Recurso: F U S Licitação: 09.Sem licitação, Nº: /0000

Tipo Empenho.: ORDINÁRIO Crédito: ORÇAMENTÁRIO Vínculo: Não vinculado Fonte Recurso: F U S Licitação: 09.Sem licitação, Nº: /0000 PI NOTA DE EMPENHO Nº 02359 PREFEITURA MUNICIPAL DE CARIDADE DO PIAUI Data do Empenho.: 01/11/2013 C.N.P.J.: 01.612.575/0001-28 Código de acesso: 02359 Elemento de Despesa.: 3.3.90.14-DIÁRIAS - CIVIL Tipo

Leia mais

Contratada: EMBRAS - EMPRESA BRASILEIRA DE TECNOLOGIA LIMITADA Objeto: Prestação de serviços de informática. Aditamento n 2 - Contrato nº 06/2012.

Contratada: EMBRAS - EMPRESA BRASILEIRA DE TECNOLOGIA LIMITADA Objeto: Prestação de serviços de informática. Aditamento n 2 - Contrato nº 06/2012. Aditamento Fevereiro/2014 Contratada: OPENLEGIS CONSULTORIA E INFORMÁTICA LTDA Objeto: Prestação de serviços de informatização de processo legislativo com plataforma e desenvolvimento baseados em software

Leia mais

ZILIOTTO CONSULTORIA SOCIAL LTDA. FEBRAEDA

ZILIOTTO CONSULTORIA SOCIAL LTDA. FEBRAEDA . FEBRAEDA OFICINA DE TRABALHO SOBRE A CONSTRUÇÃO DA METODOLOGIA DA SÓCIO APRENDIZAGEM PROFª: MARIA CECILIA ZILIOTTO 26 DE MAIO DE 2014 CAMP - PINHEIROS . Construindo a Metodologia da Socioaprendizagem

Leia mais

LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960

LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960 LEI Nº 3.849, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1960 Federaliza a Universidade do Rio Grande do Norte, cria a Universidade de Santa Catarina e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o CONGRESSO

Leia mais

Prefeitura Municipal de Nova Brasilândia TEMA: Procedimento do Sistema do Bem Estar Social

Prefeitura Municipal de Nova Brasilândia TEMA: Procedimento do Sistema do Bem Estar Social Página 1 de 11 A CONTROLADORA GERAL DO MUNICÍPIO DE NOVA BRASILÂNDIA - MT, no uso de suas atribuições legais, com base no art. 2º, da Lei Municipal n.º 330 de 07 de Agosto de 2007, aprovado pelo Decreto

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELA SAE NO MÊS DE SETEMBRO DE 2008

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELA SAE NO MÊS DE SETEMBRO DE 2008 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELA SAE NO MÊS DE SETEMBRO DE 2008 Este relatório tem como finalidade apresentar a toda a comunidade araguarina e aos clientes da SAE as principais atividades realizadas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 027/2005

RESOLUÇÃO Nº 027/2005 RESOLUÇÃO Nº 027/2005 Fixa o currículo do Curso de Letras Habilitação em Língua Portuguesa, na modalidade Licenciatura, da Universidade do Estado do Amazonas. REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS

Leia mais

RELATO DA PRÁTICA INOVADORA NA ASSISTÊNCIA SOCIAL

RELATO DA PRÁTICA INOVADORA NA ASSISTÊNCIA SOCIAL RELATO DA PRÁTICA INOVADORA NA ASSISTÊNCIA SOCIAL 1. NOME DA PRÁTICA OU IDÉIA INOVADORA Projeto De Volta Pra Casa - Linha de Cuidado Aplicada à Assistência Social - Fortalecendo a Convivência Familiar

Leia mais

Projeto de Decreto. (Criar uma denominação/nome própria para o programa)

Projeto de Decreto. (Criar uma denominação/nome própria para o programa) Projeto de Decreto Dispõe sobre as atribuições e competência do Programa de Execução de Medidas Socioeducativas em Meio Aberto, atendendo à Resolução do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente,

Leia mais

ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL NO PROJETO VIVA A VIDA

ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL NO PROJETO VIVA A VIDA ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL NO PROJETO VIVA A VIDA Este documento se propõe a estabelecer normas de inserção e execução de estágio em Serviço Social no Projeto Viva a Vida, de acordo com a Resolução 533/2008

Leia mais

Articulação Intersetorial no cuidado às pessoas em situação de rua Telma Maranho- SNAS/MDS

Articulação Intersetorial no cuidado às pessoas em situação de rua Telma Maranho- SNAS/MDS I Seminário Nacional sobre Consultórios na Rua e Saúde Mental na Atenção Básica: novas tecnologias e desafios para a gestão do cuidado Articulação Intersetorial no cuidado às pessoas em situação de rua

Leia mais

O presente documento apresenta os resultados alcançados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial Senac-DF, no exercício de 2014.

O presente documento apresenta os resultados alcançados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial Senac-DF, no exercício de 2014. NOTAS EXPLICATIVAS O presente documento apresenta os resultados alcançados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial Senac-DF, no exercício de 2014. Nota 1 Conteúdo Operacional Senac, criado pelo

Leia mais

Presidência da República

Presidência da República Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 12.913, DE 18 DEZEMBRO DE 2013 (publicada no DOU de 19/12/13, Seção 1, página 19) Abre ao Orçamento Fiscal da União, em favor

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 07, de 1º de setembro de 2010.

RESOLUÇÃO Nº 07, de 1º de setembro de 2010. RESOLUÇÃO Nº 07, de 1º de setembro de 2010. Revoga a Resolução de nº 05, de 16 de junho de 2010, que define as atribuições do cargo de Pedagogo da rede municipal de ensino de Governador Valadares e as

Leia mais

DIALOGANDO COM O PLANO DE ENFRENTAMENTO AO CRACK E OUTRAS DROGAS. Departamento de Proteção Social Especial Juliana M.

DIALOGANDO COM O PLANO DE ENFRENTAMENTO AO CRACK E OUTRAS DROGAS. Departamento de Proteção Social Especial Juliana M. DIALOGANDO COM O PLANO DE ENFRENTAMENTO AO CRACK E OUTRAS DROGAS Departamento de Proteção Social Especial Juliana M. Fernandes Pereira Marcos importantes para o trabalho social com a questão das drogas

Leia mais

RESOLUÇÃO CEB Nº 3, DE 26 DE JUNHO DE 1998

RESOLUÇÃO CEB Nº 3, DE 26 DE JUNHO DE 1998 RESOLUÇÃO CEB Nº 3, DE 26 DE JUNHO DE 1998 Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio O Presidente da Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação, de conformidade

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA PROJETO DE LEI Nº 261/2014 Estima a receita e fixa a despesa do Estado para o exercício financeiro de 2015. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA, NO EXERCÍCIO DO CARGO DE GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA,

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO c TRIBUNAL DE JUSTIÇA Auditoria Administrativa de Controle Interno

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO c TRIBUNAL DE JUSTIÇA Auditoria Administrativa de Controle Interno Relatório de Auditoria Prestação de Contas Anual - FERMOJU 2012 página 1 ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO c TRIBUNAL DE JUSTIÇA Objeto: Prestação de Contas Anual Origem: Fundo Especial de Reaparelhamento

Leia mais

COSAN S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO CNPJ nº 50.746.577/0001-15 NIRE 35.300.177.045 Companhia Aberta

COSAN S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO CNPJ nº 50.746.577/0001-15 NIRE 35.300.177.045 Companhia Aberta COSAN S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO CNPJ nº 50.746.577/0001-15 NIRE 35.300.177.045 Companhia Aberta COSAN LOGISTICA S.A. CNPJ/MF 17.346.997/0001-39 NIRE 35.300.447.581 Companhia Aberta FATO RELEVANTE A COSAN

Leia mais