GABARITO. Observações: As questões 18 e 26 foram anuladas. A questão 25 desconsiderar os percentuais digitados na questão.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GABARITO. Observações: As questões 18 e 26 foram anuladas. A questão 25 desconsiderar os percentuais digitados na questão."

Transcrição

1 GABARITO Observações: As questões 18 e 26 foram anuladas. A questão 25 desconsiderar os percentuais digitados na questão. Questão 1: Sobre os princípios da administração pública, é incorreto afirmar: (a) Dentro do núcleo do princípio da eficiência, vê-se a remessa ao dever de boa administração, ou seja, deve-se extrair o maior número de efeitos positivos para o administrado dentro de um só ato, buscando a otimização dos recursos, uma melhor relação custo-benefício. (b) O princípio da publicidade busca assegurar a transparência da atividade administrativa. Na administração da coisa pública, o administrado tem o direito de conhecer a conduta do gestor público, de forma a poder exercer o controle sobre essa conduta. (c) O princípio da legalidade se apresenta como decorrência da caracterização de um Estado como Democrático de Direito. Historicamente, representa a separação dos poderes e o fim do absolutismo. É limite ao Poder, eis que a Administração Pública deve obedecer à lei. Daí um sentido de garantia, certeza jurídica e limitação ao Poder. (d) A moralidade administrativa se caracteriza como um cabedal de princípios éticos extraídos do direito positivo que devem presidir a atividade administrativa. Esses princípios são concernentes à boa administração e à boa função administrativa (boa governança para muitos constitucionalistas). É conceito jurídico identificado no conjunto de valores informativos das regras e princípios administrativos. (e) O princípio da impessoalidade decorre do fato de que os atos e provimentos administrativos realizados são imputáveis ao agente público que os praticou. Questão 2: A alocação de recursos necessários para a realização das tarefas estabelecidas nos planos organizacionais é atribuição da função denominada: (a) Planejamento (b) Organização (c) Execução (d) Controle (e) liderança Questão 3: A abrangência da ética na administração questiona as relações das organizações com a sociedade em geral. NÃO está de acordo com essa afirmação: 1

2 (a) O papel desempenhado por cada organização gera sempre um efeito qualquer na sociedade; (b) As organizações têm obrigações com todos que delas dependam; (c) As organizações estão focadas nos lucros que a sociedade possa gerar; (d) A ética estabelece a forma como as pessoas devem se comportar; (e) Em suas relações as empresas têm obrigações com seus empregados Questão 4: Carlos precisou estudar os principais componentes da Administração das organizações: tarefa, estrutura, pessoa, tecnologia e ambiente. Aprendeu que esses elementos representam um desafio para a Administração porque: (a) Monstram influências isoladas e individualizadas. (b) Atuam de modo sistêmico e em diferentes níveis de complexidade. (c) Reconhecem a estrutura como o componente básico da organização. (d) Demonstram existir entre eles a prioridade do componente ambiente. (e) Comportam-se em conjunto de modo igual ao dos comportamentos individuais. Questão 5: Dentre as desvantagens do elevado grau de centralização de autoridade está a (a) Dependência da hierarquia para tomada de decisões. (b) Existência de decisões mais alinhadas aos objetivos empresariais. (c) Facilidade de controle. (d) Padronização de procedimentos. (e) Rapidez na comunicação vertical Questão 6: A habilidade de o líder influenciar o comportamento das pessoas está relacionada a diferentes fontes de poder. O que caracteriza líder com poder de competência é o fato de sua (a) Personalidade despertar a identificação, o respeito e a admiração dos subordinados. (b) Posição administrativa formal na organização legitimar ordens impostas aos subordinados. (c) Autoridade ser exercida por meio da outorga de recompensas a outras pessoas. (d) (e) Questão 7: Autonomia visar à punição ou recomendação de sanções. Habilidade superior ou atuação gerar acolhida de recomendações em função de seu conhecimento especial. Sobre a organização do Estado brasileiro, é correto afirmar que: (a) Administrativamente, os municípios se submetem aos estados, e estes, por sua vez, submetem-se à União. 2

3 (b) (c) (d) (e) Quando instituídas, as regiões metropolitanas podem gozar de prerrogativas políticas, administrativas e financeiras diferenciadas em relação aos demais municípios do estado. Quando existentes, os territórios federais gozam da mesma autonomia políticoadministrativa que os estados e o Distrito Federal. O Distrito Federal é a capital federal. Embora, por princípio, todos os entes federados sejam autônomos, em determinados casos, os estados podem intervir em seus municípios. Questão 8: Os dirigentes das organizações públicas se deparam com limitações que não são encontradas nas atividades comerciais e industriais. Quanto às diferenças entre a gestão pública e a gestão privada, assinale a opção correta. (a) (b) (c) (d) (e) A gestão privada é geralmente orientada para o bem-estar social. Na gestão pública, o funcionamento e os resultados, bons ou maus, têm impacto político. Na gestão privada, há um alto grau de interdependência entre as organizações. Na gestão pública, os objetivos econômicos e financeiros são preponderantes. Na gestão privada, as ordens e instruções estão concretizadas em leis e regulamentos. Questão 9: Considerando os modelos teóricos de Administração Pública, é incorreto afirmar que, em nosso país: (a) O patrimonialismo pré-burocrático ainda sobrevive, por meio das evidências de nepotismo, gerontocracia e designações para cargos públicos baseadas na lealdade política. (b) O maior trunfo do gerencialismo foi fazer com que o modelo burocrático incorporasse valores de eficiência, eficácia e competitividade. (c) A abordagem gerencial foi claramente inspirada na teoria administrativa moderna, trazendo, para os administradores públicos, a linguagem e as ferramentas da administração privada. (d) No núcleo estratégico do estado, a prevalência do modelo burocrático se justifica pela segurança que ele proporciona. (e) Tal como acontece com o modelo burocrático, o modelo gerencial adotado também se preocupa com a função controle. Questão 10: Comportando a interação de estruturas descentralizadas e modalidades inovadoras de parcerias entre estatais e organizações sociais ou empresariais, a abordagem de redes de políticas públicas se constitui em uma recente tendência da administração pública em nosso país. Sua proliferação, porém, acarreta vantagens e desvantagens à sua gestão. Como desvantagem, podemos citar o fato de que as redes: (a) Propiciam o desenvolvimento de uma gestão adaptativa. 3

4 (b) Garantem a presença pública sem a necessidade de criação ou aumento de uma estrutura burocrática. (c) Possibilitam a definição de prioridades de uma maneira mais democrática. (d) Dificultam a prestação de contas dos recursos públicos envolvidos, por envolver numerosos atores governamentais e privados. (e) Garantem a diversidade de opiniões sobre o problema em questão, por envolverem mais atores. Questão 11: O método PDCA: (a) É utilizado em processos produtivos para manter o nível de controle e, como tal, não tem aplicabilidade na melhoria desses processos, que precisam ser analisados a partir de ferramentas como a espinha de peixe. (b) Estabelece, na etapa do planejamento (plan), as metas da organização, enquanto que os métodos utilizados para atingir as metas são definidos na etapa da ação (do). (c) Foi desenvolvido a partir da percepção de que os problemas em um processo, considerados como oportunidades de melhoria, são causados pela diferença entre as necessidades dos clientes e o desempenho do processo. (d) É utilizado para realizar o diagnóstico estratégico externo de uma organização, etapa em que são identificados oportunidades, problemas ou ameaças. (e) É a ferramenta utilizada para calcular os índices que serão incorporados na matriz gut para definir o grau de gravidade, urgência e tendência. Questão 12: O Programa de Qualidade e Participação da Administração Pública instituído no âmbito da Reforma do Estado de 1995 tem como princípios: I. Avaliação e premiação das melhores práticas. II. Gestão participativa dos funcionários. III. Gestão participativa dos clientes. IV. Gerência por processos. V. Identificação dos clientes. VI. Descentralização das ações. Selecione a opção que indica corretamente princípios desse Programa. a) I e II b) I e III c) III e IV d) V e VI e) II e IV Questão 13: A respeito do paradigma do cliente na gestão pública, assinale a opção correta. (a) A administração pública com foco no cliente visa à construção de uma gestão eficiente, mesmo que os valores democráticos tenham de ser abandonados. (b) As organizações governamentais recebem claros sinais do mercado e conseguem avaliar facilmente a necessidade dos seus clientes. 4

5 (c) A administração pública voltada para o cliente menospreza a qualidade dos serviços, uma vez que o seu objetivo é atender a demanda do cidadão no menor prazo possível. (d) A gestão com foco no cliente pode ser facilmente adaptada da administração privada para o setor público, desde que a aplicação de alguns princípios básicos que regem as organizações públicas, tais como igualdade e transparência, seja amenizada. (e) Uma das principais características de uma administração pública com alto desempenho é a reestruturação de seus serviços e processos de trabalho, para satisfazer as necessidades de seus clientes. Questão 14: No âmbito da administração pública, o empreendedorismo pressupõe a incorporação dos seguintes comportamentos, exceto: (a) Participação dos cidadãos nos momentos de tomada de decisão. (b) Substituição do foco no controle dos inputs pelo controle dos outputs e seus impactos. (c) Criação de mecanismos de competição dentro das organizações públicas e entre organizações públicas e privadas. (d) Adoção de uma postura reativa, em detrimento da proativa, e elaboração de planejamento estratégico, de modo a antever problemas potenciais. (e) Aumento de ganhos por meio de aplicações financeiras e ampliação da prestação de serviços remunerados. Questão 15: Como uma das dimensões do Estado contemporâneo empreendedor, o princípio da desconcentração se efetiva por meio: (a) Da racionalização de custos de empresas públicas. (b) Da delegação de competências. (c) Da coordenação intersetorial de programas. (d) Do planejamento estratégico situacional. (e) Da reengenharia de processos na administração direta. Questão 16: A acumulação remunerada de cargos públicos é vedada, EXCETO quando se tratar, dentre outras hipóteses, a de: (a) Dois cargos de profissionais de saúde com empregos privados no setor de saúde, independente do limite remuneratório e da compatibilidade de horários estabelecidos na Constituição Federal. (b) Dois cargos de provimento em comissão, independentemente da compatibilidade de horários, mas desde que observado o limite remuneratório estabelecido na Constituição Federal. (c) Dois cargos de professor e houver compatibilidade de horários, observado o limite remuneratório estabelecido na Constituição Federal. (d) Dois cargos providos em decorrência de reversão, não sendo extensível aos empregos nas empresas públicas e sociedades de economia mista. 5

6 (e) Cargos de natureza técnica ou científica originários de transformação, exceção essa não aplicável às autarquias e fundações públicas. Questão 17: Com relação à conceituação da Administração Pública, considere as afirmativas a seguir: I. É o conjunto de órgãos constitucionais responsáveis pela função política do Estado, ou seja, compreende as atividades típicas dos três Poderes, Executivo, Legislativo e Judiciário. II. A Administração não pratica atos de governo; pratica tão somente atos de execução, com maior ou menor autonomia funcional, segundo a competência dos órgãos e de seus agentes. III. Administração Pública abrange as atividades exercidas pelas entidades, órgãos e agentes incumbidos de atender concretamente às necessidades coletivas. IV. Os poderes da Administração Pública são eminentemente instrumentais, ou seja, são instrumentos conferidos à Administração e utilizados exclusivamente com a finalidade de satisfazer o interesse público. V. À Administração Pública faculta-se agir somente de acordo com a Lei ou maneira a não afrontá-la, isto é, pode fazer tudo aquilo que a Lei não proíbe. Está correto o que se afirma em: a) II e V, apenas. b) I, III e IV, apenas. c) II, III e IV, apenas. d) I, III, IV e V, apenas. e) I, II, III e IV, apenas. Questão 18: ANULADA Entidades administrativas, na administração pública brasileira, não possuem capacidade de auto-organização. (a) Possuem autonomia política. (b) São pessoas jurídicas de direito privado. (c) Não podem possuir autonomia financeira. (d) Detêm apenas uma parcela limitada do poder político. (e) Em seu sentido subjetivo, a administração pública pode ser definida como a atividade concreta e imediata que o estado desenvolve, sob o regime de direito público, para a realização dos interesses coletivos. Questão 19: Sobre os principais modelos organizacionais da Administração Pública é possível afirmar: 6

7 I) Os principais modelos de Administração Pública podem ser classificados como Patrimonialista, Burocrático e, ou, Gerencial. V II) O patrimonialismo é marcado por práticas formais, que visam a destituição do nepotismo e da corrupção no processo administrativo. F III) Não há distinção conceitual entre políticas de Estado e políticas de governo.f Assinale a alternativa correta. (a) As afirmativas I e II são falsas (b) A afirmativa I é falsa (c) Apenas as afirmativas I e III são verdadeiras (d) Todas as afirmativas são verdadeiras (e) Nenhuma das anteriores Questão 20: No que se refere às características predominantes no modelo organizacional, na Administração Pública burocrática não é possível destacar: (a) O combate à corrupção e a práticas nepotistas (b) O profissionalismo na gestão (c) O foco no resultado (d) A existência de hierarquia funcional Questão 21: Podem ser considerados critérios de avaliação governamental: (1) Eficiência (2) Subjetividade (3) Eficácia (4) Análise de custo-benefício (5) Temporalidade A partir do valor indicador, apresente o somatório dos critérios verdadeiros: ( 8 ) Questão 22: Considere as afirmativas a seguir e julgue verdadeiro (V) ou falso (F): ( F ) (10%) No Brasil, a prática da Administração Pública não sofreu alterações no que diz respeito ao formalismo e aos critérios de publicização com o advento da reforma gerencial empreendida a partir dos anos de 1980, a chamada Nova Gestão Pública. ( V ) (10%) O termo Patrimonialismo significa a organização do Estado sob a forma patrimonial, mediante dominação tradicional. ( F ) (10%) A Administração Pública baseia-se na Administração Empresarial, não havendo especificidades a serem consideradas quando da tomada de decisões e análises orçamentárias. 7

8 ( V ) (10%) O conceito de governabilidade está associado à capacidade política de governar, procedente da legitimidade do Estado e do seu governo com a sociedade. Questão 23: Considere as afirmativas: I) A reforma gerencial do Estado, ocorrida no Brasil a partir de 1995, também pode ser chamada de reforma administrativa, não havendo distinção entre as duas definições. II) Em termos teóricos, a administração pública gerencial parte do suposto de que as ações humanas também prescindem de cooperação e espírito público. III) O controle social tem a finalidade de verificar se as decisões tomadas, no âmbito estatal, estão sendo executadas, conforme aquilo que foi decidido e se as atividades estatais estão sendo realizadas conforme os parâmetros estabelecidos pela Constituição e pelas normas infraconstitucionais. Assinale a alternativa correta. (a) (b) (c) (d) (e) As afirmativas I é verdadeira. A afirmativa III é falsa As afirmativas II e III são verdadeiras. Todas as afirmativas são falsas Nenhuma das anteriores. Questão 24: Sobre a evolução dos modelos de administração pública (considerando os três modelos básicos: patrimonialista, burocrático e gerencial) e a consequente Reforma do Estado, ocorrida a partir da década de 1990, não é possível afirmar que: (a) As reformas operadas pelo Decreto-Lei nº 200/1967 não desencadearam mudanças no âmbito da administração burocrática central, permitindo a coexistência de núcleos de eficiência e competência na administração indireta e formas arcaicas e ineficientes no plano da administração direta ou central. (b) As tendências recentes de governo no Brasil apontam para a configuração de um modelo mais sistêmico, operado via programas multiníveis e esferas de governo. (c) Entre as estratégias gerenciais utilizadas pela reforma do Estado está a competição administrada, ou a criação de quase-mercados, para controlar as atividades descentralizadas do Estado. (d) Trata-se de uma reforma do Estado que se limita a propor descentralização para os estados e municípios e desconcentração ou delegação de autoridade para os dirigentes das agências estatais federais, estaduais e municipais. Não propõe, segundo o modelo apresentado no Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado, uma nova classificação das atividades do Estado, nem estabelece quais os tipos de propriedade e de administração correspondentes. Questão 25: Considere as afirmativas a seguir e julgue verdadeiro (V) ou falso (F): 8

9 ( V ) (10%) O Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP), criado em 1936, visava promover uma máquina administrativa nos padrões weberianos, baseada nas características de impessoalidade, formalidade e profissionalismo. ( V ) (10%) Durante o Regime Militar, uma tentativa de adoção de um modelo gerencial na administração federal fundamentou-se na descentralização político-administrativa do Estado. ( V ) (10%) Os três estágios históricos de administração pública, patrimonilista, burocrático e gerencial, sucedem-se no tempo, sem que, contudo, qualquer um destes paradigmas tenha sido completamente abandonado. ( V ) (10%) A partir da reforma empreendida no governo Vargas, a administração pública sofreu um processo de racionalização que se traduziu no surgimento das primeiras carreiras burocráticas e na tentativa de adoção do concurso como forma de acesso ao serviço público. ( F ) (10%) Adotar mecanismos de controle social como forma de accountability não fortalece o espaço público e nem estimula o engajamento cívico dos grupos organizados da sociedade, de forma a ampliar a qualidade dos canais de participação da sociedade civil na esfera pública. ( V ) (10%) Quanto maior for o espaço de ação da res pública tanto maior a reserva de direito ao controle social e participação popular. ( V ) (10%) O controle social está classificado na categoria de direitos e garantias individuais, mas não visa a atender somente o interesse individual das pessoas enquanto tais, mas ao interesse público, ao bem comum, ao interesse da sociedade, da coletividade, da cidadania e das próprias finalidades do Estado. ( F ) (10%) Não há distinção entre controle social e participação popular. Questão 26: ANULADA Considere as afirmativas: IV) A Administração Pública pode ser orientada a partir do tripé técnica conflitos políticos grupais conflitos políticos estruturais. Esta orientação potencializa a produção de diagnósticos e soluções mais eficientes, eficazes e efetivas. V) Para ser eficiente, uma gestão pública precisa, necessariamente, priorizar a redução dos gastos empreendidos. VI) O conceito de governança está associado à capacidade de um governo para definir, implementar e cumprir políticas e funções, o que envolve capacidade de comando, direção, coordenação e implementação. Assinale a alternativa correta. 9

10 (a) As afirmativas I e II são verdadeiras (b) A afirmativa III é falsa (c) As afirmativas I e III são falsas (d) Todas as afirmativas são falsas (e) Nenhuma das anteriores. 10

Contador Público: O Guardião da Transparência e da Responsabilidade Fiscal

Contador Público: O Guardião da Transparência e da Responsabilidade Fiscal Conselho Regional de Contabilidade de Santa Catarina Contador Público: O Guardião da Transparência e da Responsabilidade Fiscal Prof. Arlindo Carvalho Rocha e2acr@udesc.br Normas Brasileiras de Contabilidade

Leia mais

Capítulo 1 Organização e o Processo Organizacional...1

Capítulo 1 Organização e o Processo Organizacional...1 Sumário Capítulo 1 Organização e o Processo Organizacional...1 1. O Conceito de Organização...1 2. O Conceito de Processo...2 3. O Conceito de Administração...3 4. O Processo Organizacional...3 4.1. Conceito

Leia mais

PROSPECÇÃO DE NEGÓCIOS E TECNOLOGIA. Prof. Araken Patusca Linhares

PROSPECÇÃO DE NEGÓCIOS E TECNOLOGIA. Prof. Araken Patusca Linhares PROSPECÇÃO DE NEGÓCIOS E TECNOLOGIA Prof. Araken Patusca Linhares UNIDADE I Surgimento do Empreendedorismo Postura e comportamento do Empreendedor A importância do Empreendedor na sociedade Motivação do

Leia mais

Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado

Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado Professor Luiz Antonio de Carvalho Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado - 1995 lac.consultoria@gmail.com Objetivos da Reforma a curto prazo, facilitar o ajuste fiscal, particularmente nos Estados

Leia mais

FINEP CONCURSO PÚBLICO ANALISTA A11 INGLÊS Gabarito da Prova de Objetiva. FINEP CONCURSO PÚBLICO ANALISTA A11 ESPANHOL Gabarito da Prova de Objetiva

FINEP CONCURSO PÚBLICO ANALISTA A11 INGLÊS Gabarito da Prova de Objetiva. FINEP CONCURSO PÚBLICO ANALISTA A11 ESPANHOL Gabarito da Prova de Objetiva CONCURSO PÚBLICO ANALISTA A11 INGLÊS Gabarito C E A D A B D E A D B A D B D E C D E A Gabarito D B C D C A A C D A CONCURSO PÚBLICO ANALISTA A11 ESPANHOL Gabarito C E C D B B D E A D B A D B D E C D E

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora. O que são

Leia mais

Descrição Competências Organizacionais

Descrição Competências Organizacionais Descrição Competências Organizacionais Orientação para Resultados Sustentáveis Disciplina Operacional Competência Técnica Adaptabilidade e Flexibilidade Relacionamento e Colaboração Realiza tarefas dentro

Leia mais

AUDITORIA E GOVERNANÇA DO SETOR PÚBLICO COM FOCO EM GESTÃO DE RISCO

AUDITORIA E GOVERNANÇA DO SETOR PÚBLICO COM FOCO EM GESTÃO DE RISCO AUDITORIA E GOVERNANÇA DO SETOR PÚBLICO COM FOCO EM GESTÃO DE RISCO BASEADO EM PADRÕES NACIONAIS E INTERNACIONAIS DE AUDITORIA GOVERNAMENTAL, GOVERNANÇA E RISCO 06 e 07 abril Brasília, 06 e 07 de abril

Leia mais

Pulo do Gato Receita Federal. Graciano Rocha

Pulo do Gato Receita Federal. Graciano Rocha Pulo do Gato Receita Federal Graciano Rocha Edital RFB 2012 e 2014 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA:1. Organização do Estado e da Administração Pública. 2. Modelos teóricos de Administração Pública: patrimonialista,

Leia mais

Gestão de Escritórios AULA 7. Temas: Ferramentas de Gestão da Qualidade

Gestão de Escritórios AULA 7. Temas: Ferramentas de Gestão da Qualidade Gestão de Escritórios AULA 7 Temas: Ferramentas de Gestão da Qualidade Gestão da Qualidade no Escritório Com a Revolução Industrial, a produção passou a ser em massa. Surge a mecanização, as linhas de

Leia mais

Federação desigual. Assimetrias regionais. Região PIB População Território Região Sudeste 55,41% 42% 10,60% Região Norte 5,40% 8% 45,20%

Federação desigual. Assimetrias regionais. Região PIB População Território Região Sudeste 55,41% 42% 10,60% Região Norte 5,40% 8% 45,20% Federação desigual Assimetrias regionais Região PIB População Território Região Sudeste 55,41% 42% 10,60% Região Norte 5,40% 8% 45,20% Região Centro-oeste 9,57% 7% 18,90% Região Nordeste 13,40% 28% 18,20%

Leia mais

Planejamento de Carreira

Planejamento de Carreira Planejamento de Carreira Aulas 17 e 18 Plano de carreira Análise do ambiente Oportunidades Ameaças Objetivos Alvos concretos Estratégias Ações e prazos para atingir objetivos Follow-up Análise de potencial

Leia mais

CULTURA E CLIMA ORGANIZACIONAL

CULTURA E CLIMA ORGANIZACIONAL CULTURA E CLIMA ORGANIZACIONAL PLANO DE AULA Contexto e Mudanças no Ambiente de Trabalho Conceito de Clima Organizacional Conceito de Cultura Organizacional Clima e Cultura Organizacional Indicadores de

Leia mais

SEFAZ Concurso Público 02/2014 Gabarito Definitivo Auditor-Fiscal da Receita Estadual. Bloco 1

SEFAZ Concurso Público 02/2014 Gabarito Definitivo Auditor-Fiscal da Receita Estadual. Bloco 1 SEFAZ Concurso Público 02/2014 Gabarito Definitivo Auditor-Fiscal da Receita Estadual Bloco 1 01 E Língua Portuguesa 02 B Língua Portuguesa 03 C Língua Portuguesa 04 A Língua Portuguesa 05 C Língua Portuguesa

Leia mais

PRINCÍPIOS DA GESTÃO PARA A EDUCAÇÃO

PRINCÍPIOS DA GESTÃO PARA A EDUCAÇÃO PRINCÍPIOS DA GESTÃO PARA A EDUCAÇÃO Prof. Dr. Bernardo Meyer Departamento de Ciências da Administração - CAD Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO - A educação vive um processo

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS CONCEITOS E PRÁTICAS DE RH

GESTÃO DE PESSOAS CONCEITOS E PRÁTICAS DE RH CONCEITOS E PRÁTICAS DE RH A Gestão de Pessoas ocorre através da participação, capacitação, envolvimento e desenvolvimento de funcionários de uma empresa, sua função é humanização e seu objetivo é a valorização

Leia mais

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO ADMINISTRATIVO

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO ADMINISTRATIVO P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO ADMINISTRATIVO QUESTÃO 1 - Quanto aos princípios constitucionais da Administração Pública, assinale a alternativa correta. A. O princípio da supremacia

Leia mais

TESTE DE FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

TESTE DE FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA TESTE DE FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 1. Em relação ao modelo burocrático de administração pública no Brasil, é incorreto afirmar: A) a administração pública burocrática foi adotada para substituir

Leia mais

Evolução do Pensamento

Evolução do Pensamento Unidade IV Evolução do Pensamento Administrativo Prof. José Benedito Regina Conteúdo da disciplina EPA Parte 1 - conceitos gerais da administração Parte 2 - evolução histórica: Abordagens administrativas

Leia mais

Parte I Compreensão dos Fundamentos da Ciência Política, Estado, Governo e Administração Pública, 9

Parte I Compreensão dos Fundamentos da Ciência Política, Estado, Governo e Administração Pública, 9 Sumário Apresentação, xiii Estrutura do livro, xv Introdução, 1 Debate sobre Governo e Administração Pública, 1 Gestão Pública no Brasil, 3 Reforma e Modernização do Estado, 4 Papel do Estado no Mundo

Leia mais

1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que:

1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que: P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO PROCESSUAL PENAL 1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que: I - De acordo com o Código de Processo Penal, as

Leia mais

OS DIFERENTES NÍVEIS DE ABRANGÊNCIA DO PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO

OS DIFERENTES NÍVEIS DE ABRANGÊNCIA DO PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO OS DIFERENTES NÍVEIS DE ABRANGÊNCIA DO PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO O QUE É O PLANEJAMENTO? O planejamento escolar é um processo de reflexão sobre os desafios do cotidiano tendo em vista o comprometimento com

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO 2013

DIREITO ADMINISTRATIVO 2013 DIREITO ADMINISTRATIVO 2013 31. Dentre as características passíveis de serem atribuídas aos contratos de concessão de serviço público regidos pela Lei no 8.987/95, pode-se afirmar corretamente que há (a)

Leia mais

LEGISLAÇÃO INSTITUCIONAL 2013

LEGISLAÇÃO INSTITUCIONAL 2013 LEGISLAÇÃO INSTITUCIONAL 2013 21. A função estabelecida constitucionalmente à Defensoria Pública consiste em (a) defender a ordem jurídica, o regime democrático e os interesses sociais e individuais indisponíveis.

Leia mais

vamos agora estudar e classificar as empresas de acordo com o seu faturamento:

vamos agora estudar e classificar as empresas de acordo com o seu faturamento: Depois de estudar - a evolução do direito empresarial; - os conceitos de empregador, empresário e empresa; - O empresário e a sociedade empresária irregular (Diferente da Sociedade Simples); - A teoria

Leia mais

AULA 1 A constituição do campo de uma sociologia da vida econômica (I)

AULA 1 A constituição do campo de uma sociologia da vida econômica (I) AULA 1 A constituição do campo de uma sociologia da vida econômica (I) SOCIOLOGIA ECONÔMICA 02/2004 NADYA ARAUJO GUIMARÃES Conceito de ator Ação econômica Determinantes que estabelecem os limites da ação

Leia mais

Facebook.com/prof.marcelomarques ESTRUTURA LINEAR ESTRUTURA FUNCIONAL ESTRTURUA LINHA STAFF 1 ESTRUTURA LINEAR chefia como fonte exclusiva de autoridade. As ordens seguem por via hierárquica. Cada empregado

Leia mais

Cultura Organizacional

Cultura Organizacional Cultura Organizacional Pacto Global das Nações Unidas (UNGC) desempenha um relevante papel para estabelecer parâmetros centrais para o desenvolvimento de ações relacionadas à gestão da sustentabilidade,

Leia mais

Gestão de Pessoas e Ética Profissional. Kátia Lima

Gestão de Pessoas e Ética Profissional. Kátia Lima Gestão de Pessoas e Ética Profissional Kátia Lima Gestão de Pessoas e Ética Profissional Kátia Lima Gestão de Pessoas 1.1 Equilíbrio organizacional. 1.2 Objetivos, desafios e características da gestão

Leia mais

MODELOS DE ESTADO, MODELOS DE ADMINISTRAÇÃO E REFORMA DA GESTÃO PÚBLICA NO BRASIL

MODELOS DE ESTADO, MODELOS DE ADMINISTRAÇÃO E REFORMA DA GESTÃO PÚBLICA NO BRASIL MODELOS DE ESTADO, MODELOS DE ADMINISTRAÇÃO E REFORMA DA GESTÃO PÚBLICA NO BRASIL ESTÁCIO-CERS PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO ADMINISTRATIVO Prof. Jorge Munhós jorgemunhos@yahoo.com Facebook: jorgemunhos LIVROS

Leia mais

18 a CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA APELAÇÃO CÍVEL N o 11496/08 RELATOR : DES.JORGE LUIZ HABIB

18 a CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA APELAÇÃO CÍVEL N o 11496/08 RELATOR : DES.JORGE LUIZ HABIB 18 a CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA APELAÇÃO CÍVEL N o 11496/08 RELATOR : DES.JORGE LUIZ HABIB APELAÇÃO CÍVEL. MANDADO DE SEGURANÇA. A Lei 7347/85, com a inovação trazida pela lei 11448/07, prevê,

Leia mais

Restos a Pagar a municípios chega a R$ 35 bilhões

Restos a Pagar a municípios chega a R$ 35 bilhões Estudos Técnicos Fevereiro de 2015 Restos a Pagar a municípios chega a R$ 35 bilhões Ano após ano o governo federal não tem conseguido executar o orçamento, e vem aumentando o valor do Restos a Pagar -

Leia mais

DISCURSIVA DIREITO ADMINISTRATIVO RESPOSTAS - CONCURSOS PÚBLICOS

DISCURSIVA DIREITO ADMINISTRATIVO RESPOSTAS - CONCURSOS PÚBLICOS DISCURSIVA DIREITO ADMINISTRATIVO RESPOSTAS - CONCURSOS PÚBLICOS VP Concursos - Consultoria e Coaching www.vpconcursos.com.br Direito Administrativo - Concurso Público Respostas Considere a seguinte situação

Leia mais

CURSO GESTÃO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL. Porquê a Gestão e o Desenvolvimento Pessoal. Programa do Curso Gestão e Desenvolvimento Pessoal

CURSO GESTÃO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL. Porquê a Gestão e o Desenvolvimento Pessoal. Programa do Curso Gestão e Desenvolvimento Pessoal CURSO GESTÃO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL Porquê a Gestão e o Desenvolvimento Pessoal A importância de uma boa gestão de pessoas e equipas é facilmente reconhecida no contexto organizacional da atualidade.

Leia mais

Direito Civil. Dos Contratos I. Prof. Marcio Pereira

Direito Civil. Dos Contratos I. Prof. Marcio Pereira Direito Civil Dos Contratos I Prof. Marcio Pereira Conceito É o acordo de duas ou mais vontades, na conformidade da ordem jurídica, destinado a estabelecer uma regulamentação de interesses entre as partes,

Leia mais

3º ANO / PRÉVEST PROF. Abdulah

3º ANO / PRÉVEST PROF. Abdulah 3º ANO / PRÉVEST PROF. Abdulah QUEM FOI DURKHEIM? BIOGRAFIA Francês, nascido em Épinal, em 1858. Inaugurou o estudo da Sociologia. CONTEXTO / INFLUÊNCIAS Revolução Industrial / Neocolonialismo. Influenciado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ÉTICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ÉTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ÉTICA Prof. Vitor Maciel ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CONCEITO Todo aparelhamento do estado preordenado à realização de seus serviços, visando à satisfação das necessidades coletivas.

Leia mais

Técnicas e Ferramentas da Qualidade. Organização da Aula. Aula 5. Diagrama de Pareto. Profa. Rosinda Angela da Silva. Diagrama de Pareto

Técnicas e Ferramentas da Qualidade. Organização da Aula. Aula 5. Diagrama de Pareto. Profa. Rosinda Angela da Silva. Diagrama de Pareto Técnicas e Ferramentas da Qualidade Aula 5 Organização da Aula Diagrama de Pareto Diagrama de causa e efeito Gráfico de dispersão Profa. Rosinda Angela da Silva Matriz G.U.T. Diagrama de Pareto Criado

Leia mais

EVOLUÇÃO DO PAPEL DA MULHER NO TRABALH0

EVOLUÇÃO DO PAPEL DA MULHER NO TRABALH0 EVOLUÇÃO DO PAPEL DA MULHER NO TRABALH0 Da revolução industrial (1900) à revolução democrática de gênero (1950) Em pauta a crise sócio-cultural da identidade sexual EVOLUÇÃO DO PAPEL DA MULHER NO TRABALH0

Leia mais

NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO

NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO 63 QUESTÕES DE PROVAS IBFC POR ASSUNTOS 09 QUESTÕES DE PROVAS DE OUTRAS BANCAS 05 QUESTÕES ELABORADAS PELO EMMENTAL Edição Maio 2017 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É vedada

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. CESPE Prof. Marcelo Camacho

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. CESPE Prof. Marcelo Camacho ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CESPE Prof. Marcelo Camacho PROGRAMAÇÃO DAS AULAS TRE-PE ANALISTA JUDICIARIO AREA ADMINISTRATIVA AULA 1 1 As reformas administrativas e a redefinição do papel do Estado. 1.1 Reforma

Leia mais

Edital Esquematizado RECEITA FEDERAL DO BRASIL

Edital Esquematizado RECEITA FEDERAL DO BRASIL Edital Esquematizado RECEITA FEDERAL DO BRASIL AuditorFiscal @vahestudar www.vahestudar.com Concurso Edital Base Resumo Previsão Órgão RECEITA FEDERAL DO BRASIL Ano do Edital Ano do Edital Publicação Edital

Leia mais

PROVAS DISCURSIVAS P 3 (questões) e P 4 (parecer) RASCUNHO QUESTÃO 1

PROVAS DISCURSIVAS P 3 (questões) e P 4 (parecer) RASCUNHO QUESTÃO 1 PROVAS DISCURSIVAS P (questões) e P (parecer) Nestas provas, faça o que se pede, usando, caso deseje, os espaços para rascunho indicados no presente caderno. Em seguida, transcreva os textos para o CADERNO

Leia mais

Administração Geral e Pública

Administração Geral e Pública Administração Geral e Pública (Bônus) Conceitos básicos de Administração 42min 52s (Bônus) Fundamentos das organizações 36min 3s A economia digital Cícero Marques 36min 31s A gestão das mudanças nas organizações

Leia mais

Agentes Fluxos, e a s as Q uestões Questões Chave da Economia Rossetti (Cap III).

Agentes Fluxos, e a s as Q uestões Questões Chave da Economia Rossetti (Cap III). Agentes, Fluxos e as Questões Chave da Economia Rossetti (Cap. III) Tópicos a serem abordados Principais elementos do Sistema Econômico Interação entre os Sistemas Econômicos Fluxos Econômicos Fundamentais

Leia mais

O recurso argumenta que a opção D também poderia ser assinalada como correta.

O recurso argumenta que a opção D também poderia ser assinalada como correta. DEFENSORIA PÚBLICA ESTADO DO TOCANTINS CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CARGOS DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO E NÍVEL SUPERIOR Analista em Gestão Especializado Tecnologia da Informação Disciplina:

Leia mais

EDITAL Nº 025/ 2014 DISCIPLINAS DA LINHA DE PESQUISA ESTRATÉGIA E MARKETING. Disciplina: Comportamento do Consumidor (30 horas/ 2 créditos)

EDITAL Nº 025/ 2014 DISCIPLINAS DA LINHA DE PESQUISA ESTRATÉGIA E MARKETING. Disciplina: Comportamento do Consumidor (30 horas/ 2 créditos) EDITAL Nº 025/ 2014 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA MATRÍCULA EM DISCIPLINAS ISOLADAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ADMINISTRAÇÃO MESTRADO ACADÊMICO E DOUTORADO OFERECIDO PELA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE

Leia mais

PLANEJAMENTO DAS AÇÕES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE

PLANEJAMENTO DAS AÇÕES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE PLANEJAMENTO DAS AÇÕES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE CONCEITO DE SAÚDE Saúde é a resultante das condições de alimento, habitação, educação, renda, meio ambiente, trabalho, transporte, emprego, lazer, liberdade,

Leia mais

LEGISLAÇÃO APLICADA AO SUS QUESTÕES COMENTADAS EBSERH Lagarto- Se 2017 Gabarito preliminar Prof.ª Natale Souza

LEGISLAÇÃO APLICADA AO SUS QUESTÕES COMENTADAS EBSERH Lagarto- Se 2017 Gabarito preliminar Prof.ª Natale Souza LEGISLAÇÃO APLICADA AO SUS QUESTÕES COMENTADAS EBSERH Lagarto- Se 2017 Gabarito preliminar Prof.ª Natale Souza Olá pessoal, trago hoje cinco questões comentadas, da disciplina Legislação Aplicada ao SUS,

Leia mais

Pessoas Jurídicas. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Pessoas Jurídicas. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Pessoas Jurídicas Pessoas Jurídicas Pessoas jurídicas são entidades criadas para a realização de um fim e reconhecidas pela ordem jurídica como sujeitos de direitos e deveres. Pessoas Jurídicas Características:

Leia mais

Princípios Constitucionais Versus Princípios da Administração Pública

Princípios Constitucionais Versus Princípios da Administração Pública ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Art. 37. A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL O DESMANCHE DO SUS

PROPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL O DESMANCHE DO SUS PROPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL 241 - O DESMANCHE DO SUS Proposta de Emenda Constitucional - PEC 241 A PROPOSTA OBJETIVO Alterar a Constituição Federal instituindo um novo Regime Fiscal para os Poderes

Leia mais

Núcleo de Materiais Didáticos 1

Núcleo de Materiais Didáticos 1 Gestão de Talentos e Mapeamento por Competências Aula 1 Prof a Cláudia Patrícia Garcia claudiagarcia@grupouninter.com.br MBA em Gestão de Recursos Humanos Mini Currículo Administradora Marketing EAD Metodologia

Leia mais

O Profissional de Secretariado e sua Identidade. Bernadete Lieuthier Presidente da FENASSEC

O Profissional de Secretariado e sua Identidade. Bernadete Lieuthier Presidente da FENASSEC O Profissional de Secretariado e sua Identidade Bernadete Lieuthier Presidente da FENASSEC Identidade do Profissional de Secretariado Assessor = viabilizador Gestor = intermediador Empreendedor = visão

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO

DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO ADMINISTRATIVO 01. Assinale a alternativa incorreta acerca dos princípios constitucionais da Administracao Publica a) A Administração e imprescindível justificar seus atos. b) Ao administrador

Leia mais

Aula 01 Balanço de Pagamentos e Contas Nacionais

Aula 01 Balanço de Pagamentos e Contas Nacionais Aula 01 Balanço de Pagamentos e Contas Nacionais 1. (ESAF- AFRF- 2005) Considere as seguintes informações para uma economia hipotética (em unidades monetárias): Exportações de bens e serviços não fatores:

Leia mais

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO DO TRIBUTÁRIO

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO DO TRIBUTÁRIO 1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO DO TRIBUTÁRIO P á g i n a 1 QUESTÃO 1 - Quanto à sujeição passiva tributária, assinale a alternativa correta: A. O sujeito passivo é sempre aquele que pratica um fato signo-presuntivo

Leia mais

DA CONTABILIDADE AO ORÇAMENTO POR COMPETÊNCIA

DA CONTABILIDADE AO ORÇAMENTO POR COMPETÊNCIA DA CONTABILIDADE AO ORÇAMENTO POR COMPETÊNCIA 2013 REFORMAS CONTÁBEIS CONTEXTO INTERNACIONAL Origens em registro base caixa; Reformas em âmbito mundial para melhor gestão dos recursos públicos rotuladas

Leia mais

Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro (UNIP Santos) Prof. Ms. Edison da Silva Monteiro (UNIP Santos) Prof. Ms. Henrique Cesar Nanni (UNIP Santos)

Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro (UNIP Santos) Prof. Ms. Edison da Silva Monteiro (UNIP Santos) Prof. Ms. Henrique Cesar Nanni (UNIP Santos) Desenvolvimento Sustentável e Governança Participativa: Arranjo Produtivo Local e Parque Tecnológico de Santos. Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro (UNIP Santos) Prof. Ms. Edison da Silva Monteiro (UNIP

Leia mais

AULA 12: DESPESA PÚBLICA

AULA 12: DESPESA PÚBLICA 1 AULA 12: DESPESA PÚBLICA João Pessoa 2016 Profª Ma. Ana Karla Lucena aklucenagomes@gmail.com Introdução 2 Glossário do Tesouro Nacional: Despesa pública é a aplicação (em dinheiro) de recursos do Estado

Leia mais

ATA Assistente Técnico Administrativo Direito Previdenciário Custeio da Seguridade Social Gilson Fernando

ATA Assistente Técnico Administrativo Direito Previdenciário Custeio da Seguridade Social Gilson Fernando 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA Assistente Técnico Administrativo Direito Previdenciário Custeio da Gilson Fernando Custeio da Lei nº 8.212/1991 e alterações

Leia mais

Governança Corporativa

Governança Corporativa FACULDADES DE CAMPINAS Administração Gestão de Responsabilidade Social II Governança Corporativa Testes para revisão Prof. Luciel H. de Oliveira luciel@uol.com.br INSTRUÇÕES Avalie o seu aprendizado na

Leia mais

PROJECTO PPÁGUA RESPOSTAS PÚBLICAS E PRIVADAS À FALTA DE PAGAMENTO DOS SERVIÇOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA: O CASO PORTUGUÊS APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS

PROJECTO PPÁGUA RESPOSTAS PÚBLICAS E PRIVADAS À FALTA DE PAGAMENTO DOS SERVIÇOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA: O CASO PORTUGUÊS APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS Projeto PPÁgua: Respostas públicas e privadas à falta de pagamento dos serviços de abastecimento de água: o caso português (EXPL/IVC-CPO/1094/2013 FCOMP-01-0124-FEDER-041144)

Leia mais

Governança aplicada à Gestão de Pessoas

Governança aplicada à Gestão de Pessoas Governança de pessoal: aperfeiçoando o desempenho da administração pública Governança aplicada à Gestão de Pessoas Ministro substituto Marcos Bemquerer Brasília DF, 15 de maio de 2013 TCU Diálogo Público

Leia mais

VILMÁRIA CAVALCANTE ARAÚJO MOTA

VILMÁRIA CAVALCANTE ARAÚJO MOTA Apresentação O tema Licitações e Contratos, mormente ligado aos aspectos jurídicos das práticas de gestão, encontram-se, interna e externamente na administração pública, de forma nebulosa e cheia de problemas,

Leia mais

XXI Congresso Nacional das Guardas Municipais. Novo Hamburgo/RS, 17 a 19 de agosto de 2011

XXI Congresso Nacional das Guardas Municipais. Novo Hamburgo/RS, 17 a 19 de agosto de 2011 XXI Congresso Nacional das Guardas Municipais Novo Hamburgo/RS, 17 a 19 de agosto de 2011 Em 2011, a Secretaria Nacional de Segurança Pública criou Grupo de Trabalho para iniciar processo de discussão

Leia mais

Advocacia-Geral da União Procuradoria-Geral Federal

Advocacia-Geral da União Procuradoria-Geral Federal Advocacia-Geral da União Procuradoria-Geral Federal Acidente de Trabalho: Competência Jurisdicional Renato Rodrigues Vieira Procurador-Geral Federal Brasília Abril/2016 Cenário Atual Art. 109. Aos juízes

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br Características e comentários sobre a Lei 8.884/94 Adriana Giacomazzi* Lei 8.884/1994 Importância e Necessidade da Legislação Antitruste no Brasil Será que os países em desenvolvimento

Leia mais

Descrição do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Políticas Públicas

Descrição do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Políticas Públicas Descrição do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Políticas Públicas O Programa de Pós-Graduação em Gestão de Políticas Públicas tem caráter multidisciplinar, integrando em suas disciplinas diversos

Leia mais

NOTA TÉCNICA ADPF n. 001/2015 Proposição Ementa Explicação da Ementa Autoria Relator Art. 1º

NOTA TÉCNICA ADPF n. 001/2015 Proposição Ementa Explicação da Ementa Autoria Relator Art. 1º NOTA TÉCNICA ADPF n. 001/2015 Ref. Proc. nº 5236/13 Proposição: PEC 412/2009 Ementa: Altera o 1º do art. 144 da Constituição Federal, dispondo sobre a organização da Polícia Federal. Explicação da Ementa:

Leia mais

http://www.youtube.com/watch?v=d0fptv_kq9s XII WORKSHOP DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA 8º ENCONTRO DO FÓRUM DE COORDENADORES DE CURSOS DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA Aprendendo a Empreender Um novo desafio Mauricio

Leia mais

MARKETING DE SERVIÇOS: Vantagem competitiva na prática. Ingresso julho Informações: (51)

MARKETING DE SERVIÇOS: Vantagem competitiva na prática. Ingresso julho Informações: (51) MARKETING DE SERVIÇOS: Vantagem competitiva na prática Ingresso julho 2017 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosdeferias MARKETING DE SERVIÇOS: vantagem competitiva na prática Em curto período,

Leia mais

Direito Administrativo

Direito Administrativo Direito Administrativo Centralização, Descentralização, Concentração e Desconcentração Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Administrativo CENTRALIZAÇÃO, DESCENTRALIZAÇÃO,

Leia mais

MANUAL PRÁTICO DO PORTAL DA TRANSPARÊNCIA DO GOVERNO DO PARÁ

MANUAL PRÁTICO DO PORTAL DA TRANSPARÊNCIA DO GOVERNO DO PARÁ MANUAL PRÁTICO DO PORTAL DA TRANSPARÊNCIA DO GOVERNO DO PARÁ 1 APRESENTAÇÃO O Manual Prático do Portal da Transparência do Governo do Estado do Pará foi criado para facilitar a navegação no Portal da Transparência

Leia mais

Reconhecida de Utilidade Pública pela Lei nº 4.555/93 - Estado do Piauí

Reconhecida de Utilidade Pública pela Lei nº 4.555/93 - Estado do Piauí PREFEITURA MUNICIPAL DE MONSENHOR GIL- PI Concurso Público Edital n 01/2012 Resultado da análise dos recursos interpostos contra o gabarito preliminar das provas objetivas As bancas examinadoras do concurso

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO ATENDIMENTO E VENDAS DIREITO DO CONSUMIDOR - EMPRESARIAL - SUCESSÓRIO PALESTRAS. Tempo e razão; Trilha da produtividade.

ADMINISTRAÇÃO ATENDIMENTO E VENDAS DIREITO DO CONSUMIDOR - EMPRESARIAL - SUCESSÓRIO PALESTRAS. Tempo e razão; Trilha da produtividade. ADMINISTRAÇÃO Jaime Wagner - Ex-diretor Federasul PALESTRAS Tempo e razão; Trilha da produtividade. ATENDIMENTO E VENDAS Alessandra Gonzaga - Diretora da Do Carmo Assessoria e Consultoria Francisco Lummertz

Leia mais

Regional Metropolitana Aparecida de Goiânia. Cursos com os menores preços de mercado! Agenda. Jan/Jun

Regional Metropolitana Aparecida de Goiânia. Cursos com os menores preços de mercado! Agenda. Jan/Jun Regional Metropolitana Aparecida de Goiânia Faça a DIFERENÇA nagestão suaempresa! da Cursos com os menores preços de mercado! Agenda Jan/Jun 2017 Classificação dospequenosnegócios Microempreendedor Individual

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora. O que são

Leia mais

Administração Pública

Administração Pública Administração Pública Wagner Rabello Jr E-mail: rabello_jr@yahoo.com.br Comunidade no orkut: Administração Pública Concurso Prof. Wagner Rabello Jr. rabello_jr@yahoo.com.br Questões inéditas Estilo ESAF

Leia mais

Módulo 9 O Mercado de Trabalho e as Atividades de Recrutamento

Módulo 9 O Mercado de Trabalho e as Atividades de Recrutamento Módulo 9 O Mercado de Trabalho e as Atividades de Recrutamento Novas expectativas e tendências no âmbito social e da educação; novas tendências tecnológicas, políticas e internacionais, são algumas razões

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO FICHA DE RESPOSTA AO RECURSO CARGO: AGENTE DE TRÂNSITO

CONCURSO PÚBLICO FICHA DE RESPOSTA AO RECURSO CARGO: AGENTE DE TRÂNSITO CARGO: AGENTE DE TRÂNSITO QUESTÃO No:12 A resolução nº 277 de 28 de maio de 2008 dispões sobre o transporte de menores de 10 anos em veículos. O Art.1º da resolução em comento determina Para transitar

Leia mais

Orientações para elaboração do conteúdo do item Execução física e financeira das ações da Lei Orçamentária Anual de responsabilidade da unidade

Orientações para elaboração do conteúdo do item Execução física e financeira das ações da Lei Orçamentária Anual de responsabilidade da unidade Orientações para elaboração do conteúdo do item Execução física e financeira das ações da Lei Orçamentária Anual de responsabilidade da unidade 1. Este item deve ser elaborado dentro da Seção PLANEJAMENTO

Leia mais

Exercícios Comentados

Exercícios Comentados Exercícios Comentados Provas & Concursos Direito Previdenciário Exercícios Comentados Seguridade Social Conceitos 01) (CESPE) Consoante o caput do Art. 194 da CF, A Seguridade Social compreende um conjunto

Leia mais

O procedimento de massa urgente no anteprojeto de alteração do CPTA

O procedimento de massa urgente no anteprojeto de alteração do CPTA O procedimento de massa urgente no anteprojeto de alteração do CPTA A reforma do Direito Processual Administrativo Instituto de Ciências Jurídico Políticas Faculdae de Direito de Lisboa 9 de maio de 2014

Leia mais

Diagrama de causa e efeito, espinha de peixe ou Ishikawa. 6 M s do diagrama de causa e efeito. Exemplo Aumento do consumo de energia.

Diagrama de causa e efeito, espinha de peixe ou Ishikawa. 6 M s do diagrama de causa e efeito. Exemplo Aumento do consumo de energia. Diagrama de causa e efeito, espinha de peixe ou Ishikawa Causa 3 Causa 2 Sub-causa Sub-causa Causa 1 Sub-causa Problema Causa 4 Causa 5 Causa 6 Causa Efeito 6 M s do diagrama de causa e efeito Meio Ambiente

Leia mais

ORDEM DO DIA: Eleição de membro efetivo do Conselho de Administração, por indicação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

ORDEM DO DIA: Eleição de membro efetivo do Conselho de Administração, por indicação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO AGE Em, 06 de agosto de 2015. ORDEM DO DIA: Eleição de membro efetivo do Conselho de Administração, por indicação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. - INFORMAÇÕES

Leia mais

Módulo 4. Estrutura da norma ISO Sistemas de Gestão da Qualidade - Requisitos Requisitos 5.4, 5.5 e 5.6 Exercícios

Módulo 4. Estrutura da norma ISO Sistemas de Gestão da Qualidade - Requisitos Requisitos 5.4, 5.5 e 5.6 Exercícios Módulo 4 Estrutura da norma ISO 9001-2008 Sistemas de Gestão da Qualidade - Requisitos Requisitos 5.4, 5.5 e 5.6 Exercícios 5.4 - Planejamento 5.4.1 - Objetivos da qualidade Os objetivos da qualidade devem

Leia mais

Docente: Gilberto Abreu de Oliveira (Mestrando em Educação UEMS/UUP) Turma 2012/

Docente: Gilberto Abreu de Oliveira (Mestrando em Educação UEMS/UUP) Turma 2012/ Docente: Gilberto Abreu de Oliveira (Mestrando em Educação UEMS/UUP) Turma 2012/2014 Email: oliveira.gilbertoabreu@hotmail.com Blog: http://historiaemdebate.wordpress.com 1 O QUE É SISTEMA? Conjunto de

Leia mais

Gestão do Desempenho. Gestão Estratégica de RH. Reter e engajar. Capacitar. Atrair 26/10/2016. Gestão do Desempenho. Recrutamento & Seleção

Gestão do Desempenho. Gestão Estratégica de RH. Reter e engajar. Capacitar. Atrair 26/10/2016. Gestão do Desempenho. Recrutamento & Seleção Gestão do Desempenho Ref.: Livro-texto, Cap. 8 Gestão Estratégica de RH Atrair Capacitar Reter e engajar Gestão do Desempenho Recrutamento & Seleção Treinamento & Desenvolvimento Recompensa 2 1 Avaliação

Leia mais

Seminário Práticas de Gestão de Pessoas nas Empresas Estatais Federais. Brasília - DF Dezembro de 2016

Seminário Práticas de Gestão de Pessoas nas Empresas Estatais Federais. Brasília - DF Dezembro de 2016 Seminário Práticas de Gestão de Pessoas nas Empresas Estatais Federais Brasília - DF Dezembro de 2016 A Participação Estratégica do Estado na Economia: A Inserção das Estatais Brasileiras ESTATAIS FEDERAIS:

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Nesse ano, estamos disponibilizando o nosso Código Ética nas versões impressa e eletrônica.

CÓDIGO DE ÉTICA. Nesse ano, estamos disponibilizando o nosso Código Ética nas versões impressa e eletrônica. CÓDIGO DE ÉTICA Nestes três anos de muitas realizações, as relações da Agência de Desenvolvimento Paulista com seus parceiros, clientes, fornecedores, acionistas, entre outros, foram pautadas por valores

Leia mais

Qualidade e produtividade em serviços

Qualidade e produtividade em serviços Universidade Federal do Vale do São Francisco Campus de Juazeiro Colegiado de Engenharia de Produção Qualidade e produtividade em serviços Disciplina: Gestão de serviços Professor: Marcel de Gois Pinto

Leia mais

Tarefa 1 Unidade 1 Gabarito

Tarefa 1 Unidade 1 Gabarito DISCIPLINA: Auditoria e Controladoria PROFESSORA: Tany Marin TUTORA: Macilena Oliveira Tarefa 1 Unidade 1 Gabarito 1-(FCC\2013 TRT / Fascículo Unidade 1 pg. 17) Determinada empresa privada recebeu subvenção

Leia mais

Modelo Keynesiano 1. (APO) 2. (ESAF 2009) (ESAF 2006)

Modelo Keynesiano 1. (APO) 2. (ESAF 2009) (ESAF 2006) Modelo Keynesiano 1. (APO) Considere as seguintes informações: Y = 1000 C = 600 I = 300 G = 100 X = 50 M = 50 onde Y = produto agregado; C = consumo agregado; I = investimento agregado; G = gastos do governo;

Leia mais

Linha de Pesquisa: Sustentabilidade e Gestão dos Recursos Naturais

Linha de Pesquisa: Sustentabilidade e Gestão dos Recursos Naturais Nome do Candidato Nº Inscrição Assinatura do Candidato Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Pró-Reitoria de Ensino Programa de Pós-Graduação em Uso Sustentável dos

Leia mais

14ª Sessão Ordinária do(a) 4ª TURMA SUPLEMENTAR

14ª Sessão Ordinária do(a) 4ª TURMA SUPLEMENTAR (20QÞ0US`) TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1a. REGIÃO SECRETARIA JUDICIÁRIA CENTRAL EXECUTIVA DE APOIO PROCESSUAL 14ª Sessão Ordinária do(a) 4ª TURMA SUPLEMENTAR Pauta de: 03/07/2012 Julgado em : 03/07/2012

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 11. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 11. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 11 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua O Financiamento do SUS: CF-88 art. 198: O SUS é financiado por recursos do Orçamento da Seguridade Social da União, dos estados, do Distrito

Leia mais

Piso Salarial dos ACS e ACE. Lei /14 e Decreto 8.474/15. Natal, 15 de julho de 2015.

Piso Salarial dos ACS e ACE. Lei /14 e Decreto 8.474/15. Natal, 15 de julho de 2015. Piso Salarial dos ACS e ACE Lei 12.994/14 e Decreto 8.474/15 Natal, 15 de julho de 2015. O Piso Nacional criado corresponde ao vencimento inicial dos ACS e ACE (Art. 9º- A). Desse modo, o valor fixado

Leia mais

Noções de Administração: Geral e Pública Agente da Polícia Federal

Noções de Administração: Geral e Pública Agente da Polícia Federal Noções de Administração: Geral e Pública Agente da Polícia Federal Conteúdo do edital 1 Noções de administração. 1.1 Abordagens clássica, burocrática e sistêmica da administração. 1.2 Evolução da administração

Leia mais

1) Os valores a seguir foram extraídos dos registros contábeis de uma empresa industrial:

1) Os valores a seguir foram extraídos dos registros contábeis de uma empresa industrial: 1) Os valores a seguir foram extraídos dos registros contábeis de uma empresa industrial: 2) Uma indústria apresentou, no mês de fevereiro de 2013, os seguintes custos de produção: 3) Uma sociedade empresária

Leia mais