I s r a e l. P a l e s t i n o s ORIENTE MÉDIO OU ÁSIA OCIDENTAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "I s r a e l. P a l e s t i n o s ORIENTE MÉDIO OU ÁSIA OCIDENTAL"

Transcrição

1 I s r a e l P a l e s t i n o s ORIENTE MÉDIO OU ÁSIA OCIDENTAL 1

2 ISRAEL PRINCIPAIS FATOS HISTÓRICOS MAPA DE ISRAEL E DA REGIÃO A LÍBANO B COLINAS DE GOLÃ C CISJORDÃNIA D RIO JORDÃO E MAR MORTO F DESERTO DE NEGEV G PENSÍNSULA DO SINAI H GOLFO DE ACABA I FAIXA DE GAZA J CANAL DE SUEZ K JORDÂNIA L SÍRIA M ZONA DE SEGURANÇA (sul do Líbano) 2

3 MOVIMENTO SIONISTA No final do século s XIX. MOVIMENTO DE RETORNO DOS JUDEUS PARA A TERRA SANTA (agora habitada pelos árabes palestinos). Estes judeus concentravam-se, em sua maior parte, na Europa, desde a DIÁSPORA : A ONU DECIDE PELA PARTILHA DA PALESTINA ENTRE DOIS PAÍSES INDEPENDENTES: ISRAEL (para os judeus) e PALESTINA (para os palestinos muçulmanos) ulmanos) GUERRA DE A DIVISÃO NÃO É ACEITA PELOS POVOS ÁRABES, QUE INICIAM A PRIMEIRA GUERRA ÁRABE- ISRAELENSE, UM DIA DEPOIS DA FUNDAÇÃO DE ISRAEL ( ). OS ÁRABES SÃO DERROTADOS E OS PALESTINOS PERDEM SEUS TERRITÓRIOS, PASSANDO A VIVER EM CAMPOS DE REFUGIADOS EM ISRAEL OU NOS PAÍSES VIZINHOS. 3

4 ISRAEL E PALESTINA ( ) Campo de Refugiados na Jordânia Desde 1968, mais de 90 mil pessoas ocupam a área de Baqa a, na periferia de Amã, onde o índice de desemprego beira os 70%. Nas ruas estreitas e sem pavimentação, casas com um ou dois cômodos de 12 m² abrigam famílias inteiras. Hoje, os palestinos se espalham pela Jordânia: são 1 milhão e 835 mil registrados pelos critérios da ONU aqueles que viviam na Palestina entre junho de 1946 e maio de 1948 e seus descendentes. Somados aos que estão nos vizinhos Síria e Líbano e nas regiões da Faixa de Gaza e da Cisjordânia são 4,3 milhões de refugiados. 4

5 GUERRA DE SUEZ (outubro de 1956) O presidente do Egito Gamal Abdel Nasser nacionaliza o Canal de Suez (que pertencia a britânicos e franceses) O CANAL DE SUEZ É um canal longo de 163 km, construído entre 1859 a 1869, pelo engenheiro francês Ferdinand de Lesseps. O canal liga o Mar Vermelho (Ásia) ao Mar Mediterrâneo (Europa), sem a necessidade das embarcações contornarem o sul da África. 5

6 GUERRA DOS SEIS DIAS ( ) ISRAEL novamente vence a guerra e ocupa vários v territórios rios dos árabes: a PENÍNSULA NSULA DO SINAI ( do Egito) a FAIXA DE GAZA (do Egito) as COLINAS DE GOLÃ (da Síria) S a CISJORDÂNIA (da Jordânia) JERUSALÉM M ORIENTAL (da Jordânia) 6

7 GUERRA DO YON KIPPUR No Dia do Perdão (sagrado para os judeus), os árabes invadem Israel com o objetivo de retomar os territórios rios ocupados na Guerra dos Seis Dias. ISRAEL NOVAMENTE VENCEU E MANTEVE OS TERRITÓRIOS RIOS OCUPADOS. Neste período, ocorreu o primeiro choque do petróleo leo. GOLDA MEIR, então Primeira Ministra de Israel. 7

8 O ACORDO DE CAMP DAVID ( 1.978) O Presidente do Egito Anuar Sadat e o primeiro ministro de Israel, Menachem Begin, negociam a devolução da Península nsula do Sinai para o Egito. Sadat é assassinado em outubro de por grupos extremistas egípcios, que o acusam de ser traidor da causa árabe. 1978/79 Assinado ACORDO DE CAMP DAVID, Entre o Presidente do Egito Anuar Sadat (esq.) e o Primeiro Ministro israelense Menachem Begin (dir.). Ao centro, o então Presidente dos EUA Jimmy Carter. 8

9 1.982 INVASÃO DO LÍBANO L POR ISRAEL Israel, em operação militar denominada Paz na Galiléia ia,, invade o Líbano L para neutralizar os ataques da OLP. A ação a de Israel foi devastadora, e o momento mais violento foi o massacre de milhares de palestinos nos campos de refugiados de Sabra e Chatila. 9

10 1.987 Intensifica-se se a INTIFADA Chuva de Pedras levante popular e espontâneo palestino iniciado em dezembro de na Faixa de Gaza e na Cisjordânia. Munidos de paus e pedras, jovens, mulheres, velhos, crianças, as, começaram a enfrentar nas ruas os soldados israelenses. 10

11 1.993 Assinatura do ACORDO DE PAZ entre ISRAEL e OLP Pelos líderes l Yitzhac Rabin (Israel) e Yasser Arafat (OLP), que na época ganharam o Prêmio Nobel da Paz. A OLP passa a administrar a Faixa de Gaza e a cidade de Jericó (na Cisjordânia). Posteriormente, outras cidades da Cisjordânia gradativamente seriam passadas para a administração palestina. 11

12 Esta foto, de 13 de setembro de 1993, entrou para a história: o líder palestino Yasser Arafat cumprimenta o então primeiro-ministro de Israel, Yitzhak Rabin, sob o olhar do então presidente americano, Bill Clinton. 12

13 Novembro de assassinato de Yitzhac Rabin, por um extremista judeu, justificando ser o primeiro ministro de Israel um entreguista,, pois estava dando para os inimigos palestinos seus territórios rios A partir desta data, até o final dos anos 90 houve, em geral, poucos avanços. Mas o que marcou foram retrocessos nas relações entre os povos. Diversos primeiros-ministros subiram ao poder em Israel, enquanto Yasser Arafat continuava a frente dos palestinos, mas não conseguiram selar uma paz efetivamente duradoura e definitiva. 13

14 ALGUNS FATOS IMPORTANTES NOS ÚLTIMOS ANOS 24 de maio de Retirada de Israel do Sul do Líbano O dia 24 de maio é o mais novo e festejado feriado nacional do Líbano, e será sempre lembrado pelo povo libanês como o dia da libertação. No último 24 de maio, Israel, a maior potência bélica do Oriente Médio, retirou-se do sul do Líbano, encerrando 22 anos de ocupação, que causou a morte de milhares de libaneses, palestinos e israelenses, dentre outros

15 SETEMBRO DE INÍCIO DA NOVA INTIFADA A radicalização da luta contra a ocupação israelense foi agravada com a segunda intifada, ou a intifada de Al Aqsa, iniciada em 29 de setembro de 2000, após uma visita provocativa de Ariel Sharon (que foi, nos anos seguintes, primeiro ministro) à Esplanada das Mesquitas, quando dois dias depois, o exército israelense matou dezenas de palestinos indefesos que estavam saindo da mesquita de Al Aqsa, um dos locais mais sagrados do islamismo, frustrando os palestinos diante de um processo de paz que se arrasta desde os Acordos de Oslo em ISRAEL DECIDE AMPLIAR MURO DA DISCÓRDIA 15

16 O MURO DA VERGONHA O governo israelense está construindo um muro, uma fortificação com arame farpado, espessura de oito metros de concreto e torres de controle a cada 300 metros em torno da Cisjordânia e de Jerusalém Oriental, encurralando, de forma definitiva, dezenas de milhares de palestinos. 11 / 11 / MORTE DO LÍDER PALESTINO YASSER ARAFAT O presidente da Autoridade Nacional Palestina, Yasser Arafat, 75 anos, morreu em decorrência da falência múltipla dos órgãos. O velho líder palestino ficou internado por 14 dias no hospital militar Percy, perto de Paris, sofrendo de uma doença não diagnosticada pelos médicos 16

17 AGOSTO/2005 ISRAEL DECRETA O PLANO DE EVACUAÇÃO ÃO A Retirada Israelita da Faixa de Gaza (oficialmente: Lei de Implementação do Plano de Evacuação) foi uma proposta do primeiro ministro israelita Ariel Sharon, adotada pelo governo e decretado em Agosto 2005, para remover toda a presença permanente israelita da Faixa de Gaza e de quatro colonatos no norte da Cisjordânia. JAN/06 O HAMAS VENCE AS ELEIÇÕES LEGISLATIVAS NA FAIXA DE GAZA No dia 26 de janeiro, o Hamas conhecido por suas posições e ações radicais contra a ocupação israelense foi o grande vencedor das eleições legislativas na Palestina, obtendo 74 das 132 cadeiras do Parlamento e constituindo-se, portanto, em maioria absoluta. O resultado provocou a reação imediata de Israel e dos países ocidentais, que condenaram a escolha feita pelo povo palestino. 17

18 JUN. JUL / 06 ISRAEL INVADE A CISJORDÂNIA E A FAIXA DE GAZA Ondas de violência explodem na Cisjordânia e na Faixa de Gaza, entre radicais palestinos ligados ao Hamas, e o exército israelense. Os radicais palestinos tem bombardeado alvos israelenses e feitos sequestros de soldados judeus, forçando o exército israelense a responder militarmente a agressão. A tensão também pode originar uma guerra civil nos territórios controlados pela ANP devido a posições divergentes das lideranças palestinas, ligadas ao Hamas, ao Fatah, entre outros grupos políticos. 13 / jul / ISRAEL INVADE O SUL DO LÍBANOL Israel adentrou no território rio do Líbano L com artilharia pesada, bombardeiros aéreos a e pelo mar, e intensa ação a militar, depois de ações a do grupo Hizbollah em que soldados israelenses foram sequestrados,, outros mortos e feridos. É a primeira incursão na região após s a saída de forças militares em A guerra intensificou-se se mobilizando a opinião e diplomacia internacional 18

19 MAPA DO CONFLITO MARÇO DE 2009 ELEIÇÕES PARLAMENTARES EM ISRAEL >> Confirmam a eleição de Binyamin Netanyahu, do partido de direita Likud, como o novo primeiro-ministro de Israel, aos 59 anos pela segunda vez, pois já governara o país no final da década de >> É tido como um conservador, intransigente na negociação de paz com os palestinos 19

20 JUNHO 2010 ISRAEL ATACA NAVIOS QUE LEVAVA SUPRIMENTOS A FAIXA DE GAZA: Em águas internacionais, Israel atacou 6 barcos que levavam 10 mil toneladas de suprimentos para a Faixa de Gaza. Havia pelo menos 500 ativistas, representando cerca de 60 nacionalidades. Morreram nove ativistas e outras dezenas ficaram feridos em confronto. Os sobreviventes foram deportados. Houve grande reação mundial negativa a esse ataque desproporcional. SETEMBRO / 2010 WASHINGTON (EUA) Sob mediação dos EUA, israelenses e palestinos tentam retomar as negociações de paz, que estavam suspensas desde

21 Ehud Olmert ex-premiê israelense Bashar Assad ditador sírio Mahmoud Ahmadinejad presidente do Irã Hassan Nasrallah líder do Hizbollah Benjamin Bibi Netaniahu, atual Primeiro Ministro de Israel Mahmoud Abas ou Abu Mazen Presidente da ANP Raio-X X HIZBOLLAH, que significa Partido de Deus,, em árabe Líderes: Espiritual: aiatolá Mohammed Hussein Fadlallah Inteligência: Imad Fayez Mugniyah. Um dos 26 terroristas mais procurados pelo FBI. Secretário-chefe: Hassan Nasrallah. Principal líder político. 21

22 Cronologia 1.982: O Hizbollah surge como grupo xiita de resistência à invasão israelense do Líbano, liderado Abbas al Musawi : Um atentado à embaixada dos EUA em Beirute mata 63 pessoas; outro atentado mata 241 marines americanos : Musawi é morto por Israel; Hassan Nasrallah assume a liderança do grupo, que participa pela primeira vez de eleições. Terrorismo Beirute vê o grupo como movimento de resistência nacional; EUA, Canadá, Israel e Austrália o classificam como terrorista; A União Européia considera seus líderes terroristas Apoio: da Síria e do Irã, de onde importa armas. O grupo recebe doações de membros, também usadas em sua rede social. Representação política: Detém hoje 14 dos 128 assentos do Parlamento; possui dois ministros no governo libanês. 22

23 A VISÃO DE CADA UM ISRAEL: rejeita o cessar fogo imediato, mas já aceita discutir uma força de paz. O premiê sugere soldados da Europa e de países árabes. O ministro da Defesa, prefere tropas da Otan; ESTADOS UNIDOS: rejeita o cessar fogo imediato, condicionando-o ao desarmamento do Hizbollah. Quer diminuir a influência de Irã e Síria na região; UNIÃO EUROPÉIA: defende o imediato cessar fogo e o envio de uma força internacional. Mas os países se esquivam em relação à sua própria participação; LÍBANO: o fraco governo defende o cessar fogo imediato. Culpa o Hizbollah, mas está enfurecido pela força do contra-ataque; SÍRIA: exerce grande influência sobre o Hizbollah. Aceita negociar se isso incluir a devolução das Colinas de Golã; IRÃ: tem ambições nucleares e defende a radicalização dos árabes muçulmanos contra Israel. É um dos que dão força às ações do Hizbollah. O QUE CADA LADO QUER LÍBANO Exige que a negociação seja feita mediante um cessarfogo imediato; Negociar com o Hizbollah a libertação de libaneses que são mantidos presos em Israel; Desocupação da área das Fazendas de Chebaa, que Israel não abandonou ao retirar suas tropas do Líbano, em 2000 ISRAEL Libertação dos dois soldados israelenses sequestrados pelo Hizbollah; Uma força internacional no sul do Líbano para garantir que não haja ataques terroristas do grupo contra Israel; Cumprimento da resolução 1559 da ONU, que prevê o desarmamento do Hizbollah; 23

24 PRINCIPAIS NACIONALIDADES NO LÍBANO BRASIL... EUA... AUSTRÁLIA... FRANÇA... REINO UNIDO... GRÉCIA... SUÉCIA... BÉLGICA mil 40 mil 25 mil 22 mil 10 mil 2,5 mil 2,0 mil 1,7 mil Não peço nada mais do que morrer em meu país, do que dissolver e me fundir com a grama, dar vida a uma flor, que uma criança do meu país vai colher, Tudo que peço É permanecer no regaço de minha pátria, Como solo, erva, flor... ( O chamado da terra, de Fadwa Tucan, poetisa da luta pela libertação do povo palestino). 24

25 (UFPEL/05)Sem a aprovação da ONU e sob a reprovação da maior parte da comunidade internacional, forças norte-americanas (dos EUA) e britânicas atacaram o Iraque, em 20 de março de Levando em conta o texto e seus conhecimentos, é INCORRETO afirmar que A) os EUA, ao atacarem o Iraque - país situado no Oriente Médio, no vale dos rios Tigre e Eufrates - usaram como argumento a alegação de que o governo de Sadam Hussein detinha armas de destruição em massa, proibidas pela ONU. B) o Iraque, localizado no Oriente Médio, na Península Arábica, possui ricas reservas de petróleo, o que tem sido apontado como um dos motivos da ocupação desse país pelas tropas da coalizão. C) os EUA, apesar de terem realizado a ocupação do Iraque - país islâmico, localizado na antiga Mesopotâmia -, têm, entre os seus principais aliados, outros países também islâmicos, como a Arábia Saudita e o Kwait. D) as forças de segurança iraquianas ficaram sob controle de um novo governo que tem tido dificuldades de garantir a ordem e fazer diminuir os atentados terroristas que ameaçam a estabilidade da nação e minam a economia. E) a população iraquiana é, em sua maioria, árabe e segue a religião islâmica; apesar disso, aceitou a presença das tropas ocidentais, após o anúncio do final da guerra pelo governo dos EUA. (UNIFESP/06) No mapa encontram-se, em destaque, um país e aspectos de seu território que despertam oposição de países ocidentais. Assinale a alternativa que indica corretamente o título adequado ao mapa. a) Geórgia - poços de petróleo. b) Irã - instalações nucleares. c) Afeganistão - bases terroristas. d) Paquistão - centros de formação islâmica. e) Iraque - focos de insurgência às tropas estrangeiras no país. 25

26 (UFES/06) Observe o mapa a seguir. Em Agosto de 2005, Ariel Sharon colocou em prática uma ação política que pode representar um passo em direção à paz na região retratada no mapa. Identifique as áreas representadas, no mapa, pelos números 1, 2 e 3, respectivamente, e explique a ação política desenvolvida, indicando o território onde ela foi implantada e a reação provocada na população judaica. (FUVEST 2008) Segundo estimativas, após 11 de setembro de 2001, quando ocorreram os atentados às Torres Gêmeas e ao Pentágono, os EUA aumentaram em cerca de 20% sua presença militar ao redor do mundo. Estima-se também que por volta de 300 mil soldados estejam em bases militares americanas em mais de 140 países. Considerando o mapa, a) identifique os locais indicados pelos números 1 e 2. b) cite e explique ao menos um motivo para a manutenção, pelos EUA, de bases militares em cada um dos locais citados no item a. 26

27 (UFSCAR/07) O Oriente Médio é, historicamente, zona de tensões entre povos, nações e países. Em 2006, ocorreram conflitos armados nas fronteiras de Israel, Palestina e Líbano, envolvendo exército e grupos armados. Sobre os conflitos, analise as afirmações seguintes. I. O grupo Hamas, acusado por Israel pela morte e seqüestro de soldados na região da Faixa de Gaza, é um movimento que luta pela formação do Estado Independente da Palestina e se opõe à existência do Estado de Israel. II. O grupo Hezbollah luta pela desocupação israelense nos territórios de Gaza e Golã e pela demarcação de Jerusalém como território independente, devido à sua importância religiosa para católicos, judeus e muçulmanos. III. Além dos conflitos de ordem histórica, religiosa e política, a região apresenta tensões decorrentes da escassez de recursos hídricos, como o interesse no controle das nascentes do rio Jordão. IV. Uma das zonas de tensão é a fronteira do Líbano, onde se encontram as nascentes do rio Jordão, área estratégica para o acesso e controle da água doce disponível na região. Estão corretas as afirmações: a) I e III, apenas. b) I e IV, apenas. c) II e III, apenas. d) III e IV, apenas. e) II e IV, apenas. Prof. Orlando 27

1896 Surgimento do movimento sionista Em 1896, o jornalista judeu Theodor Herzl, autor do livro "O Estado Judeu", criou o movimento sionista.

1896 Surgimento do movimento sionista Em 1896, o jornalista judeu Theodor Herzl, autor do livro O Estado Judeu, criou o movimento sionista. 1896 Surgimento do movimento sionista Em 1896, o jornalista judeu Theodor Herzl, autor do livro "O Estado Judeu", criou o movimento sionista. O objetivo era estabelecer um lar nacional para os judeus na

Leia mais

Conflito entre Israel e Palestina CONFLITO ATUAL

Conflito entre Israel e Palestina CONFLITO ATUAL Conflito entre Israel e Palestina CONFLITO ATUAL Os conflitos entre Israel e a Faixa de Gaza se intensificaram em junho e julho de 2014. Os dois territórios apresentam instabilidade política há anos, ou

Leia mais

ISRAEL X ÁRABES / GUERRA DOS 6 DIAS ISRAEL X ÁRABES / GUERRA DO YOM KIPPUR

ISRAEL X ÁRABES / GUERRA DOS 6 DIAS ISRAEL X ÁRABES / GUERRA DO YOM KIPPUR PROPOSTA ORIGINAL DA ONU JERUSALÉM 57 58 ISRAEL X ÁRABES / GUERRA DOS 6 DIAS ISRAEL X ÁRABES / GUERRA DO YOM KIPPUR Golda Meir, foi uma fundadora do Estado de Israel. Emigrou para a Palestina no ano de

Leia mais

Barak Articula Articulação com o estopim Sharon

Barak Articula Articulação com o estopim Sharon Barak Articula Articulação com o estopim Sharon JERUSALÉM- Ehud Barak está prestes a fazer um acordo para formar um governo de unidade nacional com o líder do direitista palestino Likud, Ariel Sharon,

Leia mais

Região de conflitos 1) Irã x Iraque: 2) Guerra do Golfo ou Iraque x Kuwait 3) Guerra no Afeganistão: 4) Guerra no Iraque ou Iraque x EUA:

Região de conflitos 1) Irã x Iraque: 2) Guerra do Golfo ou Iraque x Kuwait 3) Guerra no Afeganistão: 4) Guerra no Iraque ou Iraque x EUA: AVALIAÇÃO MENSAL DE GEOGRAFIA 1º Bim./2012 GABARITO Professor(a): Marcelo Duílio / Mônica Moraes Curso: Fund. II 9º ano Data: 08 / 03 / 2012 Tarde versão 2 Nome: BOA PROVA!!! Nº.: Instruções gerais Para

Leia mais

Conflitos no Oriente Médio. Prof a Maria Fernanda Scelza

Conflitos no Oriente Médio. Prof a Maria Fernanda Scelza Conflitos no Oriente Médio Prof a Maria Fernanda Scelza Revolução Iraniana 1953: o Xá (rei) Mohamed Reza Pahlevi passou a governar autoritariamente o Irã; Seu objetivo era ocidentalizar o país, tornando-o

Leia mais

CONFLITO EM GAZA: ENTENDA A GUERRA ENTRE ISRAEL E OS PALESTINOS

CONFLITO EM GAZA: ENTENDA A GUERRA ENTRE ISRAEL E OS PALESTINOS CONFLITO EM GAZA: ENTENDA A GUERRA ENTRE ISRAEL E OS PALESTINOS Um assunto que volta e meia ocupa as manchetes de jornais do mundo inteiro há décadas é a questão sobre o conflito entre israelenses e palestinos

Leia mais

Exercícios sobre Israel e Palestina

Exercícios sobre Israel e Palestina Exercícios sobre Israel e Palestina Material de apoio do Extensivo 1. Observe o mapa a seguir, que representa uma área do Oriente Médio, onde ocorrem grandes tensões geopolíticas. MAGNOLI, Demétrio; ARAÚJO,

Leia mais

ISRAEL E A QUESTÃO PALESTINA

ISRAEL E A QUESTÃO PALESTINA ISRAEL E A QUESTÃO PALESTINA Origem do Judaísmo Os relatos bíblicos são a principal fonte de informações para entender as origens dos judeus. Segundo a Bíblia, Abraão recebeu de Deus a missão de levar

Leia mais

A formação do Estado de Israel

A formação do Estado de Israel A formação do Estado de Israel 1946: 500 mil judeus na Palestina querem a independência de Israel do domínio britânico Aumento da tensão entre israelenses e ingleses: centenas de ataques de judeus a britânicos

Leia mais

A PAZ ENTRE PALESTINOS E ISRAELENSES CONTINUA DISTANTE

A PAZ ENTRE PALESTINOS E ISRAELENSES CONTINUA DISTANTE Aumentar a fonte Diminuir a fonte MUNDO ÁRABE A PAZ ENTRE PALESTINOS E ISRAELENSES CONTINUA DISTANTE Apesar da vitória diplomática palestina na ONU, a existência de um Estado fica difícil com os novos

Leia mais

Geografia. Questão 1. Questão 2. Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor:

Geografia. Questão 1. Questão 2. Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor: Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor: Geografia Questão 1 Em 1967, por ocasião da Guerra dos Seis Dias, Israel ocupou de seus vizinhos árabes uma série de territórios, entre eles a Península do

Leia mais

O conflito interno entre palestinos: Hamas e Fatah. Resenha Segurança

O conflito interno entre palestinos: Hamas e Fatah. Resenha Segurança O conflito interno entre palestinos: Hamas e Fatah Resenha Segurança Lígia Franco Prados Mello 09 de julho de 2007 1 O conflito interno entre palestinos: Hamas e Fatah Resenha Segurança Lígia Franco Prados

Leia mais

ATIVIDADES ONLINE 9º ANO

ATIVIDADES ONLINE 9º ANO ATIVIDADES ONLINE 9º ANO 1) (UFV) Das alternativas, aquela que corresponde à causa do acordo entre Israel e a Organização para Libertação da Palestina (OLP) é: a) o fortalecimento do grupo liderado por

Leia mais

Português. Atualidades Fascículo 05 Cinília Tadeu Gisondi Omaki Maria Odette Simão Brancatelli

Português. Atualidades Fascículo 05 Cinília Tadeu Gisondi Omaki Maria Odette Simão Brancatelli Português Atualidades Fascículo 05 Cinília Tadeu Gisondi Omaki Maria Odette Simão Brancatelli Índice Nova Ordem vive entre acordo de paz e conflito...1 Exercicíos...2 Gabarito...2 Negociações amenizam

Leia mais

HISTÓRIA APROFUNDAMENTO CONFLITOS ÁRABE-ISRAELENSES

HISTÓRIA APROFUNDAMENTO CONFLITOS ÁRABE-ISRAELENSES HISTÓRIA Prof. Eliezer APROFUNDAMENTO CONFLITOS ÁRABE-ISRAELENSES MAPA: RESUMO: Os conflitos entre árabes e israelenses, como o mundo os vê hoje, começaram com a I Guerra Mundial (1914-1918). Até 1917,

Leia mais

Descolonização e Lutas de Independência no Século XX

Descolonização e Lutas de Independência no Século XX Descolonização e Lutas de Independência no Século XX A Independência da Índia (1947) - Antecedentes: Partido do Congresso (hindu) Liga Muçulmana Longa luta contra a Metrópole inglesa - Desobediência pacífica

Leia mais

Prof ª Viviane Jordão

Prof ª Viviane Jordão Prof ª Viviane Jordão LOCALIZAÇÃO Localização geográfica estratégica, na Ásia Ocidental (ponto de encontro entre a Ásia, Europa e África). ORIENTE MÉDIO 1. Turquia 2. Síria 3. Chipre 4. Líbano 5. Israel

Leia mais

CONFLITO ENTRE ISRAEL E PALESTINA CLAUDIO F GALDINO GEOGRAFIA

CONFLITO ENTRE ISRAEL E PALESTINA CLAUDIO F GALDINO GEOGRAFIA CONFLITO ENTRE ISRAEL E PALESTINA CLAUDIO F GALDINO GEOGRAFIA Oferecimento Fábrica de Camisas Grande Negão AQUELA QUE TRAZ EMOÇÃO. PARA VOCÊ E SEU IRMÃO!!! Canaã Terra Prometida Abraão recebeu de Deus

Leia mais

A Guerra dos Seis Dias

A Guerra dos Seis Dias A Guerra dos Seis Dias Desde o fim da Segunda Guerra Mundial e da criação do Estado de Israel em 1948 que o Oriente Médio vive em uma constante tensão bélica por conta das inúmeras discordâncias entre

Leia mais

Israel e o mundo Árabe

Israel e o mundo Árabe Israel e o mundo Árabe Leonardo Herms Maia¹ Regina Cohen Barros² Para uma compreensão espacial e econômica deste assunto, irei abordar temas principais que nos mostram como Israel se tornou uma grande

Leia mais

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 59 OS CONFLITOS NO ORIENTE MÉDIO (1973 A 1991)

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 59 OS CONFLITOS NO ORIENTE MÉDIO (1973 A 1991) HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 59 OS CONFLITOS NO ORIENTE MÉDIO (1973 A 1991) Como pode cair no enem (ENEM) Em 1947, a Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou um plano de partilha da Palestina

Leia mais

Sessenta anos de Israel

Sessenta anos de Israel Sessenta anos de Israel Resen AnSegurançaCar Resenha Segurança Diego Cristóvão Alves de Souza Paes 03 de junho de 2008 Sessenta anos de Israel Resenha Segurança Diego Cristóvão Alves de Souza Paes 03 de

Leia mais

Profª: Sabrine V.Welzel

Profª: Sabrine V.Welzel GEOGRAFIA 3 ano Ensino Médio Oriente Médio 1 (Ufg) O Estado de Israel foi criado pela ONU em 1948. Desde a sua criação, Israel mantém um conflito permanente com os palestinos. Sobre esse conflito, explique

Leia mais

PALESTINA ATUALIDADES 02

PALESTINA ATUALIDADES 02 PALESTINA ATUALIDADES 02 SEGUNDO A ONU - 1947 O movimento sionista, que procurava criar um Estado para os judeus, ganhou força no início do século 20, incentivado pelo antissemitismo sofrido por judeus

Leia mais

Unidade III Cidadania e Movimento Aula 16.2 Conteúdo: Israel: uma política desenvolvida na região. A difícil criação de um Estado Palestino.

Unidade III Cidadania e Movimento Aula 16.2 Conteúdo: Israel: uma política desenvolvida na região. A difícil criação de um Estado Palestino. Unidade III Cidadania e Movimento Aula 16.2 Conteúdo: Israel: uma política desenvolvida na região. A difícil criação de um Estado Palestino. 2 Habilidades: Analisar os motivos que levaram ao conflito entre

Leia mais

ISRAEL E PALESTINA COMO COMEÇOU O CONFLITO?

ISRAEL E PALESTINA COMO COMEÇOU O CONFLITO? ISRAEL E PALESTINA COMO COMEÇOU O CONFLITO? O movimento sionista, que procurava criar um Estado para os judeus, ganhou força no início do século 20, incentivado pelo antissemitismo sofrido por judeus na

Leia mais

Gaza 2014: suásticas e palavra "Hamas" são pichadas em sinagoga dos EU

Gaza 2014: suásticas e palavra Hamas são pichadas em sinagoga dos EU Terra - SP 28/07/2014-11:07 Gaza 2014: suásticas e palavra "Hamas" são pichadas em sinagoga dos EU Um dia antes os veículos de uma família judaica moradora de Miami Beach apareceram pintados com as palavras

Leia mais

EGIPTO. DA PRIMAVERA ÁRABE PARA A PRIMAVERA ISLÂMICA

EGIPTO. DA PRIMAVERA ÁRABE PARA A PRIMAVERA ISLÂMICA 2012/08/26 EGIPTO. DA PRIMAVERA ÁRABE PARA A PRIMAVERA ISLÂMICA O processo de transição egípcio para uma democracia, tal como preparado pelo Conselho Supremo das Forças Armadas (CSFA), nunca seguiu o trajeto

Leia mais

Conflito Israel - Palestina

Conflito Israel - Palestina Conflito Israel - Palestina Prof. Diego Araujo Campos Mestre em Ciências Sociais PUC/RJ Dia 25 de março 20:30 Auditório Cristina Bastos no IFFluminense Realização: Apoio: A Questão no Pós-Segunda Guerra

Leia mais

Exercícios de Oriente Médio

Exercícios de Oriente Médio Exercícios de Oriente Médio 1. (Cesgranrio) Quanto aos conflitos entre árabes e israelenses, podemos dizer que: I - se aceleram com a partilha da Palestina realizada pela ONU em 1947, que deu origem ao

Leia mais

GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 58 A RÚSSIA ATUAL

GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 58 A RÚSSIA ATUAL GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 58 A RÚSSIA ATUAL Como pode cair no enem (UFG) A geopolítica é uma disciplina que estuda os conflitos dos Estados nações e procura compreender, no mundo contemporâneo, a diversidade

Leia mais

Entenda Os conflitos. HISTÓRIA Os antecedentes

Entenda Os conflitos. HISTÓRIA Os antecedentes HISTÓRIA Os antecedentes Com o fim da Primeira Guerra Mundial e a vitória sobre o império Otomano, os britânicos passaram a controlar a região da Palestina ou Terra Santa. Na mesma época, o movimento sionista

Leia mais

As quatro estações do conflito Israel-Palestina

As quatro estações do conflito Israel-Palestina As quatro estações do conflito Israel-Palestina Analúcia Danilevicz Pereira * Marcelo Kanter ** Resumo O longo conflito entre israelenses e palestinos ganhou uma nova dimensão a partir da chamada Primavera

Leia mais

Oriente Médio (Parte 1) Professor Luiz Fernando

Oriente Médio (Parte 1) Professor Luiz Fernando Oriente Médio (Parte 1) Professor Luiz Fernando Aspectos Físicos É uma região da Ásia Climas Secos (área de alta pressão atmosférica) Reflete na agropecuária Predominância de planaltos Principal região

Leia mais

islamizadas (Turcomenistão, Azerbajão, Tadjiquistão, Usbequistão, Quirguistão e Casaquistão). História - Claudiomar

islamizadas (Turcomenistão, Azerbajão, Tadjiquistão, Usbequistão, Quirguistão e Casaquistão). História - Claudiomar 1 O ORIENTE MÉDIO: Outros envolvidos nas questões do Oriente Médio: Paquistão, norte e nordeste da África (Egito, Líbia, Tunísia, Marrocos, Argélia, Etiópia, Somália, Djibuti e Sudão) e exrepúblicas soviéticas

Leia mais

Esquema da conquista da península do Sinai durante a Guerra dos Seis Dias

Esquema da conquista da península do Sinai durante a Guerra dos Seis Dias Guerra dos Seis Dias A Guerra dos Seis Dias foi um conflito armado entre Israel e a frente árabe, formada por Egito, Jordânia e Síria, apoiados pelo Iraque, Kuweit, Arábia Saudita, Argélia e Sudão. O crescimento

Leia mais

09/07/2007 O conflito interno entre palestinos: Hamas e Fatah...p.01

09/07/2007 O conflito interno entre palestinos: Hamas e Fatah...p.01 ano 4 nº 25 22 a 28/07/07 ISSN1809-6182 Resenha 09/07/2007 O conflito interno entre palestinos: Hamas e Fatah...p.01 Desde o dia 14 de junho de 2007, o conflito na Faixa de Gaza, entre Hamas e Fatah, tem

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org TERRA EM TRANSE POVO EM DESESPERO Relatos e reflexões a partir de uma viagem a Jerusalém e territórios

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2015. ALUNO(a):

GOIÂNIA, / / 2015. ALUNO(a): GOIÂNIA, / / 2015 No Anhanguera você é PROFESSOR: ANDERSON JOSÉ SOARES DISCIPLINA: GEOGRAFIA SÉRIE:9º ALUNO(a): Lista de atividades P1 Bimestre III Leia com atenção a matéria da revista Ciência Hoje e

Leia mais

Prof. Marcos Col. Santa Clara

Prof. Marcos Col. Santa Clara Prof. Marcos Col. Santa Clara Terrorismo: de modo geral, é um tipo de ação que emprega métodos violentos para criar uma situação de pânico, medo e terror, visando algum objetivo político. Terrorismo no

Leia mais

IRAQUE: UM ATOLEIRO DE PROBLEMAS

IRAQUE: UM ATOLEIRO DE PROBLEMAS 2008/02/07 IRAQUE: UM ATOLEIRO DE PROBLEMAS Atualmente a força de ocupação dos Estados Unidos no Iraque registra a presença de 162 mil homens. Até Julho de 2008, está prevista a retirada de três brigadas

Leia mais

DÉCADA DE 60. Eventos marcantes:

DÉCADA DE 60. Eventos marcantes: Eventos marcantes: Invasão da Baía dos Porcos Crise dos Mísseis de Cuba Aquecimento da corrida espacial Revolução Cultural na China Guerra dos Seis Dias Início da Guerra do Vietnã INVASÃO DA BAÍA DOS PORCOS

Leia mais

Palestina e Israel: Acordos de Oslo, Camp David II e Mapa da Paz. Análise Segurança

Palestina e Israel: Acordos de Oslo, Camp David II e Mapa da Paz. Análise Segurança Palestina e Israel: Acordos de Oslo, Camp David II e Mapa da Paz Análise Segurança Bárbara Gomes Lamas 17 de novembro de 2004 Palestina e Israel: Acordos de Oslo, Camp David II e Mapa da Paz Análise Segurança

Leia mais

PROF PIMENTEL PRÉ-PROVA CENTRAL DE CURSOS. www.profpimentel.com.br PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO

PROF PIMENTEL PRÉ-PROVA CENTRAL DE CURSOS. www.profpimentel.com.br PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO PRÉ-PROVA SUMÁRIO 8h30 - Português - Heliane Miscali...Pág. 03 8h50 - Matemática - Rogério Pizza...Pág. 09 9h10 - Informática - Francis David...Pág. 19 9h30 - Atualidades

Leia mais

Material de AULA AO VIVO. Conteúdo teórico da aula de hoje

Material de AULA AO VIVO. Conteúdo teórico da aula de hoje Olá meu amigo desenrolado, Seja bem- vindo à primeira aula ao vivo do Desenrolado.com. Eu sou o professor George Wilton da disciplina de Geografia que está inserida dentro da área de Ciências humanas e

Leia mais

CRONOLOGIA DA HISTÓRIA DA PALESTINA

CRONOLOGIA DA HISTÓRIA DA PALESTINA CRONOLOGIA DA HISTÓRIA DA PALESTINA Ao longo de milénios, desde a chegada dos Povos do Mar, o povo da Palestina assistiu à passagem, pelo seu território, de diferentes povos e civilizações. Aos Assírios

Leia mais

CONFLITO NO ORIENTE MÉDIO Conflito árabe israelense (1948 1949) Por volta do século IX, comunidades judaicas foram restabelecidas em Jerusalém e

CONFLITO NO ORIENTE MÉDIO Conflito árabe israelense (1948 1949) Por volta do século IX, comunidades judaicas foram restabelecidas em Jerusalém e CONFLITO NO ORIENTE MÉDIO Conflito árabe israelense (1948 1949) Por volta do século IX, comunidades judaicas foram restabelecidas em Jerusalém e Tibérias. No século XI, a população judaica crescia nas

Leia mais

O mundo árabe-muçulmano após a Primavera. Prof. Alan Carlos Ghedini

O mundo árabe-muçulmano após a Primavera. Prof. Alan Carlos Ghedini O mundo árabe-muçulmano após a Primavera Prof. Alan Carlos Ghedini Entre as causas da Primavera Árabe podemos citar: Altos índices de desemprego na região Crise econômica Pouca ou nenhuma representação

Leia mais

Quatro Dicas Para o ENEM. Prof: Marcio Santos ENEM 2009. As Quatro Áreas de Conhecimento

Quatro Dicas Para o ENEM. Prof: Marcio Santos ENEM 2009. As Quatro Áreas de Conhecimento Quatro Dicas Para o ENEM Prof: Marcio Santos ENEM 2009 Ciências Humanas Dominar Linguagens: saber ler e entender textos, mapas e gráficos. Manter-se Atualizado: ler jornais, revistas, assistir telejornais.

Leia mais

Uma Primavera dos Povos Árabes?

Uma Primavera dos Povos Árabes? Uma Primavera dos Povos Árabes? Documento de Trabalho Oriente Médio e Magreb Danny Zahreddine 18 de Junho de 2011 Uma Primavera dos Povos Árabes? Documento de Trabalho Oriente Médio e Magreb Danny Zahreddine

Leia mais

Violência aumenta no Afeganistão. Resenha Segurança / Desenvolvimento

Violência aumenta no Afeganistão. Resenha Segurança / Desenvolvimento Violência aumenta no Afeganistão Resenha Segurança / Desenvolvimento Tiago Cerqueira Lazier 26 de maio de 2006 Violência aumenta no Afeganistão Resenha Segurança / Desenvolvimento Tiago Cerqueira Lazier

Leia mais

MESOPOTÂMIA ORIENTE MÉDIO FENÍCIA ISRAEL EGITO PÉRSIA. ORIENTE MÉDIO origem das primeiras civilizações

MESOPOTÂMIA ORIENTE MÉDIO FENÍCIA ISRAEL EGITO PÉRSIA. ORIENTE MÉDIO origem das primeiras civilizações MESOPOTÂMIA FENÍCIA ISRAEL EGITO ORIENTE MÉDIO PÉRSIA ORIENTE MÉDIO origem das primeiras civilizações CIVILIZAÇÕES DA ANTIGUIDADE ORIENTAL Mesopotâmia - Iraque Egito Hebreus Israel Fenícios Líbano Pérsia

Leia mais

Perguntas de aquecimento

Perguntas de aquecimento Perguntas de aquecimento a) Quantos dias durou a Guerra dos Seis Dias? Cinco dias Seis dias Duas semanas Dois meses b) Quem é o Primeiro Ministro de Israel? Shimon Peres Ehud Olmert Bill Clinton Binyamin

Leia mais

Após crise, coalizão de governo recuperase em Israel

Após crise, coalizão de governo recuperase em Israel Após crise, coalizão de governo recuperase em Israel Análise Segurança Andre Klausing 01 de junho de 2007 Após crise, coalizão de governo recupera-se em Israel. Análise Segurança Andre Klausing 01 de junho

Leia mais

Capítulo 12 Oriente Médio: zona de tensões

Capítulo 12 Oriente Médio: zona de tensões Capítulo 12 Oriente Médio: zona de tensões Aspectos Físicos Área: 6,8 milhões de km² porção continental e peninsular. Relevo: - Domínio de terras altas: planaltos. - Planície da Mesopotâmia Predomínio

Leia mais

O Entrave para a Paz no Oriente Médio e Norte da África - ÁGUA

O Entrave para a Paz no Oriente Médio e Norte da África - ÁGUA O Entrave para a Paz no Oriente Médio e Norte da África - ÁGUA A água cobre mais de 70% do planeta. Porém, somente 3% é água doce, sendo o restante água salgada. A degradação dos ecossistemas de água doce

Leia mais

COLÉGIO SANTA ROSA PROFESSOR: CARLOS FERREIRA. SÉRIE: 8ª ASSUNTO: ORIENTE MÉDIO

COLÉGIO SANTA ROSA PROFESSOR: CARLOS FERREIRA. SÉRIE: 8ª ASSUNTO: ORIENTE MÉDIO COLÉGIO SANTA ROSA PROFESSOR: CARLOS FERREIRA. SÉRIE: 8ª ASSUNTO: ORIENTE MÉDIO Essa região é considerada um local de intensa divergência religiosa e política. É marcada por diversos conflitos e tem áreas

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org CLIPPING FSM 2009 AMAZÔNIA Jornal: CARTA MAIOR Data: 31/01/09 http://www.cartamaior.com.br/templates/materiamostrar.cfm?materia_id=15558

Leia mais

ATUDALIDADES - Conflitos na Atualidade

ATUDALIDADES - Conflitos na Atualidade ATUDALIDADES - Conflitos na Atualidade Origem dos povos ORIENTE MÉDIO: Conflitos árabes-israelenses: 1948 Independência de Israel 1949 Guerras da Independência 1956 Crise de Suez 1964 Criação da OLP` 1967

Leia mais

Israel & Palestina. História de Israel e Palestina:

Israel & Palestina. História de Israel e Palestina: Israel & Palestina Israel & Palestina: ISRAEL - Área: 20.770 km2 - Capital: * Tel Aviv (sede diplomática) * Jerusalém (sede do governo, reivindicada pelos israelenses, mas não reconhecida internacionalmente)

Leia mais

Civilização sequestrada

Civilização sequestrada Civilização sequestrada Estado Islâmico planta bombas sob as ruínas da cidade milenar de Palmira, ameaçando um tesouro arqueológico que resistiu aos domínios de diversos impérios da Antiguidade. Surgida

Leia mais

Conflitos Geopolíticos II. Oriente Médio, África, Índia, Curdistão e Timor Leste

Conflitos Geopolíticos II. Oriente Médio, África, Índia, Curdistão e Timor Leste Conflitos Geopolíticos II Oriente Médio, África, Índia, Curdistão e Timor Leste Oriente Médio Histórico Israel X Palestina 1947 Partilha da Palestina/Israel pela ONU 1948-49 implantação do Estado de Israel

Leia mais

Informativo Mensal nº 10. Agosto/ 2014

Informativo Mensal nº 10. Agosto/ 2014 Informativo Mensal nº 10 Agosto/ 2014 ÁSIA/ LESTE EUROPEU MAIS SANÇÕES E AJUDA HUMANITÁRIA DEIXAM RÚSSIA EM DESTAQUE NO MÊS No mês de agosto mais sanções continuaram sendo aplicadas na Rússia pelos EUA

Leia mais

Palestina - em defesa da nação oprimida

Palestina - em defesa da nação oprimida Palestina - em defesa da nação oprimida Que o Hamas entregue armas à população! Derrotar a ofensiva sionista com o levante das massas palestinas! Unidade dos explorados do Oriente Médio para enfrentar

Leia mais

A resolução 1559 e o assassinato do ex- Primeiro Ministro Rafic Al Hariri e seus impactos para o equilíbrio regional de poder no Oriente Médio

A resolução 1559 e o assassinato do ex- Primeiro Ministro Rafic Al Hariri e seus impactos para o equilíbrio regional de poder no Oriente Médio A resolução 1559 e o assassinato do ex- Primeiro Ministro Rafic Al Hariri e seus impactos para o equilíbrio regional de poder no Oriente Médio Análise Segurança Prof. Danny Zahreddine 25 de fevereiro de

Leia mais

7. TURQUIA OTOMANOS ISLAMISMO 8. IRÃ PERSAS e AZERIS ISLAMISMO (MAIORIA XIITA) 9. ISRAEL JUDEUS JUDAÍSMO

7. TURQUIA OTOMANOS ISLAMISMO 8. IRÃ PERSAS e AZERIS ISLAMISMO (MAIORIA XIITA) 9. ISRAEL JUDEUS JUDAÍSMO CONFLITO PALESTINO-ISRAELENSE O r i e n t e M é d i o 7 mi Km 2 Elo: 03 Continentes - Mar - Oceano. EGITO 25.000 Km 2 20 Mi Hab. Jordânia + sul do Líbano + Israel + Gaza e Cisjordânia ( Estado Palestino

Leia mais

Oriente Médio. Geografia Monitor: Renata Carvalho e Eduardo Nogueira 21, 24 e 25/10/2014. Material de Apoio para Monitoria

Oriente Médio. Geografia Monitor: Renata Carvalho e Eduardo Nogueira 21, 24 e 25/10/2014. Material de Apoio para Monitoria Oriente Médio 1.(VEST - RIO) A Guerra do Líbano, o conflito Irã/ Iraque, a questão Palestina, a Guerra do Golfo, são alguns dos conflitos que marcam ou marcaram o Oriente Médio. Das alternativas abaixo,

Leia mais

ATUALIDADES. Top Atualidades Semanal DESTAQUE PROFESSOR MARCOS JOSÉ SEMANA 4 A 10 DE AGOSTO SEMANA 4 A 10 DE AGOSTO. Material: Raquel Basilone

ATUALIDADES. Top Atualidades Semanal DESTAQUE PROFESSOR MARCOS JOSÉ SEMANA 4 A 10 DE AGOSTO SEMANA 4 A 10 DE AGOSTO. Material: Raquel Basilone Obama lança plano contra efeito estufa Israel aumenta repressão aos extremistas judeus após críticas ATUALIDADES PROFESSOR MARCOS JOSÉ Material: Raquel Basilone Donald Trump ameaça ser candidato independente

Leia mais

Descolonização Afroasiática

Descolonização Afroasiática Aula 50 Descolonização Afroasiática 1 Fatores Setor 1602 2 Casos Nacionais 3 China ealvespr@gmail.com Objetivo da aula Analisar o quadro geral da descolonização afroasiática após a Segunda Guerra Mundial.

Leia mais

1896 Surgimento do movimento sionista Em 1896, o jornalista judeu Theodor Herzl, autor do livro "O Estado Judeu", criou o movimento sionista.

1896 Surgimento do movimento sionista Em 1896, o jornalista judeu Theodor Herzl, autor do livro O Estado Judeu, criou o movimento sionista. 1896 Surgimento do movimento sionista Em 1896, o jornalista judeu Theodor Herzl, autor do livro "O Estado Judeu", criou o movimento sionista. O objetivo era estabelecer um lar nacional para os judeus na

Leia mais

Professora Erlani. Capítulo 3 Apostila 4

Professora Erlani. Capítulo 3 Apostila 4 Capítulo 3 Apostila 4 Aspectos cruciais para a compreensão do Oriente Médio e de suas relações internacionais petróleo e terrorismo. Petróleo indispensável como fonte de energia. Terrorismo desencadeia

Leia mais

A atual situação do Egito e as perspectivas para a reconstrução do país

A atual situação do Egito e as perspectivas para a reconstrução do país A atual situação do Egito e as perspectivas para a reconstrução do país Análise Oriente Médio e Magreb Pedro Casas 14 de Março de 2011 A atual situação do Egito e as perspectivas para a reconstrução do

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Notas do jornalista José Arbex sobre o trabalho da delegação de entidades ligadas o Conselho Internacional

Leia mais

ORIENTE MÉDIO CAPÍTULO 10 GRUPO 07

ORIENTE MÉDIO CAPÍTULO 10 GRUPO 07 ORIENTE MÉDIO CAPÍTULO 10 GRUPO 07 LOCALIZAÇÃO Compreende a região que se estende do Mar Vermelho e Canal de Suez, no Egito, até o Afeganistão, a leste. Também fazem parte do Oriente Médio a Ilha de Chipre,

Leia mais

Brasil planeja envio de soldados para Força da ONU no Líbano

Brasil planeja envio de soldados para Força da ONU no Líbano Brasil planeja envio de soldados para Força da ONU no Líbano O Brasil planeja o envio de tropas do Exército para serem incorporadas à missão de paz das Nações Unidas no sul do Líbano, junto à fronteira

Leia mais

Carta Aberta do Conselho da Paz dos EUA Para Todos Os Nossos Amigos e Camaradas Do Movimento Pela Paz

Carta Aberta do Conselho da Paz dos EUA Para Todos Os Nossos Amigos e Camaradas Do Movimento Pela Paz Carta Aberta do Conselho da Paz dos EUA Para Todos Os Nossos Amigos e Camaradas Do Movimento Pela Paz Caros Amigos e Camaradas da Paz, Como é do vosso conhecimento, o nosso mundo encontra-se numa conjuntura

Leia mais

A fundação do Estado de Israel e o conflito na Palestina

A fundação do Estado de Israel e o conflito na Palestina A fundação do Estado de Israel e o conflito na Palestina Podemos assistir novamente ao espetáculo de horror promovido na Palestina. Incursões militares israelenses, cujo objetivo é a dominação da região

Leia mais

Colégio Jardim São Paulo 2012 9 os Anos. ORIENTE MÉDIO 2. prof. Marcelo Duílio profa. Mônica Moraes

Colégio Jardim São Paulo 2012 9 os Anos. ORIENTE MÉDIO 2. prof. Marcelo Duílio profa. Mônica Moraes Colégio Jardim São Paulo 2012 9 os Anos. ORIENTE MÉDIO 2 prof. Marcelo Duílio profa. Mônica Moraes 1 ORIENTE MÉDIO Quadro político e socioeconômico Essa região divide se politicamente em uma porção continental:

Leia mais

Cuba rejeita categoricamente qualquer tentativa de explorar a situação dramática criada para ocupar o país e controlar o petróleo.

Cuba rejeita categoricamente qualquer tentativa de explorar a situação dramática criada para ocupar o país e controlar o petróleo. Leia abaixo a íntegra do discurso do Ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, no Conselho de Dereitos Humanos da ONU, na última terça-feira (1º/3), em Genebra: A consciência humana rejeita

Leia mais

Sebastião Salgado atribui culpa a EUA e Europa por atual crise dos refugiados

Sebastião Salgado atribui culpa a EUA e Europa por atual crise dos refugiados Sebastião Salgado atribui culpa a EUA e Europa por atual crise dos refugiados POR ENTRETEMPOS, JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO, 04.10.2015 Tião, como é chamado pelos amigos, não toma café. Ainda assim, motivado

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org O Movimento Social Palestino rumo ao FME O Fórum Mundial da Educação na Palestina será realizado

Leia mais

A Tríplice Fronteira e a Guerra ao Terror

A Tríplice Fronteira e a Guerra ao Terror AMARAL, Arthur Bernardes do. A Tríplice Fronteira e a Guerra ao Terror. Rio de Janeiro: Apicuri, 2010. 312 p. A Tríplice Fronteira e a Guerra ao Terror The Triple Frontier and the Terror War Carlos Alexandre

Leia mais

Revista Urutágua revista acadêmica multidisciplinar Nº 18 mai./jun./jul./ago. 2009 Quadrimestral Maringá Paraná Brasil ISSN 1519-6178

Revista Urutágua revista acadêmica multidisciplinar Nº 18 mai./jun./jul./ago. 2009 Quadrimestral Maringá Paraná Brasil ISSN 1519-6178 Massacre em Gaza Ramez Philippe Maalouf * Resumo: O presente texto é uma tentativa de compreensão dos motivos que levaram Israel a massacrar a população da Faixa de Gaza, entre dezembro de 2008 e janeiro

Leia mais

OS ACORDOS DE OSLO (1993) CONSEQUÊNCIA E CAUSA DAS INTIFADAS

OS ACORDOS DE OSLO (1993) CONSEQUÊNCIA E CAUSA DAS INTIFADAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS PAULA HOHGRAWE DE AGUIAR OS ACORDOS DE OSLO (1993) CONSEQUÊNCIA E CAUSA DAS INTIFADAS Porto

Leia mais

Primavera Árabe. 01. Uma onda de mudanças no Oriente Médio

Primavera Árabe. 01. Uma onda de mudanças no Oriente Médio Primavera Árabe 01. Uma onda de mudanças no Oriente Médio O acontecimento de maior impacto em 2011 no cenário político mundial foi a revolta popular contra regimes autoritários no mundo árabe, área formada

Leia mais

Estados Unidos apóiam ataque em território somali

Estados Unidos apóiam ataque em território somali Estados Unidos apóiam ataque em território somali Resenha Segurança Lígia Franco Prados Mello 06 de março de 2007 Estados Unidos apóiam ataque em território somali Resenha Segurança Lígia Franco Prados

Leia mais

Na ditadura não a respeito à divisão dos poderes (executivo, legislativo e judiciário). O ditador costuma exercer os três poderes.

Na ditadura não a respeito à divisão dos poderes (executivo, legislativo e judiciário). O ditador costuma exercer os três poderes. Ditadura: É uma forma de governo em que o governante (presidente, rei, primeiro ministro) exerce seu poder sem respeitar a democracia, ou seja, governa de acordo com suas vontades ou com as do grupo político

Leia mais

ATUALIDADES. Top Atualidades Semanal DESTAQUE PROFESSOR MARCOS JOSÉ. Governo Dilma é o 1º a ter contas reprovadas. SEMANA DE 06 a 12 DE OUTUBRO

ATUALIDADES. Top Atualidades Semanal DESTAQUE PROFESSOR MARCOS JOSÉ. Governo Dilma é o 1º a ter contas reprovadas. SEMANA DE 06 a 12 DE OUTUBRO Governo Dilma é o 1º. a ter contas reprovadas no TCU desde Getúlio Obama pede desculpas por ataque a hospital Alckmin impõe sigilo e só vai expor falhas no metrô de SP após 25 anos ATUALIDADES PROFESSOR

Leia mais

RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS DAS

RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS DAS 1 RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS DAS QUESTÕES ( ) I Unidade ( ) II Unidade ( x ) III Unidade FÍSICA E GEOGRAFIA Curso: Ensino Fundamental Ano: 9.º Turma: ABCDEF Data: / / 1 11 009 Física Prof. s Fernandes e

Leia mais

HISTÓRIA - 3 o ANO MÓDULO 62 ORIENTE MÉDIO

HISTÓRIA - 3 o ANO MÓDULO 62 ORIENTE MÉDIO HISTÓRIA - 3 o ANO MÓDULO 62 ORIENTE MÉDIO Como pode cair no enem Um gigante da indústria da internet, em gesto simbólico, mudou o tratamento que conferia à sua página palestina. O site de buscas alterou

Leia mais

ORIENTE MÉDIO. Col. Santa Clara Prof. Marcos

ORIENTE MÉDIO. Col. Santa Clara Prof. Marcos ORIENTE MÉDIO Col. Santa Clara Prof. Marcos DÉFICIT HÍDRICO NO ORIENTE MÉDIO ONU: escassez de água = menos de 1.000 m³ por ano, por pessoa. Oriente Médio = 700 m³/pessoa ao ano CRESCENTE FÉRTIL - Rios

Leia mais

Século XXI. Sobre a cultura islâmica após os atentados de 11 de setembro. Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito.

Século XXI. Sobre a cultura islâmica após os atentados de 11 de setembro. Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Século XXI Oficialmente, o século XXI, inicia-se cronologicamente no final do ano 2000. Historicamente podemos destacar que os eventos que aconteceram um ano após a entrada do novo milênio marcam a chegada

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais CEFET/MG. Prof.: Alexandre Alvarenga - Trabalho de Recuperação - Turma: Aluno: Nota:

Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais CEFET/MG. Prof.: Alexandre Alvarenga - Trabalho de Recuperação - Turma: Aluno: Nota: Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais CEFET/MG Disciplina: Geografia - 2º ano - Valor: 20 pontos Prof.: Alexandre Alvarenga - Trabalho de Recuperação - Turma: Aluno: Nota: 1. Determine

Leia mais

Reunião de Seção CONFERÊNCIA RELIGIOSA MUNDIAL

Reunião de Seção CONFERÊNCIA RELIGIOSA MUNDIAL Reunião 08 Reunião de Seção CONFERÊNCIA RELIGIOSA MUNDIAL Área de Desenvolvimento enfatizada: ESPIRITUAL Ramo: Sênior Mês recomendado para desenvolver esta reunião: Indiferente. Recomendada para abertura

Leia mais

A visita de Shimon Peres ao Brasil e a relação brasileira com o Oriente Médio

A visita de Shimon Peres ao Brasil e a relação brasileira com o Oriente Médio A visita de Shimon Peres ao Brasil e a relação brasileira com o Oriente Médio Análise Desenvolvimento Jéssica Silva Fernandes 15 de dezembro de 2009 A visita de Shimon Peres ao Brasil e a relação brasileira

Leia mais

CRONOLOGIA DO CONFLITO

CRONOLOGIA DO CONFLITO ORIENTE MÉDIO: COMO ENTENDER TANTA GUERRA? CONFLITO ÁRABE-ISRAELENSE Tem por base a constituição do Estado de Israel nos territórios da antiga Palestina britânica e os movimentos de reação arábe, após

Leia mais

REVISÃO PARA O PROVÃO HISTÓRIA

REVISÃO PARA O PROVÃO HISTÓRIA REVISÃO PARA O PROVÃO HISTÓRIA 1) Quais são os aspectos da guerra fria: corrida armamentista, corrida olimpica, corrida tecologica, corrida aeroespacial 2) O que acontece quando a gente se vê duplicado

Leia mais

Questão Palestina x Israel. Resgate dos conflitos da origem aos dias atuais!

Questão Palestina x Israel. Resgate dos conflitos da origem aos dias atuais! Questão Palestina x Israel Resgate dos conflitos da origem aos dias atuais! Origens!!!! 1897: Fundação do movimento sionista, que visa o retorno dos judeus à Palestina. No início do século XX, já existiam

Leia mais

DÉCADA DE 70. Eventos marcantes: Guerra do Vietnã Watergate Crise do Petróleo Revolução Iraniana

DÉCADA DE 70. Eventos marcantes: Guerra do Vietnã Watergate Crise do Petróleo Revolução Iraniana Eventos marcantes: Guerra do Vietnã Watergate Crise do Petróleo Revolução Iraniana GUERRA DO VIETNÃ Após o fim da Guerra da Indochina (1954), Vietnã é dividido na altura do paralelo 17: Norte: república

Leia mais