Capítulo 31. Câmeras digitais

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Capítulo 31. Câmeras digitais"

Transcrição

1 Capítulo 31 Câmeras digitais Câmeras digitais produzem fotos sem utilizar filmes. As imagens captadas são armazenadas na sua memória, podendo ser posteriormente transferidas para um computador. Uma vez sendo recebidas pelo computador, na forma de arquivos gráficos, as imagens podem ser processadas, gravadas em meios de armazenamento permanente e impressas. As primeiras câmeras digitais eram consideradas curiosidades tecnológicas. Muito caras, com baixa capacidade, e as fotos apresentavam resoluções baixas. Com o passar dos anos, a resolução e a capacidade de armazenamento aumentaram, permitindo fazer fotos com alta qualidade e em maior número. Os preços também foram se tornando cada vez mais acessíveis. O uso de câmeras digitais para produzir fotos para serem usadas em páginas da Internet também fez as vendas aumentarem, contribuindo para a queda de preços. Em 1997 as câmeras baratas eram muito limitadas. Muitas geravam fotos com a resolução de 320x240, e sua memória tinha capacidade para pouco mais de 10 fotos. Era preciso pagar cerca de 300 dólares por uma câmera com essas características. Atualmente podemos comprar câmeras com resoluções superiores a 1600x1200, e o número de fotos armazenadas é bem maior, graças à maior quantidade de memória. Os preços também são bastante acessíveis. As câmeras digitais já são capazes de substituir as câmeras convencionais, apesar do custo ainda ser elevado. Para que esta substituição seja feita, é preciso que sejam geradas fotografias em papel, obtidas por meio da câmera digital. A impressão dessas fotografias requer o uso de impressoras de alta qualidade. Impressoras a jato de tinta são capazes de fazer um bom trabalho, mas sua qualidade não é considerada fotográfica, exceto nos modelos de mais alto custo. Existem impressoras que operam pelo processo de dye sublibamation (sublimação de partículas), que produzem fotos impressas com

2 31-2 Hardware Total qualidade igual à de fotografias convencionais. O custo de uma câmera digital de alta resolução, adicionado ao do computador e ao de uma impressora de alta qualidade resulta em um estúdio fotográfico caro, se comparado ao uso de câmeras convencionais. Caminhamos para o ponto em que a fotografia digital será mais usada que a convencional, mas isto ainda vai demorar alguns anos. Figura 31.1 Uma câmera digital. Por dentro da câmera A imagem em uma câmera digital é captada por um dispositivo chamado CCD (Charge Coupled Device). Este dispositivo é um sensor ótico, formado por uma matriz com centenas de milhares de pontos, localizados em uma área com apenas alguns centímetros quadrados. Nos modelos mais recentes, a matriz do CCD possui alguns milhões de pontos. A figura 2 mostra uma placa interna de uma câmera digital, na qual podemos ver o CCD. Figura 31.2 CCD de uma câmera digital.

3 Capítulo 31 Câmeras digitais 31-3 Não apenas as câmeras digitais usam CCD. Podemos encontrar este componente em outros dispositivos que captam imagens, como câmeras de vídeo e scanners. As câmeras digitais recebem a imagem através do seu sistema ótico e do CCD, e as armazenam na sua memória interna, do tipo Flash ROM. A grande vantagem desta memória é que não consome corrente da bateria para manter seus dados. Podemos desligar a câmera, ou retirar as pilhas, e as fotos serão mantidas na Flash ROM, indefinidamente. As fotos são transferidas para o computador através da interface serial ou da interface paralela. Modelos que usam expansão de memória na forma de um cartão PCMCIA, seja com memória Flash ROM, seja com um disco rígido, permitem ainda uma rápida transferência de dados para um notebook. Basta retirar o cartão da câmera e conectá-lo ao notebook, e usar o programa de transferência. De qualquer forma, a transmissão serial, paralela e USB também está disponível nesses modelos, ou seja, não é necessário possuir um notebook. A maioria dos modelos modernos utiliza a interface USB. Modelos que armazenam as fotos em disquetes permitem a sua transferência para o computador de uma forma ainda mais simples. Basta retirar o disquete, inserir no computador e acessar os arquivos gráficos gerados pela câmera. Figura 31.3 Câmera que armazena fotos em disquetes. A maioria das câmeras modernas possui um recurso bem interessante, que é o viewfinder. Trata-se de um pequeno visor colorido de cristal líquido, similar aos encontrados nas filmadoras portáteis. Com este visor, podemos ver exatamente o que está sendo fotografado. Fica portanto muito mais fácil fazer o enquadramento da imagem. Este visor serve não apenas para ver a imagem que será fotografada, mas também para ver as imagens que já foram fotografadas e estão armazenadas na câmera.

4 31-4 Hardware Total Figura 31.4 Câmera com viewfinder LCD. Existem ainda modelos que possuem uma saída de vídeo NTSC, e desta forma, podemos visualizar as fotos armazenadas na câmera com o auxílio de uma TV, desde que possua entrada para vídeo composto NTSC. Encontramos também modelos que possuem uma conexão para uma pequena impressora, própria para as fotos digitais. Esta impressora utiliza papel fotográfico, portanto não necessita do uso de um PC para imprimir as fotos. A operação de transferência de dados da câmera para o computador é chamada de download. É feita através de programas apropriados, fornecidos juntamente com as câmeras. Ao serem executados, buscam na câmera, imagens reduzidas das fotos armazenadas. Essas imagens reduzidas são chamadas de thumbnails. Desta forma, podemos selecionar quais fotos serão transferidas, ou quais serão descartadas. Nada impede entretanto que façamos a transferência de todas as fotos. Figura 31.5 Uma impressora para câmera digital. Características das câmeras digitais É grande a quantidade de modelos de câmeras digitais disponíveis no mercado. Entre os seus diversos fabricantes, podemos citar a Apple, Epson,

5 Capítulo 31 Câmeras digitais 31-5 Canon, Kodak, Casio e HP. Adicione a esses, todos os demais fabricantes de câmeras convencionais, já que praticamente todos eles estão oferecendo modelos digitais. Vejamos as principais características dessas câmeras, para que você possa entendê-las melhor. Para ilustrar, usaremos como exemplo a câmera Canon Power Shot 600. Resolução Esta é a mais importante característica de uma câmera digital, e está diretamente relacionada com o seu CCD (ou seja, o seu sensor ótico). As primeiras câmeras digitais utilizavam CCDs idênticos aos de câmeras filmadoras VHS, limitados a baixas resoluções, inferiores a 640x480. Hoje encontramos facilmente modelos com resoluções chegando na faixa de 2000x1500. Em geral as câmeras digitais permitem usar resoluções inferiores à sua resolução máxima. A vantagem em usar uma resolução mais baixa é que desta forma é possível armazenar um maior número de fotos em sua memória. Quando a resolução não é um fator importante, podemos ativar na câmera o modo de mais baixa resolução, possibilitando armazenar mais fotos. Quando não é necessário armazenar um número muito elevado de fotos, podemos deixar a câmera operar com a sua resolução máxima. Quando tanto a resolução como o número de fotos são importantes, talvez seja indicado fazer uma expansão na memória da câmera. Número de cores Aqui está um item também bastante importante. As primeiras câmeras digitais geravam fotos em preto e branco. Os arquivos gráficos apresentavam 256 tonalidades de cinza. Com a proliferação de aplicações que exigem cor, as câmeras digitais em preto e branco caíram em desuso. Os modelos atuais produzem fotos com 24 bits, chegando a 16 milhões de cores (True Color). Compressão de imagem Imagens em alta resolução ocupam muito espaço na memória. Uma foto com resolução de 640x480 e 16 milhões de cores ocupa quase 1 MB. Desta forma, a memória da câmera poderia armazenar uma reduzida quantidade de fotos, e o tempo de transmissão para o PC seria extremamente longo. Para evitar esses problemas, as câmeras digitais usam o método de compressão JPEG para armazenar suas imagens. Dependendo da quantidade de detalhes, uma foto de 640x480 pode ser armazenada ocupando entre 50 kb e 100 kb. Mesmo usando a compressão JPEG, as imagens resultantes possuem uma qualidade muito boa para a visualização na tela, e bastante

6 31-6 Hardware Total satisfatória para a impressão em papel. Digamos que a imagem captada pelo CCD perde um pouco (bem pouco mesmo) da sua qualidade, para que assim possa ocupar um espaço de memória de 10 a 20 vezes menor. As câmeras digitais também podem armazenar e transmitir fotos no modo CCD RAW. Nesta modalidade a imagem é armazenada pixel por pixel, sem compressão de dados, exatamente da forma como é capada pelo CCD. Este modo é útil quando precisamos de fotos com a qualidade máxima permitida pela câmera. Armazenamento e expansão de memória As câmeras digitais possuem alguns MB de memória para o armazenamento de fotos. A quantidade de memória define o número de fotos que a câmera pode armazenar. Este número não é fixo, pois o tamanho dos arquivos JPEG depende do grau de compressão obtido, que varia de uma imagem para outra. Existem câmeras que admitem expansão de memória, outras que podem ter acoplado um cartão de disco rígido PCMCIA, e até modelos que armazenam as fotos em um disquete. A câmera Canon PowerShot 600, por exemplo, permite a instalação de um disco rígido PCMCIA de 170 MB. Com ele a capacidade de armazenamento é aumentada para 900 fotos, usando compressão JPEG, na resolução máxima. Muitas câmeras atuais usam minidiscos Flash para expansão, como veremos mais adiante neste capítulo. Baterias Muitos modelos utilizam pilhas comuns, de preferência alcalinas, alguns usam baterias próprias, do tipo recarregável e outros oferecem um adaptador DC (em alguns casos é opcional, podendo ser adquirido separadamente), através do qual podem funcionar, mesmo sem pilhas, ou então realizar o carregamento de suas baterias. Existem ainda modelos que usam uma ou mais baterias de lítio com tensão de 3 volts, adquirida com facilidade nas lojas de material fotográfico. São as mesmas baterias usadas em muitas câmeras convencionais. Retenção das imagens na memória Nas câmeras digitais modernas, a corrente fornecida pelas pilhas ou baterias é usada para alimentar o flash (praticamente todos os modelos possuem flash) e seus circuitos eletrônicos. A memória na qual as imagens são armazenadas não necessita de corrente para manter seus dados. Usam mmória Flash ROM. Graças a esta memória, a câmera pode reter as imagens

7 Capítulo 31 Câmeras digitais 31-7 mesmo desligada, e mesmo sem pilhas ou baterias, durante um período ilimitado. Transferência das fotos para o computador As primeiras câmeras digitais eram ligadas ao PC através de interfaces seriais e paralelas. Os modelos atuais usam a interface USB, mais versátil e mais rápida. A transmissão paralela é bem mais rápida que a serial, uma vantagem considerável, levando em conta a elevada quantidade de dados a serem transferidos. Enquanto uma interface serial demora alguns minutos para transferir 1 MB de fotos, a interface paralela permite que esta transmissão seja feita em apenas alguns segundos. Em uma interface USB, esta transmissão é ainda mais rápida. Existem câmeras que armazenam as imagens em um cartão de memória flash ou disco rígido PCMCIA. Podemos transferir as fotos diretamente para um notebook, ou para um PC que possua um slot PCMCIA. Basta retirar o cartão da câmera, inserir no PC e copiar os seus arquivos. Método de transferência ainda mais simples é o das câmeras que armazenam as fotos em disquetes e podem ser lidas diretamente pelo PC. Zoom O zoom é uma operação ótica muito útil nas câmeras convencionais, e possui utilidade idêntica nos modelos digitais. É usado para fazer fotos de objetivos localizados a grandes distâncias. Considere o zoom como uma característica altamente desejável em uma câmera digital, mesmo que para isto seja preciso pagar um preço um pouco maior. A maioria dos modelos atuais possui zoom, exceto no caso dos modelos mais baratos. Flash A maioria das câmeras digitais possuem um flash, permitindo a realização de fotos em locais onde a luminosidade é precária. Em geral o flash pode ser programado de três formas: desativado, ativado e automático. Ao ser desativado, não acenderá, mesmo que a luminosidade seja pequena. Ao ficar ativado, acenderá sempre a cada foto, mesmo que a luminosidade do ambiente seja boa. Em modo automático, o flash acenderá apenas quando o ambiente tiver pouca luminosidade, e ficará apagado em ambientes muito claros. Foco Para que a imagem seja projetada corretamente sobre o CCD, é preciso que seja focalizada. As câmeras mais simples possuem foco no infinito. Isto

8 31-8 Hardware Total significa que não importa a que distância está o objetivo a ser fotografado, sua imagem sempre estará focalizada sobre o CCD. Devido a imperfeições do sistema ótico, existe uma distância mínima a partir do qual a focalização é feita. Câmeras mais simples podem requerer uma distância mínima de 50 cm a 1 metro. Não seria portanto possível usar essas câmeras para fotografar diretamente pequenos objetos localizados a curtas distâncias. Para isto será preciso acoplar lentes adicionais. Algumas das câmeras digitais mais sofisticadas possuem a distância focal variável, o que em geral produz fotos bem mais nítidas. Possuem o recurso auto focus. Um feixe de luz infravermelha é enviado para a frente, e ao refletir sobre o objeto a ser fotografado, incide novamente sobre a câmera. Um sensor infravermelho capta o feixe recebido, e através das suas características de onda, determina a distância até o objeto que será fotografado. O foco é então ajustado em função desta distância. Viewfinder Todas as câmeras possuem um visor para o enquadramento do objeto a ser fotografado (viewfinder). Assim como na maioria das câmeras convencionais, muitas câmeras digitais possuem um viewfinder completamente ótico, composto de lentes. A maioria das câmeras digitais modernas possuem, ao invés de lentes, um viewfinder formado por um pequeno display colorido de cristal líquido. A imagem é visualizada neste display exatamente da mesma forma como é recebida pelo CCD. Desta forma é possível fazer um enquadramento muito mais preciso. TWAIN Data Source TWAIN é um padrão através do qual os programas gráficos do Windows podem obter imagens a partir de dispositivos de captura, como scanners, câmeras digitais e digitalizadores de vídeo. Durante a instalação do software que acompanha uma câmera, é instalado um TWAIN Data Source. Uma vez que este driver esteja presente, as imagens armazenadas em uma câmera digital podem ser transferidas para qualquer programa do Windows capaz de manipular arquivos gráficos. Timer O Timer é um recurso que permite tirar uma foto depois de alguns segundos que o botão é apertado. Assim o seu operador pode tirar uma foto de si próprio. Se você quiser tirar uma foto sua junto com uma pessoa que o acompanha, focalize primeiro a pessoa, coloque a câmera sobre uma base

9 Capítulo 31 Câmeras digitais 31-9 fixa (uma mesa, por exemplo), ligue o timer e corra para o lado da pessoa. Fique parado por alguns segundos até que a câmera tire a foto sozinha. Exemplo: Canon PowerShot 600 Mostraremos agora a câmera Canon PowerShot 600. Você entenderá através dela, muitas das características presentes em outros modelos. Especificações técnicas A sua resolução é de 832x608. Pode operar em modo Color, gerando cores de 24 bits, totalizando mais de 16 milhões de cores, ou ainda em modo monocromático, com 8 bits, totalizando 256 tonalidades de cinza. Sua memória flash interna de 1 MB não é tão generosa no que diz respeito ao número de fotos que podem ser armazenadas, quando levamos em conta as altas resoluções. Uma média de 5 fotos podem ser armazenadas na resolução de 832x608, usando a qualidade Fine. Quanto à qualidade da imagem, pode ser Fine, Normal ou Economy. A diferença entre as três é o grau de compressão que é utilizado. Existe um nível de qualidade ainda melhor, o CCD RAW, no qual as imagens são armazenadas sem compressão, exatamente da forma como são recebidas pelo CCD. A qualidade é excepcional, mas cada foto ocupa cerca de 1,7 MB. Para usá-lo é preciso instalar uma expansão de memória de 4 MB (Flash Card) ou de 170 MB (HD Card). Já o modo Fine resulta em fotos com cerca de 150 kb. São bastante compactadas e quase tão boas como as do modo CCD RAW. A tabela abaixo mostra algumas das principais características da Canon PowerShot 600. Resolução alta Resolução média Resolução baixa Cores Memória interna Expansão de memória Focalização Distância focal câmera/objeto Alimentação Adaptador DC Conexão com o PC Flash Visor Lentes adicionais Timer 832x x x240 True Color (24 bits) ou cinza (8 bits) 1 MB Cartão de RAM de 4 MB ou HD de 170 MB Possui ajuste automático de foco 10 cm ou superior Bateria de Ni-Cd recarregável Incluído Interface paralela Automático Viewfinder ótico Pode usar o Canon Wide Converter 2 ou 10 segundos

10 31-10 Hardware Total A câmera possui um microfone que permite associar anotações de voz para cada foto. Essas anotações podem ser ouvidas ou transformadas em arquivos sonoros, através do programa de controle que a acompanha. Quanto à distância do objeto a ser fotografado, existem duas opções: normal e macro. No modo normal, usado para distâncias superiores a 40 cm, é usado o sistema de focalização automática. Apontamos o objeto e pressionamos o botão (shutter) até a metade, fazendo com que a câmera calcule a distância e focalize o objeto. Um LED acenderá indicando que o objeto está focalizado. Podemos então apertar o shutter até o final, fazendo a fotografia. No modo macro, a focalização é feita para distâncias entre 10cm e 40cm. Podemos fazer excelentes fotografias de objetos pequenos. Esta câmera possui controle automático de exposição, ou seja, ajusta automaticamente a claridade da figura captada, em função da luminosidade do ambiente. A sua alimentação elétrica é feita através de uma bateria de níquel-cádmio, comercializada especialmente para esta câmera. Armazena carga suficiente para fazer uma generosa quantidade de fotos. A tabela que se segue mostra o número de fotos que podem ser feitas com a carga total da bateria em diversas condições. Meio de armazenamento Sem flash Flash em 25% Memória interna de 1 MB Expansão de memória de 4 MB Expansão de memória de 170 MB Por exemplo, usando uma expansão de memória de 4 MB tipo Flash Card, é possível fazer 400 fotos (ou seja, enchendo a memória da câmera diversas vezes), levando em conta que o flash é aceso em 25% delas. Se em todas elas o flash não for usado, podem ser feitas 480 fotos. A bateria é recarregada através de um adaptador AC que acompanha a câmera. O adaptador pode ser ligado diretamente à câmera, ou ligado na Camera Station durante a transferência de fotos para o PC. A Camera Station é uma base na qual a câmera é acoplada, permitindo a ligação com a interface paralela do PC. Características A figura 6 mostra a Canon PowerShot 600 e seus acessórios. A estação (Camera Station) possui um conector tipo Centronics, idêntico ao de uma impressora, próprio para ser ligado em uma interface paralela. Possui ainda uma conexão para o adaptador AC/DC (carregador de bateria). Desta forma,

11 Capítulo 31 Câmeras digitais enquanto a câmera está acoplada à estação, além de não ser consumida carga da bateria, é ainda feito o seu carregamento. Figura 31.6 Câmera e seus acessórios. Na figura 7 vemos a parte frontal da PowerShot 600. Como podemos observar, existem muitos botões e controles, o que torna sua operação um pouco mais complicada que a de outras câmeras mais simples. Figura 31.7 Parte frontal da câmera. Na parte superior da câmera existe um seletor através do qual podemos escolher entre um dos modos especiais de operação. Dois deles fazem o apagamento de fotos da câmera, sendo que um apaga apenas a última foto e os outros dois apagam todas as fotos. Outro modo ativado por este seletor é o CCD RAW, que resulta em fotos da mais alta qualidade. Na maior parte do tempo usamos o modo normal. Ainda na parte superior da câmera existem três botões para selecionar várias operações possíveis. O botão seletor de qualidade permite escolher entre três níveis de compressão de imagem (Fine, Normal e Economy). O melhor modo é o Fine, e melhor ainda que ele, só mesmo o CCD RAW.

12 31-12 Hardware Total O botão Macro é usado para fazer fotos a pequenas distâncias, de 10 a 40 cm. Este botão também é chamado de F1, e é usado na ativação de algumas outras funções da câmera. O outro botão é o F2/Microfone. Devemos pressioná-lo para fazer anotações de voz (observe o microfone localizado também na parte superior da câmera). Funciona ainda para ativação de algumas funções especiais. Ainda na parte superior existe um display indicador de status e várias informações, tais como o número de fotos que ainda cabem na memória, o modo de compressão utilizado, etc. Na parte frontal da câmera temos o botão F3, usado para controlar o modo de operação do flash (sempre ligado, sempre desligado ou automático). Ainda na parte frontal existe um emissor de luz infravermelha, usado para o cálculo de distância para efeito de focalização. Finalmente, também localizado na parte frontal da câmera, está o shutter, o botão que apertamos para fotografar. Figura 31.8 Parte traseira da câmera. A figura 8 mostra as partes traseira, lateral e inferior da câmera. Ao lado do viewfinder existem dois LEDs indicadores. O LED verde é usado principalmente para indicar que o objeto está focalizado, e o vermelho indica que o flash está carregado. Abaixo do viewfinder existe um seletor Color/Mono. Com ele escolhemos se as fotos devem ser feitas a cores ou em preto e branco. Na parte inferior existe um encaixe para tripé. É útil para manter a câmera fixa sobre uma base, para fazer por exemplo, fotos a curta distância, ou fotos nas quais a câmera precisa ficar absolutamente parada. O tripé pode ser adquirido com facilidade em lojas de material fotográfico. Temos também um conector para o carregador de bateria. Através dele a bateria da câmera pode ser carregada, sem que seja necessário acoplar a câmera na estação. O mais importante de tudo nesta parte inferior é o conector de dados, usado no encaixe com a estação. Fica protegido por uma pequena tampa que é aberta

13 Capítulo 31 Câmeras digitais automaticamente quando a câmera é acoplada na estação. Na parte direita da figura vemos a tampa do compartimento para a instalação dos cartões PCMCIA para expansão de memória. Na figura 9 vemos em detalhe a estação da câmera. Existe uma pequena porta da qual sai um conector para acoplamento na câmera, sempre que colocamos a alavanca de travamento voltada para a direita. Temos ainda um conector para o carregador de bateria e um conector Centronics, idêntico ao de uma impressora. Usamos um cabo de impressora comum para ligar a estação ao PC através deste conector. Figura 31.9 Camera station. Operação A figura 10 mostra como é feita a ligação da câmera com o PC. Usamos um cabo paralelo comum para ligar a estação à porta paralela. Observe que não é permitida a ligação simultânea da interface paralela na estação e na impressora, como ocorre com diversos outros dispositivos paralelos (um exemplo típico é o ZIP Drive). Se for preciso usar a impressora e a estação (não simultaneamente) sem precisar conectar ou desconectar cabos, é preciso usar uma caixa comutadora. O uso da estação pode entretanto ser feito em conjunto com outros dispositivos paralelos que permitam conexões múltiplas, como um scanner paralelo ou um ZIP Drive. Por exemplo, no caso do scanner paralelo, ligamos o scanner ao PC e a estação ao scanner, no conector reservado para a ligação da impressora. Figura Ligação com o PC. Para transferir fotos para o PC, a estação deve estar conectada pela interface paralela. A seguir, colocamos a câmera sobre a estação e movemos a

14 31-14 Hardware Total alavanca para a direita, como mostra a figura 11. A câmera deve permanecer desligada. Podemos agora conectar na estação o carregador de bateria, e ligar este carregador na rede elétrica. Não acople a câmera na estação estando ligada, nem com o carregador de bateria ligado na rede elétrica. A câmera deve permanecer desligada, e o carregador é ligado apenas depois que a câmera está travada na estação. Figura Câmera acoplada na estação. Figura Para fotografar. A figura 12 ilustra os itens a serem checados e os passos a serem tomados para fotografar. 1. A bateria deve estar inserida e carregada. 2. Ligar a câmera. Será aberta a porta protetora da lente. 3. O display acenderá, indicando o número de fotos que cabem na memória. 4. O seletor de modo deve estar na posição A. 5. Indicar o modo a ser usado: cor ou preto/branco. 6. Usar o viewfinder para visualizar a imagem a ser fotografada. 7. Pressionar apenas levemente o botão Shutter. A câmera ajustará o foco e acenderá o LED verde. 8. O LED verde acenderá, indicando que o objeto está focalizado. Agora podemos apertar o shutter por completo. O display indicará BUSY durante alguns segundos enquanto o LED verde ficará piscando, indicando que a foto está sendo processada. Depois disso a câmera estará pronta para fazer a próxima foto. Para instalar uma expansão de memória basta proceder como mostra a figura 13. A câmera deve estar desligada. 1. Abrir o compartimento. 2. Encaixar o cartão e fechar o compartimento. 3. Existe ainda um botão para ejetar o cartão, caso desejemos.

15 Capítulo 31 Câmeras digitais Figura Instalando uma expansão de memória. Softwares que acompanham a câmera Assim como ocorre com todas as câmeras digitais, a PowerShot 600 é acompanhada de dois conjuntos de softwares: Twain Data Source Editores gráficos e gerenciadores de álbuns O Twain Data Source (ou Twain Driver) e seu programa de controle são específicos para esta câmera, ou seja, não podem ser usados com outros modelos de câmeras. Esta regra é válida para qualquer modelo de câmera digital ou scanner. Os demais softwares são genéricos, independentes do modelo de câmera. A PowerShot 600 é acompanhada do software PhotoImpact e diversos utilitários. Pode ser usado para criar e gerenciar álbuns, editar fotos, e diversas outras operações. É um software bastante sofisticado, e é fornecido em um CD-ROM que acompanha a câmera. O Twain Data Source desta câmera pode ser executado a partir de qualquer editor gráfico que seja Twain compatível (inclusive o PhotoImpact que a acompanha). Basta usar o comando File/Scan ou File/Acquire. Podemos vê-lo em execução na figura 14.

16 31-16 Hardware Total Figura Programa de controle do driver TWAIN da PowerShot 600. Começamos clicando o ícone da câmera, e será apresentada uma série de thumbnails das fotos armazenadas. O próximo passo é selecionar a foto, ou as fotos a serem transferidas. Depois que as fotos desejadas estão selecionadas, clicamos sobre o botão Acquire. As fotos serão transferidas para o PC e aparecerão como arquivos abertos pelo programa que comandou a execução do driver da câmera. Note que muitos programas não são capazes de transferir várias imagens simultaneamente. Nesse caso, os métodos de selecionamento de múltiplas fotos não funcionarão. Programas gerenciadores de álbuns digitais, como o que acompanha o PhotoImpact, são capazes de transferir múltiplas imagens. Entre os utilitários fornecidos, temos o PhotoImpact Album, mostrado na figura 15. Este programa é capaz de obter um grupo de fotos da câmera (ou mesmo de um CD-ROM ou disco rígido) e formar álbuns. Os álbuns funcionam como índices gráficos para acesso fácil às figuras. O PhotoImpact propriamente dito não se destina à criação e gerenciamento de álbuns, e sim, à edição das fotos. Possui diversos comandos bastante sofisticados encontrados em editores mais famosos, como o PhotoShop.

17 Capítulo 31 Câmeras digitais Figura O programa gerenciador de álbuns digitais que acompanha a PowerShot 600. Assim como ocorre com os scanners, podemos utilizar qualquer programa gráfico para comandar a aquisição de imagens de uma câmera digital. Basta usar o comando File/Scan ou File/Acquire. Isto ativará o Twain Data Source da câmera, que fará a aquisição e a transferência da imagem para o programa gráfico usado. Exemplo: Olympus D340-R A Olympus, tradicional fabricante de câmeras fotográficas, também produz atualmente diversos modelos digitais. Para que você fique ainda mais familiarizado com câmeras digitais, apresentaremos agora como exemplo, a câmera Olympus D340R. Esta câmera produz fotos com resolução de até 1280x960. Utiliza um mini-disco de expansão de memória, com 4 MB, 8 MB ou 16 MB (figura 17). Na verdade não se trata de um disco magnético, e sim, um circuito de memória permanente, tipo Flash ROM. Figura Câmera Olympus D340-R.

18 31-18 Hardware Total Figura Expansão de memória por minidisco Flash. Na sua parte traseira existe um visor LCD (figura 18), que funciona como viewfinder e também serve para visualizar as fotos armazenadas na sua memória. Figura Visor LCD. Na parte superior da câmera existe um display de cristal líquido para indicação de informações diversas e alguns botões de controle, além do shutter (figura 19). Figura Parte superior da câmera.

19 Capítulo 31 Câmeras digitais A conexão desta câmera ao computador é feita através de uma interface serial, utilizando um cabo apropriado que a acompanha. É também fornecido um cabo para conexão com um aparelho de TV padrão NTSC. A câmera é capaz de gerar imagens de vídeo com as fotos armazenadas. Podemos desta forma fazer um slide show das fotos armazenadas, ou até mesmo gravar em uma fita de videocassete com a seqüência de fotos. É portanto acompanhada de um cabo de vídeo para esta conexão. Também é fornecido um adaptador DC, alça e capa de proteção. Figura A câmera D-340R e os cabos que a acompanham: um cabo serial e um cabo de vídeo. As figuras 21 e 22 mostram os diversos detalhes e controles desta câmera. Figura Parte frontal da câmera.

20 31-20 Hardware Total Figura Parte traseira da câmera. A câmera é acompanhada do software Camedia Master, usado para fazer a transferência das imagens. A instalação deste software também faz a instalação do driver TWAIN. É perguntado ao usuário se a instalação deve ser feita no modo Typical, Compact ou Custom. Na opção Custom podemos selecionar os módulos a serem instalados (figura 23). Figura Selecionando os componentes a serem instalados.

21 Capítulo 31 Câmeras digitais Figura O software Camedia Master. Terminada a instalação podemos reiniciar o computador. O software Camedia Master é mostrado na figura 24. Trata-se de um gerenciador de álbuns, com a função adicional de transferir as imagens da câmera para arquivos no PC. Mantendo a câmera conectada ao computador através de uma das suas interfaces seriais, usamos o comando Edit/Options. Na guia download (figura 25) podemos definir a interface serial a ser usada e a taxa de transmissão. Figura Opções da câmera. Com o comando Camera / Camera Settings temos o quadro da figura 26, com várias outras opções de funcionamento da câmera. Podemos selecionar a câmera a ser usada (este programa pode operar com outros modelos de câmera), acertar a data e a hora no relógio interno da câmera, definir o

22 31-22 Hardware Total brilho do visor LCD e definir parâmetros de auto desligamento para economia das baterias. Figura Configurações da câmera. A forma mais simples de transferir as imagens da câmera para o PC é através do comando Camera / Download all images. Será apresentado o quadro da figura 27 para que possamos indicar o drive e o diretório para o qual as fotos serão transferidas. Figura Indicando o destino das fotos. Uma outra forma de selecionar as imagens é através de seleção individual. Devemos inicialmente clicar sobre o ícone da câmera na parte esquerda da

23 Capítulo 31 Câmeras digitais janela do programa. Será feita a transferência dos thumbnails das fotos armazenadas. Podemos agora clicar nas fotos a serem transferidas, mantendo a tecla Control pressionada. Depois de fazer a seleção usamos o comando Camera / Download Selected Images (figura 28). Figura Transferindo as fotos selecionadas. Conclusão Você tem agora conhecimentos suficientes para encontrar uma boa câmera digital adequada às suas necessidades, bem como operá-la e utilizar seu software. Consulte agora os modelos disponíveis nas lojas e busque mais informações técnicas nos sites dos fabricantes. Seja qual for o modelo escolhido, você não terá dificuldades em fazer a instalação e a utilização. Se quiser fotos impressas, providencie uma boa impressora colorida. Se quiser armazenar as fotos de forma permanente, providencie também um meio de armazenamento de alta capacidade, como um ZIP Drive ou um gravador de CD-R. //////////// FIM /////////////////

GUIA DE CONFIGURAÇÃO RÁPIDA

GUIA DE CONFIGURAÇÃO RÁPIDA GUIA DE CONFIGURAÇÃO RÁPIDA PJ-6/PJ-63/ PJ-66/PJ-663 Impressora portátil Para obter mais informações sobre como usar esta impressora, certifique-se de ler o Manual do Usuário da Pocket Jet, fornecido no

Leia mais

Impressora HP DeskJet 720C Series. Sete passos simples para configurar a sua impressora

Impressora HP DeskJet 720C Series. Sete passos simples para configurar a sua impressora Impressora HP DeskJet 720C Series Sete passos simples para configurar a sua impressora Parabéns pela aquisição de sua impressora HP DeskJet 720C Series! Aqui está uma lista dos componentes da caixa. Se

Leia mais

Câmera Digital. Autor: Darllene Negri Nicioli

Câmera Digital. Autor: Darllene Negri Nicioli Câmera Digital Autor: Darllene Negri Nicioli 2 OBJETIVO Têm como objetivo este trabalho mostrar o princípio de funcionamento geral de uma câmera digital até as vantagens e desvantagens do produto final,

Leia mais

Aula 06. Discos e Drives

Aula 06. Discos e Drives Aula 06 Discos e Drives Disquetes São discos magnéticos usados para armazenar dados dos computadores. Podem armazenar textos, imagens, programas, etc. São vendidos normalmente em caixas com 10 unidades.

Leia mais

Sumário Introdução à câmera 2 Visão geral, recursos do produto 17 Como aproveitar ainda mais a sua câmera 19

Sumário Introdução à câmera 2 Visão geral, recursos do produto 17 Como aproveitar ainda mais a sua câmera 19 Sumário Introdução à câmera 2 Como colocar e carregar a bateria 2 Como usar um cartão MICROSD/SDHC (acessório) 5 Como ligar a câmera 6 Como configurar idioma, data e hora 7 Como fotografar ou gravar um

Leia mais

HP PRO WEBCAM GUIA DO USUÁRIO

HP PRO WEBCAM GUIA DO USUÁRIO HP PRO WEBCAM GUIA DO USUÁRIO v1.0.br Part number: 575739-001 Copyright 2009 Hewlett-Packard Development Company, L.P. As informações contidas neste documento estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Capítulo 30. Quando compramos um scanner, recebemos o seguinte material:

Capítulo 30. Quando compramos um scanner, recebemos o seguinte material: Scanners Capítulo 30 O scanner e seu software Quando compramos um scanner, recebemos o seguinte material: Scanner Cabo de conexão Placa de interface* Software para captura de imagens Software para edição

Leia mais

Manual do Usuário ICCTAB 705B/W/P

Manual do Usuário ICCTAB 705B/W/P Manual do Usuário ICCTAB 705B/W/P 1. Introdução ao Tablet PC 1.1 Diagrama geral do Tablet PC Diagrama Frontal: Figura 1-1. Diagrama Lateral: Figura 1-2 Diagrama Traseiro: Figura 1-3 1.2 Tablet PC - Uso

Leia mais

FILMADORA SPORT MANUAL DO USUÁRIO. Todas as Imagens deste manual são meramente ilustrativas.

FILMADORA SPORT MANUAL DO USUÁRIO. Todas as Imagens deste manual são meramente ilustrativas. FILMADORA SPORT MANUAL DO USUÁRIO Todas as Imagens deste manual são meramente ilustrativas. www.orangeexperience.com.br FILMADORA SPORT ÍNDICE Acessórios Encaixe dos Suportes Requisitos do Sistema O

Leia mais

Introdução. Nokia N93

Introdução. Nokia N93 Introdução Nokia N93 Conteúdo Inserir o cartão (U)SIM e a bateria... 3 Carregar a bateria... 5 Ligar o aparelho... 5 Telas... 7 Inserir o cartão de memória... 7 Remover o cartão de memória... 8 Modos...

Leia mais

2400 Series Primeiros passos

2400 Series Primeiros passos Conteúdo 2400 Series Primeiros passos Consute o Guia do usuário completo no CD para obter informações mais detalhadas sobre as seguintes tarefas: Configurando a impressora Conhecendo a impressora Colocando

Leia mais

filmadora sport FS201

filmadora sport FS201 MANUAL DO USUÁRIO filmadora sport FS201 Acessórios Encaixe dos Suportes Aviso Requisitos do Sistema Aparência e Botões Iniciando o Uso Uso do cartão de memória Ligando e Desligando Conversão entre modos

Leia mais

Atenção ainda não conecte a interface em seu computador, o software megadmx deve ser instalado antes, leia o capítulo 2.

Atenção ainda não conecte a interface em seu computador, o software megadmx deve ser instalado antes, leia o capítulo 2. Atenção ainda não conecte a interface em seu computador, o software megadmx deve ser instalado antes, leia o capítulo 2. Interface megadmx SA Firmware versão 1, 2 e 3 / software megadmx 2.000 (Windows/MAC

Leia mais

CÂMERA FILMADORA DE AÇÃO HD 720P COM CAIXA ESTANQUE E SUPORTES MARCA VIVITAR MODELO DVR783HD MANUAL DE INSTRUÇÕES

CÂMERA FILMADORA DE AÇÃO HD 720P COM CAIXA ESTANQUE E SUPORTES MARCA VIVITAR MODELO DVR783HD MANUAL DE INSTRUÇÕES CÂMERA FILMADORA DE AÇÃO HD 720P COM CAIXA ESTANQUE E SUPORTES MARCA VIVITAR MODELO DVR783HD MANUAL DE INSTRUÇÕES 1. Conteúdo da Embalagem LEIA PRIMEIRO 1. Câmera Filmadora digital 6. Caixa estanque à

Leia mais

Prof. Orlando Rocha. Qual o nosso contexto atual?

Prof. Orlando Rocha. Qual o nosso contexto atual? 1 Qual o nosso contexto atual? Atualmente, vivemos em uma sociedade que é movida pela moeda informação! No nosso dia-a-dia, somos bombardeados por inúmeras palavras que na maioria das vezes é do idioma

Leia mais

ENERGIA DA BATERIA & GERENCIAMENTO DA ENERGIA

ENERGIA DA BATERIA & GERENCIAMENTO DA ENERGIA CAPÍTULO VINTE TRÊS ENERGIA DA BATERIA & GERENCIAMENTO DA ENERGIA Neste capítulo, você aprenderá os fundamentos do gerenciamento de energia e como usá-los para adquirir uma vida média da bateria mais longa.

Leia mais

Curso de Manutenção de Notebook

Curso de Manutenção de Notebook Curso de Manutenção de Notebook Instrutor: João Ivan A de Macedo Apoio: ARQUITETURA DO NOTEBOOK NOTEBOOK 1. Tampa Superior É através dela que a tela (LCD) é sustentada e protegida. 2. Fecho da tampa Sua

Leia mais

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais.

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. MICROSOFT WINDOWS O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. Apresentaremos a seguir o Windows 7 (uma das versões do Windows)

Leia mais

Informática. Tipos de Computadores CONHECENDO O COMPUTADOR E SEUS PERIFÉRICOS

Informática. Tipos de Computadores CONHECENDO O COMPUTADOR E SEUS PERIFÉRICOS CONHECENDO O COMPUTADOR E SEUS PERIFÉRICOS A Informática não é um bicho de sete cabeças. Ou é até que conheçamos e desvendemos este bicho. Tudo o que é desconhecido para nós sempre nos parece algo difícil

Leia mais

HP Scanjet série G4000. Guia do usuário

HP Scanjet série G4000. Guia do usuário HP Scanjet série G4000 Guia do usuário Conteúdo 1 Como utilizar o scanner...2 Onde obter informações adicionais...2 Acessibilidade...2 Como utilizar o software HP Photosmart...3 Visão geral do painel

Leia mais

Esta é uma camara de vídeo digital HD (alta definição) da mais. avançada tecnologia; este aparelho pode ser usado tanto como

Esta é uma camara de vídeo digital HD (alta definição) da mais. avançada tecnologia; este aparelho pode ser usado tanto como Visão Geral Esta é uma camara de vídeo digital HD (alta definição) da mais avançada tecnologia; este aparelho pode ser usado tanto como uma camara de vídeo HD comum, como também como câmara profissional

Leia mais

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br R O B Ó T I C A Sensor Smart Ultrassom Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13 Sensor Smart Ultrassom 1. Introdução Os sensores de ultrassom ou ultrassônicos são sensores que detectam

Leia mais

Atualização, backup e recuperação de software

Atualização, backup e recuperação de software Atualização, backup e recuperação de software Guia do usuário Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows é uma marca registrada nos Estados Unidos da Microsoft Corporation. As informações

Leia mais

Atualização, Backup e Recuperação de Software. Número de Peça: 405533-201

Atualização, Backup e Recuperação de Software. Número de Peça: 405533-201 Atualização, Backup e Recuperação de Software Número de Peça: 405533-201 Janeiro de 2006 Sumário 1 Atualizações de Software Recebimento Automático de Atualizações de Software HP...................................

Leia mais

Sumário. 1. Instalando a Chave de Proteção 3. 2. Novas características da versão 1.3.8 3. 3. Instalando o PhotoFacil Álbum 4

Sumário. 1. Instalando a Chave de Proteção 3. 2. Novas características da versão 1.3.8 3. 3. Instalando o PhotoFacil Álbum 4 1 Sumário 1. Instalando a Chave de Proteção 3 2. Novas características da versão 1.3.8 3 3. Instalando o PhotoFacil Álbum 4 4. Executando o PhotoFacil Álbum 9 3.1. Verificação da Chave 9 3.1.1. Erro 0001-7

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. RELÓGIO ESPIÃO Elegance

MANUAL DE INSTRUÇÕES. RELÓGIO ESPIÃO Elegance MANUAL DE INSTRUÇÕES RELÓGIO ESPIÃO Elegance Antes de manusear leia atentamente todas as instruções deste manual: Este aparelho é constituído de mecanismos internos muito sensíveis e delicados, sendo que

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO POCKET CAM HD SLIM VC105

MANUAL DO USUÁRIO POCKET CAM HD SLIM VC105 MANUAL DO USUÁRIO POCKET CAM HD SLIM VC105 Sumário Descrição das funções Aviso de utilização Manutenção e cuidados Requisitos do sistema Aparência e botões Instalando a bateria Carregando a bateria Usando

Leia mais

Gerenciando a memória

Gerenciando a memória Memória da impressora 1 Sua impressora vem com, pelo menos, 64 MB de memória. Para determinar a quantidade de memória instalada atualmente em sua impressora, selecione Imprimir menus no Menu Utilitários.

Leia mais

Guia de inicialização

Guia de inicialização 2. Configuração da impressora Guia de inicialização 1. Verifique o conteúdo da embalagem Unidade da impressora Cabo de alimentação (*) Suporte do papel Bandeja de papel (*) CD (*) Driver da impressora

Leia mais

Redes Ponto a Ponto. Os drivers das placas de rede devem estar instalados.

Redes Ponto a Ponto. Os drivers das placas de rede devem estar instalados. Redes Ponto a Ponto É fácil configurar uma rede ponto-a-ponto em qualquer versão do Windows. Antes entretanto é preciso tomar algumas providências em relação ao hardware: Todos os computadores devem estar

Leia mais

HP Photosmart 6220 Digital Camera Dock. Manual do Usuário

HP Photosmart 6220 Digital Camera Dock. Manual do Usuário HP Photosmart 6220 Digital Camera Dock Manual do Usuário Estação de acoplamento de câmera digital HP Photosmart 6220 Guia do usuário Copyright 2006 Hewlett-Packard Development Company, L.P. As informações

Leia mais

Fotografia Digital no Brasil

Fotografia Digital no Brasil 1 Fotografia Digital no Brasil Hoje temos uma grande variedade de câmaras digitais, mas como elas captam a imagem e a transformam em informação digital é o que vamos ver a seguir. Um Pouco de História

Leia mais

TUTORIAL CANON IMAGE GATEWAY

TUTORIAL CANON IMAGE GATEWAY TUTORIAL CANON IMAGE GATEWAY Registrar Adicionar uma câmera comum Config. Serviços Web em Câmeras PowerShot Config. Serviços Web em Câmeras PowerShot Configurar Serviços Web em Câmeras EOS Configurar Serviços

Leia mais

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424 Digitalização Este capítulo inclui: Digitalização básica na página 4-2 Instalando o driver de digitalização na página 4-4 Ajustando as opções de digitalização na página 4-5 Recuperando imagens na página

Leia mais

Montagem e Manutenção. Luís Guilherme A. Pontes

Montagem e Manutenção. Luís Guilherme A. Pontes Montagem e Manutenção Luís Guilherme A. Pontes Introdução Qual é a importância da Montagem e Manutenção de Computadores? Sistema Binário Sistema Binário Existem duas maneiras de se trabalhar e armazenar

Leia mais

INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA GRUPO DE PESQUISA LEITURA NA TELA

INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA GRUPO DE PESQUISA LEITURA NA TELA INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA GRUPO DE PESQUISA LEITURA NA TELA Núcleo de Educação a Distância UniEvangélica 2 ÍNDICE 1 Introdução à Informática... 3 1. O Computador... 3 Teclado... 3 Mouse... 5 Monitor...

Leia mais

Fone de Ouvido com Câmera. (HS-1C) Para os telefones celulares Nokia 3100, 6100, e 7210.

Fone de Ouvido com Câmera. (HS-1C) Para os telefones celulares Nokia 3100, 6100, e 7210. Fone de Ouvido com Câmera (HS-1C) Para os telefones celulares Nokia 3100, 6100, e 7210. INFORMAÇÕES LEGAIS Copyright Nokia Corporation 2002-2004. Todos os direitos reservados. É proibido reproduzir, transferir,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. RELÓGIO ESPIÃO Elegance

MANUAL DE INSTRUÇÕES. RELÓGIO ESPIÃO Elegance MANUAL DE INSTRUÇÕES RELÓGIO ESPIÃO Elegance Antes de manusear leia atentamente todas as instruções deste manual: Este aparelho é constituído de mecanismos internos muito sensíveis e delicados, sendo que

Leia mais

Gerenciamento Total da Informação

Gerenciamento Total da Informação FI-7160 Funções O melhor custo-benefício da categoria Alimentador de grande volume Equipado com LCD Equipado com função de proteção avançada de papel Redutor de Desvio - mecanismo estável de alimentação

Leia mais

Atualização, backup e recuperação de software

Atualização, backup e recuperação de software Atualização, backup e recuperação de software Guia do Usuário Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft é uma marca registrada da Microsoft Corporation nos Estados Unidos. As informações

Leia mais

Câmera digital HP Photosmart M407 com HP Instant Share. Manual do Usuário

Câmera digital HP Photosmart M407 com HP Instant Share. Manual do Usuário Câmera digital HP Photosmart M407 com HP Instant Share Manual do Usuário Avisos legais Copyright 2004 Hewlett-Packard Development Company, L.P. As informações aqui contidas estão sujeitas a alterações

Leia mais

Capítulo 5. Figura 5.2. Conector para o monitor.

Capítulo 5. Figura 5.2. Conector para o monitor. Capítulo 5 Placas de vídeo Visão geral das placas de vídeo Esta placa está presente em todos os PCs, exceto nos que possuem placas de CPU com os circuitos de vídeo embutidos. A maioria dos PCs produzidos

Leia mais

Português. Câmara digital. Manual do utilizador

Português. Câmara digital. Manual do utilizador Português Multi-funções Câmara digital Manual do utilizador ii ÍNDICE Identificação dos componentes... 1 Ícones existentes no LCD... 2 Preparação... 2 Introduzir as baterias... 2 Introduza o cartão SD/MMC...

Leia mais

CÓD.: 657-2 MANUAL DO USUÁRIO PORTA RETRATO DIGITAL 7"

CÓD.: 657-2 MANUAL DO USUÁRIO PORTA RETRATO DIGITAL 7 CÓD.: 657-2 MANUAL DO USUÁRIO PORTA RETRATO DIGITAL 7" 1. CARACTERÍSTICAS Tela de LCD com 7 polegadas Resolução de 480 x 234 pixels Controle remoto com alcance de até 3m para controle total das funções

Leia mais

Brasil. Índice. Capítulo 1 Atenção

Brasil. Índice. Capítulo 1 Atenção Índice Capítulo 1 Atenção 1-1 Atenção 2 1-2 Antes de utilizar sua câmera 2 1-3 Cuidados ao utilizar a câmera 3 1-4 Conteúdo da embalagem 3 Capítulo 2 Reconhecimento de sua câmera 2-1 Nomes dos componentes

Leia mais

110228-002. MICROFLASH 2Te. Guia do usuário

110228-002. MICROFLASH 2Te. Guia do usuário 110228-002 Guia do usuário Impressora microflash 2te: visão superior... 1 Utilização da bateria: orientações gerais... 2 Carregamento da bateria... 2 Determinação da condição da bateria... 2 Instalação

Leia mais

frozza@ifc-camboriu.edu.brcamboriu.edu.br

frozza@ifc-camboriu.edu.brcamboriu.edu.br Informática Básica Conceitos Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.brcamboriu.edu.br Conceitos INFOR MÁTICA Informática INFOR MAÇÃO AUTO MÁTICA Processo de tratamento da informação

Leia mais

Enviar imagens de uma câmera para um computador via Wi-Fi (PowerShot SX60 HS)

Enviar imagens de uma câmera para um computador via Wi-Fi (PowerShot SX60 HS) Enviar imagens de uma câmera para um computador via Wi-Fi (PowerShot SX60 HS) Introdução O procedimento para utilização da função Wi-Fi para enviar imagens de uma câmera para um computador é explicado

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO WCV EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS ALAMEDA DOS ANAPURUS,1939 MOEMA SÃO PAULO BRASIL

MANUAL DE OPERAÇÃO WCV EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS ALAMEDA DOS ANAPURUS,1939 MOEMA SÃO PAULO BRASIL MANUAL DE OPERAÇÃO WCV EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS ALAMEDA DOS ANAPURUS,1939 MOEMA SÃO PAULO BRASIL TEL/FAX: (11) 535-7200 / 531-5945 / 531-8784 wcvtools@uol.com.br INDÍCE PRÓLOGO 4 REQUERIMENTO DO SISTEMA

Leia mais

Medidor Powersave V2 USB

Medidor Powersave V2 USB Medidor Powersave V2 USB O medidor é formado por uma caixa plástica contendo uma placa eletrônica, uma tomada macho, uma tomada fêmea, um conector H, um barramento lateral, um conector USB e leds indicativos.

Leia mais

CAPÍTULO 4 Interface USB

CAPÍTULO 4 Interface USB Interfaces e Periféricos 29 CAPÍTULO 4 Interface USB Introdução Todo computador comprado atualmente possui uma ou mais portas (conectores) USB. Estas portas USB permitem que se conecte desde mouses até

Leia mais

1. Informações Gerais

1. Informações Gerais 1. Informações Gerais Guia de Utilização Samsung PST TDMA 1.1 Pré-Requisitos para utilização do software 1º - Noções básicas de informática! (Manipulação de arquivos, instalação e utilização de programas)

Leia mais

Usando o computador portátil GIGABYTE pela primeira vez. 2 Conecte o adaptador AC no conector de entrada DC no lado esquerdo do computador portátil.

Usando o computador portátil GIGABYTE pela primeira vez. 2 Conecte o adaptador AC no conector de entrada DC no lado esquerdo do computador portátil. Parabéns por adquirir um Notebook GIGABYTE. Este manual irá ajudá-lo a começar com a configuração do seu computador portátil. A configuração do produto final depende do modelo no momento da sua compra.

Leia mais

Câmera digital com zoom Kodak EasyShare CX7330 Guia do usuário

Câmera digital com zoom Kodak EasyShare CX7330 Guia do usuário Câmera digital com zoom Kodak EasyShare CX7330 Guia do usuário www.kodak.com Para obter tutoriais interativos, visite www.kodak.com/go/howto. Para obter ajuda sobre sua câmera, visite www.kodak.com/go/cx7330support

Leia mais

Conectores de Vídeo Radiofreqüência (RF)

Conectores de Vídeo Radiofreqüência (RF) 15 Conectores de Vídeo Existem vários tipos de conexões de vídeo que você pode encontrar no PC e em aparelhos eletrônicos como TVs, aparelhos de DVD e videoprojetores. Apesar de a finalidade geral desses

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES Obrigado por adquirir este produto. Por favor, leia essas instruções cuidadosamente para garantir melhores resultados do seu aparelho. SOBRE O PRODUTO A MINIMAXX é a menor câmera de

Leia mais

Software RedeMB5 Manual do Usuário (Ver. 2)

Software RedeMB5 Manual do Usuário (Ver. 2) Manual do Usuário (Ver. 2) 1. Introdução O software RedeMB5 é uma ferramenta que permite monitorar em tempo real 247 medidores de energia ou multitransdutores digitais KRON em uma rede padrão RS-485 com

Leia mais

Atualização, backup e recuperação de software

Atualização, backup e recuperação de software Atualização, backup e recuperação de software Guia do Usuário Copyright 2006 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft e Windows são marcas registradas da Microsoft Corporation nos EUA. As informações

Leia mais

Enviar imagens para um computador (função Wi-Fi) PowerShot G16

Enviar imagens para um computador (função Wi-Fi) PowerShot G16 Enviar imagens para um computador (função Wi-Fi) PowerShot G16 Primeiros passos O procedimento para utilização da função Wi-Fi para enviar imagens de uma câmera para um computador é explicado nas quatro

Leia mais

Hardware. Prof. Luiz Carlos Branquinho Informática Básica Gestão Comercial

Hardware. Prof. Luiz Carlos Branquinho Informática Básica Gestão Comercial Hardware Prof. Luiz Carlos Branquinho Informática Básica Gestão Comercial Conteúdo Definição do hardware; Tipo e tamanho dos computadores; Família dos computadores; Elementos do hardware; Portas de comunicação.

Leia mais

Motorola Phone Tools. Início Rápido

Motorola Phone Tools. Início Rápido Motorola Phone Tools Início Rápido Conteúdo Requisitos mínimos...2 Antes da instalação Motorola Phone Tools...3 Instalar Motorola Phone Tools...4 Instalação e configuração do dispositivo móvel...6 Registro

Leia mais

UNIDADE III Sistemas Operacionais WINDOWS

UNIDADE III Sistemas Operacionais WINDOWS UNIDADE III Sistemas Operacionais WINDOWS Objetivo da unidade Objetivo Geral Apontar as noções básicas do Windows Praticar o aprendizado sobre o Sistema Operacional Objetivos Específicos Entender como

Leia mais

Enviar imagens para um computador (função Wi-Fi) (PowerShot SX530 HS)

Enviar imagens para um computador (função Wi-Fi) (PowerShot SX530 HS) Enviar imagens para um computador (função Wi-Fi) (PowerShot SX530 HS) Introdução O procedimento para utilização da função Wi-Fi para enviar imagens de uma câmera para um computador é explicado nas quatro

Leia mais

Conhecendo o Decoder

Conhecendo o Decoder Conhecendo o Decoder O Decoder da sua ion TV, ou receptor, também é chamado de STB, sigla em inglês para Set Top Box, que é o aparelho responsável por receber o sinal de TV, decodificá-lo e enviá-lo para

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES TABLET TAB TV DUAL

MANUAL DE INSTRUÇÕES TABLET TAB TV DUAL MANUAL DE INSTRUÇÕES TABLET TAB TV DUAL Termos de Garantia Este produto é garantido contra defeitos de fabricação. Os casos abaixo não estãocobertos pela garantia:. Vazamento ou oxidação das pilhas/bateria..

Leia mais

Scanners Manual Básico. Um guia prático e rápido para conhecer o melhor tipo de equipamento para seus trabalhos.

Scanners Manual Básico. Um guia prático e rápido para conhecer o melhor tipo de equipamento para seus trabalhos. Scanners Manual Básico Um guia prático e rápido para conhecer o melhor tipo de equipamento para seus trabalhos. Tipos de Scanners Diferentes tipos de scanners funcionam de diferentes maneiras. Conheça

Leia mais

AJUDANDO-TE A CONHECER MELHORAR O BOM FUNCIONAMENTO DO TEU COMPUTADOR

AJUDANDO-TE A CONHECER MELHORAR O BOM FUNCIONAMENTO DO TEU COMPUTADOR AJUDANDO-TE A CONHECER MELHORAR O BOM FUNCIONAMENTO DO TEU COMPUTADOR Talegal Services +258 820271343 +258 848162924 +258 844459500 www.deogracio-e-raquinha.webnode.pt Aprenda a usar um pen drive como

Leia mais

Introdução. Conheça as peças que compõem a sua camcorder. Parte de baixo. Microfone. Altifalante. Lente. LEDs de iluminação. Flash

Introdução. Conheça as peças que compõem a sua camcorder. Parte de baixo. Microfone. Altifalante. Lente. LEDs de iluminação. Flash Introdução Conheça as peças que compõem a sua camcorder Altifalante Microfone Lente LEDs de iluminação Tampa do compartimento da bateria Flash Gancho da correia Parte de baixo Entrada do tripé Ranhura

Leia mais

Manual de instrução em português

Manual de instrução em português Manual de instrução em português B.I. Tecnologia. Índice Introdução 1 Componentes 1 Painel frontal 1 Painel traseiro 2 Adaptador USB para o cartão 3 Primeiro passos 3 Colocando o cartão de memória micro

Leia mais

Seu manual do usuário AMAZON AMZ TL50 http://pt.yourpdfguides.com/dref/2671490

Seu manual do usuário AMAZON AMZ TL50 http://pt.yourpdfguides.com/dref/2671490 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para AMAZON AMZ TL50. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a AMAZON AMZ TL50

Leia mais

Brasil. 5. Aspecto da câmera de vídeo. A. Modo de pré-visualização. B. Foto instantânea. C. Modo de videoclipe

Brasil. 5. Aspecto da câmera de vídeo. A. Modo de pré-visualização. B. Foto instantânea. C. Modo de videoclipe Aviso importante: Instale primeiro o driver e somente então conecte a VideoCAM Messenger à porta USB Leia este importante aviso antes da instalação 1. Instalação do software VideoCAM Messenger 1. Insira

Leia mais

Gerenciamento de cor. 7.2 Calibração do scanner utilizando a calibração IT8 de SilverFast

Gerenciamento de cor. 7.2 Calibração do scanner utilizando a calibração IT8 de SilverFast Botão para a abertura do diálogo de calibração IT8 colorido: A calibração IT8 está ativa cinza: A calibração IT8 está desativada O botão IT8 somente está visível, se a função estiver liberada!.2 Calibração

Leia mais

INFORmação. O que é um Computador?

INFORmação. O que é um Computador? Professor: M. Sc. Luiz Alberto Filho Conceitos básicos Evolução histórica Hardware Sistemas de numeração Periféricos Software Unidades Básicas de Medidas 2 Facilidade de armazenamento e recuperação da

Leia mais

LASERTECK SOFTECK FC MANUAL DO USUÁRIO

LASERTECK SOFTECK FC MANUAL DO USUÁRIO LASERTECK SOFTECK FC MANUAL DO USUÁRIO 2015 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 REQUISITOS DO SISTEMA... 3 3 INSTALAÇÃO... 3 4 O QUE MUDOU... 3 5 COMO COMEÇAR... 4 6 FORMULÁRIOS DE CADASTRO... 5 7 CADASTRO DE

Leia mais

CARACTERÍSTICAS: Índice:

CARACTERÍSTICAS: Índice: Índice: Características. Menu principal. Reprodução de Músicas. Radio FM. Foto. Gravação de áudio. Reprodução de Vídeos. Reprodução de Imagens. Livro Eletrônico. Jogos. Ferramentas. Calendário. PC Cam.

Leia mais

Copyright 2006 GrupoPIE Portugal S.A.

Copyright 2006 GrupoPIE Portugal S.A. ScanPAL A Restauração do Séc. XXI ScanPAL Copyright 2006 GrupoPIE Portugal S.A. - 2 - ScanPAL Índice Pag. 1. ScanPAL Terminal Portátil...5 1.1. Organização do Software...7 2. Operações...8 2.1. Operações

Leia mais

A porta paralela. 1 - Introdução. 2- Modelos de porta paralela

A porta paralela. 1 - Introdução. 2- Modelos de porta paralela A porta paralela 1 - Introdução A porta paralela é uma interface de comunicação desenvolvida pela IBM para funcionar nos primeiros computadores PC lançado em 1983, ela também é chamada de porta para impressora.

Leia mais

Sensor de Imagem. Lente ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. Tipo de sensor CCD. Pixel efetivo. 14.2MP aprox. Pixel total. 14.4MP aprox.

Sensor de Imagem. Lente ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. Tipo de sensor CCD. Pixel efetivo. 14.2MP aprox. Pixel total. 14.4MP aprox. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Sensor de Imagem Tipo de sensor CCD Pixel efetivo Pixel total 14.2MP aprox 14.4MP aprox Lente Distância focal 4,9 ~ 24,5 milímetros (equivalente a 27 ~ 135mm no formato 35mm) No.

Leia mais

Câmera digital com zoom Kodak EasyShare CD43 Guia do usuário

Câmera digital com zoom Kodak EasyShare CD43 Guia do usuário Câmera digital com zoom Kodak EasyShare CD43 Guia do usuário www.kodak.com Para obter tutoriais interativos, visite www.kodak.com/go/howto Para obter ajuda sobre sua câmera, visite www.kodak.com/go/cd43support

Leia mais

Sistema de Detecção de Vazamento de Gás

Sistema de Detecção de Vazamento de Gás Manual do Sistema Blockgas SB330 CB530 SB330 SB80 atende normas: NBR16186 de 06/2013 NBR16069 de 04/2010 NR 36 Apresentação do sistema: Composto por 3 módulos de equipamentos eletrônicos e 1 software de

Leia mais

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO?

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO? Índice BlueControl... 3 1 - Efetuando o logon no Windows... 4 2 - Efetuando o login no BlueControl... 5 3 - A grade de horários... 9 3.1 - Trabalhando com o calendário... 9 3.2 - Cancelando uma atividade

Leia mais

Seu manual do usuário HP PHOTOSMART R818 http://pt.yourpdfguides.com/dref/919751

Seu manual do usuário HP PHOTOSMART R818 http://pt.yourpdfguides.com/dref/919751 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para HP PHOTOSMART R818. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual

Leia mais

DEPARTAMENTO DATA ABRANGÊNCIA NÚMERO REVISÃO SAT 08/01/07 GERAL 42 0

DEPARTAMENTO DATA ABRANGÊNCIA NÚMERO REVISÃO SAT 08/01/07 GERAL 42 0 INFORMATIVO TÉCNICO DEPARTAMENTO DATA ABRANGÊNCIA NÚMERO REVISÃO SAT 08/01/07 GERAL 42 0 PL-4280: PROCEDIMENTO DE ATUALIZAÇÃO DE SOFTWARE (INTERFERÊNCIA CONTROLE REMOTO SKY+) Senhores Técnicos, Efetuar

Leia mais

Seu manual do usuário HP PHOTOSMART C5380 http://pt.yourpdfguides.com/dref/4167378

Seu manual do usuário HP PHOTOSMART C5380 http://pt.yourpdfguides.com/dref/4167378 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para HP PHOTOSMART C5380. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual

Leia mais

Memória da impressora

Memória da impressora Memória da impressora Gerenciando a memória 1 Sua impressora vem com, pelo menos, 32 MB de memória. Para determinar a quantidade de memória instalada atualmente em sua impressora, selecione Imprimir Menus

Leia mais

DIGISKY. Preparação. Revisão: 01.08.2011

DIGISKY. Preparação. Revisão: 01.08.2011 DIGISKY Guia Rápido 15448 V1.01 Preparação Por favor leia antes as instruções para utilização (no CD). Nestas instruções são descritos os preparativos necessários para o uso do medidor de exposição e suas

Leia mais

CURSO DE HARDWARE NÍVEL I

CURSO DE HARDWARE NÍVEL I CURSO DE HARDWARE NÍVEL I Introdução Até a década de 40, possuir um automóvel era motivo de orgulho, preocupação e mais tarde passou a ser um luxo de classe média. Mas com o advento dos carros populares,

Leia mais

Manual do usuário Vídeo Porteiro Sem Fio VPV-800

Manual do usuário Vídeo Porteiro Sem Fio VPV-800 Manual do usuário Vídeo Porteiro Sem Fio VPV-800 Atenção: Antes de operar o equipamento, leia o manual do usuário, qualquer dano causado decorrente de utilização errônea do mesmo implicará na perda imediata

Leia mais

Solucionando Problemas

Solucionando Problemas Solucionando Problemas Por favor leia as sugestões abaixo quando a digitalização não está a processarse como esperava ou se encontrar qualquer problema no funcionamento do scanner. Se as soluções abaixo

Leia mais

Guia de Início Rápido SystemTweaker

Guia de Início Rápido SystemTweaker Guia de Início Rápido SystemTweaker O SystemTweaker é uma ferramenta segura e fácil de usar para personalizar o Windows de acordo com as suas preferências. Este guia de início rápido irá ajudar você a

Leia mais

É a parte física de um computador, formada por peças e circuitos eletrônicos que ficam dentro do Gabinete (Torre). Existem diversos tipos de

É a parte física de um computador, formada por peças e circuitos eletrônicos que ficam dentro do Gabinete (Torre). Existem diversos tipos de É a parte física de um computador, formada por peças e circuitos eletrônicos que ficam dentro do Gabinete (Torre). Existem diversos tipos de HARDWARE, segue abaixo, alguns dos HARDWARES INTERNOS do computador:

Leia mais

Color Jetprinter. Guia do Usuário para Windows 95, Windows 98, Mac OS 8.6 e Mac OS 9

Color Jetprinter. Guia do Usuário para Windows 95, Windows 98, Mac OS 8.6 e Mac OS 9 Lexmark Z22/Z32 Color Jetprinter Guia do Usuário para Windows 95, Windows 98, Mac OS 8.6 e Mac OS 9 Edição: Abril 2000 O parágrafo a seguir não se aplica aos paises onde tais cláusulas não forem compatíveis

Leia mais

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA LEIAME APRESENTAÇÃO Nenhuma informação do TUTORIAL DO MICRO- SOFT OFFICE WORD 2003 poderá ser copiada, movida ou modificada sem autorização prévia e escrita do Programador Roberto Oliveira Cunha. Programador:

Leia mais

Câmera Digital HP Photosmart R707 com HP Instant Share. Manual do Usuário

Câmera Digital HP Photosmart R707 com HP Instant Share. Manual do Usuário Câmera Digital HP Photosmart R707 com HP Instant Share Manual do Usuário Informações de direitos de cópia e marca comercial 2004 Copyright Hewlett-Packard Development Company, LP A reprodução, adaptação

Leia mais

A capacidade de carga total com uso moderado é de aproximadamente 80% após 300 ciclos.

A capacidade de carga total com uso moderado é de aproximadamente 80% após 300 ciclos. Segurança da bateria A HP encara a segurança com muita seriedade e disponibiliza Material Safety Data Sheets (MSDS) (Fichas de dados de segurança de material; em inglês) que fornecem informações gerais

Leia mais

O produto. Principais Recursos

O produto. Principais Recursos O produto A câmera digital Minimaxx Extreme é leve, compacta e cabe na palma da sua mão. Foi especialmente desenvolvida para registrar suas experiências radicais e suas atividades de lazer. Possui diferentes

Leia mais

Brasil. 5. Descrição da função dos principais ícones. A. Reproduzir o arquivo.avi.

Brasil. 5. Descrição da função dos principais ícones. A. Reproduzir o arquivo.avi. Aviso importante: Instale primeiro o driver e somente então conecte a VideoCAM ExpressII à porta USB Leia este importante aviso antes da instalação 1. Instalação do software VideoCAM ExpressII 1. Insira

Leia mais

2.1 Montando o cabo serial... 4 2.2 Conectando o receptor ao PC... 5 2.3 Instalando o programa (DRU)... 5

2.1 Montando o cabo serial... 4 2.2 Conectando o receptor ao PC... 5 2.3 Instalando o programa (DRU)... 5 1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Instalação... 4 2.1 Montando o cabo serial... 4 2.2 Conectando o receptor ao PC... 5 2.3 Instalando o programa (DRU)... 5 3. Atualizando o receptor... 8 3.1 Qual o software

Leia mais

Oficina de fotografia e tratamento de imagem. Facilitadora: Camila Silva Aula: 01

Oficina de fotografia e tratamento de imagem. Facilitadora: Camila Silva Aula: 01 Oficina de fotografia e tratamento de imagem Facilitadora: Camila Silva Aula: 01 Histórico da Fotografia A fotografia surgiu do desejo do homem retratar o mundo a sua volta. Desde os primórdios, com a

Leia mais