QUALIDADE E INVESTIMENTO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "QUALIDADE E INVESTIMENTO"

Transcrição

1 RAIO X (PÓS-DECRETO) 6.523/08 QUALIDADE E INVESTIMENTO

2 Expectativa de CRESCIMENTO do Setor de Call Center (SAC) em função do Decreto (Empresas Prestadoras de Serviços - (ABT) Investimento: 01 Bilhão (reais) Geração: 100 mil empregos "DEZ/08" 60% 0% 20% 40% 60%

3 Comparação dos Resultados x Expectativas (Crescimento do Setor em função do Decreto) - (ABT) "SET/09" 25% Por quê? "DEZ/08" 60% 0% 20% 40% 60% 80%

4 Qual a estratégia a ser adotada na implantação do SAC? (Pesquisa FGV/RJ) OPÇÃO Estratégia na implantação do SAC (...) Interno (Estrutura + RH) (...) Interno (Estrutura) e Terceirizar (RH) (...) Interno (RH) e Terceirizar (Estrutura) (...) Terceirização Total (Estrutura + RH)

5 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10% 0% Qual a estratégia a ser adotada na implantação do SAC? 55% INTERNO (Estrutura e RH) = 55% TERCEIRIZADO (Estrutura e RH); 22% 22% INTERNO (Estrutura) e TERCEIRIZADO (RH) = 19% 19% TERCEIRIZADO (Estrutura) e INTERNO (RH) = 4% 4% -10% Fonte: FGV/RJ

6 Levantamento de uma empresa prestadora da serviços (Call Center) (% do negócio SAC ) 55% 45% 40% 34% 36% dez/08 mar/09 jun set out

7 1ª Conclusão Houve crescimento do SAC, mas as empresas estão optando em fazer dentro de sua própria estrutura e com RH próprio (55%) ou dentro da empresa em com RH terceirizado (19%). Por quê?

8 Em qual segmento a Central de Atendimento é mais importante? - (Pesquisa FGV/RJ) OPÇÃO Qual segmento? (...) Companhias Aéreas (...) Empresas de Energia (...) Empresas de Telefonia (...) Instituições Financeiras (bancos, cartões) (...) Planos de Saúde (...) TV por Assinatura

9 TV por Assinatura 14% Para o CLIENTE: Planos de Saúde 25% Empresas Telefonia 23% Cias Aéreas 24% Empresas Energia 8% Fonte: FGV/RJ Inst. Financeiras 7%

10 Em qual segmento você é melhor atendido? - (Pesquisa FGV/RJ) OPÇÃO Qual segmento com melhor atendimento? (...) Companhias Aéreas (...) Empresas de Energia (...) Empresas de Telefonia (...) Instituições Financeiras (bancos, cartões) (...) Planos de Saúde (...) TV por Assinatura

11 Empresas Telefonia; 5,0% Para o CLIENTE: TV por Assinatura; 20,0% Planos de Saúde; 11,0% Cias Aéreas; 10,0% Empresas Energia; 23,0% Inst. Financeiras; 31,0% Fonte: FGV/RJ

12 Qual o fator mais importante que o fez optar pela renovação do seguro? (Pesquisa realizada por uma empresa de Seguros) Coberturas e Outras Vantagens; 15,4% Corretora; 9,5% Qualidade do Atendimento; 34,5% Valor do Seguro; 19,5% Serviços Agregados; 21,1%

13 2ª Conclusão QUALIDADE do ATENDIMENTO afeta diretamente a marca da empresa e seus produtos/serviços. A Central de Atendimento pode causar verdadeiros desastres de GESTÃO e, principalmente, sérios impactos no RELACIONAMENTO com o consumidor.

14 O que o CLIENTE não quer quando liga para o SAC? 1. Esperar para ser atendido (Acessibilidade); 2. Atendentes despreparados (solicita informações repetidamente, pede dados desnecessários, não tem conhecimento sobre o assunto e não é cordial); 3. Linguagem inadequada, massiva, genérica (termos excessivamente técnicos, não se considera o nível sócio/cultural do cliente);

15 O que o CLIENTE não quer quando liga para o SAC? 4. Falta de interatividade (Comunicação tem como base o Diálogo e não o monólogo); 5. Falta de foco (cliente pergunta uma coisa, atendente responde diversas outras); 6. Somente o atendimento. Ele quer mais. Ele quer o relacionamento (o relacionamento é o principal ATIVO de uma Central de Atendimento).

16 ESTUDO DE CASO RAIO-X: Impacto da criação do SAC para uma empresa do segmento PLANO DE SAÚDE.

17 Evolução: Número de ligações para o SAC nov/08 dez/08 jan fev mar abr

18 Cenário em Abril SAC No Local TOTAL nov/08 dez/08 jan fev mar abr

19 Criação do Nível 2 O que faz o nível 2? Resolve as pendências mais complexas; Proativamente, liga para os clientes insatisfeitos com a solução de seus casos; Entra em contato com outras áreas (5 dias); Fala diretamente com o PROCON; Faz pesquisas de satisfação (Qualidade); Treina o pessoal do SAC (Nível 1).

20 Criação do Nível 2 Quanto custa? 04 Atendentes; Salário aproximadamente R$ 1.800,00; Salário + Encargos + Benefícios: R$ ,00 mensais;

21 Criação do NÍVEL SAC Nível nov/08 dez/08 jan fev mar abr mai jun jul ago set out

22 Cenário em Outubro/2009 SAC Nível 2 No Local TOTAL nov/08 dez/08 jan fev mar abr mai jun jul ago set out

23 Reclamações PROCON Reportagens em Jornais + 01 Notícia na TV SAC Nível 2 Procon Demandas Judiciais = redução de 11% nov/08 dez/08 jan fev mar abr mai jun jul ago set out 2

24 Motivos Ligações SAC Adesão; 32% Cobertura; 16% Carências; 12% Pagamento; 10% Cadastro; 9% Médico; 9% Outros; 12%

25 O que é QUALIDADE do SAC na PERCEPÇÃO do CLIENTE 2.0 Agilidade (rápido acesso ao 0800); Facilidade/Conveniência (tratar todos os assuntos em um único canal); Resposta Eficiente (em relação: problemas, informações, solicitações).

26 O que faz o Nível 2? Resolve as pendências mais complexas; Proativamente, liga para os clientes insatisfeitos com a solução de seus casos; Entra em contato com outras áreas (5 dias); Fala diretamente com o PROCON; Faz pesquisas de satisfação (Qualidade); Treina o pessoal do SAC (Nível 1). REQUER: TALENTO 2.0

27 Conclusão... CLIENTE 2.0 SAC 2.0 TALENTO 2.0 Agilidade (Acesso) Conveniência Respostas Eficientes Convergência Planejamento Dimensionamento Equilibrado CRM (Histórico) Atendimento WEB + SMS Gravação dos contatos Ambiente Saudável Formação + Capacitação (*) Remuneração + Incentivo Seleção/Perfil Diferenciado Monitoria da Qualidade Desafios 2010

28 Como justificar? Para os amigos tudo, para os outros o rigor da lei.

29 PROCON SP Mais de 2 mil ligações gravadas e cronometradas No total, o PROCON/SP monitorou 69 empresas, das quais 41 apresentaram irregularidades como: má prestação de serviços e reclamação de consumidor não solucionada em 05 dias úteis.

30 Ainda de acordo com o Procon-SP, 11 empresas autuadas na última PROCON SP PROBLEMA PERSISTE fiscalização, continuam apresentando problemas e, portanto, serão autuadas novamente por apresentarem novas infrações. EMPRESAS NA MIRA A TAM Linhas Aéreas (com uma infração), a Net serviços de comunicação (com cinco) e a Medial Saúde (com duas).

31 PROCON SP

32

33

34 MINISTÉRIO PÚBLICO SP AUDIÊNCIA PÚBLICA Data: 29 Out/09 OBJETIVO: Verificar se as empresas (ANATEL) estão cumprindo as novas regras do SAC. RESULTADO O MP SP abriu 04 procedimentos administrativos para apurar irregularidades nas empresas: TELEFÔNICA, CLARO, TIM E SKY Próximas: Empresas (ANAC) e depois (ANS)

35 Projeto de Lei 664/07 Obriga as empresas privadas que operem Planos de Assistência à Saúde a disporem de centrais de atendimento funcionando durante as 24 (vinte e quatro) horas do dia. Parecer da Relatora (Iris de Araujo PMDB/GO) = Aprovação! Voto em separado Dr. Nechar (PV/SP) = Discorda da Relatora. Última movimentação (15/04/2009): Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) para aprovação.

36 Dúvidas? Visite nossa página na internet:

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA CONTRATO 07/2013 EXERCÍCIO 2013 jan/13 fev/13 mar/13 abr/13 mai/13 jun/13 jul/13 ago/13 set/13 out/13 nov/13 dez/13 Número da Nota Fiscal emitida - - - - - - 92 99 110 121/133-157 - - Depósitos realizados

Leia mais

Distribuição de Renda

Distribuição de Renda Distribuição de Renda Renda Per Capita do Trabalho Principais Regiões Metropolitanas 15 a 60 anos de idade Inclui zeros www.fgv.br/cps/ms Índice de Gini Desigualdade Níveis Renda domiciliar per capita

Leia mais

TABELA DE REAJUSTE SALARIAL Demais Trabalhadores de 1978 a 2010

TABELA DE REAJUSTE SALARIAL Demais Trabalhadores de 1978 a 2010 TABELA DE REAJUSTE SALARIAL Demais Trabalhadores de 1978 a 2010 MÊS Valor ÍNDICES % PARCELA A ACRESCENTAR MÊS DE INCIDÊNCIA jan/78 40,00 jan/77 DC Nº 22/77 jan/79 Até 2,5 SM 2.147,00 48,00 jan/78 DC Nº

Leia mais

abril/13 CNC -Divisão Econômica Rio de Janeiro Dezembro/2012

abril/13 CNC -Divisão Econômica Rio de Janeiro Dezembro/2012 abril/13 CNC -Divisão Econômica Rio de Janeiro Dezembro/2012 ÍNDICE DE CONFIANÇA DO EMPRESÁRIO DO COMÉRCIO Índice 127,6 126,9 126,5 Condições Atuais do Empresário do Comércio 102,2-1,1% -3,9% Economia

Leia mais

ESCALA DE EXPOSITORES

ESCALA DE EXPOSITORES NÚCLEO HUMBERTO DE CAMPOS A SAÚDE DA MÃE E DO BEBÊ ESCALA DE ES - 2017 Emitido em: 19/03/2017 22:42:45 JAN - Aleitamento materno 12 Aleitamento Materno - preparando a gestante; Como amamentar; Gravidez

Leia mais

17/fev terça-feira Carnaval EUA: Construção de Novas Casas 18/fev

17/fev terça-feira Carnaval EUA: Construção de Novas Casas 18/fev Mês Dia Dia da Semana Indicador* 1/jan quinta-feira Confraternização Universal 5/jan 7/jan 8/jan quinta-feira 9/jan 14/jan 15/jan quinta-feira 16/jan janeiro 19/jan 20/jan 21/jan 27/jan 28/jan 29/jan quinta-feira

Leia mais

EXPLICAÇÕES DA SEÇÃO B 1 B

EXPLICAÇÕES DA SEÇÃO B 1 B EXPLICAÇÕES DA SEÇÃO B 1 B Os instantes do nascer, passagem meridiana e ocaso dos planetas ( exceto Plutão ), Sol e Lua são apresentados para seis cidades brasileiras : Longitude ( W ) Latitude ( S ) o

Leia mais

CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro Outubro/2013

CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro Outubro/2013 CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro Outubro/2013 PEIC Síntese dos Resultados Síntese dos Resultados Total de Endividados Dívidas ou Contas em Atrasos Não Terão Condições de Pagar out/12 59,2% 20,5%

Leia mais

Curso de Capacitação de Analistas de Ouvidoria

Curso de Capacitação de Analistas de Ouvidoria Curso de Capacitação de Analistas de Ouvidoria Ênfase Saúde Suplementar Sistema Unimed Processo de Ouvidoria 27.03.2015 Sobre a CNU Central Nacional Unimed A CNU é a operadora nacional dos planos de saúde

Leia mais

Série 310 E 311 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-15

Série 310 E 311 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-15 31-jan-15 a - Juros 2.132.138,01 a - Juros 7.425,07 b - Amortização 1.380.493,17 b - Amortização 5.131,94 a - Saldo atual dos CRI Seniors (263.559.280,52) b - Saldo atual dos CRI Junior (851.761,29) c

Leia mais

Pesquisa Mensal de Atividade em Serviços. Junho de 2014

Pesquisa Mensal de Atividade em Serviços. Junho de 2014 Pesquisa Mensal de Atividade em Serviços Junho de 2014 Definições A Pesquisa de Emprego em Serviços é desenvolvida pela CNS/FESESP com base em dados do sistema RAIS- CAGED do Ministério do Trabalho e Emprego

Leia mais

Nível de Emprego Regional - CIESP

Nível de Emprego Regional - CIESP Diretorias Regionais do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo CIESP Indústria de Transformação Setembro de 2005 Nota metodológica: Pesquisa mensal, realizada pelo CIESP/Sede entre suas Diretorias

Leia mais

Pesquisa Mensal de Atividade em Serviços. Junho de 2015

Pesquisa Mensal de Atividade em Serviços. Junho de 2015 Pesquisa Mensal de Atividade em Serviços Junho de 2015 Definições A Pesquisa de Emprego em Serviços é desenvolvida pela CNS/FESESP com base em dados do sistema RAIS- CAGED do Ministério do Trabalho e Emprego

Leia mais

Uma avaliação estatística do Disque Sincor Francisco Galiza Março/2005

Uma avaliação estatística do Disque Sincor Francisco Galiza  Março/2005 Uma avaliação estatística do Disque Sincor Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Março/2005 1) Introdução Nas sociedades modernas, existe naturalmente a preocupação de que os contratos de seguros

Leia mais

CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro

CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro PEIC Síntese dos Resultados Síntese dos Resultados Total de Endividados Dívidas ou Contas em Atrasos Não Terão Condições de Pagar mar/10 63,0% 27,3% 8,7% fev/11 65,3%

Leia mais

OBJETIVO. Reestruturar o Call Center da Unimed Cuiabá, a fim de atender as exigências do Decreto 6.523/08.

OBJETIVO. Reestruturar o Call Center da Unimed Cuiabá, a fim de atender as exigências do Decreto 6.523/08. OBJETIVO Reestruturar o Call Center da Unimed Cuiabá, a fim de atender as exigências do Decreto 6.523/08. FOCO Estrutura Física; Tecnologia; Pessoas; Telefonia ENVOLVIDOS 21 pessoas envolvidas diretamente

Leia mais

RESOLUÇÃO ANEEL N O 451, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1998

RESOLUÇÃO ANEEL N O 451, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1998 RESOLUÇÃO ANEEL N O 451, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1998 Homologa os Montantes de Energia e Demanda de Potência para os Contratos Iniciais de compra e venda de energia para as empresas das regiões Norte e Nordeste

Leia mais

3 de março de Reunião com Investidores

3 de março de Reunião com Investidores 3 de março de 2016 Reunião com Investidores Em mercados mais maduros, as MVNOs tem conseguido alcançar +10% de Market share, particularmente nos Estados Unidos e Europa. A nova onda de Internet das Coisas

Leia mais

CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro

CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro PEIC Síntese dos Resultados Síntese dos Resultados Total de Endividados Dívidas ou Contas em Atrasos Não Terão Condições de Pagar Mai/11 64,2% 24,4% 8,6% Abr/12 56,8%

Leia mais

O 13 o Salário nas MPEs paulistas em 2009

O 13 o Salário nas MPEs paulistas em 2009 O 13 o Salário nas MPEs paulistas em 2009 SONDAGEM DE OPINIÃO Novembro 2009 1 Introdução Objetivos: - Identificar a situação das micro e pequenas empresas (MPEs) paulistas quanto ao pagamento do 13 o salário

Leia mais

Evolução dos Preços dos Combustíveis MAOTE

Evolução dos Preços dos Combustíveis MAOTE Evolução dos Preços dos Combustíveis MAOTE Janeiro de 2015 Evolução dos preços dos combustíveis em Portugal Continental Preços dos Combustíveis em Portugal Continental ( /l e /kg) GPL Propano ( /kg) GPL

Leia mais

Indicadores P&D ( Agosto )

Indicadores P&D ( Agosto ) PESQUISA E DESENVOLVIMENTO Indicadores P&D 2016 ( Agosto ) Variação do Custo dos produtos base dez 2015 (%) PESQUISA E DESENVOLVIMENTO Variação do custo ao decorrer do ano 35 30 25 20 15 10 5 0-5 -10-15

Leia mais

ANEXO 1 (arts. 54 e 55 - L.C. 101/00) RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL

ANEXO 1 (arts. 54 e 55 - L.C. 101/00) RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL ANEXO 1 (arts. 54 e 55 - L.C. 101/00) RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL Valores em Reais I - COMPARATIVOS maio/2014 a abril/2015 maio/2015 a abril/2016 R$ % R$ % Receita Corrente Líquida do Município 34.470.824,28

Leia mais

TELEFONIA FIXA E MÓVEL

TELEFONIA FIXA E MÓVEL DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TELEFONIA FIXA E MÓVEL NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES FONTE: BACEN ELABORAÇÃO E ESTIMATIVA: BRADESCO

BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES FONTE: BACEN ELABORAÇÃO E ESTIMATIVA: BRADESCO BALANÇA COMERCIAL 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES 50.000 44.703 46.457 45.166 40.000 30.000 24.794

Leia mais

JUROS: TAXA DE PARIDADE E GASTO COM A DÍVIDA PÚBLICA

JUROS: TAXA DE PARIDADE E GASTO COM A DÍVIDA PÚBLICA JUROS: TAXA DE PARIDADE E GASTO COM A DÍVIDA PÚBLICA José Ricardo Roriz Coelho Vice-Presidente da FIESP Diretor Titular do DECOMTEC Janeiro de 2017 Regra da Paridade de Juros Existe uma medida teórica

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES FONTE: BACEN ELABORAÇÃO E ESTIMATIVA: BRADESCO 60,000 50,000 47,284 47,842 44,703 46,457 40,032 37,841 40,000 33,641

BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES FONTE: BACEN ELABORAÇÃO E ESTIMATIVA: BRADESCO 60,000 50,000 47,284 47,842 44,703 46,457 40,032 37,841 40,000 33,641 BALANÇA COMERCIAL 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 BALANÇA COMERCIAL US$ MILHÕES 60,000 50,000 24,794 33,641 44,703 46,457 40,032

Leia mais

EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES

EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES SETOR EXTERNO BALANÇA COMERCIAL out/02 jan/03 abr/03 jul/03 out/03 jan/04 abr/04 jul/04 out/04 jan/05 abr/05 jul/05 out/05 jan/06 abr/06 jul/06 out/06 jan/07 abr/07 jul/07 out/07 jan/08 abr/08 jul/08 out/08

Leia mais

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Abril de 2008 Apresentado por Fernando Chacon Diretor de Marketing de Cartões do Banco Itaú 1 Números de Mercado 2 Mercado de Cartões 2008 Indicadores

Leia mais

Mercado de Trabalho Empregos formais. Estado de São Paulo Município: Capivari

Mercado de Trabalho Empregos formais. Estado de São Paulo Município: Capivari Mercado de Trabalho Empregos formais Estado de São Paulo Município: Capivari SÍNTESE Estado de São Paulo População estimada em 2014 44.035.304 População 2010 41.262.199 Área (km²) 248.222,36 Densidade

Leia mais

EXPECTATIVA E INTER RELACIONAMENTO DOS PLAYERS

EXPECTATIVA E INTER RELACIONAMENTO DOS PLAYERS EXPECTATIVA E INTER RELACIONAMENTO DOS PLAYERS Eventos de Sinistro por Meses no Ano Jan 6% Fev 6% M ar 7% Abr 7% Mai 6% Jun 6% Jul 8% Ago 10% Set 11% Out 11% Nov 12% Dez 10% 0% 2% 4% 6% 8% 10% 12% 14%

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL (Não considerando a incorporação da Gratificação Nova Escola como reajuste)

EVOLUÇÃO SALARIAL (Não considerando a incorporação da Gratificação Nova Escola como reajuste) EVOLUÇÃO SALARIAL (Não considerando a incorporação da Gratificação Nova Escola como reajuste) Categoria: Profissionais da Educação da Rede Estadual de Ensino do Rio de Janeiro (Magistério) Deflatores:

Leia mais

8 DN 08/16 22/jan Operação Sufoco

8 DN 08/16 22/jan Operação Sufoco CONTROLE DE APURAÇÃO DE DENÚNCIA 2016 Item Protocolo Entrada Tramitação Prazo 1 DN 01/16 08/jan Academias fiscalizadas durante a Operação Sufoco. 2 DN 02/16 08/jan No momento da fiscalização não estava

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego em Serviços. Abril de 2013

Pesquisa Mensal de Emprego em Serviços. Abril de 2013 Pesquisa Mensal de Emprego em Serviços Abril de 2013 Definições A Pesquisa de Emprego em Serviços é desenvolvida pela CNS/FESESP com base em dados do sistema RAISCAGED do Ministério do Trabalho e Emprego

Leia mais

Figura 1 Distribuição espacial do índice de seca meteorológica em 31de Agosto e em 15 de Setembro de 2012.

Figura 1 Distribuição espacial do índice de seca meteorológica em 31de Agosto e em 15 de Setembro de 2012. Situação de Seca Meteorológica em 15 de setembro Contributo do Instituto de Meteorologia, I.P. para o Acompanhamento e Avaliação dos Efeitos da Seca 1. Situação Atual de Seca Meteorológica A situação de

Leia mais

RESUMO GERAL RESUMO GERAL EM VALORES HISTÓRICOS

RESUMO GERAL RESUMO GERAL EM VALORES HISTÓRICOS PROCESSO 0044666-44.4466.4.44.0666 VARA TRABALHISTA RECLAMANTE RECLAMADO DISTRIBUIÇÃO DATA CÁLCULO RECLAMANTE DA SILVA RECLAMADA LTDA 17/jun/16 26/set/16 RESUMO GERAL RESUMO GERAL EM VALORES HISTÓRICOS

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo. Material de suporte para categorias em data-base INPC-IBGE

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo. Material de suporte para categorias em data-base INPC-IBGE EVOLUÇÃO SALARIAL Categoria: Material de suporte para categorias em data-base Deflatores: IPCA-IBGE INPC-IBGE março de 2015 Este trabalho contém o estudo sobre o comportamento dos salários desde 01-março-2014

Leia mais

Construção civil: balanço e perspectivas 2/12/2013

Construção civil: balanço e perspectivas 2/12/2013 Construção civil: balanço e perspectivas 2/12/2013 Balanço 2013 As expectativas eram modestas Lançamentos e vendas no mercado imobiliário voltam a crescer; Investimentos em infraestrutura crescem mais

Leia mais

CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS

CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS JANEIRO 31 01 Dia Mundial da Paz (Confraternização Universal) - Feriado 04 a 31 Férias docentes e discentes FEVEREIRO 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 3

Leia mais

Índice de Confiança da Construção. Índice da Situação Atual. Índice de Expectativas

Índice de Confiança da Construção. Índice da Situação Atual. Índice de Expectativas Juunnhhoo J ddee 22001122 Evolução no trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior Médias Mar-Mai de 2012 Mar-Mai de 2011 Médias Abr-Jun de 2012 Abr-Jun de 2011 Confiança da Pelo terceiro mês

Leia mais

Figura 1 Distribuição espacial do índice de seca meteorológica em 30 de novembro e em 15 de dezembro de 2012.

Figura 1 Distribuição espacial do índice de seca meteorológica em 30 de novembro e em 15 de dezembro de 2012. Situação de Seca Meteorológica em de dezembro Contributo do para o Acompanhamento e Avaliação dos Efeitos da Seca 1. Situação Atual de Seca Meteorológica Em de dezembro a situação de seca meteorológica

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA APLICADA MESTRADO EM QUÍMICA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA APLICADA MESTRADO EM QUÍMICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA APLICADA MESTRADO EM QUÍMICA ESTRUTURA DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO E DA DISSERTAÇÃO PONTA

Leia mais

Prestação de Contas Exercício 2009

Prestação de Contas Exercício 2009 Prestação de Contas Exercício 2009 PRESTAÇÃO DE CONTAS Plano CELOS Saúde Planos Previdenciários (Transitório e Misto) Investimentos Alocação de Recursos Evolução Patrimonial Pesquisa de Satisfação PRESTAÇÃO

Leia mais

ANO XXVI ª SEMANA DE AGOSTO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 32/2015

ANO XXVI ª SEMANA DE AGOSTO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 32/2015 ANO XXVI - 2015-1ª SEMANA DE AGOSTO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 32/2015 IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA TAXAS DE CÂMBIO PARA ATUALIZAÇÃO DOS CRÉDITOS E OBRIGAÇÕES EM MOEDA ESTRANGEIRA ATUALIZAÇÃO EM

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 03/2016.

RESOLUÇÃO Nº 03/2016. RESOLUÇÃO Nº 03/2016. Determina os procedimentos para registro institucional e valores da contribuição anual para o ano de 2017. Considerando: 1. Que a União dos Escoteiros do Brasil (UEB), fundada em

Leia mais

Capítulo 12. Precipitações nas capitais

Capítulo 12. Precipitações nas capitais Capítulo 12 Precipitações nas capitais 12-1 Capítulo 12- Precipitações nas capitais 12.1 Introdução Vamos mostrar as precipitações médias mensais das capitais no Brasil no período de 1961 a 1990 fornecidas

Leia mais

OLIMPÍADA DE PRODUÇÃO PRIME

OLIMPÍADA DE PRODUÇÃO PRIME OLIMPÍADA DE PRODUÇÃO 2017 - PRIME 1 EMPRESA REALIZADORA DA CAMPANHA: Bradesco Seguros 2 PERÍODO: Abril de 2016 a Março de 2017 3 SEGMENTOS: Prime 4 PARTICIPANTES: 4.1 - Prime Diretor Regional Gerente

Leia mais

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Expo Money Brasília

Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados. Expo Money Brasília Explorando as Oportunidades dos Serviços de Dados Expo Money Brasília Conhecendo a TIM Aniversário de 15 anos de Listagem TIM: Uma Gigante Brasileira Crescimento Orgânico Receita Bruta (R$ Bi) 27,8 Base

Leia mais

Panorama da Economia Brasileira

Panorama da Economia Brasileira Panorama da Economia Brasileira Nelson Barbosa Secretário de Política Econômica Brasília, 23 de novembro de 2009 1 PRODUÇÃO INDUSTRIAL Índice com ajuste sazonal (jan/2007 = 100) 115 110 110,9 105 101,89

Leia mais

1. DADOS DA EMPRESA. Nome do contato: do contato: Telefone do contato: Nome da Empresa: Endereço: Cidade: Estado: CEP:

1. DADOS DA EMPRESA. Nome do contato:  do contato: Telefone do contato: Nome da Empresa: Endereço: Cidade: Estado: CEP: PANORAMA DO TREINAMENTO NO BRASIL - 2016 Dados, informações, fatos, análises. Este questionário em PDF é para auxiliar na coleta de dados. As perguntas devem ser respondidas no link: www.cmpesquisa.com.br/t&d

Leia mais

MBA em Gestão Pública

MBA em Gestão Pública MBA em Gestão Pública Legenda: Aulas ao vivo Avaliações Desafio Profissional Feriados Importantes MBA EM GESTÃO PÚBLICA INFORMAÇÕES GERAIS IMPORTANTES - Os temas e Professores específicos de cada aula

Leia mais

Piso para campus Expansão Complemento por Matrículas Totais Recursos do Tesouro Tauá

Piso para campus Expansão Complemento por Matrículas Totais Recursos do Tesouro Tauá ANEXO XXI - CAMPUS TIANGUÁ Cálculo do Orçamento de O orçamento do campus de é a soma dos recursos para custeio do campus e o valor da assistência estudantil, que será provido pelo Tesouro através da SOF

Leia mais

Figura 1 Distribuição espacial do índice de seca meteorológica em 31de julho e em 15 de agosto de 2012.

Figura 1 Distribuição espacial do índice de seca meteorológica em 31de julho e em 15 de agosto de 2012. Situação de Seca Meteorológica em 15 agosto Contributo do Instituto de Meteorologia, I.P. para o Acompanhamento e Avaliação dos Efeitos da Seca 1. Situação Atual de Seca Meteorológica A situação de seca

Leia mais

Indústria espera que as exportações cresçam no primeiro semestre de 2016

Indústria espera que as exportações cresçam no primeiro semestre de 2016 JANEIRO/2016 Indústria espera que as exportações cresçam no primeiro semestre de 2016 A Sondagem Industrial, pesquisa realizada junto a 176 indústrias catarinenses no mês de janeiro, mostrou que o nível

Leia mais

Cronograma Vale e PASA 2017

Cronograma Vale e PASA 2017 Rio de Janeiro, 18 de novembro de 2016. Cronograma Vale e PASA 2017 Prezado(a) Credenciado(a), Para agilizar o processamento de suas faturas e eliminar o risco de erros de digitação, o envio do faturamento

Leia mais

CENÁRIO MACROECONÔMICO BRASILEIRO : DESAFIOS E OPORTUNIDADES

CENÁRIO MACROECONÔMICO BRASILEIRO : DESAFIOS E OPORTUNIDADES CENÁRIO MACROECONÔMICO BRASILEIRO 2014-2015: DESAFIOS E OPORTUNIDADES ABRIL, 2014 Fabiana D Atri Economista Sênior do Departamento de Pesquisas 1 e Estudos Econômicos - DEPEC 17/04/11 17/05/11 17/06/11

Leia mais

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2017 ( t ) ( US$ / t )

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2017 ( t ) ( US$ / t ) BRASIL IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2017 (POR PAÍS) PAÍSES JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ ARGENTINA Volume ( Ton/Liq ) 399.473,26 422.403,60 501.033,08 371.050,32 437.918,87 2.131.879,13 Valor

Leia mais

Agência de Atendimento & Tele-Atendimento

Agência de Atendimento & Tele-Atendimento VI CONGRESSO BRASILEIRO DE REGULAÇÃO - ABAR Agência de Atendimento & Tele-Atendimento Gilberto Alves da Silva Hugo Riyoiti Yamaguchi Paulo Victor Castello Branco Braun Meire Rose Machado 1 Sumário Introdução

Leia mais

Governo do Estado de São Paulo. Secretaria de Logística e Transportes. Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo

Governo do Estado de São Paulo. Secretaria de Logística e Transportes. Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo Governo do Estado de São Paulo Secretaria de Logística e Transportes Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo Agosto/2017 Breve Histórico O DAESP é uma autarquia estadual criada em 1970 por força

Leia mais

Ferramentas da Qualidade

Ferramentas da Qualidade UNIVERSIDADE DE SOROCABA Curso Gestão da Qualidade Ferramentas da Qualidade Professora: Esp. Débora Ferreira de Oliveira Aula 09/02 Formação Acadêmica Tecnóloga em Mecânica FATEC Sorocaba; Pós graduada/mba

Leia mais

O preço do frango e a gripe aviária

O preço do frango e a gripe aviária 1 São Paulo, 09 de maio de 2006. NOTA À IMPRENSA O preço do frango e a gripe aviária Nos primeiros meses deste ano, o preço do frango registrou uma queda de 26,80%. O comportamento é atribuído ao fato

Leia mais

DISSERTAÇÕES DE MESTRADO EM AMBIENTE EMPRESARIAL

DISSERTAÇÕES DE MESTRADO EM AMBIENTE EMPRESARIAL DISSERTAÇÕES DE MESTRADO EM AMBIENTE EMPRESARIAL UMA APOSTA GANHA EDUARDO GIL DA COSTA egc@fe.up.pt 28 DE OUTUBRO DE 2016 DISSERTAÇÕES DE MESTRADO EM AMBIENTE EMPRESARIAL Apresentação do modelo organizacional

Leia mais

Estamos vivendo a AGEING SOCIETY

Estamos vivendo a AGEING SOCIETY Estamos vivendo a AGEING SOCIETY HC monitora crianças em busca de longevidade - O Estado de São Paulo, 16/09/07. Expectativa de vida de 150 anos (Instituto Barshop - Universidade do Texas EUA) Isto É,

Leia mais

PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL JANEIRO DE 2007

PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL JANEIRO DE 2007 PESQUISA DE EMPREGO E DESEMPREGO NO DISTRITO FEDERAL JANEIRO DE 2007 Taxa de desemprego registra variação negativa, devido a saída de pessoas do mercado de trabalho. As informações captadas pela Pesquisa

Leia mais

Figura 1 Distribuição espacial do índice de seca meteorológica em 31 de outubro e 15 de novembro de 2012.

Figura 1 Distribuição espacial do índice de seca meteorológica em 31 de outubro e 15 de novembro de 2012. Situação de Seca Meteorológica em 15 de novembro Contributo do Instituto de Meteorologia, I.P. para o Acompanhamento e Avaliação dos Efeitos da Seca 1. Situação Atual de Seca Meteorológica Em 15 de novembro

Leia mais

RCC. Gestão de Resíduo da Construção Civil 2014

RCC. Gestão de Resíduo da Construção Civil 2014 RCC Gestão de Resíduo da Construção Civil 2014 Caracterização do Município Localizada a 60 km da cidade de São Paulo, Jundiaí tem 431.969 km² e 396.920 habitantes (IBGE 2013), tendo sido classificada em

Leia mais

SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE RELATÓRIO ANUAL DA OUVIDORIA

SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE RELATÓRIO ANUAL DA OUVIDORIA SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE RELATÓRIO ANUAL DA OUVIDORIA 016 1. APRESENTAÇÃO A Ouvidoria do SPFC apresenta neste relatório números, gráficos e informações gerais sobre sua atuação no ano de 016, quando contabilizou

Leia mais

Atendimento de Saúde Ocupacional e Acidente do Trabalho no Sistema Unimed

Atendimento de Saúde Ocupacional e Acidente do Trabalho no Sistema Unimed Atendimento de Saúde Ocupacional e Acidente do Trabalho no Sistema Unimed ESTUDO REALIZADO PELA ÁREA DE INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DA UNIMED DO BRASIL: José Carlos de Barros Gerente Paulo José Especialista

Leia mais

PAINEL DO MERCADO DE TRABALHO

PAINEL DO MERCADO DE TRABALHO PAINEL DO MERCADO DE TRABALHO JANEIRO DE 212 - CAGED Emprego Formal na Economia Emprego no mês de Janeiro 213 - Ocorreu um saldo positivo de 28.9 postos de emprego e no comparativo dos meses de janeiro,

Leia mais

CRISTIANE SOUZA DIRETORA DE DESENVOLVIMENTO DE CANAIS

CRISTIANE SOUZA DIRETORA DE DESENVOLVIMENTO DE CANAIS CASE UNILEVER: DESENVOLVIMENTO DO MERCADO DE DESODORANTES CRISTIANE SOUZA DIRETORA DE DESENVOLVIMENTO DE CANAIS Alta penetração: Acima de 90% Mercado maduro Cheiro = limpeza DESENVOLVIMENTO DO SEGMENTO

Leia mais

IAPC VALE DO PARANHANA

IAPC VALE DO PARANHANA IAPC VALE DO PARANHANA SÍNTESE DOS INDICADORES DA PESQUISA Indicador Variação de Fevereiro de 2013 em relação a Janeiro 2013 (%) Variação da produção de Fevereiro de 2013 em relação a Fevereiro de 2012

Leia mais

ÍNDICES DE PREÇOS DO COMÉRCIO DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - OUTUBRO

ÍNDICES DE PREÇOS DO COMÉRCIO DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - OUTUBRO Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico ÍNDICES DE PREÇOS DO COMÉRCIO DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - OUTUBRO 2016 - SUMÁRIO 1. RESULTADOS SINTÉTICOS DA PESQUISA... 2

Leia mais

Apresentação de Resultados e Atualização do Plano Industrial 2o TRI 2016

Apresentação de Resultados e Atualização do Plano Industrial 2o TRI 2016 Apresentação de Resultados e Atualização do Plano Industrial 2o TRI 2016 1 Seguindo adiante: melhorando a performance Primeiros sinais de melhoria da economia Estabilidade política Inflação de volta para

Leia mais

Painel I: Negócios não-financeiros no BB. Denilson Gonçalves Molina Diretor de Cartões

Painel I: Negócios não-financeiros no BB. Denilson Gonçalves Molina Diretor de Cartões Painel I: Negócios não-financeiros no BB Denilson Gonçalves Molina Diretor de Cartões Mercado Brasileiro de Cartões 312,7 R$ bilhões 265,1 18,0% 41,7 Private Label 37,1 12,5% 90,6 Débito 74,8 21,1% 153,2

Leia mais

RELATÓRIO DA OUVIDORIA

RELATÓRIO DA OUVIDORIA RELATÓRIO DA OUVIDORIA Resolução 4.433 do Banco Central do Brasil e Instrução 529 da CVM RELATÓRIO DE ATIVIDADES DA ÁREA DE OUVIDORIA DE 01/01/2016 A 30/06/2016 I DA ESTRUTURA A SLW CORRETORA DE VALORES

Leia mais

Melhores Práticas para Monitoramento e Controle de seu Portfólio

Melhores Práticas para Monitoramento e Controle de seu Portfólio Melhores Práticas para Monitoramento e Controle de seu Portfólio Principais aprendizados e insights Programa Voz do Cliente Diretoria de Integração e Processos Gestão de Mudança e Qualidade As informações

Leia mais

SHELL BRASIL PETRÓLEO LTDA. PEA SHELL FASE 2

SHELL BRASIL PETRÓLEO LTDA. PEA SHELL FASE 2 SHELL BRASIL PETRÓLEO LTDA. PEA SHELL FASE 2 BIJUPIRÁ & SALEMA E PARQUE DAS CONCHAS Plano de Trabalho ANEXO B CRONOGRAMA FÍSICO-FINANCEIRO NOVEMBRO DE 2013 CRONOGRAMA MENSAL DE 2012 Abr Mai Jun Jul Ago

Leia mais

CORECON. Perspectivas do Mercado de Ações. Superintendência de Renda Variável- Itaú Janeiro DAC Superintendência de Renda Variável

CORECON. Perspectivas do Mercado de Ações. Superintendência de Renda Variável- Itaú Janeiro DAC Superintendência de Renda Variável CORECON Perspectivas do Mercado de Ações Superintendência de Renda Variável- Itaú 17 Janeiro 2006 2.1 Conclusão O CENÁRIO INTERNACIONAL PARA MERCADOS EMERGENTES CONTINUA BENÍGNO. A RECENTE INTERPRETAÇÃO

Leia mais

Resultados. Resultados

Resultados. Resultados Apresentação Apresentação de de Resultados Resultados TIM TIM Participações Participações S.A. S.A. 1 Resiliência do Negócio Frente à Tempestade Melhorias Operacionais Usuários, Minutos, Usuários Únicos,

Leia mais

Apresentação de resultados 2T15 Agosto de 2015

Apresentação de resultados 2T15 Agosto de 2015 Apresentação de resultados 2T15 Agosto de 2015 AGENDA 1. Destaques do 1S15 2. Desempenho operacional e financeiro 3. Hedge Cambial 4. Impactos da MP 677 5. Mercados e Perspectivas 2015 Empresa integrada

Leia mais

I.Log INDICADOR LOGÍSTICO. Avaliação do Clima do Setor 4º Trimestre 2015

I.Log INDICADOR LOGÍSTICO. Avaliação do Clima do Setor 4º Trimestre 2015 I.Log INDICADOR LOGÍSTICO Avaliação do Clima do Setor 4º Trimestre 2015 Sem ajuda da EU, o crescimento detetado no início de 2015 acabou por não se confirmar no 4ºT, com níveis de crescimento débeis para

Leia mais

Ingressos de IED diminuem 12,3% frente a 2014

Ingressos de IED diminuem 12,3% frente a 2014 São Paulo, 06 de outubro de 2015 AGOSTO DE 2015 Ingressos de IED diminuem 12,3% frente a 2014 Até agosto de 2015, os fluxos de investimento estrangeiro direto (IED) no Brasil totalizaram US$ 36,8 bilhões.

Leia mais

Acompanhamento dos Processos de Despacho. Conaportos Agosto de 2013

Acompanhamento dos Processos de Despacho. Conaportos Agosto de 2013 Acompanhamento dos Processos de Despacho Conaportos Agosto de 2013 Fluxo Logístico/Processual da Carga na Importação 1 2a 4 Atracação do Navio no Porto Deferimento de LI pelo Órgão Anuente, nos casos em

Leia mais

Gráfico 1: Taxas de juro dos depósitos de curto prazo das IFM e uma taxa de juro de mercado equivalente

Gráfico 1: Taxas de juro dos depósitos de curto prazo das IFM e uma taxa de juro de mercado equivalente - 5 - Gráfico 1: Taxas de juro dos depósitos de curto prazo das IFM e uma taxa de juro de 2.5 1.5 0.5 à ordem das famílias com prazo até 1 ano das famílias com pré-aviso até 3 meses das famílias à ordem

Leia mais

SUBSÍDIOS PARA A AÇÃO SINDICAL COMPORTAMENTO DO EMPREGO METALÚRGICO MARÇO DE 2011

SUBSÍDIOS PARA A AÇÃO SINDICAL COMPORTAMENTO DO EMPREGO METALÚRGICO MARÇO DE 2011 SUBSÍDIOS PARA A AÇÃO SINDICAL COMPORTAMENTO DO EMPREGO METALÚRGICO MARÇO DE 2011 ANÁLISE DOS RESULTADOS De acordo com os dados do Ministério do Trabalho e Emprego, de janeiro a dezembro de 2012 foram

Leia mais

Art. 201, 11 da CF Autoriza a incidência de contribuição previdenciária sobre os ganhos habituais. Verba indenizatória não é ganho habitual.

Art. 201, 11 da CF Autoriza a incidência de contribuição previdenciária sobre os ganhos habituais. Verba indenizatória não é ganho habitual. 1 DIREITO PREVIDENCIÁRIO PONTO 1: Salário de Benefício PONTO 2: Fator Previdenciário PONTO 3: Renda Mensal do Benefício PONTO 4: Etapas para o cálculo do Benefício Previdenciário PONTO 5: Art. 201, 11

Leia mais

PROJETO DE RACIONALIZAÇÃO DE CONSUMO E USO DE FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIA

PROJETO DE RACIONALIZAÇÃO DE CONSUMO E USO DE FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIA Dezembro 2005 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO DE RACIONALIZAÇÃO DE CONSUMO E USO DE FONTES ALTERNATIVAS DE ENERGIA CT-INFRA 02 CAMPANHAS EDUCATIVAS E DE DIVULGAÇÃO Devido ao Decreto nº

Leia mais

A MARKETUP É UMA STARTUP QUE ACREDITA NA IMPORTÂNCIA DAS MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS E SUA ATITUDE EMPREENDEDORA

A MARKETUP É UMA STARTUP QUE ACREDITA NA IMPORTÂNCIA DAS MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS E SUA ATITUDE EMPREENDEDORA QUEM SOMOS A MARKETUP É UMA STARTUP QUE ACREDITA NA IMPORTÂNCIA DAS MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS E SUA ATITUDE EMPREENDEDORA 2 SÓCIOS E EQUIPE 3 MERCADO BRASIL O Brasil possui hoje mais de 16 milhões

Leia mais

OPERAÇÕES DE FRETE/2012

OPERAÇÕES DE FRETE/2012 COOP DE TRANSPORTE DE BENS 5.064.426 5.064.426,00 330.568,00 COOP TRANSPORTE DE BENS DE 8.700.000 8.700.000,00 791.600,00 COOP TRANSPORTES DE BENS DE 6.073.318 6.073.318,00 312.665,00 FEV MOSAICO TRANSPORTE

Leia mais

Missão do IAB Brasil. Desenvolver o Mercado de Comunicação Digital Interativa no Brasil

Missão do IAB Brasil. Desenvolver o Mercado de Comunicação Digital Interativa no Brasil Missão do IAB Brasil Desenvolver o Mercado de Comunicação Digital Interativa no Brasil DADOS SOBRE A PENETRAÇÃO DA INTERNET NO BRASIL Acesso à internet no Brasil Em mil População 16 anos e mais 64.800

Leia mais

Índices de Preços. Em 12

Índices de Preços. Em 12 Indicadores econômicos Índices de Preços IPC/FIPE IPCA Período Em 12 Em 12 Mensal No ano Mensal No ano meses meses Jan. 0,52 0,52 4,27 0,54 0,54 4,56 Fev. 0,19 0,71 4,12 0,49 1,03 4,61 Mar. 0,31 1,02 4,33

Leia mais

Relatório Estatístico Semestral Ouvidoria

Relatório Estatístico Semestral Ouvidoria FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:2008 Relatório Estatístico Semestral Ouvidoria Revisão 00 31/08/2009 Edição inicial Revisão 01 19/08/2011 perfil dos participantes

Leia mais

@aviacaocivil

@aviacaocivil www.aviacaocivil.gov.br faleconosco@aviacaocivil.gov.br /AviacaoGovBr @aviacaogovbr @AviacaoGovBr @aviacaocivil Arranjo Institucional Março PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Formular, coordenar e supervisionar

Leia mais

Índices de Preços. Em 12

Índices de Preços. Em 12 Indicadores econômicos Índices de Preços IPC/FIPE IPCA Período Em 12 Em 12 Mensal No ano Mensal No ano meses meses Jan. 0,46 0,46 6,27 0,48 0,48 5,84 Fev. 0,27 0,73 5,52 0,55 1,03 5,90 Mar. 0,40 1,14 6,28

Leia mais

Evolução Mensal da Carteira de Investimentos

Evolução Mensal da Carteira de Investimentos Evolução Mensal da Carteira de Investimentos (R$ Mil) 980.000 Período: Jan/07 - Dez/12 940.000 900.000 860.000 820.000 780.000 740.000 700.000 660.000 620.000 580.000 540.000 fev/07 abr/07 jun/07 ago/07

Leia mais

Política de atenção integral à saúde da mulher - Rede Cegonha. Balanço da mortalidade materna 2011

Política de atenção integral à saúde da mulher - Rede Cegonha. Balanço da mortalidade materna 2011 Política de atenção integral à saúde da mulher - Rede Cegonha Balanço da mortalidade materna 2011 Brasília, 23 de fevereiro de 2012 Mortalidade Materna É a morte de uma mulher durante a gestação ou em

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES ASCOM / UNCISAL / 2016

RELATÓRIO DE ATIVIDADES ASCOM / UNCISAL / 2016 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 PUBLICAÇÕES NAS MÍDIAS ADMINISTRADAS PELA ASCOM EM 2016... 4 CAMPANHAS... 5 FACEBOOK... 12 NÚMERO DE INSERÇÕES MENSAIS NA MÍDIA EXTERNA... 13 ECONOMIA GERADA À INSTITUIÇÃO COM

Leia mais

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de fevereiro de 2013

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de fevereiro de 2013 Nota de Informação Estatística Lisboa, de fevereiro de 3 Banco de Portugal divulga estatísticas da balança de pagamentos e da posição de investimento internacional referentes a O Banco de Portugal publica

Leia mais

SISTEMÁTICA PARA O ACOMPANHAMENTO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - ESTUDANTE ESPECIAL

SISTEMÁTICA PARA O ACOMPANHAMENTO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - ESTUDANTE ESPECIAL SISTEMÁTICA PARA O ACOMPANHAMENTO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - ESTUDANTE ESPECIAL Ao ser aprovado como estudante especial no PPGEE o estudante receberá o presente documento e deverá assinar a DECLARAÇÃO

Leia mais