CURSOS DE FORMAÇÃO Curso para Peritos Qualificados no Sistema de Certificação Energética

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSOS DE FORMAÇÃO Curso para Peritos Qualificados no Sistema de Certificação Energética"

Transcrição

1 CURSOS DE FORMAÇÃO Curso para Peritos Qualificados no Sistema de Certificação Energética Módulo RSECE- Energia: Regulamento dos Sistemas Energéticos de Climatização em Edifícios No âmbito do desenvolvimento do seu centro de formação a Self Energy Innovation propõe-se executar em parceria com a Agência Municipal de Energia de Sintra (AMES) e a Faculdade de Engenharia da Universidade Católica Portuguesa (FE-UCP), um conjunto de acções de formações específicas relacionadas com a Certificação Energética, as Energias Renováveis e a Eco-eficiência, de modo a incrementar a utilização racional de energia instalada nos sectores dos serviços e indústria, objectivando o desenvolvimento qualificado e sustentável no Concelho de Sintra e consequentemente em Portugal. DATA DE REALIZAÇÃO: Formação: 13, 14, 15, 16, 17 e 18 de Outubro de 2008; Sessão de Esclarecimento de Dúvidas: 30 de Outubro; Avaliação: 31 de Outubro DATA LIMITE P/INSCRIÇÃO: 3 de Outubro HORÁRIO DA FORMAÇÃO: Pós-Laboral, das 18h30 às 22h00 à semana, e das 9h00 às 19h00 aos Sábados HORÁRIO DA AVALIAÇÃO: 18h30 ás 21h30 DURAÇÃO DO CURSO: 28 horas de formação + 3 horas de esclarecimento de dúvidas + 3 horas de avaliação LOCAL DE REALIZAÇÃO DO CURSO: Instalações da Faculdade de Eng. da Univ. Católica Portuguesa ENQUADRAMENTO: De acordo com o Decreto-Lei n.º 78/2006, o Sistema de Certificação Energética (SCE) e Qualidade do Ar Interior de Edifícios deverá ser apoiado por uma bolsa de Peritos Qualificados (PQ), especialistas nas várias vertentes do sistema: RCCTE (Regulamento das Características de Comportamento Térmico dos Edifícios); RSECE-Energia (Regulamento dos Sistemas Energéticos de Climatização em Edifícios); RSECE-Qualidade do Ar Interior (Regulamento dos Sistemas Energéticos de Climatização em Edifícios). Face a esta nova legislação, relativa à eficiência energética dos edifícios em Portugal, foram desenvolvidos Cursos de Formação de Peritos Qualificados (PQ) nas três vertentes (RCCTE, RSECE-Energia e RSECE- Qualidade do Ar Interior). Este curso de formação irá dotar os formandos de uma base sólida de conhecimentos teóricos e práticos essenciais para o exercício da actividade de projecto e de Perito Qualificado em RSECE - Energia, no âmbito do SCE, oferecendo ainda a inscrição gratuita no Workshop Edifícios Sustentáveis e Sistemas Solares Térmicos onde irão ser abordados os pressupostos e as técnicas associadas à construção de Edifícios Sustentáveis e à utilização de Recursos Solares, bem como casos práticos desenvolvidos e implementados em Portugal em edifícios habitacionais e de serviços. Acções de Formação - Certificação Energética, Arquitectura Bioclimática e Gestão da Energia 1

2 Cada acção de formação terá de incluir um módulo de Certificação Energética da responsabilidade exclusiva da ADENE Agência para a Energia ( OBJECTIVOS: Conferir conhecimentos teóricos e práticos que permitam uma eficaz formação dos peritos qualificados que vão proceder à certificação energética em edifícios, no que respeita à aplicação do Regulamento dos Sistemas Energéticos de Climatização nos Edifícios (RSECE). PÚBLICO-ALVO E PRÉ-REQUISITOS: - Para o exercício da actividade de responsável pelo projecto e pela demonstração do cumprimento das exigências decorrentes do Regulamento dos Sistemas Energéticos de Climatização em Edifícios (RSECE), vertente projecto, nas áreas de energia : - Especialistas em Engenharia de Climatização, Engenheiros Mecânicos, Engenheiros Electrotécnicos e Engenheiros de outras especialidades reconhecidas pela Ordem dos Engenheiros, com base na análise curricular. - Engenheiros Técnicos de especialidades de Engenharia Mecânica, de Engenharia de Energia e Sistemas de Potência e Engenheiros Técnicos de outras especialidades, com qualificações reconhecidas pelas ANET, tendo em conta a análise curricular. - Para o exercício da actividade como Perito Qualificado: - Os mesmos requisitos acima referidos e que detenham pelo menos 5 anos de experiência. Nota: O módulo poderá ser frequentado por formandos que eventualmente não cumpram algum dos requisitos de acesso para Peritos Qualificados (por exemplo, tempo de experiência profissional). Nestes casos, não farão o exame final, nem o módulo de Certificação. CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS: 1. Introdução ao novo RSECE 2 Horas 1.1. Apresentação da nova filosofia regulamentar 1.2. Âmbito de aplicação e objectivos 1.3. Requisitos energéticos 1.4. Procedimentos legais e administrativos 1.5. Responsabilidades, licenciamento e projecto 2. Edifícios Novos Parte A 5 Horas 2.1. Metodologia de aplicação energética Síntese metodológica de aplicação Requisitos Energéticos Requisitos de Conforto Térmico 2.2. Cálculo dos IEE Cálculo simplificado Cálculo Detalhado Exemplos de Cálculo 2.3. Requisitos da QAI no projecto Qualidade de Ar nos Edifícios Requisitos de Verificação no Projecto Impacto dos sistemas AVAC na QAI 2.4. Projecto, instalação e recepção dos sistemas energéticos 3. Edifícios Existentes Parte A 3,5 Horas 3.1. Metodologia de aplicação energética Síntese metodológica da aplicação Requisitos Energéticos Requisitos da Qualidade do Ar Exterior 3.2. Auditorias energéticas a edifícios existentes Metodologia da Auditoria Energética Verificação de parâmetros Reais e Nominais Exemplo de auditoria FORMADORES Luis Coelho Acções de Formação - Certificação Energética, Arquitectura Bioclimática e Gestão da Energia 2

3 3. Edifícios Existentes Parte B 3,5 Horas 3.3. Manutenção dos Sistemas de Climatização nos Edifícios Manutenção de Sistemas Projecto, organização e Controle de Qualidade da Manutenção Inspecções de Caldeiras e Sistemas de Ar Condicionado 4. Apontamentos sobre o RCCTE 3,5 Horas 4.1. Requisitos Mínimos 4.2. Cálculo do Nic e do Nvc 2. Edifícios Novos Parte C 2 Horas 2.5. Métodos de Simulação Dinâmica Programas de Cálculo Detalhado de Cargas Térmicas Requisitos para a sua utilização Dados Climáticos Fernando Brito / Luís Coelho 5. Software de Aplicação Parte A 1,5 Horas Caso com VisualDOE 5. Software de aplicação Parte B 7 Horas 5.1. Método de Cálculo STE 5.2. Apresentação do programa STE 5.3. Estudo de casos práticos Caso com STE Caso com HAP ou TRACE Luís Coelho / José Lopes 6. Sessão de esclarecimento de dúvidas 3 Horas 7. Avaliação (Exame) 3 Horas Nota: A avaliação Compreende um trabalho individual de desenvolvimento e um exame. O trabalho terá de ser entregue até ao dia do exame. CERTIFICAÇÃO: Após a conclusão do módulo com sucesso, os formandos interessados na certificação de Perito Qualificado devem realizar o módulo Certificação RSECE, da responsabilidade exclusiva da ADENE. Nº DE INSCRIÇÕES DISPONÍVEIS: 25 INSCRIÇÕES: Custo da Inscrição Individual: 875,00 ( 787,50 c/ desconto*) Custo da Inscrição Individual sem avaliação: 700,00 ( 630,00 c/ desconto*) *desconto: no valor de 10% para alunos da FE-UCP ou ex-alunos, associados AMES, entidades com mais de 2 inscrições efectivadas, e participantes inscritos noutra acção de formação. Inclui: Documentação e suportes de informação da formação, Certificado de participação e aprovação (se efectivada) e coffee-breaks. Aquisição de Programas Informáticos: Programa informático Solterm 5 (edição INETI): 157,30 Programa Informático RCCTE-STE 2007 (Edição INETI): 235,95 Nota: Aconselha-se a aquisição do software para os cursos de RCCTE e RSECE-Energia (a efectuar aquado do preenchimento da ficha de inscrição) Todos Todos Acções de Formação - Certificação Energética, Arquitectura Bioclimática e Gestão da Energia 3

4 Formas de Pagamento: - Cheque à ordem de: Self Energy Inovation, Lda. - Transferências Bancárias para o NIB: Candidatura: Download da ficha de inscrição (FICHA INSCRIÇÃO PERITO) e respectivo envio para ou para a morada indicada abaixo, juntamente com a documentação necessária indicada no ponto seguinte e o pagamento (ou comprovativo no caso de transferência bancária). Documentação Necessária Obrigatória: - Fotocópia ou digitalização do BI; - Fotocópia ou digitalização do Cartão de Contribuinte; - Curriculum Vitae - Foto (formato digital) Documentação Necessária para validar desconto de 10% - Fotocópia do cartão de estudante ou outro comprovativo de frequência de cursos da FE-UCP; - ou indicação do estatuto de associado da AMES; - ou fotocópia do certificado de participação noutra formação Self Energy Innovation Local para Informações, inscrição e envio do pagamento (ou comprovativo) e documentação Self Energy Innovation Incubadora de Empresas da Univ. de Aveiro Ed.1 Campus Universitário de Santiago Aveiro Telf: Fax: Resp. Formação Eng. Ricardo Silva Tlm: Notas: - O curso só se realizará caso exista um número mínimo de 15 formandos inscritos. - A inscrição só será efectivada após recepção, por parte da Self Energy Innovation, da ficha de inscrição, do pagamento (e comprovativo no caso de trasferências bancárias), e da documentação necessária acima enunciados. - Os descontos não são cumulativos. Acções de Formação - Certificação Energética, Arquitectura Bioclimática e Gestão da Energia 4

5 - NOTAS SOBRE OS FORMADORES - Fernandes, Engº. Professor Adjunto na ESTSetúbal/IPS, com Doutoramento em Engenharia Mecânica pela FEUP. Membro da Ordem dos Engenheiros. Perito Qualificado em RCCTE, RSECEE e RSECE-QAI, formado pelo Curso de Formação de Formadores do SCE. [RCCTE, RSECE-E e RSECE-QAI] Luís Coelho, Engº. Professor Adjunto Equiparado na ESTSetúbal/IPS, com Doutoramento em Engenharia Mecânica pelo IST. Membro da Ordem dos Engenheiros. Perito Qualificado em RSECEE, formado pelo Curso de Formação de Formadores do SCE. [RCCTE, RSECE-E] José Lopes, Engº. Assistente Equiparado na ESTSetúbal/IPS, com Mestrado em Engenharia Mecânica. Membro da Ordem dos Engenheiros. Formador RSECE Energia, formado pelo Curso de Formação de Formadores do SCE (Sistema de Certificação Energética). [RSECE-E] Fernando Brito, Engº Engenheiro Mecânico. Presidente da APIRAC. Actividade de Projecto, Instalação e Fiscalização de Instalações de Climatização. Membro da Subcomissão que elaborou a actual Regulamentação Térmica. Membro da Comissão de Refrigeração e Ar Condicionado do Instituto do Ambiente no âmbito do DL nº 152/2005. Membro da Comissão Tripartida de Ar Condicionado e Qualidade do Ar Interior do Sistema de certificação Energética no âmbito do DL nº 79/2006. Perito Qualificado RSECE-E e RSECE-QAI. [RSECE-E] Acções de Formação - Certificação Energética, Arquitectura Bioclimática e Gestão da Energia 5

CURSOS DE FORMAÇÃO - Eficiência Energética em Edifícios -

CURSOS DE FORMAÇÃO - Eficiência Energética em Edifícios - CURSOS DE FORMAÇÃO - Eficiência Energética em Edifícios - No âmbito do desenvolvimento do seu centro de formação a Self Energy Innovation propõe-se executar em parceria com a Agência Municipal de Energia

Leia mais

CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA (nova edição)

CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA (nova edição) CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA (nova edição) MÓDULO RCCTE OBJECTIVOS Formação de peritos qualificados no âmbito da Certificação Energética de Edifícios no que respeita à aplicação do novo Regulamento das Características

Leia mais

Plano de Formação 2009

Plano de Formação 2009 ENQUADRAMENTO Com a portaria nº 461/2007 de 5 de Junho, o sistema de certificação energética e da qualidade do ar interior nos edifícios (SCE) ganhou um novo impulso, ficando abrangidos pela certificação

Leia mais

ANEXO: PROGRAMA DO CURSO 1º Módulo: Fundamentos de Térmica de Edifícios FTE

ANEXO: PROGRAMA DO CURSO 1º Módulo: Fundamentos de Térmica de Edifícios FTE ANEXO: PROGRAMA DO CURSO 1º Módulo: Fundamentos de Térmica de Edifícios FTE 1. O BALANÇO ENERGÉTICO NOS EDIFÍCIOS (1,0 H.) 1.1. Condução através da envolvente; 1.2. Renovação de ar; 1.3. Ganhos Internos;

Leia mais

Workshop Soluções energeticamente eficientes em edifícios públicos Portalegre, 14 de Abril de 2010

Workshop Soluções energeticamente eficientes em edifícios públicos Portalegre, 14 de Abril de 2010 Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) Workshop Soluções energeticamente eficientes em edifícios públicos Portalegre, 14 de Abril de 2010 Sistema

Leia mais

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE)

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) Ponto de situação sobre a gestão e implementação 7ªs Jornadas de Climatização Ordem dos Engenheiros, 8 Novembro

Leia mais

-!' Protocolo \i \~~ Associação Nacional dos Engenheiros Técnicos, adiante designada por ANET, com sede em Lisboa,

-!' Protocolo \i \~~ Associação Nacional dos Engenheiros Técnicos, adiante designada por ANET, com sede em Lisboa, Protocolo \i \ Entre: / Primeiros: Direcção Geral de Geologia e Energia, adiante designada por OGGE, com sede em Lisboa, na Avenida 5 de Outubro, n.o 87-1069-039 Lisboa, representada pelo Or. Miguel Barreto,

Leia mais

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) Sistema de Certificação Energética - Geral

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) Sistema de Certificação Energética - Geral Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) Sistema de Certificação Energética e de QAI Transposição da Directiva Comunitária Regulamentação dos edifícios

Leia mais

Sistema de Certificação Energética e de QAI

Sistema de Certificação Energética e de QAI Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios Outubro 2007 Sistema de Certificação Energética e de QAI Contexto nacional energético e ambiental Transposição da

Leia mais

Projetista de REH/RECS

Projetista de REH/RECS Projetista de REH/RECS Enquadramento: A certificação energética tem vindo a inserir-se no quotidiano de forma progressiva, tendo-se integrado por completo a 1 de Janeiro de 2009. Assim, com o crescente

Leia mais

Cumprir Quioto é um desafio a ganhar

Cumprir Quioto é um desafio a ganhar Cumprir Quioto é um desafio a ganhar 90 Emissões de GEE e compromissos 2008-2012 em Portugal Emissões de GEE (Mt de CO 2) 75 60 45 30 15 +27% 0 1990 1995 2000 2005 2010 2015 Emissão de GEE Meta Quioto

Leia mais

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR Nº CER 1234567/2007 CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR TIPO DE EDIFÍCIO: EDIFÍCIO DE SERVIÇOS Morada / Situação: Localidade Concelho Data de emissão do certificado Nome

Leia mais

PROPOSTA. 1. Introdução. Com base nos textos legais:

PROPOSTA. 1. Introdução. Com base nos textos legais: RESPONSABILIDADES DOS PROJECTISTAS DE INSTALAÇÕES, EQUIPAMENTOS E SISTEMAS DE AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO VERSUS RESPONSABILIDADES DOS PERITOS QUALIFICADOS NO ÂMBITO DO SCE (SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO

Leia mais

Eficiência e Certificação Energética de Edifícios em Portugal

Eficiência e Certificação Energética de Edifícios em Portugal Eficiência e Certificação Energética de Edifícios em Portugal DATAS A definir (assim que seja atingido o número mínimo de inscrições) HORÁRIO Sábado, das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 DURAÇÃO 8 horas

Leia mais

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE)

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) Aplicação da nova legislação aos edifícios existentes 8ªs Jornadas de Climatização Ordem dos Engenheiros, 15

Leia mais

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios. Janeiro/Fevereiro 2008

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios. Janeiro/Fevereiro 2008 Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios Janeiro/Fevereiro 2008 Sistema de Certificação Energética e de QAI Contexto nacional energético e ambiental Transposição

Leia mais

O Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios, SCE

O Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios, SCE O Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios, SCE O setor dos edifícios, em Portugal, é responsável pelo consumo de aproximadamente 30% da energia final consumida.

Leia mais

O palácio de Belém Um exemplo pioneiro

O palácio de Belém Um exemplo pioneiro O palácio de Belém Um exemplo pioneiro Workshop - TIC e Eficiência Energética: O Estado deve dar o exemplo Teresa Ponce de Leão 23 de Junho de 2010 Extracto do relatório 2009 O processo que conduziu à

Leia mais

2. O Artigo 7.º do DL 78/20006, Exercício da função de perito qualificado, estabelece:

2. O Artigo 7.º do DL 78/20006, Exercício da função de perito qualificado, estabelece: Assunto: SCE Certificação de Competências 1. O Decreto Lei n.º 78/2006, de 4 de Abril, transpõe parcialmente para a ordem jurídica nacional a directiva n.º 2002/91/CE, do parlamento Europeu e do Conselho,

Leia mais

Certificação energética dos edifícios existentes

Certificação energética dos edifícios existentes Certificação energética dos edifícios existentes Metodologias simplificadas, vantagens, dificuldades e inconvenientes Helder Gonçalves e Laura Aelenei 8ª Jornadas de Climatização Lisboa, 15 de Outubro

Leia mais

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR Nº CER 1234567/2007 CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE TIPO DE EDIFÍCIO: EDIFÍCIO HABITAÇÃO UNIFAMILIAR / FRACÇÃO AUTÓNOMA DE EDIF. MULTIFAMILIAR Morada / Situação: Localidade Freguesia

Leia mais

Contabilidade Finanças para Não Financeiros

Contabilidade Finanças para Não Financeiros Contabilidade Finanças para Não Financeiros DATAS A definir (assim que seja atingido o número mínimo de inscrições) HORÁRIO Pós-Laboral, à 2ª, 3ª e 5ª, das 19h00 às 23h00 ou Sábado, das 9h30 às 13h00 e

Leia mais

PRINCIPAL REGULAMENTAÇÃO EXISTENTE E SUA IMPLEMENTAÇÃO A NÍVEL EUROPEU CAPÍTULO 3

PRINCIPAL REGULAMENTAÇÃO EXISTENTE E SUA IMPLEMENTAÇÃO A NÍVEL EUROPEU CAPÍTULO 3 PRINCIPAL REGULAMENTAÇÃO EXISTENTE E SUA IMPLEMENTAÇÃO A NÍVEL EUROPEU CAPÍTULO 3 PRINCIPAL REGULAMENTAÇÃO EXISTENTE E SUA IMPLEMENTAÇÃO A NÍVEL EUROPEU 19 CAPÍTULO 3 ÍNDICE 3. PRINCIPAL REGULAMENTAÇÃO

Leia mais

APRESENTAÇÃO DOS PROJETOS DE ENGENHARIA DAS ESPECIALIDADES E OUTROS ESTUDOS

APRESENTAÇÃO DOS PROJETOS DE ENGENHARIA DAS ESPECIALIDADES E OUTROS ESTUDOS Registo n.º Data / / O Funcionário APRESENTAÇÃO DOS PROJETOS DE ENGENHARIA DAS ESPECIALIDADES E OUTROS ESTUDOS artº. 20º, nº. 4 do Decreto-Lei nº. 555/99, de 16 de Dezembro, na redação do Decreto-Lei nº.

Leia mais

DECRETO N.º 162/XII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1.

DECRETO N.º 162/XII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1. DECRETO N.º 162/XII Aprova os requisitos de acesso e de exercício da atividade de perito qualificado para a certificação energética e de técnico de instalação e manutenção de edifícios e sistemas, conformando-o

Leia mais

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios SCE Sistema Nacional de Certificação Energética e Qualidade do Ar Interior DL 78/2006 Sistema Nacional de Certificação

Leia mais

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) Sistema de Certificação Energética - Geral

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) Sistema de Certificação Energética - Geral Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) Sistema de Certificação Energética e de QAI Contexto nacional energético e ambiental Transposição da Directiva

Leia mais

Sistema Nacional de Certificação Energética de Edifícios (SCE) Paulo Santos / ADENE PORTUGAL

Sistema Nacional de Certificação Energética de Edifícios (SCE) Paulo Santos / ADENE PORTUGAL Sistema Nacional de Certificação Energética de Edifícios (SCE) Paulo Santos / ADENE PORTUGAL Inmetro, Brasil, 14 e 15 de Maio 2012 ÍNDICE ADENE - Apresentação Enquadramento e introdução ao SCE Formação

Leia mais

Guia Prático do Certificado Energético da Habitação

Guia Prático do Certificado Energético da Habitação Guia Prático do Certificado Energético da Habitação Fonte: ADENE O QUE É UM CERTIFICADO ENERGÉTICO? Um Certificado Energético (CE) de um edifício ou fracção autónoma é o documento emitido no âmbito do

Leia mais

CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR NOS EDIFÍCIOS

CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR NOS EDIFÍCIOS CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR NOS EDIFÍCIOS Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) Sistema de Certificação Energética e de

Leia mais

Sessão de Divulgação: Avisos QREN Eficiência Energética em PME e IPSS Local: Auditório do NERGA - Guarda

Sessão de Divulgação: Avisos QREN Eficiência Energética em PME e IPSS Local: Auditório do NERGA - Guarda Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) Sessão de Divulgação: Avisos QREN Eficiência Energética em PME e IPSS Local: Auditório do NERGA - Guarda DATA

Leia mais

Ernesto F. Peixeiro Ramos, ANPQ

Ernesto F. Peixeiro Ramos, ANPQ Ernesto F. Peixeiro Ramos, ANPQ UTILIZAÇÃO DE ENERGIA A utilização de energia no mundo 53% até 2035 (base 2008) aumentará A utilização de energia na China vai duplicar nos próximos 10 anos O contínuo aumento

Leia mais

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE)

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) Sistema de Certificação Energética e de QAI Certificados Energéticos e de QAI Processo de certificação Balanço

Leia mais

Sistemas Solar Fotovoltaicos (Projectista)

Sistemas Solar Fotovoltaicos (Projectista) Sistemas Solar Fotovoltaicos (Projectista) DATAS A definir (assim que seja atingido o número mínimo de inscrições) HORÁRIO Pós-Laboral, à 2ª e 4ª, das 19h00 às 23h00 ou Sábado, das 9h00 às 13h00 e das

Leia mais

Folha de Cálculo (Excel)

Folha de Cálculo (Excel) Folha de Cálculo (Excel) DATAS A definir (assim que seja atingido o número mínimo de inscrições) HORÁRIO Pós-Laboral, à 2ª, 3ª e 5ª, das 19h00 às 23h00 ou Sábado, das 9h00 às 13h00 e das 14h30 às 17h30

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO

FICHA TÉCNICA DO CURSO FICHA TÉCNICA DO CURSO ACÚSTICA DE EDIFÍCIOS EDIÇÃO Nº01/2015 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO ACÚSTICA DE EDIFÍCIOS 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER - Saber dotar um edifício de boas condições de conforto acústico,

Leia mais

7. Jornadas de Climatização

7. Jornadas de Climatização 7. Jornad de Climatização As qualificações exigid para os Técnicos de Manutenção e Responsáveis pelo Funcionamento Fernando Brito 8 de Novembro de 2007 Introdução O que diz o Regulamento: Artº 19 Condução

Leia mais

REGULAMENTO DA BOLSA DE AUDITORES

REGULAMENTO DA BOLSA DE AUDITORES Preâmbulo Tendo por objecto a salvaguarda da qualidade das auditorias executadas sobre actividades ou exercício farmacêuticos, a Ordem dos Farmacêuticos veio criar o presente regulamento da Bolsa de Auditores.

Leia mais

VIII SIMPÓSIO LUSO ALEMÃO DE ENERGIAS RENOVÁVEIS FOTOVOLTAICO Energia solar nos edifícios

VIII SIMPÓSIO LUSO ALEMÃO DE ENERGIAS RENOVÁVEIS FOTOVOLTAICO Energia solar nos edifícios VIII SIMPÓSIO LUSO ALEMÃO DE ENERGIAS RENOVÁVEIS FOTOVOLTAICO Energia solar nos edifícios Sheraton Lisboa Hotel & Spa, na sala White Plains Lisboa, 25 de Outubro de 2011 ADENE Agência para a Energia Rui

Leia mais

Assunto: Seminário no âmbito do Mês da Energia Microgeração e Eficiência Energética.

Assunto: Seminário no âmbito do Mês da Energia Microgeração e Eficiência Energética. Diversos Circular n.º 68/2007 21 de Maio de 2007 Assunto: Seminário no âmbito do Mês da Energia Microgeração e Eficiência Energética. Caro Associado: No âmbito das actividades do Mês da Energia, promovidas

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO/MASTER EXECUTIVO 2012/2013. Organização: IPA Instituto Superior Autónomo de Estudos Politécnicos

PÓS-GRADUAÇÃO/MASTER EXECUTIVO 2012/2013. Organização: IPA Instituto Superior Autónomo de Estudos Politécnicos PÓS-GRADUAÇÃO/MASTER EXECUTIVO 2012/2013 Organização: IPA Instituto Superior Autónomo de Estudos Politécnicos Início e Duração do Curso: Outubro de 2012 a Julho de 2013 2 semestres (300 horas - 60 ECTS)

Leia mais

http://www.anacom.pt/template15.jsp?categoryid=139162

http://www.anacom.pt/template15.jsp?categoryid=139162 http://www.anacom.pt/template15.jsp?categoryid=139162 Guia para Designação de Entidades Formadoras ICP - ANACOM, 1ª edição Janeiro de 2005 ÍNDICE 1 ENQUADRAMENTO...4 2 REQUISITOS DE DESIGNAÇÃO...4 2.1

Leia mais

SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA. arlindo.louro@iep.pt

SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA. arlindo.louro@iep.pt SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA arlindo.louro@iep.pt Instalações instituto electrotécnico português Matosinhos Rua de S. Gens, 3717 4460-409 Senhora da Hora Tel.: 229570000/15 Fax: 229530594 e-mail:com@iep.pt

Leia mais

GUIA PARA A FORMAÇÃO DE ENTIDADES A CREDENCIAR NO ÂMBITO DA SCIE

GUIA PARA A FORMAÇÃO DE ENTIDADES A CREDENCIAR NO ÂMBITO DA SCIE GUIA PARA A FORMAÇÃO DE ENTIDADES A CREDENCIAR NO ÂMBITO DA SCIE 1/17 Índice 1. Introdução... 3 2. Formação... 4 2.1 Objectivos gerais do curso... 4 2.2. Conteúdos programáticos... 4 2.3. Equipa formativa...

Leia mais

Candidatura 2010 ENERGIA. Utilização racional de energia e eficiência energético - ambiental em equipamentos colectivos IPSS e ADUP

Candidatura 2010 ENERGIA. Utilização racional de energia e eficiência energético - ambiental em equipamentos colectivos IPSS e ADUP Candidatura 2010 ENERGIA Utilização racional de energia e eficiência energético - ambiental em equipamentos colectivos IPSS e ADUP ÍNDICE: 1. ENQUADRAMENTO 2. EIXO 2 APOIO AS ENERGIAS RENOVÁVEIS 3. OBJECTIVOS

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM Dr. José Timóteo Montalvão Machado

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM Dr. José Timóteo Montalvão Machado Regulamento para Atribuição do Título de Especialista na Escola Superior de Enfermagem Artigo 1º Objecto e âmbito 1. O Presente Regulamento titula as normas jurídicas aplicáveis ao procedimento de atribuição

Leia mais

SEMINÁRIO FACHADAS ENERGETICAMENTE EFICIENTES: CONTRIBUIÇÃO DOS ETICS/ARGAMASSAS TÉRMICAS FACHADAS EFICIENTES NO DESEMPENHO ENERGÉTICO DE EDIFÍCIOS

SEMINÁRIO FACHADAS ENERGETICAMENTE EFICIENTES: CONTRIBUIÇÃO DOS ETICS/ARGAMASSAS TÉRMICAS FACHADAS EFICIENTES NO DESEMPENHO ENERGÉTICO DE EDIFÍCIOS SEMINÁRIO FACHADAS ENERGETICAMENTE EFICIENTES: CONTRIBUIÇÃO DOS ETICS/ARGAMASSAS TÉRMICAS FACHADAS EFICIENTES NO DESEMPENHO ENERGÉTICO DE EDIFÍCIOS LISBOA, 10 DE MAIO DE 2012 ADENE Agencia para a Energia

Leia mais

Auditorias a Sistemas de Gestão da Qualidade ISO 9001 : 2008

Auditorias a Sistemas de Gestão da Qualidade ISO 9001 : 2008 Auditorias a Sistemas de Gestão da Qualidade ISO 9001 : 2008 DATAS A definir (assim que seja atingido o número mínimo de inscrições) HORÁRIO Pós-Laboral, à 2ª, 3ª e 5ª, das 19h00 às 23h00 ou Sábado, das

Leia mais

SESSÃO TÉCNICA SOBRE O VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NOS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

SESSÃO TÉCNICA SOBRE O VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NOS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS SI À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO SI À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME SESSÃO TÉCNICA SOBRE O VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NOS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Data: 13 de Outubro

Leia mais

CERTIFICADOS DE APTIDÃO PROFISSIONAL (CAP) PARA:

CERTIFICADOS DE APTIDÃO PROFISSIONAL (CAP) PARA: CIRCULAR DE INFORMAÇÃO AERONÁUTICA PORTUGAL INSTITUTO NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL TELEFONE 218423502 INFORMAÇÃO AERONÁUTICA AFTN - LPPTYAYI AEROPORTO DA PORTELA 14/06 TELEX 12120 - AERCIV P 1749-034 LISBOA

Leia mais

Circular nº 24/2015. Lei nº. 41/2015, de 3 de Junho. 17 de Junho 2015. Caros Associados,

Circular nº 24/2015. Lei nº. 41/2015, de 3 de Junho. 17 de Junho 2015. Caros Associados, Circular nº 24/2015 17 de Junho 2015 Assunto: Lei nº. 41/2015, de 3 de Junho. Caros Associados, 1. Foi publicado no Diário da República, 1ª. Série, nº. 107, de 3 de Junho de 2015, a Lei nº. 41/2015, de

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada(s) Cristina Cota Sequeira e Rua Maluda nº 10 3º Dtº, 1750-465 Lisboa, Portugal Telefone(s) 217931889 Telemóvel: 962835470

Leia mais

CURSO JARDINS DE COBERTURA E JARDINS VERTICAIS

CURSO JARDINS DE COBERTURA E JARDINS VERTICAIS CURSO JARDINS DE COBERTURA E JARDINS VERTICAIS 28 e 29 de Março de 2012 FARO Inscreva-se até ao dia 10 de Fevereiro e usufrua de 15% de desconto CONTACTOS PARA INSCRIÇÕES: 218 806 148 cursosjarquitecturas@about.pt

Leia mais

Damos valor à sua energia

Damos valor à sua energia Damos valor à sua energia Invista em energias renováveis e eficiência energética e comece a poupar naturalmente. Energia O futuro do planeta está cada vez mais nas nossas mãos e a forma como obtemos e

Leia mais

HISTÓRICO DE REVISÕES REVISÃO DATA SÍNTESE DA REVISÃO

HISTÓRICO DE REVISÕES REVISÃO DATA SÍNTESE DA REVISÃO HISTÓRICO DE REVISÕES REVISÃO DATA SÍNTESE DA REVISÃO ELABORAÇÃO ASSINATURA APROVAÇÃO ASSINATURA ÍNDICE CAPÍTULO 1. POLÍTICA E ESTRATÉGIA/ÂMBITO... 3 1.1 POLÍTICA E ESTRATÉGIA DA ENTIDADE... 3 1.2 OBJECTIVO

Leia mais

BOLSAS DE FINANCIAMENTO A PROJECTOS DE APOIO A DOENTES REGULAMENTO. Artigo 1º (Objecto)

BOLSAS DE FINANCIAMENTO A PROJECTOS DE APOIO A DOENTES REGULAMENTO. Artigo 1º (Objecto) BOLSAS DE FINANCIAMENTO A PROJECTOS DE APOIO A DOENTES REGULAMENTO Artigo 1º (Objecto) 1. A ROCHE concederá 5 Bolsas a projectos que visem a dinamização de iniciativas por parte das Associações de Doentes

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA INFORMÁTICA, DA FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO PREÂMBULO

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA INFORMÁTICA, DA FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO PREÂMBULO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA INFORMÁTICA, DA FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO PREÂMBULO No cumprimento da sua missão, a FEUP tem desenvolvido uma significativa

Leia mais

Gestão de Equipas no Ramo Imobiliário

Gestão de Equipas no Ramo Imobiliário Gestão de Equipas no Ramo Imobiliário DATAS A definir (após atingirmos o número mínimo de inscrições) HORÁRIO Pós-Laboral, à 2ª, 3ª e 5ª, das 19h00 às 23h00 ou Sábado, das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às

Leia mais

REGULAMENTO PARA A GESTÃO DE CARREIRAS DO PESSOAL NÃO DOCENTE CONTRATADO NO ÂMBITO DO CÓDIGO DO TRABALHO DA UNIVERSIDADE DO. Capítulo I.

REGULAMENTO PARA A GESTÃO DE CARREIRAS DO PESSOAL NÃO DOCENTE CONTRATADO NO ÂMBITO DO CÓDIGO DO TRABALHO DA UNIVERSIDADE DO. Capítulo I. Regulamentos REGULAMENTO PARA A GESTÃO DE CARREIRAS DO PESSOAL NÃO DOCENTE CONTRATADO NO ÂMBITO DO CÓDIGO DO TRABALHO DA UNIVERSIDADE DO PORTO Aprovado pelo Conselho de Gestão na sua reunião de 2011.01.20

Leia mais

Eficiência energética e Certificação no contexto da Reabilitação: barreiras, oportunidades e experiências

Eficiência energética e Certificação no contexto da Reabilitação: barreiras, oportunidades e experiências WORKSHOP Eficiência energética e Certificação no contexto da Reabilitação: barreiras, oportunidades e experiências Os desafios... Como identificar e dar a conhecer aos proprietários as oportunidades de

Leia mais

PowerPoint. Sábado, das 9h30 às 13h00 e das 14h30 às 18h00 (no último dia termina às 17h00)

PowerPoint. Sábado, das 9h30 às 13h00 e das 14h30 às 18h00 (no último dia termina às 17h00) PowerPoint DATAS A definir (assim que seja atingido o número mínimo de inscrições) HORÁRIO Pós-Laboral, à 2ª, 3ª e 5ª, das 19h00 às 23h00 ou Sábado, das 9h30 às 13h00 e das 14h30 às 18h00 (no último dia

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA programa de apoio às pessoas colectivas de direito privado sem fins lucrativos do município de santa maria da feira

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA programa de apoio às pessoas colectivas de direito privado sem fins lucrativos do município de santa maria da feira FORMULÁRIO DE CANDIDATURA programa de apoio às pessoas colectivas de direito privado sem fins lucrativos do município de santa maria da feira FORMULÁRIO DE CANDIDATURA PROGRAMA DE APOIO ÀS PESSOAS COLECTIVAS

Leia mais

AVISO (20/GAOA/2015)

AVISO (20/GAOA/2015) AVISO (20/GAOA/2015) Humberto Fernando Leão Pacheco de Brito, Presidente da Câmara Municipal de Paços de Ferreira, submete a consulta pública, para recolha de sugestões, por um período de 30 dias, a contar

Leia mais

Ar Interior em Edifícios Qualidade do Ar Interior. Dília Jardim MUNICÍPIOS E CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA DE EDIFÍCIOS 18 de Junho de 2009

Ar Interior em Edifícios Qualidade do Ar Interior. Dília Jardim MUNICÍPIOS E CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA DE EDIFÍCIOS 18 de Junho de 2009 Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior em Edifícios Qualidade do Ar Interior Dília Jardim MUNICÍPIOS E CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA DE EDIFÍCIOS 18 de Junho de 2009 Qualidade do Ar Fontes de

Leia mais

EXECUÇÃO DE TRABALHOS DE DEMOLIÇÃO, ESCAVAÇÃO E CONTENÇÃO PERIFÉRICA

EXECUÇÃO DE TRABALHOS DE DEMOLIÇÃO, ESCAVAÇÃO E CONTENÇÃO PERIFÉRICA Registo nº. Exmº. Sr. Presidente da Câmara Municipal de Cascais Data: / / O Funcionário EXECUÇÃO DE TRABALHOS DE DEMOLIÇÃO, ESCAVAÇÃO E CONTENÇÃO PERIFÉRICA IDENTIFICAÇÃO DO REQUERENTE (Preencher com letra

Leia mais

FORMAÇÃO AVANÇADA: GESTÃO, DIRECÇÃO E FISCALIZAÇÃO DE OBRAS

FORMAÇÃO AVANÇADA: GESTÃO, DIRECÇÃO E FISCALIZAÇÃO DE OBRAS 1 FUNDAMENTAÇÃO Numa altura em que as empresas de construção se debatem com uma elevada concorrência de mercado que leva à apresentação em fase de concurso com preços anormalmente baixos, necessitam de

Leia mais

Métodos de Avaliação Imobiliária

Métodos de Avaliação Imobiliária Métodos de Avaliação Imobiliária DATAS Ver cronograma (sujeitas a eventuais alterações). HORÁRIO Pós-Laboral, das 19h00 às 23h00 DURAÇÃO 30 Horas LOCALIZAÇÃO Instalações da AS Formação Urbanização CHAVE,

Leia mais

NOVO REGULAMENTO DO CONCURSO APLIKA SIKA 2016 VERSÃO SIMPLIFICADA 16/06/2016

NOVO REGULAMENTO DO CONCURSO APLIKA SIKA 2016 VERSÃO SIMPLIFICADA 16/06/2016 NOVO REGULAMENTO DO CONCURSO APLIKA SIKA 2016 VERSÃO SIMPLIFICADA 16/06/2016 1. O concurso APLIKA SIKA 2016 é uma iniciativa da Sika Portugal direccionada ao mercado dos aplicadores profissionais de pequena/média

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO FISCALIZAÇÃO DE OBRA FERRAMENTAS E METODOLOGIAS

FICHA TÉCNICA DO CURSO FISCALIZAÇÃO DE OBRA FERRAMENTAS E METODOLOGIAS FICHA TÉCNICA DO CURSO FISCALIZAÇÃO DE OBRA FERRAMENTAS E METODOLOGIAS EDIÇÃO Nº1/2013 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO Fiscalização de obra ferramentas e metodologias 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER A construção

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO A BOLSAS DE QUALIFICAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO ARTÍSTICA 2016. Preâmbulo

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO A BOLSAS DE QUALIFICAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO ARTÍSTICA 2016. Preâmbulo REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO A BOLSAS DE QUALIFICAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO ARTÍSTICA 2016 Preâmbulo O departamento de Acção Cultural da Fundação GDA, através do programa de Apoio a Bolsas de Qualificação

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA ENGENHEIRO CARLOS RODRIGUES, BLOCO N.º 4, 1º D Localidade ÁGUEDA

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA ENGENHEIRO CARLOS RODRIGUES, BLOCO N.º 4, 1º D Localidade ÁGUEDA Válido até 16/01/2025 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA ENGENHEIRO CARLOS RODRIGUES, BLOCO N.º 4, 1º D Localidade ÁGUEDA Freguesia ÁGUEDA E BORRALHA Concelho AGUEDA GPS 40.577121, -8.439516 IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ANQIP ETA 0702 ELABORADA POR: SECRETARIADO TÉCNICO CTA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ANQIP ETA 0702 ELABORADA POR: SECRETARIADO TÉCNICO CTA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ANQIP ETA 0702 CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE APROVEITAMENTO DE ÁGUAS PLUVIAIS ELABORADA POR: SECRETARIADO TÉCNICO CTA VALIDADE: DE 23 / 01 / 2009 A 23 / 01 /2014 OBS: 0. INTRODUÇÃO

Leia mais

CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA DE EDIFÍCIOS REABILITADSOS

CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA DE EDIFÍCIOS REABILITADSOS CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA DE EDIFÍCIOS REABILITADSOS Vasco Peixoto de Freitas LFC Laboratório de Física das Construções FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO Vasco Peixoto de Freitas OASRN_2008-1

Leia mais

Curso de e-learning Outubro de 2014

Curso de e-learning Outubro de 2014 Associação Portuguesa dos Técnicos de Natação Complexo de Piscinas Municipais de Rio Maior Estradas das Marinhas 2040 Rio Maior Curso de e-learning Outubro de 2014 Conservação, qualidade da água e contributos

Leia mais

EngIQ. em Engenharia da Refinação, Petroquímica e Química. Uma colaboração:

EngIQ. em Engenharia da Refinação, Petroquímica e Química. Uma colaboração: EngIQ Programa de Doutoramento em Engenharia da Refinação, Petroquímica e Química Uma colaboração: Associação das Indústrias da Petroquímica, Química e Refinação (AIPQR) Universidade de Aveiro Universidade

Leia mais

FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Apresentação do Aviso 10 Edifício Eficiente 2015 FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA (FEE) Decreto-Lei nº 50/2010, de 20 Maio O Fundo de Eficiência Energética (FEE) é um instrumento

Leia mais

Nome. Morada. Freguesia Código Postal - E-Mail. Na qualidade de: Proprietário Outra (indique qual)

Nome. Morada. Freguesia Código Postal - E-Mail. Na qualidade de: Proprietário Outra (indique qual) DEPARTAMENTO TÉCNICO DIVISÃO DE PLANEAMENTO E ADMINISTRAÇÃO URBANÍSTICA Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Moura PEDIDO DE APROVAÇÃO DOS PROJECTOS DE OBRAS DE URBANIZAÇÃO APRESENTAÇÃO DA COMUNICAÇÃO

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE, AMBIENTE, SHST E RESPONSABILIDADE SOCIAL

GESTÃO DA QUALIDADE, AMBIENTE, SHST E RESPONSABILIDADE SOCIAL DOS MÓDULOS GESTÃO DA QUALIDADE, AMBIENTE, SHST E RESPONSABILIDADE SOCIAL Criar competências que possibilitem a utilização da Gestão da Qualidade, Ambiente, Segurança e Responsabilidade Social como uma

Leia mais

Portarias do novo Regulamento do Sistema de Certificação Energética (SCE) 03-12-13

Portarias do novo Regulamento do Sistema de Certificação Energética (SCE) 03-12-13 Portarias do novo Regulamento do Sistema de Certificação Energética (SCE) 03-12-13 Foram publicadas em Diário da República, no dia 29 de novembro, duas portarias relativas ao decreto-lei nº 118/2013 que

Leia mais

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA Diário da República, 1.ª série N.º 80 24 de abril de 2015 2057 MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA Portaria n.º 114/2015 de 24 de abril A Portaria n.º 148/2014, de 18 de julho, veio estabelecer um novo

Leia mais

Organização de Colégios

Organização de Colégios Organização de Colégios Preâmbulo No processo de registo de cursos de engenharia, para efeito de inscrição e aquisição da qualidade de membro efectivo da ANET, são observados os seguintes requisitos gerais:

Leia mais

Referência E) - 1 Posto de Trabalho para a carreira e categoria de Técnico Superior (Planeamento Regional e Urbano); Referência F) - 1 Posto de

Referência E) - 1 Posto de Trabalho para a carreira e categoria de Técnico Superior (Planeamento Regional e Urbano); Referência F) - 1 Posto de A V I S O Procedimento concursal comum para constituição de relação jurídica de emprego público por tempo determinado contrato de trabalho em funções públicas por tempo determinado para ocupação de seis

Leia mais

Ciclo de Seminários de Especialização. Avaliação do risco no projecto

Ciclo de Seminários de Especialização. Avaliação do risco no projecto Ciclo de Seminários de Especialização Avaliação do risco no projecto Enquadramento O Ciclo de Seminários de especialização Avaliação do risco no projecto resulta de uma parceria entre a H.MENEZES Risk

Leia mais

FORMULÁRIO PROGRAMA DE APOIO A PROJECTOS NO PAÍS

FORMULÁRIO PROGRAMA DE APOIO A PROJECTOS NO PAÍS Comissão para as Alterações Climáticas Comité Executivo Fundo Português de Carbono FORMULÁRIO PROGRAMA DE APOIO A PROJECTOS NO PAÍS CANDIDATURA DE PROGRAMA [de acordo com o Anexo do Regulamento] Resumo

Leia mais

Curso de Especialização Tecnológica em Aplicações Informáticas de Gestão (CET-AIG)

Curso de Especialização Tecnológica em Aplicações Informáticas de Gestão (CET-AIG) Curso de Especialização Tecnológica em Aplicações Informáticas de Gestão (CET-AIG) 1. Plano Curricular do curso O curso de especialização tecnológica em Aplicações Informáticas de Gestão integra as componentes

Leia mais

CURSO MASTER EM MESOTERAPIA

CURSO MASTER EM MESOTERAPIA CURSO MASTER EM MESOTERAPIA - 3ª edição - Curso Teórico-Prático www.apestetica.org CURSO MASTER EM MESOTERAPIA - 3ª edição - O sector da Medicina em geral e da Medicina Estética em particular, está em

Leia mais

Workshop: Controlo Metrológico de Produtos Pré-embalados (4 horas)

Workshop: Controlo Metrológico de Produtos Pré-embalados (4 horas) Workshop: Controlo Metrológico de Produtos Pré-embalados (4 horas) Edifício Nerlei - Associação Empresarial da Região de Leiria 14 Março 2014 14H 18H Formadora: Cristina Barros ESTE WORKSHOP DESTINA-SE

Leia mais

Green Value Energy Building Solutions

Green Value Energy Building Solutions Company Presentation Green Value Energy Building Solutions Junho de 2010 Campo Grande 28, 1ºF 1700-093 Lisboa Portugal Tel: +351.21 817 100 Fax: +351.21 817 109 www.greenvalue.pt e-mail: geral@greenvalue.pt

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO: Associações Distritais, Clubes e Câmaras Municipais

DISTRIBUIÇÃO: Associações Distritais, Clubes e Câmaras Municipais CIRCULAR Nº 17/06 06/04/07 DISTRIBUIÇÃO: Associações Distritais, Clubes e Câmaras Municipais ASSUNTO: CURSO DE MANUTENÇÃO DE PISCINAS 2006 1. Objectivos - Dotar os responsáveis pela manutenção dos equipamentos

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA G GESTÃO COMERCIAL. ÁREA DE FORMAÇÃO Enquadramento na organização/empresa PERFIL PROFISSIONAL

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA G GESTÃO COMERCIAL. ÁREA DE FORMAÇÃO Enquadramento na organização/empresa PERFIL PROFISSIONAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA G GESTÃO COMERCIAL ÁREA DE FORMAÇÃO Enquadramento na organização/empresa PERFIL PROFISSIONAL Técnico Especialista em Gestão Comercial LEGISLAÇÃO APLICÁVEL Decreto-lei

Leia mais

UNIVERSIDADE DOS AÇORES DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA, FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS PÓS-GRADUAÇÃOE MESTRADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS: BOLETIM DE CANDIDATURA

UNIVERSIDADE DOS AÇORES DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA, FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS PÓS-GRADUAÇÃOE MESTRADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS: BOLETIM DE CANDIDATURA UNIVERSIDADE DOS AÇORES DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA, FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS PÓS-GRADUAÇÃOE MESTRADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS: BOLETIM DE CANDIDATURA Nº (reservado aos serviços) A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA MÁRTIRES DO TARRAFAL, Nº375, 1º ESQ Localidade MONTIJO

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA MÁRTIRES DO TARRAFAL, Nº375, 1º ESQ Localidade MONTIJO Válido até 14/04/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA MÁRTIRES DO TARRAFAL, Nº375, 1º ESQ Localidade MONTIJO Freguesia MONTIJO E AFONSOEIRO Concelho MONTIJO GPS 38.710800, -8.986600 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

Certificação de equipamentos e instaladores.

Certificação de equipamentos e instaladores. Certificação de equipamentos e instaladores. Maria João Carvalho Investigadora INETI Barreiras ao desenvolvimento da Energia Solar em Portugal... (Fórum das Energias Renováveis para Portugal) Má qualidade

Leia mais

Energias renováveis. Fontes de financiamento e utilização em projectos de I&D. Edifício Inovisa II

Energias renováveis. Fontes de financiamento e utilização em projectos de I&D. Edifício Inovisa II Energias renováveis Fontes de financiamento e utilização em projectos de I&D Edifício Inovisa II I Ciclo de Conferências do Centenário da AEISA GreenISA 11 ISA, Lisboa, 25 Março 2011 Mapa da apresentação

Leia mais